P. 1
Física-I-3ª-Série

Física-I-3ª-Série

|Views: 2.057|Likes:
Publicado porR Costa Neves

More info:

Published by: R Costa Neves on Apr 04, 2013
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/26/2013

pdf

text

original

Nome: _______________________________________________ nº __________

Professor(a): ______________________________ Série: 3ª EM. Turma: __________

Data: _____/_____/2013

Exercícios de Física I - 3º ANO


1. (Epcar (Afa) 2013) Uma partícula de massa m e carga elétrica negativa gira em órbita circular com velocidade escalar constante de
módulo igual a v, próxima a uma carga elétrica positiva fixa, conforme ilustra a figura abaixo.



Desprezando a interação gravitacional entre as partículas e adotando a energia potencial elétrica nula quando elas estão infinitamente
afastadas, é correto afirmar que a energia deste sistema é igual a
a)
2
1
mv
2
÷
b)
2
1
mv
2
+
c)
2
2
mv
2
+
d)
2
2
mv
2
÷

2. (Pucrj 2013) Duas cargas pontuais
1 2
q 3,0 C e q 6,0 C μ μ = = são colocadas a uma distância de 1,0 m entre si.
Calcule a distância, em metros, entre a carga q
1
e a posição, situada entre as cargas, onde o campo elétrico é nulo.

Considere k
C
= 9× 10
9
Nm
2
/C
2

a) 0,3
b) 0,4
c) 0,5
d) 0,6
e) 2,4

3. (Pucrj 2013) O gráfico abaixo apresenta a medida da variação de potencial em função da corrente que passa em um circuito
elétrico.



Podemos dizer que a resistência elétrica deste circuito é de:
a) 2,0 mO
b) 0,2 O
c) 0,5 O
d) 2,0 kO
e) 0,5 kO

4. (Fuvest 2013) No circuito da figura abaixo, a diferença de potencial, em módulo, entre os pontos A e B é de
1º Trimestre
“Sem limite para crescer”


a) 5 V.
b) 4 V.
c) 3 V.
d) 1 V.
e) 0 V.

5. (Pucrj 2013)


No circuito mostrado na figura, a diferença de potencial entre os pontos B e A vale, em Volts:
a) 3,0
b) 1,0
c) 2,0
d) 4,5
e) 0,75

6. (Fuvest 2013) Em uma aula de laboratório, os alunos determinaram a força eletromotriz ε e a resistência interna r de uma bateria.
Para realizar a tarefa, montaram o circuito representado na figura abaixo e, utilizando o voltímetro, mediram a diferença de potencial
V para diferentes valores da resistência R do reostato. A partir dos resultados obtidos, calcularam a corrente I no reostato e
construíram a tabela apresentada logo abaixo.



a) Complete a tabela abaixo com os valores da corrente I.

V(V) R( O ) I(A)
1,14 7,55 0,15
1,10 4,40
1,05 2,62 0,40
0,96 1,60
0,85 0,94 0,90

b) Utilizando os eixos abaixo, faça o gráfico de V em função de I.


c) Determine a força eletromotriz ε e a resistência interna r da bateria.

Note e adote: Um reostato é um resistor de resistência variável; Ignore efeitos resistivos dos fios de ligação do circuito.

7. (Unesp 2013) Determinada massa de água deve ser aquecida com o calor dissipado por uma associação de resistores ligada nos
pontos A e B do esquema mostrado na figura.



Para isso, dois resistores ôhmicos de mesma resistência R podem ser associados e ligados aos pontos A e B. Uma ddp constante U,
criada por um gerador ideal entre os pontos A e B, é a mesma para ambas as associações dos resistores, em série ou em paralelo.



Considere que todo calor dissipado pelos resistores seja absorvido pela água e que, se os resistores forem associados em série, o
aquecimento pretendido será conseguido em 1 minuto. Dessa forma, se for utilizada a associação em paralelo, o mesmo aquecimento
será conseguido num intervalo de tempo, em segundos, igual a
a) 30.
b) 20.
c) 10.
d) 45.
e) 15.

8. (Uel 2013) As lâmpadas de LED (Light Emissor Diode) estão substituindo progressivamente as lâmpadas fluorescentes e
representam um avanço tecnológico nas formas de conversão de energia elétrica em luz. A tabela, a seguir, compara as características
dessas lâmpadas.

Características Fluorescente LED
Potência média (W) 9 8
Tempo médio de duração (horas) 6000 25000
Tensão nominal (Volts) 110 220
Fluxo luminoso (lm) 490 450

Com relação à eficácia luminosa, que representa a relação entre o fluxo luminoso e a potência do dispositivo, Lumen por Watt
(lm/W), considere as afirmativas a seguir.

I. A troca da lâmpada fluorescente pela de LED ocasionará economia de 80% de energia.
II. A eficácia luminosa da lâmpada de LED é de 56,25 lm/W.
III. A razão entre as correntes elétricas que passam pela lâmpada fluorescente e pela lâmpada de LED, nessa ordem, é de 2,25.
IV. O consumo de energia elétrica de uma lâmpada de LED durante o seu tempo médio de duração é de 200 kWh.

Assinale a alternativa correta.
a) Somente as afirmativas I e II são corretas.
b) Somente as afirmativas I e IV são corretas.
c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.
d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.
e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.

9. (Uerj 2013) Ao ser conectado a uma rede elétrica que fornece uma tensão eficaz de 200 V, a taxa de consumo de energia de um
resistor ôhmico é igual a 60 W.
Determine o consumo de energia, em kWh, desse resistor, durante quatro horas, ao ser conectado a uma rede que fornece uma tensão
eficaz de 100 V.

10. (Espcex (Aman) 2013) O amperímetro é um instrumento utilizado para a medida de intensidade de corrente elétrica em um
circuito constituído por geradores, receptores, resistores, etc. A maneira correta de conectar um amperímetro a um trecho do circuito
no qual queremos determinar a intensidade da corrente é
a) em série
b) em paralelo
c) na perpendicular
d) em equivalente
e) mista

11. (Fuvest 2013) Um raio proveniente de uma nuvem transportou para o solo uma carga de 10 C sob uma diferença de potencial de
100 milhões de volts. A energia liberada por esse raio é
(Note e adote:
7
1J 3 10 kWh.
÷
= × )
a) 30 MWh.
b) 3 MWh.
c) 300 kWh.
d) 30 kWh.
e) 3 kWh.

12. (Pucrj 2013) Um determinado circuito é composto de uma bateria de 12,0 V e mais quatro resistores, dispostos como mostra a
figura.



a) Determine a corrente elétrica no ponto A indicado na figura.
b) Determine a diferença de potencial entre os pontos B e C apresentados na figura.

13. (Unicamp 2013) Uma forma alternativa de transmissão de energia elétrica a grandes distâncias (das unidades geradoras até os
centros urbanos) consiste na utilização de linhas de transmissão de extensão aproximadamente igual a meio comprimento de onda da
corrente alternada transmitida. Este comprimento de onda é muito próximo do comprimento de uma onda eletromagnética que viaja
no ar com a mesma frequência da corrente alternada.

a) Qual é o comprimento de onda de uma onda eletromagnética que viaja no ar com uma frequência igual a 60 Hz? A velocidade da
luz no ar é c = 3× 10
8
m/s.
b) Se a tensão na linha é de 500 kV e a potência transmitida é de 400 MW, qual é a corrente na linha?

14. (G1 - utfpr 2012) Quando atritamos uma régua de plástico com um pedaço de lã:

I. Fazemos com que a régua de plástico fique carregada com cargas elétricas e o pedaço de lã continue neutro eletricamente, pois o
papel da lã é de atritar a régua.
II. Fazemos com que a régua de plástico fique carregada com cargas elétricas e o pedaço de lã fique carregado com cargas elétricas
contrárias às da régua, pois há transferência de cargas de um material para o outro.
III. Fazemos com que a régua de plástico fique carregada eletricamente com o mesmo tipo de cargas da lã, pois a transferência de
cargas se dá de um objeto carregado para o outro.
IV. A régua de plástico e a lã ficam eletricamente neutros, pois o processo de eletrização por atrito é o processo de indução de cargas.

Está(ão) correta(s):
a) I.
b) II.
c) III.
d) IV.
e) I e IV.

15. (G1 - ifsp 2012) Enquanto fazia a limpeza em seu local de trabalho, uma faxineira se surpreendeu com o seguinte fenômeno:
depois de limpar um objeto de vidro, esfregando-o vigorosamente com um pedaço de pano de lã, percebeu que o vidro atraiu para si
pequenos pedaços de papel que estavam espalhados sobre a mesa.



O motivo da surpresa da faxineira consiste no fato de que
a) quando atritou o vidro e a lã, ela retirou prótons do vidro tornando-o negativamente eletrizado, possibilitando que atraísse os
pedaços de papel.
b) o atrito entre o vidro e a lã aqueceu o vidro e o calor produzido foi o responsável pela atração dos pedaços de papel.
c) ao esfregar a lã no vidro, a faxineira criou um campo magnético ao redor do vidro semelhante ao existente ao redor de um ímã.
d) ao esfregar a lã e o vidro, a faxineira tornou-os eletricamente neutros, impedindo que o vidro repelisse os pedaços de papel.
e) o atrito entre o vidro e a lã fez um dos dois perder elétrons e o outro ganhar, eletrizando os dois, o que permitiu que o vidro atraísse
os pedaços de papel.

16. (G1 - ifsc 2012) Como funciona a Máquina de Xerox
Quando se inicia a operação em uma máquina de Xerox, acende-se uma lâmpada, que varre todo o documento a ser copiado. A
imagem é projetada por meio de espelhos e lentes sobre a superfície de um tambor fotossensível, que é um cilindro de alumínio
revestido de um material fotocondutor.
Os fotocondutores são materiais com propriedade isolante no escuro. Mas, quando expostos à luz, são condutores. Assim, quando a
imagem refletida nos espelhos chega ao tambor, as cargas superficiais do cilindro se alteram: as áreas claras do documento
eliminam as cargas elétricas que estão sobre a superfície do cilindro e as áreas escuras as preservam. Forma-se, então, uma imagem
latente, que ainda precisa ser revelada. Para isso, o cilindro é revestido por uma fina tinta de pó, o tonalizador, ou toner, que adere à
imagem latente formada sobre o tambor. Em seguida, toda a imagem passa para as fibras do papel, através de pressão e calor. E,
assim, chega-se à cópia final.

Fonte: Revista Globo Ciência, dez. 1996, p. 18.

O texto acima se refere a uma aplicação do fenômeno de eletrização, pois é graças a ele que o toner adere ao cilindro metálico
mencionado. O processo de eletrização pode ocorrer de três formas distintas: atrito, indução e contato, mas todos os processos têm
algo em comum. É CORRETO afirmar que o comum destes processos é:
a) Deixar o corpo eletrizado, com um desequilíbrio entre o número de cargas elétricas positivas e negativas.
b) Deixar o corpo eletrizado, com um equilíbrio entre o número de cargas elétricas positivas e negativas.
c) Arrancar as cargas positivas do corpo eletrizado.
d) Deixar o corpo eletrizado com uma corrente elétrica negativa.
e) Deixar o corpo eletrizado com um campo magnético.

17. (Upf 2012) Uma pequena esfera de 1,6 g de massa é eletrizada retirando-se um número n de elétrons. Dessa forma, quando a
esfera é colocada em um campo elétrico uniforme de
9
1 10 N C, × na direção vertical para cima, a esfera fica flutuando no ar em
equilíbrio. Considerando que a aceleração gravitacional local g é 10 m/s
2
e a carga de um elétron é
19
1,6 10 C,
÷
× pode-se afirmar que
o número de elétrons retirados da esfera é:
a)
19
1 10 ×
b)
10
1 10 ×
c)
9
1 10 ×
d)
8
1 10 ×
e)
7
1 10 ×

18. (G1 - cftmg 2012) A figura representa um trecho de um circuito elétrico em que a diferença de potencial entre os pontos A e B
vale 12 V.



O valor da intensidade de corrente elétrica i, em ampères, e da resistência elétrica do resistor R, em ohm, valem, respectivamente,
a) 2,0 e 6,0.
b) 4,0 e 2,0.
c) 6,0 e 2,0.
d) 6,0 e 4,0.

19. (G1 - ifce 2012) Um resistor ôhmico de 576 , O submetido a uma ddp de 240 V, dissipa, em 2 horas, uma energia elétrica, em
joules, de
a) 3,6x10
5
.
b) 3,6x10
6
.
c) 7,2x10
6
.
d) 7,2x10
5
.
e) 2,0x10
2
.

20. (Ufsm 2012) O uso de datashow em sala de aula é muito comum. As lâmpadas de filamento que são usadas nesses equipamentos
têm potência elevada de, aproximadamente, 1100 W quando ligadas em 220 V. Se um datashow for usado durante 1 hora e 40
minutos, que é o tempo de duração de uma aula com dois períodos, qual é a energia consumida em J?
a) 5,00 X 10
2
.
b) 2,42 X 10
3
.
c) 1,10 X 10
5
.
d) 6,60 X 10
6
.
e) 1,45 X 10
8
.

21. (G1 - ifce 2011) Três esferas metálicas idênticas, A, B e C, se encontram isoladas e bem afastadas uma das outras.
A esfera A possui carga Q e as outras estão neutras. Faz-se a esfera A tocar primeiro a esfera B e depois a esfera C.
Em seguida, faz-se a esfera B tocar a esfera C.

No final desse procedimento, as cargas das esferas A, B e C serão, respectivamente,
a) Q/2, Q/2 e Q/8.
b) Q/4, Q/8 e Q/8.
c) Q/2, 3Q/8 e 3Q/8.
d) Q/2, 3Q/8 e Q/8.
e) Q/4, 3Q/8 e 3Q/8.

22. (Ufsm 2011) A luz é uma onda eletromagnética, isto é, a propagação de uma perturbação dos campos elétrico e magnético locais.
Analise as afirmações a seguir, que estão relacionadas com as propriedades do campo elétrico.

I. O vetor campo elétrico é tangente às linhas de força.
II. Um campo elétrico uniforme se caracteriza por ter as linhas de força paralelas e igualmente espaçadas.
III. O número de linhas de força por unidade de volume de um campo elétrico é proporcional à quantidade de cargas do corpo.

Está(ão) correta(s)
a) apenas I.
b) apenas II.
c) apenas I e II.
d) apenas III.
e) I, II e III.

23. (Ufpa 2011) O acelerador de partículas LHC, o Grande Colisor de Hadrons (Large Hadron Collider), recebeu da imprensa vários
adjetivos superlativos: “a maior máquina do mundo”, “o maior experimento já feito”, “o big-bang recriado em laboratório”, para citar
alguns. Quando o LHC estiver funcionando a plena capacidade, um feixe de prótons, percorrendo o perímetro do anel circular do
acelerador, irá conter 10
14
prótons, efetuando 10
4
voltas por segundo, no anel.

Considerando que os prótons preenchem o anel uniformemente, identifique a alternativa que indica corretamente a corrente elétrica
que circula pelo anel.

Dado: carga elétrica do próton
19
1,6 10 C
÷
×
a) 0,16 A
b)
15
1,6 10 A
÷
×
c)
29
1,6 10 A
÷
×
d)
9
1,6 10 A
÷
×
e)
23
1,6 10 A
÷
×

24. (Udesc 2011) Um fio condutor foi submetido a diversas voltagens em um laboratório. A partir das medidas dessas voltagens e das
correntes que se estabeleceram no condutor, foi possível obter o gráfico a seguir.



O valor da resistência desse condutor é:
a) 32 Ù
b) 0,02 Ù
c) 150 Ù
d) 250 Ù
e) 50 Ù

25. (Unifesp 2011) Os circuitos elétricos A e B esquematizados, utilizam quatro lâmpadas incandescentes L idênticas, com
especificações comerciais de 100 W e de 110 V, e uma fonte de tensão elétrica de 220 V. Os fios condutores, que participam dos dois
circuitos elétricos, podem ser considerados ideais, isto é, têm suas resistências ôhmicas desprezíveis.



a) Qual o valor da resistência ôhmica de cada lâmpada e a resistência ôhmica equivalente de cada circuito elétrico?
b) Calcule a potência dissipada por uma lâmpada em cada circuito elétrico, A e B, para indicar o circuito no qual as lâmpadas
apresentarão maior iluminação.


Gabarito:

Resposta da questão 1:
[A]

A força elétrica age como resultante centrípeta sobre a partícula de carga negativa.
Assim:
( )
cent
2
el res 2
2
k Q q
mv
F F
R R
k Q q
mv . I
R
= ¬ = ¬
=


A energia do sistema é a soma da energia cinética com a energia potencial elétrica:

( )
( )
2
pot cin
2
k Q q
mv
E E E
2 R
mv k Qq
E . II
2 R
÷
= + = + ¬
= ÷


Substituindo (I) em (II):

2
2 2
mv 1
E mv E mv .
2 2
= ÷ ¬ = ÷

Resposta da questão 2:
Gabarito Oficial: [B]
Gabarito SuperPro®: Nenhuma das alternativas está correta.

Observe a figura abaixo.



Para que o campo elétrico no ponto assinalado seja nulo,
1 2
E E = . Portanto:

1 2
2 2 2 2 2 2
kq kq 3 6 1 2
x (1 x) x (1 x) x 1 2x x
= ÷ = ÷ =
÷ ÷ ÷ +


2 2 2
2x x 2x 1 x 2x 1 0 = ÷ + ÷ + ÷ =

2
2 2 4x1x( 2) 2 12 2 2 3
x 1 3 0,73m
2 2 2
÷ ± ÷ ÷ ÷ ± ÷ ±
= = = = ÷ ± ~

Resposta da questão 3:
[D]

Primeira Lei de OHM

V R.i 12 Rx6 R 2,0k = ÷ = ÷ = O

Resposta da questão 4:
[B]

Como o circuito está aberto entre os pontos A e B, a corrente elétrica entre esses pontos é nula, sendo, portanto, também nula a
corrente pelo resistor de R
2
= 4 , O ligado ao ponto A; ou seja, esse resistor não tem função, não entrando no cálculo da resistência
equivalente. O circuito da figura 2 é uma simplificação do circuito da figura 1.



Calculando a resistência equivalente:
eq
2
R 4 5 .
2
= + = O

A ddp no trecho é U = 5 V, e a ddp entre os pontos A e B (U
AB
) é a própria ddp no resistor R
1
. Assim:
( )
eq
eq
AB 1 AB
U 5
U R I I 1 A.
R 5
U R i 4 1 U 4 V.
= ¬ = = =
= = ¬ =


Resposta da questão 5:
[C]

A resistência equivalente do circuito é:

R 1 1/ /1 1 0,5 1,5 = + = + = O

A corrente no circuito é:

V R.i 3 1,5.i i 2,0A = ÷ = ÷ =

A ddp procurada é:

AB
V R.i V 1x2 2,0V = ÷ = =

Resposta da questão 6:
a) Aplicando a 1ª Lei de Ohm na 2ª e 4ª linhas:


2
4
1,1
I 0,25 A.
4,4 V
V R I I
0,96 R
I 0,60 A.
1,6
¦
= =
¦
¦
= ¬ =
´
¦
= =
¦
¹


V(V) R( O ) I(A)
1,14 7,55 0,15
1,10 4,40 0,25
1,05 2,62 0,40
0,96 1,60 0,60
0,85 0,94 0,90


b) Substituindo os valores da tabela do item anterior:



Obs.: no eixo das tensões, os valores começam a partir de V = 0,7 V, por isso a reta não cruza o eixo das correntes no valor da
corrente de curto circuito.
c) Substituindo os dois primeiros valores de V e de I da tabela na equação do gerador e subtraindo membro a membro as duas
equações:

( )
( )
( )( )
1,14 r 0,15
0,04
V r I r r 0,4 .
r 0,25
1,10
0,1
0,04 0 0,10 r
1,14 0,4 0,15 1,14 0,06 1,2 V.
ε
ε Ω
ε
ε ε ε
¦ = ÷
¦
= ÷ ÷ ¬ = ¬ =
÷ ´
=
¦
+
¹
= ÷ ¬ = + ¬ =

Obs.: A equação dessa bateria é:
V 1,2 0,4I. = ÷
Para V = 0,7 V:
1,2 0,7
0,7 1,2 0,4 I I i 1,25 A.
0,4
÷
= ÷ ¬ = ¬ =
Esse é o valor em que a linha do gráfico corta o eixo das correntes, como assinalado no gráfico do item anterior.

Resposta da questão 7:
[E]

Dados:
S
t A = 1 min = 60 s.

As resistências equivalentes das associações série (R
S
) e paralelo (R
P
) são, respectivamente:
S
R 2 R = e
P
R
R .
2
=
Para o mesmo aquecimento, é necessária a mesma quantidade de calor nas associações paralelo e série (Q
P

= Q
S
). Aplicando a
expressão da potência elétrica para uma associação de resistores:
2 2
P S P P S S P S
P S
S S S P
P P P
P
U U
Q Q P t P t t t
R R
t t t t 60
2 t t t
R
2 R 2 4 4
2
t 15 s.
= ¬ A = A ¬ A = A ¬
A A A A
= ¬ A = ¬ A = ¬ A = ¬
A =


Resposta da questão 8:
[E]

I. Incorreta. O consumo de energia está relacionado à potência ( E P t). A = A A relação entre as potências é:
led
flu
P 8
0,89 89%.
P 9
= ~ = A troca ocasionará uma economia de 11%.
II. Correta. Sendo e a eficácia luminosa, temos:
led
450
e 56,25 lm/ W.
8
= =
III. Correta.
flu
flu
led
led
9
9
i
i P 9 220 18
110
110
P U i i 2,25.
8
8 U i 110 8 8
i
220
220
¦
=
¦
¦
= ¬ = ¬ = = × = =
´
¦
=
¦
¹

IV. Correta. ( ) E P t 8 25.000 200.000 W h 200 kW h. Δ Δ = = = · = ·

Resposta da questão 9:
Dados nominais fornecidos no enunciado:

U 200V P 60w = =

A partir destes dados, temos:

( ) ( )
3
E P t 15.10 k 4 h Δ ω
÷
= · = · neste resistor é dada por:
2 2
U 100 3.10000
P
2000 R 2000
3
= = =
| |
|
\ .

30
P P 15w
2
= ¬ =

A energia consumida em 4 horas é dada por:

( ) ( )
3
E P t 15.10 kw 4 h Δ
÷
= · = ·

E 0,06kwh =

Resposta da questão 10:
[A]

Para que o amperímetro faça a leitura correta, ele deve ter resistência interna nula e ser ligado em série com o trecho de circuito onde
se quer medir a corrente.

Resposta da questão 11:
[C]

Dados: U = 100

×

10
6
V; Q = 10 C; 1 J = 3

×

10
-7
kW·h.
| |
6 9 9 7
kW h
E U Q 100 10 10 10 J E 10 J 3 10 .
J
E 300 kW h.
Δ Δ
Δ
÷
· (
= = × × = ¬ = × × ¬
(
¸ ¸
= ·


Resposta da questão 12:
Como as resistências de 1,0 kO estão em paralelo o circuito pode ser reduzido para o mostrado abaixo.



A corrente circulante será
12 8
V R.i 12 4,5i i A
4,5 3
= ÷ = ÷ = =

A ddp procurada valerá:
BC BC
8 4
V R.i V 0,5x i A
3 3
= ÷ = ÷ =

Resposta da questão 13:
a) Dados: c = 3

×

10
8
m/s; f = 60 Hz.

Da equação fundamental da ondulatória:

8
6
c 3 10
c f 5 10 m.
f 60
λ λ λ
×
= ¬ = = ¬ = ×
b) Dados: P = 400 MW = 400

×

10
6
W; U = 500 kV = 500

×

10
3
V.
Da expressão da potência elétrica:

6
3
P 400 10
P U i i i 800 A.
U
500 10
×
= ¬ = = ¬ =
×


Resposta da questão 14:
[B]

Quando são atritados dois corpos isolantes, eles adquirem cargas de mesmo módulo e de sinais opostos. Portanto, somente a
afirmativa II está correta.

Resposta da questão 15:
[E]

Na eletrização por atrito ocorre transferência de elétrons de um corpo para o outro, ficando ambos eletrizados com cargas de sinais
opostos.

Resposta da questão 16:
[A]

Para que um corpo seja eletrizado, por qualquer processo, ele deve ganhar ou perder elétrons, havendo, então, um desequilíbrio entre
o número de prótons (cargas positivas) e o número de elétrons (cargas negativas).

Resposta da questão 17:
[D]

Dados: m = 1,6 g
–3
1,6 10 kg; = ×
–19
e 1,6 10 C; = ×
9
E 1 10 N C; = × g = 10 m/s
2
.

Como a esfera está em equilíbrio, a força eletrostática equilibra o peso:

3
8
19 9
mg
F P |q|E mg neE mg n
eE
1,6 10 10
n n 1 10 .
1,6 10 10
÷
÷
= ¬ = ¬ = ¬ = ¬
× ×
= ¬ = ×
× ×


Resposta da questão 18:
[D]

Como os dois resistores estão em paralelo, a ddp, U = 12 V, é a mesma nos dois ramos. Aplicando a 1ª lei de Ohm:

12 2 i i 6 A.
U R i
12 R 3 R 4 . Ω
= ¬ = ¦
= ¬
´
= ¬ =
¹


Resposta da questão 19:
Gabarito Oficial: [C]
Gabarito SuperPro®: [D]

( )( )
2 2
5
U 240
E P t E t 2 3.600
R 576
E 7,2 10 J.
Δ Δ Δ Δ
Δ
= ¬ = = ¬
= ×


Resposta da questão 20:
[D]

Dados: P = 1.100 W; At = 1 h e 40 min = 6.000 s.

( )
6
E P t 1.100 6.000 6,6 10 J. A = A = = ×

Resposta da questão 21:
[E]
A B
A C
B C
Q 0 Q
A com B: Q Q ;
2 2
Q
0
Q
2
A com C: Q Q ;
2 4
Q Q 3Q
3 Q
2 4 4
B com C: Q Q .
2 2 8
+
= = =
+
= = =
+
= = = =


A tabela abaixo mostra o resultado final.

Contatos A B C
Início Q 0 0
A com B Q/2 Q/2 0
A com C Q/4 Q/2 Q/4
B com C Q/4 3Q/8 3Q/8


Resposta da questão 22:
[C]

I. Correta. O vetor campo elétrico é tangente às linhas de força.
II. Correta.
III. Incorreta. De acordo com a lei de Gauss, o número de linhas de força por unidade de área de um campo elétrico é proporcional à
quantidade de carga do corpo.

Resposta da questão 23:
[A]

A corrente elétrica é dada pela razão entre a carga que passa por unidade de tempo. A cada segundo passam 10
14
prótons, 10
4
vezes.
Assim, a intensidade da corrente elétrica é:
14 4 19
Q 10 10 1,6 10
i i 0,16 A.
t 1
÷
A × × ×
= = ¬ =
A


Resposta da questão 24:
[E]


V 32
R 50
i 0,6
= = ~ O

Resposta da questão 25:
Dados: P
L
= 100 W; U
L
= 110 V; U = 220 V.

a) A resistência de cada lâmpada é:

2 2
L L
L
L
U U 110 110
P R R R 121
R P 100
×
= ¬ = ¬ = ¬ = O.
No circuito A temos dois ramos em paralelo, tendo cada um duas lâmpadas em série. A resistência de cada ramo é 2

R. Assim:

A A
2 R
R R R 121
2
= = ¬ = O.
No circuito B as quatro lâmpadas estão em série. Então:
R
B
= 4

R = 4

(121) ¬ R
B
= 484 O.

b) No circuito A a tensão em cada ramo é U = 220 V, portanto, em cada lâmpada a tensão é U
A
= 110 V. Cada uma dissipa potência
P
A
dada por:

2
A
A A
U 110 110
P P 100 W.
R 121
×
= = ¬ =

No circuito B temos 4 lâmpadas em série, sob tensão total U = 220 V. A tensão em cada lâmpada é:

B
220
U 55
4
= = V.

Cada lâmpada dissipa potência P
B
, sendo:

2
B
B B
U 55 55
P P 25 W.
R 121
×
= = ¬ =

Como P
A
> P
B
, as lâmpadas do circuito A apresentarão maior iluminação.


You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->