P. 1
Redação Publicitária III-apostila 2

Redação Publicitária III-apostila 2

|Views: 236|Likes:
Publicado portlira

More info:

Published by: tlira on Mar 19, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/10/2014

pdf

text

original

Redação Publicitária III

6º semestre Publicidade e Propaganda
Professora Marisa Almeida

Recursos Retóricos - Argumentação
Processo argumentativo:conjunto de técnicas que emprega a linguagem verbal para persuadir e convencer.  Argumentação Persuasiva:vale apenas para um auditório particular.

Convincente:propõe obter a adesão de todo ser racional.

Gênero epidítico
 

Centralizado na figura do orador. Gênero epidítico e a publicidade associação das promessas de benefícios proporcionados pelos produtos.

Valores
   

Intervêm em todas as argumentações variam de acordo com as circunstâncias. Lugares = premissas Premissas = causas (coerentes e adequadas) justificam a escolha de determinado tipo de argumentação. Auditórios = público-alvo

Lugares
Variam de acordo com : -época -ideologia -grupo social

Classificação - lugares segundo Perelman
    

Lugares de quantidade lugares de qualidade lugares da ordem do existente lugares da essência lugares da pessoa

Lugares de Quantidade
Alguma coisa é melhor do que a outra por razões quantitativas. Exemplo:anúncios institucionais que visam valorizar a marca e /ou produto através de tempo no mercado.

Lugares de Qualidade
Contestam o valor do número e valorizam o que é único e se distingue= diferencial.

Lugares de Ordem/ do Existente
Superioridade do anterior sobre o posterior Lugares do existente: superioridade do que existe, do que é atual, do que é real, sobre o possível, o eventual ou impossível.

Privilégio e escolha do tipo de lugar

“ serão efetivados em função de certas visões de mundo, de padrões eleitos, de um tempo histórico, de uma determinada ideologia. Assim, por exemplo, as relações velho /novo, durável /momentâneo, rico /pobre, entre outras, serão valorizadas diversamente, como aliás já o foram em períodos anteriores da história”.Rocco

Possibilidades de Argumentação
Presença:atua de um modo direto sobre a nossa sensibilidade.  Retórica:técnica que permite aplicar a razão à imaginação para melhor mover a vontade.

Manutenção da Presença

“O sentimento considera presente somente o presente; a razão considera o futuro e a seqüência dos tempos. E, por causa disso, como o presente enche a imaginação, a razão em geral é vencida: mas, depois que a força da eloqüência e da persuasão fizeram as coisas distantes e futuras parecerem presentes, então a razão prevalece ...”

Manutenção da Presença (2)
Presente:tempo daquilo que é considerado sempre atual, jamais invalidado-sentimento de presença.  Técnicas utilizadas: repetição, insistência, acumulação - evocação de detalhes - podem contribuir para a criação do presente.

Construção de anúncios publicitários
Os publicitários sabem que indicando o detalhe das operações que devem ser feitas para fazer a encomenda, tornamna presente na consciência e facilitam a tomada de decisão.

Filmes Publicitários
  

Utilização do primeiro plano isolamento do produto exibição e valorização de detalhes favorece a criação da sensação de presença e contribui para a criação de emoção.

Aspecto verbal da argumentação - Modalidades

Assertiva:convém a todo tipo de argumentação, porque se apresenta de modo que não há como contestá-la.  Injuntiva:representada pelo uso do imperativo.  Interrogativa:possui uma grande importância retórica, pois procura fazer com que o interlocutor se comprometa.

Técnicas argumentativas
Argumentos quase lógicos  Ridículo:aquilo que merece ser sancionado pelo riso, um modo de condenar um comportamento excêntrico.  Comparação:se processa por meio de relações analógicas ou por meio de identificações.

Argumentos baseados na estrutura do real
Fatos  verdades  presunções  Esquema causa e efeito  Persuasão Como? Por quê? Repostas obtidas a partir dos valores do senso comum.

Argumento pragmático
É aquele que permite apreciar um ato ou um acontecimento consoante suas conseqüências favoráveis ou desfavoráveis. Ele não requer nenhuma justificativa.  Consiste, ainda, em propor o sucesso como critério de objetividade e validade.

Argumento de autoridade
Tal argumento é condicionado pelo prestígio, ou seja, uma qualidade atribuída a uma pessoa que pode ser reconhecida pelos seus feitos

Membros do grupo social : dispostos a imitá-la, logo há uma relação de superioridade entre ela e o grupo.

Argumento de autoridade (2)
As autoridades são invocadas de acordo com:época / contextos situacionais / condições em que se produz a argumentação  O argumento de autoridade pode ser expresso por pessoas tidas como:belas, jovens, inteligentes, famosas, bem sucedidas, ou qualquer outro atributo

Argumento de autoridade (3)
Valorizado pelo grupo social.  Entidades:religiosas, médicas, científicas.

Linguagem argumentativa
Toda a linguagem é linguagem de uma determinada comunidade.  Termos utilizados, o sentido, a definição são compreendidos no contexto fornecido que levará em conta:hábitos , métodos, circunstâncias e as tradições conhecidas pelos usuários.

Estratégias argumentativas
Fatores que intervêm na comunicação: -emissor -receptor -mensagem -referente -código -canal

Estratégias persuasivas
Conjunto de argumentos que enfocam um ou mais de um dos fatores que intervêm na comunicação.

Estratégia centrada no emissor
Utiliza alguém credenciado para um dado discurso, que busca criar dele uma imagem favorável = argumento de autoridade.

Estratégia voltada para o receptor
Visa criar uma imagem favorável daquele a quem se deseja persuadir; procura mostrar ao receptor que ele passará a ser melhor, se aderir àquele produto e /ou serviço.

Estratégia centrada no referente
É aquela que procura dar informações sobre aquilo de que se fala, citando: fatos, dados, experimentos, etc.

Estratégia voltada para a mensagem
É aquela que trabalha com jogos de sentido e de sons, com combinações inusitadas de palavras. Exemplos: “Feliz Ano Novo e pás na terra aos homens de boa vontade”. “São Paulo. Trem jeito.”

Estratégia centrada no código
É aquela que se vale de oposições lingüísticas, de significados antigos de uma palavra, de virtualidades da língua.

Estratégia voltada para o canal
É aquela que valoriza o veículo da comunicação. É muito freqüente que o senso comum considere o canal como prova de veracidade de uma determinada informação.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->