Universidade Anhanguera - Uniderp Centro de Educação a Distância

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS DA DISCIPLINA DE ESTATÍSTICA

Débora Alves de Castilho RA: 294222 Janaina dos Santos Silva RA: 289355 Marcela de Almeida Alves RA: 298089 Michelle Pereira dos Santos RA: 294257 Natália Pereira Lavra RA: 290064

4° Período de Administração Angra dos Reis – RJ Setembro/ 2012

Pólo de EAD Angra dos Reis

........... a fim de compreender e aplicar os procedimentos estatísticos em uma pesquisa.......................14 Etapa 04 .....15 1..... 15 2.................................... 15 2......................... 15 2..............16 3............................................................................................................................................. 3 Etapa 01 .................................. 2 Introdução........................... Mediana..13 Gráfico 2 – Frequência Relativa .................................................................................................4 Resumo teórico do artigo: Conceito e aplicações da Estatística.........2......................................................1..........................2..................................... Medidas de tendência central...............................................................8 Etapa 02 ........... Medidas de dispersão............... 13 Gráfico 1 – Frequência Absoluta .................................... 10 Etapa 03: Tabelas de frequência e a organização dos dados em gráficos......................................................................................... Interpretação estatística dos resultados obtidos........3........................1..... 13 Gráficos:................. Moda........Definições e conceitos específicos da área estatística..........................................................................5 Possibilidades de aplicação da Estatística na área de Administração .......................................................................................................Coleta dos dados que serão utilizados no desenvolvimento de todas as etapas deste desafio.........................................................4 Resumo teórico do artigo: Aplicação dos conceitos de Controle Estatístico de Processo (CEP) em uma indústria de fundição do Norte Catarinense......................... 15 1................................... Desvio padrão................................................................................................................................................................................................. 15 1................................12 Histograma.......................... Média ..15 1.............................14 Gráfico 3 – Frequência Acumulada ..Sumário .........................Medidas de tendência central e Dispersão........... 10 Tabela de produtos..... Variância....................................................12 Análise de pacotes de 500 gramas de café favorito...........................16 .......................

....... 19 Introdução Este trabalho tem como objetivo a construção de um relatório.... conforme estudo de caso apresentado a seguir. Escolhemos uma amostra predeterminada de pacotes de café e efetuamos os procedimentos estatísticos de controle de qualidade..... para que o lote obtenha aprovação..... contendo os resultados da pesquisa estatística de controle de qualidade para o lote em questão......... Estudo de Caso Nossa equipe teve a função de atuar como supervisores do departamento de controle de qualidade de uma fábrica........... o desvio padrão máximo é de 0. ..... destinado ao Diretor da empresa.......................... desta forma. e esteve encarregada de verificar o processo de controle de qualidade do empacotamento de sacos de café que têm marcado nas embalagens de “500 gramas”... Vale lembrar que..... o diretor também poderá verificar a efetividade do trabalho da empresa...Referências Bibliográficas. segundo regras desta empresa.. para determinar a aprovação ou reprovação de um lote para comercialização....05 kg (ou 5 gramas).

Objetivando detectar possíveis mudanças na média do processo. Os dados dos resultados dos testes de tração fornecidos pela empresa. como as amostras são de tamanho unitário. para verificar se a média do . os quais correspondem a ensaios de tração realizados na linha de fundição. assim como oportunidades de melhorias úteis aos operadores e responsáveis pelo monitoramento do processo na empresa. pois trata-se de uma medida mais confiável. foi realizada duas estimativas: uma através da forma tradicional (equação 3. insensível a causas especiais que alteram a média do processo. ou seja.1). visando identificar particularidades e características do processo.Etapa 01 . segundo COSTA et al. antes de se construir o gráfico. Resumo teórico do artigo: Aplicação dos conceitos de Controle Estatístico de Processo (CEP) em uma indústria de fundição do Norte Catarinense. que consiste na diferença entre a maior e a menor medida de tração entre o dia t e o dia t-1. foram construídos os gráficos alternativos aos de Shewhart mais indicados para amostras unitárias. a fim de compreender e aplicar os procedimentos estatísticos em uma pesquisa. sendo. Já no caso da estimativa do desvio padrão do processo. Como não se conhecia o valor médio alvo do processo. por não ter sido informado pela empresa. sempre que ocorreram produções. e outra através do cálculo de SD (equação 3. a amplitude do processo considerada neste trabalho foi à amplitude móvel. por basear-se apenas na dispersão dos valores amostrais.Definições e conceitos específicos da área estatística. Para isto. o da soma cumulativa (CUSUM) e o da média móvel exponencialmente ponderada (EWMA . considerando a amostra global. foram acessados através do Núcleo de Normalização e Qualimetria (NNQ) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). durante todo o ano de 2004. É importante e necessário mencionar que. ou mesmo para outras pessoas que trabalhem e lidem com processos similares. foi realizado um teste de análise de variância (ANOVA). estratificou-se a amostra em 5 sub-amostras de tamanho 37 (respeitando-se a ordem cronológica das observações coletadas).que possui desempenho similar ao da soma cumulativa).2). O objetivo do artigo consiste em analisar a qualidade e a capacidade de produção da indústria. Primeiramente foi criado um processo de inspeção que consistia em um teste de tração com um determinado bloco de motor para caminhões a diesel. (2004).

. isto é. utilizado para detectar pequenas mudanças na média do processo. Um gráfico de controle é uma sequência de testes de hipóteses. É o caso em que o corpo de prova não está dentro dos padrões especificados pela empresa. Esse erro só ocorre quando se rejeita a hipótese nula verdadeira. passando então a oscilar aleatoriamente em torno da mesma. a coleta qualificada dos dados. O Gráfico da Média Móvel Exponencialmente Ponderada (EWMA). apenas até atingir a nova média. atendeu de forma razoavelmente satisfatória às expectativas dos autores. o CUSUM combina informação de várias amostras. A principal diferença entre estes dois gráficos. como por exemplo. a média do processo. O Gráfico da Soma Cumulativa (CUSUM) incorpora diretamente toda a informação nas sequências de valores da amostra de um valor alvo. em que a probabilidade do risco  é o erro do tipo I. juntamente com a estimação do índice de capacidade. Mas existe também o erro do tipo II (  ). o processamento. tornando-o mais eficaz do que os gráficos de Shewhart para detectar pequenas mudanças na média do processo. uma vez que se trata de uma grande empresa e já que trabalha há muito tempo com esse tipo de produto. A frustração ficou por conta de se esperar encontrar um processo estatisticamente capaz de produzir os blocos dentro das especificações desejadas. Os resultados obtidos com a utilização dos diversos gráficos de controle para amostras de tamanho unitário. a análise e a disseminação das informações. um corpo de prova é bom. similarmente ao gráfico da soma cumulativa. a inferência. é exponencialmente ponderada. mas é rejeitado pela empresa. é uma forma alternativa ao gráfico X de Shewhart. e sim. Além disso. A Estatística. que consiste em não rejeitar uma hipótese nula falsa. mas mesmo assim. o lote contendo todos os blocos de motores não é rejeitado como sendo problemático. é que no EWMA os dados não se afastam gradual e indefinidamente da linha média como no caso do CUSUM. Resumo teórico do artigo: Conceito e aplicações da Estatística. também conhecido como o risco do consumidor.processo apresentava modificações ao longo dos 185 dias em que foram feitas as coletas amostrais. é um conjunto de técnicas e métodos de pesquisa que entre outros tópicos envolve o planejamento do experimento a ser realizado.

identificar seus pontos fracos e atuar na melhoria contínua de seus processos. na pesquisa e desenvolvimento de técnicas. etc. algumas das áreas em que a atuação do estatístico adquire maior relevância. Indústria . entre outros.o estatístico pode atuar como docente. tanto na área governamental como na iniciativa privada. Os conceitos estatísticos têm exercido profunda influência na maioria dos campos do conhecimento humano. fornecendo assim subsídios imprescindíveis para as tomadas racionais de decisão. As informações estatísticas são concisas. a Estatística fornece ferramentas importantes para que as empresas e instituições possam definir melhor suas metas. podem utilizá-los para o desenvolvimento de suas atividades. ministrando disciplinas relacionadas à Estatística. Neste sentido. avaliar sua performance. Área de Recursos Humanos – nesta área. Exemplificamos. nos testes de produtos. Universidades e Instituições de Pesquisas . A diversidade de atuação é um dos grandes atrativos da Estatística. a seguir. assim como a avaliação dos treinamentos realizados. na previsão de surtos epidêmicos bem como no aprimoramento de processos de gerenciamento. específicas e eficazes. no desenvolvimento de equipamentos espaciais. cidadãos e organizações da sociedade que. .Atualmente os dados estatísticos são obtidos. classificados e armazenados em meio magnético e disponibilizados em diversos sistemas de informação acessíveis a pesquisadores. pesquisando e desenvolvendo novas metodologias de análise estatística para os mais variados problemas práticos e teóricos. que pode promover a melhoria da eficiência e também a solução de vários problemas práticos importantes em quase todas as áreas do saber: das ciências naturais às sociais. a atuação do estatístico começa nos estudos de implantação de uma fábrica até a avaliação das necessidades de expansão industrial. no controle do tráfego. o estatístico realiza pesquisa de compatibilização entre os conhecimentos e habilidades dos empregados e as atividades desenvolvidas por eles. produtos e equipamentos. no controle de qualidade e quantidade. por sua vez. estuda os salários . as necessidades de treinamento. bem como as principais atribuições desse profissional.no planejamento industrial. Métodos estatísticos vêm sendo utilizados no aprimoramento de produtos agrícolas.

que criou a profissão. estabelece tábuas de mortalidade.  Planejar e realizar experimentos e pesquisas em várias áreas científicas.o estatístico estuda a evolução e as características da população. etc.  Formular a solução para os mais variados e complexos problemas concernentes à melhoria e otimização dos processos. estabelece níveis e padrões para testes clínicos. Área Financeira e Bancária . Essa formação básica permite ao estatístico utilizar técnicas para:  Efetuar levantamentos e análises de informações. na avaliação e seleção de investimentos. modelagem e inferência que são algumas das ferramentas usuais da Estatística. no estudo e desenvolvimento de modelos financeiros. análise e acompanhamento de carteiras de investimentos. O Conselho Federal e os Conselhos Regionais de Estatística constituem as autarquias que têm por finalidade orientar. Métodos de Análise Estatística e Disciplinas Profissionalizantes. na definição. de 15 de julho de 1965. analisa os fluxos migratórios. etc. Técnicas e Métodos Estatísticos. planeja e realiza experimentos com grupos de controle. As responsabilidades e atribuições do estatístico estão redigidas pela Lei no 4. A formação acadêmica do estatístico está fundamentada em conhecimentos de Matemática. disciplinar e fiscalizar o exercício da profissão em todo o Território Nacional. Cálculo e Teoria das Probabilidades. e pelo Decreto no 62. Área de Marketing e Análise de Mercado .o estatístico tem um perfil adequado para trabalhar na monitoração e análise de mercado. no desenvolvimento de informações gerenciais. A exploração de vastas e diversas bases de dados estatísticos hoje existentes. que regulamentou o seu exercício profissional. na prospecção e avaliação de oportunidades. . requer um profissional capaz de extrair daí relevantes informações através do uso de modernas técnicas de amostragem. etc.739. na análise e desenvolvimento de produtos. Computação.Área de Demografia .497. nos sistemas de informações de marketing.o estatístico pode atuar no departamento de seguros e análise atuarial.

revistas. incluindo as estatais e governamentais. dirigir e controlar a empresa.  Censos demográficos ajudam o Governo a entender melhor sua população e a organizar seus gastos com saúde e assistência social. A Estatística ajudará em tal trabalho. como jornais. a empresa é uma das vigas mestras da Economia.  Dados numéricos são usados para aprimorar e aumentar a produção. E nisso inclui o sistema empresarial que se utiliza da estatística como ferramenta para gerenciar seus atos comerciais. A direção de uma empresa. exige de seu gestor a tarefa de tomar decisões.  diagramas. quase todos os meios de comunicação. Para integrar e enriquecer seus conjuntos de informações a serem divulgadas para a população. as expectativas da comunidade sobre a empresa. e o conhecimento e o uso da Estatística facilitarão seu trabalho de organizar. Atualmente. Por meio de coleta de dados. rádio. e estabelecer suas metas.  Gráficos e tabelas são apresentados na exposição de resultados de uma empresa. como também na seleção e organização da estratégia a ser adotada no empreendimento e na escolha das técnicas de verificação e avaliação da quantidade e da qualidade do produto e mesmo dos possíveis lucros e/ou perdas. Com a velocidade da informação a estatística passou a ser uma ferramenta essencial na produção e atuação do conhecimento. televisão e Internet lançam mão de modelos estatísticos como:  gráficos.  tabelas.Possibilidades de aplicação da Estatística na área de Administração Nas organizações é onde a estatística demonstra toda a sua força. médio ou longo prazo. seus objetivos com maior possibilidade de serem alcançados a curto. No mundo atual. . humanos e financeiros disponíveis. podemos conhecer a realidade geográfica e social. os recursos naturais. de qualquer tipo.

para um controle eficiente do trabalho. A implantação de um programa de qualidade pode eliminar desperdícios. As técnicas de controle antigas como a inspeção de qualidade no produto acabado. Em entrevista ao site do IBGE (2007). aumento da qualidade e produtividade. dentro do setor de balas não há dois produtos ou características exatamente iguais entre si porque os processos contêm muitas fontes de variação. A estatística tem sido utilizada para a otimização de recursos econômicos. mas sempre estarão presentes. na analise de decisões políticas e judiciais e tantas outras. Para Romero e Salgado (2007). Todas as origens da causa devem ser analisadas e estudas e quando for colocado sob o controle estatístico. Assim ao construir estatisticamente passe por procurar fundamentar suas praticas com base numa seleção de indicadores mais ou menos sortidos de acordo com as conveniências do momento. “A estatística tem por objetivo fornecer métodos e técnicas para que possa. ainda. diminuir as constantes inspeções e aumentar a satisfação do consumidor final. lidar com situações de incerteza”. Ainda para Romero e Salgado (2007). Francisco de Paula Buscácio.Tudo isso que se pensou. reduzir os índices de defeitos. da energia e do material e. pois serão descartadas. documentado para evitar esquecimentos. . o processo deverá ser medido para verificar seu potencial sobre as especificações. baseado no controle do processo produtivo. alicerçando os objetivos de seus projetos de forma contextual. o Presidente do Conselho Federal de Estatística. As balas fabricadas têm de estar dentro do limite aceitável e não podem estar fora. que se planejou. vão sendo deixadas de lado e passa a ser substituída pelo conceito de prevenção. a fim de garantir o bom uso do tempo. racionalmente. As diferenças entre os produtos podem ser enormes ou quase imperceptíveis. precisa ficar registrado. os programas de qualidade adotados nas organizações dependem em grande parte por modelos estatísticos.

Etapa 02 .Coleta dos dados que serão utilizados no desenvolvimento de todas as etapas deste desafio. Tabela de produtos Amostra 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 Peso Peso Peso Peso Peso Amostra Amostra Amostra Amostra (kg) (kg) (kg) (kg) (kg) 500 502 504 514 504 506 510 512 512 504 502 500 522 514 510 512 506 500 522 510 512 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 504 500 524 502 504 514 504 506 510 512 512 504 502 500 522 514 510 512 506 500 522 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 510 512 504 502 500 522 514 510 512 506 500 522 510 512 504 502 500 522 514 510 512 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 506 500 522 510 512 504 512 506 500 522 510 512 504 502 500 522 514 510 512 506 512 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 504 500 524 502 504 514 504 506 510 512 512 504 524 526 500 502 .

Conclusão As respectivas pesagens foram realizadas com uma marca de café (Favorito) com base de peso de 500g. localizado no Bairro de Praia Brava. As pesagens foram realizadas no dia 03/09/2012. em Angra dos Reis. na rede de supermercado Super Market. Pode-se observar que muito raramente os pesos são iguais ao descrito em sua embalagem tivemos uma variação muito elevada dentre as 100 amostras. Rj. indicada pelo fabricante. .

Etapa 03: Tabelas de frequência e a organização dos dados em gráficos. Análise de pacotes de 500 gramas de café favorito ref 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 1ª 500 500 500 500 500 500 500 500 500 500 500 500 500 500 T=14 2ª 502 502 502 502 502 502 502 502 502 T=9 3ª 504 504 504 504 504 504 504 504 504 504 504 504 504 504 504 T=15 4ª 506 506 506 506 506 506 506 506 506 T=9 5ª 510 510 510 510 510 510 510 510 510 510 510 510 510 T=13 6ª 512 512 512 512 512 512 512 512 512 512 512 512 512 512 512 512 512 512 T=18 7ª 514 514 514 514 514 514 514 514 T=8 8ª 522 522 522 522 522 522 522 522 522 522 T=10 9ª 524 524 524 T=3 10ª 526 T=1 Quadro 1 .

Acumulada 14% 23% 38% 47% 60% 78% 86% 96% 99% 100% N=10 N=100 Quadro 2 100% 100% Gráficos: FREQUÊNCIA ABSOLUTA 20 18 QTDE ENCONTRADA POR AMOSTRA 16 14 12 10 8 6 4 2 0 500 502 504 506 510 512 514 522 524 526 PESO DAS AMOSTRAS 18 15 13 10 8 14 9 9 3 1 Gráfico 1 – Frequência Absoluta .Histograma REF 500 502 504 506 510 512 514 522 524 526 amostras 500 502 504 506 510 512 514 522 524 526 F. Absoluta 14 9 15 9 13 18 8 10 3 1 F. Relativa 14% 9% 15% 9% 13% 18% 8% 10% 3% 1% F.

FREQUÊNCIA RELATIVA 1% 3% 10% 14% 1=500 2=502 3=504 8% 9% 4=506 5=510 6=512 18% 15% 7=514 8=522 9% 9=524 10=526 13% Gráfico 2 – Frequência Relativa FREQUÊNCIA ACUMULADA ANÁLISE PERCENTUAL ACUMULADA 120% 100% 80% 60% 40% 96% 78% 60% 47% 38% 23% 14% 86% 99% 100% 20% 0% 500 502 504 506 510 512 514 522 524 526 PESO DAS AMOSTRAS Gráfico 3 – Frequência Acumulada .

como sendo a medida que se obtém somando os quadrados dos desvios das observações da amostra. Se o número de dados é ímpar.Medidas de tendência central e Dispersão. Variância Define-se a variância. 1. como podemos criar uma representação da variação intrínseca deles sem voltar aos valores originais? As medidas de dispersão reduzem a variação entre os dados a um único valor.1. a mediana é o valor que ocupa a posição central.1.2. 1. a mediana é a média aritmética dos dois valores centrais 2. que represente a sua tendência geral e mostram o valor em torno do qual se agrupam as observações. . Moda Chama-se Moda de um conjunto de dados ao dado que ocorre com maior frequência. e dividindo pelo número de observações da amostra menos um.Etapa 04 . Mediana Para indicar a mediana começa-se por escrever os dados por ordem crescente ou decrescente.3. 1. Se o número de dados é par. Média Chama-se Média de um conjunto de dados numéricos ao número que se obtém dividindo a soma dos valores de todos os dados pelo número de dados. A mediana é o valor central. Medidas de tendência central Uma medida de tendência central é uma maneira de reduzir uma grande quantidade de dados em um único valor. 1. relativamente à sua média. 2. Medidas de dispersão Após reduzir os dados a um único valor.

45 50. que resultam imediatamente da definição. a unidade em que se exprime não é a mesma que a dos dados.45 222.92 -5.08 509.08 0.08 Desvio -9.08 12. quanto mais variabilidade houver entre os dados.08 509.08 -7. 3.45 166.85 8.08 509.53 25.92 -5.92 2.81 50.08 509. Assim.92 -3. tomamos a raiz quadrada da variância e obtemos o desvio padrão: O desvio padrão é uma medida que só pode assumir valores não negativos e quanto maior for.53 9. Desvio padrão Uma vez que a variância envolve a soma de quadrados.49 0.85 8.92 2.53 25.08 509.45 9.53 8.92 2.81 24.08 509.92 2. maior será a dispersão dos dados.08 509.08 -9. são: o desvio padrão será maior.85 8.08 509.92 Quadrado do desvio 82.08 509.08 509.08 509.45 166.21 0.08 509.2.08 509.08 -3.13 82.08 509.08 509.92 0.08 14.92 -5.08 509.49 82.08 509.81 82. Algumas propriedades do desvio padrão.93 24.08 509.08 509.92 0.08 12.92 4. Interpretação estatística dos resultados obtidos Amostra 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 Peso (g) 500 502 504 514 504 506 510 512 512 504 502 500 522 514 510 512 506 500 522 510 512 504 500 524 Media 509.08 509. para obter uma medida da variabilidade ou dispersão com as mesmas unidades que os dados.93 0.61 .08 -7.08 -9.08 4.08 509.08 509.2.13 25.08 509.21 82.08 -5.08 -9.

81 9.85 8.53 25.92 -3.93 24.92 4.08 -9.92 2.13 82.08 12.08 509.21 0.49 82.08 509.08 509.45 166.81 50.92 2.08 509.92 2.92 0.08 -9.08 509.85 8.45 166.92 -5.08 -9.08 509.08 -7.08 509.92 2.08 12.08 509.92 -5.08 -9.08 509.08 509.92 0.08 12.45 166.08 12.92 4.85 8.08 509.08 509.08 -7.08 509.08 509.08 509.08 509.08 509.92 -3.08 509.13 25.08 509.81 50.08 509.93 0.53 9.08 -9.85 8.08 509.08 4.92 0.08 509.93 0.85 8.53 9.92 -5.08 509.08 509.08 -7.08 509.93 24.49 82.45 166.08 509.08 -9.21 0.81 50.49 82.92 50.53 25.08 509.13 82.08 509.21 25.08 509.45 166.25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 502 504 514 504 506 510 512 512 504 502 500 522 514 510 512 506 500 522 510 512 504 502 500 522 514 510 512 506 500 522 510 512 504 502 500 522 514 510 512 506 500 522 510 512 509.08 12.08 509.92 4.08 509.08 509.08 -7.08 509.92 0.08 509.92 2.08 12.45 166.08 509.08 509.92 0.53 8.13 82.49 0.53 9.85 8.92 0.08 509.92 -5.08 509.81 24.92 -3.08 509.92 2.85 8.93 24.08 509.08 509.93 0.92 2.53 25.08 509.53 .08 0.08 -3.08 -5.08 509.21 0.92 2.

53 8.08 509. o lote está reprovado.45 50.69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 504 512 506 500 522 510 512 504 502 500 522 514 510 512 506 512 504 500 524 502 504 514 504 506 510 512 512 504 524 526 500 502 509.08 509. o resultado obtido seria de reprovação devido o mesmo não está dentro de um limite favorável permitido pela empresa que é 5g.08 14.49 0.92 4.81 8.08 -5.08 509.85 8.81 82.15 51.92 -3.21 25.49 82.08 509.08 509.08 509.08 509.13 25.21 0.08 509.08 509.81 50.92 -5.08 -7.08 509.08 -3.08 -9.29 82.10 Segundo a estatística. tendo em vista o valor calculado do desvio padrão é de 7.08 509.92 2.81 222.92 2.13 MODA MÉDIA MEDIANA DESV.61 286.45 222.08 12. PADRÃO VARIÂNCIA 512 509.08 509.45 166.08 12.92 -9.08 509.08 509.08 509.08 509.85 8.93 0.08 509.92 -5.08 509.08 509.92 -5.08 509.08 509.08 0.08 509.08 25.92 0.81 9.08 2.81 24.92 2.08 509.93 24.13 82. .08 2.08 -9.53 25.08 509.08 509.45 166.92 0.92 16.92 2.08 509.08 -9.92 -5.08 4.53 25.08 509.49 8.08 -7.08 509.08 -5.08 509.08 509.92 -3.92 -7.53 9.15g sendo assim.53 9.61 50.08 512 7.53 25.08 509.85 8.08 14.

Pearson. O uso da estatística na gestão das empresas no mundo moderno .com. Disponível em: <http://www. Elton de Alvarenga.Referências Bibliográficas LARSON. PLT 136. 2007.br/informe-se/producao-academica/a-estatistica-no-mundomoderno/518/> Acesso em 12 setembro 2012 .html > Acesso em 12 setembro 2012 EDUARDO. Betsy. 2. Disponível em: <http://www. Ron. ANDRADE. A estatística no mundo moderno. Edição.com/administracao-artigos/o-uso-da-estatistica-na-gestao-dasempresas-no-mundo-moderno-4920359. Carlos.administradores.artigonal. Estatística aplicada. FARBER.