Você está na página 1de 2

Ficha de Leitura

Ttulo: A Relquia Autor: Ea de Queirz Editora: Edies Quasi Edio: 1 , Abril 2008 Coleo: clssicos de literatura portuguesa contados s crianas Ilustraes: Gabriela Sotto Mayor Adaptao: Ana Lusa Amaral

Resumo: Aps a morte de seus pais, Teodorico Raposo foi viver com uma tia idosa, Dona Patrocnio, muito devota religio, a quem tratava por titi. Ele cresceu numa casa muito grande, sombria e silenciosa, rodeado pela titi e os seus amigos. Quando se tornou adulto, Teodorico percebeu que no queria viver naquela casa, gostaria sim de viver num stio extico, como por exemplo, Paris. A titi no gostou da ideia, achava que esta cidade era muito pouco devota e, resolveu mand-lo para a Palestina. Teodorico, contrariado, aceitou, porque s pensava na herana que iria receber da tia, aps a sua a morte. Ento lembrou-se de trazer da Terra Santa uma relquia (objecto que pertenceu a uma pessoa santa) que iria fazer a sua tia muito feliz, e assegurar a sua herana. Antes de l chegar, passou pelo Egito, Galileia, Jeric e Jerusalm e, durante a viagem fez amizade com um doutor alemo, chamado Topsius.

Ficha de Leitura
Numa noite, j quase a dormir, viu uma figura muito estranha que lhe disse que era a Noite, que vestia uma camisa fina de tule. Pensou estar a sonhar, e no ligou muito a isso. Na altura de regressar a casa, Teodorico no tinha nenhuma relquia, ento resolver cortar uns raminhos de arbusto e um pedacinho de pano de uma camisa de noite que algum deixara no quarto do hotel, e lev-los titi, dizendo que os raminhos eram a coroa de Cristo e o pano era a toalha usada na ltima ceia, e assim tinha o caso resolvido. Assim que chegou a casa, a titi chamou os amigos para verem a relquia que o seu sobrinho tinha trazido da Palestina, mas quando a desembrulharam, saiu de l a Noite em camisa. Todos ficaram escandalizados e Teodorico foi posto na rua sem nenhuma herana. No incio, arrependeu-se de mentir, mas j no havia nada a fazer, e sem fortuna, tentou ganhar a vida: arranjou emprego e casou-se. Mas como era muito manhoso inventou outra mentira para cobrir os estragos que tinha feito, e mais uma vez enganar a titi. E foi assim que se tornou to mentiroso, que j no sabia o que era verdade ou mentira, e at houve quem o visse a passear pelas ruas de Lisboa com a Noite em camisa!

Trabalho realizado por: