P. 1
Download Cap 4 e 5 (1)

Download Cap 4 e 5 (1)

|Views: 327|Likes:

More info:

Published by: Juliano Flores Pacheco on Apr 11, 2013
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/25/2015

pdf

text

original

Física I Tenório

Prof. Dr. Eik

Capítulo 4
4.1 - Princípios da Mecânica Leis de Newton 4.1.1 – 1a Lei de Newton Lei da Inércia: Considere um corpo não submetido à ação de nenhuma força; nesta condição esse corpo não sofre variação de velocidade. Isto significa que, se ele está parado permanece parado e, se está em movimento, permanece em movimento e sua velocidade se mantém constante. 4.1.2 – 2a Lei de Newton Estabelece uma proporcionalidade entre causa (força) e efeito (aceleração). Definição de força: é toda causa capaz de provocar, em um corpo, uma modificação de movimento ou de forma.

Fórmula: Definições de Força: 1 1 dyn = 1g * cm/s² N = 1 kg * m/s²

F =m . a

Kgf ou Kp → força igual ao peso do quilograma padrão em um lugar onde a aceleração da gravidade é normal. Unidades de força: • Sistema CGC: dina (dyn) • Sistema MKS (SI): Newton (N) • Sistema MKfs: quilograma força (Kgf ou Kp) Outras Unidades: 1gf = 10-3 Kgf 1tf = 103 Kgf Exemplo: Um corpo de massa 10 kg é acelerado a 20m/s² para uma determinada força.

FATEC TATUÍ INDUSTRIAL

AUTOMAÇÃO

com módulo F = 130N. a → F = 10 . Se o veículo parte do repouso qual sua velocidade final? FATEC TATUÍ INDUSTRIAL AUTOMAÇÃO . Ela exerce sobre o trenó uma força constante F. c. d.3m. sobre uma superfície sem atrito de um lago gelado. b. massa ou a aceleração das figuras: a. Eik F = m . Dr. 2) Uma pessoa empurra um trenó carregado com massa m = 240 kg. 20 → F = 200N ► Exercícios: 1) Calcule a força.Física I Tenório Prof. por uma distancia d = 2.

Qual a força sobre o caixote. Dr. Eik 3) Um caixote de massa m = 360 kg está parado sobre a carroceria de um caminhão que se move com uma velocidade vo = 120 km/h. 4. durante este intervalo de tempo? Suponha que o caixote não deslize sobre a carroceria do caminhão.Física I Tenório Prof. Resultante: Quando as somatórias (Σ) das forças que agem em um corpo forem diferentes de zero. O motorista freia e diminui a velocidade para v = 62 Km/h em 17s.2 – Sistema de Forças: Componentes As forças que constituem o sistema são denominadas componentes do mesmo. FATEC TATUÍ INDUSTRIAL AUTOMAÇÃO .

A aceleração da caixa também e mostrada.F2 = 500N (→). F2 = 500 N F1 = 200 N b.. + Fn = R = m. m = 30Kg. Determine a segunda forca: a) Em notação de vetores unitários. a R = F 1 – F2 = m . mas somente uma é mostrada. Dr. ∑F i =1 2 n = R = m. F2 = 500N (←). F2 = 500 N F1 =100 N 2) Numa caixa de 2 kg são aplicadas 2 forças. m = 10Kg.a Exemplo: Calcule a força e aceleração resultante da força abaixo. F1 = 200N (→).. a R = 20 – 100 = – 80N R = m * a = > – 80 = 10 * a a = –80/10 portanto a = – 8 m/s² ►Exercícios: 1) Calcule os módulos de a para: a. Eik ∑F i =1 n i = R ⇒ F1 + F2+ . F = 20 N 1 FATEC TATUÍ INDUSTRIAL 30 a = 12 m s2 0 AUTOMAÇÃO .Física I Tenório Prof. F1 = 100N (→).a F1+F2 = R = m .

Fx =100 * cos 20º ≈ 94N Fy = 100 * sen 20º ≈ 34N ✏ Aceleração Horizontal a = Fx m Exercício: Cinco forças são aplicadas sobre uma caixa de 4. Dr. conforme o esquema abaixo 5. 4. b) Em módulo e sentido. Exemplo: Uma força F = 100N forma um ângulo de 20º em relação ao eixo x Determine Fx e Fy.0 kg.3 – Decomposição de Forças em componentes ortogonais. Eik b) Em módulo e sentido.0 N 14 N 11N 0 303 N 17 N Determine a aceleração da caixa: a) Em notação de vetores unitários. FATEC TATUÍ INDUSTRIAL AUTOMAÇÃO .Física I Tenório Prof.

Onde estava a chave inglesa 1. densidade ou forma do objeto.5s? Resolução: FATEC TATUÍ INDUSTRIAL AUTOMAÇÃO .t y – y0 = v0t – ½ gt² v v² = v0² – 2g (y – y0) t y – y0 = ½ (v + v0)t g y – y0 = v. eliminando-se a resistência do ar. Dr.5s após a queda? b. Eik Aceleração de Queda Livre Lançando um objeto para cima ou para baixo. Equações para queda livre a = -g Equação Variável Ausente y – y0 v = v0 – g. a. denominada aceleração de queda livre g e independente da massa.t² v0 Exemplo: Um trabalhador deixa cair uma chave inglesa do alto de um edifício no poço do elevador.Física I Tenório Prof.t + ½ g. verificase que ele sofre uma aceleração para baixo. Com que velocidade a chave está caindo em t=1.

8 m/s². Desprezando-se o atrito.8 m/s² e desprezando a resistência do ar. Ele passa por um ponto A com velocidade de 10m/s e por um ponto B com velocidade de 50m/s. Escolher como origem o eixo y o ponto de onde ela caiu e fazendo y0= 0.5)² y = -11m b.5)² y = .Física I Tenório Prof. Sendo a = 9.8 m/s²). Eik a.0s após o lançamento? 3) Em relação ao exercício 2. adotando g=9. a.8) * (1.5s.(1. v0= 0 e t=1.8). Qual a altura máxima? c. fica: y – 0 = 0 * t – ½ (9. A velocidade v não é fornecida nem pedida.5) v = -15 m/s ►Exercícios: 1) Um corpo em queda livre se sujeita a uma aceleração gravitacional g (= 9. qual será a velocidade do corpo 2.(1. Dr.gt → V = 0 – (9. y-y0 = v0t – ½ gt².½ (9. em linha reta com uma velocidade inicial de 12 m/s. qual a altura máxima alcançada pelo corpo? 4) Um corpo é abandonado a uma altura de 20 metros num local onde a aceleração da gravidade é de 9.8 m/s². v = v0 .8). Quanto tempo a bola levou para alcançar a altura máxima? b. Qual a distância entre os pontos A e B? 2) Um corpo é lançado verticalmente para cima com a velocidade inicial de v0 = 30m/s. qual a velocidade que o corpo toca o solo? 5) Um lançador atira uma bola de beisebol para cima. Em quanto tempo a bola atinge um ponto 5m acima do ponto de lançamento? FATEC TATUÍ INDUSTRIAL AUTOMAÇÃO .

Dr. g Força Normal → N Força exercida sobre um corpo pela superfície contra a qual ele é pressionado.5 – Algumas Forças Específicas Peso →P   F =m. Tensão ou Tração → T. Eik 4.6 – Ação e Reação – Terceira Lei de Newton Para analisar a terceira lei de Newton faz-se necessária a interação de dois ou mais corpos.g Módulo: P = m . considerando: • Os corpos como sendo um único sistema ou um só corpo. Força de Atrito → F. FATEC TATUÍ AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL . para que se reduza a situações já estudadas. 4.a   P =m.Física I Tenório Prof.

empurra-lo. Sempre que um corpo exerce uma força sobre o outro. calçando um par de patins. Dr. a terceira lei de Newton afirma que: “Se um corpo A exerce uma força sobre um corpo B. mas de sentido contrário”. Logicamente. uma força representa a ação recíproca de dois corpos. Resta a pergunta: quem aplicou a força para que houvesse o afastamento? Sabe-se que. o resultado da interação entre dois corpos. mas com sentidos contrários. isoladamente. mesma linha de ação (direção) e sentidos contrários. Logo. F2 – sobre a corda pelo corpo (reação). que resolve. Portanto. a parede empurra o patinador. o corpo B exerce sobre A uma força de mesma intensidade e direção. Um bom exemplo é o de uma pessoa em pé. significando que é impossível encontrar uma força isolada. é necessário destacar que a terceira lei de Newton não relaciona força e movimento como a primeira e. enquanto o patinador empurra esta. o segundo também exerce uma força sobre o primeiro. nesse caso. as forças são de mesma intensidade. aplicar a terceira lei de Newton a fim de se vincular um corpo a outro. em virtude de sua ação. além disso. Portanto. Eik • Cada corpo como um elemento do conjunto.Física I Tenório Prof. essa pessoa será afastada do poste. Observação: O peso do bloco e a força de reação da mesa sobre o bloco não aparecem na figura. sim. apoiada a um poste. F2 – pela corda sobre o corpo (ação). Onde F1 – pela mão sobre a corda (ação). F1 – sobre a mão pela corda (reação). FATEC TATUÍ INDUSTRIAL AUTOMAÇÃO . São forças que ocorrem simultaneamente e têm as mesmas intensidade e direção. necessitando.

Com que intensidade esta força atua sobre o avião nessa condição se sua massa é 1. com aceleração constante.Física I Tenório Prof. se a massa do veículo é 500 kg? FATEC TATUÍ INDUSTRIAL AUTOMAÇÃO . Qual a intensidade da força média necessária. Um trenó de 630 kg? b. seu peso é equilibrado por uma “sustentação” vertical. Eik ► Exercícios: 1) Quais são as massas e os pesos de: a. Dr.20x10³ kg? 3) Um foguete experimental pode partir do repouso e alcançar a velocidade de 1600Km/h em 1.8 s. que é uma força exercida pelo ar. Uma bomba térmica de 421 kg? 2) Quando um avião está em vôo nivelado.

Eik 4) Uma motocicleta de 202 kg alcança 90 km/h em 6. 8) Um carro se movendo a 53Km/h bate num pilar de uma ponte. que tem 41 kg de massa? 9) Um corpo de peso de 60N é preso a um anel que é mantido em equilíbrio por meio de dois fios presos a uma armação em ângulo reto. O tempo necessário para mudar a velocidade.Física I Tenório Prof. quando os freios são aplicados a ele para após 15m.3x104Kg de massa. a. FATEC TATUÍ INDUSTRIAL AUTOMAÇÃO .6x105N.6m/s²? Dado 1 ton = 10³ kg.7 toneladas com aceleração de 3. Qual o módulo da sua aceleração? b. Um passageiro é lançado a uma distância de 65cm para frente (em relação a estrada). é 2. O peso do foguete deve ser desprezado. b. Qual o módulo da força resultante sobre ela? 5) Qual a intensidade da força resultante aplicada a um automóvel de 1. se a força inicial de subida. Determine as forças tensoras T1 e T2 nos dois fios.0s a partir do repouso. 6) Um carro que pesa 1. 7) Calcule a aceleração inicial de subida de um foguete com 1.30x10²N está se movendo inicialmente com uma velocidade de 40Km/h. enquanto sua vida é salva por uma bolsa inflável de ar. Supondo que o carro é parado por uma força constante. Qual a intensidade da força (suposta constante) aplicada à parte superior do tronco do passageiro. como mostra o esquema abaixo. produzida pelos seus motores (o empuxo). Dr. determine: a. A magnitude desta força.

então a força de atrito estático fe e a componente de F paralela à superfície têm o mesmo módulo e sentidos opostos. dado por fe. FATEC TATUÍ INDUSTRIAL AUTOMAÇÃO . dado por fc = μc . Propriedades: 1.Física I Tenório Prof. Se o corpo começa a deslizar sobre a superfície. N Onde μ é o atrito cinético. 3. Isto se deve à adesão do corpo à superfície. a força de atrito é uma força de atrito estático fe. o módulo da força de atrito diminui rapidamente para um valor fc.N. O módulo de fe tem o valor máximo fe. Se o corpo não se move. onde μe é o coeficiente de atrito estático e N é o módulo da força normal. que é paralela à superfície e tem sentido contrário. esta exerce sobre o corpo uma força de atrito. Durante o deslizamento o módulo da força de atrito cinético é dado pela equação fc = μc. Dr.1 – Atrito Quando uma força F tenta fazer um corpo deslizar sobre uma superfície. Se o corpo não desliza. Se há deslizamento. 2.N. Se o componente de F paralelo à superfície for maior do que a força fe.máx então o corpo começa a deslizar sobre a superfície. ao deslizamento.máx = μe.máx. Eik Capítulo 5 – Força e Movimento II 5. a força de atrito é uma força de atrito é uma força de atrito cinético fc.

FATEC TATUÍ AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL .2 – Atrito Estático Nas figuras anteriores. pois o coeficiente de atrito dificilmente será maior que “1”. há uma força opositora ao deslocamento do bloco. aproximadamente. o corpo máximo que Fe pode atingir. logo. cada um deles exerce uma força chamada “força de atrito”. paralela às superfícies em contato. O bloco só começa a deslizar a partir de um determinado alongamento feito na mola. Dr. 5. apoiado sobre uma mesa na horizontal. Portanto. Prof. conclui-se que o valor da força F deve ter um valor proporcional ao alongamento da mola. fica claro que existem dois efeitos de forças aplicadas a um corpo: a força que não chega a movimentá-lo e a força que o mantém em movimento.Física I Tenório Intensidade da força de atrito.1 – Condição de Equilíbrio Pode-se observar que há uma força aplicada a um corpo que não o coloca em movimento. Chama-se de Fe à força de atrito estático. 5. sendo puxado por uma mola presa a ele.1. imagine-se que houve um aumento da força F de modo que essa atinja um limite máximo no qual o corpo está prestes a entrar em movimento. a força N. cujo módulo é de que se atinja um valor máximo para que o móvel fique prestes a entrar em movimento. Eik Imagine-se um bloco inicialmente em repouso. Ao se iniciar o movimento. Portanto. Sempre que a superfície de um corpo desliza sobre outro.

portanto. Isso significa que há uma força se opondo ao movimento do mesmo. o que significa que mesmo um ligeiro acréscimo do ângulo além de 13° produz deslizamento. *do fato de que o coeficiente de atrito cinético ou de escorregamento é quase sempre menor que o estático. Percebe-se. à qual se chama ”força de atrito cinético”. N. onde µe é o coeficiente de atrito estático. a moeda fica na iminência de deslizar sobre o livro. é possível mantê-lo em movimento com uma força F de valor geralmente menor necessária para colocá-lo em movimento. a força de atrito estático fe pode assumir valores entre: • Zero. ao se iniciar o movimento. Qual é o coeficiente de atrito estático µe entre a moeda e o livro? FATEC TATUÍ INDUSTRIAL AUTOMAÇÃO . a força de atrito é calculada pela expressão fe = µe . da natureza das superfícies em contato (são relativamente pequenos. tem-se uma redução na força de atrito. Experimentando. Logo. ►Exemplos: 1) A Figura mostra uma moeda de massa m em repouso sobre um livro que está inclinado de um ângulo θ em relação à horizontal. • Um máximo valor proporcional a N e µe. *para velocidades pequenas (em torno de 1 cm/s até m/s). quando não há força f sendo aplicada sobre o corpo. Dr. Destaca-se que é necessário continuar aplicando uma força para que o bloco não venha a parar. o coeficiente cinético pode ser considerado constante. Eik Portanto.Física I Tenório Prof.3 – Atrito Cinético Depois que o corpo começa a se movimentar. Tanto o coeficiente de atrito estático (µe) como o cinético (µc) depende: *da análise de que essencialmente. se as superfícies forem ásperas). Esta nova força também é proporcional à força N. Logo: fc = µc . que. N. você verifica que quando θ é aumentado até 13°. N 5. onde µc é o coeficiente de atrito cinético.

Física I Tenório Prof. Eik 2) FATEC TATUÍ INDUSTRIAL AUTOMAÇÃO . Dr.

com velocidade constante.10 e o ângulo Ø é 42º. O coeficiente μc do atrito cinético entre o trenó e a neve é 0.Física I Tenório Prof. Eik 3) ►Exercícios: 1) Uma mulher puxa um trenó carregado de massa m = 75 kg sobre uma superfície horizontal. Qual a tensão na corda? FATEC TATUÍ INDUSTRIAL AUTOMAÇÃO . a. Dr.

60 qual a velocidade escalar do veículo no momento em que as rodas foram bloqueadas? (d = 290 m) 3) Um disco de róquei de 100g desliza cerca de 15m sobre o gelo antes de parar.35. para movê-la sobre o chão. Qual a aceleração da caixa? FATEC TATUÍ INDUSTRIAL AUTOMAÇÃO . a. Qual o coeficiente de atrito entre o disco e o gelo? 4) Uma pessoa empurra horizontalmente uma caixa de 55 kg. a. o carro desliza sobre a pista. O coeficiente de atrito cinético é 0. qual o módulo da força de atrito sobre o disco durante o deslizamento? b. Qual o módulo da força de atrito? b. com uma força de 220N. Eik b. Dr. Se uma marca produzida por um jaguar tem 290m de comprimento. supondo que μc = 0.0m/s. que evidenciem a fusão dos dois materiais durante o deslizamento.Física I Tenório Prof. Para uma velocidade escalar inicial de 6. Qual a força normal que a neve exerce verticalmente para cima sobre o trenó? 2) Quando as rodas de um carro são “travadas” durante uma freada. Resíduos de pneus e pequenas partes derretidas de asfalto formam as “marcas da derrapagem”.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->