P. 1
Relatorio Analise Sensorial - Duo.trio

Relatorio Analise Sensorial - Duo.trio

|Views: 530|Likes:
Publicado porDanielaa Menezes

More info:

Published by: Danielaa Menezes on Apr 13, 2013
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/22/2014

pdf

text

original

INSTITUTO FEDERAL DE SERGIPE CAMPUS SÃO CRISTOVÃO CURSO DE AGROINDÚSTRIA

RELATÓRIO DE ANÁLISE SENSORIAL

Título do relatório: Método Duo/Trio Aluna: Daniela Menezes

Março de 2013

. Amostra A como padrão (AB. INTRODUÇÃO Atualmente a análise sensorial. A apresentação das amostras é feita da seguinte forma: As amostras são preparadas da seguinte forma. Um dos testes discriminativos é o Duo/Trio. BA). O Princípio do teste é onde o julgador recebe uma amostra com o código P (padrão) ou R (referência) e duas amostras codificadas com números aleatório de três dígitos. A e B Amostra A como padrão (AB. Amostra B como padrão (AB. como segue o exemplo: Código das amostras (Exemplo) • • • Suco natural: P Suco natural: 197 Suco pasteurizado: 220 Ficha de avaliação . a priori.1. e o julgador é solicitado identificar a amostra igual ao padrão. qual a mostra igual a padrão e a probabilidade de acerto ao acaso: p = ½ que o teste duo-trio é menos eficiente que o triangular.BA). Qualquer produto ou serviço que estimule os sentidos humanos pode ser submetido avaliação pela análise sensorial.Aleatorização das amostras: • • Sejam duas amostras. cuja probabilidade é de 1/3. Onde o analista sabe. BA). anteriormente denominada análise “organoléptica”. que é Teste de diferença simples (unilateral). não está restrita a indústria de alimentos.

• Formando arranjos balanceados: • Modelo da ficha de respostas: • Tabulação de dados: • Análise dos resultados: Deve-se comparar o número de seleções corretas com o número mínimo de respostas corretas (valor tabelado). respectivamente. Conclusão: Não existe diferença entre as amostras de suco natural e pasteurizado. Para o exemplo com as amostras de suco natural e suco pasteurizado: O N° de seleções corretas: 20 e o N° de seleções corretas: 35. • . necessárias para estabelecer a diferença significativa a vários níveis de probabilidade. ao nível de 0. pelo teste Duo – Trio.05 (5%) de probabilidade.

e após uma das codificadas com 3 dígitos.03 unidades Água Papel A4 Guardanapos Caneta 02 tipos de queijos e iogurtes – amostra teste A (2000 mL ou Gr de cada) e 01 tipo de amostra teste B (1000 mL ou Gr) As amostras estavam em copos e pratos descartáveis. Inicialmente com autorização da professora começamos o teste. Fez-se o branco tomando um pouco de água e provou-se a segunda amostra codificada e preenchemos a ficha de respostas. cada aluno ocupou uma cabine que estava com a lâmpada vermelha sobre cada uma acesa. • • • 3. por conseguinte sobrava uma cabine vazia onde a lâmpada estava apagada. . MATERIAS E MÉTODOS Copos e pratos descartáveis Jarras . OBJETIVO Apresentar um método discriminatório Conhecer técnica de Duo/Trio Verificar se há diferença na qualidade sensorial entre produtos de dois tratamentos. foram postas 6 amostras distintas por cabine (três de iogurte e três de queijo).2. experimentando a amostra R (referência). • • • • • • • 4. PROCEDIMENTO EXPERIMENTAL Os sete alunos da turma se direcionam para o laboratório de análise sensorial e fomos posicionados nas áreas das oito cabines onde as amostras se apresentavam em copos e pratos.

Enxágue a boca após a avaliação de cada amostra e espere trinta segundos. pode-se observar na coloração mais acentuada nas mesmas amostras nos tons de amarelo. Circule o código daquela que você julgar que seja idêntica à referência. que estavam codificadas com o intuito de dificultar qualquer padronização pelo aluno. com sabor amargo acentuado nas amostras iguais. que era mais salgada que as amostras idênticas (referência/321) por serem queijos pré-cozidos. marcada com a letra R. e amarelo claro.6. Diferentemente da amostra 132. Enxágue a boca após a avaliação de cada amostra e espere trinta segundos. com a presença de flocos brancos e amarelos escuros. textura lisa sem a presença de pequenos orifícios com a amostra 132. dando sua descrição para cada amostra. deguste as amostras. textura rugosa. que era menos viscosa. . RESULTADOS E DISCUSSÃO Cada aluno/avaliador preencheu de forma individual. deguste as amostras. Circule o código daquela que você julgar que seja idêntica à referência. Ficha de respostas preenchido após análise de cada amostra: MÉTODO DUO/TRIO Nome: Queijo Data: 22/03/2013 Por favor. 321 132 Comentários: A amostra 321 é idêntica a Referência. marcada com a letra R. MÉTODO DUO/TRIO Nome: Iogurte de pêssego Data: 22/03/2013 Por favor. 321 132 Comentários: A amostra 321 é idêntica a Referência. pode-se observar na coloração mais acentuada nas mesmas amostras nos tons de amarelo.

Curso técnico em Alimentos Prof. Instituto Federal da Bahia – Campus Porto Seguro. Foi facilmente identificada a amostra idêntica a referencia apenas visualizando as amostras.a Michelle Andrade Souza. Teste Duo/Trio que é de grande importância para análise sensorial dos alimentos. e fazendo a degustação ficou evidente qual a amostra era igual a referência. . 8. CONCLUSÃO A prática foi de grande importância para assimilarmos esse tópico do assunto de Métodos Discriminativos.7. REFERÊNCIAS [1] ANÁLISE SENSORIAL DE ALIMENTOS.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->