Você está na página 1de 2

Escola Secundária de Bocage

Curso de Técnicos de Apoio à Infância


Turma I do 10º ano
Disciplina: TPIE
Professor/a: Fátima Campos
Realizado por: Fábio Machuqueiro nº8

Título do trabalho

Se eu fosse uma história, a minha história era


assim…

31 De Outubro de 2008
Ano lectivo 2008/2009
O Queixinhas
Era uma vez dois meninos que andavam na
escola. Um chamava-se Fernando e o outro era
Fábio. O Fernando era muito amigo do Fábio. O
Fábio era muito amigo do Fernando. Mas o Fábio era
muito caladinho enquanto que o Fernando falava que
se fartava. Apesar de serem muito amigos, o
Fernando tinha um tremendo defeito que o Fábio não
gostava. Era muito queixinhas. Qualquer coisa que se
fizesse na aula, o Fernando contava logo ao
professor. Os dois amigos eram inseparáveis.
Brincavam juntos, ajudava-se um ao outro e até
trocavam cromos da bola. Nada os separava. Pelo menos era o que se
pensava.
Certo dia, o Fábio tinha chegado à escola ao mesmo tempo que o
Fernando. Entraram e sentaram-se na aula. O Fábio naquele dia trazia um
saco de gomas, que estavam mesmo a olhar para ele. Não aguentou esperar
pelo recreio, puxou de uma goma e pô-se a comer às escondidas do professor
Acácio. A primeira já estava. Mas uma puxa outra e o Fábio não se conteve.
Agarrou em mais uma goma e quando ia a meter a goma na boca ouve uma
voz dizer: Professor, o Fábio está a comer na sala. Fábio
abanou a cabeça a dizer que não, mas a verdade é que
estava. Olhou para Fernando e ficou confuso. Na hora do
intervalo, todos foram brincar. Fernando convidou Fábio
para o eterno joguinho da bola, mas Fábio disse que não.
Fábio disse que estava triste porque Fernando, o seu
grande amigo, tinha feito queixinhas dele. Fernando pediu
desculpas e disse para irem jogar. Fábio disse que não
desculpava. Fernando pediu outra vez e Fábio desculpou.
Quando o intervalo acabou voltaram à sala de aula. Era
uma barulheira dentro da sala porque o professor ainda
não estava lá dentro. Estavam todos a brincar por isso Fábio também foi.
Pegou num papel que estava em cima da mesa do professor Acácio e fez um
avião de papel. O professor chega e todos se sentam caladinhos. Estava tudo
estragado! A folha do avião era uma ficha para os meninos. E Fábio tinha feito
um Avião. Fernando sabia porque estava na brincadeira. O professor perguntou
quem tinha feito aquilo à folha. Ninguem dizia nada. O professor disse que no
dia seguinte ninguem iria ter intervalo. Fernando olhou para Fábio e o rapaz
assustou-se. Mas Fernando não disse nada e no dia
seguinte ninguem teve intervalo porque ficaram a fazer
outra ficha.
Fernando aprendeu assim que se a palavra é prata
o silêncio é ouro, e às vezes não é preciso ser queixinhas
porque até se pode perder um amigo.
Quanto ao professor Acácio, ninguem o enganou
porque havia vestigios de goma nas folhas.

Interesses relacionados