Você está na página 1de 1

DIREITO PENAL I PARTE GERAL 2 ANO 3 PERODO Prof. Me.

e. Wendell Luis Rosa RESOLUO DOS EXERCCIOS DE FIXAO MDULO 02 Aluno(a): Cdigo: Sala:

1. Consiste no corolrio consagrado no artigo 1 do CP, o qual assevera que no h crime sem lei anterior que o defina e no h pena sem prvia cominao legal. Assim, para que uma conduta seja considerada criminosa, necessria a existncia prvia de uma lei penal incriminadora (lei ordinria) elaborada pela Unio (art. 22, I, da CF) atravs do Congresso Nacional. 2. O princpio da insignificncia no est previsto expressamente na lei, pois se trata de um princpio supralegal. Dessa forma, a sua aplicao no obrigatria. Para aqueles que o reconhecem a sua aplicao no caso concreto importar na excluso da tipicidade material ou, ainda, da antijuridicidade. Em qualquer dos dois casos o crime ser afastado. 3. No, pois para que uma conduta seja considerada criminosa, mister que um bem jurdico alheio seja danificado ou exposto a perigo de dano, conforme orienta o princpio da alteridade. Nesse caso, o prprio agressor quem suporta o dano.