P. 1
Dicionário de Lingüística.pdf

Dicionário de Lingüística.pdf

|Views: 2.327|Likes:
Publicado porMariana Ribeiro

More info:

Published by: Mariana Ribeiro on Apr 17, 2013
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/28/2013

pdf

text

original

DICIONÁRIO DE TERMOS LINGUÍSTICOS I-II

©

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE LINGUÍSTICA

INSTITUTO DE LINGUÍSTICA TEÓRICA E COMPUTACIONAL

1ª edição: 1992. Todos os direitos desta edição reservados por EDIÇÕES COSMOS.

272 I F

$ Alfabeto Fonético Internacional International Phonetic Alphabeth Alphabet Phonétique International

Classificação: Fonética Definição: Um alfabeto fonético é um conjunto de símbolos que se destinam a representar graficamente os sons da linguagem. O princípio básico deste alfabeto é ser unívoco: cada símbolo representa um som da linguagem e só o representa a ele e o som só pode ser representado por esse símbolo fonético. Por vezes, factores de ordem linguística determinam opções ligeiramente diferentes na transcrição de um mesmo som, através de diferentes combinações de símbolos e diacríticos que importa aferir e definir. O Alfabeto Fonético Internacional tem como objectivo incluir símbolos e diacríticos que permitam uma descrição completa de todas as línguas conhecidas. Fonte: MARTINS (1988). -------------------------------------------------------------------------------249 I F $ Associação Fonética Internacional International Phonetic Association Association Phonétique Internationale

Classificação: Fonética Definição: Organização fundada em 1886 por um grupo de foneticistas europeus, com o intuito

de promover o estudo da fonética. Esta associação publicou em 1889 o Alfabeto Fonético Internacional, o qual, de uma forma modificada e expandida, é hoje o sistema de transcrição fonética mais utilizado. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------3547 $ Círculo I F school cercle

Termos Relacionados: 3548 funcionalismo 3546 glossemática Classificação: Termos Gerais Definição: Termo que designa um grupo de estudiosos que se reunem para desenvolver trabalhos no campo da ciência e da filosofia, orientados por princípios e métodos comuns. O Círculo pode igualmente designar-se como Escola. Exemplos: Círculo Linguístico de Praga; Círculo Linguístico de Copenhague. -------------------------------------------------------------------------------2621 $ Escola de Boston Classificação: Psicolinguística Definição: Escola em que foi elaborado o exame diagnóstico de afasia de Boston (BDAE).Os autores deste diagnóstico defendem que os doentes afásicos podem ser classificados segundo a parte do hemisfério esquerdo que se encontra lesionada. Esta teoria é conhecida como a teoria locacionista, já que os seus defensores se propõem localizar a parte lesionada do cérebro. A Escola de Boston propõe sete tipos principais de afasia e quatro tipos de afasia pura. Os tipos principais de afasia são: afasia de Broca, afasia de Wernicke, afasia de condução, anomia, afasia, afasia motora transcortical, afasia sensorial transcortical, alexia e agrafia. As afasias reconhecidas como puras são: afemia, surdez verbal, alexia pura e agrafia pura. Fonte: MORRIS (1988). -------------------------------------------------------------------------------350 Ab I F $ Hertz $ Hz hertz hertz

Termos Relacionados: 238 frequência 1308 onda sonora Classificação: Fonética Definição: Unidade de medida da frequência de uma onda sonora. Dá-nos a medida da velocidade de vibração correspondente ao número de ciclos por segundo. Fonte: CÉLDRAN (1984). -------------------------------------------------------------------------------1188 $ MOT I mot

Termos Relacionados: 662 fonologia métrica 1144 nível prosódico Classificação: Fonologia Definição: Conceito da fonologia métrica que indica o nível prosódico ocupado pelas palavras com categoria lexical. Fonte: HOGG & Mc CULLY (1987). -------------------------------------------------------------------------------2652 $ Makaton Termos Relacionados: 2523 sistema gestual Classificação: Psicolinguística Definição: Trata-se de uma linguagem gestual construída por Margeret Walker, em 1977, para adultos deficientes mentais. Contém cerca de trezentos e cinquenta vocábulos inseridos em nove estádios de desenvolvimento e é a única linguagem gestual que segue de perto a aquisição normal do vocabulário. A aprendizagem desta linguagem aumenta o contacto ocular, a atenção, a sociabilidade, a vocalização e a linguagem expressiva. Longe de interferir na aquisição da fala e da linguagem, pode mesmo encorajá-la. Fonte: MORRIS (1988). --------------------------------------------------------------------------------

3674 $ PRO I F PRO PRO

Termos Relacionados: 3525 teoria do controlo Classificação: Sintaxe Definição: Categoria vazia que funciona, tipicamente, como o sujeito das orações infinitivas não flexionadas. PRO pode ter referência arbitrária, por exemplo, na frase "não é claro o que PRO fazer"; e pode ser controlado por um SN argumento da oração principal, por exemplo, na frase "o João prefere PRO ir ao cinema". Fonte: CHOMSKY (1981). -------------------------------------------------------------------------------3551 $ Port Royal I F Port Royal Port Royal

Termos Relacionados: 3407 gramática filosófica 3401 gramática universal Classificação: Termos Gerais Definição: Escola filosófica francesa fundada em princípios do século XVII, onde se desenvolveram algumas bases do cartesianismo e no âmbito da qual surgiu a Grammaire Générale et Raisonnée, da autoria de Arnauld e Lancelot. Com esta obra os autores propõem-se mostrar os aspectos comuns e específicos das línguas do mundo, postulando a existência de estruturas básicas, ocultas sob a aparência exterior dos sons, que reflectem a forma de pensar. A Grammaire Générale et Raisonnée deu origem ao aparecimento de gramáticas filosóficas em várias línguas. Em Portugal só em 1822 surgiu a única gramática filosófica do português, da autoria de Jerónimo Soares Barbosa. -------------------------------------------------------------------------------2572 $ área de Broca I F Broca 's area centre de Broca

Sinónimos: 2812 centro de Broca

Termos Relacionados: 2455 afasia 2588 afasia de Broca 2586 afasia expressiva 2584 afasia motora 2570 afemia Classificação: Psicolinguística Definição: Área do cérebro que, quando lesada, leva a perda da linguagem falada (afemia). Esta área abrange a terceira circunvolução frontal do lado esquerdo do cérebro nas pessoas dextras. Regula os movimentos da língua, boca e laringe. Fonte: MORRIS (1988). -------------------------------------------------------------------------------2814 $ área de Wernicke Termos Relacionados: 2455 afasia 2588 afasia de Broca 2459 afasia de Wernicke 2587 afasia de condução 2847 afasia fluente Classificação: Psicolinguística Definição: Área do cérebro que, quando lesada, leva à perda da compreensão da fala e a perturbações na sua produção. Esta área abrange o segundo "gyrus" temporal, na parte posterior do hemisfério esquerdo do cérebro nas pessoas destras. Fonte: LIEBERMAN (1984). -------------------------------------------------------------------------------1159 $ área supraglotal I supraglotal area

Termos Relacionados: 225 glote Classificação: Fonética Definição: Termo genérico utilizado em fonética para referir toda a área do tracto vocal que se encontra acima da glote.

Fonte: ISTRE (1983). -------------------------------------------------------------------------------1423 $ árvore I F tree arbre

Sinónimos: 1422 diagrama em árvore 1421 indicador sintagmático Classificação: Sintaxe Definição: Diagrama que representa uma estrutura sintáctica. É composto por nós que dominam outros nós na extremidade dos ramos ligados aos nós mais altos na estrutura. Na árvore (também denominada indicador sintagmático ou diagrama em árvore) há um nó inicial, nós intermédios e nós terminais. A cada nó corresponde uma etiqueta, que segundo a teoria X-barra, simboliza uma projecção máxima, ou sintagma, uma projecção intermédia, ou X-barra, e uma categoria X-zero. Os nós terminais são os elementos lexicais ou funcionais que correspondem às etiquetas das categorias X-zero. Fonte: CHOMSKY (1981). -------------------------------------------------------------------------------756 I $ árvore genealógica family tree genealogical tree

Termos Relacionados: 757 família de línguas 758 genealogia 759 parentesco de línguas Classificação: Linguística Histórica Definição: Modelo de representação das famílias de línguas, usado no âmbito da linguística ou gramática comparadas. Fonte: HOCK (1986) / ANDERSON (1973) / BYNON (1977). -------------------------------------------------------------------------------459 $ árvore genealógica

I F

family tree arbre généalogique

Sinónimos: 460 estema Termos Relacionados: 1889 edição lachmaniana 509 estemática Classificação: Filologia Definição: Representação esquemática das relações de conexão e derivação que se estabelecem entre os testemunhos de uma tradição. A árvore genealógica (ou estema) tem uma função prática e um significado histórico, uma vez que representa as vicissitudes históricas do texto transmitido. Para representar os testemunhos que não sobreviveram é costume recorrer-se a siglas do alfabeto grego e, para os que se conservaram recorre-se às siglas do alfabeto latino. Fonte: RONCAGLIA (1975). -------------------------------------------------------------------------------587 I $ árvore métrica metrical tree

Termos Relacionados: 613 grelha métrica 623 pé 632 sílaba terminal 622 sílaba zero Classificação: Fonologia Prosódia Definição: Representação esquemática de uma estrutura acentual que visa mostrar a relativa proeminência que cada constituinte possui sobre os seus nós irmãos, interpretando os contituintes mais proeminentes como fortes e os outros como fracos. Uma vez que em fonologia métrica as relações são sempre definidas em termos de mais forte e mais fraco, as árvores métricas devem sempre e unicamente possuir ramificações binárias e os nós-irmãos devem estar sempre numa relação forte/fraco. Fonte: HOGG & Mc CULLY (1987). -------------------------------------------------------------------------------2843 $ âmbito de um operador

I F

scope champ portée

Sinónimos: 2703 escopo Classificação: Semântica Definição: Por âmbito ou escopo de um operador, quer seja um conector ou um quantificador, entende-se a parte da fórmula que está dentro do seu domínio de operação. Esta é normalmente indicada por parênteses. Exemplo: existem livros interessantes e aborrecidos. a = ser um livro x - variável b = ser interessante ∃ - quantificador existencial c = ser aborrecido & - conjunção (∃ x) (ax & bx) & (∃ x) (ax & cx) Fonte: LYONS (1977). -------------------------------------------------------------------------------3 I F $ abaixamento lowering abaissement

Sinónimos: 132 abertura Termos Relacionados: 135 fechamento Classificação: Linguística Histórica Fonologia Definição: Evolução ou alteração de um segmento vocálico [+alt] para [-alt] ou de um segmento [-bx] para [+bx]. Fonte: HOCK (1986). -------------------------------------------------------------------------------2097 $ abaixamento de tom I downstep

Termos Relacionados: 666 amplitude acentual 664 traços tonais Classificação: Fonologia Prosódia Definição: Abaixamento de uma série de tons altos ou de uma série de acentos pré-nucleares. Fonte: CRUTTENDEN (1986). -------------------------------------------------------------------------------247 I F $ abertura aperture opening aperture

Classificação: Fonética Definição: Grau de afastamento dos orgãos articulatórios durante a produção de um determinado som. Está na base dos traços fonéticos de classe maior que permitem a subdivisão dos sons em vogais, consoantes, obstruintes, soantes, glides e líquidas. Na classificação fonética tradicional distinguem-se ainda outras subclasses de sons, em função do grau de afastamento/abertura. Exemplos: vogais abertas como [a] e fechadas como [i]. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------132 I F $ abertura slit aperture

Sinónimos: 3 abaixamento Termos Relacionados: 135 fechamento Classificação: Linguística Histórica Fonologia Definição: Evolução ou alteração de um segmento vocálico [+alt] para [-alt] ou de um segmento [-bx] para [+bx].

Fonte: HOCK (1986). -------------------------------------------------------------------------------2845 $ abordagem proposicional I propositional approach

Termos Relacionados: 2890 gramáticas de base semântica Classificação: Psicolinguística Definição: Adaptação da gramática do caso (Fillmore, 1968) em que o significado de uma frase é representado por uma ou mais proposições, cada uma delas consistindo numa unidade verbal e um ou mais nomes. Expressões sinónimas são representadas pela mesma proposição. Embora investigadores como Kintsch e Keenan (1973) tenham tentado provar a sua realidade psicológica, não se explicou ainda como é que várias proposições se relacionam entre si numa frase ou como se passa dessas para o que é de facto produzido. Fonte: CLARK & CLARK (1977) / FILLMORE (1968). -------------------------------------------------------------------------------148 I F $ abreviação abbreviation clipping abréviation

Termos Relacionados: 149 elipse 3251 termo abreviado Classificação: Linguística Histórica Lexicologia Terminologia Definição: Representação de uma unidade através de uma parte dessa unidade. A abreviação de uma palavra consiste na supressão de um seu segmento. Exemplo: metropolitano > metro. Fonte: HOCK (1986) / BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). -------------------------------------------------------------------------------1874 $ abreviatura

I F

abbreviation abréviation

Termos Relacionados: 497 edição diplomática

Classificação: Lexicologia Terminologia Definição: Grafia que permite economizar o espaço ou o tempo necessários para a escrita de uma palavra, mediante a omissão de certas letras; as letras omitidas podem, eventualmente, ser substituídas por um sinal convencional. Fonte: MUZERELLE (1985). -------------------------------------------------------------------------------3510 $ absorção de caso I F case absortion absortion de cas

Termos Relacionados: 1846 caso 1844 teoria do caso Classificação: Sintaxe Definição: Nas construções em que o verbo transitivo não atribui caso a um SN na posição de objecto directo considera-se que se verifica um fenómeno de absorção de caso. Por exemplo, a morfologia passiva retém o caso estrutural (acusativo) necessário à legitimação do morfema passivo, razão pela qual não o pode atribuir ao objecto directo que manifesta caso nominativo. Fonte: CHOMSKY (1981). -------------------------------------------------------------------------------2452 $ acatafasia I syntactic aphasia

Sinónimos: 2453 afasia sintáctica Termos Relacionados: 2455 afasia 2586 afasia expressiva

Classificação: Psicolinguística Definição: Tipo de afasia expressiva que se caracteriza pela incapacidade de juntar correctamente palavras e frases. Fonte: CHAPLIN (1981) / COUTINHO (1957). -------------------------------------------------------------------------------3368 $ aceitabilidade I F acceptability acceptabilité

Termos Relacionados: 3369 gramaticalidade Classificação: Termos Gerais Definição: Diz-se que um enunciado é aceitável quando o seu uso é considerado normal ou possível pelos falantes nativos da língua em que é produzido. Este juízo depende, no entanto, de variáveis como o contexto de produção do enunciado ou a variedade linguística - regional ou social - dos falantes. Embora este conceito surja por vezes relacionado com o de gramaticalidade, eles não se pressupõem reciprocamente. Do ponto de vista da gramática generativa, a aceitabilidade é analisada em termos de performance enquanto a gramaticalidade o é em termos de competência. Fonte: CHOMSKY (1965). -------------------------------------------------------------------------------3036 $ aceitabilidade terminológica I F evaluation of terms accéptabilité terminologique

Sinónimos: 3284 ponderação Classificação: Terminologia Definição: Avaliação de um termo em função de critérios pré-estabelecidos e que se exprime segundo uma determinada escala. Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). / LERAT (1987). --------------------------------------------------------------------------------

376 I F

$ acento stress accent

Termos Relacionados: 379 acento fixo 380 acento livre 285 acento nuclear 377 acento principal 378 acento secundário Classificação: Fonética Fonologia Prosódia Definição: Grau de proeminência de uma vogal ou sílaba numa determinada sequência fonética. De um modo geral, faz-se a distinção entre vogais (ou sílabas) acentuadas e não acentuadas, considerando que as primeiras são mais proeminentes que as últimas. Esta proeminência pode ser devida a um aumento de intensidade (acento de intensidade), de duração (acento de quantidade) ou de altura (acento de altura) ou ainda a uma conjugação destas três propriedades. As sequências fonéticas portadoras de acento podem ser palavras, constituintes ou frases, distinguindose habitualmente o acento de palavra do acento nuclear e do acento de frase. Em qualquer destes níveis podem admitir-se diferentes graus de proeminência (graus de acento). Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------584 I F $ acento contrastivo contrastive stress accent contrastif

Sinónimos: 583 acento de frase Termos Relacionados: 1905 acento de insistência 588 acento enfático Classificação: Prosódia Fonética Fonologia Definição: Acento que permite distinguir diferentes graus de ênfase ou de contraste dentro da frase. Exemplo: o homem ALTO parece irritado.

Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------583 I F $ acento de frase phrase stress sentence stress accent de phrase

Sinónimos: 584 acento contrastivo Termos Relacionados: 1905 acento de insistência 588 acento enfático Classificação: Prosódia Fonética Fonologia Definição: Acento que permite distinguir diferentes graus de ênfase ou de contraste dentro da frase. Exemplo: o homem ALTO parece irritado. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------1905 $ acento de insistência I contrastive stress sentence accent stress expressing contrast

Termos Relacionados: 584 acento contrastivo 588 acento enfático Classificação: Fonética Fonologia Prosódia Definição: Marcação de proeminência num dado domínio (geralmente frásico) com função enfática, expressiva ou contrastiva. Fonte: MARTINS (1988) / CUTLER & LADD (1983). --------------------------------------------------------------------------------

1904 $ acento de intensidade I stress accent

Termos Relacionados: 604 proeminência Classificação: Fonética Fonologia Prosódia Definição: Acento em que o parâmetro determinante para tornar a sílaba acusticamente proeminente é a intensidade. Fonte: MARTINS (1988) / CUTLER & LADD (1983). -------------------------------------------------------------------------------581 I F $ acento de palavra word stress accent de mot

Sinónimos: 582 acento lexical Classificação: Prosódia Fonética Fonologia Definição: Acento que incide sobre a sílaba que, na palavra, apresenta proeminência relativamente às restantes. O lugar do acento de palavra (ou acento lexical) estabelece, em certas circunstâncias, distinção entre palavras. Exemplo: DUvida / duVida. Fonte: MATEUS et alii (1983). -------------------------------------------------------------------------------588 I F $ acento enfático emphatic stress accent emphatique

Termos Relacionados: 585 acento primário 378 acento secundário Classificação: Prosódia

Fonologia Definição: Acento que está relacionado com factores pragmáticos e que pode incidir sobre sílabas não acentuadas ou palavras que pertencem a classes cujos elementos são normalmente não acentuados (por exemplo conjunções ou preposições). A principal função do acento enfático é a de chamar a atenção para acontecimentos, objectos, crenças, etç que o locutor considera dignos de nota. Sempre que ocorre o acento enfático, ele sobrepõe-se ao acento primário. Fonte: HOGG & Mc CULLY (1987). -------------------------------------------------------------------------------379 I F $ acento fixo bound stress fixed stress accent fixe

Termos Relacionados: 380 acento livre 285 acento nuclear Classificação: Fonologia Prosódia Definição: Acento que recai sempre sobre a mesma sílaba da palavra , independentemente da sua natureza morfológica. São línguas de acento fixo, por exemplo, o checo (em que o acento recai na primeira sílaba) ou o francês (em que o acento recai na última sílaba). Fonte: MATEUS et alii (1983). -------------------------------------------------------------------------------1903 $ acento fonológico I phonological stress

Termos Relacionados: 584 acento contrastivo 581 acento de palavra 582 acento lexical Classificação: Fonética Fonologia Prosódia Definição: O acento tem valor fonológico quando a mudança de lugar do acento implica uma

mudança de sentido, i. e., quando pares de palavras se opõem distintivamente devido a uma variação na posição do acento. Fonte: MARTINS (1988) / CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------582 I F $ acento lexical lexical stress accent lexical

Sinónimos: 581 acento de palavra Classificação: Prosódia Fonética Fonologia Definição: Acento que incide sobre a sílaba que, na palavra, apresenta proeminência relativamente às restantes. O lugar do acento de palavra (ou acento lexical) estabelece, em certas circunstâncias, distinção entre palavras. Exemplo: DUvida / duVida. Fonte: MATEUS et alii (1983). -------------------------------------------------------------------------------380 I F $ acento livre free stress accent libre

Termos Relacionados: 376 acento 379 acento fixo 285 acento nuclear 601 sílaba Classificação: Fonologia Prosódia Definição: Acento que pode incidir em qualquer das sílabas da palavra de acordo com a natureza morfológica da sua constituição interna. O russo é uma língua de acento livre. O português é uma língua que, na maioria das palavras, também apresenta acento livre. Exemplo: FAlo, faLAva, faLÁvamos. Fonte: MATEUS et alii (1983). --------------------------------------------------------------------------------

285 I F

$ acento nuclear nuclear stress accent nucléaire

Termos Relacionados: 583 acento de frase 377 acento principal 580 graus de acento Classificação: Fonética Fonologia Prosódia Definição: Quando um sintagma (como um grupo nominal ou verbal) apresenta mais do que um acento de palavra e desde que não haja um acento enfático nessa sequência, o acento mais à direita torna-se mais "pesado" e é denominado acento nuclear (clube de futeBOL; igualdade absoLUta). Sendo assim, o acento nuclear passa a ser o acento principal da sequência. Fonte: CHOMSKY & HALLE (1968b). -------------------------------------------------------------------------------585 I F $ acento primário primary stress accent primaire

Sinónimos: 377 acento principal Termos Relacionados: 587 árvore métrica 378 acento secundário 586 sílaba acentuada Classificação: Prosódia Fonética Fonologia Definição: Acento mais forte da palavra ou da frase. Proeminência relativa apresentada pela sílaba acentuada (exemplo: CAsas). Na fonologia métrica o acento principal (ou acento prim'ario) é dominado, na árvore métrica por nós fortes em todos níveis. Fonte: MATEUS et alii (1983). --------------------------------------------------------------------------------

377 I F

$ acento principal primary stress accent principal

Sinónimos: 585 acento primário Termos Relacionados: 587 árvore métrica 378 acento secundário 586 sílaba acentuada Classificação: Prosódia Fonética Fonologia Definição: Acento mais forte da palavra ou da frase. Proeminência relativa apresentada pela sílaba acentuada (exemplo: CAsas). Na fonologia métrica o acento principal (ou acento prim'ario) é dominado, na árvore métrica por nós fortes em todos níveis. Fonte: MATEUS et alii (1983). -------------------------------------------------------------------------------378 I F $ acento secundário secondary stress accent secondaire

Termos Relacionados: 587 árvore métrica 585 acento primário 586 sílaba acentuada Classificação: Prosódia Fonética Fonologia Definição: Acento que incide sobre uma vogal que não recebe o acento principal. Em português, só as vogais pretónicas podem apresentar acento secundário no domínio da palavra (ex: FORtemente). Na fonologia métrica, o acento secundário incide sobre uma sílaba que, numa árvore métrica, é apenas dominada por nós fortes. Fonte: MATEUS et alii (1983). -------------------------------------------------------------------------------1143 $ acento silencioso

I

silent stress

Classificação: Fonologia Prosódia Definição: Modo como se referem os casos em que embora não seja pronunciada uma sílaba acentuada, se mantêm no entanto as intuições dos falantes em relação a essa mesma sílaba. O exemplo habitualmente citado é a versão abreviada de "thank you" [kjw], que se considera o resíduo não acentuado de uma combinação não pronunciada de "acentuado + não acentuado". Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------1133 $ acentuação I F accentuation accentuation

Termos Relacionados: 376 acento Classificação: Fonologia Prosódia Definição: Peso relativo que as sílabas podem tomar num dado estilo de linguagem falada. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------2964 $ acesso lexical I lexical access

Termos Relacionados: 2974 modelos de acesso lexical 2980 reconhecimento de palavra Classificação: Psicolinguística Definição: Processo de recuperação de uma palavra do léxico mental com base em informação perceptual e contextual de modo a torná-la candidata ao reconhecimento. Apesar de a designação 'acesso lexical' aparecer por vezes como sinónima de 'reconhecimento de palavra ', é importante distingui-las. Fonte: GARNHAM (1985).

-------------------------------------------------------------------------------395 I $ acomodação accommodation

Termos Relacionados: 394 aculturação linguística 397 alienação linguística Classificação: Sociolinguística Definição: Adaptação do discurso de um indivíduo às características do discurso do seu interlocutor. Fonte: RICHARDS, PLATT & WEBER (1985). -------------------------------------------------------------------------------1785 $ acordo Ab I F $ AC AGR agreement accord

Sinónimos: 1579 concordância Classificação: Sintaxe Morfologia Definição: Termo que refere uma relação formal entre elementos, de acordo com a qual a forma de uma palavra requer uma forma correspondente de uma outra. Em português, o verbo concorda com o sujeito em pessoa e número; o adjectivo em posição predicativa concorda com o sujeito em género e número; e o adjectivo em posição atributiva, bem como os determinantes e quantificadores, concordam em género e número com o núcleo nominal da construção a que pertencem. É o núcleo do sintagma acordo ou sintagma concordância. Fonte: MATEUS et alii (1983). -------------------------------------------------------------------------------3701 $ acordo espec-núcleo I espec-head agreement

Classificação:

Sintaxe Definição: Relação formal que se verifica no interior de uma projecção máxima, ou sintagma, entre o especificador e o núcleo. Exemplo: nas frases verifica-se uma partilha de traços entre o SN sujeito, especificador de FLEX, e o núcleo da frase (FLEX). Fonte: CHOMSKY (1986). -------------------------------------------------------------------------------4 I $ acrescentamento insertion

Sinónimos: 138 inserção Termos Relacionados: 6 epêntese 7 paragoge 5 prótese Classificação: Linguística Histórica Definição: Qualquer evolução em que um novo segmento fonético passa a ser articulado, em posição inicial, medial ou final de palavra. Fonte: HOCK (1986). -------------------------------------------------------------------------------151 I F $ acrónimo acronym acronyme

Termos Relacionados: 1874 abreviatura 150 acronímia 3238 sigla Classificação: Morfologia Lexicologia Terminologia Definição: Termo complexo abreviado, formado de letras ou grupos de letras de uma palavra ou sequência de palavras, que se pronuncia como uma palavra. Exemplos: EPAL, EUROTRA.

-------------------------------------------------------------------------------2191 $ acrografia I acrography

Termos Relacionados: 2192 braquigrafia 2161 nome próprio Classificação: Lexicologia Definição: Grafia, em abreviatura, de uma locução por meio das letras iniciais das palavras componentes, que formam em conjunto um nome próprio. Por exemplo, Ministério da Educação e Cultura - M.E.C. Há hesitação em escrever as iniciais separadas por ponto (U.S.A.) ou não (USA). Fonte: CÂMARA (1984). -------------------------------------------------------------------------------387 I $ acrolecto acrolect

Termos Relacionados: 388 basilecto 389 mesolecto Classificação: Sociolinguística Definição: Variedade do contínuo crioulo mais próxima do superstrato ao qual tende a assimilar-se. Fonte: MUHLHAUSLER (1986). -------------------------------------------------------------------------------150 F $ acronímia acronymie

Termos Relacionados: 151 acrónimo Classificação: Lexicologia Terminologia Morfologia

Definição: Processo de formação de acrónimos. -------------------------------------------------------------------------------679 I F $ acto de enunciação utterance act acte d'énonciation

Sinónimos: 713 acto enunciador Termos Relacionados: 680 acto ilocutório 682 acto perlocutório 681 acto proposicional Classificação: Pragmática Definição: Um dos quatro tipos de actos que, segundo Searle, são realizados num acto de fala. É a enunciação de palavras e frases independentemente do seu significado. Fonte: SEARLE (1969). -------------------------------------------------------------------------------683 I F $ acto de fala speech act acte de langage

Sinónimos: 685 acto de linguagem 684 acto linguístico Termos Relacionados: 686 acto de fala indirecto 680 acto ilocutório Classificação: Pragmática Definição: Acção realizada por um falante através de um enunciado, considerando as intenções da sua realização e os efeitos que visa alcançar no alocutário. Segundo Austin, este acto envolve a produção de um acto locutório, de um acto ilocutório e de um acto perlocutório. Na teorização de Searle esta classificação é no entanto quadripartida: acto de enunciação, acto proposicional, acto ilocutório e acto perlocutório. O termo é sobretudo associado à noção de acto ilocutório, cujo valor adquire.

Fonte: AUSTIN (1962) / SEARLE (1969). -------------------------------------------------------------------------------686 I F $ acto de fala indirecto indirect speech act acte de parole indirect

Termos Relacionados: 683 acto de fala 680 acto ilocutório 687 princípio de cooperação Classificação: Pragmática Definição: Termo que refere a realização de um acto ilocutório por meio da realização de outro; por exemplo, enunciar uma pergunta para fazer um pedido: A : Tens horas? B : 6 e 10. Nos actos de fala indirectos o falante comunica ao interlocutor mais do que de facto diz; a sua produção e a sua compreensão estão intimamente ligadas ao chamado princípio de cooperação. Fonte: SEARLE (1979). -------------------------------------------------------------------------------685 I F $ acto de linguagem speech act acte de langage

Sinónimos: 683 acto de fala 684 acto linguístico Termos Relacionados: 686 acto de fala indirecto 680 acto ilocutório Classificação: Pragmática Definição: Acção realizada por um falante através de um enunciado, considerando as intenções da sua realização e os efeitos que visa alcançar no alocutário. Segundo Austin, este acto envolve a produção de um acto locutório, de um acto ilocutório e de um acto perlocutório. Na teorização de Searle esta classificação é no entanto quadripartida: acto de enunciação, acto proposicional, acto ilocutório e acto perlocutório. O termo é sobretudo associado à noção de acto ilocutório, cujo valor adquire. Fonte: AUSTIN (1962) / SEARLE (1969).

-------------------------------------------------------------------------------688 I F $ acto de predicação act of predication prédication Termos Relacionados: 689 acto de referência 680 acto ilocutório 681 acto proposicional Classificação: Pragmática Definição: Parte do acto ilocutório que determina o conteúdo aplicado ao objecto de que queremos falar. À prática conjunta de um acto de referência e de um acto de predicação (aquilo que se diz sobre a coisa referida) chama-se acto proposicional. Fonte: SEARLE (1969). -------------------------------------------------------------------------------946 I $ acto elocutório illocutionary act . Fonte: SEARLE (1969). Um sujeito realiza um acto de predicação quando enuncia algo (predicação) relativamente à coisa referida no acto de referência. -------------------------------------------------------------------------------689 I F $ acto de referência act of reference acte de référence Termos Relacionados: 688 acto de predicação 680 acto ilocutório 681 acto proposicional Classificação: Pragmática Definição: Parte do acto ilocutório que determina a coisa de que queremos falar. A prática conjunta de um acto de referência e de um acto de predicação constitui um acto proposicional e é a base para a prática dos actos ilocutórios. Diz-se que um sujeito realiza um acto de referência quando enuncia uma expressão que identifica um objecto entre vários.

segundo Searle. Fonte: AUSTIN (1962) / SEARLE (1969). etc. O termo foi introduzido por Austin. É a enunciação de palavras e frases independentemente do seu significado. segundo Searle. compromissivos. convidar. É a acção realizada por um locutor com um enunciado: prometer. são realizados num acto de fala. Fonte: SEARLE (1969). -------------------------------------------------------------------------------690 I $ acto fático phatic act . -------------------------------------------------------------------------------713 I F $ acto enunciador utterance act acte d'énonciation Sinónimos: 679 acto de enunciação Termos Relacionados: 680 acto ilocutório 682 acto perlocutório 681 acto proposicional Classificação: Pragmática Definição: Um dos quatro tipos de actos que. mas é a Searle que se deve a actual classificação dos actos ilocutórios em seis categorias: assertivos.F acte illocutoire Sinónimos: 695 acto ilocucionário 696 acto ilocutivo 680 acto ilocutório Termos Relacionados: 679 acto de enunciação 697 acto locutório 682 acto perlocutório 681 acto proposicional Classificação: Pragmática Definição: Um dos quatro tipos de actos que. declarativos e declarativos assertivos. ameaçar. expressivos. são realizados num acto de fala. directivos.

O produto da realização de um acto fonético é o fone. A realização de um acto fático implica a realização de um acto fonético. o acto de enunciar certas palavras de uma língua.F acte phatique Termos Relacionados: 683 acto de fala 691 acto fonético 692 acto rético 693 fema Classificação: Pragmática Definição: Na teorização austiniana designa-se por acto fático o acto de enunciar palavras de uma língua. o falante produz femas. Ao realizar actos fáticos. -------------------------------------------------------------------------------695 I F $ acto ilocucionário illocutionary act acte illocutionnaire Sinónimos: 946 acto elocutório 696 acto ilocutivo 680 acto ilocutório . o contrário não é verdadeiro. Fonte: AUSTIN (1962). i. distinguindo-se por isso mesmo de acto fático. e.. o contrário não é verdadeiro. Fonte: AUSTIN (1962). -------------------------------------------------------------------------------691 I F $ acto fonético phonetic act acte phonétique Termos Relacionados: 683 acto de fala 690 acto fático 692 acto rético Classificação: Pragmática Definição: Na terminologia de Austin este tipo de acto consiste na simples articulação de sons por um falante. A realização de um acto fático implica a realização de um acto fonético.

são realizados num acto de fala. O termo foi introduzido por Austin. segundo Searle. ameaçar. O termo foi introduzido por Austin. compromissivos. convidar. -------------------------------------------------------------------------------696 I F $ acto ilocutivo illocutionary act acte illocutoire Sinónimos: 946 acto elocutório 695 acto ilocucionário 680 acto ilocutório Termos Relacionados: 679 acto de enunciação 697 acto locutório 682 acto perlocutório 681 acto proposicional Classificação: Pragmática Definição: Um dos quatro tipos de actos que. declarativos e declarativos assertivos. compromissivos. segundo Searle.Termos Relacionados: 679 acto de enunciação 697 acto locutório 682 acto perlocutório 681 acto proposicional Classificação: Pragmática Definição: Um dos quatro tipos de actos que. directivos. Fonte: AUSTIN (1962) / SEARLE (1969). expressivos. são realizados num acto de fala. ameaçar. É a acção realizada por um locutor com um enunciado: prometer. convidar. Fonte: AUSTIN (1962) / SEARLE (1969). -------------------------------------------------------------------------------680 I $ acto ilocutório illocutionary act . declarativos e declarativos assertivos. etc. etc. mas é a Searle que se deve a actual classificação dos actos ilocutórios em seis categorias: assertivos. mas é a Searle que se deve a actual classificação dos actos ilocutórios em seis categorias: assertivos. expressivos. directivos. É a acção realizada por um locutor com um enunciado: prometer.

Searle designou este tipo de actos por actos ilocutórios representativos. Fonte: SEARLE (1979). são realizados num acto de fala. -------------------------------------------------------------------------------- . mas é a Searle que se deve a actual classificação dos actos ilocutórios em seis categorias: assertivos. segundo Searle. directivos. -------------------------------------------------------------------------------698 I F $ acto ilocutório assertivo assertive illocutionary act acte illocutionnaire d'assertion acte illocutoire assertif Sinónimos: 699 acto ilocutório representativo Termos Relacionados: 683 acto de fala 686 acto de fala indirecto 680 acto ilocutório Classificação: Pragmática Definição: Acto ilocutório sujeito à dimensão que inclui os parâmetros verdadeiro e falso. Numa primeira fase da taxinomia dos actos ilocutórios. etc. pois o seu objectivo consiste em relacionar o locutor com o valor de verdade da proposição expressa no enunciado. declarativos e declarativos assertivos. convidar. Fonte: AUSTIN (1962) / SEARLE (1969). O termo foi introduzido por Austin.F acte illocutionnaire Sinónimos: 946 acto elocutório 695 acto ilocucionário 696 acto ilocutivo Termos Relacionados: 679 acto de enunciação 697 acto locutório 682 acto perlocutório 681 acto proposicional Classificação: Pragmática Definição: Um dos quatro tipos de actos que. É a acção realizada por um locutor com um enunciado: prometer. ameaçar. compromissivos. expressivos.

De salientar que este tipo de acto é o único que Searle retém da tentativa de classificação geral dos actos ilocutórios proposta por Austin. declarativos e declarativos assertivos. De importância fundamental nos desenvolvimentos posteriores da teoria dos actos da fala. etc. alterando os outros (veredictivos. ameaçar. cujo teor é expresso pelo conteúdo proposicional do enunciado. no entanto. Fonte: AUSTIN (1962) / SEARLE (1979). comprometer-se. Exemplos destes actos ilocutórios são jurar. directivos.. alterando os outros para: assertivos. directivos. expressivos. -------------------------------------------------------------------------------1126 $ acto ilocutório comportamental I F behabitive illocutionary act acte illocutoire comportatif Termos Relacionados: 683 acto de fala 686 acto de fala indirecto 680 acto ilocutório Classificação: Pragmática Definição: De acordo com a classificação geral dos actos ilocutórios em cinco categorias proposta por Austin.703 I F $ acto ilocutório comissivo commissive illocutionary act acte ilocutoire commissif Sinónimos: 702 acto ilocutório compromissivo Termos Relacionados: 683 acto de fala 686 acto de fala indirecto 680 acto ilocutório Classificação: Pragmática Definição: Acto ilocutório que tem como objectivo fazer com que o locutor se comprometa a realizar uma acção. felicitar. face à proposta mais recente de Searle que da classificação austiniana apenas retém os actos ilocutórios compromissivos. por ex.. declarativos e . secundária. comportamentais e expositivos) para: assertivos. sendo essa reacção a expressão de verbos como. expressivos. a proposta de classificação austiniana é. exercitivos. um acto ilocutório é comportamental se com ele se expressar uma reacção relativamente ao comportamento passado ou presente de alguém às suas acções. agradecer. cumprimentar. etc. prometer.

directivos. cujo teor é expresso pelo conteúdo proposicional do enunciado. prometer. alterando os outros (veredictivos. Exemplos destes actos ilocutórios são jurar. expressivos. De salientar que este tipo de acto é o único que Searle retém da tentativa de classificação geral dos actos ilocutórios proposta por Austin. -------------------------------------------------------------------------------702 I F $ acto ilocutório compromissivo commissive illocutionary act acte illocutoire promissif Sinónimos: 703 acto ilocutório comissivo Termos Relacionados: 683 acto de fala 686 acto de fala indirecto 680 acto ilocutório Classificação: Pragmática Definição: Acto ilocutório que tem como objectivo fazer com que o locutor se comprometa a realizar uma acção. Fonte: AUSTIN (1962). comportamentais e expositivos) para: assertivos. Fonte: AUSTIN (1962) / SEARLE (1979). declarativos e declarativos assertivos. comprometer-se. ameaçar.declarativos assertivos. exercitivos. etc. -------------------------------------------------------------------------------704 I F $ acto ilocutório declarativo declarative illocutionary act acte illocutoire déclaratif Sinónimos: 705 declaração Termos Relacionados: 683 acto de fala 686 acto de fala indirecto 680 acto ilocutório Classificação: Pragmática Definição: Acto ilocutório cuja realização garante a correspondência entre o conteúdo .

ao mesmo tempo que evidencia o seu estatuto de criador de realidade. Fonte: SEARLE (1979). Fonte: SEARLE (1979). -------------------------------------------------------------------------------707 I $ acto ilocutório declarativo representativo representative declaration Sinónimos: 706 acto ilocutório declarativo assertivo 708 declaração assertiva 709 declaração representativa Termos Relacionados: 686 acto de fala indirecto 698 acto ilocutório assertivo 704 acto ilocutório declarativo . mas o seu objectivo ilocutório é o de uma declaração. um acto ilocutório deste tipo apresenta força ilocutória assertiva. pois a realização de uma declaração faz com que o universo de referência se altere. -------------------------------------------------------------------------------706 I F $ acto ilocutório declarativo assertivo assertive declaration acte illocutoire déclaratif assertif Sinónimos: 707 acto ilocutório declarativo representativo 708 declaração assertiva 709 declaração representativa Termos Relacionados: 686 acto de fala indirecto 698 acto ilocutório assertivo 704 acto ilocutório declarativo Classificação: Pragmática Definição: Acto ilocutório cujo sujeito se relaciona com o valor de verdade da proposição expressa no enunciado.proposicional do enunciado e a realidade. trazendo um novo estado de coisas à existência. Por outras palavras. fazendo-o coincidir com o conteúdo proposicional. pois exigem que o locutor e o(s) alocutário(s) se encontrem em posições sociais definidas: padre e noivos. Estes actos são essencialmente institucionais. patrão e empregado.. Uma declaração é a expressão da sua própria realidade. A sua primeira designação foi a de acto ilocutório declarativo representativo. etc.

-------------------------------------------------------------------------------1125 $ acto ilocutório exercitivo I F exercitive illocutionary act acte illocutoire exercitif Termos Relacionados: 683 acto de fala 686 acto de fala indirecto 680 acto ilocutório Classificação: Pragmática Definição: De acordo com a classificação geral dos actos ilocutórios em cinco categorias proposta por Austin. Fonte: SEARLE (1979). mas o seu objectivo ilocutório é o de uma declaração. Exemplos: as frases imperativas. as perguntas.Classificação: Pragmática Definição: Acto ilocutório cujo sujeito se relaciona com o valor de verdade da proposição expressa no enunciado. -------------------------------------------------------------------------------700 I F $ acto ilocutório directivo directive illocutionary act acte illocutoire directif Termos Relacionados: 683 acto de fala 686 acto de fala indirecto 680 acto ilocutório Classificação: Pragmática Definição: Um acto ilocutório directivo tem como objectivo levar o alocutário a realizar uma acção determinada pelo reconhecimento do conteúdo proposicional do enunciado. ao mesmo tempo que evidencia o seu estatuto de criador de realidade. um acto ilocutório deste tipo apresenta força ilocutória assertiva. um acto ilocutório é exercitivo se se traduzir pela . A sua primeira designação foi a de acto ilocutório declarativo representativo. Fonte: SEARLE (1979). Por outras palavras. trazendo um novo estado de coisas à existência.

Inclui-se nesta classe o uso de verbos como nomear. a proposta de classificação austiniana é. um acto ilocutório é expositivo se consistir na exposição de um ponto de vista. jurar. alterando os outros para: assertivos. face à proposta mais recente de Searle que da classificação austiniana apenas retém os actos ilocutórios compromissivos. expressivos. -------------------------------------------------------------------------------701 I F $ acto ilocutório expressivo expressive illocutionary act acte illocutoire expressif Termos Relacionados: 683 acto de fala 686 acto de fala indirecto 680 acto ilocutório Classificação: Pragmática . declarativos e declarativos assertivos. na expressão de argumentos relativamente a algo. testemunhar.. secundária. por exemplo. a proposta de classificação austiniana é. Fonte: AUSTIN (1962). no entanto. Fonte: AUSTIN (1962). ordenar. directivos. De importância fundamental nos desenvolvimentos posteriores da teoria dos actos de fala. alterando os outros para: assertivos. -------------------------------------------------------------------------------1127 $ acto ilocutório expositivo I F expositive illocutionary act acte illocutoire expositif Termos Relacionados: 683 acto de fala 686 acto de fala indirecto 680 acto ilocutório Classificação: Pragmática Definição: De acordo com a classificação geral dos actos ilocutórios em cinco categorias proposta por Austin. pelo expressar de uma decisão como exercício de um direito ou de poder. De importância fundamental nos desenvolvimentos posteriores da teoria dos actos de fala. secundária. declarativos e declarativos assertivos. negar. directivos. expressivos. aconselhar. no entanto. face à proposta mais recente de Searle que da classificação austiniana apenas retém os actos ilocutórios compromissivos. etc.enunciação de um juízo. por meio da utilização de verbos como. afirmar.

A existência de alguns actos expressivos depende da sua institucionalidade. o falante diz algo mais do que aquilo que literalmente diz. Fonte: SEARLE (1979).Definição: Um acto ilocutório expressivo tem como objectivo a manifestação do estado psicológico experimentado pelo locutor em relação ao estado de coisas especificado no conteúdo proposicional. recusar um convite para ir ao cinema. . Diz-se então que o acto ilocutório de recusar o convite é primário relativamente à afirmação. e. -------------------------------------------------------------------------------928 I F $ acto ilocutório primário primary illocutionary act acte illocutoire primaire Termos Relacionados: 686 acto de fala indirecto 856 implicatura conversacional Classificação: Pragmática Definição: A característica fundamental dos actos de fala indirectos radica no facto de o falante realizar um acto ilocutório por meio da realização de outro.. -------------------------------------------------------------------------------699 I F $ acto ilocutório representativo representative illocutionary act acte illocutoire représentatif Sinónimos: 698 acto ilocutório assertivo Termos Relacionados: 683 acto de fala 686 acto de fala indirecto 680 acto ilocutório Classificação: Pragmática Definição: Acto ilocutório sujeito à dimensão que inclui os parâmetros verdadeiro e falso. que é um acto secundário. Por exemplo. afirmando a necessidade de estudar para um exame: A: Vamos ao cinema? B: Tenho de estudar para o exame. i. Fonte: SEARLE (1979). se entendermos que a sua prática em certas circunstâncias é definida pela tradição e pelas instituições sociais.

mas também uma estimativa. primário. Neste exemplo. -------------------------------------------------------------------------------929 I F $ acto ilocutório secundário secondary illocutionary act acte illocutoire secondaire Termos Relacionados: 686 acto de fala indirecto 856 implicatura conversacional Classificação: Pragmática Definição: Um acto ilocutório é secundário quando com ele o falante quer dizer algo mais do que realmente disse. oficial ou não. um acto ilocutório é veredictivo se for a enunciação de um veredicto. Exemplo: A: anda. Estamos pois perante casos de indirecção em que por meio de um acto ilocutório (secundário) o falante realiza outro (primário). -------------------------------------------------------------------------------1124 $ acto ilocutório veredictivo I F veredictive illocutionary act acte illocutoire veridictif Termos Relacionados: 683 acto de fala 686 acto de fala indirecto 680 acto ilocutório Classificação: Pragmática Definição: De acordo com a classificação geral dos actos ilocutórios em cinco categorias proposta por Austin. etc. De importância fundamental nos desenvolvimentos posteriores da teoria dos actos de fala. B: faço serão. a partir de provas ou razões que atestem o facto em questão. Searle designou este tipo de actos por actos ilocutórios representativos. dou-te boleia. Pode ser um acto judicial. da sua intervenção. Fonte: SEARLE (1979).pois o seu objectivo consiste em relacionar o locutor com o valor de verdade da proposição expressa no enunciado. Numa primeira fase da taxinomia dos actos ilocutórios. Fonte: SEARLE (1979).. um parecer. a explicitação da futura acção de B constitui um acto secundário relativamente à recusa da oferta de A (o acto primário). realizando assim um outro acto ilocutório que se constitui como o fundamental. a proposta de classificação austiniana . de uma conclusão.

expressivos. no entanto. este acto envolve a produção de um acto locutório. Na teorização de Searle esta classificação é no entanto quadripartida: acto de enunciação. face à proposta mais recente de Searle que da classificação austiniana apenas retém os actos ilocutórios compromissivos. Fonte: AUSTIN (1962) / SEARLE (1969). secundária.é. -------------------------------------------------------------------------------684 I F $ acto linguístico speech act acte de langage Sinónimos: 683 acto de fala 685 acto de linguagem Termos Relacionados: 686 acto de fala indirecto 680 acto ilocutório Classificação: Pragmática Definição: Acção realizada por um falante através de um enunciado. -------------------------------------------------------------------------------710 I F $ acto locucionário locutionary act acte locutionnaire Sinónimos: 697 acto locutório Termos Relacionados: 679 acto de enunciação 680 acto ilocutório 682 acto perlocutório 681 acto proposicional Classificação: Pragmática . Fonte: AUSTIN (1962). acto ilocutório e acto perlocutório. directivos. acto proposicional. considerando as intenções da sua realização e os efeitos que visa alcançar no alocutário. declarativos e declarativos assertivos. O termo é sobretudo associado à noção de acto ilocutório. cujo valor adquire. alterando os outros para: assertivos. Segundo Austin. de um acto ilocutório e de um acto perlocutório.

Fonte: AUSTIN (1962) / SEARLE (1969). Searle rejeita. distinguindo acto de enunciação de acto proposicional. -------------------------------------------------------------------------------711 I F $ acto perlocucionário perlocutionary act acte perlocutionnaire Sinónimos: 682 acto perlocutório Termos Relacionados: 679 acto de enunciação 680 acto ilocutório 697 acto locutório 681 acto proposicional Classificação: Pragmática .Definição: Termo utilizado na teoria dos actos de fala por Austin para designar o acto de produção de um enunciado. esta classificação. por considerar que a enunciação de palavras não veicula necessariamente uma proposição. no entanto. Fonte: AUSTIN (1962) / SEARLE (1969). por considerar que a enunciação de palavras não veicula necessariamente uma proposição. Searle rejeita. distinguindo acto de enunciação de acto proposicional. no entanto. -------------------------------------------------------------------------------697 I F $ acto locutório locutionary act acte locutionnaire Sinónimos: 710 acto locucionário Termos Relacionados: 679 acto de enunciação 680 acto ilocutório 682 acto perlocutório 681 acto proposicional Classificação: Pragmática Definição: Termo utilizado na teoria dos actos de fala por Austin para designar o acto de produção de um enunciado. esta classificação.

pensamentos e crenças dos alocutários. Na teorização de Searle o termo é no entanto contrastado com as noções de acto de enunciação. pensamentos e crenças dos alocutários. Na teorização de Searle o termo é no entanto contrastado com as noções de acto de enunciação.Definição: Termo usado na teoria dos actos de fala para designar as consequências ou efeitos que os actos ilocutórios têm nas acções. Fonte: AUSTIN (1962) / SEARLE (1969). Fonte: AUSTIN (1962) / SEARLE (1969). acto proposicional e acto ilocutório. O termo foi primeiro usado por Austin. O termo foi primeiro usado por Austin. -------------------------------------------------------------------------------681 I F $ acto proposicional propositional act acte propositionnel Termos Relacionados: 713 acto enunciador 680 acto ilocutório 682 acto perlocutório 942 proposição Classificação: . -------------------------------------------------------------------------------682 I F $ acto perlocutório perlocutionary act acte perlocutionnaire Sinónimos: 711 acto perlocucionário Termos Relacionados: 679 acto de enunciação 680 acto ilocutório 697 acto locutório 681 acto proposicional Classificação: Pragmática Definição: Termo usado na teoria dos actos de fala para designar as consequências ou efeitos que os actos ilocutórios têm nas acções. a partir de uma classificação que considera ainda as noções de acto locutório e de acto ilocutório. acto proposicional e acto ilocutório. a partir de uma classificação que considera ainda as noções de acto locutório e de acto ilocutório.

são realizados num acto de fala. Ao realizar actos réticos um falante produz remas. Ao contrário dos actos ilocutórios. É a acção de dizer algo com um enunciado por meio de uma referência e de uma predicação. os actos proposicionais têm como forma gramatical característica apenas partes de frases. Os actos de conversação são caracterizados de acordo com a sua organização em contextos específicos. segundo Searle. o que no conjunto equivale ao significado.Pragmática Definição: Um dos quatro tipos de actos que. atribuindo-lhes um certo sentido e uma certa referência. cuja forma gramatical característica é uma frase completa. Um acto proposicional nunca ocorre sozinho. Fonte: SEARLE (1969). Fonte: AUSTIN (1962). -------------------------------------------------------------------------------921 I $ actos de conversação conversational acts Termos Relacionados: 683 acto de fala 944 análise conversacional 948 tomada de vez Classificação: Pragmática Definição: Termo geral que refere as unidades verificadas em situação de actividade conversacional. com o modo como as trocas conversacionais . trata-se do acto de usar um fema (produto de um acto fático) ou os seus constituintes. a sua produção está sempre ligada à realização de um acto ilocutório. -------------------------------------------------------------------------------692 I F $ acto rético rhetic act acte rhétique Termos Relacionados: 683 acto de fala 690 acto fático 691 acto fonético Classificação: Pragmática Definição: De acordo com Austin.

quando uma única propriedade morfológica é realizada por vários morfes. Fonte: STUBBS (1983). Os fones são a realização ou actualização dos fonemas. No âmbito da análise de discurso. bem como com as funções desempenhadas pelas diferentes unidades de conversação no interior das trocas conversacionais. Em morfologia. ou quando várias propriedades morfológicas são realizadas por um único morfe. o termo é utilizado. Fonte: LEVINSON (1983). Fonte: BAUER (1988). no interior do sistema de tomadas de vez. -------------------------------------------------------------------------------937 I F $ actos de discurso discourse acts actes de discours Termos Relacionados: 683 acto de fala 945 análise de discurso Classificação: Pragmática Definição: Termo que muitas vezes é dado como equivalente ao termo "actos de fala" e de cujo original (speech acts) aparece frequentemente como tradução. estes actos têm no entanto estatuto próprio e são definidos de acordo com as suas funções no interior do discurso. como a organização de sequências de enunciados a partir da sua função nas trocas conversacionais. -------------------------------------------------------------------------------1069 $ actualização I F actualization actualisation Sinónimos: 1756 exponência 1068 realização Classificação: Fonologia Morfologia Definição: Expressão física de uma unidade linguística abstracta.são registadas. -------------------------------------------------------------------------------- . Os morfes são designados expoentes das propriedades.

-------------------------------------------------------------------------------3370 $ adequação descritiva I F descriptive adequacy adéquation descriptive Termos Relacionados: 3371 adequação explicativa 3372 adequação observacional Classificação: Termos Gerais . -------------------------------------------------------------------------------152 I F $ adaptação de empréstimo adaptation of borrowing adaptation of loan intégration du mot emprunté Sinónimos: 153 integração de empréstimo Termos Relacionados: 154 adopção de empréstimo 155 empréstimo Classificação: Linguística Histórica Definição: Reestruturação de uma forma estrangeira em função do sistema fonológico. morfológico e/ou lexical da língua que tomou como empréstimo essa forma.394 I $ aculturação linguística linguistic acculturation Termos Relacionados: 397 alienação linguística 396 assimilação linguística Classificação: Sociolinguística Definição: Processo de modificação do sistema linguístico de um grupo como resultado de interacção com outro grupo com um sistema linguístico diferente. Fonte: HOCK (1986) / BYNON (1977).

Fonte: CHOMSKY (1965). todas elas descritivamente adequadas. não só os dados observados. -------------------------------------------------------------------------------3373 $ adequação externa I F external adequacy adéquation externe Termos Relacionados: 3374 adequação interna Classificação: Termos Gerais Definição: Avaliação do grau de correspondência entre a gramática e os dados observados. -------------------------------------------------------------------------------3375 $ adequação forte I F strongly adequate adéquation forte Sinónimos: 3377 capacidade generativa forte .Definição: Nível alcançado por uma gramática quando descreve. Fonte: CHOMSKY (1965). Fonte: CRYSTAL (1980a). mas também as intuições dos falantes da língua. -------------------------------------------------------------------------------3371 $ adequação explicativa I F explanatory adequacy adéquation explicative Termos Relacionados: 3370 adequação descritiva 3372 adequação observacional Classificação: Termos Gerais Definição: Nível alcançado por uma gramática quando estabelece uma base de princípios com o fim de escolher entre gramáticas alternativas.

Classificação: Termos Gerais Definição: Capacidade de uma gramática que lhe permite. apresentar uma descrição estrutural de cada frase que compreenda a informação necessária para se lhe associar uma interpretação semântica e uma interpretação fonética. -------------------------------------------------------------------------------3376 $ adequação fraca I F weakly adequate adéquation faible Sinónimos: 3378 capacidade generativa fraca Classificação: Termos Gerais Definição: Capacidade de uma gramática para gerar. Fonte: CRYSTAL (1980a). Fonte: CHOMSKY (1965). -------------------------------------------------------------------------------3372 $ adequação observacional . todas as frases gramaticais de uma língua e só estas. -------------------------------------------------------------------------------3374 $ adequação interna I F internal adequacy adéquation interne Termos Relacionados: 3373 adequação externa Classificação: Termos Gerais Definição: Avaliação das características internas das gramáticas. tais como a simplicidade e a elegância. a partir de um mecanismo finito. além de gerar todas as frases gramaticais de uma língua. Fonte: CHOMSKY (1965).

Na área da linguagem é a incapacidade de produzir rápidas sequências de movimentos ao utilizar os articuladores. Fonte: CHOMSKY (1965). etc. Fenómeno contrário à diadococinese. Fonte: MORRIS (1988) / COUTINHO (1957). por exemplo. atacar um sapato. -------------------------------------------------------------------------------2662 $ adiadococinesia I F adiodochokinesis adiodochokinesis Sinónimos: 2565 adiadococinese Termos Relacionados: . -------------------------------------------------------------------------------2565 $ adiadococinese I F adiodochokinesis adiodochokinesis Sinónimos: 2662 adiadococinesia Termos Relacionados: 1977 articulador 2610 diadococinese 2476 disartria Classificação: Psicolinguística Definição: Perda da capacidade de realizar certos movimentos rápidos e alternados como.I observational adequacy Termos Relacionados: 3370 adequação descritiva 3371 adequação explicativa Classificação: Termos Gerais Definição: Nível alcançado por uma gramática que gera um "corpus" e prediz correctamente frases bem-formadas. característica de doentes que sofrem de disartria. bater alternada e sucessivamente com a palma e o dorso da mão no joelho. dar corda a um relógio.

Fonte: DÍAZ Y DÍAZ (1984). bater alternada e sucessivamente com a palma e o dorso da mão no joelho.1977 2610 2476 articulador diadococinese disartria Classificação: Psicolinguística Definição: Perda da capacidade de realizar certos movimentos rápidos e alternados como. dar corda a um relógio. que passa a incluir elementos que nela não figuravam previamente. -------------------------------------------------------------------------------450 I F $ adição insertion amplificatio Sinónimos: 449 ampliação 451 amplificatio Classificação: Filologia Definição: Modificação da estrutura narrativa de um texto. corresponde ao acrescentamento de uma regra na gramática de uma língua. por exemplo. atacar um sapato. de acordo com a gramática generativa. Fenómeno contrário à diadococinese. Na área da linguagem é a incapacidade de produzir rápidas sequências de movimentos ao utilizar os articuladores. etc. característica de doentes que sofrem de disartria. -------------------------------------------------------------------------------751 I $ adição de regra rule addition Termos Relacionados: 752 complexificação da gramática 177 inovação 753 inserção de regra Classificação: Linguística Histórica Definição: Mudança que. A adição de regra . Fonte: MORRIS (1988) / COUTINHO (1957).

de formação de adjectivos. marcar → marcante. sendo designados epítetos. latino + americano →latino-americano.radical ou palavra . em posição 'atributiva ' (ex: o homem alto). sendo designados atributos. seda →sedoso.pode ser um adjectivo (adjectivalização deadjectival). -------------------------------------------------------------------------------1512 $ adjectivalização I F adjectivalization adjectivalisation Termos Relacionados: 1513 adjectivo 1575 composição 1607 derivação Classificação: Morfologia Definição: Processo morfológico. a forma de base . -------------------------------------------------------------------------------1513 $ adjectivo Ab I F $A $ ADJ adjective adjectif Termos Relacionados: 1512 adjectivalização 1514 adjectivo participial 1718 categoria sintáctica 1605 deadjectival 1627 flexão nominal 1644 grau Classificação: Morfologia Sintaxe Definição: Unidades que especificam atributos de nomes. ou numa posição pós-verbal ou 'predicativa ' (ex: o homem é alto). Podem ocorrer no interior de um sintagma nominal. Exemplos: feliz → infeliz. altérrimo) ou . um nome (adjectivalização denominal) ou um verbo (adjectivalização deverbal).contribui para a complexificação da gramática. Fonte: KING (1969) / HOCK (1986). expressa morfologicamente (exs: altíssimo. Em português. Podem ser usados na forma comparativa ou superlativa. derivacional ou composicional.

por exemplo. Fonte: CUNHA & CINTRA (1984). -------------------------------------------------------------------------------3707 $ adjectivo qualificativo I F qualifier adjective adjectif qualificatif Termos Relacionados: 1513 adjectivo . -------------------------------------------------------------------------------1514 $ adjectivo participial I F participial adjective participe Termos Relacionados: 1513 adjectivo 1598 conversão 1720 particípio Classificação: Sintaxe Morfologia Definição: Palavra derivada de um verbo e usada como adjectivo. os numerais. em a bela adormecida. -------------------------------------------------------------------------------3708 $ adjectivo determinativo F adjectif déterminatif Termos Relacionados: 1513 adjectivo Classificação: Morfologia Definição: Termo da gramática tradicional que refere os adjectivos que permitem a actualização do nome numa frase. os possessivos e os demonstrativos. e incluem. o mais alto). Fonte: CRYSTAL (1980a). É o núcleo do sintagma adjectival. Exemplo: adormecido.sintacticamente (exs: mais alto que.

a partícula "não" está em SV adjunção a FLEX. -------------------------------------------------------------------------------3451 $ adjunção de Chomsky I Chomsky-adjunction Termos Relacionados: 3449 adjunção 3450 adjunção de irmão 3462 movimento por adjunção Classificação: Sintaxe Definição: Termo usado para referir o processo de inclusão de um elemento numa posição de adjunção a um nó. -------------------------------------------------------------------------------3449 $ adjunção I F adjunction adjonction Termos Relacionados: 3451 adjunção de Chomsky 3450 adjunção de irmão Classificação: Sintaxe Definição: Termo que refere posições sintácticas que se acrescentam a um nó sem alterar a sua categoria. Este nó é duplicado de modo que o elemento adjunto é dominado por um mas não pelos dois segmentos da categoria de que é adjunto.Classificação: Morfologia Definição: Termo da gramática tradicional que refere os adjectivos que exprimem tipicamente a qualidade do objecto. a partícula de negação "não" encontra-se na posição de adjunção à esquerda de FLEX na seguinte estrutura: [o João [não FLEX [comprar o livro]]]. . Fonte: CHOMSKY (1981). Por exemplo. Exemplo: [ FLEX" o João [ FLEX' [ FLEX não [ FLEX PASS 3p s ]] [ comprar o livro ]]]. Fonte: CUNHA & CINTRA (1984). da entidade ou da noção designada pelo nome ao qual estão associados. Fonte: CHOMSKY (1981).

informação esta que não faz parte da selecção semântica considerada na estrutura argumental do verbo. é representado numa posição de adjunção.-------------------------------------------------------------------------------3450 $ adjunção de irmão I sister-adjunction Termos Relacionados: 3449 adjunção 3451 adjunção de Chomsky Classificação: Sintaxe Definição: Termo usado para referir dois elementos que se juntam debaixo do mesmo nó como constituintes irmãos. -------------------------------------------------------------------------------3488 $ adjunto circunstancial F adjoint circonstanciel Sinónimos: 3655 complemento circunstancial Termos Relacionados: 3485 função gramatical Classificação: Sintaxe Definição: Sintagma que introduz na oração informação suplementar de tempo. -------------------------------------------------------------------------------154 I $ adopção de empréstimo adoption of borrowing Termos Relacionados: 155 empréstimo 153 integração de empréstimo Classificação: Linguística Histórica .. Porque não é um complemento do verbo. etc. Fonte: CHOMSKY (1981). modo. lugar. como um constituinte irmão deste. Por exemplo. a partícula de negação pode ser representada numa posição à esquerda da categoria tempo.

se influenciam mutuamente mas de forma superficial. Fonte: HOCK (1986). coexistindo num mesmo espaço geográfico ou em espaços contíguos. -------------------------------------------------------------------------------1515 $ adverbialização . É o núcleo do sintagma adverbial. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------1516 $ advérbio Ab I F $ ADV $ Adv adverb adverbe Classificação: Morfologia Sintaxe Definição: Designação atribuída a um grupo heterogéneo de unidades cuja função mais frequente é a de especificar o modo de acção do verbo. Os advérbios são palavras invariáveis. -------------------------------------------------------------------------------10 I F $ adstrato adstratum adstrat Termos Relacionados: 13 estrato 11 substrato 12 superstrato Classificação: Linguística Histórica Definição: Existe entre duas línguas uma relação de adstrato quando. pelo que nenhuma delas é assimilada pela outra.Definição: Importação de uma forma estrangeira sem que se produza uma efectiva integração da mesma no sistema da língua que a adoptou: a forma estrangeira não é afectada por qualquer mudança significativa. Fonte: ANDERSON (1973) / HOCK (1986).

apraxia ou anartria. afectando tanto a compreensão como a produção. corajosa → corajosamente. Em português. É frequente surgirem casos afásicos mistos que não permitem um diagnóstico clássico claro.é normalmente um adjectivo (adverbialização deadjectival). As lesões resultam dos acidentes vasculares cerebrais.palavra . tumores. Exemplos: legal → legalmente. Fonte: MORRIS (1988). -------------------------------------------------------------------------------2455 $ afasia I F aphasia aphasie Sinónimos: 2456 disfasia Termos Relacionados: 2480 agnosia 2475 anartria 2573 apraxia Classificação: Psicolinguística Definição: Distúrbios da linguagem devidos a lesões na área do cérebro envolvida no processamento da linguagem. A afasia é frequentemente acompanhada por agnosia. as afasias classificam-se segundo a área do cérebro afectada pela lesão. -------------------------------------------------------------------------------2457 $ afasia adquirida I acquired aphasia . quer ao nível da fala. enquanto do ponto de vista comportamental se tem em conta as disfunções psicológicas e linguísticas ocorridas.I adverbialization Termos Relacionados: 1516 advérbio 1607 derivação Classificação: Morfologia Definição: Processo morfológico. quer ao nível da leitura/escrita. geralmente derivacional. Do ponto de vista neurológico.que podem ocorrer em vários graus. doenças ou traumatismos cerebrais. a forma de base . de formação de advérbios.

conforme o tipo e a gravidade da sua lesão. por vezes. -------------------------------------------------------------------------------2566 $ afasia amnésica I F amnesic aphasia aphasie amnésique Termos Relacionados: . A fala é descontínua. como sinónimo de afasia de Broca. Contrário de afasia receptiva. tanto falada como escrita. apresentando agramatismos e dificuldades na escolha de palavras. Compreende a afemia e a agrafia. Fonte: CHAPLIN (1981) / COUTINHO (1957) / MORRIS (1988). Cada doente apresenta perturbações diferentes.Sinónimos: 2458 disfasia adquirida Termos Relacionados: 2455 afasia 2456 disfasia Classificação: Psicolinguística Definição: Distúrbio caracterizado por perda parcial ou total do uso da linguagem. Fonte: MORRIS (1988). provocada por uma lesão cerebral adquirida. -------------------------------------------------------------------------------2585 $ afasia aferente I F afferent aphasia aphasie afférente Sinónimos: 2586 afasia expressiva 2584 afasia motora Termos Relacionados: 2455 afasia 2588 afasia de Broca 2471 agrafia 2574 dispraxia Classificação: Psicolinguística Definição: Tipo de afasia caracterizada pela incapacidade de produção da linguagem. Aparece.

-------------------------------------------------------------------------------2579 $ afasia auditiva I F auditory aphasia aphasie auditive Sinónimos: 2580 surdez verbal Termos Relacionados: 2455 afasia 2462 afasia global 2460 afasia sensorial Classificação: Psicolinguística Definição: Tipo de afasia sensorial que se caracteriza por incapacidade de compreender a linguagem falada. Deve-se a lesão na prega curva do cérebro. No caso de denominação. . O indivíduo não percebe o que se lhe diz. Fonte: CHAPLIN (1981) / DUBOIS et alii (1967). a incapacidade de recordá-los tem a ver com o grau de familiaridade do objecto e com a frequência de emprego da palavra. -------------------------------------------------------------------------------2588 $ afasia de Broca I F Broca 's aphasia aphasie de Broca Classificação: Psicolinguística Definição: Tipo de afasia descoberto no século XIX pelo médico francês Paul Broca. Fonte: CHAPLIN (1981) / COUTINHO (1957) / MORRIS (1988). embora oiça perfeitamente. quando os termos surjem fora do contexto. Constitui um dos tipos principais de afasia propostos pela Escola de Boston. nomes próprios).2455 2583 2581 afasia afasia nominal anomia Classificação: Psicolinguística Definição: Tipo de afasia que se caracteriza por incapacidade de recordar as palavras. No discurso espontâneo afecta os morfemas menos dependentes sintacticamente (por exemplo.

-------------------------------------------------------------------------------2587 $ afasia de condução I F conduction aphasia aphasie de conduction Termos Relacionados: 2621 Escola de Boston 2572 área de Broca 2814 área de Wernicke 2455 afasia 2493 parafasia Classificação: Psicolinguística . incapacidade de repetir o que foi dito. dificuldades de compreensão. Ocorre na zona de Wernicke que é responsável pelo processamento da compreensão. na compreensão da leitura e na escrita. a compreensão da leitura e a escrita. com construções sintácticas quase normais. a leitura oral. O afásico apresenta fala não fluente. problemas na leitura em voz alta. Fonte: MORRIS (1988). -------------------------------------------------------------------------------2459 $ afasia de Wernicke I Wernicke 's aphasia Sinónimos: 2847 afasia fluente Termos Relacionados: 2814 área de Wernicke 2455 afasia 2461 afasia receptiva 2460 afasia sensorial 2634 fluência Classificação: Psicolinguística Definição: Trata-se de um tipo de afasia descrito por Wernicke em 1874 (é um dos mais importantes tipos de afasia identificados pela Escola de Boston). A sua principal característica consiste na produção de um discurso fluente. dificuldade em nomear objectos ou pessoas.Caracteriza-se por distúrbios da linguagem causados por acidente vascular cerebral ou por traumatismo cerebral do qual resulta uma lesão na área de Broca. mas completamente desprovidas de significado. Fonte: MORRIS (1988). Ficam gravemente afectadas tarefas como a repetição. a nomeação.

ou seja distúrbios de linguagem. padecer de perturbações do foro neurológico ou psiquiátrico. ou lesões cerebrais menores. também conhecidos por distúrbios específicos no desenvolvimento da linguagem. a criança apresenta sintomas característicos de afasia (disfasia). Apresentam. excluídos casos de deficiência mental. Fonte: MORRIS (1988). nomeação anormal e anormal leitura em voz alta. Os doentes conversam fluentemente e apresentam compreensão normal. A criança que nunca aprendeu a comunicar bem. apresenta um desenvolvimento da linguagem lento. assim. com excepção de estruturas gramaticais complexas e produzem repetições anormais com muitas parafasias literais. causado por traumatismo no fascículo do hemisfério esquerdo que liga a área de Broca com a área de Wernicke. Fonte: MORRIS (1988). também.Definição: Tipo de afasia descrito pela Escola de Boston. dificuldades na escrita. irregular e limitado sem. O estudo de afásicos que . autismo. Ficam. no entanto. -------------------------------------------------------------------------------2846 $ afasia em bilingues I bilingual aphasia Termos Relacionados: 2455 afasia 402 bilinguismo 2893 lateralização nos bilingues 2925 teste de afasia para bilingues Classificação: Psicolinguística Definição: Situação em que um sujeito bilingue sofre de afasia. -------------------------------------------------------------------------------2454 $ afasia de desenvolvimento I developmental aphasia Sinónimos: 2658 disfasia de desenvolvimento Termos Relacionados: 2608 deficiência mental Classificação: Psicolinguística Definição: No caso de afasia (disfasia) de desenvolvimento.

Existem vários esquemas de recuperação da linguagem pelos afásicos bilingues tanto em função da altura e do modo de aquisição/aprendizagem da(s) língua(s) que vieram a perder. Cada doente apresenta perturbações diferentes. Aparece. -------------------------------------------------------------------------------2586 $ afasia expressiva I F expressive aphasia aphasie d'expression Sinónimos: 2585 afasia aferente 2584 afasia motora Termos Relacionados: 2455 afasia 2588 afasia de Broca 2471 agrafia 2574 dispraxia Classificação: Psicolinguística Definição: Tipo de afasia caracterizada pela incapacidade de produção da linguagem. O teste de afasia para bilingues . Fonte: PARADIS (1987).dominavam mais do que uma língua antes de sofrerem lesão cerebral constitui uma das áreas privilegiadas da investigação em neurolinguística. como sinónimo de afasia de Broca. Compreende a afemia e a agrafia. Contrário de afasia receptiva. permitindo estudar a representação cerebral do processamento da linguagem. tanto falada como escrita. como em função do nível do seu domínio ou das características linguísticas próprias de cada idioma. Paradis (1987) constitui um instrumento normalizado para a sua avaliação. Fonte: CHAPLIN (1981) / COUTINHO (1957) / MORRIS (1988).de M. -------------------------------------------------------------------------------2463 $ afasia expressivo-receptiva I expressive-receptive aphasia Sinónimos: 2462 afasia global Termos Relacionados: 2455 afasia 2586 afasia expressiva 2461 afasia receptiva . A fala é descontínua. por vezes. conforme o tipo e a gravidade da sua lesão. apresentando agramatismos e dificuldades na escolha de palavras.BAT .

Ocorre na zona de Wernicke que é responsável pelo processamento da compreensão. Os doentes que sofreram acidente vascular cerebral grave apresentam frequentemente. mas completamente desprovidas de significado. Ficam gravemente afectadas tarefas como a repetição. A sua principal característica consiste na produção de um discurso fluente. logo a seguir. Fonte: MORRIS (1988). todos estes distúrbios podendo. a leitura oral. Fonte: MORRIS (1988). incapacidade de repetir palavras. -------------------------------------------------------------------------------2847 $ afasia fluente I F fluent aphasia aphasie fluente Sinónimos: 2459 afasia de Wernicke Termos Relacionados: 2814 área de Wernicke 2455 afasia Classificação: Psicolinguística Definição: Trata-se de um tipo de afasia descrito por Wernicke em 1874 (é um dos mais importantes tipos de afasia identificados pela Escola de Boston). compreender o que se diz e por dificuldade em nomear pessoas.Classificação: Psicolinguística Definição: Tipo de afasia resultante de acidente vascular cerebral grave em que tanto a compreensão como a expressão da linguagem se encontram afectadas. O grau de recuperação depende da dimensão da lesão e da sua localização no cérebro. Caracteriza-se por fala não fluente. -------------------------------------------------------------------------------2462 $ afasia global I F global aphasia aphasie globale Sinónimos: 2463 afasia expressivo-receptiva . a nomeação. a compreensão da leitura e a escrita. sintagmas e frases. com construções sintácticas quase normais. recuperar espontaneamente algumas capacidades comunicativas. no entanto. imagens e objectos.

Fonte: MORRIS (1988). sintagmas e frases. compreensão e nomeação afectadas. no entanto. Fonte: MORRIS (1988). incapacidade de repetir palavras. Caracteriza-se por fala não fluente. O grau de recuperação depende da dimensão da lesão e da sua localização no cérebro.Termos Relacionados: 2455 afasia 2584 afasia motora 2461 afasia receptiva Classificação: Psicolinguística Definição: Tipo de afasia resultante de acidente vascular cerebral grave em que tanto a compreensão como a expressão da linguagem se encontram afectadas. compreender o que se diz e por dificuldade em nomear pessoas. Os pacientes exibem sintomas de linguagem não-fluente. imagens e objectos. logo a seguir. -------------------------------------------------------------------------------2464 $ afasia mista transcortical I mixed transcortical aphasia Termos Relacionados: 2455 afasia 2465 afasia motora transcortical 2466 afasia sensorial transcortical Classificação: Psicolinguística Definição: Trata-se de uma síndrome particular utilizada na classificação da afasia. todos estes distúrbios podendo. -------------------------------------------------------------------------------2584 $ afasia motora I F motor aphasia aphasie motrice Sinónimos: 2585 afasia aferente 2586 afasia expressiva Termos Relacionados: 2455 afasia . recuperar espontaneamente algumas capacidades comunicativas. enquanto que a repetição permanece intacta. Os doentes que sofreram acidente vascular cerebral grave apresentam frequentemente.

-------------------------------------------------------------------------------2583 $ afasia nominal I F nominal aphasia aphasie nominale Termos Relacionados: 2455 afasia 2584 afasia motora 2581 anomia 2582 dificuldade no acesso ao léxico Classificação: . como sinónimo de afasia de Broca. Compreende a afemia e a agrafia. enquanto que a nomeação. A repetição e compreensão mantêm-se relativamente intactas. a leitura oral e a escrita ficam afectadas. Fonte: CHAPLIN (1981) / COUTINHO (1957) / MORRIS (1988). -------------------------------------------------------------------------------2465 $ afasia motora transcortical I transcortical motor aphasia Termos Relacionados: 2621 Escola de Boston 2455 afasia 2634 fluência 2491 nomeação Classificação: Psicolinguística Definição: Grave forma de afasia descrita pela Escola de Boston. A lesão ocorre nas áreas periféricas da fissura de Silvius. Cada doente apresenta perturbações diferentes. apresentando agramatismos e dificuldades na escolha de palavras. Aparece. Fonte: MORRIS (1988). Produz ausência de fluência no discurso. conforme o tipo e a gravidade da sua lesão.2588 2471 2574 afasia de Broca agrafia dispraxia Classificação: Psicolinguística Definição: Tipo de afasia caracterizada pela incapacidade de produção da linguagem. Contrário de afasia receptiva. tanto falada como escrita. A fala é descontínua. por vezes.

nem sempre é possível verificar o que é que se encontra perturbado. Quando surgem perturbações na interpretação semântica. trata-se de afasia auditiva ou verbal e. Fonte: MORRIS (1988). Os problemas de compreensão provocam perturbações a nível da linguagem expressiva. No primeiro caso. no segundo. por vezes. A realização fonética aparentemente não apresenta problemas registando-se. no entanto. -------------------------------------------------------------------------------2461 $ afasia receptiva I F receptive aphasia aphasie réceptive Sinónimos: 2460 afasia sensorial Termos Relacionados: 2455 afasia 2459 afasia de Wernicke Classificação: Psicolinguística Definição: Tipo de afasia identificado por Alexander Luria em 1966 e caracterizado pela incapacidade de compreender a linguagem tanto falada como escrita. de afasia visual. perturbações na componente morfofonémica. Fonte: CHAPLIN (1981) / COUTINHO (1957).Psicolinguística Definição: Tipo de afasia expressiva caracterizada por incapacidade de encontrar a palavra a usar adequadamente. É considerada. -------------------------------------------------------------------------------2567 $ afasia pura I pure aphasia Termos Relacionados: 2621 Escola de Boston 2455 afasia Classificação: Psicolinguística Definição: Tipo de afasia identificado pela Escola de Boston. as relações do sujeito com o seu próprio enunciado ou os mecanismos dependentes das decisões por ele tomadas. Só é afectada uma modalidade da língua enquanto todas as outras se mantêm intactas. sinónimo .

de afasia de Wernicke. A leitura oral é afectada em vários graus enquanto que a repetição se mantém intacta. no entanto. -------------------------------------------------------------------------------2460 $ afasia sensorial I F sensorial aphasia aphasie sensorielle Sinónimos: 2461 afasia receptiva Termos Relacionados: 2455 afasia 2459 afasia de Wernicke Classificação: Psicolinguística Definição: Tipo de afasia identificado por Alexander Luria em 1966 e caracterizado pela incapacidade de compreender a linguagem tanto falada como escrita. perturbações na componente morfofonémica. Os problemas de compreensão provocam perturbações a nível da linguagem expressiva. por vezes. de afasia visual. nem sempre é possível verificar o que é que se encontra perturbado. sinónimo de afasia de Wernicke. . No primeiro caso. danos na compreensão. trata-se de afasia auditiva ou verbal e. nomeação e compreensão na leitura e na escrita. no segundo. -------------------------------------------------------------------------------2466 $ afasia sensorial transcortical I transcortical sensory aphasia Termos Relacionados: 2491 nomeação Classificação: Psicolinguística Definição: Grave forma de afasia descrita pela Escola de Boston. Quando surgem perturbações na interpretação semântica. as relações do sujeito com o seu próprio enunciado ou os mecanismos dependentes das decisões por ele tomadas. Fonte: CHAPLIN (1981) / COUTINHO (1957) / DUBOIS et alii (1967) / MORRIS (1988). Fonte: CHAPLIN (1981) / COUTINHO (1957) / DUBOIS et alii (1967) / MORRIS (1988). A realização fonética aparentemente não apresenta problemas registando-se. É considerada. Produz um discurso fluente cheio de neologismos e parafasias.

Fonte: CHAPLIN (1981) / COUTINHO (1957). -------------------------------------------------------------------------------2568 $ afasia simples I simple aphasia Termos Relacionados: 2455 afasia Classificação: Psicolinguística Definição: Redução na capacidade de utilizar todas as modalidades da linguagem. -------------------------------------------------------------------------------2453 $ afasia sintáctica I F syntactic aphasia aphasie syntactique Sinónimos: 2452 acatafasia Termos Relacionados: 2455 afasia 2586 afasia expressiva Classificação: Psicolinguística Definição: Tipo de afasia expressiva que se caracteriza pela incapacidade de juntar correctamente palavras e frases. -------------------------------------------------------------------------------2489 $ afasia visual I F visual aphasia aphasie visuelle Sinónimos: 2490 alexia 2559 cegueira verbal . sem sinais de dispraxia nem disartria. Fonte: MORRIS (1988).Fonte: MORRIS (1988). O termo foi definido por Schuell nos anos 60.

escrever. O indivíduo é incapaz de ler correctamente. -------------------------------------------------------------------------------14 I F $ aférese aphaeresis aphérèse Termos Relacionados: 17 apócope 16 síncope 15 supressão Classificação: Fonética . apesar de a sua visão ser perfeita e de poder soletrar ou. -------------------------------------------------------------------------------2569 $ afasiologia I F aphasiology aphasiologie Termos Relacionados: 2455 afasia Classificação: Psicolinguística Definição: Estudo das afasias. proveniente de lesão no lóbulo lingual. enquanto no caso do adulto se trata de dificuldades na leitura depois de acidente vascular cerebral ou traumatismo cerebral (dislexia adquirida). Fonte: CHAPLIN (1981) / COUTINHO (1957) / MORRIS (1988). Fonte: MORRIS (1988).2558 dislexia Termos Relacionados: 2455 afasia 2462 afasia global 2460 afasia sensorial Classificação: Psicolinguística Definição: Tipo de afasia sensorial que se caracteriza pela incapacidade de compreender palavras escritas ou impressas. No caso da criança pode tratar-se de um fracasso inesperado na aprendizagem da leitura e da escrita na idade prevista (dislexia de desenvolvimento). mesmo.

-------------------------------------------------------------------------------- . Exemplos: claro → claridade. feliz→ infeliz. livro→ livros. -------------------------------------------------------------------------------1517 $ afixação I F affixation affixation Termos Relacionados: 209 formação de palavras 1651 infixação 1721 prefixação 1722 sufixação Classificação: Morfologia Definição: Mecanismo de realização de um processo morfológico que consiste na associação de um afixo (derivacional ou flexional) a uma forma de base. -------------------------------------------------------------------------------2570 $ afemia I aphemia Termos Relacionados: 2572 área de Broca 2455 afasia 2588 afasia de Broca 2584 afasia motora Classificação: Psicolinguística Definição: Perda do poder de falar como forma de afasia motora (expressiva) ou distúrbio funcional devido a perturbações emocionais. Fonte: HOCK (1986).Fonologia Linguística Histórica Definição: Supressão de um segmento fonético em posição inicial de palavra. Fonte: CHAPLIN (1981) / COUTINHO (1957). corresponde à afasia motora pura de Broca. Quando devida a uma lesão no cérebro. Termo introduzido pelo próprio Paul Broca e por vezes considerado antiquado.

determinam a sua significação meramente virtual de processo. basicamente. -ei ou -ou. ao mesmo tempo que criam as palavras reais "cantei" e "cantou". Fonte: CARVALHO (1973). Os afixos constituem uma classe fechada e incluem. Os afixos são sempre morfemas presos. -------------------------------------------------------------------------------2116 $ afixo actualizador Termos Relacionados: 1518 afixo Classificação: Morfologia Definição: Afixo que actualiza um semantema determinando o seu valor significativo e conferindo-lhe a forma de palavra. acrescentados à forma verbal cant. realizado por afixação. como -o e -a numa larga série de . Assim. localizando-a no tempo e ligando-a a um sujeito. A presença de um afixo indica que a palavra em que ocorre sofreu a aplicação de um processo morfológico (derivacional ou flexional). -------------------------------------------------------------------------------2117 $ afixo actualizador léxico Termos Relacionados: 2116 afixo actualizador Classificação: Morfologia Definição: Afixo que actualiza um tema nominal.1518 $ afixo I F affix affixe Termos Relacionados: 1517 afixação Classificação: Morfologia Lexicologia Terminologia Definição: Categoria morfológica dos constituintes de palavra que ocorrem obrigatoriamente associados a uma forma de base. prefixos. infixos e sufixos de acordo com a posição relativa que ocupam na estrutura da palavra.

em louvar. Exemplos: -a. parte. -ee -i. alegre. -------------------------------------------------------------------------------1548 $ afixo aumentativo I F augmentative affix affixe augmentatif Termos Relacionados: . Fonte: CARVALHO (1973).em antropologia. Exemplo: -o. triste. faca. janela. poema. rádio) e -e em substantivos e adjectivos (pente. garfo. mesa. poeta. corpo. tribo. forte). dedo.substantivos (livro. -------------------------------------------------------------------------------2118 $ afixo actualizador monemático Sinónimos: 2130 interfixo 2240 vogal de ligação Termos Relacionados: 2116 afixo actualizador Classificação: Morfologia Definição: Afixo que ocorre entre duas bases.em receber. morte. porta. -------------------------------------------------------------------------------2119 $ afixo actualizador temático Sinónimos: 2129 índice temático 1700 vogal temática Termos Relacionados: 2116 afixo actualizador 1695 tema Classificação: Morfologia Definição: Afixo que identifica um paradigma de flexão verbal. Fonte: CARVALHO (1973). manta. copo. casa. recebimento. monte. Fonte: BAUER (1988). agropecuária.

Em português.1738 afixo avaliativo Classificação: Morfologia Definição: Afixo cuja adjunção a uma base dá origem a uma forma cujo significado é idêntico ao da forma derivante com aumento de dimensão. mantendo a sua categoria sintáctica. Exemplo: o sufixo representado pelo grafema -s associa a palavra "casas" à classe plural. -------------------------------------------------------------------------------1703 $ afixo de derivação . -------------------------------------------------------------------------------2120 $ afixo categorial Sinónimos: 2312 morfema classificador Termos Relacionados: 1518 afixo Classificação: Morfologia Definição: Afixo que indica a classe formal a que uma unidade pertence. como os aumentativos. Exemplo: sala → salão. mas podem alterar a sua especificação de género. -------------------------------------------------------------------------------1738 $ afixo avaliativo I emotive affix evaluative affix Termos Relacionados: 1518 afixo 1548 afixo aumentativo 1610 afixo diminutivo 1740 afixo pejorativo Classificação: Morfologia Definição: Afixo que modifica o significado das palavras às quais se associa. os afixos aumentativos são sufixos que não alteram a categoria sintáctica da forma derivante. diminutivos e pejorativos.

que refere directamente uma característica da situação de enunciação. -------------------------------------------------------------------------------1521 $ afixo de flexão Sinónimos: 1520 afixo flexional 2122 afixo gramatical 2128 desinência Termos Relacionados: 1518 afixo Classificação: Morfologia Definição: Subclasse de afixos que participam apenas em processos flexionais de formação de palavras. Em português estes afixos são sempre sufixos. ou seja. os mais frequentes são os afixos de pessoa na flexão verbal. -------------------------------------------------------------------------------2121 $ afixo deíctico Termos Relacionados: 1518 afixo Classificação: Morfologia Definição: Afixo que tem uma função deíctica. -------------------------------------------------------------------------------1519 $ afixo derivacional I F derivational affix affixe dérivationnel .Sinónimos: 1519 afixo derivacional 2124 afixo derivativo Termos Relacionados: 1518 afixo Classificação: Morfologia Definição: Subclasse de afixos que participam apenas em processos derivacionais de formação de palavras. Em português.

Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------2124 $ afixo derivativo Sinónimos: 1703 afixo de derivação 1519 afixo derivacional Termos Relacionados: 1518 afixo Classificação: Morfologia Definição: Subclasse de afixos que participam apenas em processos derivacionais de formação de palavras.Sinónimos: 1703 afixo de derivação 2124 afixo derivativo Termos Relacionados: 1518 afixo Classificação: Morfologia Definição: Subclasse de afixos que participam apenas em processos derivacionais de formação de palavras. Em português. Exemplo: sala → salinha. os afixos diminutivos são sufixos que não alteram a categoria sintáctica da forma derivante. -------------------------------------------------------------------------------1610 $ afixo diminutivo I F diminutive affix affixe diminutif Termos Relacionados: 1738 afixo avaliativo Classificação: Morfologia Definição: Afixo cuja adjunção a uma base dá origem a uma forma cujo significado é idêntico ao da forma derivante com uma diminuição na dimensão (literal ou não). .

Em português estes afixos são sempre sufixos. -------------------------------------------------------------------------------1740 $ afixo pejorativo I F pejorative affix affixe péjoratif Termos Relacionados: 1738 afixo avaliativo Classificação: Morfologia . Em português estes afixos são sempre sufixos. -------------------------------------------------------------------------------2122 $ afixo gramatical Sinónimos: 1521 afixo de flexão 1520 afixo flexional 2128 desinência Termos Relacionados: 1518 afixo Classificação: Morfologia Definição: Subclasse de afixos que participam apenas em processos flexionais de formação de palavras.-------------------------------------------------------------------------------1520 $ afixo flexional I F inflectional affix affixe flexionnel Sinónimos: 1521 afixo de flexão 2122 afixo gramatical 2128 desinência Termos Relacionados: 1518 afixo Classificação: Morfologia Definição: Subclasse de afixos que participam apenas em processos flexionais de formação de palavras.

Exemplo: filme → filmeco. Os mais característicos são os sufixos de flexão casual. -------------------------------------------------------------------------------2125 $ afixo relacionador Termos Relacionados: 1518 afixo Classificação: Morfologia Definição: Afixo que tem uma função relacionadora.Definição: Afixo avaliativo que atribui uma significação depreciativa à palavra a que está associado. por causa histérica. -------------------------------------------------------------------------------2473 $ afonia I F aphonia aphonie Termos Relacionados: 2573 apraxia 2474 disfonia 2574 dispraxia Classificação: Psicolinguística Definição: Perda da voz por lesão local (tuberculose sifilítica ou catarral). ainda. por afecção dos nervos que regulam a produção da voz ou. Fonte: COUTINHO (1957). Por vezes. -------------------------------------------------------------------------------329 I $ africação affrication Sinónimos: 328 africatização Classificação: Fonética . sinónimo de disfonia.

Definição: Presença de um breve ruído de fricção resultante da distensão retardada de uma consoante oclusiva que assim se torna africatizada. Exemplos: cochilar. Fonte: LADEFOGED (1982). -------------------------------------------------------------------------------328 I $ africatização affrication Sinónimos: 329 africação Classificação: Fonética Definição: Presença de um breve ruído de fricção resultante da distensão retardada de uma consoante oclusiva que assim se torna africatizada. Os africanismos são essencialmente empréstimos lexicais com adaptação à fonologia e à morfologia portuguesas. molambo. Fonte: LADEFOGED (1982). -------------------------------------------------------------------------------2178 $ africanismo Termos Relacionados: 155 empréstimo Classificação: Lexicologia Definição: Traços linguísticos resultantes da interferência das línguas africanas em português. camundongo. maribondo. quitute. Fonte: CÂMARA (1984). -------------------------------------------------------------------------------3686 $ agente I F agent agent Termos Relacionados: 3683 relação temática Classificação: .

restringido semanticamente com os traços [+animado] e [+vontade]. causador de um evento. Fonte: CÂMARA (1956). Fonte: JACKENDOFF (1972). Podem ser afectadas por processos de aglutinação palavras que ocorrem frequentemente associadas num sintagma.Sintaxe Semântica Definição: Papel temático. -------------------------------------------------------------------------------19 I $ aglutinação do artigo article agglutination Termos Relacionados: 156 aglutinação 20 divisão errónea Classificação: Linguística Histórica Definição: Processo evolutivo em que um nome e o artigo definido que o precede são interpretados como uma forma única. Por exemplo na frase: "o João deu um livro à Maria". pelo que se aglutinam. Exemplo: em boa hora > embora. -------------------------------------------------------------------------------156 I F $ aglutinação agglutination agglutination Termos Relacionados: 19 aglutinação do artigo 1655 justaposição Classificação: Morfologia Linguística Histórica Fonologia Definição: Reunião numa só unidade de duas ou mais unidades lexicais. É a interpretação do argumento externo. A aglutinação junta essas unidades numa nova forma cuja constituição tende a tornar-se invisível. o SN "o João" é o agente da acção. Fonte: WILLIAMS (1938). do argumento motivador. . ou semântico. sujeito das orações com verbos transitivos de acção.

Fonte: CHAPLIN (1981) / MORRIS (1988). Existem quatro tipos de agnosias: agnosia acústica. O doente consegue ouvir o que os outros dizem.-------------------------------------------------------------------------------2480 $ agnosia I F agnosia agnosie Termos Relacionados: 2455 afasia 2475 anartria 2573 apraxia Classificação: Psicolinguística Definição: Incapacidade parcial ou total de reconhecer e interpretar os estímulos sensoriais. A agnosia pode ocorrer em qualquer modalidade sensorial e é geralmente resultante de uma lesão cerebral. -------------------------------------------------------------------------------2482 $ agnosia auditiva I F auditive agnosia agnosie auditive . táctil e auditiva (surdez mental). Fonte: MORRIS (1988). A agnosia deve ser objecto de diagnóstico precoce para poder ser tomada em consideração tanto na avaliação do doente como durante o programa de tratamento. -------------------------------------------------------------------------------2485 $ agnosia acústica I F acoustic agnosia agnosie acoustique Termos Relacionados: 2480 agnosia Classificação: Psicolinguística Definição: Dificuldade de discriminação dos sons. visual. ver e tocar nos objectos mas não sabe qual é o significado da fala nem o que são os objectos.

-------------------------------------------------------------------------------2484 $ agnosia táctil I F tactil agnosia agnosie tactille Termos Relacionados: 2480 agnosia Classificação: Psicolinguística Definição: Incapacidade de reconhecimento de objectos por meio do tacto.Sinónimos: 2481 surdez mental Termos Relacionados: 2480 agnosia Classificação: Psicolinguística Definição: Incapacidade de reconhecer estímulos auditivos devido a lesões na área de associação auditiva. Fonte: MORRIS (1988). -------------------------------------------------------------------------------2471 $ agrafia . -------------------------------------------------------------------------------2483 $ agnosia visual I F visual agnosia agnosie visuelle Termos Relacionados: 2480 agnosia Classificação: Psicolinguística Definição: Incapacidade de interpretar estímulos visuais. Fonte: MORRIS (1988). Fonte: CHAPLIN (1981) / MORRIS (1988).

-------------------------------------------------------------------------------2472 $ agrafia pura I pure agraphia Termos Relacionados: 2621 Escola de Boston 2567 afasia pura 2471 agrafia Classificação: Psicolinguística Definição: Tipo de afasia pura identificado pela Escola de Boston. Fonte: CHAPLIN (1981) / COUTINHO (1957) / MORRIS (1988). Fonte: MORRIS (1988). devido a lesão na prega curva ou na parte posterior da segunda circunvolução frontal.I F agraphia agraphie Termos Relacionados: 2621 Escola de Boston 2455 afasia 2586 afasia expressiva 2490 alexia 2470 disgrafia Classificação: Psicolinguística Definição: Perda da faculdade de exprimir as ideias por meio da escrita. segundo a Escola de Boston. Trata-se de um tipo de afasia expressiva (ou motora) ou tipo de afasia pura. -------------------------------------------------------------------------------2393 $ agramaticalidade I F ungrammaticalness agrammaticalité Sinónimos: 3379 má-formação Termos Relacionados: 3369 gramaticalidade . Os doentes manifestam problemas em escrever e em soletrar.

Exemplo: *fazi (por "fiz").Classificação: Termos Gerais Definição: Característica das construções não conformes às regras de uma determinada gramática. Fonte: CHAPLIN (1981) / COUTINHO (1957) / MORRIS (1988). Os conectores e outras palavras gramaticais encontram-se quer empregados erradamente quer completamente omissos. -------------------------------------------------------------------------------2490 $ alexia I F alexia alexie Sinónimos: 2489 afasia visual 2559 cegueira verbal 2558 dislexia Termos Relacionados: 2455 afasia 2462 afasia global 2460 afasia sensorial Classificação: Psicolinguística . -------------------------------------------------------------------------------2571 $ agramatismo I F agrammatism agrammatisme Classificação: Psicolinguística Definição: Distúrbio associado à afasia que afecta o uso da sintaxe. isto é. embora estes apareçam particularmente associados aos afásicos de Broca. Fonte: CHOMSKY (1965). No primeiro caso pode ser avaliado formalmente com o teste para recepção da gramática (TROG) ou o teste token. podendo resultar de lesão cerebral ou de grave distúrbio mental. A sua fala é designada como telegráfica ou telegramática. *eu levaste (por "eu levei"). O agramatismo pode afectar tanto a compreensão como a produção da linguagem. A maioria dos afásicos produz um certo grau de agramatismos (paragramatismos). carece de palavras funcionais. A agramaticalidade de uma unidade costuma indicar-se fazendo-a preceder de um asterisco (*).

mesmo. apesar de a sua visão ser perfeita e de poder soletrar ou. Fonte: MORRIS (1988).Definição: Tipo de afasia sensorial que se caracteriza pela incapacidade de compreender palavras escritas ou impressas. enquanto no caso do adulto se trata de dificuldades na leitura depois de acidente vascular cerebral ou traumatismo cerebral (dislexia adquirida). escrever. sem agrafia. . proveniente de lesão no lóbulo lingual. -------------------------------------------------------------------------------2564 $ alexia com agrafia I F alexia with agraphia alexie et agraphie Termos Relacionados: 2455 afasia 2584 afasia motora 2460 afasia sensorial 2471 agrafia 2490 alexia Classificação: Psicolinguística Definição: Incapacidade tanto de ler como de escrever. Fonte: CHAPLIN (1981) / COUTINHO (1957) / MORRIS (1988). embora cada um dos distúrbios possa surgir separadamente. No caso da criança pode tratar-se de um fracasso inesperado na aprendizagem da leitura e da escrita na idade prevista (dislexia de desenvolvimento). por exemplo alexia. -------------------------------------------------------------------------------2563 $ alexia pura I pure alexia Termos Relacionados: 2621 Escola de Boston 2455 afasia 2490 alexia Classificação: Psicolinguística Definição: Tipo de afasia pura identificada pela Escola de Boston. Os doentes manifestam problemas na leitura apesar de reconhecerem sem dificuldade os objectos que lhes são apresentados. O indivíduo é incapaz de ler correctamente.

então a regra A deve ter a forma W→X. oposto a bloqueio. Se a regra B é X→Y.Fonte: MORRIS (1988). -------------------------------------------------------------------------------288 I $ alimentação feeding Termos Relacionados: 244 bloqueio 290 ordem de alimentação 289 regras de alimentação Classificação: Fonologia Definição: Tipo de relação funcional entre regras. A regra A chama-se regra de alimentação em relação a B e a ordem linear de aplicação destas regras chama-se ordem de alimentação. A alimentação e o bloqueio são processos postos em evidência pela fonologia generativa natural. -------------------------------------------------------------------------------397 I $ alienação linguística linguistic alienation Termos Relacionados: 394 aculturação linguística 396 assimilação linguística Classificação: Sociolinguística Definição: Perda dos traços linguísticos próprios de um indivíduo ou de um grupo por efeito da dominação de um grupo com uma variedade ou língua de maior prestígio social. Fonte: CRYSTAL (1980a). Existe uma relação de alimentação quando a aplicação de uma regra A cria uma representação estrutural sobre a qual se pode aplicar uma regra B. -------------------------------------------------------------------------------342 I $ alocrone allochrone Termos Relacionados: 1709 cronema .

o cronema. Fonte: CRYSTAL (1980a). Os alofones ou variantes alofónicas de um mesmo fonema constituem as suas realizações fonéticas. . sendo. Os termos alocutário e ouvinte aplicam-se sobretudo à comunicação oral. predizíveis a partir do contexto e podendo ser descritos em termos de regras fonológicas.Classificação: Fonética Definição: Variante não distintiva de uma unidade mínima de duração. -------------------------------------------------------------------------------274 I F $ alofone allophone allophone Sinónimos: 1258 variante alofónica Termos Relacionados: 343 fone 974 variante combinatória Classificação: Fonologia Fonética Definição: Variante fonética de um fonema. na maior parte dos casos. -------------------------------------------------------------------------------966 F $ alocutário allocutaire Sinónimos: 2088 destinatário 2077 ouvinte 2086 receptor Termos Relacionados: 935 interlocutor 936 locutor Classificação: Pragmática Definição: Aquele que recebe a mensagem linguística.

recobre a distinção entre alomorfemas e alossemantemas. O termo alomonema. recobre a distinção entre alomorfemas e alossemantemas. O termo alomonema. Exemplo: amá-vel / ama-bil-idade. utilizado por Martinet. utilizado por Martinet. -------------------------------------------------------------------------------2294 $ alomonema Sinónimos: 1523 alomorfe 1526 variante morfémica Termos Relacionados: 2288 monema Classificação: Morfologia Definição: Variante de um morfema determinada pelo contexto. -------------------------------------------------------------------------------1523 $ alomorfe I F allomorph allomorphe Sinónimos: 2294 alomonema 1526 variante morfémica Termos Relacionados: 1529 alomorfia 1663 morfema Classificação: Morfologia Definição: Variante de um morfema determinada pelo contexto.Fonte: LADEFOGED (1982). Exemplo: amá-vel / ama-bil-idade. -------------------------------------------------------------------------------2295 $ alomorfema Termos Relacionados: 2294 alomonema 2296 alossemantema 1663 morfema .

em virtude do desaparecimento do condicionamento contextual que determinou o aumento de duração. Fonte: HOCK (1986). Trata-se de uma subclasse de alomonemas.Classificação: Morfologia Definição: Significante real que representa um morfema. -------------------------------------------------------------------------------22 I F $ alongamento compensatório compensatory lengthening allongement compensatoire Classificação: . -------------------------------------------------------------------------------1529 $ alomorfia I F allomorphy allomorphie Termos Relacionados: 1523 alomorfe 1530 alternância 1796 condicionamento fonológico 1582 condicionamento morfológico Classificação: Morfologia Definição: Realização de um morfema sob condicionamento fonológico ou morfológico. -------------------------------------------------------------------------------18 I $ alongamento lengthening Classificação: Linguística Histórica Definição: Aumento da duração de um segmento vocálico em determinados contextos. se produz fonologização de uma primitiva variante contextual. A duração pode adquirir valor fonológico se. Fonte: CARVALHO (1973).

Trata-se de uma subclasse de alomonemas. Fonte: CARVALHO (1973). de acordo com o traço [sonoro] da consoante que se segue. Fonte: CRYSTAL (1980a). compensada pelo aparecimento de uma nova marca distintiva.Fonologia Linguística Histórica Definição: Aumento de duração de um segmento vocálico que se produz quando um segmento fonético vizinho é suprimido. assim. -------------------------------------------------------------------------------2296 $ alossemantema Termos Relacionados: 2294 alomonema 2295 alomorfema 2322 semantema Classificação: Morfologia Definição: Significante real que representa um semantema. Esta variação é. Fonte: HOCK (1986). embora grafado sempre com "s". descrita através de regras. A perda de articulação desse segmento é. -------------------------------------------------------------------------------330 I F $ alternância alternation alternance Classificação: Fonética Fonologia Definição: Termo que se refere à relação existente entre formas variantes de uma unidade linguística. ou se realiza como "z" quando seguido de uma vogal. geralmente. -------------------------------------------------------------------------------1530 $ alternância I alternation . se realiza como fricativa palatal sonora ou não sonora. É exemplo de uma alternância fonologicamente condicionada o caso das realizações do morfema do plural em português que.

-------------------------------------------------------------------------------1532 $ alternância fonologicamente condicionada I phonologically conditioned alternation Sinónimos: 1531 alternância automática Termos Relacionados: 1530 alternância Classificação: . O supletivismo é outra categoria de alternância.F alternance Termos Relacionados: 1529 alomorfia 1531 alternância automática 2299 alternância morfologicamente condicionada 1535 alternância supletiva 2298 domínio de alternância Classificação: Morfologia Termos Gerais Definição: Termo usado em linguística para referir a relação que existe entre formas alternantes ou variantes de uma unidade linguística. O símbolo habitual para a alternância é ~ . Fonte: DUCROT & TODOROV (1972). as unidades alternantes são designadas alomorfes. Em morfologia. -------------------------------------------------------------------------------1531 $ alternância automática I automatic alternation Sinónimos: 1532 alternância fonologicamente condicionada Termos Relacionados: 1530 alternância Classificação: Fonologia Morfologia Definição: Tipo de alternância em que o contexto fonológico determina a ocorrência de um dado alomorfe.

-------------------------------------------------------------------------------1534 $ alternância gramaticalmente condicionada I gramaticaly conditioned alternation Sinónimos: 2299 alternância morfologicamente condicionada Termos Relacionados: 1530 alternância 1582 condicionamento morfológico Classificação: Morfologia Definição: Tipo de alternância em que o contexto morfológico determina a ocorrência de um dado alomorfe. a conjugação ou a presença de um determinado afixo. Fonte: BAUER (1988). a conjugação ou a presença de um determinado afixo.Fonologia Morfologia Definição: Tipo de alternância em que o contexto fonológico determina a ocorrência de um dado alomorfe. -------------------------------------------------------------------------------2299 $ alternância morfologicamente condicionada I gramatically conditioned alternation Sinónimos: 1534 alternância gramaticalmente condicionada Termos Relacionados: 1530 alternância Classificação: Morfologia Definição: Tipo de alternância em que o contexto morfológico determina a ocorrência de um dado alomorfe. Fonte: BAUER (1988). O condicionamento morfológico ocorre quando a escolha do alomorfe é determinada por factores como o género. O condicionamento morfológico ocorre quando a escolha do alomorfe é determinada por factores como o género. .

-------------------------------------------------------------------------------3730 $ alternância vocálica F alternance vocalique Sinónimos: 2344 apofonia Termos Relacionados: 1661 metafonia Classificação: Fonética Fonologia Definição: Variação de um fonema ou de um grupo de fonemas num determinado sistema morfológico. Fonte: CERDÁ MASSÓ et alii (1986). Exemplo: poder/pode/pude. -------------------------------------------------------------------------------635 I F $ altura loudness hauteur Termos Relacionados: 376 acento 228 cordas vocais 598 intensidade Classificação: Fonologia .-------------------------------------------------------------------------------1535 $ alternância supletiva I suppletive alternation Termos Relacionados: 1530 alternância 1694 supletivismo Classificação: Fonologia Morfologia Definição: Tipo de alternância que recorre a um morfema que não tem qualquer correspondência fonológica com as outras formas do paradigma.

O uso linguístico é de particular interesse para o fonólogo e isto é estudado sob a tutela do acento. -------------------------------------------------------------------------------3691 $ alvo I F goal but Sinónimos: 3692 recipiente Termos Relacionados: 3692 recipiente Classificação: Sintaxe Semântica Definição: Papel temático. no entanto. Fonte: MARTINS (1988). o SN "a Maria" é interpretado como alvo da deslocação do tema "a casa".correlação directa ou paralela entre altura e intensidade. ou seja.Fonética Definição: Atributo da sensação auditiva em que um som pode ser ordenado numa escala de baixo para alto. argumento interpretado como o ponto para o qual o tema se desloca. Outros factores além da intensidade podem afectar a nossa sensação de altura. Por exemplo. da mudança de posse do tema a partir da fonte "o João" para o alvo "a Maria". Fonte: JACKENDOFF (1972). ou semântico.que no estudo da fala é baseada no tamanho das vibrações das cordas vocais. Não existe.como resultado das variações da pressão do ar. Fonte: CRYSTAL (1980a). . na frase "o João vendeu a casa à Maria". É uma característica fonética auditiva que corresponde de alguma forma à característica acústica da intensidade (medida em décibeis). -------------------------------------------------------------------------------273 I F $ alvéolos alveolar ridge alvéoles Classificação: Fonética Definição: Proeminência óssea imediatamente atrás dos incisivos superiores.

-------------------------------------------------------------------------------2197 $ amálgama permanente Sinónimos: 2194 cumulação .-------------------------------------------------------------------------------159 I F $ amálgama amalgamation blend amalgame Sinónimos: 2198 palavra portemanteau Termos Relacionados: 184 composição Classificação: Lexicologia Terminologia Morfologia Definição: Forma que resulta do cruzamento de duas ou mais palavras. reunindo segmentos dessas palavras. como a perda da flexão casual. -------------------------------------------------------------------------------2196 $ amálgama ocasional Sinónimos: 761 fusão morfológica Termos Relacionados: 159 amálgama 760 cisão morfológica Classificação: Linguística Histórica Morfologia Definição: Anulação de uma distinção morfológica. fundindo-se as formas neutras com as masculinas ou com as femininas. ou "franglês" (francês + inglês). "surango" (sumo + morango). As palavras que dão origem a uma amálgama podem ficar irreconhecíveis. ou o desaparecimento do género neutro. Exemplos: "borbotixa" (borboleta + lagartixa). Fonte: ANDERSON (1973) / HOCK (1986). na evolução do latim para as línguas românicas.

isto é.Termos Relacionados: 159 amálgama Classificação: Morfologia Fonologia Lexicologia Definição: Reunião. . que significa simultaneamente a pessoa e o número (1a. "devo". O enunciado que tem mais do que duas interpretações possíveis é um enunciado que sofre de ambiguidade múltipla. ela pode ser gramatical. -------------------------------------------------------------------------------2848 $ ambidextro I F ambidextrous ambidextre Termos Relacionados: 2891 lateralidade Classificação: Psicolinguística Definição: Indivíduo que apresenta lateralidade ambidextra. A ambiguidade pode ser devida a vários factores. Assim. sem mostrar preferência por nenhuma delas. Fonte: PINTO (1984). lexical. etc. Fonte: CARVALHO (1973). Dá-se cumulação no sufixo verbal -o de "lavo".singular). o tempo (presente ou nãopassado) e o modo (indicativo). -------------------------------------------------------------------------------741 I F $ ambiguidade ambiguity ambiguité Classificação: Pragmática Definição: Diz-se que um enunciado sofre de ambiguidade ou é ambíguo se tiver mais do que uma interpretação possível. "parto". Fonte: FROMKIN & RODMAN (1974). tem tendência para utilizar ambas as mãos em determinadas formas de execução motora. num mesmo morfema. de várias funções (significações) gramaticais.

devido à ambiguidade do lexema "bear": "ela não gosta de crianças" ou "ela não pode ter filhos". Por exemplo. não a factores contextuais ou estruturais do enunciado ou da frase. pela aplicação. Fonte: LYONS (1977). na frase "a secretária está à entrada". "secretária" pode referir-se a uma pessoa ou a um móvel. permite duas interpretações.-------------------------------------------------------------------------------2384 $ ambiguidade lexical I F lexical ambiguity ambiguité lexicale Termos Relacionados: 741 ambiguidade 919 vagueza 920 vaguidade Classificação: Semântica Definição: Tipo de ambiguidade devida. do princípio de codas máximas e do princípio de ataques máximos. a frase inglesa "she can't bear children". -------------------------------------------------------------------------------1187 $ ambissilabicidade I ambisylabicity Termos Relacionados: 1139 princípio de ataques máximos 1136 princípio de codas máximas Classificação: Fonologia Definição: Propriedade que algumas consoantes intervocálicas possuem e que consiste em poderem ser ligadas quer à coda da primeira sílaba. Fonte: HOGG & Mc CULLY (1987). respectivamente. mas à existência de significados alternativos para uma unidade lexical. quer ao ataque da segunda sílaba. Da mesma forma. -------------------------------------------------------------------------------2589 $ ameríndio I amerind Termos Relacionados: .

Fonte: MORRIS (1988). -------------------------------------------------------------------------------850 I $ amostra sample Termos Relacionados: 901 população Classificação: Sociolinguística Definição: Selecção aleatória de um dado número de elementos de uma dada população. consiste em gestos que podem ser produzidos com apenas uma mão. desenvolvido por Skelly a partir da linguagem dos índios americanos. Fonte: COZBY (1985). consistindo no enfraquecimento de uma das partes do corpo (habitualmente a parte direita). em muitos casos. -------------------------------------------------------------------------------449 $ ampliação . -------------------------------------------------------------------------------1906 $ amortecimento de pressão I damping of vibration Termos Relacionados: 1937 amplitude 1018 ressonância Classificação: Fonética Definição: Diminuição progressiva da amplitude da onda sonora devido a perdas de energia no sistema de ressonância. Fonte: MARTINS (1988) / CLARK & YALLOP (1990).2523 sistema gestual Classificação: Psicolinguística Definição: Linguagem gestual utilizada principalmente com os doentes afásicos que. O ameríndio. sofrem de hemiplagia. enquanto se mantém a capacidade de movimento da mão da parte oposta.

Exemplo: a evolução semântica do verbo estar em português. Fonte: HOCK (1986) / ANDERSON (1973) / BYNON (1977). -------------------------------------------------------------------------------451 I F $ amplificatio amplificatio amplificatio Sinónimos: 450 adição 449 ampliação Classificação: Filologia .I F amplification amplificatio Sinónimos: 450 adição 451 amplificatio Classificação: Filologia Definição: Modificação da estrutura narrativa de um texto. Fonte: DÍAZ Y DÍAZ (1984). que passa a incluir elementos que nela não figuravam previamente. -------------------------------------------------------------------------------160 I $ ampliação semântica broadening of meaning Sinónimos: 202 extensão semântica Termos Relacionados: 161 redução semântica 163 reinterpretação semântica 162 restrição semântica Classificação: Linguística Histórica Definição: Alargamento do campo semântico de uma palavra.

-------------------------------------------------------------------------------666 I F $ amplitude acentual accent range amplitude accentuelle Termos Relacionados: 2097 abaixamento de tom 664 traços tonais Classificação: Fonologia Prosódia Definição: Extensão e altura de um tom nuclear.Definição: Modificação da estrutura narrativa de um texto. durante a vibração sonora. Fonte: DÍAZ Y DÍAZ (1984). Fonte: CRUTTENDEN (1986). -------------------------------------------------------------------------------1506 $ anáfora I F anaphora anaphore Classificação: . que passa a incluir elementos que nela não figuravam previamente. A amplitude depende da pressão do ar: a uma pressão menor corresponde uma amplitude baixa. Fonte: SINGH & SINGH (1982). a uma pressão maior corresponde uma amplitude alta. -------------------------------------------------------------------------------1937 $ amplitude I amplitude Termos Relacionados: 1978 pressão sonora Classificação: Fonética Definição: A amplitude de um som da fala é equivalente ao grau de deslocação das partículas do ar a partir da sua posição de repouso.

Embora o elemento anafórico e o seu antecedente possam pertencer à mesma frase. A anáfora está ligada na sua categoria regente. nominal/não nominal.Semântica Pragmática Definição: Relação de dependência em virtude da qual B tira necessariamente a sua interpretação por estar em conexão com A que satura a interpretação de B. -------------------------------------------------------------------------------754 I $ análise analysis Termos Relacionados: 755 síntese Classificação: Linguística Histórica Definição: Há mudança no sentido da análise sempre que uma unidade lexical é substituída . -------------------------------------------------------------------------------3569 $ anáfora sintáctica I F syntactic anaphor anaphore syntactique Termos Relacionados: 1869 categoria vazia 3562 ligação 3477 princípio A 3475 teoria da ligação 1500 vestígio Classificação: Sintaxe Definição: A categoria vazia. a anáfora é potencialmente uma relação transfrástica. ou seja. "o João disse à Maria que a odiava". referencial/não referencial. Por exemplo. o vestígio deixado na posição básica de uma categoria movida para uma posição-A com a qual está coindexada. Fonte: LYONS (1977). Fonte: CHOMSKY (1981). fixando um dos seus termos. Há muitas formas de classificar relações anafóricas nas línguas naturais: lexical/não lexical. segundo o princípio A da teoria da ligação. anáfora estrita (em que o antecedente e a anáfora estão envolvidos numa relação essencialmente gramatical)/anáfora discursiva.

Fonte: ANDERSON (1973). -------------------------------------------------------------------------------1363 $ análise componencial I F componential analysis analyse componentielle Sinónimos: 1364 análise sémica Termos Relacionados: 1365 sema Classificação: Morfologia Semântica Definição: Estudo do significado das palavras em termos de traços semânticos distintivos (semas). a designação "sémica". Por ex. bem como no aparecimento do artigo. mas diferenciam-se pelo facto de "homem" combinar com estes traços o traço [masculino].como no modelo morfológico "palavra e paradigma". "homem" e "mulher" partilham determinados traços semânticos [humano] e [adulto]. que na tradição americana usa a designação "componencial" e na europeia.. Fonte: LYONS (1977) / CRYSTAL (1980a). Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). a análise traduz-se no incremento do uso de preposições. ao contrário de "mulher" que com eles combina o traço [feminino]. A abordagem baseia-se numa apreciação dos lexemas como unidades constituídas por determinado conjunto de componentes semânticos de carácter geral que estruturam os lexemas em termos de semelhanças ou diferenças. pronomes e auxiliares. A análise componencial pode ainda ser aplicada a outros níveis. . -------------------------------------------------------------------------------3039 $ análise contextual F analyse contextuelle Termos Relacionados: 3066 característica Classificação: Terminologia Definição: Delimitação do conteúdo nocional de um termo num contexto pela identificação e análise das características da noção presentes nesse contexto.por diversas unidades independentes. Na evolução do latim para as línguas românicas.

-------------------------------------------------------------------------------944 I F $ análise conversacional conversational analysis analyse conversationnelle Termos Relacionados: 945 análise de discurso 940 linguística textual Classificação: Pragmática Definição: Estudo etnometodológico da conversação. como a estrutura. as trocas conversacionais. Fonte: LEVINSON (1983). etc. quer da linguagem escrita.. -------------------------------------------------------------------------------945 I F $ análise de discurso discourse analysis analyse du discours Termos Relacionados: 944 análise conversacional 940 linguística textual Classificação: Pragmática Definição: Termo que refere o estudo da linguagem em função da sua organização ao nível supra-frásico: o modo como as frases são organizadas em unidades de sentido maiores. a análise de discurso engloba tanto o estudo da chamada oralidade como o da escrita. coerência. entendendo por conversação o uso da linguagem em situação quotidiana de interacção.. de acordo com outras tradições. tal como é praticada por Sacks e Schegloff. quer de uma possível formalidade na linguagem oral. independentemente. os textos publicitários. é uma análise empírica com vista a determinar as características recorrentes. -------------------------------------------------------------------------------3043 $ análise de texto . objectos que. Como disciplina. análise conversacional e linguística textual. como os parágrafos. são analisados em separado em duas disciplinas distintas: respectivamente. em várias situações de conversação. a análise conversacional. etc. Fonte: STUBBS (1983).

-------------------------------------------------------------------------------2591 $ análise do processo fonológico I phonological process analysis Termos Relacionados: 1232 processo fonológico Classificação: Psicolinguística Definição: Análise projectada por Weiner em 1979. Fonte: CRYSTAL (1980a). os lugares em que as unidades mais pequenas ocorrem. Estas são gravadas e transcritas de forma a que o processo relativo a mudanças sonoras nas palavras possa ser identificado. para descobrir os processos fonológicos utilizados pelas crianças com idades compreendidas entre os 2 e os 5 anos.I F parsing analyse de texte Classificação: Terminologia Definição: Processo de atribuição de uma estrutura e de uma interpretação a uma sequência. -------------------------------------------------------------------------------1538 $ análise distribucional I F distributional analysis analyse distributionnelle Sinónimos: 1727 distribucionalismo Termos Relacionados: 1727 distribucionalismo Classificação: Termos Gerais Definição: Tipo de análise que defende que cada unidade tem uma distribuição característica. . A criança responde a figuras de representação (em vez de nomear figuras) utilizando palavras simples e frases. Fonte: NORMALISATION FRANÇAISE (1990). A análise distribucional localiza. em unidades maiores.

Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------2590 $ análise do processo natural I natural process analysis Termos Relacionados: 2627 fala espontânea 1232 processo fonológico Classificação: Psicolinguística Definição: Análise elaborada por Shriberg e Kwiatowski em 1980 para a obtenção de uma amostra de fala espontânea. Esta amostra tem como objectivo fornecer meios para que o terapeuta possa descobrir quais os processos fonológicos que são usados pela criança quando produz mudanças sonoras. As unidades resultantes podem. uma frase pode ser analisada num conjunto de constituintes. ser analisadas em constituintes (ex: um sintagma nominal pode ser constituído por um determinante e um nome). fricativas/africadas e a informação pode ser sumarizada. As palavras são transcritas e classificadas em oclusivas. e este processo de análise em constituintes pode prosseguir até não ser possível identificar mais nenhuma sub-divisão. como SN+SV. -------------------------------------------------------------------------------3040 $ análise factorial . -------------------------------------------------------------------------------1539 $ análise em constituintes I F constituent analysis analyse en constituants Termos Relacionados: 1461 constituinte Classificação: Sintaxe Morfologia Definição: Com base numa combinação de critérios intuitivos e formais (ex:distribucionais).Fonte: MORRIS (1988). A análise em constituintes é frequentemente representada através de um diagrama em árvore. nasais/glides. por sua vez. Fonte: MORRIS (1988). mas pode também ser representada utilizando parênteses.

Fonte: SALEM (1987). -------------------------------------------------------------------------------3041 $ análise factorial de correspondências Ab I F $ AFC factorial analysis of correspondences analyse factorielle des correspondences Termos Relacionados: 3145 frequência 3231 repartição Classificação: Lexicologia Definição: Método de análise factorial que se aplica ao estudo de quadros de dupla entrada compostos de números positivos. -------------------------------------------------------------------------------1793 $ análise fonémica I F phonemic analysis analyse phonématique Sinónimos: 1792 fonémica Classificação: Fonologia Definição: .I F factorial analysis analyse factorielle Termos Relacionados: 3145 frequência 3231 repartição Classificação: Lexicologia Definição: Métodos estatísticos de análise multidimensional que se aplicam a quadros de números que visam extrair "factores". resumindo aproximadamente a algumas séries de números o conjunto das informações contidas no quadro de partida. A AFC é caracterizada pelo emprego de um método particular dito método do Qui Quadrado X2. Fonte: SALEM (1987).

-------------------------------------------------------------------------------1541 $ análise morfémica I F morphemic analysis morphemics analyse morphématique Sinónimos: 2218 morfémica Termos Relacionados: 1540 análise morfológica 1663 morfema Classificação: Morfologia Definição: Termo utilizado pelo estruturalismo norte-americano das décadas de 1940 e 1950. unidade e distribuição e unidade e processo. Habitualmente este termo aplica-se ao estudo fonológico integrado na escola estruturalista norte-americana e não inclui a análise suprassegmental. Fonte: CRYSTAL (1980a). por oposição à análise morfológica que podia igualmente aplicar-se em diacronia.Estudo do sistema de fonemas de uma língua. nomeadamente através da identificação dos seus constituintes atómicos. Há três modelos de análise morfológica: palavra e paradigma. designados morfemas. Designava uma técnica de análise das palavras em morfemas. e tinha um âmbito exclusivamente sincrónico. -------------------------------------------------------------------------------1540 $ análise morfológica I F morphological analysis analyse morphologique Termos Relacionados: 1619 estrutura morfológica 1662 metanálise 1788 palavra e paradigma 2258 paradoxo de parentetização 1759 processo morfológico 2219 unidade e distribuição 1787 unidade e processo Classificação: Morfologia Definição: Domínio da análise linguística que tem por objecto a análise da estrutura interna das palavras. .

Fonte: LYONS (1977) / CRYSTAL (1980a). da sua extensão e das relações que ela mantém com outras noções. a designação "sémica". "homem" e "mulher" partilham determinados traços semânticos [humano] e [adulto].como no modelo morfológico "palavra e paradigma".-------------------------------------------------------------------------------3042 $ análise nocional F analyse notionelle Termos Relacionados: 3066 característica 3076 compreensão 3130 extensão 3198 noção Classificação: Terminologia Definição: Determinação das características de uma noção. que na tradição americana usa a designação "componencial" e na europeia.. A abordagem baseia-se numa apreciação dos lexemas como unidades constituídas por determinado conjunto de componentes semânticos de carácter geral que estruturam os lexemas em termos de semelhanças ou diferenças. Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). ao contrário de "mulher" que com eles combina o traço [feminino]. -------------------------------------------------------------------------------1364 $ análise sémica F analyse sémique Sinónimos: 1363 análise componencial Termos Relacionados: 1365 sema 1366 traço semântico Classificação: Morfologia Semântica Definição: Estudo do significado das palavras em termos de traços semânticos distintivos (semas). mas diferenciam-se pelo facto de "homem" combinar com estes traços o traço [masculino]. A análise componencial pode ainda ser aplicada a outros níveis. da sua compreensão. Por ex. -------------------------------------------------------------------------------- .

de acordo com os princípios e os métodos da ciência da terminologia. -------------------------------------------------------------------------------1017 $ anacruse I anacrusis Termos Relacionados: 376 acento Classificação: Fonética Definição: Termo que designa a sílaba ou as sílabas átonas antes do primeiro acento de um enunciado. Fonte: NORMALISATION FRANÇAISE (1990). Fonte: CRYSTAL (1980a). Fonte: CRUTTENDEN (1986). . -------------------------------------------------------------------------------1542 $ análise tipológica I F typological analysis analyse typologique Sinónimos: 3443 tipologia linguística Classificação: Termos Gerais Definição: Ramo da linguística que estuda as semelhanças estruturais entre línguas independentemente da sua história. A anacruse pode funcionar como marcador de fronteira de grupo entoacional dado que geralmente indica o início do mesmo. classificando-as de acordo com certas propriedades.3044 $ análise terminológica I F terminological analysis analyse terminologique Classificação: Terminologia Definição: Estudo sistemático das noções e dos termos. Exemplo: línguas tonais e línguas acentuais.

-------------------------------------------------------------------------------2341 $ analisabilidade I F analysability analysabilité Classificação: Morfologia Definição: Uma palavra é analisável se nela se podem detectar correlações regulares entre o significado e a forma. Fonte: BAUER (1988). e se se puder segmentá-la de acordo com essa informação. como. -------------------------------------------------------------------------------2389 $ analiticidade I analyticity Termos Relacionados: 2390 frase analítica 2391 frase sintética Classificação: Semântica Definição: Propriedade das frases/proposições cuja interpretação semântica as torna necessariamente verdadeiras.-------------------------------------------------------------------------------2987 $ anagrama I F anagram anagramme Termos Relacionados: 3007 palíndromo Classificação: Morfologia Lexicologia Definição: Palavra ou sequência de palavras obtida por alteração da posição das letras/sons de uma palavra original. a frase "a minha mãe é uma mulher". . Por exemplo. por exemplo. Estas correlações podem ou não ser percebidas pelo falante nativo e podem ou não ser produtivas. "amor" é um anagrama de "Roma" e "lama" é um anagrama de "mala".

numa dada língua. e. as várias formas do paradigma agem analogicamente umas sobre as outras. -------------------------------------------------------------------------------166 I $ analogia irregular non-systematic analogy Termos Relacionados: 164 analogia 165 analogia regular 185 contaminação 176 cruzamento 175 etimologia popular Classificação: Linguística Histórica Morfologia Definição: Analogia que afecta formas isoladas. c) algumas das diferenças existentes entre formas de um mesmo paradigma são anuladas. independentemente das classes ou paradigmas gramaticais a que as mesmas pertencem. i.. d) generaliza-se um padrão de relação morfológica. São tipos de analogia irregular. i. regularizando-se os modelos flexionais. -------------------------------------------------------------------------------164 I F $ analogia analogy analogie Termos Relacionados: 166 analogia irregular 167 analogia proporcional 165 analogia regular 168 extensão analógica Classificação: Morfologia Linguística Histórica Termos Gerais Definição: Modificação ou criação de uma entidade linguística à imagem de uma outra entidade do mesmo nível. e. os vários paradigmas agem analogicamente uns sobre os outros. regularizando-se o paradigma. A analogia pode ter as seguintes origens: a) uma forma ou uma construção evoluem por influência de outras formas ou construções. b) cria-se uma nova forma ou construção tendo como modelo outras já existentes..Fonte: LYONS (1977). Fonte: HOCK (1986) / ANDERSON (1973) / BYNON (1977). por .

A analogia proporcional e a uniformização analógica são tipos de analogia regular. . a contaminação. -------------------------------------------------------------------------------167 I $ analogia proporcional proportional analogy Sinónimos: 168 extensão analógica Termos Relacionados: 164 analogia 165 analogia regular 172 atracção analógica 173 regularização analógica 169 uniformização analógica Classificação: Linguística Histórica Morfologia Definição: A analogia proporcional ou extensão analógica opera na base de um "modelo proporcional" do tipo a:a ' b:x = b'. Fonte: HOCK (1986) / ANDERSON (1973) / BYNON (1977). Fonte: HOCK (1986) / ANDERSON (1973) / BYNON (1977). Fonte: HOCK (1986). a etimologia popular ou o cruzamento. -------------------------------------------------------------------------------165 I $ analogia regular systematic analogy Termos Relacionados: 164 analogia 166 analogia irregular 167 analogia proporcional 169 uniformização analógica Classificação: Morfologia Linguística Histórica Definição: Analogia que afecta potencialmente classes inteiras de palavras.exemplo.generalizando um padrão de relação morfológica entre dadas formas (como a e a ') a formas (como b e x) que previamente não se estruturavam de acordo com esse padrão.

). Impossibilidade de articular qualquer som em consequência de paralisia da parte do corpo oposta ao hemisfério lesionado. do espasmo ou da incoordenação dos músculos do aparelho fonador (lábios. -------------------------------------------------------------------------------2475 $ anartria I F anarthria anarthrie Termos Relacionados: 2573 apraxia 2476 disartria 2467 dislalia 2574 dispraxia Classificação: Psicolinguística Definição: Forma grave de disartria. Fonte: HOCK (1986) / WILLIAMS (1938). língua. da atrofia. Fonte: CHAPLIN (1981) / COUTINHO (1957). -------------------------------------------------------------------------------2179 $ anglicismo I F english loan emprunt à l'anglais . etc.-------------------------------------------------------------------------------8 I $ anaptixe anaptyxis Sinónimos: 2107 suarabacti Termos Relacionados: 4 acrescentamento 6 epêntese 9 reestruturação silábica Classificação: Fonologia Linguística Histórica Fonética Definição: Acrescentamento de uma vogal em posição medial de palavra.

Fonte: CRYSTAL (1980a). isolada do nome que rege. como "com". "assumir" "supor". como "realizar" "compreender". mas com valor descritivo. quando em português é normal a posposição do adjectivo. (ex: capas com e sem forro). Os anglicismos lexicais são formais. a distinção animado / inanimado é dada morfologicamente. "tank". Em algumas línguas. por um contraste de género. como "sport". Os anglicismos são principalmente de ordem sintáctica e lexical. -------------------------------------------------------------------------------2392 $ anomalia I F anomaly anomalie Termos Relacionados: 2393 agramaticalidade 2395 contradição 2394 restrições de selecção .o emprego de uma preposição.Termos Relacionados: 155 empréstimo Classificação: Lexicologia Definição: Qualquer facto da língua inglesa que aparece no português falado ou escrito. ou semânticos. "week-end". sem o intuito que essa colocação tem em português. Como anglicismos sintácticos temos: a antecipação de um adjunto adjectivo ao seu substantivo. (ex: majestoso hotel). -------------------------------------------------------------------------------2331 $ animado I F animate animé Termos Relacionados: 1645 género 2332 inanimado Classificação: Semântica Morfologia Definição: Termo utilizado na descrição gramatical das palavras (especialmente os nomes) para designar uma subclasse que refere pessoas e animais. Fonte: CÂMARA (1984).

A avaliação da anomia é feita pela nomeação de ilustrações. Exemplo: "as flores cantavam alegremente". sintacticamente) correctas. A Escola de Boston considera a anomia como um dos tipos principais da afasia. Intimamente ligada à noção de agramaticalidade. conclusão de frases. se o que nela se predica for o resultado de uma associação de itens lexicais incompatíveis entre si. a anomalia distingue-se daquela por ser uma noção essencialmente semântica e portanto pode existir em frases gramaticalmente (i. Fonte: MORRIS (1988). O sujeito tem dificuldade em encontrar palavras para concluir uma frase e tem tendência para utilizar paráfrases ou sinónimos para contornar as dificuldades. -------------------------------------------------------------------------------2581 $ anomia I F anomia anomie Sinónimos: 2582 dificuldade no acesso ao léxico Termos Relacionados: 2621 Escola de Boston 2455 afasia 2566 afasia amnésica 2583 afasia nominal Classificação: Psicolinguística Definição: Incapacidade de recordar nomes que pode surgir como um dos tipos de afasia. também. assim como fornecimento de sinónimos. em campos semânticos levando o indivíduo a dizer "maçã" em vez de "laranja" ou "cão" em vez de "gato". resumo de histórias. A anomia pode surgir. quando encarada à luz da noção de metáfora.Classificação: Semântica Definição: Uma frase é dita anómala.e. -------------------------------------------------------------------------------2396 $ antecedente I F antecedent antécédent Termos Relacionados: 1506 anáfora 1580 condicional . Fonte: LYONS (1977). De salientar que a anomalia pode deixar de existir.

se fizerem parte de conjuntos de apenas duas unidades (em que a graduabilidade é impossível). Exemplo: "o João é bom rapaz. no entanto. ou não-graduáveis. -------------------------------------------------------------------------------23 I $ anteriorização fronting Classificação: Linguística Histórica Definição: Evolução de um segmento [-ant] para [+ant] ou de um segmento [+rec] para [-rec]. -------------------------------------------------------------------------------1369 $ antónimo I F antonym antonyme Termos Relacionados: 1368 antonímia 1370 complementaridade 1371 sinonímia Classificação: Semântica Definição: Designam-se por antónimos as unidades lexicais que mantêm entre si uma relação de oposição ao nível do significado. se forem susceptíveis de variação em grau. Fonte: HOCK (1986). Na relação de implicação material que se estabelece entre duas proposições em que P → Q ("P implica Q" ou "se P. designando os . John Lyons opta. Os pronomes pessoais e os pronomes relativos referem-se normalmente aos seus antecedentes. no caso a proposição P.2736 implicação material Classificação: Semântica Definição: Qualquer unidade linguística configurada como referente textual de uma outra usada posteriormente no discurso. por outra classificação. então Q"). como "pequeno" e "grande". designa-se por antecedente ou implicante a proposição que faculta a implicação. Numa construcção condicional dizse que a oração que começa com "se" é o antecedente (ou prótase) e a outra oração é o consequente (ou apódose). Aliás. Os antónimos podem ser graduáveis. "ele" sempre foi bom rapaz". Fonte: LYONS (1977).

sendo a oposição criada pela existência de um prefixo negativo oposto à raiz (p. Fonte: LYONS (1977). legal/ilegal). "comprar"/"vender". -------------------------------------------------------------------------------2199 $ antonímia I F antonymy antonymie Classificação: Lexicologia Definição: Propriedade que opõe duas palavras. trata-se de antonímia graduável. ex. "presente"/ausente". bom/mau). Em casos como este. por exemplo. progredir/regredir). incluindo na primeira os casos de antonímia graduável e na segunda os casos de antonímia não-graduável. feliz/infeliz. John Lyons. por exemplo. como. Fonte: CÂMARA (1984). Há ainda um outro tipo de antónimo de oposição relacional como os pares "dar"/"receber". ao contrário do que se passa com opostos como "rapaz" e "rapariga". distingue antonímia de complementaridade. Os problemas teóricos subjacentes à classificação da antonímia são vários. ex. "grande" e "pequeno". que apresentam antonímia não-graduável.antónimos graduáveis por antónimos e os não-graduáveis por complementares. exclui/inclui. ex. .em que a antonímia é susceptível de variar em grau. palavras com a mesma raiz. como são várias as distinções propostas pelos semanticistas. designadas antónimas. com significações contrárias e que se apresentam sob três aspectos: palavras de radicais diferentes (p. que se opõem pelos prefixos de significação contrária (p. -------------------------------------------------------------------------------1368 $ antonímia I F antonymy antonymie Termos Relacionados: 1369 antónimo 1370 complementaridade 2395 contradição 1371 sinonímia Classificação: Semântica Definição: Refere a relação de sentido existente entre unidades lexicais que têm significados opostos. palavras com a mesma raiz. como por exemplo: "vivo"/"morto".

que exprime a não localização de Sit2 (situação localizadora do acontecimento linguístico) em relação à situação de enunciação-origem Sit0. os enunciados genéricos. -------------------------------------------------------------------------------401 I F $ antropologia linguística anthropological linguistics antropologie linguistique Classificação: Sociolinguística Definição: Área da antropologia que estuda a correlação entre a variação linguística e os padrões culturais de um ou mais grupos sociais. que são marcados. pelo pretérito perfeito composto. as orações temporais introduzidas por "quando". -------------------------------------------------------------------------------453 I F $ aparato crítico critical apparatus apparat critique Sinónimos: 454 aparato de variantes Termos Relacionados: 455 aparato negativo 456 aparato positivo Classificação: Filologia . O valor aorístico opõe-se aos valores localizados no plano enunciativo. etc. entre outros.Fonte: LYONS (1977). São marcadores do aorístico a construção condicional. pelo pretérito perfeito simples no seu valor perfeito. Fonte: CULIOLI (1978). o pretérito perfeito simples no seu emprego não perfeito. -------------------------------------------------------------------------------3629 $ aorístico I F aoristic aoristique Classificação: Semântica Definição: Um dos valores referenciais da categoria gramatical aspecto. etc.

-------------------------------------------------------------------------------454 I F $ aparato de variantes critical apparatus apparat de variantes Sinónimos: 453 aparato crítico Termos Relacionados: 455 aparato negativo 456 aparato positivo Classificação: Filologia Definição: Texto marginal. b)apenas refere as .Definição: Texto marginal. O texto da edição e o aparato crítico ou aparato de variantes devem permitir ao leitor acompanhar o editor na sua tentativa de reconstrução do texto original. Exemplo: 43 : o lugar] o largo BD. que inclui a referência de variantes presentes na tradição e notas justificando as conjecturas do editor. que inclui a referência de variantes presentes na tradição e notas justificando as conjecturas do editor. Pode assumir duas formas : a) repete a lição do texto mas não a faz acompanhar dos respectivos testemunhos. Fonte: SALVATORE (1983). Fonte: SALVATORE (1983). presente em todas as edições críticas (normalmente em pé de página). presente em todas as edições críticas (normalmente em pé de página). O texto da edição e o aparato crítico ou aparato de variantes devem permitir ao leitor acompanhar o editor na sua tentativa de reconstrução do texto original. -------------------------------------------------------------------------------455 I F $ aparato negativo negative critical apparatus apparat négatif Termos Relacionados: 456 aparato positivo 491 edição crítica Classificação: Filologia Definição: Aparato crítico que dá apenas conta das variantes não aceites pelo editor.

não repetindo a lição do texto. . Exemplo: 43 : o largo BD. Ex: 43 : o lugar ACE. sejam elas concordantes ou divergentes da que foi aceite pelo editor.lições divergentes e seus testemunhos. -------------------------------------------------------------------------------456 I F $ aparato positivo positive apparatus apparat positif Termos Relacionados: 455 aparato negativo 491 edição crítica Classificação: Filologia Definição: Aparato crítico que dá conta de todos os testemunhos nos quais se fundamenta a edição e das respectivas lições. Fonte: DENES & PINSON (1973). Fonte: BLECUA (1983). -------------------------------------------------------------------------------1919 $ aparelho auditivo I hearing organs Termos Relacionados: 1924 cadeia de ossículos 1926 canal auditivo externo 1928 cóclea 2106 janela oval 1929 órgão de Corti 1920 ouvido 1921 ouvido externo 1927 ouvido interno 1922 ouvido médio 1925 pavilhão 1923 tímpano Classificação: Fonética Definição: Conjunto dos orgãos que permitem a captação do sinal acústico e a sua conversão em impulsos nervosos. o largo BD. Fonte: SALVATORE (1983).

faringe. -------------------------------------------------------------------------------327 I F $ apex da língua apex tip pointe de la langue . nariz). O seu funcionamento baseia-se na criação de intervalos entre o momento em que a palavra (sintagma. originando disfonia.-------------------------------------------------------------------------------2514 $ aparelho de reacção auditiva retardada Ab I $ DAF DAF delayed auditory feedback Termos Relacionados: 2612 disfluência 2634 fluência 2635 gaguez Classificação: Psicolinguística Definição: Aparelho electrónico utilizado com gagos para lhes facilitar a comunicação. boca. Este retardamento pode desorientar um falante fluente. traqueia. frase) é dita e o momento em que é ouvida. pulmões. laringe. Fonte: DENES & PINSON (1973). Fonte: MORRIS (1988). Este aparelho se. -------------------------------------------------------------------------------1975 $ aparelho fonador I vocal tract Sinónimos: 364 orgãos vocais Termos Relacionados: 1977 articulador Classificação: Fonética Definição: Termo que designa as várias partes do corpo humano envolvidas na produção da fala (i. por um lado. e. contribui para a fluência dos gagos. por outro exerce efeito contrário sobre os falantes fluentes.

-------------------------------------------------------------------------------2685 $ aplicação I F application application Termos Relacionados: 2400 aplicabilidade 2401 arbitrariedade Classificação: Semântica Definição: Diz-se que uma unidade linguística tem aplicação num dado contexto. diz-se que dois itens lexicais de línguas diferentes têm a mesma aplicação. A aplicabilidade de uma unidade num dado contexto depende portanto da sua possibilidade de uso nesse mesmo contexto. Em termos de tradução. mesmo que essa aplicação não faça parte das suas denotação e referência normais.Termos Relacionados: 316 consoante apical Classificação: Fonética Definição: Termo que designa a ponta da língua. Fonte: CRYSTAL (1980a). a palavra "monte" na frase: "o João disse um . -------------------------------------------------------------------------------2400 $ aplicabilidade I F applicability applicabilité Termos Relacionados: 2401 arbitrariedade Classificação: Semântica Definição: Termo usado para designar a relação que se estabelece entre as unidades linguísticas (incluindo as características prosódicas e paralinguísticas dos enunciados) e as entidades ou aspectos do mundo exterior sobre o qual a língua opera. Por exemplo. se nele puder ser usada. se os leques de situações em que podem ser utilizados corresponderem totalmente. usada na articulação dos sons apicais. Fonte: LYONS (1977).

monte de asneiras no exame oral". -------------------------------------------------------------------------------1285 $ aplicação de regras I rules application Termos Relacionados: 1283 aplicação de regras direita-esquerda 1284 aplicação de regras esquerda-direita 1282 aplicação de regras iterativa 1270 descrição estrutural Classificação: Fonologia Definição: Termo que se refere às operações previstas pelas regras na sua actuação sobre os segmentos em sequência. -------------------------------------------------------------------------------1294 $ aplicação de regras cíclica I cyclic rules application Termos Relacionados: 1285 aplicação de regras 1290 ciclo fonológico 1329 ciclo transformacional Classificação: Fonologia Definição: Aplicação de regras segundo o princípio do ciclo transformacional fonológico. Fonte: LYONS (1977). -------------------------------------------------------------------------------1283 $ aplicação de regras direita-esquerda I rightward rules application . Uma vez encontrados todos os segmentos abrangidos por essa descrição estrutural fazem-se as modificações prescritas pela regra. Tais operações iniciam-se pela verificação de quais os segmentos que correspondem à descrição estrutural da regra. Fonte: CHOMSKY & HALLE (1968b). Diz-se que duas palavras de línguas diferentes têm a mesma aplicação se os contextos em que podem ser utilizadas forem totalmente correspondentes. Fonte: CHOMSKY & HALLE (1968b).

Fonte: CHOMSKY & HALLE (1968 b) / DELL (1973).Termos Relacionados: 1285 aplicação de regras 1284 aplicação de regras esquerda-direita 1282 aplicação de regras iterativa Classificação: Fonologia Definição: Aplicação de regras que se inicia no primeiro elemento mais à direita da cadeia. abrangido pela descrição estrutural. -------------------------------------------------------------------------------1284 $ aplicação de regras esquerda-direita I leftward rules application Termos Relacionados: 1285 aplicação de regras 1283 aplicação de regras direita-esquerda 1282 aplicação de regras iterativa Classificação: Fonologia Definição: Aplicação de regras que se inicia no primeiro elemento mais à esquerda da cadeia. abrangido pela descrição estrutural. Exemplo: regra de apagamento de schwas: "vous me le dites" /vu # me # le # dit/ /vu # m # le # dit/ [vumldit] / Fonte: CHOMSKY & HALLE (1968 b) / DELL (1973). -------------------------------------------------------------------------------1282 $ aplicação de regras iterativa I iterative rules application Termos Relacionados: 1285 aplicação de regras 1283 aplicação de regras direita-esquerda 1284 aplicação de regras esquerda-direita Classificação: Fonologia .

A aplicação iterativa de regras pode ser feita da direita para a esquerda ou da esquerda para a direita. Este tipo de aplicação é proposto pela fonologia natural. -------------------------------------------------------------------------------17 I F $ apócope apocope apocope Termos Relacionados: 14 aférese 16 síncope 15 supressão Classificação: Fonética Fonologia Linguística Histórica Definição: Supressão de um segmento fonético em posição final de palavra. -------------------------------------------------------------------------------457 I F $ apógrafo apograph apographe Termos Relacionados: 578 cópia 551 original . Fonte: CHOMSKY & HALLE (1968 b) / DELL (1973).Definição: Aplicação sucessiva da mesma regra. Fonte: CHOMSKY & HALLE (1968 b) / DELL (1973). em que cada aplicação afecta a saída da aplicação precedente. -------------------------------------------------------------------------------1287 $ aplicação de regras simultânea I simultaneous rules application Classificação: Fonologia Definição: Aplicação simultânea da mesma regra em todos os pontos da forma de base. Fonte: ANDERSON (1973) / HOCK (1986).

-------------------------------------------------------------------------------2573 $ apraxia . Fonte: CERDÁ MASSÓ et alii (1986). O aportuguesamento integral atinge também a grafia.Classificação: Filologia Definição: Cópia elaborada a partir de um original. -------------------------------------------------------------------------------2344 $ apofonia F apophonie Sinónimos: 3730 alternância vocálica Termos Relacionados: 1661 metafonia Classificação: Fonética Fonologia Definição: Variação de um fonema ou de um grupo de fonemas num determinado sistema morfológico. confetti). Exemplo: poder/pode/pude. bife (ing. confeti (it. beef). Fonte: CÂMARA (1984). Exs. como em "bife". -------------------------------------------------------------------------------2180 $ aportuguesamento Termos Relacionados: 155 empréstimo 2181 estrangeirismo Classificação: Fonologia Morfologia Lexicologia Definição: Adaptação fonológica e morfológica dos estrangeirismos lexicais ao português. mas mesmo com a grafia estrangeira pode dar-se o aportuguesamento fonológico pela mudança de leitura.

apraxia articulatória ou apraxia de construção (capacidade de se vestir. embora compreenda o pedido ou a ordem. articulação dos sons). Fonte: CHAPLIN (1981) / COUTINHO (1957) / MORRIS (1988).I F apraxia apraxie Sinónimos: 2574 dispraxia Classificação: Psicolinguística Definição: Incapacidade de executar uma série de movimentos voluntários em consequência de lesões na área motora. -------------------------------------------------------------------------------2575 $ apraxia adquirida I acquired apraxia Termos Relacionados: 2475 anartria 2573 apraxia 2476 disartria Classificação: Psicolinguística Definição: Distúrbio adquirido que se caracteriza pela incapacidade de executar uma série de movimentos voluntários devido a lesão na área motora. construir.). A apraxia de desenvolvimento observada na infância pode tomar a forma de apraxia oral. -------------------------------------------------------------------------------2578 $ apraxia articulatória I articulatory apraxia Sinónimos: 2576 apraxia articulatória de desenvolvimento 2577 apraxia oral Classificação: Psicolinguística . A apraxia deve-se a lesões do lóbulo parietal resultantes de acidente vascular cerebral. etc. O indivíduo apresenta dificuldades prosódicas e articulatórias e tem problemas na iniciação de enunciados. alimentar. O doente que sofre de apraxia é incapaz de realizar os actos que se lhe pedem ou ordenam (por exemplo. Fonte: MORRIS (1988).

-------------------------------------------------------------------------------2577 $ apraxia oral I oral apraxia Sinónimos: 2578 apraxia articulatória 2576 apraxia articulatória de desenvolvimento Classificação: Psicolinguística Definição: Distúrbios na articulação que ocorrem durante a infância e que se traduzem na dificuldade de posicionamento correcto da língua para produzir determinados sons. O programa de dispraxia de Nuffield constitui uma das técnicas possíveis utilizadas na terapia. Fonte: MORRIS (1988). Deve-se ao enfraquecimento muscular da língua ou a outros problemas do aparelho fonador.Definição: Distúrbios na articulação que ocorrem durante a infância e que se traduzem na dificuldade de posicionamento correcto da língua para produzir determinados sons. O programa de dispraxia de Nuffield constitui uma das técnicas possíveis utilizadas na terapia. Deve-se ao enfraquecimento muscular da língua ou a outros problemas do aparelho fonador. Fonte: MORRIS (1988). A terapia consiste em treinar o doente para conseguir colocar as partes do aparelho fonador na posição correcta. O programa de dispraxia de Nuffield constitui uma das técnicas possíveis utilizadas na terapia. -------------------------------------------------------------------------------2576 $ apraxia articulatória de desenvolvimento I developmental articulatory apraxia Sinónimos: 2578 apraxia articulatória 2577 apraxia oral Classificação: Psicolinguística Definição: Distúrbios na articulação que ocorrem durante a infância e que se traduzem na dificuldade de posicionamento correcto da língua para produzir determinados sons. . A terapia consiste em treinar o doente para conseguir colocar as partes do aparelho fonador na posição correcta. Deve-se ao enfraquecimento muscular da língua ou a outros problemas do aparelho fonador. A terapia consiste em treinar o doente para conseguir colocar as partes do aparelho fonador na posição correcta.

ou então quando os pais da criança têm cada um o seu idioma. dando origem a dois sistemas separados. A criança apresenta um saber metalinguístico desenvolvido e uma apurada capacidade de tradução. Pode surgir em vários contextos. acaba por diferenciar-se. A aprendizagem da língua está ligada a condições ambientais que são necessárias à aquisição da linguagem. -------------------------------------------------------------------------------2851 $ aquisição bilingue I bilingual aquisition Termos Relacionados: 2852 aspectos cognitivos do bilinguismo 402 bilinguismo 1961 língua materna Classificação: Psicolinguística Definição: Aquisição simultânea de duas línguas como línguas maternas em vez de uma. semânticos e fonéticos que pertencem a ambas as línguas e que. Uma criança que adquire a linguagem nestas condições começa por ter um sistema linguístico único. às leis de estímulo-resposta-recompensa. tais como processos de imitação. Fonte: MENYUK (1988) / CRYSTAL (1987). composto por elementos morfossintácticos. quando uma das línguas é a da comunidade e a outra a do meio familiar da criança. -------------------------------------------------------------------------------2683 $ aquisição da linguagem I F language acquisition aquisition du langage . correspondentes às duas línguas em aquisição.Fonte: MORRIS (1988). por volta do quarto ano de vida. -------------------------------------------------------------------------------2850 $ aprendizagem I learning Classificação: Psicolinguística Definição: Conceito que relaciona a aquisição da linguagem com períodos óptimos de maturação fisiológica para tratamento dos dados linguísticos. ainda. Fonte: CLARK & CLARK (1977). de reforço ou.

Ex. Os vocábulos do segundo grupo foram principalmente introduzidos em português pelos moçárabes bilingues e apresentam. propagaram-se por intermédio do francês (ex.:minarete). Há duas espécies de arabismos: aqueles que se introduziram em português como nas demais línguas europeias ocidentais. o artigo árabe AL (o. algarismo. Fonte: CÂMARA (1984).: alfaiate. azeite.Termos Relacionados: 1961 língua materna 2920 teoria cognitivista de aquisição de linguagem 2923 teoria inatista de aquisição de linguagem 2981 teorias de aquisição e desenvolvimento da linguagem Classificação: Psicolinguística Definição: Processo através do qual o indivíduo aprende a sua língua materna. -------------------------------------------------------------------------------2401 $ arbitrariedade I F arbitrariness arbitrairité Termos Relacionados: 2400 aplicabilidade 2402 signo . aldeia. califa. -------------------------------------------------------------------------------2182 $ arabismo I F arabic loan emprunt à l'arabique Termos Relacionados: 155 empréstimo Classificação: Lexicologia Definição: Palavras portuguesas de origem árabe. pela influência da cultura árabe na Europa a partir da Idade Média. ou do italiano (ex. A aquisição da linguagem tem sido explicada através de várias teorias.:zero). Ex. Os vocábulos do primeiro grupo vieram às vezes através dos turcos e. adquirindo as regras de funcionamento dessa língua por simples exposição à sua utilização no contexto em que está inserido. em regra.: zenite. geralmente. a) aglutinado. aqueles que se introduziram em português em consequência da ocupação árabe da península ibérica a partir do século VIII.

em particular. existem simultaneamente. conforme os grupos sociais e conforme as gerações. numa dada sincronia. tais formas serão consideradas pelos locutores mais jovens como arcaísmos. -------------------------------------------------------------------------------1441 $ argumento I F argument argument Termos Relacionados: 969 predicação 942 proposição 968 referência Classificação: Sintaxe Semântica Definição: . Num dado momento. Fonte: DUBOIS et alii (1973). vários sistemas linguísticos.Classificação: Semântica Pragmática Definição: Uma das características da linguagem verbal humana (por contraste com outros sistemas semióticos). a um sistema desaparecido ou em vias de desaparecimento. Fonte: LYONS (1977). existem formas que só pertencem aos locutores mais idosos. -------------------------------------------------------------------------------24 I F $ arcaísmo archaism archaisme Termos Relacionados: 177 inovação 178 substituição lexical Classificação: Linguística Histórica Definição: O arcaísmo é uma forma lexical ou uma construção sintáctica pertencentes. Diz-se então que a relação entre as palavras e as coisas é uma relação convencional ou arbitrária. que regista o facto de não existir uma correspondência entre as unidades lexicais e os objectos do mundo por elas designados. numa comunidade linguística.

que se assume serem verdadeiras e uma proposição que se chama conclusão. Um argumento é válido se não se der o caso de às premissas ser atribuído o valor de verdadeiro e à conclusão o de falso. Fonte: PARTEE et alii (1990). Cada predicado pode ser combinado com um número determinado de argumentos. -------------------------------------------------------------------------------1447 $ argumento externo I F external argument argument extern Sinónimos: 3706 sujeito temático Classificação: Sintaxe Semântica Definição: Argumento projectado no exterior do SV. Fonte: WILLIAMS (1980). chamadas premissas. os seus correspondentes na imagem são valores. que é tipicamente interpretado como agente e que desempenha a função de sujeito. -------------------------------------------------------------------------------2403 $ argumento Termos Relacionados: 3316 função 3349 inferência Classificação: Semântica Definição: Elemento no domínio de uma função. Os argumentos são geralmente expressões nominais ou oracionais. -------------------------------------------------------------------------------1446 $ argumento interno . Um argumento pode ser uma variável ou uma constante individual as quais constituem os termos. Um argumento consiste num conjunto de proposições. os SNs "o João". Em lógica de predicados é um item acerca do qual tem lugar uma predicação. Por exemplo na frase: "o João deu um livro à Maria".Conceito lógico-semântico. tema e alvo. cuja verdade se alega resultar da verdade assumida das premissas. "um livro" e "a Maria" são expressões referenciais que realizam os argumentos agente (fonte). seleccionados semanticamente pelo predicado "dar". utilizado para designar uma propriedade relacional das expressões referenciais lexicalmente dependentes de um predicado.

imediato ou não. Fonte: MAAS (1927). -------------------------------------------------------------------------------1051.. O arquifonema é representado através de um símbolo próprio (por vezes utiliza-se uma letra maiúscula. -------------------------------------------------------------------------------458 I F $ arquétipo archetype archétype Termos Relacionados: 460 estema 565 testemunho Classificação: Filologia Definição: Testemunho que a constituição do estema demonstra ser o ascendente..arquifonema I F archiphoneme archiphonème Termos Relacionados: 1049 oposição neutralizável Classificação: Fonologia Definição: Termo que designa o conjunto das propriedades distintivas comuns a dois fonemas que constituem os termos de uma oposição neutralizável.$. em português).I F internal argument argument interne Termos Relacionados: 1463 objecto directo 1464 objecto indirecto Classificação: Sintaxe Definição: Argumento projectado internamente ao SV. . Fonte: WILLIAMS (1980). como para o morfema do plural /S/. subcategorizado pelo verbo. de todos os outros testemunhos da tradição. isto é.

hoje.Fonte: TROUBETZKOY (1939). -------------------------------------------------------------------------------25 I F $ arredondamento rounding arrondissement Sinónimos: 120 labialização Termos Relacionados: 271 traço arredondado Classificação: Linguística Histórica . um arquilexema é a unidade cujo conteúdo corresponde ao conjunto de traços semânticos (semas) comuns aos vários elementos de um campo lexical. -------------------------------------------------------------------------------2405 $ arquissemema I F archisememe archisémème Classificação: Semântica Definição: Termo que designa a unidade correspondente ao conjunto de semas comuns a vários sememas e que tem como unidade lexical correspondente o arquilexema. O conceito de arquilexema que surgiu por analogia com arquifonema pode ser. Fonte: POTTIER (1974). considerado como um equivalente de "termo genérico" ou de "hiperónimo". -------------------------------------------------------------------------------2404 $ arquilexema I F archilexeme archilexème Classificação: Lexicologia Semântica Definição: Em semântica estrutural. Fonte: VILELA (1980) / POTTIER (1974). sendo assim o seu conteúdo idêntico ao conteúdo do campo lexical.

Fonética Definição: Evolução de um segmento vocálico [-arr] para [+arr]. Fonte: CRYSTAL (1980a). Fonte: LADEFOGED (1982). -------------------------------------------------------------------------------1048 $ articulação alvo I F target articulation configuration cible valeur cible Termos Relacionados: 221 articulação Classificação: Fonética Definição: Posição articulatória hipotética usada como ponto de referência na descrição da produção de sons de fala. -------------------------------------------------------------------------------221 I F $ articulação articulation articulation Termos Relacionados: 1977 articulador 222 tracto vocal Classificação: Fonética Definição: Movimentos fisiológicos dos orgãos do tracto vocal durante a produção de sons de fala. -------------------------------------------------------------------------------295 I F $ articulação primária primary articulation première articulation Termos Relacionados: 1977 articulador .

palato mole) ou passivos (por exemplo: raiz da língua. língua.269 270 articuladores activos articuladores passivos Classificação: Fonética Definição: A articulação primária designa o ponto de articulação principal na produção de um som de fala. Opõe-se a articulação secundária. Fonte: LADEFOGED (1982). -------------------------------------------------------------------------------296 I F $ articulação secundária secondary articulation deuxième articulation Termos Relacionados: 256 glotalização 120 labialização 97 palatalização Classificação: Fonética Definição: A articulação secundária designa o ponto de articulação que envolve menor grau de constrição num som de fala produzido com dois pontos de articulação. Fonte: LADEFOGED (1982). . Os articuladores podem ser activos (por exemplo: lábios. dentes superiores). Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------1977 $ articulador I F articulators articulateurs Termos Relacionados: 269 articuladores activos 270 articuladores passivos Classificação: Fonética Definição: Orgãos do aparelho vocal que entram na articulação dos sons.

São exemplos de articuladores passivos os dentes superiores e os alvéolos. Fonte: CRYSTAL (1980a). Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------270 I F $ articuladores passivos passive articulators organes d'articulation passifs Termos Relacionados: 1977 articulador Classificação: Fonética Definição: Partes não móveis do tracto vocal que constituem pontos de referência em relação aos quais se dirige o movimento dos articuladores activos. -------------------------------------------------------------------------------1543 $ artigo I F article article Termos Relacionados: 1544 artigo definido 1545 artigo indefinido 1718 categoria sintáctica 2842 determinante 1627 flexão nominal Classificação: . São exemplos de articuladores activos os lábios e a língua.-------------------------------------------------------------------------------269 I F $ articuladores activos active articulators organes d'articulation actifs Termos Relacionados: 1977 articulador Classificação: Fonética Definição: Partes móveis do tracto vocal envolvidas na produção de um som de fala.

Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------- . dois tipos de artigos: definidos e indefinidos. o livro / um livro. como em sueco.Sintaxe Morfologia Definição: Subclasse de determinantes. isto é. O artigo é encimado pela vedeta. Há línguas que não têm um sistema de artigos (por exemplo. -------------------------------------------------------------------------------3047 $ artigo I F entry article Classificação: Lexicologia Terminologia Definição: Conjunto de informações relativas a uma unidade de significação definida no dicionário. Fonte: CRYSTAL (1980a). Fonte: GALISSON (1976) / BOUTIN-QUESNEL et alli (1985). habitualmente e com base em critérios semânticos e gramaticais. o latim). O mesmo termo pode referir-se à parte de um dicionário terminológico constituído pelo conjunto dos dados terminológicos relativos a uma noção. cuja principal função é a de determinar os nomes do ponto de vista semântico: ex. Os artigos podem ocorrer em posição pré-nominal. ou em posição pós-nominal. como em português. a unidade de significação. -------------------------------------------------------------------------------1544 $ artigo definido I F definite article article défini Termos Relacionados: 1543 artigo 1545 artigo indefinido Classificação: Sintaxe Morfologia Definição: Subclasse de artigos que referem entidades específicas e identificáveis. As línguas que têm um sistema de artigos distinguem.

serviu directa ou indirectamente para a cópia de outros testemunhos. -------------------------------------------------------------------------------1546 $ aspecto I F aspect aspect Termos Relacionados: 3601 categoria gramatical Classificação: Semântica Definição: Categoria gramatical que exprime a forma como o acontecimento linguístico representado pela relação predicativa é perspectivado no interior da sequência . dentro de uma tradição linear. Fonte: BLECUA (1983). seus descendentes.1545 $ artigo indefinido I F indefinite article article indéfini Termos Relacionados: 1543 artigo 1544 artigo definido Classificação: Morfologia Sintaxe Definição: Subclasse de artigos que referem entidades que não são especificamente identificadas. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------461 I $ ascendente ascendant Termos Relacionados: 460 estema Classificação: Filologia Definição: Testemunho que.

Por exemplo. na frase "o caçador matou o coelho". tem como ponto de referência a fronteira final desse intervalo de tempo. como estando em curso num tempo localizador expresso pelo adverbial "quando o vi". por exemplo. no primeiro caso. Em algumas línguas. por oposição a morrer.que exprime o valor aspectual perfectivo. no segundo caso. marcada pela oposição entre os termos gramaticais imperfeito . como."já" e "já não" exprimem geralmente este valor. localizado num dado intervalo de tempo. (Os verbos causativos são sempre transitivos). O acontecimento é construído. Pode considerar-se que os dois enunciados têm o mesmo valor temporal mas que existe entre eles uma oposição aspectual. -------------------------------------------------------------------------------2413 $ aspecto causativo I F causative causatif Classificação: Semântica Definição: Termo que refere uma propriedade de algumas unidades linguísticas. que assim são vistas a partir das relações causais que estabelecem nas acções por si expressas. o japonês ou o malaio. O passado perfeito. na seguinte versão da frase: "o coelho morreu".que exprime o valor aspectual imperfectivo . Comparemos os enunciados "ele leu o livro" e " ele estava a ler o livro quando o vi". . que é não-causativo. A descrição de um estado de coisas. -------------------------------------------------------------------------------1509 $ aspecto acabado F aspect accompli Termos Relacionados: 1546 aspecto 1648 aspecto inacabado Classificação: Semântica Morfologia Definição: Valor aspectual. como realizado. e. Fonte: COMRIE (1976). certos afixos desempenham um papel causativo.abstracta de instantes que lhe é associada. Fonte: MATEUS et alii (1983). nomeadamente verbos.e o perfeito simples . Fonte: LYONS (1968). matar é um verbo causativo.

"arrumar". "dar". "comprar". Os predicadores de evento causativos exprimem este valor aspectual. -------------------------------------------------------------------------------1578 $ aspecto conclusivo Termos Relacionados: 1546 aspecto .-------------------------------------------------------------------------------1555 $ aspecto causativo I F causative aspect aspect causatif Sinónimos: 1556 aspecto resultativo Termos Relacionados: 1546 aspecto 1686 aspecto pontual Classificação: Semântica Morfologia Definição: Valor aspectual pontual. Exemplo: "deixar de Vinf" e "já não p" em que p tenha um valor frequentativo ou habitual (já não faço dieta). "pôr". "lavar". Passagem de um estado de coisas que ocorrera no intervalo de tempo (It') anterior adjacente ao intervalo de tempo (It). "colocar". Fonte: MATEUS et alii (1983). Uma dada entidade X determina a passagem de uma entidade Y de um estado para outro. Fonte: MATEUS et alii (1983). "destruir". para outro estado que não ocorre no intervalo de tempo It. Exemplos: "abrir". "vender". -------------------------------------------------------------------------------1557 $ aspecto cessativo Termos Relacionados: 1546 aspecto 1509 aspecto acabado 1686 aspecto pontual Classificação: Morfologia Semântica Definição: Valor aspectual pontual.

Exemplos: acabar. Exemplo: estou a acabar. Fonte: MATEUS et alii (1983). -------------------------------------------------------------------------------1602 $ aspecto cursivo Termos Relacionados: 1546 aspecto 1611 aspecto durativo Classificação: Morfologia Semântica Definição: Valor aspectual durativo. Um estado de coisas localizado num dado intervalo de tempo. . diferente do que ocorrerá no intervalo de tempo posterior adjacente. terminar. Este valor aspectual é característico de um grande número de predicadores estativos. chegar. de predicadores de processo e das construções "estar a Adj" e "estar a Vinf".1509 1686 aspecto acabado aspecto pontual Classificação: Morfologia Semântica Definição: Valor aspectual pontual. -------------------------------------------------------------------------------1611 $ aspecto durativo I F durative aspect aspect duratif Termos Relacionados: 1546 aspecto 2999 evento 3012 processo Classificação: Morfologia Semântica Definição: Valor aspectual que caracteriza enunciados descrevendo estados ou processos. concluir. Fonte: MATEUS et alii (1983). Um estado de coisas localizado num dado intervalo de tempo é apresentado como estando em curso nesse intervalo de tempo. é apresentado do ponto de vista do termo da sua ocorrência nesse intervalo de tempo.

tem como ponto de referência um momento interno a esse intervalo de tempo. localizado num dado intervalo de tempo.Este valor aspectual pode assumir um dos seguintes valores: cursivo. A descrição de um estado de coisas. Fonte: MATEUS et alii (1983). Um estado de coisas. Fonte: MATEUS et alii (1983). O passado "imperfeito". -------------------------------------------------------------------------------1649 $ aspecto inceptivo . bem como "ainda" e "ainda não" exprimem este valor aspectual. Fonte: MATEUS et alii (1983). habitual. permansivo. ocorre um número significativo de vezes nesse intervalo de tempo e em intervalos de tempo anteriores. frequentativo. iterativo. o "pretérito perfeito composto". gnómico. -------------------------------------------------------------------------------1640 $ aspecto frequentativo I F frequentative aspect aspect fréquentatif Termos Relacionados: 1546 aspecto 1611 aspecto durativo Classificação: Morfologia Semântica Definição: Valor aspectual durativo. O presente simples e adverbiais frequenciais como "muitas vezes" e "frequentemente" exprimem este valor aspectual. -------------------------------------------------------------------------------1648 $ aspecto inacabado F aspect inaccompli aspect non-accompli Termos Relacionados: 1546 aspecto 1509 aspecto acabado Classificação: Morfologia Semântica Definição: Valor aspectual. localizado num dado intervalo de tempo.

Fonte: MATEUS et alii (1983). morrer. nesse é apresentado como começando a ocorrer no intervalo de tempo. -------------------------------------------------------------------------------1684 $ aspecto permansivo Termos Relacionados: 1546 aspecto 1611 aspecto durativo Classificação: Semântica Morfologia . Um estado de coisas localizado num dado intervalo de tempo. Passagem de um dado estado para outro estado. Fonte: MATEUS et alii (1983). Exemplo: começar. diferente do que ocorrera no intervalo de tempo anterior adjacente. Exemplos: amanhecer. É este o valor expresso por um grande número de predicadores de evento transicionais (geralmente chamados verbos incoativos). partir. -------------------------------------------------------------------------------1650 $ aspecto incoativo I F inchoative aspect aspect inchoatif Termos Relacionados: 1546 aspecto 1686 aspecto pontual Classificação: Morfologia Semântica Definição: Valor aspectual pontual. iniciar.I inceptive aspect Termos Relacionados: 1546 aspecto 1686 aspecto pontual Classificação: Morfologia Semântica Definição: Valor aspectual pontual. nascer. embranquecer.

Fonte: MATEUS et alii (1983).Definição: Valor aspectual durativo. adjacente àquele intervalo de tempo. localizado num dado intervalo de tempo. continuar a Vinf. inceptivo. Este valor aspectual pode assumir um dos seguintes valores: incoativo. Um estado de coisas. -------------------------------------------------------------------------------1686 $ aspecto pontual I F punctual aspect aspect ponctuel Termos Relacionados: 1546 aspecto 1555 aspecto causativo 1557 aspecto cessativo 1578 aspecto conclusivo 1649 aspecto inceptivo 1650 aspecto incoativo Classificação: Morfologia Semântica Definição: Valor aspectual que caracteriza enunciados que descrevem eventos: a duração dos eventos é a do momento (de curta duração) em que ocorre a mudança de estado ou transição sofrida por uma dada entidade. conclusivo. manter. Exemplos: conservar. -------------------------------------------------------------------------------1556 $ aspecto resultativo I F resultative aspect aspect résultatif Sinónimos: 1555 aspecto causativo Termos Relacionados: 1546 aspecto 1686 aspecto pontual Classificação: Semântica Morfologia Definição: . ocorrera também no intervalo de tempo anterior. Fonte: MATEUS et alii (1983). permanecer. causativo (ou resultativo). cessativo.

em especial. Fonte: HORNBY (1977) / LAMBERT (1977). "pôr". mostrando-se. O nível de conhecimento de cada uma das línguas pode influenciar o modo como a criança processa a linguagem. até. sendo ele próprio dependente não apenas de aspectos cognitivos. "destruir". superiores ao nível do metaprocessamento e do saber metalinguístico. -------------------------------------------------------------------------------224 I F $ aspiração aspiration aspiration Termos Relacionados: 317 consoante aspirada Classificação: Fonética Definição: Ruído audível que se deve à passagem de ar pela glote quando a diferença de pressão entre a cavidade subglotal e a supraglotal não é suficientemente grande para que o fluxo de ar glotal faça as cordas vocais entrarem em vibração. . de factores de carácter socioeconómico. Os predicadores de evento causativos exprimem este valor aspectual. "colocar". "arrumar". Exemplos: "abrir". "comprar". Estudos experimentais efectuados nas últimas décadas mostraram que as crianças bilingues não apresentam desvantagens cognitivas por terem competência em duas línguas em vez de uma.Valor aspectual pontual. "dar". Fonte: MATEUS et alii (1983). em larga medida. "lavar". mas. Uma dada entidade X determina a passagem de uma entidade Y de um estado para outro. "vender". -------------------------------------------------------------------------------2852 $ aspectos cognitivos do bilinguismo I cognitive aspects of bilingualism Termos Relacionados: 2851 aquisição bilingue 2683 aquisição da linguagem 402 bilinguismo Classificação: Psicolinguística Definição: O relacionamento entre a linguagem e a cognição tem sido discutido no caso dos bilingues e. Fonte: LADEFOGED (1982). na aquisição bilingue.

de ordem. etc. Conceito estrito. e. a asserção estrita. dando origem a um enunciado. i. positiva ou negativa. de exclamação. uma sibilante.. Fonte: HOCK (1986) / WILLIAMS (1938).-------------------------------------------------------------------------------3597 $ asserção I F assertion assertion Termos Relacionados: 3598 modalização 3600 relação predicativa 3599 valor modal Classificação: Semântica Definição: Em teoria formal enunciativa associam-se a este termo dois conceitos. de que resulta uma consoante africada ou fricativa anterior. que se identifica com o conceito tradicional: valor modal pelo qual o enunciador assume inteiramente validar ou não validar uma relação predicativa. -------------------------------------------------------------------------------27 I $ assimilação assimilation . resulta de uma operação de modalização e está em alternativa com os valores de interrogação. Conceito lato: localização de uma relação predicativa num sistema referencial parametrizado. -------------------------------------------------------------------------------26 I F $ assibilação assibilation assibilation Sinónimos: 134 sibilação Classificação: Fonética Linguística Histórica Definição: Evolução de um segmento consonântico. Sendo um valor modal. de dúvida. Alguns autores designam igualmente por "assibilação" as evoluções que têm como resultado uma consoante africada ou fricativa palatal. Fonte: CULIOLI (1971).

-------------------------------------------------------------------------------30 I F $ assimilação à distância distant assimilation assimilation à distance Sinónimos: 130 dilação Termos Relacionados: 27 assimilação Classificação: Fonologia Linguística Histórica Fonética Definição: Assimilação entre segmentos não contíguos. ao adquirir um traço ou traços fonéticos desse vizinho. Fonte: HOCK (1986). -------------------------------------------------------------------------------302 I F $ assimilação adjacente contiguous assimilation assimilation au contact Sinónimos: 303 assimilação por contacto Termos Relacionados: 27 assimilação .F assimilation Termos Relacionados: 28 expansão de traços distintivos 29 transferência de traços distintivos Classificação: Fonética Fonologia Linguística Histórica Definição: Qualquer processo em que um segmento fonético se identifica com um segmento vizinho ou dele se aproxima. Fonte: ANDERSON (1973) / HOCK (1986).

Fonte: HOCK (1986). -------------------------------------------------------------------------------301 I F $ assimilação antecipatória antecipatory assimilation assimilation regréssive Sinónimos: 35 assimilação regressiva Classificação: Fonética Fonologia Linguística Histórica Definição: Tipo de assimilação que se produz quando o segmento assimilado precede o segmento que condiciona a assimilação.Classificação: Fonética Fonologia Linguística Histórica Definição: Assimilação em que um segmento se altera por influência de outro que lhe é contíguo. podendo vir a fundirse num único segmento. -------------------------------------------------------------------------------31 I F $ assimilação completa complete assimilation assimilation totale Termos Relacionados: 27 assimilação Classificação: Linguística Histórica Fonética Fonologia Definição: Assimilação entre dois segmentos que se tornam idênticos. -------------------------------------------------------------------------------- . Fonte: HOCK (1986). Fonte: CRYSTAL (1980a).

32 F $ assimilação dupla assimilation double Termos Relacionados: 27 assimilação Classificação: Linguística Histórica Fonética Fonologia Definição: Processo evolutivo em que um segmento é assimilado. por dois segmentos vizinhos que constituem o seu contexto imediato. -------------------------------------------------------------------------------396 I $ assimilação linguística assimilation Termos Relacionados: 394 aculturação linguística 397 alienação linguística Classificação: Sociolinguística Definição: Substituição gradual das unidades e estruturas próprias de uma variedade ou de uma língua pelas de outra variedade ou língua dominante do ponto de vista sociolinguístico. sem que chegue a produzir-se identificação entre os dois segmentos. -------------------------------------------------------------------------------33 I F $ assimilação parcial partial assimilation assimilation partielle Termos Relacionados: 27 assimilação Classificação: Linguística Histórica Fonologia Fonética Definição: Processo evolutivo em que um segmento assimila de outro um ou mais traços fonéticos. . simultaneamente.

Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------303 I F $ assimilação por contacto contact assimilation assimilation au contact Sinónimos: 302 assimilação adjacente Termos Relacionados: 27 assimilação Classificação: Fonética Fonologia Linguística Histórica Definição: Assimilação em que um segmento se altera por influência de outro que lhe é contíguo.Fonte: HOCK (1986). -------------------------------------------------------------------------------34 I F $ assimilação progressiva perseverant assimilation assimilation progressive Termos Relacionados: 27 assimilação 36 assimilação recíproca 35 assimilação regressiva Classificação: Fonética Fonologia Linguística Histórica Definição: Tipo de assimilação que se produz quando o segmento que condiciona a assimilação precede o segmento assimilado. Fonte: HOCK (1986). -------------------------------------------------------------------------------36 I $ assimilação recíproca mutual assimilation .

simultaneamente progressiva e regressiva. assim. -------------------------------------------------------------------------------35 I F $ assimilação regressiva anticipatory assimilation regressive assimilation assimilation régressive Sinónimos: 301 assimilação antecipatória Termos Relacionados: 27 assimilação 34 assimilação progressiva 36 assimilação recíproca Classificação: Fonética Fonologia Linguística Histórica Definição: Tipo de assimilação que se produz quando o segmento assimilado precede o segmento que condiciona a assimilação. Fonte: HOCK (1986). Fonte: HOCK (1986). A assimilação recíproca é.Termos Relacionados: 34 assimilação progressiva 35 assimilação regressiva Classificação: Fonética Linguística Histórica Fonologia Definição: Processo de assimilação em que dois segmentos vizinhos permutam entre si traços fonéticos. pelo que qualquer dos segmentos implicados neste tipo de assimilação tem um papel duplo: assimila e é assimilado. -------------------------------------------------------------------------------462 I $ assinatura signature Termos Relacionados: 473 códice 474 codicologia .

utilizada para identificar um caderno e assinalar a sua localização no livro antes da cosedura. O termo campo associativo ou grupo associativo é usado por alguns linguístas para designar os conjuntos de unidades lexicais que apresentam uma semelhança particular de formas e sentidos entre os seus componentes. no primeiro. simbólica) de ordem crescente. a partir de elementos de carácter subjectivo determinados pelo uso de uma dessas unidades. nos primeiros ou em todos os fólios de um caderno impresso. indica tratar-se de uma forma . Fonte: LYONS (1968).577 520 colação fórmula de colação Classificação: Filologia Definição: Marca (alfabética. -------------------------------------------------------------------------------38 I F $ asterisco asterisk astérisque Termos Relacionados: 39 forma asteriscada 40 reconstrução interna 41 reconstrução pelo método comparativo Classificação: Linguística Histórica Definição: Sinal convencional que. -------------------------------------------------------------------------------2406 $ associação I F association association Termos Relacionados: 1383 conotação 2407 significado afectivo Classificação: Semântica Definição: Relação que se estabelece entre unidades lexicais. É exibida no primeiro ou no último fólio de um caderno manuscrito. Fonte: NASCIMENTO & DIOGO (1984). numérica. antecedendo uma palavra.

os verbos "cair" e "sentar". "o João está a cantar uma canção" descreve uma situação télica. Em certos casos tal não acontece. Em vários casos podem chamar-se atélicos verbos que descrevem situações atélicas. hipotética. -------------------------------------------------------------------------------398 I $ atitude linguística language attitude Classificação: . dizendo-se então que a sílaba em questão possui um ataque nulo. É constituído geralmente por uma ou mais consoantes. Fonte: HOGG & Mc CULLY (1987). por exemplo. Os verbos "olhar" e "cantar" são exemplos de verbos atélicos. Fonte: COMRIE (1976). que antecedem o núcleo da sílaba. portanto. -------------------------------------------------------------------------------610 I F $ ataque onset attaque Termos Relacionados: 601 sílaba Classificação: Fonologia Prosódia Definição: Início da sílaba. No entanto. como.reconstruída e. por oposição aos verbos télicos. -------------------------------------------------------------------------------2408 $ atélico I atelic Termos Relacionados: 1546 aspecto 2409 télico Classificação: Semântica Definição: Termo usado na análise gramatical do aspecto para referir uma situação que não tem um limite temporal bem definido. que expressam acções com um limite temporal definido. embora "o João está a cantar" descreva uma situação atélica.

as formas flexionais e as formas idiomáticas. -------------------------------------------------------------------------------419 I F $ atlas dialectal dialect atlas atlas dialectal Sinónimos: 418 atlas linguístico Classificação: Sociolinguística Definição: Conjunto de mapas que registam as variações dialectais de pronúncia e de vocabulário. as formas flexionais e as formas idiomáticas. Fonte: CRYSTAL (1987). -------------------------------------------------------------------------------43 I $ atracção phonological pull . -------------------------------------------------------------------------------418 I F $ atlas linguístico linguistic atlas atlas linguistique Sinónimos: 419 atlas dialectal Termos Relacionados: 422 dialectologia 421 geografia linguística Classificação: Sociolinguística Definição: Conjunto de mapas que registam as variações dialectais de pronúncia e de vocabulário.Sociolinguística Definição: Sentimento de um falante em relação a uma variedade ou a uma língua que pode ou não dominar. Fonte: CRYSTAL (1987).

é o processo que determina que um fonema não integrado ou insuficientemente integrado se desloque para zonas do sistema onde. consciente ou inconscientemente. Daí resulta. -------------------------------------------------------------------------------179 I F $ atracção paronímica paronymic attraction attraction paronymique Sinónimos: 175 etimologia popular Termos Relacionados: 164 analogia 166 analogia irregular 163 reinterpretação semântica Classificação: Linguística Histórica Definição: Processo pelo qual um locutor estabelece. -------------------------------------------------------------------------------172 I $ atracção analógica analogical pull Termos Relacionados: 164 analogia 170 mudança analógica 169 uniformização analógica Classificação: Linguística Histórica Morfologia Definição: Influência exercida pelas formas. construções ou paradigmas que funcionam como modelo para a mudança sobre aquelas(es) que sofrem uma mudança analógica.Termos Relacionados: 129 casa vazia Classificação: Linguística Histórica Definição: No interior de um dado sistema fonológico. que uma . pode aumentar o seu grau de integração. uma relação semântica entre duas palavras. ocupando um espaço vazio. historicamente não aparentadas mas que apresentam entre si alguma semelhança formal. Este depende da pertença ou não desse fonema a correlações ou a feixes de correlações. por vezes.

igual ou mais semelhante à outra palavra a cuja família se supõe pertencer. -------------------------------------------------------------------------------2594 $ atraso na fala I language delay Termos Relacionados: 2684 testes de aquisição e desenvolvimento da linguagem Classificação: Psicolinguística . O atraso na articulação surge quando o desenvolvimento nesta área não corresponde à idade cronológica da criança. uma nova acepção. Fonte: MORRIS (1988). Para avaliar as dificuldades articulatórias das crianças são utilizados testes de articulação. O atraso pode ser eliminado com terapia regular. -------------------------------------------------------------------------------2593 $ atraso na articulação I articulation delay Classificação: Psicolinguística Definição: Muitas crianças sofrem de dificuldades na articulação dos sons. a mudança formal e a mudança semântica podem ainda coexistir. noutros casos. não são capazes de colocar os fonadores na posição correcta. -------------------------------------------------------------------------------2592 $ atraso fonológico I phonological delay Termos Relacionados: 2683 aquisição da linguagem 2593 atraso na articulação Classificação: Psicolinguística Definição: Considera-se que existe um atraso fonológico quando a criança consegue produzir o som mas não o coloca na posição correcta na palavra. uma das palavras adquire. isto é. Fonte: MORRIS (1988).das palavras evolui tornando-se. quanto à forma. a partir da outra. O atraso fonológico não deve ser confundido com atraso na articulação de sons de fala.

O terapeuta utiliza formas de avaliação como o RDLS ou o DLS para saber a profundidade do atraso. Fonte: MORRIS (1988). -------------------------------------------------------------------------------1867 $ atribuição dos papéis temáticos I F theta role assignment assignation des rôles thématiques Sinónimos: 3642 marcação temática Termos Relacionados: 3512 condição de visibilidade Classificação: Sintaxe Semântica Definição: Um papel temático é atribuído a uma cadeia C se C tiver caso ou se for encabeçada pelo argumento PRO. nomeadamente. 4) SN é genitivo quando é complemento de N-barra regido pela preposição "de". A criança produz linguagem de uma criança abaixo da sua idade cronológica. -------------------------------------------------------------------------------1850 $ atribuição de caso I F case assignment assignation du cas Termos Relacionados: 1844 teoria do caso Classificação: Sintaxe Definição: O caso é atribuído sob regência e está sujeito às condições seguintes: 1)SN é nominativo se for regido por FLEX (+ T + AC). A atribuição dos papéis temáticos é regulada pelo .Definição: Constitui um dos problemas mais comuns nas crianças na fase de aquisição da linguagem. O atraso na fala pode ser causado. por perda de audição. lesões visuais. 3) SN é oblíquo se for regido por P. perturbações mentais. graves distúrbios emocionais importantes problemas neurológicos e privações ambientais. Isto diferencia estas crianças das que sofrem de SDLD que não devem manifestar nenhum dos aspectos acima referidos. 2) SN é acusativo (ou objectivo) se for regido por V transitivo. Fonte: CHOMSKY (1981).

por exemplo. até o sujeito conseguir falar fluentemente. estendendo esta estratégia ao longo de um programa altamente estruturado.critério temático. Exemplos: John believes her to be a clever girl. O terapeuta pede ao indivíduo que diga fluentemente uma palavra. Fonte: CHOMSKY (1981). -------------------------------------------------------------------------------2595 $ aumento gradual de extensão e complexidade do enuncia-do Ab I $ GILCU GILCU gradual increase in length and complexity of utterence Classificação: Psicolinguística Definição: Programa estruturado para determinar a fluência no programa de fluência de Monterey (MFP) para os sujeitos com gaguez. Em inglês. previstos no MFP. os verbos "believe" e "consider" atribuem caso ao sujeito dos seus complementos oracionais. John considers her a clever girl. em três modos diferentes. Fonte: MORRIS (1988). -------------------------------------------------------------------------------3461 $ atribuição excepcional de caso I F exceptional case marking marcage de cas exceptionnel Sinónimos: 3460 marcação excepcional de caso Classificação: Sintaxe Definição: Alguns verbos têm a capacidade de atribuir caso estrutural acusativo ao sintagma nominal sujeito de orações infinitivas complementos ou de orações pequenas. Fonte: CHOMSKY (1981). -------------------------------------------------------------------------------463 I F $ autógrafo authograph autographe Termos Relacionados: .

527 551 ideógrafo original Classificação: Filologia Definição: Texto da mão do autor. -------------------------------------------------------------------------------3049 $ autodicionário F auto-dictionnaire Sinónimos: 3050 autodicionário personalizado Termos Relacionados: 3082 concordancier 3109 dicionário Classificação: Lexicologia Definição: Dicionário organizado. de uma forma não ameaçadora. pode ser-lhe sugerido que escreva um pequeno guião para uma cena cuja personagem principal é o próprio paciente. não coincide necessariamente com o original. de modo a responder às suas necessidades específicas de aquisição/aprendizagem de vocabulário. Deve ser escrito na terceira pessoa e pode começar pelo nome próprio. Para tal. Fonte: GALISSON (1980). pelo indivíduo. parcialmente ou com a ajuda de outros dicionários. . -------------------------------------------------------------------------------2596 $ autocaracterização I self-characterization Termos Relacionados: 2597 avaliação 2525 teoria do constructo pessoal Classificação: Psicolinguística Definição: Técnica de avaliação usada na terapia do contacto pessoal. como se fosse o seu melhor amigo a descrevê-lo. Fonte: MORRIS (1988). É pedido ao paciente que se descreva a si próprio.

-------------------------------------------------------------------------------400 I $ autoridade linguística linguistic autority Classificação: Sociolinguística Definição: Estatuto atribuído a um determinado grupo ou indivíduo. -------------------------------------------------------------------------------1481 $ auxiliar Ab $ AUX . parcialmente ou com a ajuda de outros dicionários.-------------------------------------------------------------------------------3050 $ autodicionário personalizado F auto-dictionnaire Sinónimos: 3049 autodicionário Termos Relacionados: 3082 concordancier 3109 dicionário Classificação: Lexicologia Definição: Dicionário organizado. Fonte: GALISSON (1980). de modo a responder às suas necessidades específicas de aquisição/aprendizagem de vocabulário. a quem os falantes reconhecem capacidades para definir o que é ou não correcto ou adequado numa língua. pelo indivíduo. -------------------------------------------------------------------------------399 I $ autonomia linguística autonomy of linguistic systems Classificação: Sociolinguística Definição: Independência política e social de uma língua em relação a outra.

. na disfasia com alguma disartria. A maioria dos casos de avaliação é feita por meio de testes de extensão mais reduzida. Em português. O primeiro tipo é constituído por testes publicados. A avaliação pode ser formal e informal. técnicas de compensação e diagnóstico . -------------------------------------------------------------------------------2599 $ avaliação da linguagem.I F AUX auxiliary AUX auxiliaire Sinónimos: 1479 flexão Classificação: Sintaxe Definição: Núcleo do sintagma flexão. Existe uma avaliação para quase todos os tipos de distúrbios mas pode haver necessidade de aplicar dois ou mais testes em casos mistos. também denominado AUX. -------------------------------------------------------------------------------2597 $ avaliação I assessements Sinónimos: 2924 testagem Termos Relacionados: 2476 disartria 2456 disfasia 2613 distúrbios de comunicação 2549 teste do relator Classificação: Psicolinguística Definição: Consiste na utilização de testes para diagnosticar o tipo e a gravidade dos distúrbios de comunicação de que possa sofrer o sujeito. por exemplo. à concordância que se verifica na frase entre o SN sujeito e a flexão verbal.e. Fonte: MORRIS (1988). FLEX é considerado o núcleo da frase e tem como especificador o SN sujeito à esquerda e como complemento o SV à sua direita. i. Contém informação relativa ao tempo (modo e aspecto) e ao acordo. o segundo refere-se a testes criados pelo terapeuta para avaliar certas partes do programa de terapia a aplicar a cada doente. Fonte: CHOMSKY (1981). conhecidos por subtestes.

Qualquer atraso no desenvolvimento gramatical da criança pode ser descoberto e as estruturas que faltam podem ser ensinadas à criança. encontra-se aferido à população e os resultados são de leitura e interpretação fáceis. conversação livre ou uma combinação de todas estas. laringe. Não existem regras para fazer a avaliação. lábios. bem como a forma como a criança interage com o terapeuta. A avaliação abrange oito áreas: reflexos. da autoria de Enderby. -------------------------------------------------------------------------------- . discussão. A gravação é analisada e as estruturas gramaticais sintetizadas num folheto de perfil. palato. descrição de imagens. não necessita treino especial. de 1977. -------------------------------------------------------------------------------2598 $ avaliação de disartria de Frenchay I Frenchay dysarthria assessement Termos Relacionados: 2597 avaliação 2476 disartria Classificação: Psicolinguística Definição: Avaliação formal e aferida. língua e intelegibilidade. Obtém-se uma gravação de 30 minutos da sessão. remediation and screening proce. respiração. a sua aplicação é fácil e curta (cerca de trinta minutos). quais os estádios da aquisição da linguagem que foram atingidos pela criança. Fonte: MORRIS (1988). Mostra como é que a criança organiza a sua linguagem. maxilares. O autor considera que o teste obedece a seis critérios: é aplicável à terapia. demonstra as mudanças na fala do doente. Fonte: MORRIS (1988).dures Termos Relacionados: 2648 linguagem expressiva 2503 perfis linguísticos 2684 testes de aquisição e desenvolvimento da linguagem Classificação: Psicolinguística Definição: Método de avaliação elaborado por David Crystal em 1976 para descobrir a extensão da linguagem expressiva da criança. destinada a determinar o tipo e a gravidade da disartria de que o indivíduo sofre. A estas oito áreas atribuem-se resultados numa escala de nove pontos.Ab I $ LARSP LARSP language assessement.

-------------------------------------------------------------------------------639 I $ avaliação linguística subjectiva subjective linguistic evaluation Classificação: Sociolinguística Definição: Juízo de valor sobre uma língua ou sobre as suas variedades ou variantes. O objectivo é obter uma análise exaustiva da fala da criança e uma base com a qual o terapeuta possa produzir um programa de tratamento. Fonte: MORRIS (1988). Fonte: MORRIS (1988). . Existem dois tipos de análise possíveis para os dados obtidos: análise constrativa e/ou análise de processos fonológicos. -------------------------------------------------------------------------------2600 $ avaliação fonológica da fala infantil Ab I $ PACS phonological assessment of child speech Termos Relacionados: 2591 análise do processo fonológico 2601 avaliação de processos fonológicos Classificação: Psicolinguística Definição: Método elaborado por Grunwell em 1985 que pretende avaliar o sistema sonoro da criança e os meios para o comparar com o sistema dos adultos.2601 $ avaliação de processos fonológicos I assessment of phonological processes Termos Relacionados: 2591 análise do processo fonológico 1232 processo fonológico Classificação: Psicolinguística Definição: Testes que mostram o número de processos fonológicos de que a criança dispõe numa dada idade. Este tipo de avaliação foi utilizado por Weiner na análise do processo fonológico.

Fonte: LABOV (1972). -------------------------------------------------------------------------------914 I F $ axioma de identidade axiom of identity axiome d'identité Termos Relacionados: 913 axioma de existência 915 axioma de identificação Classificação: Pragmática Definição: Um dos três axiomas de referência propostos por Searle. relativamente à caracterização do acto de referir como um acto de fala. relativamente à caracterização do acto de referir como um acto de fala. o axioma admite a seguinte formulação: "Tudo o que é referido deve existir". na linha de trabalhos anteriores de Frege e de Strawson. ela é verdadeira relativamente a qualquer coisa idêntica a esse objecto. em que se admite uma construção intemporal de "existir". independentemente das expressões usadas para referir esse objecto. -------------------------------------------------------------------------------915 $ axioma de identificação . -------------------------------------------------------------------------------913 I F $ axioma de existência axiom of existence axiome d'existence Termos Relacionados: 914 axioma de identidade 915 axioma de identificação Classificação: Pragmática Definição: Um dos três axiomas de referência propostos por Searle. na linha de trabalhos anteriores de Frege e de Strawson. Fonte: SEARLE (1969). Em traços gerais. Fonte: SEARLE (1969). se uma predicação é verdadeira relativamente a um objecto. Em traços gerais. o axioma diz que.

faz parte do grupo de axiomas de referência propostos por Searle. a pedido do alocutário. Diz o o axioma de identificação que. colação > colecção. relativamente à caracterização do acto de referir como um acto de fala. Exemplo: mostrar à saciedade > mostrar à sociedade.I F axiom of identification axiome d'identification Termos Relacionados: 913 axioma de existência 914 axioma de identidade Classificação: Pragmática Definição: Axioma que. então ele identifica ou é capaz de. na linha de trabalhos anteriores de Frege e de Strawson. se um falante se refere a um objecto. -------------------------------------------------------------------------------3051 $ banalização lexical F banalisation lexicale Termos Relacionados: 3285 língua banalizada 3181 língua de especialidade . que consiste na reinterpretação de uma forma desconhecida à luz de uma forma conhecida. Fonte: SEARLE (1969). -------------------------------------------------------------------------------464 I $ banalização banalization vulgarization Sinónimos: 465 lectio facilior 466 trivialização Termos Relacionados: 480 conjectura 490 crítica textual 491 edição crítica Classificação: Filologia Definição: Erro de natureza analógica. cometido por copistas e compositores tipógrafos. conjuntamente com os axiomas de existência e de identidade. identificar esse objecto entre outros possíveis.

-------------------------------------------------------------------------------1913 $ barra de sonoridade I voicing markings at the base of the sound spectrogram Termos Relacionados: 337 espectrograma Classificação: Fonética Definição: . por oposição à vulgarização. entre os locutores de um grupo socioprofissional ou sociocultural. Fonte: GALISSON (1978). locutores já iniciados a um determinado domínio científico ou técnico. -------------------------------------------------------------------------------1909 $ banda passante I bandpass bandpass filter Termos Relacionados: 338 espectrógrafo 337 espectrograma 1911 largura de banda 1945 ressoador Classificação: Fonética Definição: Conjunto de frequências no sinal sonoro que não é eliminado ou atenuado por acção de um filtro acústico ou ressoador. de um modo estável.3282 vulgarização Classificação: Lexicologia Definição: Fenómeno de acomodação lexical que testemunha a importância das diferentes estratificações no interior das línguas de especialidade. Fonte: LIEBERMAN & BLUMSTEIN (1988). funcionando sobre um largo consenso. os espectrógrafos podem possuir um filtro de banda passante estreita ou um filtro de banda passante larga. A banalização. é a manifestação socializada do processo de acomodação. Por exemplo. Este conjunto de frequências corresponde à largura de banda do filtro. A "língua banalizada" é uma língua paralela que se justapõe a uma "língua científica" ou uma "língua técnica".

-------------------------------------------------------------------------------3472 $ barreira I F barrier barrière Classificação: Sintaxe Definição: Termo usado para referir as categorias que impedem a regência e o movimento. Fonte: MARTINS (1988). -------------------------------------------------------------------------------3053 $ base de dados lexicais I F lexical data base base de données lexicales Classificação: Lexicologia Definição: Conjunto de informações relativas ao léxico organizado e tratado informaticamente através de suportes lógicos especializados. . ao radical derivacional ou ao tema. Fonte: CHOMSKY (1986).Marca espectrográfica constituída por uma barra junto às frequências mínimas do espectrograma. -------------------------------------------------------------------------------2126 $ base I F base base Sinónimos: 1631 forma básica 1630 forma de base Classificação: Morfologia Definição: Constituinte de uma palavra complexa que pode corresponder à raiz. Fonte: LE GRAND ROBERT DE LA LANGUE FRANÇAISE (1985). ao radical. que corresponde à existência de vibração das cordas vocais.

-------------------------------------------------------------------------------388 $ basilecto . -------------------------------------------------------------------------------3054 $ bases de dados lexicográficos I F lexicographic data base base de données lexicographiques Classificação: Lexicologia Definição: Bases de dados relacionais. estes materiais são componentes virtuais de dicionários de língua de vários perfis. Fonte: QUEMADA (1987). constituído num sistema de informação electrónico. que tem por objectivo propôr a autores de dicionários. Fonte: QUEMADA (1987). -------------------------------------------------------------------------------3055 $ bases de dados terminológicos I F terminological data base base de données terminologiques Classificação: Terminologia Definição: Conjunto estruturado de fichas terminológicas. Fonte: NORMALISATION FRANÇAISE (1990). em aberto. uma vasta escolha de informações lexicográficas sobre o léxico.-------------------------------------------------------------------------------3052 $ bases de dados dicionarísticos I F dictionary data base base de données dictionnairiques Classificação: Lexicologia Definição: Bases de dados constituídas por materiais organizados a partir de bases de dados lexicográficos. linguistas e não-linguistas.

teste de fala contínua.I basilect Termos Relacionados: 387 acrolecto 389 mesolecto Classificação: Sociolinguística Definição: Variedade de contínuo crioulo estruturalmente mais afastada da língua lexificadora. extensão progressiva das palavras. É composto por seis subtestes que abrangem diadococinese. 4) teste visual de discriminação auditiva .teste de utilização de palavras.teste de compreensão auditiva. 5) teste de capacidade . Fonte: MUHLHAUSLER (1986). -------------------------------------------------------------------------------2602 $ bateria de apraxia para adultos I apraxia battery for adults Termos Relacionados: 2573 apraxia 2575 apraxia adquirida 2610 diadococinese Classificação: Psicolinguística Definição: Método de avaliação da apraxia adquirida criado em 1979 por Dabul.teste de linguagem expressiva. 2) teste ilustrado de representação de acção . -------------------------------------------------------------------------------2603 $ bateria de testes de Renfrew I Renfrew test battery Classificação: Psicolinguística Definição: Conjunto de testes elaborado por Catherine Renfrew no final dos anos 60 para avaliar as várias modalidades da comunicação da criança. tempo de enunciação e de latência de palavras polissilábicas. apraxia oral e de membros. Fonte: MORRIS (1988). É composto por 5 testes: 1) história do autocarro . 3) escala de acesso ao léxico e ao vocabulário . teste de provas repetidas e inventário de características articulatórias de apraxia.

Fonte: XAVIER (1989). -------------------------------------------------------------------------------37 $ betacismo Classificação: Linguística Histórica Definição: Inexistência de oposição fonológica entre os fonemas /b/ e /v/. -------------------------------------------------------------------------------1712 $ batimento I F flap battement Classificação: Fonética Definição: Termo usado na classificação dos sons consonânticos com base no seu modo de articulação e que refere qualquer som produzido por um rápido contacto entre dois orgãos de articulação (excluindo a vibração das cordas vocais). -------------------------------------------------------------------------------3474 $ benefactivo I F benefactive bénéfactive Classificação: Sintaxe Semântica Definição: Termo usado para referir a função semântica (ou papel-temático) de um sintagma nominal que não é um argumento inerente do verbo mas está. geralmente.teste para o uso das consoantes do inglês.de articulação . sem . Exemplo: "o João pintou a casa à Maria". Este fenómeno ocorre usualmente na produção de tipos de [r]. Fonte: CRYSTAL (1980a). associado aos verbos transitivos. Nas zonas de betacismo existe um único fonema /b/. Fonte: MORRIS (1988). com duas realizações contextuais: /b/ fricatizado em posição intervocálica e /b/ verdadeiramente oclusivo. tal como o [r] de "caro" que é produzido por um batimento do apex da língua contra a região alveolar. O SN "a Maria" é interpretado como benefactivo.

Uma bicondicional só é verdadeira se as duas proposições "P" e "Q" forem ambas verdadeiras ou ambas falsas. descrever e interpretar os elementos bibliográficos ao longo das três fases da história da tipografia: a) período inicial : segunda metade do séc. é uma implicação bilateral. XV. Linguisticamente. O seu objectivo é o de traçar a história da produção e circulação do livro de um ponto de vista simultaneamente técnico e cultural. b) período da tipografia manual : 1501-1800. Fonte: GASKELL (1985). c) período da tipografia mecânica : 1801-1950. -------------------------------------------------------------------------------2988 $ bicondicional I F biconditional biconditionnelle Sinónimos: 2997 equivalência Termos Relacionados: 3334 condicional 965 implicação Classificação: Semântica Definição: No cálculo proposicional. Procura observar. -------------------------------------------------------------------------------467 I F $ bibliografia material bibliography bibliographie matérielle Termos Relacionados: 577 colação 478 compositor 1877 imprensa 529 impressor 530 impressor 1884 tipografia Classificação: Filologia Definição: Disciplina que estuda o livro impresso enquanto objecto material. uma bicondicional . uma equivalência. ou bicondicional.fricatização nos restantes contextos. cujo conector é '≡' ('↔' ou '⇔'. Pode-se definir uma bicondicional como a conjunção de duas proposições condicionais (P ≡ Q = df (P →Q) & (Q →P).

-------------------------------------------------------------------------------2853 $ biculturalismo I F biculturalism biculturalisme Termos Relacionados: 402 bilinguismo Classificação: Sociolinguística Psicolinguística Definição: Situação em que o bilinguismo é considerado nos contextos culturais de cada uma das línguas a cuja competência se refere.corresponde a "se e só se" ou "é uma condição necessária e suficiente para. o indivíduo bilingue não apresenta. -------------------------------------------------------------------------------424 I F $ bidialectalismo biadialectalism bidialectalisme Termos Relacionados: 402 bilinguismo 425 dialecto 393 variedade linguística Classificação: Psicolinguística Sociolinguística Definição: Capacidade de uso de dois dialectos de uma mesma língua por um indivíduo ou por uma comunidade. Fonte: RICHARDS. a competência linguística mas tem. apenas. Uma das situações de bidialectalismo é a alternância de variedades : informal e formal. também. -------------------------------------------------------------------------------468 $ bifólio . participação cultural activa em cada um dos grupos etnolinguísticos envolvidos. Uma outra definição de bicondicional: "X chama-se um Y" (ou é um Y) sse X tem a propriedade P". PLATT & WEBER (1985). Assim. Fonte: PARTEE et alii (1990). Fonte: HORNBY (1977).

Bélgica.I F bifolium bifeuillet bifolio bifolium diplôme Termos Relacionados: 472 caderno 517 fólio Classificação: Filologia Definição: Resultado da dobragem de uma folha em dois fólios solidários (par conjugado). os que têm mais do que uma língua oficial. por exemplo. Jugoslávia. Fonte: CRYSTAL (1987). é a unidade básica de um caderno. -------------------------------------------------------------------------------2854 $ bilingue I F bilingual bilingue Termos Relacionados: 402 bilinguismo 2898 monolingue 2899 multilingue Classificação: Psicolinguística Sociolinguística Definição: Indivíduo a quem se pode reconhecer. simultaneamente. por vezes. bilingue de uma edição de documentos feita. competência gramatical ou comunicativa em mais do que uma língua. Canadá. Diz-se. -------------------------------------------------------------------------------402 I F $ bilinguismo bilingualism bilinguisme Termos Relacionados: 412 contacto de línguas 403 monolinguismo . Existem países reconhecidos como bilingues. sinónimo de multilingue. Suíça. também. isto é. em duas línguas. Termo. em grau equivalente ou variável.

Numa situação em que o bilinguismo abrange não duas línguas mas duas variantes ou dialectos da mesma língua. trata-se de bidialectalismo. -------------------------------------------------------------------------------2855 $ bilinguismo aditivo I F additive bilingualism bilinguisme aditif Termos Relacionados: 402 bilinguismo 2856 bilinguismo com subalternização Classificação: Psicolinguística Sociolinguística Definição: Tipo de bilinguismo que se caracteriza pela aquisição de duas línguas socialmente reconhecidas como úteis e prestigiadas. O bilinguismo costuma ser considerado como um contínuo linguístico. Fonte: LAMBERT (1977). situado entre dois extremos teóricos. Os bilingues encontram-se em vários pontos deste contínuo. A distinção entre estes dois tipos de bilinguismo foi introduzida por Lambert (1977). -------------------------------------------------------------------------------2856 $ bilinguismo com subalternização I F subtractive bilingualism bilinguisme subtractif Termos Relacionados: 2853 biculturalismo 402 bilinguismo 2855 bilinguismo aditivo . isto é. Situação oposta à do bilinguismo com subalternização. o de competência mínima e o de competência nativa. o bilinguismo abrange mais de duas línguas.404 multilinguismo Classificação: Sociolinguística Psicolinguística Definição: Situação linguística em que duas línguas coexistem na mesma comunidade ou em que um indivíduo apresenta competência gramatical e comunicativa em mais do que uma língua. passando a ser sinónimo de multilinguismo. Fonte: HORNBY (1977) / CRYSTAL (1987). sendo apenas uma minoria aquela que atinge o ideal teórico de perfeição. Por vezes. o controlo equilibrado dos dois idiomas.

Situação oposta ao do bilinguismo aditivo. Esta situação pode ser acompanhada por uma situação em que a cultura da língua dominante ameaça a existência da língua dominada e a identidade étnica a ela ligada. Conceito contrário ao do bilinguismo coordenado. Assim. A distinção entre estes dois tipos de bilinguismo foi introduzida por Lambert (1977). correspondentes a uma única rede semântica subjacente. Costuma ser associado a períodos e contextos comuns de aquisição. -------------------------------------------------------------------------------2857 $ bilinguismo comunitário I societal bilingualism Termos Relacionados: . por exemplo. tendo sido objecto de discussão desde essa altura. Fonte: LAMBERT (1977). falamos de bilinguismo composto nas sociedades multilingues. A distinção entre estes dois tipos de bilinguismo foi introduzida por Weinreich em 1953. onde os indivíduos aprendem simultaneamente e de modo análogo as línguas do meio em que vivem. Fonte: HORNBY (1977).Classificação: Psicolinguística Sociolinguística Definição: Tipo de bilinguismo em que a aquisição de uma língua nova com grande prestígio social ameaça a língua adquirida anteriormente. procurando dominá-la ou substituí-la. assim como a um sistema de representação proposicional para a memória semântica. -------------------------------------------------------------------------------405 I $ bilinguismo composto compound bilingualism Sinónimos: 406 bilinguismo interdependente Termos Relacionados: 2683 aquisição da linguagem 402 bilinguismo 407 bilinguismo coordenado Classificação: Psicolinguística Sociolinguística Definição: Tipo de bilinguismo em que as duas línguas são consideradas apenas como dois modos diferentes de expressão.

por exemplo.402 2861 bilinguismo bilinguismo individual Classificação: Psicolinguística Sociolinguística Definição: Situação linguística em que duas línguas coexistem na mesma comunidade. Este conceito é contrário ao de bilinguismo composto. -------------------------------------------------------------------------------2858 $ bilinguismo diferencial I non-balanced bilingualism Termos Relacionados: 402 bilinguismo 2860 bilinguismo equilibrado 2918 semilinguismo . tendo sido objecto de discussão desde essa altura. Fonte: CRYSTAL (1987) / HAMERS & BLANK (1989). assim como a dois sistemas de representação proposicional para a memória semântica. trata-se de bilinguismo coordenado (ou independente) no caso de emigrantes portugueses nos Estados Unidos que aprendem português na infância e inglês na idade adulta. A distinção entre estes dois tipos de bilinguismo foi introduzida por Weinreich em 1953. Assim. Costuma ser associado a tipos de contextos e períodos de aquisição diferentes. o contrário de bilinguismo individual. -------------------------------------------------------------------------------407 I $ bilinguismo coordenado coordinate bilingualism Sinónimos: 408 bilinguismo independente Termos Relacionados: 2683 aquisição da linguagem 402 bilinguismo 405 bilinguismo composto Classificação: Psicolinguística Sociolinguística Definição: Tipo de bilinguismo em que as duas línguas do indivíduo bilingue correspondem a dois sistemas semânticos diferentes e separados. Fonte: HORNBY (1977). Tipo de bilinguismo.

Conceito contrário ao do bilinguismo equilibrado. -------------------------------------------------------------------------------2859 $ bilinguismo dominante I dominant bilingualism Termos Relacionados: 402 bilinguismo 2858 bilinguismo diferencial 2861 bilinguismo individual Classificação: Psicolinguística Sociolinguística Definição: Tipo de bilinguismo individual em que a competência numa das línguas é superior à da outra. a competência comunicativa e gramatical não seja comparável com a do monolingue nativo. Pode levar a semilinguismo. Por vezes. pelo menos numa das linguas. o que pressupõe que. Fonte: HAMERS & BLANC (1989). podendo o indivíduo ser dominante numa função linguística na língua A e noutra na língua B.Classificação: Psicolinguística Sociolinguística Definição: Tipo de bilinguismo em que o processo de aquisição e desenvolvimento de duas línguas não decorreu à semelhança do processo de aquisição de uma única língua materna. sinónimo de bilinguismo diferencial. -------------------------------------------------------------------------------2860 $ bilinguismo equilibrado I balanced bilingualism Termos Relacionados: 402 bilinguismo 2858 bilinguismo diferencial Classificação: Psicolinguística Sociolinguística Definição: . Fonte: HORNBY (1977) / LAMBERT et alii (1959). É de salientar que o fenómeno de capacidade dominante não é equitativamente distribuído por todos os domínios e funções da linguagem. A distinção entre estes dois conceitos foi introduzida por Lambert et alii (1959).

alocutário. tendo sido objecto de discussão desde essa altura. Situação oposta à do bilinguismo diferencial. Este conceito é mais ideal do que real. Este conceito é contrário ao de bilinguismo composto. já que a maioria dos indivíduos fluentes em ambas as línguas se sente. A distinção entre estes dois tipos de bilinguismo foi introduzida por Weinreich em 1953. -------------------------------------------------------------------------------2861 $ bilinguismo individual I F bilinguality individual bilingualism bilingualité Termos Relacionados: 402 bilinguismo 2857 bilinguismo comunitário . assim como a dois sistemas de representação proposicional para a memória semântica.Tipo de bilinguismo que pretende referir um processo simultâneo e equivalente de aquisição e desenvolvimento de duas línguas à semelhança do processo de aquisição de uma única língua materna. -------------------------------------------------------------------------------408 I $ bilinguismo independente independent bilingualism Sinónimos: 407 bilinguismo coordenado Termos Relacionados: 2683 aquisição da linguagem 402 bilinguismo 405 bilinguismo composto Classificação: Psicolinguística Sociolinguística Definição: Tipo de bilinguismo em que as duas línguas do indivíduo bilingue correspondem a dois sistemas semânticos diferentes e separados. Assim. provavelmente. consoante a situação. Costuma ser associado a tipos de contextos e períodos de aquisição diferentes. A distinção entre estes dois conceitos foi introduzida por Lambert et alli (1959). etc. Fonte: HORNBY (1977). e em que se pressupõe uma competência comunicativa e gramatical comparável à do monolingue. por exemplo. mais à vontade numa delas do que noutra. contexto. Fonte: HORNBY (1977) / LAMBERT et alii (1959). trata-se de bilinguismo coordenado (ou independente) no caso de emigrantes portugueses nos Estados Unidos que aprendem português na infância e inglês na idade adulta.

Conceito contrário ao do bilinguismo coordenado. -------------------------------------------------------------------------------406 I $ bilinguismo interdependente interdependent bilingualism Sinónimos: 405 bilinguismo composto Classificação: Psicolinguística Sociolinguística Definição: Tipo de bilinguismo em que as duas línguas são consideradas apenas como dois modos diferentes de expressão. Fonte: HORNBY (1977). correspondentes a uma única rede semântica subjacente. onde os indivíduos aprendem simultaneamente e de modo análogo as línguas do meio em que vivem. Assim. tendo sido objecto de discussão desde essa altura. A distinção entre estes dois tipos de bilinguismo foi introduzida por Weinreich em 1953. uma vez . depois deste ter sido privado de comunicar nela. Fonte: CRYSTAL (1987) / HAMERS & BLANK (1989).Classificação: Psicolinguística Sociolinguística Definição: Tipo de bilinguismo em que um indivíduo apresenta competência gramatical e comunicativa em mais do que uma língua. falamos de bilinguismo composto nas sociedades multilingues. por exemplo. -------------------------------------------------------------------------------2862 $ bilinguismo latente I dormant bilingualism Termos Relacionados: 402 bilinguismo Classificação: Psicolinguística Sociolinguística Definição: Tipo de bilinguismo em que se verifica passagem a um grau de conhecimento passivo numa das línguas do indivíduo bilingue. assim como a um sistema de representação proposicional para a memória semântica. Trata-se de uma situação potencialmente reversível. contrário do bilinguismo comunitário. Costuma ser associado a períodos e contextos comuns de aquisição.

oposto a alimentação. e a ordem de aplicação destas regras chama-se ordem de bloqueio. -------------------------------------------------------------------------------2241 $ bloqueio I blocking preemption . O bloqueio e a alimentação são processos postos em evidência pela fonologia generativa natural. Fonte: CRYSTAL (1980a).criadas as condições comunicativas para o desbloqueamento e a activação da língua passivizada. ou seja. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------241 I $ biunivocidade biuniqueness Classificação: Fonologia Definição: Princípio que estipula que qualquer sequência de fonemas será representada por uma única sequência de fones e vice-versa. A regra A chama-se regra de bloqueio em relação a B. que existe uma correspondência de um-para-um entre fonemas e fones. Existe uma relação de bloqueio quando a aplicação da regra A altera uma representação estrutural sobre a qual uma regra B poderia vir a aplicar-se. então a regra A deve ter a forma W→ não X. -------------------------------------------------------------------------------244 I $ bloqueio bleeding Termos Relacionados: 288 alimentação 246 ordem de bloqueio 245 regras de bloqueio Classificação: Fonologia Definição: Tipo de relação funcional entre regras. Se a regra B é X→Y. Fonte: CRYSTAL (1987).

pode ser relacionado com o supletivismo. o sujeito. -------------------------------------------------------------------------------2183 $ brasileirismo . Exemplo: "eu levei". na flexão. pessoa do singular. O bloqueio afecta fundamentalmente a derivação e. 1a. -------------------------------------------------------------------------------2192 $ braquigrafia Termos Relacionados: 1874 abreviatura 2191 acrografia Classificação: Lexicologia Definição: Termo geral que abrange os casos de abreviatura e acrografia. Fonte: CÂMARA (1984). Fonte: BAUER (1988). -------------------------------------------------------------------------------3424 $ boa-formação I well-formedness Sinónimos: 3369 gramaticalidade Termos Relacionados: 3368 aceitabilidade 2393 agramaticalidade Classificação: Termos Gerais Definição: Característica das construções conformes às regras de uma determinada gramática. concorda com a flexão verbal.Termos Relacionados: 209 formação de palavras 1694 supletivismo Classificação: Morfologia Definição: Termo que designa a impossibilidade de formar uma nova palavra pela existência de uma outra.

morfológico. O brasileirismo pode ser regional. Fonte: CÂMARA (1984). quando se estende por todo o território brasileiro. entre o auxiliar e o particípio passado.Termos Relacionados: 2184 lusitanismo Classificação: Lexicologia Definição: Qualquer facto linguístico peculiar ao português usado no Brasil. Fonte: CLARK & YALLOP (1990). em próclise com este último. em contraste com o facto linguístico correspondente peculiar ao português usado em Portugal. sintáctico. "africanismos". Fazem parte das cavidades subglotais. O brasileirismo pode ser fonológico. -------------------------------------------------------------------------------1917 $ brônquios I bronchial tubes Termos Relacionados: 1902 cavidades subglotais 1914 pulmões 1915 traqueia Classificação: Fonética Definição: São os dois tubos que estabelecem a ligação entre os pulmões e a traqueia. como a colocação do pronome pessoal oblíquo átono. e de estrangeirismos. ou lexical.como ou aipim cochilar de palavras derivadas como "avacalhar". nos tempos compostos. adverbal. quando privativo de uma dada região do Brasil ou geral. como na entoação ou no sistema de fonemas e suas variantes. -------------------------------------------------------------------------------1918 $ bronquíolos I bronchioles Termos Relacionados: 1917 brônquios 1902 cavidades subglotais Classificação: Fonética . como o uso de palavras não usadas em Portugal correspondentes a "tupinismos".

uma proposição elementar pode ser composta por um predicado e um certo número de termos. que têm a função de distribuir o ar pelos pulmões. definida do seguinte modo: A c-comanda (ou comanda-c) B se e só se A não dominar B e todo o C que domina A dominar B. Fonte: MARTINS (1988) / CLARK & YALLOP (1990). Fonte: CHOMSKY (1986). -------------------------------------------------------------------------------1860 $ c-comando I F c-command c-commande Sinónimos: 1862 comando de constituinte 1861 comando-c Termos Relacionados: 3508 teoria da regência Classificação: Sintaxe Definição: Noção de dependência estrutural (um constituinte comanda outro) da teoria da regência. chamados bronquíolos. dois. Quando um predicado se . subdividem-se sucessivamente em tubos cada vez mais pequenos.Definição: Os brônquios. n (finito) lugares e é representado por letras maiúsculas. dentro de cada pulmão. -------------------------------------------------------------------------------2989 $ cálculo de predicados de primeira ordem I F first-order predicate calculus calcul des prédicats du premier ordre Sinónimos: 3344 lógica de predicados Termos Relacionados: 2990 cálculo proposicional 3011 predicado 2792 quantificador 3028 termo Classificação: Semântica Definição: Em lógica de predicados. Um predicado pode ter um.

A sua semântica consiste na atribuição de valores de verdade (verdadeiro ou falso) a cada proposição atómica em conjunto com as propriedades verifuncionais dos conectores. "q".. Tudo isto e os cinco conectores do cálculo proposicional constitui o vocabulário deste sistema lógico. regras de sintaxe e semântica (ou sistema de interpretação).). Fonte: PARTEE et alii (1990). -------------------------------------------------------------------------------2990 $ cálculo proposicional I F propositional calculus statement logic calcul propositionel Classificação: Semântica Definição: O cálculo proposicional é um sistema de lógica que sendo uma linguagem formal possui um vocabulário de proposições atómicas (representadas pelos símbolos "p". uma proposição é verdadeira ou falsa relativamente a um modelo n . Fonte: LYONS (1977). chama-se função proposicional e pode transformar-se numa proposição se se prefixar o número adequado de quantificadores. "s".. A sua sintaxe contém um conjunto de regras e a sua semântica consiste em atribuir um valor de verdade que é determinado pelos valores semânticos (representado [α] ) em conjunção com o domínio do discurso. Assim. "r". A sua sintaxe consiste na combinação de proposições atómicas (fórmulas bem formadas) com o operador unário '~' (negação) ou os conectores '&' (conjunção) '∨' (disjunção) '→' (condicional) ou '↔' (bicondicional).combina com uma ou mais variáveis. -------------------------------------------------------------------------------1468 $ cabeça I F head tête Sinónimos: 3643 categoria X-zero 1467 núcleo Termos Relacionados: 1428 teoria X-barra Classificação: Sintaxe Definição: .

Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------552 I F $ cabeceira da página head tête de page Classificação: Filologia Definição: Margem que ocupa toda a largura superior de uma página.Categoria de nível zero (X-zero) que. também em português). O núcleo rege o(s) seu(s) complemento(s). pode ter complemento(s) (à sua direita em português) e um especificador (à sua esquerda. Fonte: CHOMSKY (1981). segundo a teoria X-barra. -------------------------------------------------------------------------------1104 $ cadência I F cadence cadency cadence Termos Relacionados: 653 entoação 667 estilização 664 traços tonais Classificação: Fonologia . -------------------------------------------------------------------------------1119 $ cabeça da unidade tonal I F tone group head tête de l'unité intonative Termos Relacionados: 1101 unidade tonal Classificação: Fonologia Prosódia Definição: Sequência de sílabas de um grupo tonal compreendida entre a primeira sílaba acentuada e o tom nuclear.

o português). em que as sílabas acentuadas ocorrem em intervalos de tempo regulares. Esta característica opõe-se à cadência silábica. Em certos registos (mais ou menos formais) pode dar-se uma alteração do tipo de cadência de uma língua. Fonte: CRUTTENDEN (1986). se aplica às sílabas e se refere à presença de um tom descendente. Fonte: CRYSTAL (1980a). independentemente do número de sílabas não acentuadas que preenchem esses intervalos (por exemplo.Prosódia Definição: Um dos traços tonais que. segundo Vanderslice e Ladefoged. -------------------------------------------------------------------------------678 I $ cadência acentual stress-timed Sinónimos: 630 isocronia Termos Relacionados: 676 cadência silábica Classificação: Fonologia Fonética Prosódia Definição: Termo que caracteriza a pronúncia das línguas com um tipo particular de ritmo. -------------------------------------------------------------------------------676 I $ cadência silábica syllable-timed Sinónimos: 677 isossilabismo Termos Relacionados: 678 cadência acentual Classificação: Fonética Prosódia Fonologia Definição: Termo que caracteriza a pronúncia das línguas com um tipo particular de ritmo. .

o francês). Em certos registos (mais ou menos formais) pode dar-se uma alteração do tipo de cadência de uma língua. -------------------------------------------------------------------------------126 I F $ cadeia chain chaîne Termos Relacionados: 101 cadeia de propulsão 125 cadeia de solidariedade 141 cadeia de tracção 118 deslocação em cadeia Classificação: Linguística Histórica Definição: Conjunto de relações de interdependência que. Por exemplo: "o quadro i foi comprado [ ] i pela Maria" apresenta uma cadeia com um elo que relaciona duas posições sintácticas (quadro. -------------------------------------------------------------------------------3507 $ cadeia I F chain chaîne Termos Relacionados: 3499 cadeia funcional Classificação: Sintaxe Definição: Termo que designa a representação em estrutura-S da história do movimento de uma categoria a partir da sua posição-A em estrutura-P. Esta característica opõe-se à cadência acentual.[ ]). vogais recuadas) ou no interior de uma ordem (por exemplo.em que as sílabas ocorrem em intervalos de tempo regulares (por exemplo. cada fonema mantém com o fonema ou fonemas mais próximos. Uma categoria que não é movida da posição em estrutura-P constitui uma cadeia com um único elemento. -------------------------------------------------------------------------------1924 $ cadeia de ossículos . Fonte: CRYSTAL (1980a). e através de outras posições onde se encontram vestígios da categoria movida. no interior de uma série (por exemplo. Fonte: CHOMSKY (1985). vogais abertas).

aos fonemas que formam uma cadeia.I auditory ossicles Termos Relacionados: 1919 aparelho auditivo 2106 janela oval 1927 ouvido interno 1922 ouvido médio 1923 tímpano Classificação: Fonética Definição: São três ossos pequenos .e. -------------------------------------------------------------------------------101 I $ cadeia de propulsão push chain Termos Relacionados: 118 deslocação em cadeia 71 margem de segurança Classificação: Linguística Histórica Definição: Deslocação em cadeia dos vários fonemas de um sistema ou subsistema fonológicos. a bigorna e o estribo .o martelo. -------------------------------------------------------------------------------125 I $ cadeia de solidariedade solidarity chain Termos Relacionados: 126 cadeia Classificação: Linguística Histórica Definição: Generalização de um tipo de mudança. a deslocação de um fonema numa determinada direcção (por exemplo.. efectuando a transmissão das vibrações recebidas. sendo que a deslocação de A em direcção a B. i. Fonte: DENES & PINSON (1973) / MARTINS (1988). que atinge inicialmente um único fonema. reduzindo a margem de segurança entre os dois fonemas.que asseguram a ligação mecânica entre o tímpano e o ouvido interno. empurra B para a posição C e assim sucessivamente. no sentido da anteriorização ou da elevação) determina .

como sujeito da frase. na construção passiva o SN objecto directo básico do verbo funciona. -------------------------------------------------------------------------------3499 $ cadeia funcional I F function chain chaîne fonctionnelle Termos Relacionados: 3507 cadeia 3486 função sintáctica Classificação: Sintaxe Definição: A associação de duas funções sintácticas. -------------------------------------------------------------------------------472 I F $ caderno gathering cahier quaternion Termos Relacionados: 468 bifólio 473 códice 474 codicologia . -------------------------------------------------------------------------------141 I $ cadeia de tracção drag chain Termos Relacionados: 129 casa vazia 118 deslocação em cadeia Classificação: Linguística Histórica Definição: Deslocação em cadeia dos vários fonemas de um sistema ou subsistema fonológicos. Por exemplo. arrasta a deslocação de B para o espaço vazio deixado por A e assim sucessivamente.que outros fonemas da mesma série ou ordem se desloquem na mesma direcção. sendo que a deslocação de A para uma posição X. constitui uma cadeia funcional. Fonte: CHOMSKY (1981). em superfície. uma básica e outra de superfície. o que dá origem à formação de uma cadeia funcional.

5 bifólios = quínio. Fonte: DUCROT & TODOROV (1972). pode ser formado por: 2 bifólios = bínio. 6 bifólios = sénio. 4 bifólios = quaterno. -------------------------------------------------------------------------------409 I F $ calão slang argot Classificação: Sociolinguística Definição: Gíria que se apresenta a si mesma como signo de uma situação social não só particular mas também marginal. Fonte: NASCIMENTO & DIOGO (1984). 3 bifólios = terno. . etc.517 fólio Classificação: Filologia Definição: Grupo de bifólios obtido pela dobragem de uma folha ou pela reunião (por encasamento ou encarte) de várias folhas dobradas. Segundo a sua composição. -------------------------------------------------------------------------------180 I $ calco calque calque loan-translation calque F Sinónimos: 1997 calque 1416 decalque Termos Relacionados: 1998 empréstimo lexical Classificação: Sociolinguística Linguística Histórica Definição: Caso de empréstimo lexical que se apresenta como uma importação do significado e da estrutura de uma forma estrangeira através de uma combinação original de elementos nativos.

também designada teoria dos campos semânticos. para referir o vocabulário enquanto sistema de cadeias parciais articuladas entre si. O vocabulário não é. pois. . constituem a totalidade do léxico. -------------------------------------------------------------------------------1372 $ campo I F field champ Termos Relacionados: 2404 arquilexema 1373 campo conceptual 1367 campo lexical 1374 campo semântico Classificação: Semântica Lexicologia Definição: A noção de campo foi introduzida na chamada teoria de campo. um inventário rígido de componentes independentes e isoladas. mas uma série de elementos combináveis que. Fonte: APPEL & MUYSKEN (1987). estruturados em campos. -------------------------------------------------------------------------------1997 $ calque I F calque calque calque linguistique Sinónimos: 180 calco 1416 decalque Termos Relacionados: 1998 empréstimo lexical Classificação: Sociolinguística Linguística Histórica Definição: Caso de empréstimo lexical que se apresenta como uma importação do significado e da estrutura de uma forma estrangeira através de uma combinação original de elementos nativos. Fonte: VILELA (1980).Fonte: APPEL & MUYSKEN (1987).

segundo Bally e outros linguistas. Fonte: GALISSON & COSTE (1976). culturais. podendo mesmo parecer completamente aleatórios do ponto de vista linguístico.-------------------------------------------------------------------------------2410 $ campo associativo I F associative field champ associatif Sinónimos: 2411 grupo de associação Termos Relacionados: 2406 associação 1374 campo semântico Classificação: Lexicologia Semântica Definição: Termo usado por alguns linguistas para designar um conjunto de unidades lexicais que apresenta uma semelhança particular de formas e sentidos entre os seus componentes. variam de locutor para locutor e podem constituir-se segundo os eixos dominantes ou exclusivos. Os campos associativos. intelectuais. que estão ligados a factores afectivos. designa a totalidade das séries associativas de um termo ou conjunto de termos. -------------------------------------------------------------------------------3059 $ campo associativo I F associative field champ associatif Termos Relacionados: 3062 campo nocional Classificação: Lexicologia Definição: Termo que amplia as noções saussureanas de relação associativa e de série associativa e que. Fonte: LYONS (1968). e ao domínio da experiência de cada indivíduo. -------------------------------------------------------------------------------1373 $ campo conceptual I conceptual field .

é possível falar no campo conceptual das cores. um sentido diferente do que tem no campo de aplicação da linguística. abranger e estruturar uma área conceptual. no campo de aplicação da instituição política. Assim. o item "lei" tem.F champ conceptuel Termos Relacionados: 1367 campo lexical 1374 campo semântico 1375 teoria de campo Classificação: Lexicologia Semântica Definição: Termo que refere a organização estrutural de uma área conceptual por um sistema linguístico particular. partindo do pressuposto de que se encontra uma substância de significado não estruturada subjacente ao vocabulário de todas as línguas. etc. que designa especificamente o conjunto de lexemas de que uma língua se serve para. Distingue-se de campo lexical. Fonte: LYONS (1977). Assim. Fonte: LYONS (1977). -------------------------------------------------------------------------------1367 $ campo lexical I F lexical field champ lexical . "azul". -------------------------------------------------------------------------------2686 $ campo de aplicação I F application field champ d'application Termos Relacionados: 2685 aplicação 1373 campo conceptual 1384 denotação Classificação: Semântica Lexicologia Definição: Refere o domínio de actividade social no qual um item lexical é utilizado numa acepção particular. que linguisticamente se realiza num campo lexical que inclui lexemas como "preto". em função das relações de sentido existentes entre os mesmos. "branco".

Fonte: GALISSON & COSTE (1976). -------------------------------------------------------------------------------3061 $ campo morfossemântico I F morphosemantic field champ morphosémantique Termos Relacionados: 1367 campo lexical 3060 campo morfológico 1374 campo semântico Classificação: Lexicologia . estruturada num campo conceptual. ou o mesmo radical.Termos Relacionados: 1373 campo conceptual 1374 campo semântico 1375 teoria de campo Classificação: Semântica Lexicologia Definição: Refere o conjunto de lexemas que. etc. por exemplo). "filho". -------------------------------------------------------------------------------3060 $ campo morfológico I F morphological field champ morphologique Termos Relacionados: 3061 campo morfossemântico 3131 família de termos Classificação: Lexicologia Definição: Os campos morfológicos têm por base analogias no plano do significante (semelhanças formais). o mesmo sufixo. Exemplo: o campo conceptual das relações de parentesco é linguisticamente veiculado por um campo lexical que inclui lexemas como "pai". Deste modo. Fonte: LYONS (1977). abrangem uma determinada área de significação. "mãe". as palavras que têm o mesmo prefixo (auto-. organizados em função das relações de sentido existentes entre si. pertencem a um mesmo campo morfológico.

tendo em conta expressão e conteúdo. o campo nocional pode ser agrupado em torno de uma noção-chave. -------------------------------------------------------------------------------3062 $ campo nocional I F concept field champ conceptuel champ notionnel Termos Relacionados: 1373 campo conceptual 1367 campo lexical 1374 campo semântico Classificação: Semântica Terminologia Lexicologia Definição: Termo que refere um conjunto organizado cujos elementos possuem um denominador semântico comum. Fonte: GALISSON (1976) / BOUTIN-QUESNEL et alli (1985). numa dupla perspectiva sincrónica e diacrónica. -------------------------------------------------------------------------------1374 $ campo semântico I F semantic field champ sémantique Termos Relacionados: 1373 campo conceptual 1367 campo lexical 3062 campo nocional 1375 teoria de campo Classificação: Lexicologia Semântica Definição: Termo que refere um conjunto de lexemas ou outras unidades linguísticas que se . se delimitam reciprocamente. De um ponto de vista terminológico. Fonte: GUIRAUD (1967). Eles agrupam em torno de uma determinada palavra a totalidade dos seus derivados e compostos. e são delimitados pelos elementos periféricos de outros campos.Definição: Os campos morfossemânticos combinam as relações de forma (significante) e de sentido (significado).

-------------------------------------------------------------------------------1926 $ canal auditivo externo I ear canal Termos Relacionados: 1919 aparelho auditivo 1921 ouvido externo 1922 ouvido médio 1925 pavilhão Classificação: Fonética Definição: Canal sinuoso que liga o pavilhão ao ouvido médio e que funciona como ressoador acústico. pois designa apenas conjuntos de lexemas. etc. -------------------------------------------------------------------------------3065 $ campo temático I F thematic field champ thématique Termos Relacionados: 1367 campo lexical 3062 campo nocional 1374 campo semântico Classificação: Lexicologia Definição: Os campos temáticos constituem conjuntos de termos funcionalmente possíveis no interior de uma determinada situação temática e cuja organização interna depende de um certo número de parâmetros emprestados à actividade psicossocial. Fonte: LYONS (1977). da psicologia e da sociologia. O termo surge muitas vezes como sinónimo de campo lexical. Ex: o campo temático da "casa" compreenderia o que diz respeito ao "edifício" (hall. "à localização" (vizinhança. bairro. degrau.). tem uma significação menos ampla.). etc. à "construção" (materiais. decoração. elevador. rua.) ao "lugar de habitação" (função. escada. ao contrário de campo semântico. Fonte: GALISSON & COSTE (1976). etc. Verificamos que a noção de campo temático se inscreve na encruzilhada da linguística. etc. e a organização destes termos dependeria das actividades do indivíduo que se encontrasse nessa situação temática. mas é necessário ter em consideração que este. .).encontram ligadas semanticamente.

-------------------------------------------------------------------------------3378 $ capacidade generativa fraca I F weak generative capacity capacité générative faible .Fonte: DENES & PINSON (1973). Fonte: PINTO (1984). apresentar uma descrição estrutural de cada frase que compreenda a informação necessária para se lhe associar uma interpretação semântica e uma interpretação fonética. -------------------------------------------------------------------------------3377 $ capacidade generativa forte I F strong generative capacity capacité générative forte Sinónimos: 3375 adequação forte Classificação: Termos Gerais Definição: Capacidade de uma gramática que lhe permite. Contrário de dextro. tem tendência para utilizar a mão esquerda em determinadas formas de execução motora. Fonte: CHOMSKY (1965). além de gerar todas as frases gramaticais de uma língua. -------------------------------------------------------------------------------2863 $ canhoto I F left-handed person left-hander gaucher Sinónimos: 2881 esquerdino Termos Relacionados: 2891 lateralidade Classificação: Psicolinguística Definição: Indivíduo que apresenta lateralidade canhota (esquerdina). isto é.

a partir de um mecanismo finito. / NORMALISATION FRANÇAISE (1990). -------------------------------------------------------------------------------1719 $ carta A. Fonte: CRYSTAL (1980a). Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985).Sinónimos: 3376 adequação fraca Classificação: Termos Gerais Definição: Capacidade de uma gramática para gerar. -------------------------------------------------------------------------------3066 $ característica I F characteristic caractère Sinónimos: 3288 propriedade Termos Relacionados: 3263 tipo de característica Classificação: Terminologia Definição: Representação mental de uma propriedade atribuída a um dado objecto.I. e que serve para delimitar a noção. Fonte: CHOMSKY (1965). -------------------------------------------------------------------------------1189 $ cartas formânticas . todas as frases gramaticais de uma língua e só estas. I IPA chart Classificação: Fonética Definição: Matriz contendo a classificação dos sons elaborada pela Associação Fonética Internacional.F.

-------------------------------------------------------------------------------278 I $ cartilagens aritenóides arytenoid cartilages Classificação: Fonética Definição: Cartilagens existentes na parede da laringe que controlam o movimento das cordas vocais. -------------------------------------------------------------------------------1846 $ caso I case . -------------------------------------------------------------------------------129 I $ casa vazia gaps holes in the pattern Sinónimos: 144 vazio estrutural Termos Relacionados: 43 atracção Classificação: Linguística Histórica Definição: Considerando o conjunto de traços distintivos que funcionam dentro de um dado sistema fonológico. de traços distintivos. não actualizadas. ou vazios estruturais. desse sistema todas as combinações potenciais. constituem casas vazias. O preenchimento de casas vazias cria novas oposições fonológicas ou refaz correlações sem aumentar o número de traços distintivos. Fonte: MARTINS (1988).I formantic charts Termos Relacionados: 267 formantes Classificação: Fonética Definição: Cartas contendo a classificação da estrutura formântica dos sons de uma língua.

Segundo a teoria do caso da gramática generativa os nomes têm caso. independentemente de qualquer marca flexional (caso abstracto). -------------------------------------------------------------------------------1845 $ caso abstracto I F abstract case cas abstrait Termos Relacionados: 1550 morfologia casual 1844 teoria do caso Classificação: Sintaxe Definição: Segundo a teoria do caso da gramática generativa os nomes têm caso. -------------------------------------------------------------------------------1508 $ caso ablativo I F ablative case cas ablatif Termos Relacionados: 1550 morfologia casual 1844 teoria do caso Classificação: Sintaxe Morfologia Definição: Valor casual atribuído a um sintagma nominal com um significado locativo ou instrumental que pode ser um complemento de um verbo ou um adjunto circunstancial. Denomina-se caso . Fonte: CHOMSKY (1981). independentemente de qualquer marca morfológica de caso.F cas Termos Relacionados: 1550 morfologia casual 1844 teoria do caso Classificação: Sintaxe Definição: Tradicionalmente designa as manifestações flexionais que marcam certas relações sintácticas (caso morfológico).

Fonte: CHOMSKY (1981). por exemplo.abstracto porque a informação relativa ao caso pode não ser realizada morfologicamente e pode depender apenas de condições estruturais. -------------------------------------------------------------------------------1604 $ caso dativo I F dative case cas datif Termos Relacionados: 1849 caso inerente 1550 morfologia casual 1844 teoria do caso Classificação: Morfologia Sintaxe Definição: Valor casual atribuído a um sintagma nominal que tem. como acontece. a relação de complemento indirecto. com o significado de alvo. Fonte: CHOMSKY (1981). Fonte: CHOMSKY (1981). -------------------------------------------------------------------------------3586 $ caso ergativo . -------------------------------------------------------------------------------1511 $ caso acusativo I F accusative case cas accusatif Termos Relacionados: 1847 caso estrutural 1849 caso inerente 1550 morfologia casual 1844 teoria do caso Classificação: Morfologia Sintaxe Definição: Valor casual atribuído a um sintagma nominal que é objecto directo de um verbo transitivo. tipicamente. em português.

Normalmente o caso nominativo é atribuído por FLEX [+tempo. Fonte: CHOMSKY (1981). O caso estrutural é atribuído independentemente da marcação temática. -------------------------------------------------------------------------------2952 $ caso genitivo I F genitive case cas génitive Termos Relacionados: 1550 morfologia casual 1844 teoria do caso Classificação: Morfologia Sintaxe . que pode não ser marcado tematicamente por V. São casos estruturais o nominativo e o acusativo (ou objectivo).I F ergative ergatif Termos Relacionados: 3585 ergatividade Classificação: Sintaxe Definição: Caso do sujeito do verbo transitivo em línguas como o esquimó e o basco. -------------------------------------------------------------------------------1847 $ caso estrutural I F structural case cas structural Termos Relacionados: 1846 caso 1844 teoria do caso Classificação: Sintaxe Definição: Caso atribuído em estrutura-S a determinadas posições sintácticas. +acordo] e o acusativo (ou objectivo) é atribuído sob regência de V a um SN. como acontece nas construções de marcação excepcional de caso. Fonte: CRYSTAL (1980a).

-------------------------------------------------------------------------------2954 $ caso locativo I F locative case cas locatif . Fonte: CRYSTAL (1980a). portanto. -------------------------------------------------------------------------------1849 $ caso inerente I F inherent case cas inhérent Termos Relacionados: 1847 caso estrutural Classificação: Sintaxe Definição: Caso atribuído. ou uma relação de ligação próxima. normalmente. a relação de posse. associado com a atribuição dos papéis temáticos. -------------------------------------------------------------------------------2953 $ caso instrumental I F instrumental case cas instrumental Termos Relacionados: 1550 morfologia casual 1844 teoria do caso Classificação: Sintaxe Morfologia Definição: Valor casual atribuído a um sintagma nominal que exprime o instrumento ou o modo de concretização do processo verbal. em estrutura-P.Definição: Valor casual atribuído a um sintagma nominal que exprime. Fonte: CHOMSKY (1985) / CHOMSKY (1986). pelas categorias lexicais ou temáticas aos seus complementos subcategorizados. Fonte: CRYSTAL (1980a). O caso inerente está.

-------------------------------------------------------------------------------1848 $ caso morfológico I F morphological case cas morphologique Termos Relacionados: 1844 teoria do caso Classificação: Morfologia Sintaxe Definição: Manifestação morfológica de caso nos itens lexicais da classe dos nomes. Fonte: CRYSTAL (1980a).Termos Relacionados: 1550 morfologia casual 1844 teoria do caso Classificação: Morfologia Sintaxe Definição: Valor casual atribuído a um sintagma nominal com o significado de localização. . em línguas que têm morfemas flexionais próprios. Fonte: CHOMSKY (1981). Exemplo: o latim. -------------------------------------------------------------------------------2956 $ caso nominativo I F nominative case cas nominatif Termos Relacionados: 1847 caso estrutural 1550 morfologia casual 1844 teoria do caso Classificação: Morfologia Sintaxe Definição: Valor casual normalmente atribuído ao sintagma nominal sujeito das orações finitas. Fonte: CHOMSKY (1981).

-------------------------------------------------------------------------------2957 $ caso oblíquo I F oblique case cas oblique Termos Relacionados: 1849 caso inerente 1550 morfologia casual 1844 teoria do caso Classificação: Sintaxe Morfologia Definição: Valor casual que. -------------------------------------------------------------------------------3679 $ caso semântico I F semantic case cas sémantique Classificação: Morfologia Sintaxe Semântica Definição: Termo que se utiliza associado às línguas que manifestam morfologicamente. independentemente de qualquer realização morfológica que identifique os papéis temáticos. Este termo está também associado à gramática de casos de Fillmore. que é regido por uma preposição que atribui directamente caso estrutural. designa qualquer caso à excepção do nominativo. e de um modo inequívoco. tradicionalmente. Fonte: CHOMSKY (1981). Em gramática generativa. este termo refere o caso atribuído indirectamente por um verbo a um sintagma nominal.os diferentes papéis temáticos (ou semânticos) dos SNs argumentos. -------------------------------------------------------------------------------2960 $ caso vocativo Termos Relacionados: 1550 morfologia casual Classificação: Morfologia Sintaxe .

o significado do pronome complemento (o) da primeira oração é determinado pelo SN (o João) da segunda oração. -------------------------------------------------------------------------------42 $ catálise Termos Relacionados: 43 atracção Classificação: Linguística Histórica Definição: No interior de um dado sistema fonógico. -------------------------------------------------------------------------------1551 $ categoria . é atraído por um outro fonema plenamente integrado de rendimento funcional baixo. Fonte: MARTINET (1955). o João nunca mais foi o mesmo". -------------------------------------------------------------------------------2386 $ catáfora I F cataphora cataphore Termos Relacionados: 1506 anáfora 2388 coesão 2704 exófora Classificação: Pragmática Semântica Definição: Relação de dependência entre A e B em que B precede A numa relação paralela à da anáfora.Definição: Valor casual atribuído a um sintagma nominal que corresponde a uma forma de tratamento. Fonte: CRYSTAL (1980a). O baixo rendimento funcional do "catalisador fonológico" permite que não tenham lugar colisões homonímicas.ou sujeito a pressão fonológica. o processo de catálise produz-se quando um fonema mal integrado. Exemplo: "desde que a Maria o deixou. Fonte: LYONS (1977).

Em algumas abordagens. pode ter complemento(s) (à sua direita em português) e um especificador (à sua esquerda. aspecto. um argumento. etc. que não é. A categorização estabelece um conjunto de unidades classificatórias ou propriedades utilizadas para a descrição da língua. em diferentes níveis de abstracção. Mais especificamente. 3) permitem apenas um complemento. apontam-se cinco propriedades que caracterizam as primeiras: 1) constituem classes lexicais fechadas. 4) são normalmente inseparáveis . para a categoria verbo. Estas unidades têm uma distribuição básica constante e ocorrem como unidades estruturais na língua. são frequentemente clíticos ou afixos e por vezes mesmo foneticamente nulas. sujeito. o termo categoria refere as próprias classes. 2) são geralmente dependentes fonologica e morfologicamente. tempo. género e caso para a categoria nome. como nome. como número. -------------------------------------------------------------------------------3643 $ categoria X-zero Sinónimos: 1468 cabeça 1467 núcleo Classificação: Sintaxe Definição: Categoria de nível zero (X-zero) que. este termo refere as propriedades definidoras destas unidades gerais. Fonte: CHOMSKY (1981). O núcleo rege o(s) seu(s) complemento(s). em geral. sintagma nominal.I F category catégorie Classificação: Termos Gerais Definição: Termo usado em linguística. segundo a teoria X-barra. também em português). -------------------------------------------------------------------------------1465 $ categoria funcional I F functional category catégorie fonctionelle Classificação: Sintaxe Definição: Embora nem sempre seja nítida a divisão das categorias sintácticas em categorias funcionais e categorias temáticas (ou lexicais). Fonte: CRYSTAL (1980a). verbo. voz.

género.etc . 5) carecem de conteúdo descritivo. -------------------------------------------------------------------------------1502 $ categoria lexical I F lexical category catégorie lexicale .em português. em cada língua.e os marcadores linguísticos desses valores. se exprimem basicamente através de um sistema fechado de morfemas gramaticais (incluindo morfemas suprassegmentais e ordem de palavras). Fonte: CHOMSKY (1981). simultaneidade e posterioridade e as formas linguísticas que representam aqueles valores. para a noção gramatical tempo. Marcam traços gramaticais ou relacionais. a categoria gramatical define-se como um sistema de correspondências não biunívocas entre os valores daquelas categorias .Por exemplo. -------------------------------------------------------------------------------3481 $ categoria governante Sinónimos: 1871 categoria regente Classificação: Sintaxe Definição: Termo usado na teoria da ligação para referir o contexto em que se verificam as relações de ligação (sintagma nominal ou frase). -------------------------------------------------------------------------------3601 $ categoria gramatical I F grammatical category catégorie grammaticale Termos Relacionados: 3602 noção gramatical Classificação: Termos Gerais Semântica Definição: Tradicionalmente. em vez de escolherem uma classe de objectos.aspecto.que.aqui designadas noções gramaticais . define-se a categoria gramatical respectiva como a correspondência entre os valores de anterioridade.tempo. Em teoria formal enunciativa.número. Fonte: ABNEY (1987).dos seus complementos. este termo corresponde às categorias da actividade da linguagem .diatese.pessoa.

-------------------------------------------------------------------------------1438 $ categoria lexical principal I F main lexical category catégorie lexicale principale Sinónimos: 1502 categoria lexical 1439 categoria temática Termos Relacionados: 1465 categoria funcional Classificação: Sintaxe Definição: Segundo a teoria X-barra. as principais categorias lexicais (ou temáticas) nome.são definidas pela associção de dois traços categoriais básicos. -V]. +V]. -V].Assim. o adjectivo [+N. o nome é [+N. o nome é [+N. o verbo [-N. +V]. Fonte: CHOMSKY (1981). +V] e a preposição [-N. -V]. as principais categorias lexicais (ou temáticas) nome. o adjectivo [+N. -V]. adjectivo e preposição . adjectivo e preposição .Sinónimos: 1438 categoria lexical principal 1439 categoria temática Termos Relacionados: 1465 categoria funcional Classificação: Sintaxe Definição: Segundo a teoria X-barra.são definidas pela associção de dois traços categoriais básicos. verbo. verbo. +V] e a preposição [-N.Assim. Fonte: CHOMSKY (1981). o verbo [-N. -------------------------------------------------------------------------------1724 $ categoria morfológica I F morphological category catégorie morphologique Classificação: Morfologia .

estas distinções exigem uma definição morfológica (por exemplo. -------------------------------------------------------------------------------1553 $ categoria morfossintáctica I morphosyntactic category Termos Relacionados: 1551 categoria Classificação: Morfologia Sintaxe Definição: Categoria gramatical em cuja definição intervêm critérios morfológicos e sintácticos. constituem uma categoria morfo-sintáctica: por um lado. conjugação/.Definição: Categoria gramatical definida por um conjunto de propriedades morfológicas. conjugação/ constituem a categoria morfológica "conjugação". os contrastes de número afectam a sintaxe (um sujeito no singular requer um verbo no singular). por outro lado. Exemplo: em português. os morfemas /1a. -------------------------------------------------------------------------------1854 $ categoria regente mínima . a ocorrência de -s no plural). As distinções de número nos nomes. conjugação/ e /3a. Fonte: CRYSTAL (1980a). Trata-se de uma categoria à qual pode pertencer um dado conjunto de morfemas que estão em distribuição equivalente. /2a. Fonte: CHOMSKY (1981). por exemplo. -------------------------------------------------------------------------------1871 $ categoria regente I F governing category catégorie gouvernante Sinónimos: 3481 categoria governante Classificação: Sintaxe Definição: Termo usado na teoria da ligação para referir o contexto em que se verificam as relações de ligação (sintagma nominal ou frase). como na descrição das propriedades das palavras. Fonte: BAUER (1988).

nome. -------------------------------------------------------------------------------1483 $ categoria sintagmática I F phrase syntagme Sinónimos: 1482 sintagma . As categorias sintácticas principais (adjectivo. -------------------------------------------------------------------------------1718 $ categoria sintáctica I F syntactic category catégorie syntaxique Sinónimos: 2144 classe gramatical 2143 classe sintáctica Termos Relacionados: 1438 categoria lexical principal 2145 partes do discurso Classificação: Morfologia Sintaxe Definição: As estruturas sintácticas são analisáveis em sequências de categorias sintácticas. ou classes gramaticais ou sintácticas. um regente de A. preposição. verbo) podem ser caracterizadas em termos de traços sintácticos que permitem um maior grau de generalização. Fonte: CHOMSKY (1981).I F minimal governing category catégorie gouvernante minimale Termos Relacionados: 3475 teoria da ligação Classificação: Sintaxe Definição: B é a categoria regente mínima para A se e só se B for a categoria mínima que contém A. Fonte: CRYSTAL (1980a). e um sujeito acessível a A. estabelecidas com base nas relações sintácticas que cada uma das unidades mantém com as restantes no interior de uma construção.

adjectivo e preposição . o verbo [-N. -------------------------------------------------------------------------------1869 $ categoria vazia I F empty category catégorie vide Classificação: Sintaxe Definição: . e.são definidas pela associção de dois traços categoriais básicos. verbo. o sintagma é a projecção máxima de um núcleo. +V]. -------------------------------------------------------------------------------1439 $ categoria temática I F thematic category catégorie thématique Sinónimos: 1502 categoria lexical 1438 categoria lexical principal Termos Relacionados: 1465 categoria funcional Classificação: Sintaxe Definição: Segundo a teoria X-barra. o nome é [+N. +V] e a preposição [-N. de uma categoria X-zero. Fonte: CHOMSKY (1981). projecções de X. Em português.. com uma ou mais barras e que estas não são sintagmas. o especificador está à esquerda de X e o(s) complemento(s) à direita do núcleo (X). i. complemento(s) e adjunto(s). -V]. o adjectivo [+N. O núcleo pode ter especificador.Termos Relacionados: 1467 núcleo Classificação: Sintaxe Termos Gerais Definição: De acordo com a teoria X-barra. Fonte: CHOMSKY (1970b). as principais categorias lexicais (ou temáticas) nome. Pressupõe-se que existem categorias intermédias.Assim. -V].

-------------------------------------------------------------------------------1130 $ cauda de unidade tonal I tail of a tone unity Termos Relacionados: 1101 unidade tonal Classificação: Fonologia Prosódia Definição: . a causa. No campo gramatical. o efeito e o tempo. Fonte: CRYSTAL (1980a) / LYONS (1968). -------------------------------------------------------------------------------2412 $ categorização I F categorisation catégorisation Classificação: Semântica Termos Gerais Definição: O termo refere o processo de organização da experiência humana em função de conceitos gerais associados às respectivas designações linguísticas. a negação. Fonte: CHOMSKY (1981). Exemplos de categorias cognitivas são o número. a categorização refere o estabelecimento de um conjunto de unidades classificatórias ou propriedades utilizadas na descrição das línguas. -------------------------------------------------------------------------------2864 $ categorias cognitivas I cognitive categories Classificação: Psicolinguística Definição: Universais linguísticos que partem de concepções abstractas de acontecimentos e relações. Não existe forma exacta para distinguir estas categorias das categorias perceptuais. Fonte: CLARK & CLARK (1977).Categoria sintáctica sem realização lexical.

Fonte: CRYSTAL (1980a). Fonte: CRYSTAL (1980a). Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------298 I F $ cavidade nasal nasal cavity cavité nasale Classificação: Fonética . -------------------------------------------------------------------------------1707 $ cavidade bucal I F buccal cavity cavité buccale Sinónimos: 299 cavidade oral Classificação: Fonética Definição: Uma das cavidades do tracto vocal.Grupo de sílabas que se segue ao tom nuclear. -------------------------------------------------------------------------------297 I F $ cavidade cavity cavité Termos Relacionados: 298 cavidade nasal 299 cavidade oral Classificação: Fonética Definição: Qualquer câmara anatomicamente definida no tracto vocal com um papel influente na determinação do carácter do som da fala. É constituída por toda a área bucal e nela estão situados os articuladores que são o principal meio modificador da ressonância sonora produzida ao nível da laringe.

Definição: Uma das cavidades do tracto vocal. É constituída pelo nariz e pela parte da faringe acima do ponto de fechamento do palato mole. -------------------------------------------------------------------------------1901 $ cavidades supraglotais I supraglottal cavities Termos Relacionados: . Fonte: CRYSTAL (1980a). As cavidades subglotais englobam a traqueia. Fonte: CLARK & YALLOP (1990). os pulmões e os brônquios. É constituída por toda a área bucal e nela estão situados os articuladores que são o principal meio modificador da ressonância sonora produzida ao nível da laringe. -------------------------------------------------------------------------------1902 $ cavidades subglotais I subglottal cavities Termos Relacionados: 1917 brônquios 1901 cavidades supraglotais 1914 pulmões 1915 traqueia Classificação: Fonética Definição: Toda a área de passagem do ar situada abaixo da glote. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------299 I F $ cavidade oral oral cavity cavité orale Sinónimos: 1707 cavidade bucal Classificação: Fonética Definição: Uma das cavidades do tracto vocal.

a apicoalveolar. -------------------------------------------------------------------------------44 I $ ceceio ceceo Termos Relacionados: 1163 neutralização Classificação: Linguística Histórica Definição: Neutralização da oposição fonológica entre as consoantes não sonoras fricativas apicoalveolar. perdendo-se.1159 298 299 1902 área supraglotal cavidade nasal cavidade oral cavidades subglotais Classificação: Fonética Definição: Toda a área de passagem do ar situada acima da glote. predorsodental e interdental. em qualquer dos casos. proveniente de lesão no lóbulo lingual. -------------------------------------------------------------------------------2559 $ cegueira verbal I alexia Sinónimos: 2489 afasia visual 2490 alexia 2558 dislexia Termos Relacionados: 2455 afasia 2462 afasia global 2460 afasia sensorial Classificação: Psicolinguística Definição: Tipo de afasia sensorial que se caracteriza pela incapacidade de compreender palavras escritas ou impressas. As cavidades supraglotais englobam as cavidades oral e nasal e a faringe. apesar de a sua visão ser perfeita e . Fonte: LIEBERMAN & BLUMSTEIN (1988). O indivíduo é incapaz de ler correctamente.

Fonte: CHAPLIN (1981) / COUTINHO (1957) / MORRIS (1988). -------------------------------------------------------------------------------45 I $ centralização centralization Classificação: Linguística Histórica Fonologia Definição: Processo de evolução ou de alteração de um segmento vocálico em direcção às vogais centrais.de poder soletrar ou. -------------------------------------------------------------------------------1022 $ centro da língua I centre of the tongue Termos Relacionados: 45 centralização 997 vogal central Classificação: Fonologia Fonética Definição: Parte superior da língua. entre o apex e o dorso. enquanto no caso do adulto se trata de dificuldades na leitura depois de acidente vascular cerebral ou traumatismo cerebral (dislexia adquirida). mesmo. dentro de um dado sistema fonológico. que é usada principalmente na produção de vogais centrais. -------------------------------------------------------------------------------2812 $ centro de Broca I F Broca 's centre centre de Broca Sinónimos: 2572 área de Broca Classificação: Psicolinguística . No caso da criança pode tratar-se de um fracasso inesperado na aprendizagem da leitura e da escrita na idade prevista (dislexia de desenvolvimento). escrever. Fonte: CRYSTAL (1980a).

-------------------------------------------------------------------------------1264 $ centro de sílaba I F syllable centre centre noyau Termos Relacionados: 1217 margem de sílaba 601 sílaba Classificação: Fonética Fonologia Definição: Toda a parte de uma sílaba que segundo as regras da língua em questão é detentora de particularidades prosódicas distintivas. Fonte: TROUBETZKOY (1939). leva a perda da linguagem falada (afemia). Não existe nenhuma língua em que as vogais não funcionem como centro de sílaba. quando lesada. Esta área abrange a terceira circunvolução frontal do lado esquerdo do cérebro nas pessoas dextras. -------------------------------------------------------------------------------46 $ chiamento Classificação: Fonética Linguística Histórica . Regula os movimentos da língua. Fonte: NORMALISATION FRANÇAISE (1990).Definição: Área do cérebro que. Fonte: MORRIS (1988). boca e laringe. -------------------------------------------------------------------------------3067 $ chave de triagem terminológica I F sort key clé de tri terminologique Classificação: Terminologia Definição: Cadeia de caracteres utilizada como base de comparação para as operações de triagem e de fusão no interior de bases de dados terminológicos.

-------------------------------------------------------------------------------3558 $ chunk Sinónimos: 3538 parcela Classificação: Psicolinguística Definição: Termo introduzido por G. Fonte: DENES & PINSON (1973). e. Fonte: ANDERSON (1980). O ciclo constitui o padrão vibratório repetitivo de uma onda sonora periódica. as sílabas ou as palavras do estímulo) mas sim pelo número de parcelas (ou chunks) de informação ou de significação. Fonte: TEYSSIER (1982). Miller considera que a memória não é limitada pelo número de unidades físicas (como por exemplo as letras. uma "chiante". -------------------------------------------------------------------------------2415 $ ciclo . Miller em 1956 para descrever um determinado tipo de unidades de memória. -------------------------------------------------------------------------------1983 $ ciclo I F cycle of oscillation cycle Termos Relacionados: 238 frequência 1966 onda sonora periódica 1984 período Classificação: Fonética Definição: Deslocação das partículas a partir de um dos pontos que limita o seu movimento vibratório (A) até ao outro ponto de limite (C). i. com regresso ao primeiro (A).. Neste ciclo de oscilação as partículas passam duas vezes pelo seu ponto de repouso.Definição: Evolução de um segmento consonântico de que resulta uma consoante fricativa palatal.

por oposição ao conjunto serial das patentes militares. itens que mantêm entre si uma relação de sentido baseada na sua sucessibilidade. Fonte: LYONS (1977). os conjuntos cíclicos não têm. Fonte: ROMAINE (1988). Ao contrário dos conjuntos seriais. -------------------------------------------------------------------------------1290 $ ciclo fonológico I F phonological cycle cycle phonologique Sinónimos: 1329 ciclo transformacional Termos Relacionados: 1297 componente fonológica 1280 regras fonológicas Classificação: Fonologia . um fim e um princípio definidos. -------------------------------------------------------------------------------411 I $ ciclo de vida de pidgins e crioulos pidgin-creole life cycle Classificação: Sociolinguística Definição: Diferentes estádios por que pode passar um pidgin ou um crioulo desde a sua formação até ao seu eventual desaparecimento enquanto sistema linguístico autónomo. como por exemplo o ciclo dos dias da semana.I cycle Sinónimos: 2416 conjunto cíclico Termos Relacionados: 2417 conjunto serial 1397 incompatibilidade Classificação: Semântica Definição: Designa-se por ciclo ou conjunto cíclico o grupo de lexemas que tem. na sua estruturação interna. como seus elementos constituintes.

quando todas as regras forem aplicadas. quando todas as regras forem aplicadas. e assim por diante até ao desaparecimento de todos os parênteses. Em seguida as regras voltam a aplicar-se às novas sequências máximas. e assim por diante até ao desaparecimento de todos os parênteses. as regras fonológicas aplicam-se primeiro às sequências máximas que não contenham parênteses. os parênteses que limitam essas sequências são apagados. Fonte: CHOMSKY & HALLE (1968b). Segundo o princípio do ciclo transformacional ou fonológico. quando se atinge o domínio máximo dos processos fonológicos. Fonte: CHOMSKY & HALLE (1968b).Definição: Princípio geral de aplicação das regras da componente fonológica sobre uma estrutura de superfície considerada como uma parentetização. O princípio do ciclo mantém a sua produtividade nas mais recentes teorias fonológicas. os parênteses que limitam essas sequências são apagados. O princípio do ciclo mantém a sua produtividade nas mais recentes teorias fonológicas. quando se atinge o domínio máximo dos processos fonológicos. as regras fonológicas aplicam-se primeiro às sequências máximas que não contenham parênteses. Segundo o princípio do ciclo transformacional ou fonológico. -------------------------------------------------------------------------------300 I $ cine-radiografia cineradiography Sinónimos: 1916 cine-radiologia Classificação: . Em seguida as regras voltam a aplicar-se às novas sequências máximas. -------------------------------------------------------------------------------1329 $ ciclo transformacional I F transformational cycle cycle transformationel Sinónimos: 1290 ciclo fonológico Termos Relacionados: 1297 componente fonológica 1280 regras fonológicas Classificação: Fonologia Definição: Princípio geral de aplicação das regras da componente fonológica sobre uma estrutura de superfície considerada como uma parentetização.

-------------------------------------------------------------------------------123 I $ cisão fonológica split Termos Relacionados: 122 cisão primária 124 cisão secundária . Exemplo: rico → enriquecer. -------------------------------------------------------------------------------1916 $ cine-radiologia I cine-radiology Sinónimos: 300 cine-radiografia Classificação: Fonética Definição: Processo experimental que consiste em elaborar um filme em raios-X do movimento articulatório dos orgãos vocais durante a produção de fala. Em português. -------------------------------------------------------------------------------2127 $ circunfixo I circumfix Termos Relacionados: 1518 afixo 1683 parassíntese Classificação: Morfologia Definição: Afixo descontínuo que se associa à esquerda e à direita da base com a qual ocorre. a derivação parassintética recorre a circunfixos. Fonte: LIEBERMAN & BLUMSTEIN (1988). Fonte: LIEBERMAN & BLUMSTEIN (1988).Fonética Definição: Processo experimental que consiste em elaborar um filme em raios-X do movimento articulatório dos orgãos vocais durante a produção de fala.

Fonte: ANDERSON (1973). como no inglês "person" e "parson". -------------------------------------------------------------------------------122 I $ cisão primária primary split Termos Relacionados: 123 cisão fonológica 124 cisão secundária 117 fonologização Classificação: Linguística Histórica Definição: Cisão fonológica de que não resulta a criação de uma nova oposição fonológica: um alofone fonologiza-se indo ocupar um espaço já preenchido no interior do sistema. Uma fragmentação morfológica pode produzir-se mediante uma mudança fonética de que resultem formas divergentes. ou não.117 fonologização Classificação: Linguística Histórica Definição: Processo evolutivo em que um fonema se divide em dois ou mais fonemas. -------------------------------------------------------------------------------760 I $ cisão morfológica morphological split Termos Relacionados: 761 fusão morfológica Classificação: Morfologia Linguística Histórica Definição: Se em alguns contextos um morfema adquire uma significação diferente da que tem noutros contextos. produz-se uma cisão morfológica. dessa cisão. o aparecimento de novas oposições fonológicas. -------------------------------------------------------------------------------124 I $ cisão secundária secondary split . desencadeada por uma mudança semântica. podendo resultar.

-------------------------------------------------------------------------------181 I $ cisão semântica semantic split Sinónimos: 199 divergência semântica Termos Relacionados: 182 fusão semântica 1387 homonímia Classificação: Linguística Histórica Definição: Processo evolutivo pelo qual o campo semântico de uma palavra se fracciona ao deixarem de ser visíveis os laços semânticos entre áreas de significado originariamente interligadas. Fonte: HOCK (1986). i. o desdobramento de uma unidade lexical primitiva. -------------------------------------------------------------------------------1558 $ classe I F class classe Termos Relacionados: 1551 categoria Classificação: Termos Gerais Definição: Termo que designa um conjunto de elementos linguísticos com uma ou mais .. semântica resulta o aparecimento de palavras homónimas. e. ou divergência. Da cisão.Termos Relacionados: 123 cisão fonológica 122 cisão primária 117 fonologização Classificação: Linguística Histórica Definição: Cisão fonológica que determina o aparecimento de uma ou mais oposições fonológicas: o alofone ou alofones que se fonologizam actualizam uma combinação de traços distintivos anteriormente não operante no sistema fonológico.

Fonte: SMITH & WILSON (1979). -------------------------------------------------------------------------------1743 $ classe aberta I F open class classe ouverte Sinónimos: 2147 inventário aberto Termos Relacionados: 1558 classe 1744 classe fechada Classificação: Morfologia Definição: Conjunto não-finito de unidades lexicais. -------------------------------------------------------------------------------1559 $ classe de formas I form-class Termos Relacionados: 1558 classe . Fonte: CRYSTAL (1980a). adjectivos e advérbios de modo constituem classes abertas.propriedades comuns. -------------------------------------------------------------------------------1317 $ classe de fonemas I F phoneme class classe de phonèmes Termos Relacionados: 311 classe natural 293 fonema Classificação: Fonologia Definição: Conjunto de segmentos (fonemas) que partilham de características comuns. Os nomes. Fonte: CÂMARA (1984). verbos. ou um conjunto de objectos que possuem propriedades comuns.

podem estabelecer-se classes de palavras através da análise das suas propriedades gramaticais. A um nível mais específico. palavras gramaticais e palavras lexicais. palavras pertencentes a classes abertas ou a classes fechadas. Partes do discurso é o termo utilizado pela gramática tradicional. Várias subclassificações gerais têm sido propostas. a flexão e a distribuição). -------------------------------------------------------------------------------1744 $ classe fechada I F closed class classe fermée Sinónimos: 2153 inventário fechado Termos Relacionados: . -------------------------------------------------------------------------------1560 $ classe de palavras I F word-class classe de mots Sinónimos: 2145 partes do discurso Termos Relacionados: 1558 classe 1559 classe de formas 1679 palavra Classificação: Sintaxe Morfologia Definição: Conjunto de palavras pertencentes a uma mesma categoria. Fonte: CRYSTAL (1980a). partilhando um dado número de propriedades formais e semânticas.1560 classe de palavras Classificação: Morfologia Definição: Conjunto de morfemas que partilham um dado conjunto de propriedades formais e semânticas. semânticas e fonológicas. Fonte: CRYSTAL (1980a). tais como a distinção entre palavras variáveis e invariáveis. agrupando-as com base em semelhanças formais (por exemplo.

[m. l. estabelecidas com base nas relações sintácticas que cada uma das unidades mantém com as restantes no interior de uma construção. Exemplo: [p.1558 1743 classe classe aberta Classificação: Morfologia Definição: Conjunto finito de unidades lexicais. verbo) podem ser caracterizadas em termos de traços sintácticos que permitem um maior grau de generalização. z] [+ anterior]. r. nome. conjunções e pronomes constituem classes fechadas. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------311 I $ classe natural natural class Termos Relacionados: 1317 classe de fonemas Classificação: Fonética Fonologia Definição: Conjunto de segmentos que podem ser definidos mais economicamente em termos de traços fonéticos do que qualquer uma das suas subclasses. n. -------------------------------------------------------------------------------2144 $ classe gramatical I F grammatical class classe grammaticale Sinónimos: 1718 categoria sintáctica 2143 classe sintáctica Classificação: Morfologia Sintaxe Definição: As estruturas sintácticas são analisáveis em sequências de categorias sintácticas. n. As categorias sintácticas principais (adjectivo. ou classes gramaticais ou sintácticas. m. r] [+ anterior] [+ soante]. d. s. f. l. As preposições. preposição. . v. b. t. Fonte: SMITH & WILSON (1979).

verbo) podem ser caracterizadas em termos de traços sintácticos que permitem um maior grau de generalização. preposição. estabelecidas com base nas relações sintácticas que cada uma das unidades mantém com as restantes no interior de uma construção. simultaneamente. -------------------------------------------------------------------------------1376 $ classema I F classeme classème Classificação: Semântica Lexicologia Definição: Termo que refere os traços semânticos distintivos e de carácter geral partilhados por lexemas pertencentes a campos lexicais diferentes. Fonte: CRYSTAL (1980a). As categorias sintácticas principais (adjectivo. -------------------------------------------------------------------------------852 I F $ classificação classification classification Termos Relacionados: 853 enquadramento 896 poder Classificação: Sociolinguística . Exemplo: "ser vivo". nome. ou classes gramaticais ou sintácticas. como traço distintivo.-------------------------------------------------------------------------------2143 $ classe sintáctica I syntactic class Sinónimos: 1718 categoria sintáctica 2144 classe gramatical Classificação: Morfologia Sintaxe Definição: As estruturas sintácticas são analisáveis em sequências de categorias sintácticas. de "planta" e de "animal".

-------------------------------------------------------------------------------1561 $ classificação I F classification classification Classificação: Termos Gerais Definição: Operação linguística que consiste em repartir as unidades linguísticas por classes ou categorias que possuem as mesmas propriedades distribucionais. Fonte: DUBOIS et alii (1973). Os princípios de classificação regulam regras de reconhecimento do que é "legítimo" relacionar e a geração do significado legítimo. -------------------------------------------------------------------------------3072 $ classificação mista I F mixed arrangement classement mixte Classificação: Lexicologia Terminologia Definição: Classificação dos artigos de um dicionário em secções alfabéticas no interior de uma classificação sistemática. etc. uma classificação fraca corresponde a uma insularidade reduzida entre posições ou entre categorias permitindo que estas sejam menos especializadas. semânticas. -------------------------------------------------------------------------------3073 $ classificação sistemática I F systematic arrangement classement systématique . Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). Fonte: BERNSTEIN (1987). / NORMALISATION FRANÇAISE (1990). O princípio de classificação só é mudado quando o grau de insularidade entre categorias muda. Uma classificação forte corresponde a uma forte insularidade entre as posições e as categorias na divisão social do trabalho.Definição: Conceito que encerra o princípio de uma divisão social do trabalho.

. nos. ou podem ser utilizados como sinais sonoros de aprovação. criando-se uma região de vácuo parcial. 2a. ocorrem em posição proclítica. te. pessoas. Os cliques podem ocorrer integrados em palavras.. lhe. desaprovação ou chamamento. consoante os contextos sintácticos. que conservam a flexão casual e que. O português é uma língua com pronomes clíticos de 1a. mesoclítica ou enclítica. -------------------------------------------------------------------------------312 I F $ clique click clic click Classificação: Fonética Definição: Som produzido com mecanismo de fluxo de ar velar ingressivo. Exemplos: me. -------------------------------------------------------------------------------1563 $ clítico I F clitic clitique Sinónimos: 1565 forma clítica Termos Relacionados: 3482 cliticização 1746 pronome clítico Classificação: Morfologia Sintaxe Fonologia Definição: Forma que se assemelha a uma palavra mas que não pode ocorrer por si só num enunciado.Classificação: Lexicologia Terminologia Definição: Classificação dos artigos de um dicionário segundo uma ordem lógica que reflecte um sistema de noções. como em algumas línguas africanas. / NORMALISATION FRANÇAISE (1990). e 3a. Alguns pronomes são exemplos de palavras clíticas. Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). estando estruturalmente dependente de uma palavra vizinha numa dada construção. se.

-------------------------------------------------------------------------------473 I F $ códice codex codex Termos Relacionados: 484 copista Classificação: . Exemplo: em português. Fonte: MATEUS et alii (1983). os clíticos aparecem associados aos verbos de que dependem: "o João viu-a". -------------------------------------------------------------------------------1928 $ cóclea I cochlea Termos Relacionados: 1919 aparelho auditivo 1929 órgão de Corti 1927 ouvido interno Classificação: Fonética Definição: Orgão do ouvido interno no qual se dá a transformação das vibrações sonoras mecânicas em impulsos nervosos que são posteriormente transmitidos até às zonas cerebrais da linguagem através do nervo auditivo. -------------------------------------------------------------------------------3482 $ cliticização I F cliticization cliticisation Termos Relacionados: 1563 clítico Classificação: Sintaxe Morfologia Definição: Processo de adjunção de um clítico.Fonte: LADEFOGED (1982). Fonte: DENES & PINSON (1973).

-------------------------------------------------------------------------------855 I F $ código code code Termos Relacionados: 852 classificação 853 enquadramento Classificação: Sociolinguística Definição: Princípio regulador tacitamente adquirido que selecciona e integra significados relevantes. -------------------------------------------------------------------------------3303 $ código da fonte I F source code indicatif de source Sinónimos: 3160 indicativo da fonte Classificação: Terminologia Definição: Indicativo ou marca convencional que identifica a fonte donde é extraído um dado terminológico. formas de realização e contextos de reconhecimento. / NORMALISATION FRANÇAISE (1990). Fonte: NASCIMENTO & DIOGO (1984). Fonte: BERNSTEIN (1987). Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). Num sentido mais genérico. código é o sistema linguístico utilizado para comunicação.Filologia Definição: Livro manuscrito organizado em cadernos solidários entre si por cosedura e encadernação. -------------------------------------------------------------------------------1885 $ cólofon I F colophon colophon .

-------------------------------------------------------------------------------578 I F $ cópia copy copie Termos Relacionados: 484 copista 1873 escriba Classificação: Filologia Definição: Produto de um acto de transcrição. na qual são mencionados o local e a data da sua cópia ou da sua impressão. -------------------------------------------------------------------------------1378 $ co-hipónimo I F co-hyponym co-hyponyme .Termos Relacionados: 1887 explicit Classificação: Filologia Definição: Fórmula final de um texto. Fonte: MUZERELLE (1985). -------------------------------------------------------------------------------483 I F $ cópia copy copie Termos Relacionados: 484 copista 1873 escriba Classificação: Filologia Definição: Acto de transcrição a partir de um exemplar.

o hiperónimo. Fonte: CRYSTAL (1980a). como "malmequer".. Assim. "cravo". quer à situação de comunicação. alguns linguistas de tradição britânica optaram por designar o primeiro caso por contexto e o segundo por co-texto. diz respeito. em geral. etc.e. -------------------------------------------------------------------------------2418 $ co-texto I co-text Classificação: Pragmática Semântica Definição: Numa tentativa de resolução da ambiguidade do termo contexto.. "rosa" é hipónimo de "flor". quer às unidades linguísticas que estão próximas da unidade que está sob análise. -------------------------------------------------------------------------------640 I $ co-variação linguística linguistic co-variation Classificação: Sociolinguística Definição: Correlação entre uma variável linguística e uma ou mais variáveis sociais. Fonte: LYONS (1977). que. que são hipónimos de) veiculado por um hiperónimo X. -------------------------------------------------------------------------------1784 $ coarticulação I F coarticulation co-articulation Termos Relacionados: 1711 coarticulação antecipatória Classificação: Fonética . mas é co-hipónimo dos outros membros da classe dos hipónimos de "flor".Classificação: Semântica Definição: Nome dado aos elementos do conjunto das unidades lexicais cujo significado se inclui num significado mais geral (i. na relação de hiponímia existente entre "rosa" e "flor".

-------------------------------------------------------------------------------474 I F $ codicologia codicology codicologie Termos Relacionados: 473 códice 484 copista . Exemplo: a nasalização das vogais que antecedem consoantes nasais. -------------------------------------------------------------------------------1711 $ coarticulação antecipatória I antecipatory coarticulation Classificação: Fonética Definição: Fenómeno que consiste no movimento iniciado por um articulador não envolvido num som particular em direcção a uma articulação necessária a um som posterior da elocução (o seu alvo). Fonte: HOGG & Mc CULLY (1987). Existe também coarticulação quando um som retém características derivadas de uma articulação anterior. -------------------------------------------------------------------------------607 I $ coda coda Termos Relacionados: 601 sílaba Classificação: Fonologia Prosódia Definição: Sequência final dos segmentos consonânticos de uma sílaba. Fonte: CRYSTAL (1980a). [bg]. tal como sucede na produção das consoantes [. Fonte: CRYSTAL (1980a).Definição: Articulação que envolve de um modo simultâneo mais do que um ponto do tracto vocal.cont] [pk].[pt] e [bd] das línguas do oeste africano.

enquanto objecto material e enquanto produto de uma técnica. chancelas de arquivos. organização dos cadernos. tinta. cosedura. etc. do modo como transmitem esse conhecimento. Ocupa-se da observação. -------------------------------------------------------------------------------860 I $ coeficiente de relação correlation coefficient Classificação: Sociolinguística Definição: Índice da relação de força existente entre duas variáveis num dado grupo de sujeitos. empaginação. etc. Fonte: GILISSEN (1977). letra.Classificação: Filologia Definição: Arqueologia do livro manuscrito. é devido ao conhecimento mútuo que os interlocutores têm do facto de A apenas fumar SG-Ventil que se pode dizer que a pergunta e a resposta seguintes gozam de coerência: A: Tens um cigarro? B: Lamento. das inferências que fazem. com base na conectividade dos vários significados.procurando reconstruir as fases de elaboração do códice e a história da sua utilização. dada a partir do conhecimento do mundo pelos interlocutores. Para a codicologia. descrição e interpretação dos elementos codicológicos (suporte. o livro manuscrito é sobretudo o testemunho de uma época passada. Camel! Fonte: LEVINSON (1983). -------------------------------------------------------------------------------938 I F $ coerência coherence cohérence Termos Relacionados: 945 análise de discurso 952 discurso Classificação: Pragmática Definição: Termo usado na análise de discurso para referir os mecanismos de organização das partes de um discurso.). Por exemplo. Fonte: COZBY (1985). . encadernação..

-------------------------------------------------------------------------------1571 $ coesão I cohesion cohesiveness Sinónimos: 1572 ininterruptabilidade Termos Relacionados: 2292 estabilidade interna 2293 mobilidade posicional 1679 palavra Classificação: Morfologia Definição: Propriedade definidora da palavra enquanto unidade gramatical. Há vários mecanismos de coesão textual : gramaticais (frase. interfrases. -------------------------------------------------------------------------------2388 $ coesão I F cohesion cohésion Termos Relacionados: 1506 anáfora 2386 catáfora 938 coerência Classificação: Pragmática Semântica Definição: Propriedade semântica dos discursos que se refere ao significado que existe dentro do texto e que o define como tal. mas sim entre fronteiras de palavra. tempo. Dependendo das teorias. -------------------------------------------------------------------------------- . coesão e coerência podem denotar conceitos semelhantes ou não. lhe dá textura. Tal concepção está relacionada com a função textual proposta por Halliday. Fonte: CRYSTAL (1980a). Fonte: HALLIDAY & HASAN (1976) / MATEUS et alii (1983) / DIJK (1977). É possível considerar que a coesão é um tipo de conectividade fundamentalmente sequencial e a coerência é um tipo de conectividade conceptual. referência) e lexicais. Esta propriedade prevê que nenhum elemento possa ser inserido no interior de uma palavra. isto é.

Fonte: CHOMSKY (1981). de um modo geral. em línguas de uma mesma família. e nas posições intermédias por onde passa. quando resultam de evoluções divergentes. -------------------------------------------------------------------------------2001 $ coiné I koiné Termos Relacionados: 2002 coineização 412 contacto de línguas Classificação: Sociolinguística Definição: Sistema linguístico que resulta do contacto entre línguas muito semelhantes. e. deixando um vestígio com um índice idêntico na posição inicial. a partir de uma base etimológica comum. -------------------------------------------------------------------------------3565 $ coindexação I F coindexation coindexation Classificação: Sintaxe Definição: Duas posições sintácticas partilham o mesmo índice referencial nas relações de co-referência e de anáfora. sempre que uma categoria é movida da sua posição básica para outra. Fonte: ANDERSON (1973) / BYNON (1977).762 I $ cognatos cognates Sinónimos: 831 palavras cognatas Termos Relacionados: 764 correspondência Classificação: Linguística Histórica Definição: Diz-se de duas ou mais palavras que são cognatos. ou palavras cognatas. .

-------------------------------------------------------------------------------577 I F $ colação collation collationnement Termos Relacionados: 520 fórmula de colação Classificação: Filologia Definição: Em bibliografia material chama-se colação à organização dos cadernos impressos. Fonte: GASKELL (1985). mas permite que as línguas mantenham alguns traços comuns. resultante do contacto de línguas aparentadas. à sucessão das suas assinaturas. i. Fonte: HOLM (1988-89).-------------------------------------------------------------------------------2002 $ coineização Termos Relacionados: 2001 coiné 412 contacto de línguas Classificação: Sociolinguística Definição: Processo lento e gradual de mudanças linguísticas. Este processo produz alguma simplificação na estrutura morfológica. -------------------------------------------------------------------------------475 I F $ colação collation collation Sinónimos: 476 collatio Termos Relacionados: 491 edição crítica Classificação: Filologia .. e.

Pode ser feita manualmente ou de forma mecânica. Em geral. Fonte: AVALLE (1972). Fonte: AVALLE (1972). A evolução fonética convergente conduz à homonímia. a colisão homonímica tem como efeito secundário o aparecimento de inovações lexicais que permitem substituir uma das palavras homónimas. -------------------------------------------------------------------------------1862 $ comando de constituinte I c-command . -------------------------------------------------------------------------------476 I F $ collatio collation collatio Sinónimos: 475 colação Termos Relacionados: 491 edição crítica Classificação: Filologia Definição: Confronto sistemático de todos os testemunhos manuscritos e impressos de um texto. Fonte: HOCK (1986) / BYNON (1977). -------------------------------------------------------------------------------183 I $ colisão homonímica homonym clash Termos Relacionados: 177 inovação 178 substituição lexical Classificação: Linguística Histórica Definição: Identificação fonética entre duas formas semanticamente distintas. Pode ser feita manualmente ou de forma mecânica.Definição: Confronto sistemático de todos os testemunhos manuscritos e impressos de um texto.

-------------------------------------------------------------------------------1859 $ comando-m I F m-command m-commande Sinónimos: 1858 m-comando Classificação: Sintaxe Definição: Noção de dependência estrutural da teoria da regência em que se verifica comando de constituinte no interior de uma projecção máxima. Fonte: CHOMSKY (1986). é definido do seguinte modo: A m-cocomanda (ou comando-m) B se e só se A não .F c-commande Sinónimos: 1860 c-comando 1861 comando-c Classificação: Sintaxe Definição: Noção de dependência estrutural (um constituinte comanda outro) da teoria da regência. -------------------------------------------------------------------------------1861 $ comando-c I F c-command c-commande Sinónimos: 1860 c-comando 1862 comando de constituinte Classificação: Sintaxe Definição: Noção de dependência estrutural (um constituinte comanda outro) da teoria da regência. ou comando-m. definida do seguinte modo: A c-comanda (ou comanda-c) B se e só se A não dominar B e todo o C que domina A dominar B. O m-comando. definida do seguinte modo: A c-comanda (ou comanda-c) B se e só se A não dominar B e todo o C que domina A dominar B. Fonte: CHOMSKY (1986).

Fonte: CHOMSKY (1986). ser uma relação entre indivíduos. e o sujeito (eu) faça parte do comentário. Na frase "esse filme eu ainda não vi". -------------------------------------------------------------------------------3075 $ comissão de terminologia I F terminological comittee comité de terminologie Classificação: Terminologia Definição: Comité composto por terminólogos e especialistas de um dado domínio.e.. "esse filme" é o tópico e "eu ainda não vi" é o comentário.dominar B e todo o Ç sendo C uma projecção máxima que domina A. sobre o tópico da frase. dominar B. Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). ou a atribuição de várias propriedades ou operadores a eventos ou proposições. ainda que em termos tradicionais "esse filme" seja o objecto directo. -------------------------------------------------------------------------------2687 $ comentário I F comment commentaire Termos Relacionados: 2797 rema 2805 tema 2808 tópico Classificação: Sintaxe Pragmática Semântica Definição: Termo que refere o que numa frase se diz em termos de informação nova sobre algo ou alguém. Fonte: DIJK (1977).A distinção entre tópico e comentário pode apresentar semelhanças com a de sujeito/predicado. i. a instanciação por um ou mais indivíduos de uma propriedade ou relação conhecida. O comentário pode assumir várias formas: pode atribuir uma propriedade geral ou particular. encarregados de efectuar trabalhos terminológicos com objectivos de descrição e de normalização. mas de facto não é assim. -------------------------------------------------------------------------------- .

permite o desempenho de funções da parte lesionada por uma parte que não sofreu lesão. -------------------------------------------------------------------------------423 I $ competência comunicativa communicative competence Termos Relacionados: 393 variedade linguística Classificação: Sociolinguística Definição: Capacidade do falante nativo para produzir e compreender frases adequadas ao contexto. Saber interiorizado que lhe permite comunicar eficazmente em situações sociais distintas. Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). entre os cinco e os vinte anos de idade.3074 $ comissão técnica de terminologia I F terminological comission comission de terminologie Classificação: Terminologia Definição: Comissão cujos membros são nomeados por um organismo oficial e que tem como função realizar estudos terminológicos e aconselhar quanto à recomendação ou à normalização de termos em um ou vários domínios. segundo os diferentes autores. Fonte: PINTO (1984) / CRYSTAL (1987). por exemplo. antes de concluída a sua lateralização. A flexibilidade do cérebro. -------------------------------------------------------------------------------2865 $ compensação funcional do cérebro I functional cerebral take over Termos Relacionados: 2892 lateralização 2524 teoria das localizações cerebrais Classificação: Psicolinguística Definição: Compensação que pode ocorrer ao nível do cérebro no caso de lesão cerebral. A determinação da altura limiar para a conclusão da lateralização (período crítico) difere. por outro hemisfério. .

PLATT & WEBER (1985). Este conceito suscita dificuldades teóricas quer do ponto de vista linguístico quer numa perspectiva de estatística lexical. Fonte: GUILBERT (1967) / REY-DEBOVE (1970). -------------------------------------------------------------------------------3056 $ competência lexical F compétence lexicale Termos Relacionados: 3057 competência lexical comum 3286 léxico comum Classificação: Lexicologia Definição: Subconjunto do léxico quantitativamente não muito grande.Fonte: RICHARDS. Fonte: GUILBERT (1975). mas qualitativamente muito importante na descrição do léxico de um "sujeitolocutor" estatisticamente tido como média. de palavras e significações que constituem o léxico da língua comum de uma comunidade. delimitado por processos estatísticos. -------------------------------------------------------------------------------3057 $ competência lexical comum F compétence lexicale commune Termos Relacionados: 3286 léxico comum 3287 língua comum Classificação: Lexicologia Definição: Subconjunto. -------------------------------------------------------------------------------3058 $ competência lexical do indivíduo F compétence lexicale de l'individu Termos Relacionados: 3057 competência lexical comum 3286 léxico comum Classificação: .

para além do léxico comum. o domínio do sistema de regras que lhe permite produzir e compreender um número infinito de frases assim como reconhecer erros e ambiguidades. Este conceito é caracterizado pela diversidade que existe entre os indivíduos de um mesmo nível social. podem levar à criação de neologismos. Fonte: GUILBERT (1975).Lexicologia Definição: Por oposição à competência lexical comum. consoante a sua capacidade de memória. -------------------------------------------------------------------------------- . por vezes. Fonte: CHOMSKY (1965). a competência lexical do indivíduo compreende. -------------------------------------------------------------------------------426 I $ competência panlectal panlectal competence Termos Relacionados: 393 variedade linguística Classificação: Sociolinguística Definição: Domínio de todas as variedades de uma língua. Fonte: CRYSTAL (1980a). outros subconjuntos de palavras que o indivíduo usa em discurso. isto é. -------------------------------------------------------------------------------3380 $ competência linguística I F competence compétence Termos Relacionados: 3382 língua 3381 performance Classificação: Termos Gerais Definição: Em gramática generativa. de acordo com funções de comunicação e com necessidades de expressão própria que. conhecimento interiorizado que o falante nativo tem da sua língua. a idade e o grau de cultura.

Fonte: LABOV (1972). -------------------------------------------------------------------------------641 I $ competência sociolinguística sociolinguistic competence Classificação: Sociolinguística Definição: Saber. tem à sua esquerda uma posição de especificador e à direita o seu complemento SFLEX. Fonte: CHOMSKY (1986). em português. -------------------------------------------------------------------------------1477 $ complementador Ab I F $C COMP complementizer complémenteur Classificação: Sintaxe Definição: Núcleo do sintagma complementador que. das regras invariantes e variantes da sua língua. em diferentes contextos.427 I $ competência polilectal polilectal competence Termos Relacionados: 393 variedade linguística Classificação: Sociolinguística Definição: Domínio de mais de uma variedade de uma língua. -------------------------------------------------------------------------------1382 $ complementares I F complementaries complémentaires . interiorizado pelos falantes. Fonte: CRYSTAL (1980a).

distinguindo-se por isso dos antónimos. Deste modo. designa a relação de sentido existente entre unidades lexicais como "homem" e "mulher". como "homem" e "mulher".fazem parte de conjuntos de dois termos e mantêm entre si uma relação de oposição ao nível do significado. Lyons torna mais clara em termos conceptuais a distinção entre antonímia graduável e antonímia não-graduável. de acordo com John Lyons. Os termos complementares são também conhecidos por contraditórios. designam-se por complementares as unidades lexicais que. Fonte: LYONS (1977).Termos Relacionados: 1368 antonímia 1370 complementaridade 1371 sinonímia Classificação: Semântica Definição: De acordo com John Lyons. Fonte: LYONS (1977). -------------------------------------------------------------------------------1370 $ complementaridade I F complementarity complémentarité Termos Relacionados: 1368 antonímia 1382 complementares 1371 sinonímia Classificação: Semântica Definição: Termo que. embora este último termo tenha uma aplicação específica em lógica. Tradicionalmente designada como antonímia não-graduável. que Lyons designa por antonímia. patente na relação existente entre "alto" e "baixo". preferindo designar a primeira por antonímia e a segunda por complementaridade. -------------------------------------------------------------------------------3655 $ complemento circunstancial Sinónimos: 3488 adjunto circunstancial Termos Relacionados: . cuja relação de sentido é susceptível de variar em grau. este tipo de relação de sentido distingue-se da antonímia graduável.

informação esta que não faz parte da selecção semântica considerada na estrutura argumental do verbo. etc. modo. é representado numa posição de adjunção. complemento irmão do verbo. Exemplos: a) ele disse [a verdade]. Porque não é um complemento do verbo.. -------------------------------------------------------------------------------3644 $ complemento directo I F direct complement complément direct Sinónimos: 1463 objecto directo Termos Relacionados: 3485 função gramatical 3493 regência lexical 1715 relação gramatical Classificação: Sintaxe Definição: Constituinte nominal ou oracional. -------------------------------------------------------------------------------3333 $ complemento de um conjunto I F complement of a set complément d'un ensemble Classificação: Semântica Definição: É o conjunto que contém todos os indivíduos (e só esses) no universo do discurso que não são membros do conjunto em questão. Fonte: CHOMSKY (1981). lugar. b) ele disse [que ia ao cinema]. projectado à direita deste em português. -------------------------------------------------------------------------------3489 $ complemento indirecto .3485 função gramatical Classificação: Sintaxe Definição: Sintagma que introduz na oração informação suplementar de tempo.

Exemplo: o João deu o livro [SP ao Pedro]. portanto. -------------------------------------------------------------------------------2866 $ complexidade crescente I increasing complexity Classificação: Psicolinguística Definição: Processo que envolve a produção. em português. O complemento indirecto. em português. é sempre regido por uma preposição. sendo. sendo. um complemento oblíquo. . um complemento oblíquo. Exemplo: o João deu o livro [SP ao Pedro]. pelas crianças. proporcionais ao seu tempo de vida e período de maturação.I F indirect complement complément indirect Sinónimos: 3492 complemento oblíquo Termos Relacionados: 3485 função gramatical 3493 regência lexical 1715 relação gramatical Classificação: Sintaxe Definição: Função gramatical de um SN complemento de um núcleo lexical que não rege directamente o complemento. é sempre regido por uma preposição. -------------------------------------------------------------------------------3492 $ complemento oblíquo I F oblique complement complément oblique Sinónimos: 3489 complemento indirecto Classificação: Sintaxe Definição: Função gramatical de um SN complemento de um núcleo lexical que não rege directamente o complemento. Fonte: MENYUK (1969). de enunciados linguísticos de extensão e complexidade crescentes. O complemento indirecto. portanto.

A capacidade da memória é progressivamente crescente quer para as estruturas básicas quer para as mais elaboradas. seja por acrescentamento de morfemas. seja por neutralização contextual. por exemplo. A expressão complexa é sempre uma expressão marcada. o que faz com que. Isto representa o desenvolvimento da competência linguística da criança. -------------------------------------------------------------------------------752 I $ complexificação da gramática complication of grammar Termos Relacionados: 751 adição de regra 765 generalização de regra 177 inovação 767 maximalização de regra 769 opacidade 768 simplificação da gramática . mais complexo será o pensamento nela contido. por oposição a uma não-marcada. quanto mais elaborada for a expressão. Assim se presssupõe que. Fonte: CLARK & CLARK (1977). ao ponto de lhe permitir usar o conjunto completo de regras de derivação dos tipos de frase da sua língua. formas de plural sejam mais complexas do que as correspondentes no singular. Fonte: MENYUK (1969).-------------------------------------------------------------------------------2867 $ complexidade crescente da memória I increasing memory complexity Classificação: Psicolinguística Definição: Fase de maturação da competência gramatical. -------------------------------------------------------------------------------2868 $ complexidade de expressão I complexity of expression Classificação: Psicolinguística Definição: Designação que remete para o princípio da complexidade na relação linguagem/pensamento. que exigem uma progressão diferenciada e um amplo número de regras para a sua geração. Este princípio postula que a complexidade do pensamento tende a projectar-se na complexidade da expressão.

Por vezes. Fonte: CHOMSKY (1965) / CHOMSKY (1981) / CHOMSKY (1982) / CHOMSKY (1986). movimentos. a simplificação de uma zona ou de um aspecto da gramática tem como efeito. independente da componente semântica. em princípio.766 simplificação de regra Classificação: Linguística Histórica Definição: De acordo com a teoria generativista. etc. passando a aplicar-se mais limitadamente. -------------------------------------------------------------------------------3633 $ componente das formas lógicas I F semantic component composante sémantique Sinónimos: 3384 componente semântica Classificação: Semântica Sintaxe . regras estelísticas. a complexificação de uma outra zona ou aspecto. há complexificação da gramática sempre que lhe são acrescentadas regras ou quando algumas das suas regras perdem generalidade (simplicidade). Esta componente contém filtros.. As representações desta componente são as estruturas de superfície. -------------------------------------------------------------------------------3634 $ componente das formas fonológicas I F phonological component composante phonologique Sinónimos: 3630 componente fonológica Classificação: Fonologia Sintaxe Definição: Parte de uma gramática generativa composta pelas regras fonológicas intrepretativas das representações sintácticas geradas pela componente de base e pela componente transformacional. secundário. Uma maior complexidade da gramática pode ainda advir da opacidade de uma regra (ou regras) e da fusão numa única regra (de estrutura complexa) de várias regras (mais simples) adicionadas à gramática em diferentes momentos. e é. Fonte: KING (1969) / HOCK (1986). que operam sobre as representações sintácticas. apagamentos.

No modelo standard alargado o léxico não faz parte da componente de base mas é projectado na estrutura profunda gerada pela componente categorial. Fonte: CHOMSKY (1965) / CHOMSKY (1981) / CHOMSKY (1982) / CHOMSKY (1986). As representações fonológicas são a saída da componente de reajustamento e a entrada da componente fonológica. Fonte: CHOMSKY (1965) / CHOMSKY (1981) / CHOMSKY (1982) / CHOMSKY (1986). Fonte: CHOMSKY & HALLE (1968 b) / DELL (1973). no modelo standard. -------------------------------------------------------------------------------3383 $ componente de base I F base component composante de base Termos Relacionados: 3630 componente fonológica 3384 componente semântica 3385 componente transformacional 1431 estrutura profunda 1437 léxico Classificação: Sintaxe Definição: Parte de uma gramática generativa que. -------------------------------------------------------------------------------1281 $ componente de reajustamento I readjustment component Termos Relacionados: 1297 componente fonológica Classificação: Fonologia Definição: Conjunto de regras de reajustamento. é composta pelas sub-componentes lexical e categorial e gera a estrutura profunda das frases.Definição: Parte de uma gramática generativa composta pelas regras lógico-semânticas interpretativas das representações sintácticas geradas pela componente de base e pela componente transformacional. -------------------------------------------------------------------------------1297 $ componente fonológica .

-------------------------------------------------------------------------------3630 $ componente fonológica I F phonological component composante phonologique Sinónimos: 3634 componente das formas fonológicas Termos Relacionados: 3383 componente de base 3384 componente semântica 3385 componente transformacional 1430 estrutura-S 1437 léxico Classificação: Fonologia Sintaxe Definição: Parte de uma gramática generativa composta pelas regras fonológicas intrepretativas das representações sintácticas geradas pela componente de base e pela componente transformacional. apagamentos. etc. -------------------------------------------------------------------------------3384 $ componente semântica I F semantic component composante sémantique . As representações desta componente são as estruturas de superfície. independente da componente semântica. em princípio. Fonte: CHOMSKY & HALLE (1968 b) / DELL (1973).I F phonological component composante phonologique Termos Relacionados: 1328 fonologia generativa 1280 regras fonológicas Classificação: Fonologia Definição: Conjunto de regras fonológicas de uma língua que relacionam a estrutura de superfície da componente sintáctica com as representações fonéticas. Fonte: CHOMSKY (1965) / CHOMSKY (1981) / CHOMSKY (1982) / CHOMSKY (1986). e é. que operam sobre as representações sintácticas.. regras estelísticas. movimentos. Esta componente contém filtros.

Fonte: CHOMSKY (1965) / CHOMSKY (1981) / CHOMSKY (1982) / CHOMSKY (1986). Fonte: LYONS (1977). Por exemplo. [+feminino]. -------------------------------------------------------------------------------2420 $ componente semântico I F semantic component composante sémantique Sinónimos: 1366 traço semântico Termos Relacionados: 1363 análise componencial 1365 sema Classificação: Semântica Definição: Conceito oriundo da análise componencial na qual os componentes ou traços semânticos são unidades que estruturam os lexemas em termos de semelhanças ou diferenças. a relação entre os termos dos pares "rapaz/rapariga" e "homem/mulher" pode ser descrita em função dos traços [+masculino] vs. -------------------------------------------------------------------------------3631 $ componente sintáctica I syntactic component . permitindo assim a análise dos lexemas em função do conjunto finito de traços por que são constituídos.Sinónimos: 3633 componente das formas lógicas Termos Relacionados: 3383 componente de base 3630 componente fonológica 3385 componente transformacional 1430 estrutura-S 1437 léxico Classificação: Semântica Sintaxe Definição: Parte de uma gramática generativa composta pelas regras lógico-semânticas interpretativas das representações sintácticas geradas pela componente de base e pela componente transformacional.

deixando um vestígio na posição inicial. O movimento é. no entanto.F composante syntactique Termos Relacionados: 3630 componente fonológica 3384 componente semântica 1437 léxico Classificação: Sintaxe Definição: Parte de uma gramática generativa. Esta componente gera as representações da estrutura-P e da estrutura-S das frases. Sobre esta componente incidem as componentes interpretativas . Fonte: CHOMSKY (1965) / CHOMSKY (1981) / CHOMSKY (1982) / CHOMSKY (1986). que inclui a componente de base e a componente transformacional. é composta pelas várias regras que associam a estrutura-P à estrutura-S respectiva. no modelo standard. -------------------------------------------------------------------------------2869 $ comportamento de bloqueio I blocking behaviour Termos Relacionados: 2635 gaguez 2655 modificação de bloqueio Classificação: Psicolinguística Definição: Comportamento que está na origem da gaguez e que pode ser modificado por uma . No modelo standard alargado existe apenas uma regra transformacional . -------------------------------------------------------------------------------3385 $ componente transformacional I F transformational component composante transformationelle Classificação: Sintaxe Definição: Parte de uma gramática generativa que. Fonte: CHOMSKY (1965) / CHOMSKY (1981) / CHOMSKY (1982) / CHOMSKY (1986).a componente fonológica e a componente semântica. restringido por princípios gerais da gramática.que associa as duas representações estruturais. Segundo esta regra é possível mover qualquer categoria para qualquer posição.mover alfa .

. assim como atraso no desenvolvimento da fala. -------------------------------------------------------------------------------2604 $ comportamento verbal confuso I cluttering Termos Relacionados: 221 articulação 1112 débito 2612 disfluência 1111 velocidade Classificação: Psicolinguística Definição: Tipo especial de disfluência em que o doente não tem consciência de fenómenos que podem abranger um certo período de atenção. má respiração. voz monótona.técnica terapêutica destinada a reduzir o bloqueio do doente. A composição faz-se por justaposição ou por aglutinação e pode resultar do cruzamento entre formas. tais como: repetições. incapacidade articulatória e motora. Fonte: MORRIS (1988). baixo nível de concentração. distúrbios na leitura e escrita. agitação e hiperactividade. A terapia visa o relaxamento do doente e a diminuição da velocidade da fala. interjeições. linguagem interior. dificuldades gramaticais. Fonte: HOCK (1986). -------------------------------------------------------------------------------184 I F $ composição compounding composition Termos Relacionados: 156 aglutinação 159 amálgama 176 cruzamento 158 derivação 1655 justaposição Classificação: Linguística Histórica Definição: Processo de formação de palavras que recorre à associação de duas ou mais palavras ou radicais. falta de consciência da ocorrência dos sintomas. fala acelerada e arrastada.problemas com articulação e fala incoerente. O diagnóstico pode ser feito apenas com base num exame completo dos sintomas. paragens vocálicas.

Exemplos: floricultura. seguindo o texto do exemplar. às páginas impressas. a composição dá lugar. -------------------------------------------------------------------------------478 I F $ compositor compositor compositeur Termos Relacionados: 1877 imprensa 538 justificação 1884 tipografia Classificação: Filologia Definição: Tipógrafo cuja tarefa consiste em. Em português. retirar os tipos (letras) das caixas onde se encontram arrumados.-------------------------------------------------------------------------------1575 $ composição I F compounding composition Termos Relacionados: 1607 derivação 1625 flexão 209 formação de palavras Classificação: Morfologia Definição: Um dos três grandes processos de formação de palavras. geralmente. alinhá-los numa peça (o componedor) formando palavras e linhas e transferi-los para as formas que darão origem. mais tarde. a processos de adjectivalização e de nominalização. caminho de ferro. -------------------------------------------------------------------------------1576 $ composto I F compound composé Sinónimos: 1577 palavra composta . águas-furtadas. A composição recorre à associação de duas ou mais palavras ou radicais. pisa-papéis. Fonte: PEDRO (1948).

mas o composto "pele-vermelha" não denota um tipo de pele.Termos Relacionados: 1575 composição 1747 palavra complexa Classificação: Morfologia Definição: Palavra formada por composição. Por exemplo. denota um tipo de pessoas. -------------------------------------------------------------------------------2265 $ composto bahuvrihi I bahuvrihi compound Sinónimos: 2266 composto exocêntrico Termos Relacionados: 1576 composto Classificação: Morfologia Definição: Composto que não denota um hipónimo do seu elemento núcleo. Fonte: BAUER (1988). mas sim um qualquer traço da entidade que denota. . Um pele-vermelha é assim chamado porque a sua pele é vermelha. "Alsácia-Lorena" é um composto que identifica uma região formada pelas províncias da Alsácia e da Lorena. -------------------------------------------------------------------------------2268 $ composto copulativo I copulative compound Sinónimos: 2269 composto dvandva Termos Relacionados: 1576 composto Classificação: Morfologia Definição: Composto que denota uma entidade constituída pelas várias entidades que o integram.

-------------------------------------------------------------------------------2270 $ composto endocêntrico I endocentric compound Termos Relacionados: 1576 composto Classificação: Morfologia Definição: Composto que denota um hipónimo do elemento que é núcleo do composto.Fonte: BAUER (1988). Exemplo: um "novo-rico" é um tipo de "rico". Fonte: BAUER (1988). -------------------------------------------------------------------------------2269 $ composto dvandva I dvandva compound Sinónimos: 2268 composto copulativo Termos Relacionados: 1576 composto Classificação: Morfologia Definição: Composto que denota uma entidade constituída pelas várias entidades que o integram. Fonte: BAUER (1988). -------------------------------------------------------------------------------2266 $ composto exocêntrico I exocentric compound Sinónimos: 2265 composto bahuvrihi Termos Relacionados: 1576 composto . "Alsácia-Lorena" é um composto que identifica uma região formada pelas províncias da Alsácia e da Lorena. Por exemplo.

Exemplos: geometria. -------------------------------------------------------------------------------2272 $ composto primário I primary compound root compound Termos Relacionados: 1576 composto Classificação: Morfologia Definição: Composto cujo núcleo não contém uma base verbal. -------------------------------------------------------------------------------2273 $ composto sintético I synthetic compound Sinónimos: 2274 composto verbal Termos Relacionados: . Fonte: BAUER (1988). mas sim um qualquer traço da entidade que denota. Um pele-vermelha é assim chamado porque a sua pele é vermelha. democracia. mas o composto "pele-vermelha" não denota um tipo de pele. Exemplo: couve-flor.Classificação: Morfologia Definição: Composto que não denota um hipónimo do seu elemento núcleo. -------------------------------------------------------------------------------2271 $ composto neoclássico I neo-classical compound Termos Relacionados: 1576 composto Classificação: Morfologia Definição: Palavra formada em português a partir de elementos das denominadas línguas clássicas (latim e grego). denota um tipo de pessoas. filosofia. sem a intervenção de qualquer radical nativo.

de inclusão) entre as unidades lexicais. O termo compreensão é perferido. -------------------------------------------------------------------------------2274 $ composto verbal I verbal compound verbal-nexus compound Sinónimos: 2273 composto sintético Termos Relacionados: 1576 composto Classificação: Morfologia Definição: Composto cujo núcleo contém uma base verbal. Exemplo: limpa-chaminés. por vezes. e o modificador é um elemento que pode ocorrer numa frase como argumento do verbo. e o modificador é um elemento que pode ocorrer numa frase como argumento do verbo. Fonte: GALISSON & COSTE (1976). em francês ao termo "intensão".1576 composto Classificação: Morfologia Definição: Composto cujo núcleo contém uma base verbal. No estudo do léxico. as noções lógicas de compreensão e de extensão são por vezes utilizadas para caracterizar certas relações (por exemplo. -------------------------------------------------------------------------------- . e opõe-se a extensão. -------------------------------------------------------------------------------3076 $ compreensão I F intension compréhension Termos Relacionados: 3079 conceito 2705 extensão 3198 noção Classificação: Semântica Definição: Conjunto de qualidades que definem um conceito. Exemplo: limpa-chaminés.

o TROG. No estudo do léxico.3077 $ compreensão I F intension compréhension Termos Relacionados: 3130 extensão Classificação: Terminologia Definição: Conjunto de características que constituem uma noção. -------------------------------------------------------------------------------3076 $ compreensão I F intension compréhension Termos Relacionados: 3079 conceito 2705 extensão 3198 noção Classificação: Lexicologia Definição: Conjunto de qualidades que definem um conceito. assim como . de inclusão) entre as unidades lexicais. -------------------------------------------------------------------------------2605 $ compreensão auditiva I auditory comprehension Classificação: Psicolinguística Definição: Tipo de actividade utilizado nos programas terapêuticos a fim de testar ou treinar a capacidade dos doentes para perceberem o que ouvem. Fonte: GALISSON & COSTE (1976). por vezes. alguns dos subtestes do exame diagnóstico de afasia de Boston. as noções lógicas de compreensão e de extensão são por vezes utilizadas para caracterizar certas relações (por exemplo. O teste token. em francês ao termo "intensão". Fonte: NORMALISATION FRANÇAISE (1990). e opõe-se a extensão. O termo compreensão é perferido.

Fonte: MORRIS (1988). Em casos deste tipo podem ser utilizadas várias técnicas terapêuticas. -------------------------------------------------------------------------------2328 $ comum de dois Termos Relacionados: 1645 género Classificação: Sintaxe . Cada subteste é. por sua vez. tais como sistemas e linguagens gestuais e algumas das actividades do PACE. Fonte: MORRIS (1988).alguns dos subtestes do MTDDA são utilizados na avaliação deste tipo de distúrbios. 3) alvo + estímulo visualmente semelhante (os restantes estímulos não-relacionados). -------------------------------------------------------------------------------3078 $ compressão I F compression compression Classificação: Terminologia Definição: Transformação de uma palavra numa forma mais simples para o tratamento informático. As imagens são seleccionadas de modo a formar subtestes: 1) alvo + estímulos não-relacionados. -------------------------------------------------------------------------------2607 $ compreensão lexical com elementos distractores visuais e semânticos I lexical understanding with visual and semantic distractors Classificação: Psicolinguística Definição: Foi projectado por Dorothy Bishop e consiste num teste com imagens seleccionadas para avaliar a capacidade do paciente em compreender palavras isoladas apresentadas auditiva ou visualmente e em associá-las às imagens. 2) alvo + um único estímulo relacionado semanticamente (restantes estímulos não-relacionados). dividido de maneira ao paciente ter de escolher uma de entre quatro ou oito imagens. Em casos extremos o doente pode parecer surdo e não apenas incapaz de perceber o que lhe é exigido. Fonte: NORMALISATION FRANÇAISE (1990).

factores como a ininteligibilidade de articulação ou a associação idiosincrática de palavras reduzem a eficiência da transmissão da mensagem. diz-se que há comunicação quando a informação recebida e a enviada coincidem. mas em que a indicação de género não se manifesta morfologicamente.Semântica Morfologia Definição: Especificação de género para os nomes que têm dois valores possíveis (masculino ou feminino). o que. explorar e organizar os ambientes e trocar mensagens e informações. ou seja estabelecer relações interpessoais. não é considerado tão eficaz como deixar o sujeito comunicar naturalmente. Na prática. os afásicos eram tratados com actividades de tipo "conclusão de frases" e "nomeação de ilustrações". com o seu estado físico. etc. -------------------------------------------------------------------------------3463 $ comunicação I F communication communication Termos Relacionados: 3380 competência linguística 3426 linguagem Classificação: Termos Gerais Definição: Transmissão de informação entre uma fonte e um receptor através de um sistema de sinais. Exemplos: o intérprete / a intérprete. No passado. uma vez que o falante transmite não só informação que ele próprio selecciona. A terapia tem de focar outras funções de linguagem. . hoje em dia. regular o comportamento dos outros. Usa os perfis de comunicação para determinar o tipo de comunicação funcional de que o indivíduo precisa. Para além destes factores. Teoricamente. devem levar-se em consideração os graus de controlo de transmissão da mensagem. -------------------------------------------------------------------------------2606 $ comunicação funcional I functional communication Classificação: Psicolinguística Definição: Tipo de comunicação utilizada especialmente no tratamento de doentes afásicos. Fonte: CRYSTAL (1980a). satisfazer necessidades materiais e desejos. porém. mas também outro tipo de sinais relacionados com a sua idade.

embora não partilhem. (um fonema. diz-se que a comutação se aplica no plano da expressão.) por outro com o fim de observar. etc. Em glossemática. e determinar a consequência dessa substuição no significado. Fonte: ROMAINE (1982). avaliar. -------------------------------------------------------------------------------3533 $ comutação I F commutation commutation Termos Relacionados: 1384 denotação 3216 permutação Classificação: Lexicologia Definição: Operação que consiste em substituir um elemento pertencente a um significante. -------------------------------------------------------------------------------1211 $ comutação I F commutation commutation Termos Relacionados: 1223 contraste fonológico 369 par mínimo . uma oração. um morfema. Fonte: CERDÁ MASSÓ et alii (1986). necessariamente. -------------------------------------------------------------------------------438 I F $ comunidade linguística language community communauté linguistique Termos Relacionados: 439 sistema linguístico 393 variedade linguística Classificação: Sociolinguística Definição: Grupo de falantes que partilham um conjunto comum de normas e regras linguísticas.Fonte: MORRIS (1988). a mesma língua.

-------------------------------------------------------------------------------3483 $ concatenação I F concatenation concatenation Classificação: Sintaxe Definição: Processo de formação de sequências de elementos numa estrutura linear. Exemplo: D + N + A ou D ∩ N ∩ A. o conceito de "árvore"). com o objectivo de determinar se os referidos sons são fonemas da língua. O conceito reúne numa classe os elementos que têm características comuns. Qualquer conceito apresenta assim características de abstracção e de generalização. Fonte: CRYSTAL (1980a). Fonte: CHOMSKY (1965). ex. apesar das diferenças que possam existir entre eles. -------------------------------------------------------------------------------3079 $ conceito I F concept concept Termos Relacionados: 3076 compreensão 2705 extensão 3198 noção Classificação: Lexicologia Semântica Definição: Ideia abstracta que pode aplicar-se a diferentes experiências ou objectos que apresentam aspectos comuns (p. Fonte: GALISSON & COSTE (1976). .1214 unidade contrastiva Classificação: Fonologia Definição: Termo usado por alguns fonólogos para referir um processo de substituição de sons com o objectivo de mostrar o contraste existente entre eles. Este processo utiliza-se em duas palavras que constituem um par mínimo.

Em português. . -------------------------------------------------------------------------------1579 $ concordância Ab I F $ CONC AGR agreement accord Sinónimos: 1785 acordo Classificação: Sintaxe Morfologia Definição: Termo que refere uma relação formal entre elementos.-------------------------------------------------------------------------------3080 $ conceito I F concept concept Sinónimos: 3198 noção Termos Relacionados: 3199 noção coordenada 3200 noção emprestada 3201 noção subordinada 3202 noção superordenada Classificação: Lexicologia Terminologia Definição: Unidade de pensamento construída por abstracção a partir das propriedades atribuídas a um objecto ou a uma classe de objectos. concordam em género e número com o núcleo nominal da construção a que pertencem. e o adjectivo em posição atributiva. Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). de acordo com a qual a forma de uma palavra requer uma forma correspondente de uma outra. bem como os determinantes e quantificadores. Fonte: MATEUS et alii (1983). É o núcleo do sintagma acordo ou sintagma concordância. o verbo concorda com o sujeito em pessoa e número. o adjectivo em posição predicativa concorda com o sujeito em género e número. / NORMALISATION FRANÇAISE (1990).

-------------------------------------------------------------------------------3083 $ concordância terminológica I F terminological concordance concordance terminologique Classificação: Terminologia Definição: Lista ordenada de termos extraídos de um texto e acompanhados da referência de cada ocorrência e de uma parte do contexto. Fonte: NORMALISATION FRANÇAISE (1990). Neste sentido. Em gramática generativa. o objectivo principal da linguística seria o de fornecer uma teoria explanatória adequada e maximamente restritiva. a restrição pode referir-se à teoria da construção das gramáticas: uma teoria linguística precisa de ser restritiva de modo a limitar uma classe de gramáticas potenciais. Fonte: CRYSTAL (1980a). . Fonte: SALEM (1987). -------------------------------------------------------------------------------3082 $ concordancier F concordancier Classificação: Lexicologia Definição: Conjunto de concordâncias relativas a uma selecção ou à totalidade das formas do corpus. -------------------------------------------------------------------------------3440 $ condição I F condition condition Sinónimos: 3439 restrição Classificação: Termos Gerais Definição: Factor (ou conjunto de factores) que limita a aplicação de uma regra de modo a assegurar a geração de unidades linguísticas bem-formadas.

Fonte: CHOMSKY (1981).. Esta condição estipula que qualquer transformação que é aplicada a uma estrutura com a forma [S . -------------------------------------------------------------------------------3473 $ condição de A-sobre-A I F A-over-A condition condition de A-sur-A Classificação: Sintaxe Definição: Condição sobre o funcionamento de determinadas transformações. ] S relativamente a qualquer categoria A tem de ser aplicada à projecção máxima de tipo A.-------------------------------------------------------------------------------3654 $ condição da ilha nominativa I F NIC nominative island condition condition des îlots nominatifs Classificação: Sintaxe Definição: Termo que refere as restrições impostas ao movimento de constituintes de uma oração finita. isto é. com um sujeito marcado com caso nominativo. -------------------------------------------------------------------------------3653 $ condição das orações finitas I F TSC tensed-S condition condition des proposition à temps fini Classificação: Sintaxe Definição: Termo que designa as restrições ao movimento de constituintes para o exterior ou para o interior de uma oração subordinada temporalizada (ou finita).. Fonte: CHOMSKY (1981). Fonte: CHOMSKY (1981). -------------------------------------------------------------------------------- ... ] A. [A ...

Fonte: CHOMSKY (1981). Allen que prevê que nenhuma regra de formação de palavras possa envolver X e Y. a menos que Y seja o único elemento contido no ciclo adjacente a X.2244 $ condição de átomo I atom condition Termos Relacionados: 209 formação de palavras Classificação: Morfologia Definição: Condição proposta por E. . -------------------------------------------------------------------------------2243 $ condição de adjacência I adjacency condition Termos Relacionados: 209 formação de palavras Classificação: Morfologia Definição: Condição enunciada por M. Em inglês esta condição é mais forte do que em português. Exemplos: "John bought a nice picture". segundo a qual a estrutura interna de uma forma não é relevante para uma derivação posterior: uma restrição de selecção na adjunção do afixo X a Y só pode referir traços realizados em Y. "*John bought yesterday a nice picture". Williams. -------------------------------------------------------------------------------3452 $ condição de adjacência I adjacency Termos Relacionados: 1850 atribuição de caso Classificação: Sintaxe Definição: Condição estrutural que estipula que os complementos têm de estar adjacentes ao seu núcleo para poderem ser marcados com caso. Fonte: WILLIAMS (1981 a). pelo que não é possível introduzir nenhum constituinte entre o verbo e o seu objecto directo.

-------------------------------------------------------------------------------1300 $ condição de estrutura de sílaba I syllable structure condition Termos Relacionados: 601 sílaba Classificação: Fonologia Definição: Princípio que restringe a estrutura das combinações silábicas de uma língua.Fonte: ALLEN (1978). como é requerido pela fonologia generativa tradicional. tendo por base o conjunto de fonemas e morfemas possíveis na mesma. Fonte: SCHANE (1973). Fonte: SCHANE (1973). -------------------------------------------------------------------------------1196 $ condição de generalização verdadeira I true generalisation condition Classificação: Fonologia Definição: Condição que estipula que todas as regras devem expressar generalizações sobre as relações entre as formas das estruturas de superfície do modo mais directo e transparente possível: as regras fonológicas devem relacionar as formas de superfície umas com as outras. Fonte: MATEUS & VILLALVA (1985) . -------------------------------------------------------------------------------1301 $ condição de estrutura morfemática I morpheme structure condition Classificação: Fonologia Definição: Princípio que restringe a estrutura das combinações morfemáticas duma língua. em vez de as relacionar com um conjunto de formas abstractas subjacentes. Exemplo: restrição do número de consoantes que podem ocorrer em posição inicial de sílaba.

-------------------------------------------------------------------------------1195 $ condição de não-ordenação I no-ordering condition Termos Relacionados: 661 fonologia generativa natural Classificação: Fonologia Definição: Condição que não permite. -------------------------------------------------------------------------------3512 $ condição de visibilidade I F visibility condition condition de visibilité Termos Relacionados: . a ordenação extrínseca de regras." Fonte: SEARLE (1969). num directivo é querer. O teor da condição de sinceridade é variável consoante o tipo de acto ilocutório que se realiza. em fonologia generativa natural. a condição de sinceridade é "o locutor tenciona fazer a acção A. num compromissivo é intenção. etc. Num acto ilocutório assertivo a condição de sinceridade é crença. Fonte: MATEUS & VILLALVA (1985) -------------------------------------------------------------------------------717 I F $ condição de sinceridade sincerity condition condition de sincérité Termos Relacionados: 680 acto ilocutório 722 condição essencial 719 condições de entrada e saída 718 condições de felicidade 964 condições preparatórias Classificação: Pragmática Definição: Condição de felicidade que estabelece o estado psicológico expresso na realização de um acto ilocutório. Exemplo: num acto compromissivo de prometer.

Esta condição impede o movimento de qualquer constituinte. -------------------------------------------------------------------------------3652 $ condição do sujeito especificado I F SSC specified subject condition condition du sujet spécifié Classificação: Sintaxe Definição: Termo que designa um tipo de restrição ao movimento de constituintes bem como às regras interpretativas. O seu teor varia de acto ilocutório para acto ilocutório. pronominal ou vestígio). ou o seu relacionamento fora de uma oração subordinada ou de um sintagma nominal que contenha um sujeito especificado (SN lexical.1844 3524 teoria do caso teoria temática Classificação: Sintaxe Definição: Condição que estipula a associação da teoria temática com a teoria do caso e que é enunciada da seguinte maneira: um elemento só é visível para a atribuição de um papel temático se estiver numa posição com caso ou se for PRO. Fonte: CHOMSKY (1981). No caso do acto ilocutório compromissivo de prometer a condição . à excepção do sujeito. Fonte: CHOMSKY (1985). -------------------------------------------------------------------------------722 I F $ condição essencial essential condition condition essentielle Termos Relacionados: 680 acto ilocutório 717 condição de sinceridade 719 condições de entrada e saída 718 condições de felicidade 964 condições preparatórias Classificação: Pragmática Definição: Condição de felicidade que delimita a característica primordial do acto ilocutório que se pretende realizar.

ou [-T. 2) ao expressar que p." Fonte: SEARLE (1969). atribuído. 3) um SN é oblíquo se for regido por P. -------------------------------------------------------------------------------3511 $ condições de atribuição de caso estrutural I F conditions on structural case assignment conditions d'assignation de cas structural Termos Relacionados: 1844 teoria do caso Classificação: Sintaxe Definição: O caso estrutural é. Fonte: CHOMSKY (1981). O teor das condições de conteúdo proposicional varia consoante o acto ilocutório que se realiza. de acordo com as seguintes condições: 1) um SN é nominativo se for regido por FLEX [+T. o locutor predica um futuro acto A seu. No caso do acto ilocutório compromissivo de prometer. +AC] (= orações infinitas). as duas condições do conteúdo proposicional são: 1) locutor expressa que p na enunciação de uma frase F. -------------------------------------------------------------------------------963 I F $ condições de conteúdo proposicional propositional content conditions conditions de contenu propositionnel Termos Relacionados: 680 acto ilocutório 717 condição de sinceridade 722 condição essencial 719 condições de entrada e saída 718 condições de felicidade 964 condições preparatórias Classificação: Pragmática Definição: Duas das condições de felicidade para a realização de actos ilocutórios. .que delimita a sua característica primordial e que portanto funciona como condição essencial é "O Locutor pretende que a enunciação da frase F o coloque na obrigação de fazer o acto A. +AC ] (= orações finitas). 2) um SN é acusativo se for regido por V transitivo. ou [-T. +AC ] (= orações de infinitivo flexionado). em estrutura-S. 4) um SN é genitivo quando é complemento de N-barra regido pela preposição "de". normalmente.

-------------------------------------------------------------------------------719 I F $ condições de entrada e saída input and output conditions conditions de départ et d'arrivée Termos Relacionados: 717 condição de sinceridade 722 condição essencial 718 condições de felicidade 964 condições preparatórias Classificação: Pragmática Definição: Na teoria dos actos de fala de Searle diz-se que se verificam as condições normais de entrada e saída para a prática de actos ilocutórios. -------------------------------------------------------------------------------718 I F $ condições de felicidade felicity conditions conditions de félicité Termos Relacionados: 680 acto ilocutório 717 condição de sinceridade 722 condição essencial 719 condições de entrada e saída 964 condições preparatórias Classificação: Pragmática Definição: Diz-se das condições necessárias para a realização de actos ilocutórios. se tiverem consciência do que estão a fazer e não estiverem a agir sob coacção ou ameaça. Fonte: SEARLE (1969). As condições de entrada e saída são apenas uma das várias condições de felicidade dos actos ilocutórios. -------------------------------------------------------------------------------- . São as condições que devem estar preenchidas para que um acto ilocutório não seja defectivo. Fonte: SEARLE (1969). se não estiverem a representar no teatro ou a contar anedotas.. etc.Fonte: SEARLE (1969). se o locutor e o alocutário souberem ambos falar a língua e não houver impedimentos para o fazer.

. Exemplo: se concluísses o trabalho ainda poderias / podias ir ao cinema. as duas condições preparatórias são: 1) o alocutário prefere que o locutor faça o acto A a que não o faça e o locutor acredita que o alocutário prefere que ele faça A a que não o faça. -------------------------------------------------------------------------------1580 $ condicional I F conditional conditionnel Sinónimos: 1581 futuro do pretérito Termos Relacionados: 1748 modo 1696 tempo Classificação: Semântica Morfologia Definição: Tempo verbal que pode exprimir um futuro do passado ou pode ocorrer em enunciados hipotéticos ou contrafactuais. 2) não é óbvio nem para o locutor nem para o alocutário que o locutor fará A no curso normal dos acontecimentos. o condicional resulta da composição do infinitivo com formas contraídas do pretérito imperfeito do verbo latino "habere" (ex: amar + ia). Fonte: MATEUS et alii (1983). Nalgumas construções é comum uma oscilação entre este tempo e o pretérito imperfeito. No caso do acto ilocutório compromissivo de prometer. Fonte: SEARLE (1969).964 I F $ condições preparatórias preparatory conditions conditions préliminaires Termos Relacionados: 680 acto ilocutório 717 condição de sinceridade 722 condição essencial 719 condições de entrada e saída 718 condições de felicidade 967 conteúdo proposicional Classificação: Pragmática Definição: Duas das condições de felicidade para a realização de actos ilocutórios. De um ponto de vista diacrónico.

do ponto de vista linguístico parece estranho que a relação seja verdadeira. se o antecedente é falso e o consequente é verdadeiro.. que só é falsa quando o antecedente é verdadeiro e o consequente falso. Exemplo: se concluísses o trabalho ainda poderias / podias ir ao cinema.-------------------------------------------------------------------------------3334 $ condicional I conditional Sinónimos: 2736 implicação material Termos Relacionados: 2988 bicondicional Classificação: Semântica Definição: Relação entre duas proposições P e Q (P → Q) / P ⊃ Q. -------------------------------------------------------------------------------- . embora linguisticamente esta seja muito mais complexa. Temos aqui um caso em que os conectores lógicos e os do português variam. De um ponto de vista diacrónico.. respectivamente antecedente e consequente. o condicional resulta da composição do infinitivo com formas contraídas do pretérito imperfeito do verbo latino "habere" (ex: amar + ia). Nalgumas construções é comum uma oscilação entre este tempo e o pretérito imperfeito.então". Corresponde à construção "se. No entanto. -------------------------------------------------------------------------------1580 $ condicional I F conditional conditionnel Sinónimos: 1581 futuro do pretérito Termos Relacionados: 1748 modo 1696 tempo Classificação: Sintaxe Definição: Tempo verbal que pode exprimir um futuro do passado ou pode ocorrer em enunciados hipotéticos ou contrafactuais. Fonte: MATEUS et alii (1983).

pronuncia-se como palatal [+ sonora] ou [.47 I $ condicionamento conditioning Termos Relacionados: 146 condicionamento paradigmático 52 condicionamento sintagmático Classificação: Linguística Histórica Definição: Factor intralinguístico que determina que um segmento fonético evolua numa determinada direcção.sonora] conforme o valor do . Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------1213 $ condicionamento fonético I phonetic conditioning Termos Relacionados: 1796 condicionamento fonológico 1355 contexto 975 variante condicionada Classificação: Fonética Definição: Termo usado em linguística para referir a forma que uma unidade fonética toma quando é parcial ou totalmente determinada pelo contexto fonético em que ocorre. Fonte: BYNON (1977). embora grafado sempre com "s". -------------------------------------------------------------------------------1796 $ condicionamento fonológico I phonological conditioning Termos Relacionados: 1213 condicionamento fonético Classificação: Fonologia Definição: Forma fonológica assumida por uma unidade linguística por imposição do contexto em que ocorre. Exemplo: em português o morfema do plural.

-------------------------------------------------------------------------------52 I $ condicionamento sintagmático syntagmatic conditioning Termos Relacionados: 27 assimilação . Nalguns processos evolutivos operam conjuntamente condicionamentos paradigmáticos e sintagmáticos. Fonte: HOCK (1986). Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------146 I $ condicionamento paradigmático paradigmatic conditioning Termos Relacionados: 164 analogia 52 condicionamento sintagmático Classificação: Linguística Histórica Definição: Conjunto de relações de interdependência que mantêm entre si todos os elementos de um sistema linguístico.traço [sonoro] da consoante que se lhe segue. Exemplo: amável → amabilidade. a evolução das oclusivas intervocálicas latinas ou os fenómenos de analogia. -------------------------------------------------------------------------------1582 $ condicionamento morfológico I morphological conditioning Termos Relacionados: 1529 alomorfia Classificação: Morfologia Definição: Factor relacionado com a estrutura morfológica que determina a ocorrência de um dado alomorfe. ou como /z/ se estiver antes de uma vogal. sendo essas relações o factor determinante da mudança de um elemento ou de um sector do mesmo sistema. São exemplos de mudanças condicionadas paradigmaticamente a evolução do sistema vocálico latino.

Estes conectores fazem parte do vocabulário de outros sistemas lógicos. Os fenómenos de assimilação e dissimilação são exemplos de mudanças condicionadas sintagmaticamente. -------------------------------------------------------------------------------1586 $ conector I F connector connecteur Classificação: Morfologia Sintaxe Definição: Palavra ou morfema cuja função básica é a de ligar unidades linguísticas em qualquer nível. para formar fórmulas válidas (ou bem formadas). Exemplos: (P ∨ Q). '∨' (disjunção). ~P. Os conectores lógicos do cálculo proposicional são '~' (negação) '&' (conjunção). ~ (P & Q) são expressões (ou fórmulas) bem formadas do cálculo proposicional. diferentemente dos outros. Exemplo: conjunções. na cadeia falada. -------------------------------------------------------------------------------2992 $ conector lógico I F logical connective connecteur logique Sinónimos: 3006 operador lógico verifuncional Classificação: Semântica Definição: Símbolo com um valor fixo que se combina com variáveis proposicionais num cálculo lógico.146 53 condicionamento paradigmático dissimilação Classificação: Linguística Histórica Definição: Contexto em que um segmento fonético ocorre. Note-se que '~' é um operador unário. . Fonte: ANDERSON (1973). Fonte: PARTEE et alii (1990). '↔' (bicondicional). sendo esse contexto o factor que determina uma certa evolução desse segmento. Nalguns processos evolutivos interagem condicionamentos sintagmáticos e paradigmáticos.

Exemplo: em inglês. -------------------------------------------------------------------------------3527 $ configuração estrutural I F structural configuration configuration structurelle Sinónimos: 3520 configuracionalidade Termos Relacionados: 3513 língua configuracional 3519 propriedades de natureza configuracional Classificação: Sintaxe Definição: Termo utilizado em gramática generativa relativamente às representações . Fonte: CRYSTAL (1980a).-------------------------------------------------------------------------------1587 $ conector zero I zero connector Termos Relacionados: 1586 conector Classificação: Sintaxe Definição: Nos contextos em que um conector habitualmente ocorre. em certas condições. "he said he was coming / he said that he was coming". a sua ausência pode. -------------------------------------------------------------------------------1098 $ configuração I F configuration configuration Classificação: Termos Gerais Definição: Qualquer disposição de elementos formalmente identificável. ser referida como conector zero. Fonte: CRYSTAL (1980a).

estruturais das línguas que apresentam uma determinada hierarquia dos constituintes da frase. -------------------------------------------------------------------------------3520 $ configuracionalidade I F configurationality configurationalité Sinónimos: 3527 configuração estrutural Termos Relacionados: 3513 língua configuracional 3519 propriedades de natureza configuracional Classificação: Sintaxe Definição: Termo utilizado em gramática generativa relativamente às representações estruturais das línguas que apresentam uma determinada hierarquia dos constituintes da frase. Fonte: DUBOIS et alii (1973). -------------------------------------------------------------------------------2326 $ conflito de género F conflit de genre Termos Relacionados: 1645 género Classificação: Morfologia Semântica Definição: Fenómeno que decorre de uma contradição entre o género gramatical e o género natural. Fonte: CHOMSKY (1981). -------------------------------------------------------------------------------2109 $ conflito de regras I rule conflict . Fonte: CHOMSKY (1981).

Este tipo de conhecimento é parte intrínseca da realidade do falante e é ele que permite a descodificação de muitos enunciados. -------------------------------------------------------------------------------642 I $ conflito linguístico linguistic conflict Classificação: Sociolinguística Definição: Situação em que dois ou mais grupos lutam pelo poder linguístico. como o grafito "Abaixo a lei Barreto". Também se diz que as variantes de uma mesma variável estão em conflito linguístico quando concorrem socialmente dentro do sistema. Fonte: MARCELLESI & GARDIN (1974).Termos Relacionados: 2110 grelha implicacional 430 isolecto Classificação: Sociolinguística Definição: Situação em que. entre um isolecto A que contém a regra x e o isolecto C que contém a regra y. há um isolecto B em que a aplicação da regra x alterna com a aplicação da regra y. . -------------------------------------------------------------------------------939 I $ conhecimento anterior background knowledge Sinónimos: 2112 conhecimento do mundo Termos Relacionados: 951 conhecimento mútuo Classificação: Pragmática Definição: Conhecimento que o falante tem e usa na sua experiência linguística quotidiana e que extravasa o simples conhecimento linguístico. cuja compreensão plena depende do conhecimento anterior do alocutário relativamente às medidas sobre a Reforma Agrária tomadas por um Ministro da Agricultura de nome António Barreto. Fonte: BICKERTON (1973). Fonte: LEVINSON (1983).

-------------------------------------------------------------------------------951 I $ conhecimento mútuo mutual knowledge Termos Relacionados: 938 coerência 939 conhecimento anterior Classificação: Pragmática Definição: Conhecimento geral partilhado pelos falantes numa situação de comunicação. o conhecimento mútuo é agente da chamada coerência discursiva e determina a existência de trocas conversacionais como: A: Dás-me boleia para casa? B: Vou visitar os meus pais. Fonte: LEVINSON (1983). como o grafito "Abaixo a lei Barreto". cuja compreensão plena depende do conhecimento anterior do alocutário relativamente às medidas sobre a Reforma Agrária tomadas por um Ministro da Agricultura de nome António Barreto. Factor de economia linguística. -------------------------------------------------------------------------------480 I $ conjectura conjecture . Este tipo de conhecimento é parte intrínseca da realidade do falante e é ele que permite a descodificação de muitos enunciados. Saber que os pais de B vivem na direcção oposta à casa de A faz parte do conhecimento mútuo dos interlocutores. Fonte: LEVINSON (1983).-------------------------------------------------------------------------------2112 $ conhecimento do mundo I background knowledge Sinónimos: 939 conhecimento anterior Termos Relacionados: 951 conhecimento mútuo Classificação: Pragmática Definição: Conhecimento que o falante tem e usa na sua experiência linguística quotidiana e que extravasa o simples conhecimento linguístico.

aspecto. e a terceira. em que a vogal temática é [e] (beber). tempo. Em português. em que a vogal temática é [i] (unir). ou por uma forma verbal principal e um verbo auxiliar. -------------------------------------------------------------------------------1590 $ conjugação perifrástica I periphrastic conjugation Termos Relacionados: 1589 conjugação 1750 forma perifrástrica 2329 forma verbal composta 1749 perífrase Classificação: Sintaxe Morfologia . -------------------------------------------------------------------------------1589 $ conjugação I F conjugation conjugaison Termos Relacionados: 1590 conjugação perifrástica 1628 flexão verbal 1700 vogal temática Classificação: Morfologia Definição: Paradigma de formas verbais constituídas por um radical. pessoa e número. sem apoio em testemunhos. uma vogal temática e afixos de modo. em que a vogal temática é [a] (andar). a segunda.F emendatio Sinónimos: 481 emendatio ope ingenii Termos Relacionados: 490 crítica textual 491 edição crítica Classificação: Filologia Definição: Lição reconstruída pelo editor. existem três conjugações: a primeira. destinada ao preenchimento de uma lacuna ou à emenda de um erro presente na tradição.

Em cálculo proposicional.Definição: Conjugação que recorre a formas verbais em que o verbo aparece numa das suas formas compostas. Fonte: CÂMARA (1984). se tanto "P" como "Q" forem verdadeiras. A relação semântica em que se baseia a conjunção é a compatibilidade. caso contrário. por meio do conector lógico '&' (também representado por '∧'. a conjunção é falsa. -------------------------------------------------------------------------------2993 $ conjunção I F conjunction conjonction Classificação: Semântica Definição: Em lógica.'). Uma conjunção é verdadeira. as proposições que a compõem. forem ambas verdadeiras. e apenas se. "mas" muitas vezes traduzido por '&'. . mas nem sempre. a conjunção é a operação de combinação de duas ou mais proposições. se. Fonte: MATEUS et alii (1983). e é verdadeira. -------------------------------------------------------------------------------1592 $ conjunção I F conjunction conjonction Termos Relacionados: 1586 conector 1593 conjunção coordenativa 1594 conjunção subordinativa Classificação: Sintaxe Morfologia Definição: Tipo de junção que articula sequencialmente frases cujos conteúdos proposicionais se verificam num dado intervalo de tempo e num dado mundo seleccionado por um dado texto. formando uma proposição complexa. '. Por exemplo. Do ponto de vista linguístico '&' corresponde por vezes a 'é. Fonte: LYONS (1977). as proposições conjuntas. (P & Q) é uma proposição complexa que resulta da conjunção de "P" e de "Q". mas falsa se uma ou ambas as conjuntas forem falsas.

quando. -------------------------------------------------------------------------------1594 $ conjunção subordinativa I F subordinating conjunction conjonction de subordination Termos Relacionados: 1592 conjunção Classificação: Sintaxe Morfologia Definição: Conectores frásicos que ligam duas orações. combinadas por meio do .-------------------------------------------------------------------------------1593 $ conjunção coordenativa I F co-ordinating conjunction conjonction de coordination Termos Relacionados: 1592 conjunção Classificação: Morfologia Sintaxe Definição: Conectores frásicos que relacionam termos ou orações de idêntica função gramatical. -------------------------------------------------------------------------------2994 $ conjuntas I conjuncts Sinónimos: 3013 proposições conjuntas Classificação: Semântica Definição: Em lógica. dizem-se conjuntas as proposições que. Exemplo: e. Exemplo: porque. mas. Fonte: CRYSTAL (1980a). ou. Fonte: CUNHA & CINTRA (1984). uma das quais determina ou completa o sentido da outra. se.

O modo conjuntivo ocorre ainda nas orações subordinadas que contêm uma negativa explícita ou lexicalizada. e. com alguns predicadores de actividade mental. ou é um predicado de uma construção causativa (isto tudo faz com que ele venha). O conjuntivo ocorre obrigatoriamente em orações subordinadas em que predicador da oração subordinante é avaliativo (surpreendeme que venhas cedo). i. Fonte: LYONS (1977). formam uma proposição complexa. como seus elementos constituintes. volitivo/optativo (desejo que venhas). itens que mantêm entre si uma relação de sentido . cuja modalidade é possível ou contingente (eu acredito que ele venha). caso contrário.conector '&'. as conjuntas que a compõem forem ambas verdadeiras. -------------------------------------------------------------------------------1591 $ conjuntivo I F subjunctive subjonctif Termos Relacionados: 1748 modo Classificação: Morfologia Sintaxe Semântica Definição: Modo que aparece fundamentalmente ligado a um estado de coisas reconhecido pelo locutor ou como possível ou como contigente. a conjunção é falsa. Fonte: MATEUS et alii (1983). se. A conjunção. e apenas se. Em português. o modo conjuntivo pode ocorrer em estruturas complexas de coordenação e de subordinação (se fores jantar fora. telefona-me).. -------------------------------------------------------------------------------2416 $ conjunto cíclico I cyclical set Sinónimos: 2415 ciclo Termos Relacionados: 2417 conjunto serial 1397 incompatibilidade Classificação: Semântica Definição: Designa-se por ciclo ou conjunto cíclico o grupo de lexemas que tem. a proposição complexa é verdadeira.

Fonte: LYONS (1977). por oposição ao conjunto serial das patentes militares. de tal modo que o significado de cada lexema é em parte determinado pela posição que o mesmo ocupa na série. pois ao contrário desta. Fonte: LYONS (1977). como. a conotação varia de sujeito para sujeito e consoante o uso que os mesmos fazem dos lexemas. -------------------------------------------------------------------------------1383 $ conotação I F connotation connotation Termos Relacionados: 1384 denotação 1385 polissemia Classificação: Semântica Definição: Nome dado à relação existente entre um lexema e as diferentes possibilidades de significação sugeridas ao sujeito falante pelo seu significado. os conjuntos cíclicos não têm. que aponta para a relação entre o lexema e a entidade ou entidades extra-linguísticas a que o lexema se refere como parte integrante do seu significado. os conjuntos seriais. por exemplo. É necessário distinguir também conotação de polissemia. como por exemplo o ciclo dos dias da semana. que têm um princípio e um fim de certo modo indefinidos. que é pré-existente ao uso. na sua estruturação interna. Ao contrário dos conjuntos seriais. Conotação distingue-se de denotação.baseada na sua sucessibilidade. -------------------------------------------------------------------------------2417 $ conjunto serial I serial set Termos Relacionados: 2415 ciclo 1397 incompatibilidade Classificação: Semântica Definição: Conjunto de lexemas que mantêm entre si uma relação de sentido baseada na incompatibilidade e não-graduabilidade mútuas e que são estruturados em função da sua sucessibilidade. . Ao contrário dos conjuntos cíclicos (ex: meses do ano). têm um princípio e um fim claramente definidos. um fim e um princípio definidos. o das patentes militares.

em que P → Q ("P implica Q" ou "se P. então Q") designa-se por consequente ou implicada a proposição que resulta da implicação.Fonte: LYONS (1977). -------------------------------------------------------------------------------1309 $ consoante I F consonant consonne Termos Relacionados: 1158 semivogal 1246 vogal Classificação: Fonética Fonologia . -------------------------------------------------------------------------------2399 $ consequente I F consequent conséquent Sinónimos: 2421 implicado Classificação: Semântica Definição: Na relação de implicação que se estabelece entre duas proposições. no caso a proposição Q. Fonte: CARVALHO (1973). -------------------------------------------------------------------------------2169 $ consecutio temporum F concordance Classificação: Morfologia Sintaxe Definição: Condicionamento formal do verbo da proposição subordinada pela forma do verbo da principal (subordinante). Fonte: LYONS (1977).

No entanto. mas a distensão que se segue é suficientemente lenta para produzir uma fricção audível. -------------------------------------------------------------------------------315 I F $ consoante alveolo-palatal alveo-palatal consonant alveolo-palatal consonant consonne alvéopalatale consonne palato-alvéolaire Sinónimos: 325 consoante palato-alveolar Termos Relacionados: 273 alvéolos 362 palato Classificação: Fonética Definição: Consoante produzida com elevação da língua (envolvendo a lâmina e a parte central) em direcção à área entre os alvéolos e o palato duro. um elemento fricativo nestas consoantes. Exemplo: as consoantes fricativas palatais em português. A libertação inicial de ar produz uma consoante oclusiva. a duração desta fricção não é tão longa quanto seria no caso de uma consoante fricativa. as consoantes são unidades que funcionam nas margens das sílabas. existindo assim. é um som produzido com uma obstrução ou estreitamento do tracto vocal em que a passagem do ar é completamente bloqueada ou tão restringida que se verifica uma fricção audível. .Definição: Uma das grandes categorias usadas para a classificação dos sons da fala. -------------------------------------------------------------------------------314 I F $ consoante africada affricate consonant consonne affriquée Termos Relacionados: 320 consoante fricativa 324 consoante oclusiva Classificação: Fonética Definição: Consoante produzida quando a pressão do ar que se encontra bloqueada por uma oclusão no tracto vocal é gradualmente libertada. Fonte: CRYSTAL (1980a). Do ponto de vista fonológico. Articulatoriamente.

-------------------------------------------------------------------------------316 I F $ consoante apical apical consonant consonne apicale Termos Relacionados: 327 apex da língua Classificação: Fonética Definição: Consoante produzida com intervenção do apex da língua. Exemplos: [m]. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------318 I F $ consoante bilabial bilabial consonant consonne bilabiale Classificação: Fonética Definição: Consoante produzida com intervenção de ambos os lábios. na variante dialectal da fricativa /s/ no português.Fonte: LADEFOGED (1982). [b] em português. como é o caso de certas oclusivas em determinados contextos. [p]. -------------------------------------------------------------------------------317 I F $ consoante aspirada aspirated consonant consonne aspirée Termos Relacionados: 296 articulação secundária 224 aspiração Classificação: Fonética Definição: Consoante cuja articulação é acompanhada por ruído respiratório audível. por exemplo. . Esta articulação encontra-se presente nos sons retroflexos e.

isto é. -------------------------------------------------------------------------------1053 $ consoante dental I F dental consonant consonne dentale Termos Relacionados: 270 articuladores passivos Classificação: Fonética Definição: Consoante produzida com um ponto de articulação dental. -------------------------------------------------------------------------------1052 $ consoante dorsal I F dorsal consonant consonne dorsale Termos Relacionados: 1034 dorso da língua 363 palato duro 304 palato mole Classificação: Fonética . em que os dentes superiores constituem o articulador passivo. -------------------------------------------------------------------------------1930 $ consoante constritiva I constricted sound Termos Relacionados: 320 consoante fricativa 231 constrição 1293 obstrução Classificação: Fonética Definição: Classificação que tradicionalmente se atribui às consoantes fricativas.Fonte: LADEFOGED (1982). laterais e vibrantes por oposição às oclusivas. Fonte: CUNHA & CINTRA (1984).

e. e. à região palatal ou velar). Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------- . i. Fonte: LADEFOGED (1982).. -------------------------------------------------------------------------------319 I F $ consoante ejectiva ejective consonant consonne éjective consonne glottalisée Termos Relacionados: 322 consoante implosiva 260 mecanismo de fluxo de ar glotal 251 som egressivo 250 som ingressivo Classificação: Fonética Definição: Consoante produzida com um mecanismo de fluxo de ar glotal egressivo.Definição: Consoante produzida com elevação do dorso da língua em direcção à parte superior da cavidade bucal (i. Fonte: LADEFOGED (1982). em que a massa de ar é movida por acção de um movimento ascendente da glote. -------------------------------------------------------------------------------981 I $ consoante faríngea pharyngeal consonant Sinónimos: 980 consoante faringal Termos Relacionados: 983 faringalização 984 raíz da língua Classificação: Fonética Definição: Consoante produzida com o recuo da raiz da língua em direcção à parede posterior da faringe..

Fonte: LADEFOGED (1982). -------------------------------------------------------------------------------322 I F $ consoante implosiva implosive consonant consonne implosive Termos Relacionados: 319 consoante ejectiva 260 mecanismo de fluxo de ar glotal 251 som egressivo 250 som ingressivo .980 I F $ consoante faringal pharyngeal consonant consonne pharyngale Sinónimos: 981 consoante faríngea Termos Relacionados: 983 faringalização 984 raíz da língua Classificação: Fonética Definição: Consoante produzida com o recuo da raiz da língua em direcção à parede posterior da faringe. Fonte: LADEFOGED (1982). de tal forma que os dois articuladores se encontram suficientemente próximos para que o fluxo de ar que passa por eles entre em turbulência. gerando fricção audível. -------------------------------------------------------------------------------320 I F $ consoante fricativa fricative consonant consonne fricative Termos Relacionados: 357 traço estridente Classificação: Fonética Definição: Consoante produzida com um estreitamento no tracto vocal. Exemplo: os dois sons [s] e [z] do português.

Exemplo: a consoante /d/ em português quando pronunciada entre vogais pode tornar-se uma fricatizada interdental. -------------------------------------------------------------------------------253 I F $ consoante labio-dental labio-dental sound son labio-dental Classificação: Fonética Definição: Consoante produzida com a intervenção do lábio inferior que se eleva em direcção aos dentes frontais superiores.Classificação: Fonética Definição: Consoante produzida com um mecanismo de fluxo de ar glotal ingressivo. em que a massa de ar é movida pela acção de um movimento descendente da glote.. e. i. Fonte: CRYSTAL (1980a). Fonte: LADEFOGED (1982). -------------------------------------------------------------------------------1031 $ consoante laminar I laminal sound Termos Relacionados: 327 apex da língua . -------------------------------------------------------------------------------323 I F $ consoante interdental interdental consonant consonne interdentale Termos Relacionados: 327 apex da língua 270 articuladores passivos 365 ponto de articulação Classificação: Fonética Definição: Consoante produzida com o apex da língua entre os dentes.

Fonte: CRYSTAL (1980a). Caracteriza-se por um grau de sonoridade próximo das vogais e o seu aspecto acústico apresenta características vocálicas. portanto. com uma oclusão incompleta entre um ou ambos os lados da língua e a parede superior da cavidade bucal. -------------------------------------------------------------------------------1178 $ consoante lateral I F lateral sound son latéral Termos Relacionados: 352 traço lateral Classificação: Fonética Definição: Consoante produzida com uma obstrução à passagem do ar num ponto da região central do tracto vocal. Esta designação que inclui. ou de um modo sucessivo como as vibrantes (exemplo: [r]). Fonte: LADEFOGED (1982). A lâmina da língua pode entrar em contacto com o lábio superior. -------------------------------------------------------------------------------1184 $ consoante líquida I F liquid consonant consonne liquide Termos Relacionados: 1178 consoante lateral 1145 consoante vibrante Classificação: Fonética Definição: Consoante que combina uma oclusão e uma abertura da cavidade oral de um modo simultâneo como as laterais (exemplo: [l]). com uma estrutura de formantes acentuada. os dentes ou os alvéolos. Em português as consoantes laterais são as que se opõem em "vaLa" e "vaLHa".1034 1035 dorso da língua lâmina da língua Classificação: Fonética Definição: Consoante produzida através de um movimento articulatório cujo articulador activo é a lâmina da língua. as .

Existem oclusivas orais. como [p] e [g]. -------------------------------------------------------------------------------325 I F $ consoante palato-alveolar palato-alveolar consonant consonne palato-alvéolaire . -------------------------------------------------------------------------------324 I F $ consoante oclusiva plosive stop consonne occlusive Termos Relacionados: 348 som nasal 347 som oral Classificação: Fonética Definição: Consoante produzida com um fechamento completo no tracto vocal. Fonte: CRYSTAL (1980a). Fonte: LADEFOGED (1982).consoantes /l/ e /r/ é tradicional e decorre da impressão de fluidez que apresenta a sua articulação. e oclusivas nasais como [m] e [n]. que é rapidamente distendido. As oclusivas. fricativas e africadas são obstruintes. -------------------------------------------------------------------------------1061 $ consoante obstruinte I obstruent sound Termos Relacionados: 314 consoante africada 324 consoante oclusiva 231 constrição Classificação: Fonética Definição: Consoante produzida com uma constrição que impede a passagem do fluxo de ar e envolvendo vários graus de estreitamento considerável. Fonte: CÂMARA (1964).

Sinónimos: 315 consoante alveolo-palatal Termos Relacionados: 273 alvéolos 362 palato Classificação: Fonética Definição: Consoante produzida com elevação da língua (envolvendo a lâmina e a parte central) em direcção à área entre os alvéolos e o palato duro. -------------------------------------------------------------------------------1908 $ consoante sibilante I sibilant Termos Relacionados: 320 consoante fricativa 231 constrição 1976 ruído Classificação: Fonética Definição: Consoante fricativa cuja articulação se caracteriza por uma constrição estreita . Fonte: LADEFOGED (1982). Fonte: LADEFOGED (1982). -------------------------------------------------------------------------------326 I F $ consoante retroflexa retroflex consonant consonne rétroflexe Termos Relacionados: 273 alvéolos 327 apex da língua Classificação: Fonética Definição: Consoante produzida com o apex da língua elevado em arco de tal forma que é a sua parte inferior que se encontra próxima da parte posterior dos alvéolos. Exemplo: as consoantes fricativas palatais em português.

Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------1070 $ consoante surda I F voiceless sound son sourd Termos Relacionados: 228 cordas vocais 990 vibração das cordas vocais Classificação: Fonética Definição: Consoante produzida sem vibração das cordas vocais.entre a lâmina da língua e a zona alveolar. -------------------------------------------------------------------------------358 I F $ consoante uvular uvular consonant consonne uvulaire Termos Relacionados: 1900 úvula . Fonte: CRYSTAL (1980a). As consoantes que podem possuir esta característica são apenas as líquidas e as nasais. Do ponto de vista acústico. -------------------------------------------------------------------------------1164 $ consoante silábica I F sillabic consonant consonne syllabique Termos Relacionados: 1184 consoante líquida 601 sílaba 1165 traço silábico Classificação: Fonética Definição: Consoante que ocupa a posição de núcleo de sílaba. Fonte: LADEFOGED (1982). é caracterizada pela presença de ruído de alta frequência.

Em português esses batimentos podem ser produzidos pela ponta da língua contra os alvéolos ([r] apical). -------------------------------------------------------------------------------50 I $ consonantização consonantization . -------------------------------------------------------------------------------359 I F $ consoante velar velar consonant consonne vélaire Termos Relacionados: 304 palato mole Classificação: Fonética Definição: Consoante produzida com elevação da parte posterior da língua em direcção ao véu palatino Exemplos: [k] e [g] em português. como na palavra "carro". como na palavra "caro". Exemplos: [q] e [G] em árabe. Fonte: LADEFOGED (1982). Fonte: LADEFOGED (1982).Classificação: Fonética Definição: Consoante produzida com elevação da parte posterior da língua em direcção à úvula. ou pela úvula ([R] velar). -------------------------------------------------------------------------------1145 $ consoante vibrante I F flap trill consonne vibrante Termos Relacionados: 1309 consoante Classificação: Fonética Definição: Consoante produzida através de batimentos rápidos de um dos orgãos articuladores contra outro.

geralmente uma semivogal. -------------------------------------------------------------------------------1706 $ conspiração I conspiracy Termos Relacionados: 1350 regra Classificação: Fonologia Definição: Conjunto de regras. paralelamente ao que acontece com o ritmo de desenvolvimento dos anéis de crescimento de uma árvore ou com o ritmo de degeneração do carbono 14 contido nas substâncias orgânicas. agem em grupo (conspiram) para produzir um resultado específico que não seria possível nem económico atingir através de uma só regra. segundo a qual o vocabulário básico ou nuclear das línguas evoluiria universalmente a um ritmo regular. para [+cons]. -------------------------------------------------------------------------------770 I $ constante glotocronológica glottochronological constant Termos Relacionados: 772 datação glotocronológica 771 glotocronologia Classificação: Linguística Histórica Definição: Hipótese estabelecida por M. Fonte: ANDERSON (1973) / BYNON (1977). -------------------------------------------------------------------------------- . correspondente aos métodos da dendrocronologia e do carbono 14 que se haviam revelado produtivos no campo da pré-história.Classificação: Linguística Histórica Fonética Definição: Evolução de um segmento [-cons]. e que constitui um dos fundamentos da glotocronologia. Swadesh. que através do carácter ordenado da sua aplicação. Esta hipótese permitiu propor um método de datação aplicado à pré-história das línguas. Fonte: CRYSTAL (1980a).

que fazem parte do seu vocabulário primitivo. '→' (condicional) e '↔' (bicondicional). Por exemplo. o SN [a Maria] é formado por dois constituintes "a" e "Maria". Em qualquer categoria complexa. '&' (conjunção). -------------------------------------------------------------------------------1462 $ constituinte imediato I F immediate constituent constituant immédiat Termos Relacionados: 1461 constituinte Classificação: Morfologia . -------------------------------------------------------------------------------1461 $ constituinte I F constituent constituant Termos Relacionados: 1539 análise em constituintes 1462 constituinte imediato Classificação: Sintaxe Morfologia Definição: Unidade linguística contida em unidades complexas. Fonte: BLOOMFIELD (1933). Fonte: LYONS (1977). cada constituinte acompanha o(s) outro(s) constituinte(s).2995 $ constante lógica I F logical constant constante logique Termos Relacionados: 2990 cálculo proposicional 3032 variável proposicional Classificação: Semântica Definição: Termo utilizado por vezes para mencionar os operadores do cálculo proposicional: '~' (negação). '∨' (disjunção).

Exemplos: a frase "a Maria foi ao cinema" é formada pelos constituintes imediatos "a Maria" e "foi ao cinema". e assim sucessivamente até se alcançar o constituinte máximo que é a frase. que por sua vez se vai associar a outro(s) para com eles formar novos constituintes mais elevados.Sintaxe Definição: Unidade que se vai associar a outra(s) para com ela(s) formar um grupo. -------------------------------------------------------------------------------231 I F $ constrição constriction constriction Termos Relacionados: 1225 constrição faringal 266 modo de articulação Classificação: Fonética Definição: Termo geral que se refere ao estreitamento do tracto vocal. a constrição faringal funciona como articulação secundária na produção dos sons de fala. Fonte: CRYSTAL (1980a). De um modo geral. -------------------------------------------------------------------------------1225 $ constrição faringal I F pharyngeal constriction constriction pharyngale Termos Relacionados: 231 constrição Classificação: Fonética Definição: Constrição produzida ao nível da faringe. Fonte: CRYSTAL (1980a). Estes dois grupos são também compostos por constituintes imediatos "a" e "Maria" por um lado e. . "foi" e "ao cinema". por outro. Fonte: BLOOMFIELD (1933). Os diferentes tipos e graus de constrição constituem a base da classificação articulatória dos sons de fala. sendo ainda o último composto pelos constituintes imediatos "a" e "o cinema" e este por "o" e "cinema".

. no inglês. geralmente. na frase "o João mandou comprar este livro aos alunos" o segundo verbo da construção apresenta o argumento externo agente numa posição de argumento interno. por exemplo. Por exemplo.-------------------------------------------------------------------------------3571 $ construção I F construction construction Termos Relacionados: 1459 frase 1460 oração Classificação: Sintaxe Definição: Organização estrutural de uma sequência de itens lexicais e dos respectivos morfemas flexionais. -------------------------------------------------------------------------------3386 $ construção I F construct construction construction Classificação: Termos Gerais Definição: No sentido geral. sendo que um tipo particular de construção é definido como uma sequência de unidades que tem uma identificação funcional com a gramática da língua. É. o resultado sintagmático desse processo. todo o processo de organização interna de uma unidade gramatical. Mais especificamente. como resultado da reanálise verificada. equivalente a frase. resultante da aplicação de um conjunto de regras e de princípios. É uma construção típica das línguas românicas não existindo. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------3698 $ construção causativa I F causative construction construction causative Classificação: Sintaxe Definição: Tipo de construção em que uma sequência de dois verbos é reanalizada como um verbo.

com realização lexical. o que me entristece". Esta oração modifica um sintagma nominal ou uma oração. Fonte: DUARTE (1987). normalmente. Fonte: MATEUS et alii (1983). "parece que ele está muito doente. Exemplo: "os alunos que participam no projecto são trabalhadores". -------------------------------------------------------------------------------3676 $ construção de deslocação à esquerda I left dislocation Termos Relacionados: 3675 construção de topicalização Classificação: Sintaxe Definição: Construção em que um constituinte no início da frase se encontra associado a outro.Fonte: ZUBIZARRETA (1985). Exemplo: "o João. introduzida por um morfema-Q relativo. no interior da oração. -------------------------------------------------------------------------------3663 $ construção de relativização I F relative construction construction relative Sinónimos: 3662 construção relativa Termos Relacionados: 3660 morfema-Q Classificação: Sintaxe Definição: Tipo de construção que envolve uma oração. -------------------------------------------------------------------------------3675 $ construção de topicalização I F topicalization topicalization Termos Relacionados: . compreendo bem aquele rapaz".

se encontra numa posição de adjunção à esquerda da frase e está coindexado com o seu vestígio. "ao João . em gei i ral. -------------------------------------------------------------------------------2706 $ construção factiva I F factitive construction construction factitive Termos Relacionados: 1546 aspecto 2413 aspecto causativo . São exemplos as construções passivas . em estrutura-S."os impostos aumentaram" ."a carta chegou". Fonte: DUARTE (1987). Esta construção é. construções com determinados verbos transitivos que podem funcionar como intransitivos .3676 construção de deslocação à esquerda Classificação: Sintaxe Definição: Construção em que um constituinte no início da frase se encontra associado a uma categoria vazia no interior da oração. a Maria deu um disco [ ] ". analisada como sendo resultante da aplicação da regra de movimento sobre o constituinte topicalizado. -------------------------------------------------------------------------------3582 $ construção ergativa I F ergative construction construction ergative Sinónimos: 3583 construção inacusativa Termos Relacionados: 3584 construção passiva 1475 verbo ergativo 1476 verbo inacusativo Classificação: Sintaxe Definição: Termo usado para referir construções em que o objecto de um verbo funciona como o sujeito da construção. Fonte: PERLMUTTER (1983) / BURZIO (1986). que.e construções com um subgrupo de verbos intransitivos denominados ergativos ou inacusativos ."os impostos foram aumentados" -. Por exemplo.

como na frase "a Maria não apanhou o autocarro e por isso não chegou a tempo". como "matar" no exemplo dado. Fonte: LYONS (1977). como no caso de "X matou Y". As construções factivas são normalmente dependentes do uso de um verbo factivo. -------------------------------------------------------------------------------2709 $ construção factual I factual construction Termos Relacionados: 2762 construção não-factual 2689 contrafactual 2707 factividade Classificação: Semântica Definição: Refere um tipo de construções que se caracterizam pelo facto de os conteúdos das proposições antecedente e consequente se verificarem ambos em intervalos de tempo relevantes do mundo real. etc. -------------------------------------------------------------------------------3583 $ construção inacusativa I F innaccusative construction construction inacusative Sinónimos: 3582 construção ergativa Termos Relacionados: 3584 construção passiva 1475 verbo ergativo 1476 verbo inacusativo Classificação: Sintaxe Definição: Termo usado para referir construções em que o objecto de um verbo funciona como o sujeito da construção. Fonte: LYONS (1977).Classificação: Semântica Definição: Corresponde a um tipo de esquema valencial que descreve um processo ou evento no qual uma causa produz um efeito (ou um resultado). "fazer"."os impostos . São exemplos as construções passivas . ou ainda "escolher".

As condicionais não-factuais. distinguem-se das condicionais contrafactuais. por exemplo. construções com determinados verbos transitivos que podem funcionar como intransitivos . como. visitou o João" e "se ele voltar a dirigir-me a palavra.foram aumentados" -. Exemplo: "os impostos foram aumentados". em português. ao verbo auxiliar "ser". Fonte: MATEUS et alii (1983). Fonte: MATEUS et alii (1983). -------------------------------------------------------------------------------2762 $ construção não-factual I non-factual construction Termos Relacionados: 2709 construção factual 2689 contrafactual 2707 factividade Classificação: Semântica Definição: Diz respeito a um tipo de frase condicional que se caracteriza pelo facto de o conteúdo de uma das proposições especificar o mundo epistemicamente acessível em que se verifica o conteúdo da outra proposição. nas frases "se a Maria foi a Coimbra. Fonte: PERLMUTTER (1983) / BURZIO (1986).e construções com um subgrupo de verbos intransitivos denominados ergativos ou inacusativos ."os impostos aumentaram" . -------------------------------------------------------------------------------3584 $ construção passiva I F passive construction construction passive Termos Relacionados: 3582 construção ergativa Classificação: Sintaxe Definição: Tipo de construção em que o objecto de um verbo transitivo funciona como sujeito e concorda com os traços sintácticos da flexão verbal associada. bato-lhe". ou condicionais hipotéticas. -------------------------------------------------------------------------------3709 $ construção perifrástica ."a carta chegou".

Fonte: CRYSTAL (1980a). o grau dos adjectivos pode ser dado por flexão (ex. o que me entristece". "parece que ele está muito doente. introduzida por um morfema-Q relativo. Esta oração modifica um sintagma nominal ou uma oração. Exemplo: "os alunos que participam no projecto são trabalhadores". normalmente. -------------------------------------------------------------------------------3662 $ construção relativa I F relative construction construction relative Sinónimos: 3663 construção de relativização Termos Relacionados: 3660 morfema-Q Classificação: Sintaxe Definição: Tipo de construção que envolve uma oração.Sinónimos: 1749 perífrase Classificação: Sintaxe Morfologia Definição: Termo que designa a utilização de diferentes palavras. para exprimir a mesma relação gramatical.: o mais contente). Fonte: MATEUS et alii (1983). Em português. -------------------------------------------------------------------------------2333 $ contável I F countable comptable Termos Relacionados: 2334 massivo Classificação: Morfologia Semântica .: contentíssimo) ou por perífrase (ex. em vez de uma única palavra flexionada.

Há igualmente contaminação quando o texto do exemplar de cópia é corrigido à luz das respectivas glosas. Fonte: AVALLE (1970). etc. "muitos". Os nomes contáveis denotam entidades separáveis que podem participar na distinção "um".Definição: Classificação dos nomes que se opõe a não-contável ou massivo. "três". -------------------------------------------------------------------------------185 I $ contaminação contamination Termos Relacionados: . -------------------------------------------------------------------------------412 I $ contacto de línguas language contact Termos Relacionados: 402 bilinguismo 803 interferência 404 multilinguismo Classificação: Sociolinguística Psicolinguística Definição: Coexistência de duas ou mais línguas na mesma comunidade linguística que conduz a fenómenos de interferência linguística mútua. -------------------------------------------------------------------------------482 I F $ contaminação contamination contamination Termos Relacionados: 484 copista 1876 glosa 542 lição Classificação: Filologia Definição: Processo de cópia durante o qual o copista funde as lições de dois ou mais exemplares. "dois".

.164 166 176 analogia analogia irregular cruzamento Classificação: Linguística Histórica Definição: Processo pelo qual na evolução de uma forma interfere uma outra forma de pronúncia. significação ou uso similares ou relacionados. ao contrário do que acontece no cruzamento. O que num enunciado é objecto de referência e o que é predicado a respeito dessa referência constituem a proposição do enunciado ou o seu conteúdo proposicional. Para Hjelmslev e para a glossemática em geral o conteúdo pode ser estudado sob dois aspectos complementares: como forma ou estrutura (aspecto abstracto) e como substância. a forma contaminada não perde a sua identidade. Fonte: HOCK (1986) / WILLIAMS (1938). -------------------------------------------------------------------------------967 I F $ conteúdo proposicional propositional content contenu propositionnel Termos Relacionados: 730 força ilocutória 733 objectivo ilocutório Classificação: Pragmática Definição: Refere o valor semântico de um enunciado. -------------------------------------------------------------------------------3554 $ conteúdo F contenu Termos Relacionados: 3553 expressão 2961 forma 3546 glossemática Classificação: Termos Gerais Definição: Na terminologia da glossemática a palavra conteúdo opõe-se a expressão. Fonte: DUBOIS et alii (1973). do mesmo modo que para Saussure o significado se opõe a significante. Mas.

) é parcial ou totalmente determinada pelo seu contexto. etc. geralmente bastante longos. os contextos de "substância". ou adjacentes à. muito curtos. Em terminologia. os contextos de tipo "formal" cuja dimensão varia segundo a riqueza em coocorrentes imediatos e que permitem inventariar o contexto do item ao qual eles servem de suporte. Fonte: GALISSON (1978). Em análise lexical. os tipos de contexto mais importantes são: os contextos de tipo "ocorrencial". -------------------------------------------------------------------------------1355 $ contexto I F context environment contexte environnement Classificação: Termos Gerais Definição: Termo que refere partes específicas de uma elocução (ou texto) próximas da. o contexto é o enunciado em que figura o termo estudado. palavra. unidade que representa o foco de análise. que é especificado em termos das relações entre as unidades. -------------------------------------------------------------------------------- .Fonte: LEVINSON (1983). Fonte: CRYSTAL (1980a). A ocorrência de uma unidade (som. -------------------------------------------------------------------------------3084 $ contexto I F context contexte Termos Relacionados: 3087 coocorrência 1823 distribuição Classificação: Terminologia Lexicologia Definição: Conjunto de unidades que precedem e/ou seguem uma determinada unidade. que permitem o levantamento de uma parte da significação do item à volta do qual eles foram retirados.que não têm outra função a não ser servir de cálculo da frequência (e da repartição) do item lexical que eles circundam.

Fonte: LEVINSON (1983).. Fonte: LEVINSON (1983). etc. -------------------------------------------------------------------------------950 I F $ contexto situacional situational context contexte situationnel Sinónimos: 971 contexto de situação Termos Relacionados: 955 deixis Classificação: Pragmática Definição: Refere o momento da produção linguística entendido como o conjunto das características não-linguísticas e linguísticas que determinam essa produção. os dados sobre a situação cultural comuns aos dois. -------------------------------------------------------------------------------3726 $ contextos opacos I opacity contexts Classificação: Semântica . etc.971 I F $ contexto de situação situational context contexte situationnel Sinónimos: 950 contexto situacional Termos Relacionados: 955 deixis Classificação: Pragmática Definição: Refere o momento da produção linguística entendido como o conjunto das características não-linguísticas e linguísticas que determinam essa produção. como o estatuto dos interlocutores. o que foi dito anteriormente. o que foi dito anteriormente.. os dados sobre a situação cultural comuns aos dois. como o estatuto dos interlocutores.

Ex: Ralph crê que um homem com casaco castanho é um espião. assim como algumas construções com verbos de percepção e verbos de comunicação. e também verbos e expressões modais (de vários tipos) e verbos de atitude psicológica. Os verbos epistémicos são criadores de contextos opacos. A mesma expressão pode ser usada em contextos linguísticos (ou extra-linguísticos) diferentes. No entanto. que se encontram num processo de . -------------------------------------------------------------------------------415 I $ contínuo crioulo creole continuum Sinónimos: 2091 contínuo pós-crioulo Termos Relacionados: 391 crioulo 428 descrioulização Classificação: Sociolinguística Definição: Conjunto de variedades linguísticas que vão gradualmente do basilecto ao acrolecto passando pelo mesolecto e que envolvem uma reestruturação e/ou substituição da gramática e do léxico crioulos no sentido da apropriação dos padrões da língua dominante em contacto (i. Fonte: PARTEE et alii (1990). Neste caso podemos ter uma interpretação "de dicto". estes casos não constituem uma lista exaustiva dos fenómenos de opacidade em língua natural. e. e expressar informação diferente.Definição: Os fenómenos de opacidade são inerentes às línguas naturais e contribuem de forma importante para a eficácia da comunicação verbal. -------------------------------------------------------------------------------3387 $ contextualização I F contextualisation contextualisation Termos Relacionados: 1210 coocorrência 943 texto Classificação: Termos Gerais Definição: Estabelecimento das relações que uma unidade linguística apresenta com as outras unidades que ocorrem no mesmo contexto..

-------------------------------------------------------------------------------2091 $ contínuo pós-crioulo I post-creole continuum Sinónimos: 415 contínuo crioulo Termos Relacionados: 391 crioulo 428 descrioulização Classificação: Sociolinguística Definição: Conjunto de variedades linguísticas que vão gradualmente do basilecto ao acrolecto passando pelo mesolecto e que envolvem uma reestruturação e/ou substituição da gramática e do léxico crioulos no sentido da apropriação dos padrões da língua dominante em contacto (i. -------------------------------------------------------------------------------2996 $ contingente I F contingent contingent . Fonte: MUHLHAUSLER (1986). Fonte: MUHLHAUSLER (1986). se transformar numa língua crioula. Fonte: MUHLHAUSLER (1986). no entanto.. que se encontram num processo de descrioulização). -------------------------------------------------------------------------------416 I $ contínuo pós-pidgin post-pidgin continuum Termos Relacionados: 414 pidgin Classificação: Sociolinguística Definição: Conjunto de variedades linguísticas que surgem quando um pidgin estável evolui gradualmente na direcção de uma língua dominante com a qual se encontra. e.descrioulização). em contacto sem.

-------------------------------------------------------------------------------1312 $ contoema Termos Relacionados: 1311 toema 1310 tonalidade . ou seja. desde Aristóteles. -------------------------------------------------------------------------------1015 $ contóide I F contoide contoide Termos Relacionados: 1013 vocóide Classificação: Fonética Definição: Termo da autoria de K. a definição de contingente está relacionada com necessário e possível: "É contingente que P" é a conjunção de "é possível que P" e não é necessário que P". Esta noção fonética distingue-se assim da noção fonológica de consoante (unidade que funciona nas margens das sílabas). Uma proposição em lógica de predicados cujo valor varia de modelo para modelo é contingente. Uma outra forma de definir: qualquer proposição que é não só verdadeira em alguns mundos possíveis mas também é falsa nalguns mundos possíveis.Termos Relacionados: 2390 frase analítica 2391 frase sintética 2432 modalidade 3004 necessário 3345 possível Classificação: Semântica Definição: Uma proposição é contingente se pode ser verdadeira ou falsa. e nesse sentido o seu valor de verdade depende da atribuição de valor de verdade às suas proposições atómicas. Fonte: LYONS (1977). Fonte: CRYSTAL (1980a). sons que apresentam um fechamento completo ou um estreitamento considerável no tracto vocal de forma a produzir fricção audível. Na lógica modal. Desta forma é possivelmente verdadeira "e" possivelmente falsa. Pike para designar sons caracterizados pela definição fonética de consoante.

Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------2424 $ contrários I contraries . São reconhecidos contornos "primários". Fonte: CRYSTAL (1980a). além dos aspectos tensional e tonal que o definem. -------------------------------------------------------------------------------1105 $ contorno acentual I stress contour Termos Relacionados: 1099 contorno Classificação: Fonologia Prosódia Definição: Sequência de acentos marcada pela aplicação do ciclo transformacional. Fonte: LACERDA (1975). "secundários" e "terminais". Estes aspectos são qualitativos. -------------------------------------------------------------------------------1099 $ contorno I F contour contour Termos Relacionados: 1105 contorno acentual Classificação: Fonologia Prosódia Definição: Termo usado em fonologia suprassegmental pelos linguistas de tradição americana para referir a configuração distintiva de tons (pitches e tones) ou acentos (accents) numa elocução.Classificação: Fonologia Definição: Aspecto apresentativo-auditivo que um toema manifesta.

a propósito da ordenação de regras que determina relações entre processos. uma vez que o termo "contrário" tem uma aplicação específica em lógica para referir a relação entre duas proposições que não podem ser verdadeiras simultaneamente. O processo de contra alimentação segue a forma "B não pode suceder a A". ambas podem ser falsas. Fonte: LYONS (1977). "o João é solteiro". no entanto. Exemplos: A.F contraires Termos Relacionados: 1368 antonímia 1370 complementaridade Classificação: Semântica Definição: Dizem-se contrários os itens lexicais que mantêm entre si uma relação de oposição de significados. -------------------------------------------------------------------------------1230 $ contra-alimentação I counter-feeding Termos Relacionados: 288 alimentação 290 ordem de alimentação 289 regras de alimentação Classificação: Fonologia Definição: Termo usado em linguística generativa natural. embora possam ambas ser falsas. Alguns linguistas designam esta relação entre itens por antonímia. de tal forma que um é a negação do outro e vice-versa. ou vice-versa. Fonte: MATEUS & VILLALVA (1985) -------------------------------------------------------------------------------1231 $ contra-bloqueio I counter-bleeding Termos Relacionados: 246 ordem de bloqueio 245 regras de bloqueio Classificação: . então B é falsa. "o João é casado" e B. Se A é verdadeira. onde B é o processo contra-alimentado e A o processo de alimentação. pois o João pode ser divorciado.

como. por exemplo. Esta noção está intimamente ligada à noção de restrições de selecção. -------------------------------------------------------------------------------2395 $ contradição I F contradiction contradiction Termos Relacionados: 2392 anomalia 2390 frase analítica 2394 restrições de selecção Classificação: Semântica Definição: Diz-se que uma frase exprime uma contradição. em a > na. se podem aplicar. quando nela é referido que algo é X e não-X ao mesmo tempo. então B não é bloqueado (é "contra-bloqueado") por A.Fonologia Definição: Termo usado em linguística generativa natural a propósito da ordenação de regras que determina relações entre processos. ou se A e B se aplicarem simultaneamente. A contracção pode ainda levar a um processo de fusão de formas linguísticas que passam a ocorrer como uma forma simples. e ambos se aplicam. Fonte: CRYSTAL (1980a). . Exemplos: para a > p'ra . mas em que a aplicação de A altera essas representações de tal maneira que B não é aplicável. que determinam a selecção dos itens lexicais que podem ser combinados numa frase. A e B. O processo B é bloqueado pelo processo A se existem representações às quais ambos. de modo a que essa forma se junte a uma forma linguística adjacente. na frase: "este cadáver está vivo". Fonte: MATEUS & VILLALVA (1985) -------------------------------------------------------------------------------1597 $ contracção I F contraction contraction Classificação: Fonologia Morfologia Lexicologia Linguística Histórica Definição: Processo ou resultado do processo de redução fonológica de uma forma linguística. Mas se B preceder A.

se A é verdadeira. Exemplos: A "este animal é macho" e B "este animal é fêmea". Os exemplos mais comuns de contrafactividade encontram-se em construções condicionais contrafactuais. na frase "a Maria admitiu que conhecia o João". na frase "a Maria fingiu que conhecia o João". ou complementaridade. nem ambas falsas. independentemente de quais as proposições que substituem as variáveis proposicionais. Em lógica. pelo contrário. B é falsa. mantêm entre si uma relação de oposição de significados. o termo é usado para referir um tipo de construção em que a utilização de um tipo específico de predicador (contrafactivo) compromete o locutor com a falsidade da proposição expressa na oração complemento.porquanto resulta de uma violação dessas restrições. . em que a falsidade da proposição "a Maria conhecia o João" é pressuposta. uma vez que o termo contraditório tem uma aplicação específica em lógica para referir a relação entre duas proposições que não podem ser. Fonte: LYONS (1977). Fonte: LYONS (1977). diz-se que é uma contradição. o locutor pressupõe a verdade da proposição expressa na oração complemento. uma expressão proposicional que é necessariamente falsa. nem ambas verdadeiras. como. Exemplo: "P∧~P". por exemplo. -------------------------------------------------------------------------------2422 $ contraditórios I contradictories Classificação: Semântica Definição: Dizem-se contraditórios os itens lexicais que. Alguns linguistas designam esta relação entre itens por antonímia não-graduável. se A é falsa. Fonte: LYONS (1977). Nas construções com verbos factivos. B é verdadeira. -------------------------------------------------------------------------------2688 $ contrafactivo I contrafactive Termos Relacionados: 2689 contrafactual 2707 factividade 2708 verbo factivo 2761 verbo não-factivo Classificação: Semântica Definição: Contrastado com factivo e não-factivo. Uma relação de contradição aplica-se a frases. por exemplo. como. como macho e fêmea.

-------------------------------------------------------------------------------3729 $ contrariedade I F contrariety contrariété Termos Relacionados: 2395 contradição Classificação: Semântica Definição: É uma espécie de inconsistência entre duas proposições quando ambas não podem ser verdadeiras. mas podem. distingue-se condicionais indicativas das conjuntivas (subjunctive conditionals) e estas últimas são consideradas contrafactuais. Por vezes.-------------------------------------------------------------------------------2689 $ contrafactual I counter-factual Termos Relacionados: 2709 construção factual 2762 construção não-factual 2707 factividade Classificação: Semântica Definição: Trata-se de um tipo de condicional (ou implicação) cuja característica fundamental consiste em o antecedente ser pelo menos inconsistente com o contexto (ou ser falso). Ex: se ele tivesse sido simpático. -------------------------------------------------------------------------------1223 $ contraste fonológico I phonological contrast . o estudo destas construções tem sido feito com o recurso a conceitos formais como "revisão de conhecimento". embora tal envolva alguma imprecisão. a Maria tinha gostado dele. etc. Exemplos: o João chegou a Portugal no dia 25 de Abril de 1974. por isso. ser ambas falsas. "raciocínio por defeito". O tratamento verifuncional das contrafactuais é problemático em virtude de neste quadro ser sempre verdadeira e. Mais recentemente. o João chegou a Portugal no dia 30 de Abril de 1974. Fonte: BRADLEY & SWARTZ (1979). Stalnacker e Lewis recorrem a uma semântica dos mundos possíveis. no entanto.

se um segmento da árvore métrica é movido em direcção à esquerda.F contraste contraste phonologique Sinónimos: 979 oposição fonológica Classificação: Fonologia Definição: Toda a oposição sonora que pode. -------------------------------------------------------------------------------625 I $ convenção do nó vazio empty node convention Termos Relacionados: 587 árvore métrica 610 ataque 624 nó Classificação: Fonologia Definição: Convenção da fonologia métrica que estipula que. Fonte: TROUBETZKOY (1939). dentro do sistema linguístico em questão. Fonte: HOGG & Mc CULLY (1987). diferenciar significados inteligíveis. o nó vazio que fica no núcleo é preenchido por uma cópia do segmento que ocupa o nó-irmão do núcleo. . -------------------------------------------------------------------------------1204 $ convenções de expansão I expansion conventions Termos Relacionados: 1331 convenções de notação 1202 esquemas de regras Classificação: Fonologia Definição: Conjunto de convenções de notação que permitem que certas sequências de regras sejam abreviadas esquematicamente. para fora do núcleo da sílaba e para dentro do ataque.

Fonte: CHOMSKY & HALLE (1968b). [m].Fonte: CHOMSKY & HALLE (1968b). de cada um dos traços do segmento. Fonte: CHOMSKY & HALLE (1968b). de cada um dos traços do segmento. -------------------------------------------------------------------------------1203 $ convenções de marcação I F marking conventions conventions de marquage Sinónimos: 2105 convenções de marca Termos Relacionados: 654 teoria da marca Classificação: Fonologia Definição: Conjunto de regras universais que constituem um modo fixo de interpretação de uma dada matriz lexical na qual se encontram indicados os valores "marcado". deve ser substituído por [-nasal]: [nm nasal] → [-nasal]. o traço [nasal]. e "não marcado". [nm]. -------------------------------------------------------------------------------2105 $ convenções de marca I F marking conventions conventions de marquage Sinónimos: 1203 convenções de marcação Termos Relacionados: 654 teoria da marca Classificação: Fonologia Definição: Conjunto de regras universais que constituem um modo fixo de interpretação de uma dada matriz lexical na qual se encontram indicados os valores "marcado". Exemplo: nas convenções para as consoantes. [nm]. Estes valores são substituídos por [+] e [-] conforme as referidas convenções. e "não marcado". o traço [nasal]. quando indicado como [nm]. Exemplo: nas convenções para as consoantes. . quando indicado como [nm]. deve ser substituído por [-nasal]: [nm nasal] → [-nasal]. Estes valores são substituídos por [+] e [-] conforme as referidas convenções. [m].

Isto acontece geralmente quando um dialecto não padrão sofre influência do dialecto padrão. índices. -------------------------------------------------------------------------------1215 $ convergência fonológica I phonological convergence Termos Relacionados: 425 dialecto 1358 mudança fonológica Classificação: Linguística Histórica Fonologia Definição: Termo usado em fonologia para referir um processo de mudança fonológica dialectal em que os dialectos se tornam parecidos.-------------------------------------------------------------------------------1331 $ convenções de notação I notational convention Termos Relacionados: 1204 convenções de expansão 1179 notação parentética Classificação: Fonologia Definição: Convenções analíticas introduzidas para facilitar a formulação de uma declaração numa análise de uma regra. -------------------------------------------------------------------------------51 I $ convergência convergence Classificação: Linguística Histórica Definição: Processo de aproximação gradual entre duas línguas. As convenções utilizam um conjunto de símbolos que representam um modo de análise linguística. em sociedades bilingues. chavetas. . Fonte: HOCK (1986). Fonte: CRYSTAL (1980a). Exemplos: parênteses. por exemplo.

-------------------------------------------------------------------------------447 I $ convergência linguística linguistic convergence Termos Relacionados: 425 dialecto 393 variedade linguística Classificação: Sociolinguística Definição: Processo de mudança dialectal pelo qual os vários dialectos se aproximam e progressivamente se vão tornando semelhantes. A convergência pode verificar-se na relação entre dois indivíduos. um indivíduo e um grupo ou dois grupos. -------------------------------------------------------------------------------54 I $ convergência mútua mutual convergence Termos Relacionados: 51 convergência Classificação: Linguística Histórica Definição: Convergência entre línguas com um estatuto de prestígio equivalente: a aproximação é recíproca. -------------------------------------------------------------------------------56 I $ convergência unidireccional unidirectional convergence Termos Relacionados: 51 convergência Classificação: Linguística Histórica Definição: . Fonte: HOCK (1986). Fonte: RICHARDS. PLATT & WEBER (1985).Fonte: CRYSTAL (1980a).

-------------------------------------------------------------------------------1598 $ conversão I F conversion functional shift hypostase Sinónimos: 1599 derivação imprópria 1600 derivação zero Termos Relacionados: 1601 conversão parcial 1702 conversão total 209 formação de palavras 1643 gramaticalização Classificação: Morfologia Definição: . pois. caracterizada em termos da sua organização geral e do modo como são operadas as trocas conversacionais. entre outros. de modo alternado e mais ou menos livre. -------------------------------------------------------------------------------910 I F $ conversação conversation conversation Termos Relacionados: 944 análise conversacional 948 tomada de vez Classificação: Pragmática Definição: Forma primeira de uso da linguagem (no sentido em que a ela somos expostos em primeiro lugar). Como unidade linguística. Escapam a esta definição actividades linguísticas em contextos de algum modo institucionais. Fonte: HOCK (1986). Fonte: LEVINSON (1983). dois ou mais interlocutores. a conversação é um tipo de actividade linguística na qual participam. como serviços religiosos e julgamentos em tribunal. a conversação é.Convergência entre duas línguas com um desigual estatuto de prestígio: a língua menos prestigiada é aquela que preferencialmente recebe influência da língua de maior prestígio.

-------------------------------------------------------------------------------1702 $ conversão total I F full conversion hypostase totale Termos Relacionados: 1598 conversão 1601 conversão parcial Classificação: Morfologia Definição: Processo de conversão segundo o qual a nova palavra adquire todas as propriedades da classe de palavras a que passou a pertencer. segundo o qual uma unidade passa a pertencer a uma nova classe de palavras sem que se verifique a adjunção de um afixo. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------2425 $ conversividade I converseness Sinónimos: 2426 reciprocidade .Processo derivacional de formação de palavras. Exemplo: olhar (verbo) → olhar (nome). -------------------------------------------------------------------------------1601 $ conversão parcial I F partial conversion hypostase partielle Termos Relacionados: 1598 conversão 1702 conversão total Classificação: Morfologia Definição: Processo de conversão segundo o qual apenas algumas das características da classe de palavras são adoptadas pela nova palavra. Fonte: CRYSTAL (1980a).

manifestada em termos de oposição de significado. Fonte: LYONS (1977). como "marido/mulher". Em sintaxe são considerados anáforas. A conversividade ou reciprocidade destes itens é manifestada em frases como: "X é médico de Y" ou "X vendeu Z a Y". "médico/paciente". e que requerem que só sejam consideradas atribuições de indivíduos distintos como satisfazendo a relação a que os recíprocos se aplicam. entre pares de itens lexicais. -------------------------------------------------------------------------------2427 $ conversos I converses Sinónimos: 2428 expressão recíproca Termos Relacionados: 1368 antonímia 1370 complementaridade 2422 contraditórios Classificação: Sintaxe Semântica Definição: Expressões que introduzem uma quantificação universal cujos valores são restritos a indivíduos com uma denotação colectiva do antecedente. que exprimem proposições cujas conversas são expressas por "Y é paciente de X" e "Y comprou Z a X". etc.Termos Relacionados: 1369 antónimo 1368 antonímia 1370 complementaridade 2422 contraditórios Classificação: Semântica Definição: Refere a relação de sentido. Fonte: LYONS (1977). "comprar/vender". -------------------------------------------------------------------------------1210 $ coocorrência I co-ocurrence Classificação: Termos Gerais . Exemplo: eles gostam um do outro.

Fonte: CRYSTAL (1980a). Os coocorrentes podem ser "imediatos" ou de "colocação" (quando aparecem no contexto próximo da palavra núcleo) e "imediatos" (quando aparecem numa vizinhança mais ou menos afastada da palavra núcleo). de acordo com as regras lexicais e gramaticais de uma língua. parte de corpus.Definição: Termo usado para referir as combinações sintagmáticas de unidades permitidas. . As restrições envolvidas nas combinações são conhecidas como coocorrência e são muitas vezes especificadas sob a forma de contexto ou de regras tácticas. num fragmento de texto (sequência. mas não forçosamente contígua. das ocorrências de duas formas determinadas. Fonte: GALISSON (1970 a). frase. A relação entre os co-ocorrentes é interpretada em função da palavra núcleo. -------------------------------------------------------------------------------3087 $ coocorrência I F co-occurence cooccurrence Termos Relacionados: 3084 contexto 3088 coocorrente 3126 estatística lexical 3179 lexicometria Classificação: Lexicologia Definição: Presença simultânea. etc. vizinhança de uma ocorrência.). -------------------------------------------------------------------------------3088 $ coocorrente F cooccurrent Termos Relacionados: 3084 contexto 3087 coocorrência 1823 distribuição Classificação: Lexicologia Definição: Duas ou várias unidades lexicais que coexistem num mesmo enunciado. parágrafo. Fonte: SALEM (1987).

trabalhadora.-------------------------------------------------------------------------------3574 $ coordenação I F coordination coordination Classificação: Sintaxe Definição: Construção resultante da junção de unidades linguísticas que são. idênticas categorialmente. a Maria trabalha". "a Maria é inteligente e trabalhadora" ou "a Maria é inteligente. interessante. -------------------------------------------------------------------------------3577 $ coordenação assindética I F asyndetic co-ordination asyndète du coordonant Classificação: Sintaxe Definição: Construção resultante da junção de unidades linguísticas que são. trabalhadora. Na coordenação pode existir ou não a conjunção coordenativa. -------------------------------------------------------------------------------- . sem conjunção coordenativa. idênticas categorialmente. Fonte: MATEUS et alii (1983). interessante". Por exemplo: " o João estuda e a Maria trabalha". -------------------------------------------------------------------------------484 I F $ copista copyist copiste Sinónimos: 1873 escriba Classificação: Filologia Definição: Artífice que executa a transcrição manuscrita de um texto. Fonte: MATEUS et alii (1983). em geral. etc". "a Maria é inteligente. Exemplo: "o João estuda. em geral.

existem as chamadas "falsas cordas vocais" que parecem não ter um papel importante na produção da fala. -------------------------------------------------------------------------------3089 $ corpus I F corpus corpus Classificação: Termos Gerais Definição: Conjunto finito de dados linguísticos tomados como ponto de partida da descrição . -------------------------------------------------------------------------------1907 $ coroa da língua I F blade of the tongue pointe de la langue Sinónimos: 1035 lâmina da língua Classificação: Fonética Definição: A parte anterior da língua compreendendo a ponta e o que se encontra imediatamente à volta. Fonte: DELL (1973). Fonte: DENES & PINSON (1973).228 I F $ cordas vocais vocal cords vocal folds cordes vocales Termos Relacionados: 991 efeito de Bernoulli 989 pressão subglotal 990 vibração das cordas vocais Classificação: Fonética Definição: Conjunto de ligamentos e fibras musculares que se situa no interior da laringe e que se estende da cartilagem tiróide (na parte anterior) às cartilagens aritenóides (na parte posterior). Acima das cordas vocais propriamente ditas.

As dimensões do corpus e o conjunto de enunciados característicos do fenómeno a estudar variam com o objectivo do investigador. -------------------------------------------------------------------------------3090 $ corpus I F corpus corpus Termos Relacionados: 3133 fonte Classificação: Terminologia Definição: Conjunto das fontes (documentos orais ou escritos) relativas a um domínio. quer orais (registados e/ou transcritos). / NORMALISATION FRANÇAISE (1990). -------------------------------------------------------------------------------579 I F $ correcção emendation correction Sinónimos: 576 correctio Termos Relacionados: 480 conjectura 572 usus scribendi Classificação: Filologia Definição: Emenda. É dito selectivo quando só engloba uma parte desses enunciados. -------------------------------------------------------------------------------485 $ correcção . de um erro ou lacuna dos testemunhos utilizados na fixação do texto. Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). pelo editor crítico. quer orais e escritos. Fonte: GALISSON & COSTE (1976). Um corpus é dito exaustivo quando engloba todos os enunciados característicos. Segundo a investigação pretendida.linguística ou como meio de verificação de hipóteses sobre a língua a estudar. donde são extraídos os dados terminológicos. quer escritos. e que poderão eventualmente conduzir à elaboração de um modelo explicativo dessa língua. trata-se de uma colecção de documentos.

-------------------------------------------------------------------------------2870 $ correcção espontânea I spontaneous correction Termos Relacionados: 2871 correcção não-espontânea . têm o nome de variantes de autor. -------------------------------------------------------------------------------486 I $ correcção de autor authorial emendation Termos Relacionados: 489 crítica genética Classificação: Filologia Definição: Modificação da forma final de um texto atribuível ao respectivo autor. As duas formas a que dá origem.I emendation Classificação: Filologia Definição: Modificação. por revisor. da forma final de um texto. -------------------------------------------------------------------------------487 I F $ correcção em curso running emendation correction en cours de tirage correction sous presse Termos Relacionados: 489 crítica genética Classificação: Filologia Definição: Correcção de autor contemporânea da impressão do texto. a da emenda e a emendada. dá origem a variantes de redacção. exibidas em diferentes exemplares de uma mesma edição. tal como é dada por um testemunho.

muitas vezes. -------------------------------------------------------------------------------576 I F $ correctio emendation correctio Sinónimos: 579 correcção Termos Relacionados: 480 conjectura 572 usus scribendi Classificação: Filologia Definição: Emenda.Classificação: Psicolinguística Definição: As crianças podem corrigir espontaneamente frases mal construídas resultantes da alteração das estruturas transformacionais ou da utilização de formas agramaticais. a não emendar estruturas que elas próprias. mais frequente é essa autocorrecção. enquanto as mais jovens tendem. cuja escolha reflecte. Quanto mais jovem é a criança. na circunstância. -------------------------------------------------------------------------------2871 $ correcção não-espontânea I nonspontaneous correction Termos Relacionados: 2870 correcção espontânea Classificação: Psicolinguística Definição: Correcção realizada pelas crianças. já tivessem previamente auto-corrigido. essas formas. . As crianças mais crescidas corrigem. por decisão espontânea. pelo editor crítico. após solicitação expressa para tal. de frases mal construídas ou de formas agramaticais. de um erro ou lacuna dos testemunhos utilizados na fixação do texto. Fonte: MENYUK (1969). o grau da sua competência gramatical. com maior frequência. Fonte: MENYUK (1969).

sobre o eixo sintagmático . -------------------------------------------------------------------------------3091 $ correlação I F correlation corrélation Termos Relacionados: 3092 correlato Classificação: . da mesma forma que os signos que estabelecem entre si relações de contiguidade ou de vizinhança . podemos dizer que os signos que estabelecem entre si relações de parentesco semântico fora da cadeia . /k/ e /g/. Exemplo: sonoridade: /p/ e /b/.sobre o eixo paradigmático estão em correlação de sentido ou em oposição. Fonte: DUBOIS et alii (1973).estão em coocorrência ou em contraste. Fonte: GALISSON (1973). -------------------------------------------------------------------------------2064 $ correlação I F correlation corrélation Termos Relacionados: 2065 marca de correlação Classificação: Fonologia Definição: Termo utilizado pela escola de Praga que se aplica a um conjunto de pares de fonemas (pares correlativos) cujos termos se opõem pela ausência ou presença de uma mesma particularidade fónica. /t/ e /d/.-------------------------------------------------------------------------------3091 $ correlação I F correlation corrélation Termos Relacionados: 3092 correlato Classificação: Lexicologia Definição: Em semântica estrutural.

estão em coocorrência ou em contraste. Fonte: GALISSON (1973). possuem um mesmo denominador semântico comum e podem comutar em contextos comuns. -------------------------------------------------------------------------------1274 $ correlação fonológica I F phonological correlation corrélation Classificação: Fonologia Definição: Conjunto de todos os pares fonológicos correlativos que são marcados pela mesma marca de correlação. Fonte: TROUBETZKOY (1939).sobre o eixo paradigmático estão em correlação de sentido ou em oposição. Fonte: GALISSON (1973). -------------------------------------------------------------------------------3092 $ correlato I F correlate correlé Termos Relacionados: 3084 contexto 3091 correlação 3190 micro-sistema Classificação: Semântica Lexicologia Definição: Termo que designa uma unidade lexical que estabelece com outra uma correlação de sentido ou uma oposição.sobre o eixo sintagmático .Semântica Definição: Em semântica estrutural. da mesma forma que os signos que estabelecem entre si relações de contiguidade ou de vizinhança . quando têm pelo menos distribuições equivalentes. podemos dizer que os signos que estabelecem entre si relações de parentesco semântico fora da cadeia . -------------------------------------------------------------------------------764 $ correspondência . Os correlatos pertencem à mesma categoria sintáctica.

o latim "quis" e o grego "tis" provêm de um radical tirado da raiz indo-europeia "kwis" e. é verdadeira se e só se o (possível) estado de coisas é tal como P assere que é. -------------------------------------------------------------------------------2690 $ correspondência I F correspondence correspondance Termos Relacionados: 2806 teoria da correspondência Classificação: Semântica Definição: Trata-se de uma teoria que dá conta da noção de verdade ao dizer que uma proposição. Define "verdade" como uma propriedade que as proposições têm só quando "correspondem" ao "possível" estado de coisas cuja existência asserem. por isso. Assim.I F correspondence correspondence Termos Relacionados: 762 cognatos 758 genealogia 774 língua mãe 773 método comparativo 759 parentesco de línguas Classificação: Linguística Histórica Definição: Quando duas palavras de línguas parentes derivam de um mesmo étimo da língua mãe. diz-se que estão em correspondência. Por isso também é conhecida por teoria realista. estão em correspondência. Fonte: DUBOIS et alii (1973). P. através de uma série de mudanças regulares. -------------------------------------------------------------------------------3094 $ correspondência entre noções I F concept correspondence correspondance entre notions Termos Relacionados: . É uma teoria "realista" de verdade na medida em que torna verdade uma propriedade real e objectiva das proposições. Fonte: BRADLEY & SWARTZ (1979).

/ NORMALISATION FRANÇAISE (1990). de escolas de pensamento diferentes. baseado numa escala de valores previamente determinada e que corresponde ao grau de aceitabilidade desse mesmo termo. -------------------------------------------------------------------------------3095 $ cota de aceitabilidade terminológica I F terminological acceptability rating cote d'acceptabilité terminologique Sinónimos: 3292 cota de ponderação Classificação: Terminologia Definição: Índice de apreciação de um termo. A correspondência entre noções pode ser constatada através do estudo comparado de terminologias. Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). -------------------------------------------------------------------------------488 I $ corruptela corruption Termos Relacionados: 480 conjectura Classificação: Filologia Definição: Passo de um texto de difícil reconstrução por terem sido introduzidos erros ao longo da sua transmissão. / NORMALISATION FRANÇAISE (1990). -------------------------------------------------------------------------------3292 $ cota de ponderação Sinónimos: 3095 cota de aceitabilidade terminológica . Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). etc.3077 3198 compreensão noção Classificação: Terminologia Definição: Grau de coincidência entre a compreensão de duas ou várias noções. de línguas diferentes.

Fonte: BELLEMIN-NOEL (1982). Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). -------------------------------------------------------------------------------171 I $ criação analógica analogical creation . / NORMALISATION FRANÇAISE (1990). -------------------------------------------------------------------------------490 I F $ crítica textual textual criticism critique textuelle Termos Relacionados: 491 edição crítica Classificação: Filologia Definição: Disciplina cujo objectivo é editar o texto na sua forma original. as redacções transitórias (prétextos) do texto definitivo. os rascunhos. baseado numa escala de valores previamente determinada e que corresponde ao grau de aceitabilidade desse mesmo termo. O objectivo último é o de traçar o processo de génese de um texto. classificar e interpretar os espólios. -------------------------------------------------------------------------------489 I F $ crítica genética genetic criticism critique génétique Classificação: Filologia Definição: Crítica textual de textos modernos e contemporâneos (sécs.Classificação: Terminologia Definição: Índice de apreciação de um termo. XIX e XX. medindo a distância que separa as notas. Fonte: RONCAGLIA (1975). e determinando (no caso de textos modernos) qual dos autógrafos existentes possui maior autoridade. eliminando (no caso de textos antigos) os efeitos de ruído produzidos ao longo da sua transmissão. publicado ou não pelo autor. Procura analisar. os esboços. sobretudo).

distingue-se da imitação não linguística por se compor de segmentos fonéticos integrados no sistema fonológico de uma dada língua. uma certa emotividade do locutor. Este termo aplica-se também à palavra resultante do referido processo. ou criação onomatopaica. ou sugerir.Termos Relacionados: 164 analogia 177 inovação 170 mudança analógica 178 substituição lexical Classificação: Linguística Histórica Morfologia Definição: Processo de inovação em que uma forma ou uma construção são formadas de acordo com o modelo de outras formas ou construções existentes numa dada língua. A onomatopeia. -------------------------------------------------------------------------------186 $ criação expressiva Termos Relacionados: 177 inovação 178 substituição lexical Classificação: Linguística Histórica Definição: Processo de inovação lexical em que uma palavra é formada a partir de uma sequência fonética sem significado mas que pode traduzir. Este termo também se aplica à forma ou à construção resultantes do referido processo. -------------------------------------------------------------------------------187 I F $ criação onomatopaica onomatopoeia onomatopée Sinónimos: 188 onomatopeia Classificação: Linguística Histórica Definição: Palavra criada a partir da imitação de um ruído natural. . Fonte: ANDERSON (1973) / BYNON (1977). Fonte: HOCK (1986).

-------------------------------------------------------------------------------3096 $ criatividade lexical F créativité lexicale Sinónimos: 3294 neologia lexical Termos Relacionados: 3175 lexicogénese 2983 neologia 213 neologia de forma 215 neologia de sentido 214 neologismo Classificação: Linguística Histórica Lexicologia Definição: Possibilidade de criação de novas unidades lexicais que está dependente das virtualidades do sistema lexical. -------------------------------------------------------------------------------413 I $ crioulização creolization Termos Relacionados: 428 descrioulização Classificação: Sociolinguística . Fonte: GUILBERT (1975). -------------------------------------------------------------------------------2006 $ crioulística Termos Relacionados: 391 crioulo Classificação: Sociolinguística Definição: Ramo da linguística que se dedica ao estudo dos crioulos.

. Fonte: ROMAINE (1988). -------------------------------------------------------------------------------391 I F $ crioulo creole créole Sinónimos: 2038 língua crioula Termos Relacionados: 1961 língua materna 414 pidgin Classificação: Sociolinguística Definição: Língua formada pela expansão e complexificação de um pidgin e que se torna a primeira língua de uma comunidade. -------------------------------------------------------------------------------644 F $ crioulo exógeno créole exogène Classificação: Sociolinguística Definição: Crioulo formado em situações de contacto entre populações emigradas. -------------------------------------------------------------------------------643 F $ crioulo endógeno créole endogène Classificação: Sociolinguística Definição: Crioulo formado em situação de contacto entre populações autóctones e um grupo imigrado.Definição: Processo de formação de um crioulo por expansão e complexificação de um pidgin. e que passa a ser a primeira língua de uma determinada comunidade. Fonte: ROMAINE (1988).

Exemplo: o africaans (falado na África do Sul). -------------------------------------------------------------------------------1292 $ critério de simplicidade linguística I linguistic simplicity criterion Sinónimos: 1291 critério de economia linguística Termos Relacionados: 1330 custo de análise fonológica . -------------------------------------------------------------------------------1291 $ critério de economia linguística I linguistic economy criterion Sinónimos: 1292 critério de simplicidade linguística Termos Relacionados: 1330 custo de análise fonológica 1350 regra Classificação: Fonologia Definição: Princípio que estipula que o valor de uma sequência de regras é inversamente proporcional ao número de símbolos da sua representação mínima.-------------------------------------------------------------------------------2008 $ crioulóide I creoloid Sinónimos: 2010 quase-crioulo 2009 semicrioulo Termos Relacionados: 391 crioulo Classificação: Sociolinguística Definição: Língua que possui características habitualmente consideradas próprias dos crioulos mas em cuja história se não conhece a existência de fase identificável como crioulo. Fonte: CHOMSKY & HALLE (1968b).

-------------------------------------------------------------------------------862 I $ critério de validade validity criterion Classificação: Sociolinguística Definição: Definição do grau em que um dado mecanismo de medida consegue. -------------------------------------------------------------------------------1836 $ critério temático I F theta-criterion thèta-critère Termos Relacionados: 3512 condição de visibilidade 3524 teoria temática Classificação: Semântica Sintaxe Definição: Cada argumento recebe um e só um papel temático e cada papel temático é atribuído a um e apenas a um argumento. Fonte: CHOMSKY (1981). Fonte: CHOMSKY & HALLE (1968b).1350 regra Classificação: Fonologia Definição: Princípio que estipula que o valor de uma sequência de regras é inversamente proporcional ao número de símbolos da sua representação mínima. Fonte: COZBY (1985). com precisão. -------------------------------------------------------------------------------1708 $ crone I chrone Termos Relacionados: . prever um comportamento.

Tanto vogais como consoantes podem apresentar contrastes fonémicos na duração. -------------------------------------------------------------------------------2691 $ cronema Termos Relacionados: 2700 eiconema 2763 noema 2790 qualitema Classificação: Semântica Definição: Na proposta de Michael Metzeltin. i. Fonte: METZELTIN (1978). Fonte: CRYSTAL (1980a)..e. usada por alguns fonologistas. Fonte: CRYSTAL (1980a).1709 cronema Classificação: Fonologia Definição: Unidade concreta de duração correspondente ao cronema. -------------------------------------------------------------------------------1709 $ cronema I chroneme Termos Relacionados: 1708 crone Classificação: Fonologia Definição: Unidade abstracta. -------------------------------------------------------------------------------645 $ cronolecto I chronolect Termos Relacionados: . para descrever diferenças fonologicamente contrastivas na duração dos sons. um cronema é um noema que se refere à situação no tempo dos objectos da realidade. é o significado do signo linguístico ligado à localização temporal das propriedades dos objectos da realidade.

relativamente ao conjunto de fenómenos que se produziram no decurso da evolução de uma língua. Fonte: HOCK (1986) / BYNON (1977). que são interpretadas como formas. . -------------------------------------------------------------------------------775 I $ cronologia relativa relative chronology Termos Relacionados: 776 datação Classificação: Linguística Histórica Definição: Consiste em determinar. qual a sua ordenação cronológica. ou de um compromisso sintáctico entre construções alternativas.425 429 417 dialecto idiolecto lecto Classificação: Sociolinguística Definição: Variedade linguística de um determinado grupo etário. ou construções em competição uma com a outra. A cronologia relativa difere assim da datação na medida em que estabelece para as mudanças linguísticas uma idade relativa e não absoluta. tendo em conta que determinadas mudanças não poderiam ter ocorrido antes de outras que criaram condições para a sua produção. -------------------------------------------------------------------------------176 I $ cruzamento blending Termos Relacionados: 159 amálgama 164 analogia 166 analogia irregular 184 composição 185 contaminação Classificação: Linguística Histórica Definição: Desenvolvimento de um compromisso morfológico entre duas formas com sentido igual ou semelhante.

Fonte: HOCK (1986). com especial relevância para a época clássica. Exemplo: os empréstimos tomados do latim pelo português em diversas épocas. Dá-se cumulação no sufixo verbal -o de "lavo". "parto". Fonte: HOCK (1986).singular). Fonte: CARVALHO (1973). -------------------------------------------------------------------------------1912 $ curva de ressonância I resonance curve Termos Relacionados: . -------------------------------------------------------------------------------2194 $ cumulação I cumulation Sinónimos: 2197 amálgama permanente Classificação: Morfologia Fonologia Lexicologia Definição: Reunião. de várias funções (significações) gramaticais. -------------------------------------------------------------------------------189 I $ cultismo ancestor borrowings Sinónimos: 217 palavra erudita Termos Relacionados: 155 empréstimo Classificação: Linguística Histórica Lexicologia Definição: Empréstimo tomado de uma língua de cultura e de prestígio que pode ser uma língua mãe. o tempo (presente ou nãopassado) e o modo (indicativo). num mesmo morfema. que significa simultaneamente a pessoa e o número (1a. "devo".

1910 1911 frequência de ressonância largura de banda Classificação: Fonética Definição: Gráfico da transmissão da vibração sonora que apresenta em ordenada a amplitude da vibração e em abcissa a frequência. por exemplo. Pode ser autógrafo ou cópia. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------492 I $ dactiloscrito typescript Termos Relacionados: 545 manuscrito Classificação: Filologia Definição: Testemunho de um texto que assume forma mecanografada. -------------------------------------------------------------------------------1330 $ custo de análise fonológica I cost of phonological analysis Termos Relacionados: 1291 critério de economia linguística Classificação: Fonologia Definição: Termo utilizado metaforicamente em fonologia generativa na discussão da relativa simplicidade ou naturalidade da análise fonológica. Aumentando a complexidade da análise pela adição de mais regras ou de mais traços. -------------------------------------------------------------------------------3097 $ dado terminológico I terminological datum . Fonte: CLARK & YALLOP (1990). diz-se que o custo aumenta e vice-versa. permitindo assim detectar a frequência de ressonância (o pico da curva) e a respectiva largura de banda.

-------------------------------------------------------------------------------- . com uma origem comum. Fonte: ANDERSON (1973) / BYNON (1977). da época em que duas ou mais línguas. nota. referência. de gramática. / NORMALISATION FRANÇAISE (1990). sinónimo. -------------------------------------------------------------------------------776 I $ datação dating Termos Relacionados: 775 cronologia relativa Classificação: Linguística Histórica Definição: Consiste em determinar. para uma dada língua. definição. feita de acordo com o método léxico-estatístico da glotocronologia. Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). contexto. em que época começou a produzir-se uma certa mudança linguística ou em que data uma palavra se encontra pela primeira vez atestada. do país. ilustração.F donnée terminologique Classificação: Terminologia Definição: Dado relativo a uma noção ou à sua designação (vedeta. aceitabilidade terminológica. se separaram. marca de uso. Fonte: BYNON (1977). indicativo da língua. autor. domínio. -------------------------------------------------------------------------------772 I $ datação glotocronológica glottochronological dating Termos Relacionados: 770 constante glotocronológica 771 glotocronologia Classificação: Linguística Histórica Definição: Determinação. data). marca de relação entre noções.

nos. Exemplo: "por favor. vos. As línguas possuem débitos diferentes. Contrastes com o débito de elocução são analisados na fonética e na fonologia suprassegmentais. passa-me esse exame". te. a sua classificação como objecto indirecto decorre da utilização dos pronomes morfologicamente dativos (lhe. -------------------------------------------------------------------------------1605 $ deadjectival . palavras por minuto. lhes. lhes) e da tradição gramatical latina. O débito juntamente com a intensidade e a altura fazem parte do estudo do ritmo. Fonte: CRYSTAL (1980a). lhe. mas um interesse particular na acção por parte de uma pessoa (normalmente a 1a.2137 $ dativo ético I F ethical dative datif éthique Classificação: Morfologia Sintaxe Definição: Tipo de objecto indirecto que não identifica um objecto da acção. Fonte: CÂMARA (1984). incidência de pausas). -------------------------------------------------------------------------------1112 $ débito I F rate tempo débit Sinónimos: 1111 velocidade Termos Relacionados: 599 duração 595 quantidade Classificação: Prosódia Fonologia Fonética Definição: Termo que se refere à velocidade de produção de fala. Numa dada norma é possível variar o débito para obter efeitos sociais ou semânticos particulares.) expressa pelos clíticos verbais me. o débito pode ainda diferir na fala individual (número de sílabas por segundo.

I F deadjectival déadjectival Termos Relacionados: 1513 adjectivo 209 formação de palavras Classificação: Morfologia Definição: Palavra formada a partir de um adjectivo. do ponto de vista da teoria generativista. Exemplo: belo → embelezar. a qual pode chegar a ser suprimida. -------------------------------------------------------------------------------1416 $ decalque I F calque loan-translation calque Sinónimos: 180 calco 1997 calque Termos Relacionados: 1998 empréstimo lexical Classificação: Sociolinguística Linguística Histórica Definição: . Fonte: HOCK (1986). corresponde a uma progressiva restrição do âmbito de aplicação de uma regra da gramática. -------------------------------------------------------------------------------777 I $ debilitação de regra rule atrophy rule fading Termos Relacionados: 778 supressão de regra Classificação: Linguística Histórica Definição: Mudança que.

fazendo-o coincidir com o conteúdo proposicional. patrão e empregado. Fonte: FRY (1979). -------------------------------------------------------------------------------705 I F $ declaração declaration déclaration Sinónimos: 704 acto ilocutório declarativo Classificação: Pragmática Definição: Acto ilocutório cuja realização garante a correspondência entre o conteúdo proposicional do enunciado e a realidade.Caso de empréstimo lexical que se apresenta como uma importação do significado e da estrutura de uma forma estrangeira através de uma combinação original de elementos nativos. Uma declaração é a expressão da sua própria realidade. -------------------------------------------------------------------------------- . Fonte: APPEL & MUYSKEN (1987).. A escala comum das intensidades sonoras em decibéis vai de 0 (som de intensidade mínima audível) a 130 dB (intensidade habitualmente já considerada próxima do limiar da dor). Fonte: SEARLE (1979). etc. pois exigem que o locutor e o(s) alocutário(s) se encontrem em posições sociais definidas: padre e noivos. -------------------------------------------------------------------------------234 Ab I F $ decibel $ dB decibel décibel Termos Relacionados: 598 intensidade Classificação: Fonética Definição: Unidade logarítmica que expressa a relação entre as intensidades de dois sons e que corresponde a um décimo do Bel. Estes actos são essencialmente institucionais. pois a realização de uma declaração faz com que o universo de referência se altere.

A sua primeira designação foi a de acto ilocutório declarativo representativo. ao mesmo tempo que evidencia o seu estatuto de criador de realidade. Por outras palavras. mas o seu objectivo ilocutório é o de uma declaração. Por outras palavras.708 I $ declaração assertiva assertive declaration Sinónimos: 706 acto ilocutório declarativo assertivo 707 acto ilocutório declarativo representativo 709 declaração representativa Termos Relacionados: 686 acto de fala indirecto 698 acto ilocutório assertivo 704 acto ilocutório declarativo Classificação: Pragmática Definição: Acto ilocutório cujo sujeito se relaciona com o valor de verdade da proposição expressa no enunciado. . trazendo um novo estado de coisas à existência. A sua primeira designação foi a de acto ilocutório declarativo representativo. trazendo um novo estado de coisas à existência. -------------------------------------------------------------------------------709 I $ declaração representativa representative declaration Sinónimos: 706 acto ilocutório declarativo assertivo 707 acto ilocutório declarativo representativo 708 declaração assertiva Termos Relacionados: 686 acto de fala indirecto 698 acto ilocutório assertivo 704 acto ilocutório declarativo Classificação: Pragmática Definição: Acto ilocutório cujo sujeito se relaciona com o valor de verdade da proposição expressa no enunciado. um acto ilocutório deste tipo apresenta força ilocutória assertiva. um acto ilocutório deste tipo apresenta força ilocutória assertiva. ao mesmo tempo que evidencia o seu estatuto de criador de realidade. Fonte: SEARLE (1979). mas o seu objectivo ilocutório é o de uma declaração.

Fonte: SEARLE (1979). -------------------------------------------------------------------------------1092 $ declinação I F declination downdrift déclinaison Termos Relacionados: 653 entoação Classificação: Fonologia Prosódia Definição: Abaixamento que o tom da voz sofre a partir do início de uma frase até ao seu final. Fonte: CRUTTENDEN (1986). -------------------------------------------------------------------------------2340 $ declinação I F case inflection déclinaison Termos Relacionados: 1627 flexão nominal 1550 morfologia casual Classificação: Morfologia Definição: Conjunto de casos ou formas casuais de uma forma nominal. Fonte: CARVALHO (1973). -------------------------------------------------------------------------------3723 $ decomposição lexical I lexical decomposition Termos Relacionados: 3010 postulado de significação Classificação: Semântica .

pode aparecer esporadicamente. os advérbios. as palavras não são átomos não analisados. cuja conjugação é incompleta. Em português. a defectividade verifica-se em muitos verbos. Mas como a flexão está prevista na estrutura das oposições flexionais. Fonte: DOWTY (1979). A inexistência de flexão é uma questão de desuso. Assim. Fonte: CÂMARA (1984). -------------------------------------------------------------------------------2608 $ deficiência mental Ab I $ MH mental handicap Termos Relacionados: 2613 distúrbios de comunicação 2648 linguagem expressiva 2522 sistemas alternativos de comunicação Classificação: Psicolinguística Definição: . diferenças aspectuais e restrições em possíveis interacções de palavras conceptualmente complexos com expressões modificadoras. que faz essa flexão ser abolida da norma linguística e ser considerada contrária à eufonia. universais semânticos aparentes. mas podem ser decompostas num conjunto de traços conceptuais que se repetem.Definição: Diz respeito ao significado das palavras entendidas como construídas a partir de componentes semânticas que ocorrem nos significados de diferentes palavras. -------------------------------------------------------------------------------1725 $ defectividade I F defectivity défectivité Termos Relacionados: 1625 flexão 2337 palavra defectiva 1694 supletivismo 2336 verbo defectivo Classificação: Morfologia Definição: Propriedade das palavras variáveis que não apresentam uma flexão completa em face do respectivo paradigma. Os tratamentos decomposicionais do significado lexical têm sido propostos para elucidar relações semânticas entre itens lexicais. por exemplo. como.

a qual possui características específicas relativamente à unidade lexical em geral. por metonímia. -------------------------------------------------------------------------------3098 $ definição I F definition définition Termos Relacionados: 3076 compreensão 3077 compreensão 2705 extensão 3130 extensão Classificação: Terminologia Lexicologia Definição: Enunciado que descreve uma noção e que permite diferenciá-la das outras noções no interior de um sistema nocional. A definição é lexicográfica quando tem por objecto a descrição de uma unidade lexical. consiste na paráfrase construída através de um sinónimo de um termo a definir. ou de relações com uma ou mais unidades da língua ou do discurso. especialmente no que respeita aos distúrbios de comunicação. O trabalho do terapeuta da fala aumentou em relação aos pacientes com deficiências mentais. e terminológica se tem por objecto a unidade terminológica. O objectivo da terapia é conceder ao paciente uma melhor qualidade de vida tornando-o mais capaz de comunicar as suas necessidades diárias. Podem dar-se a crianças com pouca ou nenhuma linguagem expressiva sistemas de comunicação alternativos.Consiste num desenvolvimento mental incompleto ou interrompido que é especialmente caracterizado por se situar num nível inferior ao considerado normal para a inteligência. 1967). O termo pode ainda designar a análise semântica de uma palavra realizada através da indicação de "género próximo" e de " traços específicos". -------------------------------------------------------------------------------3099 $ definição em compreensão I F intensional definition définition par compréhension Termos Relacionados: 3098 definição 3100 definição em extensão Classificação: Terminologia . Fonte: DESMET (1990). (OMS. Fonte: MORRIS (1988).

delimitando a noção a definir. Exemplos: horologiu > relógio abbatina > batina Fonte: CÂMARA (1984). Fonte: NORMALISATION FRANÇAISE (1990). -------------------------------------------------------------------------------3100 $ definição em extensão I F extensional definition définition par extension Termos Relacionados: 3098 definição 3099 definição em compreensão Classificação: Terminologia Definição: Definição baseada na enumeração dos objectos aos quais uma noção faz referência ou das noções específicas que lhe estão imediatamente subordinadas. -------------------------------------------------------------------------------2343 $ deglutinação F déglutination Termos Relacionados: 1662 metanálise Classificação: Morfologia Definição: Fenómeno de metanálise que consiste em suprimir um elemento de uma palavra.Definição: Definição baseada na compreensão de uma noção. Este tipo de definição compreende a noção genérica mais próxima e as características distintivas. Fonte: NORMALISATION FRANÇAISE (1990). -------------------------------------------------------------------------------2692 $ deíctico I F deictic déictique Sinónimos: .

tipicamente. -------------------------------------------------------------------------------2693 $ deixis discursiva I F discourse deixis textual deixis deixis discoursive deixis textuelle . e o lugar) de enunciação em que são usados. de um locutor e pelo menos de um interlocutor. São exemplos de deícticos. as palavras que nos enunciados seguintes se encontram em maiúsculas: "ESSE livro é muito bom". processos e actividades acerca dos quais se fala.2695 díctico Termos Relacionados: 1506 anáfora 955 deixis 2838 deixis social 2694 deixis textual Classificação: Pragmática Semântica Definição: Unidades linguísticas que retiram algum elemento do seu significado da situação (o locutor. eventos. Fonte: LYONS (1977) / LEVINSON (1983). o tempo. o interlocutor. Fonte: LEVINSON (1983). em relação com o contexto espacio-temporal criado e mantido pelo acto de enunciação e a participação nele. objectos. ou dícticos. Por deixis entende-se o lugar e identificação de pessoas. "ONTEM fui ao cinema". "CÁ está a carta". ou se referem. -------------------------------------------------------------------------------955 I F $ deixis deixis deixis Termos Relacionados: 971 contexto de situação 956 enunciação Classificação: Semântica Pragmática Definição: Termo utilizado em linguística mas também relacionado com a noção filosófica de ostensão.

como. tempo e espaço. o demonstrativo essa. por referência ao momento da enunciação. as formas de tratamento. A deixis textual ou discursiva diz respeito ao uso de determinadas expressões num enunciado para referir uma parte anterior ou posterior do discurso.Sinónimos: 2694 deixis textual Termos Relacionados: 2692 deíctico 2838 deixis social 2701 endófora Classificação: Pragmática Definição: Ao nível da deixis é possível considerar apenas os aspectos directamente ligados ao uso de marcas de pessoa. ou entre eles e outras entidades referidas na conversação. na frase "essa piada é óptima". como. tempo e espaço. por exemplo. os pronomes. que se refere a uma parte anterior do discurso. a deixis social e a deixis textual ou discursiva. Fonte: LEVINSON (1983). Fonte: LEVINSON (1983). as relações sociais que entre eles se estabelecem. que por sua vez se distingue de deixis social. por exemplo. -------------------------------------------------------------------------------2694 $ deixis textual . etc. ou considerar ainda o que alguns autores designam por deixis textual ou discursiva. por referência à situação de comunicação). -------------------------------------------------------------------------------2838 $ deixis social I F social deixis deixis sociale Termos Relacionados: 2692 deíctico 955 deixis 2694 deixis textual Classificação: Pragmática Definição: Alguns autores estabelecem uma diferença ao nível da deixis entre o que consideram a deixis propriamente dita (relativa às categorias pessoa. entendendo por deixis social os aspectos da estrutura das línguas que marcam gramaticalmente as identidades sociais dos participantes.

tempo e espaço. na frase "essa piada é óptima". ou considerar ainda o que alguns autores designam por deixis textual ou discursiva. para identificação do seu estatuto ou natureza terminológica. que se refere a uma parte anterior do discurso. por referência ao momento da enunciação. Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). por exemplo. A deixis textual ou discursiva diz respeito ao uso de determinadas expressões num enunciado para referir uma parte anterior ou posterior do discurso. como.I F discourse deixis textual deixis deixis discoursive deixis textuelle Sinónimos: 2693 deixis discursiva Termos Relacionados: 2692 deíctico 2838 deixis social 2701 endófora Classificação: Pragmática Definição: Ao nível da deixis é possível considerar apenas os aspectos directamente ligados ao uso de marcas de pessoa. o demonstrativo essa. -------------------------------------------------------------------------------3102 $ delimitação nocional F recoupement notionnel Classificação: Terminologia . -------------------------------------------------------------------------------3101 $ delimitação do termo I F term identification découpage terminologique Classificação: Terminologia Definição: Análise de uma unidade extraída de um corpus. que por sua vez se distingue de deixis social. Fonte: LEVINSON (1983).

que permite estabelecer a correspondência entre as noções e a equivalência ou sinonímia entre os termos. as capacidades motoras e sociais. Fonte: CHAPLIN (1981) / MORRIS (1988). a capacidade de aprendizagem. -------------------------------------------------------------------------------2609 $ demência I dementia Termos Relacionados: 2455 afasia 2617 doença de Alzheimer Classificação: Psicolinguística Definição: Enfraquecimento mais ou menos acentuado das faculdades intelectuais resultantes de lesões no cérebro. Pode tomar a forma de perda global das funções intelectuais que afectam a inteligência. a memória. -------------------------------------------------------------------------------1606 $ denominal I F denominal dénominatif Termos Relacionados: . Surge raramente na infância. Durante muito tempo considerado como sinónimo de loucura.Definição: Conformidade das características nocionais contidas nas definições e nos contextos. Afecta cinco por cento da população até aos sessenta e cinco anos e quinze a vinte por cento até aos oitenta anos. Fonte: NORMALISATION FRANÇAISE (1990). Fonte: NORMALISATION FRANÇAISE (1990). -------------------------------------------------------------------------------3295 $ denominação Sinónimos: 3107 designação Classificação: Terminologia Definição: Toda a representação de uma noção. Caracteriza-se por uma progressão lenta mas definitiva.

exteriores ao sistema linguístico.209 1675 formação de palavras nome Classificação: Morfologia Definição: Palavra formada a partir de um nome. Fonte: DOWTY et alii (1981). etc. Os dentes . Em certas concepções denotação opõe-se a conotação. Em teoria dos modelos. Exemplo: livro → livraria -------------------------------------------------------------------------------1384 $ denotação I F denotation dénotation Termos Relacionados: 1383 conotação 2705 extensão 2751 intensão 1385 polissemia 3014 referência 2442 sentido Classificação: Semântica Definição: Nome dado à relação existente entre um lexema e a entidade ou entidades. -------------------------------------------------------------------------------1935 $ dentes I F teeth dents Termos Relacionados: 1977 articulador 1053 consoante dental Classificação: Fonética Definição: São os orgãos implantados nos maxilares superior e inferior. propriedade ou propriedades. o par mundo-tempo). a que o lexema se refere como parte do seu significado. uma expressão tem uma determinada denotação só relativamente a uma determinada atribuição de valores a variáveis e um determinado mundo possível (mais exactamente..

-------------------------------------------------------------------------------1607 $ derivação I F derivation dérivation Termos Relacionados: 1575 composição 1625 flexão 209 formação de palavras Classificação: Morfologia Definição: Um dos três grandes processos de formação de palavras. em geral. Fonte: MARTINS (1988) / CRYSTAL (1980a).superiores constituem um dos articuladores passivos envolvidos na produção da fala. -------------------------------------------------------------------------------779 I $ deriva drift Classificação: Linguística Histórica Definição: No contexto da linguística histórica o termo deriva designa. Os dentes inferiores estão implantados no maxilar inferior. nominalização e verbalização. O resultado da aplicação de um processo de derivação é uma nova palavra. Em português. -------------------------------------------------------------------------------158 I F $ derivação derivation dérivation Classificação: . que é um articulador activo. teimoso →teimosia. Exemplos: sabor → saboroso. Fonte: KING (1969). impressão →impressionar. adverbialização. mesmo quando já não estão em contacto. a tendência inerente a um grupo de línguas aparentadas para evoluirem em determinadas direcções e para continuarem a evoluir nessas direcções durante várias gerações. a derivação recorre à afixação e à conversão e realiza processos de adjectivalização.

-------------------------------------------------------------------------------3530 $ derivação I F derivation dérivation Classificação: Fonologia Definição: No quadro da fonologia generativa. em que os elementos re. -------------------------------------------------------------------------------192 I $ derivação parassintética parasynthetic derivation . Num uso mais restrito e mais corrente.Linguística Histórica Definição: Em sentido lato. A derivação consiste na aglutinação de elementos lexicais dos quais pelo menos um não pode ser usado isoladamente. Fonte: DUBOIS et alii (1973). Exemplo: olhar (verbo) → olhar (nome). -------------------------------------------------------------------------------1599 $ derivação imprópria F dérivation impropre Sinónimos: 1598 conversão 1600 derivação zero Termos Relacionados: 209 formação de palavras 1643 gramaticalização Classificação: Morfologia Definição: Processo derivacional de formação de palavras. o termo derivação opõe-se a composição (formação de palavras compostas). Exemplos: refazer. patifaria. segundo o qual uma unidade passa a pertencer a uma nova classe de palavras sem que se verifique a adjunção de um afixo. este termo designa o processo de geração de uma forma fonológica ou fonética a partir de uma forma subjacente. o termo derivação pode designar o processo de formação de unidades lexicais.e -aria não podem ter um emprego autónomo.

Este termo opõe-se a "derivação imprópria".Termos Relacionados: 158 derivação 193 derivação prefixal 195 derivação sufixal Classificação: Linguística Histórica Definição: Processo de formação de uma unidade lexical pela aglutinação simultânea de um prefixo e de um sufixo a um determinado radical. Exemplo: fazer → refazer. -------------------------------------------------------------------------------191 I $ derivação própria proper derivation Classificação: Linguística Histórica Definição: Qualquer processo de derivação em que a palavra derivada se apresenta formalmente diferente da palavra de que derivou. Exemplo: alma → desalmado. -------------------------------------------------------------------------------194 I $ derivação regressiva backformation Termos Relacionados: 158 derivação . -------------------------------------------------------------------------------193 I $ derivação prefixal prefixal derivation Termos Relacionados: 158 derivação 192 derivação parassintética 195 derivação sufixal Classificação: Linguística Histórica Definição: Processo de formação de uma unidade lexical pela aglutinação de um prefixo.

a partir da análise e redefinição da estrutura morfofonológica de uma unidade primitiva. Exemplo: galinha → galinheiro. -------------------------------------------------------------------------------195 I $ derivação sufixal suffixal derivation Termos Relacionados: 158 derivação 192 derivação parassintética 193 derivação prefixal Classificação: Linguística Histórica Definição: Processo de formação de uma unidade lexical pela aglutinação de um sufixo. Fonte: HOCK (1986). Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). foneticamente mais reduzida e de categoria gramatical diferente. se cria uma nova unidade lexical.Classificação: Morfologia Definição: Processo de derivação em que. -------------------------------------------------------------------------------1600 $ derivação zero I zero derivation Sinónimos: . Exemplo: pescar (V) → pesca (N). -------------------------------------------------------------------------------3105 $ derivação sintagmática F dérivation syntagmatique Classificação: Terminologia Definição: Modo de formação de termos complexos nos quais os elementos lexicais estão ligados sintacticamente. A derivação regressiva generaliza um padrão de relação morfofonológica já existente numa dada língua.

-------------------------------------------------------------------------------2276 $ derivado F dérivé Sinónimos: 204 forma derivada 2278 palavra derivada Termos Relacionados: 1607 derivação 1635 forma derivante Classificação: Morfologia Definição: Forma resultante de um processo de derivação. Exemplo: olhar (verbo) → olhar (nome).1598 1599 conversão derivação imprópria Termos Relacionados: 209 formação de palavras 1643 gramaticalização Classificação: Morfologia Definição: Processo derivacional de formação de palavras. -------------------------------------------------------------------------------58 I $ desarredondamento unrounding Sinónimos: 137 deslabialização Termos Relacionados: 25 arredondamento 271 traço arredondado Classificação: Linguística Histórica Fonética Definição: . segundo o qual uma unidade passa a pertencer a uma nova classe de palavras sem que se verifique a adjunção de um afixo.

Fonte: HOCK (1986). O seu oposto é "contínuo" e refere-se a sons produzidos sem fechamento completo do tracto vocal (como as fricativas).Evolução de um segmento vocálico [+arr] (isto é. com articulação labial) para [-arr]. -------------------------------------------------------------------------------493 I $ descendente descendant Classificação: Filologia Definição: Testemunho cujo texto foi copiado de um modelo anterior (seu ascendente). -------------------------------------------------------------------------------1272 $ descontínuo I F discontinuous discontinu Termos Relacionados: 135 fechamento 1180 teoria dos traços distintivos 261 traço contínuo Classificação: Fonologia Fonética Definição: Termo usado por Jakobson e Halle na sua teoria dos traços distintivos para referir sons produzidos com fechamento completo do tracto vocal (como as oclusivas). -------------------------------------------------------------------------------714 I F $ descrição definida definite description description définie Classificação: Semântica Pragmática Definição: Termo utilizado por Russell (1905) relativamente a certas expressões de . Fonte: CRYSTAL (1980a) / JAKOBSON et alii (1963).

relativamente a um determinado universo do discurso. Kripke (1972) atribui o termo de designador ao conjunto formado pelos nomes próprios e descrições definidas. descrição definida aplica-se a sintagmas nominais que têm tipicamente a forma "O (A) Nome". sempre que haja unicidade. Assim. Exemplo: X → Y / K. Reichenbach (1947) trata as descrições definidas através do operador Iota que se distingue do operador Eta para as descrições indefinidas. -------------------------------------------------------------------------------428 I $ descrioulização decreolization Termos Relacionados: 394 aculturação linguística 413 crioulização 391 crioulo Classificação: Sociolinguística Definição: Processo pelo qual um crioulo em contacto com a língua de superstrato desenvolve um contínuo de variedades de aproximação a essa língua. Fonte: RICHARDS. -------------------------------------------------------------------------------1270 $ descrição estrutural I F structural description description structurelle Termos Relacionados: 1273 mudança estrutural 1280 regras fonológicas Classificação: Fonologia Definição: Parte da regra fonológica que se encontra à direita da barra oblíqua e que indica quais as condições que uma representação deve preencher para que a regra se aplique. PLATT & WEBER (1985). Fonte: LEVINSON (1983). -------------------------------------------------------------------------------- .estrutura lógica complexa e sobre as quais se postula dois critérios: a existência e a unicidade. Exemplo: "o actual primeiro-ministro". Fonte: DELL (1973).

Enquanto que A e B se opõem fonologicamente. A classificação dos vários tipos de desfonologização deverá ter em conta a relação entre os fonemas antes da mutação.o que coloca a questão do tipo de relação extrafonológica mantida entre A1 e B1. Fonte: TROUBETZKOY (1939). [b] generaliza-se. -------------------------------------------------------------------------------1076 $ desfonologização I F dephonologization dephonologisation Termos Relacionados: 1075 fonologização 60 fusão fonológica Classificação: Fonética Linguística Histórica Definição: Mutação que consiste na supressão de uma diferença fonológica: A:B > A1:B1. [p] generaliza-se em todas as outras posições. Entre um fonema sonoro e uma vogal. Com este significado. a relação entre os sons que resultam da mutação e a relação entre cada resultado e o seu protótipo originário.entre A1 e B1 não existe qualquer diferença fonológica.3557 $ descritor F descripteur Termos Relacionados: 3556 léxico 3541 palavra-chave 3534 termo Classificação: Terminologia Definição: Termo que é o objectivo de pesquisa terminológica num domínio específico e que corresponde a um conceito definido nesse domínio. descritor pode ter como sinónimo palavra-chave. Exemplo: a oposição /p/:/b/ perde o seu carácter fonológico. -------------------------------------------------------------------------------3107 $ designação I F designation désignation Sinónimos: .

o que se passa em contextos opacos. -------------------------------------------------------------------------------2128 $ desinência I F ending désinence Sinónimos: 1521 afixo de flexão 1520 afixo flexional 2122 afixo gramatical Termos Relacionados: 1518 afixo Classificação: Morfologia Definição: Subclasse de afixos que participam apenas em processos flexionais de formação de palavras. A extensão de um nome próprio é a mesma entidade no domínio de qualquer índice e por isso. Kripke introduziu a noção de designador rígido para esta característica semântica dos nomes próprios. . avaliar um nome próprio em dois índices dá-nos a mesma extensão. por exemplo. acerca da Maria. Veja-se.3295 denominação Classificação: Terminologia Definição: Toda a representação de uma noção. o João crê que ganhou a corrida. -------------------------------------------------------------------------------3728 $ designador rígido I F rigid designator designateur rígide Termos Relacionados: 714 descrição definida Classificação: Semântica Definição: Os nomes próprios se forem traduzidos para constantes lógicos (como na lógica de predicados) têm uma referência constante. Em português estes afixos são sempre sufixos. Fonte: PARTEE et alii (1990). Exemplos: o João crê que a Maria ganhou a corrida. Fonte: NORMALISATION FRANÇAISE (1990).

-------------------------------------------------------------------------------62 I $ desnasalização denasalisation Termos Relacionados: 96 nasalização 348 som nasal . vogais recuadas) ou no interior de uma ordem (por exemplo. vogais abertas). Fonte: HOCK (1986). com articulação labial) para [-arr].-------------------------------------------------------------------------------137 I $ deslabialização delabialization Sinónimos: 58 desarredondamento Termos Relacionados: 120 labialização 271 traço arredondado Classificação: Linguística Histórica Fonética Definição: Evolução de um segmento vocálico [+arr] (isto é. -------------------------------------------------------------------------------118 I $ deslocação em cadeia chain shift Sinónimos: 143 mudança em cadeia 119 reacção em cadeia Termos Relacionados: 812 evolução Classificação: Linguística Histórica Definição: Conjunto de relações de interdependência que cada fonema mantém com o fonema ou fonemas mais próximos no interior de uma série (por exemplo.

Fonte: CRYSTAL (1980a). As consoantes sonoras [b] e [d] do inglês sofrem este fenómeno em posição final de palavra. O desvozeamento (dessonorização ou ensurdecimento) simboliza-se com um pequeno círculo debaixo do símbolo da transcrição. em resultado da sua situação contextual. -------------------------------------------------------------------------------2012 $ despidginização I decreolization Termos Relacionados: 414 pidgin 446 pidginização Classificação: Sociolinguística Definição: Processo de reestruturação de um pidgin que começa de novo a ser influenciado pela língua de superstrato.347 361 306 som oral traço nasal véu palatino Classificação: Linguística Histórica Fonologia Definição: Evolução de um segmento vocálico [+nas] para [-nas]. -------------------------------------------------------------------------------- . -------------------------------------------------------------------------------2101 $ dessonorização I F devoicing dévoisement Sinónimos: 1153 desvozeamento 69 ensurdecimento Classificação: Fonologia Linguística Histórica Fonética Definição: Perda do traço sonoro ou vozeado de um som.

Os termos alocutário e ouvinte aplicam-se sobretudo à comunicação oral. -------------------------------------------------------------------------------1153 $ desvozeamento I F devoicing dévoisement Sinónimos: 2101 dessonorização 69 ensurdecimento Termos Relacionados: 1070 consoante surda . Os termos locutor e falante aplicam-se sobretudo à comunicação oral. -------------------------------------------------------------------------------2088 $ destinatário I F listener destinataire Sinónimos: 966 alocutário 2077 ouvinte 2086 receptor Classificação: Pragmática Definição: Aquele que recebe a mensagem linguística.2087 $ destinador I F speaker destinateur Sinónimos: 2039 emissor 2019 falante 936 locutor Termos Relacionados: 2088 destinatário 934 enunciador 935 interlocutor Classificação: Pragmática Definição: Aquele que emite a mensagem linguística.

-------------------------------------------------------------------------------2842 $ determinante Ab I $ DET $ Det D DET determiner déterminant F Termos Relacionados: 3500 sintagma determinante Classificação: Sintaxe Morfologia Definição: Termo que designa uma classe de palavras que ocorre com os nomes. etc. os artigos definidos e indefinidos. O desvozeamento (dessonorização ou ensurdecimento) simboliza-se com um pequeno círculo debaixo do símbolo da transcrição.1073 255 990 1325 som vozeado traço vozeado vibração das cordas vocais vozeamento Classificação: Fonologia Linguística Histórica Fonética Definição: Perda do traço sonoro ou vozeado de um som. ultimamente. Por exemplo. que tem como complemento o sintagma nominal. quantidade. etc. O determinante tem sido analisado como o especificador do nome e. como o núcleo do sintagma determinante. à sua direita em português. As consoantes sonoras [b] e [d] do inglês sofrem este fenómeno em posição final de palavra. -------------------------------------------------------------------------------1609 $ deverbal I F deverbal déverbal postverbal Termos Relacionados: 209 formação de palavras 1469 verbo . Fonte: CRYSTAL (1980a). determinandoos quanto ao número. género. os demonstrativos. em resultado da sua situação contextual.

isto é. Tradicionalmente. Fonte: PINTO (1984). este termo designa nomes que correspondem a verbos cognatos. . o tempo. tem tendência para utilizar a mão direita em determinadas formas de execução motora. -------------------------------------------------------------------------------2695 $ díctico I F deictic déictique Sinónimos: 2692 deíctico Termos Relacionados: 955 deixis 2838 deixis social 2694 deixis textual Classificação: Pragmática Semântica Definição: Unidades linguísticas que retiram algum elemento do seu significado da situação (o locutor. São exemplos de deícticos. sem deles se derivarem por meio de um sufixo. o interlocutor. "ONTEM fui ao cinema". Contrário de canhoto. as palavras que nos enunciados seguintes se encontram em maiúsculas: "ESSE livro é muito bom". Exemplos: organiza → organização embarcar → embarque -------------------------------------------------------------------------------2873 $ dextro I right-handed person right-hander Termos Relacionados: 2891 lateralidade Classificação: Psicolinguística Definição: Indivíduo que apresenta lateralidade dextra.Classificação: Morfologia Definição: Palavra formada a partir de uma forma verbal. e o lugar) de enunciação em que são usados. "CÁ está a carta". ou dícticos.

-------------------------------------------------------------------------------1414 $ dígrafo I digraph Classificação: Fonologia Definição: Conjunto de duas letras que representam um único som. por exemplo.Fonte: LYONS (1977) / LEVINSON (1983). Fonte: DUBOIS et alii (1973). -------------------------------------------------------------------------------780 I F $ diacronia diachrony diachronie Termos Relacionados: 844 sincronia Classificação: Linguística Histórica Definição: Dá-se o nome de diacronia ao carácter dos factos linguísticos considerados na sua evolução através do tempo ou à disciplina que se ocupa do seu estudo (linguística diacrónica). bater rápida e . -------------------------------------------------------------------------------2610 $ diadococinese I diadochokinesis Sinónimos: 2664 diadococinesia Termos Relacionados: 2565 adiadococinese 1977 articulador Classificação: Psicolinguística Definição: Capacidade de realizar certos movimentos como. A diacronia pode ainda ser encarada como uma sucessão de sincronias.

ee/. Fenómeno oposto à adiadococinese. bater rápida e alternadamente com a palma e o dorso da mão sobre a coxa.t. Estas sequências são produzidas em todas as posições da boca.k/..oo. por exemplo. Na área da linguagem é o ritmo médio que os indivíduos atingem ao mover os seus articuladores na produção de certas sequências de sons.t.k/. etc. /oo.. /k.. Fonte: MORRIS (1988) / COUTINHO (1957).k. /t. -------------------------------------------------------------------------------332 I $ diafone diaphone Classificação: Fonologia Definição: Unidade fonológica abstracta construída para dar conta de uma equivalência entre elementos de sistemas fonéticos de diferentes dialectos. -------------------------------------------------------------------------------2664 $ diadococinesia I diadochokinesis Sinónimos: 2610 diadococinese Termos Relacionados: 2565 adiadococinese 1977 articulador Classificação: Psicolinguística Definição: Capacidade de realizar certos movimentos como.p/... Este teste pode ser utilizado tanto com adultos como com crianças.t.t.. Fonte: MORRIS (1988) / COUTINHO (1957). -------------------------------------------------------------------------------2611 $ diagnóstico ..t..alternadamente com a palma e o dorso da mão sobre a coxa.oo. por exemplo /p. por exemplo /p.. Fonte: CRYSTAL (1980a).ee/. Na área da linguagem é o ritmo médio que os indivíduos atingem ao mover os seus articuladores na produção de certas sequências de sons. Estas sequências são produzidas em todas as posições da boca. Este teste pode ser utilizado tanto com adultos como com crianças.p.ee.ee.p. /k.. /t.k..t/.k/.k.k/. /p. etc. /oo.k.p/.t/. Fenómeno oposto à adiadococinese. /p.p.t.p..

os sujeitos sofram. É importante verificar se o diagnóstico é correcto e se não há outras hipóteses de diagnósticos alternativos. É possível. procedimento conhecido por diagnóstico diferencial. por exemplo. É indispensável dispor de um diagnóstico seguro antes de iniciar o tratamento. Fonte: MORRIS (1988). Fonte: MORRIS (1988). depois de um exame completo. investigação e avaliação. também de disartria. -------------------------------------------------------------------------------2874 $ diagnóstico diferencial I differential diagnosis Termos Relacionados: 2611 diagnóstico Classificação: Psicolinguística Definição: Procedimento que permite verificar se a decisão tomada pelo terapeuta sobre a situação do doente é correcta e se não existem outras hipóteses de diagnósticos alternativos.I F diagnosis diagnostique Termos Relacionados: 2455 afasia 2597 avaliação 2476 disartria 2551 testes de diagnóstico Classificação: Psicolinguística Definição: Decisão tomada pelo terapeuta sobre a situação do doente. assim. indispensável verificar se se trata de casos isolados de afasia e disartria ou de mistura dos dois fenómenos. que no caso da afasia. tornando-se. a avaliação abrangerá os diferentes graus de gravidade de cada distúrbio. No caso de ambos existirem. -------------------------------------------------------------------------------1422 $ diagrama em árvore I F phrase marker indicateur syntagmatique Sinónimos: 1423 árvore .

uma projecção intermédia. nós intermédios e nós terminais. -------------------------------------------------------------------------------425 I F $ dialecto dialect dialecte Classificação: Sociolinguística Definição: Cada uma das subdivisões que se podem aplicar a uma determinada língua. A cada nó corresponde uma etiqueta. Os nós terminais são os elementos lexicais ou funcionais que correspondem às etiquetas das categorias X-zero. ou sintagma. Fonte: CHAMBERS & TRUDGILL (1980).) (1987). ou X-barra. prevendo que um maior volume de significado seja representado por um maior volume de forma. que segundo a teoria X-barra.1421 indicador sintagmático Classificação: Sintaxe Definição: Diagrama que representa uma estrutura sintáctica. Fonte: DRESSLER et alii (ed. simboliza uma projecção máxima. e uma categoria X-zero. É composto por nós que dominam outros nós na extremidade dos ramos ligados aos nós mais altos na estrutura. -------------------------------------------------------------------------------2246 $ diagramaticidade I diagrammaticity Sinónimos: 2245 iconicidade construcional Termos Relacionados: 2220 morfologia natural Classificação: Morfologia Definição: Princípio da morfologia natural que designa uma relação diagramática entre o significado e o significante. . tomando por critério a região geográfica ou a camada social a que pertencem os falantes. Na árvore (também denominada indicador sintagmático ou diagrama em árvore) há um nó inicial. Fonte: CHOMSKY (1981).

gramatical ou fonética sobre cada uma delas. A organização de um dicionário pode ser de carácter formal (dicionário alfabético) ou semântico (dicionário conceptual). nocional. / NORMALISATION FRANÇAISE (1990). -------------------------------------------------------------------------------3109 $ dicionário I F dictionary dictionnaire Termos Relacionados: 3147 glossário 3556 léxico 3275 vocabulário 3276 vocabulário Classificação: Lexicologia Terminologia Definição: Repertório estruturado de unidades lexicais. Fonte: WARDHAUGH (1987). de duas línguas (bilingue) ou de mais línguas (plurilingue ou multilingue).-------------------------------------------------------------------------------422 I F $ dialectologia dialectology dialectologie Termos Relacionados: 421 geografia linguística Classificação: Sociolinguística Definição: Estudo da variação dialectal. Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). Pode ainda apresentar o léxico de uma língua (monolingue). contendo informações linguísticas de natureza semântica. referencial. -------------------------------------------------------------------------------3350 $ dicionário de frequências I F frequency dictionary dictionnaire de fréquence Termos Relacionados: .

morfologia. com informações de diferentes tipos sobre a ortografia.3109 3145 dicionário frequência Classificação: Lexicologia Definição: Determinação das frequências e do valor dessas frequências não apenas de um texto ou de um corpus (frequências de "corpus"). mas sobretudo de um idioma ou de uma particularidade desse idioma (frequências de "língua"). Este último tipo de investigação tem por objectivo estabelecer as 1000 ou 1500 ou 25000 palavras "mais frequentes" ou "mais úteis" de um idioma. individuais ou temáticas. -------------------------------------------------------------------------------3351 $ dicionário de máquina I F machine dictionary dictionnaire de machine Termos Relacionados: 3109 dicionário 3352 dicionário informatizado 3176 lexicografia assistida por computador Classificação: Lexicologia Definição: Dicionário(s) informatizado(s) "para o computador". léxico. etc. Fonte: GORCY (1990). neutralizando as variantes de grupo. isto é. a delimitação do corpus-base de análise para o dicionário de frequências é sempre arbitrária. conjuntos numerosos de códigos. para a própria máquina. sinónimos. gramática. -------------------------------------------------------------------------------3353 $ dicionário electrónico F dictionnaire électronique Termos Relacionados: 3109 dicionário 3352 dicionário informatizado 3176 lexicografia assistida por computador Classificação: Lexicologia . Fonte: MULLER (1977) / DUCAN & JOHN (1971). desambiguizadores de homónimos e de homónimos categoriais.

-------------------------------------------------------------------------------3110 $ dicionário terminológico I F terminological dictionary dictionnaire terminologique . Fonte: GORCY (1990). -------------------------------------------------------------------------------3296 $ dicionário técnico Sinónimos: 3110 dicionário terminológico Classificação: Lexicologia Terminologia Definição: Dicionário que apresenta os dados terminológicos relativos a um ou vários domínios. Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). de ser um processo simples de leitura e de informação. um ou vários discos CD-ROM. discos compactos de grande capacidade. -------------------------------------------------------------------------------3352 $ dicionário informatizado F dictionnaire informatisé Termos Relacionados: 3109 dicionário 3176 lexicografia assistida por computador Classificação: Lexicologia Definição: A informatização do dicionário tem por objectivo torná-lo legível em computador. não apenas substituindo a sua forma editorial clássica por páginas-ecrãs. mas transformando os seus conteúdos em bases de dados relacionais. por exemplo. para se tornar num processo de descoberta e de exploração para um público específico. o suporte electrónico pode ser. transferido para um suporte electrónico para ser utilizado por um público. a consulta manual deixa. Fonte: GORCY (1990). / NORMALISATION FRANÇAISE (1990).Definição: Dicionário electrónico é um dicionário-obra sob a forma de papel. assim.

constituído por todos os tipos de dicionários e por tudo o que lhes diz respeito. O neologismo "dicionarística" veio colmatar. transforma-se em hiato através da vocalização do seu elemento semivocálico. i. -------------------------------------------------------------------------------781 I $ diferenciação linguística linguistic differentiation . -------------------------------------------------------------------------------3111 $ dicionarística F dictionnairistique Termos Relacionados: 3109 dicionário Classificação: Lexicologia Definição: Conceito que tem por âmbito o domínio complexo do dicionário. -------------------------------------------------------------------------------63 I F $ diérese diaeresis diérèse Classificação: Linguística Histórica Definição: Um ditongo desdobra-se em duas sílabas. no momento em que a lexicografia deixou de implicar a realização do dicionário. uma carência nocional e denominativa. Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). recobrindo simultaneamente o campo do "dicionário-realização" e do "dicionário-objecto de estudo". e. / NORMALISATION FRANÇAISE (1990). isto é. Fonte: QUEMADA (1987)..Sinónimos: 3296 dicionário técnico Classificação: Lexicologia Terminologia Definição: Dicionário que apresenta os dados terminológicos relativos a um ou vários domínios. em determinada ocasião.

-------------------------------------------------------------------------------198 I $ diferenciação semântica semantic differentiation Termos Relacionados: 79 formas divergentes 163 reinterpretação semântica Classificação: Linguística Histórica Definição: Processo pelo qual duas formas foneticamente divergentes adquirem valores semânticos diferentes. Fonte: HOCK (1986). Fonte: MARTINET (1955). Exemplo: as formas "artigo" e "artelho". . Fonte: ANDERSON (1973) / BYNON (1977).Sinónimos: 783 divergência linguística 792 fragmentação linguística Termos Relacionados: 757 família de línguas 771 glotocronologia 784 língua descendente 774 língua mãe Classificação: Linguística Histórica Definição: Processo pelo qual uma língua mãe se subdivide em várias línguas descendentes (através de uma progressiva acentuação da variação geolinguística). -------------------------------------------------------------------------------64 I $ diferenciação máxima maximal differentiation Classificação: Linguística Histórica Definição: Tendência dos fonemas que integram um dado sistema fonólogico para manterem entre si margens de segurança tão amplas quanto possível.divergentes do latim ARTICULU.

e. que. dando origem ao aparecimento de uma semivogal em posição pré ou pós vocálica. não desempenham um papel fundamental na formulação das restrições de selecção dos lexemas. a distinção entre marcadores e diferenciadores reflecte a diferença entre o que é sistemático no significado de um lexema e o que o não é.-------------------------------------------------------------------------------140 I $ diferenciação tímbrica timber differentiation Sinónimos: 65 ditongação Classificação: Linguística Histórica Fonologia Fonética Definição: Transformação de uma vogal em ditongo: um segmento vocálico desdobra-se em dois segmentos. os componentes semânticos dos itens lexicais. Fonte: FODOR (1980).. i. Os diferenciadores são. por não serem sistemáticos. -------------------------------------------------------------------------------2582 $ dificuldade no acesso ao léxico I word-finding difficulty Sinónimos: . portanto. produz-se um processo de diferenciação tímbrica (ou ditongação) no interior do segmento vocálico. -------------------------------------------------------------------------------2696 $ diferenciador semântico I semantic distinguisher Termos Relacionados: 2420 componente semântico 2737 indicador semântico 2394 restrições de selecção Classificação: Semântica Definição: Tal como foi originalmente concebida por Katz e Fodor. Fonte: HOCK (1986).

-------------------------------------------------------------------------------494 I $ difracção diffraction . O sujeito tem dificuldade em encontrar palavras para concluir uma frase e tem tendência para utilizar paráfrases ou sinónimos para contornar as dificuldades. A anomia pode surgir. manifestadas em hesitações ou pausas surgidas quer antes de enunciar novas ideias quer quando o falante dificilmente encontra a palavra ajustada à situação. A avaliação da anomia é feita pela nomeação de ilustrações. em campos semânticos levando o indivíduo a dizer "maçã" em vez de "laranja" ou "cão" em vez de "gato". e na escolha rigorosa de palavras para explicitar conceitos do que para descrever elementos concretos. assim como fornecimento de sinónimos. também.2581 anomia Termos Relacionados: 2621 Escola de Boston 2455 afasia 2566 afasia amnésica 2583 afasia nominal 2618 escala de dificuldade no acesso ao léxico Classificação: Psicolinguística Definição: Incapacidade de recordar nomes que pode surgir como um dos tipos de afasia. resumo de histórias. conclusão de frases. A Escola de Boston considera a anomia como um dos tipos principais da afasia. -------------------------------------------------------------------------------2875 $ dificuldades cognitivas na planificação do discurso I cognitive difficulty in speech planing Termos Relacionados: 2908 programa articulatório Classificação: Psicolinguística Definição: Expressão que põe em relevo um tipo específico de problemas surgidos na planificação do discurso e que se materializam na maior dificuldade sentida na produção de frases a partir de tópicos abstractos do que de tópicos concretos. Fonte: MORRIS (1988). A estruturação do discurso pode levantar outro tipo de dificuldades. Fonte: CLARK & CLARK (1977).

-------------------------------------------------------------------------------782 I F $ diglossia diglossia diglossie Termos Relacionados: 402 bilinguismo 51 convergência 56 convergência unidireccional 11 substrato 12 superstrato Classificação: Linguística Histórica Sociolinguística Psicolinguística Definição: Situação linguística em que duas ou mais línguas são utilizadas no mesmo terreno geográfico de modos diferentes e desempenhando papéis sociais diferentes. religião e governação e a outra ao nível das interacções familiares. por exemplo. Conceito introduzido. inicialmente. sendo uma utilizada para o ensino. Fonte: CONTINI (1986). Fonte: HORNBY (1977) / CRYSTAL (1987). discutido por Fishman (1965) e alargado por Gumperz (1966) aos dialectos. existem variantes clássicas e coloquiais do árabe. por Ferguson (1959). por exemplo.Classificação: Filologia Definição: Erro múltiplo de cópia que consiste em diversos copistas independentes transcreverem diferentemente um mesmo lugar do texto. -------------------------------------------------------------------------------130 I F $ dilação distant assimilation dilation Sinónimos: 30 assimilação à distância Termos Relacionados: 27 assimilação Classificação: Fonologia . variantes e registos linguísticos. grego moderno ou alemão suíço. Assim.

A direccionalidade de regência é.. portanto. susceptível de variação paramétrica. Outros pretendem que o mundo se venha a revelar semelhante às palavras. Fonte: CHOMSKY (1981). Nas línguas S V O. Certos actos ilocutórios têm como característica do seu objectivo ilocutório fazer com que as palavras se ajustem à realidade. -------------------------------------------------------------------------------1864 $ direccionalidade de regência I F directionality constraint direction de gouvernement Sinónimos: 1865 sentido de regência Classificação: Sintaxe Definição: Os núcleos lexicais regem numa direcção determinada. no segundo. dizse que a direcção de ajuste é das palavras-ao-mundo. a regência é à direita. etc. como por exemplo. No primeiro caso. a regência é à esquerda. O sentido de regência varia de língua para língua.Linguística Histórica Fonética Definição: Assimilação entre segmentos não contíguos. . como o português. por exemplo. do mundo-àspalavras. as ordens. o alemão. as asserções. como consequência do objectivo ilocutório do acto realizado com essas palavras. Fonte: SEARLE (1979). como por exemplo. os pedidos. -------------------------------------------------------------------------------947 I F $ direcção de ajuste direction of fit direction d'ajustement Termos Relacionados: 733 objectivo ilocutório Classificação: Pragmática Definição: Termo que define a relação registada entre as palavras e o mundo. nas línguas S O V. Fonte: HOCK (1986). como.

-------------------------------------------------------------------------------2476 $ disartria I F dysarthria dysarthrie Termos Relacionados: 2475 anartria 2598 avaliação de disartria de Frenchay 2467 dislalia 2574 dispraxia 2498 perfil de disartria de Robertson Classificação: Psicolinguística Definição: Dificuldade de articulação das palavras por falta de coordenação. Fonte: MORRIS (1988). assim como fala monocórdica e lenta. pausas prolongadas. -------------------------------------------------------------------------------2478 $ disartria espástica I spastic dysarthria Termos Relacionados: 221 articulação . -------------------------------------------------------------------------------2477 $ disartria atáxica I ataxic dysarthria Termos Relacionados: 2476 disartria Classificação: Psicolinguística Definição: Tipo de disartria resultante de uma lesão no cerebelo. sobretudo. e atáxica. língua. Fonte: CHAPLIN (1981) / COUTINHO (1957) / MORRIS (1988). palato. Existem três tipos de disartria: flácida. espástica. prolongamento de sons. dificuldades na acentuação. A dificuldade de articulação traduz-se. No diagnóstico utilizam-se: o perfil de disartria de Robertson e a avaliação de disartria de Frenchay. etc. na imprecisão na pronúncia de consoantes. rouquidão.). paralisia ou espasmo dos orgãos fonadores (lábios. falta de nitidez na pronúncia de vogais.

Fonte: MORRIS (1988). -------------------------------------------------------------------------------- . respiração contínua durante a fonação e inspiração audível. As consoantes saem distorcidas.Classificação: Psicolinguística Definição: Trata-se de um tipo de disartria causada por um distúrbio nos neurónios motores superiores. -------------------------------------------------------------------------------2965 $ discriminação auditiva I auditory discrimination Termos Relacionados: 2976 percepção auditiva da fala Classificação: Psicolinguística Definição: Capacidade para distinguir sons com base nas diferenças de frequência e de intensidade. Os músculos utilizados para a respiração e o movimento dos articuladores tornam-se rígidos. A fala produzida nestas circunstâncias tem as seguintes características: hipernasalidade. a fala do paciente é lenta e requere um grande esforço para ser produzida. -------------------------------------------------------------------------------2479 $ disartria flácida I flaccid dysarthria Termos Relacionados: 2476 disartria Classificação: Psicolinguística Definição: Tipo de disartria resultante de uma perturbação nos neurónios motores inferiores. emissão nasal do ar. Fonte: MORRIS (1988). movem-se muito devagar e podem tornar-se muito fracos. O doente produz frases curtas por ter dificuldades respiratórias. Fonte: MORRIS (1988). Nestes casos.

Num discurso particular. Fonte: MORRIS (1988). valores ou convenções que existem fora das palavras trocadas. Opõe-se à fala produzida na descrição de imagens. discurso refere o modo como os significados são atribuídos e trocados por interlocutores em contextos reais.952 I F $ discurso discourse discours Termos Relacionados: 945 análise de discurso 943 texto Classificação: Pragmática Definição: Acontecimento estrutural manifestado em comportamento linguístico e não linguístico. enquanto discurso pertence ao domínio da linguagem em uso e é visto como processo. Esta noção opõe-se à noção de texto que é encarado como pertencente ao domínio do sistema linguístico e como produto. os enunciados são compreendidos por meio de referência a um conjunto particular de ideias. -------------------------------------------------------------------------------2665 $ discurso espontâneo I spontaneous speech Sinónimos: 2627 fala espontânea Classificação: Psicolinguística Definição: Descrição da fala usada pelos pacientes no seu dia a dia. Uma avaliação da linguagem quer formal quer informal deve incluir sempre um subteste a partir do qual possa ser analisado o discurso espontâneo do paciente. -------------------------------------------------------------------------------863 I $ discurso informal informal discourse Termos Relacionados: 2597 avaliação Classificação: . Do ponto de vista da pragmática. na nomeação de objectos ou na leitura. Fonte: STUBBS (1983).

tumores.Psicolinguística Definição: Discurso produzido em situação de entrevista não directiva. quer ao nível da leitura/escrita. as afasias classificam-se segundo a área do cérebro afectada pela lesão. Fonte: MORRIS (1988). Fonte: MORRIS (1988). -------------------------------------------------------------------------------2456 $ disfasia I F dysphasia dysphasie Sinónimos: 2455 afasia Termos Relacionados: 2458 disfasia adquirida Classificação: Psicolinguística Definição: Distúrbios da linguagem devidos a lesões na área do cérebro envolvida no processamento da linguagem.que podem ocorrer em vários graus. doenças ou traumatismos cerebrais. É frequente surgirem casos afásicos mistos que não permitem um diagnóstico clássico claro. quer ao nível da fala. afectando tanto a compreensão como a produção. Do ponto de vista neurológico. apraxia ou anartria. enquanto do ponto de vista comportamental se tem em conta as disfunções psicológicas e linguísticas ocorridas. A afasia é frequentemente acompanhada por agnosia. -------------------------------------------------------------------------------2458 $ disfasia adquirida I acquired dysphasia Sinónimos: 2457 afasia adquirida Termos Relacionados: 2455 afasia 2456 disfasia Classificação: Psicolinguística Definição: . As lesões resultam dos acidentes vasculares cerebrais.

podendo. Ficam. padecer de perturbações do foro neurológico ou psiquiátrico. excluídos casos de deficiência mental. assim como o comportamento verbal confuso. etc. a criança apresenta sintomas característicos de afasia (disfasia). A criança que nunca aprendeu a comunicar bem. apresenta um desenvolvimento da linguagem lento. provocada por uma lesão cerebral adquirida. Quando o falante hesita durante a conversa ou pretende obter um efeito especial. também. -------------------------------------------------------------------------------2612 $ disfluência I dysfluency Sinónimos: 2663 não-fluência Termos Relacionados: 2604 comportamento verbal confuso 2634 fluência 2635 gaguez Classificação: Psicolinguística Definição: Termo genérico que abrange o comportamento relacionado com a gaguez. ou lesões cerebrais menores. irregular e limitado sem.Distúrbio caracterizado por perda parcial ou total do uso da linguagem. assim. hesitações. abranger outras formas da fala com muitas repetições. -------------------------------------------------------------------------------2658 $ disfasia de desenvolvimento I developmental aphasia Sinónimos: 2454 afasia de desenvolvimento Termos Relacionados: 2608 deficiência mental Classificação: Psicolinguística Definição: No caso de afasia (disfasia) de desenvolvimento. . costuma falar-se de disfluência ou não-fluência normais. autismo. Fonte: MORRIS (1988). ou seja distúrbios de linguagem. Fonte: MORRIS (1988). no entanto. também conhecidos por distúrbios específicos no desenvolvimento da linguagem.

neuropatologias. -------------------------------------------------------------------------------2474 $ disfonia I F dysphonia dysphonie Sinónimos: 2876 distúrbios da voz Termos Relacionados: 2473 afonia 2573 apraxia 2574 dispraxia Classificação: Psicolinguística Definição: Alteração do som da voz (rouquidão. Qualquer defeito de fonação ou da qualidade da voz devido a diferentes causas. designadamente perda da audição. voz nasalada. Os distúrbios relacionados com a escrita nem sempre estão associados com afasias.Fonte: MORRIS (1988). Podem dever-se. por exemplo. à falta de força na mão dominante. como. tais como lesões localizadas na laringe. etc. Pode corresponder a outro tipo de distúrbio resultante de afasia. nódulos vocais e úlceras.). Fonte: CHAPLIN (1981) / COUTINHO (1957) / MORRIS (1988). também. -------------------------------------------------------------------------------2470 $ disgrafia I F dysgraphia dysgraphie Termos Relacionados: 2455 afasia 2471 agrafia Classificação: Psicolinguística Definição: Incapacidade de exprimir as ideias por meio da escrita associada à afasia e resultante de uma lesão cerebral devida a um acidente vascular cerebral ou traumatismo cerebral. paralisia das cordas vocais. anomia ou agramatismo. surgem apenas erros ortográficos de menor importância ou então dificuldades nas cópias ou nos ditados. assim como a causas indirectas. exigindo uma reaprendizagem pela mão não dominante num processo lento que exige bom apoio e encorajamento. Por vezes. perturbações endócrinas. medicamentos e álcool. . hipertiroidismo.

trata-se da disjunção inclusiva que em muitos casos pode corresponder ao conector de frase do português "ou". -------------------------------------------------------------------------------1752 $ disjunção I F disjunction disjonction Sinónimos: 2699 disjunção inclusiva 2157 junção alternativa Termos Relacionados: 1586 conector 2698 disjunção exclusiva Classificação: Morfologia Sintaxe Semântica Definição: Tipo de junção que conecta sequencialmente frases que exprimem conteúdos proposicionais alternativos. Em todos os outros casos é verdadeira. contrariamente à disjunção (inclusiva). -------------------------------------------------------------------------------2698 $ disjunção exclusiva I F exclusive disjunction exclusive disjunction disjonction exclusive Termos Relacionados: 1752 disjunção 2699 disjunção inclusiva Classificação: Sintaxe Semântica Morfologia Definição: Uma disjunção é exclusiva quando se exclui a possibilidade de que ambos os disjuntos sejam verdadeiros. Quando se fala de disjunção. Exemplo: queres queijo ou preferes fruta? Fonte: PARTEE et alii (1990).Fonte: MORRIS (1988). a disjunção é verdadeira em . na frase "ou ele comeu peixe ou ele comeu carne". Assim. Em lógica. a disjunção é um conector de duas proposições que só é falsa quando as duas proposições também o são.

Dificuldade em pronunciar as palavras devido a malformação ou lesão do aparelho fonador. -------------------------------------------------------------------------------2467 $ dislalia I dyslalia Classificação: Psicolinguística Definição: Distúrbios na articulação de palavras sem perturbação evidente do cérebro. se ele comeu as duas coisas. se ele apenas comeu uma das duas coisas. Fonte: LYONS (1977). a disjunção é verdadeira numa interpretação inclusiva e falsa numa interpretação exclusiva. Em lógica. Quando se fala de disjunção. Fonte: CHAPLIN (1981) / MORRIS (1988). Em todos os outros casos é verdadeira. trata-se da disjunção inclusiva que em muitos casos pode corresponder ao conector de frase do português "ou".qualquer do casos. -------------------------------------------------------------------------------2558 $ dislexia . Exemplo: queres queijo ou preferes fruta? Fonte: PARTEE et alii (1990). a disjunção é um conector de duas proposições que só é falsa quando as duas proposições também o são. -------------------------------------------------------------------------------2699 $ disjunção inclusiva I inclusive disjunction Sinónimos: 1752 disjunção 2157 junção alternativa Termos Relacionados: 1586 conector 2698 disjunção exclusiva Classificação: Morfologia Sintaxe Semântica Definição: Tipo de junção que conecta sequencialmente frases que exprimem conteúdos proposicionais alternativos.

Fonte: CHAPLIN (1981) / COUTINHO (1957) / MORRIS (1988). mesmo. No caso da criança pode tratar-se de um fracasso inesperado na aprendizagem da leitura e da escrita na idade prevista (dislexia de desenvolvimento). resultante de um acidente vascular cerebral ou traumatismo cerebral. Existem quatro tipos de dislexia adquirida: dislexia fonológica. dislexia profunda. proveniente de lesão no lóbulo lingual. -------------------------------------------------------------------------------2488 $ dislexia de desenvolvimento . apesar de a sua visão ser perfeita e de poder soletrar ou. enquanto no caso do adulto se trata de dificuldades na leitura depois de acidente vascular cerebral ou traumatismo cerebral (dislexia adquirida). -------------------------------------------------------------------------------2487 $ dislexia adquirida I acquired dyslexia Termos Relacionados: 2558 dislexia Classificação: Psicolinguística Definição: Distúrbio adquirido que se caracteriza pela incapacidade de ler ou deterioração da função de ler. Fonte: MORRIS (1988). escrever. leitura soletrada (dislexia de estrutura de palavra ou síndrome de Déjerine) e dislexia de superfície. O indivíduo é incapaz de ler correctamente.I F dyslexia dyslexie Sinónimos: 2489 afasia visual 2490 alexia 2559 cegueira verbal Termos Relacionados: 2455 afasia 2462 afasia global 2460 afasia sensorial 2541 teste de dislexia de Bangor Classificação: Psicolinguística Definição: Tipo de afasia sensorial que se caracteriza pela incapacidade de compreender palavras escritas ou impressas.

a criança tem dificuldade em aprender a ler e escrever e. acima da média.I.I developmental dyslexia Termos Relacionados: 2558 dislexia 2541 teste de dislexia de Bangor Classificação: Psicolinguística Definição: Distúrbios de leitura e de escrita que ocorrem na infância. Na maioria dos casos a escrita não é afectada. Em geral. Fonte: MORRIS (1988). O nível de distúrbios é definido pelo teste de dislexia de Bangor. Fonte: MORRIS (1988). especialmente. -------------------------------------------------------------------------------2486 $ dislexia de estrutura de palavra I word-form dyslexia Sinónimos: 2660 leitura soletrada 2659 síndrome de Déjerine Termos Relacionados: 2558 dislexia 2487 dislexia adquirida Classificação: Psicolinguística Definição: Incapacidade de ler a não ser pronunciando em voz alta uma letra de cada vez. É o único tipo de dislexia adquirida que pode ser explicado do ponto de vista neurológico. -------------------------------------------------------------------------------2560 $ dislexia de superfície I surface dyslexia Termos Relacionados: 2558 dislexia 2487 dislexia adquirida Classificação: Psicolinguística . em escrever correctamente sem erros de ortografia. mesmo tendo o Q.

a poder dizer a palavra já que o sistema de reconhecimento visual e o sistema responsável pela produção da voz continuam intactos. "páquina". Erros derivacionais também pode surgir na leitura oral.Definição: Incapacidade de ler caracterizada por distúrbios que ocorrem entre o sistema de reconhecimento visual de palavras e o sistema semântico. os . Fonte: MORRIS (1988). -------------------------------------------------------------------------------2562 $ dislexia fonológica I phonological dyslexia Termos Relacionados: 2558 dislexia 2487 dislexia adquirida 2975 não-palavra 2979 pseudo-palavra Classificação: Psicolinguística Definição: Incapacidade de ler em voz alta as não-palavras e as pseudo-palavras. os verbos são mais difíceis de ler em voz alta que os adjectivos. por exemplo. enquanto se mantém intacta a capacidade de leitura do vocabulário corrente. no entanto. por exemplo. -------------------------------------------------------------------------------2561 $ dislexia profunda I deep dyslexia Termos Relacionados: 2558 dislexia 2487 dislexia adquirida Classificação: Psicolinguística Definição: Incapacidade de ler sem cometer erros semânticos. igualmente. erros visuais ao produzir pseudo-palavras na leitura em voz alta. "bur". O doente continua. substituição de palavras funcionais e erros derivacionais. outros sintomas. Fonte: MORRIS (1988). O indivíduo pode acusar igualmente outros sintomas. em vez da palavra existente. Palavras dificilmente representáveis por imagens tornam-se mais difíceis de ler em voz alta do que as de representação fácil. especialmente quando contêm morfemas presos. tais como deficiência visual. por exemplo "páquina" em vez de "máquina". Podem observar-se.

-------------------------------------------------------------------------------2574 $ dispraxia I dispraxia Sinónimos: 2573 apraxia Termos Relacionados: 2455 afasia 2490 alexia 2475 anartria 2573 apraxia 2476 disartria Classificação: Psicolinguística Definição: Incapacidade de executar uma série de movimentos voluntários em consequência de lesões na área motora. Fonte: GALISSON & COSTE (1976). embora . -------------------------------------------------------------------------------3112 $ disponibilidade F disponibilité Termos Relacionados: 3145 frequência 3297 vocabulário fundamental Classificação: Lexicologia Definição: Critério de levantamento lexical que pretende complementar o critério de frequência nas pesquisas sobre os vocabulários fundamentais. O doente que sofre de apraxia é incapaz de realizar os actos que se lhe pedem ou ordenam (por exemplo.quais. Fonte: MORRIS (1988). articulação dos sons). O inquérito de disponibilidade é aplicado a uma amostra da população julgada representativa. e é limitado geralmente a uma categoria gramatical. Exemplo: fazer a lista de vinte nomes comuns que fazem pensar em "meios de transporte". são mais difíceis de ler do que os substantivos. O doente pode ser diagnosticado como disléxico profundo se na sua leitura em voz alta forem detectados apenas erros semânticos. por sua vez. seleccionando palavras temáticas que não ocorrem com os levantamentos de frequência mas são compreendidas e utilizadas por todos os sujeitos de uma dada comunidade linguística.

Fonte: ANDERSON (1973) / HOCK (1986). apraxia articulatória ou apraxia de construção (capacidade de se vestir. alimentar. A apraxia deve-se a lesões do lóbulo parietal resultantes de acidente vascular cerebral. construir. Fonte: CRYSTAL (1980a). A apraxia de desenvolvimento observada na infância pode tomar a forma de apraxia oral. diferenciando-se dele. -------------------------------------------------------------------------------53 I F $ dissimilação dissimilation dissimilation Termos Relacionados: 27 assimilação Classificação: Linguística Histórica Fonética Fonologia Definição: Qualquer processo evolutivo em que um segmento fonético perde um ou mais traços fonéticos que tinha em comum com um segmento vizinho. etc. -------------------------------------------------------------------------------334 I F $ dissílabo disyllable dissyllabe Termos Relacionados: 287 monossílabo 601 sílaba Classificação: Fonética Definição: Palavra constituída por duas sílabas. O indivíduo apresenta dificuldades prosódicas e articulatórias e tem problemas na iniciação de enunciados.). Fonte: CHAPLIN (1981) / COUTINHO (1957) / MORRIS (1988). -------------------------------------------------------------------------------276 I $ distensão instantânea abrupt release .compreenda o pedido ou a ordem.

após a oclusão à passagem do ar. -------------------------------------------------------------------------------1727 $ distribucionalismo Sinónimos: 1538 análise distribucional Classificação: Termos Gerais Definição: Tipo de análise que defende que cada unidade tem uma distribuição característica. -------------------------------------------------------------------------------277 I $ distensão retardada delayed release Termos Relacionados: 276 distensão instantânea Classificação: Fonética Definição: A distensão retardada caracteriza os sons que. têm uma fase de turbulência curta.instantaneous release Termos Relacionados: 277 distensão retardada Classificação: Fonética Definição: A distensão instantânea caracteriza os sons que. A análise distribucional localiza. os lugares em que as unidades mais pequenas ocorrem. -------------------------------------------------------------------------------1823 $ distribuição . Fonte: MARTINS (1988). têm uma fase de ruído gerado no tracto vocal. Fonte: CRYSTAL (1980a). como por exemplo. em unidades maiores. a explosão das oclusivas. as africadas. Fonte: MARTINS (1988). após a oclusão. como por exemplo.

Fonte: COZBY (1985). um morfema. Considera-se que cada unidade linguística tem uma distribuição característica. um fonema. que indica o número de vezes em que cada valor foi obtido. -------------------------------------------------------------------------------865 I $ distribuição de frequência frequency distribution Classificação: Sociolinguística Definição: Ordenação de um conjunto de valores do mais baixo para o mais alto. etc pode ocorrer. Exemplo: em português o /l/ pronuncia-se como apical em início de sílaba e como velarizado em final de sílaba. -------------------------------------------------------------------------------335 I F $ distribuição complementar complementary distribution distribution complémentaire Termos Relacionados: 1823 distribuição Classificação: Fonologia Definição: Termo que se aplica a sons relacionados (habitualmente diferentes realizações de um fonema). que ocorrem em contextos que se excluem mutuamente.I F distribution distribution Classificação: Termos Gerais Definição: Termo usado em linguística para referir o conjunto dos contextos e das situações em que uma unidade. -------------------------------------------------------------------------------2614 $ distúrbio específico de desenvolvimento da linguagem Ab I $ SDLD specific developmental language disorder . Fonte: CRYSTAL (1980a).

Fonte: MORRIS (1988). Fonte: CHAPLIN (1981) / COUTINHO (1957) / MORRIS (1988). neuropatologias. tais como lesões localizadas na laringe. Qualquer defeito de fonação ou da qualidade da voz devido a diferentes causas. problemas gramaticais na linguagem expressiva. Fonte: MORRIS (1988). nódulos vocais e úlceras. um elevado QI não-verbal e um baixo QI verbal. alguma frustração por uma produção linguística inferior ao nível intelectual.). -------------------------------------------------------------------------------- . Por exemplo. Tal sistema para crianças de quatro e cinco anos ou mais velhas será descrito como um distúrbio fonológico. assim como a causas indirectas. Deve ser efectuado pelo terapeuta um diagnóstico diferencial para distinguir este tipo de distúrbio do atraso na fala. designadamente perda da audição. -------------------------------------------------------------------------------2615 $ distúrbio fonológico I phonological disorder Classificação: Psicolinguística Definição: Forma muito grave de atraso fonológico em que a criança possui um sistema sonoro anormal. Um distúrbio da prosódia e do ritmo. pode não ter fricativas no seu sistema. jogo simbólico limitado.Classificação: Psicolinguística Definição: Distúrbio que atinge crianças. perturbações endócrinas. hipertiroidismo. voz nasalada. paralisia das cordas vocais. etc. medicamentos e álcool. excepto aquelas que não são usadas na sua língua. -------------------------------------------------------------------------------2876 $ distúrbios da voz I voice disorders Sinónimos: 2474 disfonia Classificação: Psicolinguística Definição: Alteração do som da voz (rouquidão. uma memória de sequências visuais superior à memória de sequências auditivas. As suas causas são semelhantes às que produzem o atraso na fala e caracteriza-se por: um atraso fonológico durante os primeiros anos da criança.

2613 $ distúrbios de comunicação I communication disorder Termos Relacionados: 958 interacção Classificação: Psicolinguística Definição: Quando a cadeia comunicativa se quebra. Ao contrário do que acontece no caso do atraso articulatório. este tipo de distúrbio não melhora com aplicação de terapia simples. A criança que sofre deste distúrbio necessita de um programa sistemático para melhorar a articulação. -------------------------------------------------------------------------------2469 $ distúrbios na articulação I articulation disorder Termos Relacionados: 2573 apraxia 2593 atraso na articulação 2467 dislalia 2615 distúrbio fonológico Classificação: Psicolinguística Definição: Dificuldade em pronunciar as palavras devido a malformação ou a lesão do aparelho fonador. Fonte: MORRIS (1988). por isso. -------------------------------------------------------------------------------495 I F $ ditografia dittography dittographie Termos Relacionados: 526 haplografia . tanto ao nível do andamento e ritmo de interacção entre sujeitos. O terapeuta precisa. Fonte: MORRIS (1988). surgem distúrbios na comunicação. de encontrar meios para restabelecer a ligação e fazer com que a cadeia volte a funcionar normalmente. como ao nível da infracção do princípio de cooperação.

dando origem ao aparecimento de uma semivogal em posição pré ou pós vocálica. A ditologia é. Fonte: SALVATORE (1983). de formas divergentes latinas e da composição com prefixos equivalentes. Fonte: CÂMARA (1984). Ex: Em início de palavra é acrescentada a última letra da palavra anterior. pois leva em conta formas provenientes de casos latinos diversos.Classificação: Filologia Definição: Erro de cópia que consiste na adição mecânica de uma unidade gráfica que deveria surgir isolada. e. -------------------------------------------------------------------------------- . Fonte: HOCK (1986). como "terra aut" por "terra ut".. -------------------------------------------------------------------------------65 I F $ ditongação diphtongization diphtongaison Sinónimos: 140 diferenciação tímbrica Classificação: Linguística Histórica Fonologia Fonética Definição: Transformação de uma vogal em ditongo: um segmento vocálico desdobra-se em dois segmentos. porém. i. produz-se um processo de diferenciação tímbrica (ou ditongação) no interior do segmento vocálico. -------------------------------------------------------------------------------2200 $ ditologia Termos Relacionados: 2201 palavras divergentes Classificação: Lexicologia Definição: Circunstância de haver na língua duas ou mais palavras divergentes. um conceito mais amplo que a divergência.

a dependência da semivogal em relação ao núcleo silábico é assinalada acusticamente por um movimento contínuo rápido de transição dos formantes. Exemplo: [kwál]. -------------------------------------------------------------------------------264 I $ ditongo crescente rising diphthong Termos Relacionados: 263 ditongo 265 ditongo decrescente Classificação: Fonética Fonologia Definição: Sequência vocálica em que o primeiro elemento é uma semivogal e o segundo uma vogal. ou por uma semivogal e uma vogal. -------------------------------------------------------------------------------265 I $ ditongo decrescente falling diphthong Termos Relacionados: 263 ditongo 264 ditongo crescente Classificação: . Fonte: FRY (1979). Fonte: CUNHA & CINTRA (1984). formada por uma vogal e uma semivogal. Do ponto de vista fonético.263 I F $ ditongo diphthong diphtongue Termos Relacionados: 264 ditongo crescente 265 ditongo decrescente 373 tritongo Classificação: Fonética Fonologia Definição: Sequência vocálica no interior de uma única sílaba. em que a vogal constitui o núcleo de sílaba.

Fonética Fonologia Definição: Sequência vocálica em que o primeiro elemento é uma vogal e o segundo uma semivogal. i. -------------------------------------------------------------------------------783 I $ divergência linguística linguistic divergence Sinónimos: 781 diferenciação linguística 792 fragmentação linguística Termos Relacionados: 757 família de línguas 771 glotocronologia 784 língua descendente 774 língua mãe Classificação: Linguística Histórica Definição: Processo pelo qual uma língua mãe se subdivide em várias línguas descendentes (através de uma progressiva acentuação da variação geolinguística). Exemplo: [páj]. Fonte: ANDERSON (1973) / BYNON (1977). o desdobramento de uma unidade . Fonte: CUNHA & CINTRA (1984).. e. -------------------------------------------------------------------------------199 I $ divergência semântica semantic split Sinónimos: 181 cisão semântica Termos Relacionados: 1387 homonímia Classificação: Linguística Histórica Definição: Processo evolutivo pelo qual o campo semântico de uma palavra se fracciona ao deixarem de ser visíveis os laços semânticos entre áreas de significado originariamente interligadas. Da cisão. semântica resulta o aparecimento de palavras homónimas. ou divergência.

na produção verbal de séries e memória de palavras. a correcção ortográfica e a gestualidade encontram-se seriamente afectadas. embora a modalidade mais atingida seja a compreensão. assim como por perturbações graves na compreensão durante a execução do teste token. Fonte: HOCK (1986). A fluência. -------------------------------------------------------------------------------2616 $ doença dos neurónios motores . sinilidade prematura. -------------------------------------------------------------------------------2617 $ doença de Alzheimer I Alzheimer's disease Termos Relacionados: 2455 afasia 2609 demência 2555 teste token Classificação: Psicolinguística Definição: Tipo de demência.lexical primitiva. As perturbações que surgem na demência senil são aparentemente parecidas com as das afasias. Este fenómeno atinge formas que ocorrem frequentemente em sequência. embora a etiologia seja diferente em cada um dos casos. A divisão errónea ou reconfiguração pode ser motivada semanticamente. Caracteriza-se por perturbações moderadas na construção frásica e compreensão de leitura. -------------------------------------------------------------------------------20 I $ divisão errónea recutting Sinónimos: 839 reconfiguração Classificação: Linguística Histórica Definição: Consiste na aglutinação de parte de uma palavra à palavra seguinte ou precedente. Fonte: HOCK (1986) / WILLIAMS (1938). a escrita automática. Fonte: CHAPLIN (1981) / MORRIS (1988). devida a deterioração cerebral. o que pode determinar uma reinterpretação e recomposição das fronteiras morfológicas.

-------------------------------------------------------------------------------3114 $ domínio de aplicação . Em ciência da terminologia e nas suas realizações práticas. Fonte: MORRIS (1988). -------------------------------------------------------------------------------2298 $ domínio de alternância I domain of alternation Termos Relacionados: 1530 alternância Classificação: Morfologia Definição: Conjunto de morfemas que exibe uma dada alternância. Afecta os padrões de respiração e a articulação. Fonte: MATTHEWS (1974). Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985).I motor neuron disease Termos Relacionados: 221 articulação 2476 disartria Classificação: Psicolinguística Definição: Doença progressiva que produz aspectos de disartria. -------------------------------------------------------------------------------3113 $ domínio I F subject field domaine Classificação: Terminologia Definição: Esfera do saber cujos limites são definidos segundo um determinado ponto de vista. o domínio é determinado pelo estabelecimento de sistemas de noções.

Fonte: POTTIER (1966).mas compatível com I e com E). Exemplo: a política.exterior(E). / NORMALISATION FRANÇAISE (1990). -------------------------------------------------------------------------------3115 $ domínio de experiência F domaine d'expérience Termos Relacionados: 1057 taxema Classificação: Semântica Lexicologia Definição: Conjunto de taxemas lexicais ligados a um dos numerosos campos de experiência comuns a todos os membros de uma comunidade linguística. a religião. O domínio de aplicação explicita o campo de utilização de um termo e serve à classificação dos termos. . constituído por quatro zonas: interior(I).que se estruturam em relação à ocorrência tipo e se situam numa daquelas zonas. Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985).I F subject label domaine d'emploi Classificação: Terminologia Definição: Indicação do domínio ao qual um termo constante numa ficha terminológica é afecto. O interior contém um centro organizador.e um gradiente (G) ligando o centro a F. Na enunciação.(nem I nem E.constroem-se ocorrências linguísticas (abstractas) da noção. Exemplo: em "x é doce" e "x não é doce". -------------------------------------------------------------------------------3606 $ domínio nocional I F notional domain domaine notionale Termos Relacionados: 3604 noção Classificação: Termos Gerais Definição: Domínio das ocorrências abstractas de uma noção.que corresponde à ocorrência tipo e que pode funcionar como centro atractor. a economia.fronteira(F) e fora do domínio (IE).

em "x é pouco doce" e "x é um pouco doce". Costuma estudar-se esta assimetria na interdependência com outros factores.as ocorrências situam-se em I e em E respectivamente.próximo de F. -------------------------------------------------------------------------------2950 $ dominância cerebral I lateralization Sinónimos: 2892 lateralização Termos Relacionados: 2891 lateralidade Classificação: Psicolinguística Definição: Assimetria funcional do cérebro humano que se traduz pela concentração de certas funções cognitivas do sujeito num ou noutro hemisfério cerebral. -------------------------------------------------------------------------------3494 $ dominância I F dominance dominance Termos Relacionados: 3495 dominância imediata 3501 representação sintáctica Classificação: Sintaxe Definição: Termo formal da gramática generativa que exprime a hierarquização existente numa representação sintáctica. . e que. o sexo e a condição mono ou multilingue. situam-se Fonte: CULIOLI (1987). tais como a lateralidade. na maioria dos casos. musicalidade e emocionalidade. "em x pode ser doce". que manipula os objectos no espaço e é responsável pela imagem corporal.situam-se em I. Fonte: CHOMSKY (1965). onde se processa a linguagem.respectivamente. sobre G.com orientação para F e para o centro. Considera-se que um nó A domina um nó B se e só se entre A e B existem apenas ramos descendentes. e um hemisfério direito visuo-espacial. o ser humano possui um hemisfério esquerdo verbal e analítico. Pensa-se que cada hemisfério é dominante para certas funções e não-dominante para outras. sem que se tenha chegado a conclusões convincentes quanto ao seu carácter.

-------------------------------------------------------------------------------2323 $ dual I F dual duel Termos Relacionados: 1678 número Classificação: Sintaxe Morfologia Semântica . Fonte: MARTINS (1988).Fonte: CRYSTAL (1980) / CRYSTAL (1987) / PINTO (1984). -------------------------------------------------------------------------------1034 $ dorso da língua I F dorsum of the tongue dos de la langue Termos Relacionados: 1052 consoante dorsal Classificação: Fonética Definição: Superfície da parte anterior da língua que não engloba a ponta ou apex. Fonte: CHOMSKY (1965). -------------------------------------------------------------------------------3495 $ dominância imediata I F immediate dominance dominance immédiate Termos Relacionados: 3494 dominância 3501 representação sintáctica Classificação: Sintaxe Definição: Numa representação sintáctica um nó A domina imediatamente um nó B se e só se A domina B e entre ambos existe apenas um ramo.

Definição: Valor da categoria número que representa duas unidades da entidade referida. analisáveis em unidades linguísticas sem significado. Em português a palavra "ambos" é o único vestígio da existência de um dual. Fonte: LADEFOGED (1982). -------------------------------------------------------------------------------599 I F $ duração duration lenght durée Sinónimos: 1109 tempo Termos Relacionados: 1112 débito 595 quantidade Classificação: Fonologia Prosódia Fonética Definição: Quantidade de tempo durante o qual uma unidade linguística é produzida. Estas unidades são. -------------------------------------------------------------------------------336 I F $ dupla articulação double articulation double articulation Classificação: Fonologia Definição: Termo que se refere à articulação de sons de fala produzidos com dois pontos de articulação. as unidades de segunda articulação (fonemas). -------------------------------------------------------------------------------1936 $ duração intrínseca . Fonte: CRUTTENDEN (1986). em que ambos contribuem igualmente para a identificação articulatória do som. por sua vez. Numa outra acepção. o termo designa os dois níveis estruturais de organização da língua. A primeira articulação é constituída pelas unidades linguísticas com significado (palavras e morfemas).

Exemplo: uma vogal baixa é intrinsecamente um segmento mais longo do que uma vogal alta. com um afixo. Pode ser também a forma antiga da qual provém uma forma recente. Finalmente. uma palavra nova. O étimo ou origem pode ser o radical. -------------------------------------------------------------------------------501 I F $ édito published édit Classificação: Filologia Definição: Texto publicado em vida do respectivo autor e sob a sua responsabilidade. Fonte: DUBOIS et alii (1973). a base a partir da qual se cria. pode ainda ser a forma hipotética ou raiz estabelecida para explicar uma ou várias formas modernas da mesma língua ou de línguas diferentes. -------------------------------------------------------------------------------785 I $ étimo etymon Sinónimos: 830 origem Termos Relacionados: 787 etimologia 786 forma hipotética Classificação: Linguística Histórica Morfologia Definição: Qualquer forma atestada ou hipotética de que se faz derivar uma palavra.I inherent duration Termos Relacionados: 599 duração Classificação: Fonética Definição: Duração dependente das características articulatórias próprias de cada segmento. . Fonte: MARTINS (1988).

Fonte: CHAPLIN (1981) / MORRIS (1988). No caso de a repetição surgir depois de um intervalo. disse-lhe. Fonte: DUBOIS et alii (1973). trata-se de ecolalia diferida. -------------------------------------------------------------------------------74 I F $ economia economy économie Classificação: .-------------------------------------------------------------------------------1755 $ ênclise I F enclisis enclise Termos Relacionados: 1613 enclítico 1660 mesóclise 1690 próclise Classificação: Fonologia Sintaxe Morfologia Definição: Cliticização de uma forma enclítica. colocação de um clítico à direita da palavra de que depende. ou a seguir a outra intervenção. Exemplos: há-de. -------------------------------------------------------------------------------2468 $ ecolalia I echolalia Termos Relacionados: 2467 dislalia 2613 distúrbios de comunicação 2492 palilalia Classificação: Psicolinguística Definição: Repetição automática de palavras ou expressões do interlocutor. li-o. por parte de pessoas afectadas por distúrbios de comunicação. ou seja.

O método foi sobretudo usado durante o século XIX. facilitando a produção. A mudança fonológica pode ser interpretada como um contínuo jogo de equilíbrios instáveis (porque provocam novos desiquilíbrios) em direcção a uma maior economia. então. segundo o método lachmaniano. A partir desta última podem fazer-se. -------------------------------------------------------------------------------496 I $ edição anastática anastatic edition Classificação: Filologia Definição: Reprodução mecânica de gravuras e textos já impressos mediante a utilização de processos químicos: a página a reproduzir é ensopada em ácido nítrico e depois pressionada contra uma chapa metálica. Fonte: MARTINET (1955). Lai de l'Ombre. favorecendo a percepção. . impressões litográficas. Daí avançou para a proposta de a melhor edição possível se basear não num arquétipo reconstruído. um estema encimado por dois arquétipos (estema bífido). mas sim num testemunho único.Linguística Histórica Definição: Equilíbrio entre as tendências antagónicas para a diferenciação máxima entre os elementos de um sistema fonológico. Fonte: GASKELL (1985). escolhido a partir do estudo das variantes da tradição. O sistema mais económico seria aquele que com um número mínimo de traços distintivos conseguisse um máximo de diferenciação. -------------------------------------------------------------------------------1888 $ edição bédierista I F bédierian edition édition bédieriste Termos Relacionados: 490 crítica textual 491 edição crítica 1889 edição lachmaniana 509 estemática Classificação: Filologia Definição: Método nascido de uma reacção à aplicação circunspecta do método de Lachmann: Joseph Bédier construiu para o texto de Jean Renart. e para a utilização por esse sistema de um mínimo de oposições distintivas.

inclui uma introdução com informações codicológicas. e com os critérios de transcrição adoptados. linguísticas e socio-culturais. da selecção de variantes e da emenda por conjectura. Na sua forma completa. -------------------------------------------------------------------------------498 $ edição facsimilada . etc. da constituição do estema.Fonte: CERQUIGLINI (1989) / KENNEY (1974). Fonte: BLECUA (1983). as conjecturas. a pontuação. e apenas se desenvolvem as abreviaturas (aliás devidamente assinaladas). usando meios tipográficos (caracteres alfabéticos. reproduz a lição de um testemunho com extrema fidelidade: os erros não são emendados. com informações sobre a construção da árvore genealógica. -------------------------------------------------------------------------------491 I F $ edição crítica critical edition édition critique Termos Relacionados: 490 crítica textual 1888 edição bédierista 1889 edição lachmaniana Classificação: Filologia Definição: Publicação do texto considerado mais próximo do original após as operações críticas da colação. além do texto. sinais convencionais). os entrelinhados. os subponteados. inclui o aparato crítico e notas explicando o caminho seguido na escolha das lições. Ao leitor é ainda dada uma lista com as siglas dos testemunhos e os signos que codificam as lacunas. a capitalização. Fonte: RONCAGLIA (1975). as fronteiras de palavra. são as do testemunho. bibliográficas. -------------------------------------------------------------------------------497 I F $ edição diplomática diplomatic edition édition diplomatique Classificação: Filologia Definição: Edição que. A edição propriamente dita.

Fonte: RONCAGLIA (1975).I F facsimile edition édition fac-similée Classificação: Filologia Definição: Reprodução obtida com meios mecânicos (fotografia. com base nos testemunhos mais autorizados (ou mais altos no estema). Fonte: RONCAGLIA (1975). a grafia é regularizada e as notas esclarecem a interpretação do texto. fototipia. na construção de um estema a partir dos erros conjuntivos e separativos presentes na tradição. -------------------------------------------------------------------------------499 I F $ edição interpretativa interpretative edition édition interprétative Classificação: Filologia Definição: Edição de um texto representado apenas por um testemunho. O objectivo é activar um processo quase mecânico de reconstrução do original. etc) de um texto manuscrito. reduzindo ao máximo a subjectividade do editor. Os seus passos mais importantes consistem na recensão dos testemunhos. Os erros são emendados por conjectura. destinada a um público heterogéneo. -------------------------------------------------------------------------------1889 $ edição lachmaniana I F lachmannian edition édition lachmannienne Termos Relacionados: 490 crítica textual 1888 edição bédierista 491 edição crítica 509 estemática Classificação: Filologia Definição: Método de preparação e de composição de uma edição crítica que foi parcialmente construído a partir dos trabalhos do filólogo alemão Karl Lachmann. e é inacessível. cujo testemunho se revela muito importante do ponto de vista estético e filológico. . impresso ou esculpido. e na produção de um texto compósito.

-------------------------------------------------------------------------------500 I F $ edição princeps editio princeps editio princeps Classificação: Filologia Definição: Primeira edição impressa de um texto. interpretativa. -------------------------------------------------------------------------------502 I F $ editor editor éditeur Classificação: Filologia Definição: Autor de uma edição (crítica. etc).Fonte: CASTRO (1984) / CERQUIGLINI (1989) / CONTINI (1986). -------------------------------------------------------------------------------503 I F $ editor publisher éditeur Classificação: Filologia Definição: Entidade responsável pela publicação e comercialização de uma edição. diplomática. -------------------------------------------------------------------------------2878 $ educação bilingue I F bilingual education éducation bilingue Termos Relacionados: 2853 biculturalismo 402 bilinguismo 2909 programa bilingue .

uma diminuição da pressão do ar que origina um efeito de sucção fazendo com que as cordas vocais se voltem a fechar.Classificação: Psicolinguística Definição: Tipo de educação administrado nas sociedades bi ou multilingues (Canadá. em que os indivíduos podem ser escolarizados em ambas as línguas da sociedade em que vivem. -------------------------------------------------------------------------------912 I F $ efeito ilocutório illocutionary effect effet illocutionnaire Termos Relacionados: 909 efeito perlocutório Classificação: Pragmática Definição: . Existem vários tipos de educação bilingue. Fonte: CRYSTAL (1987).). Estados-Unidos. Este tipo de educação faz-se por meio de programas bilingues. promover a assimilação ideológica e a solidariedade nacional. Fonte: FRY (1979). União-Soviética. etc. também. unificar uma nação multilingue. etc. a motivação que leva os governos à sua introdução: garantir o acesso à igualdade de oportunidades. consequentemente. -------------------------------------------------------------------------------991 I F $ efeito de Bernoulli Bernoulli efect effet de Bernoulli Termos Relacionados: 228 cordas vocais 989 pressão subglotal 990 vibração das cordas vocais Classificação: Fonética Definição: Fenómeno que contribui para o regresso das cordas vocais à sua posição fechada (juntamente com a elasticidade dos ligamentos e fibras que as constituem): quando se dá o afastamento das cordas vocais regista-se um aumento rápido do fluxo de ar e. assim como variada é. em que uma língua é maioritária e a outra minoritária.

etc. Fonte: COZBY (1985). variável de acto para acto. uma ameaça. -------------------------------------------------------------------------------866 I $ efeito principal main effect Classificação: Sociolinguística Definição: Efeito directo da variável independente sobre a variável dependente. persuadir. Fonte: AUSTIN (1962) / SEARLE (1969). o acto de baptizar um navio tem como efeito ilocutório o facto de o navio ficar baptizado. pois o falante pode ter a intenção de produzir um efeito perlocutório que acaba por não ser produzido ou pode produzi-lo sem querer fazê-lo. Fonte: AUSTIN (1962) / SEARLE (1969). -------------------------------------------------------------------------------909 I F $ efeito perlocutório perlocutionary effect effet perlocutionnaire Termos Relacionados: 912 efeito ilocutório Classificação: Pragmática Definição: Na teoria dos actos de fala considera-se efeito perlocutório tudo o que é alcançado ou produzido por meio do acto de dizer algo: convencer. O efeito perlocutório pode ser alcançado intencionalmente ou não. se a pessoa ameaçada ouvir e compreender o que o falante lhe disse. Assim.A realização feliz de um acto ilocutório é em parte determinada pela produção de um certo efeito. em tudo distinto do efeito perlocutório. Do mesmo modo. tudo dependendo das circunstâncias de enunciação. um falante só realiza. por exemplo. -------------------------------------------------------------------------------2700 $ eiconema Termos Relacionados: 2691 cronema 2759 metrema 2763 noema . surpreender.

e. Fonte: METZELTIN (1978). -------------------------------------------------------------------------------1805 $ electropalatografia I electropalatography Classificação: Fonética Definição: Método experimental utilizado em fonética articulatória que envolve um palato artificial contendo diversos eléctrodos. o volume e a alternância entre os fluxos de ar nasal e oral durante uma elocução. com o objectivo de registar a velocidade. um noema que se refere aos objectos reais ou fictícios da realidade. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------1806 $ electroquimografia I electrokymography Classificação: Fonética Definição: Processo utilizado em fonética articulatória que envolve a utilização de uma máscara facial capaz de identificar o ar proveniente dos tractos oral e nasal. -------------------------------------------------------------------------------3117 $ elemento de um termo I F term element élément Classificação: Terminologia . Fonte: CRYSTAL (1980a). com o objectivo de registar os diversos contactos entre a língua e o palato durante uma elocução. de acordo com Michael Metzeltin. é a imagem que o homem tem de "um objecto da realidade ou substância como um todo autónomo em relação aos outros objectos".. i.Classificação: Semântica Definição: Um eiconema é.

Fonte: CRYSTAL (1980a) / MATEUS (1982). na frase "fui ao cinema e a Maria também [ ]" o segundo SV é foneticamente nulo. no sentido ascendente. Do ponto de vista sintáctico este termo designa a possibilidade de não realizar lexicalmente um constituinte da frase. Do ponto de vista da sequência fonética. -------------------------------------------------------------------------------232 I $ elevação raising Sinónimos: 135 fechamento Termos Relacionados: 281 traço alto 282 traço baixo Classificação: Fonética Linguística Histórica Fonologia Definição: Alteração de um segmento de fala nos seus traços de altura.Definição: Componente de um termo. num dado momento de um processo de derivação. -------------------------------------------------------------------------------149 I F $ elipse ellipsis ellipse Termos Relacionados: 148 abreviação Classificação: Sintaxe Linguística Histórica Definição: Supressão de elementos constitutivos de palavras compostas ou de expressões interpretadas como semanticamente redundantes. / NORMALISATION FRANÇAISE (1990). camioneta de carreira > carreira. o efeito da elipse é idêntico ao da abreviação. comboio-rápido > rápido. Exemplo: carroeléctrico > eléctrico. por exemplo. constituído pelo menos por um morfema. Exemplo: a elevação das vogais átonas no português. Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). Esta mudança é geralmente governada por regras e tem como resultado um segmento que é tradicionalmente considerado fechado. .

-------------------------------------------------------------------------------67 I F $ elisão elision élision Classificação: Linguística Histórica Definição: Fenómeno de fonética sintáctica que consiste na supressão de uma vogal átona final quando a palavra seguinte começa por vogal.Fonte: HOCK (1986). sem apoio em testemunhos. -------------------------------------------------------------------------------481 I F $ emendatio ope ingenii emendation emendatio Sinónimos: 480 conjectura Termos Relacionados: 490 crítica textual 491 edição crítica Classificação: Filologia Definição: Lição reconstruída pelo editor. destinada ao preenchimento de uma lacuna ou à emenda de um erro presente na tradição. -------------------------------------------------------------------------------2039 $ emissor I F speaker émetteur Sinónimos: 2087 destinador 2019 falante 936 locutor Termos Relacionados: 934 enunciador 935 interlocutor 2086 receptor .

-------------------------------------------------------------------------------155 I F $ empréstimo borrowing loan emprunt Termos Relacionados: 10 adstrato 2015 relexificação 11 substrato 12 superstrato Classificação: Semântica Linguística Histórica Lexicologia Definição: Há empréstimo linguístico quando um sistema A utiliza e acaba por integrar uma unidade ou um traço linguístico que existia antes num sistema linguístico B e que A não possuía. / NORMALISATION FRANÇAISE (1990). Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). -------------------------------------------------------------------------------3120 $ empréstimo interno Classificação: Lexicologia . Os termos locutor e falante aplicam-se sobretudo à comunicação oral.Classificação: Pragmática Definição: Aquele que emite a mensagem linguística. -------------------------------------------------------------------------------3119 $ empréstimo externo Classificação: Lexicologia Terminologia Definição: Termo proveniente de uma língua estrangeira. Os empréstimos podem ser externos ou internos. A unidade ou o traço tomados como empréstimo são eles próprios chamados empréstimos. Fonte: DUBOIS et alii (1973).

Fonte: HOCK (1986). O empréstimo pode apresentar a mesma forma que tem na língua estrangeira ou ser integrado no sistema morfológico e fonológico da língua importadora. -------------------------------------------------------------------------------200 I $ empréstimo semântico loan shift semantic borrowing Classificação: Linguística Histórica Definição: Empréstimo meramente conceptual que consiste na mudança semântica de uma palavra de uma dada língua por influência de uma palavra estrangeira cujo significado adquire. / NORMALISATION FRANÇAISE (1990).Terminologia Definição: Termo oriundo de outro domínio de conhecimento. -------------------------------------------------------------------------------504 I F $ encadeamento dos testemunhos attest chaining enchaînement des témoins . Exemplos: 1) meter a mesa → pôr a mesa (por influência do francês "mettre"). no interior do mesmo sistema linguístico. produto para colorir as faces. -------------------------------------------------------------------------------1998 $ empréstimo lexical I loan word Termos Relacionados: 1997 calque 155 empréstimo 209 formação de palavras Classificação: Sociolinguística Definição: Palavra de origem estrangeira que é introduzida no vocabulário de uma língua. 2) "blush". Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). importado do inglês.

-------------------------------------------------------------------------------3580 $ encaixe I F embedding enchassement Classificação: Sintaxe Definição: Termo da gramática generativa que refere o processo de inclusão de uma estrutura sintáctica no interior de outra. -------------------------------------------------------------------------------1875 $ encadernação I F bookbinding relier reliure Termos Relacionados: 472 caderno 515 folha Classificação: Filologia Definição: Operação de juntar as folhas de um livro. Fonte: NASCIMENTO & DIOGO (1984). costurando os cadernos e cobrindo o corpo do volume com uma capa mais grossa e sólida do que a folha vulgar. Por exemplo. A conexão estabelece-se a partir da observação das variantes. Fonte: QUENTIN (1926). a oração relativa é uma estrutura encaixada: "o rapaz que viste é filho da Maria". Fonte: CHOMSKY (1965).Termos Relacionados: 459 árvore genealógica Classificação: Filologia Definição: Relação de conexão entre os testemunhos de um texto. -------------------------------------------------------------------------------2966 $ enciclopédia mental .

cobrindo categorias que envolvem a experiência de cada um. A endófora é. por oposição à exófora. podem manter as suas enciclopédias mentais. eventos e estados do mundo que a rodeia. -------------------------------------------------------------------------------1613 $ enclítico I F enclitic enclitique Termos Relacionados: 1563 clítico 1755 ênclise Classificação: Fonologia Sintaxe Morfologia Definição: Tipo de clítico que ocorre numa posição adjacente à direita da palavra a que está associado. Fonte: CLARK & CLARK (1977). uma realidade puramente textual ligada ao uso de palavras ou sintagmas que têm como referentes imediatos outras palavras . A enciclopédia mental distingue-se do léxico mental pelo facto de muitas das suas entradas não corresponderem a entradas do léxico mental. portanto. Pessoas que por várias razões nunca adquiriram ou vieram a perder a linguagem devido a lesões cerebrais. ou referência exofórica. que remete para algo identificado no contexto situacional. -------------------------------------------------------------------------------2701 $ endófora I endophora Classificação: Semântica Pragmática Definição: Este termo aplica-se à referência especificamente textual.I mental encyclopedia Termos Relacionados: 2970 léxico mental Classificação: Psicolinguística Definição: Armazenagem de todos os factos e generalizações que cada pessoa conhece acerca dos objectos.

a endófora é de tipo anafórico. por exemplo. Fonte: HALLIDAY & HASAN (1976). se for relativa a uma unidade a ser usada posteriormente. a endófora é de tipo catafórico.ou sintagmas do texto ou da conversa. -------------------------------------------------------------------------------68 I F $ enfraquecimento weakening adoucissement affaiblissement Sinónimos: 133 lenição Termos Relacionados: 27 assimilação Classificação: Linguística Histórica Definição: Redução do esforço dispendido na articulação de um segmento fonético que pode chegar a ser suprimido. Fonte: HOCK (1986). Fonte: MARTINS (1988). do contexto intervocálico relativamente aos segmentos consonânticos. Trata-se de um caso particular de assimilação. Certos contextos propiciam fenómenos de enfraquecimento: é o caso. -------------------------------------------------------------------------------1938 $ energia I energy Classificação: Fonética Definição: É a medida integral da intensidade pelo tempo. -------------------------------------------------------------------------------853 I $ enquadramento framing Termos Relacionados: 852 classificação 855 código . Se a referência for relativa a uma unidade anteriormente usada no texto.

-------------------------------------------------------------------------------69 I F $ ensurdecimento devoicing assourdissement Sinónimos: 2101 dessonorização 1153 desvozeamento Classificação: Fonologia Linguística Histórica Fonética Definição: Perda do traço sonoro ou vozeado de um som. -------------------------------------------------------------------------------2302 $ entidade I F entity entité Termos Relacionados: 2303 entidade extensa 2304 entidade não extensa Classificação: Termos Gerais . As regras de classificação e enquadramento traduzem as relações de poder e de controlo em práticas interaccionais e em princípios de comunicação. O desvozeamento (dessonorização ou ensurdecimento) simboliza-se com um pequeno círculo debaixo do símbolo da transcrição. Fonte: CRYSTAL (1980a). Fonte: BERNSTEIN (1987).Classificação: Sociolinguística Definição: Conceito que introduz a forma da mensagem legítima correspondente ao significado legitimado pelo princípio de classificação. Cada sujeito adquire princípios de classificação e de enquadramento os quais criam e legitimam a especialidade da sua "voz" e da sua "mensagem". o enquadramento pode ser forte ou fraco. As consoantes sonoras [b] e [d] do inglês sofrem este fenómeno em posição final de palavra. em resultado da sua situação contextual. Os princípios de enquadramento regulam as formas como as realizações podem ser tornadas públicas. Tal como a classificação.

-------------------------------------------------------------------------------2303 $ entidade extensa I F extensive entity entité extensive Termos Relacionados: 2302 entidade 2304 entidade não extensa Classificação: Termos Gerais Definição: Entidade constituída por entidades que se encontram dispostas uma depois da outra. Fonte: CARVALHO (1973). Fonte: CARVALHO (1973). revelando-se em diversas manifestações ou aparições fenoménicas. -------------------------------------------------------------------------------2304 $ entidade não extensa Termos Relacionados: 2302 entidade 2303 entidade extensa Classificação: Termos Gerais Definição: Entidade constituída por entidades que se realizam todas simultaneamente. pode ser em cada uma delas reconhecido e identificado como o mesmo. numa sucessão que tem por suporte a extensão temporal. -------------------------------------------------------------------------------653 I F $ entoação intonation intonation Termos Relacionados: 664 traços tonais Classificação: Fonologia . Fonte: CARVALHO (1973).Definição: Objecto que.

fónica e lexicalmente coarticuladas. que decorre a partir do momento final de um período não elocucional ou de uma pausa interlocutiva ou elocutiva. -------------------------------------------------------------------------------1090 $ entoema I entoneme Termos Relacionados: 1312 contoema 1311 toema Classificação: Fonologia Prosódia Definição: Texto locucional formado por uma palavra ou por uma sequência de duas ou mais palavras. ou que decorre entre os momentos finais de dois toemas fundamentais sucessivos. A organização entoacional destes tipos de tons está directamente relacionada com a proeminência relativa pela qual se encontram estruturados ritmicamente. quer em palavras isoladas. terminológico ou enciclopédico. realizados por um mesmo locutor. .Prosódia Definição: Utilização de tipos de tons recorrentes. cada um dos quais com um conjunto relativamente consistente de significados. A entoação pode ainda ser entendida como um traço tonal que se refere à presença de um acento nuclear. até ao momento em que manifesta o final de um toema fundamental. Fonte: CRUTTENDEN (1986). -------------------------------------------------------------------------------3121 $ entrada I F entry term entrée Termos Relacionados: 3047 artigo 3109 dicionário Classificação: Terminologia Lexicologia Definição: Termo que figura à cabeça de um artigo. Fonte: LACERDA (1975). quer em grupos de palavras de dimensões variadas. num dicionário de língua.

é-o em contextos linguísticos ou prosódicos que correspondam a localizações enunciativas adequadas. não é um enunciado.Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). O enunciável. sendo mal formada. porque a incompatibilidade aspectual entre o valor do pretérito perfeito composto e o do adverbial "uma vez" pode desaparecer num contexto que permita a reconstrução do valor iterativo daquele tempo gramatical: "ela tem nadado uma vez por semana". não é interpretável em contexto vazio. e não-enunciáveis. -------------------------------------------------------------------------------867 I $ entrevista interview Termos Relacionados: 868 inquérito por questionário Classificação: Sociolinguística Definição: Técnica empírica de recolha de informação verbal englobando vários tipos consoante o grau de liberdade e profundidade permitido ao informante: -entrevista clínica -entrevista em profundidade/entrevista não-directiva -entrevista centrada -entrevista de questões abertas -entrevista de questões fechadas/questionário. Por exemplo. enunciáveis. Porém a sequência "ela tem nadado uma vez". Fonte: LIMA (1981). Mas é um enunciável. / NORMALISATION FRANÇAISE (1990). Fonte: DESCLÉS (1978). -------------------------------------------------------------------------------3615 $ enunciável F énonçable Termos Relacionados: 3614 enunciado 3616 não-enunciável Classificação: Sintaxe Semântica Definição: As sequências textuais que derivam de relações primitivas podem ser de três tipos: enunciados. a sequência "ela tem nadado todos os dias" é um enunciado. -------------------------------------------------------------------------------3625 $ enunciação .

tendo em consideração não só os aspectos especificamente linguísticos. pelos parâmetros sujeito enunciador e tempo da enunciação. tempo e espaço nos enunciados que produzem. isto é. culturais e outros. como também os aspectos sociais. Da diferença entre estes dois sujeitos enunciadores avulta o carácter assimétrico da enunciação. (a) definição. -------------------------------------------------------------------------------956 I F $ enunciação utterance énonciation Termos Relacionados: 955 deixis 902 enunciado Classificação: Pragmática Definição: Processo de produção de sentido a partir da utilização de um sistema linguístico particular. uma significação. -------------------------------------------------------------------------------3625 $ enunciação I F utterance énonciation . Por enunciação entende-se também o modo como os falantes fazem uso das marcas de pessoa.I F utterance énonciation Termos Relacionados: 3614 enunciado 3626 enunciador 3618 sistema referencial Classificação: Sintaxe Definição: Em teoria formal enunciativa. que determinam e regulam a actividade verbal. simultaneamente. Fonte: LEVINSON (1983). de um sistema referencial e. Fonte: CULIOLI (1987). (b) produção/reconhecimento de uma sequência textual localizada nesse sistema referencial. O enunciador produz a sequência textual a partir da qual o coenunciador reconstrói as operações que lhe são subjacentes e que permitem atribuir-lhe um conjunto de valores referenciais.

-------------------------------------------------------------------------------902 I F $ enunciado utterance énoncé Classificação: Pragmática Definição: O resultado da produção discursiva num contexto particular. Fonte: CULIOLI (1987). uma significação. mas é necessário contrariar essa tendência. de um sistema referencial e. uma parte de . -------------------------------------------------------------------------------2877 $ enunciação ideal de frases I ideal delivery of sentences Classificação: Psicolinguística Definição: Forma correcta de produzir uma frase sempre que o sujeito sabe o que quer dizer e o exprime fluentemente. pelos parâmetros sujeito enunciador e tempo da enunciação. O enunciador produz a sequência textual a partir da qual o coenunciador reconstrói as operações que lhe são subjacentes e que permitem atribuir-lhe um conjunto de valores referenciais. simultaneamente. (a) definição. Fonte: CLARK & CLARK (1977). Da diferença entre estes dois sujeitos enunciadores avulta o carácter assimétrico da enunciação. isto é. não apenas a uma frase mas a uma parte de discurso (uma frase. A realização das frases é feita sem que o fluxo discursivo seja interrompido por pausas de respiração no interior das orações. (b) produção/reconhecimento de uma sequência textual localizada nesse sistema referencial. Os termos enunciado e frase são muitas vezes utilizados de modo equivalente.Termos Relacionados: 3614 enunciado 3626 enunciador 3618 sistema referencial Classificação: Semântica Definição: Em teoria formal enunciativa. sendo apenas aceitável uma interrupção entre orações através de uma ligeira alteração da entoação. tendo sempre presente que um enunciado corresponde.

são-lhe atribuíveis valores referenciais independentemente do contexto. etc. Fonte: CULIOLI (1978). -------------------------------------------------------------------------------726 I F $ enunciado constativo constative utterance énoncé constatif Sinónimos: 903 enunciado verificativo Termos Relacionados: 727 enunciado performativo 728 verbo performativo Classificação: Pragmática Definição: . isto é. "ele estava a ver o mapa quando eu cheguei"). sequência textual a que é associada uma significação. Fonte: LEVINSON (1983). -------------------------------------------------------------------------------3614 $ enunciado I F utterance énoncé Termos Relacionados: 3615 enunciável 3616 não-enunciável 3600 relação predicativa 3607 relação primitiva 3640 significação 3618 sistema referencial Classificação: Sintaxe Semântica Definição: Em teoria formal enunciativa. ) associada ao contexto em que é enunciada.frase. Derivando de uma relação primitiva que é submetida a um conjunto de operações de localização. o enunciado é um agenciamento de marcadores dessas operações. É um enunciável que fará parte de um enunciado ao sofrer uma localização enunciativa adequada (por exemplo. a frase "ele estava a ver o mapa" não é um enunciado. duas frases. O enunciado é interpretável em contexto vazio. Por exemplo.

diz-se de um enunciado que tem uma função descritiva e um conteúdo proposicional passível de ser analisado de acordo com valores de verdade. da acção evocada no dito enunciado. cuja enunciação realiza a acção que expressam e que descrevem uma certa acção do sujeito. Estes enunciados são contrastados com os enunciados performativos. -------------------------------------------------------------------------------727 I F $ enunciado performativo performative utterance énoncé performatif Termos Relacionados: 683 acto de fala 726 enunciado constativo 728 verbo performativo Classificação: Pragmática Definição: Na terminologia de Austin. pelo locutor. A noção foi introduzida por Austin para distinguir entre este tipo de enunciado e aqueles que. -------------------------------------------------------------------------------- . Fonte: AUSTIN (1962) / LEVINSON (1983). Fonte: AUSTIN (1962). Fonte: AUSTIN (1962). um enunciado é dito performativo se implicar a realização simultânea. -------------------------------------------------------------------------------735 I F $ enunciado performativo explícito explicit performative enoncé performatif explicite Termos Relacionados: 726 enunciado constativo 727 enunciado performativo 736 enunciado performativo implícito Classificação: Pragmática Definição: Um enunciado performativo é dito explícito se não for ambíguo relativamente à acção que realiza.Na teoria dos actos de fala. não deixam de ser performativos. fazendo uso de mecanismos menos explícitos.

etc. diz-se de um enunciado que tem uma função descritiva e um conteúdo proposicional passível de ser analisado de acordo com valores de verdade. Fonte: AUSTIN (1962). cuja enunciação realiza a acção que expressam e que descrevem uma certa acção do sujeito. Fonte: AUSTIN (1962) / LEVINSON (1983). Estes enunciados são contrastados com os enunciados performativos. -------------------------------------------------------------------------------934 I F $ enunciador speaker énonciateur . -------------------------------------------------------------------------------903 I F $ enunciado verificativo constative utterance énoncé constatif Sinónimos: 726 enunciado constativo Termos Relacionados: 727 enunciado performativo 728 verbo performativo Classificação: Pragmática Definição: Na teoria dos actos de fala. se baseia em mecanismos pouco explícitos (como o modo. ao contrário de "Ordeno-te que feches a porta" que é explícito. Exemplo: "fecha a porta" é um enunciado performativo implícito. o uso de advérbios.736 I F $ enunciado performativo implícito implicit performative énoncé performatif implicite Termos Relacionados: 726 enunciado constativo 727 enunciado performativo 735 enunciado performativo explícito Classificação: Pragmática Definição: Um enunciado performativo implícito é um enunciado que. não fazendo uso de um verbo performativo.) para ser realizado performativamente. a entoação.

Termos Relacionados: 956 enunciação 936 locutor Classificação: Pragmática Definição: Num sentido preciso. falante. a partir da sequência produzida. S e T são primitivos teóricos e não sujeitos e tempos históricos determinados. -------------------------------------------------------------------------------6 I F $ epêntese epenthesis épenthèse Termos Relacionados: 4 acrescentamento 8 anaptixe . Fonte: CULIOLI (1973). define a situação de enunciação (Sit(ST)). Este. é o parâmetro enunciativo subjectivo (S) que. emissor. enunciador refere o sujeito da enunciação. reconstrói as operações que lhe são subjacentes. aquele que enuncia e deixa marcas desse processo no enunciado. enunciador é muitas vezes substituído por outros termos seus equivalentes: locutor. uma significação. Da diferença entre estes dois sujeitos enunciadores avulta o carácter assimétrico da enunciação. isto é. Em toda a enunciação há um sujeito enunciador que produz e um sujeito enunciador que reconhece. -------------------------------------------------------------------------------3626 $ enunciador I F enunciator énonciateur Sinónimos: 3715 sujeito enunciador Termos Relacionados: 3718 locutor 3713 situação de enunciação Classificação: Semântica Sintaxe Definição: Em teoria formal enunciativa. Num sentido mais geral. com o parâmetro enunciativo temporal (T). atribuindo-lhe um conjunto de valores referenciais.

-------------------------------------------------------------------------------2327 $ epiceno F épicène Termos Relacionados: 1645 género Classificação: Morfologia Semântica Definição: Termo que designa os nomes que só têm um valor de género. cobra-macho). O género natural pode ser indicado pelos termos "macho" e "fêmea" apostos ao nome e sem concordância de género com ele. -------------------------------------------------------------------------------- . cônjuge. cobra). independentemente do sexo da entidade referida (exs. -------------------------------------------------------------------------------1939 $ epiglote I epiglottis Termos Relacionados: 1963 laringe Classificação: Fonética Definição: Cartilagem laríngea em forma de colher cuja função principal impede a entrada de alimentos na laringe durante a deglutição.7 5 paragoge prótese Classificação: Linguística Histórica Fonética Fonologia Definição: Acrescentamento de um segmento fonético em posição medial de palavra. Exemplos: jacaré-fêmea. no caso de animais irracionais. jacaré. Fonte: CÂMARA (1984). Fonte: CLARK & YALLOP (1990). Fonte: HOCK (1986) / WILLIAMS (1938).

-------------------------------------------------------------------------------2879 $ equipotencialidade I equipotentiality Termos Relacionados: 2524 teoria das localizações cerebrais .. i.127 I $ equalização das pressões recíprocas equalization of mutual influences Sinónimos: 70 equidistância entre os fonemas Termos Relacionados: 64 diferenciação máxima 71 margem de segurança Classificação: Linguística Histórica Definição: Tendência dos fonemas que integram um dado sistema fonológico para se distribuirem no interior do mesmo de uma forma equilibrada. -------------------------------------------------------------------------------70 I $ equidistância entre os fonemas equidistance between phonemes Sinónimos: 127 equalização das pressões recíprocas Termos Relacionados: 64 diferenciação máxima 71 margem de segurança Classificação: Linguística Histórica Definição: Tendência dos fonemas que integram um dado sistema fonológico para se distribuirem no interior do mesmo de uma forma equilibrada. e. mantendo entre si margens de segurança de dimensões aproximadamente idênticas. mantendo entre si margens de segurança de dimensões aproximadamente idênticas.. Fonte: MARTINET (1955). Fonte: MARTINET (1955). i. e.

uma bicondicional corresponde a "se e só se" ou "é uma condição necessária e suficiente para. uma equivalência. é uma implicação bilateral. Uma outra definição de bicondicional: "X chama-se um Y" (ou é um Y) sse X tem a propriedade P". cujo conector é '≡' ('↔' ou '⇔'. a totalidade do cérebro encontra-se sempre envolvida em todas as suas actividades. ou bicondicional. Fonte: PARTEE et alii (1990). Teoria contrária à locacionista. Uma bicondicional só é verdadeira se as duas proposições "P" e "Q" forem ambas verdadeiras ou ambas falsas. -------------------------------------------------------------------------------2997 $ equivalência I F equivalence équivalence Sinónimos: 2988 bicondicional Termos Relacionados: 2990 cálculo proposicional Classificação: Semântica Definição: No cálculo proposicional. Tem sido defendida uma teoria intermédia entre estes dois extremos. segundo a qual certas zonas do cérebro se encontram preferencialmente envolvidas numa função específica. segundo a qual cada grande região cerebral tem igual capacidade de lidar com uma função ou. Linguisticamente. Fonte: CRYSTAL (1980) / CRYSTAL (1987). então.Classificação: Psicolinguística Definição: Teoria que defende a inexistência de localização cerebral definida. -------------------------------------------------------------------------------3122 $ equivalência I F equivalence équivalence Termos Relacionados: 3107 designação 3198 noção . podendo passar a ficar envolvidas numa outra. Pode-se definir uma bicondicional como a conjunção de duas proposições condicionais (P ≡ Q = df (P→Q) & (Q→P).

-------------------------------------------------------------------------------- . Por outro lado. pode-se dizer que proposições logicamente equivalentes têm o mesmo valor de verdade para qualquer atribuição de valor de verdade às proposições atómicas. -------------------------------------------------------------------------------3585 $ ergatividade I F ergativity ergativité Termos Relacionados: 3582 construção ergativa Classificação: Sintaxe Definição: Termo usado na descrição gramatical de línguas como o esquimó e o basco em que o objecto de um verbo transitivo e o sujeito de um verbo intransitivo exibem o mesmo caso . Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). diz-se que as proposições constituintes assim relacionadas são logicamente equivalentes. Fonte: CRYSTAL (1980a). É este facto que assegura que a bicondicional seja sempre verdadeira (tautologia).Classificação: Terminologia Definição: Relação estabelecida entre designações de línguas diferentes que representam a mesma noção. enquanto o sujeito do verbo transitivo é ergativo. Este termo é também usado nas línguas que como o português têm construções ergativas.o absolutivo. -------------------------------------------------------------------------------3341 $ equivalência lógica I F logical equivalence equivalence logique Termos Relacionados: 2988 bicondicional 2702 relação de equivalência Classificação: Semântica Definição: Quando uma bicondicional é uma tautologia. / NORMALISATION FRANÇAISE (1990).

desconhecida ou mal interpretada pelo copista. de ligadura ou de abreviatura.505 I F $ erro conjuntivo conjunctive fault faute commune Termos Relacionados: 459 árvore genealógica 494 difracção 506 erro separativo 507 erro significativo 509 estemática Classificação: Filologia Definição: Erro comum ao texto de dois ou mais testemunhos. -------------------------------------------------------------------------------1886 $ erro paleográfico I F paleographical error faute paléographique Termos Relacionados: 480 conjectura Classificação: Filologia Definição: Má leitura provocada pela presença de uma forma de letra. que os aproxima entre si por não poder ser atribuído à responsabilidade autónoma dos respectivos copistas. Fonte: MAAS (1927). -------------------------------------------------------------------------------506 I F $ erro separativo separative fault faute séparative Termos Relacionados: 459 árvore genealógica 505 erro conjuntivo 507 erro significativo 509 estemática Classificação: . Fonte: MUZERELLE (1985).

Pode ser conjuntivo ou separativo. reconhecer como independentes um testemunho que o apresenta e um outro que o omite. Fonte: CLARK & YALLOP (1990). Fonte: AVALLE (1972). -------------------------------------------------------------------------------1234 $ escala de Mel . -------------------------------------------------------------------------------507 I F $ erro significativo significative fault faute significative Termos Relacionados: 505 erro conjuntivo 506 erro separativo 509 estemática Classificação: Filologia Definição: Desvio em relação à lição do original que permite inter-relacionar testemunhos de uma tradição. Fonte: MAAS (1927).Filologia Definição: Erro que não pode ter sido emendado por um copista: permite. -------------------------------------------------------------------------------1940 $ escala de Bell I intensity logarithmic scale intensity logarithmic scale Bell Termos Relacionados: 234 decibel 598 intensidade 1959 intensidade de referência Classificação: Fonética Definição: Escala logarítmica de medição da intensidade por comparação com uma intensidade de referência. assim.

a escala de Mel não tem uma relação proporcional com a frequência. O terapeuta deve considerar todas as variantes dialectais de pronúncia e ignorar erros articulatórios desde que a criança tenha como finalidade proferir a palavra correcta. -------------------------------------------------------------------------------2618 $ escala de dificuldade no acesso ao léxico I word-finding difficutty scale Termos Relacionados: 2684 testes de aquisição e desenvolvimento da linguagem Classificação: Psicolinguística Definição: Concebida por Renfrew em 1968 (e revista em 1977). testa a utilização adequada de vocabulário por parte de crianças entre os três e os oito anos. as consoantes oclusivas não sonoras. -------------------------------------------------------------------------------- . Os elementos que ocupam os extremos da escala são. Fonte: DENES & PINSON (1973). no menos elevado. Fonte: MORRIS (1988). Fonte: CRUTTENDEN (1986). Esta escala tem como unidade de medida o Mel.I Mel scale Classificação: Fonética Definição: Escala numérica de intensidade perceptiva. no ponto mais alto. Sons separados por um número igual de mels correspondem a iguais intervalos entre tons. -------------------------------------------------------------------------------1140 $ escala de sonoridade I sonority scale Classificação: Fonologia Prosódia Definição: Representação da sonoridade dos segmentos que atribui aos mais sonoros o valor mais alto da escala. e o mais baixo aos menos sonoros. No entanto. as vogais baixas e. 1000 mels correspondem à intensidade perceptiva de um tom com 1000 hertz.

O teste é de aplicação rápida. O indivíduo tem de escolher entre quatro imagens que lhe são apresentadas apenas uma. é um método de avaliação formal aferido para avaliar o desenvolvimento da criança ao nível da linguagem expressiva e da compreensão. Pode ser utilizado na sua versão pormenorizada como "forma integral" ou como teste rápido de diagnóstico na "forma abreviada". como em crianças que tenham sofrido uma perda da audição. Fonte: MORRIS (1988). -------------------------------------------------------------------------------2880 $ esclerose múltipla I multiple sclerosis . A escolha é feita apontando com o dedo ou com o olhar.2619 $ escalas britânicas de vocabulário ilustrado Ab I $ BPVS british picture vocabulary scales Classificação: Psicolinguística Definição: Avaliação formal e aferida. Apesar de poder ser utilizado em crianças com idades compreendidas entre um e sete anos. Também pode ser usado em crianças física e visualmente deficientes. destinada a testar o vocabulário auditivo do sujeito. É adequada a crianças com dificuldades de aprendizagm. Fonte: MORRIS (1988). que corresponde ao estímulo auditivo. -------------------------------------------------------------------------------2620 $ escalas de desenvolvimento de linguagem de Reynell Ab I $ RDLS RDLS Reynell developmental language scales Termos Relacionados: 2648 linguagem expressiva 2684 testes de aquisição e desenvolvimento da linguagem Classificação: Psicolinguística Definição: Elaborado por Reynell em 1960 (revisto em 1977). é mais eficiente para avaliar crianças com idades entre um e cinco anos. doentes que não conseguem produzir uma resposta oral ou escrita ou como teste de diagnóstico para alunos recém-admitidos na escola. A classificação bruta nos testes de linguagem expressiva e de compreensão pode ser convertida numa classificação standard ou aferida de onde pode ser derivada uma classificação de equivalência etária.

Exemplo: existem livros interessantes e aborrecidos. a = ser um livro x .quantificador existencial c = ser aborrecido & . -------------------------------------------------------------------------------1873 $ escriba I F scribe scribe Sinónimos: . Esta é normalmente indicada por parênteses. entende-se a parte da fórmula que está dentro do seu domínio de operação.variável b = ser interessante ∃ . voz áspera e articulação pobre.Termos Relacionados: 221 articulação 2476 disartria 1118 volume 2927 voz áspera Classificação: Psicolinguística Definição: Doença progressiva que produz elementos de disartria. Fonte: MORRIS (1988). -------------------------------------------------------------------------------2703 $ escopo I scope Sinónimos: 2843 âmbito de um operador Termos Relacionados: 2764 operador Classificação: Semântica Definição: Por âmbito ou escopo de um operador.conjunção (∃ x) (ax & bx) & (∃ x) (ax & cx) Fonte: LYONS (1977). quer seja um conector ou um quantificador. problemas com o volume de voz. A terapia segue um procedimento semelhante ao usado para outros pacientes com disartria. entre os quais.

484 copista Classificação: Filologia Definição: Artífice que executa a transcrição manuscrita de um texto. -------------------------------------------------------------------------------508 I F $ escrita writing écriture Termos Relacionados: 522 grafema 523 grafo Classificação: Filologia Definição: Sistema de sinais convencionados por uma comunidade destinado à fixação da linguagem num suporte material. A escrita pode ser pictográfica (gravação de ícones. ex: pinturas rupestres). ideográfica (gravação de símbolos. caracteres chineses. Fonte: ANDERSON (1973) / HOCK (1986). algarismos árabes. ex: hieróglifos egípcios. Exemplo: a evolução semântica do verbo ser em português. . ex: alfabetos e silabários). sinais de pontuação) e fonográfica (gravação de caracteres correspondentes a sons e unidades fonológicas. Fonte: HIGOUNET (1986). -------------------------------------------------------------------------------201 I $ especialização semântica narrowing of meaning Sinónimos: 161 redução semântica 162 restrição semântica Termos Relacionados: 160 ampliação semântica 163 reinterpretação semântica Classificação: Linguística Histórica Definição: Diminuição da esfera de significados de uma palavra.

Fonte: SALEM (1987). uma forma i e uma dada parte j. a forma i é dita específica positiva da parte j se a soma das probabilidades calculadas a partir do modelo hipergeométrico para os valores iguais ou superiores à sub-frequência constatada é inferior ao nível pré-fixado no início. Fonte: SALEM (1987). uma forma i e uma dada parte j. -------------------------------------------------------------------------------3124 $ especificidade positiva I F positive specificness specificité positive Termos Relacionados: 3123 especificidade negativa 3145 frequência Classificação: Lexicologia Definição: Para um determinado nível de especificidade.-------------------------------------------------------------------------------3123 $ especificidade negativa I F negative specificness specificité négative Termos Relacionados: 3124 especificidade positiva 3145 frequência Classificação: Lexicologia Definição: Para um determinado nível de especificidade. -------------------------------------------------------------------------------237 I F $ espectro spectrum spectre Termos Relacionados: 267 formantes . a forma i é dita específica negativa da parte j se a soma das probabilidades calculadas a partir do modelo hipergeométrico para os valores iguais ou inferiores à sub-frequência constatada é inferior ao nível pré-fixado no início.

-------------------------------------------------------------------------------1965 $ espectro longo I long-term spectra Termos Relacionados: 237 espectro 1964 espectro em linha Classificação: Fonética Definição: Representação espectral derivada a partir da média de vários espectros ao longo de uma amostra de fala cuja duração atinge vários minutos. Fonte: LIEBERMAN & BLUMSTEIN (1988) / CLARK & YALLOP (1990). uma representação visual a duas dimensões da onda sonora. -------------------------------------------------------------------------------1964 $ espectro em linha I line spectrum Termos Relacionados: 237 espectro 1965 espectro longo Classificação: Fonética Definição: Representação espectral em que cada harmónico surge como uma linha vertical.238 frequência Classificação: Fonética Definição: Diagrama que mostra as amplitudes relativas das diferentes componentes de frequência de um som de fala. portanto. com uma determinada altura que indica a sua amplitude. no seu ponto próprio de frequência. Fonte: LADEFOGED (1962). -------------------------------------------------------------------------------338 I $ espectrógrafo sound spectrograph . Constitui.

Fonte: LADEFOGED (1982). a dimensão "frequência" na vertical e a dimensão "intensidade" (para cada frequencia a cada momento temporal) é representada pelos diferentes tons de cinzento das marcas traçadas no papel. Fonte: DENES & PINSON (1973).F sonagraphe spectrographe spectromètre Termos Relacionados: 237 espectro 337 espectrograma Classificação: Fonética Definição: Instrumento do domínio da fonética acústica que produz uma representação visual da variação do espectro da onda sonora no tempo. -------------------------------------------------------------------------------337 I F $ espectrograma spectrogram spectrogramme Termos Relacionados: 237 espectro 338 espectrógrafo Classificação: Fonética Definição: Representação visual gráfica da onda sonora a três dimensões: a dimensão "tempo" está representada na horizontal. -------------------------------------------------------------------------------1014 $ espectrograma de banda estreita I narrow band spectogram Termos Relacionados: 338 espectrógrafo 337 espectrograma 1016 espectrograma de banda larga Classificação: Fonética Definição: .

estrias verticais marcam a abertura e fechamento das cordas vocais para um fo masculino) e os formantes encontram-se claramente definidos através de faixas escuras compactas. -------------------------------------------------------------------------------1016 $ espectrograma de banda larga I wide band spectrogram Termos Relacionados: 338 espectrógrafo 337 espectrograma 1014 espectrograma de banda estreita Classificação: Fonética Definição: Espectrograma feito com um filtro com uma largura de banda de 300 Hz que permite uma maior resolução da dimensão "tempo". Num espectrograma de banda larga obtém-se a visualização dos eventos sonoros que se sucedem a intervalos maiores que 3ms (i. Num espectograma de banda estreita obtém-se a visualização pormenorizada dos harmónicos de uma onda sonora periódica. Fonte: FRY (1979). Geralmente. -------------------------------------------------------------------------------131 I F $ espirantização fricativization spirantisation Sinónimos: 80 fricatização Termos Relacionados: 32 assimilação dupla Classificação: Linguística Histórica Fonologia Fonética Definição: Evolução de um segmento consonântico [-cont] para [+cont].Espectrograma feito com um filtro com largura de banda de 45 Hz que permite uma maior resolução da dimensão "frequência". Fonte: FRY (1979). . apresentando-se como um caso particular de assimilação dupla.e. a fricatização (ou espirantização) ocorre em contexto intervocálico.

Fonte: CULIOLI (1982). -------------------------------------------------------------------------------2967 $ esquema I schema Classificação: Psicolinguística Definição: Conceito descrito por Bartlett (1932) como sendo uma 'organização activa de reacções ou experiências passadas' e que está na base de algumas ideias actuais sobre organização da memória na compreensão de textos. e π uma variável de operador de predicação.Fonte: HOCK (1986). sendo ξo e ξ1 variáveis de primeiro e de segundo argumento. Da instanciação dos lugares do esquema de lexis por termos construídos a partir das noções de uma relação primitiva resulta uma lexis. guiões e objectivos de Schank e Abelson (1977) e a teoria do esquema de Rumelhart e Ortony (1977). a teoria dos planos. ξ1 . lexis. Os lugares de argumento podem ser instanciados por termos que são. -------------------------------------------------------------------------------3621 $ esquema de lexis I F lexis schema schéma de lexis Termos Relacionados: 3622 lexis 3605 noção lexical Classificação: Termos Gerais Definição: Primitivo na teoria formal enunciativa. Fonte: GARNHAM (1985) / BARTLETT (1932). Todas estas teorias defendem a existência de uma estrutura da informação na memória. -------------------------------------------------------------------------------2622 $ esquema de linguagem de Derbyshire Ab I $ DLS DLS Derbyshire language scheme . respectivamente. como por exemplo a teoria do enquadramento de Minsky (1975). π >. eles próprios. é uma estrutura abstracta constituída por três variáveis: <ξo .

assim como processos de ensino baseados na avaliação precedente. 3) a ordem linear segundo a qual ocorrem os constituintes da frase. Um esquema bem-formado é um esquema que pode ser expandido numa sequência de regras.Classificação: Psicolinguística Definição: Avaliação da autoria de Masidlover e Knowles. Por exemplo. de 1977. A avalição divide-se em duas partes: teste de diagnóstico rápido (RST) e teste pormenorizado de compreensão (DTC). Contém processos de avaliação não aferidos para testar a gravidade do atraso. Fonte: MATEUS et alii (1983). a sequência . Para cada sequência de regras existe um esquema que se expande nesta . Fonte: MORRIS (1988). tanto em casa como na comunidade. -------------------------------------------------------------------------------3518 $ esquema relacional Termos Relacionados: 3515 frase básica 1455 ordem básica Classificação: Sintaxe Definição: Tipo possível de organização sintáctica das frases básicas de uma língua. O critério de êxito é o emprego do que a criança aprendeu durante a terapia. para ser utilizada com crianças que sofrem de atraso ou de distúrbios da linguagem. Permite ensinar a linguagem por meio de jogos. -------------------------------------------------------------------------------1202 $ esquemas de regras I schemata Termos Relacionados: 1204 convenções de expansão 1331 convenções de notação Classificação: Fonologia Definição: Expressões que são construídas a partir dos símbolos que aparecem nas regras. fornecendo informação sobre: 1) o número de argumentos nucleares do predicador.sujeito verbo objecto directo objecto indirecto circunstanciais (S V OD OI Cs) .corresponde à ordem linear dos principais constituintes de frases básicas em português. Baseia-se na comunicação natural da criança que brinca e vê ilustrações. 2) a relação gramatical final de cada um deles.

Fonte: CHOMSKY & HALLE (1968b). O que resulta deste processo é colocado posteriormente numa memória auditiva. Fonte: CLARK & CLARK (1977). -------------------------------------------------------------------------------2881 $ esquerdino I left-handed person left-hander Sinónimos: 2863 canhoto Termos Relacionados: 2891 lateralidade Classificação: Psicolinguística Definição: Indivíduo que apresenta lateralidade canhota (esquerdina). isto é. Durante o estádio auditivo. tem tendência para utilizar a mão esquerda em determinadas formas de execução motora. Fonte: PINTO (1984). Contrário de dextro. Este processo não comporta ainda a identificação de segmentos de fala. os ouvintes captam pequenos impulsos do sinal acústico que chega ao ouvido onde é feita a análise auditiva preliminar do sinal.sequência e que é óptimo na medida em que contém um número mínimo de ocorrência de características. -------------------------------------------------------------------------------2883 $ estádio fonético . -------------------------------------------------------------------------------2882 $ estádio auditivo I auditory stage Termos Relacionados: 2883 estádio fonético 2884 estádio fonológico Classificação: Psicolinguística Definição: O primeiro de três estádios de identificação de sons de fala.

Fonte: CLARK & CLARK (1977). -------------------------------------------------------------------------------2884 $ estádio fonológico I phonological stage Termos Relacionados: 2882 estádio auditivo 2883 estádio fonético Classificação: Psicolinguística Definição: O terceiro de três estádios de identificação de sons da fala. Durante o estádio fonológico.   Fonte: CLARK & CLARK (1977). alterar a sequência fonética de [ fpiRα ] para [ piRα ]. O produto final é guardado na memória de curto prazo cujos conteúdos podem ser recuperados para usar mais tarde. uma vez que [ fpiRα ] é uma sequência impossível em português. Estas identificações são colocadas numa memória fonética que é categorial na base.I phonetic stage Termos Relacionados: 2882 estádio auditivo 2884 estádio fonológico Classificação: Psicolinguística Definição: O segundo de três estádios de identificação de sons da fala. por exemplo. O estádio fonológico pode. os ouvintes examinam o conteúdo da sua memória auditiva segundo as pistas que possuem. juntam-nas e identificam cada padrão de pistas como um segmento fonético particular. Durante o estádio fonético. -------------------------------------------------------------------------------2623 $ estádios da gaguez I stuttering stages Classificação: Psicolinguística . os ouvintes consultam as restrições que a sua língua coloca quanto às sequências de segmentos fonéticos e ajustam as identificações preliminares em conformidade com essas restrições. mas não preserva as pistas acústicas a partir das quais foi feita a identificação. A memória fonética preserva a identificação de um determinado som.

-------------------------------------------------------------------------------2292 $ estabilidade interna I internal stability Termos Relacionados: 1571 coesão 2293 mobilidade posicional 1679 palavra Classificação: Morfologia Definição: Propriedade definidora da palavra como unidade gramatical. Um sistema é tanto mais estável quanto mais económico.o paciente torna-se mais consciente da sua disfluência e começa a antecipar as situações em que vai gaguejar. -------------------------------------------------------------------------------73 I $ estabilidade dos sistemas pattern stability Termos Relacionados: 74 economia Classificação: Linguística Histórica Definição: Finalidade para que tendem as mudanças fonológicas. A estabilidade interna das palavras contrasta com a mobilidade das palavras na frase. frases. 3) estádio de transição da gaguez ocorre entre o primeiro e o segundo estádios e caracteriza-se pela existência de emoções juntamente com repetições fáceis do primeiro estádio. Exemplo: desligável / *vel-ligá-des. sem emoção ou nervosismo. proposta por Van Riper. 2) segundo estádio da gaguez . Fonte: MARTINET (1955). os constituintes de palavras complexas não podem ser distribuídos de um modo alternativo. De acordo com este critério. sílabas. das etapas de evolução da disfluência registadas nos pacientes gagos: 1) primeiro estádio da gaguez .fácil repetição de palavras.Definição: Descrição. Fonte: MORRIS (1988). -------------------------------------------------------------------------------1198 $ estabilidade tonal I tonal stability .

assim. Têm. Exemplo: a Maria está deitada. consiste na resistência do tom à supressão.Termos Relacionados: 597 tom Classificação: Fonologia Prosódia Definição: Na fonologia autossegmental. por isso. Fonte: MATEUS et alii (1983). do tratamento independente dos níveis fonológico e não fonológico. mesmo quando a vogal que o contém é suprimida ou perde a sua qualidade silábica. Fonte: MATEUS & VILLALVA (1985) -------------------------------------------------------------------------------2998 $ estado I F state état Termos Relacionados: 3346 estado de coisas 2999 evento 3012 processo Classificação: Semântica Definição: Um estado descreve um estado de coisas em que nenhuma das entidades envolvidas sofre qualquer transição ou alteração durante o intervalo de tempo em que tais estados de coisas têm lugar. A estabilidade decorre. -------------------------------------------------------------------------------3346 $ estado de coisas I F state of affairs état de choses Termos Relacionados: 969 predicação 3011 predicado Classificação: Semântica Definição: . a propriedade de não serem dinâmicos.

O modelo "target" postula a existência de um conjunto idealizado de posições articulatórias e de regras que tentam representar os modelos actuais do movimento articulatório. lugares. tendo em conta factores como a velocidade da articulação.Arranjo de itens (objectos. indivíduos. a direcção e a distância entre os articuladores. -------------------------------------------------------------------------------1803 $ estado estável I target Classificação: Fonética Definição: Estado articulatório hipotético usado como ponto de referência na descrição da produção discursiva em termos dinâmicos. eventos) tendo várias propriedades e mantendo várias relações uns com os outros. -------------------------------------------------------------------------------3540 $ estatística linguística F statistique linguistique Termos Relacionados: 3126 estatística lexical . Fonte: BRADLEY & SWARTZ (1979). -------------------------------------------------------------------------------3126 $ estatística lexical F statistique lexicale Termos Relacionados: 3040 análise factorial 3145 frequência 3179 lexicometria 3231 repartição Classificação: Lexicologia Definição: Área específica e autónoma da estatística linguística que recorre frequentemente ao apoio da informática. Fonte: CRYSTAL (1980a). Fonte: MULLER (1977).

Fonte: CERDÁ MASSÓ et alii (1986). . Fonte: RONCAGLIA (1975). para os que se conservaram recorre-se às siglas do alfabeto latino. -------------------------------------------------------------------------------509 I F $ estemática stemmatics stemmatique Termos Relacionados: 1889 edição lachmaniana Classificação: Filologia Definição: Conjunto de operações que conduzem à construção de um estema. sobretudo no estabelecimento de constantes léxicas na estrutura dos textos.Classificação: Lexicologia Definição: Aplicação da técnica estatística aos fenómenos da língua. Para representar os testemunhos que não sobreviveram é costume recorrer-se a siglas do alfabeto grego e. uma vez que representa as vicissitudes históricas do texto transmitido. A árvore genealógica (ou estema) tem uma função prática e um significado histórico. -------------------------------------------------------------------------------460 I F $ estema stemma stemma stemma Sinónimos: 459 árvore genealógica Termos Relacionados: 1889 edição lachmaniana 509 estemática Classificação: Filologia Definição: Representação esquemática das relações de conexão e derivação que se estabelecem entre os testemunhos de uma tradição. ou árvore genealógica. a partir do reconhecimento de erros conjuntivos e separativos exibidos pelos testemunhos de um texto.

-------------------------------------------------------------------------------667 I F $ estilização stylization stylisation Termos Relacionados: 1104 cadência 653 entoação 664 traços tonais Classificação: Fonologia Prosódia Definição: Utilização dos níveis de tom que implica que a mensagem seja de certo modo predizível. ou que seja parte de uma afirmação estereotipada.Fonte: TIMPANARO (1981). -------------------------------------------------------------------------------2181 $ estrangeirismo Termos Relacionados: 2180 aportuguesamento 155 empréstimo Classificação: Lexicologia . -------------------------------------------------------------------------------869 I $ estereótipo stereotype Termos Relacionados: 890 indicadores 871 marcas Classificação: Sociolinguística Definição: Variáveis que por terem sido fortemente estigmatizadas são reconhecidas pelos membros de uma comunidade como "erros" ou maneiras afectadas de falar. Fonte: CRUTTENDEN (1986). Fonte: MARCELLESI & GARDIN (1974).

Fonte: CLARK & CLARK (1977). na flexão e até na grafia. tende a adaptar-se à fonologia e à morfologia do português. -------------------------------------------------------------------------------2885 $ estratégias para chamar a atenção I attention getters Termos Relacionados: 2886 estratégias para reter a atenção Classificação: Psicolinguística Definição: Conjunto de estratégias linguísticas para chamar a atenção do ouvinte para um determinado enunciado. ou pelo menos útil. quando é sentida como necessária. olha aquilo é um passarinho!". onde se podem destacar algumas de natureza linguística. ou palavras portuguesas empregadas com a significação das palavras estrangeiras de forma semelhante. sussurando. Fonte: CÂMARA (1984). Na língua portuguesa os estrangeirismos mais frequentes são hoje galicismos e anglicismos. Fonte: CLARK & CLARK (1977). Nem todas as estratégias para chamar a atenção são linguísticas. A palavra estrangeira. . destinadas a fixar a atenção do ouvinte em relação a um determinado enunciado. por exemplo. Este tipo de estratégias é mais utilizado em crianças e pode ser de duas classes: a primeira classe inclui os nomes e as exclamações. por exemplo. a segunda classe consiste em modulações de voz que os adultos usam para distinguir os enunciados para as crianças dos outros.Definição: Empréstimo lexical não integrado na língua. -------------------------------------------------------------------------------2886 $ estratégias para reter a atenção I attention holders Termos Relacionados: 2885 estratégias para chamar a atenção Classificação: Psicolinguística Definição: Conjunto de estratégias. através de um processo de aportuguesamento. revelando-se estrangeiro nos fonemas. marcando exageradamente os contornos entoacionais do seu discurso. "João. aumentando o volume do pitch.

-------------------------------------------------------------------------------883 I $ estrato strat Classificação: Sociolinguística Definição: Subdivisão de uma população com base em características específicas dos seus membros. este termo é definido como a principal característica abstracta de um sistema semiótico. é vista como uma estrutura no sentido em que é uma rede de unidades inter-relacionadas. A língua. podendo especificar-se o significado das partes apenas com referência ao todo. . -------------------------------------------------------------------------------3388 $ estrutura I F structure structure Classificação: Termos Gerais Definição: No âmbito dos estudos estruturalistas das instituições e do comportamento humano. De um modo mais específico. por exemplo. Fonte: COZBY (1985). pode aplicar-se o termo a uma secção isolada dessa rede de unidades. Desse contacto resulta a progressiva assimilação das línguas de substrato ou superstrato as quais deixam algumas marcas na língua de estrato.-------------------------------------------------------------------------------13 I F $ estrato stratum strat Termos Relacionados: 10 adstrato 11 substrato 12 superstrato Classificação: Linguística Histórica Definição: Designa-se por estrato a lígua que sobrevive ao contacto quer com uma língua de substrato quer com uma língua de superstrato.

Por exemplo. associados a um item lexical. -------------------------------------------------------------------------------1427 $ estrutura de superfície I F surface structure structure de surface Sinónimos: 1425 forma fonológica Termos Relacionados: 3630 componente fonológica Classificação: .agente/fonte. resultante da análise em constituintes de uma dada unidade linguística. ou semânticos. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------1618 $ estrutura de constituintes I constituent structure Termos Relacionados: 1461 constituinte Classificação: Morfologia Sintaxe Definição: Representação das relações entre constituintes. o verbo "dar" tem três argumentos . -------------------------------------------------------------------------------3685 $ estrutura argumental I F argument structure structure argumentale Sinónimos: 3684 grelha temática Classificação: Semântica Definição: Conjunto de papéis temáticos.Fonte: CRYSTAL (1980a). Fonte: JACKENDOFF (1972). tema e alvo.

Fonte: MATEUS (1982). -------------------------------------------------------------------------------1182 $ estrutura fonológica I F phonological structure structure phonologique Classificação: Fonologia Definição: Estrutura composta pelo conjunto de relações estabelecidas entre as unidades do sistema fonológico de uma língua. Fonte: CHOMSKY (1981). Na fonologia generativa a estrutura fonológica é a representação obtida depois de substituídos os traços categoriais adstritos ao item na estrutura de superfície da componente sintáctica. apagamentos. É uma representação da forma superficial da frase após a aplicação de algumas regras que actuam do lado esquerdo da gramática. regras estilísticas e regras fonológicas. como. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------1794 $ estrutura fonémica I F phonemic structure structure phonématique Classificação: Fonologia Definição: A estrutura fonémica de uma língua é constituída pelo conjunto dos seus fonemas. filtros. por exemplo. -------------------------------------------------------------------------------3521 $ estrutura linear I F linear structure structure linéaire Sinónimos: 3528 estrutura plana .Sintaxe Fonologia Definição: Interpretação fonológica da estrutura-S.

-------------------------------------------------------------------------------- . -------------------------------------------------------------------------------3528 $ estrutura plana I F flat structure structure plaine Sinónimos: 3521 estrutura linear Classificação: Sintaxe Definição: Sequência ou ordem de constituintes que obedece a uma determinada organização estrutural. Fonte: CHOMSKY (1981). Fonte: CHOMSKY (1981).Termos Relacionados: 1454 ordem de constituintes 3522 precedência 3523 precedência imediata Classificação: Sintaxe Definição: Sequência ou ordem de constituintes que obedece a uma determinada organização estrutural. -------------------------------------------------------------------------------1619 $ estrutura morfológica I F morphological structure structure morphologique Termos Relacionados: 1540 análise morfológica 1618 estrutura de constituintes 2258 paradoxo de parentetização Classificação: Morfologia Definição: Estrutura que explicita as relações existentes entre os constituintes da palavra.

Fonte: CRYSTAL (1980a). previsto pelo princípio de projecção relativamente à representação do SV e ao qual o princípio de projecção alargado acrescenta o SN sujeito. o reflexo estrutural das propriedades de selecção dos itens lexicais. i.. -------------------------------------------------------------------------------1452 $ estrutura subjacente I F underlying structure structure sous-jacente Classificação: Sintaxe .e. -------------------------------------------------------------------------------1181 $ estrutura silábica I F syllable structure structure syllabique Termos Relacionados: 610 ataque 607 coda 609 núcleo Classificação: Fonologia Definição: Estrutura composta pelo conjunto de elementos que podem ocorrer na formação da sílaba.1431 $ estrutura profunda I F deep structure structure profonde Sinónimos: 1432 estrutura-P Termos Relacionados: 1430 estrutura-S 1433 mover-alfa Classificação: Sintaxe Definição: Representação pura das relações de dependência lexical e de subcategorização. Fonte: CHOMSKY (1981) / CHOMSKY (1982).

Sendo ainda de considerar a estrutura-S como o nível de representação que relaciona os outros três níveis. FF e FL. -------------------------------------------------------------------------------1432 $ estrutura-P I F P-structure P-structure Sinónimos: 1431 estrutura profunda Termos Relacionados: 1430 estrutura-S 1434 princípio de projecção 1435 princípio de projecção alargado Classificação: Sintaxe Definição: Representação pura das relações de dependência lexical e de subcategorização.estrutura-P. Fonte: CHOMSKY (1981). Os principais níveis de representação da frase são a estrutura-P (profunda) a forma fonética (FF) e a forma lógica (FL).e. que pode ser apresentada em vários níveis. -------------------------------------------------------------------------------1430 $ estrutura-S I F S-structure S-structure Termos Relacionados: 1432 estrutura-P 1433 mover-alfa Classificação: Sintaxe Definição: Representação das relações hierárquicas e lineares que se verificam entre os diferentes constituintes da frase. A estrutura-S está associada à estrutura-P pela regra de mover-alfa e é o ponto de inter-acção dos três níveis de representação fundamentais . Fonte: CHOMSKY (1981) / CHOMSKY (1982). o reflexo estrutural das propriedades de selecção dos itens lexicais. i.Definição: Organização hierárquica e linear abstracta.. previsto pelo princípio de projecção relativamente à representação do SV e ao qual o princípio de projecção alargado acrescenta o SN sujeito. da constituição da frase. (Não confundir com a .

abrangendo também a sintaxe com a divisão da frase em constituintes imediatos. Nos Estados Unidos o estruturalismo foi representado inicialmente por Bloomfield que. deve merecer em si e por si.estrutura de superfície). com a obra de Harris. Fonte: COZBY (1985). Fonte: CHOMSKY (1981) / CHOMSKY (1988). O estruturalismo europeu baseou-se na obra de Saussure e partiu da sua concepção de língua como sistema ou estrutura e do interesse que a língua. desenvolveu um método de análise distribucional das unidades linguísticas aplicado sobretudo na fonologia e na morfologia. assim considerada. -------------------------------------------------------------------------------885 I $ estudo piloto pilot study . O funcionalismo de Trubetzkoi e de Martinet e a glossemática são teorias e métodos que se enquadram no estruturalismo europeu. -------------------------------------------------------------------------------884 I $ estudo de caso case study Classificação: Sociolinguística Definição: Descrição do comportamento e de outros factores relevantes relativos a um único indivíduo. -------------------------------------------------------------------------------3549 $ estruturalismo I F structural linguistics structuralisme Termos Relacionados: 3533 comutação 1461 constituinte 1823 distribuição 293 fonema 3548 funcionalismo 3546 glossemática Classificação: Termos Gerais Definição: Movimento linguístico que se desenvolveu a partir dos anos 30 na Europa e nos Estados Unidos. e mais tarde. seguindo a psicologia behaviorista.

Daí resulta. por vezes. consciente ou inconscientemente. prévio à realização da experimentação propriamente dita. -------------------------------------------------------------------------------787 I F $ etimologia ethymology étymologie Termos Relacionados: 785 étimo Classificação: Linguística Histórica Definição: Disciplina que tem por função explicar a evolução das palavras remontando tão longe quanto possível. igual ou mais semelhante à outra palavra a cuja família se supõe pertencer. uma relação semântica entre duas palavras. que uma das palavras evolui tornando-se. é utilizado para testar e melhorar procedimentos. até chegar a uma unidade dita étimo. muitas vezes para além dos limites do idioma estudado. -------------------------------------------------------------------------------175 I $ etimologia popular folk ethymology Sinónimos: 179 atracção paronímica Termos Relacionados: 164 analogia 166 analogia irregular 163 reinterpretação semântica Classificação: Linguística Histórica Definição: Processo pelo qual um locutor estabelece. uma das palavras adquire. quanto à forma. no passado. Fonte: DUBOIS et alii (1973). uma nova acepção. historicamente não aparentadas mas que apresentam entre si alguma semelhança formal. Fonte: COZBY (1985).Classificação: Sociolinguística Definição: Estudo levado a cabo numa pequena escala. noutros casos. a partir da outra. a mudança formal e a mudança .

-------------------------------------------------------------------------------2999 $ evento I F event événement Termos Relacionados: 2998 estado 3346 estado de coisas 3012 processo Classificação: Semântica Definição: Descrição de estados de coisas dinâmicos localizados num determinado intervalo. A eufonia explica certas mudanças fonéticas devidas à influência de fonemas contíguos ou próximos. Exemplo: o vento partiu o vidro da janela. Fonte: GALISSON (1983) / GALISSON (1984). -------------------------------------------------------------------------------3128 $ etiqueta semântica F étiquette sémantique Classificação: Lexicologia Definição: Definição reduzida a um substantivo. . Os eventos exprimem a passagem de um estado para outro estado localizado num intervalo imediatamente posterior. Fonte: DUBOIS et alii (1973).semântica podem ainda coexistir. -------------------------------------------------------------------------------1760 $ eufonia F euphonie Termos Relacionados: 1633 forma defectiva Classificação: Fonologia Fonética Definição: Qualidade dos sons que são agradáveis ao ouvido.

a propósito do qual se pode dizer que uma acção particular nele se desenrolou de um modo linear e homogéneo. -------------------------------------------------------------------------------- . a propósito do qual se pode dizer que uma acção particular nele se desenrolou de um modo imediato. um estado instantâneo é um tipo de evento que decorre num intervalo de tempo único e definido. como acontece. Fonte: VENDLER (1967). -------------------------------------------------------------------------------3001 $ evento prolongado I accomplishment Termos Relacionados: 2998 estado 2999 evento 3000 evento instantâneo 3012 processo Classificação: Semântica Definição: Na teorização de Zeno Vendler. na frase "ouvi o avião. quando estava a ler". por exemplo.Fonte: COMRIE (1976). na frase "levei duas horas a escrever a carta". Fonte: VENDLER (1967). Por exemplo. -------------------------------------------------------------------------------3000 $ evento instantâneo I achievement Termos Relacionados: 2998 estado 2999 evento 3001 evento prolongado 3012 processo Classificação: Semântica Definição: Na teorização de Zeno Vendler. em que qualquer momento particular da acção expressa é da mesma natureza do todo por que é composta. independentemente deste se inscrever num intervalo de tempo mais abrangente (estar a ler). um evento prolongado é um tipo de evento que envolve a noção de período de tempo único e definido. a acção de ouvir o avião ocorre num instante de tempo imediato.

sintáctico ou semântico) ao longo do tempo. Fonte: HOCK (1986). Fonte: HOCK (1986) / ANDERSON (1973) / BYNON (1977). fonológico. morfológico.812 I F $ evolução change évolution Sinónimos: 94 mudança 1360 mudança linguística Classificação: Linguística Histórica Definição: Qualquer modificação sofrida pela estrutura de uma língua (a nível fonético. -------------------------------------------------------------------------------196 I $ evolução melhorativa meliorization Termos Relacionados: 197 evolução pejorativa 163 reinterpretação semântica Classificação: Linguística Histórica Definição: Mudança semântica em resultado da qual uma palavra adquire conotações mais positivas. -------------------------------------------------------------------------------197 I $ evolução pejorativa pejorization Termos Relacionados: 196 evolução melhorativa 163 reinterpretação semântica Classificação: Linguística Histórica Definição: Mudança semântica em resultado da qual uma palavra adquire conotações mais negativas. .

perda da fluência. 2) medição do nível de desempenho efectuado entre o diagnóstico inicial e a detecção de mudanças ao longo do tempo. as possíveis áreas em que o indivíduo pode encontar dificuldades. -------------------------------------------------------------------------------1872 $ exclusão I F exclusion exclusion Classificação: Sintaxe Definição: A exclui B se nenhum segmento de A dominar B. repetição ou perda de sintaxe. o teste tem por objectivo a avaliação dos afásicos. um guia de terapia. O teste não fornece linhas bem estabelecidas para a terapia. -------------------------------------------------------------------------------512 I F $ exemplar exemplar model exemplar modèle Termos Relacionados: 578 cópia . como. -------------------------------------------------------------------------------2625 $ exame diagnóstico de afasia de Boston Ab I $ BDAE BDAE Boston diagnostic aphasia examination Classificação: Psicolinguística Definição: Elaborado em 1972 por Goodglass e Kaplan e aferido à população.Fonte: HOCK (1986). por exemplo. Fonte: MORRIS (1988). Tem três objectivos principais: 1) diagnóstico da ocorrência e do tipo de síndrome afásico o que permite inferir a localização da lesão cerebral. anomia. apenas. 3) avaliação global do estado e das potencialidades do doente em todas as áreas da linguagem. assim. constituindo. a articulação. Fonte: CHOMSKY (1986). focando.

apenas remete para a necessidade de recolher no contexto situacional a informação necessária para uma correcta interpretação do objecto da exófora. por oposição à endófora. no sentido em que não identifica a coisa referida. -------------------------------------------------------------------------------2704 $ exófora I exophora Termos Relacionados: 2388 coesão 2701 endófora 968 referência Classificação: Semântica Pragmática Definição: Termo que diz respeito à referência que remete para algo identificável no contexto situacional. Fonte: HALLIDAY & HASAN (1976). um mero substituto para a noção tradicional de referência. -------------------------------------------------------------------------------510 I F $ exemplar copy exemplaire Termos Relacionados: 511 tiragem Classificação: Filologia Definição: Cada um dos livros impressos numa edição tipográfica.Classificação: Filologia Definição: Testemunho cujo texto serve de modelo para uma transcrição. no entanto. A exófora não é. -------------------------------------------------------------------------------28 I $ expansão de traços distintivos distinctive features spreading .

A maior parte dos sons de fala utiliza este mecanismo de fluxo de ar como fonte de energia. existindo assim um fluxo de ar do interior para o exterior. Por exemplo. o SN "a Maria" é o experienciador e o SN "o João" é o tema. -------------------------------------------------------------------------------1941 $ expiração I breathe out outward lung air Termos Relacionados: 354 mecanismo de fluxo de ar pulmonar 1980 respiração 251 som egressivo Classificação: Fonética Definição: Fase da respiração em que o ar é expelido dos pulmões. -------------------------------------------------------------------------------3696 $ experienciador I experiencer Termos Relacionados: 3697 verbo psicológico Classificação: Sintaxe Semântica Definição: Papel temático. porque se relaciona necessariamente com um tema mas é mais restringido. É semelhante ao papel temático lugar.Termos Relacionados: 27 assimilação Classificação: Linguística Histórica Definição: Processo de assimilação em que o segmento que condiciona a assimilação se mantém inalterado. O experienciador e o tema são os papéis temáticos inerentes aos verbos psicológicos. Fonte: MARTINET (1955). . na frase "o João preocupa a Maria". do argumento que experiencia um processo psicológico e que é restringido semanticamente com os traços [+animado] e [.vontade]. ou semântico.

Fonte: MUZERELLE (1985). Na imagem espectrográfica do som.Fonte: CLARK & YALLOP (1990). cuja produção se caracteriza por um período de silêncio (devido a um fechamento total no tracto vocal) seguido de uma súbita explosão causada pelo relaxamento abrupto da oclusão. -------------------------------------------------------------------------------1000 $ explosão lateral I F lateral explosion explosion latérale Termos Relacionados: . Fonte: FRY (1979). -------------------------------------------------------------------------------1887 $ explicit I F explicit explicit Termos Relacionados: 1885 cólofon 1891 incipit Classificação: Filologia Definição: Palavras que terminam um texto ou fórmula que anuncia o final de um texto. a oclusão é marcada por um espaço em branco e a explosão é marcada por estrias verticais que podem estender-se por uma gama vasta de frequências e que formam uma barra estreita vertical designada por barra de explosão. -------------------------------------------------------------------------------999 I $ explosão plosion Termos Relacionados: 324 consoante oclusiva 337 espectrograma 266 modo de articulação Classificação: Fonética Definição: Pista acústica de modo de articulação que permite a identificação das consoantes oclusivas.

Fonte: LADEFOGED (1982). uma unidade linguística mais abstracta pertencente a um nível superior. . Exemplo: no inglês "little" [litl]. Fonte: LADEFOGED (1982). -------------------------------------------------------------------------------2354 $ expoente I exponent Termos Relacionados: 1756 exponência Classificação: Morfologia Fonologia Definição: Unidade linguística que representa. Este fenómeno ocorre quando uma oclusiva é seguida por uma nasal homorgânica. Este fenómeno ocorre quando uma oclusiva é seguida por uma lateral homorgânica.324 367 consoante oclusiva som homorgânico Classificação: Fonética Definição: Relaxamento de uma oclusiva através do abaixamento dos lados da língua de tal forma que o fluxo de ar escapa lateralmente pela cavidade bucal. Um morfe é um expoente de um morfema. Exemplo: no inglês "leaden" [ledn]. As unidades abstractas têm como expoentes outras unidades abstractas ou unidades físicas. num nível inferior de análise. -------------------------------------------------------------------------------998 I F $ explosão nasal nasal explosion explosion nasale Termos Relacionados: 324 consoante oclusiva 367 som homorgânico Classificação: Fonética Definição: Relaxamento de uma oclusiva através do abaixamento do palato mole de tal forma que o fluxo de ar escapa pela cavidade nasal.

Os fones são a realização ou actualização dos fonemas. Fonte: BAUER (1988). -------------------------------------------------------------------------------1756 $ exponência I exponence Sinónimos: 1069 actualização 1068 realização Termos Relacionados: 2354 expoente Classificação: Fonologia Morfologia Definição: Expressão física de uma unidade linguística abstracta. quando uma única propriedade morfológica é realizada por vários morfes. -------------------------------------------------------------------------------2356 $ exponência alargada I extended exponence Termos Relacionados: 1756 exponência Classificação: Morfologia Fonologia Definição: Tipo de relação exponencial em que uma categoria tem expoentes em duas ou mais posições distintas. Os morfes são designados expoentes das propriedades. o termo é utilizado. Fonte: MATTHEWS (1974). ou quando várias propriedades morfológicas são realizadas por um único morfe.Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------2357 $ exponência cumulativa I cumulative exponence . Em morfologia.

Fonte: MATTHEWS (1974). mas o são noutras circunstâncias. Fonte: MATTHEWS (1974). no interior de um mesmo paradigma.Termos Relacionados: 2194 cumulação 1756 exponência Classificação: Morfologia Definição: Tipo de relação exponencial em que duas ou mais categorias não são realizadas por unidades linguísticas distintas. Fonte: MATTHEWS (1974). -------------------------------------------------------------------------------3553 $ expressão . -------------------------------------------------------------------------------2358 $ exponência fundida I fused exponence Termos Relacionados: 1756 exponência Classificação: Morfologia Definição: Tipo de relação exponencial em que duas ou mais categorias não são realizadas por unidades linguísticas distintas em consequência da operação de um processo fonológico. -------------------------------------------------------------------------------2359 $ exponência sobreposta I overlapping exponence Termos Relacionados: 1756 exponência Classificação: Morfologia Definição: Tipo de relação exponencial em que duas ou mais categorias não são realizadas por unidades linguísticas distintas em determinadas circunstâncias.

F expression Termos Relacionados: 3546 glossemática Classificação: Termos Gerais Definição: Termo que designa o aspecto concreto do sistema de significantes que constitui a linguagem humana. o seu carácter abstracto. todo o enunciado é constituído por uma expressão e um conteúdo. tratando-se então da substância da expressão. Em sintaxe são considerados anáforas. Fonte: DUBOIS et alii (1973). a forma. -------------------------------------------------------------------------------2428 $ expressão recíproca I reciprocals Sinónimos: 2427 conversos Termos Relacionados: 1506 anáfora Classificação: Sintaxe Semântica Definição: Expressões que introduzem uma quantificação universal cujos valores são restritos a indivíduos com uma denotação colectiva do antecedente. podendo a expressão (como o conteúdo) ser considerada sob dois aspectos: a substância. Com este significado o termo é utilizado por Saussure em oposição a conteúdo. que constitui a forma da expressão. ou seja. sonora ou visual. Exemplo: eles gostam um do outro. e que requerem que só sejam consideradas atribuições de indivíduos distintos como satisfazendo a relação a que os recíprocos se aplicam. -------------------------------------------------------------------------------2705 $ extensão I F extension extension Termos Relacionados: 3076 compreensão . Fonte: LYONS (1977). Em glossemática.

a intensão de um termo é o conjunto das propriedades essenciais que determinam a aplicabilidade desse termo.1384 2751 3014 denotação intensão referência Classificação: Lexicologia Definição: Conjunto de objectos aos quais um termo é correctamente aplicado. Por oposição. F. a extensão de uma função proposicional. -------------------------------------------------------------------------------3130 $ extensão I F extension extension Termos Relacionados: 3077 compreensão Classificação: Terminologia Definição: Conjunto das noções específicas contidas numa noção genérica. a extensão do termo "flor" consiste na totalidade das entidades referidas pelo termo. num estado-de-coisas. Fonte: NORMALISATION FRANÇAISE (1990). é o conjunto de todos os objectos que satisfaz a função Fx. Pode também dizer-se que a extensão é a referência (no sentido de Frege) de qualquer expressão na medida em que pode ser entendida como o seu valor de verdade relativamente a um índice. -------------------------------------------------------------------------------2705 $ extensão I F extension extension Termos Relacionados: 3076 compreensão 1384 denotação 2751 intensão 3014 referência Classificação: Semântica . Por exemplo. Fonte: LYONS (1977). De um ponto de vista formal. 'x'.

-------------------------------------------------------------------------------168 I $ extensão analógica analogical extension Sinónimos: 167 analogia proporcional Termos Relacionados: 164 analogia 172 atracção analógica 173 regularização analógica 169 uniformização analógica . Por oposição. som. Pode também dizer-se que a extensão é a referência (no sentido de Frege) de qualquer expressão na medida em que pode ser entendida como o seu valor de verdade relativamente a um índice. num estado-de-coisas. a extensão de uma função proposicional. De um ponto de vista formal. por exemplo. F. Por exemplo. A criança aprende uma palavra nova. movimento. por vezes. textura e. -------------------------------------------------------------------------------2667 $ extensão abusiva I overextension Sinónimos: 2640 hiperextensão Termos Relacionados: 2683 aquisição da linguagem 2637 generalização abusiva Classificação: Psicolinguística Definição: No 'estádio das duas palavras' da aquisição da linguagem podem ocorrer extensões abusivas. porque o primeiro animal que viu com estas características foi um cão.Definição: Conjunto de objectos aos quais um termo é correctamente aplicado. assim. 'x'. a extensão do termo "flor" consiste na totalidade das entidades referidas pelo termo. usa o mesmo nome. Por exemplo. sabor. tamanho. a intensão de um termo é o conjunto das propriedades essenciais que determinam a aplicabilidade desse termo. Fonte: MORRIS (1988). quando vê um objecto semelhante. mas pode só reconhecer algum aspecto particular da mesma. ela pode chamar "cão" a todos os animais com quatro patas e uma cauda. é o conjunto de todos os objectos que satisfaz a função Fx. forma. Fonte: LYONS (1977).

uma regra fonológica que se aplicava apenas a alguns elementos de uma classe natural passa a aplicar-se a todos os elementos dessa classe. Fonte: HOCK (1986). Fonte: KING (1969) / HOCK (1986). de acordo com a gramática generativa. -------------------------------------------------------------------------------2624 $ extensão média do enunciado Ab I $ MLU MLU mean length of utterance Classificação: Psicolinguística Definição: Teoria usada na aquisição da linguagem proposta por Brown que compara as idades das crianças com a extensão dos enunciados medidos pelo número de morfemas. Exemplos: uma regra dependente do contexto torna-se independente desse contexto.generalizando um padrão de relação morfológica entre dadas formas (como a e a ') a formas (como b e x) que previamente não se estruturavam de acordo com esse padrão.Classificação: Linguística Histórica Morfologia Definição: A analogia proporcional ou extensão analógica opera na base de um "modelo proporcional" do tipo a:a ' b:x = b'. -------------------------------------------------------------------------------796 I $ extensão de regra rule extension Sinónimos: 765 generalização de regra 766 simplificação de regra Termos Relacionados: 767 maximalização de regra 768 simplificação da gramática Classificação: Linguística Histórica Definição: Mudança que. Estes dão uma ideia mais precisa sobre a complexidade do enunciado do que a . corresponde ao alargamento do âmbito de aplicação de uma regra cuja estrutura se simplifica (simplificação esta que se evidencia na formulação da regra).

É ainda importante para mostrar o grau de atraso que uma criança pode ter. em que "X" é um constituinte fonológico .contagem de palavras. Pode ser formalizado do seguinte modo: X → [+ extramétrico] / . -------------------------------------------------------------------------------202 I $ extensão semântica semantic extension Sinónimos: 160 ampliação semântica Termos Relacionados: 161 redução semântica 163 reinterpretação semântica 162 restrição semântica Classificação: Linguística Histórica Definição: Alargamento do campo semântico de uma palavra. por seu turno. A extensão média de enunciado. Exemplo: a evolução semântica do verbo estar em português. Fonte: MORRIS (1988).] D. Fonte: HOCK (1986) / ANDERSON (1973) / BYNON (1977). Uma vez que o processo de aquisição é tão variado entre as crianças. Em crianças que sofrem de distúrbios na linguagem este procedimento pode revelar desajustes entre a ordem de aquisição de uma criança e a ordem de aquisição normal. a idade não constitui um bom guia de desenvolvimento. é um bom guia acerca do desenvolvimento gramatical da criança. -------------------------------------------------------------------------------614 I F $ extrametricidade extrametricality extramétricité Termos Relacionados: 376 acento 608 rima 601 sílaba Classificação: Fonologia Prosódia Definição: Conceito segundo o qual um determinado segmento não conta para o estabelecimento da estrutura métrica de uma dada sequência.

Trata-se de um programa terapêutico que facilitará ou permitirá ao sujeito reaprender as capacidades perdidas por este em consequência de acidente vascular cerebral. na qual o uso do verbo factivo "perceber" compromete o locutor com a verdade da proposição "o João não tinha culpa". PACE. -------------------------------------------------------------------------------2626 $ facilitação I facilitation Termos Relacionados: 2613 distúrbios de comunicação 2511 promoção da eficiência comunicativa do afásico 2522 sistemas alternativos de comunicação Classificação: Psicolinguística Definição: Fenómeno que descreve a maneira como o terapeuta ajuda os indivíduos com distúrbios de comunicação. por exemplo) e "[-]D" é o domínio em que se aplicam as regras de acento da língua. Fonte: HOGG & Mc CULLY (1987). etc. como. ou traumatismo cerebral. por exemplo. por meio do uso de predicadores específicos. Este tipo de programa pode incluir sistemas alternativos de comunicação. Os predicadores factivos incluem não apenas verbos. . como na frase "a Maria percebeu que o João não tinha culpa". -------------------------------------------------------------------------------2707 $ factividade I factivity Termos Relacionados: 2762 construção não-factual 2688 contrafactivo 2689 contrafactual 2708 verbo factivo 2761 verbo não-factivo Classificação: Semântica Definição: Propriedade semântica das construções em que.simples (um segmento ou uma rima da sílaba. Fonte: MORRIS (1988). a verdade da oração complemento é pressuposta. mas também algumas construções adjectivais e nominais. nas frases: "é surpreendente que ele seja primeiro-ministro" e "é pena que ele seja primeiroministro".

Fonte: LYONS (1977). tem influência sobre a língua falada por essa comunidade. Fonte: HOCK (1986) / ANDERSON (1973) / BYNON (1977). Fonte: HOCK (1986) / ANDERSON (1973) / BYNON (1977). -------------------------------------------------------------------------------788 I $ factores externos da mudança external factors of change Termos Relacionados: 789 factores internos da mudança 790 história externa Classificação: Linguística Histórica Definição: Tudo o que. sendo próprio de uma dada comunidade. determinando modificações da sua estrutura. nomeadamente a sua estrutura social e o tipo de contacto que estabelece com comunidades linguisticamente diferentes. sendo parte integrante de um dado sistema linguístico. age como condicionamento de mudanças no interior desse sistema. -------------------------------------------------------------------------------789 I $ factores internos da mudança internal factors of change Termos Relacionados: 47 condicionamento 146 condicionamento paradigmático 52 condicionamento sintagmático 788 factores externos da mudança 798 história interna Classificação: Linguística Histórica Definição: Tudo o que. -------------------------------------------------------------------------------930 I F $ factos brutos brute facts faits bruts Termos Relacionados: 931 factos institucionais .

cuja realidade é redutível a conceitos físicos e mentais. todos os factos naturais que a linguagem nos permite registar a partir de observações empíricas dos dados da experiência. factos como: "O João casou com a Maria". Fonte: SEARLE (1969). pois. . Exemplos: "dói-me o pé". "O Sporting ganhou ao Benfica por dois a zero". Factos brutos são. os factos institucionais necessitam de determinados conceitos institucionais para a sua descrição. Ao contrário dos factos brutos. Fonte: CRYSTAL (1980a). Fonte: SEARLE (1969). "Foi aprovado o estatuto da Carreira Docente". -------------------------------------------------------------------------------931 I F $ factos institucionais institucional facts faits institutionnels Termos Relacionados: 930 factos brutos Classificação: Pragmática Definição: Factos cuja realidade pressupõe a existência de determinadas instituições humanas. a sua substância fónica. a partir das quais esses factos adquirem pleno significado. "rectas paralelas são rectas que nunca se interceptam". São factos institucionais. -------------------------------------------------------------------------------1800 $ fala I F speech parole Classificação: Fonologia Fonética Definição: A fala é um meio de transmissão da linguagem. "o João e a Maria estão encostados um ao outro". e opõe-se à escrita.Classificação: Pragmática Definição: Termo que refere uma parte do teor do nosso conhecimento do mundo e cujo modelo para conhecimento sistemático são as ciências naturais.

por exemplo. Fonte: SAUSSURE (1916). "papa não" = "não quero comer a papa". -------------------------------------------------------------------------------2834 $ fala dos pais I baby talk parental speech Sinónimos: 2631 falar bebé Classificação: Psicolinguística Definição: Fenómeno característico da aquisição da linguagem que se refere ao emprego especial de uma linguagem simplificada utilizada pela mãe na comunicação com o filho. Considerado por outros autores como sinónimo de "maternalês". "mamã" = "mãe". "popó" = "carro". à medida que a sua linguagem se vai desenvolvendo.-------------------------------------------------------------------------------3390 $ fala I F parole parole Termos Relacionados: 3382 língua Classificação: Termos Gerais Definição: Termo que se opõe a 'línguá na perspectiva saussureana e que refere a realização individual de enunciados em situação de comunicação. A mãe parece saber intuitivamente em que nível colocar a sua linguagem para ficar sempre um passo à frente da criança. começa a utilizar frases formadas por dois elementos como. "ão-ão" = "cão". encorajando-a a passar à etapa seguinte. Fonte: MORRIS (1988). A criança. por exemplo. etc. -------------------------------------------------------------------------------2627 $ fala espontânea I spontaneous speech Sinónimos: 2665 discurso espontâneo .

na nomeação de objectos ou na leitura. -------------------------------------------------------------------------------2887 $ fala infantil I infantile speech Classificação: Psicolinguística Definição: Produção de uma criança que usa um tipo de fala considerada mais adequada para crianças de nível etário inferior. a sequência de aquisição nestas crianças é a mesma que nas crianças que seguem o processo normal. quer na linguagem infantil. Opõe-se à fala produzida na descrição de imagens. apesar do processo revelar um certo atraso em relação à cronologia da aquisição da linguagem. -------------------------------------------------------------------------------2016 $ fala holofrástica I holophrastic speech Termos Relacionados: 2013 holofrase Classificação: Sociolinguística Definição: Tipo de fala que utiliza holofrases e cuja existência se verifica quer nos prépidgins.Termos Relacionados: 2597 avaliação Classificação: Psicolinguística Definição: Descrição da fala usada pelos pacientes no seu dia a dia. Fonte: MORRIS (1988). Pensa-se que. -------------------------------------------------------------------------------2628 $ fala ininteligível I unintelligible speech . Uma avaliação da linguagem quer formal quer informal deve incluir sempre um subteste a partir do qual possa ser analisado o discurso espontâneo do paciente. Fonte: MENYUK (1969).

É constituída por 5 partes:1)o prolongamento tem como objectivo diminuir a velocidade de articulação e permitir que o sujeito se torne fluente. bem como a técnica de fala prolongada. -------------------------------------------------------------------------------2630 $ fala prolongada I prolonged speech Termos Relacionados: 1977 articulador 2634 fluência 2635 gaguez 1116 pausa Classificação: Psicolinguística Definição: Técnica de tratamento para aplicar a sujeitos gagos. para o terapeuta e para outras pessoas. Fonte: MORRIS (1988). os pais podem conseguir entender o que a criança diz mas. -------------------------------------------------------------------------------2629 $ fala mais fluente I speak more fluently Termos Relacionados: 2630 fala prolongada 2635 gaguez 2509 programa de fluência de Monterey Classificação: Psicolinguística Definição: Termo que designa uma técnica de correcção de pacientes que sofrem de gaguez em que se atribui pouca importância às causas psicológicas subjacentes. O objectivo é o de anular por completo a gaguez e de pôr o paciente a falar fluentemente (e não apenas de forma aceitável).Classificação: Psicolinguística Definição: Designação dada à fala de uma criança que padece de uma grave forma de atraso ou distúrbio a nível articulatório ou fonológico. Nestes casos. Fonte: MORRIS (1988).2)o fluxo requer que o paciente diga as palavras juntas reduzindo assim as paragens e os começos na fala de um . O programa de fluência de Monterey. são baseadas nesta teoria. tal entendimento é impossível.

4)as pausas são encorajadas dado que os gagos detestam pausas mesmo quando estas são uma característica normal da fala fluente.3)encorajamento de contactos suaves entre os articuladores de forma a reduzir a tensão na boca durante a produção de um determinado som. Os termos locutor e falante aplicam-se sobretudo à comunicação oral. Todos estes processos pretendem fazer com que os gagos experienciem a sensação de utilizar fala fluente. -------------------------------------------------------------------------------2020 $ falante I speaker Sinónimos: 2021 falante-ouvinte 2090 sujeito falante Classificação: Sociolinguística Termos Gerais Definição: Termo que refere o sujeito enquanto utilizador de uma dada língua. 5) o abrandamento é encorajado para ajudar o gago a produzir o que é requerido em 1-4 acima. -------------------------------------------------------------------------------2888 $ falante nativo .gago. Fonte: MORRIS (1988). -------------------------------------------------------------------------------2019 $ falante I speaker Sinónimos: 2087 destinador 2039 emissor 936 locutor Termos Relacionados: 934 enunciador 935 interlocutor 2077 ouvinte Classificação: Pragmática Definição: Aquele que emite a mensagem linguística.

I native speaker Termos Relacionados: 2854 bilingue 402 bilinguismo 1961 língua materna 2037 língua nativa Classificação: Psicolinguística Definição: Termo que refere o indivíduo cujo processo de aquisição e desenvolvimento da linguagem ocorreu no âmbito de uma dada língua natural que é a sua língua materna. Fonte: HORNBY (1977) / CRYSTAL (1987). Este conceito costuma funcionar como ponto de referência do domínio ideal de uma língua. -------------------------------------------------------------------------------2021 $ falante-ouvinte I speaker listener Sinónimos: 2020 falante 2090 sujeito falante Classificação: Sociolinguística Termos Gerais Definição: Termo que refere o sujeito enquanto utilizador de uma dada língua. -------------------------------------------------------------------------------2631 $ falar bebé I baby talk Sinónimos: 2834 fala dos pais Termos Relacionados: 2981 teorias de aquisição e desenvolvimento da linguagem Classificação: Psicolinguística Definição: Fenómeno característico da aquisição da linguagem que se refere ao emprego . em função do qual se define a posição do indivíduo no contínuo bilingue.

. -------------------------------------------------------------------------------2889 $ falso começo I false start Classificação: Psicolinguística Definição: Hesitação seguida de correcção de uma ou mais palavras no discurso espontâneo. embora o -g. -------------------------------------------------------------------------------75 I $ falsa regressão false regression Termos Relacionados: 185 contaminação Classificação: Linguística Histórica Definição: A falsa regressão é uma forma de contaminação que muitas vezes foi apenas ortográfica: innocentem > innocente > ignocente. à medida que a sua linguagem se vai desenvolvendo. Um falso começo pode incluir a repetição corrigida da palavra iniciada ou da palavra substituída.era etimologicamente correcto. Fonte: CLARK & CLARK (1977). "popó" = "carro". Distingue-se de repetições de palavras e de correcções de discurso.não fosse pronunciado. A criança. Considerado por outros autores como sinónimo de "maternalês". Fonte: MORRIS (1988)... com -gde outras palavras em que -gn. encorajando-a a passar à etapa seguinte. por exemplo. "mamã" = "mÁe". Fonte: WILLIAMS (1938). envolvendo estas últimas a produção de formas do tipo "quer dizer. "papa não" = "não quero comer a papa".". etc. Pode ainda incluir a repetição das palavras que haviam sido proferidas antes da palavra corrigida.". "ão-ão" = "cão". "isto é. Por exemplo: "O rap o rapaz simpático". A mÁe parece saber intuitivamente em que nível colocar a sua linguagem para ficar sempre um passo à frente da criança. começa a utilizar frases formadas por dois elementos como.especial de uma linguagem simplificada utilizada pela mãe na comunicação com o filho. etc.. -------------------------------------------------------------------------------757 I F $ família de línguas language family famille de langues . por exemplo.

-------------------------------------------------------------------------------3131 $ família de termos I F terms family famille de termes Classificação: Terminologia Definição: . ou sub-famílias. os sub-conjuntos constituídos por certas línguas mais estreitamente aparentadas entre si do que com as outras são os ramos. i. casal. casario.Termos Relacionados: 756 árvore genealógica 758 genealogia 759 parentesco de línguas 791 ramo Classificação: Linguística Histórica Definição: Diz-se que duas ou mais línguas pertencem à mesma família quando são aparentadas geneticamente (historicamente). Fonte: DUBOIS et alii (1973). reserva-se a denominação de família de línguas ao conjunto formado por todas as línguas conhecidas com a mesma origem.Geralmente..e. caseiro. Exemplos: casa. dentro deste conjunto. -------------------------------------------------------------------------------1622 $ família de palavras I F word family famille de mots Sinónimos: 1623 família léxica Termos Relacionados: 1679 palavra Classificação: Morfologia Definição: Conjunto de palavras que partilham o mesmo radical. Fonte: CÂMARA (1984).quando tudo leva a pensar que se desenvolveram a partir de uma origem comum. casar.

-------------------------------------------------------------------------------983 I F $ faringalização pharyngealisation pharingalisation Classificação: Fonética Definição: Termo que refere. Divide-se em faringe laríngea e faringe nasal. Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). Fonte: CÂMARA (1984). casal. Faz parte das cavidades . -------------------------------------------------------------------------------1623 $ família léxica Sinónimos: 1622 família de palavras Termos Relacionados: 1679 palavra Classificação: Morfologia Definição: Conjunto de palavras que partilham o mesmo radical. qualquer articulação em que se verifica uma contracção da faringe. caseiro. -------------------------------------------------------------------------------1943 $ faringe I pharynx Termos Relacionados: 1901 cavidades supraglotais 980 consoante faringal 983 faringalização Classificação: Fonética Definição: Cavidade em forma de tubo situada entre a laringe e as cavidades oral e nasal.Conjunto de termos que têm um radical comum. casario. de modo genérico. / NORMALISATION FRANÇAISE (1990). casar. Exemplos: casa.

Consoantes faringais ocorrem em árabe. 4) é o padrão completo da gaguez que se encontra em adolescentes e adultos que evitam situações de fala. Esta mudança é geralmente governada por regras e tem como resultado um segmento que é tradicionalmente considerado fechado. 2) ocorre na escola. Fonte: CRYSTAL (1980a) / MATEUS (1982). -------------------------------------------------------------------------------135 I F $ fechamento raising fermeture Sinónimos: 232 elevação Classificação: Fonética Linguística Histórica Fonologia Definição: Alteração de um segmento de fala nos seus traços de altura. num dado momento de um processo de derivação. -------------------------------------------------------------------------------693 I F $ fema pheme phème . Fonte: LIEBERMAN & BLUMSTEIN (1988). no sentido ascendente. Exemplo: a elevação das vogais átonas no português. 3) mostra que a criança sofre ainda de bloqueio e apresenta sintomas secundários. altura em que a perturbação se torna crónica. De acordo com Bloodstein existem quatro fases: 1) apresenta um leve gaguejar repetitivo que piora em situação comunicativa de stress. e é o comportamento de bloqueio mais comum. Fonte: MORRIS (1988).supraglotais. -------------------------------------------------------------------------------2632 $ fases da gaguez I phases of stuttering Classificação: Psicolinguística Definição: Percurso de evolução da gaguez que mostra como esta se pode tornar aguda.

ao referirem-se ao peixe (fish. -------------------------------------------------------------------------------1624 $ feminino I F feminine féminin Termos Relacionados: 1645 género Classificação: Semântica Sintaxe Morfologia Definição: Termo que designa um dos valores da categoria género. Fonte: AUSTIN (1962). Fonte: DUBOIS et alii (1973). O feminino representa frequentemente o valor "fêmea". quando.Termos Relacionados: 683 acto de fala 690 acto fático 691 acto fonético 692 acto rético Classificação: Pragmática Definição: Aquilo que. Este fenómeno foi descoberto por Berko e Brown em 1960. em . de acordo com a teoria de Austin. -------------------------------------------------------------------------------2633 $ fenómeno fis I fis phenomenon Termos Relacionados: 221 articulação Classificação: Psicolinguística Definição: Situação em que a criança se recusa a repetir o enunciado do adulto embora este seja equivalente ao enunciado incorrecto dela própria. no género natural que assenta na oposição de sexo entre "macho" e "fêmea". é produzido na realização de um acto fático.

forma com que a criança concordou por se tratar da [fis] dela. -------------------------------------------------------------------------------547 I F $ filigrana watermark filigrane marque Sinónimos: 546 marca de água . lhe chamaram [fis]. Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). no entanto.inglês) de uma criança sob observação. / NORMALISATION FRANÇAISE (1990). podendo distinguir as palavras pronunciadas de maneira diferente sem poder. -------------------------------------------------------------------------------513 I F $ fenotexto phenotext phéno-texte Termos Relacionados: 521 genotexto Classificação: Filologia Definição: Texto considerado pelo respectivo autor como uma redacção definitiva. Fonte: MORRIS (1988). pronunciá-las correctamente. Pode concluir-se daí que a criança tinha uma percepção auditiva boa. Fonte: BELLEMIN-NOEL (1982). -------------------------------------------------------------------------------3132 $ ficha terminológica I F terminological record fiche terminologique Classificação: Terminologia Definição: Suporte que constitui um conjunto estruturado de dados terminológicos relativos a uma noção. ela própria. repetindo o enunciado errado da criança. Esta respondeu que não se tratava de [fis] mas da sua [fis]. A conversa continuou no mesmo estilo até os adultos utilizarem a forma "fis".

Fonte: CONTINI (1986). Fonte: LIEBERMAN & BLUMSTEIN (1988). reconhecível na sua textura quando observável em contraluz. Culmina na crítica textual. -------------------------------------------------------------------------------1944 $ filtro acústico I acoustic filter filter Termos Relacionados: 1909 banda passante 1911 largura de banda 1945 ressoador 1018 ressonância Classificação: Fonética Definição: Um filtro acústico é um mecanismo que permite que determinadas bandas de frequência da onda sonora passem. enquanto outras são eliminadas ou atenuadas. -------------------------------------------------------------------------------514 I F $ filologia philology philologie Classificação: Filologia Definição: Disciplina histórica que reproduz ou reconstrói os textos do passado. Adopta a forma de um símbolo que remete exclusivamente para certas coordenadas de produção.Classificação: Filologia Definição: Vestígio do molde em que o papel foi fabricado. O tracto vocal funciona como um filtro acústico ou como ressoador. identificando e definindo as suas coordenadas sincrónicas e diacrónicas. -------------------------------------------------------------------------------3579 $ filtro do COMP duplamente preenchido . linguísticas e situacionais. Permite identificar o respectivo fabricante e datar aproximadamente o fabrico.

à concordância que se verifica na frase entre o SN sujeito e a flexão verbal. -------------------------------------------------------------------------------1853 $ filtro do caso I F case filtre filtre sur le cas Classificação: Sintaxe Definição: Mecanismo da componente da forma fonética da gramática generativa que marca como agramatical um SN com matriz fonética que não tenha caso. "quem que a Maria encontrou?". Contém informação relativa ao tempo (modo e aspecto) e ao acordo. Será.. sem caso. FLEX é considerado o núcleo da frase e tem como especificador o SN sujeito à esquerda e como complemento o SV à sua direita. por exemplo.a de especificador e a de núcleo .e. Fonte: ROUVERET & VERGNAUD (1980). i. também denominado AUX. Fonte: CHOMSKY (1981).em construções como. -------------------------------------------------------------------------------1479 $ flexão Ab I F $ FLEX INFL inflexion INFL infléxion Sinónimos: 1481 auxiliar Classificação: Sintaxe Definição: Núcleo do sintagma flexão.I F doubly filled COMP filter filtre du COMP douplement rempli Classificação: Sintaxe Definição: Impossibilidade de preencher simultaneamente as duas posições de COMP . portanto. . Em português. considerada mal-formada uma frase que contenha um SN realizado lexicalmente.

Fonte: CHOMSKY (1981). -------------------------------------------------------------------------------2236 $ flexão interna I F internal inflection flexion interne Termos Relacionados: 1625 flexão 2235 flexão externa 2339 forma forte . As várias formas flexionadas de uma palavra constituem um paradigma de flexão. à afixação. e não mudam a classe gramatical dos radicais ou palavras aos quais se associam. A flexão recorre. -------------------------------------------------------------------------------2235 $ flexão externa I F external inflection flexion externe Termos Relacionados: 1625 flexão 2236 flexão interna Classificação: Morfologia Definição: Flexão que se realiza por meio de afixos. Fonte: CARVALHO (1973). Os afixos flexionais registam relações gramaticais. normalmente. -------------------------------------------------------------------------------1625 $ flexão I F inflection flexion Termos Relacionados: 1575 composição 1607 derivação Classificação: Sintaxe Morfologia Definição: Um dos três grandes processos de formação de palavras. tal como o plural.

tempo. ou de uma forma geral. -------------------------------------------------------------------------------1628 $ flexão verbal I F verbal inflection flexion verbale Termos Relacionados: 1589 conjugação 1625 flexão Classificação: Morfologia Definição: Flexão dos verbos em modo. género e número. visto que a flexão dessas classes de palavras.Classificação: Morfologia Definição: Flexão em que é afectada a própria forma do tema. artigos. A flexão nominal inclui as flexões de caso. -------------------------------------------------------------------------------1627 $ flexão nominal I F nominal inflection flexion nominale Termos Relacionados: 2340 declinação 1625 flexão Classificação: Morfologia Definição: Flexão de nomes. em português. tem características semelhantes. pessoa e número. de todas as palavras variáveis à excepção dos verbos. aspecto. -------------------------------------------------------------------------------2634 $ fluência I fluency Termos Relacionados: . adjectivos.Nos pronomes pessoais. Fonte: CARVALHO (1973). há igualmente flexão de pessoa. pronomes.

Fonte: LADEFOGED (1982).2612 2635 2663 disfluência gaguez não-fluência Classificação: Psicolinguística Definição: Descrição da fala normal com ausência ou presença ténue de não-fluência ou disfluência. Fonte: MORRIS (1988). . Pode surgir hesitação quando o falante planeia o seu enunciado seguinte. considerado como não-fluência normal. Fonte: MUZERELLE (1985). -------------------------------------------------------------------------------227 I F $ fluxo de ar airstream courant d'air Termos Relacionados: 1001 fonte de energia 356 mecanismo de fluxo de ar 260 mecanismo de fluxo de ar glotal 354 mecanismo de fluxo de ar pulmonar 355 mecanismo de fluxo de ar velar Classificação: Fonética Definição: Movimento de ar provocado por processos fisiológicos que serve de fonte de energia na produção dos sons de fala. -------------------------------------------------------------------------------517 I F $ fólio folio leaf feuillet folio Classificação: Filologia Definição: Cada uma das duas metades de um bifólio.

morfológicas. indica o seu formato e enumera as suas partes integrantes. -------------------------------------------------------------------------------136 I $ fóssil fossil Sinónimos: 78 forma residual Classificação: Linguística Histórica Definição: Forma (simples ou complexa) que não tendo sido atingida por uma dada mudança.-------------------------------------------------------------------------------3727 $ fórmula I F formula expression Termos Relacionados: 2990 cálculo proposicional 3344 lógica de predicados Classificação: Semântica Definição: Expressão bem formada de acordo com a sintaxe de um sistema lógico. . Fonte: PARTEE et alii (1990). semânticas ou sintácticas próprias de um estádio de língua ultrapassado. Fonte: GASKELL (1985). conserva características fonéticas. -------------------------------------------------------------------------------520 I F $ fórmula de colação collational formula formule de collationnement Termos Relacionados: 577 colação Classificação: Filologia Definição: Combinação de sinais convencionais que sintetiza a estrutura interna de um livro impresso.

que distingue a informação global transmitida pelo falante da informação mais restrita que está no centro (ou foco) do seu interesse comunicativo. se responder a "o que comeu o João?". Numa frase. o foco é "o João" se responder à pergunta "quem comeu o bolo?". Em "o João comeu o bolo". -------------------------------------------------------------------------------515 I F $ folha sheet feuille Classificação: Filologia Definição: Extensão rectangular de papel ou de pergaminho. o foco da informação é muitas vezes explicitado pelo seu contorno entoacional. o contraste entre informação dada e informação nova forma uma distinção análoga. -------------------------------------------------------------------------------516 I F $ foliação foliation foliotage foliotation . considerando-se neste caso o conceito de foco como oposto ao conceito de pressuposição. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------1089 $ foco I F focus focus Termos Relacionados: 653 entoação 1090 entoema Classificação: Prosódia Sintaxe Pragmática Semântica Definição: Termo usado em algumas teorias linguísticas. de dimensões variáveis. ou "o bolo". numa análise bipartida de frases. destinada à imposição de um texto e à dobragem em forma de caderno.Fonte: HOCK (1986).

-------------------------------------------------------------------------------1947 $ fonação I phonation Termos Relacionados: 228 cordas vocais 1950 fonte laríngea 1963 laringe Classificação: Fonética Definição: Actividade vocal da laringe que consiste na vibração das cordas vocais. Fonte: CRYSTAL (1980a). que constitui a especificação fonética do som de fala.Termos Relacionados: 557 paginação Classificação: Filologia Definição: Numeração dos fólios de sucessivos cadernos de um códice manuscrito ou de um livro impresso. Fonte: CLARK & YALLOP (1990). -------------------------------------------------------------------------------- . a realização física de unidades de outro nível. os fonemas. A fonação é a função mais importante da laringe como fonte sonora na produção da fala. -------------------------------------------------------------------------------343 I F $ fone phone phone Termos Relacionados: 274 alofone 293 fonema Classificação: Fonética Definição: Um fone é a mais pequena unidade discreta. É portanto uma unidade concreta. perceptível num contínuo sonoro.

Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------1792 $ fonémica I F phonemics phonématique phonémique Sinónimos: 1793 análise fonémica Classificação: Fonologia . fone é o produto da realização de um acto fonético. que constitui a especificação fonética do som de fala. perceptível num contínuo sonoro.2089 $ fone I F phone phone Termos Relacionados: 683 acto de fala 690 acto fático 691 acto fonético 692 acto rético Classificação: Pragmática Definição: Na teorização austiniana. É portanto uma unidade concreta. os fonemas. -------------------------------------------------------------------------------343 I F $ fone phone phone Termos Relacionados: 274 alofone 293 fonema Classificação: Fonologia Definição: Um fone é a mais pequena unidade discreta. Fonte: AUSTIN (1962). a realização física de unidades de outro nível.

nível subjacente . -------------------------------------------------------------------------------2102 $ fonémica taxinómica I taxonomic phonemic Sinónimos: 1790 fonémica taxonómica Classificação: Fonologia Definição: Abordagem estritamente classificatória das unidades fonológicas. Fonte: SCHANE (1973). -------------------------------------------------------------------------------1789 $ fonémica sistemática I systematic phonemics Termos Relacionados: 1790 fonémica taxonómica 1328 fonologia generativa Classificação: Fonologia Definição: Termo usado para designar o nível abstracto de representação das formas de superfície .Definição: Estudo do sistema de fonemas de uma língua. correspondem a um único segmento abstracto no nível subjacente. Este termo estabelece um contraste entre a perspectiva generativa e a perspectiva estruturalista da fonémica taxonómica. Habitualmente este termo aplica-se ao estudo fonológico integrado na escola estruturalista norte-americana e não inclui a análise suprassegmental. Fonte: CRYSTAL (1980a). e com o qual se pretende dar conta das variações fonológicas que ocorrem entre palavras relacionadas gramaticalmente. -------------------------------------------------------------------------------1790 $ fonémica taxonómica . Exemplo: as consoantes finais do radical em "eléctrico" e "electricidade". Exemplo: segmentação e classificação dos traços. Fonte: CRYSTAL (1980a).proposto pela fonologia generativa. respectivamente [k] e [s].

I taxonomic phonemic Sinónimos: 2102 fonémica taxinómica Classificação: Fonologia Definição: Abordagem estritamente classificatória das unidades fonológicas. por exemplo). Exemplo: segmentação e classificação dos traços. e das principais correspondências entre traços acústicos e elementos dos sistemas fonológicos das línguas. A fonética divide-se em três grandes ramos: 1) fonética articulatória. A fonética acústica recorre a técnicas instrumentais de investigação e a análise acústica pode fornecer evidência clara e objectiva para outros domínios de investigação de fala (como o articulatório e perceptivo. 3) fonética auditiva ou perceptiva. articulatórias e perceptivas da produção e percepção dos sons da fala. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------992 I F $ fonética acústica acoustic phonetics phonétique acoustique Classificação: Fonética Definição: Ramo da fonética que se ocupa das propriedades físicas dos sons de fala. -------------------------------------------------------------------------------1820 $ fonética I F phonetics phonétique Classificação: Fonética Definição: Ciência que estuda as características físicas. do seu funcionamento enquanto gerador de sons. Fonte: FRY (1979). O real interesse da física do som assenta na sua relação com o funcionamento do sistema linguístico. e fornece métodos para a sua descrição e classificação. . 2) fonética acústica. Fonte: CRYSTAL (1980a).

-------------------------------------------------------------------------------1819 $ fonética articulatória I F articulatory phonetics phonétique articulatoire Classificação: Fonética Definição: Ramo da fonética que estuda o modo como os sons da fala são produzidos (articulados) pelos orgãos do aparelho fonador. cuja actividade é desenvolvida apenas a nível laboratorial. Fonte: CRYSTAL (1980a). Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------1818 $ fonética auditiva I auditory phonetics Sinónimos: 1817 fonética perceptiva Classificação: Fonética Definição: Ramo da fonética que estuda a resposta de percepção aos sons da fala. -------------------------------------------------------------------------------1816 $ fonética paramétrica . -------------------------------------------------------------------------------1343 $ fonética experimental I F experimental phonetics phonétique expérimentale phonétique instrumentale Classificação: Fonética Definição: Ramo da fonética vocacionado para a investigação de ponta. Fonte: CRYSTAL (1980a). sendo intervenientes nessa percepção o ouvido. o nervo auditivo e o cérebro.

sendo intervenientes nessa percepção o ouvido. Fonte: CRYSTAL (1980a). Fonte: CRYSTAL (1980a). Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------1821 $ fonética sistemática I systematic phonetics Classificação: Fonética Definição: Nível de representação em fonologia generativa que fornece uma transcrição fonética estrita dos traços sistemáticos da pronúncia.I parametric phonetics Classificação: Fonética Definição: Abordagem da fonética que perspectiva a fala como um sistema fisiológico. -------------------------------------------------------------------------------293 I $ fonema phoneme . -------------------------------------------------------------------------------1817 $ fonética perceptiva I auditory phonetics Sinónimos: 1818 fonética auditiva Classificação: Fonética Definição: Ramo da fonética que estuda a resposta de percepção aos sons da fala. inter-agindo de diversos modos ao longo do tempo para produzir um "continuum" de som que os ouvintes segmentam de acordo com as regras da sua língua. no qual está continuamente em acção a amplitude das variáveis articulatórias (ou parâmetros) do tracto vocal. excluindo. portanto. aqueles que são atribuídos a factores de "performance". o nervo auditivo e o cérebro.

Neste sentido o fonema opõe-se ao morfofonema ou ao fonema sistemático da linguística generativa. no que respeita à metodologia de análise. Fonte: SCHANE (1973). A teoria generativa utiliza a palavra segmento para designar as mesmas unidades. -------------------------------------------------------------------------------1233 $ fonemas autónomos I autonomous phonemes Termos Relacionados: 293 fonema Classificação: Fonologia Definição: Segmentos que contrastam entre si no nível de superfície sem que para a sua identificação se estabeleçam relações com a estrutura gramatical.F phonème Classificação: Fonologia Definição: A mais pequena unidade do sistema fonológico de uma língua. Para a fonologia estrutural europeia. dando atenção particular à distribuição dos sons na sequência fónica. -------------------------------------------------------------------------------1227 $ fonema zero I zero phonemes Classificação: Fonologia Definição: Termo usado para referir uma unidade abstracta postulada pela análise mas que não tem realização física no contínuo da fala. Para a escola de Praga é "um feixe de traços distintivos abstractos". tendo em atenção que nesta teoria elas se situam no nível abstracto (representação fonológica) que se relaciona com o nível concreto (fonético) por meio de regras. O estruturalismo americano refere a realidade fonética dos fonemas. Fonte: CRYSTAL (1980a). Fonte: CRYSTAL (1980a). um fonema é uma unidade abstracta fonologicamente distintiva. . permitindo estabelecer um contraste de significado no interior de um par mínimo.

-------------------------------------------------------------------------------1812 $ fonologia atómica I atomic phonology Classificação: Fonologia Definição: Abordagem recente da fonologia cujo objectivo é especificar as condições mais . Fonte: CRYSTAL (1980a). as regras desta teoria fonológica interpretam as formas de superfície que se encontram registadas no léxico. Da variedade de sons que o aparelho vocal humano pode produzir.-------------------------------------------------------------------------------344 I F $ fonologia phonology phonologie Termos Relacionados: 1206 traços distintivos 978 unidade fonológica Classificação: Fonologia Definição: Ramo da linguística que estuda os sistemas sonoros das línguas. traços distintivos ou quaisquer outras unidades fonológicas de acordo com a teoria usada. Fonte: CRYSTAL (1980a). e que é estudado pela fonética. -------------------------------------------------------------------------------1807 $ fonologia "upside-down" I upside-down phonology Classificação: Fonologia Definição: Perspectiva que inverte a direcção da aplicação de regras da fonologia generativa tradicional: ao invés de derivar formas de superfície a partir de formas subjacentes mais abstractas. analisado em termos de fonemas. desse modo. permitindo. segmentos. Os sons estão organizados num sistema de contrastes. só um número relativamente pequeno é usado distintivamente em cada língua. à morfologia relacionar palavras foneticamente diferenciadas.

-------------------------------------------------------------------------------1303 $ fonologia das partículas I particle phonology . que estabelece tipos de dependências entre os elementos de uma construção para explicar os seus relacionamentos. -------------------------------------------------------------------------------663 Ab I F $ fonologia autossegmental $ FA autossegmental phonology phonologie autosegmentale Termos Relacionados: 1251 harmonia vocálica 345 representação fonológica Classificação: Fonologia Definição: Teoria fonológica que propõe que as representações fonológica e fonética não consistem numa única cadeia de segmentos (como afirma a fonologia clássica). As variações são previstas. Fonte: MATEUS & VILLALVA (1985) -------------------------------------------------------------------------------1341 $ fonologia das dependências I dependency phonology Classificação: Fonologia Definição: Ramo da fonologia. Fonte: CRYSTAL (1980a). integrado na gramática das dependências (desenvolvida na década de 50 por Lucien Tesnière).restritivas da aplicação de regras fonológicas. Fonte: CRYSTAL (1980a). através da utilização de princípios universais. Estas restrições são utilizadas na construção de "regras atómicas" para processos fonológicos (o desvozeamento. A fonologia autossegmental aplicou-se inicialmente a línguas tonais mas alargou posteriormente o seu âmbito à análise de sistemas acentuais e de harmonia vocálica. por exemplo). mas que existem formas subjacentes e de superfície que consistem em cadeias de segmentos paralelos dispostas em dois ou mais níveis.

Fonte: CRYSTAL (1980a). Fonte: CRYSTAL (1980a). elementos que não coincidem nem com os próprios segmentos nem com os traços distintivos. -------------------------------------------------------------------------------1340 $ fonologia estrutural I structural phonology . -------------------------------------------------------------------------------1808 $ fonologia estratificacional I stratificational phonology Classificação: Fonologia Definição: Ramo da fonologia integrado na gramática estratificacional.Termos Relacionados: 1304 partícula Classificação: Fonologia Definição: Abordagem fonológica segundo a qual os segmentos são constituídos por uma ou mais partículas. Lamb que considera a linguagem como um sistema que contém diversos níveis (ou "strata") relacionados entre si. A componente fonológica estratificacional compreende dois "strata" : o hipofonémico (ou fonético) e o fonémico. Cada estrato é organizado em termos de um conjunto de "sistemas estratais" com estruturas linguísticas independentes. mas que participam dessas duas entidades. Fonte: MATEUS & VILLALVA (1985) -------------------------------------------------------------------------------1814 $ fonologia diacrónica I F diachronic phonology phonologie diachronique Classificação: Fonologia Definição: Ramo da fonologia que estuda as alterações dos sistemas de elementos fonológicos de uma língua ao longo do processo de mutação histórica. teoria linguística criada por Sydney M.

integrado na linguística estruturalista. As análises da fonologia generativa supõem a existência de uma componente fonológica da gramática. O nível abstracto dos fonemas corresponde termo a termo ao nível fonético. que aborda sobretudo a descrição (segmentação e classificação) dos traços linguísticos em termos de estruturas e sistemas.Classificação: Fonologia Definição: Ramo da fonologia. Fonte: MATEUS (1982). Fonte: CRYSTAL (1980a). A fonologia generativa natural considera a existência de "princípios substantivos universais" que orientam não só as regras F (processos fonéticos naturais) mas também as regras MF (que . -------------------------------------------------------------------------------661 Ab I F $ fonologia generativa natural $ FGN natural generative phonology phonologie générative naturelle Termos Relacionados: 660 fonologia natural 1409 regras F 1302 regras MF Classificação: Fonologia Definição: Teoria fonológica que se interessa sobretudo por questões que se prendem com a natureza das generalizações que os falantes constroem. as quais são verdadeiras em estrutura de superfície e transparentes. -------------------------------------------------------------------------------1328 $ fonologia generativa I F generative phonology fonologie générative Termos Relacionados: 1297 componente fonológica Classificação: Fonologia Definição: Teoria fonológica que analisa a estrutura dos sons da língua segundo os princípios teóricos da gramática generativa. e os segmentos abstractos são estabelecidos apenas com base no sistema fonológico.

A fonologia métrica analisa a estrutura da sílaba e estabelece regras que atribuem proeminência relativa aos nós irmãos de uma árvore métrica com a qual se representa a estrutura métrica subjacente da palavra. -------------------------------------------------------------------------------662 Ab I F $ fonologia métrica $ FM metrical phonology phonologie métrique Termos Relacionados: 587 árvore métrica 613 grelha métrica Classificação: Fonologia Prosódia Definição: Teoria fonológica segundo a qual os segmentos estão organizados hierarquicamente em sílabas. sintácticos e lexicais). Fonte: CRYSTAL (1980a). pés e palavras. Fonte: MATEUS & VILLALVA (1985) -------------------------------------------------------------------------------1811 $ fonologia lexical I lexical phonology Classificação: Fonologia Definição: Abordagem recente da fonologia que se deve sobretudo a Kiparsky e que transfere algumas das regras fonológicas para o léxico. integrando-as na componente morfológica. além da informação fonética. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------1810 $ fonologia monossistémica I monosystemic phonology Termos Relacionados: 1809 fonologia polissistémica .requerem. referência a traços morfológicos.

e não como uma instituição convencional.Classificação: Fonologia Definição: Teoria fonológica em que se utiliza uma única unidade básica fonológica (o fonema). aplicável à análise e à transcrição de sequências lineares dos sons da fala. -------------------------------------------------------------------------------660 Ab I F $ fonologia natural $ FN natural phonology phonologie naturelle Termos Relacionados: 661 fonologia generativa natural Classificação: Fonologia Definição: Teoria fonológica que entende a linguagem (especificamente. Fonte: CRYSTAL (1980a). a fonologia natural distingue os processos (naturais e universais) das regras (aprendidas e resultantes de processos históricos que já não actuam em determinada língua). o seu aspecto fonológico) como um reflexo natural das necessidades. capacidades e universo dos seus utentes. De acordo com a importância atribuída às forças naturais implícitas na articulação e percepção humanas. e em que o conjunto de fonemas é interpretado como um sistema único de contrastes. Fonte: MATEUS & VILLALVA (1985) -------------------------------------------------------------------------------1809 $ fonologia polissistémica I polisystemic phonology Sinónimos: 1193 fonologia prosódica Termos Relacionados: 1810 fonologia monossistémica Classificação: Fonologia Prosódia Definição: . sem se tomarem em consideração as estruturas gramaticais ou lexicais.

-------------------------------------------------------------------------------1193 $ fonologia prosódica I prosodic phonology Sinónimos: 1809 fonologia polissistémica Termos Relacionados: 1810 fonologia monossistémica Classificação: Fonologia Prosódia Definição: Proposta por J. Por oposição às perspectivas monossistémicas estruturalistas. pelo contrário. considerando traços que se estendem ao longo de elocuções. R. Dando pouco ênfase à transcrição. Dando pouco ênfase à transcrição. este tipo de análise integra-se na teoria polissistémica. o acento e a junção à prosódia. esta abordagem distingue a noção de prosódia da de unidade fonemática. pelo contrário.Proposta por J. Por oposição às perspectivas monossistémicas estruturalistas. sempre que estes são usados para caracterizar estruturas gramaticais ou para indicar restrições fonotácticas. Fonte: CRYSTAL (1980a). mas também traços como a nasalização ou o arredondamento. Submete não só o tom. grande importância ao relacionamento da fonologia com outros níveis da estrutura linguística. -------------------------------------------------------------------------------1323 $ fonologia segmental I segmental phonology Termos Relacionados: 1329 ciclo transformacional Classificação: Fonologia Definição: . grande importância ao relacionamento da fonologia com outros níveis da estrutura linguística. considerando traços que se estendem ao longo de elocuções. o acento e a junção à prosódia. Firth. Fonte: CRYSTAL (1980a). mas também traços como a nasalização ou o arredondamento. Submete não só o tom. esta abordagem atribui. esta abordagem distingue a noção de prosódia da de unidade fonemática. esta abordagem atribui. R. Firth. sempre que estes são usados para caracterizar estruturas gramaticais ou para indicar restrições fonotácticas. este tipo de análise integra-se na teoria polissistémica.

As regras fonológicas modificam a estrutura segmental de uma cadeia de formativos de acordo com os parênteses etiquetados especificamente. -------------------------------------------------------------------------------117 I $ fonologização phonologization Termos Relacionados: 60 fusão fonológica Classificação: Linguística Histórica . todos os parênteses etiquetados foram apagados. consoantes e vogais). No fim do ciclo transformacional. -------------------------------------------------------------------------------1348 $ fonologia suprassegmental I suprasegmental phonology Termos Relacionados: 344 fonologia 596 prosódia Classificação: Fonologia Prosódia Definição: Ramo da fonologia que estuda os traços prosódicos e os traços paralinguísticos.Ramo da fonologia que se ocupa dos segmentos que constituem os formativos (ou seja. Fonte: CHOMSKY & HALLE (1968b). neste caso segmentos fonéticos. -------------------------------------------------------------------------------1813 $ fonologia sincrónica I F synchronic phonology phonologie synchronique Classificação: Fonologia Definição: Ramo da fonologia que estuda os sistemas de elementos fonológicos de uma língua sem ter em conta o processo de mutação histórica. restando uma cadeia de elementos fonológicos (segmentos). Fonte: CRYSTAL (1980a).

ou comportamento táctico. Em português.Definição: Processo em que uma ou mais variantes contextuais de um fonema adquirem valor fonológico. de sons ou fonemas que podem ocorrer numa língua. -------------------------------------------------------------------------------1075 $ fonologização I F phonologization phonologisation Termos Relacionados: 1076 desfonologização 1077 refonologização Classificação: Fonologia Definição: Mutação fonológica que consiste na criação de uma diferença fonológica representável do seguinte modo: A:B > A1:B1 em que entre A e B não existe nenhuma diferença fonológica. fundindo-se assim com ele (veja-se /k/ latino > /k/ ~/j/). enquanto essa diferença existe entre A1 e B1. ou em consequência do desaparecimento de elementos contextuais que condicionavam a alofonia (veja-se /k/ latino > /k/ ~/t /). ou porque uma realização contextual de um fonema veio a combinar um conjunto de traços fonéticos idêntico ao de um outro fonema. -------------------------------------------------------------------------------1798 $ fonotáctica I phonotactics Classificação: Fonologia Definição: Termo usado em fonologia para referir a organização específica. Estas restrições podem ser declaradas em termos de regras fonotácticas. sequências consonânticas tais como /fs/ e /spm/ não ocorrem em posição inicial de palavra. -------------------------------------------------------------------------------518 I $ fonte source . por exemplo. Fonte: TROUBETZKOY (1939). ou ainda em consequência de uma fusão entre dois ou mais fonemas apresentando pelo menos um deles variação alofónica (veja-se /f/ latino > /f/~/v/ em consequência de /ff/ > /f/). Fonte: CRYSTAL (1980a).

.Por exemplo. ou semântico. Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). / NORMALISATION FRANÇAISE (1990). para além de ser interpretado também como agente. do argumento que é interpretado como o ponto de partida da deslocação do tema para um alvo. o SN "o João" é interpretado como fonte da deslocação do tema "o livro". Fonte: JACKENDOFF (1972).F source Classificação: Filologia Definição: Texto a partir do qual é feita uma citação ou uma transcrição. -------------------------------------------------------------------------------3689 $ fonte I F source source Sinónimos: 3690 origem Termos Relacionados: 3691 alvo 3683 relação temática 3687 tema Classificação: Sintaxe Semântica Definição: Papel temático.na frase "o João deu um livro à Maria". -------------------------------------------------------------------------------3133 $ fonte I F source source Termos Relacionados: 3097 dado terminológico Classificação: Terminologia Definição: Texto oral ou escrito relativo ao domínio estudado. do qual um dado terminológico é extraído para ser utilizado num trabalho terminológico.

devido à presença de uma obstrução total que sofre uma abertura repentina.-------------------------------------------------------------------------------1953 $ fonte de ar transiente I transient noise source Sinónimos: 1954 fonte de explosão 1952 fonte de ruído transiente Classificação: Fonética Definição: Configuração do tracto vocal geradora de turbulência na passagem do fluxo de ar. Fonte: FRY (1979) / MARTINS (1988). Na fala. os vários mecanismos de fluxo de ar constituem a fonte de energia. -------------------------------------------------------------------------------1954 $ fonte de explosão I transient noise source Sinónimos: 1953 fonte de ar transiente 1952 fonte de ruído transiente Classificação: Fonética Definição: . Fonte: FRY (1979). As consoantes oclusivas são um exemplo de sons de fala produzidos com a entrada em acção deste tipo de fonte. num impulso brusco. -------------------------------------------------------------------------------1001 $ fonte de energia I source of energy Termos Relacionados: 1948 fonte sonora 356 mecanismo de fluxo de ar Classificação: Fonética Definição: Força exercida sobre um corpo material fazendo-o entrar em vibração.

devido à presença de uma obstrução total que sofre uma abertura repentina. -------------------------------------------------------------------------------1951 $ fonte de ruído I noise source Termos Relacionados: 320 consoante fricativa 231 constrição 1948 fonte sonora Classificação: Fonética Definição: Configuração do tracto vocal geradora de turbulência (fricção) na passagem do fluxo de ar. As consoantes oclusivas são um exemplo de sons de fala produzidos com a entrada em acção deste tipo de fonte. As consoantes oclusivas são um exemplo de sons de fala produzidos com a entrada em acção deste tipo de fonte. -------------------------------------------------------------------------------1952 $ fonte de ruído transiente I transient noise source Sinónimos: 1953 fonte de ar transiente 1954 fonte de explosão Termos Relacionados: 324 consoante oclusiva 1948 fonte sonora 1293 obstrução 1316 oclusão Classificação: Fonética Definição: Configuração do tracto vocal geradora de turbulência na passagem do fluxo de ar. devida à presença de uma constrição considerável dada a posição dos articuladores. num impulso brusco. As consoantes fricativas são um exemplo de sons de fala produzidos com a entrada em acção de uma fonte de ruído. devido à presença de uma obstrução total que sofre uma abertura repentina. . Fonte: FRY (1979) / MARTINS (1988).Configuração do tracto vocal geradora de turbulência na passagem do fluxo de ar. Fonte: MARTINS (1988). num impulso brusco.

Fonte: CLARK & YALLOP (1990). -------------------------------------------------------------------------------1950 $ fonte laríngea I larynx as a sound source Termos Relacionados: 228 cordas vocais 1947 fonação 1948 fonte sonora 1963 laringe Classificação: Fonética Definição: Fonte sonora fundamental na produção da fala constituída pela laringe. produzindo um sinal sonoro periódico característico dos sons vozeados. As cordas vocais entram em vibração (fonação). -------------------------------------------------------------------------------2085 $ fonte sonora aperiódica I non periodical source Termos Relacionados: 1948 fonte sonora 1967 onda sonora aperiódica 990 vibração das cordas vocais Classificação: Fonética .Fonte: FRY (1979) / MARTINS (1988). Fonte: CLARK & YALLOP (1990). -------------------------------------------------------------------------------1948 $ fonte sonora I sources of sound Termos Relacionados: 1001 fonte de energia Classificação: Fonética Definição: Corpo material que entra em vibração por acção de uma fonte de energia.

que se refere à(s) escala(s) universal(ais) de valores em que as unidades (segmentos ou classes de segmentos) podem ser dispostos: o comportamento dos segmentos nos processos diacrónico ou sincrónico é considerado como sendo derivado do seu lugar na escala.Definição: Corpo material que ao entrar em vibração por acção de uma fonte de energia produz ondas sonoras aperiódicas. -------------------------------------------------------------------------------994 I $ fonte sonora periódica periodical source Termos Relacionados: 1948 fonte sonora 1966 onda sonora periódica 990 vibração das cordas vocais Classificação: Fonética Definição: Corpo material que ao entrar em vibração por acção de uma fonte de energia produz ondas sonoras periódicas. -------------------------------------------------------------------------------744 I F $ força ilocucionária illocutionary force force illocutionnaire . que por sua vez são mais fracas que as labiais. Fonte: CLARK & YALLOP (1990). Fonte: CLARK & YALLOP (1990). as velares ocupam uma posição mais baixa (ou seja. -------------------------------------------------------------------------------1275 $ força I F strength force Classificação: Fonética Definição: Termo usado em fonologia. Por exemplo. Fonte: CRYSTAL (1980a). são mais fracas) na escala que as dentais.

o locutor pretende realizar uma acção. asserção. com ele. etc.Sinónimos: 730 força ilocutória Termos Relacionados: 680 acto ilocutório Classificação: Pragmática Definição: Diz-se que um enunciado tem uma determinada força ilocutória (ou ilocucionária) quando. A força ilocutória (ou ilocucionária) é o significado ilocutório do acto. asserção. promessa.. -------------------------------------------------------------------------------1185 $ força métrica I metrical strenght Termos Relacionados: . A força ilocutória (ou ilocucionária) é o significado ilocutório do acto. etc. A força ilocutória (ou ilocucionária) pode ser explicitada ao nível da frase ou não: muitas vezes o contexto torna clara a força ilocutória (ou ilocucionária) do acto sem que seja necessário ao locutor recorrer a um indicador sintáctico.. aquilo que determina a sua função como ordem. promessa. com ele. Fonte: AUSTIN (1962) / SEARLE (1969). o locutor pretende realizar uma acção. Fonte: AUSTIN (1962) / SEARLE (1969). -------------------------------------------------------------------------------730 I F $ força ilocutória illocutionary force force illocutionnaire Sinónimos: 744 força ilocucionária Termos Relacionados: 680 acto ilocutório Classificação: Pragmática Definição: Diz-se que um enunciado tem uma determinada força ilocutória (ou ilocucionária) quando. A força ilocutória (ou ilocucionária) pode ser explicitada ao nível da frase ou não: muitas vezes o contexto torna clara a força ilocutória (ou ilocucionária) do acto sem que seja necessário ao locutor recorrer a um indicador sintáctico. aquilo que determina a sua função como ordem.

forma aplica-se também a uma instância particular de uma categoria gramatical. por oposição ao seu significado. "forma" designa a caracterização abstracta fonológica e/ou gramatical de uma língua. -------------------------------------------------------------------------------2961 $ forma I F form forme Termos Relacionados: 1632 forma de palavra Classificação: Termos Gerais Definição: Na linguística saussureana. gramaticais ou lexicais das unidades linguísticas.forma opõe-se a substância e designa toda a organização linguística. ou seja. os nomes.587 662 613 árvore métrica fonologia métrica grelha métrica Classificação: Fonologia Definição: A força métrica de uma sílaba é a sua relativa proeminência que se representa esquematicamente através das grelhas métricas. Quando forma contrasta com função designa as características fonológicas. referidos como formas linguísticas. As diferentes realizações de uma unidade linguística são referidas como formas dessa unidade. Por outro lado. -------------------------------------------------------------------------------1629 $ forma I F form forme Classificação: Termos Gerais Definição: Forma vs significado/função. os lexemas. como as frases. De um modo geral. Fonte: HOGG & Mc CULLY (1987). Fonte: CRYSTAL (1980a). os morfemas. ou estrutura da fala ou da escrita por oposição à realização física da língua como substância fónica ou gráfica. É neste sentido . como elementos de um conjunto de alternativas paradigmáticas. Os critérios fonológicos ou gramaticais que identificam unidades ou classes são designados critérios formais.

-------------------------------------------------------------------------------2711 $ forma apofântica Sinónimos: 2712 forma atributiva Termos Relacionados: 969 predicação Classificação: Semântica Definição: Segundo Aristóteles. a de nomear e a de predicar. -------------------------------------------------------------------------------39 I $ forma asteriscada asterisked form Sinónimos: 76 forma com asterisco 786 forma hipotética 77 forma reconstruída Classificação: Linguística Histórica Definição: Forma hipotética de uma língua morta ou de um estádio ultrapassado de uma língua. A hipótese estabelece-se com base na reconstrução interna ou pelo método comparativo. forma que. embora com algumas variantes. Exemplo: "o João é bonito". esta forma atributiva ou apofântica de juízo só é obtida por meio de uma paráfrase. a partir da realização das duas funções essenciais da linguagem. que constitui a sua mais adequada representação: "o João é comedor de bolo / está comendo o bolo". Por outro lado. Neste sentido fala de significado formal que se distingue de significado contextual. embora este dependa daquele. Fonte: PERES (1984). Halliday distingue o nível da "forma" do da "substância e do "contexto" e considera que "forma" é a organização da substância em acontecimentos com significado. todos os enunciados podem assumir. Em certos enunciados.que esse termo é utilizado na tradição do estruturalismo europeu. -------------------------------------------------------------------------------2712 $ forma atributiva . Fonte: CRYSTAL (1980a). como "o João come o bolo". no sentido em que todo o enunciado é uma forma de "dizer acerca de".

Em certos enunciados. -------------------------------------------------------------------------------1631 $ forma básica I basic form Sinónimos: 2126 base 1630 forma de base Classificação: Morfologia . Fonte: CARVALHO (1973). um. -------------------------------------------------------------------------------1667 $ forma autónoma Sinónimos: 1665 forma livre 1664 morfema livre Termos Relacionados: 1637 forma livre mínima 1666 forma solta Classificação: Morfologia Definição: Morfema que. esta forma atributiva ou apofântica de juízo só é obtida por meio de uma paráfrase. por si só. a partir da realização das duas funções essenciais da linguagem. com. Exemplo: "o João é bonito". Exemplos: mar. forma que. que constitui a sua mais adequada representação: "o João é comedor de bolo / está comendo o bolo". como "o João come o bolo". todos os enunciados podem assumir.Sinónimos: 2711 forma apofântica Termos Relacionados: 969 predicação Classificação: Semântica Definição: Segundo Aristóteles. no sentido em que todo o enunciado é uma forma de "dizer acerca de". a de nomear e a de predicar. pode constituir uma palavra. Fonte: PERES (1984).

lhe. ao radical. ocorrem em posição proclítica. consoante os contextos sintácticos. 2a. nos. -------------------------------------------------------------------------------3301 $ forma banal Sinónimos: 3136 forma de base Termos Relacionados: 3041 análise factorial de correspondências 3123 especificidade negativa 3124 especificidade positiva Classificação: Lexicologia Definição: Para uma dada parte do corpus. forma que não apresenta nenhuma especificidade. pessoas. mesoclítica ou enclítica. nem positiva nem negativa. O português é uma língua com pronomes clíticos de 1a. Exemplos: me. estando estruturalmente dependente de uma palavra vizinha numa dada construção. te.. e 3a. Alguns pronomes são exemplos de palavras clíticas. ao radical derivacional ou ao tema.Definição: Constituinte de uma palavra complexa que pode corresponder à raiz. que conservam a flexão casual e que. -------------------------------------------------------------------------------1565 $ forma clítica Sinónimos: 1563 clítico Termos Relacionados: 3482 cliticização 1746 pronome clítico Classificação: Morfologia Sintaxe Fonologia Definição: Forma que se assemelha a uma palavra mas que não pode ocorrer por si só num enunciado. se. -------------------------------------------------------------------------------76 I $ forma com asterisco asterisked form . Fonte: SALEM (1987).

-------------------------------------------------------------------------------3138 $ forma comum F forme commune Termos Relacionados: 3041 análise factorial de correspondências 3123 especificidade negativa 3124 especificidade positiva Classificação: Lexicologia Definição: Forma atestada em cada uma das partes do corpus. ao radical derivacional ou ao tema. ao radical. . -------------------------------------------------------------------------------1630 $ forma de base I base form Sinónimos: 2126 base 1631 forma básica Classificação: Morfologia Definição: Constituinte de uma palavra complexa que pode corresponder à raiz. A hipótese estabelece-se com base na reconstrução interna ou pelo método comparativo. Fonte: SALEM (1987).Sinónimos: 39 forma asteriscada 786 forma hipotética 77 forma reconstruída Termos Relacionados: 40 reconstrução interna 41 reconstrução pelo método comparativo Classificação: Linguística Histórica Definição: Forma hipotética de uma língua morta ou de um estádio ultrapassado de uma língua.

Fonte: LADEFOGED (1971). Fonte: SALEM (1987). Apresenta-se entre barras verticais. Exemplo: |gat + a|. -------------------------------------------------------------------------------3136 $ forma de base I F base form forme de base Sinónimos: 3301 forma banal Termos Relacionados: 3041 análise factorial de correspondências 3123 especificidade negativa 3124 especificidade positiva Classificação: Lexicologia Definição: Para uma dada parte do corpus. nem positiva nem negativa. -------------------------------------------------------------------------------- . Fonte: MATEUS (1982).-------------------------------------------------------------------------------1228 $ forma de base I basic form Classificação: Fonologia Definição: Forma fonológica inicial antes de qualquer derivação. forma que não apresenta nenhuma especificidade. -------------------------------------------------------------------------------310 I $ forma de citação citation form Classificação: Fonologia Definição: Forma da palavra quando pronunciada isoladamente.

cantar). amo). "sois". as formas de palavra são registadas em itálico. "é". podem realizar um lexema. As formas de palavra que ocorrem na fala podem ser transcritas. nas circunstâncias adequadas. -------------------------------------------------------------------------------1633 $ forma defectiva I F defective form forme defective Sinónimos: 2337 palavra defectiva Termos Relacionados: . Nos dicionários a forma de citação é denominada entrada. "são" constituem diferentes formas de palavra que. Fonte: BAUER (1988). a forma de citação dos verbos é a forma do infinitivo (ex. "és".2281 $ forma de citação I F citation form adresse Sinónimos: 2279 forma primária 2280 forma primitiva Termos Relacionados: 2282 forma secundária Classificação: Lexicologia Morfologia Definição: Forma de palavra convencionalmente utilizada para identificar um paradigma flexional. -------------------------------------------------------------------------------1632 $ forma de palavra I word-form Classificação: Morfologia Definição: Forma que pode ocorrer isoladamente e representa uma ocorrência particular (ortográfica ou fonológica) sob a qual uma palavra ocorre. Assim. em manuscritos e dactiloscritos são sublinhadas. Em português. em latim essa forma é a da primeira pessoa do presente do indicativo (ex. "somos". As que ocorrem na escrita são chamadas palavras ortográficas. Em textos impressos. "sou".

-------------------------------------------------------------------------------1564 $ forma dependente I F bound form forme liée Termos Relacionados: 1666 forma solta Classificação: Morfologia Definição: Forma não autónoma cujo significante se associa a outras formas dependentes ou livres. . o que faz com que essa flexão seja abolida da norma linguística e seja considerada contrária à eufonia. -------------------------------------------------------------------------------204 I F $ forma derivada derived form forme derivée Sinónimos: 2276 derivado 2278 palavra derivada Termos Relacionados: 158 derivação 1635 forma derivante Classificação: Morfologia Definição: Forma resultante de um processo de derivação. Fonte: CÂMARA (1984).1725 1760 defectividade eufonia Classificação: Morfologia Definição: Forma ou palavra que não apresenta uma flexão completa em face do respectivo paradigma. com elas constituindo um sintagma. Fonte: CARVALHO (1973). A inexistência da flexão é uma questão de desuso.

-------------------------------------------------------------------------------1425 $ forma fonológica Ab $ FF .-------------------------------------------------------------------------------1635 $ forma derivante Termos Relacionados: 1607 derivação 204 forma derivada Classificação: Morfologia Definição: Forma que está na base de um processo de derivação. -------------------------------------------------------------------------------1636 $ forma flexionada I F inflected form forme fléchie Sinónimos: 2959 palavra flexionada Termos Relacionados: 1479 flexão Classificação: Morfologia Definição: Forma de palavra resultante da aplicação de um processo de flexão. -------------------------------------------------------------------------------205 I $ forma expressiva expressive word Termos Relacionados: 186 criação expressiva Classificação: Linguística Histórica Definição: Forma resultante de uma criação expressiva.

por exemplo.I F phonological form forme phonologique Sinónimos: 1427 estrutura de superfície Termos Relacionados: 3630 componente fonológica Classificação: Sintaxe Fonologia Definição: Interpretação fonológica da estrutura-S. Exemplos: aceite. -------------------------------------------------------------------------------2339 $ forma forte I F strong form forme forte Termos Relacionados: 2236 flexão interna Classificação: Morfologia Definição: Forma que varia exclusivamente por flexão interna. São fortes os particípios passados rizotónicos. -------------------------------------------------------------------------------3134 $ forma gráfica I F graphic form forme graphique Classificação: Lexicologia Terminologia Definição: Arquétipo correspondente às ocorrências idênticas num corpus de textos. isto é. filtros. sem a vogal temática combinada com o sufixo "-ado". regras estilísticas e regras fonológicas. como. Fonte: CHOMSKY (1981). . Fonte: CÂMARA (1984). É uma representação da forma superficial da frase após a aplicação de algumas regras que actuam do lado esquerdo da gramática. dito. apagamentos.

Fonte: SALEM (1987) / NORMALIZATION FRANÇAISE (1990). do árabe "masura" (canudo de lançadeira) + português "roca".as ocorrências compostas estritamente pelos mesmos caracteres não delimitadores da ocorrência. -------------------------------------------------------------------------------786 I F $ forma hipotética hypothetical form forme hypothétique Sinónimos: 39 forma asteriscada 76 forma com asterisco 77 forma reconstruída Termos Relacionados: 76 forma com asterisco 77 forma reconstruída Classificação: Linguística Histórica Definição: Forma hipotética de uma língua morta ou de um estádio ultrapassado de uma língua. -------------------------------------------------------------------------------1665 $ forma livre . este do germânico "Rokko . -------------------------------------------------------------------------------206 I F $ forma híbrida hybrid form mot hybride Sinónimos: 207 híbrido Termos Relacionados: 184 composição 209 formação de palavras Classificação: Linguística Histórica Definição: Palavra formada por composição cujos elementos constituintes provêm de línguas diferentes. A hipótese estabelece-se com base na reconstrução interna ou pelo método comparativo. Exemplo: "maçaroca".Rokka".

por si só. por si só. Exemplos: mar. Fonte: CARVALHO (1973). tais como as relações entre predicado e argumentos.I F free form forme libre Sinónimos: 1667 forma autónoma 1664 morfema livre Termos Relacionados: 1637 forma livre mínima 1666 forma solta Classificação: Morfologia Definição: Morfema que. e que designa a menor forma linguística que pode. -------------------------------------------------------------------------------1637 $ forma livre mínima I F minimal free form forme libre minimale Termos Relacionados: 1665 forma livre Classificação: Morfologia Definição: Termo usado por Bloomfield na sua definição de palavra. constituir um enunciado. -------------------------------------------------------------------------------1424 $ forma lógica Ab I F $ FL logical form forme logique Classificação: Sintaxe Semântica Definição: Nível de representação onde são explicitadas as propriedades semântico-lógicas da frase. com. as relações entre . um. Fonte: CRYSTAL (1980a). pode constituir uma palavra.

elementos interrogativos e variáveis. e o escopo dos quantificadores. Em português são formas nominais do verbo o infinitivo. -------------------------------------------------------------------------------1670 $ forma não autónoma I non-autonomous form Termos Relacionados: 1564 forma dependente 1669 forma presa Classificação: Morfologia Definição: Termo que engloba as subcategorias de forma dependente e forma presa. -------------------------------------------------------------------------------2382 $ forma obviativa I obviative form Termos Relacionados: 1628 flexão verbal 1459 frase 2378 pessoa gramatical Classificação: Morfologia . -------------------------------------------------------------------------------2371 $ forma nominal do verbo F forme nominale du verbe Termos Relacionados: 2370 gerúndio 2374 infinitivo 1720 particípio Classificação: Morfologia Sintaxe Definição: Forma verbal que não exibe marcas de flexão de pessoa-número. Fonte: CHOMSKY (1981). Fonte: CARVALHO (1973). o gerúndio e o particípio.

-------------------------------------------------------------------------------1669 $ forma presa . Fonte: CRYSTAL (1980a).Sintaxe Definição: Termo que refere a forma de uma quarta pessoa usada em algumas línguas. -------------------------------------------------------------------------------3139 $ forma original F forme originale Termos Relacionados: 3041 análise factorial de correspondências 3123 especificidade negativa 3124 especificidade positiva Classificação: Lexicologia Definição: Forma que encontra todas as suas ocorrências numa só parte do corpus. -------------------------------------------------------------------------------1750 $ forma perifrástrica I F periphrastic form forme périphrastique Termos Relacionados: 1590 conjugação perifrástica 2329 forma verbal composta 1749 perífrase Classificação: Morfologia Definição: Esta forma contém uma palavra que exprime uma relação gramatical idêntica à que a flexão habitualmente exprime. Esta forma (de um pronome. sendo usada para referir uma entidade distinta da que é referida por essa forma. etc. Fonte: CRYSTAL (1980a).) contrasta normalmente com a da terceira pessoa. verbo. Fonte: SALEM (1987).

um constituinte de palavra. forma presa pode identificar apenas os significantes que se associam a outras formas presas. desistir. por si só. insistir. resistir. a forma de citação dos verbos é a forma do infinitivo (ex. -clar. -mento-. amo). aparecimento. sendo portanto. cantar). necessariamente. -------------------------------------------------------------------------------2279 $ forma primária F forme primaire Sinónimos: 2281 forma de citação 2280 forma primitiva Termos Relacionados: 2282 forma secundária Classificação: Lexicologia Morfologia Definição: Forma de palavra convencionalmente utilizada para identificar um paradigma flexional. não pode constituir uma palavra. Nos dicionários a forma de citação é denominada entrada.I F bound form forme liée Sinónimos: 1668 morfema preso Termos Relacionados: 1663 morfema Classificação: Morfologia Definição: Morfema que. clara. Numa acepção mais restrita. em latim essa forma é a da primeira pessoa do presente do indicativo (ex. Em português. reconhecimento.em claro. constituindo uma palavra. consistir. -------------------------------------------------------------------------------2280 $ forma primitiva Sinónimos: 2281 forma de citação 2279 forma primária Termos Relacionados: 2282 forma secundária . Exemplos: -sist-.

-------------------------------------------------------------------------------77 I $ forma reconstruída reconstructed word Sinónimos: 39 forma asteriscada 76 forma com asterisco 786 forma hipotética Termos Relacionados: 40 reconstrução interna 41 reconstrução pelo método comparativo Classificação: Linguística Histórica Definição: Forma hipotética de uma língua morta ou de um estádio ultrapassado de uma língua. -------------------------------------------------------------------------------208 I $ forma regressiva regressive form Termos Relacionados: 194 derivação regressiva Classificação: Linguística Histórica Definição: Forma resultante de um processo de derivação regressiva. a forma de citação dos verbos é a forma do infinitivo (ex. -------------------------------------------------------------------------------78 I $ forma residual relic form . Em português. em latim essa forma é a da primeira pessoa do presente do indicativo (ex.Classificação: Lexicologia Morfologia Definição: Forma de palavra convencionalmente utilizada para identificar um paradigma flexional. A hipótese estabelece-se com base na reconstrução interna ou pelo método comparativo. cantar). amo). Nos dicionários a forma de citação é denominada entrada.

Fonte: HOCK (1986). -------------------------------------------------------------------------------2282 $ forma secundária F forme secondaire Termos Relacionados: 2279 forma primária Classificação: Morfologia Lexicologia Definição: Denominação que engloba as de forma flexionada e forma derivada. -------------------------------------------------------------------------------1778 $ forma supletiva I F suppletive form forme supplétive .Sinónimos: 136 fóssil Classificação: Linguística Histórica Definição: Forma (simples ou complexa) que não tendo sido atingida por uma dada mudança. semânticas ou sintácticas próprias de um estádio de língua ultrapassado. Fonte: CÂMARA (1984). morfológicas. Fonte: CARVALHO (1973). conserva características fonéticas. -------------------------------------------------------------------------------1666 $ forma solta Termos Relacionados: 1564 forma dependente 1665 forma livre Classificação: Morfologia Definição: Termo que engloba as subcategorias de forma dependente e de forma livre.

Fonte: CÂMARA (1984). etc. tempo. Fonte: CRYSTAL (1980a). num contexto determinado. Fonte: CRYSTAL (1980a). aspecto e pessoa cabe a um verbo auxiliar. alomorfe. -------------------------------------------------------------------------------1528 $ forma variante Sinónimos: 2172 variante Classificação: Termos Gerais Definição: Forma linguística que corresponde a uma das alternativas de um dado conjunto. Este conceito é fundamental à noção de alo-. -------------------------------------------------------------------------------2329 $ forma verbal composta Sinónimos: 3705 tempo composto Termos Relacionados: 1590 conjugação perifrástica 1750 forma perifrástrica Classificação: Sintaxe Morfologia Definição: Forma verbal em que o verbo aparece numa das suas formas verbo-nominais e a parte flexional de modo. sendo o seu radical diferente do das restantes formas que o integram. -------------------------------------------------------------------------------3135 $ forma-pólo .Termos Relacionados: 1694 supletivismo Classificação: Morfologia Definição: Forma utilizada para completar um paradigma. como em alofone.

F pôle Termos Relacionados: 3134 forma gráfica 3177 lexicograma 3534 termo Classificação: Lexicologia Definição: Forma seleccionada para servir de base a uma reorganização pontual (análise de coocorrentes. -------------------------------------------------------------------------------- . apenas a derivação e a composição integram a formação de palavras. sufixos. -------------------------------------------------------------------------------209 I F $ formação de palavras word formation formation de mots Termos Relacionados: 1759 processo morfológico Classificação: Morfologia Definição: Em sentido geral. Em sentido restrito. raízes provenientes directa ou indirectamente de línguas clássicas. Fonte: QUEMADA (1981). prefixos. por exemplo). de identificação e delimitação problemática). siglas e acrónimos. abreviações de lexias compostas ou complexas (por vezes. este termo refere a globalidade dos processos de variação morfológica na constituição das palavras. a derivação e a composição. Fonte: SALEM (1987). incluindo a flexão. -------------------------------------------------------------------------------3140 $ formante F formant Classificação: Lexicologia Definição: Elemento morfossemântico que agrupa afixos derivacionais.

Fonte: FRY (1979). -------------------------------------------------------------------------------267 I F $ formantes formants formants Termos Relacionados: 237 espectro 238 frequência Classificação: Fonética Definição: Zona de intensificação das frequências. constituindo. os formantes desempenham um papel determinante na definição da qualidade do som de fala. assim. Fonte: QUEMADA (1981). -------------------------------------------------------------------------------- . -------------------------------------------------------------------------------3143 $ formante-vedeta F formant-vedette Classificação: Lexicologia Definição: Elemento ou formante morfossemântico que integra a nomenclatura de um dicionário. que se traduz na forma de um pico no espectro da onda sonora e que resulta da ressonância de uma configuração particular do tracto vocal. uma das entradas da macro-estrutura. Fonte: REY-DEBOVE (1984).3142 $ formante-radical F formant-radical Termos Relacionados: 3140 formante 3175 lexicogénese Classificação: Lexicologia Definição: Formante com um estatuto funcional diferente do lexema-base.

79 I F $ formas divergentes doublets doublet Classificação: Linguística Histórica Definição: Formas com étimo comum que coexistem numa língua. -------------------------------------------------------------------------------1254 $ formativo I F formative formant formative Termos Relacionados: 1298 matriz lexical Classificação: Fonologia Definição: Elemento mínimo de uma cadeia de uma estrutura de superfície gerada pela componente sintáctica. Cada formativo está ligado a várias categorias que determinam a sua forma abstracta. as funções que pode desempenhar. Fonte: CHOMSKY & HALLE (1968b). sendo o resultado de processos evolutivos diferentes a partir da mesma base. Fonte: HOCK (1986). -------------------------------------------------------------------------------519 I F $ formato format format pliage Termos Relacionados: 520 fórmula de colação Classificação: Filologia Definição: Dimensão do livro resultante da dobragem em caderno de uma folha inteira de papel impresso. Um formato in folio (2o) corresponde a uma dobra (duas folhas. assim como as suas propriedades semânticas. .

Quanto maior é a dobragem. um formato in quarto (4o) corresponde a duas dobras (quatro folhas. oito páginas). refere o conteúdo proposicional de um enunciado. -------------------------------------------------------------------------------954 I F $ frástico phrastic phrastique Termos Relacionados: 967 conteúdo proposicional 730 força ilocutória 941 neustico 949 trópico Classificação: Pragmática Definição: Termo que. e assim sucessivamente. Fonte: GASKELL (1985).quatro páginas). -------------------------------------------------------------------------------792 I $ fragmentação linguística linguistic splitting Sinónimos: 781 diferenciação linguística . Fonte: LEVINSON (1983). numa tradição filosófica particular que muito deve aos trabalhos de Frege. -------------------------------------------------------------------------------3144 $ formato terminológico I F terminological format format terminologique Termos Relacionados: 3132 ficha terminológica Classificação: Terminologia Definição: Estrutura de uma ficha terminológica. Fonte: NORMALISATION FRANÇAISE (1990). maior é o número de folhas do caderno obtido e menor o seu formato.

alternativamente. Exemplo: [F/SFLEX [ SN a Maria] [FLEX T passado AC] [ SV ir ao cinema]] Fonte: CHOMSKY (1981) / CHOMSKY (1988). Fonte: ANDERSON (1973) / BYNON (1977). aspecto) e acordo. -------------------------------------------------------------------------------953 I F $ frase sentence phrase Termos Relacionados: . em que a relação entre o predicado (SV) e o sujeito (SN) é estabelecida através do núcleo funcional FLEX que contém aquela informação .F/SFLEX = SN FLEX SV .783 divergência linguística Termos Relacionados: 757 família de línguas 771 glotocronologia 784 língua descendente 774 língua mãe Classificação: Linguística Histórica Definição: Processo pelo qual uma língua mãe se subdivide em várias línguas descendentes (através de uma progressiva acentuação da variação geolinguística).ou. -------------------------------------------------------------------------------1459 $ frase Ab I F $F S sentence phrase Sinónimos: 1460 oração Termos Relacionados: 1456 frase simples 1457 oração pequena Classificação: Sintaxe Definição: Domínio sintáctico de predicação em que existe informação de tempo (modo. através dos dois núcleos funcionais T e AC. ou seja.

Fonte: MATEUS et alii (1983). no interior do qual funcionam outros elementos menores. do ponto de vista das modernas teorias gramaticais. que insistem na existência de unidades gramaticais supra-frásicas como os parágrafos. a frase é a maior unidade estrutural no sistema de organização de uma língua.. nomeadamente a análise de discurso. Fonte: LEVINSON (1983).902 942 enunciado proposição Classificação: Pragmática Definição: Elemento teórico abstracto. Esta visão tem vindo a ser debatida por algumas disciplinas. -------------------------------------------------------------------------------2390 $ frase analítica I F analytic sentence phrase analytique Sinónimos: 3733 proposição analítica Termos Relacionados: 2395 contradição 2391 frase sintética 2451 tautologia . etc. -------------------------------------------------------------------------------3649 $ frase afirmativa I affirmative sentence Sinónimos: 3650 frase positiva Termos Relacionados: 3651 frase negativa 3648 polaridade Classificação: Sintaxe Semântica Definição: Tipo de frase que não contém a partícula de negação da predicação pelo que se opõe à negativa. as trocas conversacionais.

ocorrendo nas suas posições básicas. é analítica. Na frase "o João disse que a Maria vai ao cinema". Fonte: LYONS (1977). como no caso da frase sintética que pode ser verdadeira ou falsa. -------------------------------------------------------------------------------3515 $ frase básica I F Kernel sentence phrase nucléaire Sinónimos: 3526 frase nuclear Termos Relacionados: 3518 esquema relacional 1455 ordem básica 3529 posição básica Classificação: Sintaxe Definição: Estrutura sintáctica de frases declarativas positivas simples em que os constituintes não foram afectados pela regra de movimento. se a sua interpretação semântica a tornar necessariamente verdadeira. por oposição a sintética. Fonte: CHOMSKY (1965). a oração .dependente de uma frase ou oração principal. não sendo portanto necessário recorrer a dados empíricos para determinar o seu valor de verdade. dependendo da forma como é o mundo em que se situa. matriz ou superior. ou proposição. -------------------------------------------------------------------------------1829 $ frase completiva I F complement clause phrase complétive Sinónimos: 1830 oração completiva Classificação: Sintaxe Definição: Estrutura subordinada ou encaixada.Classificação: Semântica Definição: Diz-se que uma frase. em virtude do sentido das suas palavras. Exemplo: "o gato é um animal".

por um sintagma-Q. utilizadas para exprimir ordens. Fonte: MATEUS et alii (1983). -------------------------------------------------------------------------------3456 $ frase exclamativa I F exclamative sentence exclamatory sentence phrase exclamative Classificação: Sintaxe Definição: Termo usado na classificação de tipos de frases que exprimem os sentimentos do falante. -------------------------------------------------------------------------------3455 $ frase imperativa I F imperative sentence phrase impérative Classificação: Sintaxe Definição: Termo usado na classificação de tipos de frases. Exemplo: "que bonito é este quadro!". predicador da oração principal. normalmente. têm uma curva melódica própria e começam. geralmente. -------------------------------------------------------------------------------3454 $ frase declarativa I F declarative sentence phrase déclarative Classificação: Sintaxe Definição: Termo usado na classificação de tipos de frases que exprimem asserções. Exemplo: "fecha a porta!". Exemplo: "o João está a estudar".introduzida por "que" é uma completiva porque é seleccionada como complemento do verbo "dizer". . Estas frases. Fonte: MATEUS et alii (1983). Fonte: MATEUS et alii (1983). Fonte: MATEUS et alii (1983).

um morfema interrogativo e a ordem de constituintes invertida. -------------------------------------------------------------------------------3526 $ frase nuclear I F Kernel sentence phrase nucléaire Sinónimos: 3515 frase básica Termos Relacionados: 3518 esquema relacional 1455 ordem básica . como. Estas contrastam com as declarativas. Exemplo: "que livro comprou a Maria?" Fonte: MATEUS et alii (1983). porque apresentam uma curva melódica própria e. -------------------------------------------------------------------------------3651 $ frase negativa I F negative sentence phrase négative Termos Relacionados: 3649 frase afirmativa 3648 polaridade Classificação: Sintaxe Semântica Definição: Construção que contém uma partícula de negação da frase opondo-se à frase afirmativa (ou positiva). por vezes. "o João não chegou" / "o João chegou". Fonte: MATEUS et alii (1983).-------------------------------------------------------------------------------3453 $ frase interrogativa I F interrogative sentence phrase interrogative Classificação: Sintaxe Definição: Termo usado na classificação de tipos de frases que exprimem perguntas. por exemplo.

Fonte: CHOMSKY (1965). Fonte: BLOOMFIELD (1933). numa forma linguística maior. -------------------------------------------------------------------------------- . que não está contida.3529 posição básica Classificação: Sintaxe Definição: Estrutura sintáctica de frases declarativas positivas simples em que os constituintes não foram afectados pela regra de movimento. ocorrendo nas suas posições básicas. -------------------------------------------------------------------------------1456 $ frase simples I F simple sentence proposition simple Termos Relacionados: 1460 oração Classificação: Sintaxe Definição: Forma linguística independente. Fonte: MATEUS et alii (1983). por meio de uma qualquer construção gramatical. -------------------------------------------------------------------------------3650 $ frase positiva Sinónimos: 3649 frase afirmativa Termos Relacionados: 3651 frase negativa 3648 polaridade Classificação: Sintaxe Semântica Definição: Tipo de frase que não contém a partícula de negação da predicação pelo que se opõe à negativa.

por exemplo. A frequência é expressa em ciclos por segundo (cps) ou em Hertz. A frequência é o número de vezes que um ciclo se repete por unidade de tempo (por segundo). é dita sintética se. para se determinar o seu valor de verdade.2391 $ frase sintética I F synthetic sentence phrase synthétique Sinónimos: 3741 proposição sintética Termos Relacionados: 2390 frase analítica Classificação: Semântica Definição: Uma frase ou proposição. na frase "o João roubou o livro". pontos em que a variação na pressão do ar inicia exactamente o mesmo traçado) constitui um ciclo. -------------------------------------------------------------------------------3145 $ frequência I F frequence fréquence . como. Fonte: LADEFOGED (1962). Fonte: LYONS (1977). cada repetição completa (do ponto A ao ponto B. As frases ou proposições sintéticas distinguem-se das analíticas. for necessário recorrer a dados empíricos. -------------------------------------------------------------------------------238 I F $ frequência frequency fréquence Termos Relacionados: 350 Hertz 1308 onda sonora Classificação: Fonética Definição: Quando a forma de uma onda sonora se repete várias vezes. porquanto nestas o valor de verdade é necessariamente determinado pela sua interpretação semântica. como na frase "um divorciado é alguém que já foi casado".

ou seja. -------------------------------------------------------------------------------368 Ab I F $ frequência fundamental $ Fo fundamental frequency fréquence fondamental Termos Relacionados: 1308 onda sonora Classificação: Fonética Definição: Frequência de repetição de uma onda sonora complexa. Analisando a onda sonora nas suas componentes de frequência. é a frequência de mais amplitude. A frequência de ocorrências de um elemento mantém uma relação inversa com a sua capacidade informativa. Fonte: CERDÁ MASSÓ et alii (1986). Corresponde ao pico da curva de ressonância. -------------------------------------------------------------------------------1910 $ frequência de ressonância I resonance frequency Sinónimos: 1946 frequência natural Termos Relacionados: 1912 curva de ressonância 1911 largura de banda 1018 ressonância Classificação: Fonética Definição: Frequência de vibração de uma fonte sonora. a frequência fundamental é a mais baixa . Fonte: CLARK & YALLOP (1990).Termos Relacionados: 3126 estatística lexical 2430 lexicologia Classificação: Lexicologia Definição: Número relativo de ocorrências de um determinado elemento numa amostra representativa de contextos.

Fonte: CLARK & YALLOP (1990). Na fala. a componente com valor mais baixo numa onda sonora complexa está associada à frequência dos impulsos glotais resultantes do movimento de abertura e fechamento das cordas vocais. ou seja. Fonte: HOCK (1986). Fonte: LADEFOGED (1962). -------------------------------------------------------------------------------80 I F $ fricatização frication spirantisation Sinónimos: 131 espirantização Termos Relacionados: 32 assimilação dupla Classificação: Linguística Histórica Fonologia Fonética Definição: Evolução de um segmento consonântico [-cont] para [+cont]. apresentando-se como um caso particular de assimilação dupla. é a frequência de mais amplitude. -------------------------------------------------------------------------------1946 $ frequência natural I natural frequency Sinónimos: 1910 frequência de ressonância Termos Relacionados: 1912 curva de ressonância Classificação: Fonética Definição: Frequência de vibração de uma fonte sonora.frequência de vibração. a fricatização (ou espirantização) ocorre em contexto intervocálico. -------------------------------------------------------------------------------- . Corresponde ao pico da curva de ressonância. Geralmente.

e a fronteira de palavra. Fonte: FRY (1979). o que distingue este conjunto dos que definem os segmentos. O sistema de fronteiras ou junções inclui a fronteira de morfema (ou fronteira de formativo). representada por [+]. A ocorrência de fricção faz parte da definição fonética das consoantes. -------------------------------------------------------------------------------646 I $ fronteira boundary Sinónimos: 647 junção Termos Relacionados: 648 segmento Classificação: Fonologia Definição: Conjunto de traços distintivos. -------------------------------------------------------------------------------2255 $ fronteira de morfema I F morpheme boundary frontière de morphème Termos Relacionados: 2256 fronteira de palavra 1654 juntura 1663 morfema . Fonte: CHOMSKY & HALLE (1968b).segmento]. [#]. a fronteira de derivado. um dos quais é identificado como [. dado que as vogais se caracterizam (acusticamente) pela ausência de ruído.339 I F $ fricção friction friction sifflement Termos Relacionados: 320 consoante fricativa Classificação: Fonética Definição: Ruído produzido quando o fluxo de ar passa através de uma constrição existente no tracto vocal. [=].

Fonte: NASCIMENTO & DIOGO (1984).Classificação: Morfologia Fonologia Definição: Delimitador de morfemas. representado pelo símbolo #. -------------------------------------------------------------------------------2084 $ frontispício Sinónimos: 555 página de rosto 2083 portada Classificação: Filologia Definição: Página de livro que apresenta o título principal. representado pelo símbolo +. -------------------------------------------------------------------------------3316 $ função I F function fonction Termos Relacionados: 3317 relação Classificação: . -------------------------------------------------------------------------------2256 $ fronteira de palavra I F word boundary frontière de mot Termos Relacionados: 2255 fronteira de morfema 1654 juntura 1679 palavra Classificação: Morfologia Fonologia Definição: Delimitador de palavras.

Pode ainda utilizar-se este termo para designar a relação entre a forma linguística e outras partes do sistema da língua em que é usada (p.). Em fonologia. uma função é um tipo especial de relação. a fática. valores. ex. a metalinguística. a expressiva. -------------------------------------------------------------------------------3552 $ função I F function fonction Termos Relacionados: 584 acento contrastivo 588 acento enfático 285 acento nuclear 3548 funcionalismo Classificação: Termos Gerais Definição: Termo que refere o objectivo com que é usado um enunciado ou uma unidade da língua. a poética e a referencial. Exemplo: [ (λx) (x é careca)] (Aristóteles) = (Aristóteles é careca). etc. argumentos e os seus correspondentes na imagem. -------------------------------------------------------------------------------2713 $ função apelativa Termos Relacionados: 2717 função expressiva 2724 função representativa 2727 funções da linguagem Classificação: Pragmática Termos Gerais . O estudo destas funções foi inicialmente proposto por Buhler e desenvolvido nos anos 50 por Jakobson.. o acento pode exercer funções de contraste (contrastiva) ou de expressão dos sentimentos do locutor (expressiva). objecto. No estudo dos enunciados podem determinarse igualmente funções denominadas "funções da linguagem". o sintagma nominal pode ter a função de sujeito. Escreve-se Y=F(X) em vez de XFY. Uma relação R de A para B é uma função se e só se a cada elemento no domínio corresponde um só elemento na imagem e o domínio de R é igual a A. por vezes. "(λx) A" denota uma função que representa objectos do tipo sobre os quais X "percorre" em objectos do tipo de A. Em lógica intensional.Semântica Definição: Em termos de teoria dos conjuntos. em que se distinguem a apelativa. Os elementos no domínio de uma função chamam-se.

se bem que uma mensagem conjugue mais do que uma função. é a função da linguagem directamente ligada ao receptor da mensagem. Exemplo: "faz os trabalhos de casa". Roman Jakobson fez corresponder a cada um desses factores uma função da linguagem específica. -------------------------------------------------------------------------------3003 $ função de verdade I truth-function Classificação: Semântica Definição: No cálculo proposicional. destinatário. a função conativa é expressa gramaticalmente pelo vocativo e pelo imperativo em mensagens que pretende influenciar o destinatário ou levá-lo a agir. Determinada pela orientação da mensagem para o destinatário. ou de apelo. a função apelativa. -------------------------------------------------------------------------------2714 $ função conativa I F conative function fonction conative Termos Relacionados: 2716 função emotiva 2723 função referencial 2727 funções da linguagem Classificação: Pragmática Termos Gerais Definição: A partir da sua caracterização de comunicação verbal como dependente de seis factores (destinador. e que os conectores são verifuncionais. código. . Exemplo: "passa-me aí esse lápis". diz-se que a proposição complexa é uma função de verdade das suas componentes. Fonte: JAKOBSON (1963). com o fim de ser alcançado um certo efeito prático. no sentido em que implica que este seja visado pelo conteúdo. quando a verdade ou falsidade de uma proposição complexa é determinada apenas com base na verdade ou falsidade das proposições que a compõem e nas propriedades verifuncionais dos conectores. Fonte: BUHLER (1967). mensagem e contexto). contacto.Definição: No quadro das três diferentes funções da linguagem propostas por Karl Buhler.

A função emotiva é a função determinada pelo emissor. Fonte: JAKOBSON (1963). . A informação veiculada quando se faz uso da função descritiva é um tipo de informação que "pode ser explicitamente afirmada ou negada e. pelo menos nos casos mais favoráveis. Fonte: LYONS (1977). sendo as outras duas as funções expressiva e social. i. mensagem e contexto). -------------------------------------------------------------------------------2716 $ função emotiva I F emotive function fonction émotive Termos Relacionados: 2714 função conativa 2722 função poética 2727 funções da linguagem Classificação: Pragmática Termos Gerais Definição: A partir da sua caracterização da comunicação verbal como dependente de seis factores (destinador. contacto. Exemplo: "o João casou com a Maria". Roman Jakobson fez corresponder a cada um desses factores uma função da linguagem específica. Exemplo: "estou a gostar de ver". Diz respeito ao uso da linguagem para veicular informação factual.e. código. -------------------------------------------------------------------------------2715 $ função descritiva I descriptive function Termos Relacionados: 2717 função expressiva 2725 função social 2727 funções da linguagem Classificação: Pragmática Definição: Uma das três funções da linguagem propostas por John Lyons. tendendo a suscitar a impressão de uma emoção. quer verdadeira. objectivamente verificada". para descrever um estado-de-coisas. que visa a uma expressão directa da sua atitude relativamente ao que está a enunciar.. destinatário.Fonte: LYONS (1977). se bem que uma mensagem conjugue mais do que uma função. quer simulada.

K. contacto. intelectual ou afectiva. a de verificar se o canal funciona e a de atrair a atenção do locutor para a comunicação ou para confirmar a sua atenção..-------------------------------------------------------------------------------2717 $ função expressiva I expressive function Termos Relacionados: 2713 função apelativa 2724 função representativa 2727 funções da linguagem Classificação: Termos Gerais Pragmática Definição: No quadro das três diferentes funções da linguagem propostas por Karl Buhler. então pronto! O.. relativamente àquilo de que fala. -------------------------------------------------------------------------------2718 $ função fática I F phatic function fonction phátique Termos Relacionados: 2721 função metalinguística 2722 função poética 2727 funções da linguagem Classificação: Pragmática Termos Gerais Definição: A partir da sua caracterização da comunicação verbal como dependente de seis factores (destinador.. se bem que uma mensagem conjugue mais do que uma função. a função fática está presente em mensagens cuja função é fundamentalmente a de prolongar ou interromper a comunicação. Roman Jakobson fez corresponder a cada um desses factores uma função da linguagem específica.. sim senhor!". psicológica ou moral. Determinada pela orientação da mensagem para a manutenção do contacto. é a função da linguagem directamente relacionada com a manifestação de uma atitude. ainda que o mesmo se não possa dizer quanto às outras funções da linguagem propostas por Buhler. . por parte do sujeito falante. a função expressiva. Fonte: LYONS (1977) / BUHLER (1967). que encontram valores e designações diferentes em Lyons. código. Ex: "bem. ou de expressão. Ex: "espero que ele não venha". mensagem e contexto). O termo tem valor mais ou menos equivalente na classificação das funções da linguagem segundo John Lyons. a apelativa e a representativa. destinatário.

K. -------------------------------------------------------------------------------3485 $ função gramatical I F grammatical function fonction grammaticale Sinónimos: 3486 função sintáctica 1715 relação gramatical Classificação: Sintaxe Definição: Termo utilizado para referir as relações existentes entre os principais constituintes da frase. a coisas. i. Fonte: MATEUS et alii (1983). Exemplos: sujeito. para quem as formas particulares que um sistema gramatical pode tomar estão intimamente relacionadas com as necessidades pessoais e sociais que a linguagem é suposta servir. A. Halliday. Fonte: HALLIDAY (1978). etc. Diz respeito ao uso das categorias tempo. etc. acontecimentos. objecto directo. objecto indirecto. com a sua específica funcionalidade num contexto particular. A função ideacional está ligada ao uso da linguagem para organizar a experiência e a interpretação do real.Fonte: JAKOBSON (1963). adjunto circunstancial. etc. por meio de referências a pessoas reais ou imaginárias. a acções. qualificação. -------------------------------------------------------------------------------2720 $ função interpessoal .e. lugar. -------------------------------------------------------------------------------2719 $ função ideacional I ideational function Termos Relacionados: 2720 função interpessoal 2726 função textual 2727 funções da linguagem Classificação: Pragmática Semântica Definição: Uma das três funções da linguagem segundo M.. predicado.

etc. A função interpessoal está ligada ao uso da linguagem para indicar. código.. estabelecer ou manter relações sociais entre as pessoas. modo. Exemplo: "que quero dizer?. Fonte: JAKOBSON (1963). Roman Jakobson fez corresponder a cada um desses factores uma função da linguagem específica. Halliday. -------------------------------------------------------------------------------2722 $ função poética . destinatário. K. Fonte: HALLIDAY (1978). a função metalinguística está presente em mensagens que demonstram a necessidade que o destinador e o destinatário têm de verificar se estão a usar o mesmo código. Determinada pela focalização da mensagem sobre o código. -------------------------------------------------------------------------------2721 $ função metalinguística I F metalinguistic function fonction métalinguistique Termos Relacionados: 2718 função fática 2723 função referencial 2727 funções da linguagem Classificação: Pragmática Termos Gerais Definição: A partir da sua caracterização da comunicação verbal como dependente de seis factores (destinador. A. contacto. mensagem e contexto).I interpersonal function Termos Relacionados: 2719 função ideacional 2726 função textual 2727 funções da linguagem Classificação: Pragmática Semântica Definição: Uma das três funções da linguagem segundo M. O falante participa na situação de comunicação adoptando um papel ou uma série de papéis e atribuindo papéis aos outros participantes. se bem que uma mensagem conjugue mais do que uma função. Diz respeito ao uso das formas de tratamento. que estamos tramados". das categorias pessoa. olha.. fornecendo informação acerca do código lexical da língua.

apesar de patentear outras funções como apelo/slogan do Instituto de Socorros a Náufragos. por um pendor fortemente descritivo relativamente a uma situação. -------------------------------------------------------------------------------2723 $ função referencial I F referential function fonction référentielle Termos Relacionados: 2721 função metalinguística 2722 função poética 2727 funções da linguagem Classificação: Pragmática Termos Gerais Definição: A partir da sua caracterização da comunicação verbal como dependente de seis factores (destinador.código.há ir e voltar".. . a função poética está ligada a mensagens com enfoque sobre si próprias. se bem que uma mensagem conjugue mais do que uma função. Determinada pelo factor mensagem. sobre o modo como se encontra estruturada. contacto.destinatário. no sentido em que chama a atenção sobre o seu modo de ser. A mensagem "há mar e mar. Roman Jakobson fez corresponder a cada um desses factores uma função da linguagem específica. A função referencial é a função dominante em numerosas mensagens e é determinada pela orientação da mensagem para o contexto.I F poetic function fonction poétique Termos Relacionados: 2716 função emotiva 2723 função referencial 2727 funções da linguagem Classificação: Pragmática Termos Gerais Definição: A partir da sua caracterização da comunicação verbal como dependente de seis factores (destinador. Fonte: JAKOBSON (1963).contexto. faz uso da função poética. um estado de coisas. código. Exemplo: "neste momento está a chover aqui em Lisboa". mensagem e contexto).mensagem e contacto). i. Fonte: JAKOBSON (1963).projectando o "princípio de equivalência do eixo de selecção sobre o eixo de combinação".e. destinatário. isto é. Jakobson fez corresponder a cada um deles uma função da linguagem. se bem que uma mensagem conjugue mais do que uma função.

-------------------------------------------------------------------------------2724 $ função representativa I representational function Termos Relacionados: 2713 função apelativa 2717 função expressiva 2727 funções da linguagem Classificação: Pragmática Definição: No quadro das três diferentes funções da linguagem propostas por Karl Buhler. a função representativa. de um SN semanticamente associado a um item lexical com estrutura argumental. sendo o termo papel temático associado à gramática generativa."o João (agente/fonte) deu o livro (tema/paciente) à Maria (alvo)". -------------------------------------------------------------------------------3739 $ função semântica Sinónimos: 3682 papel semântico 3681 papel temático 3740 relação semântica Classificação: Sintaxe Semântica Definição: Termo que designa a interpretação semântica de um SN argumento. Por exemplo. para aquilo de que se fala. ou seja. ou de representação. A terminologia varia conforme os autores. ou seja. é a função primordial de enunciados que remetem para o conteúdo referencial. Exemplo: "a mesa tem a perna partida". o verbo "dar" tem três argumentos com três papéis semânticos (ou temáticos) . -------------------------------------------------------------------------------3486 $ função sintáctica I F syntactic function fonction syntactique . É a função directamente ligada ao modo de ser da representação linguística do mundo. Fonte: FILLMORE (1968) / JACKENDOFF (1972). Fonte: BUHLER (1967).

etc. -------------------------------------------------------------------------------3498 $ função sintáctica básica I F deep syntactic function fonction syntactique profonde Sinónimos: 3504 função sintáctica profunda 3505 relação gramatical básica 3506 relação gramatical profunda Termos Relacionados: 3499 cadeia funcional 3486 função sintáctica Classificação: Sintaxe Definição: Termo que designa a função sintáctica que as categorias desempenham em estrutura-P. Fonte: MATEUS et alii (1983). um complemento do verbo. predicado.Sinónimos: 3485 função gramatical 1715 relação gramatical Classificação: Sintaxe Definição: Termo utilizado para referir as relações existentes entre os principais constituintes da frase. objecto indirecto. Fonte: CHOMSKY (1965) / MARANTZ (1984). objecto directo. em que o SN objecto directo básico ou profundo do verbo transitivo funciona em superfície como o sujeito da construção. adjunto circunstancial. Este é o caso da construção passiva. por exemplo. Exemplos: sujeito. uma categoria subcategorizada por um verbo é. Numa análise que pressupõe dois níveis de representação sintáctica associados por uma regra de movimento. basicamente. -------------------------------------------------------------------------------3504 $ função sintáctica profunda I F deep syntactic function fonction syntactique profonde Sinónimos: 3498 função sintáctica básica 3505 relação gramatical básica 3506 relação gramatical profunda .

num restaurante. a função presente no enunciado "Deseja mais alguma coisa?". sendo as outras duas as funções expressiva e descritiva. Fonte: CHOMSKY (1965) / MARANTZ (1984). em que o SN objecto directo básico ou profundo do verbo transitivo funciona em superfície como o sujeito da construção. estando. Numa análise que pressupõe dois níveis de representação sintáctica associados por uma regra de movimento. um complemento do verbo. Por exemplo.Termos Relacionados: 3499 cadeia funcional 3486 função sintáctica Classificação: Sintaxe Definição: Termo que designa a função sintáctica que as categorias desempenham em estrutura-P. uma categoria subcategorizada por um verbo é. Diz respeito ao uso da linguagem para estabelecer e manter relações sociais entre as pessoas. por exemplo. -------------------------------------------------------------------------------2725 $ função social I social function Termos Relacionados: 2715 função descritiva 2717 função expressiva 2727 funções da linguagem Classificação: Pragmática Definição: Uma das três funções da linguagem propostas por John Lyons. por isso. basicamente. -------------------------------------------------------------------------------2726 $ função textual I textual function Termos Relacionados: 2719 função ideacional 2720 função interpessoal 2727 funções da linguagem . Fonte: LYONS (1977). Este é o caso da construção passiva. ligada de certo modo ao uso convencional da linguagem nas diferentes situações de comunicação. é proferido por um criado para com o seu cliente. quando.

fática e metalinguística. K. Lyons e Halliday retomam a classificação tripartida. A. por meio do estabelecimento de vínculos da linguagem com ela própria e com as características da situação em que é usada. poética.Classificação: Semântica Definição: Uma das três funções da linguagem segundo M. -------------------------------------------------------------------------------2727 $ funções da linguagem I F functions of language language functions fonctions du langage Termos Relacionados: 683 acto de fala 2767 potencial de significado Classificação: Termos Gerais Pragmática Definição: Termo geral que refere os diferentes usos da linguagem em situação de comunicação.representa também um modo de classificação das funções da linguagem.A classificação dos actos ilocutórios. à capacidade que o falante tem de construir textos situacionalmente apropriados e estruturalmente coesos e coerentes. Fonte: HALLIDAY (1978). apelativa e representativa.distinguindo. conativa. Halliday. -------------------------------------------------------------------------------3548 $ funcionalismo I F functionalism fonctionnalisme Termos Relacionados: 3547 Círculo 3533 comutação 3549 estruturalismo .as funções descritiva. faladas ou escritas. Jakobson considera seis funções: emotiva.os diferentes fins que atribuimos à significação de um enunciado no momento da sua produção.ou seja.e as funções ideacional.interpessoal e textual. São vários os quadros de interpretação das funções da linguagem. respectivamente. Karl Bulher distingue três tipos de funções: expressiva.expressiva e social. Fonte: LYONS (1977) / LEVINSON (1983). no âmbito da teoria dos actos de fala. A função textual está ligada à possibilidade de criação e reconhecimento de unidades textuais. Refere-se portanto. referencial.

por oposição à fonética. está na sucessão em função de outro noema. As teses do funcionalismo foram aplicadas na fonologia. um functema é um noema usado como elemento de uma sucessão de outros noemas em que cada um deles. Jakobson. com base na oposição saussureana entre língua e fala. -------------------------------------------------------------------------------2352 $ functor I functor Sinónimos: 1226 palavra funcional 2149 palavra gramatical Termos Relacionados: 1679 palavra 2151 palavra lexical Classificação: Morfologia . e decompondo os fonemas nos seus traços constitutivos. Fonte: METZELTIN (1978). Trubetzkoi e R. Fonte: CERDÁ MASSÓ et alii (1986). O Círculo (ou Escola) de Praga realçou a função dos elementos linguísticos distinguindo a função "contrastiva" ou "paradigmática" dos fonemas da função "demarcativa" e "expressiva". à excepção do que constitui o núcleo.2081 traços fonológicos Classificação: Termos Gerais Definição: Corrente linguística derivada do estruturalismo. O termo funcionalismo é ainda aplicado a outras correntes estruturalistas como a desenvolvida em França por Martinet. -------------------------------------------------------------------------------2730 $ functema Termos Relacionados: 2691 cronema 2700 eiconema 2763 noema Classificação: Semântica Definição: De acordo com Michael Metzeltin. que se desenvolveu a partir dos anos 30 no Círculo Linguístico de Praga e a cuja criação estão ligados os nomes de N. podendo dizer-se que este domínio de estudos linguísticos foi criado.

Definição: Palavras cuja função é. ambos podem evoluir numa mesma direcção ou apenas um deles evoluir em direcção ao outro. do que resulta a perda de oposições fonológicas num dado sistema. por hipótese. -------------------------------------------------------------------------------182 I $ fusão semântica semantic merger . -------------------------------------------------------------------------------761 I $ fusão morfológica morphological merger Sinónimos: 2196 amálgama ocasional Termos Relacionados: 760 cisão morfológica Classificação: Linguística Histórica Morfologia Definição: Anulação de uma distinção morfológica. c) fonemas. a oposição entre os dois fonemas. em grande parte ou inteiramente. como a perda da flexão casual. as conjunções. -------------------------------------------------------------------------------60 I $ fusão fonológica merger Classificação: Linguística Histórica Definição: Evolução convergente de: a) alofones de um mesmo fonema. ou o desaparecimento do género neutro. fundindo-se as formas neutras com as masculinas ou com as femininas. ficando eliminada. b) alofones de diferentes fonemas que passam a ter uma realização idêntica em determinado contexto. neutralizando-se. total ou parcialmente. dois fonemas. os artigos. os pronomes. gramatical. a variação alofónica do mesmo. na evolução do latim para as línguas românicas. nesse contexto. como as preposições. Fonte: CRYSTAL (1980a). Fonte: ANDERSON (1973) / HOCK (1986). Se o processo atinge.

O futuro é expresso pelo presente ou pelo futuro do indicativo. -------------------------------------------------------------------------------1772 $ futuro I F future futur Termos Relacionados: 1696 tempo Classificação: Sintaxe Morfologia Semântica Definição: Tempo que exprime a posterioridade do intervalo de tempo que contém o estado de coisas descrito (Ip). -------------------------------------------------------------------------------793 I $ fusão sintáctica syntactic merger Classificação: Linguística Histórica Definição: A fusão sintáctica produz-se quando a evolução de uma dada língua leva a que duas construções primitivamente diferentes se tornem idênticas. Em inglês. Fonte: HOCK (1986).) > I see him (acus.) ic help him (dat. tendo alguns verbos que seleccionavam diferentes construções para os seus complementos passado a construir identicamente esses complementos.Termos Relacionados: 181 cisão semântica Classificação: Linguística Histórica Definição: Convergência entre duas palavras foneticamente semelhantes e com significados próximos ou relacionados.) > I help him (acus. perdeu-se a distinção entre objecto directo marcado por acusativo e objecto directo marcado por dativo: inglês antigo inglês moderno ic seo hine (acus. Fonte: HOCK (1986).) O mesmo tipo de fusão sintáctica produziu-se na evolução do latim para as línguas românicas. pelo . relativamente ao intervalo de tempo em que ocorre a enunciação. O campo semântico da nova forma reúne as primitivas esferas de significado das duas palavras que lhe deram origem.

O presente simples ou o presente "perifrástico" do indicativo usa-se generalizadamente em vez do futuro do indicativo para exprimir a localização em Ip de um estado de coisas cuja ocorrência o locutor encara como certa ou altamente provável. pode ser causada por factores orgânicos como lesões cerebrais mínimas. Várias hipóteses se colocam: para alguns investigadores. -------------------------------------------------------------------------------2635 $ gaguez I stammer stutter Sinónimos: 2666 tartamudez Classificação: Psicolinguística Definição: Trata-se de uma perturbação caracterizada por bloqueios no discurso de um indivíduo. o condicional resulta da composição do infinitivo com formas contraídas do pretérito imperfeito do verbo latino "habere" (ex: amar + ia). Exemplo: se concluísses o trabalho ainda poderias / podias ir ao cinema. o futuro resulta da composição do infinitivo com formas contraídas do presente do verbo latino "habere" (ex: amar+ei). A sua causa ainda não foi completamente estabelecida. De um ponto de vista diacrónico. -------------------------------------------------------------------------------1581 $ futuro do pretérito F forme en -rais Sinónimos: 1580 condicional Termos Relacionados: 1748 modo 1696 tempo Classificação: Semântica Morfologia Sintaxe Definição: Tempo verbal que pode exprimir um futuro do passado ou pode ocorrer em enunciados hipotéticos ou contrafactuais. Nalgumas construções é comum uma oscilação entre este tempo e o pretérito imperfeito. pelo imperativo ou pelo presente do conjuntivo (em frases imperativas e exclamativas).futuro do conjuntivo (em orações temporais ou condicionais). uma mudança forçada na dominância . De um ponto de vista diacrónico. Fonte: MATEUS et alii (1983).

Hoje. palavras portuguesas com a significação correspondente a palavras francesas paralelas. -------------------------------------------------------------------------------1645 $ género I F gender genre . Os principais tipos de galicismos são lexicais e sintácticos. Fonte: CÂMARA (1984). "Por" para o objecto de um sentimento. palavras portuguesas com uma raiz francesa como "feérico". -------------------------------------------------------------------------------2636 $ gaguez mais fluente I stammer more fluently Classificação: Psicolinguística Definição: Tratamento utilizado com sujeitos que sofrem de gaguez. considera-se que pode ser causada pela combinação de alguns destes factores. Tem em conta os possíveis sintomas psicológicos subjacentes do paciente. As técnicas de tratamento resumem-se a duas teorias principais: a fala mais fluente e o gaguejo mais fluente.cerebral. todavia. Os galicismos sintácticos são também frequentes. Os lexicais são: palavras francesas como "toilette". como "aperceber". tudo o que aparece em português por influência da língua francesa. como em 'fogão a gás'. "menu". Fonte: MORRIS (1988)."no sentido de". como em 'entusiasmos por Napoleão '. -------------------------------------------------------------------------------2185 $ galicismo Termos Relacionados: 155 empréstimo Classificação: Lexicologia Definição: De maneira geral. hereditariedade ou o nível do QI. para outros. "A" em adjuntos preposicionados para indicar o princípio activo de uma máquina. Assim temos os empregos: "sobre". no sentido de 'avistar'. Uma das técnicas terapêuticas mais usada é a modificação de bloqueio de Van Riper."acerca de" . Fonte: MORRIS (1988). outros ainda pensam ser parte de um comportamento aprendido. pode ser causada por questões neuróticas. esquisito no sentido de 'superfino '. "chauffeur".

Fonte: CRYSTAL (1980a). num sintagma nominal.Termos Relacionados: 2328 comum de dois 2327 epiceno 1624 feminino 1765 masculino 1766 neutro Classificação: Semântica Sintaxe Morfologia Definição: Categoria morfológica de flexão utilizada na análise de classes de palavras em que contrastes como masculino / feminino / neutro. animado / inanimado são pertinentes. o nome. mas desempenha um papel importante na identificação de relações gramaticais no interior de uma frase. Fonte: CRYSTAL (1980a). o determinante e o adjectivo concordam em género: "o vestido preto". A discussão deste conceito tem sublinhado a necessidade de distinguir género natural e género gramatical. -------------------------------------------------------------------------------3710 $ género natural I F natural gender genre naturel Termos Relacionados: 3711 género gramatical Classificação: Morfologia Sintaxe . -------------------------------------------------------------------------------3711 $ género gramatical I F grammatical gender genre grammatical Classificação: Sintaxe Morfologia Semântica Definição: Categoria morfológica de género que não tem qualquer relação com o sexo. Por exemplo.

falou-se para as línguas de "vida".Semântica Definição: Categoria morfológica de género em que as unidades referem o sexo de entidades do mundo real. no séc. Fonte: HOCK (1986). de "morte" e de "parentesco": é nesta perspectiva que se . -------------------------------------------------------------------------------90 $ geada Classificação: Linguística Histórica Definição: Evolução de uma consoante oclusiva velar sonora. [x]. [g]. -------------------------------------------------------------------------------81 I F $ geminação gemination gémination Classificação: Linguística Histórica Definição: Evolução de uma consoante simples para consoante dupla. para fricativa velar surda. Fonte: CRYSTAL (1980a). XIX. -------------------------------------------------------------------------------758 I F $ genealogia genealogy généalogie Termos Relacionados: 757 família de línguas 794 língua irmã 774 língua mãe 795 língua morta 759 parentesco de línguas Classificação: Linguística Histórica Definição: Tendo a linguística tomado a biologia como modelo.

ela tende a generalizar abusivamente o seu uso às formas irregulares. o português e o romeno têm também origem no latim (diz-se que são línguas irmãs do francês. -------------------------------------------------------------------------------2637 $ generalização abusiva I overgeneralization Termos Relacionados: 2640 hiperextensão 2981 teorias de aquisição e desenvolvimento da linguagem Classificação: Psicolinguística Definição: Processo que ocorre durante o estádio da aquisição da linguagem em que a criança aprende a utilizar funções sintácticas. há verbos que não seguem este modelo (fazer). -------------------------------------------------------------------------------765 I $ generalização de regra rule generalization Sinónimos: 796 extensão de regra 766 simplificação de regra Termos Relacionados: 767 maximalização de regra 768 simplificação da gramática Classificação: Linguística Histórica Definição: Mudança que. dar-lhe por antepassado o indo-europeu.emprega o termo genealogia. por exemplo. é dar-lhe como antepassado o latim e precisar que o italiano. graças à gramática comparada. a flexionar verbos e nomes. No entanto. Assim. Logo que a criança aprende a utilizar a forma regular de flexionar estes verbos. ou seja. tende a produzir fazer →fazi. Fonte: MORRIS (1988). Estabelecer a genealogia do latim é. corresponde ao alargamento do . o espanhol. por exemplo. a forma regular para formar a primeira pessoa do pretérito perfeito dos verbos da segunda conjugação em português é comer → comi. de acordo com a gramática generativa. assim como as línguas com a mesma origem: estabelecer a genealogia do francês. sendo o latim a língua mãe). Fonte: DUBOIS et alii (1973). Estabelecer a genealogia de uma língua é identificar a língua da qual ela provém.

Fonte: SIEGEL (1979). -------------------------------------------------------------------------------626 I $ generalização sequencial de sonoridade sonority sequencing generalization Termos Relacionados: 627 pico de sonoridade 601 sílaba 628 sonoridade Classificação: Fonologia Definição: Princípio segundo o qual existe em qualquer sílaba um segmento que constitui o pico de sonoridade. Segundo esta hipótese. -------------------------------------------------------------------------------2253 $ generalização sobre a ordenação de afixos I affix ordering generalization Sinónimos: 2254 hipótese de ordenação por níveis Termos Relacionados: 209 formação de palavras 2255 fronteira de morfema 2256 fronteira de palavra 2257 teoria morfológica dos estratos Classificação: Morfologia Definição: Hipótese sobre a formação das palavras que assenta numa tipologia de afixos (Nível I e Nível II) específica de uma dada língua. Exemplos: uma regra dependente do contexto torna-se independente desse contexto. . Fonte: HOGG & Mc CULLY (1987). Fonte: KING (1969) / HOCK (1986). precedido e/ou seguido por uma sequência de segmentos com valores de sonoridade progressivamente decrescentes.âmbito de aplicação de uma regra cuja estrutura se simplifica (simplificação esta que se evidencia na formulação da regra). uma regra fonológica que se aplicava apenas a alguns elementos de uma classe natural passa a aplicar-se a todos os elementos dessa classe. a adjunção de afixos de Nível II não pode preceder a adjunção de afixos de Nível I.

Fonte: BELLEMIN-NOEL (1982). rascunhos. Em virtude das suas raízes históricas. vistas como mais conservadoras do que as áreas urbanas. esboços. -------------------------------------------------------------------------------2186 $ germanismo I F german loan emprunt à l'allemand Termos Relacionados: 155 empréstimo . a geografia linguística privilegiou tradicionalmente o estudo de áreas rurais pouco povoadas. -------------------------------------------------------------------------------421 Ab I $ geografia linguística $ GL geographical linguistics Termos Relacionados: 422 dialectologia 2060 sociolinguística Classificação: Sociolinguística Definição: Metodologia originada pelos estudos de cunho histórico-comparativo dos neogramáticos e que procura explicar as diferenças linguísticas como resultado da evolução diacrónica e do distanciamento espacial dos falantes. Fonte: WARDHAUGH (1987). redacções transitórias.-------------------------------------------------------------------------------521 I F $ genotexto genotext géno-texte géno-texte Termos Relacionados: 513 fenotexto Classificação: Filologia Definição: Conjunto das várias fases do processo de elaboração de um texto: notas.

distinto do da oração principal na construção a que a gramática latina chamava "ablativo absoluto" (ex. constituíram superestratos do latim. falar. os nomes de pontos cardeais que se substituíram aos termos latinos: norte. rico. adjectivos como branco. houve apenas a introdução de alguns sufixos derivacionais como -engo. porém. seja empregue como adjunto de um substantivo antecedente.Classificação: Lexicologia Definição: As línguas germânicas no território da România. oeste. ufano. feudo. e. Fonte: CÂMARA (1984). com invasões bárbaras. tal como os particípios. -------------------------------------------------------------------------------2370 $ gerúndio I F gerund gérondif Termos Relacionados: 2371 forma nominal do verbo Classificação: Sintaxe Semântica Morfologia Definição: Uma das formas nominais do verbo. galardão. -------------------------------------------------------------------------------2373 $ gerundivo Classificação: Morfologia Semântica Sintaxe . garbo. A morfologia desses termos é inteiramente latina. Fonte: CÂMARA (1984).: rompendo o sol. para expressar uma qualificação dinâmica do substantivo (ex: vi crianças brincando). Daí que. espora. levantamo-nos). sul. particularmente referentes à arte da guerra: trégua. estribo. brandir. -ardo. que figurava em orações reduzidas circunstanciais com sujeito próprio. com a adaptação à palavra germânica dos morfemas flexionais latinos. verbos como roubar. agasalhar. constituída pelo tema verbal e pelo sufixo -ndo. leste. Desde o latim imperial. Provém do ablativo latino. invadiu a área do particípio presente numa oração reduzida referente ao sujeito da oração principal. elmo. -engue. dignos de nota. morno. Daí provém o apreciável acervo de germanismos nas línguas românicas.

As semivogais ou glides têm características articulatórias e acústicas semelhantes às das vogais. não podendo constituir núcleo de sílaba.: lenda). mas eruditos. "doutorando". PLATT & WEBER (1985). "agenda" e "corrigenda". . Do gerundivo provieram em português adjectivos (ex. que. concorda com o substantivo a que se refere: é um particípio de valor futuro e passivo para indicar o que vai ou deve ser feito. na língua culta.: venerando) e substantivos (ex. derivados de verbos portugueses como "bacharelando". -------------------------------------------------------------------------------410 I $ gíria jargon Termos Relacionados: 393 variedade linguística Classificação: Sociolinguística Definição: Variedade linguística própria de determinado grupo socio-profissional. e precedem ou são precedidas por vogais com as quais constituem um ditongo. -------------------------------------------------------------------------------1156 $ glide I F glide glide Sinónimos: 1158 semivogal Termos Relacionados: 263 ditongo 2061 núcleo de sílaba 1158 semivogal Classificação: Fonologia Fonética Definição: Uma das grandes categorias usadas para a classificação dos sons da fala. Fonte: RICHARDS. Do ponto de vista fonológico as semivogais ou glides têm uma distribuição próxima das consoantes. Pelo modelo dos adjectivos antigos. com função de adjectivo. Fonte: CÂMARA (1984). e dos substantivos populares apareceram.Definição: Modalidade do gerúndio em latim.

pode ainda enquadrar o corpo da página. comentar um outro texto. a glosa pode ser interlinear. três. Quanto ao seu lugar na superfície da página. Fonte: CULIOLI & DESCLÉS (1982). ocupando duas. o meu cão passa a noite a ladrar". espontaneamente ou não. marginal. -------------------------------------------------------------------------------3623 $ glosa epilinguística I F epilinguistic gloss glose épilinguistique Classificação: Termos Gerais Definição: Qualquer texto produzido por um sujeito para. com os parágrafos do próprio texto). ou mesmo todas as quatro margens. ou intercalar (disposta em vários parágrafos que alternam. quer dizer. -------------------------------------------------------------------------------3147 $ glossário I F glossary glossaire Classificação: Lexicologia Definição: Denomina-se glossário um dicionário que contém sob forma de simples definições . Fonte: MUZERELLE (1985). A actividade epilinguística é a actividade metalinguística não consciente do sujeito enunciador. no corpo da página. A auto e a hetero-regulação são aspectos da actividade epilinguística: "o bicho.-------------------------------------------------------------------------------1876 $ glosa I F gloss glose Termos Relacionados: 554 margem da página Classificação: Filologia Definição: Nota explicativa cuja função é indicar o sentido de um lexema ou de um sintagma do texto fixado no suporte.

-------------------------------------------------------------------------------3546 $ glossemática I F glossematics glossematique Termos Relacionados: 3547 Círculo 3533 comutação 2961 forma Classificação: Termos Gerais Definição: Corrente linguística derivada do estruturalismo. e utilizando um aparelho conceptual de rigoroso logicismo. Fonte: DUBOIS et alii (1973). -------------------------------------------------------------------------------256 I $ glotalização glottalisation Classificação: Fonética Definição: Termo geral para qualquer articulação que envolva uma constrição glotal simultaneamente com outra constrição.que por sua vez são "formas" explícitas extraídas das substâncias "fónica" e "conceptual". Sons glotalizados são aqueles que possuem uma articulação secundária realizada ao nível da glote. Fonte: CERDÁ MASSÓ et alii (1986). a glossemática distingue na língua dois planos .(ou traduções) as significações das palavras raras ou pouco conhecidas.o da "expressão" e o do "conteúdo" . que se desenvolveu a partir dos anos 30 no Círculo Linguístico de Copenhagen em torno do pensamento de Hjelmslev. Fonte: CRYSTAL (1980a). Pode dizer-se que a glossemática leva às últimas consequências a perspectiva de Saussure. Com base neste princípio. -------------------------------------------------------------------------------225 I F $ glote glottis glotte . principalmente o princípio de que a língua é uma forma e não uma substância.

se isto pudesse quantificar-se. deveria ser aplicado a um sector da língua no qual a mudança se verificasse a um ritmo constante. teríamos um meio de determinar o tempo durante o qual se verificara o desenvolvimento divergente. Swadesh com vista à datação das cisões de línguas em termos de tempo real.Termos Relacionados: 256 glotalização Classificação: Fonética Definição: Espaço normalmente triangular existente entre as cordas vocais. Fonte: LADEFOGED (1982). Baseia-se na observação geral de que o afastamento temporal entre os membros de uma família de línguas e o seu antepassado comum é directamente proporcional ao grau de diferenciação entre as mesmas. -------------------------------------------------------------------------------1642 $ gnómico I F gnomic gnomique Termos Relacionados: 1546 aspecto 1611 aspecto durativo Classificação: Morfologia Semântica . Swadesh decidiu que esta área da língua que experimenta universalmente mudanças a um ritmo constante era o denominado "vocabulário básico". para que o método operasse. com uma base puramente interna. Assim. Fonte: ANDERSON (1973) / BYNON (1977). No entanto. -------------------------------------------------------------------------------771 I F $ glotocronologia glottochronology glottochronologie Termos Relacionados: 770 constante glotocronológica 772 datação glotocronológica Classificação: Linguística Histórica Definição: Método proposto por M.

Definição: Valor aspectual durativo. Um estado de coisas, localizado num dado intervalo de tempo, ocorre em todos os subintervalos desse intervalo de tempo; na versão extrema, um estado de coisas ocorre em todos os subintervalos do intervalo de tempo em que ocorre a enunciação e dos intervalos de tempo anterior e posterior. O presente simples, coocorrendo por vezes com "sempre", "todo (a,s)", "o (a,s) N", exprime este valor aspectual. Fonte: MATEUS et alii (1983). -------------------------------------------------------------------------------889 I $ gráfico de barras bar graph

Sinónimos: 888 histograma Classificação: Sociolinguística Definição: Representação gráfica dos valores numa distribuição de frequências. As barras verticais ou horizontais representam as frequências de cada valor. Fonte: COZBY (1985). -------------------------------------------------------------------------------2148 $ gradiência I gradience

Termos Relacionados: 1560 classe de palavras Classificação: Morfologia Definição: Este termo é usado para referir a inexistência de fronteiras nítidas entre os conjuntos de categorias analíticas, como, por exemplo, as fronteiras entre classes de palavras. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------2732 $ graduável I gradable

Termos Relacionados:

1368 1370 2731

antonímia complementaridade graduabilidade

Classificação: Semântica Definição: Diz-se que uma relação de antonímia é graduável, se a relação de oposição de significado manifestada pelos seus membros for susceptível de variar em grau, como acontece com os antónimos alto/baixo, gordo/magro, etc., que são por isso antónimos graduáveis. Se, como acontece com os antónimos norte/sul, solteiro/casado, macho/fêmea, a antonímia não gozar de graduabilidade, estamos perante casos de antonímia não-graduável. John Lyons designa os casos de antonímia graduável por antonímia e os casos de antonímia não-graduável por complementaridade. Fonte: LYONS (1977). -------------------------------------------------------------------------------2731 $ graduabilidade I gradability

Classificação: Semântica Definição: Propriedade dos itens lexicais que, nas relações de oposição de significado, i.e., de antonímia, que estabelecem com outros itens, não são encarados como antónimos puros, uma vez que a oposição que manifestam é susceptível de variar em grau, como acontece, por exemplo, com os pares pequeno/grande, gordo/magro, etc., ao contrário do que se passa com os pares homem/mulher, norte/sul, etc. que não gozam de graduabilidade. Fonte: LYONS (1977). -------------------------------------------------------------------------------522 I F $ grafema grapheme graphème

Termos Relacionados: 523 grafo Classificação: Filologia Definição: Unidade mínima, discreta, do sistema da escrita; compõe-se de um feixe de traços gráficos distintivos.

Fonte: GALLMANN (1986). -------------------------------------------------------------------------------525 I F $ grafia graphy graphie

Classificação: Filologia Definição: Determinado sistema de escrita, privativo de um escriba ou de um grupo de escribas. -------------------------------------------------------------------------------524 I F $ grafia graphy graphie

Termos Relacionados: 522 grafema Classificação: Filologia Definição: Forma assumida pela codificação de uma unidade fonológica, morfológica, lexical ou suprassegmental num sistema de escrita. O conjunto de regras socialmente aceites para essa codificação tem o nome de ortografia. -------------------------------------------------------------------------------523 I F $ grafo graph graphe

Classificação: Filologia Definição: Desenho dos caracteres de que se compõe um grafema. -------------------------------------------------------------------------------3545 $ gramática categorial I F categorial grammar grammaire categorielle

Termos Relacionados: 1551 categoria 1718 categoria sintáctica Classificação: Termos Gerais Definição: Sistema gramatical (ou tipo de gramática) desenvolvido nos anos 50 por Bar Hillel, no qual as diversas partes das frases são tratadas como categorias hierarquizadas entre si, e as categorias sintácticas são consideradas como categorias fundamentais: os nomes são categorias do primeiro grau ou nominais; os verbos e os adjectivos, do segundo grau ou adnominais; os advérbios, do terceiro grau, ou ad-adnominais, de forma a que cada categoria derivada defina uma outra categoria com a qual pode combinar-se para formar um constituinte de frase. Fonte: CERDÁ MASSÓ et alii (1986). -------------------------------------------------------------------------------3391 $ gramática central I core grammar

Classificação: Termos Gerais Definição: Conjunto universal de princípios linguísticos que caracterizam todos os princípios gramaticais não-marcados de uma língua. Fonte: CHOMSKY (1981). -------------------------------------------------------------------------------3402 $ gramática comparativa I F comparative grammar grammaire comparée

Termos Relacionados: 3403 gramática histórica 2078 linguística histórica Classificação: Termos Gerais Definição: Estudo comparado das diversas características de diferentes línguas ou de estádios históricos de uma língua. --------------------------------------------------------------------------------

3396 $ gramática da frase I F sentence grammar grammaire de la phrase

Termos Relacionados: 3393 gramática formal 2945 gramática generativa Classificação: Termos Gerais Definição: Descrição explicativa do conjunto de regras subjacente às frases de uma língua. Fonte: CHOMSKY (1965) / CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------3399 $ gramática da produção I production grammar

Termos Relacionados: 3400 gramática do reconhecimento Classificação: Termos Gerais Definição: Descrição do processo de planeamento e execução do acto discursivo. O estudo deste processo inclui a consideração de actividades neuro-anatómicas, neurofisiológicas e a testagem de modelos do sistema de controlo neurológico na organização cerebral do discurso. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------3415 $ gramática de Montague I F Montague grammar grammaire de Montague

Classificação: Termos Gerais Definição: Teoria que surgiu em meados dos anos 70 e que se baseia no pensamento de Richard Montague. Esta perspectiva utiliza um aparelho conceptual que deriva do estudo da semântica das linguagens formais e se aplica à análise das línguas naturais. A gramática contém uma componente sintáctica e outra semântica estreitamente relacionadas, uma vez que há correspondência biunívoca entre categorias

estabelecidas nos dois níveis. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------3411 $ gramática de caso I case grammar

Termos Relacionados: 2945 gramática generativa 2890 gramáticas de base semântica Classificação: Termos Gerais Definição: Modelo construído por Charles Fillmore, que surgiu no âmbito da perspectiva generativista como reacção à análise proposta pela teoria-padrão que negligenciava as funções sintácticas e se centrava na descrição das categorias (SN; SV; etc.). Esta abordagem permite a representação de certas relações semânticas que de outro modo seria difícil de captar. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------3445 $ gramática de dependências I dependency grammar

Termos Relacionados: 3423 gramática de valências Classificação: Termos Gerais Definição: Gramática formal que estabelece tipos de relações dependenciais entre elementos de uma construção como meio de explicar relações gramaticais. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------3544 $ gramática de estados finitos I F finite state grammar grammaire d'états finis

Termos Relacionados: 2945 gramática generativa

Classificação: Termos Gerais Definição: Modelo de gramática generativa linear ou de concatenação, composto por um vocabulário básico com um número finito de elementos ou palavras, e um mecanismo que possui um número finito de estados. A passagem de um estado a outro caracteriza-se pela produção de uma palavra extraída do vocabulário, em função dos estados anteriores e a partir de alternativas paradigmáticas definidas até que se forme uma frase. Fonte: CERDÁ MASSÓ et alii (1986). -------------------------------------------------------------------------------2968 $ gramática de história I story grammar

Classificação: Psicolinguística Definição: Noção inicialmente formulada por Lakoff (1972), pressupõe que todas as histórias têm uma estrutura hierárquica susceptível de ser descrita por regras sintagmáticas independentes do contexto. Assume-se que: 1) na evocação e resumo de histórias, os detalhes menos importantes,i.e., os que correspondem a nós mais baixos na estrutura, são omitidos; 2) versões de histórias em que a ordem das frases, i.e., a estrutura da história, é alterada são mais difíceis de compreender e lembrar do que as versões originais; 3) é mais fácil lembrar duas histórias que têm a mesma estrutura do que duas histórias que têm apenas o conteúdo idêntico; 4)leva-se mais tempo a ler uma frase num nível mais alto na estrutura do que a mesma frase situada num nível mais abaixo noutra história. Fonte: GARNHAM (1985). -------------------------------------------------------------------------------3423 $ gramática de valências I valency grammar

Classificação: Termos Gerais Definição: Modelo de análise da frase simples em que o elemento fundamental se relaciona com um certo número de elementos estruturalmente dependentes que desempenham determinadas funções gramaticais. Este modelo foi desenvolvido inicialmente por Lucien Tesnière. Fonte: CRYSTAL (1980a). --------------------------------------------------------------------------------

3404 $ gramática descritiva I F descriptive grammar grammaire descriptive

Termos Relacionados: 3393 gramática formal Classificação: Termos Gerais Definição: Estudo abrangente, sistemático, objectivo e preciso dos sistemas e do uso de uma língua ou dialecto específicos num dado momento. A gramática descritiva não prescreve normas para o uso da língua. -------------------------------------------------------------------------------3392 $ gramática do discurso I F discourse grammar grammaire du discours

Termos Relacionados: 3393 gramática formal Classificação: Termos Gerais Definição: Proposta alternativa à concepção generativista de uma gramática formal autónoma que incluiria princípios de carácter funcional e comunicativo. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------3400 $ gramática do reconhecimento I comprehension grammar perception grammar

Termos Relacionados: 3399 gramática da produção Classificação: Termos Gerais Definição: Descrição do processo de recepção e descodificação de dados discursivos. O estudo deste processo pode dizer respeito ao papel da situação extralinguística e ao de factores cognitivos como a memória, a atenção e a percepção.

Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------3412 $ gramática estratificacional I stratificational grammar

Classificação: Termos Gerais Definição: Teoria de Sidney Lamb que representa a língua como um sistema de vários estratos relacionados entre si. São seis os estratos habitualmente referidos: a fonologia inclui os estratos hipofonémico (ou fonético) e fonémico; a gramática inclui os estratos morfémico e lexical; e a semiologia inclui os estratos semémico e hipersemémico (ou semântico). Cada estrato é organizado nos termos de um conjunto de "sistemas estratais", e cada sistema trata de um aspecto da estrutura linguística que tem de ser declarado independentemente das estruturas que operam nos outros estratos. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------3394 $ gramática explícita I F explicit grammar grammaire explicite

Sinónimos: 3594 gramática teórica Termos Relacionados: 2945 gramática generativa 3395 gramática implícita Classificação: Termos Gerais Definição: Termo utilizado para referir o objectivo da linguística teórica, em particular da análise generativa, pelo qual se visa construir uma gramática que dê conta, de modo completo e preciso, das regras, condições e princípios subjacentes aos enunciados. Fonte: CHOMSKY (1965). -------------------------------------------------------------------------------3407 $ gramática filosófica I F philosophical grammar grammaire philosophique

Sinónimos: 3406 gramática nocional Termos Relacionados: 3393 gramática formal Classificação: Termos Gerais Definição: Estudo de uma língua, ou das línguas, que considera a existência de categorias extralinguísticas a partir das quais se definem unidades gramaticais. Integramse nesta perspectiva definições como a que estabelece a equivalência entre frase e pensamento completo. Fonte: LYONS (1977). -------------------------------------------------------------------------------3393 $ gramática formal I formal grammar

Termos Relacionados: 3396 gramática da frase 3404 gramática descritiva 2945 gramática generativa Classificação: Termos Gerais Definição: Sistema de regras (algoritmo) que gera as frases gramaticais de uma língua. -------------------------------------------------------------------------------3413 $ gramática funcional I F functional grammar grammaire fonctionnelle

Termos Relacionados: 3393 gramática formal Classificação: Termos Gerais Definição: Teoria alternativa a um modelo formalizado do estudo das línguas e que se baseia numa perspectiva pragmática da língua como forma de interacção social. --------------------------------------------------------------------------------

3414 $ gramática funcional lexical I lexical functional grammar

Termos Relacionados: 2944 gramática transformacional Classificação: Termos Gerais Definição: Teoria na qual o léxico desempenha um papel central e as funções gramaticais são consideradas "primitivos". A estrutura sintáctica de uma frase consiste numa estrutura de constituintes e numa estrutura funcional. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------2945 $ gramática generativa I F generative grammar grammaire générative

Classificação: Termos Gerais Definição: Proposta teórica de gramática explícita que compreende um conjunto de regras formais, de princípios e de parâmetros universais subjacentes ao conjunto infinito de enunciados. -------------------------------------------------------------------------------3403 $ gramática histórica I F historical grammar grammaire historique

Termos Relacionados: 3402 gramática comparativa 2078 linguística histórica Classificação: Termos Gerais Definição: Estudo da evolução de uma língua ou de um grupo de línguas. -------------------------------------------------------------------------------3395 $ gramática implícita I implicit grammar

F

grammaire implicite

Sinónimos: 3397 gramática interiorizada Classificação: Termos Gerais Definição: Sistema linguístico entendido como elemento mental de quem domina uma língua e a usa como falante/ouvinte. -------------------------------------------------------------------------------3397 $ gramática interiorizada I internal grammar

Sinónimos: 3395 gramática implícita Classificação: Termos Gerais Definição: Sistema linguístico entendido como elemento mental de quem domina uma língua e a usa como falante/ouvinte. -------------------------------------------------------------------------------3406 $ gramática nocional I F notional grammar grammaire notionnelle

Sinónimos: 3407 gramática filosófica Termos Relacionados: 3393 gramática formal Classificação: Termos Gerais Definição: Estudo de uma língua, ou das línguas, que considera a existência de categorias extralinguísticas a partir das quais se definem unidades gramaticais. Integramse nesta perspectiva definições como a que estabelece a equivalência entre frase e pensamento completo. Fonte: LYONS (1977). --------------------------------------------------------------------------------

3408 $ gramática normativa I F normative grammar grammaire normative

Termos Relacionados: 987 norma Classificação: Termos Gerais Definição: Conjunto de regras impostas por um grupo socioculturalmente dominante a um ou vários grupos de falantes. -------------------------------------------------------------------------------3405 $ gramática pedagógica I F pedagogical grammar teaching grammar grammaire pédagogique

Classificação: Termos Gerais Definição: Gramática estruturada especificamente para fins de ensino ou de aprendizagem de uma língua estrangeira, ou para o desenvolvimento da consciencialização da língua materna. -------------------------------------------------------------------------------2638 $ gramática pivot I pivot grammar

Termos Relacionados: 2683 aquisição da linguagem Classificação: Psicolinguística Definição: Sistema gramatical proposto por Braine nos anos 60. Braine descobriu que, quando as crianças estão a adquirir uma língua, produzem frases que contêm palavras repetidas numa determinada posição, enquanto outras palavras são usadas com menor frequência. Ao primeiro processo chama-se palavra-pivot, ao último, classe aberta de palavras. Este sistema foi utilizado para explicar o estádio de duas palavras na aquisição da linguagem. Fonte: MORRIS (1988). --------------------------------------------------------------------------------

3416 $ gramática relacional I F relational grammar grammaire relationnelle

Termos Relacionados: 2945 gramática generativa Classificação: Termos Gerais Definição: Desenvolvimento da teoria generativa, iniciado por Perlmutter nos anos 70, e que parte da noção das relações gramaticais (como sujeito e objecto) em vez de partir das categorias dos indicadores sintagmáticos (SN,SV). As transformações são substituídas por operações realizadas sobre redes relacionais não-ordenadas e sobre representações formais de frases; estas operações revelam as relações gramaticais que os elementos de uma frase têm entre si e os níveis sintácticos a que essas relações se referem. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------3417 $ gramática sintagmática I F phrase-structure grammar grammaire syntagmatique

Termos Relacionados: 2945 gramática generativa 3418 gramática sintagmática generalizada Classificação: Termos Gerais Definição: Tipo de gramática representativo de um mecanismo generativo que contém regras capazes de gerar estruturas e de analisar os seus constituintes. Fonte: CHOMSKY (1957). -------------------------------------------------------------------------------3418 $ gramática sintagmática generalizada I generalised phrase-structure grammar

Termos Relacionados: 3417 gramática sintagmática Classificação: Termos Gerais

Definição: Teoria linguística que se desenvolveu no âmbito da gramática generativa como uma alternativa às análises transformacionais. A estrutura sintáctica de uma frase é só um indicador sintagmático; a categoria é um conjunto de especificações, de traços (pares ordenados contendo um traço e um valor de traço) que podem ser determinados por regras. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------3419 $ gramática sistémica I systemic grammar

Classificação: Termos Gerais Definição: Análise que concebe as línguas como "sistemas de sistemas", estabelecendo uma rede de relações de sistemas que dará conta das escolhas semanticamente importantes, efectuadas numa língua considerada como um todo. A gramática sistémica tem origem na teoria de Halliday desenvolvida nos anos 60. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------3420 $ gramática tagmémica I tagmemic grammar

Termos Relacionados: 3421 tagmema Classificação: Termos Gerais Definição: Sistema de análise desenvolvido por Kenneth Pike em que a língua é vista como um conjunto de três módulos: fonologia, léxico e gramática. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------3594 $ gramática teórica I F theoretical grammar grammaire théorique

Sinónimos: 3394 gramática explícita

Classificação: Termos Gerais Definição: Termo utilizado para referir o objectivo da linguística teórica, em particular da análise generativa, pelo qual se visa construir uma gramática que dê conta, de modo completo e preciso, das regras, condições e princípios subjacentes aos enunciados. Fonte: CHOMSKY (1965). -------------------------------------------------------------------------------3422 $ gramática tradicional I F traditional grammar grammaire traditionnelle

Classificação: Termos Gerais Definição: Termo que se refere aos estudos sistemáticos das línguas realizados em fase pré-teórica. -------------------------------------------------------------------------------2944 $ gramática transformacional I F transformational grammar grammaire transformationnelle

Termos Relacionados: 2945 gramática generativa Classificação: Termos Gerais Definição: Modelo de gramática generativa que associa as representações estruturais subjacentes por meio de regras transformacionais. Fonte: CHOMSKY (1957) / CHOMSKY (1981). -------------------------------------------------------------------------------3401 $ gramática universal I F universal grammar grammaire universelle

Termos Relacionados: 1078 universais linguísticos

Classificação: Termos Gerais Definição: Objectivo principal da investigação linguística integrada numa teoria que procura especificar, de um modo preciso, a forma possível de uma gramática nas línguas naturais, com especial referência às restrições formais a que essa gramática está sujeita. -------------------------------------------------------------------------------2890 $ gramáticas de base semântica I semantically based grammars

Classificação: Psicolinguística Definição: Surgem no começo dos anos 70 por reacção à gramática transformacional, de que retêm mais o sistema representacional que o de processamento. A gramática de caso (Fillmore, 1968), um exemplo importante, aponta para características das frases não facilmente explicadas em termos sintácticos - por exemplo, a semelhança semântica entre frases sintacticamente diferentes, como uma activa e a correspondente passiva. Propõe que os elementos possuem na frase papéis semânticos ou casos (agente, instrumental, etc.) atribuídos pelos verbos, categorizando-se estes pelos casos que requerem. Tais relações estão ao nível mais profundo da representação e são universais. Esta explicação teve difusão para o tratamento das primeiras produções infantis . Fonte: CLARK & CLARK (1977). -------------------------------------------------------------------------------3369 $ gramaticalidade I F gramaticality grammaticalité

Sinónimos: 3424 boa-formação Termos Relacionados: 3368 aceitabilidade 2393 agramaticalidade Classificação: Termos Gerais Definição: Característica das construções conformes às regras de uma determinada gramática. Exemplo: "eu levei", o sujeito, 1a. pessoa do singular, concorda com a flexão verbal.

-------------------------------------------------------------------------------1643 $ gramaticalização I F grammaticalization grammaticalisation

Termos Relacionados: 1598 conversão 2149 palavra gramatical 2151 palavra lexical Classificação: Morfologia Definição: Designação específica para um tipo de conversão. Este processo consiste em transformar palavras lexicais, em palavras gramaticais. Em determinados estádios linguísticos, a palavra lexical e a palavra gramatical, decorrente da gramaticalização, podem coexistir. Exemplo: salvo - particípio (o menino está salvo) - preposição (entraram todos salvo ele). Fonte: CÂMARA (1984). -------------------------------------------------------------------------------1644 $ grau I F degree degré de comparaison

Termos Relacionados: 1513 adjectivo 1516 advérbio Classificação: Sintaxe Morfologia Definição: Categoria gramatical utilizada para especificar o escopo de uma comparação entre adjectivos ou advérbios. Reconhece-se, habitualmente, um contraste tripartido (positivo, comparativo, superlativo). Em português, o grau pode ser expresso morfológica ou sintacticamente. -------------------------------------------------------------------------------1574 $ grau comparativo I F comparative comparatif

Termos Relacionados:

1644

grau

Classificação: Sintaxe Morfologia Definição: Termo usado na descrição gramatical da tripartição de grau nos adjectivos e nos advérbios. A forma comparativa é utilizada para comparar duas entidades. Contrasta com o superlativo, que compara mais do que duas entidades, e com o positivo, em que não é feita qualquer comparação. Em português, o comparativo é expresso por uma construção perifrástica. Exemplo: ele é mais esperto do que eu. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------1764 $ grau positivo I F positive positif

Termos Relacionados: 1644 grau Classificação: Morfologia Sintaxe Definição: Valor não-marcado na descrição gramatical dos adjectivos e dos advérbios, quanto ao grau que especifica a extensão da sua aplicação. O grau positivo não implica qualquer comparação, contrariamente ao comparativo e ao superlativo. Geralmente, o grau positivo corresponde à forma do adjectivo sem qualquer modificação formal. Exemplo: ele é esperto. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------1763 $ grau superlativo I F superlative superlatif

Termos Relacionados: 1644 grau Classificação: Morfologia Sintaxe Definição: Termo usado na descrição gramatical da tripartição de grau nos adjectivos e nos

advérbios, que especifica a extensão da sua aplicação. A forma superlativa é utilizada para exprimir uma comparação entre duas ou mais entidades, e contrasta com o comparativo, que envolve apenas duas entidades, e com o positivo, que não faz qualquer comparação. Em português, o superlativo pode ser expresso por sufixação ou por uma construção perifrástica. Exemplos: ele é espertíssimo. ele é muito esperto. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------580 I F $ graus de acento degrees of stress degrés d'accent

Termos Relacionados: 588 acento enfático 585 acento primário 378 acento secundário Classificação: Fonética Fonologia Prosódia Definição: Diferentes graus de proeminência apresentados pelas sílabas da palavra ou da frase. Fonte: MATEUS et alii (1983). -------------------------------------------------------------------------------2110 $ grelha implicacional I implicational grid

Sinónimos: 2111 grelha panlectal Termos Relacionados: 2109 conflito de regras 430 isolecto Classificação: Sociolinguística Definição: Técnica introduzida na linguística por Elliot, Legum e Thompson (1969) e DeCamp (1971) para representar a totalidade dos conjuntos possíveis de regras para uma zona no espaço ou no tempo, limitada de forma arbitrária, que constitui uma selecção da totalidade dos conjuntos de regras possíveis para as línguas humanas.

Fonte: BICKERTON (1973). -------------------------------------------------------------------------------613 I $ grelha métrica metrical grid

Termos Relacionados: 623 pé 632 sílaba terminal 622 sílaba zero Classificação: Fonologia Prosódia Definição: Diagrama que reflecte a natureza rítmica das informações contidas na árvore métrica com a seguinte correspondência: a cada sílaba (nó terminal da árvore)faz corresponder uma posição no nível básico da grelha (N1), alinhando-as apenas. Para representar a "força" relativa destas sílabas, assinalam-se, num segundo nível, apenas as sílabas etiquetadas na árvore com (F). No terceiro nível da grelha, assinalam-se as sílabas dominadas, na árvore, por dois nós (F) e assim sucessivamente para os níveis mais elevados. No ponto mais elevado da grelha marca-se a sílaba que apenas é dominada por nós (F). Fonte: HOGG & Mc CULLY (1987). -------------------------------------------------------------------------------2111 $ grelha panlectal I panlectal grid

Sinónimos: 2110 grelha implicacional Termos Relacionados: 2109 conflito de regras 430 isolecto Classificação: Sociolinguística Definição: Técnica introduzida na linguística por Elliot, Legum e Thompson (1969) e DeCamp (1971) para representar a totalidade dos conjuntos possíveis de regras para uma zona no espaço ou no tempo, limitada de forma arbitrária, que constitui uma selecção da totalidade dos conjuntos de regras possíveis para as línguas humanas. Fonte: BICKERTON (1973).

-------------------------------------------------------------------------------3684 $ grelha temática I F theta-grid grille thématique

Sinónimos: 3685 estrutura argumental Classificação: Semântica Definição: Conjunto de papéis temáticos, ou semânticos, associados a um item lexical. Por exemplo, o verbo "dar" tem três argumentos - agente/fonte, tema e alvo. Fonte: JACKENDOFF (1972). -------------------------------------------------------------------------------2639 $ grelhas de repertório I repertory-grids

Termos Relacionados: 2525 teoria do constructo pessoal Classificação: Psicolinguística Definição: Técnica de avaliação utilizada na teoria do constructo pessoal. É atribuído ao sujeito um determinado papel, por exemplo, de alguém de quem não goste, de alguém que é bem sucedido, etc; o paciente tem que dizer os nomes ou as iniciais das pessoas em que está a pensar. O sujeito deve, no entanto, incluir-se nestes constructos, (por exemplo, eu tal como sou agora, eu como gostaria de ser). Assim que as pessoas tenham sido identificadas, são escolhidas três e coloca-se ao sujeito a seguinte questão: "pode dizer-me em que é que estas duas pessoas são parecidas e diferentes da terceira?". Ao fazer isto, descobrem-se os constructos. Os constructos são colocados numa grelha pelo paciente utilizando um sistema de classificação de 1-9. Fonte: MORRIS (1988). -------------------------------------------------------------------------------1132 $ grupo acentual I F stress group groupe accentuel

Termos Relacionados:

1133 586

acentuação sílaba acentuada

Classificação: Fonologia Prosódia Definição: Sequência de sílabas constituindo uma unidade rítmica e contendo um acento primário. -------------------------------------------------------------------------------1494 $ grupo adjectival Ab I $ GA $ GADJ ADJP AP adjective phrase GA GADJ groupe adjectival

F

Sinónimos: 1493 sintagma adjectival Classificação: Sintaxe Definição: Projecção máxima de um adjectivo. Este pode ter um especificador (grau) e um complemento que em português é um SP. Exemplo: muito carente de ternura. Fonte: CHOMSKY (1981). -------------------------------------------------------------------------------1499 $ grupo adverbial Ab I F $ GADV AdvP adverb phrase GADV groupe adverbial

Sinónimos: 1498 sintagma adverbial

Classificação: Sintaxe Definição:

Projecção máxima de um advérbio. É, geralmente, constituído apenas pelo advérbio ou por este e um especificador também adverbial, funcionando como quantificador. O advérbio pode seleccionar um complemento. Exemplo: independentemente de tudo. Fonte: CHOMSKY (1981). -------------------------------------------------------------------------------2411 $ grupo de associação Sinónimos: 2410 campo associativo Classificação: Lexicologia Semântica Definição: Termo usado por alguns linguistas para designar um conjunto de unidades lexicais que apresenta uma semelhança particular de formas e sentidos entre os seus componentes. Fonte: LYONS (1968). -------------------------------------------------------------------------------1100 $ grupo entoacional I F intonation group intonation phrase groupe intonationnel

Termos Relacionados: 1102 grupo tonal 1101 unidade tonal Classificação: Fonologia Prosódia Definição: Unidade funcional de entoação que, segundo a escola inglesa, possui três elementos constituintes (cabeça, núcleo e cauda). Com este significado, o grupo entoacional equivale ao grupo tonal. Este termo pode ainda significar uma unidade correspondente ao contorno entoacional de determinados constituintes sintácticos. Fonte: CRUTTENDEN (1986). -------------------------------------------------------------------------------1490 $ grupo nominal Ab $ GN

I F

NP noun phrase GN groupe nominal

Sinónimos: 1489 sintagma nominal Classificação: Sintaxe Definição: Projecção máxima de um nome. Este pode ter um especificador (DET) e complemento(s). Exemplo: a demonstração do teorema aos alunos. Fonte: CHOMSKY (1981). -------------------------------------------------------------------------------1497 $ grupo preposicional Ab I F $ GP $ GPREP PP preposition phrase GP groupe prépositionel

Sinónimos: 1495 sintagma preposicional Classificação: Sintaxe Definição: Projecção máxima de uma preposição ou de uma locução prepositiva. A preposição selecciona obrigatoriamente um complemento, que é, normalmente, um sintagma nominal ou uma oração. A preposição pode ter um especificador. Exemplo: completamente contra a proposta. Fonte: CHOMSKY (1981). -------------------------------------------------------------------------------1102 $ grupo tonal I F tone group unité intonative

Sinónimos: 1101 unidade tonal Classificação: Fonologia

Prosódia Definição: Termo utilizado sobretudo por linguistas da escola inglesa para classificar uma sequência distintiva de tons numa elocução. A unidade tonal pode corresponder a uma frase, oração ou palavra mas o termo pode ser aplicado a qualquer unidade gramatical que como tal possa ser caracterizada do ponto de vista entoacional. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------1492 $ grupo verbal Ab I F $ GV VP verb phrase GV groupe verbal

Sinónimos: 1491 sintagma verbal Classificação: Sintaxe Definição: Projecção máxima de um verbo. Geralmente consiste num verbo com o(s) seu(s) complemento(s), quando este selecciona complemento(s). Fonte: CHOMSKY (1981). -------------------------------------------------------------------------------1890 $ guarda I F end-paper garde

Classificação: Filologia Definição: Fólio de protecção, deixado em branco ou acrescentado no início ou no final de um volume. Este termo aplica-se também ao recto do primeiro fólio de um volume cujo texto começa apenas no verso. Fonte: MUZERELLE (1985). -------------------------------------------------------------------------------1646 $ habitual F habituel

Termos Relacionados: 1546 aspecto 1611 aspecto durativo Classificação: Semântica Morfologia Definição: Valor aspectual durativo. Um estado de coisas, localizado num dado intervalo de tempo (I), ocorre nesse intervalo de tempo,em intervalos de tempo anteriores adjacentes a I e, presumivelmente, em intervalos de tempo posteriores adjacentes a I, sendo apresentado como um comportamento ou característica habitual de um dos participantes no estado de coisas descrito, nos intervalos em questão. Construções como "costumar", "ser costume p", "ser habitual p" e o presente simples exprimem este valor aspectual. Fonte: MATEUS et alii (1983). -------------------------------------------------------------------------------3148 $ hapax F hapax

Classificação: Lexicologia Definição: Forma cuja frequência é igual a 1, no corpus (hapax do corpus) ou numa das suas partes (hapax de uma das partes). Fonte: SALEM (1987). -------------------------------------------------------------------------------2204 $ hapax legomenon I F hapax legomenon hapax

Termos Relacionados: 2205 palavra estabelecida Classificação: Lexicologia Definição: Palavra com uma única atestação. Não é uma palavra estabelecida. Fonte: BAUER (1988). --------------------------------------------------------------------------------

526 I F

$ haplografia haplography haplographie

Termos Relacionados: 495 ditografia Classificação: Filologia Definição: Erro de natureza mecânica que consiste na supressão de uma unidade gráfica que deveria surgir repetida. Exemplo: a primeira letra de uma palavra é suprimida por coincidir com a última letra da palavra anterior, como "te veniat" por "te eveniat". Fonte: SALVATORE (1983). -------------------------------------------------------------------------------1647 $ haplologia I F haplology hapaxépie haplolalie haplologie

Termos Relacionados: 53 dissimilação Classificação: Linguística Histórica Fonologia Morfologia Definição: Processo morfofonológico que ocorre, na composição ou derivação, entre duas sílabas contíguas, total ou parcialmente iguais, e que consiste na supressão de uma delas. É um caso particular de dissimilação. Exemplos: semínima (semimínima); idolatra (idololatra). Fonte: CÂMARA (1984). -------------------------------------------------------------------------------349 I F $ harmónico harmonic harmonique

Termos Relacionados: 238 frequência

368 1308

frequência fundamental onda sonora

Classificação: Fonética Definição: Um múltiplo inteiro da frequência fundamental de uma onda sonora. Se uma onda sonora tiver um Fo de 200 Hertz, o seu segundo harmónico terá uma frequência de 400 Hz, o seu terceiro harmónico terá uma frequência de 600 Hz, etc. Fonte: LADEFOGED (1962). -------------------------------------------------------------------------------294 I F $ harmonia harmony harmonie harmonie phonétique

Classificação: Fonética Fonologia Definição: Modo como a articulação de uma unidade fonológica é influenciada por (ou está "em harmonia com") outra unidade, na mesma palavra ou no mesmo grupo de palavras. O conceito de harmonia é análogo ao de assimilação. Existe harmonia consonântica e harmonia vocálica. Em português aplica-se uma regra de harmonia vocálica sobre a vogal do radical dos verbos regulares, nas formas rizotónicas. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------1252 $ harmonia consonântica I consonantal harmony

Termos Relacionados: 294 harmonia 1251 harmonia vocálica Classificação: Fonética Fonologia Definição: Modo como a articulação de uma consoante é influenciada pelas propriedades de outra(s) consoante(s) na mesma palavra ou no mesmo grupo de palavras. Fonte: CRYSTAL (1980a).

-------------------------------------------------------------------------------1251 $ harmonia vocálica I F vowel harmony harmonie vocalique

Termos Relacionados: 27 assimilação 1252 harmonia consonântica Classificação: Fonética Fonologia Definição: Modo como a articulação de uma vogal é influenciada pelas propriedades de outra(s) vogal(ais) na mesma palavra ou no mesmo grupo de palavras. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------3149 $ harmonização das noções I F concept harmonization harmonisation des notions

Termos Relacionados: 3150 harmonização dos termos Classificação: Terminologia Definição: Redução das diferenças entre duas ou mais noções. Fonte: NORMALISATION FRANÇAISE (1990). -------------------------------------------------------------------------------3150 $ harmonização dos termos I F term harmonization harmonisation des termes

Termos Relacionados: 3149 harmonização das noções Classificação: Terminologia Definição: Designação em várias línguas de uma mesma noção por termos que reflectem as

mesmas características ou por termos de forma semelhante. Fonte: NORMALISATION FRANÇAISE (1990). -------------------------------------------------------------------------------83 I F $ harmonização vocálica vowel harmony harmonie vocalique

Termos Relacionados: 30 assimilação à distância 84 metafonia Classificação: Linguística Histórica Definição: Assimilação, total ou parcial, entre duas vogais não contíguas. É um caso particular de assimilação à distância. Fonte: HOCK (1986). -------------------------------------------------------------------------------2187 $ helenismo I F greek loan emprunt au grec

Termos Relacionados: 155 empréstimo Classificação: Lexicologia Definição: Em sentido lato, são as palavras e as construções que se estabeleceram em latim e nas línguas ocidentais modernas por inspiração do grego antigo. Em sentido estrito, consideram-se helenismos, na língua portuguesa, as palavras constituídas por elementos gregos não-latinizados. Assim, a prefixação apresenta, em português, ao lado do prefixo de origem latina, o prefixo grego (exs. "anti-" em "antítese", "pro-" em "prólogo", "eu-" em "euforia"). Há também sufixos, como "-ia" (com i tónico) como em "eufonia", e "-ismo" como em "hedonismo". Outros helenismos são formados pela associação de elementos lexicais. Há, em português, uma série de radicais gregos usados para este tipo de formação de palavras,como "log" (em "antropologia"), e "auto" (em "autóctone"). Fonte: CÂMARA (1984). -------------------------------------------------------------------------------1390 $ heterónimo

I F

heteronym hétéronyme

Classificação: Semântica Lexicologia Definição: Palavra que mantém com outra palavra uma relação de heteronímia. -------------------------------------------------------------------------------2209 $ heteronímia I F heteronymy hétéronymie

Classificação: Lexicologia Semântica Definição: Relação existente entre palavras com radicais diferentes, mas cujo conjunto forma uma estrutura semântica. Em português, a heteronímia verifica-se na categoria de género para muitos substantivos (exs.:homem - mulher, bode - cabra); na categoria de caso para os pronomes pessoais (ex.:eu - me - mim); na categoria de número para os pronomes pessoais (ex.: eu - nós); nas categorias modo-temporais e número-pessoais de vários verbos (ex.: vai - ía - foi). Também há heteronímia quando um sufixo lexical, com que se forma uma palavra derivada, tem igualmente a distribuição limitada a determinada aplicação gramatical. É o que sucede em português para o género com o sufixo -triz privativo do feminino, em face de -dor privativo do masculino. Exemplo: imperatriz-imperador. Fonte: CÂMARA (1984). -------------------------------------------------------------------------------207 I F $ híbrido hybrid hybride

Sinónimos: 206 forma híbrida Termos Relacionados: 184 composição 209 formação de palavras Classificação: Linguística Histórica Definição:

Recorre-se especialmente aos hibridismos quando com os elementos exclusivamente gregos já existem palavras com significação distinta. São particularmente importantes os compostos de elemento grego com elemento latino (exs. endovenoso. Exemplo: "maçaroca". Este facto é assinalado acusticamente pelo desenho diferenciado dos formantes de cada uma das vogais.Rokka". -------------------------------------------------------------------------------257 I F $ hiato hiatus hiatus Termos Relacionados: 267 formantes Classificação: Fonética Fonologia Definição: Sequência de duas vogais que pertencem a sílabas diferentes. televisão (telescópio). Fonte: CÂMARA (1984). da circunstância dos elementos se terem integrado no mecanismo da língua que faz a sua associação. em princípio.Palavra formada por composição cujos elementos constituintes provêm de línguas diferentes. -------------------------------------------------------------------------------797 I $ hipercorrecção hypercorrection . este do germânico "Rokko . decímetro). Exemplos: decímetro (decâmetro). Exemplo: [ríu]. A existência destas palavras decorre. -------------------------------------------------------------------------------2189 $ hibridismo Termos Relacionados: 155 empréstimo 2187 helenismo 2188 latinismo Classificação: Lexicologia Linguística Histórica Definição: Formação de palavras por composição de elementos constituintes provenientes de línguas diferentes.: autoclave. do árabe "masura" (canudo de lançadeira) + português "roca". automóvel (autómato).

-------------------------------------------------------------------------------1381 $ hiperónimo I F hyperonym hyperonyme Sinónimos: 1393 superordenado . O /l/ palatalizou-se neste contexto. forma.Sinónimos: 846 ultracorrecção Classificação: Linguística Histórica Definição: A hipercorrecção produz-se quando um falante de uma variedade linguística. quando vê um objecto semelhante. Há hipercorrecção. Fonte: MORRIS (1988). sabor. Por exemplo. por não possuir no seu dialecto a oposição entre o /l/ palatal e o /l/ apical quando precedidos por /i/. textura e. A criança aprende uma palavra nova. por exemplo. assim. introduz erradamente numa dada palavra uma sequência fonética inexistente no seu próprio sistema. por vezes. ela pode chamar "cão" a todos os animais com quatro patas e uma cauda. movimento. Fonte: ANDERSON (1973) / HOCK (1986). mas pode só reconhecer algum aspecto particular da mesma. por exemplo. som. -------------------------------------------------------------------------------2640 $ hiperextensão I overextension Sinónimos: 2667 extensão abusiva Termos Relacionados: 2637 generalização abusiva 2641 hipoextensão 2981 teorias de aquisição e desenvolvimento da linguagem Classificação: Psicolinguística Definição: No 'estádio das duas palavras' da aquisição da linguagem podem ocorrer extensões abusivas. usa o mesmo nome. tamanho. quando um falante madeirense pronuncia a palavra "palmilha" como palmi[l]a. tentando reproduzir o sistema da variedade mais prestigiada. porque o primeiro animal que viu com estas características foi um cão.

que tem "mesa" como seu hipónimo.3256 termo genérico Termos Relacionados: 1378 co-hipónimo 1391 hiperonímia 1380 hipónimo 1379 hiponímia Classificação: Lexicologia Terminologia Semântica Definição: Hiperónimo ou superordenado é o nome dado à unidade lexical que numa relação de inclusão se apresenta como a unidade mais geral. entre o hiperónimo "flor" e o hipónimo "cravo". mas o inverso não é verdadeiro. Fonte: LYONS (1977). ou superordenado. -------------------------------------------------------------------------------1391 $ hiperonímia I F hyperonymy hyperonymie Sinónimos: 1392 superordenação Termos Relacionados: 1378 co-hipónimo 1381 hiperónimo 1380 hipónimo 1379 hiponímia Classificação: Semântica Definição: Hiperonímia ou superordenação é o nome dado à relação de sentido inversa da hiponímia. a que inclui no seu significado o significado veiculado pela outra unidade (o seu hipónimo). mas a partir da unidade mais geral. Fonte: LYONS (1977). Assim. Assim. na relação de hiperonímia existente entre as palavras "mesa" e "mobília". a partir da possibilidade de inclusão do significado de uma no significado da outra. ou superordenação. podemos dizer que o hipónimo "cravo" mantém uma relação com o hiperónimo (ou superordenado) "flor". pois esta relação não é simétrica. Enquanto esta refere a relação de sentido entre duas palavras. a hiperonímia ou superordenação reflecte a mesma relação. Nesse caso fala-se de uma relação de hiperonímia. "mobília" é o hiperónimo. .

na relação existente entre as palavras "leão" e "animal". o termo específico ou hipónimo integra-se por vezes numa língua de especialidade. Fonte: LYONS (1977). "leão" é o hipónimo e "animal" é o hiperónimo. é uma declaração sobre a possibilidade de relação entre duas ou mais variáveis. -------------------------------------------------------------------------------886 I $ hipótese hypothesis Classificação: Sociolinguística Definição: Declaração de que algo é verdadeiro. Assim. aquela cujo significado se inclui no significado mais geral que é dado pela outra unidade (o hiperónimo ou superordenado). numa dada situação. -------------------------------------------------------------------------------2247 $ hipótese de base-palavra I word-based hypothesis . Por oposição ao vocábulo da língua corrente. Em grande número de casos. Fonte: COZBY (1985).-------------------------------------------------------------------------------1380 $ hipónimo I F hyponym hyponyme Sinónimos: 3254 termo específico Termos Relacionados: 1378 co-hipónimo 1381 hiperónimo 1391 hiperonímia 1379 hiponímia 3181 língua de especialidade Classificação: Semântica Terminologia Lexicologia Definição: Nome dado à unidade lexical que numa relação de hiponímia se apresenta como a mais específica.

Termos Relacionados: 209 formação de palavras Classificação: Morfologia Definição: Hipótese formulada por Aronoff. Fonte: HAIMAN (1985). segundo a qual a especificação sintácticosemântica da base pode ser mais ou menos complexa. -------------------------------------------------------------------------------2248 $ hipótese de isomorfismo I isomorphism hypothesis Classificação: Morfologia Definição: Hipótese enunciada por Haiman. apenas a um. Uma nova palavra é formada pela aplicação de uma regra regular a uma palavra já existente. nome e verbo. Tanto a base como a nova palavra pertencem a categorias lexicais maiores. Uma regra de formação de palavras nunca se aplica a vários tipos de bases. Fonte: ARONOFF (1976). Uma identidade formal recorrente entre categorias gramaticais diferentes reflecte sempre a semelhança apercebida na função comunicativa. -------------------------------------------------------------------------------2254 $ hipótese de ordenação por níveis . -------------------------------------------------------------------------------2250 $ hipótese de base-única I unitary base hypothesis Termos Relacionados: 209 formação de palavras Classificação: Morfologia Definição: Hipótese formulada por Aronoff. segundo a qual todos os processos regulares de formação de palavras têm por base uma palavra. segundo a qual formas diferentes implicam sempre uma diferença na sua função comunicativa. Fonte: ARONOFF (1976). como advérbio. mas é sempre única. adjectivo.

. Fonte: MATEUS & VILLALVA (1985) -------------------------------------------------------------------------------381 I $ hipótese do bioprograma bioprogramme hypothesis Termos Relacionados: 382 teoria do substrato Classificação: Sociolinguística . uma derivação semântica de categorias conceptuais secundárias a partir de primárias (o plural a partir do singular. a adjunção de afixos de Nível II não pode preceder a adjunção de afixos de Nível I. nas línguas naturais. Ou seja: se uma categoria deriva de outra do ponto de vista do significado deve existir uma indicação paralela (sintáctica ou morfológica) que permita captar empiricamente essa derivação. por exemplo). -------------------------------------------------------------------------------1200 $ hipótese de transparência semântica I semantic transparency hypothesis Classificação: Fonologia Definição: Hipótese da fonologia generativa natural que considera que. é reflectida por uma derivação sintáctica ou morfológica paralela. de terciárias a partir de secundárias. etc. Fonte: SIEGEL (1979). Segundo esta hipótese.I level ordering hypothesis Sinónimos: 2253 generalização sobre a ordenação de afixos Termos Relacionados: 209 formação de palavras 2255 fronteira de morfema 2256 fronteira de palavra 2257 teoria morfológica dos estratos Classificação: Morfologia Definição: Hipótese sobre a formação das palavras que assenta numa tipologia de afixos (Nível I e Nível II) específica de uma dada língua.

permutar ou substituir partes de palavras. na fase inicial da sua formação. com uma parte mínima de interferência cultural. segundo a qual as regras sintácticas não podem inserir. são a realização mais directa das instruções de um bioprograma linguístico.Definição: Hipótese desenvolvida por Bickerton segundo a qual as línguas crioulas. -------------------------------------------------------------------------------210 I $ hipocorístico hypocouristic Termos Relacionados: 211 reduplicação Classificação: Linguística Histórica Definição: . -------------------------------------------------------------------------------887 I $ hipótese nula null hypothesis Classificação: Sociolinguística Definição: Hipótese utilizada com objectivos estatísticos segundo a qual as variáveis sob investigação não são relacionadas na população e segundo a qual os feitos observados nos resultados da amostra são devidos a um erro aleatório. Fonte: COZBY (1985). Fonte: JACKENDOFF (1972). -------------------------------------------------------------------------------2249 $ hipótese lexicalista I lexicalist hypothesis Termos Relacionados: 209 formação de palavras Classificação: Morfologia Definição: Hipótese formulada por Jackendoff. suprimir. Fonte: ROMAINE (1988).

Durante o período de hipoextensão. entre outros. . a reduplicação silábica e a utilização de sufixos diminutivos. e. então comprou uma flor. -------------------------------------------------------------------------------2641 $ hipoextensão I underextension Sinónimos: 2668 redução da extensão Termos Relacionados: 2640 hiperextensão Classificação: Psicolinguística Definição: O oposto de hiperextensão ou extensão abusiva. todavia e num estádio mais avançado. i. papá.Palavra que exprime afecto. Esta relação pode ser definida em termos de implicação estrita. Exemplo: se ela comprou uma rosa. estabelecida segundo critérios de inclusão.. Exemplos: titi. São processos hipocorísticos. a palavra "malmequer" é hipónimo do hiperónimo "flor" (também designado superordenado). a criança pode usar a palavra "mona" para se referir à sua boneca de pano mas não para referir todas as outras bonecas de pano. pois o seu significado está incluído no significado de "flor". Fonte: MORRIS (1988). Pode. para designar outros objectos com características semelhantes às da boneca de pano. a criança usa uma palavra para um determinado objecto. paizinho. numa extensão abusiva. -------------------------------------------------------------------------------1379 $ hiponímia I F hyponymy hyponymie Termos Relacionados: 1378 co-hipónimo 1381 hiperónimo 1391 hiperonímia 1380 hipónimo 2735 implicação estrita Classificação: Semântica Definição: Diz-se da relação de sentido não simétrica existente entre duas palavras. Assim. utilizar o nome correcto para todas as bonecas de pano e até empregálo. "malmequer" tem com "flor" uma relação de hiponímia. Assim.

-------------------------------------------------------------------------------798 I $ história interna internal history Termos Relacionados: 790 história externa . com quatro páginas e com três ilustrações em cada página. testam apenas a compreensão e o emprego de palavras. com base num livro de imagens.Fonte: LYONS (1977). Fonte: MORRIS (1988). de 1969. é levada a contar uma história de "um autocarro mal comportado". -------------------------------------------------------------------------------790 I $ história externa external history Termos Relacionados: 798 história interna Classificação: Linguística Histórica Definição: A história externa de uma língua estuda as modificações que se produzem na comunidade linguística que a fala e nas suas necessidades. Neste teste podem obter-se dois tipos de resultados: um é relativo à extensão das frases e o outro à informação fornecida. A história do autocarro pode ser utilizada com as crianças entre os três e os oito anos. Fonte: DUBOIS et alii (1973). sintagmas e frases. com o objectivo de determinar as condições da evolução linguística propriamente dita. -------------------------------------------------------------------------------2557 $ história do autocarro I bus story Termos Relacionados: 2684 testes de aquisição e desenvolvimento da linguagem Classificação: Psicolinguística Definição: Técnica da autoria de Catherine Renfrew. Outros testes. destinada a testar o emprego da fala contínua pelas crianças. tais como o RDLS. A criança.

Classificação: Linguística Histórica Definição: A história interna estuda as modificações sofridas pela estrutura de uma língua no decurso da sua evolução. os seus passatempos e a sua atitude perante a situação em que se encontra. A quantidade de informação exigida para o historial do caso é determinada pela gravidade dos distúrbios de que o doente sofre. Fonte: COZBY (1985). -------------------------------------------------------------------------------2642 $ historial do caso I case history Classificação: Psicolinguística Definição: Sumário dos distúrbios de comunicação do sujeito desde as primeiras manifestações até ao momento da sua apresentação ao terapeuta. Fonte: MORRIS (1988). -------------------------------------------------------------------------------888 I $ histograma histogram Sinónimos: 889 gráfico de barras Classificação: Sociolinguística Definição: Representação gráfica dos valores numa distribuição de frequências. As barras verticais ou horizontais representam as frequências de cada valor. Fonte: DUBOIS et alii (1973). -------------------------------------------------------------------------------2013 $ holofrase I holophrase Termos Relacionados: . Inclui pormenores de partes relevantes do historial médico do indivíduo.

-------------------------------------------------------------------------------3152 $ homónimo I F homonym homonyme Classificação: . se ambas tiverem a mesma forma fonética e significados diferentes.. Exemplo: "pregar" (com um martelo) e "pregar" (um sermão) são homógrafos. Fonte: LYONS (1977). se com ela tiver uma relação de homografia. funciona como uma frase.2016 fala holofrástica Classificação: Sociolinguística Definição: Palavra que. "cozer" e "coser". ou seja. Fonte: LYONS (1977). -------------------------------------------------------------------------------1395 $ homógrafo I F homograph homographe Classificação: Semântica Definição: Uma unidade lexical é homógrafa de outra. e. i. se com ela tiver uma relação de homofonia. -------------------------------------------------------------------------------1394 $ homófono I F homophone homophone Classificação: Semântica Definição: Diz-se que uma unidade lexical é homófona de outra. com "concelho" e "conselho". se ambas tiverem formas gráficas semelhantes e significados diferentes. como acontece. Fonte: MUHLHAUSLER (1986) / Dicionário de Linguística Aplicada. por exemplo. isolada.

Semântica Lexicologia Terminologia Definição: Cada um dos termos de uma dada língua que têm a mesma forma gráfica ou fónica. -------------------------------------------------------------------------------1388 $ homofonia I F homophony homophonie Classificação: Semântica Definição: Género específico de homonímia parcial. Exemplo: saia (substantivo) e saía (forma do verbo "sair"). como acontece com "segredo" (nome) e "segredo" (forma do verbo segredar). também designada heteronímia. -------------------------------------------------------------------------------1389 $ homografia I F homography homographie Classificação: Semântica Definição: Género específico de homonímia parcial. mas que designam noções diferentes. Fonte: LYONS (1977). como acontece com "passo" e "paço". também designada heteronímia. a homografia designa a relação existente entre duas unidades lexicais que têm a mesma forma gráfica. -------------------------------------------------------------------------------1387 $ homonímia I F homonymy homonymie Classificação: . Fonte: LYONS (1977). mas que têm formas fonéticas e significados diferentes. a homofonia refere a relação existente entre unidades lexicais que têm a mesma forma fonética mas significados diferentes. Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985).

Terminologia Lexicologia Linguística Histórica Semântica Definição: Relação existente entre unidades lexicais que têm as mesmas formas gráfica e fonética. -------------------------------------------------------------------------------3154 $ índice I F index index Termos Relacionados: 3126 estatística lexical 3179 lexicometria . -------------------------------------------------------------------------------3425 $ índice I index Classificação: Termos Gerais Definição: Indicador numérico ou literal associado a um conjunto de categorias na descrição de uma frase ou de um enunciado e revelando identidade ou diferença de referência. a homografia ou as duas. Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). / NORMALISATION FRANÇAISE (1990). providos de uma referência que permite a sua identificação. -------------------------------------------------------------------------------3155 $ índice I F index index Classificação: Terminologia Lexicologia Definição: Lista alfabética dos termos de um dicionário terminológico ou dos elementos linguísticos extraídos de uma fonte. mas significados diferentes. A homonímia compreende a homofonia. Fonte: LYONS (1977).

o segundo é composto por dez testes de desempenho para medição da capacidade necessária para aprender a ler e escrever. -------------------------------------------------------------------------------2643 $ índice de Aston I Aston Index Termos Relacionados: 2684 testes de aquisição e desenvolvimento da linguagem Classificação: Psicolinguística Definição: Trata-se de um conjunto de testes. Os resultados de cada um dos grupos são introduzidos num diagrama. o índice denomina-se alfabético.Classificação: Lexicologia Definição: Lista impressa constituída a partir de uma reorganização das formas e das ocorrências de um termo. o terapeuta pode verificar o atraso no desenvolvimento e as dificuldades mais significativas que a criança possa ter. É formado por dois grupos de testes. Quando as formas são apresentadas segundo a ordem lexicográfica (a dos dicionários). elaborado por Newton e Thomson em Birmingham.destinado a diagnosticar na aula os jovens entre os cinco e os catorze anos. Fonte: MORRIS (1988). o índice denomina-se hierárquico. Assim. tendo por base a forma gráfica e permitindo reagrupar as referências relativas ao conjunto das ocorrências de uma mesma forma. Se as formas são apresentadas segundo uma ordem de frequência decrescente. O primeiro inclui seis testes destinados a medir a capacidade geral permitindo a obtenção de valores de equivalência etária. -------------------------------------------------------------------------------2644 $ índice de Porch de capacidades comunicativas Ab I $ PICA PICA Porch index of communicative abilities Classificação: Psicolinguística Definição: Método de avaliação formal construído por Porch em 1967 para testar a função da . Fonte: SALEM (1987).O conjunto reparte-se por dois níveis:o primeiro destinado a crianças entre os cinco e os seis anos e o segundo para crianças de idades superiores.

bem como o sistema de resultados.linguagem dos afásicos. 4) eficiência da resposta. Este método foi projectado para ser aplicado em crianças com dificuldades de aprendizagem que requerem educação especial e que sofrem de SDLD. i. Um teste deste género proporciona ao terapeuta um registo extremamente detalhado da produção de cada doente. uma para idades compreendidas entre os dois e os seis anos e outra para idades entre os seis e os doze anos. -------------------------------------------------------------------------------3157 $ índice de vocábulos I F inverted index index de vocables Classificação: Terminologia Definição: Índice de vocábulos extraídos de um texto e acompanhados das referências das ocorrências de cada um desses vocábulos. O sistema de Porch baseiase em quatro variáveis: 1) capacidades de resposta por parte do paciente. -------------------------------------------------------------------------------2645 $ índice de Porch de capacidades comunicativas em crian-ças Ab I $ PICAC PICAC Porch index of communicative abilities in children Termos Relacionados: 2614 distúrbio específico de desenvolvimento da linguagem 2644 índice de Porch de capacidades comunicativas 2684 testes de aquisição e desenvolvimento da linguagem Classificação: Psicolinguística Definição: Método de avaliação elaborado por Porch em 1971.. e. 2) precisão da resposta do paciente. Fonte: MORRIS (1988). e não necessariamente com aspectos linguísticos e fonológicos da fala da criança. Porch só estava interessado com a comunicação da criança. Possui duas escalas. Fonte: NORMALISATION FRANÇAISE (1990). A base deste teste é idêntica ao PICA. -------------------------------------------------------------------------------- . Tal como com o PICA. Fonte: MORRIS (1988). evidência do atraso motor. 3) prontidão da resposta.

-ee -i. Fonte: DRESSLER et alii (ed. Fonte: NORMALISATION FRANÇAISE (1990).3158 $ índice lematizado I F lemmatized word index index lemmatisé Classificação: Terminologia Definição: Índice no qual cada palavra é apresentada na sua forma de base. -------------------------------------------------------------------------------2245 $ iconicidade construcional I constructional iconicity Sinónimos: 2246 diagramaticidade Termos Relacionados: 2220 morfologia natural Classificação: Morfologia Definição: Princípio da morfologia natural que designa uma relação diagramática entre o significado e o significante.em louvar. -------------------------------------------------------------------------------2129 $ índice temático Sinónimos: 2119 afixo actualizador temático 1700 vogal temática Termos Relacionados: 1695 tema Classificação: Morfologia Definição: Afixo que identifica um paradigma de flexão verbal. .) (1987). Fonte: CARVALHO (1973). Exemplos: -a.em receber. recebimento. prevendo que um maior volume de significado seja representado por um maior volume de forma.

aos tempos e às quantificações. às qualidades. Fonte: METZELTIN & CANDEIAS (1982). -------------------------------------------------------------------------------429 I $ idiolecto ideolect Termos Relacionados: 425 dialecto 393 variedade linguística Classificação: Sociolinguística Definição: Sistema linguístico de um indivíduo. aos processos. Fonte: RONCAGLIA (1975). as identificações são noemas que se referem ao grau de identificação que o emissor atribui aos objectos da realidade. Hábitos discursivos de um indivíduo realizados numa variedade específica. -------------------------------------------------------------------------------527 I F $ ideógrafo ideograph idéogramme Termos Relacionados: 551 original Classificação: Filologia Definição: Manuscrito não autógrafo que contém um texto directamente revisto pelo autor. num dado espaço de tempo. .-------------------------------------------------------------------------------2733 $ identificações Termos Relacionados: 2691 cronema 2700 eiconema 2763 noema Classificação: Semântica Definição: De acordo com Michael Metzeltin. aos lugares.

Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------85 $ ieísmo

Classificação: Linguística Histórica Definição: Semivocalização de uma consoante lateral palatal, que evolui para [j]. -------------------------------------------------------------------------------723 I F $ ilocução illocution illocution

Termos Relacionados: 683 acto de fala 680 acto ilocutório 724 locução 725 perlocução Classificação: Pragmática Definição: Produto da acção de realizar actos locutórios. Ilocução distingue-se de locução e de perlocução, pois, ao remeter para a acção realizada por um locutor com um enunciado, não se reduz ao resultado do mero acto de dizer (locução) nem toma em consideração as consequências ou efeitos que tal acção tem no posterior comportamento do(s) alocutário(s). Fonte: AUSTIN (1962). -------------------------------------------------------------------------------3153 $ ilustração I F ilustration illustration

Classificação: Terminologia Definição: Representação pictórica (imagem ou esquema) ou representação gráfica da noção designada por um termo ou do objecto correspondente. Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). / NORMALISATION FRANÇAISE (1990).

-------------------------------------------------------------------------------2367 $ imperativo I F imperative impératif

Termos Relacionados: 2237 incorporação 1748 modo Classificação: Morfologia Semântica Sintaxe Definição: Modo que exprime exclusivamente a vontade do falante em relação ao comportamento do ouvinte. Em português, o imperativo só tem formas de presente, que também se aplicam ao futuro. As formas verbais de imperativo, rigorosamente ditas, são apenas as de segunda pessoa; mas como em português há um tratamento indirecto, com o verbo na terceira pessoa, há formas imperativas correspondentes, no singular e no plural. Por outro lado, o falante pode associar-se à atitude que impõe a outrem, surgindo daí uma forma imperativa da primeira pessoa plural. Morfologicamente, o imperativo restringe-se às formas da segunda pessoa singular e plural. As restantes formas do imperativo e as do imperativo negativo são dadas pelo conjuntivo presente. Fonte: CÂMARA (1984). -------------------------------------------------------------------------------965 I F $ implicação implication implication

Termos Relacionados: 932 pressuposição pragmática 933 pressuposição semântica Classificação: Pragmática Semântica Definição: Diz-se que existe uma relação de implicação entre dois ou mais enunciados se o valor de verdade de um deles determinar o valor de verdade dos outros. Uma proposição P implica uma proposição Q se e só se, em cada um dos mundos possíveis, se P é verdadeiro, Q também é. Isto é: "P → Q" V →V F←F F →V ou F

-------------------------------------------------------------------------------2735 $ implicação estrita I entailment strict implication

Classificação: Semântica Definição: Relação de sentido entre duas proposições em que a verdade da segunda, a consequente, decorre necessariamente da verdade da primeira, a antecedente, de tal modo que não se pode afirmar a primeira e negar a segunda. Ou seja, se P implica estritamente Q,então não é logicamente possível que P e não-Q sejam ambas verdadeiras, ou vice-versa. Exemplo: se P for "o João sempre foi solteiro" e Q "o João nunca foi casado", então, se P é verdadeira, Q é também verdadeira e não podemos negar Q, se afirmarmos P e vice-versa. Fonte: LYONS (1977). -------------------------------------------------------------------------------2736 $ implicação material I material conditional material implication

Sinónimos: 3334 condicional Classificação: Semântica Definição: Relação entre duas proposições P e Q (P → Q) / P ⊃ Q, respectivamente antecedente e consequente, que só é falsa quando o antecedente é verdadeiro e o consequente falso. No entanto, se o antecedente é falso e o consequente é verdadeiro, do ponto de vista linguístico parece estranho que a relação seja verdadeira. Temos aqui um caso em que os conectores lógicos e os do português variam. Corresponde à construção "se...então", embora linguisticamente esta seja muito mais complexa. -------------------------------------------------------------------------------2421 $ implicado I implicated implicatum

Sinónimos: 2399 consequente

Classificação: Semântica Definição: Na relação de implicação que se estabelece entre duas proposições, em que P → Q ("P implica Q" ou "se P, então Q") designa-se por consequente ou implicada a proposição que resulta da implicação, no caso a proposição Q. Fonte: LYONS (1977). -------------------------------------------------------------------------------904 I $ implicatura convencional conventional implicature

Sinónimos: 859 implicitação convencional Termos Relacionados: 856 implicatura conversacional Classificação: Pragmática Definição: Termo que designa as implicações que podem ser deduzidas da forma de um enunciado, com base no significado convencional das palavras. Por exemplo, o enunciado "Ele é português, portanto é bom trabalhador", deixa deduzir que o facto de ele ser bom trabalhador é uma consequência do facto de ser português. As implicaturas (ou implicitações) convencionais têm o seu oposto nas implicaturas não-convencionais de cujo grupo fazem parte as implicaturas (ou implicitações) conversacionais. Fonte: GRICE (1975) / LEVINSON (1983). -------------------------------------------------------------------------------856 I $ implicatura conversacional conversational implicature

Sinónimos: 858 implicitação conversacional Termos Relacionados: 859 implicitação convencional 687 princípio de cooperação Classificação: Pragmática

Definição: Termo derivado da teorização de Grice e que designa um tipo de implicatura nãoconvencional. Refere-se às implicações que podem ser deduzidas da forma de um enunciado, com base em certas características gerais do discurso, nomeadamente a observação do princípio de cooperação e a exploração das máximas conversacionais. Pode ser particular ou generalizada, conforme for ou não restrita a um contexto específico. Exemplo: a compreensão do enunciado "A porta está aberta" como um pedido para fechar a porta. Fonte: GRICE (1975) / LEVINSON (1983). -------------------------------------------------------------------------------859 I $ implicitação convencional conventional implicature

Sinónimos: 904 implicatura convencional Classificação: Pragmática Definição: Termo que designa as implicações que podem ser deduzidas da forma de um enunciado, com base no significado convencional das palavras. Por exemplo, o enunciado "Ele é português, portanto é bom trabalhador", deixa deduzir que o facto de ele ser bom trabalhador é uma consequência do facto de ser português. As implicaturas (ou implicitações) convencionais têm o seu oposto nas implicaturas não-convencionais de cujo grupo fazem parte as implicaturas (ou implicitações) conversacionais. Fonte: GRICE (1975) / LEVINSON (1983). -------------------------------------------------------------------------------858 I $ implicitação conversacional conversational implicature

Sinónimos: 856 implicatura conversacional Termos Relacionados: 859 implicitação convencional 687 princípio de cooperação Classificação: Pragmática Definição: Termo derivado da teorização de Grice e que designa um tipo de implicatura nãoconvencional. Refere-se às implicações que podem ser deduzidas da forma de um

enunciado, com base em certas características gerais do discurso, nomeadamente a observação do princípio de cooperação e a exploração das máximas conversacionais. Pode ser particular ou generalizada, conforme for ou não restrita a um contexto específico. Exemplo: a compreensão do enunciado "A porta está aberta" como um pedido para fechar a porta. Fonte: GRICE (1975) / LEVINSON (1983). -------------------------------------------------------------------------------1877 $ imprensa I F printing press imprimerie

Termos Relacionados: 1884 tipografia Classificação: Filologia Definição: Arte de imprimir, multiplicando uma imagem gráfica através de uma técnica que consiste em se pressionar um molde (forma), comportando o texto a reproduzir, contra um suporte de qualquer espécie. A imprensa foi, tal como o papel e a tipografia, inventada na China, datando de 868 d.C. o mais antigo livro impresso conhecido. As primeiras formas eram placas de madeira gravadas, mas foram substituídas no século XI por composições de caracteres móveis (tipos), que foram sendo, sucessivamente, de barro, de estanho, de madeira, de bronze e de cobre. Na Europa, a invenção da imprensa tipográfica data do século XV e é atribuída a Gutenberg. Fonte: McLUHAN (1972). -------------------------------------------------------------------------------1878 $ impresso I F printed book imprimé

Termos Relacionados: 467 bibliografia material 1877 imprensa 545 manuscrito 1884 tipografia Classificação: Filologia Definição: Estrutura solidária de folhas encadernadas (livro), cujo texto ficou gravado mediante a utilização de uma máquina de imprimir.

-------------------------------------------------------------------------------530 I F $ impressor printer imprimeur

Termos Relacionados: 1877 imprensa 1884 tipografia Classificação: Filologia Definição: Operário que trabalhava na prensa da tipografia manual. -------------------------------------------------------------------------------529 I F $ impressor printer imprimeur

Classificação: Filologia Definição: Proprietário de uma tipografia antiga e último responsável por todas as publicações saídas da sua oficina. -------------------------------------------------------------------------------2332 $ inanimado I F inanimate inanimé

Termos Relacionados: 2331 animado 1645 género Classificação: Morfologia Semântica Definição: Termo utilizado na descrição gramatical das palavras (especialmente dos nomes) para designar uma subclasse que refere entidades e conceitos inanimados. Em algumas línguas, a distinção animado / inanimado é dada morfologicamente por um contraste de género. Fonte: CRYSTAL (1980a).

-------------------------------------------------------------------------------1891 $ incipit I F incipit incipit

Termos Relacionados: 1885 cólofon 1887 explicit Classificação: Filologia Definição: Palavras que iniciam um texto ou fórmula que anuncia o início de um texto. Fonte: MUZERELLE (1985). -------------------------------------------------------------------------------1397 $ incompatibilidade I F incompatibility incompatibilité

Termos Relacionados: 1368 antonímia 1367 campo lexical 2395 contradição 2346 oposição 1371 sinonímia Classificação: Semântica Definição: É uma relação de sentido entre unidades lexicais que pertencem a conjuntos com vários membros,como por exemplo {"domingo","segunda"... "sábado"}. A incompatibilidade é sobretudo caracterizada em função dos elementos de um determinado campo lexical, já que não é possível falar de incompatibilidade entre elementos de campos lexicais diferentes, pois se trata de uma relação que, como a oposição, se baseia no contraste dentro da semelhança. Fonte: LYONS (1977). -------------------------------------------------------------------------------2237 $ incorporação I F incorporation incorporation

Termos Relacionados:

1575

composição

Classificação: Sintaxe Morfologia Definição: A incorporação é normalmente considerada como um tipo de composição em que um novo verbo é criado pela formação de um composto a partir de um verbo já existente e de um dos seus possíveis argumentos (habitualmente o objecto directo). Por exemplo, em nahuatl, uma língua mexicana, há uma distinção entre "ni.c.qua in nacatl" (estou a comer carne) e a versão dessa frase com incorporação "ni.nica.qua" (sou carnívoro). Fonte: BAUER (1988) / BAKER (1988). -------------------------------------------------------------------------------531 I F $ incunábulo incunable incunable

Termos Relacionados: 1884 tipografia Classificação: Filologia Definição: Livro impresso na Europa durante o século XV, ou logo no início do século XVI; merece tratamento privilegiado em virtude da sua raridade e do carácter experimental das primeiras oficinas tipográficas. Fonte: GASKELL (1985). -------------------------------------------------------------------------------3564 $ indexação I F indexation indexation

Termos Relacionados: 3565 coindexação Classificação: Sintaxe Semântica Definição: As expressões nominais são projectadas nas representações sintácticas em posições com um índice referencial. Numa representação sintáctica, dois conteúdos lexicais distintos correspondem a índices diferentes. Exemplo: ele viu

o João. O pronome "ele" tem um índice diferente do i j i SN "o João" porque têm referência distinta ou disjunta. Fonte: CHOMSKY (1981). -------------------------------------------------------------------------------3159 $ indexação F indexation

Termos Relacionados: 3126 estatística lexical Classificação: Lexicologia Definição: A indexação de um corpus consiste em estabelecer um levantamento completo do vocabulário, ou seja, um inventário de todas as formas que figuram num enunciado ou num conjunto de enunciados determinados. Esta operação de levantamento conduz a pesquisas sobre a frequência dos vocábulos e à interpretação lexicológica e lexicográfica dos dados obtidos. Fonte: GALISSON & COSTE (1976). -------------------------------------------------------------------------------729 I F $ indicador da força ilocutória illocutionary force indicator marqueur de force illocutionnaire

Termos Relacionados: 730 força ilocutória 917 indicador proposicional Classificação: Pragmática Definição: Elemento sintáctico que num enunciado mostra a força ilocutória do mesmo, i. e., o modo como a proposição por ele expressa deve ser encarada, permitindo assim a identificação do acto ilocutório que o locutor realiza ao emitir o enunciado. É necessário distinguir indicador de força ilocutória de indicador proposicional. Fonte: SEARLE (1969). -------------------------------------------------------------------------------917 I F $ indicador proposicional propositional indicator marqueur propositionnel

Termos Relacionados: 729 indicador da força ilocutória 942 proposição Classificação: Pragmática Definição: Distinto, mas não necessariamente separado do indicador da força ilocutória, o indicador proposicional é o elemento sintáctico que num enunciado indica a proposição por ele expressa. A diferença entre os dois indicadores pode ser visível à superfície do enunciado ou não. No caso de "Prometo vir" não é possível separar os dois indicadores, mas no caso de "Prometo que venho" tal já é possível: "Prometo" é o indicador da força ilocutória e "que venho" é o indicador proposicional. Fonte: SEARLE (1969). -------------------------------------------------------------------------------2737 $ indicador semântico I F semantic marker indicateur sémantique

Sinónimos: 3320 marcador semântico Termos Relacionados: 2420 componente semântico 2696 diferenciador semântico 2394 restrições de selecção Classificação: Semântica Definição: A distinção entre indicadores e diferenciadores, tal como foi concebida por Katz e Fodor, reflecte a diferença entre o que é sistemático no significado de um lexema e o que o não é. Assim, numa dada língua, determinados componentes semânticos dos itens lexicais são sistemáticos, os indicadores ou marcadores, no sentido em que a análise de outros itens lexicais a eles faz referência, originando uma série de relações sistemáticas entre os lexemas que deste modo são combinados de acordo com as chamadas restrições de selecção. São indicadores, em português, os componentes semânticos [macho], [fêmea], [animado], etc. Fonte: FODOR (1980). -------------------------------------------------------------------------------1421 $ indicador sintagmático

I F

phase marker indicateur syntagmatique

Sinónimos: 1423 árvore 1422 diagrama em árvore Classificação: Sintaxe Definição: Diagrama que representa uma estrutura sintáctica. É composto por nós que dominam outros nós na extremidade dos ramos ligados aos nós mais altos na estrutura. Na árvore (também denominada indicador sintagmático ou diagrama em árvore) há um nó inicial, nós intermédios e nós terminais. A cada nó corresponde uma etiqueta, que segundo a teoria X-barra, simboliza uma projecção máxima, ou sintagma, uma projecção intermédia, ou X-barra, e uma categoria X-zero. Os nós terminais são os elementos lexicais ou funcionais que correspondem às etiquetas das categorias X-zero. Fonte: CHOMSKY (1981). -------------------------------------------------------------------------------890 I $ indicadores indicator

Termos Relacionados: 869 estereótipo 871 marcas Classificação: Sociolinguística Definição: Variáveis, tais como os traços dialectais, distribuídas de maneira regular segundo grupos socio-económicos, etários, de sexo, etc., utilizadas por cada indivíduo com a mesma frequência, independentemente do contexto. Os indicadores escapam à correcção e constituem indícios de pertença de um falante a um dado grupo. Fonte: MARCELLESI & GARDIN (1974). -------------------------------------------------------------------------------2368 $ indicativo I F indicative indicatif

Termos Relacionados: 1748 modo

Classificação: Sintaxe Morfologia Semântica Definição: É o modo menos marcado quanto à expressão da atitude ou da relação que se estabelece entre locutor, alocutário e universo de referência. É por isso que ocorre normalmente em frases simples e na oração subordinante de frases complexas factuais. O indicativo ocorre obrigatoriamente em orações subordinadas sempre que o verbo da oração subordinante é criador de universo de referências cuja modalidade é necessária (ex.:parece que te vais arrepender), em orações coordenadas, sempre que o indicativo é o modo da primeira oração (ex.:dançam, riem, vivem contentes com a vida que levam) e em perguntas indirectas expressas por frases complexas com um verbo de inquirição (ex.: eu pergunto se vais). Fonte: MATEUS et alii (1983). -------------------------------------------------------------------------------3160 $ indicativo da fonte I F source code indicatif de source

Sinónimos: 3303 código da fonte Classificação: Terminologia Definição: Indicativo ou marca convencional que identifica a fonte donde é extraído um dado terminológico. Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). / NORMALISATION FRANÇAISE (1990). -------------------------------------------------------------------------------3161 $ indicativo da língua I F language code indicatif de langue

Classificação: Terminologia Definição: Símbolo ou indicativo utilizado para identificar a língua à qual um termo pertence. Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). / NORMALISATION FRANÇAISE (1990). --------------------------------------------------------------------------------

3162 $ indicativo de gramática I F grammatical label indicatif de grammaire

Classificação: Terminologia Definição: Símbolo ou indicativo que assinala as informações gramaticais sobre um termo (categoria gramatical, género, número). Fonte: NORMALISATION FRANÇAISE (1990). -------------------------------------------------------------------------------3163 $ indicativo do país I F country code indicatif de pays

Classificação: Terminologia Definição: Indicativo ou símbolo que identifica o país onde é usado um termo. O uso de um termo que se restringe a um dado território é assinalado através da indicação "regionalismo". Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). / NORMALISATION FRANÇAISE (1990). -------------------------------------------------------------------------------972 I $ indirecção indirection

Termos Relacionados: 689 acto de referência 856 implicatura conversacional 687 princípio de cooperação Classificação: Pragmática Definição: Termo geral que refere a possibilidade de usar um enunciado com um sentido comunicativo diverso daquele que a sua forma linguística deixa entender. A questão está intimamente ligada aos chamados actos de fala indirectos e ao princípio de cooperação. Fazer uso da indirecção na linguagem é, por exemplo, perguntar "Quem deixou a porta aberta?" para que alguém feche a porta. Fonte: SEARLE (1979) / LEVINSON (1983).

-------------------------------------------------------------------------------533 I F $ inédito unpublished inédit

Termos Relacionados: 501 édito Classificação: Filologia Definição: Texto ainda não publicado. -------------------------------------------------------------------------------532 I F $ inédito unpublished inédit

Termos Relacionados: 501 édito Classificação: Filologia Definição: Texto não publicado em vida do respectivo autor. -------------------------------------------------------------------------------86 I $ inércia inertia

Termos Relacionados: 74 economia Classificação: Linguística Histórica Definição: Uma das tendências que entram em jogo na economia dos sistemas fonológicos, actuando no sentido de facilitar a produção dos sons da fala. Fonte: MARTINET (1955). -------------------------------------------------------------------------------3349 $ inferência

I F

inference inférence

Termos Relacionados: 2403 argumento 2432 modalidade 3029 simplificação Classificação: Semântica Definição: Acto ou série de actos de raciocínio que as pessoas realizam quando, a partir de uma proposição ou conjunto de proposições, P, concluem uma proposição ou conjunto de proposições, Q, ou quando a partir de um conceito C1 concluem um outro conceito C2. As inferências proposicionais podem ser válidas ou inválidas. Assim, existem várias regras de inferência que nos permitem verificar se uma determinada inferência foi realizada ou não de acordo com essas regras. Algumas dessas regras são: conjunção, simplificação, modus ponens, modus tollens, etc. Fonte: BRADLEY & SWARTZ (1979). -------------------------------------------------------------------------------1851 $ infiltração de caso I F percolation of case percolation de cas

Sinónimos: 1852 percolação de caso Termos Relacionados: 1844 teoria do caso Classificação: Sintaxe Definição: O caso é atribuído a uma projecção máxima e desce para o seu núcleo. Este caso é partilhado pelo núcleo e o seu especificador, por acordo especificador-núcleo, mas não é partilhado pelos complementos do núcleo, que podem manifestar um caso diferente. Fonte: CHOMSKY (1981). -------------------------------------------------------------------------------2374 $ infinitivo I F infinitive infinitif

Classificação: Morfologia Sintaxe Semântica Definição: Forma nominal do verbo que corresponde à apresentação do processo em si mesmo e não à de um dado momento da sua realização, como nas formas verbais não nominais. Pode ser nominalizado por conversão. -------------------------------------------------------------------------------2377 $ infinitivo flexionado Sinónimos: 2376 infinitivo pessoal Termos Relacionados: 2374 infinitivo Classificação: Morfologia Sintaxe Definição: Infinitivo que apresenta flexão de pessoa-número. -------------------------------------------------------------------------------2376 $ infinitivo pessoal Sinónimos: 2377 infinitivo flexionado Termos Relacionados: 2374 infinitivo Classificação: Morfologia Sintaxe Definição: Infinitivo que apresenta flexão de pessoa-número. -------------------------------------------------------------------------------1651 $ infixação I F infixation infixation

Termos Relacionados: 1517 afixação 1652 infixo

Classificação: Morfologia Definição: Tipo de afixação que introduz um infixo no interior de uma forma de base. A infixação é frequente nas línguas asiáticas, ameríndias e africanas, mas geralmente não ocorre nas línguas europeias. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------1652 $ infixo I F infix infixe

Termos Relacionados: 1651 infixação Classificação: Morfologia Definição: Tipo de afixo que se caracteriza pela sua localização no interior da forma à qual está associado. Os infixos são normalmente inseridos num determinado ponto da forma de base: depois da primeira consoante ou antes da sílaba final. Fonte: BAUER (1988). -------------------------------------------------------------------------------139 I $ inflexão vocálica vocal inflexion

Sinónimos: 84 metafonia Classificação: Linguística Histórica Definição: Evolução do timbre de uma vogal tónica por assimilação regressiva de um segmento vocálico ou semivocálico não contíguo. Para alguns autores, metafonia (ou inflexão vocálica) é, apenas, a assimilação regressiva, à distância, da vogal tónica por uma semivogal; para outros designa a assimilação da vogal tónica pela vogal átona final. Os primeiros designam por inflexão vocálica os casos de assimilação pela vogal átona final; os segundos designam assim os casos de assimilação por semivogal. Fonte: HOCK (1986).

-------------------------------------------------------------------------------1956 $ informante I informant

Classificação: Fonologia Fonética Prosódia Definição: Sujeito cuja produção vocal é recolhida para ser objecto de análise linguística. Fonte: MARTINS (1988). -------------------------------------------------------------------------------799 I $ inibição da mudança change inhibition

Termos Relacionados: 164 analogia 146 condicionamento paradigmático 52 condicionamento sintagmático 801 mudança regular 800 regularidade da mudança fonética Classificação: Linguística Histórica Definição: Há inibição da mudança quando, numa dada palavra, uma evolução fonética regular não se produz porque dela resultaria a anulação da regularidade de um paradigma. O paradigma condiciona assim negativamente, travando-a, uma mudança que, sintagmaticamente, apresentava condições para se produzir. Por exemplo, as formas do presente do conjuntivo do verbo negar, por coesão com o restante paradigma verbal, mantêm o fonema /g/ antes de vogal palatal, sem que se produza a sua evolução regular para a fricativa palatal correspondente. -------------------------------------------------------------------------------1269 $ iniciador de fala I speech initiator

Termos Relacionados: 356 mecanismo de fluxo de ar 364 orgãos vocais Classificação: Fonética

Definição: Termo usado em fonética para designar os orgãos vocais que são a fonte de movimento de ar. Os pulmões são os iniciadores normais para a fala, mas outros mecanismos de fluxo de ar podem ser utilizados. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------1572 $ ininterruptabilidade I ininterruptability

Sinónimos: 1571 coesão Classificação: Morfologia Definição: Propriedade definidora da palavra enquanto unidade gramatical. Esta propriedade prevê que nenhum elemento possa ser inserido no interior de uma palavra, mas sim entre fronteiras de palavra. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------2750 $ injunctivo I injonctif

Classificação: Semântica Definição: Diz-se que uma frase é injunctiva se exprimir uma ordem de execução ou não execução de uma determinada acção. Por vezes, emprega-se a expressão "função injunctiva" para designar a função apelativa da linguagem, por meio da qual o locutor conduz o alocutário a reagir de um determinado modo. Fonte: DUBOIS et alii (1973). -------------------------------------------------------------------------------177 I $ inovação innovation

Termos Relacionados: 24 arcaísmo 171 criação analógica 186 criação expressiva 155 empréstimo

209 178

formação de palavras substituição lexical

Classificação: Linguística Histórica Definição: Forma ou construção nascida de uma mudança linguística, criada no interior de um determinado sistema linguístico, ou tomada como empréstimo numa dada época. Este termo aplica-se também ao processo que conduz ao aparecimento dessas formas ou construções novas. A inovação pode acrescentar elementos a um sistema linguístico ou substituir elementos existentes que se tornarão arcaísmos. Fonte: BYNON (1977). -------------------------------------------------------------------------------868 I $ inquérito por questionário inquiry by questionnaire

Termos Relacionados: 867 entrevista Classificação: Sociolinguística Definição: O inquérito por questionário corresponde a uma entrevista fortemente estruturada e rígida, supondo a formulação e ordenação rígida de perguntas, respostas de conteúdo relativamente limitado, pouca liberdade de intervenção, polarização na resposta e não no entrevistado. Fonte: LIMA (1981). -------------------------------------------------------------------------------138 I $ inserção insertion

Sinónimos: 4 acrescentamento Termos Relacionados: 6 epêntese 7 paragoge 5 prótese Classificação: Linguística Histórica Definição: Qualquer evolução em que um novo segmento fonético passa a ser articulado, em

posição inicial, medial ou final de palavra. Fonte: HOCK (1986). -------------------------------------------------------------------------------753 I $ inserção de regra rule insertion

Termos Relacionados: 751 adição de regra Classificação: Linguística Histórica Definição: No âmbito da teoria generativista, trata-se, para alguns autores, de uma mudança fonológica interpretável como um caso de acrescentamento de regra no meio, ou no início, da componente fonológica da gramática, por oposição à adição que seria o acrescentamento no final da componente fonológica. Outros autores ignoram o termo inserção, usando o termo adição para qualquer acrescentamento de regra. Uma terceira perspectiva, nega que possam ser "inseridas" regras acima do final da componente fonológica, considerando que só a adição no final dessa componente é gramaticalmente possível. Fonte: KING (1969) / HOCK (1986). -------------------------------------------------------------------------------1942 $ inspiração I breathe in inward lung air

Termos Relacionados: 354 mecanismo de fluxo de ar pulmonar 1980 respiração 250 som ingressivo Classificação: Fonética Definição: Fase da respiração em que o ar entra pelas cavidades oral e/ou nasal e é conduzido até aos pulmões, existindo assim um fluxo de ar do exterior para o interior. Este mecanismo de fluxo de ar pode ser utilizado como fonte de energia na produção de alguns sons de fala. Fonte: CLARK & YALLOP (1990). -------------------------------------------------------------------------------87 $ instabilidade dos segmentos

I

instability of segments

Classificação: Linguística Histórica Definição: Instabilidade inerente a certos segmentos fonéticos, ou classes de segmentos, sujeitos, com particular frequência, a processos de mudança (é o caso, por exemplo, das consoantes líquidas). Fonte: HOCK (1986). -------------------------------------------------------------------------------88 I $ instabilidade dos sistemas pattern instability

Termos Relacionados: 74 economia Classificação: Linguística Histórica Definição: Desequilíbrio que se manifesta nos sistemas fonológicos, propiciando processos de mudança. A instabilidade e consequente mutabilidade dos sistemas decorre da actuação, no interior dos mesmos, de tendências antagónicas. Fonte: MARTINET (1955). -------------------------------------------------------------------------------2206 $ institucionalização I institutionalisation

Termos Relacionados: 2207 lexicalização 2205 palavra estabelecida Classificação: Lexicologia Definição: Uma palavra é institucionalizada se é formada por um processo morfológico produtivo e pertence ao uso geral de uma dada comunidade linguística. A institucionalização opõe-se à lexicalização, ainda que ambas formem palavras estabelecidas. Fonte: BAUER (1988). --------------------------------------------------------------------------------

153 I F

$ integração de empréstimo integration of loan nativization intégration du mot emprunté

Sinónimos: 152 adaptação de empréstimo Termos Relacionados: 154 adopção de empréstimo 155 empréstimo Classificação: Linguística Histórica Definição: Reestruturação de uma forma estrangeira em função do sistema fonológico, morfológico e/ou lexical da língua que tomou como empréstimo essa forma. Fonte: HOCK (1986) / BYNON (1977). -------------------------------------------------------------------------------89 I $ integração fonológica phonological integration

Classificação: Linguística Histórica Definição: Qualquer processo que torne plenamente integrado, no interior de um dado sistema fonológico, um fonema parcial ou totalmente não integrado. O grau de integração de um fonema depende da sua pertença ou não a correlações ou a feixes de correlações. Fonte: MARTINET (1955). -------------------------------------------------------------------------------957 I $ intenção comunicativa communicative intention

Termos Relacionados: 730 força ilocutória 687 princípio de cooperação Classificação: Pragmática Definição:

O que subjaz à produção de um enunciado por um locutor particular numa situação de comunicação. A intenção comunicativa determina em parte o significado do enunciado produzido e, sendo reconhecida pelo alocutário, determina também a sua compreensão. Esta noção está intimamente ligada às noções de força ilocutória, princípio de cooperação, máximas conversacionais, etc. Fonte: LEVINSON (1983). -------------------------------------------------------------------------------2751 $ intensão I F intension intension

Termos Relacionados: 2705 extensão 3321 índices 3317 relação Classificação: Semântica Definição: A intensão de um termo é o conjunto de propriedades essenciais que determinam a sua aplicabilidade. Por exemplo, "algo que é canino é um cão". Por oposição, a extensão de um termo é a classe dos objectos aos quais ele é correctamente aplicado. Este conceito está relacionado com a concepção fregeana de sentido. Em lógica intensional,a intensão de uma expressão é uma função ou uma operação de um conjunto de índices (por exemplo, mundo possível) para as extensões da expressão. Assim, o valor de verdade de uma proposição é considerada a sua extensão, e a intensão de uma proposição é uma função que associa a cada índice um valor de verdade. Fonte: LYONS (1977). -------------------------------------------------------------------------------598 I F $ intensidade intensity intensité

Termos Relacionados: 234 decibel Classificação: Fonética Definição: Quantidade de energia acústica de um som. A intensidade depende das variações na pressão do ar. A sua unidade de medida corrente é o decibel. Fonte: DENES & PINSON (1973) / LADEFOGED (1962).

Fonte: CLARK & YALLOP (1990). -------------------------------------------------------------------------------1957 $ intensidade intrínseca I inherent intensity Termos Relacionados: 598 intensidade Classificação: Fonética Definição: Intensidade dependente das características articulatórias próprias de cada segmento. na escala logarítmica de Bel."sound pressure level"). -------------------------------------------------------------------------------1958 $ intensidade perceptiva I loudness Termos Relacionados: 598 intensidade Classificação: Fonética .-------------------------------------------------------------------------------1959 $ intensidade de referência I reference intensity Termos Relacionados: 234 decibel 1940 escala de Bell 598 intensidade 1960 limiares de audição Classificação: Fonética Definição: Valor em relação ao qual a intensidade medida de um som é comparada. A intensidade expressa em dB é sempre relativa a um nível de intensidade de referência que. habitualmente. Fonte: FRY (1979) / MARTINS (1988). Exemplo: uma vogal alta é intrinsecamente menos intensa do que uma vogal baixa. corresponde ao limiar de audição (neste caso fala-se em dB SPL .

Fonte: LEVINSON (1983). até certo ponto. Fonte: CRYSTAL (1980a) / CLARK & YALLOP (1990).Definição: Sensação auditiva correspondente. -------------------------------------------------------------------------------803 I F $ interferência interference interférence Termos Relacionados: . Exemplos: muito. -------------------------------------------------------------------------------958 I $ interacção interaction Termos Relacionados: 2019 falante Classificação: Pragmática Definição: Termo que designa a situação geral de comunicação entre falantes. dificilmente. -------------------------------------------------------------------------------2154 $ intensificador I intensifier Termos Relacionados: 1516 advérbio Classificação: Morfologia Sintaxe Definição: Classe de advérbios que têm um efeito aumentativo ou diminutivo sobre o significado de um outro elemento na frase. De uma forma genérica. à intensidade física medida em dB. a intensidade perceptiva depende do alcance e distribuição da energia dos componentes de frequência do som em causa. terrivelmente. A interacção pode ser realizada em presença ou à distância. Fonte: CRYSTAL (1980a).

No primeiro caso.em antropologia. há interferência quando um sujeito bilingue utiliza. Fonte: HOCK (1986) / BYNON (1977). uma forma ou um traço próprio da outra língua. -------------------------------------------------------------------------------2158 $ interjeição I F interjection interjection Termos Relacionados: 1718 categoria sintáctica 2150 palavra invariável Classificação: Morfologia Sintaxe . No segundo caso. agropecuária. Fonte: BAUER (1988). Exemplo: -o. a interferência consiste na modificação de aspectos da estrutura da língua adquirida por influência da língua nativa. -------------------------------------------------------------------------------2130 $ interfixo I interfix Sinónimos: 2118 afixo actualizador monemático 2240 vogal de ligação Termos Relacionados: 1518 afixo Classificação: Morfologia Definição: Afixo que ocorre entre duas bases. numa das línguas de que é falante.51 54 56 782 11 12 convergência convergência mútua convergência unidireccional diglossia substrato superstrato Classificação: Linguística Histórica Definição: A interferência manifesta-se quer em situações de bilinguismo quer em situações de aprendizagem.

-------------------------------------------------------------------------------441 I $ interlíngua interlanguage Classificação: Sociolinguística Definição: Cada uma das gramáticas construídas por um indivíduo no processo de aquisição de uma língua-alvo. num sentido preciso.Definição: Classe de palavras que não é produtiva. por si só. e cuja função é exclusivamente emotiva. -------------------------------------------------------------------------------935 I F $ interlocutor speaker interlocuteur Termos Relacionados: 966 alocutário 936 locutor Classificação: Pragmática Definição: Aquele que emite e recebe mensagens linguísticas. mas é de salientar que interlocutor regista uma dinâmica de produção que. O termo usa-se por vezes com o sentido de alocutário. uma frase. se encontra ausente da noção de alocutário. Fonte: APPEL & MUYSKEN (1987). que não estabelece relações sintácticas com outras classes. -------------------------------------------------------------------------------534 I F $ intermediário intermediate intermédiaire Termos Relacionados: 459 árvore genealógica 460 estema . Fonte: CRYSTAL (1980a). É uma palavra invariável que constitui.

Fonte: PARTEE et alii (1990).acerca do que é dito ou acerca da palavra. -------------------------------------------------------------------------------535 I F $ interpolação interpolation interpolation Classificação: Filologia Definição: Operação de cópia durante a qual se inserem deliberadamente no texto elementos estranhos. Em "o João quer apanhar um peixe e comê-lo". -------------------------------------------------------------------------------3725 $ interpretação "de dicto" I F "de dicto" interpretation interpretation "de dicto" Termos Relacionados: 3726 contextos opacos 3724 interpretação "de re" Classificação: Semântica Definição: Trata-se de uma interpretação de contextos opacos. -------------------------------------------------------------------------------3724 $ interpretação "de re" I de re interpretation . mas também das expressões que criam opacidade. Em semântica composicional estas implicações têm que se reflectir como uma relação entre a interpretação das frases. isto é. que não figuravam na forma original. toda a frase está no escopo de "quer". o intermediário é simultaneamente ascendente de um e descendente de outro. e a diferença na sua estrutura será importante.Classificação: Filologia Definição: Numa transmissão em linha de três testemunhos. Fonte: RONCAGLIA (1975). mas em modelos para fenómenos de opacidade o escopo dos quantificadores pode depender de outros quantificadores. Em lógica de predicados as ambiguidades dos quantificadores dissolvem-se através da diferenciação de escopos.

Fonte: CRYSTAL (1980a). a frase (a) ocorre em contexto opaco. foi posto em causa pela fonologia generativa. adjectivos e advérbios de modo constituem classes abertas. os respectivos traços também ocorrem. -------------------------------------------------------------------------------2147 $ inventário aberto Sinónimos: 1743 classe aberta Termos Relacionados: 2153 inventário fechado Classificação: Morfologia Definição: Conjunto não-finito de unidades lexicais. . verbos. e a interpretação "de re" corresponde à frase (b). (b) há um peixe que o João quer apanhar e comer. -------------------------------------------------------------------------------1174 $ invariância I F invariance invariance Classificação: Fonologia Definição: Princípio da fonémica taxonómica (ou taxinómica) que declara que um fonema é composto por um conjunto de traços fonéticos de modo que. Os nomes. tal como as condições de linearidade e biunivocidade.Termos Relacionados: 3726 contextos opacos 3725 interpretação "de dicto" Classificação: Semântica Definição: Trata-se de uma das interpretações possíveis de frases que ocorrem em contextos opacos. Exemplos: (a) o João quer apanhar um peixe e comê-lo. Este princípio. sempre que esse fonema ocorre. Fonte: PARTEE et alii (1990). Fonte: CRYSTAL (1980a). No exemplo que a seguir se dá.

As preposições. . 5) fornecer um perfil que permita construir objectivos e expectativas. Este inventário foi elaborado por Wolff (1967) e cinco razões estiveram na sua origem: 1) descrever o que os gagos fazem. -------------------------------------------------------------------------------3164 $ investigação pontual I F punctual research terminologie ponctuelle Classificação: Terminologia Definição: Investigação terminológica que incide num termo isolado ou num grupo restrito de termos relativos a um ou vários domínios. 2) tentar entender melhor as razões que fazem com que o sujeito gagueje. -------------------------------------------------------------------------------2153 $ inventário fechado Sinónimos: 1744 classe fechada Termos Relacionados: 2147 inventário aberto Classificação: Morfologia Definição: Conjunto finito de unidades lexicais.-------------------------------------------------------------------------------2646 $ inventário das percepções da gaguez I perceptions of stuttering inventory Termos Relacionados: 2635 gaguez Classificação: Psicolinguística Definição: Inventário utilizado para determinar situações em que se espera que os pacientes gaguejem ou apresentem um comportamento esforçado que tentam evitar. 3) dar uma perspectiva dos seus estados emocionais. conjunções e pronomes constituem classes fechadas. 4) confirmar a evolução da doença. Fonte: MORRIS (1988).

-------------------------------------------------------------------------------3165 $ investigação sistemática I F systematic research recherche systématique Classificação: Terminologia Definição: Investigação terminológica que consiste no estabelecimento de um sistema de noções e no estudo das suas designações. A investigação terminológica pode ser unilingue ou multilingue. -------------------------------------------------------------------------------630 $ isocronia . Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------3166 $ investigação terminológica I F terminological research recherche terminologique Classificação: Terminologia Definição: Recolha e estudo sistemático das noções e dos termos. Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). neste caso fala-se igualmente de "terminologia comparada".Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). -------------------------------------------------------------------------------444 I $ isófona isophone Classificação: Sociolinguística Definição: Linha imaginária que marca uma fronteira linguística entre duas variantes regionais. com base num traço de natureza fonética.

o português). -------------------------------------------------------------------------------445 I F $ isoglossa isogloss isoglosse Classificação: Sociolinguística Definição: Linha imaginária que marca uma fronteira linguística entre dois dialectos ou entre duas línguas. em que as sílabas acentuadas ocorrem em intervalos de tempo regulares. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------442 I $ isoléxica isolex Termos Relacionados: 444 isófona 445 isoglossa Classificação: Sociolinguística . Fonte: CRYSTAL (1980a). Esta característica opõe-se à cadência silábica.I isochrony Sinónimos: 678 cadência acentual Termos Relacionados: 620 ritmo 621 ritmo acentual 586 sílaba acentuada Classificação: Fonologia Fonética Prosódia Definição: Termo que caracteriza a pronúncia das línguas com um tipo particular de ritmo. independentemente do número de sílabas não acentuadas que preenchem esses intervalos (por exemplo. Em certos registos (mais ou menos formais) pode dar-se uma alteração do tipo de cadência de uma língua.

Fonte: CRYSTAL (1980a). ou lecto. -------------------------------------------------------------------------------677 I $ isossilabismo isosyllabism Sinónimos: 676 cadência silábica Termos Relacionados: 678 cadência acentual Classificação: Fonética Prosódia Fonologia Definição: Termo que caracteriza a pronúncia das línguas com um tipo particular de ritmo. -------------------------------------------------------------------------------430 I $ isolecto isolect Sinónimos: 417 lecto Termos Relacionados: 2109 conflito de regras 2110 grelha implicacional 393 variedade linguística Classificação: Sociolinguística Definição: Objecto teórico abstracto que indica qualquer conjunto possível de regras. . Cada isolecto. de modo que cada conjunto difira dos conjuntos adjacentes numa grelha implicacional por apenas um único conflito de regras ou resolução de conflito. em que as sílabas ocorrem em intervalos de tempo regulares (por exemplo. Fonte: BICKERTON (1973).Definição: Linha imaginária que marca uma fronteira linguística entre duas variantes regionais com base num traço de natureza lexical. é o resultado de uma gramática hipotética e é invariável. o francês). Em certos registos (mais ou menos formais) pode dar-se uma alteração do tipo de cadência de uma língua. Esta característica opõe-se à cadência acentual.

unidades constitutivas mínimas que pertencem a um mesmo nível de compreensão. -------------------------------------------------------------------------------1653 $ iterativo I F iterative itératif Termos Relacionados: 1546 aspecto 1611 aspecto durativo Classificação: Semântica Morfologia Definição: Valor aspectual durativo. ocorre n vezes nesse intervalo de tempo.Fonte: CRYSTAL (1980a). J. Um estado de coisas. "peixinho-da-horta". em grandes unidades de significação. o termo remete para a unidade da mensagem a partir de um conjunto hierárquico de significações por vezes aparentemente contraditórias. A construção "andar a Adj" e . "guarda-chuva". -------------------------------------------------------------------------------2752 $ isotopia F isotopie Classificação: Semântica Definição: Proposto por A. Exemplos: "chuva". Fonte: GREIMAS (1966). Greimas. situando os lugares de conexão que asseguram a passagem de uma isotopia a outra. A isotopia semântica utiliza e ultrapassa ao mesmo tempo os critérios sintácticos e agrupa. localizado num dado intervalo de tempo. -------------------------------------------------------------------------------3322 $ item lexical Termos Relacionados: 1437 léxico Classificação: Lexicologia Definição: Unidade do léxico que pode ser constituída por uma ou mais palavras.

por vezes. -------------------------------------------------------------------------------- . mas sem significado. substitui-as por pseudo-palavras que estão fonologicamente relacionadas com a palavra-alvo. 2)jargão fonémico .e.o paciente usa pseudo-palavras em estruturas sintácticas possíveis. saltitar. nela se apoiando um dos extremos da cadeia de ossículos. Existem quatro tipos de jargão afásico:1) jargão indiferenciado . a estrutura das palavras respeita as regras de formação de palavras da língua em questão."andar a Vinf" exprime este valor aspectual. 3) jargão assemântico . Fonte: MARTINS (1988). 4) jargão neologístico ..o paciente utiliza palavras reais em contextos sintácticos possíveis mas as sequências produzidas não fazem sentido. Exemplos: dormitar.o paciente produz palavras reais mas. -------------------------------------------------------------------------------2106 $ janela oval I oval window Termos Relacionados: 1919 aparelho auditivo 1924 cadeia de ossículos 1920 ouvido 1927 ouvido interno 1922 ouvido médio Classificação: Fonética Definição: É a parte do ouvido médio que constitui a entrada para o ouvido interno. Fonte: MATEUS et alii (1983). Fonte: MORRIS (1988).distúrbio da linguagem em que o paciente usa palavras fonemicamente possíveis. i. -------------------------------------------------------------------------------3315 $ jargão I jargon Sinónimos: 2647 jargão afásico Classificação: Psicolinguística Definição: Sutterworth descreveu o jargão como uma manifestação rara e espectacular de uma condição afásica.

o paciente utiliza palavras reais em contextos sintácticos possíveis mas as sequências produzidas não fazem sentido. O paciente produz palavras reais mas.2647 $ jargão afásico I jargon aphasia Sinónimos: 3315 jargão Classificação: Psicolinguística Definição: Sutterworth descreveu o jargão como uma manifestação rara e espectacular de uma condição afásica. por vezes. O paciente utiliza palavras reais em contextos sintácticos possíveis mas as sequências produzidas não fazem sentido. Fonte: MORRIS (1988). -------------------------------------------------------------------------------3735 $ jargão fonémico I phonemic jargon Classificação: Psicolinguística Definição: Um dos quatro tipos de jargão afásico. substitui-as por pseudo-palavras que estão fonologicamente relacionadas com a palavra-alvo. a estrutura das palavras respeita as regras de formação de palavras da língua em questão. Existem quatro tipos de jargão afásico:1) jargão indiferenciado . substitui-as por pseudo-palavras que estão fonologicamente relacionadas com a palavra-alvo. -------------------------------------------------------------------------------3734 $ jargão assemântico I non-semantic jargon Classificação: Psicolinguística Definição: Um dos quatro tipos de jargão afásico. 4) jargão neologístico . Fonte: MORRIS (1988). 3) jargão assemântico .o paciente produz palavras reais mas. i.o paciente usa pseudo-palavras em estruturas sintácticas possíveis. . por vezes. mas sem significado. 2)jargão fonémico ..e. Fonte: MORRIS (1988).distúrbio da linguagem em que o paciente usa palavras fonemicamente possíveis.

. -------------------------------------------------------------------------------918 I $ jogo de linguagem language-game Termos Relacionados: 680 acto ilocutório Classificação: Pragmática Definição: Termo wittgensteiniano que designa uma actividade linguística particular dentro da multiplicidade possível que o ser humano pode inventar. mas sem significado. a estrutura das palavras respeita as regras de formação de palavras da língua em questão. -------------------------------------------------------------------------------- . Consiste num distúrbio da linguagem em que o paciente usa palavras fonemicamente possíveis. Fazer uma pergunta. Fonte: MORRIS (1988). Wittgenstein realça deste modo a diversidade instrumental da linguagem e dos seus modos de aplicação. apontando para a irredutibilidade dos mesmos. entre muitos outros. i. três jogos de linguagem possíveis.-------------------------------------------------------------------------------3736 $ jargão indiferenciado Classificação: Psicolinguística Definição: Um dos quatro tipos de jargão afásico. dar uma ordem. Fonte: MORRIS (1988). relatar um acontecimento são assim. Fonte: LEVINSON (1983). -------------------------------------------------------------------------------3737 $ jargão neologístico I neologistic jargon Classificação: Psicolinguística Definição: Um dos quatro tipos de jargão afásico. O paciente usa pseudo-palavras em estruturas sintácticas possíveis.e.

-------------------------------------------------------------------------------2157 $ junção alternativa Sinónimos: 1752 disjunção 2699 disjunção inclusiva Termos Relacionados: 1586 conector Classificação: Morfologia Sintaxe Semântica Definição: Tipo de junção que conecta sequencialmente frases que exprimem conteúdos proposicionais alternativos. Quando se fala de disjunção. Fonte: CHOMSKY & HALLE (1968b).segmento]. o que distingue este conjunto dos que definem os segmentos. -------------------------------------------------------------------------------1654 $ juntura . trata-se da disjunção inclusiva que em muitos casos pode corresponder ao conector de frase do português "ou". representada por [+]. e a fronteira de palavra. [#]. O sistema de fronteiras ou junções inclui a fronteira de morfema (ou fronteira de formativo). a fronteira de derivado. Exemplo: queres queijo ou preferes fruta? Fonte: PARTEE et alii (1990). a disjunção é um conector de duas proposições que só é falsa quando as duas proposições também o são. [=]. um dos quais é identificado como [.647 I F $ junção juncture joncture Sinónimos: 646 fronteira Termos Relacionados: 648 segmento Classificação: Fonologia Definição: Conjunto de traços distintivos. Em todos os outros casos é verdadeira. Em lógica.

guarda-chuva. -------------------------------------------------------------------------------538 I F $ justificação justification justification Termos Relacionados: 478 compositor Classificação: Filologia Definição: Em tipografia. -------------------------------------------------------------------------------1655 $ justaposição I F juxtaposition justaposition Termos Relacionados: 156 aglutinação 1575 composição Classificação: Morfologia Definição: Tipo de associação de duas formas linguísticas.I F juncture jointure joncture Termos Relacionados: 2255 fronteira de morfema 2256 fronteira de palavra Classificação: Morfologia Fonologia Definição: Ponto de contacto entre duas formas dentro da palavra (juntura interna) ou entre duas palavras (juntura externa). que passam a constituir uma unidade mantendo a estrutura fonológica de cada uma delas. Exemplos: préhistórico. Fonte: CÂMARA (1984). . amavelmente. a justificação é a colocação de tipo no componedor. Fonte: CÂMARA (1984).

-------------------------------------------------------------------------------1892 $ justificação I F ruling justification Termos Relacionados: 1895 regramento Classificação: Filologia Definição: Em codicologia.-------------------------------------------------------------------------------537 I F $ justificação justification justification Termos Relacionados: 478 compositor Classificação: Filologia Definição: Alinhamento vertical das linhas escritas de uma página. quer no final (justificação à direita). -------------------------------------------------------------------------------1839 $ l-marcação I F l-marking l-marquage Sinónimos: 1837 marcação lexical 1838 marcação-l Classificação: Sintaxe Definição: Termo da gramática generativa implicado na relação estrutural de regência lexical que é definido do seguinte modo: A marca lexicalmente B se e só se for . Fonte: MUZERELLE (1985). ou do bifólio. que vai receber a escrita. é a delimitação da superfície do fólio. quer no início (justificação à esquerda).

Fonte: DELL (1973). -------------------------------------------------------------------------------539 I F $ lacuna gap lacuna lacune . -------------------------------------------------------------------------------120 I F $ labialização labialization labialisation Sinónimos: 25 arredondamento Termos Relacionados: 271 traço arredondado Classificação: Linguística Histórica Fonética Definição: Evolução de um segmento vocálico [-arr] para [+arr].uma categoria lexical que rege tematicamente B. Fonte: CHOMSKY (1985). -------------------------------------------------------------------------------1035 $ lâmina da língua I F blade of the tongue pointe de la langue Sinónimos: 1907 coroa da língua Termos Relacionados: 1031 consoante laminar Classificação: Fonética Definição: A parte anterior da língua compreendendo a ponta e o que se encontra imediatamente à volta.

Registam-se. mas pode também dever-se a aspectos do sistema fonológico. etc. por exemplo. que possui uma amplitude igual ou superior a 70. política. -------------------------------------------------------------------------------1911 $ largura de banda I bandwidth Termos Relacionados: 1909 banda passante 1912 curva de ressonância Classificação: Fonética Fonologia Prosódia Definição: Conjunto de frequências. inversões ('carião de limoca ' em vez de 'carioca de limão ').7% da amplitude máxima da curva de ressonância. para ambos os lados da frequência central de uma curva de ressonância. antecipações ('palarela ' em vez de 'paralela '). A causa pode ser acidental (erro de cópia. -------------------------------------------------------------------------------2969 $ lapsus linguae I slip of the tongue Classificação: Psicolinguística Definição: Erro na produção da fala resultante de propriedades semânticas ou de propriedades do programa articulatório.). Fonte: FROMKIN (1980) / GARMAN (1990). . deterioração do suporte) ou não-acidental (influência de uma censura moral. dizer-se 'cabelos azuis e olhos louros' quando se pretendia dizer 'cabelos louros e olhos azuis'. estética. entre outros casos. O erro pode resultar da substituição de uma palavra por outra que se lhe opõe. misturas ('mal enganada ' resultante de 'mal informada ' + 'enganada ').Termos Relacionados: 480 conjectura Classificação: Filologia Definição: Omissão de uma parcela de texto num determinado testemunho. Fonte: CLARK & YALLOP (1990).

Sons produzidos com esta variação na vibração das cordas vocais são denominados sons laringalizados. Fonte: LADEFOGED (1982). constituída por cartilagens e tecido membranoso. -------------------------------------------------------------------------------1963 $ laringe I F larinx larynx Termos Relacionados: 228 cordas vocais 1947 fonação 1950 fonte laríngea 225 glote Classificação: Fonética Definição: Zona do tracto vocal. que se situa entre a traqueia e a faringe.-------------------------------------------------------------------------------351 I $ laringalização creaky voice laryngealisation Classificação: Fonética Definição: Tipo de fonação em que as cordas vocais apenas vibram num extremo devido à posição fechada das cartilagens aritenóides. A sua função sonora fundamental é a fonação. Fonte: CLARK & YALLOP (1990). -------------------------------------------------------------------------------1060 $ laringógrafo I laryngograph Termos Relacionados: 351 laringalização 1058 laringoscópio 1059 som laringal 990 vibração das cordas vocais Classificação: Fonética . Nela se encontram as cordas vocais e a glote.

permite a observação do interior da laringe. -------------------------------------------------------------------------------2891 $ lateralidade I handedness Termos Relacionados: 2892 lateralização . Fonte: HOCK (1986). Fonte: CRYSTAL (1980a). não é implementada. existe sem se tornar manifesto (nomeadamente ao nível do registo escrito). este termo refere o período durante o qual um fenómeno evolutivo. -------------------------------------------------------------------------------1 I $ latência latency Classificação: Linguística Histórica Definição: Período durante o qual uma mudança que tem todas as condições para se produzir. Num sentido mais restrito. -------------------------------------------------------------------------------1058 $ laringoscópio I laryngoscope Termos Relacionados: 351 laringalização 1060 laringógrafo 1059 som laringal Classificação: Fonética Definição: Instrumento constituído por um pequeno espelho que faz ângulo adequado dentro da cavidade bucal. de tal forma que. marcado negativamente pela sociedade. iluminado por um reflector.Definição: Aparelho que permite gravar visualmente as vibrações das cordas vocais usando eléctrodos colocados na parte anterior do pescoço. Fonte: CRYSTAL (1980a).

ambidextra. onde se processa a linguagem. que manipula os objectos no espaço e é responsável pela imagem corporal. tais como a lateralidade. quer ainda em ambos os hemisférios.Classificação: Psicolinguística Definição: Tendência demonstrada pelo sujeito para a preponderância da utilização de uma das mãos em determinadas formas de execução motora. que constituem 15 % da população. sem que se tenha chegado a conclusões convincentes quanto ao seu carácter. Costuma estudar-se esta assimetria na interdependência com outros factores. na maioria dos casos. mista ou de lateralidade não definida (potencialmente ambidextros). o sexo e a condição mono ou multilingue. a têm situada quer num hemisfério. musicalidade e emocionalidade. quer noutro. canhota (esquerdina). enquanto os canhotos. Fonte: CRYSTAL (1980) / CRYSTAL (1987) / PINTO (1984). e um hemisfério direito visuo-espacial. sem que os diferentes investigadores tenham chegado a conclusões satisfatórias. A lateralidade tem sido objecto de numerosas pesquisas. Em termos latos. o ser humano possui um hemisfério esquerdo verbal e analítico. e que. considera-se que quase todos os dextros possuem a linguagem no hemisfério esquerdo. Existem sujeitos de lateralidade dextra. Pensa-se que cada hemisfério é dominante para certas funções e não-dominante para outras. -------------------------------------------------------------------------------2893 $ lateralização nos bilingues I bilingual lateralization Termos Relacionados: 402 bilinguismo 2892 lateralização . Fonte: CRYSTAL (1980) / CRYSTAL (1987) / PINTO (1984). -------------------------------------------------------------------------------2892 $ lateralização I lateralization Sinónimos: 2950 dominância cerebral Termos Relacionados: 2891 lateralidade Classificação: Psicolinguística Definição: Assimetria funcional do cérebro humano que se traduz pela concentração de certas funções cognitivas do sujeito num ou noutro hemisfério cerebral.

Fonte: ALBERT & OBLER (1978) / SOLIN (1989). não de lateralização da competência linguística. Pode tratar-se. Exemplos: habitat. -------------------------------------------------------------------------------2188 $ latinismo I F latin loan emprunt au latin Termos Relacionados: 155 empréstimo 2189 hibridismo Classificação: Lexicologia Definição: Formas e construções de origem latina que não se adaptaram à língua portuguesa. por outro lado. de características linguísticas particulares de uma língua. A diferenciação aparente da lateralização pode depender. siç ibidem. habeas-corpus. Fonte: CÂMARA (1984). Os latinismos lexicais distinguem-se dos vocábulos eruditos por se manterem inteiramente dentro da estrutura morfológica latina. fac-simile. devido a factores de ordem cognitiva ou emocional. -------------------------------------------------------------------------------3556 $ léxico I F lexicon lexique Termos Relacionados: 3147 glossário 3275 vocabulário 3276 vocabulário Classificação: Lexicologia Terminologia . dos seus traços fonológicos. sendo possível uma lateralização menos marcada do que no caso de monolingues. mas de estratégias específicas de compreensão e produção associadas ao hemisfério direito ou esquerdo durante o processo de comunicação ou até da activação do outro hemisfério (direito no caso dos dextros). por exemplo. até. deficit.Classificação: Psicolinguística Definição: Alguns autores consideram que o cérebro dos bilingues apresenta uma organização diferente para cada uma das línguas.

No domínio da informática. a um autor ou a uma determinada época. Em terminologia. Fonte: SALEM (1987). Fonte: CHOMSKY (1981). isto é. Os critérios de delimitação destes dois aspectos complementares relativos à zona comum do léxico são frequentemente de carácter estatístico. incluindo os traços categoriais e os contextuais. -------------------------------------------------------------------------------1437 $ léxico I F lexicon lexique Termos Relacionados: 1551 categoria 2945 gramática generativa Classificação: Termos Gerais Sintaxe Definição: Em gramática generativa o termo designa a componente da gramática que contém a especificação abstracta morfofonológica de cada item lexical e os seus traços sintácticos. . o léxico documental designa o conjunto de termos. O léxico pode ser entendido também como sinónimo de índice. mas também à significação de cada uma delas. o léxico de instruções designa a lista completa de termos utilizados numa linguagem simbólica. vocabulário ou dicionário sucinto relativo à língua corrente. Este conceito diz respeito não apenas ao conjunto das unidades lexicais comuns. -------------------------------------------------------------------------------3286 $ léxico comum F lexique commun Sinónimos: 3278 vocabulário comum Classificação: Lexicologia Definição: Conjunto de formas atestadas em cada uma das partes do corpus.Definição: Termo que designa o conjunto virtual das palavras de uma língua. à parte do semema que é do domínio comum da comunidade. a uma ciência ou técnica ou a outro domínio especializado. correspondendo a uma zona lexical comum a todos os locutores de uma comunidade. palavras-chave ou descritores. glossário.

por um lado. -------------------------------------------------------------------------------2970 $ léxico mental I mental lexicon Termos Relacionados: 2974 modelos de acesso lexical Classificação: Psicolinguística Definição: Conjunto das entradas lexicais armazenadas na memória de longo prazo.Fonte: GUILBERT (1971). a articulação entre os domínios do léxico e da sintaxe e. -------------------------------------------------------------------------------3356 $ léxico-gramática F lexique-grammaire Classificação: Sintaxe Lexicologia Definição: O léxico-gramática de uma língua (ou relativo a uma determinada investigação) contém descrições sistemáticas sobre propriedades estruturais. As investigações em léxicos-gramáticas têm permitido. distribucionais e transformacionais relativas ao léxico. -------------------------------------------------------------------------------3354 $ léxico de especialidade F lexique de spécialité Sinónimos: 3355 vocabulário de especialidade Termos Relacionados: 3181 língua de especialidade 3247 terminologia Classificação: Terminologia Lexicologia Definição: Vocabulário relativo a uma língua de especialidade. um léxico-gramática apresenta informações sistemáticas sobre as condições lexicais de aplicação de "regras" sintácticas. Exemplo: a economia. a constituição de uma . por outro.

tende a preferirse a lectio difficilior por se entender que está mais próxima do original. Exemplo: mostrar à saciedade > mostrar à sociedade. -------------------------------------------------------------------------------417 $ lecto . português). espanhol. -------------------------------------------------------------------------------1879 $ lectio difficilior I F difficilior lectio lectio difficilior Termos Relacionados: 490 crítica textual 491 edição crítica Classificação: Filologia Definição: Lição atestada que se distingue de todas as outras lições atestadas pelo seu grau de dificuldade. colação > colecção.sintaxe comparada. cometido por copistas e compositores tipógrafos. ou pela sua raridade do ponto de de vista morfológico. Fonte: AVALLE (1970). em especial das línguas românicas (francês. italiano. Fonte: ELIA (1984). -------------------------------------------------------------------------------465 I F $ lectio facilior lectio facilior lectio facilior Sinónimos: 464 banalização 466 trivialização Termos Relacionados: 480 conjectura 490 crítica textual 491 edição crítica Classificação: Filologia Definição: Erro de natureza analógica. que consiste na reinterpretação de uma forma desconhecida à luz de uma forma conhecida. Hoje. semântico ou lexical.

em todas as palavras de cada uma das línguas descendentes. Cada isolecto. decorrentes do princípio da regularidade da mudança fonética. a mudanças analógicas ou a factores extra-linguísticos. que nos permitem. XIX. a partir de um segmento fonético de uma língua mãe. -------------------------------------------------------------------------------804 F $ lei fonética loi phonétique Termos Relacionados: 164 analogia 788 factores externos da mudança 93 mudança condicionada 95 mudança não condicionada 800 regularidade da mudança fonética Classificação: Linguística Histórica Definição: Leis estabelecidas pelos neogramáticos no séc. As aparentes excepções a estas leis devem-se à actuação de outras leis fonéticas. Fonte: BICKERTON (1973). ou lecto. determinar qual a evolução dessa língua durante um certo período de tempo. de modo que cada conjunto difira dos conjuntos adjacentes numa grelha implicacional por apenas um único conflito de regras ou resolução de conflito.I lect Sinónimos: 430 isolecto Classificação: Sociolinguística Definição: Objecto teórico abstracto que indica qualquer conjunto possível de regras. -------------------------------------------------------------------------------543 I F $ leitura reading leçon Sinónimos: 542 lição Classificação: Filologia . é o resultado de uma gramática hipotética e é invariável.

-------------------------------------------------------------------------------3168 $ lema . As leituras podem ser tantas quantos os sentidos do item lexical. a partir das leituras para os seus constituintes. -------------------------------------------------------------------------------2660 $ leitura soletrada I letter-by-letter reading Sinónimos: 2486 dislexia de estrutura de palavra 2659 síndrome de Déjerine Termos Relacionados: 2558 dislexia 2487 dislexia adquirida Classificação: Psicolinguística Definição: Incapacidade de ler a não ser pronunciando em voz alta uma letra de cada vez. Fonte: FODOR (1980). Fonte: MORRIS (1988). É o único tipo de dislexia adquirida que pode ser explicado do ponto de vista neurológico. leitura designa a representação do sentido de um item lexical na entrada do dicionário da língua. Na maioria dos casos a escrita não é afectada.Definição: Forma assumida por um texto num determinado testemunho da sua tradição. -------------------------------------------------------------------------------2753 $ leitura I reading Termos Relacionados: 2420 componente semântico 2696 diferenciador semântico 2737 indicador semântico Classificação: Semântica Definição: Na semântica de Katz e Fodor. são chamadas de regras de projecção. As regras que constroem leituras para expressões maiores.

Assim.F lemme Classificação: Lexicologia Definição: Forma gráfica escolhida convencionalmente como vedeta de um dicionário ou de um léxico. sintáctico e estatístico. Fonte: MULLER (1974). -------------------------------------------------------------------------------133 I F $ lenição lenition lénition Sinónimos: 68 enfraquecimento Termos Relacionados: 27 assimilação Classificação: Linguística Histórica Definição: Redução do esforço dispendido na articulação de um segmento fonético que pode chegar a ser suprimido. palavra simples ou complexa). porque condensa sob uma única forma informações de carácter semântico. problemas em lexicografia descritiva (constituição de índices e de concordâncias) e sobretudo em estatística lexical. por vezes. perdendo-se as especificidades relativas a cada uma das formas do paradigma. Este método convencional põe. Certos contextos propiciam fenómenos de enfraquecimento: . Fonte: GALISSON & COSTE (1976). -------------------------------------------------------------------------------3169 $ lematização I F lemmatization lemmatisation Classificação: Lexicologia Definição: Reagrupamento sob uma forma gráfica representativa de todas as formas que pode apresentar uma mesma unidade de significação lexicográfica (tradicionalmente. enquanto o masculino singular representa o paradigma nominal e o paradigma adjectival. o infinitivo é geralmente escolhido para representar as formas do paradigma verbal.

A letra cursiva começou a ser desenvolvida em ambiente notarial. o que resulta numa total ausência de ligaduras. -------------------------------------------------------------------------------540 I F $ letra caligráfica calligraphic hand écriture calligraphique écriture de livres Termos Relacionados: 541 letra cursiva Classificação: Filologia Definição: Norma de escrita em que há uma inscrição pausada dos caracteres alfabéticos: o instrumento de escrita é levantado do suporte entre o desenho de cada sucessiva letra. em vários tipos de letra caligráfica: a romana. -------------------------------------------------------------------------------3170 $ levantamento terminológico I F excerption dépouillement terminologique .é o caso. -------------------------------------------------------------------------------541 I F $ letra cursiva cursive hand écriture commune écriture cursive Termos Relacionados: 540 letra caligráfica Classificação: Filologia Definição: Forma de escrita obtida pela inscrição encadeada dos caracteres alfabéticos: o instrumento de escrita é poucas vezes afastado do suporte pelo que surgem elementos de ligação (ligaduras) entre as sucessivas letras. a carolina. por exemplo. O alfabeto latino foi escrito. a gótica e a humanística. Trata-se de um caso particular de assimilação. do contexto intervocálico relativamente aos segmentos consonânticos. ao longo dos séculos. Fonte: HOCK (1986). É a letra própria dos livros manuscritos.

Fonte: LYONS (1977). os lexemas são monemas lexicais que pertencem a inventários ilimitados. Para Martinet. -------------------------------------------------------------------------------2429 $ lexemática F lexématique Termos Relacionados: 1367 campo lexical 1398 lexema 2431 lexicografia 2430 lexicologia Classificação: Semântica Definição: Na teorização de Eugénio Coseriu.Classificação: Terminologia Definição: Análise de um corpus tendo por objectivo a extracção dos termos e dos dados necessários à sua descrição e apresentação. Fonte: HAIMAN (1985). por oposição aos monemas gramaticais ou morfemas. a lexemática designa uma teoria particular de semântica estrutural que. -------------------------------------------------------------------------------1398 $ lexema I F lexeme lexème Termos Relacionados: 1367 campo lexical 1376 classema 3322 item lexical 1365 sema 1057 taxema Classificação: Lexicologia Morfologia Definição: Unidade mínima distintiva do sistema semântico de uma língua que reúne todas as flexões de uma mesma palavra. O lexema é uma unidade abstracta. estuda apenas a significação . numa determinada língua. flexões essas comummente vistas como palavras diferentes.

-------------------------------------------------------------------------------2754 $ lexemização Termos Relacionados: 2763 noema 2795 re-conhecimento Classificação: Semântica Definição: De acordo com Michael Metzeltin. designa-se por lexemização o processo que leva da realidade ao signo. excluindo do seu estudo todos os outros tipos de significação. Fonte: METZELTIN & CANDEIAS (1982). -------------------------------------------------------------------------------3171 $ lexema-formante F lexème-formant Termos Relacionados: 3140 formante 3175 lexicogénese Classificação: Lexicologia Definição: Lexema que adquiriu um estatuto de formante. Fonte: QUEMADA (1981). O processo inverso é designado por re-conhecimento. -------------------------------------------------------------------------------2755 $ lexia F lexie Termos Relacionados: 1663 morfema 1679 palavra Classificação: Semântica Lexicologia . Fonte: VILELA (1980).lexical. nos mecanismos da lexicogénese. como por exemplo a significação sintáctica ou a determinada pelo uso. na correlação do signo linguístico com a realidade a comunicar.

e pode ser complexa quando corresponde a uma sequência fixa de palavras. . Fonte: BAUER (1988). uma noção lexical é representada linguisticamente por um dos lexemas da classe que. Há ainda outras formas de lexicalização. As palavras podem ser semanticamente lexicalizadas se o seu significado deixou de ser a soma do resultado das suas partes. etc. está associada a essa noção. para o sujeito enunciador. A lexia pode ser simples quando coincide com a noção de palavra simples e de palavra derivada da gramática tradicional. ou fonologicamente lexicalizadas se a sua forma não pode ser predita por processos fonológicos produtivos. "andar a cavalo". em cada enunciação. como "máquina de escrever". pode ser composta quando corresponde à palavra composta da mesma gramática. Fonte: POTTIER (1974).Definição: Unidade funcional significativa de comportamento linguístico que se opõe ao morfema e à palavra e que assume o papel central na distinção das partes do discurso. -------------------------------------------------------------------------------2207 $ lexicalização I F lexicalisation lexicalisation Termos Relacionados: 2206 institucionalização 2205 palavra estabelecida Classificação: Lexicologia Definição: Uma palavra é lexicalizada se já não pode ser formada por regras produtivas. "pôr os pontos nos is". -------------------------------------------------------------------------------3608 $ lexicalização I F lexicalisation lexicalisation Termos Relacionados: 3625 enunciação 3604 noção Classificação: Termos Gerais Definição: Operação pela qual.

-------------------------------------------------------------------------------3175 $ lexicogénese F lexicogénèse Termos Relacionados: 3096 criatividade lexical 2983 neologia Classificação: Lexicologia Definição: Mecanismos de criação neológica que dão conta da dinâmica denominativa da língua.Fonte: CULIOLI (1982). tendo como finalidade vários tipos de aplicações de carácter didáctico. Fonte: QUEMADA (1983). Fonte: QUEMADA (1981). -------------------------------------------------------------------------------3174 $ lexicodidáctica F lexicodidactique Classificação: Lexicologia Definição: Disciplina que tem por objecto o estudo do léxico. O termo pode ser também utilizado para designar o estudo teórico e a análise dos dicionários. da sua elaboração (metodologia) e da sua estrutura (lexicografia . -------------------------------------------------------------------------------2431 $ lexicografia I F lexicography lexicographie Termos Relacionados: 3111 dicionarística 2430 lexicologia Classificação: Lexicologia Definição: Ramo da lexicologia que se ocupa da realização de dicionários e léxicos.

tratamento e apresentação dos dados terminológicos resultantes da investigação terminológica. Fonte: QUEMADA (1987) / REY (1986) / GALISSON (1987).teórica). -------------------------------------------------------------------------------3177 $ lexicograma F lexicogramme Termos Relacionados: 3088 coocorrente 3135 forma-pólo 3220 pólo Classificação: . -------------------------------------------------------------------------------3176 $ lexicografia assistida por computador I F CAL computer assisted lexicography LAO lexicographie assistée par ordinateur Classificação: Lexicologia Definição: A lexicografia assistida por computador (LAO) tem por âmbito os novos aspectos. A lexicografia pode não implicar a realização de um dicionário mas apenas o recenseamento e a análise das formas e das significações das unidades lexicais observados do ponto de vista das suas combinatórias de funções. -------------------------------------------------------------------------------3309 $ lexicografia terminológica Sinónimos: 3246 terminografia Classificação: Terminologia Definição: Consignação. / NORMALISATION FRANÇAISE (1990). Fonte: QUEMADA (1990). Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). a extensão e a diversidade dos materiais postos em prática pela lexicografia e pela dicionarística sempre que elas se socorrem dos computadores.

por um lado realizar descrições mais sistemáticas do que as efectuadas pela dicionarística tradicional ou mesmo pela dicionarística assistida por computador e. De um modo geral. a histórica. conteúdo. por outro. autonomia ou dependência de uma gramática.Lexicologia Definição: Esquema apresentando os coocorrentes seleccionados à direita e à esquerda de uma forma tomada como "pólo". Na lexicologia são utilizadas várias metodologias que representam diferentes tendências como a lexico-estatística. a lexicologia estrutural e descritiva. a social. Fonte: BERGOUNIOUX et alii (1982). Fonte: VILELA (1979). Este esquema resulta da análise de probabilidades de pares que permite condensar e hierarquizar as vizinhanças de uma forma-pólo. . etc. fornecer as explicações e as desambiguizações necessárias de modo a que os autómatos que fazem apelo a esses dados tenham um rendimento satisfatório. -------------------------------------------------------------------------------2430 $ lexicologia I F lexicology lexicologie Termos Relacionados: 1367 campo lexical 1398 lexema 2429 lexemática 2431 lexicografia Classificação: Semântica Lexicologia Definição: Estudo teórico do vocabulário nos seus múltiplos aspectos como frequência. distribuição. a lexicologia incorpora no seu domínio todos os processos de derivação. -------------------------------------------------------------------------------3178 $ lexicomática F lexicomatique Classificação: Lexicologia Definição: Domínio específico de aplicação dos dados lexicográficos no tratamento automático da língua que tem por objectivo. fazendo emergir o essencial das relações no discurso entre essa forma e as formas vizinhas.

<( )r( )>. se os dois lugares de argumento tiverem sido instanciados . é não saturada. é duplamente não saturada. É uma forma geradora de uma família de enunciados em relação parafrástica. Fonte: CULIOLI (1982). -------------------------------------------------------------------------------3622 $ lexis I F lexis lexis Sinónimos: 3600 relação predicativa Termos Relacionados: 3621 esquema de lexis 3607 relação primitiva Classificação: Sintaxe Semântica Definição: Estrutura orientada que resulta da instanciação dos lugares de variáveis do esquema de lexis pelas noções. que só diferem nos seus valores modais. Da sua localização num sistema referencial deriva o enunciado.<arb>. lexicalizadas e categorizadas.<( )rb> ou <ar( )>. de uma relação primitiva. -------------------------------------------------------------------------------291 $ língua .Fonte: QUEMADA (1987). -------------------------------------------------------------------------------3179 $ lexicometria F lexicométrie Classificação: Lexicologia Definição: Conjunto de métodos que permite operar reorganizações formais da sequência textual e das análises estatísticas que dizem respeito ao vocabulário de um corpus de textos. É saturada. isto é. Fonte: SALEM (1987). se nenhum dos lugares de argumento tiver sido instanciado . se um dos lugares de argumento não tiver sido instanciado .

etc. Exemplos: Português. -------------------------------------------------------------------------------3382 $ língua I F language langue Termos Relacionados: 3390 fala 2027 língua artificial 3426 linguagem Classificação: Termos Gerais Definição: Termo que se opõe a "fala" na perspectiva saussureana e que refere o sistema de signos partilhado por uma comunidade de falantes. francês. -------------------------------------------------------------------------------1107 $ língua acentual . -------------------------------------------------------------------------------3738 $ língua I F natural language langue naturelle Sinónimos: 3446 língua natural Classificação: Termos Gerais Definição: Sistema de comunicação verbal que se desenvolve espontaneamente no interior de uma comunidade. Fonte: MARTINS (1988). Este termo opõe-se a língua artificial.I F tongue langue Classificação: Fonética Definição: Êrgão muscular que desempenha papel significativo na produção (articulação) dos sons de fala. Fonte: SAUSSURE (1916).

O chinês e o vietenamita são os exemplos de línguas analíticas ou isolantes habitualmente citados. obrigatoriamente. Por outras palavras. Fonte: CRUTTENDEN (1986). Exemplos: o português e o inglês. e utiliza o tom. não havendo. com objectivos de entoação. ou. Fonte: BAUER (1988). -------------------------------------------------------------------------------1732 $ língua aglutinante I F agglutinating language agglutinative language langue agglutinante Classificação: Morfologia Definição: Tipo de línguas em que existe.Nestas línguas há.e cada um deles realiza um único morfema. pois. correspondentemente. em que um único morfema ocorre na realização de um lexema. basicamente. neste tipo de línguas não existem geralmente morfemas presos. alomorfes. . um conjunto de morfemas presos. uma correspondência biunívoca entre um morfe e um morfema. As línguas habitualmente citadas como exemplo de línguas aglutinantes são o turco e o swahili. em geral. -------------------------------------------------------------------------------2214 $ língua analítica I F analytic language langue analytique Sinónimos: 2216 língua isolante Classificação: Morfologia Definição: Termo que designa um tipo de línguas em que a maioria das palavras são constituídas por um único morfe.I accent language stress accent language Classificação: Fonologia Prosódia Definição: Língua que distingue as unidades lexicais por meio de um acento de intensidade.

Fonte: BAUER (1988). Nesta perspectiva. Fonte: DUBOIS et alii (1973). opõe-se a língua natural. As mais antigas línguas auxiliares de comunicação datam do século XVII. -------------------------------------------------------------------------------2030 $ língua auxiliar de comunicação I auxiliary language Termos Relacionados: 2027 língua artificial Classificação: Sociolinguística Definição: Língua concebida por uma pessoa. como proposta de solução para os problemas de comunicação entre os povos. se tivermos como referência o português ou o francês ou o italiano. dá-se o nome de língua mãe (ou língua ascendente) à língua cuja evolução conduziu às línguas tomadas como referência ou resultado. dir-se-á que a sua língua mãe (ou ascendente) é o latim. Assim. -------------------------------------------------------------------------------807 I $ língua ascendente ancestor language Sinónimos: 774 língua mãe Classificação: Linguística Histórica Definição: Quando se estabelecem genealogias (ou famílias) de línguas. -------------------------------------------------------------------------------2027 $ língua artificial I artificial language Classificação: Sociolinguística Definição: Linguagem que corresponde a um constructo teórico e que é utilizada em vários domínios científicos e tecnológicos. ou por um grupo de pessoas. época em que o latim começou a .

-------------------------------------------------------------------------------2031 $ língua auxiliar de comunicação I auxiliary language Termos Relacionados: 2027 língua artificial 891 língua de trabalho Classificação: Sociolinguística Definição: Línguas naturais escolhidas internacionalmente para permitirem a comunicação num domínio específico. ou uma língua técnica. -------------------------------------------------------------------------------3285 $ língua banalizada F langage banalisé Termos Relacionados: 3051 banalização lexical 3357 língua científica 3181 língua de especialidade 3358 língua técnica 3282 vulgarização Classificação: Lexicologia Definição: Língua paralela que se justapõe a uma língua científica.perder o seu papel de medium universal. Exemplos: o francês para as remessas postais. o inglês e o francês para conferências internacionais. -------------------------------------------------------------------------------3357 $ língua científica F langue scientifique Termos Relacionados: 3181 língua de especialidade 3313 vocabulário científico Classificação: . testemunhando as diferentes estratificações no interior de uma língua de especialidade. Fonte: GALISSON (1978).

Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985).: filosofia. -------------------------------------------------------------------------------3287 $ língua comum I F general language langue générale Sinónimos: 3182 língua geral Termos Relacionados: 3286 léxico comum 3181 língua de especialidade 3182 língua geral 3278 vocabulário comum Classificação: Lexicologia Terminologia Definição: Parte do sistema linguístico compreendida e utilizada pela maioria dos locutores de uma comunidade linguística. próprios de um domínio científico (ex.Lexicologia Definição: Conjunto de meios de expressão de carácter sintáctico e sobretudo lexical. utilizados por um grupo sociocultural e profissional. -------------------------------------------------------------------------------3513 $ língua configuracional I F configurational language langue configurationnelle Termos Relacionados: 3527 configuração estrutural 3514 língua não-configuracional 1454 ordem de constituintes Classificação: Sintaxe Termos Gerais Definição: Termo utilizado em gramática generativa para referir as línguas que apresentam uma ordem de constituintes fixa. que corresponde a uma determinada configuração . ciências). Fonte: GUILBERT (1971).

-------------------------------------------------------------------------------3359 $ língua corrente F langue courante Termos Relacionados: 3287 língua comum 3181 língua de especialidade 3182 língua geral 3360 vocabulário corrente Classificação: Lexicologia Definição: Conjunto de meios de expressão à disposição dos membros de uma comunidade linguística. é constituído por elementos característicos (sintácticos e lexicais) utilizados por vários grupos socioculturais. -------------------------------------------------------------------------------1141 $ língua de acento tonal I pitch accent language Classificação: Fonologia . Fonte: CHOMSKY (1981).estrutural. Fonte: GUILBERT (1971). teoricamente definido. esses elementos (sobretudo lexicais) têm origem em diferentes domínios de experiência próprios de uma comunidade. -------------------------------------------------------------------------------2038 $ língua crioula I creole Sinónimos: 391 crioulo Classificação: Sociolinguística Definição: Língua formada pela expansão e complexificação de um pidgin e que se torna a primeira língua de uma comunidade. Este conjunto. Fonte: ROMAINE (1988).

-------------------------------------------------------------------------------3181 $ língua de especialidade I F special language langue de spécialité Classificação: Lexicologia Terminologia . -------------------------------------------------------------------------------2040 $ língua de contacto I contact language Sinónimos: 2041 língua franca Classificação: Sociolinguística Definição: Língua de que se servem os falantes de uma comunidade multilingue para poderem comunicar entre si. O chinês mandarim (tal como muitas das línguas da Ásia Oriental) é um exemplo das línguas de contorno tonal. -------------------------------------------------------------------------------1003 $ língua de contorno tonal I contour tone language Termos Relacionados: 1002 língua de registo tonal 1129 língua tonal Classificação: Fonologia Prosódia Definição: Língua tonal em que determinados tons têm de ser descritos em termos de movimentos tonais e não como pontos individualizados.Prosódia Definição: Línguas. que distinguem unidades lexicais por meio de proeminências relativas dos níveis tonais das sílabas em sequência. como o sueco e o japonês. Fonte: LADEFOGED (1982).

mobilidade irrestrita: se "in eam urbem" era uma expressão latina possível. 5) Necauit Petrus Paulum.Definição: Sub-sistema linguístico que compreende o conjunto dos meios linguísticos próprios de um domínio particular do saber (disciplina. ciência. profissão. -------------------------------------------------------------------------------2044 $ língua de ordem fixa Termos Relacionados: 2045 língua de ordem livre Classificação: Sintaxe Definição: Denominação que foi tradicionalmente aplicada às línguas em que a depreensão de funções. Em latim clássico. 2) Petrum Paulum necauit. técnica. *"eam urbem in" não o era. depende fundamentalmente da posição do constituinte na oração. Em português.) visando a não ambiguidade na comunicação. Fonte: HERNANZ & BRUCART (1987). no entanto. nas frases "Pedro matou Paulo" e "Paulo matou Pedro" é classificado como sujeito ou como objecto. conforme está colocado antes ou depois do verbo. 4) Paulum Petrus necauit. como o latim e o grego clássico. permitiam maior mobilidade dos elementos constitutivos da oração do que as chamadas línguas de ordem fixa. como sujeito e objecto. 6) Necauit Paulum Petrus. o nome "Pedro". 3) Paulum necauit Petrus. / NORMALISATION FRANÇAISE (1990). -------------------------------------------------------------------------------2045 $ língua de ordem livre Termos Relacionados: 2044 língua de ordem fixa Classificação: Sintaxe Definição: Denominação que foi tradicionalmente aplicada às línguas que. -------------------------------------------------------------------------------1002 $ língua de registo tonal I register tone language . etc. Fonte: HERNANZ & BRUCART (1987). Maior mobilidade não significa. Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). uma frase como "Pedro matou Paulo" poderia ser expressa por 6 formas distintas: 1) Petrum necauit Paulum.

-------------------------------------------------------------------------------2047 $ língua de sinais I sign language Sinónimos: 2649 linguagem gestual 2523 sistema gestual Classificação: Psicolinguística Termos Gerais Definição: Denominação aplicada a diferentes sistemas de comunicação. Exemplos: o Luganda. Fonte: LADEFOGED (1982). tom baixo). tom médio. De um modo geral. estes sistemas possuem sinais para representar palavras e morfemas de flexão possuem uma gramática própria.Termos Relacionados: 1003 língua de contorno tonal 1129 língua tonal Classificação: Fonologia Prosódia Definição: Língua em que a maioria dos tons pode ser descrita em termos de pontos numa escala de tons (por exemplo. -------------------------------------------------------------------------------891 I $ língua de trabalho working language Termos Relacionados: 2031 língua auxiliar de comunicação Classificação: Sociolinguística Definição: Língua adoptada como língua a utilizar em documentos oficiais e reuniões de uma dada organização internacional. elaborados para utilização por surdos e que fazem uso de movimentos. o Zulu e o Yoruba. tom alto. em especial das mãos e dos braços. -------------------------------------------------------------------------------- .

por exemplo. ao latim vulgar ibérico). -------------------------------------------------------------------------------1106 $ língua entoacional I intonation language Termos Relacionados: 653 entoação Classificação: Fonologia Prosódia Definição: Língua que utiliza a entoação como elemento pertinente e que distingue. uma frase interrogativa de uma declarativa pela entoação característica de cada uma delas. Fonte: CRUTTENDEN (1986). o galego. mais precisamente. O português. -------------------------------------------------------------------------------1962 $ língua estrangeira I foreign language Termos Relacionados: 1961 língua materna Classificação: Sociolinguística Definição: Língua não nativa do sujeito e por ele aprendida com maior ou menor grau de . por exemplo.784 I $ língua descendente daughter language Termos Relacionados: 757 família de línguas 758 genealogia 794 língua irmã 774 língua mãe 759 parentesco de línguas Classificação: Linguística Histórica Definição: Línguas descendentes são as que resultaram da evolução de uma língua comum que é a sua língua mãe ou de origem. o aragonês e o catalão. constituem línguas descendentes relativamente ao latim (ou. o castelhano. o leonês.

Fonte: CRYSTAL (1980a). Esta 'fusão ' de propriedades fez com que estas línguas fossem designadas línguas fusionais e motivou o modelo de análise designado palavra e paradigma. geralmente. mais do que um morfema. mas. -------------------------------------------------------------------------------1656 $ língua flexional I flectional language inflected language inflecting language inflectional language inflective language langue flexionnelle F Sinónimos: 1657 língua fusional Classificação: Morfologia Definição: Termo que designa um tipo de línguas em que as palavras exibem relações gramaticais morfologicamente: contêm.eficiência. não existe uma correspondência biunívoca entre estes morfemas e a sequência linear de morfes. O português pode ser considerado uma língua flexional. Fonte: CRYSTAL (1980a). -------------------------------------------------------------------------------1657 $ língua fusional . contrariamente às línguas aglutinantes. as categorias não são claramente definíveis: línguas diferentes têm características de flexão mais ou menos presentes. Como acontece geralmente com este tipo de classificações. -------------------------------------------------------------------------------2041 $ língua franca I lingua franca Sinónimos: 2040 língua de contacto Classificação: Sociolinguística Definição: Língua de que se servem os falantes de uma comunidade multilingue para poderem comunicar entre si.

O português pode ser considerado uma língua flexional. Esta 'fusão ' de propriedades fez com que estas línguas fossem designadas línguas fusionais e motivou o modelo de análise designado palavra e paradigma. contrariamente às línguas aglutinantes. Fonte: CRYSTAL (1980a). as categorias não são claramente definíveis: línguas diferentes têm características de flexão mais ou menos presentes. mais do que um morfema.F langue fusionnante Sinónimos: 1656 língua flexional Classificação: Morfologia Definição: Termo que designa um tipo de línguas em que as palavras exibem relações gramaticais morfologicamente: contêm. Fonte: BOUTIN-QUESNEL et alii (1985). -------------------------------------------------------------------------------1733 $ língua incorporante I F incorporating language langue incorporante Sinónimos: 1734 língua polissintética Classificação: Morfologia . não existe uma correspondência biunívoca entre estes morfemas e a sequência linear de morfes. geralmente. -------------------------------------------------------------------------------3182 $ língua geral I F general language langue générale Sinónimos: 3287 língua comum Classificação: Lexicologia Terminologia Definição: Parte do sistema linguístico compreendida e utilizada pela maioria dos locutores de uma comunidade linguística. mas. Como acontece geralmente com este tipo de classificações.

como em construções típicas de muitas línguas ameríndias. correspondentemente. sendo o latim a sua língua mãe. O chinês e o vietenamita são os exemplos de línguas analíticas ou isolantes habitualmente citados. -------------------------------------------------------------------------------794 I $ língua irmã sister language Termos Relacionados: 757 família de línguas 758 genealogia 784 língua descendente 774 língua mãe 759 parentesco de línguas Classificação: Linguística Histórica Definição: Designam-se por línguas irmãs as línguas que resultam de evoluções divergentes a partir de uma mesma língua antiga.Definição: Termo que designa um tipo de línguas em que as palavras são formas morfologicamente complexas e longas. Fonte: DUBOIS et alii (1973). no entanto. . neste tipo de línguas não existem geralmente morfemas presos. o francês. o italiano e o espanhol são línguas irmãs. dita língua mãe. não reconhecendo um tipo distinto. o português. Assim. alguns linguistas que preferem analisar essas construções como um misto de características aglutinantes e flexionais. ou. -------------------------------------------------------------------------------2216 $ língua isolante I F isolating language langue isolante Sinónimos: 2214 língua analítica Classificação: Morfologia Definição: Termo que designa um tipo de línguas em que a maioria das palavras são constituídas por um único morfe. em que um único morfema ocorre na realização de um lexema. Fonte: BAUER (1988). Há. Por outras palavras. Fonte: CRYSTAL (1980a).

Fonte: MUHLHAUSLER (1986).-------------------------------------------------------------------------------2033 $ língua lexificadora I lexifier language Sinónimos: 2034 língua lexificante 2035 língua-base Termos Relacionados: 387 acrolecto 2015 relexificação Classificação: Sociolinguística Definição: No estudo das línguas pidgins e crioulas. é a designação que se aplica à língua de onde provém a maior parte do léxico. -------------------------------------------------------------------------------1961 $ língua materna I F first language mother-tongue langue maternelle . é a designação que se aplica à língua de onde provém a maior parte do léxico. -------------------------------------------------------------------------------2034 $ língua lexificante I lexifier language Sinónimos: 2033 língua lexificadora 2035 língua-base Termos Relacionados: 387 acrolecto 2015 relexificação Classificação: Sociolinguística Definição: No estudo das línguas pidgins e crioulas. Fonte: MUHLHAUSLER (1986).

Fonte: DUBOIS et alii (1973). Fonte: CRYSTAL (1980a). dir-se-á que a sua língua mãe (ou ascendente) é o latim. dá-se o nome de língua mãe (ou língua ascendente) à língua cuja evolução conduziu às línguas tomadas como referência ou resultado. -------------------------------------------------------------------------------795 I $ língua morta dead language Termos Relacionados: 784 língua descendente 774 língua mãe Classificação: . -------------------------------------------------------------------------------774 I $ língua mãe mother language Sinónimos: 807 língua ascendente Termos Relacionados: 757 família de línguas 758 genealogia 784 língua descendente 794 língua irmã 759 parentesco de línguas Classificação: Linguística Histórica Definição: Quando se estabelecem genealogias (ou famílias) de línguas. se tivermos como referência o português ou o francês ou o italiano.Termos Relacionados: 1962 língua estrangeira 2037 língua nativa 2036 língua primária Classificação: Sociolinguística Definição: Língua nativa do sujeito que a foi adquirindo naturalmente ao longo da infância e sobre a qual ele possui intuições linguísticas quanto à forma e uso. Assim.

-------------------------------------------------------------------------------3514 $ língua não-configuracional I F non-configurational language langue non-configurationnelle .Linguística Histórica Sociolinguística Definição: Língua que deixou de ser usada como língua materna. -------------------------------------------------------------------------------2037 $ língua nativa I native language Termos Relacionados: 1961 língua materna 2036 língua primária Classificação: Sociolinguística Definição: Língua que identifica o indivíduo com uma cultura ou com uma comunidade. mas que foi falada pelos seus antepassados. Este termo opõe-se a língua artificial. Fonte: JAVIES & BENTAHILA (1989). -------------------------------------------------------------------------------3446 $ língua natural I F natural language langue naturelle Sinónimos: 3738 língua Termos Relacionados: 2027 língua artificial Classificação: Termos Gerais Definição: Sistema de comunicação verbal que se desenvolve espontaneamente no interior de uma comunidade. etc. desconhecem. os falantes possam considerar como sua língua nativa uma língua que. na realidade. Exemplos: português. embora. em sociedades patrilineares por exemplo. francês. Geralmente coincide com a língua materna.

As línguas naturais são os únicos sistemas suficientemente ricos para incorporar a sua própria metalinguagem. pois pode-se usar uma linguagem lógica para falar de teoria de conjuntos mas pode-se usar esta para falar e raciocinar acerca de sistemas físicos. embora muito importante. -------------------------------------------------------------------------------2756 $ língua objecto I F object language langue object Sinónimos: 2839 linguagem objecto Termos Relacionados: 2757 metalíngua Classificação: Semântica Definição: Este conceito aplica-se a qualquer sistema acerca do qual se raciocina e se fala. A distinção entre ambos. Este termo está em correlação com o termo metalinguagem.Termos Relacionados: 3513 língua configuracional 1454 ordem de constituintes Classificação: Sintaxe Termos Gerais Definição: Termo utilizado em gramática generativa para referir as línguas que apresentam uma ordem de constituintes livre. -------------------------------------------------------------------------------2046 $ língua pidgin I pidgin language Sinónimos: 414 pidgin Termos Relacionados: 2053 pidgin estável 2054 pidgin expandido 2055 pós-pidgin . é relativa. Fonte: PARTEE et alii (1990). Fonte: CHOMSKY (1981).

alguns linguistas que preferem analisar essas construções como um misto de características aglutinantes e flexionais. é mais usada (e melhor dominada) pelo falante na sua vida diária e que não é necessariamente a mesma que a sua língua materna. Fonte: JAVIES & BENTAHILA (1989). Fonte: CRYSTAL (1980a). não reconhecendo um tipo distinto. -------------------------------------------------------------------------------2036 $ língua primária I primary language Termos Relacionados: 1961 língua materna 2037 língua nativa Classificação: Sociolinguística Definição: Língua que. -------------------------------------------------------------------------------1734 $ língua polissintética I F polysynthetic language langue polysynthétique Sinónimos: 1733 língua incorporante Classificação: Morfologia Definição: Termo que designa um tipo de línguas em que as palavras são formas morfologicamente complexas e longas. caracterizado por não ter falantes nativos. -------------------------------------------------------------------------------- . Há. no entanto. Fonte: ROMAINE (1988). como em construções típicas de muitas línguas ameríndias.2024 pré-pidgin Classificação: Sociolinguística Definição: Sistema de comunicação linguística que emerge de contextos multilingues. numa situação plurilingue.

As línguas aglutinantes. utilizados por um grupo sociocultural e profissional. em situação escolar). As línguas europeias com estatuto de língua oficial em certos países africanos devem considerar-se línguas segundas. Fonte: GUILBERT (1971). -------------------------------------------------------------------------------3358 $ língua técnica F langue technique Termos Relacionados: 3357 língua científica 3181 língua de especialidade Classificação: Lexicologia Definição: Conjunto de meios de expressão de carácter sintáctico e sobretudo lexical. flexionais ou fusionais e incorporantes ou polissintéticas são línguas sintéticas. próprios de uma técnica. Fonte: BAUER (1988). -------------------------------------------------------------------------------2215 $ língua sintética I F synthetic language langue synthétique Classificação: Morfologia Definição: Termo que designa um tipo de línguas que se opõem às analíticas.2011 $ língua segunda I F second language langue seconde Classificação: Sociolinguística Definição: Língua não materna que por razões sociais ou políticas é utilizada pelo indivíduo em certas circunstâncias do seu quotidiano (por exemplo. -------------------------------------------------------------------------------3361 $ língua técnico-científica .

-------------------------------------------------------------------------------1129 $ língua tonal I F tone language langue tonale . -------------------------------------------------------------------------------3362 $ língua tecnológica F langue technologique Sinónimos: 3361 língua técnico-científica Termos Relacionados: 3357 língua científica 3181 língua de especialidade 3358 língua técnica 3364 vocabulário tecnológico Classificação: Lexicologia Definição: Conjunto de elementos característicos (sintácticos e sobretudo lexicais) próprios de domínios que articulam aspectos científicos. técnicos e tecnológicos. técnicos e tecnológicos. Exemplo: teledetecção. Exemplo: teledetecção. Fonte: REY (1986) / COSTA (1990).F langue technico-scientifique Sinónimos: 3362 língua tecnológica Termos Relacionados: 3357 língua científica 3181 língua de especialidade 3358 língua técnica 3363 vocabulário técnico-científico Classificação: Lexicologia Definição: Conjunto de elementos característicos (sintácticos e sobretudo lexicais) próprios de domínios que articulam aspectos científicos. Fonte: REY (1986) / COSTA (1990).

-------------------------------------------------------------------------------2035 $ língua-base I lexifier language Sinónimos: 2033 língua lexificadora 2034 língua lexificante Termos Relacionados: 387 acrolecto 2015 relexificação Classificação: Sociolinguística Definição: No estudo das línguas pidgins e crioulas. é a designação que se aplica à língua de onde provém a maior parte do léxico. -------------------------------------------------------------------------------2025 $ língua-alvo I target language Termos Relacionados: 1962 língua estrangeira 2011 língua segunda Classificação: Sociolinguística Definição: Língua que um falante tenta dominar em situação de aprendizagem. se pronunciado num tom descendenteascendente. A língua-alvo é também aquela para a qual se traduz.Classificação: Fonologia Prosódia Definição: Língua que utiliza o tom como traço distintivo de unidades lexicais. -------------------------------------------------------------------------------- . Assim. se pronunciado noutro nível tonal. Fonte: CRYSTAL (1980a). ou "mãe". Numa língua tonal monossilábica. em mandarim (chinês)"MA" pode significar "cavalo". Fonte: MUHLHAUSLER (1986). o significado e/ou a categoria gramatical de uma palavra estão dependentes do nível de tom em que esta é produzida.

2043 $ língua-fonte I source language Termos Relacionados: 2025 língua-alvo Classificação: Sociolinguística Definição: Língua a partir da qual uma tradução é feita e de onde provém um empréstimo. -------------------------------------------------------------------------------542 I F $ lição reading leçon Sinónimos: 543 leitura Termos Relacionados: 491 edição crítica Classificação: Filologia Definição: Forma assumida por um texto num determinado testemunho da sua tradição. -------------------------------------------------------------------------------3562 $ ligação I F binding liaison Classificação: Sintaxe Definição: Relação sintáctica entre categorias nominais sujeita às duas condições seguintes: 1) uma categoria A está ligada a outra categoria B se e só se A e B estiverem coindexadas e B comandar-c (ou c-comandar) A. Fonte: CHOMSKY (1981). -------------------------------------------------------------------------------805 $ ligação . 2) A está ligada localmente por B se e só se não existir nenhum C em que B ligue C e C ligue A.

I F liaison liaison Sinónimos: 637 som de ligação Classificação: Linguística Histórica Definição: Inserção entre dois fonemas vocálicos de um elemento consonântico de apoio (consoante ou glide). -------------------------------------------------------------------------------3476 $ ligação-A I F A-binding A-liage Termos Relacionados: 3475 teoria da ligação Classificação: Sintaxe Definição: Uma categoria está ligada-A quando está coindexada com outra categoria e esta se encontra numa posição-A (argumental) comandando-c a primeira (uma anáfora).) traduz-se pela pronúncia de uma consoante latente. Em francês a ligação que se produz entre duas palavras em certos sintag