À Frente LGBTT da Universidade de São Paulo.

O MAPÔ – Núcleo Interdisciplinar de Estudos de Gênero, Raça e Sexualidades vem, por meio desta carta, oficializar sua saudação ao lançamento da Frente LGBTT da Universidade de São Paulo. Desde 2010 desenvolvemos, na Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da UNIFESP, atividades de Pesquisa, Ensino e Extensão nas áreas de Gênero, Raça e Sexualidades, criando espaços de discussão e reflexão sobre essas temáticas e contribuindo para a visibilidade das lutas contra todo tipo de opressão. Constituído essencialmente por estudantes da EFLCH, o MAPÔ vem enfrentando, desde então, uma série de desafios advindos da dificuldade, ainda atual, de debater esses temas de forma séria e compromissada. Esses desafios emanam de diversas fontes: institucional, de fomento à pesquisa e de parcelas da própria comunidade acadêmica. Ainda assim, continuamos na luta. Dessa forma, somos conscientes das dificuldades no processo de criação e consolidação de espaços como esses, e congratulamos a iniciativa atual da Frente LGBTT da USP. Oferecemos nosso total apoio a essa iniciativa, e deixamos registrado aqui o compromisso de estreitar laços entre os grupos e as instituições no sentido de construir um movimento unido em prol da extirpação da opressão de gênero, raça e expressões da sexualidade. Além disso, nosso apoio também caminha no sentido de contribuir, sempre que necessário e da melhor maneira possível, na realização de eventos acadêmicos nos quais assuntos de extrema importância para a construção de uma sociedade justa, igualitária, não violenta, sem racismo, homofobia, lesbofobia, transfobia, machismos de todo tipo e com o fim da opressão de classe, sejam debatidos de forma livre e plural. Com isso, desejamos `xs companheirxs da Frente LGBTT da USP boa sorte e pleno sucesso na condução das suas atividades.

Guarulhos, 25 de abril de 2013

MAPÔ | UNIFESP

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful