P. 1
Apresentação VIP-VOP

Apresentação VIP-VOP

|Views: 113|Likes:
Publicado porVera Maria Maria

More info:

Published by: Vera Maria Maria on May 01, 2013
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPTX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/10/2013

pdf

text

original

Vacina Inativada Poliomielite - VIP Vacina Oral Poliomielite (atenuada) -VOP

ACADÊMICAS: Tânia Vasco Vera Maria
Brasília, 20 de Abril de 2013.

Poliomielite
Em 26 de março de 1953, há exatos 59 anos, o médico e pesquisador Jonas Salk anunciou o sucesso de seus testes com uma vacina contra a poliomielite. A lembrar: a doença, contraída pela ingestão de água e alimentos contaminados ou pelo contato fecaloral, comum em ambientes insalubres, ataca o sistema nervoso e, nos casos mais graves, pode causar paralisia de partes vitais e a morte.
Fonte: Revista eletrônica Ciência Hoje (2012)

Hospital em 1952: centenas de pacientes com poliomielite presos para sempre em 'pulmões de ferro'. (foto: Wikimedia Commons) A foto mostra a sala de um hospital nos Estados Unidos repleta de pacientes com poliomielite, doença que na época matava milhares de pessoas – em geral, crianças.

É altamente contagiosa e afeta principalmente crianças abaixo dos 5 (cinco) anos de idade. O vírus é transmitido através de alimentos e água contaminados (via fecal-oral) e secreções respiratórias (via oral-oral) podendo invadir o sistema nervoso. conhecido como poliovírus e subdivide-se em três sorotipos (1. . 2 e 3). é uma doença viral causada por um vírus membro do gênero Enterovirus da família Picornaviridae.A doença Poliomielite A poliomielite ou “paralisia infantil”.

vômitos. mas raramente é doença fatal. Uma em cada 200 infecções conduz a uma paralisia irreversível (geralmente nos membros inferiores). cefaléia. Muitas pessoas não apresentam sintomas mas excretam o vírus em suas fezes. podem transmitir a infecção para outras pessoas. portanto. rigidez no pescoço e dores nos membros. . fadiga.A doença Poliomielite Sintomas da doença: Febre.

.

inclusive Brasil. Último caso ocorrido no Brasil foi no município de Souza na Paraíba em 1989.Breve histórico O último caso de pólio na região das Américas foi notificado no Peru em 1991. Em 1994 a OMS certificou 36 países. . A vacina contra pólio (VOP) vem sendo usada com sucesso desde a década de 60 e produz imunidade de 50% dos vacinados na primeira dose e mais de 95% com 3 doses. como livres da pólio.

quando houver a erradicação da doença no mundo.Substituição da VOP pela VIP O Brasil já está se preparando para a utilização somente da VIP. objetivando a erradicação do poliovírus selvagem e a eliminação do poliovírus circulante derivado da vacina. A previsão é que a vacina heptavalente esteja disponível no PNI dentro de quatro a cinco anos. Butantan e Fundação Ezequiel Dias.FUNED estão desenvolvendo este projeto. Os laboratórios Bio-Manguinhos. momento em que será recomendado apenas o uso da vacina injetável. Fonte: Ministério da Saúde .

coqueluche. meningite C e pólio inativada). Fonte: Ministério da Saúde . o MS continuará a utilizar a vacina oral poliomielite (VOP). Haemophilus influenzae tipo b. Afeganistão e Paquistão) endêmicos para a doença. Hoje ainda existem três países (Nigéria. A introdução da VIP no calendário básico de vacinação da criança será crucial para a assinatura do acordo de desenvolvimento da vacina heptavalente (difteria. É inegável a contribuição da VOP na erradicação da pólio e a interrupção do seu uso será feita de forma planejada e programada.Enquanto a pólio não for erradicada no mundo. hepatite B. tétano.

Justificativa A preferência para a administração da VIP aos 2 e 4 meses de idade tem a finalidade de evitar o risco. que é raríssimo. . de evento adverso pós-vacinação. As doses da VOP aos 6 e 15 meses e ainda nas campanhas. tem a finalidade de manter a imunidade populacional contra o risco potencial de introdução de poliovírus selvagem através de viajantes oriundos de localidades que ainda apresentam casos da doença.

a VIP é constituída por cepas inativadas (mortas) dos três tipos (1. 2 e 3 (VIP) Definição:  Também chamado de "vacina Salk".Vacina Inativada Poliomielite 1. . 2 e 3) de poliovírus e produz anticorpos contra todos eles. Indicações:  Para a imunização ativa contra a poliomielite causada pelos três sorotipos (1. 2 e 3) para crianças que estão iniciando seu esquema vacinal. Proteção:  Contra paralisia infantil.

*UD – Unidade de Antígeno-D de acordo com a OMS ou quantidade antigênica equivalente determinada por método imunoquímico adequado...Forma farmacêutica.5 mL da vacina contém:  Poliovírus inativados do tipo I. meio Hanks 199. . estreptomicina e polimixina B. Os três tipos de poliovírus são cultivados em células VERO (células de rim de macaco verde africano)... apresentação e composição Forma farmacêutica: solução injetável em frascos contendo 10 doses.8 unidades de antígeno UD*  Poliovírus inativados do tipo III. formaldeído. que são utilizados durante a sua produção. A vacina também pode conter traços indetectáveis de neomicina. Composição: Cada dose de 0.40 unidades de antígeno UD*  Poliovírus inativados do tipo II..32 unidades de antígeno UD* Excipientes: 2-fenoxietanol..... ácido clorídrico ou hidróxido de sódio (para ajuste de pH).

entretanto. não relacionada à dose do medicamento. no músculo deltóide. Fonte: Google .Dose e via de administração A via de administração preferencial da VIP é a intramuscular. mas em situações especiais .casos de discrasias sanguíneas (Toxicidade não previsível da medula óssea. a via subcutânea também pode ser usada. geralmente acomete poucos indivíduos). O local de aplicação preferencial para injeção intramuscular em bebês é o músculo vasto-lateral da coxa ou região ventroglútea e para crianças maiores.

recomenda-se o adiamento da vacinação até o final do tratamento ou da doença. Entretanto. Está indicada para todas as crianças acima de 6 semanas de idade. como por exemplo. Nestes casos. Os reforços devem ser feitos um ano após as primeiras doses e repetidos a cada 10 anos. em pacientes com imunodeficiências crônicas. a vacinação é recomendada mesmo que a resposta a essa vacina seja limitada. .Em adultos a vacina deve ser aplicada na região deltóide. adultos viajantes para áreas endêmicas e especialmente para as crianças imunodeprimidas por doenças congênitas ou adquiridas. em pacientes com HIV.

. O prazo de validade indicado pelo fabricante na embalagem deve ser rigorosamente respeitado. Não deve ser congelada. A vacina pode ser utilizada até 6 horas após aberta. à temperatura de +2°C a +8°C.Conservação e Validade A vacina deverá ser conservada sob refrigeração. desde que armazenada entre 2º a 8ºC.

seringas e sítios de aplicação diferentes. devem ser utilizadas agulhas. . Recém nascidos e crianças tem capacidade imunológica suficiente para as múltiplas vacinas do calendário de vacinação da criança.Uso Simultâneo Com Outras Vacinas Muitas vacinas podem ser administradas ao mesmo tempo de maneira segura e efetiva. possibilitando a diferenciação de qualquer reação local. O local em que cada injeção for administrada deve ser observado nos registros do indivíduo. Na administração simultânea de vacinas IM.

deverá seguir esquema sequencial. Se a criança receber VIP aos 2 meses e por algum motivo receber VOP aos 4 meses.Alguns esclarecimentos: A VIP só deve ser administrada em criança de 2 meses a menores de 1 ano de idade que estiverem iniciando esquema vacinal. o esquema será completado com VOP. . Se a criança tiver recebido como 1ª dose. a VOP. o esquema será completado com VOP. Se a criança tiver recebido a 1ª dose e/ou 2ª dose de VIP. na rotina de vacinação.

. terapia antimicrobiana atual e. Qualquer pessoa que já apresentou quadro de reação alérgica grave a uma vacinação anterior com VIP.Contra indicações Qualquer indivíduo portador de alergia grave (anafilaxia) a qualquer componente da vacina. e polimixina B. reação local a uma dose prévia da vacina. a fase de convalescença de doença aguda não são contra indicações para a vacinação com VIP. Como a VIP contém vestígios de estreptomicina. com ou sem febre. Pessoas com quadro clínico de doenças respiratórias superiores leve a moderada. existe um risco teórico de reações alérgicas em pessoas sensíveis a estes antibióticos. A amamentação não interfere com o sucesso da imunização com a VIP. neomicina.

pode causar sérios problemas. dentre outras. Como é uma vacina injetável e quando administrada isoladamente.  Hiperestesia ou sensibilidade local aumentada ao toque manual: de 14% a 29% dos vacinados . Os EAPV mais descritos:  Eritema: pode ocorrer em 0. e a maioria dos indivíduos vacinados não apresenta nenhum EAPV. reações no local de aplicação podem ocorrer.  Enduração: ocorre em 3% a 11% dos vacinados. uma vacina. como reações alérgicas graves. No entanto. como qualquer medicamento.5% dos menores vacinados.Eventos adversos pós-vacinação A vacina VIP está licenciada em mais de 60 países e é conhecida por ser bem tolerada e não causar eventos adversos sérios. porém o risco de uma vacina poliomielite causar danos graves é extremamente pequeno.5% a 1.

do tipo trivalente. Indicação:  Prevenção da poliomielite .Vacina Oral Poliomielite . sem capacidade de produzir a doença).VOP Definição:  Também conhecida com Sabin é produzida a partir de polivírus atenuado vivo tipos I. II e III (o vírus encontra-se vivo porém.

Forma farmacêutica... as seguintes concentrações virais: .... conservantes (antibióticos) e termo estabilizador (por exemplo cloreto de magnésio e aminoácidos ou sacarose)... É apresentada sob a forma líquida..000 CCID 50 ..600..1...000 CCID 50 (*) .Poliovírus tipo I ......100.. por dose.Poliovírus tipo III... ..000 CCID 50 (*) CCID = dose infectante para 50% das culturas de células...000.... Contém.. aplicador e tampa rosqueável. contendo 20 ou 25 doses..Poliovírus tipo II...... moldados em plástico maleável e resistente. apresentação e composição Composição: Contém...... habitualmente em um conjunto de frasco. além disso.

a validade será mantida por um período de três meses. Fonte: Manual de vacinação .Conservação e validade Quando a vacina for mantida à temperatura igual ou inferior a -20ºC (freezer) mantém a sua potência por 24 meses. conservada sob refrigeração à temperatura de 2ºC a 8ºC (geladeira). A validade da vacina encontra-se impressa na embalagem do fabricante e deve ser rigorosamente obedecida. observando o prazo de validade estabelecido para cada lote da vacina.MS . Após o descongelamento.

Vencido o prazo. registrar a data e a hora da abertura da bisnaga.1 ml. intensificação e bloqueio). . Cuidados para evitar a contaminação da bisnaga: Para verificar o prazo. desde que mantida sob temperatura adequada (+2ºC a +8ºC).Dose e via de administração      Dose: Duas (02) gotas que corresponde a 0. desprezar o resto da vacina. Via de administração: Oral Observações: Tanto na rotina como nas atividades extramuros (campanha. a bisnaga da vacina contra a poliomielite. uma vez aberta. pode ser usada durante cinco dias úteis.

evitar o contato prolongado da bisnaga com o calor da mão. se a mesma cuspir. Esperar a pessoa engolir a vacina.Nos postos de grande demanda ou durante as campanhas. Não é necessário fazer intervalo entre a alimentação (inclusive leite materno) e a administração da vacina. . alternando a cada cinco pessoas vacinadas. utilizando duas (02) bisnagas da vacina. Evitar encostar o bico do frasco na boca da pessoa para não contaminá-lo. Caso isso aconteça desprezar o restante das doses. regurgitar ou vomitar (até uma hora depois da administração) repetir a dose.

MS . Caso de poliomielite associada a vacina em contatos (comunicantes)*: paralisia flácida aguda que surge após contato com criança que tenha recebido VOP até 40 dias antes. a vacina oral contra poliomielite é bem tolerada e raramente está associada a evento adverso leve. Caso de poliomielite associado a vacina*: paralisia flácida e aguda que se inicia entre 4 a 40 dias após o recebimento da VOP e que apresenta sequela neurológica compatível com poliomielite 60 dias após o início do déficit motor.Eventos adversos pós-vacinação Em geral. Fonte: Secretaria de Vigilância em Saúde . e deve apresentar sequela neurológica compatível com poliomielite 60 dias após o início do déficit motor. * Casos raríssimos. A paralisia surge em 4 a 85 dias após a vacinação.

volume e sítios de administração: IDADE 2 meses 4 meses TIPO DE VACINA Pólio inativada (VIP) Pólio inativada (VIP) VOLUME 0.5 LOCAL DE ADMINISTRAÇÃO Vasto lateral Da coxa direita Vasto lateral Da coxa direita 6 meses 15 meses Pólio oral (VOP) 2 gotas (0. conforme idade.5 20 x 5.5 ml AGULHA 20 x 5. .1ml) Pólio oral (VOP) 2 gotas - Cavidade oral Cavidade oral * Fonte: Informes Técnicos – MS/SVS/CGPNI e bulas dos imunobiológicos.5 ml 0.Quadro 1 – Vacinas VIP e VOP.

3.uol.Referências MINISTERIO DA SAÚDE. Brasília: Ministério da Saúde: Fundação Nacional de Saúde. http://bvsms.br/blogues/bussola/2012/03/pelaerradicacao-dessa-foto .saude. Brasília.com.pdf http://cienciahoje.ed. 2012.gov.br/bvs/publicacoes/manual_posvacinacao. 2001 72p. Manual de Normas de Vacinação.Informe Técnico da Introdução da Vacina Inativada Poliomielite (VIP).

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->