P. 1
Poluição do Ar

Poluição do Ar

5.0

|Views: 28.318|Likes:
Publicado porLourenço_3
Diogo Santos, Gustavo Silva e João Teixeira
Diogo Santos, Gustavo Silva e João Teixeira

More info:

Published by: Lourenço_3 on Apr 05, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC or read online from Scribd
See more
See less

11/27/2013

Escola Secundária da Maia

Poluição do Ar
Trabalho realizado por: Diogo Rafael Antunes dos Santos Nº: 6 Gustavo Rocha da Silva Nº: 10 João Pedro Teixeira Nº: 13 Turma: 8ºC

Maia, 26 de Fevereiro de 2009

Índice
Capa Índice Introdução A Poluição Atmosférica • • • História Consequências Soluções 1 2 3 5 6 8 9 10

Conclusão Bibliografia

2

Introdução
A poluição do ar é um problema antigo e que está completamente relacionada com o progredir da nossa civilização. Das actividades simples em que os nossos ancestrais apenas retiravam produtos para a sua sobrevivência através da caça e da colheita daquilo que já previamente existia na natureza (nomadismo), o ser humano passou para uma actividade produtiva, em que a agricultura, a pecuária e a actividade artesanal com utensílios simples procuravam modificar as condições naturais para propiciar uma sobrevivência mais confortável (sedentarismo). A poluição do meio ambiente iniciou-se nesse momento e logo passou a escalas cada vez mais alarmantes. Considerada como parte necessária no progresso da civilização, a poluição do ar tornou-se um problema para a saúde pública ao longo da História, até culminar na Revolução Industrial que é referida neste trabalho.

Emissão de gases poluentes

3

A poluição atmosférica
A poluição é toda matéria ou forma de energia colocada em excesso no meio ambiente que provoca uma mudança negativa na qualidade de alguma parte da biosfera, podendo causar doenças, morte ou mesmo extinção de alguma espécie.
Emissão de gases poluentes

A poluição atmosférica (ou poluição do ar) resulta da emissão de gases poluentes (substância ou material que, atingindo determinada concentração, afecta o meio ambiente) ou de partículas sólidas para a atmosfera terrestre. As características climáticas de cada região, a posição geográfica e os ventos dominantes podem contribuir para a poluição atmosférica. Os espaços onde ocorre uma maior concentração da poluição atmosférica são os locais afastados do litoral e regiões pouco ventosas. Como o ar não se movimenta os gases acumulam-se. O contrário ocorre para os locais nas zonas litorais ou montanhosas. Nos países com maior desenvolvimento existe uma maior quantidade de poluição atmosférica, grande vida dos devido nível cidadãos. estende-se ao de No aos

industrialização e ao modo de entanto, pouco a pouco, este problema
Emissão de gases poluentes

países em desenvolvimento.

Destacam-se, a nível nacional, pelas suas emissões, as Unidades Industriais e de Produção de Energia como a geração de energia eléctrica, as fábricas de pasta de papel, refinarias, siderurgias, cimenteiras e indústria química e de adubos. Os combustíveis utilizados para a produção de energia são responsáveis pela maior parte das emissões de SOx, CO2, CO e NOx.

4

Apresentam-se agora outras fontes de poluição:

A queima de resíduos urbanos, industriais, agrícolas e florestais, feita muitas vezes, em situações incontroladas. A queima de resíduos de explosivos, resinas, tintas, plásticos, pneus, etc. é responsável pela emissão de compostos perigosos.

• •

Os fogos florestais são responsáveis por emissões significativas de CO2; O excesso de concentração agropecuária e o uso de fertilizantes são os principais contribuintes para as emissões de metano, amoníaco e N2O; As indústrias de minerais não metálicos, a siderurgia, as pedreiras e as áreas em construção, são fontes importantes de emissões de partículas. Outras grandes fontes de poluição são as fontes móveis, sobretudo os transportes, essencialmente devido às emissões dos gases de escape, mas também como resultado da evaporação de combustíveis. São os principais emissores de NOx e CO, importantes emissores de CO2 e de COV, além de serem responsáveis pela emissão de poluentes específicos como o chumbo emitindo mais de 225 mil toneladas por ano.

Escape de um automóvel

Protocolo de Quioto
O Protocolo de Quioto é um acordo, entre os vários estados, sob a protecção das Nações Unidas, que pretende diminuir substancialmente as concentrações dos principais gases que contribuem para o efeito de estufa. O principal objectivo deste acordo é minimizá-lo porque num futuro próximo poderá acarretar impactos ambientais altamente nocivos para o nosso planeta.

Protocolo de Quioto em 2009. Legenda : Verde : Países que ratificaram o protocolo. Amarelo : Países que ratificaram, mas ainda não cumpriram o protocolo. Vermelho : Países que não ratificaram o protocolo. Cinzento : Países que não assumiram nenhuma posição no protocolo.

5

A História da poluição atmosférica
Antigamente a quantidade de poluição emitida para a atmosfera era relativamente baixa. Antes da Revolução Industrial apenas eram emitidos os fumos em que era utilizado o fogo como forma de preparação de alimentos e para o aquecimento das habitações. Os pequenos negócios existentes lançavam para a atmosfera pouca quantidade de poluição. Com a Revolução Industrial o panorama muda por completo. Começaram a ser produzidas grandes quantidades de poluentes que eram lançados para a atmosfera, assim como a produção de uma quantidade crescente de resíduos sólidos e líquidos que eram lançados incontrolavelmente através de esgotos ou colocados em lixeiras. Não levou muito tempo para que se começassem a sentir os efeitos desta poluição, visto ter consequências para a saúde pública, para além do facto de produzir odores e uma imagem desagradável. Não foi dada importância pelos produtores desta poluição, já que isso implicaria gastos com tratamentos de resíduos que iriam diminuir o lucro destas mesmas indústrias. A questão que era ignorada por alguns, começou a ser estudada, visto ter começado a ser necessário encontrar soluções para os problemas de saúde pública e para os problemas relativos aos ecossistemas.

Revolução Industrial

6

Consequências
As cinco principais consequências deste tipo de poluição são: • O Smog (ou nevoeiro negro) – Ocorre porque as partículas poluentes actuam como núcleos de condensação. Pode provocar o aumento da amplitude térmica diária e concentrar fumos à superfície. Nas pessoas provoca, geralmente, asma, bronquite e problemas respiratórios e cardíacos.
Smog em Los Angeles

As chuvas ácidas –

São catástrofes

naturais, com graves consequências nos ecossistemas. As causas mais significativas são a libertação de óxidos de azoto e enxofre pelas indústrias, produção de energia e transportes que irão misturar-se com a água da atmosfera. Cerca de 35% dos
Coluna afectada pelas chuvas ácidas

ecossistemas da Europa já estão alterados e metade das florestas da Alemanha e da Holanda já se encontram destruídas.

O aumento do efeito de estufa – Ao lançar dióxido de carbono para a atmosfera em excesso é formada uma “cortina” à volta da Terra. Grande parte da radiação solar de ondas curtas consegue atravessá-la, mas a radiação de ondas longas da Terra não passa para além da cortina, o que provoca um aquecimento cada vez maior do planeta.
Efeito de estufa

7

Diminuição da camada de ozono – No final da década de 1970 foram detectadas diminuições significativas das concentrações de ozono. Esta camada absorve uma parte importante da radiação ultravioleta que atinge a atmosfera da Terra e que é muito prejudicial a todos os seres vivos.
Buraco na camada de ozono sobre a Antárctida

As alterações climáticas – A mudança climática global verificada no século XX e intensificada nas últimas décadas, constitui uma ameaça sobre o homem e a natureza. O aquecimento global da Terra constitui um bom exemplo de uma alteração diferentes climática níveis. Pode com ser consequências preocupantes em explicado pelo efeito de estufa que aumenta a capacidade da atmosfera absorver radiação infravermelha favorecendo a retenção de calor.
Temperatura Global desde 1850

Soluções
8

O que se pode fazer para diminuir a poluição atmosférica e evitar o aquecimento global com as suas consequências?

• • • •

Diminuição do uso de combustíveis fósseis. Obrigação do uso de catalisadores em escapes de veículos. Instalação de sistemas de controlo da emissão de poluentes para a atmosfera em diversas industrias. Ampliar a geração de energia através de fontes limpas e renováveis como: Hidroeléctrica, eólica, solar e mareomotriz. Evitar ao máximo a geração de energia através de termoeléctricas que usam combustíveis fósseis para a obter.

Quando possível, usar sempre um transporte colectivo ou andar de bicicleta ou a pé.

• • • •

Ter hábitos de selecção e reciclagem do lixo.

Planeta Verde

Usar ao máximo iluminação natural dentro dos ambientes domésticos abdicando, portanto, da iluminação artificial. Não queimar florestas. Plantar árvores é muito importante para se conseguir diminuir o aquecimento global através da renovação do ar. Construção de prédios com implantação de sistemas que visem economizar energia como o uso de energia solar para o aquecimento da água e refrigeração da habitação.

• •

Uso de técnicas limpas e avançadas na agricultura para evitar a emissão de gases poluentes. Recuperação do gás metano (CH4) em aterros sanitários.

9

Paisagem natural

Conclusão
“Hoje em dia, o ser humano apenas tem ante si três grandes problemas que foram ironicamente provocados por ele próprio: a super povoação, o desaparecimento dos recursos naturais e a destruição do meio ambiente. Triunfar sobre estes problemas, vistos sermos nós a sua causa, deveria ser a nossa mais profunda motivação.” Jacques Yves Cousteau (1910 – 1997) Proteger o ambiente e reduzir as emissões de poluentes para a atmosfera cabe a todos nós. É importante agir hoje para se obter resultados amanhã. O grupo gostou do trabalho realizado mostrando-se interessado no tema pela sua importância para a Humanidade.

10

Bibliografia
• • • • ANTUNES, Cristina; Bispo, Manuela; Guindeira, Paulo; Descobrir a Terra 8; Areal Editores; 2007, Porto FARNDON, John; Dicionário Escolar da Terra; Livraria Civilização Editora; 1996, Inglaterra KINDERSLEY, Dorling; Enciclopédia da Ciência; Editorial Verbo; 1994, Lisboa MORAIS, Elisa da Conceição; Pinto, Maria Helena; Preparar os Testes 8; Areal Editores, 2006 • • • • • • • • • • Diciopédia X, Porto Editora Paisagem natural

http://ambiente.hsw.uol.com.br/poluicao-e-saude.htm http://pt.wikipedia.org/wiki/Metano http://pt.wikipedia.org/wiki/Poluição_atmosférica http://www.dihitt.com.br/noticia/solucoes-para-o-aquecimento-global http://www.fepam.rs.gov.br/licenciamento/area4/16.asp?letra=P http://www.notapositiva.com/trab_estudantes/trab_estudantes/geografia/geografi a_trabalhos/poluicaoatmosferica.htm http://www.rudzerhost.com/ambiente http://www.suapesquisa.com/pesquisa/solucoes_aquecimento_global.htm http://www.youngreporters.org/article.php3?id_article=847

11

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->