Você está na página 1de 5

Sumrio

Objetivo ......................................................................................................................................... 2 Introduo ..................................................................................................................................... 3 Material ......................................................................................................................................... 4 Procedimento Experimental ......................................................................................................... 4 Resultados ..................................................................................................................................... 5

Objetivo
Este trabalho experimental no qual pudemos observar as clulas do epitlio bucal visava os seguintes objetivos: visualizar a clula eucaritica animal, identificar sua estrutura. Tambm teve o objetivo de familiarizarmos com o microscpio e com os materiais necessrios para que se possa visualizar o material a ser examinado, por exemplo a utilizao de corante e preparao de lmina.

Introduo
A observao de clulas vivas, que permite a observao dos m o v i m e n t o s c e l u l a r e s , s p o s s v e l a o microscpio ptico. Para se obter boa visualizao das pequenas estruturas celulares, necessrio tratar a clula com corantes (colorao), porm nem todas as estruturas so coradas pelos mesmos corantes, preciso que haja uma afinidade. Apenas alguns corantes como o azul de metileno no matam a clula (corantes vitais). Na maioria dos casos, porm, trabalha-se com clulas mortas. Para evitar que a clula tenha suas estruturas alteradas quando mortas, promove-s e s u a Fixao. Os fixadores matam a clula rapidamente, estabilizando suas estruturas. Para tal, usam-se agentes qumicos como lcool, formol e cido actico. O estudo da organizao celular permite que as clulas sejam classificadas em dois tipos reconhecveis: procariticas e eucariticas. Aqui n esse caso foram observadas as clulas eucariticas.

Material
Material e reagentes utilizados: Lminas/lamnula; Esptula de madeira; Azul de metileno; gua Papel filtro Microscpio de luz

Procedimento Experimental
1. Com a esptula de madeira, raspei a parte interna da bochecha; 2. Esfreguei o material colhido no centro da lmina; 3. Pinguei uma gota de gua sobre o material 4. Cobri o material com uma lamnula e coloquei a lmina no microscpio. 5. Observei o material, primeiro com a objetiva de menor aumento, 4X, regulando o foco com o boto do macromtrico e o boto do micromtrico; 6. Mudei para a objetiva 10X; 7. E finalmente para 40X, ajustando o foco apenas com o boto micromtrico; 8. Ento fotografei as clulas.

Resultados
O azul de metileno, sendo um corante bsico, auxilia na visualizao das clulas corando o citoplasma em azul claro e o ncleo em azul escuro. Apenas o citoplasma e o ncleo. No consegui observar nitidamente, mas sabemos que a membrana citoplasmtica que est delimitando o citoplasma. PRTICA 03: OBSERVAO DE CLULAS DO EPITLIO BUCAL