Você está na página 1de 2

1.

Crente Quadrado

Se Jerusalém é quadrada
O crente quadrado tem medida certa
Pra morar em Jerusalém
Tem que ser quadrado de vida correta
Porque o quadrado não cai
Se empurra-lo pra frente ou mesmo pra trás
Ele não tem como cair
As suas medidas são todas iguais

O crente redondo
É bem fácil pra se enrolar e também pra cair
É fácil pra o inimigo leva-lo é fácil pra o conduzir
Ser crente quadrado é bom
O inimigo chama mas ele não vem
O crente quadrado possui
Medidas exatas pra Jerusalém

O crente quadrado não anda


Da forma que o inimigo ordena
O crente quadrado não vai
A lugares que a Bíblia Sagrada condena
O crente quadrado não faz da maneira
Que o mundo ensina fazer
Deixa pra o crente redondo
Porque o quadrado no céu vai viver

2. O Monte da Vitória

Muitos irmãos estão no vale da amargura


Com problemas que parecem insoluvéis para o homem
Desanimados eles agem qual Elias
Ao invés de ir a luta na caverna se escondem
Se esqueceu do passado glorioso
De vitórias expressivas que ele alcançou por fé
Quando sozinho venceu quatrocentos homens
Se escondendo numa caverna com medo de uma mulher

Sai do Vale da Amargura vem pro Monte da Vitória


Nunca vi ser derrotado se quer um crente que ora
Não se esqueça do passado das vitória que o Senhor
Entregou em suas mãos
Abre portas onde não tem
Desfaz muros de concreto pra invadir Jericó
Da vitória por completo através da oração
Deus faz isso e muito mais responde no tempo certo

Muitos estão agindo qual Manassés


Deixam pra buscar a Deus quando estão no cativeiro
E outros agem qual o rei Zedequias
Teve tempo porem não buscou ao Deus verdadeiro
Meu irmão faça como Ezequias
Busque a Deus no tempo certo e vitória tu terás
Saia agora desse Vale de Amargura
É no Monte da Vitória que o Senhor Jesus estar

3. Lágrimas

Sentado no Monte Jesus começou contemplar


A cidade de Jerusalém querendo agasalhar
Tal qual a galinha agasalha debaixo das asas
Seus pintainhos
A Jerusalém queria agasalhar

Lágrimas lágrimas
Os seus olhos começaram a lacrimejarem
Ao ver a cidade de Jerusalém deserta
Qual ovelha dispersa distante de Deus bem longe da paz

Sentado a direita do Pai Jesus Cristo estar


De braços abertos querendo te agasalhar
Tal qual a galinha agasalha debaixo das asas
Seus pintainhos
A você hoje mesmo quer agasalhar