Você está na página 1de 1

Análise Crítica:

"O Mundo de Rafinha"

O Vídeo descreve muito bem o mundo em que vivemos hoje. Pois estamos
extremamente conectados com as pessoas de todo mundo, colaboramos com
inúmeras pessoas e temos acesso a qualquer tipo de conteúdo no mundo. Ou
seja, a definição para nossa geração feita pelo vídeo é de Geração “C”
(Conteúdo, Conectado, Colaboração).
Porém, o vídeo é muito generalizador, pois nem todos os jovens hoje, tem
acesso a essa tecnologia. Ou seja, muitos tem acesso a internet e aparelhos
tecnológicos. Mas não são todos, como cita o vídeo.
E ainda, o "conteúdo" é o termo mal utilizado e colocado, pois como o próprio
vídeo diz, nós jovens estamos conectado a rede sim, porém de uma forma
desorientada, isto é, o Rafinha mesmo é um exemplo de que não buscamos
conteúdo e informações na internet, buscamos entretenimento e diversão.
A colaboração é abordado de maneira bem colocada, ou seja, nós consumidores
ditamos a "moda", ou seja, as empresas produzem de acordo com o que nós
consumismos. Porém ele cita, que é o consumismo sustentável, que é um termo
mal colocado, pois na verdade não é sustentável, esse consumo é capitalista.
No mais, este vídeo retrata bem a geração atual, onde estamos extremamente
conectados, e colaboramos desde já para o consumo capitalista, buscando cada
vez mais inovações tecnológicas para estarmos sempre de acordo com a moda
ditada por nós.