P. 1
p r o v a s de c o n c u r s o s de a g r o n o m i A

p r o v a s de c o n c u r s o s de a g r o n o m i A

|Views: 294|Likes:

More info:

Published by: José Antonio Almeida on May 18, 2013
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/16/2014

pdf

text

original

AUTOR: ALEXANDRE MANOEL DA COSTA LIRA

Email:alexandrelira@agronomo.eng.br
www.orkut.com.br/albumlist.aspx?uid=13590304940548275964
www.alira2.hpg.com.br
MSN: alelira_7@hotmail.com


P R O V A S DE C O N C U R S O S DE A G R O N O M I A


Conhecimentos Específicos – codevasf

01) Na cultura do coqueiro, os sintomas de
crestamento, redução no tamanho e ausência do
folíolo na ráquis da folha são característicos da
deficiência do micronutriente chamado:

A) boro;
B) cloro;
C) cobre;
D) ferro;
E) zinco.

02) Em pomares de lima ácida tahiti, a ocorrência do
fungo negro, conhecido como ―fumagina‖, que impede
a realização plena da fotossíntese, está relacionada
com a incidência da praga conhecida como:

A) escama farinha -Pinnaspis aspidistrae;
B) mosca branca - Aleurotrixus flocosus;
C) pulgão preto - Toxoptera citricidus;
D) ácaro da ferrugem - Phyllocoptura oleivora;
E) cochonilha ortézia - Orthezia praelonga.

03) Na aplicação dos agrotóxicos classificados como
extremamente tóxicos, além dos equipamentos de
proteção individual, comuns às demais classes
toxicológicas, utilizam-se luvas impermeáveis e:

A) avental;
B) óculos;
C) máscara protetora;
D) macacão de mangas compridas;
E) chapéu impermeável de abas largas.

04) A prática agrícola da polinização artificial é
notadamente importante na produção comercial da
cultura frutícola denominada:

A) limão;
B) acerola;
C) banana;
D) maracujá;
E) manga.

05) Uma das variedades de uva mais utilizada como
porta-enxerto no Submédio São Francisco é
conhecida como:
A) Piratininga;
B) Red Globe;
C) Benitaka;
D) Brasil;
E) Jales.


06)Na cultura da bananeira, a técnica da
micropropagação, a partir de ápices caulinares, foi
desenvolvida especificamente com a finalidade de:

A) limpeza clonal;
B) seleção in vitro;
C) propagação massiva;
D) conservação da espécie;
E) intercâmbio de germoplasma.

07) O abacaxizeiro é uma planta que apresenta o
metabolismo ácido das crassuláceas. Para obter uma
melhor eficiência no controle da floração, o período
mais apropriado para aplicação de substâncias
fitorreguladoras deve ocorrer entre:

A) 5h e 14h;
B) 8h e 17h;
C) 10h e 19h;
D) 15h e 24h;
E) 20h e 5h.

08) Na cultura da mangueira, o principal distúrbio de
origem fisiológica é conhecido como:

A) colapso interno do fruto;
B) malformação vegetativa;
C) seca-da-mangueira;
D) morte descendente;
E) verrugose.

09) Nas áreas irrigadas do Nordeste, a implantação de
pomares de goiaba, segundo um traçado retangular,
com espaçamento de 8m x 5m, resulta uma densidade
populacional cujo número de plantas em 4,0 ha é da
ordem de:

A) 250;
B) 500;
C) 750;
D) 1000;
E) 1250.

10) Considerando-se a biologia floral do
maracujazeiro, o método pressurizado, que possibilita
a irrigação em qualquer horário do dia ou da noite, é
conhecido como:

A) inundação;
B) gotejamento;
C) autopropelido;
D) pivô central;
E) aspersão convencional.

11) Considerando-se o fenômeno da salinização dos
solos, as medidas que favorecem a redução dos
efeitos nocivos são aquelas que conduzem ao
aumento da:

A) adubação;
B) calagem;
C) lixiviação;
D) erosão;
E) fertirrigação.


12) Em solos suficientemente arejados, as raízes das
plantas associam-se simbioticamente a alguns
microorganismos, que favorecem a absorção de água
e nutrientes, além de proteger a rizosfera por
antibióticos excretados. Tal associação, conhecida
como micorriza, é produzida pelo tipo de
microorganismo denominado:

A) fungos;
B) algas;
C) vírus;
D) bactérias;
E) protozoários.

13) Das características apresentadas na profundidade
dos primeiros 20 cm da superfície do solo, a que
confere condições impróprias à implantação da
cultura do abacaxi é a ocorrência de:

A) boa aeração;
B) boa drenagem;
C) textura argilosa;
D) transição textural;
E) boa porosidade.

14) Considerando-se os teores de cálcio, magnésio e
alumínio, iguais a, respectivamente, 1,7, 0,3 e 1,2
cmol /dm3, apontados pelos resultados laboratoriais c
de análise química de fertilidade, pode-se afirmar que,
para o solo do Submédio São Francisco, a
necessidade de calagem, em t/ha de calcário
dolomítico 100% PRNT, é de:

A) 3,0;
B) 3,4;
C) 2,4;
D) 2,0;
E) 3,2.

15) O desenvolvimento do coqueiro, favorecido pelo
aumento da transpiração e, conseqüentemente, por
uma condição de elevação dos índices de absorção de
água e nutrientes pelas raízes, é devido à ocorrência da
condição climática chamada:

A) umidade atmosférica alta;
B) temperatura baixa;
C) vento moderado;
D) luminosidade baixa;
E) dia curto.

16) Na exportação de uma carga de goiabas, além do
controle da temperatura, a utilização da técnica da
atmosfera controlada, de modo a reduzir a intensidade
respiratória, retardando as modificações físicas e
químicas resultantes do metabolismo, é obtida a partir
da modificação da concentração, no ambiente de
armazenamento, dos gases abaixo, por:

A) aumento de O e redução de N ; 2 2
B) aumento de CO e redução de N ; 2 2
C) redução de CO e aumento de N ; 2 2
D) redução de CO e aumento de O ; 2 2
E) aumento de CO e diminuição de O . 2 2



17) Considerando-se o planejamento para uma área
anteriormente cultivada com abacaxi, objetivando um
novo plantio dessa cultura, a destruição e a
incorporação dos restos culturais ao solo pode
proporcionar auxílio no controle de algumas pragas,
principalmente:

A) broca-do-fruto e nematóides;
B) percevejos e sínfilos;
C) cupins e formigas;
D) cochonilhas e ácaros;
E) broca-do-talo e caruncho.

18) O processo de limpeza clonal, baseado na
totipotencialidade celular e empregado na viticultura
do semi-árido brasileiro pela EMBRAPA, tem por
objetivo a produção de mudas livres de:

A) vírus;
B) fungos;
C) insetos;
D) bactérias;
E) nematóides.

19) Na cultura da bananeira, a técnica da colheita
programada baseia-se essencialmente na
prática cultural denominada:

A) desfolha;
B) desbaste;
C) escoramento;
D) ensacamento de cachos;
E) coroamento de touceiras.

20) O método alternativo ao uso de agrotóxicos,
igualmente eficiente no combate do moleque da
bananeira (Cosmopolites sordidus) e da broca-doolho-
do-coqueiro (Rhynchophorus palmarum),
consiste no emprego do agente de controle biológico
de nome:

A) Baculovirus dione;
B) Bacillus thurigiensis;
C) Rodolia cardinalis;
D) Metadontia curvidentata;
E) Beauveria bassiana.





GABARITO DA PROVA DA CODEVASF:


1-A 2-X 3-X 4-D 5-E 6-C 7-E 8-A 9-9 10-B 11-C 12-A 13-D 14-B 15-C 16-E 17-E 18-A 19-B 20-E 46-D 47-B 48-A 49-E
50-C











PREFEITURA DE TENENTE LAURENTINO RN


11- ―Quando ocorre um inesperado período de seca, é
comum verificarmos que o milharal AMARELECE‖.
Trecho de uma conversa de um agricultor com o seu
compadre. A conversa retrata a falta de:

A) Salitre do Chile;
B) Magnésio;
C) Nitrogênio;
D) Potássio.

12- O desenvolvimento da produção animal depende de:
A) criação de gado em regime extensivo;
B) existência de grandes pastagens;
C) criação de gado em regime de confinamento;
D) seleção e melhoramento do rebanho.

13- Como se denominam os agrotóxicos utilizados no
controle de insetos que acarretam danos à agricultura?

A) Inseticidas;
B) Herbicidas;
C) Fungicidas;
D) Bactericidas.

14- Na cultura da alface uma das doenças mais freqüentes é
a SEPTORIOSE. Ela causa:

A) apodrecimento das folhas;
B) enrolamento das folhas;
C) folhas com manchas escuras;
D) tombamento da planta.

15- Na beterraba as doenças mais comuns são: A mancha das
folhas e o tombamento, as duas provocadas por:

A) Bactérias;
B) Fungos;
C) Falta de tratos culturais;
D) Fertilidade do solo.

16- Em algumas cenouras é visível observarmos
RACHADURAS, proveniente de uma má adubação. O
nutriente em falta é:

A) Fósforo;
B) Potássio;
C) Zinco;
D) Boro.

17- Na cultura da couve a perda de brotação é característico
de qual nutriente?

A) Molibdênio;
B) Sódio;
C) Boro;
D) Magnésio.

18- Uma das hortaliças de maior expressão econômica e de
uso em todo o mundo, o tomate é uma cultura originária de
qual lugar?

A) Europa;
B) Ásia;
C) América do Sul;
D) África.

19- O intervalo de dias que mais se aproxima do início da
colheita do pimentão após a semeadura é:

A) 45 a 60 dias;
B) 70 a 80 dias;
C) 100 a 150 dias;
D) 180 a 210 dias.

20- O chuchu apreciado de norte a sul do Brasil por sua
consistência e sabor suave, tem em uma de suas propriedades
e indicações, para quem sofre de:

A) Pressão arterial;
B) Coração;
C) Vertigem;
D) Coluna.

21- O solo ideal para a cultura da melancia é:

A) argiloso, acidez alta e úmido;
B) argiloso, acidez média e úmido;
C) areno-argiloso, leve, acidez média a fraca e com bastante
matéria orgânica;
D) arenoso, úmido e pesado.

22- São exemplos de variedades de abacate:

A) Baronesa; Marta e Itamara;
B) Marta, Baronesa e Linda;
C) Baronesa, Torta e Puchs;
D) Wagner, Linda e Sandra.

23- Dentre as doenças que atacam a bananeira, existe uma
grande expressão: O MAL DO PANAMÁ, que vive no
sistema vascular da bananeira, definhando-a lentamente. As
folhas amarelecem das margens para o centro, provocando
danos irreparáveis, sendo ocasionado por:

A) Fusarium Oxysporum f. Cubense;
B) Mycosphaerella Musicola Leach;
C) Cercospora Musae;
D) Cercospora Zimm.

24- Uma das pragas que atacam o abacaxizeiro, é a broca do
colo, provocada pelo Lepidóptero:

A) Thecla Basilides;
B) Lybidus Dichrous;
C) Paradiophorus Crenatus;
D) Thielaviopsis Paradoxa.

25- A classificação e a padronização facilitam a
comercialização em qualquer segmento de mercado, não
sendo diferente para a cultura do milho. Entre os principais
defeitos do milho, temos: grãos chochos, grãos carunchados,
grãos quebrados, milho duro, milho mole, etc. São exemplos
de grãos carunchados:

A) são os grãos ou pedaços de grãos que apresentam
germinação visível;
B) são os grãos enrugados;
C) são os grãos ou pedaços de grãos furados ou infestados
por insetos vivos ou mortos;
D) são os grãos que perdem a coloração em mais de 3/4 do
tamanho do grão.

26- Sabemos que as chuvas podem perdurar por dois ou mais
dias e não provocarem estragos à lavoura e ao solo. Outras
apenas duram poucos minutos e ocasionam grandes estragos.
Assinale a alternativa que apresentam fatores que colaboram
para haver a erosão:

A) intensidade das chuvas, declividade e temperatura baixa;
B) umidade, tipo de solo e pressão atmosférica;
C) altitude, temperatura alta e declividade;
D) declividade, tipo de solo e intensidade das chuvas.

27- A irrigação, no seu conceito moderno, nada mais é,
senão o fornecimento artificial de água ao solo em
quantidades adequadas, visando ao ótimo desenvolvimento
das cultivares.

_ Apropósito, assinale a proposição correta:

A) são fatores que não exercem marcada influência na
variação do turno de rega: o tipo de cultura, tipo de solo e
condições do clima;
B) não interferem na evapotranspiração potencial: natureza
do solo, intensidade e direção dos ventos;
C) a irrigação praticada nas regiões de clima úmido e
superúmido visa apenas a suplementar as precipitações
pluviais, relativamente abundantes, mas com distribuição
pouco regular;
D) a fração gravitativa da água no solo deve ser cogitada
para fins de sub-irrigação quando o lençol freático estiver
situado a grandes profundidades e as condições topográficas
do solo forem desfavoráveis.

28- Manchas brancas, queimaduras marginais, caules finos,
pouca resistência à doença, são sintomas encontrados nas
plantas, ocasionado pela falta de:

A) Fósforo;
B) Potássio;
C) Cálcio;
D) Ferro.

29- Uma das práticas de conservação do solo é a
ADUBAÇÃO VERDE .Consiste em cultivar plantas com a
finalidade de incorporá-las ao solo, visando à adubação e
preservação do solo. É correto afirmar que:

A) a adubação verde não protege o solo contra a erosão;
B) pequena quantidade de massa verde são fornecidos pelos
vegetais para essa adubação;
C) ela não enriquece o solo com nitrogênio;
D) ela aumenta o teor de matéria orgânica do solo e os
níveis de nitrogênio.

30- Segundo Silva et alii em (1968) existiam 259 insetos
que se alimentavam do algodoeiro. No entanto, os insetos
que eram considerados pragas não chegavam a 5% desse
número. Dentre os insetos que comumente atingiam o nível
de praga no Nordeste Brasileiro, encontrava-se o curuquerê
do algodoeiro, cujo nome cientifico é:

A) Aphis Gossypiii Glover;
B) Heliothis SP;
C) Alabama Argillacea;
D) Tetranychus Ludeni.

31- Com relação à calagem é correto afirmar que:

A) combate o solo de PH básico;
B) não é um corretivo de solo;
C) combate à acidez nos solos;
D) não neutraliza os elementos tóxicos ao solo.

32- Clima SEMI-ÁRIDO e domínio da PECÚARIA
EXTENSIVA; BAIXAS DENSIDADES
DEMOGRÁFICAS e GRAVES PROBLEMAS SOCIOAMBIENTAIS.
O texto se refere a uma sub-região do
Nordeste com a maior extensão. Trata-se de:

A) Zona da mata;
B) Sertão;
C) Agreste;
D) Zona dos cocais.

33- Podemos afirmar que, no século XVIII, a produção do
espaço sertanejo do Rio Grande do Norte:

A) ocorreu com base na expansão da pecuária, associada à
agricultura de subsistência, seguida pela agricultura
comercial do algodão para fins de exportação;
B) resultou do interesses das classes dominantes locais,
representadas pelos coronéis do gado e capitalistas do
algodão e da mineração, que se tornaram os principais
detentores dos benefícios das políticas governamentais;
C) consolidou-se a partir do crescimento econômico regional
com a implementação de políticas governamentais voltadas
para a agricultura comercial do algodão e o desenvolvimento
da pecuária;
D) atrelou-se ao desenvolvimento industrial e à expansão da
atividade mineradora na região, que, em virtude da
diversidade mineral existente, propiciou uma produção
voltada para o mercado externo.

34- A fruteira de nome científico ―Psidium Guajava, LIN,‖ é
popularmente conhecida pelo nome de:

A) Goiabeira;
B) Laranjeira;
C) Abacaxizeiro;
D) Mangueira.

35- São tangerinas doces, de casca solta e cor laranjaamarelo.
Refere-se às variedades de tangerinas:

A) Limão, Cravo e Rosa;
B) Sabará, Kará e King;
C) Imperador, Ipanema e Rio;
D) Cravo, Flórida e Cleópatra.

36- A capacidade de suporte de uma determinada pastagem
é:

A) a quantidade de animais que se alimentam nesta área
durante um ano;
B) a quantidade de U.A que esta área consegue alimentar
durante um ano;
C) a quantidade de plantas por hectare que esta pastagem
possui;
D) a capacidade de suportar o pisoteio dos animais, sem que
o solo fique compactado.

37- Quais as vantagens de consórcio de gramíneas com
leguminosas em uma pastagem?

A) aumentar os níveis de proteína e massa verde;
B) as plantas não competirem com nutrientes;
C) aumentar a drenagem do solo;
D) aumentar os carboidratos de reserva das gramíneas.

38- O quê se deve fazer para se diminuir a idade de abate ao
longo do tempo?

A) aumentar a oferta de volumoso de boa qualidade;
B) fornecer concentrado na fase final de engorda;
C) não deixar faltar sal mineral para os animais;
D) selecionar os animais com maior peso de desmame para
ser os futuros reprodutores e matrizes da fazenda, geração a
geração.

39- Entre as tarefas realizadas em uma fazenda produtora de
leite para fins de corte, quais delas são medidas profiláticas?

A) vacinação, vermifugação e descórnea;
B) uso de pé-de-lúveo, vacinação e castração;
C) uso de iodo no umbigo dos recém-nascidos, retirada
periódica do esterco para uma esterqueira e vacinação;
D) pulverizações contra moscas e carrapatos, construção de
bretes e fornecimento de sal mineral.


40- O botulismo, doença causada por um clostridium, pode
ser contraída:

A) através de ferimentos, principalmente com materiais
enferrujados;
B) pela carência de vitaminas ―A‖ e ―C‖;
C) através da ingestão de alimentos contaminados e do
hábito dos animais lamberem ossos abandonados nos
campos;
D) devido à infestação de ectoparasitas, tais como: moscas
de cifre, carrapatos e mutucas.




GABARITO DA PREF. TENENTE LAURENTINO:

11-C 12-D 13-A 14-C 15-B 16-D 17-C 18-C 19-C 20-A 21-C 22-B 23-A 24-C 25-C 26- D 27-C 28-B 29-D 30-C 31-C 32-B
33-A 34-A 35-C 36-B 37-A 38-D
39- C 40-C






Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul

Concurso para o cargo de ANALISTA DE PROJETOS/ÁREA: AGRONOMIA /2001
PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

01. Que altura deverá ter o pé direito, em metros, de um galpão destinado a frangos de corte
com 12 metros de largura?

a) 2,00
b) 2,40
c) 2,80
d) 3,20
e) 3,60

02. Quantos sacos de 50 kg uma câmara de expurgo de cereais pode conter em uma área de
1m3?

a) 5
b) 10
c) 15
d) 20
e) 25

03. Qual dos elementos minerais citados NÃO é essencial para o crescimento das plantas, mas
é necessário para os organismos fixadores de nitrogênio associados às plantas?

a) O ferro.
b) O boro.
c) O manganês.
d) O cobalto.
e) O cobre.

04. Quantos kg/ha de calcário com PRNT de 60% devem ser aplicados em um solo para o qual
o laboratório de análises recomenda 12.000 kg/ha?

a) 7.200
b) 14.400
c) 20.000
d) 28.800
e) 34.000

05. Devem ser considerados no cálculo da quantidade de água a ser aplicada durante o
processo de irrigação de uma cultura os fatores:
I - Capacidade de campo.
II - Densidade aparente do solo.
III - Profundidade das raízes.
IV - Evapotranspiração potencial.
Quais estão corretas?

a) Apenas a I e a II.
b) Apenas a I e a III.
c) Apenas a II e a III.
d) Apenas a II, a III e a IV.
e) A I, a II, a III e a IV.


06. Em condições normais, qual a velocidade adequada, em km/h, para uma colheitadeira
durante a colheita de uma lavoura de milho?

a) 4,8
b) 10,8
c) 16,8
d) 22,8
e) 28,8

07. Pode ser considerada, em geral, como limitação à produção animal em pastagens:
I - A maior parte da produção das pastagens não é acessível aos animais.
II - Os animais são incapazes de consumir toda a produção das pastagens.
III - A disponibilidade da produção primária.
Quais estão corretas?

a) Apenas a I.
b) Apenas a I e a II.
c) Apenas a III.
d) Apenas a II e a III.
e) A I, a II e a III.

08. Pode-se afirmar que NÃO pertence à subfamília Prunoidea a espécie frutífera
I - Pereira.
II - Macieira.
III - Pessegueiro.
IV - Ameixeira.
Quais estão corretas?

a) Apenas a I.
b) Apenas a I e a II.
c) Apenas a II e a III.
d) Apenas a III e a IV.
e) Apenas a II, a III e a IV.

09. De que espécie frutífera é característico o fruto do tipo baga?

a) Pessegueiro.
b) Macieira.
c) Videira.
d) Laranjeira.
e) Nogueira.

10. Qual a densidade de árvores, por hectare, existente em um pomar cujas árvores estejam
dispostas em um espaçamento de 4x4 metros?

a) 625
b) 1250
c) 1900
d) 2500
e) 3125

11. Qual das afirmativasa seguir e INCOR RETA em relação ao cultivo do trigo?

a) O trigo beneficia-se com as baixas temperaturas do ar que ocorrem no início do seu
ciclo de desenvolvimento.
b) O trigo é insensível a geadas, desde que ocorram próximas da emissão da
inflorescência.
c) O período de formação de grãos deve ocorrer com temperaturas do ar amenas.
d) O fotoperíodo deve ser adequado às exigências dos genótipos sensíveis.
e) O trigo cultivado no Sul do Brasil geralmente é semeado entre o final do outono e o
início do inverno.

12. Qual dos seguintes herbicidas NÃO pode ser empregado na cultura da soja para o controle
efetivo do picão preto (Bidens pilosa)?

a) Bentazon.
b) Cyanazine.
c) Linuron.
d) Fluazifop-p butil.
e) Metribuzim.

13. Qual das afirmativas é verdadeira em relação à caracterização da floresta pluvial subtropical
(ombrófila mista)?

a) É formada por mata densa e alta, com folhagens sempre verdes e bem estratificada,
representando em torno de 40% da área do país.
b) É uma floresta costeira de clima úmido, com formação alta e densa, possuindo
inúmeras espécies caducifólias e ocupando em torno de 10% da área nacional.
c) É uma floresta alta e densa, com árvores emergentes e poucas espécies caducifólias,
ocupando em torno de 5% da área do país.
d) Possui árvores de porte baixo, bem espaçadas e intercaladas por arbustos, abrangendo
aproximadamente 20% da área nacional.
e) Caracteriza-se por apresentar árvores de porte baixo, com formação densa e ausência
de espécies caducifólias, abrangendo em torno de 10% do território nacional.

14. É correto afirmar que uma cadeia de produção agroindustrial pode, em geral, ser
segmentada em
I - comercialização.
II - industrialização.
III - produção de matérias primas.
Quais estão corretas?

a) Apenas a I.
b) Apenas a I e a II.
c) Apenas a I e a III.
d) Apenas a II e a III.
e) A I, a II e a III.

15. Pode-se afirmar que são pouco afetados durante a armazenagem de cereais os
constituintes
I - Minerais.
II - Proteínas.
III - Lipídeos.
IV - Carboidratos.
Quais estão corretos?

a) Apenas o I e o II.
b) Apenas o II e o III.
c) Apenas o I e o IV.
d) Apenas o III e o IV.
e) Apenas o II, o III e o IV.

16. Qual dos gêneros a seguir NÃO é potencialmente produtor de micotoxinas em grãos
armazena-dos?

a) Aspergillus.
b) Penicillium.
c) Fusarium.
d) Puccinia.
e) Claviceps.

17. Em relação ao crédito rural, é correto afirmar que pode constituir-se em garantia de
emprés-timos rurais
I - o penhor agrícola.
II - o penhor mercantil.
III - o penhor industrial.
Quais estão corretos?

a) Apenas o I.
b) Apenas o II.
c) Apenas o I e o II.
d) Apenas o II e o III.
e) O I, o II e o III.

18. Tem sob sua responsabilidade disciplinar tanto o crédito rural do país quanto o
estabelecimento de suas normas operativas
I - o Conselho Monetário Nacional.
II - o Banco Central do Brasil.
III - o Banco Nacional de Crédito Cooperativo.
Quais estão corretos?

a) Apenas o I.
b) Apenas o II.
c) Apenas o I e o II.
d) Apenas o II e o III.
e) O I, o II e o III.

19. Podemos definir avaliação de bens como:

a) Cálculo do preço de venda de um bem em função do seu custo de produção ou
aquisição.
b) Julgamento subjetivo de valor de um bem, que leva em conta sua utilidade, escassez e
aspectos estimativos.
c) Média aritmética dos preços praticados em operações semelhantes.
d) Custo mais lucro esperado em negócio de compra e venda de bem.
e) Conjunto de operações que levam à formação de juízo sobre o valor de um bem ou de
direito sobre ele.

20. O valor de mercado de um bem pode ser considerado como o preço que seria praticado
para a sua venda em um mercado de concorrência perfeita. Tendo-se em vista essa
assertiva, qual das seguintes alternativas NÃO é verdadeira?

a) Heterogeneidade dos bens levados a mercado.
b) Número elevado de compradores e vendedores, de tal forma que não possam,
individualmente ou em grupos, alterar o mercado.
c) Inexistência de influências externas.
d) Racionalidade dos participantes e conhecimento absoluto de todos sobre o bem e sobre
o mercado e suas tendências.
e) Perfeita mobilidade de fatores e participantes, oferecendo liquidez com liberdade de
plena entrada e saída do mercado.

21. A figura empregada para planejar e coordenar projetos, que mostra a distribuição de suas
atividades e eventos numa linha de tempo, é chamada

a) Caminho Crítico.
b) Diagrama de Rede.
c) Diagrama de Fluxo.
d) Fluxo de Eventos.
e) Diagrama de Blocos.

22. Dos seguintes critérios destinados a avaliar projetos de investimentos, qual deles NÃO
considera o custo do capital para a tomada de decisão?

a) Método da Taxa Interna de Retorno.
b) Método do Valor Presente Líquido.
c) Método do Payback Descontado.
d) Método do Payback Simples.
e) Método da Taxa Externa de Retorno.

23. A Taxa Interna de Retorno é um método útil para a tomada de decisão em Análise de
Investimentos. Seu cálculo, no entanto, apresenta INCONVENIENTES, dentre os quais
destaca-se o de

a) não ser aplicável a fluxos de caixa convencionais.
b) gerar apenas taxas de retorno positivas.
c) gerar inúmeras taxas, se houver inúmeras inversões no sinal do fluxo de caixa.
d) não ser aplicável a fluxos de caixa que apresentem retorno nulo.
e) não considerar as entradas de caixa posteriores à recuperação do investimento.

24. As rendas familiares anuais de uma região estão distribuídas normalmente, apresentando
média igual a R$ 4.000,00 por família e desvio padrão igual a R$ 1.000,00. De uma
amostra alea-tória de 1.000 famílias desta região, qual é o número estimado de famílias
com renda anual igual ou superior a R$ 5.960,00?

a) zero
b) 25
c) 100
d) 196
e) 500

25. Uma pessoa pretende ter disponível um capital de R$ 15.000,00 para a compra de um
carro, ao final de 10 meses. Para tanto ela fará 11 depósitos mensais em uma conta que
rende 2% de juros ao mês. Dessas 11 aplicações mensais, 10 serão de mesmo valor e
consecutivas, sendo a primeira realizada no final do primeiro mês e as demais no final de
cada mês subseqüente. Porém uma das 11 aplicações igual a R$ 2.000,00 será realizada
no final do oitavo mês rendendo juros durante 2 meses. Considerando que o fator de
formação de capital (FFC) para 10 meses e taxa de juros de 2% ao mês é: FFC(2%,10) =
0,09133, quanto deverá ser o valor de cada uma das 10 aplicações mensais para que a
pessoa tenha disponíveis os R$ 15.000,00 ao final do décimo mês?

a) R$ 1.179,91
b) R$ 1.190,30
c) R$ 1.291,92
d) R$ 1.300,00
e) R$ 1.369,95


GABARITO BANCO REGIONAL: 1-D 2-B 3-D 4-C 5-E 6-A 7-E 8-B 9-C 10-A 11-B 12-D 13-C 14-E 15-A 16-D 17-E 18-A 19-E
20-A 21-B 22-C 24-B 25-A









A n a l i s t a e m a g r o n o m i a



CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
21
Para o cálculo da vazão máxima de um rio usa-se o
coeficiente de escoamento (fração da chuva que escorre
até atingir o fim da área), que é função do tipo de solo, da
cobertura vegetal e da topografia da área. Sobre esse
assunto é correto afirmar:
I - as áreas com solo ―Argissolo‖ têm coeficientes maiores
do que com ―terra roxa‖, desde que a topografia e a
cobertura vegetal sejam iguais;
II - as áreas cobertas por matas têm coeficientes maiores
que áreas de culturas, desde que o solo e a topografia
sejam iguais;
III - o coeficiente será maior se a área for montanhosa, com
solo pouco permeável e coberta por cultura anual;
IV - o efeito da declividade do terreno pode ser compensado
pela maior cobertura vegetal, dando coeficientes mais
altos.
Somente estão corretos os itens:

(A) I e II. (B) I e III.
(C) II e III. (D) II e IV.
(E) III e IV.

22
O milho é um dos produtos que sofre maiores perdas
durante o armazenamento. Entre os problemas apontados
existem insetos, como o caruncho (Sitophilus zeamais), a
traça dos cereais (Sitotroga cerrealella), a broca
(Prostephanus truncatus), ácaros e roedores. As perdas por
carunchamento, por exemplo, podem chegar a até 30% ou
40% dos grãos, quando armazenados de forma inadequada.
O armazenamento pode ser feito a granel, em sacarias ou
em espigas e de preferência deve ser feito na própria propriedade
rural. Quanto a esse assunto, é correto afirmar que:
I - no armazenamento a granel, em silos, ocupa-se maior
volume por tonelada estocada que no armazenamento
em espigas;
II - o armazenamento em espigas permite a colheita com
maior teor de umidade; já para o armazenamento em
sacaria a umidade deve ser baixa;
III - o armazenamento em sacaria, em armazéns convencionais,
exige menor controle de pragas que o
armazenamento em silos;
IV - o armazenamento em sacaria, em armazéns convencionais,
exige maior mão-de-obra que o armazenamento a
granel, em silos.
Somente estão corretos:

(A) I e II. (B) I e III.
(C) II e III. (D) III e IV.
(E) II e IV.



23
No processo de administração de empresa rural, um dos
objetivos é tomar decisões sobre a realização ou não de
investimentos. Nesse contexto, um dos parâmetros usados
é a taxa interna de retorno (TIR), sobre a qual pode-se
afirmar que:

(A) pode ser definida como a taxa que igualará o fluxo
atualizado a zero.
(B) será viável um investimento, se o investidor possuir
crédito para financiamento com taxa superior a TIR.
(C) tende a aumentar à medida que for reduzida a taxa de
juros.
(D) mede os custos dos recursos financeiros usados no
investimento.
(E) não é proporcional ao emprego de capital, mas sim às
oscilações do PIB.

24
Para determinar qual a cultivar de milho que deveria ser
recomendada para sua região, um agrônomo fez um experimento,
no qual seis cultivares disponíveis foram testadas
em um delineamento em blocos ao acaso com 5 repetições.
Como resultado obteve:
A partir desses resultados, pode-se afirmar corretamente que:
I - o teste F para tratamentos foi significativo, pois o valor
calculado do F foi maior do que o F crítico;
II - pelo resultado do teste F pode-se concluir que as seis
cultivares são estatisticamente diferentes entre si;
III - o resultado do teste de Tukey não concorda com o do
teste F, já que considera que certos tratamentos não
diferem estatisticamente;
IV - pelos resultados a cultivar C3 deve ser recomendada,
mas não há garantia de que ela seja realmente superior
às cultivares C2 e C5.
Estão corretas as afirmativas:

(A) I e II, apenas.
(B) I e III, apenas.
(C) I e IV, apenas.
(D) II e III, apenas.
(E) III e IV, apenas.


25
Um estudo de adubação de certa cultura demonstrou que a
produtividade cresce de forma não linear, conforme se
aumenta a dose de adubo. Utilizando valores atuais para os
custos e preços dos produtos, determinou-se que os custos
crescem segundo a equação C=50+10x, à medida que se
aumenta a dose de adubo (x). A renda bruta cresce segundo
a equação Rb=740+20x-0,2x2. Baseando-se nessas
informações, pode-se afirmar que a dose de adubo (kg/ha)
que dará a máxima lucratividade é:

(A) 10 (B) 15 (C) 20 (D) 25 (E) 50


26
Nos programas de seleção de plantas, um dos parâmetros
usados para avaliar o processo é a herdabilidade. Este valor
é calculado com base nos componentes genéticos e
ambientais da variância fenotípica e sobre o mesmo pode-se
afirmar que:

(A) características com herdabilidade mais altas exigem
métodos de seleção mais sofisticados.
(B) a herdabilidade no sentido restrito nos informa a proporção
de genes favoráveis que os pais passam para seus
filhos.
(C) o valor da herdabilidade no sentido amplo é sempre maior
ou igual ao da herdabilidade no sentido restrito.
(D) quanto maior o valor da herdabilidade, maior será o valor
da variância fenotípica.
(E) para fazer seleção com teste de progênie é necessário
que a herdabilidade seja baixa.

27
Espécies vegetais perenes podem ser cultivadas comercialmente
na forma de clones, obtidos por reprodução vegetativa.
Como exemplo pode-se citar inúmeras fruteiras, plantas
ornamentais, seringueira, eucalipto. Sobre o uso dos clones,
pode-se afirmar que:
(A) a única vantagem do uso de clones é a maior precocidade
da produção.
(B) sementes obtidas do cruzamento de indivíduos de um
mesmo clone equivalem a sementes híbridas.
(C) a uniformidade dos clones não traz problemas de
vulnerabilidade genética, pois os clones são sempre
escolhidos entre os indivíduos mais heterozigotos e,
portanto, mais vigorosos.
(D) a clonagem de plantas em grandes culturas anuais, para
fins comerciais, não é recomendada devido ao maior
custo e maior complexidade das operações envolvidas
no plantio de mudas, quando comparadas ao plantio por
sementes.
(E) aumenta a variabilidade genética já que aumenta a
heterozigose.

28
Na criação de bovinos é comum o uso da uréia como aditivo
alimentar. Esse aditivo, além do baixo custo (aproxidamente
60% do preço do milho), é compatível com a fisiologia digestiva
dos ruminantes. A uréia para os ruminantes:

(A) é fonte de nitrogênio para a síntese de proteína
microbiana.
(B) é uma fonte excelente de energia.
(C) acelera o processo de quebra da celulose.
(D) aumenta a absorção a nível de rúmen.
(E) estimula a absorção de proteínas.


29
O milheto é uma gramínea forrageira com algumas cultivares
sensíveis ao fotoperíodo (dias longos). Para essas cultivares,
considerando plantios em um mesmo local, pode-se esperar
que:

(A) plantios precoces darão cultivos com ciclos mais
curtos.
(B) plantios precoces darão menor produtividade de matéria
seca.
(C) plantios tardios darão maior produtividade de matéria
seca.
(D) plantios tardios darão menor produtividade de matéria
seca.
(E) a época de plantio não influenciará sua produção da
planta.

30
Os sistemas de plantio direto (ou semeadura direta) caracterizam-
se principalmente pelo revolvimento do solo, além
de apresentarem outras características quando comparados
com os sistemas convencionais de preparo do solo, tais
como:
I - possibilitam maiores estoques de nitrogênio total no solo;
II - possibilitam maiores perdas de nutrientes por lixiviação;
III - favorecem o aumento da diversidade da microbiota do
solo;
IV - propiciam alterações na textura do solo.
Somente são corretas as afirmativas:

(A) I e II.
(B) III e IV.
(C) I e IV.
(D) II e III.
(E) I e III.

31
Uma cultura de milho será implantada com espaçamento
de 1,00m entre sulcos de plantio e de 20cm entre plantas
dentro da linha de plantio. A população de plantas por
hectare será de:

(A) 50.000 (B) 100.000
(C) 200.000 (D) 500.000
(E) 1.000.000

32
Em uma área agrícola, próxima a um grande centro urbano,
há disponibilidade de um determinado resíduo industrial, isento
de contaminações com metais pesados e contaminações
biológicas. Algumas características químicas deste produto
(com base no peso seco) são apresentadas na tabela abaixo.
Considerando uma aplicação de 20 toneladas/ha do resíduo
in natura, com 75% de umidade, pode-se afirmar que serão
adicionados, em kg/ha, respectivamente:


33
Práticas agrícolas intensivas, como aração e gradagem,
podem alterar algumas características físicas do solo e
resultar, em alguns casos, no próprio comprometimento da
produção. Dentre estas características, pode-se afirmar que
o intenso revolvimento do solo pode alterar a:
I - textura do solo, aumentando a relação percentual de
argila em detrimento das demais;
II - densidade das partículas do solo, aumentando-a;
III - estrutura do solo, diminuindo sua estabilidade;
IV - densidade global (ou aparente) do solo, aumentando-a.
São corretas as afirmativas:
(A) I e II, apenas. (B) I e III, apenas.
(C) I e IV, apenas. (D) II e III, apenas.
(E) III e IV, apenas.

34
A tabela abaixo apresenta a capacidade do campo e o ponto
de murchamento hipotético para dois solos.
Com base na tabela apresentada e considerando uma área
de 1ha e uma profundidade de raízes da cultura até 50cm,
as quantidades de água disponível (m3) para uma mesma
cultura nos solos A e B, respectivamente, serão:

(A) 850 e 450 (B) 900 e 450
(C) 1.740 e 900 (D) 1.750 e 450
(E) 1.750 e 850

35
Os Argissolos apresentam como características:
I - presença de um horizonte B textural (Bt), formado pela
movimentação de argila dos horizontes superiores para
os inferiores;
II - são profundos, muito bem drenados, homogêneos e
altamente intemperizados e lixiviados;
III - São rasos, bem drenados e guardam nos seus horizontes
vestígios do material de origem;
IV - permeabilidade reduzida no horizonte Bt devido ao
acúmulo de argila.
Estão corretas somente as afirmativas:

(A) I e II.
(B) I e III.
(C) II e III.
(D) II e IV.
(E) I e IV.

36
O potássio é um elemento essencial para o desenvolvimento
das plantas, sendo absorvido na forma de K+, e está envolvido
na planta nas seguintes atividades fisiológicas:

(A) constituindo proteínas, clorofila, nucleotídeos, ácidos
nucleicos, alcalóides e hormônios.
(B) constituindo as membranas celulares, sendo responsável
pela sua integridade.
(C) participando na manutenção do equilíbrio eletrostático e
turgescência nas células, juntamente com outros
cátions.
(D) atuando na conservação e transferência de energia nas
células, na forma de ATP, ADP e PPi, que podem ser
hidrolisadas, liberando grandes quantidades de energia.
(E) ativando o transporte de fósforo através dos canais
iônicos.


37
A retenção foliar ou haste verde, também denominada popularmente
de ―soja louca‖, pode ser causada por fatores, que
podem agir isolada ou conjuntamente com outros distúrbios
que interferem no metabolismo fisiológico das plantas de soja
(Glycine Max (L.) Merril). Esses fatores são:

(A) ataque de lagartas, estresse hídrico e baixa umidade
antes da colheita.
(B) ataque de lagartas, estresse hídrico e excesso de
potássio.
(C) deficiência de potássio, ataque de percevejos e estresse
hídrico.
(D) excesso de potássio, cálcio e magnésio, ataque de
percevejos e somas térmicas deficientes.
(E) deficiência de potássio, ataque de percevejos, excesso
de umidade e temperaturas elevadas antes da colheita.
N P2O5 K2O

38
Considerando que as sementes de uma cultivar têm peso de
33g por 100 sementes, com poder germinativo de 80%, e
uma população de 50 mil plantas por hectare, a quantidade
de sementes necessária para a semeadura de 1 hectare será
de:

(A) 450g
(B) 500g
(C) 18,250kg
(D) 20,625kg
(E) 50,350kg

39
O arroz de terras altas deixou de ser apenas a cultura de
áreas recém-desmatadas com baixo nível de tecnologia, para
participar de sistema de produção mais tecnificado, como a
rotação com a cultura da soja. Sua produtividade neste sistema
pode ser alta, como pode ser observado na tabela abaixo.
Produtividade de arroz, cultivar Carajás, em monocultura e
após soja. Santo Antônio de Goiás - GO
*Adubação na semeadura: 12kg; 90kg; 48kg e 4Kg/ha.-1 de N, P2O5, K2O
e Zn, respectivamente: adubação de cobertura: 30kg/ha-1 de N.
Fonte: CNPAF - EMBRAPA 2005.
A alternativa que melhor define o manejo da adubação neste
sistema é:

(A) utilizar adubação com base na recomendação da
cultura de arroz sem considerar a rotação.
(B) utilizar apenas adubação de manutenção, visando à
reposição de nutrientes.
(C) utilizar adubação de manutenção e cobertura com
nitrogênio para evitar brusone.
(D) aplicar altas doses de nitrogênio, fósforo e potássio.
(E) aplicar fósforo, micronutrientes e altas doses de
nitrogênio.


40
A eutroficação pode ocorrer em lagos e lagoas próximos a
agroecossistemas após período de fertilização, resultando
no aumento do crescimento do fitoplancton e zooplancton,
devido a:

(A) diminuição de calcáreo nas águas.
(B) diminuição do nível de nitrato nas águas.
(C) diminuição do nível de fosfato nas águas.
(D) introdução de nitrato e fosfato nas águas.
(E) introdução do metal zinco nestes locais pelos canais.

41
A figura abaixo representa a produção de massa seca de
mudas de uma determinada espécie vegetal, com e sem
inoculação de fungo micorrízico, sob diferentes níveis de disponibilidade
de fósforo no substrato.
Moreira e Siqueira, 2002. (adaptado).
Com base nas informações contidas no gráfico, pode-se
afirmar que:

(A) não existe relação entre a inoculação do fungo e produção
da massa seca das plantas.
(B) não há resposta da planta à inoculação sob níveis de
fósforo menores que 400mg kg1.
(C) as diferenças entre plantas inoculadas e não inoculadas
tendem a diminuir sob níveis de fósforo maiores que
100mg kg1.
(D) a resposta ao fósforo do substrato tende a ser nula em
plantas não inoculadas.
(E) o crescimento das mudas inoculadas é independente do
nível de fósforo.

42
A forma granulada em agrotóxicos é especialmente interessante
na preparação de iscas para formigas, além de
ser usada na produção de certos herbicidas e inseticidas.
Assinale a opção que apresenta características do uso de
inseticidas granulados.

(A) Reduzem a contaminação ambiental, pois são específicos
para o inseto alvo.
(B) Possuem alta concentração do ingrediente ativo e são
inespecíficos.
(C) Apresentam dificuldades de manipulação e de transporte.
(D) Não podem ser aplicados embaixo de plantas ou na sua
parte aérea.
(E) Não necessitam utilizar solvente na sua preparação.


43
As sementes de plantas como soja e feijão podem conter
concentrações de determinado nutriente suficientes para a
futura geração crescer sem depender do suprimento externo
do elemento químico:

(A) K (B) Ca (C) Mo (D) Mg (E) Si

44)
A enxertia é uma técnica de propagação que apresenta bons
resultados na fruticultura. Uma planta enxertada compõe-se
de duas partes: ―cavalo‖ ou porta enxerto e copa ou ―cavaleiro‖.
No caso da citricultura, particularmente, o cavalo é um(a):

(A) fragmento da planta que se deseja propagar.
(B) planta resistente a pragas e doenças do solo.
(C) planta adulta produzida por semente.
(D) planta fisiologicamente adulta, proveniente de mudas.
(E) planta híbrida resultante de um cruzamento.

45
Os eventos sucessivos que conduzem à ocorrência da doença,
ou fazem parte do seu desenvolvimento, constituem o
chamado ciclo das relações patógeno-hospedeiro, no qual
cada uma das diferentes fases apresenta características próprias
e tem função definida. Referente a isso, é correto afirmar
que:

(A) as fases encontradas no ciclo são: fonte de inoculo,
inoculação, penetração, colonização, sintomas e reprodução.
(B) a patogênese é constituida dos processos de incubação,
infecção e reprodução.
(C) os parasitas obrigatórios não têm estrutura de sobrevivência.
(D) o início da doença numa determinada cultura pode se
dar pelo ciclo secundário.
(E) o ciclo primário tem início a partir de estruturas de reprodução
do microorganismo ou a partir da fase saprofítica
do solo.

46
Assinale a afirmativa correta no que se refere à função dos
hormônios vegetais e similares sintéticos.

(A) Hormônio vegetal é um composto que, sendo aplicado
em altas concentrações, promove, inibe ou modifica
processos morfológicos e fisiológicos do vegetal.
(B) Reguladores vegetais são substâncias sintéticas que,
aplicadas exogenamente, possuem ações similares à
dos grupos de hormônios vegetais.
(C) Inibidores vegetais são substâncias de ocorrência
natural que causam a inibição do meristema apical.
(D) A ivermectina é uma substância sintética com ação
similar à do IAA (grupo das auxinas).
(E) Hormônios vegetais e similares sintéticos podem garantir
alta produtividade em solos de baixa fertilidade.

47
A silagem é uma técnica de armazenamento de forragens
para suplementar o rebanho bovino nos períodos de deficit
de suprimento das pastagens. A conservação da silagem
baseia-se na fermentação anaeróbica da forragem ensilada,
onde a formação de álcool e ácidos orgânicos impede
o desenvolvimento de microorganismos indesejáveis.
As forragens indicadas para o processo de silagem devem
apresentar algumas características, entre as quais:

(A) muito baixos teores de umidade.
(B) baixos teores de açúcar.
(C) baixo poder tampão.
(D) baixa relação C/N.
(E) altos teores de lignina.


48
A broca da cana-de-açúcar (Diatraea saccharalis, Fab.,1794)
é uma das principais pragas desta cultura e seu nível de
dano econômico ocorre com freqüência em virtude do(a):

(A) permissão, através das galerias e orifícios, da penetração
de fungos que causam a podridão vermelha do
colmo, que invertem a sacarose.
(B) diminuição do secamento dos ponteiros.
(C) aumento da sacarose da cana pela ação dos fungos.
(D) aumento da pureza do caldo dando menor rendimento
em açúcar.
(E) aumento do secamento das raízes devido aos fungos.

49
Considerando que o N é um macronutriente constituinte de
muitas substâncias, entre elas a clorofila, e que apresenta
alta mobilidade na planta, os sintomas evidentes de sua
deficiência são:

(A) queima de bordos das folhas mais jovens.
(B) arroxeamento iniciando nas folhas mais velhas.
(C) amarelecimento simultâneo de toda a planta.
(D) amarelecimento iniciando nas folhas mais velhas.
(E) amarelecimento iniciando nas folhas mais novas.

50
―Impacto ambiental‖ é definido pela Resolução 001/86 do Conselho Nacional do Meio Ambiente – Conama (Conama,
1992)
como qualquer alteração das propriedades físicas, químicas e biológicas do meio ambiente, causada por qualquer
forma de
matéria ou energia resultante das atividades humanas. Relacione as atividades agrícolas da coluna da esquerda
com o correspondente
impacto ambiental causado, na coluna da direita.

(A) I - P, II - Q, III - R, IV - S
(B) I - Q, II - P, III - T, IV - R
(C) I - R, II - P, III - S, IV - Q
(D) I - P, II - R, III - Q, IV - S
(E) I - R, II - Q, III - S, IV - T
Atividade agropecuária
I - plantio de arroz inundado
II - uso de fertilizantes nitrogenados
III - expansão das fronteiras agrícola
IV - preparo convencional do solo
Impacto ambiental
P - contaminação do lençol freático com nitrato
Q - redução os teores de C no solo
R - emissão de CH4
S - eliminação de ecossistemas naturais
T - alteração da textura dos solos


Gabarito de analista em agronomia:

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS - ANALISTA EM AGRONOMIA
21-B 26-C 31-A 36-C 41-C 46-B
22-E 27-D 32-A 37-E 42-A 47-C
23-A 28-A 33-E 38-D 43-C 48-A
24-C 29-D 34-A 39-B 44-B 49-D
25-D 30-E 35-E 40-D 45-A 50-C




P R O V A D A C H E S F – ENG. AGRÍCOLA

CONHECIMENTOS ESPECÍFICO 11) Com uma concentração praticamente nula nas regiões desérticas e nos extremos polares,
até 4% em volume nas
regiões tropicais quentes e úmidas, o vapor d’água é um dos mais importantes constituintes atmosféricos. Exerce
papel de destaque no balanço de energia próxima à superfície do solo. Além disso, sua presença é absolutamente
indispensável para toda espécie de vida na terra. Em relação ao vapor d’água, é INCORRETO afirmar que:

A) É um elemento decisivo no ciclo hidrológico, quer transferindo água da superfície para a atmosfera, quer retornando
sob forma líquida, como chuva.
B) Atua como absorvedor de radiação infravermelha, reemitindo-a à sua temperatura.
C) Desempenha o papel de um agente termorregulador.
D) É a maior fonte de energia latente da atmosfera tropical.
E) Ele não tem influência no efeito estufa.

12) As plantas superiores são organismos autotróficos que podem sintetizar seus componentes orgânicos a partir de
nutrientes inorgânicos obtidos no ambiente. Vários nutrientes minerais possuem processos que envolvem a
absorção de compostos do solo pelas raízes e a incorporação em componentes orgânicos essenciais ao crescimento e
ao desenvolvimento. Esta incorporação de nutrientes minerais em substâncias orgânicas como os pigmentos, cofatores
enzimáticos, lipídeos, ácidos nucleicos e aminoácidos denomina-se assimilação de nutrientes. No processo de
assimilação, em particular o enxofre e o nitrogênio, requerem uma série de reações de maior demanda energética
dos organismos vivos. Dos processos de assimilação citados abaixo, assinale a alternativa correta:

A) Na assimilação do nitrato (NO3
-
), o nitrogênio do NO3
- é convertido em uma forma mais energética, o nitrito NO2
- e
então, em uma forma ainda mais energética, o amônio (NH4
+ ) e finalmente em nitrogênio-amida da glutamina. Este
processo consome o equivalente a 6 ATP’s para cada nitrato.
B) Plantas como leguminosas estabelecem uma relação simbionte com bactérias fixadoras de nitrogênio, para converter o
nitrogênio molecular (N2) em amônia (NH3), que é o primeiro produto estável no processo natural de fixação.
Entretanto, em pH fisiológico, a amônia é protonada para formar o íon amônio (NH4
+ ).
C) A assimilação de sulfeto (SO4
2-
) no aminoácido glutamina, por meio de duas rotas encontradas nas plantas, consome
cerca de 14 ATP’s.
D) A assimilação de nutrientes, especialmente os macro e micronutrientes aniônicos, envolve a formação de complexos
com compostos inorgânicos.
E) Na assimilação de enxofre, as raízes são em geral mais ativas do que as folhas. O enxofre, então assimilado, é exportado
pelo xilema para locais de síntese protéica (frutos e ápices caulinares e radiculares), sobretudo, na forma de glutationa.

13) A forma e função dos organismos multicelulares não poderiam ser mantidas sem uma eficiente comunicação entre
células, tecidos e órgãos. Nos vegetais superiores, a regulação do metabolismo, o crescimento e a morfogênese
muitas vezes, dependem de sinais químicos de uma parte da planta a outra. O Botânico alemão Sachs propôs que
mensageiros químicos são responsáveis pela formação e pelo crescimento de diferentes órgãos vegetais. Estes
mensageiros, que funcionam como mediadores na comunicação intercelular, são chamados hormônios. Os
hormônios vegetais são moléculas sinalizadoras e possuem um efeito marcante no desenvolvimento em pequenas
concentrações. Nas alternativas abaixo, são citados os cinco principais hormônios vegetais e suas principais
características. Todas as alternativas estão corretas com relação aos hormônios, EXCETO:

A) A auxina foi o primeiro hormônio descoberto em plantas e constitui o grupo hormonal mais conhecido entre os
reguladores de crescimento, estando relacionada com o ácido indol-3-acético(AIA). As auxinas são compostos
caracterizados pela capacidade de inibir o alongamento celular e encontra-se distribuída em locais de síntese como nas
folhas mais velhas e frutos amadurecidos.
B) As plantas contém uma grande quantidade de giberelinas, todas naturais e muitas são biologicamente ativas. As
giberelinas são freqüentemente associadas a diversos processos fisiológicos como: inibição do alongamento caulinar da
germinação de sementes e promovem a abscisão de frutos.
C) As citocininas regulam processos fisiológicos de desenvolvimento promovendo a senescência foliar e a imobilização de
nutrientes nos frutos.
D) O etileno é dificilmente liberado dos tecidos. Devido a este fato, a sua presença é pequena em frutos em
amadurecimento e em tecidos senescentes.
E) O ácido abscísico pode ser considerado o primeiro hormônio vegetal cuja fisiologia do mecanismo está relacionada à
expansão celular e à abertura estomática.

14) A vassoura-de-bruxa é a doença mais importante da cultura do cacaueiro. A epidemia da vassoura-de-bruxa
disseminou-se por toda Região Nordeste produtora de cacau no Brasil. A falta de medidas de controle eficientes
resultou, nos últimos anos, em menor produção, mudanças no uso da terra, venda de propriedade e danos ao meio
ambiente. O agente etiológico causador desta doença do cacaueiro é denominado:

A) Phytophthora infestans. D) Crinipellis perniciosa.
B) Plasmopara viticola. E) Ustilago scitaminea.
C) Hemileia vastatrix.

15) A escolha da espécie adequada para um determinado local é fundamental no planejamento da arborização urbana.
Uma escolha bem feita significa o sucesso do planejamento e a diminuição dos gastos onerosos com tratos culturais e
manutenção de árvores colocadas em local errado, resultando em transtornos desnecessários. Na arborização
urbana, espécies arbóreas de porte grande são consideradas as espécies que ultrapassam vinte metros de altura. Nas
alternativas abaixo, todas as espécies são consideradas de porte grande, EXCETO:

A) Tabebuia serratifolia. D) Caesalpinia peitophoroides.
B) Jacarandá mimosifolia. E) Phoenix canariensis.
C) Roystonea regia.

16) Para a maioria das espécies frutíferas, o plantio adensado com plantas de baixo porte pode ser uma alternativa
adequada para aumentar a produtividade do pomar e recuperar o capital investido mais rapidamente. Nas
alternativas abaixo, são vantagens do sistema de plantio adensado, EXCETO:

A) Utilização de áreas menores.
B) Maior facilidade e eficiência na aplicação de produtos fitossanitários.
C) Necessidade de irrigar em períodos de deficiência hídrica.
D) Operação de colheita mais eficiente.
E) Maior aproveitamento dos adubos.

17) Na cultura do abacaxizeiro, a indução floral artificial tem por objetivo principal o florescimento de todas as plantas
em determinado tempo, permitindo assim, a concentração da colheita num período curto e melhor perspectiva
econômica. As vantagens da indução artificial no florescimento do abacaxizeiro são descritas nas alternativas
abaixo, EXCETO:

A) Controle do peso e do tamanho do fruto, de acordo com as exigências do mercado consumidor.
B) Aumento do rendimento (lucro) pelo maior número de frutos colhidos.
C) Melhor distribuição de mão-de-obra e facilidade na administração da propriedade.
D) Fornecimento de frutos para o mercado concentrado na época de maior umidade relativa do ar.
E) Possibilidade de exploração de uma segunda safra (soca).

18) A produção de frutas é uma atividade que tem passado por recentes avanços tecnológicos nas regiões produtoras do
semi-árido do nordeste brasileiro e nas regiões próximas a centros consumidores intensos. Dos diversos problemas
de ordem tecnológica enfrentados pelos produtores brasileiros que interferem na produtividade e qualidade dos
frutos nacionais, encontram-se com maior relevância os relacionados às pragas e doenças, que normalmente
provocam perdas e oneram os custos de produção. Dentre as pragas citadas abaixo, marque a alternativa correta
sobre o nome científico da praga-chave da cultura da bananeira:

A) Conotrachelus. D) Cosmopolites sordidus.
B) Anthistarcha binocularis. E) Stenoma catenifer.
C) Hypocala andremona.


19) O cultivo comercial de hortaliças e plantas ornamentais, usando técnicas hidropônicas, se expandiu pelos principais
centros produtores do país. O cultivo hidropônico é uma alternativa vantajosa para a produção de produtos
hortícolas. Marque a alternativa INCORRETA com relação às vantagens do sistema hidropônico:

A) Ciclo de produção mais longo. D) Melhor programação da produção.
B) Menor incidência de doenças. E) Melhor qualidade dos produtos.
C) Menor necessidade de mão-de-obra.

20) Na evolução dos conhecimentos sobre as exigências das plantas quanto à nutrição, aeração, irrigação e sanidade, há
uma constante busca por melhores condições de crescimento e desenvolvimento. Neste aspecto, o cultivo
hidropônico tem se tornado importante, já que o controle das propriedades físicas e químicas é mais fácil. Marque a
alternativa correta com relação ao cultivo hidropônico:

A) Os cultivos podem ser feitos em água ou substratos com alta atividade química.
B) O cultivo hidropônico pode ser realizado em sistemas de uma, duas e quatro fases.
C) Substrato como cascalho, areia, serragem, turfa, fibra de coco, vermiculita, argila expandida, espumas sintéticas e lãs
minerais são usados para dar sustentação adequada às plantas.
D) O cultivo hidropônico é muito pouco usado em países com problemas hídricos e invernos rigorosos.
E) A solução nutritiva consta de um único nutriente essencial ao crescimento e ao desenvolvimento em quantidades
elevadas calculadas até o final do ciclo da planta.

21) Na agricultura orgânica, as ervas pioneiras que ocorrem no terreno não são consideradas daninhas, porém
invasoras. Elas podem ser manejadas para que protejam o solo contra erosão e excesso de erosão e não afetem o
crescimento das plantas comerciais. De acordo com o enunciado, marque V para as afirmativas verdadeiras e F
para as falsas:

( ) Mudanças na época de plantio, fazendo a semeadura mais cedo, para promover a germinação da cultura antes das
invasoras é uma medida de controle eficaz para controlar plantas invasoras.
( ) Erradicar ou roçar as ervas invasoras antes que elas produzam sementes.
( ) Em áreas pequenas, a erradicação manual é a prática mais eficaz para o controle de ervas invasoras.
( ) O capim marmelada quando roçado e coberto com a palha, tem um controle eficaz.
( ) A cobertura plástica na área com material inerte é um procedimento aceito e tolerado pela agricultura orgânica.
A seqüência está correta em:
A) V, V, F, F, V B) F, F, F, F, F C) F, F, F, V, V D) V, V, V, V, V E) V, F, V, F, F

22) São procedimentos básicos recomendados pela agricultura orgânica, EXCETO:

A) Na agricultura orgânica, insetos e fungos não são causas verdadeiras das moléstias em plantas, pois estas, só atacam as
plantas desequilibradas ou cultivadas incorretamente.
B) É proibido o emprego de agrotóxicos, calda viçosa com uréia e cloreto ou nitrato de potássio e do extrato de fumo.
C) É necessário dispor de adubos orgânicos, como farinha de ossos, compostagens, que liberam lentamente os nutrientes e
não favorecem a infestação e o desenvolvimento da população de insetos ou microrganismos nocivos.
D) Permite o uso de isca formicida à base de organofosforado.
E) A adubação verde deve entrar sempre na programação do preparo do solo, pois além de reduzir as ervas daninhas
indesejáveis, melhora a nutrição e a presença de inimigos naturais.

23) Nitrificação é um processo de natureza estritamente biológica. Pode ocorrer nos mais variados ambientes e é de vital
importância para a produtividade primária, ciclagem de nutrientes, tratamentos de resíduos e qualidade da água e
da atmosfera. Assinale a alternativa INCORRETA com relação aos fatores que afetam a nitrificação em solos:

A) Aeração é um processo de oxidação estritamente aeróbio. A nitrificação depende da presença de oxigênio. Qualquer
procedimento capaz de aumentar a aeração de um solo acelerará, até certo ponto, a taxa de nitrificação.
B) A temperatura favorável ao processo de nitrificação se situa em torno de 26 e 32°C, cessando acima de 51°C.
C) A umidade deve estar associada diretamente com a aeração do solo e exerce influência indireta na nitrificação, que pode
ser acelerada por condições extremas de umidade.
D) A calagem estimula a nitrificação em solos ácidos.
E) Fertilizantes amoniacais aplicados em quantidades elevadas em solos alcalinos inibe a segunda fase da nitrificação.

24) Paisagismo pode ser concebido como ciência e arte ao envolver o conhecimento das leis que regem os fenômenos da
realidade exterior e interior das paisagens. Constitui-se arte numa forma de expressão criadora que atua sobre a
sensibilidade humana. Dentro do contexto de paisagismo, os parques estão associados a funções sociais e
ambientais. São espaços abertos, públicos, com dimensões maiores, que se isolam da cidade por estarem contidos
em si mesmo. Os parques, segundo sua finalidade, podem ser classificados em diversos tipos. Acerca disso, marque
V para as afirmativas verdadeiras e F para as falsas:

( ) Parques de Preservação: têm como finalidade a manutenção de valores naturais ou culturais que mereçam ser
perpetuados e conservados para a manutenção e equilíbrio ecológico.
( ) Parques Especiais: são parques criados com finalidades específicas, tais como: Jardim Botânico, Jardim Zoológico,
etc.
( ) Parques de Recreação: são pequenas áreas verdes equipadas para atender à recreação da população urbana.
( ) Parques de Bairro: são áreas grandes onde a vegetação predomina, possuindo fins recreativos destinados à população
que geralmente os usufrui nos finais de semana e feriados.
A seqüência está correta em:
A) V, V, F, V B) V, F, V, F C) F, F, V, V D) V, V, V, F E) F, V, F, V

25) O jatobá (Hymenaea sp. Fabaceae − Caesalpinioideae) é uma árvore originalmente encontrada na Amazônia e Mata
Atlântica brasileiras, onde ocorre naturalmente desde o Piauí até o norte do Paraná, na floresta latifoliada
semidecidual. Com relação à espécie jatobá, todas as alternativas abaixo estão corretas, EXCETO:

A) A madeira é empregada na construção civil em vigas, caibros, ripas, acabamentos internos (marcos de portas, tacos e
tábuas para assoalhos), na confecção de artigos para esportes, cabos de ferramentas, peças torneadas, esquadrias e
móveis.
B) A polpa do legume é comestível e muito nutritiva. É usada como alimento também pela fauna.
C) Seca ao ar com poucas deformações. Pode ocorrer rachaduras e empenamento quando a secagem é muito rápida.
D) Sua madeira apresenta facilidade para tornear e faquear.
E) A madeira do jatobá pode ser pintada, vernizada e lustrada



GABARITO DA CHESF:



11- C 12 # 13-E 14-A 15-A 16-B 17-A 18-A 19-B 20-E 21-B 22-B 23-B 24-C 25-E





Prova do inéa

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
21
A figura abaixo mostra o efeito dos modos de aplicação de
calcário, em uma determinada área, a partir da incorporação
com grade pesada e grade niveladora (GP+GN), aração e
grade niveladora (A+GN) e grade superpesada e grade
niveladora (GSP+GN), na produção de grãos de milho.
Com base na figura, conclui-se que

(A) os aumentos de produção foram determinados pelo uso
da grade niveladora (GN).
(B) a incorporação de calcário com grade superpesada e
grade niveladora (GSP+GN) foi mais eficiente que o modo
convencional ×aração seguida de gradagem niveladora
(A+GN).
(C) o efeito dos modos de incorporação do calcário na produção
de grãos de milho não foi significativo.
(D) o uso do método convencional (A+GN) resultou em
produção inferior ao uso da grade pesada e grade
niveladora (GP + GN).
(E) o uso da grade pesada + grade niveladora (GP + GN)
deve ser preferencial para incorporação do calcário,
conforme esses resultados.

22
A depreciação dos equipamentos agrícolas deve ser computada
no custo de produção. Considerando que o valor de
aquisição de um determinado equipamento é de
R$ 14.000,00, e que a sua vida útil é de 10 anos, e que o
mesmo tem um valor residual de R$ 2.000,00, qual é o valor
contábil do equipamento no 7º (sétimo) ano de uso, em
reais, considerando o cálculo da depreciação pelo método
linear?

(A) 8.400,00 (B) 7.600,00
(C) 6.000,00 (D) 5.600,00
(E) 3.400,00

23
Para adoção da colheita mecânica da cana-de-açúcar,
tornam-se necessárias avaliações da eficiência das diferentes
colheitadeiras. A figura abaixo mostra o rendimento e as
perdas associadas às diferentes velocidades de uma
determinada colheitadeira.
Analisando-se a figura, conclui-se que

(A) o rendimento é inversamente proporcional à velocidade.
(B) as perdas são diretamente proporcionais ao aumento da
velocidade.
(C) a velocidade de 7km por hora deve ser adotada, independente
das maiores perdas.
(D) a velocidade de 3km hora×1, considerando rendimento e
perdas, é a mais eficiente.
(E) a velocidade de 5km hora×1, considerando rendimento e
perdas, é a mais eficiente.


24
Os insetos, Pectinophora gossypiella (Saunder, 1844),
Anticarsia gemmatalis Hübner 1818, Leucoptera Coffeella
(Guérin-Mèneville & Perrottet, 1842) e Spodoptera frugiperda
(J.E. Smith), respectivamente, são importantes pragas das
seguintes plantas:

(A) algodão, soja, café e milho.
(B) algodão, arroz, café e milho.
(C) algodão, café, milho e arroz.
(D) milho, soja, café e cana.
(E) cana, milho, café e feijão.

25
A escala numérica de um documento cartográfico (Mapa, Carta
ou Planta) é expressa por uma fração ou proporção que
correlaciona a unidade de distância do documento à distância
medida na mesma unidade no terreno. Quando se conhece a
escala numérica podem-se estimar as distâncias reais.
Sabendo-se que um determinado trecho entre dois pontos
distintos tem 30cm no documento cartográfico elaborado na
escala 1:50.000, qual será a distancia real, em km?

(A) 3,75
(B) 7,50
(C) 15,0
(D) 30,0
(E) 60,0
100
Rendimento
Perdas
16
75 12
50 8
25 4
0
1,5 3,0 5,0 7,0
Velocidade (km h ) ¸1
Rendimento
(Toneladas hora ) ¸1
Perdas (%)
Produção de grãos de milho (kg ha ) ¸1
8000
6000
4000
2000
0
C
B
A
*Letras diferentes indicam médias significativamente diferentes
pelo teste de Tukey a 5%

26
Relacione os atributos físicos dos solos da 1a coluna com a
respectiva definição da 2a coluna.
A relação correta é:

(A) I - P; II - Q; III - R; IV - S
(B) I - Q; II - T; III - P; IV - R
(C) I - R; II - S; III - T; IV - P
(D) I - S; II - R; III - Q; IV - T
(E) I - T; II - S; III - R; IV – Q


27
Na busca de uma agricultura sustentável, fundamentada em
tecnologias não agressivas ao meio ambiente, os sistemas
de produção agroflorestais se constituem em uma alternativa,
pois combinam árvores, cultivos e animais. Em um
sistema agrossilvopastoril, as principais vantagens são:

(A) incrementar a extração de madeira, aumentar a produção
agrícola e considerar os aspectos sociais.
(B) intensificar o pastoreio, a exploração de produtos florestais
e a conservação do solo para aumentar a produção
agrícola.
(C) aperfeiçoar o aporte de matéria orgânica e ciclagem de
nutrientes para aumentar a produção agrícola.
(D) acelerar o processo de ciclagem de nutrientes e
considerar os aspectos sociais.
(E) otimizar os efeitos benéficos das interações que
ocorrem entre os componentes arbóreos, culturas e
animais e diminuir os impactos ambientais.

28
O sensoriamento remoto tem como objetivo estudar o
ambiente terrestre por meio do registro e da análise das
interações entre a radiação eletromagnética e as substâncias
componentes do planeta Terra. O estudo do comportamento
espectral dos alvos, relativo à radiação solar, é realizado
por meio de métodos experimentais de laboratório e de
campo, nos quais a grandeza radiométrica utilizada é a(o)

(A) emissividade (B) reflectância
(C) absorbância (D) tramitância
(E) fluxo radiante
I - Textura
II - Estrutura
III - Condutividade
hidráulica
IV - Água disponível total
P - Parte do volume total do
solo não ocupado pela
fase sólida.
Q - Capacidade do solo de
transmitir água.
R - Arranjamento das partículas
do solo.
S - Proporção relativa das frações
granulométricas
areia, silte e argila.
T - Conteúdo de água retido
no solo entre a capacidade
de campo e o ponto
de murcha permanente.

29
Um dos objetivos do desenvolvimento agrícola sustentável
é a manutenção da diversidade genética das plantas
cultivadas. Em relação à diversidade, tem-se que a

(A) conservação dos recursos genéticos deve ser feita
ex situ para alcançar a sustentabilidade.
(B) manutenção de uma base genética ampla na forma de
muitas variedades nativas ou melhoradas é importante.
(C) perda da diversidade genética não ocorre em
agroecossistemas.
(D) preservação do germoplasma deve ser feita apenas dos
cultivos-chave nacionais.
(E) uniformidade genética crescente das plantas domesticadas
deixa a cultura mais tolerante ao ataque de
patógenos e pragas e com isso é possível diminuir o uso
de agrotóxicos.

30
O processo de fixação biológica do nitrogênio, que ocorre
em algumas espécies de leguminosas, é realizado por uma
enzima, A. Esta enzima utiliza a energia derivada de um
processo fisiológico, o qual é responsável pela incorporação
de carbono nos vegetais através de uma outra enzima B.
A e B correspondem, respectivamente, às enzimas:

(A) Nitrogenase e Rubisco
(B) Nitrogenase e PEP
(C) Redutase do Nitrato e Rubisco
(D) Redutase do Nitrato e PEP
(E) Nitrito redutase e Rubisco

31
Uma plantadeira-adubadeira utilizada para o cultivo do feijoeiro
foi regulada para a aplicação de 80 gramas de sementes e
1000 gramas de adubo em 40 metros lineares. Sabendo-se
que o espaçamento de plantio é de 0,5 metros entre linhas,
as quantidades, em kg, de sementes e adubos necessários
ao plantio de um hectare são
Sementes adubo
(A) 30 375
(B) 40 400
(C) 40 500
(D) 50 500
(E) 80 625

32
A cana-de-açúcar (Sacharum officinarum) é uma planta

(A) C3 e apresenta limitação com relação à resposta
fotossintética em condições de baixa luminosidade.
(B) C3 com eficiente controle da abertura estomática e
eficiência no uso da água.
(C) C4 com eficiente controle da abertura estomática que é
fundamental no controle da transpiração.
(D) C4 e mesmo com alta intensidade luminosa apresenta
limitação à resposta fotossintética.
(E) CAM e responde eficientemente a condições de altas
temperaturas e disponibilidade de água.

33
Na sucessão de culturas os resíduos dos tecidos da planta
anterior podem exercer um papel relevante no desempenho
da cultura seguinte. A figura abaixo apresenta os resultados
do rendimento do feijoeiro irrigado, adubado com diferentes
doses de nitrogênio, plantado logo após o plantio da soja,
em um ano, e de arroz, em dois anos de cultivo.
Considerando que não ocorreu variação ambiental
significativa nos plantios e que os demais elementos minerais
foram aplicados de acordo com a recomendação técnica,
qual das interpretações abaixo é uma explicação para
as diferenças de resultados observados para o cultivo após a
soja e após o arroz?

(A) Nos cultivos do feijoeiro em sucessão ao arroz, a dose
de nitrogênio aplicada de 50kg.ha×1 foi suficiente para
atingir a produção máxima e foi semelhante à da soja.
(B) O arroz, por ter uma relação C/N mais baixa que a da
soja, tem seus restos culturais degradados rapidamente,
não deixando nutrientes para o feijoeiro.
(C) O feijoeiro não respondeu à aplicação de nitrogênio,
independente da cultura anteriormente plantada.
(D) A soja, por ser fixadora de nitrogênio atmosférico e ter
uma relação C/N mais alta do que o arroz, o que
permite uma degradação mais lenta, disponibilizou
mais nutrientes para o feijoeiro.
(E) A soja, por ser fixadora de nitrogênio atmosférico e
ter uma relação C/N mais baixa do que o arroz, o que
permite uma degradação mais rápida, disponibilizou mais
nutrientes para o feijoeiro.

34
Examine as afirmações a seguir.
Atualmente uma parcela da sociedade tem-se preocupado
com a necessidade de procurar um substituto energético
para o petróleo que ruma ao esgotamento. Desta forma, o
uso do biodiesel pode trazer inúmeras vantagens para a
matriz energética brasileira, além de ajudar na diminuição
de emissão de CO2.
PORQUE
A produção agrícola que origina as matérias-primas para o
biodiesel capta CO2 da atmosfera durante o período de seu
crescimento e desenvolvimento, sendo que todo o CO2
captado é liberado durante o processo de combustão dos
motores, retornando à atmosfera.
Analisando-se as afirmações conclui-se que

(A) as duas afirmações são verdadeiras e a segunda justifica
a primeira.
(B) as duas afirmações são verdadeiras e a segunda não
justifica a primeira.
(C) a primeira afirmação é verdadeira e a segunda é falsa.
(D) a primeira afirmação é falsa e a segunda é verdadeira.
(E) as duas afirmações são falsas.

35
A secagem mecânica de grãos pode ser entendida como
a atividade destinada a diminuir artificialmente o teor de
umidade dos mesmos, até um limite adequado, sem
comprometer as suas propriedades naturais. Sobre esse
aspecto, é correto afirmar que
I - a umidade retirada inicialmente dos grãos é a umidade
intersticial;
II - pode ser processada independente das condições do
tempo;
III - é um processo mais lento que a secagem feita ao sol;
IV- é uma importante estratégia dentro da chamada
―colheita antecipada‖.
São corretas APENAS as afirmações

(A) I e II (B) I e III
(C) I e IV (D) II e IV
(E) III e IV

36
Relacione a coluna da esquerda com a da direita, de acordo
com as características de cada sistema de produção de
hortaliças.
A correlação correta é:
(A) P - I e II, Q - III e IV
(B) P - I e III , Q - II e IV
(C) P - II e III, Q - I e IV
(D) P - II e IV, Q - I e III
(E) P - III e IV, Q - I e II
(P) Cultivo a campo
(Q)Cultivo em ambiente
protegido
I - Maior irregularidade de produção
II - Menor uso de produtos químicos
III - Maior incidência de pragas e
doenças
IV - Maior custo de implantação
4500
4000
3500
3000
2500
2000
1500
1000
0 30 60 90 120 150
Dose de N, kg ha¸1
Rendimento de grãos, kg ha¸1
após soja
após arroz

37
A figura abaixo caracteriza os estudos conduzidos no CNPAF-EMBRAPA (2003), nos quais foi possível verificar as
respostas
do arroz irrigado à aplicação do nitrogênio (N) em três anos de estudo.
Com base nos estudos do gráfico acima, conclui-se que

(A) o fato de as equações de regressão serem quadráticas com coeficiente negativo para X2 indica que as maiores doses
representam excesso de adubo nitrogenado aplicado.
(B) o gráfico da média indica que a máxima produtividade foi obtida entre 70 e 100kg de nitrogênio aplicado.
(C) as maiores médias de produtividade ocorreram com aplicação de aproximadamente 20, 40, 30kg ha×1 de N no primeiro,
segundo e terceiro anos, com a dose média econômica de três anos de experimentação de 50kg ha×1 de N.
(D) ocorreu resposta linear das plantas de arroz à aplicação de nitrogênio.
(E) não ocorreu resposta das plantas de arroz à aplicação de nitrogênio com doses menores que 60Kg ha×1 de N.

38
Para medir uma área de produção de olerícolas, representada abaixo, um teodolito foi estacionado no ponto C‘.
Visando o
ponto C, foi feita a leitura do fio superior (3,425) e do fio inferior (2,925). Visando o ponto A, foi feita a leitura do fio
superior
(3,820) e do fio inferior (2,820). Visando o ponto B, foi feita a leitura do fio superior (2,615) e do fio inferior (2,115).
Considerando que todas as visadas foram feitas na horizontal, que a constante do aparelho é 0 e que o fator do
aparelho,
fornecido pelo fabricante, é 100, a área, medida em ha, é

(A) 0,125 (B) 0,250 (C) 0,375 (D) 0,750 (E) 1,000
A B
C
C‘
90o
7000
6000
5000
4000
3000
2000
1000
0
6000
5000
4000
3000
2000
1000
0 30 60 90 120 150 180 210 0 30 60 90 120 150 180 210
PRODUTIVIDADE (kg ha ) ¸1
NITROGÊNIO APLICADO (kg N ha ) ¸1
90% da produção
máxima
90% da produção
máxima
90% da produção
máxima
90% da produção
máxima
1 ano o 2 ano o
3 ano o
MÉDIA DE
3 ANOS
Y=3400,874+33,8728X 0,08110X ¸
2
R2=0,9649**
Y=3900,876+37,4993X 0,11498X ¸
2
R2=0,9174**
Y=3560,268+28,5467X 0,09599X ¸
2
R2=0,9181**
Y=3620,501+33,3055X 0,09735X ¸
2
R2=0,9686**

39
Dentre as formas mais simples de se medir a germinação
de sementes está a ―germinabilidade‖ (% de germinação),
sendo esta utilizada para a comparação da germinação
de diferentes lotes sob o efeito de um mesmo tratamento.
Com relação a este processo, a germinabilidade

(A) reflete quanto tempo foi necessário para que as sementes
atingissem 100% de germinação.
(B) indica quanto tempo foi necessário para um determinado
lote de sementes começar a germinar.
(C) pode apresentar valores semelhantes em dois lotes de
sementes de espécies diferentes, somente se expostos
às mesmas condições.
(D) será igual, para dois lotes de sementes de uma mesma
espécie, somente se o vigor das plantas for semelhante.
(E) representa o percentual de sementes germinadas
em relação ao número total de sementes dispostas a
germinar sob determinadas condições.

40
A Reserva Legal, instituída pela Medida Provisória no 2.166-67,
de 2001, é uma área localizada no interior de uma propriedade
ou posse rural, excetuada a de preservação permanente,
necessária ao uso sustentável dos recursos naturais, à
conservação e reabilitação dos processos ecológicos, à
conservação da biodiversidade e ao abrigo e proteção de
fauna e flora nativas.
No Rio de Janeiro, a Reserva Legal deve ser igual a que
percentual da área dos imóveis?

(A) 10% (B) 20%
(C) 30% (D) 50%
(E) 80%

41
Segundo a FAO, o conceito de degradação de terras se
refere à deterioração ou perda total da capacidade dos
solos para uso presente e futuro. Essas perdas ocorrem
principalmente por causa das principais formas de erosão
e das deteriorações químicas e físicas do solo.
Associe a atividade agrícola apresentada na 1a coluna com
o risco potencial de degradação da 2a coluna.
As associações corretas são:

(A) P - II, Q - I, R - IV e S - V
(B) P - III, Q - I, R - IV e S - II
(C) P - III, Q - I, R - V e S - IV
(D) P - III, Q - V, R - I e S - II
(E) P - V, Q - III, R - IV e S - II
P - Uso excessivo de defensivos
Q - Uso intensivo de máquinas
R - Manejo inadequado da irrigação
S - Uso de áreas com alta
declividade
I - Compactação
II - Erosão
III - Poluição
IV - Salinização
V - Aumento de
Microrganismos

42
A salinização dos solos é uma das principais preocupações
nos projetos de irrigação. Os sinais de salinização no solo
ou os sintomas nas plantas só costumam aparecer quando
o problema já se tornou grave e a solução, difícil e cara.
Portanto, desde o início do projeto de irrigação, são
necessários cuidados para evitar a salinização.
Dentre as práticas usadas para evitar a salinização dos
solos irrigados, citam-se

(A) acrescentar uma quantidade extra de água para lixiviação
e promover a drenagem.
(B) promover a elevação do lençol freático e usar água com
elevada condutividade elétrica.
(C) reduzir a drenagem, para reter a água no solo, e promover
a elevação do lençol freático.
(D) utilizar a quantidade mínima necessária de água para a
irrigação e reter água no solo.
(E) usar água com baixa condutividade elétrica e reduzir
a drenagem.

43
As técnicas utilizadas para o melhoramento genético são
escolhidas com base no conhecimento da genética e reprodução
das diferentes espécies e nos objetivos do programa.
Relacione as duas espécies listadas à esquerda às técnicas
de melhoramento, listadas à direita.
As associações mais prováveis de ocorrer em um programa
de melhoramento são:

(A) P - I e II e Q - III e IV
(B) P - I e III e Q - II e IV
(C) P - I e IV e Q - II e III
(D) P - II e III e Q - I e IV
(E) P - II e IV e Q - I e III

44
Na horticultura, diversas espécies cultivadas apresentam
diferentes exigências para promoção de sua iniciação floral
como, por exemplo, a necessidade de baixas temperaturas
para indução ou aceleração da floração.
Esse processo biológico de indução floral por baixas
temperaturas é denominado

(A) Apomixia
(B) Fotoperiodismo
(C) Fotoblastismo
(D) Graus-Dias
(E) Vernalização
P - Milho
Q - Arroz
I - Produção de híbridos duplos
II - Seleção recorrente
III - Seleção de linhas puras
IV - Seleção de novas linhagens na
geração F8

45
O coeficiente de escoamento (fração da chuva que escorre
até atingir o fim da área) varia em função do tipo de solo, da
cobertura vegetal e da topografia da área. A esse respeito,
apresentam-se as afirmações a seguir.
I - Áreas cobertas por matas têm coeficientes maiores que
áreas de culturas, desde que o solo e a topografia
sejam iguais.
II - Áreas com solo argiloso têm coeficientes maiores que
áreas com solo arenoso, desde que a topografia e a
cobertura vegetal sejam as mesmas.
III - O coeficiente será maior se a área tiver alta declividade,
solo pouco permeável e cultura anual.
IV- O efeito da declividade do terreno pode ser compensado
pela maior cobertura vegetal, dando coeficientes mais
altos.
Estão corretas SOMENTE as afirmativas

(A) I e II
(B) I e III
(C) II e III
(D) II e IV
(E) III e IV

46
No Brasil, na exploração comercial do coqueiro, são utilizadas
variedades de coco-anão (Cocos nucifera var. „nana‘),
coco-gigante (Cocos nucifera var. „typica) e híbridos (Cocos
nucifera var. „nana‘ X Cocos nucifera var. „typica‟). Com
relação aos diferentes tipos de coqueiro cultivados, as
variedades de coqueiro

(A) anão são cultivadas preferencialmente para obtenção de
albúmen sólido.
(B) gigante são cultivadas preferencialmente para a produção
de albúmen líquido.
(C) gigante produzem maior número de frutos/planta/ano.
(D) híbrido apresentam a maior precocidade de produção.
(E) híbrido são cultivadas tanto para obtenção de albúmen
sólido como de albúmen líquido.

47
Com relação à biologia floral e à polinização do maracujazeiro
amarelo, considere as afirmativas a seguir.

I - O maracujazeiro amarelo é uma espécie auto-incompatível.
II - O principal agente polinizador é um inseto da ordem
Hemíptera.
III - A polinização artificial induz a obtenção de maiores
produtividades.
IV- A polinização artificial é realizada na parte da manhã do dia.
Estão corretas SOMENTE as afirmativas

(A) I e II
(B) I e III
(C) II e III
(D) II e IV
(E) III e IV

48
Os acaricidas representam uma porcentagem significativa
do custo de produção referente ao controle fitossanitário em
citros. Considere as afirmativas abaixo, relacionadas ao
controle de ácaros em citros.
I - A falsa ferrugem é uma doença fúngica transmitida por ácaro.
II - A leprose é um vírus que tem como vetor o ácaro
Brevipalpus phoenicis.
III - A eliminação total das plantas daninhas, por meio de
enxada rotativa, é recomendada para o controle de
ácaros.
IV - O momento de aplicação de acaricidas é determinado
por monitoramento da população de ácaros nas plantas.
Estão corretas SOMENTE as afirmativas
(A) I e II (B) I e III
(C) II e III (D) II e IV
(E) III e IV

49
A identificação de áreas com alto potencial de produção,
ou seja, áreas onde o clima e o solo sejam adequados
para uma determinada cultura, é básica para o sucesso da
exploração agrícola. Neste contexto, pode-se afirmar que
I - o levantamento das condições socioeconômicas de uma
região, para determinação da vocação agrícola das terras,
é considerado no zoneamento ecológico de uma
cultura;
II - o detalhamento topoclimático não é considerado no
zoneamento macroclimático, mas sim a nível de propriedade
agrícola;
III - o Índice Biofototérmico de Robertson emprega a temperatura
do ar, o fotoperíodo e o número de horas de frio de
uma região;
IV - nas cartas de aptidão climática, as áreas que apresentam
a temperatura ou o balanço hídrico como totalmente
limitantes são consideradas como áreas marginais.
É(São) correta(s) APENAS a(s) afirmativa(s)
(A) I (B) II
(C) III e IV (D) I, II e III
(E) II, III e IV

50
Quando são fabricadas, na própria propriedade as rações
de engorda para bovinos de corte, para fornecimento ao longo
do ano, o conhecimento sobre as forrageiras que podem
ser cultivadas na região assume grande importância. Com
relação à classificação das forrageiras,

(A) o Trevo Branco (Triolium repens) é uma leguminosa
anual de inverno.
(B) o capim Pangola (Digitaria decumbes) é uma gramínea
perene de verão.
(C) a Aveia Branca (Aveia sativa) é uma gramínea perene
de inverno.
(D) a Centrosema (Centrosema pubenscens) é uma
leguminosa perene de inverno.
(E) a Alfafa (Medicago sativa) é uma gramínea perene de
inverno.



Gabarito do inea:

21-b 22-d 23-e 24-a 25-c 26-d 27-e 28-b 29-b 30-a 31-c 32-c 33-e 34-a 35-d 36-b 37-a 38-c 39-
e 40-b 41-b 42-a 43-a 44-e 45-c 46-e 47-b 48-d 49-b 50-b












Prova do estado do maranhão – fiscal agropecuário



Prova Cargo J11 , Tipo 1 − MODELO
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
21. Receituário agronômico é

(A) a prescrição de um agrotóxico, mencionando o nome
comercial, com recomendação de leitura do manual
de uso e de sua adequada aplicação; e orientação
sobre o uso obrigatório de EPI.
(B)) um diagnóstico sobre a situação fitossanitária de
uma cultura, com indicação de uso adequado de
agrotóxico; emitido por engenheiro agrônomo legalmente
habilitado; emitido para o usuário com recomendação
de leitura de rótulo e bula.
(C) um instrumento de orientação ao usuário quanto ao
produto a ser aplicado na cultura e que contém informações
sobre a tecnologia de aplicação.
(D) um diagnóstico sobre a situação fitossanitária de
uma cultura, com indicação de qualquer produto químico
a ser aplicado; indicação de cuidados de
aplicação; e emitido por engenheiro agrônomo.
(E) a indicação de um agrotóxico comercial; mencionando
dose, forma de aplicação e intervalo de segurança;
e com nome da propriedade rural e identificação
do engenheiro agrônomo.

_________________________________________________________
22. Serviço Quarentenário tem como finalidade manter as
plantas importadas, com permissão do MAPA,

(A)) em instalações especialmente designadas e por
período determinado, para prevenir a entrada de
pragas exóticas no país e impedir a disseminação
das pragas existentes.
(B) sob fiscalização do MAPA por período determinado,
para verificar a presença ou não de pragas exóticas
no país.
(C) sob fiscalização do MAPA ou órgão oficial designado
para esta finalidade, na propriedade importadora,
para detectar a ocorrência de doença exótica.
(D) em instalações especialmente designadas e por
período de 40 dias, para prevenir a entrada de
pragas exóticas no país e impedir a disseminação
das pragas existentes.
(E) em estação quarentenária oficial ou da propriedade
importadora e por um período de 40 dias, para
detectar precocemente a ocorrência de doença
exótica ou endêmica. _________________________________________________________
Instruções: Para cada questão, numeradas de 23 a 24,
assinale a alternativa que contém a resposta
correta em relação ao assunto apresentado.
É correto afirmar que na

23. endemia (
A))
24. epidemia
B))
a ocorrência de uma praga

(A) está limitada a determinada área e não se encontra
em expansão.
(B) está aumentando em intensidade e extensão.
(C) está restrita a uma determinada área e está em
expansão.
(D) é epidêmica e atinge vasta área geográfica.
(E) está aumentando em intensidade em determinada
área geográfica.
Instruções: Para cada questão, numeradas de 25 a 26,
assinale a alternativa que contém a resposta
correta em relação ao assunto apresentado.
Defina os conceitos:

25. Prevalência (A))

26. Incidência (B))

é o número de casos

(A) de determinada praga existente em uma população
conhecida em um certo período.
(B) de determinada praga surgidos em um certo período
de tempo em uma população conhecida.
(C) existentes em uma população de plantas expostas
ao risco de adquirir a praga.
(D) de plantas mortas por determinada praga na área
geográfica considerada.
(E) de determinada praga existente em certo período de
tempo em estudo.
_________________________________________________________
27. A Mosca Branca é uma das pragas mais comuns no
Brasil, podendo atacar diversas culturas agrícolas. Em
relação ao uso de agrotóxicos e afins, visando ao controle
químico da referida praga, é correto afirmar:

(A) Considerando que a aplicação do produto para o
controle químico depende da época de aplicação e
da dose do produto, qualquer inseticida é considerado
passível de uso, uma vez que, para a praga
em questão, não são considerados parâmetros
relativos à cultura, período de carência ou limite
máximo de resíduo permitido, conforme disposto em
legislação específica complementar.
(B) Em se tratando de praga extremamente agressiva,
independentemente da cultura que possa atacar,
pode ser aplicado todo e qualquer produto que
proporcione resultados satisfatórios num curto
intervalo de tempo.
(C) Em função da agressividade, é facultado ao usuário
de agrotóxicos e afins, a aplicação de qualquer produto
que, na prática, seja reconhecidamente eficaz,
ainda que não apresente indicações de uso aprovadas
em rótulos e bulas, conforme disciplinado em
legislação específica.
(D) São passíveis de serem aplicados todos e quaisquer
produtos que proporcionem controle eficaz, mesmo
que não apresentem indicações nos rótulos e bulas,
por se tratar de praga polífaga, desde que
respeitado o intervalo de segurança ou período de
carência.
(E)) Devem ser aplicados apenas os produtos prescritos
na receita agronômica e de acordo com as instruções
de uso aprovadas e disponibilizadas no rótulo e
na bula.

28. A Lei no 9.712, de 20/11/98 (publicada no Diário Oficial da
União em 23/11/98), que altera a Lei no 8.171, de
17/01/91, dispõe sobre a Política Agrícola e estabelece a
organização das ações de Vigilância e Defesa Sanitária
Animal e Vegetal sob a coordenação do Poder Público,
nas várias instâncias federativas no âmbito de sua
competência. Em um sistema unificado de Atenção à
Sanidade Agropecuária, compete à instância central e
superior:
I. A vigilância de portos, aeroportos e postos de
fronteiras internacionais.
II. A execução de campanhas de controle de doenças.
III. A coordenação das ações de educação sanitária.
É correto o que se afirma em

(A)) I, apenas.
(B) I e III, apenas.
(C) I, II e III.
(D) II e III, apenas.
(E) III, apenas.

_________________________________________________________
29. Com o objetivo de regulamentar o trânsito de produtos
agrícolas, potenciais veículos de disseminação de pragas
quarentenárias A2 e não quarentenárias regulamentadas,
o MAPA editou a Instrução Normativa no 11 de 27/03/00,
que estabelece o modelo único de permissão de trânsito e
os procedimentos que deverão ser utilizados pelos organismos
responsáveis pela defesa fitossanitária em todas
as Unidades de Federação. Com base nessa Instrução
Normativa, considere:
I. Poderá ser delegada a emissão da Permissão de
Trânsito a qualquer organismo estadual que atue
na área de assistência técnica ou extensão rural.
II. A Permissão de Trânsito deverá ser emitida para
todos os vegetais potenciais veículos das pragas
presentes na lista de pragas Quarentenárias A2 e
não quarentenárias regulamentadas, sempre que
um produto sair da Unidade de Federação onde
ocorra a praga para outra indene.
III. Não poderá ser exigida a emissão de Permissão de
Trânsito, nos casos das Unidades de Federação
onde a praga está presente para outra onde ocorra
a mesma praga e não haja programa oficial de
controle aprovado pelo Departamento de Defesa e
Inspeção Vegetal.
É correto o que se afirma em

(A) I, apenas.
(B) I e II, apenas.
(C) I, II e III.
(D)) II e III, apenas.
(E) III, apenas.

30. A Instrução Normativa no 11, de 27/03/00, estabelece que
o modelo único de Permissão de Trânsito para todas as
Unidades de Federação deve ser emitido em 3 (três) vias
e com prazo máximo de validade, a partir da data de
emissão, de

(A) 7 (sete) dias.
(B)) 15 (quinze) dias.
(C) 30 (trinta) dias.
(D) 60 (sessenta) dias.
(E) 90 (noventa) dias.

_________________________________________________________
31. Para impedir a introdução e a disseminação de pragas e
doenças que possam comprometer o patrimônio fitossanitário
nacional e para manter a competitividade da agricultura
brasileira, tanto em nível nacional como internacional,
o MAPA publicou a Instrução Normativa no 38/99,
estabelecendo a lista de pragas quarentenárias A1, A2 e
não quarentenárias regulamentadas. Com relação a essas
pragas e a essa instrução normativa, considere:
I. Pragas quarentenárias A2 são aquelas já presentes
e amplamente distribuídas no país, sem um Programa
Oficial de Controle.
II. Pragas quarentenárias não regulamentadas são
aquelas cuja presença em plantas ou, em partes de
plantas para plantio, influi no uso proposto com
impactos econômicos inaceitáveis e não há
programa oficial de controle.
III. Pragas quarentenárias A1 são aquelas não presentes
no país, porém, se introduzidas, são potenciais
causadoras de importantes danos econômicos.
É correto o que se afirma em

(A) I, apenas.
(B) I e II, apenas.
(C)) II e III, apenas.
(D) III, apenas.
(E) I, II e III.

_________________________________________________________
32. De acordo com a Instrução Normativa no 38/99, que
estabelece a lista de pragas quarentenárias A1, A2 e não
quarentenárias regulamentadas, são consideradas como
pragas quarentenárias A2:

(A) Ralstonio solanacearum (batata) e Rhizoctonio
solani (batata).
(B) Mycosphaerella fijiensis (banana) e Fusarium spp
(batata).
(C) Xanthomonas axonopodis pv. citri (citros) e
Meloidogyne spp (batata e café).
(D) Xylella fastidiosa (citros) e Fusarium spp (batata).
(E)) Guignardia citricarpa (citros) e Mycosphaerella
fijiensis (banana).

10/03/05 - 14:51
33. A Instrução Normativa no 41/02 estabelece os procedimentos
a serem adotados pelo órgão executor da
Defesa Agropecuária na Unidade da Federação onde for
detectada a presença da praga Sigatoka Negra. Com base
nessa legislação, considere:
I. É permitido o trânsito de plantas e partes de plantas
de bananeiras, oriundas de áreas infestadas, para
áreas ou locais de produção livre de Sigatoka
Negra, desde que acompanhada de Permissão de
Trânsito emitida pelo órgão executor de Defesa
Sanitária Vegetal.
II. Os órgãos estaduais de defesa sanitária vegetal
deverão garantir, nas áreas infestadas, a eliminação
dos bananais infestados ou abandonados, não
cabendo aos proprietários indenização pelas plantas
eliminadas.
III. É obrigatória a emissão de Permissão de Trânsito
de vegetais para o trânsito de plantas e partes de
plantas de bananeira entre todas as Unidades de
Federação, ou mesmo internamente nas Unidades,
naquelas em que exista área ou local de produção
livre oficialmente reconhecidos.
É correto o que se afirma em

(A) I, II e III.
(B) III, apenas.
(C)) II e III, apenas.
(D) I e II, apenas.
(E) I, apenas.

_________________________________________________________
34. A Sigatoka Negra, causada pelo fungo Mycosphaerella
fijiensis, é uma doença agressiva, disseminada através do
vento, da chuva, do transporte de mudas, frutas e partes
de plantas. Infecta tanto folhas novas como velhas,
provocando sua rápida decomposição, induzindo-as à
morte em até 3-4 semanas. O MAPA, visando impedir a
disseminação dessa doença, editou em 21/06/02, a
Instrução Normativa no 41, que estabelece os procedimentos
para caracterização de área ou local de produção
livre de Sigatoka Negra. Considerando tais procedimentos
mencionados nessa legislação, analise:
I. A área onde a praga não está presente, com
ausência demonstrada por evidências científicas e
condição mantida oficialmente, é considerada livre
de Sigatoka Negra.
II. Na área onde não se tem relato de ocorrência da
Sigatoka Negra, com ausência não demonstrada
por evidência científica e onde não ocorre um
efetivo controle da praga pelo órgão executor de
Defesa Agropecuária da Unidade de Federação,
considera-se área indene.
III. O local onde a praga não está presente; as
propriedades ou grupo de propriedades vizinhas
aplicam medidas similares de manejo e controle
fitossanitário, sendo este fato demonstrado por
evidências científicas e esta condição mantida
oficialmente por um tempo definido, é considerado
local de produção livre de Sigatoka Negra.
É correto o que se afirma em

(A) I, apenas.
(B) II, apenas.
(C) II e III, apenas.
(D) III, apenas.
(E)) I, II e III.

35. Considerando o recente registro da ocorrência da Mosca
Negra dos citros na região metropolitana de Belém e
municípios vizinhos do Estado do Pará, e a grande
possibilidade de dispersão desta praga para outras
Unidades de Federação, analise os itens abaixo, de
acordo com a Instrução Normativa no 20, de 21/02/02:
I. Fica restrito o trânsito de plantas e suas partes,
incluindo sementes e material ―in vitro‖, das espécies
hospedeiras da Mosca Negra dos citros,
oriundas de Unidade de Federação onde foi
constatada, por laudo laboratorial, a presença da
praga.
II. Fica restrito o trânsito de plantas e suas partes,
exceto sementes e material ―in vitro‖, das espécies
hospedeiras da Mosca Negra dos citros, oriundas
de Unidade de Federação onde não foi constatada,
por laudo laboratorial, a presença da praga.
III. As plantas e materiais de propagação vegetal das
espécies hospedeiras poderão transitar para fora
da Unidade de Federação quando procedentes de
área livre ou zona de produção livre, aprovada pelo
Departamento de Defesa e Inspeção (DDIV).
É INCORRETO o que se afirma em

(A) I, apenas.
(B)) I e II, apenas.
(C) II e III, apenas.
(D) III, apenas.
(E) I, II e III.

________________________________________________________
36. A Mosca Negra dos citrus é uma praga polífaga, com potencial
de dano econômico para o mercado interno e externo
de frutas, atacando várias espécies de diferentes famílias
botânicas. Com base na Instrução Normativa no 20,
de 21/02/02, são consideradas espécies hospedeiras
desta praga:
I. citros (Citrus spp.) e abacate (Persea americana
Palto);
II. bananeira (Musa spp) e caju (Anacardium
occidentale);
III. marmelo (Cydonia oblonga) e gengibre (Zingiber
officinale).
É correto o que se afirma em

(A) I, apenas.
(B) II, apenas.
(C)) I, II e III.
(D) II e III, apenas.
(E) III, apenas.

10/03/05 - 14:51
37. No que diz respeito à Instrução Normativa no 20, de
21/02/02, é correto afirmar que

(A) as suspeitas ou constatações de ocorrência de
Mosca Negra dos citros deverão ser notificadas, por
escrito, às autoridades fitossanitárias mais próximas,
somente de âmbito estadual, que deverão repassar
imediatamente as informações ao Departamento de
Defesa e Inspeção Vegetal (DDIV) da Secretaria de
Defesa Agropecuária.
(B) os Secretários de Agricultura, ou autoridades
equivalentes das Unidades de Federação deverão
dar a máxima atenção ao cumprimento da referida
Instrução Normativa, sobretudo nas barreiras fitossanitárias,
exceto em aeroportos e portos utilizados
no trânsito interno de produtos vegetais.
(C) os Secretários do Meio Ambiente e instituições de
pesquisa das Unidades de Federação deverão dar a
máxima atenção ao cumprimento da referida
Instrução Normativa, sobretudo nas barreiras fitossanitárias,
aeroportos e portos utilizados no trânsito
interno e externo de produtos vegetais.
(D)) deverá ser implantado pelos órgãos executores de
defesa vegetal o trabalho de levantamento da
ocorrência da Mosca Negra dos citros, objetivando
delimitar a extensão das áreas afetadas na região,
bem como implantar imediatamente as medidas preconizadas
no Plano Emergencial, com a finalidade
de promover o efetivo controle da praga.
(E) as suspeitas ou constatações de ocorrência de
Mosca Negra dos citros deverão ser notificadas, por
escrito, às autoridades fitossanitárias mais próximas,
somente de âmbito federal, que deverão repassar
imediatamente as informações ao Departamento de
Defesa e Inspeção Vegetal (DDIV) da Secretaria de
Defesa Agropecuária.

_________________________________________________________
38. O transporte de plantas e partes de plantas hospedeiras
da praga Bemisia tabaci, com destino ao Estado do
Amazonas, conforme consta na Instrução Normativa
no 20, de 10/04/03, é permitido:
I. obrigatoriamente em ambiente fechado e lacrado,
quando a Permissão de Trânsito for emitida por
instituição oficial;
II. quando a Permissão de Trânsito for emitida por
instituição oficial, atestando estar livre da referida
praga;
III. em ambiente aberto, desde que haja a permissão
de trânsito emitida por instituição oficial, atestando
estar livre da referida praga.
É correto o que se afirma em

(A) III, apenas.
(B) II e III, apenas.
(C) II, apenas.
(D) I, II e III.
(E)) I e II, apenas.

39. Um profissional da área de Defesa Sanitária Vegetal, no
exercício de sua função, observou várias situações em
relação ao cumprimento da Instrução Normativa no 20, de
21/02/02, que trata do transporte das espécies
hospedeiras da Mosca Negra dos citros (Aleurocanthus
woglumi Ashby). Considerando o transporte e a comercialização
do mangostão (Garcinia mangostana) em áreas
de ocorrência da praga, a situação que NÃO está em
conformidade com essa legislação é:

(A) O veículo de transporte do mangostão é um
caminhão lonado e no certificado fitossanitário de
origem e na permissão de trânsito consta uma
declaração adicional de que os frutos foram submetidos
à lavagem obrigatória.
(B) O veículo de transporte do mangostão está lonado e
os frutos a serem comercializados apresentam-se
com pedúnculo e sem folhas; passaram por controle
nos campos de produção e foram submetidos a
lavagem pós-colheita, sob supervisão do órgão
executor de defesa sanitária vegetal da Unidade de
Federação.
(C) O veículo de transporte do mangostão é um
caminhão do tipo baú e os frutos a serem comercializados
estão com pedúnculo e sem folhas; passaram
por controle nos campos de produção e foram
submetidos a lavagem pós-colheita, sob supervisão
do órgão executor de defesa sanitária vegetal da
Unidade de Federação.
(D)) O veículo de transporte do mangostão é um
caminhão do tipo baú e os frutos a serem comercializados
estão com pedúnculo e com folhas e
foram submetidos a lavagem pós-colheita, sob
supervisão do responsável técnico da propriedade.
(E) O veículo de transporte do fruto é um caminhão do
tipo baú e no certificado fitossanitário de origem e na
permissão de trânsito consta uma declaração
adicional de que os frutos foram submetidos à
lavagem obrigatória.

_________________________________________________________
40. A respeito do trânsito de frutas hospedeiras da mosca da
carambola (Bactrocera carambolae Drew & Hancock), do
Estado do Amapá para outras Unidades de Federação,
considere:
I. O transporte das frutas hospedeiras poderá ser
realizado em recipiente aberto, desde que acompanhado
da Permissão de Trânsito fundamentada em
certificado fitossanitário de Origem, em que conste
que o produto foi cultivado em área livre da praga,
reconhecida pelo DDIV.
II. Toda a carga deverá ser imediatamente destruída
somente se comprovada alguma infestação com a
mosca da carambola, de modo a impedir a sobrevivência
dessa praga. Caso haja comprovação de
infestação com outras espécies de mosca das
frutas, a carga não será obrigatoriamente destruída.
III. O transporte estará sujeito à autorização prévia e,
se for o caso, regulamentação complementar com
base em análise de risco da autoridade fitossanitária
estadual do local de destino da carga.
É correto o que se afirma em

(A) I, II e III.
(B) I e II, apenas.
(C) II, apenas.
(D) II e III, apenas.
(E)) III, apenas.

10/03/05 - 14:51
41. A Portaria no 21, de 25/03/99 diz respeito à nova
ocorrência da mosca da carambola na cidade de Porto
Grande, no Estado do Amapá. Considerando a máxima
atenção que deverá ser dada às barreiras fitossanitárias
interestaduais, aeroportos e portos, a fim de evitar a
dispersão da praga, é correto afirmar que

(A) cabe aos engenheiros agrônomos do Ministério da
Agricultura, Pecuária e Abastecimento e aos engenheiros
agrônomos do órgão executor de defesa
vegetal da Unidade da Federação notificar as suspeitas
de ocorrência da mosca da carambola às
autoridades fitossanitárias mais próximas, as quais
deverão passar imediatamente as informações ao
Departamento de Defesa e Inspeção Vegetal
(DDIV).
(B) somente os engenheiros agrônomos credenciados
para a emissão de Certificado Fitossanitário de Origem
deverão notificar as suspeitas de ocorrência da
mosca da carambola às autoridades fitossanitárias
mais próximas, as quais deverão passar imediatamente
as informações ao Departamento de Defesa
e Inspeção Vegetal (DDIV).
(C)) os engenheiros agrônomos de todo o país deverão
notificar as suspeitas de ocorrência de mosca da
carambola às autoridades fitossanitárias, sejam as
de nível federal ou estadual, que deverão passar
imediatamente as informações ao Departamento de
Defesa e Inspeção Vegetal (DDIV).
(D) somente os engenheiros agrônomos do órgão executor
de defesa vegetal da Unidade da Federação
deverão notificar as suspeitas de ocorrência da
mosca da carambola às autoridades fitossanitárias
mais próximas, as quais deverão passar imediatamente
as informações ao Departamento de Defesa e
Inspeção Vegetal (DDIV).
(E) somente os engenheiros agrônomos do Ministério da
Agricultura, Pecuária e Abastecimento deverão
notificar as suspeitas de ocorrência da mosca da
carambola às autoridades fitossanitárias mais próximas,
as quais deverão passar imediatamente as
informações ao Departamento de Defesa e Inspeção
Vegetal (DDIV).

_________________________________________________________
42. A Instrução Normativa no 6, de 13/03/00, trata da
necessidade de harmonizar o modelo e os procedimentos
da Certificação Fitossanitária de Origem (CFO), aprovada
pelo Regulamento de Defesa Sanitária Vegetal (Decreto
no 24.114 de abril de 1934). Com base nessa legislação, é
correto afirmar que

(A)) os certificados serão emitidos para atestar a
qualidade fitossanitária na origem das cargas de
produtos vegetais.
(B) os certificados, em nenhuma hipótese, subsidiarão a
emissão das Permissões de Trânsito, quando forem
exigidos esses documentos para o trânsito interestadual
ou internacional.
(C) os certificados serão necessários para o trânsito de
produtos potenciais veículos de pragas quarentenárias
A1, A2 e das não quarentenárias regulamentadas
e no atendimento de exigências específicas
apenas para o mercado interno.
(D) os CFOs serão emitidos por engenheiros agrônomos,
florestais e técnicos agrícolas após aprovação
em treinamento específico organizado pelo
MAPA.
(E) a identificação do órgão controlador do sistema de
certificação fitossanitária na Unidade de Federação
não deverá fazer parte do modelo do CFO.

43. Uma praga quarentenária classificada como A2 foi
introduzida em uma Unidade de Federação indene.
Considerando tal situação, quanto às providências a
serem tomadas pelo Órgão Executor de Defesa da
Unidade de Federação, é INCORRETO afirmar:

(A) O órgão executor de defesa sanitária será responsável
pela notificação dos técnicos credenciados
para emissão do CFO da ocorrência da praga.
(B)) Uma vez já credenciados para a emissão de certificados
fitossanitários de origem, os profissionais
habilitados poderão fazer a extensão de seu credenciamento
para novas pragas que necessitem de
certificação, passando obrigatoriamente por um
curso completo realizado pelo órgão executor de
defesa sanitária vegetal.
(C) O órgão executor de defesa sanitária será responsável
por providenciar a extensão de seus credenciamentos
quanto a essa praga.
(D) Os órgãos executores de defesa sanitária vegetal
deverão manter, permanentemente, especialistas
em pragas quarentenárias A2 e não quarentenárias
regulamentadas, devidamente credenciados, para
procederem à capacitação e reciclagem dos
profissionais que atuam na certificação fitossanitária
e no seu controle.
(E) Após o treinamento sobre a nova praga, o
especialista credenciado emitirá um certificado atestando
que o profissional está apto a identificar e
controlar a praga no campo, nos seus diferentes
estágios de desenvolvimento, para que o órgão
executor de defesa da Unidade da Federação emita
a extensão do credenciamento.

_________________________________________________________
44. Sobre os prazos de validade do CFO, a partir da data de
sua emissão, é correto afirmar que são de até

(A)) 30 (trinta) dias para culturas perenes e de até 15
(quinze) dias para culturas anuais.
(B) 30 (trinta) dias para culturas perenes e de até 25
(vinte e cinco) dias para culturas anuais.
(C) 60 (sessenta) dias para culturas perenes e de até 15
(quinze) dias para culturas anuais.
(D) 60 (sessenta) dias para culturas perenes e de até 30
(trinta) dias para culturas anuais.
(E) 90 (noventa) dias para culturas perenes e de até 25
(vinte e cinco) dias para culturas anuais.


_______________________________________________________
45. O Certificado Fitossanitário de Origem Consolidado
(CFOC) deverá ser emitido em 3 (três) vias, com a
seguinte destinação, respectivamente, da 1a via, 2a via e
3a via para

(A) o emitente; para o proprietário do estabelecimento; e
para a instituição executora da defesa sanitária
vegetal na Unidade de Federação.
(B) o proprietário do estabelecimento; para o emitente; e
para a instituição executora da defesa sanitária
vegetal na Unidade de Federação.
(C) o emitente; para a instituição executora da defesa
sanitária vegetal na Unidade de Federação; e para o
proprietário do estabelecimento.
(D)) o proprietário do estabelecimento; para a instituição
executora da defesa sanitária vegetal na Unidade de
Federação; e para o emitente.
(E) a instituição executora da defesa sanitária vegetal na
Unidade de Federação; para o emitente; e para o
proprietário do estabelecimento.

46. Uma empresa de destaque no setor agrícola recebeu um
auto de infração e teve a importação de seus produtos
vegetais suspensa. Associando a situação descrita com a
Instrução Normativa no 60, de 21/11/02, que dispõe sobre
os requisitos fitossanitários para a importação de produtos
vegetais, analise:
I. Os produtos vegetais tradicionalmente importados
de uma determinada origem, que não disponham
de requisitos fitossanitários específicos regulamentados,
poderão continuar sendo importados, enquanto
se conclui a respectiva Análise de Risco de
Pragas (ARP), sendo necessário para isso a existência
de processo de ARP devidamente instruído e
protocolado no MAPA.
II. Quando ocorrer a interceptação de praga quarentenária
por ocasião de inspeção, a importação de
produtos vegetais poderá ser suspensa até que se
conclua a ARP.
III. Quando constatada alteração da situação fitossanitária
de produto, tradicionalmente importado, no
país de origem, a importação de produtos vegetais
poderá ser suspensa até que se conclua a ARP.
É correto o que se afirma em

(A) I e II, apenas.
(B) II, apenas.
(C) II e III, apenas.
(D) III, apenas.
(E)) I, II e III.

_________________________________________________________
47. A Morte Súbita dos Citros é uma nova praga, ainda de
causa desconhecida, que vem atingindo os pomares
cítricos em municípios do Estado de São Paulo e Minas
Gerais. Um dos principais meios de disseminação desta
praga é o material de propagação. Para evitar a disseminação,
o MAPA editou a Instrução Normativa no 16, de
18/03/03, estabelecendo medidas que disciplinam o trânsito
do material de propagação, tais como:
I. Proibir a saída de material propagativo de citros,
formado ou produzido em viveiros telados e a céu
aberto nos municípios onde for constatada a praga,
exceto o material produzido em ambiente protegido
com tela antiafídeos com malha de 0,64 mm por
0,20 mm.
II. Permitir o transporte, nos municípios de ocorrência
da praga, do material de propagação produzido em
ambiente protegido; poderá ser realizado em veículos
sem proteção com tela antiafídeos, desde que
acompanhados de certificado fitossanitário de
origem.
III. Transportar obrigatoriamente o material de propagação
de citros em veículos com proteção de tela
antiafídeos (conforme malha de dimensões estabelecida),
material este produzido em municípios indenes
e que vier a passar, no trajeto, por municípios
afetados.
É correto o que se afirma em

(A) I e II, apenas.
(B)) I e III, apenas.
(C) II, apenas.
(D) III, apenas.
(E) I, II e III.

48. Com relação à Lei Federal no 10.711, de 05/08/03, que
dispõe sobre o sistema nacional de sementes e mudas,
considere:
I. Compete aos Estados e ao Distrito Federal exercer
a fiscalização do comércio estadual de sementes e
mudas.
II. Compete ao MAPA e aos Estados a fiscalização do
comércio interestadual e internacional de sementes
e mudas.
III. A fiscalização do comércio estadual de sementes e
mudas poderá ser exercida pelo MAPA, desde que
solicitado pela Unidade da Federação.
É correto o que se afirma em

(A) I, II e III.
(B) I e II, apenas.
(C)) I e III, apenas.
(D) II, apenas.
(E) III, apenas.

_______________________________________________________
49. O sistema nacional de sementes e mudas tem a finalidade
de garantir a identidade e a qualidade do material de
propagação e reprodução vegetal. Para efeitos da Lei
Federal no 10.711, de 05/08/03, entende-se por:
I. Amostra oficial: aquela retirada pelo responsável
técnico da unidade de produção de sementes e/ ou
mudas, para fins de análise de fiscalização.
II. Certificador: o MAPA ou pessoa física credenciada
pelo MAPA para executar a certificação de sementes
e mudas.
III. Termo de Conformidade: documento emitido pelo
responsável técnico com o objetivo de atestar que a
semente ou muda foi produzida de acordo com as
normas e padrões estabelecidos pelo MAPA.
É correto o que se afirma em
(A) I e II, apenas.
(B) I e III, apenas.
(C) II, apenas.
(D)) III, apenas.
(E) I, II e III.

____________________________________________________
50. Com relação à Lei Federal no 10.711, de 05/08/03 que
trata do sistema nacional de sementes e mudas, analise:
I. A produção de sementes e mudas será de responsabilidade
do produtor de sementes e mudas que
esteja inscrito no Registro Nacional de Sementes e
Mudas, competindo-lhe zelar pelo controle de identidade
e qualidade.
II. Os padrões de identidade e qualidade de sementes
e mudas, estabelecidos pelo MAPA e publicados no
Diário Oficial da União, serão válidos em todo o
território nacional.
III. As sementes e mudas deverão ser identificadas
com a denominação: ―Semente de‖ ou ―Muda de‖,
acrescida do nome comum do gênero.
É correto o que se afirma em

(A)) I e II, apenas.
(B) I e III, apenas.
(C) II, apenas.
(D) III, apenas.
(E) I, II e III.

10/03/05 - 14:51
51. O Decreto no 24.114, de 12/04/04, aprova o regulamento
de Defesa Sanitária Vegetal. Considerando essa
legislação, analise:
I. É livre em todo o território nacional o trânsito de
plantas, parte de vegetais, ou produtos de origem
vegetal.
II. Verificada a ocorrência no país de praga ou doença
reconhecidamente nociva às culturas, o MAPA
poderá, mediante Portaria, proibir, restringir ou
estabelecer condições para o trânsito de plantas,
parte de vegetais, ou produtos de origem vegetal.
III. Quando a praga ou doença encontra-se disseminada,
a ponto de ser impossível a sua erradicação
no país, compete, principalmente aos governos
estaduais e municipais, estabelecer medidas de
defesa fitossanitárias a serem aplicadas em seus
respectivos territórios, visando a produção das
culturas de interesse.
É correto o que se afirma em

(A) I e II, apenas.
(B) I e III, apenas.
(C) II, apenas.
(D) III, apenas.
(E)) I, II e III.

_________________________________________________________
52. Um produtor rural cometeu uma infração administrativa
ambiental por ter violado regras jurídicas de proteção de
uma área de preservação permanente localizada em sua
propriedade, por meio do desmatamento para o plantio de
uma cultura anual. Considerando essa situação hipotética
de crime ambiental, são autoridades competentes para
lavrar, para esse caso, o auto de infração ambiental e
instalar o processo administrativo:
I. Os funcionários de órgãos ambientais do Sistema
Nacional do Meio Ambiente SISNAMA – designados
para as atividades de fiscalização.
II. Os agentes da Polícia Federal.
III. Os funcionários do Ministério da Agricultura,
Pecuária e Abastecimento e técnicos agrícolas,
após execução de curso obrigatório de treinamento
de atividades de fiscalização de crimes ambientais.
É correto o que se afirma em

(A) III, apenas.
(B) II e III, apenas.
(C)) I, apenas.
(D) I e III, apenas.
(E) I, II e III.

53. A Lei no 10.814, de 15/12/03, estabelece normas para a
comercialização da soja geneticamente modificada. Com
base nessa legislação, analise:
I. Os produtores de soja geneticamente modificada
que causarem danos ao meio ambiente e a terceiros,
inclusive quando decorrente de contaminação
por cruzamento, responderão, individualmente,
pela indenização ou reparação integral do
dano causado.
II. É vedado o plantio de sementes de soja geneticamente
modificada em terras indígenas, nas áreas
de proteção de mananciais de água efetiva ou
potencialmente utilizáveis para o abastecimento
público e nas áreas declaradas como prioritárias
para conservação da biodiversidade.
III. O produtor de soja geneticamente modificada que
não subscrever o Termo de Compromisso, Responsabilidade
e Ajustamento de Conduta ficará impedido
de obter empréstimos e financiamentos de
instituições integrantes do Sistema Nacional de
Crédito Rural SNCR.
É correto o que se afirma em

(A) I e II, apenas.
(B) I e III, apenas.
(C)) II e III, apenas.
(D) III, apenas.
(E) I, II e III.

_________________________________________________________
54. Considerando o disposto no Decreto Federal no 4074/02,
em relação ao intervalo de segurança ou período de
carência na aplicação de agrotóxicos ou afins, é correto
afirmar:

(A) Antes da colheita, é o intervalo de tempo transcorrido
entre a última aplicação e o plantio consecutivo
de outra cultura.
(B)) Em pastagens, é o intervalo de tempo entre a última
aplicação e o consumo do pasto.
(C) Antes da colheita, é o intervalo de tempo entre a
última aplicação e a colheita, sendo fixado em sete
(7) dias o tempo considerado suficiente para que o
limite máximo de resíduos (LMR) encontrados em
análises permaneçam dentro do padrão tecnicamente
aceitável.
(D) Em relação às culturas subseqüentes, é de vinte
quatro (24) horas, uma vez que após esse período o
ingrediente ativo não mais é nocivo ao homem e aos
animais domésticos.
(E) Depende da dose aplicada e do estádio de
desenvolvimento da cultura, uma vez que, para
todos os agrotóxicos e afins, oscila entre sete (7) e
quinze (15) dias, em função da classe toxicológica
da formulação a ser aplicada.


55. Considerando que, de acordo com o Decreto Federal
no 4074/02, Equipamento de Proteção Individual (EPI) é
todo vestuário, material ou equipamento destinado a
proteger pessoa envolvida na produção, manipulação e
uso de agrotóxicos, seus componentes e afins, é correto
afirmar que

(A)) cabem responsabilidades administrativas civil e
penal ao empregador, quando este não fornecer o
não fizer a manutenção dos equipamentos adequados
à proteção da saúde dos trabalhadores ou dos
equipamentos na produção, distribuição e aplicação
dos produtos.
(B) o aplicador de agrotóxicos e afins deve utilizar EPI
apenas nos casos de formulação pertencentes às
classes toxicológicas I e II, por serem consideradas,
respectivamente, extremamente tóxicas e
altamente tóxicas.
(C) o aplicador de agrotóxicos e afins necessita utilizar
EPI no caso de formulações pertencentes a classe
toxicológica IV, por apresentarem menor risco de
intoxicação, em caso de acidente de trabalho.
(D) o aplicador de agrotóxicos e afins, em função da
classificação toxicológica do produto a ser utilizado,
pode dispensar o uso de parte do material, equipamento
ou vestuário, cujo conjunto compõe o EPI.
(E) a obrigatoriedade do uso do EPI está relacionada
com a classificação toxicológica da formulação a ser
manipulada e aplicada, desde que a critério do
profissional legalmente habilitado para emitir a
receita agronômica.

_________________________________________________________
56. A legislação federal estabelece procedimentos a serem
cumpridos por pessoas físicas ou jurídicas prestadoras de
serviços de aplicação de agrotóxicos e afins. Assim, é
correto afirmar que tais prestadoras

(A) não necessitam de assistência e responsabilidade
de técnico legalmente habilitado para seu funcionamento,
desde que apresentem aos órgãos de
fiscalização o programa de treinamento de seus
aplicadores e a guia de aplicação dos produtos.
(B) devem manter à disposição dos órgãos de fiscalização
o livro de registro, ou outro sistema de
controle, contendo a relação detalhada do estoque
existente, o nome comercial dos produtos aplicados
e os respectivos receituários.
(C) ficam obrigadas a manter à disposição dos órgãos
de fiscalização o livro de registro, contendo a relação
detalhada do estoque existente; o programa de
treinamento de seus aplicadores; o nome dos produtos
e quantidades aplicadas.
(D)) devem ser registradas junto ao órgão estadual
competente, de acordo com as exigências da
legislação específica, e manter à disposição dos órgãos
de fiscalização o livro de registro contendo a relação
detalhada do estoque, no caso específico dos produtos
importados, além das respectivas guias de aplicação.
(E) podem comercializar a terceiros as sobras de
formulações e caldas de agrotóxicos e afins em seu
poder, desde que mantenham à disposição dos
órgãos de fiscalização os receituários e os comprovantes
de entrega das embalagens dos produtos
aplicados.


57. Proteção ao meio ambiente é uma das exigências
fundamentais nas atividades que envolvem o agronegócio
no cenário nacional e internacional e, nesse contexto, a
destinação correta e segura das embalagens vazias de
agrotóxicos e afins torna-se de fundamental importância.
Em relação às embalagens vazias de agrotóxicos e afins,
é correto afirmar que os usuários

(A) devem depositar apenas as embalagens flexíveis
nos aterros existentes e destinados exclusivamente
para esta finalidade, de acordo com as instruções
disponibilizadas nos rótulos e nas bulas dos produtos.
(B) devem efetuar a tríplice lavagem de toda e qualquer
embalagem, de acordo com as instruções contidas
nos rótulos e bulas dos produtos.
(C) devem depositá-las em aterros destinados
exclusivamente para esta finalidade.
(D) devem acondicionar formulações, que não utilizam
água como veículo de pulverização, em aterros
destinados especificamente para esta finalidade.
(E)) devem efetuar a tríplice lavagem, ou lavagem sob
pressão, das embalagens rígidas que acondicionam
formulações, cujo veículo de pulverização é a água,
antes de devolvê-las ao endereço assinalado na
nota fiscal.


______________________________________________________
58. Em relação às embalagens vazias de agrotóxicos e afins,
os usuários devem manter em seu poder:

(A) para fins de fiscalização e pelo prazo de um (1) ano,
a contar da data da compra, apenas os comprovantes
de entrega das embalagens tríplice lavadas
fornecidos pelas Unidades de Recebimento de Embalagens
Vazias, uma vez que as flexíveis podem
ser depositadas em aterros destinados especialmente
para esta finalidade.
(B) pelo prazo de um (1) ano, a contar da data da
compra, para fins de fiscalização, apenas os comprovantes
de entrega (devolução) das embalagens
que sofreram tríplice lavagem ou lavagem sob
pressão.
(C) pelo prazo de até seis (6) meses após o prazo de
validade do produto, para fins de fiscalização,
apenas ou comprovantes de entrega (devolução)
das embalagens flexíveis que foram depositadas nos
aterros desatinados especialmente para esta
finalidade.
(D)) pelo prazo de um (1) ano, a contar da data da
compra do produto, para fins de fiscalização, os
comprovantes de entrega das embalagens vazias
devolvidas fornecidos pelos estabelecimentos comerciais,
postos de recebimento ou centros de
recolhimento, de acordo com o endereço que consta
na nota fiscal de venda dos produtos.
(E) para fins de fiscalização e pelo prazo de um (1) ano,
a contar da data de vencimento do produto, toda e
qualquer embalagem vazia, exceto aquelas que
acondicionam formulações líquidas nos rótulos e nas
bulas.


59. Com vistas à proteção ao meio ambiente e com base na
legislação federal vigente, no que se refere às embalagens
vazias de agrotóxicos e afins, é correto afirmar que
(A) os usuários devem enterrá-las em locais de difícil
acesso a crianças, animais domésticos e plantação,
de acordo com as informações disponibilizadas nas
bulas dos produtos.
(B) os usuários devem devolver as embalagens flexíveis
em aterros destinados especialmente para a
finalidade, obedecendo as instruções disponibilizadas
nos rótulos e bulas sobre a duração de
tempo que deverão permanecer no local.
(C)) os estabelecimentos comerciais, postos de recebimento
e centros de recolhimento devem fornecer
aos usuários o comprovante de recebimento das
embalagens vazias de agrotóxicos e afins, constando,
no mínimo, o nome da pessoa física ou jurídica que
efetuou a devolução, a data de recebimento e as
quantidades e tipos de embalagens recebidas.
(D) os usuários devem devolvê-las nos aterros destinados
exclusivamente para o recebimento e enterrio
das embalagens vazias contaminadas indicados na
nota fiscal de venda do produto.
(E) Os estabelecimentos comerciais devem informar, na
nota fiscal de venda dos produtos, o endereço para que
o usuário possa devolver as embalagens vazias rígidas
e laváveis, uma vez que as flexíveis devem ser queimadas
ou enterradas em locais distantes da lavoura.


_________________________________________________________
60. Com base na legislação federal vigente, a fiscalização dos
agrotóxicos, seus componentes e afins, é da competência

(A) do órgão federal responsável exclusivamente pelo setor
de agricultura, quando se tratar da devolução e destinação
adequada de embalagens vazias de agrotóxicos e
afins, bem como dos estabelecimentos de armazenamento
e prestação de serviços especificamente
relacionados com sua reciclagem ou reaproveitamento.
(B) dos órgãos estaduais e do Distrito Federal responsáveis
pelos setores de agricultura, saúde e meio
ambiente, dentro de sua área de competência,
ressalvadas competências específicas dos órgãos
federais desses mesmos setores, além dos
estabelecimentos de produção, quando se tratar do
uso e consumo na sua jurisdição, bem como do uso
de produtos em tratamentos quarentenários.
(C) dos órgãos federais responsáveis pelos setores da
agricultura, saúde e meio ambiente, dentro de suas
respectivas áreas de competência, quando se tratar
da produção, importação e exportação, bem como
dos estabelecimentos de produção, importação,
exportação, comercialização e prestação de serviços
na aplicação dos produtos.
(D)) dos órgãos estaduais e do Distrito Federal responsáveis
pelos setores de agricultura, saúde e meio
ambiente, dentro de sua área de competência,
ressalvadas competências específicas dos órgãos
federais desses mesmos setores, quando se tratar da
devolução e destinação adequada das embalagens
vazias de agrotóxicos, seus componentes e afins, dos
produtos apreendidos pela ação fiscalizadora e
daqueles impróprios para utilização ou em desuso.
(E) dos órgãos estaduais responsáveis pelos setores de
agricultura e saúde, quando se tratar de armazenamento,
transporte, reciclagem e utilização de embalagens
vazias; e dos respectivos estabelecimentos
de produção, importação e exportação.
MODELO − Prova Cargo J11 , Tipo 1



Gabarito fiscal agropecuário:


J11 - tipo 1 Folha: 1
001 - C 011 - C 021 - B 031 - C 041 - C 051 - E
002 - A 012 - A 022 - A 032 - E 042 - A 052 - C
003 - E 013 - B 023 - A 033 - C 043 - B 053 - C
004 - B 014 - E 024 - B 034 - E 044 - A 054 - B
005 - D 015 - D 025 - A 035 - B 045 - D 055 - A
006 - C 016 - A 026 - B 036 - C 046 - E 056 - D
007 - A 017 - E 027 - E 037 - D 047 - B 057 - E
008 - B 018 - B 028 - A 038 - E 048 - C 058 - D
009 - E 019 - C 029 - D 039 - D 049 - D 059 - C
010 - D 020 - D 030 - B 040 - E 050 - A 060 – D











Prefeitura municipal de papoemba



14. A Polícia Federal tem deflagrado nos últimos meses operações contra
quadrilhas organizadas em esquemas de desvios de verbas públicas,
propinas e tráfico de influências em vários estados brasileiros, entre
elas a chamada ―Operação Moeda Verde‖, com grande repercussão
em Santa Catarina. Essa operação diz respeito à:

a) prisão de empresários responsáveis por lavagem de dinheiro,
sonegação de impostos e remessa ilegal de dólares para o
exterior.
b) prisão de empresários e servidores públicos por suposta
participação em esquema de liberação de licenças ambientais
para a construção de grandes empreendimentos.
c) implosão de uma quadrilha que assaltava verbas públicas e
pagamento de propinas, com ramificações em Ministérios e altos
escalões federais.
d) operação especializada em fraudar licitações de obras públicas e
distribuir propinas a servidores e autoridades para azeitar
negócios ilícitos.


15. Sobre a Lei de Responsabilidade Fiscal, em vigor no Brasil desde o
ano de 2000, assinale a alternativa que a ela NÃO se aplica:

a) estabelece o planejamento, o controle, a transparência e a
responsabilidade como premissas básicas.
b) estabelece normas de finanças públicas voltadas para a
responsabilidade na gestão fiscal.
c) estabelece como exceção a opcionalidade dos estados e
municípios de aderirem a essa lei, uma vez que é uma lei de
esfera federal.
d) estabelece ações em que se previnam riscos e corrijam desvios
capazes de afetar o equilíbrio das contas públicas.

16. A doença CVC (Clorose variegada do citrus) é causada por qual tipo
de bactéria fitopatogênica?

a) Pseudomonas.
b) Fitoplasma
c) Xyllela
d) Xanthomonas

17. Em relação aos manguezais é correto afirmar que o mesmo possui
uma vegetação adaptada á condições extremas do ambiente. A
alternativa FALSA sobre as características dos manguezais é
:
a) Solo alagado.
b) Espécies vegetais com raízes respiratórias
c) Salinidade acentuada.
d) Alto nível de oxigênio.

18. Qual classe de solo seria mais indicada para a implantação de arroz
irrigado, devido as suas condições de rebaixamento?

a) Gleissolo.
b) Latossolo .
c) Cambissolo.
d) Neossolo.

19. Qual das raças bovinas a seguir é representante de uma raça
sintética?

a) Devon.
b) Girolando.
c) Charolês.
d) Red Angus.

20. Na escala zoológica qual o filo que possui maior número de espécies
no planeta?

a) Moluscos.
b) Cordados.
c) Artrophodos.
d) Equinodernos.


21. Onde se localizam, em uma célula vegetal, a lamela média de
pectatos de Ca e Mg:

a) Entre a membrana celulótica e citoplasmática.
b) Entre as membranas primárias e secundárias de uma célula.
c) Entre a cutícula e a membrana citoplasmática.
d) Entre as membranas celulósicas de duas células contíguas

22. NÃO constituem características da agricultura do Brasil, a constante
da alternativa:

a) O desamparo do setor agropecuário voltado para o mercado
interno afeta o abastecimento das cidades e aumenta o custo da
alimentação.
b) Nas áreas mais densamente povoadas há predominância da
agricultura intensiva de subsistência.
c) O rápido processo de mecanização da agricultura brasileira
explica o aumento dos rendimentos nos últimos anos.
d) As frentes agrícolas se distribuem, atualmente, nas regiões
Centro-Oeste e Norte.

23. O desenvolvimento dos insetos se dá, geralmente, por mudanças de
forma e hábito chamadas de metamorfoses. A__________ é um tipo
de metamorfose que se compreendem as fases de ovo, larva, pupa e
adulto. É o tipo de desenvolvimento que ocorre nas ordens
lepidóptera, coleóptera, hemíptera, díptera, suctório dentre outras. A
alternativa que preenche corretamente a lacuna acima é:

a) Hipometabolia.
b) Hipermetabolia
c) Paurometabolia.
d) Holometabolia.

24. Em qual etapa da divisão celular acontece a desespiralização dos
cromossomos?

a) Anáfase
b) Telófase.
c) Prófase.
d) Metáfase.

25. ―As esperanças, assim como o louva-deus, possuem coloração verde
e habitam folhagens também verdes‖
A frase acima se refere a uma adaptação morfológica e sua função
biológica, respectivamente, assinale a alternativa correta:

a) Comensalismo, evitar competidores.
b) Dimorfismo sexual, atração sexo oposto.
c) Mutualismo, garantir sobrevivência da espécie.
d) Camuflagem, proteção contra predadores.


26. Como resultado da poluição, há uma diminuição de oxigênio em uma
comunidade de água doce. Essa modificação beneficia somente
quais populações?

a) Bactérias anaeróbicas.
b) Bactérias anaeróbicas e zooplâncton.
c) Protozoários e peixes.
d) Zooplâncton.

27. Relacione as formas de vegetação da primeira coluna com o tipo de
clima descrito na segunda:

1) Garrigre. ( ) Clima polar
2) Estepe ( ) Clima subpolar
3) Pradarias ( ) Clima temperado continental
4) Taiga ( ) Clima mediterrâneo
5).Tundra ( ) Clima semi-árido
A ordem correta, de cima para baixo, encontra-se na alternativa:
a) 4-1-2-3-5.
b) 5-4-2-1-3.
c) 5-4-3-1-2
d) 4-5-2-3-1.

28. Algumas bactérias fitopatogênicas se locomovem através de flagelos.
Relacione a segunda coluna de acordo com a primeira, levando em
consideração a disposição dos flagelos:

1) Clavibacter ( ) Monótrica
2) Xanthomonas ( ) Lefótrica
3) Pseudomonas ( ) Átrica
4) Erwinia ( ) Perítrica
A ordem correta, de cima para baixo, encontra-se na alternativa:
a) 1-4-3-2.
b) 1-3-2-4.
c) 2-3-1-4.
d) 2-4-1-3.

29. Todas as alternativas apresentam tecidos fisiologicamente ativos,
EXCETO:

a) Epiderme
b) Esclerênquima
c) Colênquima
d) Parênquima

30. As vitaminas são indispensáveis na alimentação animal. São
substâncias orgânicas ativas vitais. Como suas funções podemos
citar a interferência no estado imunológico, à atuação no processo de
crescimento e reprodução além de controlar o metabolismo
intermediário e exercer funções catalíticas. As mesmas podem ser
classificadas em hidrossolúveis e lipossolúveis. Dentre as vitaminas
citadas, qual NÃO pertence à classificação lipossolúvel.


a) Vitamina A.
b) Vitamina K.
c) Vitamina D.
d) Vitamina C.

31. Os grilos, esperanças e gafanhotos, são insetos que pertencem à
ordem:

a) Hemiptera
b) Orthoptera
c) Coleóptera
d) Homóptera

32. No estudo da Planimetria como se define um azimute?

a) Corresponde à relação constante entre distâncias medidas no
terreno e sua representação no papel, pode se apresentar na
forma de fração ou proporção.
b) É o menor ângulo que o alinhamento faz com a direção norte-sul,
sendo contado a partir da ponta norte e não passa de 90 graus.
c) É o ângulo que o alinhamento forma com a direção norte-sul a
partir da ponta norte com a origem. São contados de 0 á 360
graus.
d) É o ângulo formado pelo prolongamento da linha leste-oeste com
o alinhamento norte-sul, variando de 0 á 180.

33. ―O pinheiro-do-paraná, gênero Araucária, comum no sul no país, é um
representante típico de _______ e apresenta, para a reprodução,
flores e pinhas ou ________.‖
Assinale a alternativa que contém as expressões corretas para as
lacunas acima.

a) Pteridófitas-flores
b) Gimnospermas-estróbilos
c) Briófitas - soros
d) Fanerógamas-esporângios

34. A origem do nome deste horizonte desmonta doas estepes russas
(regiões frias, com relevo estável e de solos com alta fertilidade
natural) as características de desse horizonte A, começam por sua
espessura relativamente grande, 25-40 cm, Possui cor escurecida
devido aos altos teores de carbono orgânico. Este carbono é
responsável direto pela alta friabilidade. Paralelamente, esta
friabilidade é responsável pelo fraco grau de estruturação da câmara
arável. E sua característica mais importante é o fato de ser eutrófico e
só ocorrer em locais de clima Cfa, estamos falando do horizonte A:

a) Chernozênico
b) Proeminente
c) Húmico
d) Turfoso


35. As formulações registradas pelo SAT( Serviço de agrotóxicos) são
enquadradas em diferentes classes toxológicas, indicadas nos rótulos
por faixas coloridas. Relacione a segunda coluna de acordo com a
primeira.
Classe toxológica:

1) I ( ) Azul
2) II ( ) Vermelho
3) III ( ) Verde
4) VI ( ) Amarelo
A ordem correta, de cima para baixo, encontra-se na alternativa:
a) 4-1-2-3.
b) 2-3-1-4.
c) 1-2-3-4.
d) 3-1-4-2



GABARITO:
CÓDIGO CARGO Q01 Q02 Q03 Q04 Q05 Q06 Q07 Q08 Q09 Q10 Q11 Q12 Q13 Q14

14-b 15-c 16-d 17-b 18-d 19-b 20-d 21-a 22-c 23-c 24-b 25-d 26-b 27-c 28-b 29-a 30-d 31-b 32-a 33-d 34a 35-a



PREFEITURA MINICIPAL DE CRISTAIS


26. Que macro-elementos químicos são essenciais no plantio do café?
a) P e K
b) Ca e P
c) P e Mg
d) N e K
e) B e Zn

27. Os micro-elementos mais importantes para o café são:
a) Cu e Zn
b) Zn e B
c) Mn e Mo
d) Fe e Zn
e) Ca e Mg

28. Qual é a praga que mais evidencia a situação de desequilíbrio ecológico
na lavoura cafeeira?
a) Bicho Mineiro
b) Cochonilhas
c) Broca
d) Ácaro Vermelho
e) Lagartas

29. Que condição(ões) climática(s) favorece(m) o aparecimento de Hemileia
vastatrix no cafeeiro?
a) Alta temperatura e umidade
b) Umidade
c) Alta temperatura
d) Secas prolongadas
e) Veranicos

30. O adubo nitrogenado que causa mais acidez no solo é:
a) Sulfato de Amônio
b) Nitrocálcio
c) Uréia
d) Nitrato de Cálcio
e) Nitrato de Potássio

31. Em que adubo estão presentes os elementos químicos N e S?
a) Sulfato de Amônio
b) Super Fosfato Simples
c) Fosfato Monoamônio
d) Uréia
e) Nitrocálcio

32. Dados os seguintes resultados de uma análise de solo:
Ca = 1,7 cmolc/dm³ Mg = 0,4 cmolc/dm³ V1 = 36
T = 6,3 cmolc/dm³ PRNT do calcário = 80% V2 = 70
Qual a quantidade de calcário gasta por ha?
a) 1.500 kg/ha
b) 2.350 kg/ha
c) 2.677 kg/ha
d) 2.700 kg/ha
e) 3.000 kg/há

33. Sabendo-se que o Sulfato de Amônio possui 20% de N, que o Super Fosfato
Simples possui 18% de P2O5 e que o Cloreto de Potássio possui 45% de
K2O, pergunta-se: quantos quilos de Sulfato de Amônio, de Super Fosfato
Simples e de Cloreto de Potássio serão respectivamente necessários para
se obter 30kg de N, 90kg de P2O5 e 45kg de K2O?
a) 150 - 400 - 100
b) 100 - 500 - 135
c) 130 - 385 - 150
d) 150 - 500 - 100
e) 135 - 450 – 100

34. Como se chamam as raízes que dão sustentação ao pé de milho?
a) Raízes primárias
b) Raízes seminais
c) Raízes pivotantes
d) Raízes adventícias
e) Raízes fasciculadas

35. Utilizando-se 600kg de fertilizante 04-14-08/ha e adotando-se um
espaçamento de 0,80m entre linhas, qual a quantidade de fertilizante
gasta por metro linear de linha?
a) 50 gramas
b) 35 gramas
c) 48 gramas
d) 58 gramas
e) 60 gramas

36. Uma boa cultura de amendoim deve apresentar:
a) partes eretas para facilitar o cultivo.
b) produção superior a 500 kg por hectare.
c) baixo teor de óleo nas sementes.
d) ciclo vegetativo entre 140 e 170 dias.
e) Todas as alternativas anteriores estão corretas.

37. Ao atacar a cana, a broca (Diatraea saccharali) ...
a) faz com que a produção do canavial diminua.
b) desencadeia o aparecimento da doença denominada "podridão".
c) facilita o tombamento do canavial.
d) prejudica os colmos da planta.
e) Todas as opções acima são verdadeiras.

38. A deficiência do zinco no cafezal provoca:
a) amarelecimento de folhas.
b) secamento dos ponteiros.
c) super brotamento, devido à morte da gema terminal.
d) o não desenvolvimento da planta.
e) Todas as respostas acima são verdadeiras.

39. Assinale a alternativa correta em relação à poluição da água:
a) A matéria orgânica em decomposição exige gás carbônico para sua
esterilização.
b) Quanto menor for o consumo de oxigênio, maior será a poluição.
c) A água não é encontrada pura na natureza. Ao cair em forma de chuva,
já carreia impurezas do próprio ar. Ao atingir o solo, seu grande
poder de dissolver e carrear substâncias altera ainda mais suas
qualidades.
d) Os cloretos existem normalmente nos dejetos vegetais. Estes, sob
certas circunstâncias, podem causar poluição orgânica dos mananciais.
e) Todas as alternativas anteriores são incorretas.

40. Qual é a distância exigida pela lei em relação às áreas de preservação
permanente em cada margem de um curso d'água?
a) 15 metros.
b) 20 metros.
c) 25 metros.
d) 30 metros.
e) 50 metros.

41. A lei de reserva florestal legal determina que o produtor faça averbação:
a) de 25% da propriedade.
b) de 20% da propriedade.
c) de 30% da propriedade.
d) de 15% da propriedade.
e) de 10% da propriedade.

42. Com relação às áreas de preservação permanente, qual é o raio exigido
por lei em volta das nascentes?
a) 40 metros de raio.
b) 30 metros de raio.
c) 50 metros de raio.
d) 35 metros de raio.
d) 45 metros de raio.

43. A dengue é um dos
principais problemas de saúde pública no mundo. A
Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que entre 50 e 100 milhões de
pessoas se infectem anualmente, em mais de 100 países, em todos os
continentes, exceto a Europa. Cerca de 550 mil doentes necessitam de
hospitalização e 20 mil morrem em conseqüência da dengue. O grande
problema para combater o mosquito Aedes aegypti é que sua reprodução
ocorre em qualquer recipiente utilizado para armazenar água, tanto em
áreas sombrias como ensolaradas. Ela pode ocorrer, por exemplo, em
caixas d’água, barris, tambores, vidros, potes, pratos e vasos de
plantas ou de flores, tanques, cisternas, garrafas, latas, pneus,
panelas, calhas de telhados, bandejas, bacias, drenos de escoamento,
canaletas, blocos de cimento, urnas de cemitério, folhas de plantas,
tocos e bambus, buracos de árvores e muitos outros onde a água da chuva
é coletada ou armazenada. Sobre a relação homem, mosquisto e vírus no
ciclo da doença, a respectiva condição de patógeno (causador da
doença), hospedeiro e vetor pode ser assim definida:
a) Homem = patógeno; Vírus = hospedeiro; Mosquito = transmissor.
b) Homem = hospedeiro; Vírus = transmissor; Mosquito = patógeno.
c) Homem = hospedeiro; Vírus = patógeno; Mosquito = transmissor.
d) Homem = transmissor; Vírus = hospedeiro; Mosquito = patógeno.
e) Homem = patógeno; Vírus = transmissor; Mosquito = patógeno.

44. A eutrofização pode ser caracterizada pelo aumento descontrolado da
produção primária no ecossistema. Esse aumento da produção biológica
normalmente excede a capacidade do ecossistema em metabolizá-lo. Em
decorrência, surge no ecossistema uma série de fenômenos indesejáveis,
tais como: (I) desaparecimento do oxigênio dissolvido nas camadas mais
profundas do lago; (II) aumento das concentrações de nutrientes inorgânicos
(por exemplo, nitrogênio e fósforo), da condutividade elétrica
e de diversas substâncias e gases ligados ao aumento do metabolismo
anaeróbico (por exemplo, gás sulfídrico e metano). Sabendo-se que a
eutrofização se agrava em águas paradas, já que a baixa movimentação
delas favorece a respiração anaeróbica, pode-se afirmar que:
a) A eutrofização é causada principalmente pelo aporte de nutrientes
essenciais (nitrogênio e fósforo) e por matéria orgânica no lençol
d’água.
b) A eutrofização é causada principalmente pela ovoposição do mosquito
da dengue (Aedes aegypti), que deposita seus ovos em águas paradas.
c) A eutrofização é causada principalmente pela diminuição dos produtores
na cadeia alimentar, diminuindo assim a oferta de alimento, o
que leva à mortandade de peixes.
d) A eutrofização é causada principalmente pela diminuição de nutrientes
essenciais (nitrogênio e fósforo) e falta de matéria orgânica no
lençol d’água.
e) A eutrofização é causada principalmente pela diminuição dos produtores
na cadeia alimentar devido à falta de nutrientes essenciais
(nitrogênio e fósforo).

45. A produtividade média do milho no Brasil subirá de 3.655 kg/ha para
3.739 kg/ha. É um aumento de pouco mais de 2% que, associado ao
acréscimo de mais de 200.000 hectares de área plantada, fará com que a
produção nacional de milho na safra 2007/2008 seja superior a 53,3
milhões de toneladas. Comparando-a com os números de 2006/2007, são
dois milhões de toneladas a mais. Estes são os principais dados
relativos à cultura, os quais foram divulgados, em janeiro deste ano,
no último levantamento da CONAB.
Você deseja plantar uma área de 2,68 ha de milho. Levando em conta a
informação de que a produtividade média atual brasileira de milho é de
3.739 kg/ha, você terá uma produção estimada em sacas de 50 kg de:
a) Aproximadamente 100 sacas.
b) Aproximadamente 150 sacas.
c) Aproximadamente 200 sacas.
d) Aproximadamente 400 sacas.
e) Aproximadamente 800 sacas.

46. A declividade (ou inclinação) e o aspecto (ou orientação) do terreno
são os atributos topográficos mais utilizados, pois exercem influência
sobre o fluxo da água e são importantes para estudos de erosão,
sombreamento, energia solar recebida, reflectância da superfície,
temperatura etc. A partir das derivadas direcionais em x e y, tanto a
declividade como o aspecto podem ser determinados.
Se dois pontos A e B distantes 5 metros em um plano inclinado têm uma
diferença de nível de 3 metros, a declividade do terreno é de:
a) 4%
b) 0,4%
c) 0,75%
d) 75%
e) 80%

47. Sobre o carrapato-de-boi é correto afirmar:
a) É um parasito que só utiliza um hospedeiro em seu ciclo evolutivo e
apresenta duas fases: a de vida livre e a parasitária.
b) A fase de vida livre inicia-se quando a fêmea, fecundada e alimentada,
se desprende do hospedeiro e cai ao solo para realizar a postura.
c) A fase parasitária tem duração média de 23 dias e inicia-se com a
fixação das larvas em hospedeiro suscetível.
d) A fase não parasitária interrompe-se quando a fêmea morre antes da
postura ou produz ovos inférteis, ou, ainda, quando suas larvas não
conseguem encontrar ou alcançar hospedeiro adequado.
e) Todas as alternativas anteriores são corretas.

48. Deseja-se construir uma baia (10x4m) com blocos de cimento (10x20x30cm,
consumo de 16,67 blocos/m²). Suas paredes terão 1,5m de altura, e o
portão medirá 1,5m X 0,8m. Qual a quantidade de blocos necessária para
erguer a construção?
a) 700 blocos.
b) 715 blocos.
c) 680 blocos.
d) 7.000 blocos.
e) 6.800 blocos.

49. O consumo de água em uma lavoura de alface é de 4.000 litros/dia.
Deseja-se fazer um reservatório com capacidade para irrigá-la por seis
dias. Se a área do reservatório possuir um raio de 1,26m, qual deverá
ser a sua profundidade mínima?
a) Aproximadamente 2,4m.
b) Aproximadamente 24m.
c) Aproximadamente 4,8m.
d) Aproximadamente 0,6m.
e) Aproximadamente 2,4m2.

50. Podemos tanto comprar os adubos NPK em diferentes fórmulas como mandar
preparar uma fórmula em que sobressaia o elemento que desejamos ou que
seja enriquecida com micronutrientes. A fórmula do produto deve receber
bastante atenção na hora da compra, pois expressa a quantidade
percentual de nutrientes. Encontramos NPK sob as formas líquidas e
sólidas. Sabendo-se que:
- nitrogênio (N) é o principal agente do crescimento das plantas e do
desenvolvimento foliáceo;
- a presença de fósforo (P) é indispensável para a planta transformar
os hidratos de carbono em açúcares;
- potássio (K) é indispensável à produção dos amidos e açúcares e para
a respiração e o desenvolvimento das raízes e sem ele a planta não
se desenvolve e atrofia-se;
qual é, na formulação NPK, o elemento de maior mobilidade no solo,
passível de volatilização?
a) Potássio.
b) Fósforo.
c) Nitrogênio.
d) Nenhum deles.
e) Todos eles.




ENGENHEIRO AGRÔNOMO
01. B 11. E 21. C 31. A 41. B
02. C 12. B 22. E 32. C 42. C
03. A 13. C 23. B 33. D 43. C
04. C 14. B 24. D 34. D 44. A
05. E 15. D 25. A 35. C 45. C
06. B 16. C 26. A 36. E 46. D
07. D 17. A 27. B 37. E 47. E
08. A 18. C 28. D 38. E 48. C
09. A 19. A 29. A 39. C 49. C
10. E 20. C 30. C 40. D 50. C










PROVA DO ESTADO DO TOCANTINS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
21
A Extensão Rural é um processo que objetiva a promoção
do desenvolvimento socioeconômico do meio rural, através
das forças vivas da comunidade. Pode-se afirmar que
a extensão rural é um sistema:
(A) político baseado na ideologia partidária do governo.
(B) educacional baseado na realidade rural local.
(C) de avaliação eventual do trabalho em execução, o que
pode não resultar em alterações nas suas ações.
(D) de transferência de conhecimentos baseado em metodologias
descritivas.
(E) de transferência de tecnologia de regiões mais desenvolvidas
economicamente.

22
O dados abaixo apresentam uma estimativa de Custo de
Produção e de Desempenho Econômico de 1 hectare de
uma determinada cultura para uma produtividade de
2.000 kg/ha de grãos. Calcule a receita bruta, a receita
líquida e o ponto de nivelamento.
Com base nestes dados, é correto afirmar que:
(A) o ponto de nivelamento entre custo e receita está, neste
caso, muito elevado, podendo fazer com que o produtor
mude de atividade.
(B) o desempenho econômico da cultura pode ser considerado
satisfatório, em função do ponto de nivelamento e
da produtividade obtida.
(C) a receita líquida não cobre o custo operacional total e
seria recomendável a troca de atividade agrícola.
(D) a diferença entre receita bruta e receita líquida não pode
ser utilizada como parâmetro para definir o desempenho
da cultura.
(E) a cultura, com base na receita bruta, pode ser considerada
de alta rentabilidade.

23
O quadro abaixo apresenta o Fluxo de Caixa de um projeto
de investimento, considerando duas taxas de juros anuais
(10% e 6%) em que as cifras entre parênteses representam
valores negativos.
O valor atual do fluxo na época zero, descontado à taxa de
6%, dado pelo somatório do fluxo atualizado, é 45 unidades
monetárias. O valor atual do fluxo na época zero, descontado
à taxa de 10%, é (55) unidades monetárias. A determinação
da Taxa Interna de Retorno (TIR) por processo de
interpolação, representada pela taxa que igualará o fluxo
atualizado a zero, permite afirmar que o projeto:
(A) é rentável se o custo do capital para financiar o projeto
for superior à TIR.
(B) é viável economicamente se a TIR for inferior à taxa de
juros do mercado, que é de 10%.
(C) é viável em termos econômico/financeiros se o investidor
possuir crédito para financiamento com taxa inferior
à TIR.
(D) é viável se a taxa mínima de atratividade for inferior à
taxa de juros do financiamento.
(E) não é viável economicamente porque a taxa de juros do
financiamento requerido pelo empreendimento está
menor que a TIR.

24
No planejamento do cultivo de plantas de soja, no extremo
norte do Estado de Tocantins, foi detectado que é necessário
selecionar cultivares mais adaptados àquelas condições.
Com relação ao fotoperíodo, esta região está mais próxima
à linha do equador do que a tradicional região produtora de
soja no sudoeste do Estado de Goiás. Do ponto de vista
agronômico, com relação à indução fotoperiódica, devem
então ser selecionados para a região norte de Tocantins
cultivares de soja:
(A) de dias curtos.
(B) de dias longos.
(C) de dias longos seguidos de dias curtos.
(D) de dias curtos seguidos de dias longos.
(E) indiferentes ou neutros.
Item Em R$
Custo operacional total
Produtividade (saca/ha)
Preço estimado (R$/saca)
Receita bruta (R$/ha)
Receita líquida (R$/ha)
Ponto de nivelamento (saca/ha)
500,00
40
25,00
Período
(ano)
Fluxo descontado
ou atualizado
0
1
2
3
4
5
6
Somatório
10%
(450)
(182)
41
75
137
155
169
(55)
6%
(450)
(189)
44
84
158
187
211
45
25
Uma cultura será implantada com uma população de
400.000 plantas por hectare. A combinação adequada de
espaçamento entre linhas e número de plantas por metro
linear será:

(A) 40 cm e 18 plantas.
(B) 40 cm e 20 plantas.
(C) 50 cm e 20 plantas.
(D) 50 cm e 25 plantas.
(E) 60 cm e 20 plantas.

26
Observe os diagramas de dispersão de pontos abaixo.
A respeito da correlação entre os pares que deram origem
aos gráficos P, Q e R, pode-se afirmar que:

27
Para o plantio ou transplantio de mudas de plantas ornamentais
arbustivas em uma determinada área, visando à
implantação de projetos de paisagismo, deve-se adotar a
seguinte seqüência de procedimentos:

(A) escolha e rega do local de plantio; plantio das mudas;
preparo das covas para as mudas; adubação de plantio
e regas de manutenção.
(B) adubação; escolha e rega do local de plantio; plantio
das mudas; regas de manutenção.
(C) preparo das covas para as mudas; manutenção de regas
regulares; plantio das mudas; adubação inicial e de
manutenção.
(D) preparo das covas para as mudas; plantio com escoramento
das mudas; manutenção de regas regulares; adubação
de plantio e de cobertura.
(E) preparo da área ou das covas; adubação e plantio das
mudas; tutoramento das mudas; regas de manutenção.

28
A hidroponia é um sistema de cultivo dentro de estruturas
de proteção e sem uso de solo. Os nutrientes que a planta
precisa para desenvolvimento e produção são fornecidos
por uma solução nutritiva (água + nutrientes minerais essenciais).
Com relação à hidroponia, são apresentadas as
afirmativas abaixo.
I - Somente as hortaliças se desenvolvem no sistema
hidropônico.
II - Os únicos nutrientes presentes na solução nutritiva são
nitrogênio, fósforo, potássio, cálcio, magnésio e enxofre.
III - A forma iônica dos nutrientes absorvidos pelas plantas
é a mesma que a da solução do solo.
IV - A solução hidropônica pode ser oxigenada através de
circulação/agitação ou pela adição de oxigênio.
São corretas apenas as afirmativas:

(A) I e II.
(B) I e III.
(C) I e IV.
(D) II e III.
(E) III e IV.
Gráfico P
não há correlação
não há correlação
há correlação
há correlação positiva
há correlação, mas
não se pode dizer se
é positiva ou negativa
Gráfico Q Gráfico R
há correlação negativa
há correlação positiva
não há correlação
não há correlação
não há correlação
há correlação positiva
há correlação negativa
há correlação negativa
não há correlação
não há correlação
(A)
(B)
(C)
(D)
(E)

29
Nas associações mutualísticas entre duas espécies, também
denominadas de simbioses, as duas espécies beneficiam-
se da interação. Assinale a opção que apresenta um
caso de simbiose na agropecuária.

(A) O controle de plantas daninhas por alelopatia de outros
vegetais.
(B) O controle biológico da lagarta da soja pelo fungo
Baculovirus.
(C) Os nódulos em raízes de leguminosas, onde alojam-se
bactérias decompositoras.
(D) As bactérias celulolíticas no rúmen de bovinos.
(E) As micorrizas, associações entre bactérias nitrificantes
e as raízes das plantas.

30
A Convenção de Diversidade Biológica define a
biodiversidade como ―a variabilidade de organismos vivos
de todas as origens, compreendendo, dentre outros, os
ecossistemas terrestres, marinhos e outros ecossistemas
aquáticos e os complexos ecológicos de que fazem parte;
compreendendo ainda a diversidade dentro de espécies,
entre espécies e de ecossistemas‖. São argumentos importantes
para a conservação da biodiversidade:
I - a contribuição econômica direta, por meio de produtos
alimentares, farmacêuticos e de uso industrial derivados
da fauna e da vegetação;
II - a participação na manutenção dos ciclos ambientais
gerais do planeta;
III - a redução da variabilidade genética dos sistemas de
produção primários;
IV - o aumento do número de plantas e organismos transgênicos.
São corretas apenas as afirmativas:

(A) I e II.
(B) I e III.
(C) I e IV.
(D) II e III.
(E) III e IV.

31
Os sistemas de irrigação localizada por gotejamento apresentam
algumas características, quando comparados aos
sistemas de irrigação por aspersão convencional, tais como:
I - menor variação temporal no conteúdo de água no solo;
II - menor eficiência de aplicação de água;
III - emprego de maiores pressões de serviço;
IV - necessidade de maior filtração de água.
São corretas apenas as características:

(A) I e II.
(B) I e III.
(C) I e IV.
(D) II e III.
(E) III e IV.

32
A colheita mecanizada do feijão (Phaseolus vulgaris L.) pode
acarretar perdas elevadas de grãos. Algumas técnicas podem
ser empregadas para reduzir estas perdas, tais como:
I - aumento da densidade de plantio;
II - semeadura de cultivares de hábito prostrado;
III - aplicação de produtos dessecantes;
IV - antecipação da época de colheita.
São corretas apenas as técnicas:

(A) I e II. (B) I e III.
(C) II e III. (D) II e IV.
(E) I, II e III.

33
Os cultivares do tipo moderno de arroz irrigado devem possuir
as seguintes características associadas à alta produtividade:

(A) porte alto, folhas curtas e eretas, alto acamamento, alto
perfilhamento e baixo número de panículas/m2.
(B) porte alto, folhas longas, alto acamamento, baixo perfilhamento
e alto número de panículas/m2.
(C) porte médio, folhas longas, alto acamamento, baixo perfilhamento
e alto número de panículas/m2.
(D) porte baixo ou médio, folhas curtas e eretas, baixo acamamento,
alto perfilhamento e alto número de panículas/m2.
(E) porte baixo, folhas longas e prostradas, baixo acamamento,
baixo perfilhamento e baixo número de panículas/m2.

34
A região do cerrado ocupa cerca de dois milhões de quilômetros
quadrados no interior do Brasil. Esse número representa
25% do território nacional, conforme mostrado na figura
abaixo.
Sabendo que nesta área os latossolos são os solos mais
freqüentes (46%), é necessário saber identificá-los. Assim,
os solos desta classe são:

(A) profundos, muito bem drenados, homogêneos e altamente
intemperizados.
(B) profundos, muito bem drenados, homogêneos e pouco
intemperizados.
(C) profundos, muito bem drenados, heterogêneos e altamente
intemperizados.
(D) profundos, mal drenados, homogêneos e altamente
intemperizados.
(E) rasos, muito bem drenados, homogêneos e altamente
intemperizados.

35
O desenho abaixo é uma alusão às perdas anuais efetivas
de solos no mundo.
Sobre os fatores que explicam as perdas de solo, afirmase
que:
I - os desmatamentos nas regiões tropicais expõem o solo
à ação das chuvas;
II - a ocupação dos cerrados pela agricultura intensiva provoca
impactos desprezíveis nas perdas de solo;
III - a retirada da cobertura vegetal para uso agrícola, nas
regiões semi-áridas, acelera a velocidade do escoamento
superficial, o que aumenta a erosão dos solos;
IV - o uso de técnicas conservacionistas aumenta os efeitos
de cultivos intensivos e, com isso, as perdas de
solo.
São corretas apenas as afirmativas:

(A) I e II. (B) I e III.
(C) I e IV. (D) II e III.
(E) III e IV.

36
No dimensionamento de uma barragem, é necessário calcular
a vazão máxima na bacia de acumulação, que pode
ser estimada por Q = C x I x A, onde Q é a vazão máxima,
C, o coeficiente de enxurrada (associado ao relevo e à cobertura
vegetal), I, a intensidade máxima de precipitação, e
A, a área da bacia. Em um projeto de uma barragem em
uma bacia de acumulação de 120 ha, onde a precipitação
máxima é de 60 mm/h, e cujo coeficiente de enxurrada é
de 0,50, a vazão máxima, em m3/s, é de:

(A) 1 (B) 3,6 (C) 10 (D) 36 (E) 72
Perdas anuais de solo - 75 bilhões de toneladas
Adaptado de MYERS, 1985.

37
A figura abaixo representa os resultados de um modelo de
previsão de produção de sedimentos em uma bacia
hidrográfica, em três cenários de uso da terra: cenário atual
(cana-de-açúcar nas áreas de menor declive e pastagens
nas encostas), cenário 1 (uso da terra atual, mas com
revegetação das margens dos corpos d‘água), e cenário 2
(substituição das pastagens por vegetação florestal nativa).
Sobre as alternativas de manejo desta bacia hidrográfica,
pode-se afirmar que:

(A) a mudança do uso da terra não irá afetar a produção de
sedimentos.
(B) a manutenção das pastagens permitirá o controle da
erosão do solo.
(C) a recomposição das matas ciliares aumentará a produção
de sedimentos.
(D) o reflorestamento das áreas de pastagens possibilitará
redução no assoreamento.
(E) o modelo de previsão de produção de sedimentos não
auxilia na definição de estratégias de uso da terra.

38
Um dos elementos básicos para o zoneamento
agroambiental e o planejamento de uso de uma propriedade
rural é a classificação da capacidade de uso da terra,
para a qual existem alguns métodos estabelecidos, inclusive
com normas recomendadas pela ABNT. Para classificação
da capacidade do uso da terra deve-se levar em conta:
I - preço de mercado;
II - tipo de solo e declividade;
III - deflúvio e riscos de erosão;
IV - uso anterior da terra.
Somente estão corretos os itens:

(A) I e II. (B) I e III.
(C) I e IV. (D) II e III.
(E) III e IV.

39
Ao arbitrar os honorários de um perito judicial, designado
para avaliação de um imóvel rural em partilha de espólio,
um juiz questionou a necessidade de análises de fertilidade
do solo em diversas glebas do imóvel. Em resposta ao juiz,
o perito agrônomo pode justificar que estas análises são
necessárias para:
I - identificar áreas que sofreram poluição por agrotóxicos;
II - efetuar a classificação taxonômica dos solos do imóvel;
III - identificar benfeitorias associadas à calagem e adubação;
IV - estimar o potencial produtivo de cada gleba do imóvel.
São corretas apenas as razões:

(A) I e II.
(B) I e III.
(C) I e IV.
(D) II e III.
(E) III e IV.

40
O milho é um dos produtos que sofre maiores perdas durante
o armazenamento. As perdas por carunchamento, por
exemplo, podem chegar a até 40% dos grãos, quando armazenados
de forma inadequada. Quanto ao armazenamento
do milho, são feitas as seguintes afirmativas:
I - o armazenamento a granel, em silos, ocupa maior
volume por tonelada estocada que o armazenamento
em espigas;
II - o armazenamento em espigas permite a colheita com
maior teor de umidade, já para o armazenamento em
sacaria a umidade deve ser baixa;
III - o armazenamento em sacaria, em armazéns convencionais,
exige maior mão-de-obra que o
armazenamento a granel, em silos;
IV - o armazenamento em sacaria, em armazéns convencionais,
exige menor controle de pragas que o
armazenamento a granel, em silos.
São corretas apenas as afirmativas:

(A) I e II.
(B) I e III.
(C) II e III.
(D) II e IV.
(E) III e IV.

41
A refrigeração é um processo muito utilizado para a preservação
de alimentos. Traz relativamente poucos efeitos negativos
com relação ao sabor, textura e propriedades
nutricionais. A respeito deste assunto, assinale a afirmativa
correta.

(A) A refrigeração é um método de conservação pouco eficiente
no controle de patógenos.
(B) Produtos vegetais de origem tropical apresentam menor
sensibilidade a temperaturas baixas.
(C) Com a refrigeração existe aumento no metabolismo de
frutos e hortaliças, levando a uma antecipação da
senescência.
(D) Numa câmara fria deve ser adotada, para o ajuste da
temperatura, a média entre as temperaturas ideais de
armazenamento de cada produto ali contido.
(E) É essencial conhecer a temperatura mínima de
armazenamento de um produto para se evitar as injúrias
causadas pelo frio.

42
Conforme estabelece o Decreto no 28.687/82, art. 72, poluição
do solo e do subsolo consiste na deposição, disposição,
descarga, infiltração, acumulação, injeção ou
enterramento no solo ou no subsolo de substâncias ou produtos
poluentes, em estado sólido, líquido ou gasoso. Relacione
as principais fontes poluidoras do solo com o correspondente
produto químico.
A associação correta é:

43
Dentre as doenças que afetam os bananais no Brasil e no
mundo, a Sigatoka Negra, causada pelo fungo
Mycospharella fijiensis Morelet e sua forma imperfeita, o
fungo Paracercospora fijiensis Morelet Deighton, é a que
causa maior preocupação a produtores e pesquisadores.
Para o controle da expansão desta doença nos estados
brasileiros ainda não atingidos, devem ser adotadas as seguintes
exigências:
I - apresentação de Permissão de Trânsito de Vegetais
declarando que o material provém de área ou local de
produção livre da doença oficialmente reconhecido pelo
Ministério da Agricultura;
II - erradicação de bananeiras afetadas pela doença à margem
de rodovias caracterizadas como rotas de risco pela
Defesa Sanitária Vegetal, a uma distância de 1.000
metros destas;
III - substitutição de bananeiras de cultivo doméstico suscetíveis
à doença por cultivares resistentes;
IV - higienização das embalagens de madeira e seus componentes
que acondicionem partes da planta ou frutos
de bananeira que provenham de regiões afetadas
pela doença.
São corretas apenas as exigências:
(A) I e II.
(B) I e III.
(C) I e IV.
(D) II e III.
(E) III e IV.

44
De acordo com a Lei de Proteção de Cultivares (Lei no 9.456),
de abril de 1997, a proteção dos direitos relativos à propriedade
intelectual referente a cultivar se efetua mediante a
concessão de Certificado de Proteção de Cultivar, considerado
bem móvel para todos os efeitos legais e única forma
de proteção de cultivares e de direito que poderá obstar a
livre utilização de plantas ou de suas partes de reprodução
ou de multiplicação vegetativa, no País. Com relação a esta
Lei é correto afirmar que:

(A) só é passível de proteção o novo cultivar, de qualquer
gênero ou espécie vegetal que seja explorado comercialmente.
(B) decorrido o prazo de vigência do direito de proteção, o
cultivar cairá em domínio público e nenhum outro direito
poderá obstar sua livre utilização.
(C) a proteção do cultivar não incide sobre o material de
reprodução ou de multiplicação vegetativa da planta.
(D) fere o direito de propriedade sobre o cultivar protegido
aquele que reserva e planta sementes para uso próprio,
em seu estabelecimento ou em estabelecimento de terceiros
cuja posse detenha.
(E) fere o direito de propriedade sobre o cultivar protegido
aquele que utiliza o cultivar como fonte de variação no
melhoramento genético ou na pesquisa científica.
Fonte poluidora Produto químico
I - Tintas
II - Solventes
III - Inseticidas
IV - Herbicidas
V - Incineração do lixo
(P) Dioxina
(Q) Benzina
(R) Chumbo
(S) BHC
(
DL50
(mg/kg de peso vivo)
Classe
Toxicológica
Cor do Rótulo
I - Menor que 50
II - 50 a 500
III - 500 a 5000
IV - Maior que 5000
(P) II
(Q) I
(R) IV
(S) III
(W) Vermelho vivo
(X) Azul intenso
(Y) Verde intenso
(Z) Amarelo Intenso
(A)
(B)
(C)
(D)
(E)
I – P – X ,
I – Q – W ,
I – Q – W ,
I – Q – W ,
I – R – Y ,
II – Q – Z ,
II – P – Z ,
II – P – Z ,
II – S – Z ,
II – P – Z ,
III – S – W ,
III – R – Y ,
III – S – X ,
III – P – Y ,
III – S – X ,
IV – R – Y.
IV – S – X.
IV – R – Y.
IV – R – X.
IV – Q – W.

45
A Lei no 10.814, de 15/12/2003, estabelece normas para o
plantio e comercialização da soja geneticamente modificada
da safra de 2004. A partir dessa lei ficou vedado o plantio de
sementes de soja geneticamente modificada em áreas:
I - destinadas a culturas utilizadas na geração de combustíveis;
II - de unidades de conservação e respectivas zonas de
amortecimento;
III - de proteção de mananciais de água efetiva ou potencialmente
utilizáveis;
IV - de ocorrência de solos rasos e pouco intemperizados
que dependem da microbiota para sua evolução.
São corretas apenas as áreas:

(A) I e II.
(B) I e IV.
(C) II e III.
(D) II e IV.
(E) III e IV.

46
O destino das embalagens vazias de agrotóxicos é atualmente
regulamentado pelo Decreto no 4.074, de 4/11/2002, do Ministério
da Agricultura e do Abastecimento. Assim, depois de
utilizado o produto, é obrigatório aos usuários e facultativo às
empresas produtoras, respectivamente, efetuar a(o):

(A) devolução das embalagens vazias e respectivas tampas
aos estabelecimentos comerciais em que foram adquiridas,
e, mediante aprovação dos órgãos federais, a empresa
produtora poderá efetuar a reutilização destas.
(B) devolução das embalagens vazias e respectivas tampas
aos estabelecimentos comerciais em que foram adquiridas,
devendo a empresa produtora descartá-las nos lixões
municipais.
(C) devolução das embalagens vazias e respectivas tampas
aos estabelecimentos comerciais em que foram adquiridas,
e, mediante aprovação dos órgãos municipais, a
empresa produtora poderá efetuar a reutilização destas.
(D) destruição das embalagens vazias e respectivas tampas,
através da queima.
(E) descarte das embalagens vazias e respectivas tampas
em locais apropriados da propriedade.

47
Para fins de prescrição das medidas de segurança contra
riscos para a saúde humana, a toxicidade da maioria dos
defensivos agrícolas é estabelecida em função da Dose
Média Letal (DL50), e identificada através de quatro classes
com diferentes cores dos rótulos. Correlacione a dose letal,
a classe toxicológica e a cor do rótulo apresentadas abaixo.
A associação correta é:

48
O princípio ativo 3,4-dicloropropionanilida tem como características
interferir na fotossíntese, na síntese de ácidos
nucléicos e de proteínas, além de ser fortemente adsorvido
pelo solo, ficando indisponível para as plantas. Esta substância
é absorvida pelas folhas do arroz, bem como pelas
do capim-arroz na mesma quantidade e velocidade, porém,
no processo de degradação, a concentração da enzima
responsável é 60 vezes superior no arroz. Esse fato permite
que a substância seja usada como:

(A) herbicida sistêmico, de pré-emergência.
(B) herbicida não seletivo, de pré-emergência.
(C) herbicida seletivo, de pré-emergência.
(D) herbicida seletivo, de pós-emergência.
(E) fungicida específico para o arroz.

49
Segundo a legislação vigente, são classificadas como Pragas
Quarentenárias A1 aquelas:

(A) cuja presença em plantas ou em partes de plantas usadas
para plantio pode resultar em impactos econômicos
inaceitáveis.
(B) que são de importância secundária, e ainda não estão
presentes no País.
(C) que já estão presentes no País, porém estão restritas a
regiões sem tradição agrícola.
(D) que já estão presentes no País e são de grande importância
econômica, porém não se encontram amplamente
distribuídas e possuem programa oficial de controle.
(E) que não estão presentes no País, porém, possuem características
de serem potenciais causadoras de importantes
danos econômicos, se introduzidas.

50
O Ministério da Agricultura, através da Secretaria de Defesa
Agropecuária, com base na Convenção Internacional de
Proteção a Vegetais, instituiu procedimentos para a
Certificação Fitossanitária de Origem (CFO), que, entre outros
aspectos, visa a:

(A) autorizar o trânsito interestadual ou internacional de
material vegetal.
(B) atestar a qualidade sanitária de produtos vegetais e autorizar
o seu trânsito interestadual ou internacional.
(C) atestar a qualidade fitossanitária na origem de produtos
vegetais, sendo estes certificados necessários para o
trânsito interestadual ou internacional de qualquer produto
de origem vegetal e para atender exigências específicas
de certificação para o mercado interno e externo.
(D) atestar a qualidade fitossanitária na origem das cargas
de produtos vegetais, sendo estes certificados necessários
para o trânsito de produtos que sejam potenciais
veículos de pragas quarentenárias A2 e não
quarentenárias regulamentadas e no atendimento de
exigências específicas de certificação para o mercado
interno e externo.
(E) atestar a qualidade fitossanitária na origem das cargas
de produtos vegetais, sendo estes certificados necessários
para o trânsito de produtos que sejam potenciais
veículos de pragas quarentenárias e no atendimento de
exigências específicas de certificação para o mercado
externo.





GABARITO: TOCANTINS



21-B 22-C 23-C 24-E 25-C 26-A 27-E 28-E 29-D 30-A 31-C 32-B 33-D 34-A 35-B 36-C 37-D 38-D 39-E 40-C 41-E 42-C
43-B 44-B 45-C 46-A 47-C 48-D 49-E 50-D





PREFEITURA MUNICIPAL DE CASTELO – ES





CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
16 – O capim elefante destaca-se pela sua alta produção forrageira, uma
de suas características mais favoráveis é:

A) Baixa exigência de cálcio.
B) Alta adaptação a solos com níveis de alumínio elevados.
C) Elevado potencial de produção.
D) Boa resistência à geada.
E) Baixa razão de peso foliar nas primeiras semanas de rebrota.

17 – Assinale a alternativa correta com relação ao ciclo hidrológico.

A) Envolve as águas de um modo geral.
B) Trata apenas das águas superficiais.
C) Abrange o invólucro do globo terrestre, das águas superficiais e
subterrâneas.
D) É relativo ao constante movimento da água.
E) Relaciona-se com as esferas terrestres, atmosfera, biosfera, litosfera,
hidrosfera.

18 – Para se calcular a quantidade de água, no solo, que está disponível
para as plantas, utiliza-se a diferença entre:

A) A umidade de saturação e a do ponto de murcha permanente.
B) A umidade de saturação e o solo seco.
C) A umidade na capacidade de campo e o solo seco.
D) A umidade no ponto de murcha permanente e o solo seco.
E) A umidade na capacidade de campo e no ponto de murcha
permanente.

19 - A produção líquida de um povoamento florestal é resultante de:

A) Incremento em área basal.
B) Incremento em altura.
C) Incremento em volume.
D) Incremento das árvores em tamanho, volume e peso.
E) Incremento em diâmetro.

20 – O aparecimento de manchas brancas, queimaduras marginais e
caules finos nas plantas indica a falta de:

A) Fósforo.
B) Ferro.
C) Cálcio.
D) Potássio.
E) Iodo.
21 - Plantação racional e econômica de hortaliças em geral - (couve,
alface, pimentão, repolho...), baseado em princípios científicos e
técnicos.
Esta é a correta definição de:

A) Silvicultura.
B) Olericultura.
C) Horticultura.
D) Fitocultura.
E) Saniocultura

22 – Um dos principais problemas encontrados no cultivo de plantas
através da hidroponia é:

A) Alto custo do processo.
B) Baixa produtividade.
C) Retardo no crescimento das plantas.
D) Formação de algas.
E) Alto consumo de água.

23 – Considerando os tipos de tratos culturais, relacione corretamente
as colunas:
Marque a opção que corresponde à sequência correta de classificação
das colunas acima:

A) 3,2,4,1.
B) 3,4,2,1.
C) 4,3,1,2.
D) 4,2,3,1.
E) 4,1,3,2.

24 – A espécie de eucalipto que produz grande quantidade de lenha em
curto prazo, e por isso é uma das mais utilizadas pela indústria carvoeira,
é a:

A) E. globulus.
B) E. grandis.
C) E. citriodora.
D) E. robusta.
E) E. viminalis

25 – O tipo de solo que também pode ser chamado de Terra Roxa
Estruturada é o:

A) Nitossolo.
B) Organossolo.
C) Planossolo.
D) Plintossolo.
E) Vertissolo

26 - Mal-do-panamá, Sigatoka amarela, moko e Sigatoka Negra. Estas
são as principais doenças que atacam as lavouras de:

A) Soja.
B) Arroz.
C) Feijão.
D) Café.
E) Banana.

27 - O alumínio tóxico é um dos fatores limitantes na cultura do milho, a
melhor maneira de combater este problema é:

A) A aplicação de calcário.
B) A irrigação constante.
C) A rotação de cultura.
D) A revira periódica do solo.
E) A sulcagem do solo

28 – A _____________, causada por Phytophthora infestans é a doença
mais importante na cultura da batata, sendo destrutiva em regiões, onde
há predominância de clima úmido e fresco. Por outro lado, apresenta
menor severidade em cultivos feitos em regiões secas e quentes, sob
irrigação. Ela pode destruir completamente os órgãos aéreos da
batateira em qualquer fase do desenvolvimento da planta, podendo
afetar uma lavoura no período de uma ou duas semanas sob condições
climáticas favoráveis ao patógeno.
O nome da doença que preenche corretamente a lacuna acima é:

A) Sarna prateada.
B) Requeima.
C) Pinta preta.
D) Mancha de alternaria.
E) Canela preta

29 – A _________________é causada pelo fungo Helminthosporium
solani (deuteromiceto, família Demathiacea), que só ataca a cultura da
batata. Essa doença se manifesta nos tubérculos, e somente na
periderme (pele) destes, nunca se aprofundando na polpa. Os sintomas
são mais evidentes em cultivares de pele mais escura, como a Asterix e
a Baronesa.
O nome da doença que preenche corretamente a lacuna acima é:

A) Sarna prateada.
B) Requeima.
C) Pinta preta.
D) Mancha de alternaria.
E) Canela preta.

30 – Observe a foto abaixo:
Trata-se de um(a):

A) Plaina.
B) Grade aradora.
C) Carpideira.
D) Arado fixo.
E) Sulcador múltiplo.


GABARITO DA PREF. DE CASTELO:

ENGENHEIRO AGRÔNOMO B A C C E A D C E A C B D C A C E E D D B D B B A E A B A B


16-C 17-E 18-E 19-D 20-D 21-B 22-D 23-B 24-B 25-A 26-E 27-A 28-B 29-A 30-B








PREFEITURA DE BRAGANÇA


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
NAS QUESTÕES NUMERADAS DE 11 A 30, ASSINALE A ÚNICA ALTERNATIVA QUE RESPONDE
CORRETAMENTE AO ENUNCIADO.

11. A indústria de grãos, no Estado do Pará, teve crescimento surpreendente, nos últimos cinco anos,
nos municípios de Santarém e Belterra. Na década de 1990, o volume de arroz produzido
anualmente nesses municípios era destinado, praticamente, à subsistência dos produtores rurais. A
partir de 2003, a produção de arroz e soja transformou Santarém e Belterra no principal pólo de
grãos do Estado do Pará, abastecendo o mercado local com várias marcas de arroz e
comercializando o excedente para outros mercados da Região e para o Nordeste, e a soja está
sendo exportada para o mercado internacional. Com base nesta informação, é correto afirmar que o
crescimento da produção de grãos ocorreu devido:

A) às condições de fatores (terra barata, clima favorável e disponibilidade de crédito) ao cultivo de
grãos (arroz, milho e soja), preços favoráveis da soja no mercado internacional e instalação de
infra-estrutura logística para escoamento da produção.
B) à verticalização do sistema de produção de aves e suínos, organizado em integrações e
cooperativas nesses municípios, e subseqüente aumento na produção destes produtos no
mercado local.
C) à expansão da pecuária de corte para a região Norte e o conseqüente aumento do confinamento,
que aumentou o consumo de ração à base de soja e milho.
D) ao aumento no consumo de arroz e óleo de soja, em função do aumento da população na
Região Norte e, particularmente, no baixo Amazonas.

12. Nos últimos anos, as políticas públicas passaram a apoiar a implantação e difusão de Arranjos
Produtivos Locais (APL), em diversas regiões, dada a possibilidade concreta de ampliar a inclusão
de pobres, gerar e distribuir renda, criar capacidade de inovação tecnológica e de desenvolver o
capital humano e social no território eleito. O Estado do Pará tem sido contemplado com os APL
de apicultura, pesca, turismo, móveis e fruticultura, envolvendo organizações de pequenos
empreendedores, com centro em vários municípios. Diante disso, é correto afirmar:

A) A oferta de emprego para mão-de-obra qualificada no meio rural (contadores, digitadores,
gestores e técnicos de várias naturezas) deve decrescer com a expansão dos APL.
B) As disparidades de renda per capita entre os meios rural e urbano devem aumentar com a
expansão dos arranjos produtivos locais.
C) O nível de integração entre a produção rural e o processamento industrial na economia
paraense como um todo, tende a diminuir.
D) Os APL criam possibilidade de inclusão social, ampliação e distribuição da renda, diminuição
dos impactos ambientais e ampliação dos níveis de bem-estar social.

13. ―É o conjunto das operações de manufatura e distribuição dos insumos para a unidade de produção
rural; as operações produtivas que se processam dentro da unidade produtiva em si; as operações
de armazenamento, processamento e distribuição dos produtos rurais e de seus subprodutos‖.
Estamos nos referindo ao conceito de:

A) Arranjo produtivo local.
B) Agronegócio ou agribusiness.
C) Cadeia produtiva.
D) Cadeia de suprimento.

14. O Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO), gerido pelo Banco da Amazônia
tornou-se o principal instrumento de financiamento do desenvolvimento rural da Região Norte.
Para ter acesso a esses recursos do FNO, o produtor necessita apresentar um projeto que informe
sobre as perspectivas reais de viabilidade econômica, adotando tecnologia que não degradem o
meio ambiente. Neste contexto, é correto afirmar:

A) Na elaboração de um projeto agropecuário não se deve computar o custo da mão-de-obra
familiar, para não inviabilizar o retorno econômico do projeto.
B) O acompanhamento dos projetos é feito pelo próprio produtor, que informa regularmente a
situação do projeto ao Banco da Amazônia.
C) Na análise de projetos agropecuários são utilizados os critérios da Taxa Interna de Retorno
(TIR), Valor Presente Líquido (VPL) e Relação Benefício-Custo (Rb/c) para determinar o
retorno econômico do projeto.
D) O crédito destinado à implantação de projetos agropecuários é denominado capital de giro.

15. O PLINTISSOLO constitui classe de solos, firmada no término da década de setenta, como
resultado de anos de reflexão sobre a validade da conceituação dos atuais Plintissolos. Grande
parte dessa classe é integrada pelos vários solos da antiga classe:

A) Latossolo Vermelho-Escuro.
B) Laterita Hidromórfica.
C) Latossolos Amarelos.
D) Terra Roxa Estruturada.

16. Sobre evolução histórica e principais características no desenvolvimento da agropecuária
brasileira, analise as seguintes afirmativas:

I – Agricultura escravagista exportadora - Até meados do Século XVIII. O aumento de produção
do subsistema agropecuário ocorre em função da expansão da fronteira agrícola, do que em
decorrência do aumento da produtividade da terra. O subsistema produtivo agrícola caracterizase
por monocultura (açúcar), cultivada em grandes unidades, mantendo uma relação de
produção escravagista.
II – Transição para o trabalho agrícola assalariado - Após a libertação dos escravos (1888). A
política de produção, apesar de apresentar caráter interno (nacional), atende às exigências
externas. O crescimento da produção agrícola ainda ocorre muito mais em função da expansão
da fronteira agrícola do que em decorrência do aumento da produtividade da terra.
III – Agricultura capitalista exportadora - Final do Século XIX até anos 40. Um segmento de
produção para exportação e outro para o mercado interno. O primeiro, caracterizado pelas
grandes unidades produtivas, e o segundo, pela unidade produtiva camponesa. O crescimento
da produção agropecuária ainda está em função da expansão da fronteira agrícola; o
crescimento físico da produção ocorre em função do uso de mais quantidades de terra e mãode-
obra.
IV – Sistema agro-industrial - formado por três subsistemas principais: 1. Subsistema composto
pelas Indústrias Para Agricultura (IPA); 2. Subsistema Agropecuário; 3. Subsistema composto
pelas Indústrias Agrícolas e Alimentícias (IRA). A política de produção é de caráter nacional,
mas apresenta-se influenciada para atender a necessidades externas.
Das afirmativas acima estão corretas:
A) I, II e III, somente.
B) I, II e IV, somente.
C) II, III e IV, somente.
D) I, II, III e IV.

17. Em um projeto agropecuário os recursos terra, capital, trabalho e os fatores incontroláveis e
controláveis podem determinar o êxito ou o fracasso da empresa rural. São considerados Fatores
Internos ou Controláveis:

A) Tamanho ou volume de negócios; intensidade da exploração; recursos naturais.
B) Fatores de mercado; produtividade do equipamento; arranjos de campo e benfeitorias.
C) Intensidade de exploração; produtividade da mão-de-obra; padrões de produção.
D) Fatores de mercado; recursos naturais; fatores institucionais.

18. Com relação à análise de solos considere os seguintes itens:

I – Análises físicas – umidade, densidade aparente, porosidade total, análise granulométrica, grau
de floculação, relação silte/argila, percentagem de saturação, superfície específica e índice de
plasticidade.
II – Análises químicas – pH, nitrogênio total, capacidade de troca de cátions, acidez do solo, sílica,
relação molecular Al2O3 / Fe2O3, sais solúveis e necessidade de gesso.
III – Análises mineralógicas – difratometria de raios X, análise mineralógica de grãos, fósforo
assimilável, micro elementos.
Estão corretos os itens:
A) I e II, somente.
B) I e III, somente.
C) II e III, somente.
D) I, II e III.

19. Com relação ao Sistema de Pastejo Rotacionado, considere as seguintes afirmativas:

I – Um sistema de produção pecuário tem como objetivo o aumento da produtividade animal.
Nesse aspecto, é indiscutível a vantagem desse sistema em relação a outros.
II – O número de animais é estabelecido em função da capacidade de suporte de uma determinada
pastagem, que varia de acordo com os níveis de fertilidade do solo e das condições climáticas.
III – O número de piquetes é calculado pela relação entre o número de dias de descanso de
pastagem e o número de dias (mais um) de permanência dos animais nesse mesmo piquete.
Estão corretas:
A) I e II, somente.
B) I e III, somente.
C) II e III, somente.
D) I, II e III.

20. Os Sistemas Agroflorestais – SAF são arranjos de produção nos quais interagem, simultaneamente,
árvores, arbustos e palmeiras, nas atividades agrícolas e/ou pecuárias, tendo como principal
objetivo assegurar uma produção global maior e mais sustentável a longo prazo. São espécies
recomendadas para os SAF:

A) Milho – abacaxi – café – paricá.
B) Soja – mamão – graviola – acácias.
C) Mandioca – maracujá – açaí – castanheira.
D) Arroz – mamão – cupuaçu – seringueira.

21. Qual a alternativa que apresenta a correta relação entre os adubos orgânicos e suas características:

A) Esterco de ruminantes – Rico em nitrogênio e fósforo, mas pobre em celulose, por isso, de
rápida decomposição. Por liberar rapidamente a maior parte dos nutrientes é mais recomendado
para culturas de ciclo curto.
B) Esterco de aves – Rico em nutrientes e mais pobre em matéria orgânica, comparando com os
ruminantes. A matéria orgânica presente é de decomposição rápida, sendo considerado um
alimento mais para a planta que para o solo.
C) Húmus de minhoca – Rico em energia e pobre em nitrogênio; por serem rico em lignina é mais
indicado para cobertura morta do solo.
D) Palha – Resto de plantas que entram em senescência; são bons reservatórios de potássio; as
palhas de gramíneas, incorporadas ao solo, melhoram suas propriedades físicas e biológicas.

22. Com relação a Índices Pecuários temos, conforme a raça e espécie, a seguinte relação
Macho:Fêmea:

A) Bovino de corte (1:30); Bovino de Leite (1:25); Bubalino (1:30); Caprinos e Ovinos (1:15 a 1:40)
B) Bovino de corte (1:30); Bovino de Leite (1:25); Bubalino (1:25); Caprinos e Ovinos (1:15 a
1:40)
C) Bovino de corte (1:25); Bovino de Leite (1:25); Bubalino (1:25); Caprinos e Ovinos (1:15 a
1:40)
D) Bovino de corte (1:25); Bovino de Leite (1:30); Bubalino (1:30); Caprinos e Ovinos (1:15 a
1:40)

23. De acordo com as normas do Banco Central do Brasil, são objetivos do Crédito Rural:

I - estimular os investimentos rurais para produção, extrativismo não predatório, armazenamento,
beneficiamento e industrialização dos produtos agropecuários, quando efetuado pelo produtor,
na sua propriedade rural, por suas cooperativas ou por pessoa física ou jurídica equiparada aos
produtores.
II - favorecer o oportuno e adequado custeio da produção e a comercialização de produtos
agropecuários.
III - incentivar a introdução de métodos racionais no sistema de produção, visando ao aumento da
produtividade, à melhoria do padrão de vida das populações rurais e à adequada defesa do solo.
Das afirmativas acima estão corretas:
A) I e II, apenas.
B) I e III, apenas.
C) II e III, apenas.
D) I, II e III.

24. Sobre projetos agrícolas considere as seguintes afirmativas:

I - O orçamento de aplicação dos recursos deve discriminar a espécie, o valor e a época de todas as
despesas e inversões programadas. O orçamento de culturas consorciadas deve agregar as
verbas das culturas, tratando sempre como gastos comuns.
II - O orçamento do custeio pecuário deve ser elaborado sob cuidados especiais, a fim de se
difundir o uso de medicamentos, vacinas, antiparasitários, sais minerais, vitaminas e outros
defensivos fundamentais para a preservação da sanidade dos rebanhos, elevação da
produtividade e melhoria dos padrões dos produtos.
III - A instituição financeira deve exigir avaliação, vistoria prévia, medição de lavoura ou
pastagem, exame de escrita, estudo de viabilidade, plano ou projeto, sempre que julgar
necessário.
Das afirmativas acima são corretas:
A) II e III, somente.
B) I e III, somente.
C) I e II, somente.
D) I, II e III.

25. São pragas e enfermidades importantes da cultura de seringueira na Amazônia:

A) Mal-das-folhas; mosca branca; oídio; broca do tronco.
B) Mancha areolada; mandarová da mandioca; podridão do painel; mal-das-folhas.
C) Oídio; mancha areolada; mosca de renda, cercosporiose.
D) Broca do broto terminal; mal-das-folhas; mancha areolada e mosca branca.

26. Arranjos produtivos são aglomerações de empresas localizadas em um mesmo território, que
apresentam especialização produtiva e mantêm algum vínculo de articulação, interação,
cooperação e aprendizagem entre si e com outros atores locais, tais como: governo, associações
empresariais, instituições de crédito, ensino e pesquisa. Cadeias produtivas referem-se ao
conjunto de etapas pelas quais passam, e vão sendo transformados e transferidos, os diversos
insumos, em ciclos de produção, distribuição e comercialização de bens e serviços. Implicam
divisão de trabalho, na qual cada agente ou conjunto de agentes realiza etapas distintas do processo
produtivo.
São exemplos prioritários de cadeias produtivas consolidadas no estado do Pará:

A) Caju, mandioca, madeira, laticínios.
B) Madeira, laticínios, pescado, floricultura.
C) Madeira, laticínios, frutas, biocombustível.
D) Frutas, biocombustível, agricultura orgânica, pescado.

27. Intervalo de segurança ou período de carência na aplicação de agrotóxicos ou afins, em ―póscolheita‖,
é o intervalo de tempo:

A) entre a última aplicação e a comercialização do produto tratado.
B) transcorrido entre a última aplicação e o plantio consecutivo de outra cultura.
C) entre a última aplicação e a colheita.
D) entre a última aplicação e o consumo do pasto.

28. No Sistema Nacional de Sementes e Mudas – SNSM, o que define uma ―Borbulheira‖?

A) método de propagação vegetativa, por meio de técnicas de excisão, desinfestação e cultura, em
meio nutritivo, em condições assépticas, de células e de tecidos ou órgãos de plantas.
B) materiais genéticos homogêneos, obtidos por algum processo autogâmico continuado.
C) método de propagação vegetativa de planta in vitro, por meio de cultura de tecidos.
D) conjunto de plantas de uma mesma espécie, ou cultivar proveniente de planta básica, planta
matriz ou muda certificada, destinado a fornecer borbulhas.

29. Sobre os Equipamentos de Proteção Individual – EPI’s, analise as seguintes afirmativas:

I - EPI são ferramentas de trabalho que visam a proteger a saúde do trabalhador rural, que utiliza os
Produtos Fitossanitários, reduzindo os riscos de intoxicações decorrentes da exposição.
II - O simples fornecimento dos equipamentos de proteção individual não garante a proteção da
saúde do trabalhador e nem evita contaminações. Incorretamente utilizados, os EPI’s podem
comprometer ainda mais a segurança do trabalhador.
III - O uso de EPI é uma exigência da legislação trabalhista brasileira, através de suas Normas
Regulamentadoras. O não cumprimento poderá acarretar ações de responsabilidade apenas
cível, com multas aos infratores.
IV - A toxicidade é a capacidade potencial de uma substância causar efeito adverso à saúde. Em
tese, todas as substâncias são tóxicas, e a toxicidade depende, basicamente, da dose e da
sensibilidade do organismo exposto. (Quanto mais tóxico um produto, menor é a dose
necessária para causar efeitos adversos).
Das afirmativas acima estão corretas somente:
A) I, II e III.
B) I, II e IV.
C) I, III e IV.
D) II, III e IV.

30. Com relação a pragas e doenças das principais culturas regionais, numere a segunda coluna de
acordo com a primeira:

1 – Mofo cinzento ( ) Arroz
2 – Vassoura de bruxa ( ) Milho
3 – Sigatoka Negra ( ) Seringueira
4 – Brusone ( ) Dendê
5 – Crestamento Bacteriano ( ) Bananeira
6 – Cercosporiose ( ) Soja
7 – Amarelecimento fatal ( ) Cacau
A seqüência descendente correta na segunda coluna é:
A) 4 – 6 – 1 – 7 – 3 – 5 – 2
B) 2 – 6 – 1 – 7 – 3 – 5 – 4
C) 2 – 4 – 1 – 7 – 3 – 5 – 6
D) 4 – 6 – 2 – 7 – 3 – 5 – 1


GABARITO PREF. DE BRAGANCA:

ALTERNATIVA CORRETA
01 C
02 A
03 C
04 B
05 C
06 C
07 D
08 C
09 C
10 C
11 A
12 D
13 B
14 C
15 B
16 D
17 C
18 A
19 C
20 A
21 D
22 C
23 D
24 A
25 B
26 B
27 A
28 D 29 B 30 A










M D S


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
Em relação às instituições políticas brasileiras, ao processo
político e às políticas públicas, julgue os itens que se seguem.

__51) A matriz institucional brasileira é caracterizada por um
sistema presidencialista, contrabalançado por um sistema
bicameral, com federalismo e representação proporcional.

__ 52)No Congresso Nacional, os 81 senadores têm poder de
revisão da legislação aprovada na Câmara, mas não têm
capacidade de iniciativa legislativa.

__ 53)Os estados brasileiros, bem como os municípios, não são
autônomos para aplicar regras eleitorais e institucionais
próprias, mas podem ter um Poder Legislativo bicameral
.
__54) O Poder Executivo, no Brasil, detém fortes poderes frente ao
Poder Legislativo: pode editar medidas provisórias e vetar
total ou parcialmente a legislação aprovada no Congresso
.
__55) O processo político nacional vem-se ajustando à matriz
institucional complexa, com alta fragmentação do poder e
uma convivência entre o Poder Legislativo e o Poder
Executivo em que este último sempre prevalece.
Acerca das etapas e fases do processo de políticas públicas e seus
atores, julgue os itens seguintes.

__ 56)No processo de participação nas políticas públicas, ações
pró-ativas da sociedade civil dispensam a participação do
Poder Legislativo como fiscalizador do Poder Executivo.

__57) Nos regimes democráticos, a sociedade civil se organiza para
apresentar demandas sociais que podem se transformar em
propostas de políticas públicas.

__ 58)A sociedade civil deve estar capacitada para as práticas de
controle social sobre políticas públicas de grande
abrangência nacional e que envolvem grandes somas de
recursos públicos.

_59) A formulação e a implementação das políticas públicas
devem ser garantidas apenas pelos atores da sociedade civil,
pois cabe ao Poder Executivo apenas o papel de aprová-las.

_60) Os processos de avaliação, acompanhamento e
monitoramento das políticas públicas variam de acordo com
os setores e áreas de atuação, como saúde, educação e
trabalho.
Considerando as fases de formulação, implementação e avaliação
das políticas públicas, julgue os itens a seguir.

__61) No estudo para a implementação de políticas públicas, o
enfoque top down é dos menos eficazes porque parte do
princípio de que todas as políticas se implantam com sucesso
e que o erro é sempre de formulação.
__ 62)Existem consensos sobre a elaboração de uma política
perfeita, entre os quais está a questão do tempo decorrido
entre a decisão, a formulação e a verificação dos resultados
obtidos.

__ 63)As instituições e órgãos do governo são os grandes
responsáveis pela elaboração de políticas públicas, pois é
nelas que acontece o processo decisório, e são elas os
principais agentes responsáveis pela implementação e,
geralmente, pela avaliação dos resultados.

__ 64)A formação da agenda corresponde à segunda fase das
políticas públicas e não pode surgir de situação de crise,
calamidade ou catástrofe.

__ 65)Somente para fins analíticos é que se estabelecem distinções
entre o processo de formulação e as demais fases das
políticas públicas: a implementação e a avaliação.
Acerca da realidade das políticas públicas no Brasil e de sua
gestão, julgue os próximos itens.

__ 66)Uma das características recorrentes nas políticas públicas
brasileiras é a descontinuidade administrativa, uma vez que
inexistem concepções consolidadas de missão institucional.

__67) Os maiores problemas das políticas públicas brasileiras
concentram-se nas políticas econômicas, visto que a maior
parte das agências reguladoras é pouco moderna e seus
quadros demonstram reduzida eficiência gerencial.

__68) Um exemplo de grande coordenação entre atores públicos
nas políticas públicas é o Sistema Único de Saúde, política
de saúde sobre a qual existe grande disponibilidade de dados
que demonstram claramente os seus efeitos sobre a
sociedade.

_69) No Brasil, seguidas mudanças nos altos escalões dos
cargos públicos freqüentemente levam programas e políticas
públicas a serem redimensionados, reorientados ou
suspensos.

_ 70)No Brasil, a percepção da complexidade das políticas
públicas, que normalmente deve ser vista durante a fase de
formulação e decisão, concentra-se, porém, na fase de
implementação, vista como etapa de tarefas com alto nível
de exigência e capacitação dos operadores finais.
A batata é uma das culturas oleráceas mais afetadas por
patógenos, o que pode causar grandes prejuízos econômicos ao
produtor. Objetivando sempre o aumento da produtividade e a
melhoria da qualidade dos tubérculos produzidos, os agricultores
têm utilizado os recursos de controle disponíveis para viabilizar
o cultivo dessa espécie. Acerca das medidas de controle de
doenças que ocorrem na bataticultura, julgue os itens a seguir.

__71) O uso de tubérculos-sementes livres de vírus do
enrolamento-da-folha de batata (PLRV) funciona como uma
importante medida de controle dessa virose, especialmente
em lavouras com sintomas primários dessa doença.


__72) O plantio de batata-semente certificada, a rotação de cultura
com gramíneas e leguminosas, o equilíbrio hídrico e a
manutenção do pH do solo acima de 6,0 são importantes
medidas de controle da sarna comum da batata.

__73) O uso de manejo integrado incluindo a pulverização com
bactericidas específicos tem sido eficiente medida de
controle da murcha bacteriana (murchadeira).

__74) O controle da mela ou requeima deve ser feito por meio de
medidas preventivas com o uso de variedades mais tolerantes
em regiões mais secas e quentes e de medidas curativas com
o uso de fungicidas sistêmicos, entre outras medidas.

__75)As bactérias do gênero Erwinia, que causam a prodridãomole,
e a canela-preta da batateira devem ser controladas
com uso de medidas preventivas, tais como o plantio de
batata-semente sadia em áreas bem drenadas e evitando-se
todo e qualquer ferimento nas plantas e tubérculos.
Além dos problemas fitossanitários, a batateira é afetada por
várias anormalidades fisiológicas de origem abiótica que podem
causar sérios prejuízos ao agricultor. Com respeito à ocorrência
e controle dessas anormalidades na cultura da batata, julgue os
itens que se seguem.

__ 76)A lenticelose ocorre geralmente em plantios de batata
localizados em solos argilosos e mal drenados e
normalmente se manifesta por meio de sintomas na forma de
pequenas aberturas em quase toda a superfície dos
tubérculos.

__77) A cavidade interna (coração-oco) é um distúrbio que ocorre
em tubérculos oriundos de plantios efetuados em solos de
baixa fertilidade ou com adubação deficiente e sob
condições de oscilação térmica.

__78) O crescimento secundário (embonecamento) dos tubérculos
ocasiona formatos grotescos, dificultando a utilização
culinária dos mesmos. Os fatores predisponentes dessa
anomalia incluem a oscilação hídrica, a temperatura elevada
do solo, o fotoperíodo longo e o excesso de nitrogênio.

_79) O esverdeamento, caracterizado pelo aparecimento da cor
verde sobre a casca do tubérculo sob presença de luz em
campo ou em armazenamento, pode ser controlado mediante
o uso de variedades mais tolerantes e mediante a prática da
amontoa.

_80) A presença de rachaduras nos tubérculos pode ser devida a
fatores endógenos ou fatores ambientais, incluindo-se a
pressão externa do tubérculo, a infecção por fungos e
aqueles decorrentes de danos mecânicos durante ou após a
colheita.
Existem evidências claras de que o uso contínuo de um único
método de controle de plantas daninhas ocasiona a dominância de
uma ou poucas espécies tolerantes àquele método de controle.
Mediante a combinação de vários métodos de controle de plantas
daninhas, o produtor poderá ter um cafezal limpo. Com referência
ao controle de plantas daninhas em lavouras de café, julgue os
seguintes itens.

__81) Quando necessário, o emprego do controle manual e
mecânico de plantas daninhas em cafezais deve ser
realizado em períodos chuvosos, em razão da ineficiência do
controle químico nesse período.

__82) O uso de roçadeira nas linhas e entrelinhas do cafezal
promove a ceifa do mato, causa enfraquecimento das raízes
das plantas daninhas, reduz a predominância de ervas
rasteiras, porém contribui de maneira acentuada para a
erosão do solo.

__83) Após a esparramação dos ciscos no cafezal, o solo tende a
ficar uniforme e sem ervas daninhas emergidas, propiciando
boas condições para a aplicação de herbicidas de préemergência.

__84) Os herbicidas de contato e(ou) translocação apresentam uma
vantagem comparativa em relação aos herbicidas de préemergência,
pois, uma vez aplicados, proporcionam a
presença de cobertura morta que conserva a umidade do solo
e reduz a erosão.

__85) A cobertura morta no cafezal promove a lenta incorporação
da matéria orgânica no solo, aumenta o teor de nutrientes do
solo, promove aumento da assimilação de fósforo pelo
cafeeiro, proporciona um eficiente controle de plantas
daninhas e pode aumentar a produtividade, quando usada de
forma adequada.
A pequena capacidade de investimento na produção leiteira pelos
criadores de bovinos aliada ao baixo nível cultural dificulta o
trabalho da assistência técnica, o que pode resultar na redução da
adoção de tecnologia moderna pelo setor, e em uma atividade
ineficiente. Com respeito ao aumento da eficiência da
bovinocultura, julgue os itens subseqüentes.

__86) À medida que o potencial genético de produção de leite
aumenta, a capacidade de ingestão de alimento também
aumenta, o que se traduz em maior eficiência da conversão
de alimento em leite.

__87) O aumento da eficiência de conversão é devido à menor
proporção de alimento ou energia usada para atender às
exigências de manutenção em relação à exigência total do
animal para manutenção e produção.

__88) A capacidade de consumo de alimentos ou de uma dieta por
vacas em lactação está intimamente associada à
digestibilidade da dieta, que deve possuir um valor máximo
para que a capacidade física do trato digestivo do animal não
atue como fator limitante no consumo.

_89) É importante manter em 12 mês
es o intervalo entre partos
pois com isso é possível que mais de 80% das vacas estejam
em produção. Entretanto, se o período de lactação é abaixo
do normal, que é de 5 meses, mesmo com intervalo entre
partos de 12 meses, não será possível manter alta
porcentagem de animais em produção no rebanho.

90) Como a eficiência técnica está associada à eficiência
econômica, espera-se que animais de elevado potencial
genético sejam aqueles que proporcionem maiores lucros ao
produtor.
As parasitoses provocam perdas difíceis de serem mensuradas na
suinocultura atual. Essas perdas englobam a mortalidade, a
morbidade e suas conseqüências (exemplo: emagrecimento) e em
nível econômico uma menor qualidade dos produtos obtidos.
Acerca das parasitoses que ocorrem em suínos, julgue os itens a
seguir.

91)_ A grande maioria dos parasitas encontra-se no meio
ambiente, durante a fase de vida livre, o que justificaria o
investimento em pesquisa com desinfetantes capazes de atuar
sobre as formas infectantes, proporcionando um controle
mais eficaz do que a ação de anti-helmínticos nos animais
para combater as formas adultas dos helmintos.

92)_ A alta umidade relativa, assim como as temperaturas
extremas, prejudicam o desenvolvimento das formas
infectantes dos helmintos parasitos de suínos, enquanto as
temperaturas baixas permitem que elas sobrevivam por
menos tempo.

93)_ Em criações com boas condições de higiene, não há
necessidade de administrar anti-helmínticos aos leitões até os
dois ou três meses de idade, desde que seja feita a
desinfecção da maternidade e as fêmeas sejam
desverminadas antes do parto, a fim de evitar uma
contaminação maciça das instalações e dos leitões.

94)_ Os níveis de coproscopia são importantes tanto para os
suínos em crescimento como para os adultos, uma vez que
existe uma correlação positiva entre a quantidade de ovos
por grama de fezes (O.P.G.) e o número de parasitas, o que
possibilita uma interpretação do nível parasitário.

95)_ Aplicações de anti-helmínticos em matrizes, além de
reduzirem o número de ovos eliminados pelas porcas e
suprimirem os possíveis efeitos de um parasitismo
subclínico, podem ainda acarretar melhora no desempenho
dos leitões.
As aves que vivem no estado selvagem geralmente produzem um
pequeno número de ovos e descendentes durante o ano, pois as
mesmas possuem um ciclo de reprodução sazonal, ligado a
diferentes condições ambientais, especialmente fotoperíodo e
temperatura. O entendimento do ciclo reprodutivo dessas aves
pode ser bastante útil para a definição do tipo de manejo a ser
adotado na avicultura atual. No tocante aos ciclos de reprodução
das aves, julgue os itens que se seguem.

96)_ Na região sudeste, a partir do solstício de verão se inicia a
fase de fotossensibilidade das aves, ocorrendo estímulo para
que se instale o ciclo de reprodução.

97)_ Na maioria das aves, a sensibilidade à luz é tida como
máxima entre 10 e 16 horas após o despertar. Dessa forma,
se determinada espécie é estimulada ao máximo em
fotoperíodo de 15-16 horas, isto significa que a luz deva
estar presente durante todo este tempo por dia e durante toda
a vida da ave.
98)_ O estabelecimento de um ritmo biológico diário denominado
de circadiano determina, por exemplo, em que momento
do dia ocorrerá a postura dos ovos de um plantel de galinhas
de um aviário.

99)Quando a galinha é submetida a um fotoperíodo constante,
desde o nascimento até o abate, a taxa de postura é bastante
afetada. Entretanto, quando sofre variações, o fotoperíodo
tem pouco ou nenhum efeito sobre a intensidade da postura.

_ 100)A domesticação e a seleção genética provocaram
modificações nos caracteres morfológicos e no desempenho
reprodutivo das aves, causando aumento do número de ovos
botados. Esse aumento se deve, entre outros fatores, ao
maior período reprodutivo nas aves de criações domésticas
do que nas aves que vivem em condições naturais, como é o
caso dos seus ancestrais silvestres.
O clima e os organismos vivos, atuando ao longo do tempo sobre
materiais minerais e orgânicos, promovem sua transformação,
originando diferentes solos sob variadas condições de relevo.
Com referência aos atributos físicos e químicos dos solos, julgue
os itens a seguir.

__101) Os solos de cor preta ou escura normalmente possuem altos
teores de matéria orgânica, associados ou não a elevados
teores de bases trocáveis e com a capacidade de troca de
cátions em pH 7,0 alta.

__ 102)Os solos de textura arenosa geralmente apresentam elevada
suscetibilidade à erosão, capacidade de troca de cátions
baixa, alta adsorção de fósforo, e drenagem excessiva,
favorecendo a lixiviação de nutrientes, especialmente
nitratos.

__ 103)Os solos distróficos apresentam saturação por bases (%V)
igual ou maior que 50% no horizonte B. São solos
normalmente de alta fertilidade e com teor de alumínio nulo
ou reduzido.

__104) Os latossolos são geralmente solos profundos, porosos, bem
permeáveis mesmo quando são mais argilosos, friáveis e de
fácil preparo, porém, a maioria deles apresenta baixa
fertilidade natural.

__105) Na região do Cerrado, as classes mais comuns de podzólicos
são o Podzólico Vermelho-Amarelo e o Podzólico
Vermelho-Escuro, sendo que alguns podzólicos podem
mostrar características intermediárias com outras classes de
solos, com pouco desenvolvimento de estrutura e cerosidade,
próprios de latossolos ou cambissolos.
Os atributos químicos e a granulometria dos solos estão
associados com sua capacidade de fornecimento de nutrientes e
de retenção de água, com as atividades microbiológicas e,
conseqüentemente, com a produtividade das culturas. Portanto,
o conhecimento desses atributos é de fundamental importância
para a adoção de práticas de manejo da fertilidade e da irrigação
e drenagem, com o intuito da obtenção de aumento da
produtividade. A respeito dos atributos químicos e da
granulometria dos solos, julgue os itens seguintes.
__ 106)Os solos orgânicos, segundo o sistema brasileiro de
classificação dos solos, são hidromórficos escuros, com
apreciáveis quantidades de matéria orgânica, total ou
parcialmente decomposta, formando camadas turfosas. Esses
solos são ácidos e apresentam baixa fertilidade natural.

__107) Ainda com base no sistema brasileiro de classificação dos
solos, os atributos físicos e químicos dos solos aluviais são
dependentes da textura e da mineralogia, de modo que os
solos de textura argilosa geralmente são de baixa fertilidade
natural, enquanto os de textura média a arenosa são de maior
fertilidade natural.

__108) O pH é um importante atributo químico do solo,
particularmente em relação à disponibilidade de nutrientes
e à presença de elementos tóxicos.

_109) A textura, a quantidade e o tipo de argila e o teor de matéria
orgânica são os principais fatores que afetam a capacidade
de troca de cátions (CTC) do solo. Quanto menor a CTC de
um solo, mais cátions ele tem capacidade de liberar.

__110) A saturação por bases de um solo pode ser corretamente
definida como a proporção da capacidade de troca de cátions
ocupada por bases trocáveis, que são cálcio, magnésio, sódio
e potássio.
Com custos de produção cada vez mais altos e preços dos
produtos em baixa, prevêem-se dificuldades para as atividades
agropecuárias na safra 2005/2006, como ocorreu na safra
2004/2005. Com respeito ao cenário agrícola atual, julgue os
itens que se seguem.

___111) A alta do preço do petróleo repercutiu no custo dos
fertilizantes e em toda a parte da logística, responsável pelo
escoamento e distribuição dos diferentes insumos, que
tiveram elevação acentuada de preços.

___112) Como os mercados globais revelam um ciclo generalizado de
recuperação de estoques agrícolas, a tendência de preços é
de baixa. Isso faz as margens de lucros diminuírem ou até
atingirem patamares negativos. Dessa forma, os produtores
poderão ter, além do problema financeiro, também um
problema econômico.

___113) O mercado de fertilizantes no Brasil tem apresentado
demandas crescentes, impulsionadas pela expansão das áreas
de plantio e pela melhoria da tecnologia empregada pelos
produtores. No ano de 2003, o consumo brasileiro desse
insumo já havia ultrapassado 22 bilhões de toneladas/ano.

___ 114)O mercado brasileiro de defensivos agrícolas movimentou,
em 2003, considerando o conjunto das lavouras comerciais,
mais de 6 bilhões de dólares, mesmo com o crescente
aumento da agricultura orgânica nos últimos anos.

___ 115)O nível de capitalização dos agricultores brasileiros
aumentou consideravelmente nos últimos anos. Atualmente,
apenas cerca de 20% dos agricultores não têm condições de
plantar, conduzir e colher suas lavrouras com recursos
próprios.
A Cédula de Produto Rural (CPR), criada em 1994, visava
satisfazer a demanda dos produtores empenhados em poder
financiar sua safra, mediante a venda antecipada da produção
para empresas comerciais e instituições financeiras. Decorridos
doze anos, ainda se observam deficiências na gestão desses
títulos. Certamente, a correção dessas deficiências abre caminho
para novas oportunidades aos diferentes agentes das cadeias
produtivas do agronegócio. Acerca das oportunidades criadas
com a CPR e das dificuldades mais observadas pelos operadores
desses títulos, julgue os itens subseqüentes.

___116)Com a gradual redução da oferta de crédito rural de taxas
preferenciais para as grandes culturas, em particular da
região do cerrado, o produtor passou a depender muito dos
recursos provenientes dos compradores de grãos e dos
fornecedores de insumos.

___117) Sem a alternativa de usar a pré-venda das lavouras com o
suporte da CPR, desde 1994, as safras de soja, algodão e
milho seriam aproximadamente 80% menores, pois os
produtores teriam que contar, em grande parte, apenas com
os recursos governamentais e a reserva de caixa própria. Isso
limitaria, sem dúvida, a abertura de novas áreas e evolução
da tecnologia aplicada.

___118) Sob o ponto de vista jurídico, a CPR se presta ao papel de
garantia. Entretanto, o uso incorreto dessa cédula já gerou
jurisprudência no segmento de defensivos e fertilizantes
agrícolas.

__119) Os operadores da CPR têm encontrado uma considerável
facilidade em poder gerenciar de forma bastante satisfatória
o risco de base e de qualidade em algumas commodities,
como o café, o algodão, o milho e a soja.

__120) Muitas vezes, o despreparo do setor judiciário nos
entendimentos dos mecanismos de gerenciamento de risco
preço (hedging), pouco claros para a maioria das comarcas,
muitas vezes, cria jurisprudência que, em vez de ajudar os
produtores, acaba por estabelecer precedentes, capazes de
dificultar o financiamento de safras futuras.



GABARITO M D S:

51- C 52-E 53-E 54-C 55-E 56-E 57-C 58-C 59-E 60-C 61-E 62-C 63-C 64-E 65-C 66-C 67-E 68-E 69-C 70-E
71-E 72-E 73-E 74-C 75-C 76-C 77-E 78-C 79-C 80-E 81-E 82-E 83-C 84-C 85-C 86-C 87-C 88-E 89-E 90-C 91-C 92-E 93-C
94-E 95-C 96-E 97-E 98-C 99-E 100-C 101-C 102-E 103-E 104-C 105-C 106-E 107-E 108-C 109-E 110-C 111-C 112-C 113-
E 114-E 115-E 116-C 117-E 118-E 119-E 120-C.








C O N C U R S O S D A



CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
________ _
21)No momento em que o governo federal comemora a autosuficiência
em petróleo e anuncia com otimismo o estímulo ou
incentivo aos programas de pesquisas de combustíveis de origem
vegetal — etanol e biodiesel —, faz-se necessária, também, uma
campanha de valorização da agricultura e do agricultor para que
estes obtenham o respeito da sociedade e a atenção adequada dos
poderes constituídos, conduzindo ao entendimento de que a
política agrícola tem de ser compreendida dentro de um contexto
maior de política econômica e social. Considerando esse tema,
assinale a opção incorreta.

A política agrícola deve garantir a sustentabilidade da
atividade rural e o abastecimento da população e estar afinada
com as políticas monetária, cambial, fiscal, tributária e as
políticas de comércio exterior.
B O público-alvo da política agrícola deve ser o consumidor,
porque a produção agrícola tem como destino final o
mercado.
C Os preços de liberação de estoque são um importante
parâmetro para a tomada de decisão dos agricultores sobre o
momento de comercialização de sua produção.
D A política de comércio para a agricultura deve ter como
objetivo a abertura econômica. Os preços mínimos devem-se
limitar a ser uma garantia contra as variações para baixo dos
preços de mercado ao produtor.

22)O governo federal utiliza-se de diversos instrumentos com o
objetivo de promover o setor agropecuário: educação, saúde,
pesquisa, assistência técnica, política fiscal e de preços mínimos,
controle de estoque, política agrícola e crédito rural. Acerca
desses instrumentos, assinale a opção incorreta.

A )Crédito rural é o suprimento de recursos financeiros por
agentes financeiros governamentais, exclusivamente, a
produtores rurais e(ou) suas cooperativas, para aplicação
exclusiva em atividades que se enquadram nos objetivos da
legislação em vigor.
B O crédito rural, na forma como é praticado hoje pelos bancos,
foi instituído em 1965 e, desde essa época, passou a ser o
mais importante instrumento de política agrícola.
C A pesquisa ou produção de mudas ou sementes fiscalizadas ou
certificadas e de sêmen para inseminação artificial e a
prestação de serviços mecanizados de natureza agropecuária,
inclusive proteção do solo e medição de lavouras incluem-se
como atividades beneficiadas pelo crédito rural.
D O custeio agrícola atende a todas as despesas normais do ciclo
produtivo, inclusive o beneficiamento primário da produção
e seu armazenamento (insumos, tratos culturais, colheita).

_________
23)Assinale a opção incorreta com relação a práticas culturais de
importância para a bananicultura, uma da principais culturas
permanentes do Acre.

A O bananal deve ser conduzido, em cada ciclo, deixando-se
apenas a planta-mãe, um filho e um neto, ou a mãe e um ou
dois seguidores, eliminando-se, mecanicamente, os demais,
para favorecer o desenvolvimento da planta principal. A
eliminação deve ser feita quando os rebentos atingem 20 cm
a 30 cm de altura.
B Na limpeza do bananal, as folhas secas, mortas ou com
pecíolo quebrado devem ser eliminadas. A eliminação aos
quatro, seis ou dez meses é suficiente para cobrir o período do
plantio à colheita. Em bananais já formados, a desfolha deve
ser feita sistematicamente antes do desbaste e após as
adubações.
C O bananal deve ser mantido limpo por meio de roçadas
mecânicas ou capinas manuais superficiais ou, com enxadas
rotativas acopladas a microtrator. O controle químico pode
ser realizado a partir da utilização de herbicidas de pós ou
pré-emergências.
D A eliminação do coração ou rabo-do-cacho junto ao botão
floral deve ser realizada quando a distância entre o coração e
a última penca for superior a 10 cm e tem por objetivo
acelerar o desenvolvimento das bananas, aumentando o
comprimento dos frutos.

Texto para as questões 24 e 25
A figura a seguir apresenta três curvas hipotéticas — I, II
e III — de oferta e demanda de determinado produto.
τ I
II
III
ε
γ
β
α
a b c d e
quantidade
oferta × demanda
preço (R$)
_________
24)Considerando as curvas apresentadas no texto, assinale a opção
correta.

A A curva indicada por I representa a oferta de um produto com
custo crescente, que obedece à regra do mercado.
B A curva indicada por II apresenta o padrão de uma parábola,
que simboliza a sazonalidade de produção ou de vendas a
curto prazo, devido a um estoque limitado.
C A lei da procura, segundo a qual há relação direta entre o
preço e a quantidade procurada, permanecendo as outras
condições constantes é representada pela curva indicada
por III.
D A curva indicada por II representa o comportamento de
economia de escala, em que, a partir da expansão, as
economias de operação surgem do uso mais eficiente dos
recursos.

________
25)Ainda considerando as curvas apresentadas no texto, assinale a
opção incorreta.

A Considerando-se duas tabelas de disposição em que a curva
I esteja inscrita em uma tabela de procura e a curva III esteja
inscrita em uma tabela de oferta, a interseção entre e as curvas
(I e III) determina o ponto de equilíbrio.
B A elasticidade da procura quantifica a proporção em que o
preço e a quantidade aumentam, simultaneamente.
C Quando o aumento de um bem acarreta aumento de demanda
de outro bem, é correto afirmar que esses dois bens são
substitutos e concorrentes, como por exemplo o chá e o café.
D Quando o aumento de determinado bem ocasiona a demanda
de outro bem, é correto afirmar que esses bens são
complementares, ou seja, são consumidos conjuntamente,
como por exemplo o café e o açúcar.
_________
26)Antes do término da 2.ª Guerra Mundial, a agricultura era
realizada sem insumos químicos e máquinas pesadas de tração
mecânica; também, o sistema agrícola era diversificado e havia
integração entre a agricultura e a pecuária; o produtor produzia
sua própria semente e adubo. Após esse período, o cenário
mudou, criou-se a dependência à matriz petrolífera, com o uso de
produtos químicos e mecanização agrícola. Em agricultura
orgânica, há uma reflexão diferente desta. Acerca dos princípios
e particularidades da agricultura orgânica, assinale a opção
correta.

A Em agricultura orgânica, é possível o uso de fertilizantes
minerais solúveis, devido a premissa básica de que o solo é
que deve nutrir as plantas.
B A prevenção de espécies potencialmente daninhas no manejo
orgânico é realizada a partir de uma abordagem natural com
a utilização de microrganismos, agrotóxicos não-sintéticos,
aminoácidos, entre outros.
C Na agricultura orgânica, admite-se que a suscetibilidade da
planta a insetos está diretamente ligada a fatores como
adubação mineral e o uso de agrotóxicos que interferem no
equilíbrio entre a síntese e a decomposição de proteínas no
processo de crescimento vegetal.
D O cultivo mínimo do solo e o plantio direto são práticas de
uso restrito em agricultura orgânica porque pressupõem o uso
de herbicidas embora minimizem a utilização de máquinas e
implementos de preparo do solo.

_________
27)A mandioca para mesa, também conhecida como aipim,
macaxeira, mandioca mansa ou doce, ocupa lugar de destaque na
alimentação, no emprego e na geração de renda para a agricultura
familiar em todo o Brasil e, principalmente, nas regiões Norte e
Nordeste. Assinale a opção incorreta com relação às
características de planta e de cultivo da mandioca para mesa e da
mandioca industrial ou brava.

A A polpa crua das raízes das variedades de mandioca para
mesa apresenta teores de ácido cianídrico (HCN) mais baixos
que aqueles encontrados na polpa crua da mandioca brava.
B O período entre o plantio e a colheita da mandioca para mesa
é, geralmente, menor que o da mandioca industrial. A colheita
da mandioca para mesa é possível entre 7 meses e 14 meses
após o plantio, sendo que, quanto mais nova, melhores são as
suas características culinárias.
C O teor de ácido cianídrico não é importante para a
industrialização da mandioca brava porque ele é eliminado
durante o processamento que é realizado por meio da simples
fragmentação e secagem da mandioca, volatilizando o HCN,
pela fermentação, prensagem e lavagem e pelo calor.
D A queda natural das folhas da mandioca do ápice da planta
para a base é um indicador seguro de maturação das ramas
para plantio.

_________
28))A conjuntura econômica atual, caracterizada pela globalização do
comércio internacional, tem requerido de segmentos produtivos
a busca constante de maior competitividade no mercado com o
objetivo de expandir as suas atividades. A certificação de origem
dos produtos é uma exigência mercadológica atual que permite
acessar mercados exigentes, como o de exportação. Acerca do
processo de certificação, assinale a opção correta.

A Aos produtores certificados é exigido, entre outras
atribuições, que seus produtos sejam passíveis de serem
rastreados.
B A certificação ganha importância quando a padronização
torna-se suficiente para atender às necessidades dos agentes.
C A certificação é o único instrumento de comprovação para o
consumidor com relação aos atributos intrínsecos existentes
em produtos importados.
D A certificação é um passo que garante aos produtores,
sobretudo os familiares, o acesso a mercados exigentes como
os de exportação.

_________
29)O desenvolvimento e a modernização do agronegócio brasileiro
está fortemente associado à adoção de práticas e processos que
garantam a qualidade dos alimentos produzidos e, assim,
implicando mudanças no manejo e na forma de gerenciamento
das propriedades rurais e no acompanhamento de todo o processo
de produção, permitindo assim conhecer todas as etapas da cadeia
produtiva. O termo que melhor expressa essa noção de
desenvolvimento e modernização é

A rastreabilidade.
B sistemas de informações geográficas.
C sistema de produção.
D sistema de certificação.
__________
30)Com base na Lei n.º 4.504/1964, que dispõe sobre o Estatuto da
Terra e trata, em seu art. 95, do arrendamento rural, assinale a
opção correta.

A Os prazos de arrendamento culminam sempre depois de
ultimada a colheita, inclusive a de plantas forrageiras
temporárias cultiváveis.
B O arrendatário terá sempre direito à renovação do
arrendamento desde que se manifeste por escrito até seis
meses antes do término do contrato, apresentando ao
proprietário uma competente notificação de proposta de
renovação.
C Animais de cria, de corte, ou de trabalho que constam do
contrato de arrendamento cuja forma de restituição não tenha
sido expressamente regulada devem obrigatoriamente, ao fim
ou rescisão do contrato serem compartilhados em igual
número, espécie, valor, entre as partes.
D O arrendatário, ao término do contrato, tem direito à
indenização das benfeitorias necessárias e úteis, entretanto
responderá por qualquer deterioração ou prejuízo a que não
tiver dado causa.
_________
31)Por definição, um sistema de manejo sustentado da propriedade
que aumenta o seu rendimento, combinando a produção de
essências florestais com culturas anuais e(ou) animais, é chamado
agroflorestal. Nesse tipo de sistema,

A a sua exploração necessariamente deve ser simultânea.
B para a sua caracterização, considera-se uma mesma unidade
de terra, ou propriedade rural.
C os sistemas agroflorestais devem ser discriminados com base
em aspectos estruturais, apenas.
D a distribuição espacial das plantas em exploração
agroflorestal, tratando-se de culturas graníferas, deve priorizar
aquelas de maior valor comercial.

_________
32)As descrições do solo no campo são constituídas de registro
metodizado das suas características, através do estudo e do exame
dos solos em seu meio e em condições naturais. As descrições
completas devem ser feitas quando do estudo do perfil em campo
e devem incluir a identificação dos horizontes e as descrições das
características morfológicas de cada um. Acerca desse assunto,
assinale a opção incorreta.

A Perfil do solo é a seção vertical que, partindo da superfície,
aprofunda-se até onde ocorre a ação do intemperismo,
mostrando camadas dispostas horizontalmente, com
espessuras diferentes e transições que correspondem à nitidez
ou contraste de separação entre elas.
B Na identificação e na nomenclatura dos horizontes, utilizamse
letras: O, A, B, C e R. As letras A e B caracterizam o
verdadeiro solo, C, o material originário, alterado pela ação
do intemperismo e R corresponde à rocha inalterada. O
horizonte orgânico O é formado na superfície do solo de
matéria orgânica fresca ou parcialmente decomposta,
existindo ainda uma camada superior de humificação e outra,
inferior, de fermentação.
C O horizonte A, de uma forma geral, é considerado uma zona
de eluviação e o horizonte B, zona de iluviação.
D A cimentação refere-se à consistência quebradiça e dura do
material do solo, determinada por qualquer agente cimentante
que não seja material de argila, como carbonato de cálcio,
óxido ou sais de ferro ou alumínio.

__________
33)O processo de formação do solo é composto de vários fatores:
clima, biosfera, rocha matriz, relevo e tempo, ou seja o solo é um
produto da ação conjugada do clima e da biosfera sobre a rocha
matriz de acordo com o relevo, em determinado período de
tempo. Acerca desse assunto, assinale a opção correta.
A O fator clima deve ser posto em menor evidência sobre os
outros, pois um material derivado de uma mesma rocha
poderá formar solos semelhantes mesmo se decomposto em
climas diferentes.
B Os elementos principais do clima — temperatura e umidade
— regulam a velocidade e o tipo de intemperismo das rochas
e também o crescimento dos organismos. Quando ocorre
baixa precipitação e alta temperatura, predomina o
intemperismo químico e, quando ambos os elementos são
elevados, dá-se o intemperismo físico.
C A influência do relevo no intemperismo do solo dá-se na
razão do grau de drenagem. Em solos mal drenados, a
evolução está sujeita às condições especiais de solubilidade
dos óxidos de ferro e do acúmulo de matéria orgânica, devido
ao excesso de água nos poros e conseqüente escassez de água
nos poros.
D Quanto maior a precipitação em uma região, maior é a idade
relativa do solo daquela região desde que a temperatura seja
alta.

__________
34)Ao conjunto de operações que se executam para adaptar um
animal ou uma raça de uma região para outra, visando a sua
produção econômica, chama-se aclimatação. Acerca desse
assunto, assinale a opção correta.

A Várias condições devem ser consideradas por ocasião da
aclimatação como, por exemplo: a idade do animal, a raça, a
diferença entre os ambientes, a estação do ano, sistema de
aclimatação. Algumas vezes a aclimatação pode ser realizada
por meio de cruzamentos contínuos.
B Entre as modalidades de aclimatação, inclui-se a acomodação,
quando o animal, chegado ao novo ambiente (diferente
daquele de origem), sofre um aumento em produtividade,
podendo, inclusive chegar ao seu máximo e, só transcorrido
algum tempo retorna à produção inicial da área de origem,
com a reprodução normal.
C Quando o animal introduzido em novo ambiente se comporta
tão bem, como se não tivesse saído do ambiente original,
considera-se que ocorreu naturalização ou seja não se
aclimatou.
D Raças topopolitas são aquelas que se adaptam facilmente em
qualquer ambiente e cosmopolitas são aquelas que somente se
adaptam em ambientes iguais ou superiores ao ambiente de
origem.

_________
35)Antes dos conhecimentos da genética, dizia-se que o animal se
formava pela boca. Depois do acúmulo de conhecimentos,
percebeu-se que os animais recebiam um patrimônio genético de
seus pais e que a alimentação contribuía para esse patrimônio.
Também se postulava que a função fazia o órgão — um órgão
bem desenvolvido tende a trabalhar mais. Hoje se sabe: a função
não faz um órgão mas desenvolve-o. A ginástica funcional então
é uma prática zootécnica que consiste no exercício metódico,
regrado, progressivo e contínuo de um órgão ou aparelho visando
ao seu desenvolvimento com o intuito de melhorar as
características de produção. Acerca desse assunto, assinale a
opção correta.

A A ginástica funcional do aparelho digestivo é exercício
metódico, regrado, progressivo e contínuo do aparelho
digestivo, visando desenvolver no animal a precocidade e a
produção de carne, leite, lã e gordura.
B A ginástica funcional do aparelho digestivo compensa o
pouco peso dos animais por ocasião do nascimento, da morte
das matrizes, e continua com a intensa e cuidadosa
alimentação do animal jovem, com a desmama e manejo
nutricional.
C A ginástica funcional do aparelho de lactação é o exercício
metódico, regrado, progressivo e contínuo do aparelho de
lactação, visando desenvolver no animal a maior produção de
leite.
D A ginástica funcional produz efeitos morfológicos (aumento
de massa muscular, do tubo digestivo, do volume do úbere, do
trem posterior) sem acarretar efeitos fisiológicos
(precocidade, predisposição a engordar, aumento da produção
de leite e(ou) do período de lactação).

__________
36)Animais de produção como aves, bovinos e suínos apresentam
diferenças anatômicas particulares no trato digestivo que os
discrimina em duas classes: ruminantes e não-ruminantes. Acerca
das particularidades do processo digestivo dos animais
ruminantes e não-ruminantes, assinale a opção incorreta.

A As aves e os suínos são mais específicos que os bovinos
quanto à exigência de nutrientes, pois necessitam de
aminoácidos e vitamina B.
B As aves têm menor capacidade de reservar alimentos, pois são
animais pequenos em relação a suínos e bovínos.
C Nos animais não-ruminantes, o tempo de passagem no trato
intestinal é longo, como relação a esse tempo em animais
ruminantes.
D Nos animais não-ruminantes, o processo de digestão é
enzimático. Nos ruminantes a digestão é mais completa, há
ajuda de bactérias e protozoários.

__________
37)inale a opção correta, considerando a hierarquia das
categorias da classificação convencional de solos no sistema de
capacidade de uso.

A Os grupos de capacidade de uso são estabelecidos com base
na intensidade de uso das terras, relacionando-se a
mobilização dos solos.
B As classes de capacidade de uso estão relacionadas à maior ou
menor mobilização dos solos.
C As unidades de capacidade de uso condicionam a facilidade
da aplicação de práticas conservacionistas.
D As subclasses de capacidade de uso identificam o grau e a
quantidade das limitações de uso.

__________
38)ooperativismo é uma doutrina que tem objetivo o
desenvolvimento do ser humano, das famílias e da comunidade.
No meio rural, onde predomina a falta de oportunidades e
dignidade e desinformação, o cooperativismo situa-se como
instrumento valioso, sobretudo para as camadas mais organizadas
da população mudarem sua realidade. Acerca dos princípios,
deveres e direitos da prática cooperativista, assinale a opção
correta.
A A adesão é livre, voluntária e limitada. Todos os membros
contribuem para a formação do capital da cooperativa e a
saída de um membro deve ser aprovada por maioria absoluta
da diretoria da cooperativa.
B É dever do cooperado colaborar no planejamento,
funcionamento, avaliação e fiscalização das atividades, bem
como ser consumidor e usuário dos serviços e produtos
oferecidos pela cooperativa.
C A participação é o objetivo e o meio para se criar e manter
uma cooperativa. Ou seja, através da coletividade e efetiva
participação dos sócios é que se atingi as metas sócioeconômicas
do empreendimento. Assim, não se pode contratar
mão-de-obra ou serviços externos aos membros da
associação.
D A cota de capital fixada para criar ou ingressar em uma
cooperativa é uma obrigação financeira que deve ser paga por
todos. Os membros que detêm o maior número dessas cotas,
em caso de prejuízo financeiro ou de receita maior,
participam proporcionalmente, bem como detêm maior poder
de voto nas assembléias.

__________
39)istema de informação geográfica (SIG) é um recurso
tecnológico capaz de auxiliar na administração do ciclo produtivo
da agricultura, propiciando alto grau de detalhamento, tornando
a tomada de decisão segura e garantida. Acerca desse assunto,
assinale a opção que melhor define o conceito de SIG.

A Ferramenta de processamento digital de imagens que reforça
a produção cartográfica, melhorando a qualidade das imagens.
B Tecnologia de computação gráfica para armazenar mapas e
outras informações.
C Sistema computacional para fazer mapas, em diferentes
escalas e projeções e com diferentes cores.
D Ferramenta de análise que utiliza tecnologias operacionais
para planejamento, gerenciamento, auxílio e apoio à tomada
de decisão.

__________
40)assivo social que o Brasil acumulou e as desigualdades que o
caracterizam colocam a geração de empregos como questão
central, uma vez que a injustiça social não poderá ser reparada
unicamente pela redistribuição da renda e por políticas sociais
compensatórias. Há que se modificar o padrão de distribuição
primária da renda a partir da participação dos excluídos dos
processos de produção e o aumento gradual de sua produtividade
de trabalho. Acerca deste assunto, no que diz respeito às
atividades de economia rural, assinale a opção incorreta.

A A agricultura familiar apresenta elementos importantes para
uma economia sustentável por que responde por critérios
sociais como a geração de auto-emprego e renda a custos
inferiores ao da geração de empregos urbanos.
B Empregos rurais não-agrícolas contribuem de maneira
significativa para a renda das famílias que continuam no meio
rural. A pluriatividade de camponeses desenvolve-se em parte
em função do turismo e das atividades vinculadas ao lazer dos
moradores urbanos.
C Para as elites políticas brasileiras, a reforma agrária é uma
medida indispensável, de cunho meramente social, visto que
o futuro econômico do campo pertence, exclusivamente, à
grande agricultura moderna fortemente mecanizada de grãos,
que vem se expandindo do Centro-Oeste para o Norte,
invadindo a Amazônia, conquistando mercado externo para a
soja brasileira.
D A diversificação de empregos no meio rural deve-se, também,
à tendência de centralização das indústrias e dos serviços nãoespecializados,
estimulados pela evolução da tecnologia da
informação.

_________
41)inale a opção correta, considerando as informações das
doenças para as principais culturas graníferas do Brasil.

A A brusone é a principal doença do arroz mas também pode
afetar outros cereais. O patógeno não é transmitido pelas
sementes e, sim pelos restos culturais e plantas daninhas. O
controle preventivo via tratamento de sementes, aliado ao
manejo adequado da adubação nitrogenada constitui-se em
boa prática agronômica.
B A principal doença da soja na atualidade é a ferrugem asiática
que não é transmitida pelas sementes; o vento é o melhor
agente disseminador do fungo.
C Para milho, todas as principais doenças são controladas
quimicamente porque não há cultivar resistente.
D A antracnose é a mais séria doença de natureza fúngica que
ataca o feijoeiro. É endêmico de área produtora e é
transmitido tanto interna quanto externamente pelas sementes.


42)APunheira e o açaizeiro são espécies oriundas da região
amazônica sendo muito utilizadas na dieta local dessa região, na
forma de frutos cozidos e no fabrico de sucos. Acerca de algumas
características dessas culturas, assinale a opção correta.

A É viável a extração de palmito dessas palmeiras.
B A semente da pupunheira leva em média 50 dias a 110 dias
para germinar.
C É possível obterem-se mudas a partir da retirada dos perfilhos
das plantas mais produtivas.
D Para ambos os frutos, a comercialização deve-se à exploração
extrativista.

__________
43)A const Federal de 1988 garante o direito à propriedade
como algo inviolável, portanto, como garantia fundamental.
Todavia constitucionalizou a função social da propriedade rural,
bem como seus requisitos, assim a função social da propriedade
(aproveitamento racional da propriedade, utilização adequada dos
recursos naturais disponíveis, preservação do meio ambiente,
relações de trabalho e exploração que favoreça o bem-estar dos
proprietários e trabalhadores) é considerada como fundamento
básico em que o interesse individual deve ser submetido ao
interesse geral. Acerca desse assunto, assinale a opção incorreta.

A A função social da propriedade rural, como princípio da
atividade econômica, significa que o proprietário deve agir de
acordo com os requisitos da função social, sob a sansão da
desapropriação por parte do Estado.
B A propriedade que produza e gere empregos, mas que não
preserve o meio ambiente, não cumpre a função social.
C A propriedade que produza e gere empregos, e que respeite as
leis trabalhistas, cumpre a função social.
D O imóvel rural deve ser aproveitado de forma racionalmente
adequada, ou seja, através da utilização adequada dos
recursos naturais disponíveis e da preservação do meio
ambiente, em que se deve levar em conta que a terra é um
bem de todos, devendo ser preservada para que as presentes
e futuras gerações possam dela desfrutar.

__________
44)estrutura agrária brasileira, a terra é o meio fundamental para
o desenvolvimento de grandes explorações agropecuárias, haja
visto que o caráter da agricultura é extensivo, e a distribuição da
propriedade da terra condiciona as principais características da
agricultura brasileira. Acerca deste assunto, assinale a opção
incorreta.

A Unidade produtiva é o imóvel rural, prédio rústico de área
contínua, formado de uma ou mais parcelas de terra,
pertencentes a um dono e que possa ser utilizada em
exploração agrícola, pecuária, extrativista, vegetal ou
agroindustrial.
B Quanto à situação jurídica a partir da escritura de compra e
venda ou escritura de promessa de compra e venda, os
produtores são classificados como proprietário, titular de
direito relativo e titular de posse.
C As dimensões das propriedades que excedem as condições
médias de recursos de capital, justificam a falta de exploração
das parcelas de terras.
D A propriedade agrária caracteriza-se pelo fato de constituir
bens que se destinam prioritariamente ao consumo.

_________
45)acordo com as constantes de umidade do solo, assinale a
opção incorreta.

A A umidade de saturação é a mínima quantidade de água que
um solo pode conter e corresponde à sua porosidade total.
Ocorre quando todo o espaço poroso está ocupado pela água,
sem a presença do ar que foi expulso.
B A máxima quantidade de água retida pelo solo contra a ação
da gravidade é chamada capacidade de campo.
C A porcentagem de umidade presente no solo no momento em
que as plantas murcham de maneira permanente, cessando o
metabolismo vegetal é conhecida como unidade de
murchamento.
D Umidade equivalente é a quantidade de água apresentada por
uma amostra de solo que após saturação em água é submetida
a uma pressão de 1.000 atm.

__________
46)tocante à extensão rural no Brasil, assinale a opção incorreta.

A A rápida disseminação de novas tecnologias e o uso em larga
escala das estratégias de gestão formuladas pela pesquisa são
alguns dos aspectos positivos associados à escola
participativa, utilizada pelos serviços de extensão rural no
Brasil a partir da década de 80 do século XX.
B Na perspectiva do desenvolvimento local, o processo de
planejamento é um espaço privilegiado de negociação entre
atores sociais, confrontando e articulando diversos interesses
e alternativas para a sociedade.
C A Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural
adotada atualmente, norteada pelos princípios da
agroecologia, preconiza que o extensionista seja um
facilitador do processo de desenvolvimento rural sustentável.
D As ações de educação voltadas aos adultos, como ocorre em
muitas das ações de extensão rural, devem começar a partir
das experiências concretas dos educandos. Caso contrário, as
novas informações podem carecer de sentido e não se
transformarem em conhecimentos.

__________
47)siderando o instrumental metodológico denominado
diagnóstico rural participativo (DRP), assinale a opção correta.

A O diagrama de análise institucional, também conhecido como
diagrama de Venn, é uma técnica aplicada somente em grupos
de agricultores alfabetizados.
B A elaboração participativa de mapas pelos agricultores é uma
das técnicas de DRP que permitem aos participantes refletir
sobre aspectos como o uso de recursos naturais e a
organização da produção.
C A técnica de calendário sazonal visa identificar as diferentes
atividades realizadas na localidade rural ao longo do ano e é
realizada pelo extensionista, após a aplicação de questionários
junto às famílias.
D Entrevistas semi-estruturadas são adequadas apenas a
levantamentos de informações junto a grupos de agricultores,
sendo inadequadas para abordagens individuais.

__________
48)gue os itens abaixo, considerando a história dos serviços de
Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) no Brasil.

I A Embrater foi instituída durante a década de 70 do século
passado, no período do governo militar, para coordenar o
sistema nacional de ATER e, mesmo após a extinção da
empresa em 1990, o governo federal manteve, até os dias
atuais, igual participação no financiamento das Emater.
II Desde sua origem, as ações de ATER no Brasil foram
realizadas na condição de serviço público estatal.
III A institucionalização da ATER no Brasil ocorreu após a
Segunda Guerra Mundial, a partir de um convênio entre o
governo de Minas Gerais e uma associação ligada ao governo
dos Estados Unidos.
IV Com o desmonte do sistema nacional de ATER, na década de
90 do século XX, os serviços oficiais de extensão rural
passaram por um processo de adequação institucional em
muitos estados, além do surgimento de outras entidades, como
organizações sindicais e organizações não-governamentais.
passaram a atuar em ATER.
Estão certos apenas os itens
A I e II.
B I e IV.
C II e III.
D III e IV.

Texto para as questões 49 e 50
Desde o fim da Segunda Guerra Mundial e principalmente
a partir da década de 60 do século passado, o modelo de
desenvolvimento proposto para o Terceiro Mundo foi tomado de
empréstimo das nações ocidentais, consideradas ricas e avançadas
industrialmente. Aos países mais pobres, para se tornarem
também ricos e avançados, era preciso imitar o processo de
industrialização desenvolvido nos países ocidentais. O rural, visto
como setor arcaico e tradicional, seria transformado em setor
moderno, sob a ação conjugada do Estado, das indústrias
agroalimentares e de uma camada de agricultores empresariais.
No Brasil, foi amplamente difundido o pacote tecnológico,
referência à combinação de insumos químicos, sementes
geneticamente modificadas, irrigação e mecanização. No entanto,
juntamente com o aumento da produtividade agrícola, houve
conseqüências, como a erosão de solos, a dilapidação de
florestas, a poluição e grandes desigualdades sociais e regionais.
Nas últimas décadas do século, o qualificativo sustentável passa
a ser agregado à noção de desenvolvimento rural, como parte do
esforço de construir estratégias para reduzir as desigualdades no
país e minimizar os efeitos das perturbações antrópicas no meio
ambiente.

__________
49)artir das idéias do texto, assinale a opção correta.

A O processo de transformação da agricultura a que se refere o
texto é conhecido como a Segunda Revolução Agrícola.
B No Brasil, devido ao grande crescimento populacional no
período referido no texto, os esforços de modernização da
agricultura estiveram voltados às culturas alimentares de
abastecimento interno.
C A extensão rural, orientada pela escola difusionista, foi um
dos instrumentos de política pública utilizados pelo governo
federal para promover a transformação da agricultura
brasileira.
D A diversidade e a diferenciação de formas de produção de
cultivos e criações foram incentivadas na transição de uma
agricultura tradicional a uma agricultura moderna.



_________
50)
rca das mudanças na noção de desenvolvimento, ocorridas
nas últimas décadas do século XX, citadas no texto, assinale a
opção incorreta.

A O novo paradigma que surge a partir da evolução do
pensamento ambientalista e das preocupações com o meio
ambiente tem impacto direto sobre o trabalho da extensão
rural, pois vai exigir novo perfil do profissional da agronomia,
capaz de combinar eficiência técnica com a busca de eqüidade
social e de equilíbrio no uso de recursos naturais.
B A existência de identidades culturais e de rede de relações e
inter-conhecimento são dois dos aspectos importantes para o
sucesso do planejamento de base territorial.
C Na política de ATER adotada atualmente no Brasil, é prevista
uma atuação do Estado semelhante àquela que conduziu o
sistema de extensão rural durante o processo de modernização
da agricultura brasileira, nas décadas de 60 e 70 do século
passado.
D As ações públicas voltadas ao setor rural exigem cada vez
mais a articulação de diferentes políticas e de diferentes
setores, tendo em vista o avanço das atividades rurais nãoagrícolas
e a cada vez menor separação entre o rural e o
urbano.




GABARITO S D A:


21-B 22-A 23-C 24-A 25-B 26-C 27-D 28-A 29-A 30-A 31-B 32-B 33-C 34-A 35-C 36-C 37-A 38-B 39-D 40-D 41-D 42-B
43-C 44-D
45-A 46-A 47-B 48-D 49-C 50-C






PREFEITURA DE MIMOSO DO SUL – ES






CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

11) A irrigação promove o aumento de renda melhorando as condições de vida das famílias rurais. Sobre a irrigação
localizada, marque a alternativa INCORRETA

A) Este método apresenta elevado potencial de uso eficiente da água.
B) Sistemas de irrigação por microaspersão e aspersão em malha são exemplos de irrigação localizada.
C) A água é aplicada em pequena intensidade e alta freqüência.
D) Custo de implantação inicial elevado.
E) Maior economia de água e energia.

12) Sobre o manejo e vantagens do método de irrigação localizada, analise as afirmativas abaixo e marque V para as
verdadeiras e F para as falsas:

( ) Menor uniformidade na aplicação de água.
( ) Permite o uso de produtos químicos na água de irrigação.
( ) Não necessita de sistema de filtragem da água.
( ) Necessidade de manutenção com maior freqüência.
A seqüência está correta em:
A) V, V, V, V B) F, F, V, V C) F, V, F, V D) V, V, F, F E) F, F, F, V

13) É essencial na criação de animais conhecer as doenças que acometem e as formas de controle e prevenção. Na
criação de caprinos, a mastite é um processo inflamatório da glândula mamária, com alterações do úbere. São
medidas de prevenção da mastite:
I. Eliminação de animais com mastite crônica.
II. Instalações com condições adequadas de higiene.
III. Tratamento dos ferimentos no úbere.
Está(ão) correta(s) apenas a(s) afirmativa(s):

A) I B) II C) I e II D) II e III E) I, II, III

14) Sobre as doenças causadas por ectoparasitas nos caprinos, correlacione as colunas abaixo:
I. Pediculose.
II. Miíase ou bicheira.
III. Sarna.
A) Doença cutânea causada por ácaros.
B) Causada por larvas de moscas que apresentam coloração azul-esverdeada metálica.
C) Piolhos encontrados nos animais em qualquer época do ano causando coceira intensa e
irritação da pele.
Marque a alternativa que apresenta a correlação correta:

A) Ic; IIb; IIIa B) Ia; IIb; IIIc C) Ia; IIc; IIIb D) Ic; IIa; IIIb E) Ib; IIa; IIIc

15) Um produtor pretende iniciar uma nova atividade em sua propriedade, o plantio de abacaxizeiros. Para
implantação da cultura do abacaxizeiro é importante que este produtor observe as seguintes recomendações,
EXCETO:

A) Plantio em áreas sujeitas ao encharcamento para melhor umidade do solo.
B) Solos de textura média são os mais indicados para plantio.
C) Implantação da cultura em áreas planas ou com pouca declividade sempre que possível.
D) O pH ideal do solo deve encontrar-se na faixa entre 4,5 a 5,5.
E) Escolha de mudas de boa procedência, sadias e de tamanho uniforme.

16) Na construção de instalações que visam abrigar a criação de ovinos, analise as características abaixo e marque
V
para as verdadeiras e F para as falsas:

( ) Ser prática, funcional, confortável e segura.
( ) Ser resistente e duradoura.
( ) Ser de fácil limpeza.
( ) Ser arejada e protegida de ventos e umidade.
A seqüência está correta em:
A) V, V, F, V B) F, V, V, V C) V, V, V, F D) V, V, V, V E) V, F, F, F

17) O cultivo de outono-inverno do feijão é praticado, normalmente, por produtores que utilizam alta tecnologia. A
semeadura desse cultivo é realizada de abril a junho. Marque alternativa INCORRETA com relação ao cultivo de
outono-inverno:

A) Regiões com inverno rigoroso não são indicadas para esse cultivo.
B) Não há necessidade de irrigação nesse cultivo.
C) A colheita é realizada no período seco.
D) O rendimento é elevad0
E) O mofo-branco é um doença que pode causar grandes prejuízos nesse cultivo

18) Antes da implantação do cafezal, é importante considerar as práticas de conservação do solo a serem adotadas.
Estas práticas são divididas em: edáficas, vegetativas e mecânicas. São exemplos de práticas vegetativas:

I. Preparo do solo em curvas de nível.
II. Cordões de contorno.
III. Culturas em faixas.
IV. Calagem e adubações.
V. Terraceamento.
Estão corretas apenas as afirmativas:
A) I e II B) II e III C) I, II e III D) III, IV e V E) I, II, III, IV e V

19) É de competência administrativa comum do Município, EXCETO:

A) Proporcionar os meios de acesso à cultura, a educação e a ciência.
B) Proteger o meio ambiente e combater a poluição em qualquer de suas formas.
C) Manter serviços exclusivos de assistência social, através de instituições privadas.
D) Preservar as florestas, a fauna e a flora.
E) Estabelecer e implantar política de educação para a segurança do trânsito


.
20) Sobre a competência privativa do município de Mimoso do Sul, analise:
I. Legislar sobre assuntos de interesse local.
II. Criar, organizar e suprimir Distritos, observada a legislação estadual.
III. Elaborar o orçamento anual e plurianual de investimentos.
IV. Planejar o uso do solo e a ocupação em seu território, especialmente em sua zona urbana.
Estão corretas as alternativas:

A) I, II e III B) II, III e IV C) I, II, III e IV D) I, III e IV E) II e IV



GAGAGABARITO DA PREF. DE MIMOSO DO SUL:
11-B
12-C 13-E 14-A 15-A 16-D 17-B 18-B 19-C 20-C





CONCURSO SDS-SC



31) A agricultura irrigada é um importante meio de aumento da produção, produtividade e qualidade dos alimentos.
Porém, a irrigação também traz algumas desvantagens, como:
I. Possibilidade de problema ambiental.
II. Aumento do êxodo rural.
III. Consumo de alto volume de água
IV. Possibilidade de salinização do solo em algumas regiões.
Está(ão) correta(s) apenas a(s) alternativa(s):
A) III B) I, II e III C) II, III e IV D) I, III e IV E) I, II, III e IV

32) A irrigação sempre esteve ligada, historicamente, ao desenvolvimento e prosperidade de civilizações. A
irrigação por
superfície é o método mais antigo de irrigação que se tem notícia ainda em utilização. Com relação aos métodos e
sistemas de irrigação existentes podemos afirmar, EXCETO:
A) Na irrigação por sulco a água é aplicada em canais paralelos às linhas de plantas.
B) O sistema de irrigação por aspersão em malha usa vários aspersores funcionando ao mesmo tempo e na mesma linha
lateral.
C) O sistema de irrigação por pivô central é recomendado para áreas de tamanho médio a grande e apresenta consumo
médio de energia e baixa utilização de mão-de-obra.
D) O método de irrigação localizada apresenta alto potencial de uso eficiente da água.
E) A microaspersão é um exemplo de irrigação localizada.

33) Dentre os vários conceitos existentes, podemos definir o solo como um material inconsolidado existente na
superfície
da terra que serve como meio para o crescimento e desenvolvimento das plantas e da vida humana como um todo.
Em nível de campo são adotados vários procedimentos que devem ser tomados para se classificar um solo.
Podemos
citar como atributos do solo usados para sua classificação:
I. Cor. II. Textura do solo. III. Estrutura. IV. Consistência. V. Cerosidade.
Estão corretas apenas as afirmativas:
A) I, II e III B) II, III e IV C) I, II, III e IV D) II, III, IV e V E) I, II, III, IV e V
34) De acordo com a classificação de solos brasileiros, assinale V para as afirmativas verdadeiras e F para as falsas
quando das características dos latossolos:
( ) Estrutura tipicamente granular.
( ) Solos profundos e velhos.
( ) Presença de horizonte B textural.
( ) Solos muito intemperizados e de boa drenagem.
A sequência está correta em:
A) V, V, F, V B) F, V, F, V C) V, F, V, F D) F, V, V, V E) V, V, V, V

35) “De acordo com o Manual Técnico de Pedologia, os solos classificados como ______________ apresentam
grande
variação no tocante a profundidade, ocorrendo desde rasos a profundos, além de apresentarem grande
variabilidade
também em relação às demais características. A drenagem varia de acentuada a imperfeita e pode apresentar
qualquer
tipo de horizonte A sobre um horizonte B incipiente (Bi), também de cores diversas. Muitas vezes são pedregosos,
cascalhentos e mesmo rochosos.” Marque a alternativa que completa corretamente a afirmativa anterior:
A) argissolos B) luvissolos C) cambissolos D) chernossolos E) espodossolos

36) A erosão é responsável pelo desgaste e empobrecimento dos solos agrícolas, afetando a produção de
alimentos.
Existem práticas mecânicas, edáficas e vegetativas que visam a conservação dos solos e, quando aplicadas em
conjunto, produzem ótimos resultados. Com relação às práticas mecânicas de conservação do solo, marque a
alternativa FALSA:
A) São estruturas artificiais construídas pelo homem através da movimentação adequada de partes da terra.
B) Para determinar a declividade do terreno e a marcação das curvas de nível, podem ser usados equipamentos como o
trapézio e o nível de borracha.
C) O nível óptico, nível de engenharia ou nível de precisão é um aparelho pouco utilizado nos nivelamentos devido ao seu
baixo rendimento.
D) O clinômetro é um equipamento empregado na determinação da declividade do terreno.
E) São práticas de controle da erosão projetadas e construídas para conter água da enxurrada, propiciando sua infiltração
ou escoamento seguro.

37) Resumidamente, pode-se afirmar que os produtos fitossanitários são a formulação de um ingrediente ativo com
substâncias biologicamente inertes. A escolha do tipo de formulação de um produto fitossanitário depende de
diversos fatores, como:
I. Região de utilização.
II. Facilidade de manuseio.
III. Modo de aplicação.
IV. Estabilidade do ingrediente ativo.
Estão corretas apenas as alternativas:
A) I e II B) I e III C) III e IV D) II, III e IV E) I, II, III e IV

38) De acordo com a legislação federal vigente, marque a alternativa que NÃO é considerada área de preservação
permanente para florestas e demais formas de vegetação natural:
A) No topo de morros, montes, montanhas e serras.
B) Ao redor das lagoas, lagos ou reservatórios d‘água naturais ou artificiais.
C) Em altitude superior a 1.800 metros, qualquer que seja a vegetação.
D) Nas encostas ou partes destas, com declividade superior a 25°, equivalente a 100% na linha de maior declive.
E) Nas nascentes, ainda que intermitentes e nos chamados ―olhos d'água‖, qualquer que seja a sua situação topográfica,
num raio mínimo de 50 metros de largura.

39) O defensivo agrícola tem como função exercer a sua ação sobre um organismo causador de prejuízos à
atividade
desenvolvida. Sobre a tecnologia de aplicação de defensivos agrícolas, marque a alternativa INCORRETA:
A) Alvo biológico são aqueles inimigos naturais afetados, destruídos pela aplicação do defensivo agrícola.
B) Eficiência de aplicação é a relação entre a dose teoricamente requerida para o controle e a dose efetivamente
empregada.
C) Os métodos de aplicação de defensivos agrícolas podem ser agrupados em aplicações sólidas, líquidas e gasosas.
D) O método de aplicação via sólida tem como vantagem a não utilização de água.
E) Na aplicação via líquida, a formulação é diluída em um líquido apropriado, normalmente, a água
.
40) Observando a Lei Federal nº4.771, de 15 de setembro de 1965, áreas de preservação permanente são:
A) Áreas protegidas nos termos dos arts. 2o e 3o desta Lei, coberta ou não por vegetação nativa, com a função ambiental de
preservar os recursos hídricos, a paisagem, a estabilidade geológica, a biodiversidade, o fluxo gênico de fauna e flora,
proteger o solo e assegurar o bem-estar das populações humanas.
B) Áreas destinadas a atividades de segurança nacional e proteção sanitária.
C) Áreas reservadas para obras essenciais de infra-estrutura destinadas aos serviços públicos de transporte, saneamento e
energia.
D) Áreas de manejo agroflorestal sustentável praticadas na pequena propriedade ou posse rural familiar, que não
descaracterizem a cobertura vegetal e não prejudiquem a função ambiental da área.
E) Áreas definidas em resolução do CONAMA.

41) O crescimento contínuo da população mundial exige cada vez mais uma agricultura forte e tecnificada, que
produza
alimentos em maior quantidade e de melhor qualidade. Dentro desse contexto, a irrigação é de vital importância
para alcançar os objetivos almejados. Podemos citar como vantagens da irrigação, EXCETO:
A) Permite menor utilização de fertilizantes. D) Produz alimentos de qualidade superior.
B) Minimiza riscos quando da introdução de culturas caras. E) Há maior produtividade das culturas.
C) Possibilita colheitas fora da época tradicional da cultura.

42) Na agricultura tropical, a cultura do coqueiro-anão(Cocos nucifera L.) tem sua importância. Analisando a última
década, verifica-se aumento considerável na área plantada. Sobre esta cultura, analise:
I. Solos com textura arenosa ou areno-argilosa, com profundidade superior a um metro são recomendados para plantio.
II. Os solos devem possuir boa aeração, pH acima de 5,0 e não estar sujeitos ao encharcamento.
III. Para expressar todo seu potencial produtivo, o coqueiro exige entre 1.500 e 2000mm anuais de chuva bem distribuídos.
Está(ão) correta(s) apenas a(s) afirmativa(s):
A) I B) II C) I e II D) I, II e III E) N.R.A.

43) O maracujazeiro é uma planta originária da América Tropical, sendo o maracujá-amarelo, o mais cultivado no
mundo. Existem mais de 150 espécies de Passifloraceas utilizadas para consumo humano. Sobre esta cultura,
marque a alternativa FALSA:
A) Os solos areno-argilosos, profundos, férteis, bem drenados e com pH entre 5,0 e 6,5 são os mais recomendados.
B) O maracujazeiro é uma planta de clima tropical e sub-tropical com temperatura média entre 25 a 26 ºC.
C) Precipitação pluviométrica ideal para a cultura é entre 1.700mm a 2.200mm concentrados nos meses de novembro a
janeiro, época de crescimento vegetativo da planta.
D) Na cultura do maracujazeiro utiliza-se polinização cruzada.
E) A mamangava é um importante agente polinizador.

44) Planta tropical, originária de regiões de clima quente e seco ou com chuvas mal distribuídas, o abacaxizeiro tem
como maiores produtores os estados do Nordeste e Sudeste. Sobre esta cultura, marque a alternativa FALSA:
A) O abacaxizeiro é uma planta resistente ao encharcamento sazonal, não ocorrendo comprometimento do crescimento e
produção.
B) A topografia, sempre que possível, deve ser plana ou com baixa declividade para facilitar os tratos culturais.
C) O pH ideal para esta cultura encontra-se na faixa de 4,5 a 5,5.
D) Smooth Cayenne e Pérola são exemplos de cultivares bastante utilizadas.
E) A propagação do abacaxizeiro se faz vegetativamente.

45) A bananeira, sendo cultivada na maioria dos países tropicais, também encontra-se em todos os estados
brasileiros.
Marque a alternativa que NÃO é uma doença que acomete esta cultura:
A) Moko. D) Sigatoka-amarela.
B) Mal-do-panamá. E) Vírus do mosaico-do-pepino (CMV).
C) Broca-do-rizoma ou broca-da-bananeira.

46) Como em toda cultura, no cultivo do abacaxizeiro é importante conhecer as pragas que a atacam. Acerca disso,
correlacione a 1ª coluna e a 2ª coluna:
I. Broca-do-fruto.
II. Broca-do-talo ou Broca-gigante.
III. Ácaro-alaranjado.
a. Aracnídeo bem pequeno que se instala na axila das folhas basais.
b. Thecla basalides, larva de uma pequena borboleta, ataca a inflorescência do
abacaxi.
c. Castnia icarus, a lagarta abre galerias no talo levando a planta a definhar
lentamente.
A seqüência está correta em:
A) I.a; II.b; III.c B) I.b; II.c; III.a C) I.b; II.a; III.c D) I.c; II.b; III.a E) I.a; II.c; III.b

47) De acordo com a Lei Federal nº 7.802, de 11 de julho de 1989, que trata além de outros, do uso de agrotóxicos,
analise:
I. Aquele que produzir, comercializar, transportar, aplicar, prestar serviço, der destinação a resíduos e embalagens vazias
de agrotóxicos, seus componentes e afins, em descumprimento às exigências estabelecidas na legislação pertinente
estará sujeito à pena de reclusão de dois a quatro anos, além de multa.
II. A venda de agrotóxicos e afins aos usuários será feita através de receituário próprio, prescrito por profissionais
legalmente habilitados, salvo casos excepcionais que forem previstos na regulamentação desta Lei.
III. Compete ao Poder Público, a fiscalização da devolução e destinação adequada de embalagens vazias de agrotóxicos,
seus componentes e afins, de produtos apreendidos pela ação fiscalizadora e daqueles impróprios para utilização ou em
desuso.
Está(ão) correta(s) apenas a(s) afirmativa(s):
A) I B) I e II C) II e III D) I, II e III E) N.R.A.

48) Segundo a Lei Federal nº 7.802, de 11 de julho de 1989, as embalagens dos agrotóxicos e afins deverão atender,
entre
outros, a alguns requisitos. Assinale V para as afirmativas verdadeiras e F para as falsas:
( ) Devem ser suficientemente resistentes em todas as suas partes, de forma a não sofrer enfraquecimento e a responder
adequadamente às exigências de sua normal conservação.
( ) Devem ser providas de um lacre que seja irremediavelmente destruído ao ser aberto pela primeira vez.
( ) Os materiais de que forem feitas devem ser insuscetíveis de ser atacados pelo conteúdo ou de formar com ele
combinações nocivas ou perigosas.
( ) Devem ser projetadas e fabricadas de forma a impedir qualquer vazamento, evaporação, perda ou alteração de seu
conteúdo e de modo a facilitar as operações de lavagem, classificação, reutilização e reciclagem.
A seqüência está correta em:
A) F, V, V, V B) V, V, V, V C) V, F, V, F D) V, V, F, V E) F, V, F, V

49) Dentre os vários enfoques encontrados, podemos conceituar agroecologia como sendo:
A) Sistema de produção agrícola alternativa que busca a sustentabilidade da agricultura familiar resgatando práticas que
permitam ao agricultor produzir sem depender de insumos industriais como por exemplo, agrotóxicos.
B) Todo sistema econômico que envolve a cadeia produtiva da agricultura e pecuária.
C) Sistema desenvolvido a partir da década de 90, como protesto à utilização de grandes quantidades de insumos na
agricultura e degradação dos solos.
D) Modelo similar à revolução verde, a partir da década de 70, com a propósito de aumentar a produtividade das culturas.
E) Modelo econômico visando à máxima produção com uso de adubação verde sem revolvimento do solo.

50) Floricultura é uma atividade onde os produtores rurais retiram seu sustento do cultivo de flores. É importante
para
o produtor que pretende iniciar nessa atividade econômica, observar as seguintes recomendações:
I. Estudar o mercado, a demanda e oferta do produto.
II. Contar com assistência técnica qualificada.
III. Analisar os pontos fortes e fracos da atividade.
IV. Treinamento e aperfeiçoamento constante da mão-de-obra.
Estão corretas apenas as afirmativas:
A) I e II B) II e IV C) I, II e III D) II, III e IV E) I, II, III e IV



GABARITO DO SDS –SC:

31-D 32-B 33-E 34-A 35-C 36-C 37-E 38-D 39-A 40-A 41-A 42-E 43-C 44-A 45-C 46-B 47-E 48-B 49-A 50-E






FUNDAÇÃO PARQUES MUNICIPAIS – MG


QUESTÃO 31
Tal como acontece com a absorção radicular, a penetração foliar dos nutrientes
nas plantas se divide em duas fases, consistindo num processo:

a) não metabólico de passagem do exterior até a camada de cutina e da cutina
até a membrana citoplasmática.
b) metabólico de carregamento dos íons através do fluxo de massa, num
movimento lento de nutrientes e num fenômeno não metabólico de simples
difusão.
c) não metabólico, que vai da superfície externa da folha até a barreira do
citoplasma semipermeável, e um metabólico, em que o nutriente atravessa
a membrana e é descarregado no vacúolo.
d) metabólico de absorção dos íons de uma região de maior concentração
para uma de menor concentração e na passagem dos nutrientes de uma
célula para outra através do floema, onde há gasto de energia.

QUESTÃO 32
Apesar de alguns elementos serem encontrados em quantidades acima do
necessário para as plantas, nem sempre o solo se encontra em condições de
liberar esses elementos. Para isso, uma análise do solo permite:

a) que se conheça a fração assimilável dos elementos.
b) que se qualifique a fração total do elemento disponível no solo.
c) determinar as fontes solúveis em água, que lixiviam os nutrientes.
d) definir as medidas necessárias para liberar os elementos indisponíveis.

QUESTÃO 33
Para aumentar a eficiência da adubação orgânica, na produção do material, é
INCORRETO afirmar:

a) A incorporação de nitrogênio acelera o processo de cura e enriquece o
material orgânico.
b) O uso de camas de material com bom poder de absorção reduz perdas por
arrastamento ou fermentação.
c) Sob condições controladas de umedecimento e aeração, o processo de
cura se completa em 60 a 90 dias.
d) O tratamento de excrementos animais com superfosfato simples tem efeito
desodorante, reduz as perdas de N e enriquece o esterco.

QUESTÃO 34
A supercalagem, aplicação de calcário em doses acima do recomendável, tem
como conseqüência:

a) a volatilização do nitrogênio sob a forma amoniacal, com prejuízo para o
desenvolvimento das culturas.
b) a elevação da acidez e a precipitação de matéria orgânica, formando uma
camada impermeável no horizonte B.
c) a imobilização de nutrientes essenciais, como o N e K, adsorvidos na
reação do solo, afetando ainda a permeabilidade, a textura e o pH .
d) a precipitação de diversos nutrientes do solo, como o P, Zn, Fe, Cu e Mn,
além de induzir maior predisposição a danos nas propriedades físicas dos
solos.

QUESTÃO 35
Na interpretação de características morfológicas do horizonte C e ambientais,
relacionadas à fertilidade do solo, é INCORRETO afirmar:

a) Solo muito profundo, em dezenas de metros, indica intemperismo
acentuado.
b) Profundos e esbranquiçados localmente indicam solos distróficos pobres
em Fe, P total e elementos traços.
c) Arenoso, profundo, sem estratificação, indica solo pobre em P total, mas
com elevados teores de Ca, Fe, K e Mn.
d) Solos pouco profundos, cinzentos na parte mais baixa e avermelhado em
cima são, geralmente, eutróficos com teores elevados de Mg, Ca e K.

QUESTÃO 36
Quanto ao uso da irrigação no período posterior ao da fecundação das flores e
durante o amadurecimento de grãos e frutos, é CORRETO afirmar:

a) É fundamental para o desenvolvimento de frutos e grãos sadios e de bom
tamanho.
b) Provoca o acúmulo de reservas de alimento nos frutos, tornando-os mais
doces e saborosos.
c) Favorece a formação de tecidos mais grosseiros e resistentes, tornando o
produto mais valorizado comercialmente.
d) Provoca a formação de frutos mais volumosos, aguados, menos saborosos
e mais predispostos a pragas e doenças.

QUESTÃO 37
São espécies indicadas para adubação verde, EXCETO:

a) Guandu.
b) Capim napier.
c) Nabo forrageiro.
d) Crotalária mucronata.

QUESTÃO 38
Na maioria das espécies oleráceas, o ponto ideal de desenvolvimento de uma
muda para transplante ao local definitivo é quando:

a) apresenta 4-6 folhas definitivas e 10-15 cm de altura.
b) apresentar o caule distinto e evidente e os cotilédones caírem.
c) estiver com as folhas formadas e se iniciar o período de chuvas.
d) estiver com diâmetro de um ―lápis‖ e pelo menos 8 folhas definitivas.

QUESTÃO 39
Na produção comercial de hortaliças, o fotoperíodo pode se tornar um fator
limitante para as culturas de:

a) Cebola e alho.
b) Alface e batata.
c) Tomate e pimentão.
d) Cucurbitáceas e crucíferas.

QUESTÃO 40
A irrigação em olericultura é um dos tratos culturais mais característicos e o
que mais favorece o aumento de produtividade e aprimoramento na qualidade
dos produtos, sendo INCORRETO afirmar:

a) Da germinação até o fim do crescimento vegetativo, o teor de água útil deve
ser mantido próximo a 100% na região de maior concentração de raízes.
b) O ideal é aplicar pequenos volumes de água diariamente, umedecendo o
solo sempre próximo à camada superficial, zona de maior concentração
radicular.
c) As hortaliças que produzem frutos e sementes comestíveis são ainda mais
exigentes em água, principalmente no estágio inicial vegetativo e no período
de floração-frutificação.
d) Os excessos de água de irrigação podem ser tão perniciosos para as
culturas quanto as deficiências, podendo provocar distúrbios de ordem
fisiológica e promover o aumento de doenças de solo.

QUESTÃO 41
A poda é a eliminação de ramos de uma planta para que ela adquira uma
forma e produção compatível com a finalidade desejada. Em relação à poda de
frutificação, é INCORRETO afirmar:

a) Pode ser praticada no verão ou no inverno.
b) É iniciada após a copa da planta encontrar-se formada.
c) Não altera as características das gemas, pois elas já se acham
diferenciadas.
d) Permite orientar a árvores de modo a comunicar-lhe maior resistência aos
agentes atmosféricos
.
QUESTÃO 42
Em algumas espécies arbóreas, as sementes com impermeabilidade do
tegumento à água e ao oxigênio e as condições inerentes ao embrião, imaturo
ou rudimentar, podem provocar:
a) ausência de fecundação completa.
b) o estiolamento das mudas formadas.
c) a morte dos embriões por falta de nutrientes.
d) retardamento na germinação em razão da dormência.

QUESTÃO 43
Em fruticultura, o uso de sementes é restrito e delimitado a determinados casos
como:
a) obtenção de porta-enxerto e nas plantas homozigotas.
b) necessidade de desenvolvimento inicial mais rápido.
c) maturação precoce e plantas poliembriônicas.
d) obtenção de gemas e cavalos para enxertia.

QUESTÃO 44
Meristema em uma planta é:

a) um conjunto de células mortas diferenciadas que dão origem aos tecidos
que sustentam as plantas lenhosas.
b) a proteção da parte apical das raízes, que preserva as células em
reprodução.
c) um tecido vivo com multiplicação intensa de células que dão origem a novos
tecidos necessários para o crescimento de uma planta.
d) um tecido de circulação da seiva elaborada a partir das folhas, encarregado
de suprir os órgãos de nutrientes.

QUESTÃO 45
São partes constituintes de uma folha completa:

a) epicarpo, mesocarpo e endocarpo.
b) limbo, pecíolo e bainha ou estípula.
c) estigma, estilete e carpelos foliares.
d) estômatos, haste, ápice e nervuras.

QUESTÃO 46
Como uma das finalidades das raízes é fixar os vegetais ao solo, estas se
ramificam formando o sistema radicular, ampliando a base de fixação dos
vegetais. No estudo das raízes subterrâneas, a raiz axial é uma raiz principal:

a) dilatada pelo acúmulo de reservas nutritivas e com poucas ramificações
secundárias.
b) muito desenvolvida e com ramificações ou raízes secundárias, pouco
desenvolvidas.
c) que logo se ramifica em secundárias e estas em terciárias e assim
sucessivamente.
d) precocemente atrofiada, que se constitui em um feixe de raízes, no qual não
mais se distingue uma raiz principal.

QUESTÃO 47
São plantas clássicas de climas tropicais, pouco resistentes ao frio, têm
inflorescências alongadas, não vistosas e que se multiplicam por estacas ou
alporques. O texto se refere a:

a) Oiti.
b) Ipê-mirim.
c) Cróton ou folha-imperial.
d) Canafístula-brava ou caviúna.


QUESTÃO 48
Considerando as espécies de pequeno porte indicadas para plantio em
arborização urbana, em passeios sob fiação aérea, é CORRETO afirmar:

a) A Bauínea ou Unha-de-vaca é nativa do cerrado brasileiro.
b) O Ipê-mirim tem floração arroxeada que ocorre na primavera.
c) A Murta é de origem exótica, tem folhas permanentes e flores brancas.
d) A Cássia Chuva de Ouro se propaga por estacas e tem como desvantagem
a caducidade das folhas.

QUESTÃO 49
Para se conhecer o nível populacional da praga, a fim de orientar seu controle,
é necessária a execução de levantamentos populacionais na cultura através de
amostragens, nas quais podemos definir a População Relativa como a
estimativa:

a) obtida na área da cultura afetada pela praga.
b) obtida em função das armadilhas utilizadas para o levantamento.
c) obtida entre a população que realmente está causando danos à cultura.
d) de tempo que a praga leva para se estabelecer e causar danos econômicos
à cultura.

QUESTÃO 50
Ainda em relação à questão anterior, essas estimativas são influenciadas
principalmente pelos seguintes fatores, EXCETO:

a) área total e fase da cultura.
b) distribuição espacial do inseto.
c) eficiência dos aparelhos de levantamento.
d) estágio de desenvolvimento e comportamento do inseto.

QUESTÃO 51
Com relação às armadilhas luminosas, é CORRETO afirmar:

a) Coletam com mais eficiência pulgões, dípteros e tripes.
b) Coletam principalmente lepidópteros, coleópteros e hemípteros.
c) Utilizam como atraente melaço ou proteína hidrolisada de milho.
d) Consistem de um pano branco colocado entre as linhas da cultura, com
uma lâmpada para atrair os insetos.

QUESTÃO 52
Em fitopatologia, no estudo dos sintomas morfológicos visando à diagnose das
doenças, os sintomas necróticos são:

a) aqueles que levam à degeneração e morte dos tecidos.
b) alterações na estrutura das células no nível dos tecidos.
c) aqueles representados pelo desenvolvimento e crescimento excessivo dos
tecidos ou órgãos.
d) estruturas do patógeno associadas à lesão ou localizadas em estruturas
especiais produzidas pela planta.

QUESTÃO 53
O instrumento que facilita a adoção do manejo de pragas, cria um corpo de
assistência técnica de alto nível e induz ao emprego de defensivos mais
seguros e mais eficientes é:

a) Cultivo mínimo, com menor intervenção ambiental da cultura.
b) Feromônio sexual, de acordo com o estudo de comportamento das pragas.
c) Receituário Agronômico, de acordo com os preceitos técnicos agronômicos.
d) Métodos legislativos, de controle por comportamento e controle biológico,
considerando os índices de dano econômico.

QUESTÃO 54
Se a época para o plantio é inadequada, recomenda-se para o armazenamento
de plantas de jardim, EXCETO:

a) Manter as raízes úmidas, mas sem colocar muita água.
b) As raízes devem ser protegidas com terra ou tecido de saco.
c) Bulbos devem permanecer em ambiente seco, numa bandeja forrada com
areia ou papel, separados entre si.
d) Fornecer somente nutrientes fosfatados e potássicos em pequena
quantidade, para não estimular o crescimento.

QUESTÃO 55
Nas áreas urbanas, em calçadas com redes elétricas, quando do planejamento
para arborização, é CORRETO afirmar:

a) Deve-se manter uma distância de no mínimo 4,0 m dos postes.
b) Devem ser utilizadas espécies de médio porte, espaçadas de 6,0 m.
c) Não devem ser plantadas espécies vegetais, somente do outro lado da rua.
d) Devem ser utilizadas preferencialmente árvores dos tipos colunares,
piramidais ou palmáceas
.
QUESTÃO 56
Dentre as principais correntes da agricultura alternativa no Brasil, que se
contrapõem ao modelo agrícola moderno, são princípios básicos da Agricultura
Natural, EXCETO:

a) Fazer agricultura sem cultivo do solo.
b) Não capinar o solo nem usar agrotóxicos.
c) Não usar fertilizantes químicos ou orgânicos.
d) Adicionar somente calcário e rochas de baixa solubilidade.

QUESTÃO 57
São formas de degradação dos solos e as respectivas técnicas que visam
benefícios pelas práticas agroflorestais na recuperação de áreas degradadas,
EXCETO:

a) Áreas desmatadas e degradadas pela derrubada e queima de árvores
podem ser melhoradas por cultivos seqüenciais, pousio melhorado,
espécies de uso múltiplo e árvores multiestrato.
b) Áreas secas com solos com camadas duras, apresentando dificuldade de
armazenar água e nutrientes, podem ser recuperadas com a utilização de
barreiras vivas, cercas vivas, quebra-ventos, entre outros.
c) Áreas de encostas com declividade acentuada podem ser recuperadas com
bancos forrageiros, cultivos seqüenciais, barreiras vivas e folhagem florestal
como fonte de adubo.
d) Áreas erodidas pela água chuva com perdas de solo podem ser
recuperadas por práticas como barreiras vivas, cultivos em renque, árvores
em contorno e árvores sobre curvas de nível.

QUESTÃO 58
Para a recuperação e a manutenção da sustentabilidade das áreas de
pastagens, são medidas importantes, EXCETO:

a) Manejo do sistema de pastejo e da taxa de lotação.
b) Redução do vigor da rebrota para manter os níveis de garantia da produção
animal.
c) Controle das invasoras, pois estas têm capacidade superior de
sobrevivência.
d) Descompactação e melhoramento da fertilidade do solo com aplicação de
fertilizantes e corretivos.

QUESTÃO 59
Na recuperação de áreas degradadas por monocultivos, um passo essencial é:

a) o incremento na distribuição de sementes de gramíneas, com posterior
controle artificial.
b) a introdução de espécies exóticas para restabelecer o ecossistema.
c) a remoção e redistribuição da camada superficial do solo.
d) o aumento do teor de matéria orgânica no solo.

QUESTÃO 60
No processo de recuperação dos solos degradados, a sucessão vegetal pode
ser limitada pelo(a):

a) presença de espécies exóticas.
b) uso de espécies pioneiras, secundárias e clímax.
c) N e P que limitam o estabelecimento da comunidade vegetal.
d) pisoteio pela fauna e uso das sementes como alimento, pelas aves,



GABARITO DE PARQUES MUNICIPAIS – MG


31-C 32-A 33-A 34-D 35-C 36-D 37-B 38-A 39-A 40-B 41-D 42-D 43-A 44-C 45-B 46-B 47-C 48-C 49-B 50-A

51-B 52-A 53-C 54-D 55-A 56-D 57-C 58-B 59-D 60-C






PREFEITURA DE ITAITUBA – PA



CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
NAS QUESTÕES NUMERADAS DE 16 A 40, ASSINALE A ÚNICA ALTERNATIVA QUE RESPONDE
CORRETAMENTE AO ENUNCIADO.

16. É inegável que a mecanização na agricultura permitiu, entre outras coisas: reduzir ao mínimo a
penosidade na realização dos trabalhos agrícolas, que os métodos tradicionais impunham, aumentar
de forma espetacular o rendimento do trabalho, as áreas das culturas e as conseqüentes produções.
No entanto, não é lícito ignorar alguns aspectos negativos, também decorrentes da mecanização
que, pela sua importância podem causar danos. Dentre esses podemos destacar:

I- A insuficiência ou mau estado das vias de comunicação, é considerado fator limitante à
eficiência do trabalho das máquinas, pois as fracas intensidades de utilização anual tendem a
provocar situações de acentuada submecanização sem reflexos nos custos das unidades de
produção.
II- As estatísticas agrícolas têm evidenciado claramente que, na maior parte da nossa área agrícola,
predomina a propriedade de pequena ou mesmo muito pequena dimensão, por vezes fortemente
pulverizada em parcelas minúsculas, especialmente nas zonas de melhor aptidão. Em grande
parte dos casos, esses produtores não têm acesso a essa tecnologia ou crédito para a aquisição
dessas máquinas e equipamentos.
III- É também inegável que as questões de caráter ambiental relacionadas com a generalização do
uso das máquinas agrícolas, provocam danos irreversíveis com especial destaque aos aspectos
relacionados com o solo, como a erosão e a compactação, com a aplicação massiva de
fertilizantes comprometendo o ecossistema dessas áreas.
O correto está em:
A) I, somente.
B) II, somente.
C) III, somente.
D) I, II e III.

17. As fibras naturais, com destaque para a juta, a malva e o curauá, todas oriundas da Amazônia, vêm
sendo utilizadas nas mais diversas aplicações. Destacam-se dentre seus usos:

I- Confecção de cordas para armar redes de dormir e cabos para manejo de animais.
II- Substituir a fibra de vidro no reforço de compósitos poliméricos.
III- Uso da toxina encontrada no soro da planta para produção de bactericidas.
IV- Produção de plásticos reforçados por meio do método de injeção.
Dos usos citados acima estão corretos:
A) I e II, apenas.
B) II e III, apenas.
C) I e IV, apenas.
D) I, II, III e IV.

18. A análise química dos solos é feita, basicamente, para as seguintes finalidades:

I- Verificação da necessidade de aplicação de corretivos (calcário e gesso), permitindo cálculos
precisos das doses a serem utilizadas.
II- Recomendação dos nutrientes e respectivas doses a serem aplicadas na adubação.
III- Determinação com precisão à classificação de solos em levantamentos técnicos pedológicos.
O correto está em:
A) I e II, somente.
B) I e III, somente
C) II e III, somente.
D) I, II e III.

19. A Lei 7.802/89 estabelece o conceito de agrotóxicos: os produtos e os agentes de processos físicos,
químicos ou biológicos, destinados ao uso nos setores de produção, no armazenamento e
beneficiamento de produtos agrícolas, nas pastagens, na proteção de florestas, nativas ou
implantadas, e de outros ecossistemas, e também de ambientes urbanos, hídricos e industriais cuja
finalidade seja alterar a composição da flora ou da fauna, a fim de preservá-las da ação danosa de
seres vivos considerados nocivos. Substâncias e produtos, empregados como desfolhantes,
dessecantes, estimuladores e inibidores do crescimento.
As responsabilidades administrativa, civil e penal, pelos danos causados à saúde das pessoas e ao
meio ambiente, quando a produção, a comercialização, a utilização e o transporte não cumprirem o
disposto nesta Lei, na sua regulamentação e nas legislações estaduais e municipais, cabem ao:

A) profissional que produzir mercadorias em desacordo com as especificações constantes do
registro do produto, do rótulo, da bula, do folheto e da propaganda.
B) usuário, quando efetuar venda sem o respectivo receituário ou em desacordo com a receita.
C) profissional, quando comprovada receita errada, displicente ou indevida.
D) comerciante, quando não fornecer e não fizer manutenção dos equipamentos adequados à
proteção da saúde dos trabalhadores ou dos equipamentos na produção, distribuição e aplicação
dos produtos.

20. Os sistemas agroflorestais, além de variáveis, são muito flexíveis, permitindo a utilização de
espécies e ecossitemas de todo o mundo. Essa flexibilidade, ao mesmo tempo em que gera uma
liberdade de ação para o produtor, impossibilita apelação a qualquer tipo de manual ou "receita"
sobre qual a melhor maneira de se implantar e conduzir o sistema. Para cada local deve ser
encontrado um manejo específico e preferencialmente baseado nos princípios agroecológicos, a
fim de garantir a produção de alimentos de alta qualidade biológica, aliada a uma estabilidade
ecológica e sócioeconômica da produção no longo prazo. Ajustando-se de acordo com o tamanho
da propriedade e com o nível econômico dos gerenciadores do sistema, os SAFs podem atender
desde agricultores familiares em pequenos hortos caseiros até grandes empresas em plantações
florestais. Dentre os benefícios desse sistemas temos:

I- Otimização na utilização do espaço da propriedade pelo aproveitamento dos diferentes estratos
verticais (vegetação rasteira, arbustos, árvores altas), resultando em maior produção de
biomassa (quantidade de matéria orgânica gerada pelas plantas).
II- Melhoramento das características químicas, físicas e biológicas do solo. Isso ocorre graças à
decomposição e incorporação da matéria orgânica e penetração das raízes das árvores no
solo. Os diferentes comprimentos de raízes existentes no solo, com a presença de árvores,
auxiliam também na redução potencial da erosão.
III- Reduz o risco de perda total da cultura principal, já que os possíveis ataques de pragas e
doenças são distribuídos entre várias espécies de plantas, diminuindo os danos à cultura de
maior valor comercial.
IV- Fornecimento de uma maior variedade de produtos e/ou serviços da mesma área de terra.
Estes produtos podem ser: alimentos, lenha, adubo verde, plantas medicinais e ornamentais,
sombra, quebra-ventos e embelezamento da paisagem.
Dos benefícios citados acima, é considerado um benefício econômico e social:

A) I
B) II
C) III
D) IV

21. A partir da retirada da cobertura vegetal do solo e o início de seu cultivo, rompe-se o equilíbrio
estabelecido pela natureza entre o solo e a planta, passando o solo a se comportar de maneira
diferente e as atividades ali implantadas passam a causar o depauperamento do solo. Dentre as
causas desse depauperamento podemos citar:

A) Decomposição lenta da matéria orgânica.
B) Erosão.
C) Elevação de níveis de nutrientes.
D) Transformações unicamente química das características dos solos.

22. A Agroecologia é uma nova abordagem da agricultura que integra diversos aspectos agronômicos,
ecológicos e socioeconômicos, na avaliação dos efeitos das técnicas agrícolas sobre a produção de
alimentos e na sociedade como um todo. Sobre agroecologia analise os conceitos abaixo:

I- O conceito de agroecologia quer sistematizar todos os esforços em produzir um modelo
tecnológico abrangente, que seja socialmente justo, economicamente viável e ecologicamente
sustentável.
II- Agricultura sustentável são os conhecimentos empíricos dos agricultores, acumulados ao
conhecimento científico atual, através de muitas gerações, para que, em conjunto, técnicos e
agricultores possam fazer uma agricultura com padrões ecológicos (respeito à natureza),
econômicos (eficiência produtiva), sociais (eficiência distributiva) e com sustentabilidade a
longo prazo.
III- A Agroecologia é definida como a produção, cultivo de alimentos de forma natural, sem a
utilização de agrotóxicos e adubos químicos solúveis.
Dos conceitos acima são corretos:
A) I e II, apenas.
B) I e III, apenas.
C) II e III, apenas.
D) I, II e III.

23. Desenvolvimento rural sustentável tem como principal objetivo aumentar a produção de alimentos
de forma sustentável e incrementar a segurança alimentar. Agricultura orgânica deve ser definida
como:

A) a manutenção da estrutura e produtividade do solo, trabalhando-se em harmonia com o
ecossistema, excluindo-se a utilização de qualquer produto elaborado sinteticamente.
B) a exploração econômica da terra a curto prazo, mas com práticas estáveis e auto-sustentáveis.
C) aquela praticada em harmonia com o ecossistema, com eventual utilização de fertilizantes
minerais solúveis, defensivos sintéticos, reguladores e crescimento e aditivos de rações
animais.
D) aquela praticada com uso exclusivo de produtos elaborados sinteticamente.

24. Conceitualmente, Agronegócio é:

A) o conjunto das relações de insumo-produto, passando pelas análises da cadeia de agregação de
valor aos produtos e pela logística dos fluxos de negócios das organizações para interação e
gestão das relações das empresas com seus fornecedores e clientes, até o planejamento e gestão
dos canais de distribuição e bens e serviços.
B) a soma total de todas as operações envolvidas na manufatura e distribuição de insumos para a
unidade de produção rural; as operações de produção e gestão que ocorrem na própria unidade
de produção; e o armazenamento, processamento e distribuição dos produtos das unidades de
produção rurais e de seus subprodutos.
C) voltado para os clientes do mercado consumidor dos produtos gerados na cadeia produtiva,
busca otimizar o processo de transferência de bens e serviços interempresas, com vistas a
melhorar os fatores competitivos em nível e no entorno do mercado consumidor.
D) o que faz a ligação entre o produtor e o consumidor, superando as principais lacunas de tempo,
lugar e posse que separam os bens e serviços daqueles que desejam utilizá-los.

25. O açaizeiro (Euterpe oleracea) é uma palmeira típica da Amazônia e ocorre comumente no
estuário do rio Amazonas, em terrenos de várzeas e igapós, embora também ocorra em terra firme.
Na formação de mudas, o processo mais adequado para as plantações comerciais, por apresentar
maior rapidez e eficiência, é a propagação por:

A) Sementes.
B) Enxertia.
C) Perfilhamento.
D) Retirada de brotos.

26. Conforme o Sistema Brasileiro de Classificação de Solos, é correto:

I- Horizonte Hístico – É um horizonte mineral superficial, relativamente espesso, de cor escura,
com alta saturação de bases.
II- Horizonte Antrópico – É um horizonte formado ou modificado pelo uso contínuo do solo, pelo
homem.
III- Horizonte A Fraco – É um horizonte mineral superficial fracamente desenvolvido, seja pelo
reduzido teor de colóides minerais ou orgânicos ou por condições externas de clima e
vegetação, como as que ocorrem na zona semi-árida com vegetação de caatinga hiperxerófila.
O correto está em:
A) I e II, somente.
B) I e III, somente.
C) II e III, somente.
D) I, II e III.

27. São causas da baixa fertilidade dos solos:

A) o relevo acidentado que caracteriza uma região.
B) remoção de nutrientes do solo devido à alta temperatura e elevada pluviosidade.
C) adubações insuficientes devido à falta de análise dos solos.
D) baixo déficit médio anual de nutrientes.

28. As substâncias vegetais e/ou animais, mortas, e às vezes parcialmente mortas e mesmo ainda vivas
(como é o caso de muitas plantas), constituem o que chamamos de Matéria Orgânica. Quando sua
decomposição é normal, ou seja, quando o processo for lento, porém, constante, constituem
benefícios para o solo:

A) Melhoria nas condições físicas e químicas; elevação na capacidade de troca catiônica; elevação
de N, P, K e micronutrientes mantidos em formas orgânicas.
B) Melhoria nas condições físicas e químicas; redução na capacidade de troca catiônica; elevação
de N, P, S e micronutrientes mantidos em formas orgânicas.
C) Melhoria nas condições físicas; elevação na capacidade de troca catiônica; elevação de N, P, K,
S e micronutrientes mantidos em formas orgânicas.
D) Melhoria nas condições físicas e químicas; elevação na capacidade de troca catiônica; elevação
de N, P, S e micronutrientes mantidos em formas orgânicas.

29. De origem tropical, o limão ―Tahiti‖ (Citrus latifólia) não é, na verdade, um limão verdadeiro, mas
uma lima ácida, de grande aceitação e uso no mercado consumidor brasileiro. São características
de uma boa muda, a procedência e sanidade garantidas, ter entre:

A) 25-30 cm de altura; possuir 1-2 galhos a cerca de 60 cm do solo; ter o corte do porta-enxerto
bem cicatrizado e; exibir copa e porta-enxerto com diferença de diâmetro não superior a 0,10
cm.
B) 25-30 cm de altura; possuir 3-4 galhos a cerca de 60 cm do solo; ter o corte do porta-enxerto
bem cicatrizado e; exibir copa e porta-enxerto com diferença de diâmetro não superior a 0,5
cm.
C) 45-50 cm de altura; possuir 1-2 galhos a cerca de 60 cm do solo; ter o corte do porta-enxerto
bem cicatrizado e; exibir copa e porta-enxerto com diferença de diâmetro não superior a 0,5
cm.
D) 45-50 cm de altura; possuir 3-4 galhos a cerca de 60 cm do solo; ter o corte do porta-enxerto
bem cicatrizado e; exibir copa e porta-enxerto com diferença de diâmetro não superior a 0,10
cm.

30. Crédito Rural é o suprimento de recursos financeiros, por instituições do Sistema Nacional de
Crédito Rural (SNCR), para aplicação exclusiva nas finalidades e condições estabelecidas no
manual de crédito rural do Banco Central do Brasil. São objetivos do Crédito Rural:

I- Estimular os investimentos rurais para produção, extrativismo não predatório, armazenamento,
beneficiamento e industrialização dos produtos agropecuários, quando efetuado pelo produtor
na sua propriedade rural, por suas cooperativas ou por pessoa física ou jurídica equiparada aos
produtores.
II- Favorecer o oportuno e adequado custeio da produção, a comercialização de produtos
agropecuários e fortalecer o setor rural, permitindo em casos especiais financiar o pagamento
de dívidas de pequenos produtores.
III- Incentivar a introdução de métodos racionais no sistema de produção, visando ao aumento da
produtividade, à melhoria do padrão de vida das populações rurais e à adequada defesa do solo.
Dos objetivos acima estão corretos:
A) I e II, apenas.
B) II e III, apenas.
C) I e III, apenas.
D) I, II e III.

31. O milho é uma cultura que tem mais de cem utilidades no mercado interno e externo e na
propriedade pode ser considerado como um fator de equilíbrio da mesma, já que pode ser usado
tanto para a alimentação do homem e dos animais, como massa verde, ensilagem, milho verde,
fubá, farinha, farelos, grão puro ou como componente de rações. Portanto, desde que o agricultor
consiga uma boa produtividade, o milho será sempre um bom negócio. Com relação a essa cultura,
é correto afirmar:

A) Na escolha da área para a instalação da cultura do milho, deve-se fazer uma seleção da área,
tendo em vista a fertilidade do solo, sua boa permeabilidade, solos profundos e rotação com
leguminosas. Os solos mal drenados não se prestam à cultura do milho.
B) O milho, pelo seu processo de cultivo, é uma cultura que reduz o risco do fenômeno da erosão,
processo de desagregação, transporte e depósito de materiais do solo, a partir de sua superfície.
C) As principais limitações para o desenvolvimento do milho "safrinha" são o excedente hídrico,
particularmente nas regiões norte e nordeste, e as altas temperaturas, no sul e sudoeste do
Estado. O risco de perda na "safrinha" é relativamente elevado, mesmo nas épocas
recomendadas, pois podem ocorrer estiagens em fases fenológicas críticas da cultura.
D) O milho é uma das culturas que menos responde à calagem e adubação. Essas duas práticas
culturais não são, portanto importantes quando se deseja alcançar boa produtividade. O único
cuidado deve ser em solos com teores de matéria orgânica acima de 100g/dm³, onde se deve
elevar a saturação por bases a 50%.

32. Nos últimos anos, especial atenção vem sendo dada para minimização ou reaproveitamento de
resíduos sólidos gerados nos diferentes processos industriais. Os resíduos provenientes da indústria
e comércio de alimentos envolvem quantidades apreciáveis de casca, caroço e outros elementos.
Esses materiais, além de fonte de matéria orgânica, servem como fonte de proteínas, enzimas e
óleos essenciais, passíveis de recuperação e aproveitamento. No caso específico da cadeia
produtiva do coco, temos as seguintes assertivas:

I- A produção do coqueiro, em solos bons ou devidamente adubados, é de 300 a 400 frutos por pé,
por ano, podendo chegar a 600. Entretanto, no Brasil, os coqueiros, em geral, produzem uma
menor quantidade de frutos – 200 frutos por pé ao ano é a máxima produção obtida em média
nas melhores lavouras do Norte-Nordeste - devido à freqüente falta de correção do solo.
II- O mesocarpo ou casca fibrosa externa do coco, é formado pelas densas fibras, agregadas pelo
tecido conjuntivo, fibras resistentes às águas salgadas, próprias para cordoaria naval, tapetes,
escovas, etc. A fibra no comércio tem o nome de coiro ou cairo. O mesocarpo de cocos
maduros e secos fornece fibra lenhosa e dura, que dá coiro ordinário. Os cocos verdes são os
que fornecem a melhor fibra celulósica.
III- A fibra de coco apresenta inúmeras vantagens na sua utilização, para além de ser um material
ecológico e facilmente reciclável. Pertencente à família das fibras duras, tem como principais
componentes a celulose e o lenho que lhe conferem elevados índices de rigidez e dureza,
encontrando-se perfeitamente vocacionada para os mercados de isolamento térmico e acústico,
face às suas características, que a tornam num material versátil, dada a sua resistência,
durabilidade e resiliência.
Das assertivas acima, estão corretas:
A) I e II, apenas.
B) I e III, apenas.
C) II e III, apenas.
D) I, II e III.

33. A defesa sanitária vegetal, no estado do Pará, é organizada pelo Decreto Estadual nº 0392, de 11 de
setembro de 2003. Dentre as medidas preventivas decretadas, podemos afirmar:

A) No caso de mudas de espécies florestais ou produtos de origem florestal, o CFO ou CFOC
podem ser emitidos por engenheiro agrônomo credenciado pela ADEPARÁ.
B) Todas as vezes em que forem verificados casos ou focos de infecção ou infestação, a SAGRI
(Secretaria de Agricultura) delimitará e poderá interditar áreas públicas ou privadas, ficando
proibida, conforme as características da praga, a movimentação de vegetais, produtos,
subprodutos ou quaisquer materiais potencialmente vetores, sem prejuízo de outras medidas
fitossanitárias e de trânsito pertinentes.
C) É proibida a comercialização ambulante de sementes, mudas e insumos de uso agrícola no
Estado do Pará. Todo material apreendido na comercialização ambulante será imediatamente
incinerado, não cabendo qualquer indenização ao infrator, exceto quando apreendido na
entrada do Estado (barreiras), quando retornará à origem, após inspeção da ADEPARÁ.
D) As infrações à legislação vigente e às normas complementares serão punidas
administrativamente, não eximindo o infrator da responsabilidade civil e criminal, quando for o
caso, através da aplicação de medidas cautelares e sanções administrativas. Serão aplicadas,
exclusivamente, medidas cautelares quando a infração cometida for passível de reparação em
curto prazo, não superior a quinze (15) dias úteis.


34. O dendê (Elaeis guineensis J acq.) é uma palmeira de origem africana muito bem adaptada no
Brasil, principalmente, na Amazônia. O biodiesel é um combustível renovável obtido pela mistura
de óleos ou gorduras vegetais ou animais com os ―álcoois de cadeia curta‖ (metanol ou etanol).
Entre os usos gerais do dendê temos:

I- Para alimentação humana: o óleo de palma é utilizado no preparo de margarinas, gordura para
panificação, biscoitos, massas e tortas, pó para sorvetes, óleo de cozinha, substitutos de
manteiga de cacau, etc.
II- Na alimentação animal: é usado no preparo das rações balanceadas.
III- Para usos não alimentícios: os óleos são usados como insumos na fabricação de velas,
cosméticos, crayons, detergentes, substituto do diesel, álcoois graxos, glicerina, condicionador
de cabelos, folhas de flandres, tintas, lubrificantes, plastificantes, polidores, resinas, xampus,
oleoquímico, chapas de aço, sabonete, sabões, etc.
Das afirmativas acima, estão corretas:
A) I e II, apenas.
B) I e III, apenas.
C) II e III, apenas.
D) I, II e III.

35. Com relação ao cultivo de mandioca, é correto afirmar:

A) O tipo de solo exerce pouca influência na cultura da mandioca. Os solos mais leves são
preferíveis, pois concorrem para a retenção de nutrientes e facilitam a colheita.
B) O plantio direto é uma prática que, conceitualmente, não pode ser executada na cultura da
mandioca, pois, o momento da colheita das raízes implica, necessariamente, em revolvimento
do solo.
C) As lavouras brasileiras de mandioca são atacadas por várias doenças. Entre elas se destaca a
brusone (Pyricularia grisea), cujos danos podem comprometer até 100% da produção de
algumas lavouras.
D) No cultivo da mandioca, a aplicação de calcário, quando recomendada pela análise química do
solo, deve ser a primeira prática a ser realizada, após o primeiro ano do plantio.

36. A banana (Musa spp.) é uma das frutas mais consumidas no mundo. Sobre seu cultivo, é correto
afirmar:

A) Os tratos culturais no bananal incluem a irrigação, as capinas, o desbaste, a desfolha, o
escoramento, o ensacamento das plantas e o corte do pseudocaule (tronco) após a colheita.
B) Várias doenças podem causar severas perdas na produção, comprometendo a qualidade da
banana. Dentre as doenças de maior expressão econômica destacam-se as seguintes: Sigatokaamarela;
Sigatoka-negra; Mal-das-folhas e o Moko.
C) Os cachos de bananas podem ser colhidos em diversos estágios de desenvolvimento dos frutos,
levando-se em consideração três aspectos morfológicos e fisiológicos: grau fisiológico de
maturidade; diâmetro dos frutos e; diâmetro do fruto por idade.
D) As disposições de plantio mais comuns são as que usam espaçamento em quadrado, retângulo,
triângulo e hexágono, com uma população mínima de 2.500 plantas por hectare.

37. Estima-se que a produtividade anual do rebanho brasileiro esteja abaixo de 80 kg de peso
vivo/ha/ano. Com esse ganho de peso, um animal desmamado com 180 kg de peso vivo levaria 3
anos e 4 meses para atingir cerca de 450 kg, sendo abatido com, aproximadamente, 4,5 anos de
idade. A suplementação alimentar a pasto, associado a um sistema eficiente de manejo de
pastagem, é o caminho mais conveniente para a melhora da produtividade do rebanho e do
aumento da taxa de lotação das pastagens.
Quanto à suplementação mineral a pasto, seus principais objetivos são:

I- Corrigir deficiências nutricionais, especialmente de PB e energia, de acordo com o desempenho
esperado da cada categoria animal.
II- Regular a pressão de pastejo, além do balanceamento de nutrientes essenciais como a proteína,
além de servir com complemento de matéria seca na dieta animal.
III- Ser veículo para ionóforos, probióticos, lipídios e medicamentos adicionados à dieta em
pastejo.
Dos objetivos acima, estão corretos:
A) I e II, apenas.
B) I e III, apenas.
C) II e III, apenas.
D) I, II e III.

38. Na análise de um projeto agropecuário, o analista dá especial importância ao Ponto de
Nivelamento do projeto, que é o (a):

A) ponto onde a receita total cobre o custo total de uma atividade projetada. É o momento em que
começa o lucro dessa atividade.
B) taxa de juros de remuneração de um investimento.
C) valor presente do fluxo de caixa é nulo, ou seja, aquela taxa para qual o valor presente das
entradas de capital (consideradas positivas) se iguala ao valor presente das saídas de capital
(consideradas negativas).
D) somatório do valor presente de cada parcela que compõe o fluxo de caixa, considerados seus
sinais.

39. A cultura da pimenta-do-reino, originária da Índia, desde sua introdução no Brasil pela colônia
japonesa, na década de 30, tem sido o suporte econômico de pequenos e grandes produtores na
região amazônica. Nos cuidados fitossanitários dispensados a esta cultura, destacam-se:

I- Controle de doenças nos propagadores: Podridão-das-estacas, Requeima-das-mudas, Mosaico,
Antracnose, Queima-da-teia, Galha das raízes e podridão do esclerócio.
II- Controle de doenças no campo: Fusariose, Mosaico, Podridão-do-pé, Queima-do-fio,
Antracnose, Rubelose, Galha das raízes, Fumagina e Mancha-da-alga.
III- Dentre as pragas a serem controladas, detacam-se: Escama, Mosca-branca, Pulgão, Broca-docaule,
Pulga preta, Cochonilha e Besouro-das-folhas.
Dos tratos e cuidados fitossanitários acima, estão corretos:
A) I e II, apenas.
B) I e III, apenas.
C) II e III, apenas.
D) I, II e III

40. Na elaboração de um projeto agropecuário chamamos Engenharia do Projeto, o momento em que
determinamos a tecnologia a ser utilizada na atividade projetada. Nessa fase, elaboram-se os
orçamentos unitários para as mais diversas atividades. Para elaboração desses orçamentos, devem
ser analisados os seguintes itens:

I- Terras – identificando seu uso atual e potencial, sua cobertura vegetal, relevo, fertilidade
natural, aptidão, enfim o ecossistema da região onde está inserida a propriedade.
II- Tecnologia – para determinar os coeficientes técnicos da produção, produtividade, custos e
preços das atividades agrícola, pecuária e florestal.
III- Mão-de-obra – determinando sua disponibilidade atual e potencial, não havendo preocupação
com relação à habilidade técnica dessa mão-de-obra, bem como do nível de instrução.
Dentre os itens citados acima, estão corretos:
A) I e II, apenas.
B) I e III, apenas.
C) II e III, apenas.
D) I, II e III.


GABARITO DA PREF. DE ATAIUTUBA:

16-B 17-D 18-A 19-C 20-D 21-B 22-D 23-A 24-B 25-A 26-C 27-B 28-D 29-B 30-C 31-A 32-D 33-C 34-D 35-B 36-C

37-D 38-A 39-C 40-B







CHESF ENGENHEIRO AGRÔNOMO




CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
11) No Brasil em nível federal, o primeiro dispositivo legal que explicitou o tema Avaliação de Impactos Ambientais, foi
a Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981 que estabeleceu a Política Nacional do Meio Ambiente (PNMA). A
regulamentação desta lei ocorreu por meio do Decreto Federal Nº 88.351, de 01 de junho de 1983, alterada
posteriormente pelo Decreto Federal Nº 99.274, de 06 de junho de 1990. O principal aspecto ligado a este decreto foi
a instituição de três tipos de licenciamento ambiental, ou seja, do Licenciamento Prévio, Licenciamento de
Instalação e Licenciamento de Operação. Analise as afirmativas abaixo e assinale V para as verdadeiras e F para as
falsas:
( ) O Licenciamento de Instalação é concedido para autorizar o início da implantação do empreendimento impactante,
de acordo com as especificações constantes do Projeto Executivo aprovado.
( ) O Licenciamento Prévio é concedido na fase preliminar do planejamento da atividade, contendo requisitos básicos a
serem atendidos nas fases de localização, instalação e operação, observados os planos municipais, estaduais ou
federais de uso do solo.
( ) O Licenciamento de Operação é concedido para autorizar, após as verificações necessárias, o início da atividade
licenciada e o funcionamento de seus equipamentos de controle de poluição, de acordo com o previsto nas Licenças
Prévia e de Instalação.
A seqüência está correta em:
A) V, F, F B) F, V, F C) V, V, V D) V, F, V E) V, V, F

12) Os principais documentos que se prestam ao licenciamento ambiental no Brasil são: EIA/RIMA (Estudo de Impacto
Ambiental – EIA e seu respectivo Relatório de Impacto Ambiental – RIMA); RCA/PCA (Relatório de Controle
Ambiental – RCA e seu plano de Controle Ambiental – PCA) e PRAD (Plano de Recuperação de Áreas
Degradadas). Com relação a estes documentos, assinale a alternativa INCORRETA:
A) O EIA/RIMA é exigido para empreendimentos impactantes que apresentam grande capacidade transformadora do
ambiente.
B) O PRAD pode ser exigido em complementação ao EIA/RIMA de empreendimentos minerários.
C) O RCA/PCA é exigido para os empreendimentos de menor capacidade impactante.
D) O PRAD pode ser exigido para o Licenciamento Corretivo (aquele que visa regularizar a situação de empreendimentos
já implatados).
E) O RCA/PCA é exigido para empreendimentos impactantes que apresentam grande capacidade transformadora do
ambiente.


13) A adição de efluentes agropecuários ao solo, com vistas ao seu aproveitamento agrícola é uma opção promissora, já
que permite uma economia de fertilizantes e pode contribuir para a melhoria das condições químicas, físicas e
biológicas do solo. Entretanto, deve ser feita de forma cuidadosa para que não cause contaminação de águas
subterrâneas e superficiais, contaminação de plantas por metais pesados e efeitos negativos em relação às
características físicas, químicas e biológicas do solo. Analise as afirmativas abaixo e assinale V para as verdadeiras e
F para as falsas:
( ) A aplicação no solo, de quantidades de efluentes agropecuários tais como águas residuárias provenientes da criação
de animais, a fim de suprir os nutrientes nas quantidades exigidas pelas plantas pode provocar o aumento excessivo
da concentração salina do solo, aumento dos teores de nitrato e desequilíbrio nas plantas.
( ) Com o encerramento da adição dos efluentes agropecuários ao solo, poderá haver lenta decomposição do material
orgânico e a conseqüente mobilização de elementos tóxicos ao solo, podendo ocorrer problemas de fitotoxicidade e
ou haver contaminação do lençol freático.
( ) A adição de efluentes agropecuários ao solo pode, ao invés de ser fonte, passar a ser ―dreno‖ de micronutrientes para
as plantas, pela formação de complexos pouco solúveis, indisponibilizando cátions como o cobre, entre outros.
A seqüência está correta em:
A) V, F, F B) F, V, F C) V, V, F D) V, F, V E) V, V, V

14) O preparo e manejo adequado do solo melhoram as suas características físicas, reduzindo o risco de erosão. As
práticas de manejo favoráveis ao controle de erosão são aquelas que melhoram a capacidade de infiltração da água
no solo, diminuem o escoamento superficial, favorecem a formação de agregados e reduzem o impacto das gotas
d’água advindas da precipitação. Em relação às práticas conservacionistas que podem ser aplicadas ao solo, analise
os itens abaixo e assinale o INCORRETO:
A) Os cordões de vegetação permanentes ou faixas de retenção constituem-se em fileiras de plantas perenes dispostas em
contorno. Para isto, devem ser utilizadas plantas com pequena densidade foliar e radicular, já que as faixas de retenção
devem ser estreitas, de forma a não prejudicar a área plantada.
B) A adubação verde consiste na incorporação de plantas especialmente cultivadas para este fim ou de restos de plantas
forrageiras e ervas ao solo, constituindo uma das formas mais baratas e acessíveis de repor a matéria orgânica ao solo.
C) Em áreas terraceadas, o preparo, o plantio e o cultivo do solo em nível reduzem a erosão nas faixas compreendidas entre
terraços.
D) As principais vantagens de rotação de culturas são: melhor controle de ervas daninhas, pragas e doenças, aumento do
teor de matéria orgânica do solo, melhor controle da erosão, melhor aproveitamento das máquinas agrícolas, aumento
da produtividade e maior estabilidade de renda.
E) O espaçamento entre os cordões de vegetação permanente depende do tipo de solo, da cultura e do regime
pluviométrico típico da região e deve ser menor que aquele recomendado para os terraços.

15) A erosão consiste no processo de desprendimento e arraste das partículas do solo, causado pela ação da água e do
vento, constituindo a principal causa da degradação das terras agrícolas. Analise as afirmativas abaixo e assinale V
para as verdadeiras e F para as falsas:
( ) O processo erosivo também pode promover problemas em cursos e reservatórios d’água tais como elevação dos
custos de tratamento de água, desequilíbrio do balanço de oxigênio dissolvido e prejuízos para o crescimento de
espécies aquáticas.
( ) A erosão laminar constitui a fase inicial da erosão hídrica e está associada ao escoamento superficial de uma
pequena lâmina de água sobre toda a superfície do terreno.
( ) Solos ricos em silte e areia e pobres em matéria orgânica, são menos propensos ao processo erosivo.
A seqüência está correta em:
A) V, V, F B) V, F, F C) V, F, V D) V, V, V E) F, V, F

16) Considere as seguintes informações e responda ao que se pede:
- Capacidade de campo do solo = 24% (em peso).
- Ponto de murcha do solo = 12% (em peso).
- Densidade aparente do solo = 1,0 g cm-3.
- Fator de disponibilidade de água (f) = 0,5.
- Profundidade efetiva do sistema radicular de 40 cm.
- Irrigação por aspersão com eficiência de 80%.
Qual a quantidade de água necessária para irrigar uma área de 50 ha, supondo que o solo encontra-se com 15%
(em peso) de umidade?
A) 1250 m3 B) 11250 m3 C) 12250 m3 D) 1225 m3 E) 15000 m3

17) Um dos aspectos a serem verificados com relação à qualidade de água para irrigação é a proporção relativa de
sódio, em relação a outros cátions ou capacidade de infiltração do solo. O decréscimo da capacidade da infiltração
do solo dificulta a aplicação da lâmina de irrigação necessária, num tempo apropriado, de modo a atender a
demanda evapotranspirométrica da cultura. Em relação à capacidade de infiltração do solo, assinale a alternativa
correta:
A) A capacidade de infiltração de um solo cresce com o aumento de sua salinidade e decresce com o aumento da razão de
adsorção de sódio (RAS) e, ou, com o decréscimo de sua salinidade.
B) A capacidade de infiltração de um solo decresce com o aumento de sua salinidade e cresce com o aumento da razão de
adsorção de sódio (RAS).
C) A capacidade de infiltração de um solo independe da salinidade e da razão de adsorção de sódio (RAS).
D) A capacidade de infiltração de um solo depende da salinidade, porém, é independente da razão de adsorção de sódio
(RAS).
E) Todas as alternativas estão corretas.

18) O preparo do solo compreende um conjunto de técnicas que, quando usadas racionalmente, permitem alta
produtividade e baixo custo. Utilizadas de forma inadequada, porém, estas técnicas podem levar à degradação, em
apenas alguns anos de uso intensivo, do solo que levou milhões de anos para ser formado:
I. O uso continuado da grade pesada ou aradora promove a formação de uma camada compactada, abaixo da
profundidade de corte desta.
II. O arado escarificador apresenta menor rendimento operacional que os outros tipos de arados, além de não possibilitar
boas condições ao desenvolvimento do sistema radicular da planta.
III. Uma das desvantagens do arado de discos é que uma roda do trator passa pelo sulco recém aberto, podendo causar
compactação.
Com relação aos implementos para o preparo do solo, analise os itens abaixo e em seguida marque a opção correta:
A) Os itens I e III estão corretos. D) Apenas o item I está correto.
B) Apenas o item II está correto. E) Todos os itens estão incorretos.
C) Os itens II e III estão corretos.

19) Os diversos componentes presentes nas água, que alteram o seu grau de pureza podem ser retratados de uma
maneira ampla e simplificada em termos das suas características físicas, químicas e biológicas. Estas características
podem ser traduzidas na forma de variáveis de qualidade da água:
I. O oxigênio dissolvido presente nas águas pode ser originado da dissolução do oxigênio atmosférico, ser produzido por
organismos fotossintéticos ou ser introduzido por aeração artificial.
II. O nitrogênio, nos processos bioquímicos de conversão da amônia a nitrito e deste a nitrato, implica no consumo de
oxigênio dissolvido no meio.
III. A introdução de matéria orgânica em um curso d’água resulta, indiretamente, no consumo de oxigênio dissolvido.
Está(ão) correta(s) apenas a(s) afirmativa(s):
A) I B) I, II e III C) I e III D) II E) II e III

20) As fortes transformações dos sistemas de produção de animais confinados têm trazido avanços significativos ao
setor, no entanto, isto também tem causado problemas ambientais, fruto da concentração e aumento de escala da
atividade. Isto cria a necessidade de busca de novas alternativas para mitigar o problema e também agregar valor
aos resíduos gerados. A geração e o aproveitamento do biogás a partir destes resíduos se mostram como uma
alternativa interessante:
I. O mecanismo de decomposição anaeróbica para produção do biogás se desenvolve pela ação de um consórcio de
microorganismos, em que um dos produtos finais da degradação é o metano.
II. Os biodigestores são sistemas fechados de degradação anaeróbica em que os gases produzidos são coletados e
armazenados em compartimentos chamados gasômetros para posterior utilização ou simples queima.
III. A geração de biogás a partir de resíduos animais é dependente da temperatura, pH, alcalinidade e do manejo adotado
nos sistemas de produção de animais confinados. Todavia, não depende das características do resíduo.
IV. Questões envolvendo a disposição final dos efluentes dos biodigestores devem ser abordadas dentro de critérios
técnicos, para se evitar o impacto ambiental deste no meio ambiente, haja visto que o resíduo final ainda apresenta um
alto potencial poluidor.
Está(ão) correta(s) apenas a(s) afirmativa(s):
A) I, II e III B) I, II, III e IV C) I e III D) II E) I, II e IV

21) A agricultura brasileira é competitiva e tem alto potencial de expansão, pois dispõe de terra em abundância –
barata nos padrões internacionais – e detém um bom estoque de tecnologias para emprego em regiões tropicais e
subtropicais. Com relação ao agronegócio, analise as afirmativas abaixo e assinale V para as verdadeiras e F para
as falsas:
( ) Dentre os fatores relacionados ao desempenho do agronegócio destacam-se a disponibilidade de terras e a
tecnologia.
( ) O agronegócio pode ser entendido como a cadeia produtiva que envolve desde a fabricação de insumos, passando
pela produção nos estabelecimentos agropecuários e pela transformação, até seu consumo.
( ) A produção de biodiesel representa uma nova dinâmica para toda cadeia produtiva dos óleos vegetais, desde a
produção agrícola até a agroindústria, com a perspectiva de aumento de demanda por óleos vegetais e conseqüente
efeito multiplicador pelos demais segmentos da economia.
A seqüência está correta em:
A) V, V, F B) V, F, F C) V, F, V D) V, V, V E) F, V, V

22) Marque a alternativa INCORRETA com relação às precauções gerais de uso de herbicidas:
A) O armazenamento de herbicidas deve atender à norma NBR 9843 da ABNT.
B) É recomendável armazenar estoques de produtos além das quantidades para o uso a curto prazo.
C) O piso do depósito deve ser cimentado e o telhado sem goteiras para permitir que ele fique sempre seco.
D) Manter o produto em suas embalagens originais.
E) As instalações elétricas devem estar em bom estado de conservação para evitar curto-circuito e incêndios.

23) O Brasil é hoje um dos maiores compradores de agrotóxicos do mundo e as intoxicações por estas substâncias estão
aumentando tanto entre os trabalhadores rurais que ficam expostos como entre pessoas que se contaminam através
dos alimentos. Abaixo, são descritas algumas generalidades sobre o uso dos agrotóxicos. Assinale V para as
afirmativas verdadeiras e F para as falsas:
( ) Consultar sempre um Engenheiro Agrônomo para orientações quanto à real necessidade do uso de um herbicida.
( ) A contaminação mais comum é a dérmica, seguida da inalatória, sendo pouco freqüente os casos de envenenamento
ocasional ou proposital por ingestão.
( ) As formulações em pó, de maneira geral, apresentam maior risco de absorção dérmica do que as líquidas.
( ) Tríplice lavagem (lavagem manual): a embalagem deverá ser submetida ao processo de tríplice lavagem.
A seqüência está correta em:
A) V, F, V, F B) V, V, F, V C) F, V, V, V D) F, F, V, V E) V, V, V, V

24) A comercialização de rosas cortadas ou como planta em vasos, representa uma das importantes atividades do setor
agrícola na Região Nordeste, sendo esta flor, uma das mais populares do comércio florista. A pós-colheita de flores é
importante para a conservação e transporte das flores para regiões distantes. A redução da temperatura é o fator
mais importante para estender a conservação destas. O abaixamento da temperatura durante o transporte e
armazenamento beneficia a pós-colheita das rosas. Marque a alternativa correta com relação à influência da
temperatura na pós- colheita de rosas:
A) Acelera o processo de abertura do botão e a senescência das pétalas.
B) Promove a perda de água por transpiração.
C) Retarda o consumo das reservas de carbono pelas folhas, hastes e flores.
D) Aumenta a possibilidade de infecção por fungos e bactérias.
E) Acelera a respiração e a produção de calor pelas flores.

25) Plantas ornamentais são cultivadas pela beleza e durabilidade de suas inflorescências. O crisântemo tem grande
valor comercial por ser uma das culturas ornamentais de maior aceitação no mercado. O sucesso do cultivo do
crisântemo se deve principalmente à grande diversidade de cultivares com inúmeras colorações e formas de
inflorescências. A produção de mudas de crisântemos requer o uso de substratos. Marque a alternativa verdadeira
com relação ao substrato para enraizamento de estacas de crisântemos:
A) Ausência na disponibilidade de nutrientes. D) Usar materiais que permitam o encharcamento.
B) Não estéril. E) Usar mistura de substratos.
C) Alto custo.

GABARITO DA CHESF:

11-C 12-# 13-E 14-A 15-A 16-B 17-A 18-A 19-B 20-E 21-D 22-B 23-B 24-C 25-E








CONCURSO DA INFRAERO


15 - Em função do padrão da atividade respiratória antes
do amadurecimento, os frutos são classificados como
―climatéricos‖ e ―não-climatéricos‖. São exemplos de
frutos ―climatéricos‖ e de frutos ―não-climatéricos‖,
respectivamente:

(A) abacate e mamão;
(B) laranja e abacaxi;
(C) ameixa e abacate;
(D) mamão e laranja;
(E) abacaxi e ameixa

16 - As plantas ornamentais abaixo, que apresentam,
respectivamente, alta(a), média(m) e baixa (b) tolerância à
salinidade são:

(A) Tilandsia(a), Zinnia(m), Zantedeschia(b);
(B) Crossandra,(a), Dahlia(m), Aphelandra(b);
(C) Anthurium(a), Gerbera(m), Gladiolus(b);
(D) Hydrangea(a), Saintpaulia(m), Camelia(b);
(E) Vriesia(a), Erica(m), Cyclamen(b).

17 - As duas culturas de hortaliças que demonstram ser
mais produtivas quando plantadas em consórcio, entre si,
do que em plantios solteiros (monocultivo), conforme
pesquisas recentes, são:

(A) salsão com repolho;
(B) mandioquinha salsa com alface;
(C) mandioquinha salsa com beterraba;
(D) salsa com cebolinha;
(E) cebola com cebolinha

18 - Em um projeto paisagístico de instalações aeroviárias,
a implantação de atividades agropecuárias em terrenos
reservados à ampliação de aeroportos, ou em áreas de
segurança para a aviação, se justifica por:

(A) permitir economia com a limpeza das terras,
melhorar a guarda das áreas limítrofes com bairros
vizinhos, promover receita extra em áreas ociosas
sem riscos para a aviação;
(B) promover um atrativo ocupacional e de lazer para as
comunidades vizinhas, priorizar atividades que
demandam muita mão-de-obra, gerar empregos para
comunidades da periferia dos aeroportos;
(C) permitir a capacitação de jovens e adultos nas
atividades implementadas, implantar culturas que
atraiam pássaros ao ambiente urbano, priorizar o
plantio de espécies que sirvam de "quebra vento";
(D) diversificar a atividade econômica das empresas de
aviação, promover o agro-turismo, produzir matéria
prima para a confecção das refeições de bordo
(E) incrementar a atividade econômica dos municípios
com aeroportos, receber incentivos fiscais do poder
público, diversificar investimentos do setor
aeroviário.

19 - Problemas reprodutivos de toda ordem constituem a
principal causa de perdas na bovinocultura dos países de
clima tropical. Para medir a fertilidade dos bovinos, NÃO
é utilizado o seguinte método:

(A) produção percentual de bezerros nascidos vivos;
(B) produção percentual de bezerros desmamados;
(C) intervalo entre partos;
(D) período de serviço;
(E) peso do bezerro ao nascer.

20 - A alimentação e o manejo dos bezerros são de suma
importância para o sucesso da produção de leite. A esse
respeito, é correto afirmar que:

(A) o primeiro colostro é 4-5 vezes mais rico em
proteínas que o leite normal, sendo grande parte
destas proteínas compostas de imunoglobulinas;
(B) é importante a ordenha da vaca antes do parto para
estimular a produção do colostro;
(C) a descorna do animal ainda jovem determina maior
ganho de peso final por este se manter menos
agressivo;
(D) a produção de colostro é diferente entre vacas, sendo
constatado que as vacas primípares produzem mais
colostro que as multípares;
(E) a idade para se efetuar o desaleitamento precoce dos
bezerros pode variar de 70 a 90 dias, devendo ser
feito o corte do fornecimento do leite sempre de
forma gradual

21 - Com relação às instalações e equipamentos a serem
projetados e utilizados para a produção de suínos, é correto
afirmar que: (A) para reduzir o excesso de calor que vem do telhado,
este deve ter sua face externa pintada de branco;

(B) o escamoteador é o abrigo fechado para proteção de
leitões contra o esfriamento ambiental, devendo ser
instalado junto à baia de terminação;
(C) a maternidade deve ser construída em tamanho amplo
para suportar as matrizes e os leitões em um mesmo
ambiente;
(D) os prédios devem ter orientação Norte-Sul, a fim de
reduzir o ganho de calor solar na construção;
(E) a abertura lateral deve corresponder de 10 a 20% da
superfície lateral do prédio

22 - Com relação à produção comercial de ovos, é correto
afirmar que:

(A) aves não produtivas a serem descartadas apresentam
como características a cloaca larga, de forma oval e
úmida;
(B) o objetivo primário da debicagem nas aves é o de
reduzir a bicagem de penas e o canibalismo;
(C) o programa de luz para criação de poedeiras
recomenda uma iluminação constante (natural +
artificial) de 20 horas de luz;
(D) ovos Tipo 1 são denominados Extra e apresentam
peso entre 60 – 65g;
(E) os sinais clínicos da doença de Newcastle são a
dificuldade de locomoção, diarréia e lesão no trato
digestivo.

23 - Os capins e as leguminosas forrageiras apresentam
diferenças de resposta à calagem. Quanto à necessidade de
calagem, assinale a opção que indica corretamente a
espécie e sua necessidade de saturação em bases:

(A) Leucena - elevação da saturação de bases a 40%;
(B) Centrosema - elevação da saturação de bases a 60%;
(C) Siratro - elevação da saturação de bases a 60%;
(D) Jaraguá - elevação da saturação de bases a 40%;
(E) Napier - elevação da saturação de bases a 40%.

24 - Assinale os métodos de propagação de plantas
hortícolas que podem resultar em produção precoce de
flores, em espécies para as quais eles são aplicáveis:

(A) propagação por sementes e por tubérculos;
(B) propagação por enxertia e por estaquia de caule;
(C) propagação por bulbos e por rizomas;
(D) propagação por esporos e por apomixia;
(E) propagação por estaquia de raiz e por cormos (bulbos
sólidos).

25 - Em relação aos fungicidas aplicados em plantas, é
correto afirmar que:

(A) as substâncias fungistáticas atuam matando os fungos
patogênicos;
(B) os fungicidas protetores de contato são efetivos na
sua totalidade somente se aplicados antes da
ocorrência da penetração do patógeno nos tecidos do
hospedeiro;
(C) os fungicidas protetores erradicantes apenas
eliminam o patógeno que está na fase reprodutiva;
(D) a fitotoxicidade indica o grau de controle do
fungicida a um determinado patógeno;
(E) para minimizar problemas na mistura entre
fungicidas compatíveis com formulação em solução
aquosa e em pó-molhável, deve ser primeiro
adicionada a formulação em solução aquosa e, após
agitação, adicionar o pó-molhável

26 - A mistura de fertilizantes, em solução, que
corresponde à seqüência:
1) compatível; 2) com baixa solubilidade e 3)
incompatível é:

(A) Sulfato de amônio com: 1) Nitrato de potássio;
2) Sulfato de potássio e 3) Sulfato de magnésio;
(B) Nitrato de cálcio com: 1) Nitrato de potássio; 2)
Ácido fosfórico e 3) Sulfato de magnésio;
(C) Cloreto de potássio com: 1) Sulfato de potássio;
2) Fosfato de amônio e 3) Sulfato de magnésio;
(D) Fosfato de amônio com: 1) Sulfato de magnésio;
2) Nitrato de potássio e 3) Sulfato de potássio
(E) Sulfato de magnésio com: 1) Sulfato de amônio;
2) Sulfato de potássio e 3) Fosfato de amônio.

27 - Entre as práticas agrícolas conservacionistas, o plantio
direto apresenta as seguintes vantagens:

(A) controla a erosão, aumenta a produção agrícola e
promove a economia de combustíveis, lubrificantes,
máquinas e implementos;
(B) controla a erosão, mantém ou melhora a estrutura do
solo e reduz a oscilação de temperatura do solo;
(C) aumenta a umidade do solo, reduz a incidência de
pragas e doenças e aumenta a produção agrícola;
(D) controla a erosão, reduz os custos com defensivos
agrícolas e dispensa o uso de irrigação;
(E) aumenta a evaporação do solo, reduz o custo de
produção e prolonga o período de semeadura

28 - Com relação aos arados de aiveca e de discos, é
correto afirmar que:

(A) o arado de discos promove melhor enterrio de
sementes e eliminação de plantas daninhas que o
arado de aiveca;
(B) o arado de aiveca apresenta uma regulagem mais
fácil que o arado de discos;
(C) na montagem dos discos no arado, o ângulo
horizontal e o ângulo vertical são também
denominados, respectivamente, ângulo de corte e
ângulo de penetração;
(D) a relha é a peça do arado de aiveca que tem a função
de elevar e tombar invertido a leiva;
(E) o arado de disco diminui o risco de erosão por manter
a superfície do solo coberta por restos veget

29 - Com relação à presença de oligoelementos na água de
irrgação, é correto afirmar que:

(A) o Alumínio (Al) pode tornar improdutivos solos
ácidos (pH < 5,5), porém em solos com boa aeração,
mesmo ácidos, o Al precipita e a toxicidade é
eliminada(B) o Cobalto (Co) é inativado em solos neutros e ácidos;
(C) o Ferro (Fe) não é tóxico em solos com boa aeração,
porém a aspersão pode causar depósitos nas folhas;
(D) o Níquel (Ni) não é tóxico para nenhuma espécie
vegetal em qualquer tipo de solo;
(E) o Molibidênio (Mo), mesmo em baixas
concentrações, é altamente tóxico para plantas
forrageiras e para o gado alimentado com esses
pastos

30 - Assinale a afirmativa que indica corretamente os
Custos de Produção Diretos (CPD) e os Custos de
Produção Indiretos (CPI), essenciais para o
estabelecimento dos custos de produção de um
determinado produto agrícola:

(A) CPD: sementes e mudas, fertilizantes, mão-de-obra.
CPI: seguros, irrigação, impostos e taxas;
(B) CPD: irrigação, depreciação do capital fundiário,
criação e tratamento de animais. CPI: seguros,
encargos previdenciários, reparação e conservação de
máquinas e instalações;
(C) CPD: salários, antecipações culturais, despesas
administrativas. CPI: sementes e mudas, impostos e
taxas, depreciação do capital fixo;
(D) CPD: manutenção de máquinas, perda de valor dos
animais, salários de pessoal temporário. CPI:
irrigação, tratamento veterinário, despesas gerais
administrativas;
(E) CPD: sementes e mudas, conservação de instalações,
irrigação. CPI: seguros, impostos e taxas, mão-deobra

31 - Os plantios comerciais de fruteiras podem ser
realizados em diferentes alinhamentos, que formam
diferentes figuras geométricas. Marque a alternativa que
indica, respectivamente, o número de plantas por hectare
cultivadas em alinhamento em quadrado e em triângulo, no
espaçamento de 7m x 7m:

(A) 408 e 118;
(B) 204 e 235;
(C) 204 e 250;
(D) 235 e 408;
(E) 118 e 204.


GABARITO DA INFRAERO:

15-D 16-D 17-D 18-A 19-E 20-A 21-A 22-B 23-E 24-B 25-B 26-E 27-B 28-C 29-C 30-A 31- B






UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANA – PR



CONHECIMENTO ESPECÍFICO

21 - Sobre o desenvolvimento sustentável, assinale a alternativa correta.

a) É um conceito que expressa a viabilidade econômica de programas governamentais mesmo considerando períodos
superiores a um mandato.
b) Foi implementado a partir da aceitação pela sociedade da diretriz de que os programas governamentais deveriam
propiciar prioridade para as questões ambientais.
*c) Retrata a indissociabilidade entre os fatores sociais e ambientais, bem como a necessidade de que a degradação do
meio ambiente seja enfrentada conjuntamente com a questão mundial da pobreza.
d) É um paradigma de desenvolvimento idealizado para propiciar bem-estar social para todas as nações.
e) O conceito ainda é utópico, pois, mesmo depois de várias conferências mundiais e encontros regionais, não há
consenso sobre ele.

22 - Sobre a Agenda 21, assinale a alternativa correta.

*a) Trata-se de um plano de ação com 40 capítulos para ser adotado global, nacional e localmente, por organizações do
sistema das Nações Unidas, governo e pela sociedade civil.
b) A Agenda 21 é um conjunto de 21 princípios ambientais elaborados com a participação dos movimentos organizados
que atuam na área e que buscam a sustentabilidade ambiental.
c) Refere-se a um documento que retrata os 21 princípios ambientais aprovados pelos países que foram os signatários da
agenda durante a Conferência das Nações Unidas realizada em Joanesburgo.
d) É o documento básico aprovado em Joanesburgo que obriga os países signatários a implantar os princípios ali contidos
em um prazo de 10 anos.
e) A Agenda 21 é um documento composto na forma de um plano de ação geral, integrado pela Declaração de Princípios
sobre o Uso da Floresta, pela Convenção sobre a Diversidade Biológica e a pela Convenção sobre as Mudanças
Climáticas.

23 - Com relação ao programa Educação de Chico Mendes, assinale a alternativa correta.

a) Trata-se de um programa de educação popular que difunde a filosofia de vida do ambientalista Chico Mendes.
b) Busca aprofundar, através de diversas ações e pesquisas, como esse ambientalista de renome internacional foi
educado.
c) É um programa de educação de jovens e adultos com objetivo de criar consciência ambiental.
*d) É um programa de fomento a projetos de educação ambiental no ensino básico.
e) É um conjunto de ações e programas voltado para os povos da Amazônia.

24 - Sobre a educação do campo, assinale a alternativa correta.

*a) A educação do campo vem sendo concebida como uma política fundamental para que agricultores, criadores,
extrativistas, pescadores, ribeirinhos, caiçaras, quilombolas e seringueiros possam pensar, produzir e desfrutar de um
modo de vida digno e consubstanciado nos plenos direitos universais da pessoa humana.
b) As políticas públicas dos governos eleitos pelo voto direto, pós-Constituição de 1988, têm garantido eqüidade
educacional entre o campo e a cidade.
c) A educação do campo só melhorou nos últimos anos a partir da implementação dos mesmos (PPPs) que vêm sendo
aplicados nos meios urbanos.
d) A educação do campo é um conceito que vem ganhando força com os movimentos de contra-urbanização, na medida
em que esses movimentos passam a exigir os mesmos direitos aplicados nas regiões urbanas para os espaços agrários.
e) Com a implementação progressiva da educação do campo, melhorou significativamente a formação acadêmica do
engenheiro agrônomo.

25 - Sobre a educação ambiental, assinale a alternativa correta.

a) A educação ambiental é atribuição exclusiva dos licenciados em Ciências Biológicas.
b) O engenheiro agrônomo pode lecionar educação ambiental em todos os níveis educacionais, com a condição de ter
cursado ao menos especialização em metodologia do ensino.
c) A docência em educação ambiental é uma atribuição exclusiva dos licenciados em educação ambiental.
*d) A educação ambiental tem no ProNEA (Programa Nacional de Educação Ambiental) o marco orientador para a
elaboração de políticas públicas nessa área e o processo de consulta pública como estratégia de controle e participação
social.
e) O setor empresarial e as instituições não-governamentais são os maiores entraves para se implementar essa
modalidade educacional como obrigatória para a educação básica.

26 - Sobre o modo de vida e meio de vida no espaço agrário, assinale a alternativa correta.

a) A realidade brasileira vem demonstrando a incompatibilidade entre a produção empresarial e a qualidade de vida no
campo.
b) A luta por um modo de vida do campo surgiu com o MST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra), movimento esse
que lidera as lutas pela qualidade de vida no espaço agrário.
*c) De acordo com a SECAD (Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade), a vida do campo, sob o
ponto de vista da sustentabilidade e da inclusão social, deve levar em conta as diferentes questões da diversidade:
étnico-raciais, de gênero, de diversidade social, geracionais, regionais e culturais.
d) A pluriatividade tem propiciado alternativas interessantes sob o ponto de vista econômico, mas não tem possibilitado
mudanças no modo de vida do campo.
e) Diante da violência progressiva das cidades, a vida no campo tem se mostrado uma importante alternativa para as
famílias, e isso tem propiciado um significativo movimento social de contra-urbanizacão.

27 - Sobre os fatores que afetam a elasticidade–preço da demanda de um bem, considere as seguintes afirmativas:
1. Um fator que afeta a elasticidade–preço é a disponibilidade de produtos substitutos para o bem considerado.
Com maior oferta de produtos substitutos, maior será a elasticidade–preço.
2. Um fator importante que afeta a elasticidade–preço é o número de usos que se pode dar ao produto. Mais
utilização implica maior elasticidade–preço.
3. O grau de essencialidade de um bem é um dos fatores a ser considerado na elasticidade–preço. Quanto maior a
essencialidade, mais a demanda será elástica a preços.
4. A relação existente entre renda e consumo implica maior ou menor elasticidade–preço. Isso diz respeito à
proporção da renda consumida com os produtos: a demanda de um produto é menos elástica entre as pessoas
de alta renda do que entre as de baixa renda.
Assinale a alternativa correta.

a) As afirmativas 1, 2, 3 e 4 são verdadeiras.
*b) Somente as afirmativas 1, 2 e 4 são verdadeiras.
c) Somente as afirmativas 2, 3 e 4 são verdadeiras.
d) Somente as afirmativas 1 e 3 são verdadeiras.
e) Somente as afirmativas 3 e 4 são verdadeiras.

28 - Nos circuitos rurais implantados na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), a geração de renda das
propriedades
familiares está assentada no tripé venda de produtos agrícolas, artesanato rural e turismo rural. Sobre o tema,
assinale a alternativa correta.

*a) O planejamento para a implantação do Anel de Turismo Rural da RMC teve seu início em 1992, com a contratação e
implementação do Programa de Saneamento Ambiental da RMC, pelo governo do Paraná.
b) O Circuito de Turismo Rural de Quatro Barras foi o primeiro a ser implantado na Região de Curitiba, em 1998, e
atualmente é o circuito que conta com o maior número de agricultores familiares associados a esse modelo de programa.
c) Os roteiros da região do Karst compreendem o Caminho Trentino de Turismo Rural na Serra, a Estrada da Graciosa, o
Caminho do Vinho e o Circuito das Colônias.
d) Conforme as estatísticas da Ecoparaná, a atração mais visitada em 2007, dentro dos circuitos rurais, são as grutas
localizadas no Parque Estadual de Bacaetava, em Piraquara.
e) A Serra do Mar e o Vale do Ribeira possuem limitado potencial turístico, segundo a Ecoparaná. A razão principal são as
deficientes vias de acesso e de comunicações em geral.

29 - Sobre o controle da ferrugem da folha na cultura da soja, assinale a alternativa INCORRETA.

a) Visando diminuir o inóculo da ferrugem da soja, uma das práticas utilizadas no cultivo é o cuidado na eliminação da
tigüera.
b) Os sojicultores devem fazer rotação com diferentes classes de fungicidas quando realizarem mais de uma aplicação.
c) Quando não for detectada a presença de ferrugem até o florescimento, deve ser feito o controle preventivo com
fungicidas à base de estrobirulina ou combinações destes com triazóis.
*d) A aplicação de fungicidas nos estágios F1 e F3 pode, além de controlar a ferrugem, proteger a soja até o final do ciclo
contra as outras doenças que ocorrem nessa mesma fase (antracnose, mancha-alvo, mela e oídio).
e) O monitoramento da ferrugem da soja deve ser realizado no mínimo três vezes por semana, a partir do desenvolvimento
vegetativo da soja (surgimento das primeiras folhas), utilizando-se uma lupa de aumento de 20 vezes.

30 - Os agricultores familiares são responsáveis pela produção de cerca de 90% dos alimentos orgânicos no
Paraná, em
área média de 2,7 hectares. A maior produção está concentrada na Região Metropolitana de Curitiba e Litoral. No
litoral são cultivados o arroz e a banana, e em Curitiba o principal produto são as hortaliças. Sobre a produção de
alimentos orgânicos no Paraná, assinale a alternativa correta.

a) O Paraná é o terceiro estado em volume de produção agrícola de orgânicos. São Paulo e Minas Gerais lideram esse
segmento no Brasil.
b) A conversão dos cultivos convencionais para a produção de orgânicos tem demandado, em média, cerca de 18 meses
para as condições do estado do Paraná. Somente depois desse período as áreas se tornam passíveis de certificação.
*c) Os principais produtos orgânicos exportados pelo Paraná são a soja e derivados de cana, como o açúcar mascavo e a
cachaça.
d) O Centro de Referência em Agroecologia, implantado pela Prefeitura Municipal de Curitiba no município de Pinhais, está
atuando em projetos de certificação, de comercialização de produtos orgânicos e de pesquisa agronômica para toda a
Região Metropolitana de Curitiba.
e) O IBD (Instituto Biodinâmico) é a agência que certifica o maior número de propriedades rurais/produtos no Paraná.

31 - Sobre a implantação de pastagens, considere as afirmativas apresentadas a seguir:
1. O clima é um dos fatores a ser observado na escolha da espécie forrageira. Como a maioria das forrageiras
tropicais usadas no Brasil tem sua origem na Austrália, em temperaturas abaixo de 12 ºC elas têm o seu
desenvolvimento vegetativo prejudicado.
2. As plantas forrageiras têm comportamentos distintos com respeito à presença ou não de alumínio e acidez do
solo. As espécies do gênero Panicum, como o capim colonião, o capim tanzânia, o capim aruana e o capim
centenário, e os cultivares de capim elefante são muito tolerantes à acidez no solo.
3. Algumas espécies forrageiras são propagadas por mudas. Dentre estas, podem ser citadas: capim-estrela,
capim-angola, tanner-grass (braquiária do brejo), tifton e coast-cross.
4. O valor cultural de uma amostra de sementes é obtido multiplicando-se a germinação do lote pela sua
percentagem de pureza. A partir do resultado obtido, pode-se fazer o cálculo da taxa de semeadura.
Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas 1 e 2 são verdadeiras.
b) Somente as afirmativas 2, 3 e 4 são verdadeiras.
*c) Somente as afirmativas 3 e 4 são verdadeiras.
d) Somente as afirmativas 1 e 3 são verdadeiras.
e) Somente as afirmativas 1, 2 e 4 são verdadeiras.

32 - Sobre manejo e implantação de pastagens e oferta de forragem, assinale a alternativa INCORRETA.

a) Os saleiros e bebedouros devem estar situados em extremidades opostas na pastagem, porém em uma mesma cota do
terreno. Isso facilita o trânsito em nível e diminui o número de trilhos, que favorecem a erosão.
b) No planejamento, deve-se atentar para a forma dos piquetes. Eles devem ser de forma retangular, com os lados maiores
no sentido perpendicular ao declive.
c) O acesso dos animais a rios e cursos d‘água deve ser vedado, para auxiliar no controle da erosão e na proteção da
vegetação ciliar.
d) Em áreas com declividade acentuada, podem ser construídos os cordões de contorno vegetados em nível como forma
de controle da erosão. Eles têm como finalidade complementar o aumento da oferta de forragem.
*e) Nas pequenas propriedades, a utilização de pastagens de capim italiano tem grande importância na oferta de forragem
na época de inverno.

33 - A resistência das plantas daninhas aos herbicidas é resultado de um processo natural de evolução das
espécies, no
qual as plantas se adaptam às mudanças de ambiente. Sobre esse assunto, assinale a alternativa correta.

a) Uma das formas eficientes de se prevenir a seleção de plantas daninhas resistentes aos herbicidas é a utilização de
produtos com diferentes princípios ativos em mistura de tanque.
*b) Uma planta invasora pode apresentar resistência múltipla, subsistindo à aplicação de herbicidas com distintos
mecanismos de ação.
c) A rotação de cultivos tem pouca importância para o manejo de plantas resistentes aos herbicidas.
d) Embora muito empregado, o controle de plantas daninhas na entressafra (ou pousio) não reduz a densidade de espécies
invasoras e ainda pode favorecer o processo de desenvolvimento de resistência de algumas plantas pelo uso excessivo
de herbicidas.
e) A subdosagem de produtos é uma prática importante para a redução dos custos de controle de plantas invasoras, além
de que dificulta a criação de resistência das plantas a alguns herbicidas.

34 - Um dos produtos utilizados com freqüência nas propriedades rurais é o supermagro. Sobre o uso desse
produto,
considere as afirmativas apresentadas a seguir:
1. O supermagro tem sido utilizado como uma fonte suplementar de micronutrientes para as plantas, como um
inibidor de fungos e bactérias e ainda para aumentar a resistência das plantas contra os insetos e ácaros.
2. O supermagro é utilizado em aplicações no solo, na zona das raízes das plantas. As pulverizações foliares
costumam causar danos ao tecido foliar, devido à presença de fertilizantes micronutrientes na mistura.
3. Um dos inconvenientes da utilização de supermagro é a presença de sementes de invasoras no esterco fresco
de bovinos usado na sua formulação. Elas podem contaminar as áreas tratadas.
4. O molibdato de sódio utilizado na mistura não deve ser misturado com nenhum outro mineral. Ele deve ser
acrescentado na última etapa do processo de preparação do supermagro.
Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas 1 e 3 são verdadeiras.
b) Somente as afirmativas 2, 3 e 4 são verdadeiras.
c) Somente as afirmativas 3 e 4 são verdadeiras.
d) Somente as afirmativas 1, 2 e 3 são verdadeiras.
*e) Somente as afirmativas 1 e 4 são verdadeiras.

35 - Com respeito à tecnologia de aplicação de defensivos, considere as afirmativas a seguir:
1. Os produtos sistêmicos direcionados ao solo ou às folhas podem ser aplicados com menor densidade de gotas,
permitindo o uso de gotas maiores.
2. Quando são utilizados produtos de contato ou de menor ação sistêmica, é necessário o uso de gotas menores e
maior volume de calda para uma melhor cobertura do alvo.
3. Além dos ajustes de volume de calda e tamanho de gota, outro parâmetro a ser considerado são as condições
climáticas durante a aplicação. A umidade relativa e a temperatura adequada são 28% e 32 ºC, respectivamente.
4. Em função da possibilidade de ocorrer ar aquecido ascendente, que dificulta a deposição de gotas pequenas, o
intervalo adequado da velocidade do vento para uma pulverização se situa entre 10 e 18 km/hora.
Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas 2, 3 e 4 são verdadeiras.
b) Somente as afirmativas 1, 2 e 3 são verdadeiras.
*c) Somente as afirmativas 1 e 2 são verdadeiras.
d) Somente as afirmativas 2 e 4 são verdadeiras.
e) Somente as afirmativas 1, 3 e 4 são verdadeiras.

36 - Máquinas e equipamentos agrícolas podem ser classificados quanto à sua forma de acoplamento ou à fonte de
potência para o seu acionamento. Sobre o tema, assinale a alternativa INCORRETA.

a) Os equipamentos são denominados de arrasto quando se caracterizam por apresentar seu acoplamento à fonte de
potência em apenas um ponto, no caso dos tratores, a barra de tração.
b) Usa-se a denominação semimontado quando os equipamentos apresentam seu acoplamento nos dois braços inferiores
do sistema hidráulico de engate de três pontos do trator agrícola, sendo sua parte traseira apoiada no solo por rodas ou
patins.
c) Montados são equipamentos que se caracterizam por apresentar seu acoplamento pelos três pontos do sistema
hidráulico de engate do trator agrícola.
*d) As máquinas são classificadas como motorizadas quando utilizam o trator agrícola para tração, com acionamento, ou
não, de seus órgãos ativos pela tomada de potência (TDP).
e) As máquinas autopropelidas possuem motorização para acionamento de seus órgãos ativos e elementos de
(pré)processamento e para seu autodeslocamento operacional e/ou transporte.

37 - Em função das grandes quantidades envolvidas, a ineficiência no uso de fertilizantes pode representar uma
perda
econômica significativa. É preciso considerar também que perdas excessivas de nitrogênio e de fosfatos significam
um importante risco ambiental. Sobre o tema, considere as afirmativas a seguir:
1. Uma das técnicas empregadas para se evitarem as perdas de nitrogênio é a utilização de inibidores da
nitrificação e da urease. Esses produtos limitam as perdas por volatilização do N contido na uréia.
2. A utilização de fertilizantes de liberação controlada tem grande importância para o aumento na eficiência das
adubações. Os grânulos desses fertilizantes são revestidos com materiais que permitem a liberação dos
nutrientes de maneira gradual.
3. O uso de micorrizas vesico-arbusculares tem efeitos favoráveis na absorção de P.
4. A reação do solo tem grande importância na absorção de nutrientes. Quanto menor o pH, menor a absorção de
boro. Quando o pH ultrapassa 6,5, ocorre menor absorção de enxofre, nitrogênio e fósforo.
Assinale a alternativa correta.

*a) Somente as afirmativas 1, 2 e 3 são verdadeiras.
b) Somente as afirmativas 2, 3 e 4 são verdadeiras.
c) Somente as afirmativas 1 e 4 são verdadeiras.
d) Somente as afirmativas 2 e 3 são verdadeiras.
e) As afirmativas 1, 2, 3 e 4 são verdadeiras.

38 - Conforme recomendação do IAPAR, a adubação foliar com uréia pode ser indicada como medida de emergência
para
pequenos produtores que têm no cultivo de feijão sua principal fonte de renda. Sobre o assunto, assinale a
alternativa correta.

*a) A adubação nitrogenada em pulverização foliar é própria para plantios realizados em solos pobres em matéria orgânica,
sem o emprego de inoculantes biológicos, e para as situações em que os produtores não têm condições financeiras de
realizar a adubação via sólida em cobertura.
b) A cultura do feijoeiro pode ser pulverizada com uma solução de uréia com até 20% de concentração. A partir dessa
concentração, começam aparecer injúrias nas folhas, com conseqüente possibilidade de dano econômico.
c) O fornecimento da uréia deve ser feito a partir dos 60 dias da emergência, por aspersão foliar. A dose recomendada é de
100 litros de solução por hectare, com concentração de 8%, o que equivale a aplicar no solo 40 kg/ha de N via sólida.
d) A pulverização com uréia diluída em água possui um efeito inseticida contra a cigarrinha-verde, praga muito comum nos
feijoeiros no estado do Paraná.
e) A pulverização do feijoeiro com uréia deve ser realizada nas horas mais quentes do dia, para mais eficiência da prática.
Dessa forma, as perdas de N são menores e a absorção desse elemento pela planta é mais elevada.

39 - Sobre o manejo de bezerros de gado leiteiro, assinale a alternativa INCORRETA.

a) O bezerro nasce sem vitamina A e sem anticorpos. A ingestão de colostro na quantidade de 10% do seu peso vivo,
dividida em três vezes ao dia, é a maneira adequada para aumentar suas chances de sobrevivência.
b) O bezerro perde a capacidade de absorção intestinal dos anticorpos contidos no colostro em pouco tempo. Dessa forma,
é recomendável fazê-lo iniciar a ingestão do colostro no máximo a partir de 6 horas depois do nascimento.
c) A descorna dos bezerros é recomendável. Ela pode ser feita com bastão de soda caústica ou um termocautério até a
terceira semana de vida. Os animais descornados têm maior valor comercial.
*d) A temperatura recomendável para bezerros nas primeiras semanas deve estar entre 28 e 32 ºC. Além da manutenção
dessa temperatura no bezerril, devem também ser evitadas as correntes de ar.
e) Os ripados são mais adequados que ―camas‖ para abrigar os bezerros. Distúrbios digestivos podem ocorrer com a
ingestão de ―cama‖.



40 - A criação e o manejo de bovinos em pequenas propriedades devem ser conduzidos de forma a se integrarem à
produção vegetal. Isso facilita a reciclagem de nutrientes e principalmente proporciona uma maior independência
em
relação aos insumos externos. Acerca desse assunto, considere as seguintes afirmativas:
1. O Pastoreio Rotativo Voisin é recomendado para pequenas propriedades agrícolas. Ele prega a divisão da área
disponível no maior número possível de piquetes ou parcelas, nas quais os animais devem fazer a ocupação por
tempo curto e em grande lotação.
2. O cultivo de espécies forrageiras anuais de crescimento na estação fria é a forma mais econômica de oferecer
alimentação aos bovinos para a produção de leite durante o inverno na região Sul do Brasil. As espécies que
podem ser empregadas são a aveia-preta, o centeio e o azevém.
3. A ―terminação‖ de bovinos para corte tem se mostrado como uma atividade mais rentável para as pequenas
propriedades que a pecuária leiteira. No primeiro caso, o manejo sanitário é mais simples, e a produção de
alimentos para os animais dessa finalidade tem custo mais reduzido (por exemplo, a silagem de milho).
4. A alimentação dos animais no pasto nas pequenas propriedades é complementada com vários produtos. A
principal fonte de proteínas para os animais é obtida com o fornecimento de cana-de-açúcar picada no cocho.
Assinale a alternativa correta.

a) Somente a afirmativa 2 é verdadeira.
*b) Somente as afirmativas 1 e 2 são verdadeiras.
c) Somente as afirmativas 2 e 3 são verdadeiras.
d) Somente as afirmativas 1, 2 e 3 são verdadeiras.
e) Somente as afirmativas 2, 3 e 4 são verdadeiras.



GABARITO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANA – PR:



21-B 22-A 23-C 24-A 25-B 26-C 27-D 28-A 29-A 30-A 31-B 32-B 33-C 34-A 35-C 36-C 37-A 38-B 39-D 40-D






PREFEITURA DE RIO BRANCO – AC




CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
O incremento da demanda por biocombustíveis vem provocando
o aumento do cultivo de cana-de-açúcar em algumas regiões do
Brasil e deve provocar também o aumento da área cultivada com
soja e milho. Acerca do plantio/semeadura, manejo cultural e
fitossanitário dessas culturas, julgue os itens subseqüentes.

51 As cultivares mais modernas de cana-de-açúcar apresentam
elevada produtividade, boa qualidade de açúcar e de álcool
e resistência a diversas doenças.

52 A queima dos canaviais facilita a colheita manual dessa
cultura, mas prejudica o meio ambiente.

53 Atualmente no Brasil, o controle da ferrugem asiática da soja
tem sido feito mediante o uso de variedades resistentes.

54 Em relação à soja convencional, a soja transgênica RR
apresenta maior produtividade e maior resistência a doenças
e pragas.

55 O uso de inoculantes que contêm bactérias fixadoras de
nutrientes proporciona aumento na produtividade da cultura
de soja ao mesmo tempo que reduz pela metade a
necessidade de adubação nitrogenada em cobertura.

56 Normalmente, o uso de sementes híbridas de milho onera o
produtor, pois o custo da semente é alto. Porém, em relação
ao uso de cultivares de polinização aberta, gera maior
produtividade.

57 A densidade de semeadura de milho para a produção de
grãos normalmente é maior do que a utilizada para fins de
produção de milho para silagem.

58 A associação da cultura de milho com a de feijão
proporciona maior aproveitamento da área e dos nutrientes
do solo, se comparada à cultura solteira dessas plantas.

O cultivo de certas fruteiras tropicais e subtropicais tem crescido
satisfatoriamente em algumas regiões do Brasil. Acerca do
plantio e manejo cultural e fitossanitário de fruteiras, julgue os
itens que se seguem.

59 A causa da morte súbita dos citros ainda não está elucidada,
mas suspeita-se que essa doença seja causada por uma
mutação do vírus da tristeza dos citros.

60 Recentemente, a bactéria que causa a clorose variegada dos
citros (CVC) foi totalmente seqüenciada, o que proporcionou
cultivares resistentes a essa doença no Brasil.

61 A longevidade do maracujazeiro azedo era aproximadamente
de dois anos até o surgimento de cultivares mais produtivas
e resistentes às principais doenças relacionadas a essa planta,
o que aumentou a sua longevidade para seis anos ou mais.

62 O manejo cultural adequado de bananais se dá por meio da
desbrota dos rebentos (filhotes) da bananeira — ainda
pequenos e chamados de chifrinhos — deixando-se três
mudas por cova.

63 A sexagem do mamoeiro ocorre na época da frutificação e
consiste em eliminar todas as plantas com flores
hermafroditas e masculinas, permanecendo uma planta
feminina em cada cova.

64 Comparadas às cultivares de pé franco, as variedades de
mangueira enxertadas são mais resistentes às condições
edafoclimáticas adversas, devendo ser plantadas com
espaçamentos mais reduzidos.

O manejo integrado de doenças, pragas e plantas daninhas — por
meio de medidas que incluem uso de agrotóxicos, cultivares
resistentes, zoneamento agroclimático, menor densidade de
plantio e controle preventivo, entre outras — tem proporcionado
bons resultados. Com referência a esse assunto, julgue os
itens a seguir.

65 Há agrotóxicos formulados de maneira que dispensam o uso
de espalhante adesivo durante a sua aplicação nas lavouras.

66 Atualmente, no Brasil, as variedades de tomate mais
utilizadas, além de serem altamente produtivas, apresentam
ótima qualidade para consumo in natura e para uso
industrial, sendo, ainda, resistentes à murchadeira bacteriana.

67 A principal praga que ataca o tomateiro é uma espécie de
traça, que também causa sérios prejuízos às lavouras de
batata, repolho e couve-flor.

68 Entre as condições favoráveis para o desenvolvimento da
sarna comum da batata, incluem-se solos com pH em torno
de 6,0.

69 O herbicida 2,4 D controla a grande maioria das espécies
daninhas em lavouras de soja transgênica e apresenta grande
seletividade para essa cultura.
70 O herbicida gliphosate deve ser aplicado em pré-emergência
para o controle de plantas daninhas de folhas largas e
estreitas, não apresentando seletividade para culturas e
pastagens.

71 A viabilidade do cultivo orgânico de hortaliças é maior em
áreas novas e com o uso de técnicas de manejo integrado e
de produtos orgânicos registrados.

72 Os fosfitos são comercializados como fertilizantes, além de
serem utilizados como fonte de nutrientes e indutores de
resistência a doenças em diversas culturas.

73 Os baixos índices de frutificação de abóboras, melancias e
pepinos em épocas chuvosas são atribuídos a problemas
fitossanitários devido à maior incidência de patógenos nessas
épocas.

A conservação adequada dos solos é de fundamental importância
para a sustentabilidade dos ecossistemas e para o futuro das
próximas gerações de agricultores. Acerca da capacidade de uso,
conservação e fertilidade dos solos do Brasil, julgue os itens
seguintes.

74 Os latossolos são solos pouco ondulados e geralmente
possuem alta fertilidade natural e baixo teor de argila.


75 Os solos com maior teor de matéria orgânica geralmente
requerem uma menor adubação química, especialmente de
nitrogênio.

76 Os litossolos são utilizados para o cultivo de espécies de
baixo desenvolvimento do sistema radicular, tais como arroz,
trigo, centeio e aveia.

77 Os terraços de base larga são utilizados em solos com maior
declividade e mais arenosos, enquanto os terraços de base
estreita são utilizados em solos com menor declividade e
mais argilosos.

78 Em razão da elevada quantidade de espécies de plantas
presentes em sistemas agrossilvopastoris, é dispensado o uso
de terraços nos mais diversos tipos e declividades de solos
nesses sistemas.

79 A maioria dos solos do Brasil possui baixo teor de fósforo,
o que tem elevado os custos de produção devido à aplicação
de elevada quantidade de adubos fosfatados.

80 O uso de fertilizantes nitrogenados como sulfato de amônio,
que contém cerca de 30% de nitrogênio e 34% de enxofre,
tem causado sérios problemas de acidificação dos solos e
diminuído a produtividade das lavouras.

A organização e o planejamento das atividades é de fundamental
importância para o sucesso de qualquer empreendimento agrícola.
Acerca da administração agrícola, julgue os itens a seguir.

81 Os trabalhadores rurais têm demonstrado maior eficiência no
desenvolvimento de suas atividades quando trabalham no
sistema de parceria — denominados de meeiros — com os
proprietários, especialmente no cultivo de hortaliças em
pequenas e médias propriedades.

82 A comercialização de todas as culturas olerícolas deve ser
planejada de forma a atender o mercado consumidor durante
o ano todo. Assim, o plantio e a colheita dessas culturas deve
ser do tipo escalonado semanalmente.

83 Produtores de laranja, tomate e cenoura devem planejar a
instalação das lavouras mediante aquisição ou produção
própria das mudas de forma antecipada, garantindo, dessa
maneira, a quantidade necessária de mudas de boa qualidade,
disponíveis no momento do transplantio para o campo.

84 Na produção de tomateiro estaqueado destinada ao mercado
in natura, recomenda-se que os agricultores façam rotação
dessa cultura com as de feijão-de-vagem, ervilha e pepino e
que aproveitam os nutrientes da adubação do tomateiro e
todo o sistema de condução, o que representa uma
substancial economia, sem afetar a produtividade da cultura
subseqüente.

85 Os produtores de alho têm utilizado a prática da vernalização
dos bulbilhos em câmaras frigoríficas para posterior plantio
em campo, o que proporciona, entre outras vantagens,
antecipação do ciclo da cultura, maior economia no uso de
agrotóxicos e produção de bulbos de melhor qualidade.

A mecanização agrícola, além de ter possibilitado a incorporação
de grandes áreas à produção agropecuária brasileira, contribuiu
de maneira inquestionável com o melhoramento da qualidade de
vida das pessoas que lidam com a agricultura. Essa contribuição
se dá pelo aumento da renda rural e também pela adequação do
trabalho necessário à execução das tarefas agrícolas. Com
respeito a esse assunto, julgue os itens que se seguem.
86 O uso do plantio direto tem provocado uma diminuição nos
trabalhos de preparo do solo.

87 As plantadeiras para plantio direto são providas de discos
colocados à frente do sistema de distribuição de sementes,
sendo que a finalidade principal desses discos é distribuir
perfeitamente o adubo no sulco de plantio.

88 Um pulverizador autopropelido que se movimenta com
velocidade média de 16 km/h e alcança largura efetiva de
ação de 24 m tem capacidade de trabalho de 28,8 ha por
hora, desde que a eficiência de trabalho seja de 75%.

89 De maneira geral, consegue-se melhor eficiência de trabalho
com o uso de máquinas agrícolas ao se dividir o
comprimento de áreas muito compridas em diversos trechos
de menor comprimento, formando-se assim áreas de menor
extensão e maior largura.

90 Em uma colheitadeira autopropelida, a barra de corte e o
molinete executam a tarefa de cortar as plantas no momento
da colheita, enquanto o parafuso sem fim e a banda
elevatória agem no sentido de levar a massa colhida ao
sistema de trilha ou debulha.

91 Considere que um trator tracione uma grade aradora a uma
velocidade de 1,2 m/s. Considere ainda que essa grade
possua largura de corte total de 1,0 m e execute a
mencionada atividade com profundidade de 20 cm. Nessa
situação e considerando-se a resistência do solo à operação
de gradagem de 2 × 105 N/m2, é correto afirmar que a
potência líquida exigida na barra de tração do trator é
inferior a 50 CV.

92 Para a implantação de cultivos em áreas preliminarmente sob
florestas, a primeira operação deve ser o desbravamento.
Essa operação é constituída de corte e ou arrancamento da
vegetação original, seguido de destoca e enleiramento.

93 Arados tracionados por animais são, na maioria das vezes, de
aiveca. No entanto, esses arados apresentam o problema de
Uma das vantagens das regiões tropicais quando comparadas às
regiões de clima temperado é a ausência de invernos rigorosos.

Essa característica permite a produção de alimentos o ano todo.
No entanto, para que isso possa acontecer com sucesso, é
necessário o uso de sistemas de irrigação e drenagem em virtude
de os invernos serem, nas regiões tropicais, na maioria das vezes,
secos. Para operar adequadamente sistemas de irrigação e
drenagem, faz-se necessário o perfeito conhecimento das relações
solo-água-planta, além do planejamento hidrológico da bacia
hidrográfica em questão. Acerca desse assunto, julgue os itens a
seguir.

94 Considere que, em uma pequena bacia hidrográfica de
12,75 km2, tenha caído uma chuva média de 50 mm e que
90% dessa chuva tenha sido abstraída pela infiltração, pela
interceptação foliar e pelo armazenamento na superfície do
solo. Nessa situação, é correto afirmar que, desconsiderandose
outras perdas eventuais, o volume de escoamento
superficial nessa bacia foi superior a 60.000 m3.

95 Bacias hidrográficas de formato aproximadamente
arredondado normalmente apresentam hidrogramas de
escoamento superficial achatados, isto é, de duração longa e
picos de vazão não muito elevados.


96 Considere que, no planejamento de um sistema de
bombeamento de água, tenha sido encontrada uma altura
geométrica de 25 m. Nessa situação, se as perdas de carga
nas tubulações de sucção e de recalque que serão utilizadas
nesse sistema forem de 12 m.c.a. (metros de coluna de água)
e se, no final da tubulação de recalque, for necessária uma
pressão de 350 kPa, é correto afirmar que a altura
manométrica que a bomba a ser utilizada terá de fornecer ao
sistema é maior que 60 m.c.a.

97 Considere que, ao se determinar a vazão de um pequeno rio,
tenha sido dividida a seção de escoamento em três subseções
de áreas iguais a 3 m2, 4 m2 e 2,8 m2. Nessa situação, se as
respectivas velocidades de escoamento médias nessas
subseções eram, respectivamente, de 0,4 m/s, 0,5 m/s e
0,3 m/s, é correto afirmar que a vazão desse rio, na ocasião
dessa medida, era inferior a 1,5 m3/s.

98 As perdas de cargas ao longo de uma tubulação dependem
da viscosidade do líquido que escoa e da turbulência, e,
normalmente, a turbulência aumenta com o aumento da
rugosidade da tubulação.

99 Geralmente, solos com baixa capacidade de infiltração de
água são os mais propícios à irrigação por pivô central.

100 Na irrigação por aspersão, quanto maior a velocidade do
vento, geralmente maiores serão as perdas de água por
arrastamento e deriva.

101 Em sistemas de irrigação por sulcos, o tempo de avanço da
água ao longo desses sulcos é maior em solos de baixa
capacidade de infiltração, quando comparado com o tempo
de avanço em solos de elevada capacidade de infiltração.

102 Na irrigação por aspersão por pivô central, consegue-se a
aplicação de maiores lâminas de água diminuindo-se a
velocidade de rotação do aparelho. No entanto, com
velocidade de rotação menor, o risco de escoamento
superficial aumenta.

103 Uma das desvantagens dos sistemas de irrigação por
gotejamento é a dificuldade de se aplicar pequenas lâminas
de água.

104 Uma das grandes vantagens da irrigação por gotejamento é
a possibilidade de aplicar, junto com a água, fertilizantes,
principalmente os fertilizantes à base de nitrogênio e
potássio.

105 Em virtude das condições climáticas locais, a implantação de
áreas irrigadas no oeste amazônico deve ser acompanhada
com cuidado, devido ao risco de salinização, devendo se
cogitar, inclusive, a possibilidade de implantação, junto com
a irrigação, de sistemas de drenagem.

O surgimento das técnicas de geoprocessamento e
geoposicionamento facilitou, de inúmeras maneiras, a ação dos
técnicos que trabalham com agropecuária, dos que trabalham com
questões ambientais e até daqueles que trabalham com segurança,
como, por exemplo, dos policiais federais. Acerca desse assunto,
julgue o item abaixo.

106 A utilização das técnicas acima mencionadas tem permitido
a técnicos dos Estados Unidos da América detectarem focos
de incêndios florestais na Amazônia brasileira.
Hoje em dia, as técnicas de geoprocessamento têm fornecido
rapidamente informações coerentes relativas à superfície terrestre.
No entanto, determinadas tarefas exigem um grau de precisão
muito elevado de detalhes e medidas da superfície terrestre.
Como exemplo de necessidade de mapas precisos podem ser
citados os casos de levantamentos topográficos para fins de
irrigação e drenagem, em que a altimetria é tão importante quanto
a planimetria. Com relação a esse assunto, julgue os itens
subseqüentes.

107 Considere a situação em que, mantendo-se um nível de
luneta em uma mesma cota, isto é, em um mesmo
referencial, e colocando-se uma mira topográfica direta em
dois pontos, A e B, tenham sido verificadas,
respectivamente, as leituras de mira 2,80 m e 3,80 m. Com
base nesses dados, é correto afirmar que o ponto B é um
metro mais alto que o ponto A.

108 Considere que uma área esteja representada em um mapa
topográfico cuja escala é de 1:20.000; se o desenho dessa
área no mapa corresponde a 25,45 cm2, é correto afirmar que
a área real no campo é de 101,80 ha.
Nas propriedades rurais, diversas construções são necessárias,
não somente para abrigar as pessoas mas também para abrigar os
diversos tipos de máquinas e animais. Com relação às máquinas
de uma propriedade, verifica-se, também, a necessidade do uso
de diversas fontes energéticas e, dessa forma, é necessário que os
abrigos rurais sejam construídos e planejados não somente para
oferecer conforto ambiental mas também facilidade de
abastecimento energético. Acerca desse assunto, julgue os itens
a seguir.

109 Areias de barranco devem ser usadas para confecção de
lajes, vigas e pilares, enquanto areias lavadas devem ser
usadas exclusivamente para assentamento de tijolos.

110 Se, em uma propriedade rural, a eletrificação é trifásica e
suficiente para grandes motores, os equipamentos de
irrigação por pivô central devem, em detrimento dos
derivados do petróleo, usar energia elétrica, por ser mais
barata e prática.

No Brasil, ocorreu grande expansão de forrageiras do gênero
Brachiaria a partir das décadas de 70 e 80 do século passado,
principalmente nas regiões de clima mais quente. Na atualidade,
elas ocupam mais de 50% da área de pastagens cultivadas no
Brasil tropical, sendo utilizadas nas fases de cria, recria e engorda
dos animais. Julgue os itens a seguir, quanto às características das
espécies braquiárias mais difundidas, e que foram determinantes
para a referida expansão.

111 As braquiárias proporcionam boas produções de forragem
em solos com baixa a média fertilidade.

112 As pastagens de braquiárias são de fácil estabelecimento
devido, entre outras características, à boa produção e
germinação das sementes e alta agressividade na competição
com plantas invasoras.

113 Braquiárias são excelentes forrageiras para eqüinos, caprinos
e ovinos.

114 A Brachiaria brizantha cv.Marandu (braquiarão, brizantão)
adapta-se muito bem a solos mal drenados, enquanto a
Brachiaria humidicola (quicuio-da-amazônia, humidícola)
não tolera alagamento.


115 A alta resistência da Brachiaria decumbens cv. Basilisk
(decumbens, braquiarinha) às cigarrinhas-das-pastagens
constitui característica favorável à sua escolha como espécie
para formação de pastagens.

A produção de carne no Brasil é baseada na utilização das
pastagens naturais ou cultivadas. Por outro lado, a
descontinuidade da produção de forragem durante o ano,
ocorrendo um período de abundância de forragem com valor
nutritivo relativamente alto, em contraposição a um período de
escassez de alimento que, comumente é de baixo valor nutritivo,
afeta drasticamente tanto a produção de leite como a de carne
neste período. Com relação às estratégias para minimizar ou
equacionar os efeitos da estiagem na produção de leite
recomenda-se o(a)

116 uso exclusivo de mistura mineral.

117 produção de forrageiras para corte (cana-de-açúcar,
capim-elefante), produção de milheto ou sorgo em safrinha
e cultivo de forrageiras de inverno.

118 conservação de forragem (ensilagem e fenação).

119 aplicação nas culturas de forrageiras, de fertilizantes e água
de irrigação em épocas estratégicas.

120 adoção do diferimento ou vedação de pastagens para as
categorias animais de altas exigências nutricionais, como é
o caso das vacas de maior produção de leite.


GABARITO DA PREFEITURA DE RIO BRANCO – AC:



51-C 52-C 53-E 54-E 55-E 56-C 57-E 58-C 59-C 60-E 61-E 62-C 63-E 64-C 65-C 66-E 67-E 68-C 69-E 70-E 71-C 72-C 73-
E 74-E75-C 76-E 77-C


78-E 79-C 80-E 81-C 82-E 83-E 84-C 85-C 86-C 87-E 88-C 89-C 90-C 91-E 92-C 93-E 94-C 95-E 96-C 97-E 98-C 99-E
100-C 101-E 102-C 103-E
104-C 105-E 106-C 107-E 108-C 109-E 110-C 111-C 112-C 113-E 114-E 115-E 116-E 117-C 118-C 119-C 120-E








CONCURSO BANCO NOSSA CAIXA




CONHECIMENTOS ACADÊMICOS E ESPECÍFICOS
21. Tanto na pecuária de corte como na leiteira, o manejo reprodutivo
é fundamental para assegurar a eficiência reprodutiva
e produtiva de rebanhos bovinos. Nesse contexto, o uso de
animais rufiões é considerado como ferramenta útil para

(A) diminuir o número de touros em serviço no rebanho.
(B) induzir o cio nas matrizes.
(C) identificar as matrizes em cio.
(D) garantir a obtenção de prenhes no rebanho.
(E) garantir a ocorrência de cio no rebanho.

22. O período de serviço é um dos índices zootécnicos utilizados
para avaliação da eficiência reprodutiva de matrizes bovinas
e manejo de animais. Este período corresponde ao intervalo
de tempo entre

(A) o encerramento da lactação e a parição seguinte.
(B) a parição e o encerramento da lactação do animal.
(C) a parição e a primeira cobertura do animal.
(D) a parição e o estabelecimento de uma nova gestação.
(E) duas coberturas sucessivas.

23. As informações sobre os índices de desempenho do rebanho
bovino brasileiro, principalmente os de gado de corte, são
escassas e pouco precisas. As taxas de natalidade de rebanhos,
de acordo com as raças Guzerá, Nelore, Indubrasil e Gir, no
ano de 2003, foram, respectivamente, de 64, 63, 57 e 56%.
Considerando essas raças, a taxa média de natalidade foi de

(A) 56%.
(B) 57%.
(C) 58%.
(D) 60%.
(E) 63%.

24. A suinocultura sempre foi praticada visando dois objetivos
principais: 1) produção industrial de carne e banha; 2) venda
de reprodutores. Com uma produção estimada de 43 200
toneladas, em 2002, é o maior produtor de carne suína no
mundo:

(A) Alemanha.
(B) Brasil.
(C) China.
(D) Dinamarca.
(E) Estados Unidos.

25. O rebanho suíno brasileiro de cerca de 36,5 milhões de cabeças,
segundo descreve a Associação Brasileira de Criadores
de Suínos (1999), tem a sua maior representação numérica,
econômica e tecnológica na região

(A) Norte.
(B) Nordeste.
(C) Centro-Oeste.
(D) Sudeste.
(E) Sul.

26. Na avaliação do desempenho dos suínos, alguns índices são
importantes. De acordo com o quadro abaixo, os valores da
taxa de mortalidade média e da porcentagem de leitões desmamados
são, respectivamente:

Número
de leitões
nascidos/
leitegada
parida
Leitões
nascidos
vivos
Leitões
nascidos
mortos
Leitões
mortos entre
o parto e
desmama
Leitões
desmamados
10 10 – – 10
8 8 – 2 6
10 9 1 3 6
8 7 1 2 5
9 7 2 – 7
(A) 24,9% e 75,0%.
(B) 20,9% e 72,0%.
(C) 15,0% e 89,0%.
(D) 8,9% e 82,9%.
(E) 5,9% e 84,9%.

27. Com relação à mamite, doença comum na bovinocultura
leiteira nacional, pode-se afirmar que

(A) é causada por agentes patológicos disseminados pelo ambiente
contaminado dos estábulos, através das camas, do
esterco, da água e do ar poluído, da presença de moscas.
(B) é de difícil detecção, geralmente de longa duração e alta
influência na produção de leite.
(C) ocorre, em 90% dos casos, nas células produtoras de leite
pela penetração, no úbere, de microorganismos através
do orifício da teta (cárdia).
(D) o local da ordenha, úbere e tetas do animal, limpeza do
ordenhador, equipamentos e utensílios para ordenhar
e a água usada nas etapas de limpeza e desinfecção da
ordenhadeira e do ordenhador não são fontes de contágio
do leite.
(E) as lesões causadas nas células produtoras de leite por
infecções podem ser tratadas, com grande resultado,
somente via intramuscular.

28. A alternativa que apresenta sintomas da brucelose, doença
causada pela bactéria Brucella sp., uma enfermidade infectocontagiosa
crônica, que ataca principalmente animais em
reprodução, é:

(A) abscessos, geralmente na cernelha e na nuca.
(B) nascimento de animais, com baixo desenvolvimento
corporal.
(C) aborto das fêmeas bovinas, entre o 7.º e o 9.º mês de
gestação.
(D) aborto em fêmeas bovinas, em qualquer período de gestação.
(E) inflamação no úbere das fêmeas.

29. A exploração econômica na bovinocultura de leite requer
um eficiente manejo reprodutivo das vacas leiteiras. A esse
respeito, é correto afirmar que

(A) as características reprodutivas apresentam alta herdabilidade,
dessa forma o desempenho reprodutivo está mais
relacionado com as condições do meio.
(B) a duração média da gestação na vaca é de 280-290 dias
e o período ideal para lactação é de 10-12 meses.
(C) em relação à idade do animal, animais muito jovens ou
muito velhos apresentam elevada taxa de concepção.
(D) anestro é o sinal característico de que a vaca está apta a
ser montada.
(E) o risco de transmissão de doenças infecto-contagiosas é
maior na inseminação artificial do que na monta natural
.
30. Referente às raças de gado de corte, escolha a raça, dentre as
alternativas abaixo, que contempla as seguintes características:
zebuíno, originário da Índia, cujos animais se apresentam
com características gerais de gado grande, de pelagem branca
ou cinza-claro; cabeça em forma de ataúde, com arcadas orbitárias
não-salientes e perfil ligeiramente convexo; chifres normalmente
curtos e grossos; orelhas pequenas ou de tamanho
médio; nos machos, o pescoço e a giba apresentam-se mais
escuros, podendo essa cor estender-se até um pouco sobre a
paleta.
(A) Gir.
(B) Cangaian.
(C) Nelore.
(D) Indubrasil.
(E) Guzerá.

31. Uma vantagem da produção de galinhas poedeiras alojadas
em pisos em comparação com aquelas alojadas em gaiolas é

(A) menor necessidade de minerais e vitaminas.
(B) menor necessidade energética.
(C) menor liberdade às aves.
(D) não consumo de alimentos residuais.
(E) facilidade de vacinação.

32. A profilaxia de doenças na avicultura é um dos seus pilares
de sustentação. Qual entre essas doenças tem como agente
etiológico uma bactéria?

(A) Bronquite infecciosa.
(B) Doença de Newcastle.
(C) Doença de Marek.
(D) Coccidiose.
(E) Tifo.

33. O trator agrícola é uma máquina autopropelida provida de
meios que o capacita fornecer aos implementos

(A) movimento de rotação e combustão interna.
(B) tração, transporte e potência mecânica.
(C) combustão interna e transporte.
(D) matéria e energia cinética.
(E) tração e combustão interna.

34. Dotados de motores a vapor, os tratores agrícolas primitivos
eram essencialmente substitutos dos eqüinos, muares
e bovinos. Com o passar do tempo, os tratores foram sendo
aperfeiçoados para atender a muitas outras tarefas nas propriedades
rurais, adaptando-se às modernas práticas agrícolas. Os
tratores, hoje em dia, tornaram-se um dos mais importantes
insumos agrícolas modernos e devem cumprir a(s) seguinte(s)
função(ões) básica(s):

(A) tracionar máquinas de preparo do solo e cultivo.
(B) utilizar, racionalmente, potência mecânica para fins
agrícolas.
(C) acionar máquinas estacionárias, tracionar e carregar
máquinas e implementos agrícolas.
(D) acionar trilhadoras de cereais.
(E) movimentar, acionar e transmitir movimento para as
colhedoras.

35. De acordo com o tipo de rodado, os tratores podem ser classificados
em:

(A) tratores de rodas, tratores de esteiras e tratores de semiesteiras.
(B) tratores semi-agrícolas, tratores florestais e tratores
agrícolas.
(C) tratores agrícolas, tratores de esteiras e tratores de semiesteira.
(D) tratores de rodas, tratores de esteiras e tratores agrícolas.
(E) tratores agrícolas, tratores florestais e tratores de esteiras.

36. A tomada de potência (TDP) dos tratores agrícolas é um
Órgão

(A) transformador da energia potencial do combustível em
energia mecânica, na forma de potência disponível no
volante da árvore de manivelas.
(B) receptor da potência do motor e responsável por sua
transmissão à caixa de mudança de marchas.
(C) transformador e transmissor de movimentos, responsável
pela transmissão do movimento do diferencial às rodas
motrizes, com redução da velocidade angular e aumento
do torque.
(D) receptor, transformador e transmissor da potência do
motor, através de um fluido sob pressão, a cilindros
hidráulicos.
(E) transformador e transmissor de movimento, responsável
pela transmissão do movimento do motor ou da caixa de
mudança de marchas, para uma árvore cuja extremidade
é disposta externamente, na parte posterior do trator.

37. Uma semeadora-adubadora deve distribuir sementes de feijão
com um espaçamento de 0,40 m entre-linhas numa taxa de
50 kg ha–1 de sementes e 300 kg ha–1 de adubo. No campo foi
marcada uma distância de 20 m para a máquina ser deslocada
e serem coletadas sementes e adubos na saída dos respectivos
mecanismos dosadores de uma das linhas. Quais quantidades
de sementes e de adubo deverão ser coletadas para que a regulagem
da semeadora-adubadora seja considerada correta?

(A) 400 g de semente e 1.200 g de adubo.
(B) 4 kg de semente e 12 kg de adubo.
(C) 40 g de semente e 240 g de adubo.
(D) 4 g de semente e 240 g de adubo.
(E) 4 kg de semente e 24 kg de adubo.

38.Um agricultor pretende plantar, em uma área de 100 hectares,
uma determinada cultura, utilizando uma semeadora-adubadora
de 10 linhas e largura de trabalho de 5,0 m. Ele pretende
trabalhar a uma velocidade de 2,5 km h–1 para obter uma
eficiência operacional de campo de 80%. Quantas horas serão
necessárias para efetuar o plantio?

(A) 120 horas.
(B) 118 horas.
(C) 115 horas.
(D) 110 horas.
(E) 100 horas.

39. O termo commodity é utilizado em algumas transações comerciais
de produtos agrícolas. Para que esses produtos possam
receber esta qualificação é necessário que eles sejam, pelo
menos,

(A) perecíveis.
(B) não perecíveis.
(C) padronizados nacionalmente.
(D) padronizados internacionalmente.
(E) diferenciados.

40. A estrutura de mercado pode ser definida como os elementos
estratégicos do meio que influenciam e são influenciados pelo
desempenho da empresa no mercado em que ela opera. São
exemplos de estrutura de mercado, com exceção de

(A) maturidade da indústria.
(B) participação governamental.
(C) diferenciação do produto.
(D) barreiras à entrada.
(E) localização.

41. A instabilidade que caracteriza o mercado de produtos agrícolas,
tanto por suas características concorrenciais como pela
dependência existente entre a produção agrícola e os aspectos
climáticos, tem justificado uma constante intervenção governamental
sobre os mecanismos de formação dos preços
agrícolas. As principais formas de intervenção por parte do
governo estão expressas nas alternativas, com exceção de:

(B) políticas da minimização de riscos e incertezas.
(C) política de monopolização da comercialização.
(D) política de subsídios.
(E) política de estoques reguladores.

42. O comportamento de demanda de cinco bens agrícolas, em
dois momentos, são apresentados na tabela a seguir.
Demandas
Bem A Bem B Bem C Bem D Bem E
PA QDA PB QDB PC QDC PD QDD PE QDE
1.ºmomento 30 90 40 120 15 80 10 100 20 80
2.ºmomento 32 68 50 84 18 40 12 60 24 76
P – preço dos bens; QD – quantidade demandada dos bens
A alternativa que representa o bem com demanda inelástica
em relação ao seu preço é:

(A) demanda de A.
(B) demanda de B.
(C) demanda de C.
(D) demanda de D.
(E) demanda de E.

43. Um determinado produto agrícola apresenta as curvas de
demanda e oferta, de acordo com as equações:

I. Curva de demanda: QDx = 110 – 2Px,
onde QDx é a quantidade demandada do bem X e Px é o
preço do bem X.
II. Curva de oferta: QOx = – 40 + Px,
onde QOx é a quantidade ofertada do bem X e Px é o preço
do bem X.
O preço de equilíbrio do bem X é de

(A) 60.
(B) 50.
(C) 40.
(D) 30.
(E) 20.

44. O ―valor da terra nua‖ para a Engenharia de Avaliações é o
Valor

(A) das benfeitorias.
(B) total da propriedade rural, com as benfeitorias já incluídas.
(C) da terra de uma determinada gleba, excluídas as benfeitorias.
(D) da cobertura florística natural.
(E) total da propriedade com seus recursos naturais, matas,
florestas e as benfeitorias já incluídas no valor.

45. São critérios utilizados na avaliação de uma propriedade
rural:

(A) recursos naturais, benfeitorias produtivas e condições
climáticas.
(B) terra nua, recursos naturais e benfeitorias produtivas e
não-produtivas.
(C) terra nua, motores, máquinas, implementos e qualidade
de água subterrânea.
(D) condições climáticas, terra nua e recursos naturais.
(E) qualidade de água subterrânea, caracterização do solo e
benfeitorias produtivas.

46. Define-se valor, sob o enfoque da atividade avaliatória e
pericial, como

(A) medida monetária de um determinado objeto, no seu
todo.
(B) quantia em dinheiro pela qual se vende ou se compra
cada unidade repetitiva de um dado objeto.
(C) gastos operacionais que variam na proporção direta das
unidades produzidas.
(D) soma dos gastos diretos e indiretos necessários para se
obter um objeto.
(E) investimentos fixos que não variam com a produção.

47. De acordo com a NBR-8799/85 – Normas de Avaliação de
Imóveis Rurais – da ABNT, são recomendados como métodos
de avaliação indireta:

(A) método do ―Valor antes e valor depois‖, método residual
e de custo.
(B) método comparativo e método de custo.
(C) método da renda, do máximo aproveitamento eficiente
e residual.
(D) método ―Valor antes e valor depois‖, da renda e comparativo.
(E) método da renda e de custo.

48. Para fins de avaliação de um imóvel rural, benfeitorias podem
ser definidas como:

(A) constatação de fatos, através de exame circunstanciado
in loco e descrição detalhada dos elementos que as constituem.
(B) determinação técnica do valor qualitativo ou monetário
de um bem, de um direito ou de um empreendimento.
(C) recursos naturais que se encontram sobre o solo, fixado
ou não a ele, e que pode ser extraído para vender ou ser
usado na propriedade.
(D) partes do imóvel que decorrem da ação planejada do
homem, e têm a finalidade de dar suporte ao processo
produtivo.
(E) obras de natureza civil existentes no meio rural.

49. Entende-se por taxa interna de retorno (TIR)

(A) o valor da taxa de desconto que torna o valor presente
do fluxo líquido maior que zero.
(B) o valor da taxa de desconto que torna o valor presente
do fluxo líquido igual a zero.
(C) o valor da taxa de desconto que torna o valor presente
do fluxo líquido menor que zero.
(D) razão entre benefício e custo.
(E) saldo recuperado.

50. Um produtor rural dispõe de 1 milhão de reais para investir.
Ao consultar uma empresa de projetos, foi informado de que
existe um projeto avícola destinado à produção de ovos cuja
taxa interna de retorno (TIR) é de 10%. A partir desse valor
e, considerando a análise deste único projeto, o produtor rural
pode

(A) aprovar o projeto.
(B) reprovar o projeto.
(C) aprovar o projeto, caso o custo do capital seja maior que
a TIR.
(D) aprovar o projeto, caso o custo do capital seja menor que
a TIR.
(E) aprovar o projeto, caso o custo do capital seja igual a
TIR.

51. Você foi convidado para analisar um projeto independente de
outras alternativas de investimento e recomendou que o projeto
podia ser ―comprado‖ porque o seu valor hoje, calculado
com base no custo do capital para a empresa, é maior do que
o seu preço (valor do investimento inicial). Em que critério
de decisão você teve que se basear?

(A) Valor presente maior que zero.
(B) Valor presente nulo.
(C) Valor presente menor que zero.
(D) Valor presente igual ou menor que zero.
(E) Valor da relação custo/ benefício entre 0 e 1.

52. Um agricultor deseja comprar uma colhedeira para substituir
a colheita manual. O preço da colhedeira é de mil reais. Ele
espera obter, nesse negócio, o seguinte retorno líquido nos
próximos três anos, em termos de economias feitas ao passar
da colheita manual para a mecanizada: primeiro ano, 500 reais,
segundo ano, 700 reais e terceiro ano, 800 reais. Estes valores
foram obtidos ao final de cada ano e a compra foi efetuada no
início do primeiro ano. Qual o valor presente desse investimento,
sabendo que a taxa de desconto é de 10% a.a.? Para
a atualização de um valor, utiliza-se a seguinte equação:
onde: VP – valor presente; VF – valor futuro; i – taxa de
desconto; n – prazo.

(A) 1.634,10.
(B) 1.346,10.
(C) 743,10.
(D) 634,10.
(E) 543,10.

53. Quanto à determinação e utilização da taxa interna de retorno
(TIR) e o valor presente (VP) na análise de projetos, marque
a alternativa correta.

(A) Ambos requerem conhecimento do custo do capital para
a empresa.
(B) Apenas a TIR requer conhecimento do custo do capital
para a empresa.
(C) Apenas o VP requer conhecimento do custo do capital
para a empresa.
(D) Ambos não requerem conhecimento do custo do capital
para a empresa.
(E) O VP é um método de avaliação econômica de projetos
que ignora a dimensão tempo de valores monetários,
enquanto que a TIR considera a dimensão tempo de
valores monetários.

54. De acordo com a resolução BC-3137, que atualiza o Manual
de Crédito Rural, não é beneficiário de crédito rural:

(A) produtor rural pessoa jurídica.
(B) o sindicato rural.
(C) a cooperativa de produtores rurais.
(D) produtor rural pessoa física.
(E) produtor agropecuário.

55. O controle do Sistema Nacional de Crédito Rural (SNCR),
sob todas as formas, é atribuição do Banco Central do Brasil,
ao qual não compete:

(A) dirigir, coordenar e fiscalizar o cumprimento das deliberações
do conselho monetário nacional, aplicáveis ao
crédito rural.
(B) sistematizar a ação dos órgãos financiadores e promover
a sua coordenação com os que prestam assistência técnica
e econômica ao produtor rural.
(C) elaborar planos globais de aplicação do crédito rural e
conhecer de sua execução, tendo em vista a avaliação
dos resultados para introdução de correções cabíveis.
(D) determinar os meios adequados de seleção e prioridade na
distribuição do crédito rural e estabelecer medidas para
zoneamento dentro do qual devem atuar os diversos órgãos
financiadores, em função dos planos elaborados.
(E) criar cooperativas de crédito rural e sociedades de crédito,
financiamento e investimento.

56. De acordo com a Circular BC-1536, do Manual de Crédito
Rural, o crédito rural a cooperativas destina-se a

(A) financiar o pagamento de dívidas.
(B) custear, investir e comercializar a produção
(C) possibilitar a recuperação de capital investido.
(D) favorecer a retenção especulativa de bens.
(E) suprir de recursos para o atendimento aos diretores dos
cooperados.

57. O Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista – O Banco do
Agronegócio Familiar (FEAP – Banagro) concede linhas de
financiamento para as atividades agropecuárias, a exceção de

(A) irrigação de espécies frutíferas.
(B) cultivo de olerícolas em ambiente protegido.
(C) pecuária de corte e de leite.
(D) ovinocultura e caprinocultura.
(E) apicultura.

58. São beneficiários (as) do FEAP/BANAGRO:

(A) Associações e cooperativas de produtores rurais constituídas
majoritariamente por pequenos produtores rurais,
com renda bruta anual de até R$ 3.000.000,00.
(B) Associações e cooperativas de produtores rurais constituídas
majoritariamente por pequenos produtores rurais,
com renda bruta anual de até R$ 1.000.000,00.
(C) Produtores rurais com renda bruta anual de até
R$ 100.000,00.
(D) Produtores rurais com renda bruta anual de até
R$ 300.000,00.
(E) Produtores rurais organizados como pessoa jurídica, com
renda bruta anual de até R$ 500.000,00.

59. O sistema de classificação técnica das terras, de acordo com
sua capacidade de uso, visa à obtenção de classes homogêneas
de terras, com o propósito de definir sua máxima capacidade
de uso sem risco de degradação do solo, especialmente no que
diz respeito à erosão acelerada. De acordo com esse sistema,
o número de classes de capacidade de uso é igual a

(A) seis.
(B) sete.
(C) oito.
(D) nove.
(E) dez.

60. A migração mecânica de partículas minerais do horizonte
A do solo, para o horizonte B, produzindo neste último um
enriquecimento relativo de argila, é definida como

(A) leucinização.
(B) lessivagem.
(C) podzolização.
(D) melanização.
(E) lavagem.

61. De acordo com os critérios de EMBRAPA (1999), o horizonte
diagnóstico subsuperficial (B), não hidromórfico, que apresenta
discreto acréscimo de argila em relação ao horizonte
A, insuficiente para ser caracterizado como B textural, com
cerosidade moderada ou forte, é classificado como

(A) latossólico.
(B) plânico.
(C) espódico.
(D) nítico.
(E) incipiente.

62. Apresenta a seqüência de horizontes A-C ou A-R (o B diagnóstico
não ocorre), horizonte glei ausente nos 50 cm iniciais
desde a superfície (exceto se a textura for arenosa); exceto
a presença do horizonte plíntico dentro dos 40 cm iniciais;
exceto o vértico logo abaixo do A (admite-se A chernozêmico
não concomitante com o horizonte A cálcico e/ou com o
caráter carbonático).
De acordo com o Sistema Brasileiro de Classificação de
Solos (EMBRAPA, 1999), as características acima definem
a ordem dos

(A) Neossolos.
(B) Nitossolos.
(C) Organossolos.
(D) Vertissolos.
(E) Alissolos.

63. Em análises químicas de solos, a divisão da Soma de Bases

(SB) pela Capacidade de Troca de Cátions (CTC) resulta no
(A) índice de retenção de ânions (RA).
(B) índice de retenção de cátions (RC).
(C) índice de saturação por cálcio (SC).
(D) grau de intemperismo (I).
(E) grau de saturação por bases (V).

64. O termo empregado para designar a proporção relativa das
frações argila, silte e areias no solo é

(A) textura.
(B) estrutura.
(C) porosidade.
(D) agregação.
(E) cerosidade.

65. Nas regiões tropicais, em locais de relevo plano ou suavemente
ondulado (bem drenados), a tendência é a ocorrência de

(A) Gleissolos.
(B) Latossolos.
(C) Organossolos.
(D) Plintossolos.
(E) Neossolos.

66. A remoção de uma camada aparentemente uniforme da parte
superior do solo, pela ação da enxurrada não concentrada, é
conhecida por erosão

(A) eólica.
(B) geomorfológica.
(C) geológica.
(D) em sulcos.
(E) laminar.

67. Nível de levantamento pedológico em que as unidades de mapeamento
são associações amplas, de até cinco componentes,
correspondendo a subdivisões de ordens:

(A) semidetalhado.
(B) reconhecimento de alta intensidade.
(C) reconhecimento de média intensidade.
(D) reconhecimento de baixa intensidade.
(E) exploratório.

68. O sensoriamento remoto é um dos instrumentos dos quais o
pedólogo dispõe para auxiliá-lo em levantamentos e reconhecimentos
de solos. Ao se observarem curvas espectrais de
solos, com diferentes teores de umidade, é possível verificar
que elas apresentam bandas de maior absorção de radiação
eletromagnética pela água, em:

(A) 14 nm, 19 nm e 22 nm.
(B) 140 nm, 190 nm e 220 nm.
(C) 1 400 nm, 1 900 nm e 2 200 nm.
(D) 14 000 nm, 19 000 nm e 22 000 nm.
(E) 140 000 nm, 190 000 nm e 220 000 nm.

69. Na cultura do algodão, as maiores e melhores produções são
obtidas em condições de

(A) máxima insolação com irrigação.
(B) mínima insolação com irrigação.
(C) mínima insolação sem irrigação.
(D) máxima insolação sem irrigação.
(E) mínima insolação com ou sem irrigação.

70. O arroz-vermelho é a principal erva daninha de nossa orizicultura.
É uma planta anual, pertencente à família Gramineae,
espécie:

(A) Leersia hexandra.
(B) Sorghum halepense.
(C) Orizophagus oryzae.
(D) Oryza sativa.
(E) Oebalus poecilus.

71. A derriça no chão é o processo comumente adotado pelos
lavradores brasileiros na colheita do café. Na derriça, a fase
preparatória, que tem por fim não só facilitar o recolhimento
dos grãos derriçados, como também evitar perdas de frutos,
que seriam misturados com o cisco ou arrastados pelas águas
das chuvas, é conhecida por

(A) varrição.
(B) coroação.
(C) abanação.
(D) rastelação.
(E) esparramação.

72. Na cultura do café, a recepa, também chamada de poda baixa
ou de renovação, é feita à altura de 40 cm do solo, quando a
obstrução se encontra em estádio avançado e a vegetação da
parte inferior foi prejudicada com a derramagem. Deve ser
feita de

(A) janeiro a março.
(B) abril a junho.
(C) maio a julho.
(D) agosto a outubro.
(E) novembro a janeiro.

73. Na cana-de-ano-e-meio, ciclo cultural adotado em cerca
de 80% da área plantada anualmente com cana-de-açúcar
na região canavieira do Centro-sul, a produtividade média
oscila (em função de uma série de fatores, como variedade,
tratos culturais, solo, ocorrência ou não de pragas e doenças,
comportamento do clima, etc,) entre

(A) 10 e 30 toneladas, por hectare.
(B) 30 e 60 toneladas, por hectare.
(C) 140 e 180 toneladas, por hectare.
(D) 200 e 240 toneladas, por hectare.
(E) 240 e 300 toneladas, por hectare.

74. Sob determinadas condições ambientais, a cana-de-açúcar
pode desenvolver uma inflorescência, do tipo panícula. As
flores são hermafroditas e, quando fecundadas, originam
frutos do tipo
(A) édulo.
(B) folículo.
(C) pixídio.
(D) cápsula.
(E) cariopse.

75. A doença dos citros transmitida por insetos é

(A) clorose variegada dos citros (CVC).
(B) cancro cítrico.
(C) declínio.
(D) gomose.
(E) podridão floral.

76. Os citros são plantas de clima tropical e subtropical, entretanto
95% dos pomares comerciais, em nível mundial, acham-se
localizados entre as latitudes:

(A) 0° e 20°, no hemisfério norte.
(B) 0° e 20°, no hemisfério sul.
(C) 0° e 20°, nos dois hemisférios.
(D) 20° e 40°, no hemisfério sul.
(E) 20° e 40°, nos dois hemisférios.

77. Na cultura do feijão, o atraso na colheita compromete a produtividade,
pois resulta normalmente em

(A) ataque por pragas de solo.
(B) ataque por pragas da parte aérea.
(C) grãos manchados.
(D) tombamento das plantas.
(E) abertura dos frutos e perda de grãos.

78. Na cultura do milho, o aproveitamento efetivo da luz é influenciado
decisivamente pela distribuição espacial das plantas na
área, pelo arranjamento das folhas e pela extensão da área
foliar. Evidências experimentais demonstram que, quando o
índice de Área Foliar (IAF) é baixo, as plantas mais eficientes
no acúmulo de matéria seca são aquelas com arquitetura
foliar

(A) esférica.
(B) inclinada (ângulo de inserção maior que 45 graus).
(C) horizontal.
(D) inclinada (ângulo de inserção menor que 45 graus).
(E) ereta.

79. O ocorrência de dias longos, na cultura do milho, pode promover:

(A) o aumento da fase vegetativa e do número de folhas.
(B) o aumento da fase vegetativa e diminuição do número
de folhas.
(C) a diminuição da fase vegetativa e do número de folhas.
(D) a diminuição da fase vegetativa e aumento do número
de folhas.
(E) a diminuição da fase vegetativa sem afetar o número de
folhas.

80. A soja desenvolve-se melhor sob as seguintes condições
climáticas, durante seu ciclo:

(A) temperatura entre 20 °C e 30 °C e precipitação entre
300 mm e 400 mm, bem distribuída.
(B) temperatura entre 20 °C e 30 °C e precipitação entre
480 mm e 800 mm, bem distribuída.
(C) temperatura entre 15 °C e 20 °C e precipitação entre
300 mm e 400 mm, bem distribuída.
(D) temperatura entre 20 °C e 30 °C e precipitação entre
480 mm e 800 mm, concentrada entre os estádios reprodutivos
R4 e R6.
(E) temperatura entre 15 °C e 20 °C e precipitação entre
480 mm e 800 mm, concentrada entre os estádios reprodutivos
R4 e R6.






GABARITO NOSSA CAIXA:


21 - C 22 - D 23 - D 24 - C 25 - E 26 - D 27 - A 28 - N 29 - B 30 - C
31 - A 32 - N 33 - B 34 - C 35 - A 36 - E 37 - C 38 - E 39 - D 40 - E
41 - B 42 - E 43 - B 44 - C 45 - B 46 - A 47 - C 48 - D 49 - B 50 - D
51 - A 52 - D 53 - A 54 - B 55 - E 56 - B 57 - C 58 - A 59 - C 60 - B
61 - D 62 - A 63 - E 64 - A 65 - B 66 - E 67 - E 68 - C 69 - A 70 - D
71 - B 72 - D 73 - C 74 - E 75 - A 76 - E 77 - E 78 - C 79 - A 80 – B








MINISTÉRIO DA AGRICULTURA - 2004





ESPECÍFICA

41 – O armazenamento a granel de produtos agrícolas
de diferentes depositantes poderá ser feito no mesmo
silo ou célula desde que:

A) sejam provenientes de uma mesma região
produtora e de uma mesma cultivar ou variedade;
B) haja concordância expressa entre os diferentes
depositantes para o uso comum do silo ou célula;
C) sejam de mesma espécie, classe comercial e
qualidade;
D) exista carência de espaço para o armazenamento
de produtos em uma Região ou Município;
E) o tempo de permanência no silo ou célula seja
inferior a duas semanas e o armazém se situe em
área portuária, sob fiscalização direta das
Autoridades Federais (Fazenda e Agricultura).

42 – O Certificado Fitossanitário de Origem (CFO) é
emitido para atestar a qualidade fitossanitária na
origem das cargas de produtos vegetais e é
documento que se destina:

A) ao trânsito de produtos potenciais veiculadores de
pragas quarentenárias A2 e das não quarentenárias
regulamentadas e no atendimento de exigências
específicas de certificação para o mercado interno
e externo;
B) a assegurar a qualidade ambiental e nutricional das
cargas agrícolas exportadas e/ou importadas
pelo Brasil;
C) a substituir a emissão das Permissões de Trânsito
ou dos demais tipos de Certificados Fitossanitários;
D) a garantir que o produto agrícola não foi submetido
ao uso de agrotóxicos em nenhuma fase de sua
produção, processamento e/ou armazenamento;
E) a atender às exigências internacionais de trânsito
de mercadorias, definidas pelo Fundo Monetário
Internacional - FMI, e aceitas pelos Países-
Membros do MERCOSUL.

43 – Os produtos vegetais importados, infectados ou
infestados, ou mesmo suspeitos de serem veiculadores
de fungos, insetos e outros parasitos, não classificados
como quarentenários:

A) não poderão ser despachados e deverão ser
imediatamente devolvidos ao local de origem;
B) poderão ser despachados se as pragas forem
classificadas como já existentes e disseminadas
no Brasil e consideradas como sendo de
importância econômica secundária;
C) poderão ser despachados, uma vez submetidos à
desinfecção através de expurgo ou esterilização,
segundo as condições determinadas pelo Ministério
da Agricultura, Pecuária e Abastecimento;
D) não poderão ser despachados e deverão ser
submetidos à incineração, em local determinado
pelo Fiscal Federal Agropecuário, com
acompanhamento oficial;
E) poderão ser despachados se a mercadoria estiver
acompanhada de Certificado Fitossanitário, emitido
no país de origem.

44 – A Secretaria de Defesa Agropecuária do MAPA,
através da Instrução Normativa Nº 41, de 21 de junho
de 2002, aprovou os procedimentos para caracterização
de área ou local de produção livre da praga Sigatoka
Negra - Mycosphaerella fijiensis (Morelet) Deigton.
Considera-se ÁREA LIVRE DE PRAGA:

A) área onde uma praga específica não ocorre, sendo
esse fato demonstrado por evidência científica e
na qual, de forma apropriada, essa condição está
sendo mantida oficialmente, devendo ser publicado
ato de reconhecimento oficial da situação da área
ou local de produção, com ampla divulgação a
todas as DFA‗s e aos órgãos estaduais de
defesa vegetal;
B) área onde não foi cultivada economicamente a
espécie vegetal hospedeira da praga em questão,
nos últimos três anos, sendo esta situação
reconhecida oficialmente pelo órgão responsável
pela defesa sanitária vegetal na unidade
da federação;
C) área em que todos os agricultores locais,
cadastrados oficialmente, praticam o manejo
integrado de pragas e contam com assistência
técnica de Engenheiro Agrônomo, credenciado pelo
órgão responsável pela defesa sanitária vegetal na
unidade da federação;
D) área onde o órgão responsável pela defesa
sanitária vegetal na unidade da federação realiza
auditorias periódicas, a cada cinco anos,
supervisionando os setores envolvidos e realizando
as aplicações de agrotóxicos estabelecidas pelas
Instruções Normativas pertinentes;
E) área que mantenha distância de segurança de área
infestada na qual a praga específica está presente
mas é oficialmente controlada pelo órgão
responsável pela defesa sanitária vegetal na
unidade da federação.

45 – A Lei Nº 10.831, de 23 de dezembro de 2003, entre
outras determinações, define o conceito de sistema
orgânico de produção agropecuária, impõe a
necessidade de certificação dos produtos, a sua
rastreabilidade e prevê a aplicação de sanções quando
houver a infração das disposições dessa Lei. Uma das
penalidades previstas é:

A) detenção de 6 meses a dois anos;
B) proibição de novo credenciamento, certificação,
autorização, registro ou licença para o
estabelecimento ou propriedade rural;
C) proibição de novo credenciamento, certificação,
autorização, registro ou licença para o produtor rural;
D) suspensão do credenciamento, certificação,
autorização, registro ou licença, pelo prazo de
quatro anos;
E) multa de até R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais).

46 – A Instrução Normativa Nº. 7, de 17 de maio de
1999, dispõe sobre normas para a produção de produtos
orgânicos vegetais e animais. De acordo com o conceito
expresso nessa Instrução, considera-se que o sistema
orgânico de produção agropecuária e industrial visa:

I. a oferta de produtos saudáveis e de elevado valor
nutricional, isentos de qualquer tipo de contaminantes
que ponham em risco a saúde do consumidor, do
agricultor e do meio ambiente;
II. a preservação e a ampliação da biodiversidade dos
ecossistemas, natural ou transformado, em que se
insere o sistema produtivo;
III. a conservação das condições físicas, químicas e
biológicas do solo, da água e do ar;
IV. o fomento da integração efetiva entre agricultor e
consumidor final de produtos orgânicos, e o incentivo à
regionalização da produção desses produtos orgânicos
para os mercados locais.
Considerando o exposto acima:
A) somente um dos itens está correto;
B) os itens I e II estão corretos;
C) os itens I e III estão corretos;
D) os itens I, II e III estão corretos;
E) todos os itens estão corretos.

47 – O Decreto Nº 3.664, de 17 de novembro de 2000,
determina a fiscalização da classificação dos produtos
vegetais, seus subprodutos e resíduos de valor
econômico. A fiscalização será exercida:

A) exclusivamente por Engenheiro Agrônomo,
devidamente registrado no CREA e que tenha
recebido treinamento específico, ministrado
pelo MAPA;
B) por Engenheiro Agrônomo ou Técnico em
Agropecuária, com registro no CREA e que tenha
recebido treinamento específico, ministrado
pelo MAPA;
C) por empresa, pública ou privada, credenciada pelo
MAPA, a quem caberá o direito de descredenciamento,
quando for de interesse público;
D) exclusivamente por servidor público credenciado
e identificado funcionalmente pelo Ministério da
Agricultura e do Abastecimento ou pela Unidade
da Federação que tenha recebido esta delegação;
E) por qualquer profissional que tenha recebido
treinamento específico, ministrado pelo MAPA.

48 – O decreto nº 4.954 de 14 de janeiro de 2004
regulamentou a Lei no 6.894, de 16 de dezembro de
1980, que dispõe sobre a inspeção e fiscalização da
produção e do comércio de fertilizantes, corretivos,
inoculantes ou biofertilizantes destinados à agricultura.
No seu artigo 58, determina que a coleta de amostras
de fertilizantes, corretivos, inoculantes ou biofertilizantes
será efetuada com a finalidade de comprovar a
conformidade do produto, sendo lavrados os
correspondentes termos. De acordo com esse artigo,
analise os itens a seguir:

I.a amostra deverá ser coletada na presença do
produtor, exportador, importador, detentor do produto
ou seus representantes;
II. a amostra deverá, no caso de coletada fora do
estabelecimento produtor, comercial, importador ou
exportador, contar com a presença de representante
do Ministério Público Federal, que atestará o
procedimento da coleta;
III. não serão coletadas amostras de produtos em
embalagens danificadas, violadas, com prazo de
validade vencido, sem identificação ou contaminados,
inadequadamente armazenados e que estiverem
sujeitos à intempérie, de forma a comprometer a sua
identidade e qualidade;
IV. no caso de produtos a granel, somente terá valor
para a fiscalização a amostra retirada do produto sob a
responsabilidade do estabelecimento produtor,
comercial, importador ou exportador.
Considerando o exposto acima:
A) somente dois dos itens estão corretos;
B) os itens I, II e III estão corretos;
C) os itens II, III e IV estão corretos;
D) os itens I, III e IV estão corretos;
E) todos os itens estão corretos.

49 – Dependendo da infra-estrutura física, da
qualificação profissional e dos métodos utilizados e
comprovados por meio de documentação e da vistoria
in loco do Serviço de Análise de Risco de Pragas SAR/
DTQ, as estações quarentenárias poderão ser
classificadas em três níveis. Classifica-se como
Estação Quarentenária Nível 1 aquela que:

A) tem capacidade de detectar e identificar algumas
espécies de pragas quarentenárias, dispondo de
especialistas renomados em uma ou mais das
seguintes áreas: virologia, acarologia, nematologia,
micologia, bacteriologia, entomologia ou plantas
invasoras;
B) tem capacidade de detectar e identificar pragas
quarentenárias em nível de espécie e que dispõe
de instalações adequadas e especialistas
renomados nas áreas de virologia, acarologia,
nematologia, micologia, bacteriologia, entomologia
e plantas invasoras;
C) é destinada para acompanhamento de campo de
materiais de propagação vegetal, harmonizada pelo
MERCOSUL, em local de realização de ensaios
de pesquisa em melhoramento genético de
vegetais, com laboratório de fitopatologia e
responsável técnico com capacidade para a
realização das análises e o monitoramento das
ocorrências fitopatológicas, entomológicas e de
plantas invasoras;
D) tem capacidade para receber material de origem
vegetal, encaminhado por Fiscal Federal
Agropecuário, suspeito de abrigar uma ou mais
pragas classificadas como quarentenárias, pelo
espaço de tempo necessário à confirmação ou
descarte da suspeita, com laboratório de
fitopatologia e responsável técnico com capacidade
para a realização das análises e o monitoramento
das ocorrências fitopatológicas, entomológicas e
de plantas invasoras;
E) tem equipamentos apropriados para a correta
esterilização ou destruição de material de origem
vegetal, apreendido por Fiscal Federal
Agropecuário em virtude de abrigar uma ou mais
pragas classificadas como quarentenárias.

50 – Considerando o direito à informação, assegurado
pela Lei no 8.078, de 11 de setembro de 1990, no rótulo
de alimentos e ingredientes alimentares pré-embalados,
destinados ao consumo humano ou animal, deve
constar que os mesmos contêm ou são produzidos a
partir de Organismos Geneticamente Modificados.
A obrigatoriedade se aplica aos produtos com presença
superior ao limite de:

A) dez por cento do produto;
B) cinco por cento do produto;
C) um por cento do produto;
D) cinco décimos por cento do produto;
E) um décimo por cento do produto.

51 – Dentre as atribuições da Defesa Sanitária Vegetal
Federal, destacam-se as campanhas fitossanitárias
para situações emergenciais, quando culturas de
importância econômica são afetadas por problemas
relacionados com ocorrência de pragas de rápida
propagação. Indique a alternativa correta em relação a
Programas de Controle de Pragas já adotados no Brasil
pelas campanhas fitossanitárias:

A) vassoura de bruxa, mosca branca e cancro da
haste do maracujá;
B) moko da bananeira, ramulose do algodoeiro e
mosca branca;
C) bicudo do algodoeiro, vassoura de bruxa e vespa
da madeira;
D) mosca das frutas, antracnose do feijoeiro e
nematóide do cisto da soja;
E) nematóide do cisto da soja, cancro da haste do
maracujá e antracnose do feijoeiro.

52 – Pela legislação vigente no Brasil para a
multiplicação de batata (Solanum tuberosum L.), o nível
de tolerância para a ―murcha bacteriana‖, causada por
Ralstonia solanacearum, em campos de produção de
batata-semente, é de:

A) 0,00% de incidência;
B) 0,01% de incidência;
C) 0,10% de incidência;
D) 1,00% de incidência;
E) 10,00% de incidência.

53 – O cultivo continuado de uma mesma cultivar
resistente a uma determinada doença fúngica, em uma
mesma região por vários anos, pode levar à
necessidade de sua substituição devido ao aumento
de ocorrência da referida doença com o tempo de
cultivo. Esse fenômeno é freqüentemente denominado
―quebra da resistência‖ e deve-se a:

A) alteração genética na população do hospedeiro e
perda do(s) gen(s) de resistência;
B) seleção e multiplicação de raças virulentas na
população do patógeno;
C) alterações climáticas resultando na predominância
de ambiente propício ao desenvolvimento
da doença;
D) desequilíbrio ambiental decorrente de
pulverizações freqüentes com fungicidas;
E) desenvolvimento de resistência na população do
patógeno aos princípios ativos dos fungicidas
aplicados.

54 – A mosca branca (Bemisia argentifolii) possui vários
hospedeiros, incluindo culturas de grande expressão
econômica e vegetação espontânea, e vem causando
prejuízos significativos em diversas culturas. As
principais medidas preventivas recomendadas pelo
MAPA são:

A) rotação de culturas; eliminação de plantas
invasoras tanto na área cultivada quanto nas
próximas; diversificação dos princípios ativos dos
inseticidas a serem aplicados ou uso de mistura
de inseticidas com diferentes princípios ativos;
B) eliminação de plantas invasoras tanto na área
cultivada quanto nas próximas e uso de inseticidas
sistêmicos recomendados para a praga e registrado
no MAPA;
C) destruição dos restos de cultura; uso alternado de
inseticidas sistêmicos e de contato, recomendados
para a cultura;
D) destruição dos restos de cultura imediatamente
após a colheita; eliminação de plantas invasoras
tanto na área cultivada quanto nas próximas, e uso
de variedades mais resistentes, sempre que
disponível;
E) plantio de variedades resistentes à pragas e uso
regular de inseticidas recomendados para a cultura
e registrados no MAPA, tendo o cuidado de sempre
variar o princípio ativo.

55 – Considerando a importância econômica da
cultura da batata e o poder de destruição da
―requeima‖, causada por Phytophthora infestans, e o
fato de o patógeno ser transmitido pela batatasemente,
a classificação correta desta praga, tendo
como base a Convenção Internacional de Proteção
Fitossanitária, é:

A) praga quarentenária regulamentada;
B) praga não quarentenária regulamentada;
C) praga exótica regulamentada;
D) praga quarentenária A2;
E) praga quarentenária A1
.
56 – Em culturas cítricas, a forma mais eficiente e
racional de controle do ―cancro cítrico‖, causado pela
bactéria Xanthomonas axonopodis pv.citri, é por meio
do manejo integrado. As principais medidas
recomendadas são:

A) uso de variedades tolerantes; pulverização com
antibióticos registrados no MAPA para a cultura;
adubação equilibrada;
B) quarentena nacional; uso de porta enxertos
resistentes; pulverização com antibióticos
registrados no MAPA nas mudas, em fase de viveiro
e no campo;
C) enxertia de copa com material resistente; controle
preventivo com fungicidas cúpricos e antibióticos
registrados no MAPA;
D) quarentena internacional e doméstica e
pulverizações com antibióticos registrados no
MAPA para a cultura;
E) quarentena internacional e doméstica; uso de
variedades tolerantes; adubação equilibrada.

57 – O movimento internacional de germoplasma
vegetal envolve o risco de introdução acidental de
pragas quarentenárias. Nesses casos, materiais que
requerem tratamento quarentenário têm que ser
submetidos a uma série de procedimentos. A ordem
correta dos procedimentos a serem adotados é:

A) inspeção, classificação, caracterização, erradicação;
B) inspeção, caracterização, classificação, erradicação;
C) inspeção, detecção, caracterização, classificação;
D) inspeção, detecção, caracterização, erradicação;
E) detecção, caracterização, erradicação, inspeção.

58 – Para arbitrar contendas entre países, no que tange
ao comércio internacional, a ONU lança mão da:

A) OMS
B) FAO
C) NAFTA
D) OTAN
E) OMC

59 – As Pragas Quarentenárias A1, Pragas
Quarentenárias A2 e Pragas não Quarentenárias
Regulamentadas podem ser definidas,
respectivamente, como sendo:

A) aquelas não presentes no País e que podem causar
danos severos, se introduzidas; aquelas de
importância econômica potencial, já presentes no
País, porém com distribuição restrita e programa
oficial de controle; pragas não quarentenárias cuja
presença em plantas ou em partes de plantas
usadas para plantio pode resultar em impactos
econômicos inaceitáveis;
B) aquelas não presentes no País; aquelas já
presentes no País, porém de importância
secundária; pragas cuja presença está restrita a
regiões sem tradição agrícola;
C) aquelas não presentes no País; pragas cuja
presença está restrita a regiões sem tradição
agrícola; aquelas já presentes no País, porém de
importância secundária;
D) aquelas não presentes no País e que podem causar
danos severos, se introduzidas; aquelas não
presentes no País, porém de importância
secundária; pragas quarentenárias cuja presença
em plantas ou em partes de plantas usadas para
plantio pode resultar em impactos econômicos
inaceitáveis;
E) aquelas não presentes no País e que podem causar
danos severos, se introduzidas; aquelas de
importância econômica já presentes no País, e com
programa oficial de controle; pragas não
quarentenárias cuja presença em plantas ou em
partes de plantas usadas para plantio pode resultar
em impactos econômicos inaceitáveis.

60 – A Lei No 9.973, de 29 de maio de 2000, dispõe sobre
o sistema de armazenagem dos produtos agropecuários.
De acordo com essa Lei, o depositário é responsável
pela guarda, conservação, pronta e fiel entrega dos
produtos que tiver recebido em depósito. Assim:

A) o depositário é obrigado a se responsabilizar pela
natureza, pelo tipo, pela qualidade e pelo estado
de conservação dos produtos contidos em
invólucros mesmo que a sua embalagem
impossibilite sua inspeção;
B) o depositário responderá por culpa ou dolo de seus
empregados ou prepostos, pelos furtos, roubos e
sinistros ocorridos com os produtos depositados,
bem como pelos danos decorrentes de seu
manuseio inadequado, na forma da legislação
específica;
C) o presidente, o diretor e o sócio-gerente da
empresa privada, ou o equivalente, no caso de
cooperativas, assim como o titular de firma
individual, não necessitam assumir solidariamente
com o Fiel a responsabilidade integral pelas
mercadorias recebidas em depósito;
D) é facultado ao depositário, cabendo ao seu arbítrio
a decisão, celebrar contrato de seguro com a
finalidade de garantir os produtos armazenados
contra incêndio, inundação e quaisquer intempéries
que os destruam ou deteriorem;
E) eventuais danos sofridos pelos produtos
armazenados deverão ser objeto de perícia
específica, com as indenizações sendo
estabelecidas por sentença judicial.
QUESTÃO DISCURSIVA
Discorra sobre os procedimentos agronômicos que
conduzem ao uso correto de agrotóxicos e afins e as
suas implicações na exportação de produtos agrícolas
(máximo de 30 linhas)

GABARITO DO MAPA:



ESPECIALIDADE: ENGENHEIRO AGRÔNOMO
41- C 42- A 43- C 44- A 45- E 46- E 47- D 48- D 49- B 50- C
51- C 52- A 53- B 54- D 55- B 56- E 57- D 58- E 59- A 60- B







CONCURSO P G J – MINAS GERAIS





QUESTÃO 41:
Assinale a alternativa INCORRETA quanto aos conceitos estabelecidos para
os fins previstos na lei que dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente.

a) Degradação da qualidade ambiental é a alteração adversa das características
do meio ambiente.
b) Meio ambiente é o conjunto de condições, leis, influências e interações de
ordem física, química e biológica, que permite, abriga e rege a vida em
todas as suas formas.
c) Poluidor é a pessoa física ou jurídica, de direito público ou privado, responsável
direta ou indiretamente por atividade causadora de degradação
ambiental.
d) Poluição é a matéria ou energia, lançada diretamente no meio ambiente,
que afeta desfavoravelmente a biota.

QUESTÃO 42:
Para se determinar qual é o melhor sistema de explotação aplicável, que provoque
um desenvolvimento ordenado do recurso florestal visando a sua sustentabilidade,
são requisitos essenciais:

a) Conhecimento da dinâmica da sucessão natural, do inventário florestal e
das características edáficas.
b) Utilização racional da biomassa e abertura controlada de acessos.
c) Domínio das técnicas de desbaste sistemático e seletivo e conhecimento
das condições climáticas.
d) Levantamento topográfico da área e inventário qualitativo das espécies
encontradas.

QUESTÃO 43:
A lenha e o carvão vegetal são produtos tradicionais das florestas, utilizados
como combustíveis sólidos decorrentes do uso da energia solar via fotossíntese.
Para o aproveitamento desse potencial energético, é CORRETO afirmar
que:

a) Árvores que atingem seu máximo crescimento (clímax), desprendem cada
vez mais oxigênio e menos gás carbônico.
b) Florestas em regeneração apresentam áreas de respiração e de fotossíntese
equivalentes, proporcionando um equilíbrio dinâmico com o meio, levando
ao incremento da biomassa.
c) A fase final de vida das árvores é caracterizada por alterações em sua
fisiologia, o que se evidencia pelo acréscimo da atividade fotossintética,
apesar da redução de crescimento.
d) A produtividade bruta de uma comunidade vegetal mantém relação entre
o índice de área foliar e a proporção de tecidos lenhosos, que não fazem
fotossíntese ou que apenas respiram


QUESTÃO 44:
A cultura do eucalipto é uma opção para atender a demanda de madeira e
com a melhoria das técnicas silviculturais tem alcançado ganhos significativos
de produtividade. Assinale a alternativa INCORRETA na implantação de uma
cultura de eucalipto.

a) Dentro dos limites usuais de plantio, o espaçamento não afeta significativamente
o crescimento em altura das plantas, mas sim em diâmetro.
b) O replantio é uma operação manual e bastante onerosa, mas deve sempre
ser feita se houver índice de falhas superior a 2%, ou mesmo inferior
a esse valor se forem em reboleiras.
c) O combate inicial a formigas cortadeiras deve ser executado após a limpeza
da área e revolvimento do solo, seguido de repasse logo após o
plantio.
d) Durante o plantio deve-se tomar o cuidado de evitar o dobramento da parte
radicular das mudas produzidas em tubetes, o que pode causar a morte
das mudas no campo.

QUESTÃO 45:
No Ciclo Hidrológico, considerando os mecanismos ou formas de transferência
da água na Terra, assinale a alternativa INCORRETA.

a) A precipitação compreende toda a água que cai da atmosfera na superfície da Terra.
b) A condensação do vapor das gotículas é responsável pela transferência
da água para o meio atmosférico.
c) O escoamento superficial é responsável pelo deslocamento da água sobre o terreno.
d) A água subterrânea é, em grande parte, responsável pela alimentação
dos corpos d‘água superficiais.

QUESTÃO 46:
O processo de modernização da agricultura, principalmente na segunda metade
do século passado, provocou profundas mudanças neste setor da economia.
Assinale a alternativa que NÃO corresponde a essas transformações.

a) O termo agricultura passou a ficar restrito às atividades que são executadas
dentro da unidade agrícola, ou seja, às atividades de plantio, condução
e colheita das lavouras e à produção de animais.
b) As unidades de produção agrícola passam a contar com um conjunto de
recursos produzidos internamente e a orientar suas atividades para o
mercado consumidor final.
c) A modernização da agricultura tornou a atividade agrícola ainda mais dependente
de recursos produzidos fora da fazenda.
d) O conceito de agronegócio implica a aceitação de que a decisão de o
que, como e quando produzir é influenciada pelo crescente número de
consumidores urbanos, cada vez mais exigentes.


QUESTÃO 47:
Um profissional, Engenheiro Agrônomo graduado, nomeado perito em uma
ação judicial que envolve a utilização de agrotóxicos em cultura de café, tem
como dever ético profissional:

a) Alertar o Poder Judiciário que não possui atribuições para atuar como perito
nesta área, pois não tem curso de especialização.
b) Emitir Receituário Agronômico dos produtos utilizados no controle, em
conformidade com o Decreto Federal 4074/2002.
c) Comunicar à Comissão de Ética do Conselho Regional sua nomeação,
para efeito de registro de Acervo Técnico.
d) Recolher a Anotação de Responsabilidade Técnica da atividade de perícia.

RESPONDA ÀS QUESTÕES 48 A 50, DE ACORDO COM A SITUAÇÃO A
SEGUIR:
Imagine a situação de uma propriedade rural com 250,0 ha, topografia
suavemente ondulada, localizada no município de Araxá, Minas Gerais,
precipitação média anual de 1300 mm, às margens do Rio Capivara, com
15 m de largura, que corta a propriedade numa extensão aproximada de
1000 m, cujo aproveitamento atual é de solo destocado e plantado com
capim braquiária para criação de gado de corte, com presença de terraços,
é submetida a avaliação agronômica com fins de maximizar sua
produção agropecuária.
QUESTÃO 48:
A observação das condições climáticas, físicas e bióticas locais, importante
para a avaliação agronômica, que mais se aproxima das condições locais, é:

a) Predominância de latossolo vermelho amarelo, vegetação original de cerrado,
solos mecanizáveis em bom regime pluviométrico.
b) Predominância de litossolos, vegetação original de mata subperenifólia,
presença de rochas em regime pluviométrico insuficiente.
c) Predominância de latossolo vermelho escuro extremamente sujeito a erosão,
vegetação original de campo cerrado, presença de rochas em bom
regime pluviométrico.
d) Predominância de cambissolos, vegetação original de mata tropical, solos
mecanizáveis em regime pluviométrico com estação seca bem definida.

QUESTÃO 49:
A partir dos dados apresentados e considerando as características regionais,
a avaliação de capacidade de uso dos solos indicaria para:

a) Solos recomendados somente para ocupação florestal face ao impedimento
à mecanização e limitações hídricas.
b) Solos inadequados para produção agrícola, recomendando-se a permanência
de pastagens, face às limitações de fertilidade e mecanização.
c) Solos recomendados para produção agrícola sob correção de fertilidade,
mecanizáveis, com técnicas simples de conservação de solos.
d) Isolamento e Recomposição florestal da área, para atender ao disposto
no Código Florestal, por localizar-se às margens de curso d‘água.

QUESTÃO 50:
Considerando a adequação da propriedade à legislação ambiental pertinente,
cuja recomendação esteja CORRETA.

a) Manutenção de Área de Preservação Permanente, averbação de Reserva
Legal e licenciamento ambiental das atividades agrícolas.
b) Obtenção de licença de desmate, manutenção de Área de Preservação
Permanente e Registro no IEF.
c) Averbação de Reserva Legal que deve localizar-se às margens do Rio
Capivara, com largura mínima de 100 m.
d) Licenciamento Ambiental das atividades agrícolas na FEAM e das áreas
que serão preservadas no IEF, ocupando no mínimo 50,0 ha da propriedade.

QUESTÃO 51:
Implantando-se uma cultura de soja em solo de cerrado, espera-se que, devido
à fixação, apenas 20% do fósforo aplicado seja aproveitado no primeiro
ano de plantio. São medidas indicadas para reduzir ao máximo esta fixação,
EXCETO:

a) Manter o pH entre 6,0 e 7,0.
b) Adicionar formas mais baratas de fósforo solúvel, visando saturar a
capacidade fixadora do solo e aumentar sua movimentação.
c) Adicionar fontes de matéria orgânica.
d) Aplicar o adubo visando a redução do contato com componentes responsáveis
pela fixação e aumento do volume de solo que recebe o fertilizante.

QUESTÃO 52:
O Alumínio é o terceiro elemento em abundância na crosta terrestre, mais
concentrado na litosfera, estando praticamente ausente das camadas mais
profundas da terra. Em relação ao seu comportamento no solo e na planta,
assinale a alternativa CORRETA.

a) A caolinita é a fonte primária de alumínio e é uma mistura de óxidos hidratados
de Al.
b) O alumínio, em condições ácidas (pH 4,0) ou básicas (pH 9,0), pode precipitar
na forma de hidróxido.
c) Os sintomas específicos para diagnosticar toxidez de alumínio visualmente
ou analisando a parte aérea das plantas, são as manchas amarelas a
partir da nervura central das folhas.
d) O pH é o fator mais importante para o controle do alumínio solúvel e trocável
dos solos.

QUESTÃO 53:
Assinale a alternativa CORRETA quanto aos fatores que influenciam na ocorrência
e severidade das doenças que incidem sobre as culturas.

a) Os microorganismos em geral se desenvolvem mais favoravelmente em
pH alcalino.
b) Quando os fatores ambientais favorecem o hospedeiro, proporcionalmente
o impacto da doença será acentuado.
c) A nutrição desbalanceada afeta a ocorrência das doenças nas plantas,
influenciando na susceptibilidade à infecção.
d) Os fatores climáticos devem ser controlados pelo homem visando diminuir
a predisposição das plantas à maior ou menor incidência de doenças,
quando as culturas tiverem sido implantadas.

QUESTÃO 54:
Os produtos agrícolas armazenados são atacados por pragas que causam
sérios prejuízos, havendo necessidade de se dar a devida atenção e importância
a essas pragas. Assinale a alternativa CORRETA quanto aos conceitos
envolvidos:

a) Pragas secundárias são as que infestam somente os subprodutos como
farinhas, farelos, fubás e rações.
b) Insetos associados são os que não atacam os grãos sadios, alimentandose
apenas de grãos previamente danificados ou acidentalmente quebrados.
c) Pragas primárias externas são os insetos que se alimentam do produto
somente no campo.
d) São características das pragas dos produtos armazenados o elevado potencial
biótico, a infestação cruzada e a polifagia.

QUESTÃO 55:
A lista de Pragas Quarentenárias A1, A2 e Não Quarentenárias Regulamentadas
foi estabelecida para manter o patrimônio fitossanitário nacional e preservar
a competitividade da agricultura brasileira. Assinale a alternativa CORRETA
para as definições.

a) Pragas Quarentenárias A1 são entendidas como aquelas presentes no
País, com características de serem potenciais causadoras de danos econômicos.
b) Pragas Quarentenárias A2 são entendidas como aquelas presentes no
País, de importância econômica potencial e que contam com programas
oficiais de controle.
c) Pragas Não Quarentenárias A1 e A2 não são regulamentadas por não
representarem risco de serem potenciais causadoras de danos econômicos,
estando sob controle no País.
d) Pragas Não Quarentenárias Regulamentadas são entendidas como aquelas
não quarentenárias cuja presença em plantas, ou partes destas, para
plantio, influi no seu uso proposto com impactos econômicos inaceitáveis.

QUESTÃO 56:
As embalagens de agrotóxicos, após sua utilização, constituem-se em sério
problema ambiental, pois não devem ser reaproveitadas para outros fins, devido
ao seu risco potencial. Assinale a alternativa CORRETA quanto à legislação
que regulamenta o problema.

a) Empresas produtoras de agrotóxicos, componentes ou afins, mediante
aprovação dos órgãos federais intervenientes no processo de registro,
poderão efetuar a reutilização de embalagens.
b) Os usuários de agrotóxicos deverão armazenar as embalagens vazias
pelo período máximo de um ano, devolvendo-as ao órgão estadual competente.
c) As embalagens vazias e suas respectivas tampas deverão atender recomendações
técnicas relativas a processos de incineração, enterro e outros,
visando ao seu descarte.
d) Os órgãos estaduais competentes deverão disponibilizar unidades de recebimento
devidamente dimensionadas para armazenamento das embalagens
devolvidas pelos usuários.

QUESTÃO 57:
Um desentendimento entre agricultores vizinhos cuja área de pastagens foi
queimada, levou um profissional a vistoriar o local. Das informações obtidas,
pode-se concluir que tecnicamente o agricultor que ateou o fogo justifica o uso
da queimada e usou as técnicas corretas, mas errou porque:

a) queimou nas últimas horas do dia para que a queda de temperatura e o
sereno da noite ajudassem no controle das chamas.
b) ateou fogo contra o vento para que a queimada fosse mais lenta e queimasse
todo o material vegetal.
c) dividiu as pastagens para a queima em parcelas anuais.
d) o objetivo era prevenir incêndios pela remoção do capim ―passado‖, rejeitado
pelo gado, combater as plantas invasoras e destruir ectoparasitas.

QUESTÃO 58:
O profissional avaliando as condições de higiene de uma habitação rural, observa
as seguintes situações construtivas desfavoráveis, EXCETO:

a) O telhado tem beirais de 0,20 m.
b) Foi plantado em volta da habitação um jardim com plantas de pequeno
porte.
c) O piso da casa fica a 0,40 m do nível do solo.
d) O piso dos banheiros e cozinha ficam 5 cm acima do nível do piso dos
quartos e sala.

QUESTÃO 59:
Ainda na mesma avaliação do enunciado da questão 58, com relação à sua
localização e posicionamento, a seguinte situação foi corretamente observada
quando da construção:

a) Foi escolhido o ponto mais baixo do terreno visando melhor ventilação.
b) Respeitou-se um afastamento de 6 m da estrada de acesso.
c) A janela dos quartos é voltada para a posição nordeste.
d) A parede lateral, sem janelas, está localizada na divisa do terreno.

QUESTÃO 60:
Na irrigação das culturas, trabalhos realizados demonstraram que são fatores
que podem causar baixas eficiências de rega, EXCETO:

a) O uso de grandes vazões em parcelas curtas, em solo de pequena permeabilidade.
b) O reinicio das irrigações quando o solo está seco.
c) O uso de pequenas vazões em solos muito permeáveis.
d) Aplicação de volume de água até a profundidade do sistema radicular das
plantas.




GABARITO P G J
.
41-D 42-A 43-D 44-C 45-B 46-B 47-D 48-A 49-C 50-A 51-A 52-D 53-C 54-D 55-D 56-A 57-B 58-C 59-C 60-B





CONCURSO FATMA





Prova de Conhecimento Específico
31. O conteúdo de água do solo, entre a capacidade de campo e o ponto de murcha
permanente, é definido como água:

a) disponível para as plantas.
b) potencial do solo.
c) armazenada no lençol freático.
d) imobilizada no rizoplano.
e) retida na rizosfera.

32. Ciência que estuda o desenvolvimento, classificação e morfologia do solo no seu ambiente
natural próximo à superfície. Estuda a designação de um sistema que o considera como
parte natural da paisagem e tem seu interesse maior no estudo da origem e da sua
evolução ao longo do tempo. Essa ciência é denominada:

a) pedologia.
b) edafologia.
c) podologia.
d) stoneologia.
e) podzolização.

33. Plantas tropicais e exóticas constituem uma das maiores riquezas da nossa flora. São
apreciadas no mercado internacional também por sua durabilidade e capacidade de,
mesmo sozinhas, gerarem composições surpreendentes. Um bom exemplo desse tipo de
plantas são as helicônias, que podem ser propagadas por:

a) estolões.
b) somente sementes.
c) somente rizomas.
d) sementes e rizomas.
e) tubérculos.

34. Uma cobertura vegetal adequada assume importância fundamental para a diminuição do
impacto das gotas de chuva, reduzindo a velocidade das águas que escorrem sobre o
terreno, possibilitando maior infiltração de água no solo e diminuindo o carreamento das
suas partículas.
São consideradas práticas edáficas:

a) terraceamento e adubação.
b) rotação de cultura e subsolagem.
c) subsolagem e cultura em faixas.
d) controle do fogo, adubação e calagem.
e) cultura em faixas, controle de fogo e terraceamento.

35. Fertilizantes ou adubos são compostos químicos que visam suprir as deficiências em
substâncias vitais à sobrevivência das plantas. As plantas necessitam de diversos
elementos químicos, como os macro e microelementos.
São considerados microelementos:

a) magnésio, cobre e zinco.
b) potássio, cobre e boro.
c) manganês, ferro e zinco.
d) fósforo, cobalto e molibdênio.
e) enxofre, cálcio e manganês.

36. O controle químico de doenças de plantas é, em muitos casos, a única medida eficiente e
economicamente viável de garantir alta rentabilidade e qualidade de produção. Baseandose
no princípio em que se fundamenta caracteristicamente o seu modo de ação, os
fungicidas podem ser:

a) contacto, erradicante e sistêmico.
b) contacto, residual e protetor.
c) protetor, residual e sistêmico.
d) contacto, terapêutico e sistêmico.
e) erradicante, protetor e curativo.

37. É estimado que a área de plantio para culturas geneticamente modificadas esteja com uma
taxa de crescimento de 13% ao ano. A área total plantada é já superior a 100 milhões de
hectares, sendo os principais produtores os Estados Unidos, o Canadá, o Brasil, a
Argentina, a China e a Índia. OGM (Organismo Geneticamente Modificado) é, segundo o
Art. 3º, Inciso V, da Lei Federal Brasileira nº 11.105, de 24 de março de 2005, organismo
cujo material genético tenha sido modificado por qualquer técnica de engenharia genética.
Esse material genético se refere ao:

a) DNA autossômico.
b) RNA autossômico.
c) ribossomo.
d) núcleo.
e) genoma.

38. O conceito de agroecologia quer sistematizar todos os esforços para produzir um modelo
tecnológico abrangente que seja socialmente justo, economicamente viável e
ecologicamente sustentável. Nesse contexto, podem-se considerar técnicas
agroecológicas a utilização de:

a) adubação verde, adubação orgânica e adubação química solúvel.
b) adubação verde, enxofre e calda sulfocálcica.
c) biofetilizantes, vermicompostos e adubação química solúvel.
d) restos de mineração, enxofre e carbamatos.
e) compostos fermentados, cobre e adubação química solúvel.

39. O aproveitamento da biomassa consiste na combustão de matéria vegetal ou de seus
subprodutos, a fim de produzir calor e/ou eletricidade para uso doméstico ou industrial.
Essas fontes de energia renovável podem assumir várias formas; dentre elas: a) os
biocombustíveis renováveis sólidos, que podem ser resultantes de produtos ou resíduos
da agricultura; b) os biocombustíveis líquidos, como o biodiesel e o bioetanol, obtidos a
partir de óleos orgânicos e/ou da fermentação de resíduos naturais; c) os biocombustíveis
gasosos, ou biogás, que podem, por exemplo, ter origem em:

a) efluentes agropecuários e aterros sanitários.
b) lamas das estações de tratamento e bagaço de cana.
c) efluentes domésticos e bagaço da mamona.
d) efluentes industriais e beneficiamento da madeira.
e) dejetos suínos e gás natural.

40. O biocombustível é uma opção para substituição dos combustíveis fósseis, sendo menos
poluente e renovável. Trata-se dos chamados combustíveis de biomassa, em especial o
álcool da cana-de-açúcar e o de outros tipos de óleos vegetais.
Podem-se definir óleos vegetais como gordura extraída de plantas, formada por:

a) triglicerídios.
b) aldeídos.
c) ergosterol.
d) glicerol.
e) cetonas.

41. A Secretaria de Agricultura e Abastecimento dos Estados, por meio da Comissão Técnica
de Citricultura, aguarda posicionamento do Ministério da Agricultura (MAPA) sobre o
pedido de revisão da Instrução Normativa nº 20, de fevereiro de 2002, que estabelece os
requisitos para comercialização de produtos vegetais em unidades da Federação com
ocorrência da mosca negra. As regras atuais impedem o comércio da citricultura nessas
regiões. O agente causal da mosca negra dos citrus no Brasil é:

a) Aleurocanthus citrina.
b) Aleurocanthus woglumi.
c) Aleurocanthus citri.
d) Aleurothus woglumi.
e) Aleurothus citrine.

42. O Aqüífero Guarani é o maior manancial de água doce subterrânea transfronteiriço do mundo e
está localizado na região Centro-Leste da América do Sul. Sua maior ocorrência se dá em
território brasileiro (2/3 da área total), abrangendo vários Estados, sendo alguns deles:

a) São Paulo, Minas Gerais e Bahia.
b) Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro.
c) Santa Catarina, Minas Gerais e Goiás.
d) Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Espírito Santo.
e) Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Rio de Janeiro.

43. A cultura da banana ocupa o segundo lugar em volume de frutas produzidas e consumidas
no Brasil e a terceira posição em área colhida. Várias são as doenças que afetam essa
cultura, além da sigatoka-amarela, mal-do-panamá, moko, entre outras. Recentemente,
surgiu a sigatoka-negra, considerada a mais grave e temida doença da bananeira no
mundo, implicando aumento significativo de perdas, que podem chegar a 100% da
produção.
O agente causal dessa doença é:

a) Mcosphaerella fragarie.
b) Mcosphaerella musicola.
c) Mcosphaerella musae.
d) Mcosphaerella fijiensis.
e) Mcosphaerella bananae.

44. Com o advento da Lei nº 9.433, de 1997, o princípio dos usos múltiplos da água foi
instituído como uma das bases da Política Nacional de Recursos Hídricos (PNRH). Os
diferentes setores usuários de água passaram a ter igualdade no direito de acesso a esse
bem. A única exceção, já estabelecida na própria lei, é que, em situações de escassez, a
prioridade de uso da água, no Brasil, é para:

a) abastecimento público e abastecimento industrial.
b) geração de energia elétrica e abastecimento público.
c) dessedentação de animais e geração de energia.
d) abastecimento de industrial e abastecimento público.
e) abastecimento público e dessedentação de animais.

45. Considerando que as Áreas de Preservação Permanente (APP) e outros espaços
territoriais especialmente protegidos como instrumentos de relevante interesse ambiental
integram o desenvolvimento sustentável, objetivo das atuais e futuras gerações, resolvese,
para efeitos de lei (Resolução nº 303 da APP, de 20 de março de 2002), adotar
algumas denominações de parâmetros e limites de áreas de preservação permanente,
como, por exemplo: espaço brejoso ou encharcado, que contém nascentes ou cabeceiras
de cursos d água, onde há ocorrência de solos hidromórficos, caracterizado
predominantemente por renques de buritis do brejo (Mauritia flexuosa) e outras formas
de vegetação típica .
O texto em destaque define:

a) nascente ou olho d água.
b) jusante.
c) manguezal.
d) restinga.
e) vereda.

46. De acordo com O Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA), um exemplo de Áreas
de Preservação Permanente são as áreas situadas ao redor de nascente ou olho d água,
ainda que intermitente, com raio mínimo de ______________ metros, de tal forma que
proteja, em cada caso, a bacia hidrográfica contribuinte .
Assinale a alternativa que completa corretamente o texto acima.

a) 50 (cinqüenta)
b) 100 (cem)
c) 75 (setenta e cinco)
d) 35 (trinta e cinco)
e) 150 (cento e cinqüenta)

47. Quando há o lançamento de grande quantidade de material orgânico oxidável no corpo
hídrico, os microorganismos, para estabilizar o material orgânico presente, passam a
utilizar o oxigênio disponível no meio aquático, baixando sua concentração na água e
podendo, com isso, provocar a morte de peixes e de outros animais aquáticos aeróbios,
por asfixia.
Assinale a alternativa que indica esses tipo de microorganismos.

a) Fungos celulolíticos
b) Bactérias aeróbicas
c) Fitoplânton
d) Actinomicetos
e) Protistas

48. Um dos grandes problemas que afeta as águas costeiras é a introdução dos poluentes à
base de azoto e fósforo. Eles provêm, principalmente, de atividades humanas
relacionadas à agricultura e à indústria. O fitoplâncton utiliza-se desses poluentes para se
alimentar e o excesso de nutrimentos conduz a uma proliferação do fitoplâncton.
Esse desenvolvimento intensivo do fitoplâncton é denominado:

a) eutrofização.
b) eutrolização.
c) azotoação.
d) deposição planctônica.
e) fosfodeposição.

49. Sabe-se que o fósforo é fundamental para a atividade metabólica de qualquer ser vivo e
estará disponível, se assim se fizer necessário. Há muito fósforo estocado em grande
parte dos solos tropicais, embora em muitos deles a análise de laboratório acuse somente
traços de fósforo disponível. Fósforo não é problema; basta que se criem condições para
que seja disponibilizado.
A maior fonte de fósforo viável para uma agricultura realmente sustentável, e que se torna
disponível quando se dinamiza o sistema e se criam condições propícias para a vida do
solo, é(são):

a) os macro e microelementos.
b) a matéria inorgânica.
c) a matéria orgânica.
d) os resíduos fósseis.
e) o calcário.

50. A limnologia é o estudo das reações funcionais e produtividade das comunidades bióticas
de lagos, rios, reservatórios e região costeira, em relação aos parâmetros físicos,
químicos, bióticos, hidrológicos e geomorfológicos.
Dentre os parâmetros físicos, podem-se citar:

a) luz solar, turbidez e pH.
b) luz solar, temperatura e alcalinidade.
c) turbidez, luz solar e oxigênio dissolvido.
d) turbidez, sedimentos e cor.
e) alcalinidade; oxigênio dissolvido e sedimentos.


GABATRITO FATMA: 31-A 32-A 33-D 34-D 35-C 36-E 37-E 38-B 39-A 40-A 41-B 42-C 43-D 44-E 45-E 46-A 47-B
48-A 49-C 50-D






PREFEITURA DE BIGUAÇU




CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
(15 QUESTÕES)

16. A população humana cada vez mais depende
dos solos como fator de produção de
alimentos. Analise as alternativas abaixo e
escolha a verdadeira:

a) A chuva é o elemento do clima mais
importante no processo da erosão.
b) O relevo, o clima, o material de origem, os
organismos e o tempo são fatores de
formação do solo, sendo que, o material de
origem é o material intemperizado não
consolidado e de natureza mineral.
c) A consistência do solo ocorre em função das
forças de adesão e coesão, que variam com
o grau de umidade do solo, sendo que a
força de adesão refere-se à atração de
moléculas de água por outra molécula de
água, ou de partículas sólidas por partículas
sólidas.
d) O cultivo em nível é aquele feito
acompanhando linhas em nível marcadas no
terreno, juntamente com a preparação dos
terraços.

17. Fitopatologia é a ciência que estuda as
doenças das plantas, abrangendo todos os
seus aspectos. Leia as alternativas abaixo e
escolha a INCORRETA:

a) As bactérias fitopatógênicas possuem forma
cilíndrica ou bastonete e formam esporos.
b) Fazem parte das relações patógenohospedeiro
a fonte de inóculo, a penetração
e a colonização.
c) Doença é um processo dinâmico resultante
das interações entre patógeno e hospedeiro
com a íntima influência do meio.
d) Sintomas secundários ou reflexos, em
doenças de plantas, são aqueles exibidos
pela planta em órgãos distantes do local de
ação do patógeno.

18. A legislação Federal que trata da
classificação de produtos vegetais, seus
subprodutos e resíduos de valor econômico
relata que:
a) É obrigatória, em todo o território nacional, a
classificação de produtos vegetais, seus
subprodutos e resíduos de valor econômico
quando destinados diretamente à
alimentação humana e animal.
b) A classificação é o ato de determinar as
qualidades intrínsecas de um produto
vegetal, seus subprodutos e resíduos de
valor econômico.
c) Caberá às Secretarias da Agricultura dos
estados divulgar a relação das entidades
credenciadas a executar a classificação de
produtos vegetais, seus subprodutos e
resíduos de valor econômico.
d) É obrigatória, em todo o território nacional, a
classificação de produtos vegetais, seus
subprodutos e resíduos de valor econômico
nos portos, aeroportos, terminais
alfandegados e demais postos de fronteira.

19. Segundo a lei nº 9.605 de 12 de fevereiro de
1998, que dispõe sobre as sanções penais e
administrativas derivadas de condutas e
atividades lesivas ao meio ambiente, está
INCORRETO afirmar que:

a) A responsabilidade das pessoas jurídicas
não exclui a das pessoas físicas, autoras, coautoras
ou partícipes do mesmo fato.
b) Poderá ser desconsiderada a pessoa física
sempre que sua personalidade for obstáculo
ao ressarcimento de prejuízos causados à
qualidade do meio ambiente.
c) Exemplos de penas restritivas de direito são:
prestação de serviços à comunidade e
interdição temporária de direitos.
d) São circunstâncias que atenuam a pena:
baixo grau de instrução ou escolaridade do
agente e arrependimento do infrator,
manifestado pela espontânea reparação do
dano.

20. As pesquisas pós-colheita são direcionadas
para o prolongamento da vida útil do produto.
São fatores que influenciam o aumento de
vida de prateleira :

a) Poda e raleio, melhoramento genético e cor
do solo.
b) Fertilização, luminosidade e cor do vegetal.
c) Escolha de cultivares, irrigação e tipos de
colheita.
d) Maturidade à colheita, aspectos
fitossanitários e tipo de folha.

21. Conforme a Lei nº 6.938, de 31 de agosto de
1981, que dispõe sobre a Política Nacional
do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos
de formulação e aplicação, é correto afirmar:

a) Para os fins previstos nessa Lei, entende-se
por meio ambiente, o conjunto de condições,
leis, influências e interações de ordem
somente biológica.
b) A Política Nacional do Meio Ambiente tem
por objetivo a preservação, melhoria e
recuperação da qualidade ambiental propícia
à vida e atende o princípio de racionalização
do uso do solo, do subsolo, da água e do ar.
c) A Política Nacional do Meio Ambiente visará
à compatibilização do desenvolvimento
econômico-social sem levar em consideração
a preservação da qualidade do meio
ambiente e do equilíbrio ecológico.
d) Política Nacional do Meio Ambiente também
visará à difusão de tecnologias de manejo do
meio ambiente, à coleta de dados e
informações.

22. Os solos mineirais se originam dos materiais
não consolidados que envolvem a rocha
matriz regional. Analise as frases abaixo e
escolha a INCORRETA:

a) As variações de temperatura exercem grande
influência sobre a desintegração das rochas.
b) O clima, a natureza do material originário e a
topografia da área são fatores que controlam
o tipo de solo que se desenvolve no final.
c) O horizonte A é a região de acumulação
máxima de materiais como óxido de ferro e
de alumínio e de argilas silicatas.
d) As rochas encontradas na crosta terrestre
são classificadas como magmáticas,
sedimentares e metamórficas.

23. Os danos que as pragas causam são de
grande importância econômica, acarretando
enormes prejuízos em todo o globo terrestre,
não somente às plantas, mas também aos
animais domésticos e ao próprio homem. Em
relação às pragas, é correto afirmar que:

a) Os insetos conhecidos como baratas são da
Ordem Dermaptera.
b) Os insetos têm um número variável de pares
de pernas no estado larval, porém, no estado
adulto eles apresentam 4 pares de pernas.
c) Os feromônios são substâncias químicas que
transmitem uma mensagem de
comportamento e podem ser de alarme,
sexual e de agregação.
d) Segundo os hábitos alimentares, os insetos
podem ser pantófagos, ou seja, alimentam-se
de dois ou mais espécies de animal ou
vegetal.

24. A escolha da espécie adequada é um dos
principais fatores para o sucesso do
reflorestamento. Analise as frases abaixo e
escolha a resposta correta:

I. No estado de Santa Catarina, um único
gênero é usado em plantios florestais, o
Pinus.
II. Tipo e qualidade de produto que o mercado
necessita na época de colheita, limitações de
clima e solo e rentabilidade do plantio são
alguns dos fatores que influenciam na
decisão sobre a espécie a ser plantada.
III. O clima, solo e ocorrência de pragas e
doenças são os principais fatores ambientais
que afetam a adaptabilidade da espécie.
IV. O pH, a fertilidade e a umidade do substrato
vão influenciar no padrão de qualidade das
mudas de espécies florestais.
A alternativa correta é:
a) Apenas as assertivas II, III e IV estão
corretas.
b) Apenas as assertivas I, II e III estão corretas.
c) Apenas as assertivas II, III e IV estão
corretas.
d) Apenas as assertivas II e III estão corretas.


25. As ecotécnicas são um conjunto de
procedimentos que possibilitam ao homem
desenvolver a produção sem agredir o
ambiente. Analise as frases abaixo e escolha
a resposta correta.

I. Algumas das prioridades na agricultura
orgânica é obter a máxima reciclagem de
nutrientes, manter o equilíbrio nutricional das
plantas e acabar com as populações de
fitoparasitas e ervas invasoras.
II. O cultivo em sistema orgânico, sem a
aplicação de agrotóxicos e sem a adição de
nitrogênio mostra-se viável em todas as
culturas conhecidas.
III. Outras prioridades no cultivo orgânico são de
alcançar a auto-suficiência em nitrogênio e
minimizar as perdas de nutrientes por
percolação e erosão.
IV. As ecotécnicas também podem ser utilizadas
para a produção animal, tanto para bovinos
de leite, como para aves e suínos.
A alternativa correta é:
a) Apenas as assertivas I e III estão corretas.
b) Apenas as assertivas II e IV estão corretas.
c) Apenas as assertivas III e IV estão corretas.
d) Apenas as assertivas II e III estão corretas.

26. As causas de erosão em solo cultivado
dificilmente agem isoladamente, mas sim em
uma ação conjunta e até mesmo de
interação. Sobre as principais causas de
erosão podemos afirmar que está correto:

I. A ação da chuva, é dada, como causa da
erosão, principalmente por sua ação
desagregadora e compactadora do solo
desnudo.
II. A mecanização no preparo do solo ajuda a
evitar a erosão.
III. As condições topográficas, como a
declividade, têm pouca importância na
formação do processo de erosão.
IV. A cobertura vegetal do solo é de fundamental
importância na prevenção à erosão.
A alternativa correta é:
a) Apenas as assertivas I e III estão corretas.
b) Apenas as assertivas II e III estão corretas.
c) Apenas as assertivas II e IV estão corretas.
d) Apenas as assertivas I e IV estão corretas.

27. O receituário agronômico é necessário
sempre que um agrotóxico é comercializado.
A receita, específica para cada cultura,
deverá conter, necessariamente:

a) Época de aplicação, endereço do técnico
responsável, precauções de uso.
b) Intervalo de segurança, doses de aplicação e
local da compra do agrotóxico.
c) Diagnóstico, cultura e área onde será
aplicado, nome do usuário e sua localização.
d) Precauções de uso, área a ser aplicada e
endereço do pronto-socorro.


28. Segundo o decreto nº 5.741 de 30 de Março
de 2006, que organiza o Sistema Unificado
de Atenção à Sanidade Agropecuária, é
INCORRETO afirmar que:

a) A área estadual é a unidade geográfica
básica para a organização do Sistema
Unificado de Atenção à Sanidade
Agropecuária e para o funcionamento dos
serviços oficiais de sanidade agropecuária.
b) Sempre que recomendado
epidemiologicamente, é prioritária a
erradicação das doenças e pragas na
estratégia de áreas livres.
c) Para todos os casos relevantes, será
adotado plano de contingência ou plano
emergencial ajustado ao papel de cada
Instância do Sistema.
d) É obrigatória a fiscalização do trânsito
nacional e internacional, por qualquer via, de
animais e vegetais, seus produtos e
subprodutos, qualquer outro material
derivado, equipamentos e implementos
agrícolas.

29. O estabelecimento de plantações florestais
na pequena propriedade rural é uma forma
de se utilizar a terra. Analise as frases abaixo
sobre os benefícios diretos e indiretos que as
plantações florestais exercem numa pequena
propriedade rural e indique a que está
INCORRETA:

a) As culturas agrícolas e o gado são melhor
protegidos contra o vento.
b) Promovem a adubação nitrogenada do solo.
c) Protegem o solo contra a erosão.
d) Os mananciais e os curso d´água são
protegidos contra o assoreamento.

30. A meteorologia Agrícola investiga as
respostas dos organismos vivos ao meio
atmosférico. Analise as afirmativas abaixo e
escolha a resposta correta:

I. Na atmosfera, o calor pode ser transferido
mediante dois processos: a condução e a
irradiação.
II. A temperatura do solo influencia na
germinação das sementes, na atividade
funcional das raízes, na ocorrência de
doenças e na velocidade do crescimento das
plantas.
III. A condutividade térmica de um solo é
determinada primariamente pela sua
porosidade, umidade e conteúdo de matéria
orgânica.
IV. A evapotranspiração refere-se ao total de
perda de água para a atmosfera na superfície
das plantas.
A alternativa correta é:
a) Apenas as assertivas I e III estão corretas.
b) Apenas as assertivas II, III e IV estão
corretas.
c) Apenas as assertivas I, II e IV estão corretas.
d) Apenas as assertivas II e III estão corretas.




GABARITO DA PREF. DE BIUACU:16-A 17-A 18-D 19-B 20-C 21-B 22-C 23-C 24-# 25-C 26-D 27-C
28-A 29-B 30-D





MINISTÉRIO DA AGRICULTURA – 2001


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

QUESTÃO 21
21)fiscal federal agropecuário inspecionando um
estabelecimento varejista, verificou que uma determinada marca de
arroz era comercializada. Combase no Decreto n.º 3.664, de 17 de
novembro de 2000, que regulamenta a Lei n.º 9.972, de 25 de maio
de 2000, o fiscal coletou uma amostra para classificação de
fiscalização. Realizada a análise em um laboratório credenciado,
o órgão fiscalizador notificou o interessado acerca do resultado
que, inclusive, diferia das informações contidas no rótulo do
produto. Apesar disso, o interessado não solicitou análise de
contra-prova, uma vez que o seu perito não poderia assistir a
perícia e também porque a amostra de contra-prova, que se
encontrava em seu poder, estava com indícios de violação.
Com base na situação hipotética apresentada e emconformidade com
a legislação, julgue os itens abaixo.

1) A análise do produto coletado só terá validade fiscal se for
realizada em laboratórios oficiais ou credenciados pelo Ministério
de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).
2) Por força de legislação, o resultado da classificação de fiscalização
deverá ser informado ao interessado pelo órgão fiscalizador,
independentemente de qual seja esse resultado.
3) Após realizada a classificação de fiscalização e havendo
discordância do interessado, ele é obrigado pela legislação a
solicitar perícia de contra-prova.
4) Na perícia de contra-prova não é permitida a presença do perito do
interessado. No entanto, ele deverá ter conhecimento prévio da
metodologia de análise a ser utilizada e da qualificação
profissional do perito indicado pelo órgão fiscalizador, podendo
vetar tanto a metodologia como o nome do perito oficial.
5) Quando a amostra de contra-prova encontrar-se violada, o fiscal
federal agropecuário deverá proceder a sua inutilização e
promover imediatamente uma nova coleta para que seja feita a
perícia.

QUESTÃO 22
22)agricultor do estado do Rio Grande do Sul,
interessado em produzir sementes de milho, procurou a
Delegacia Federal de Agricultura (DFA) do estado
solicitando informações acerca do assunto: que tipo de
semente seria mais interessante produzir, a certificada ou a
fiscalizada? quem deveria realizar as inspeções de campo?
suas sementes poderiam ser previamente tratadas? como
deveria proceder para comercializar suas sementes com
agricultores do estado do Paraná? e, por fim, queria
informações acerca das exigências para produzir mudas.
Considerando essa situação hipotética, julgue os itens a seguir
relacionados com as possíveis respostas do funcionário que
atendeu o agricultor.

1) Produzir sementes certificadas é mais fácil que produzir
sementes fiscalizadas, uma vez que as exigências da
legislação são menores para as sementes certificadas e não há
necessidade de que essa produção se faça em campo
específico, como é exigido para as sementes fiscalizadas.
2) Todos os campos de produção de sementes deverão ser
necessariamente inspecionados pela entidade certificadora,
além das inspeções obrigatórias realizadas pelo responsável
técnico do produtor.
3) As sementes podem ser previamente tratadas, desde que
apareça em local visível de sua embalagem a indicação do
tratamento feito, semprejuízos de outros dizeres obrigatórios
de rotulagem. É importante que se atente para o fato de que
se a substância empregada para o tratamento for nociva à
saúde humana ou animal, na embalagem deverá constar a
indicação de que o produto é impróprio para a alimentação e,
em destaque, o símbolo de periculosidade mortal.
4) A semente produzida no Rio Grande do Sul, que se destinar
ao comércio no estado do Paraná deverá satisfazer às
exigências estabelecidas pelo estado comprador. Apesar do
seu trânsito pelo estado de Santa Catarina, a semente estará
sujeita apenas à comprovação do destino.
5) A produção de mudas ainda não está regulamentada no
Brasil, no entanto, a DFA da unidade federativa onde será
instalado o campo de produção deverá ser informada de sua
localização, nome de seu proprietário, características
agronômicas da variedade vegetal produzida e quantidade de
mudas produzidas por ano.

23)Tendo emvista as e as diretrizes dos principais organismos
internacionais, julgue os itens seguintes.

1) Entre os países membros da Organização Mundial do Comércio
(OMC), mesmo havendo diferenças entre as medidas
fitossanitárias, o país importador deverá aceitar as medidas
adotadas pelo país exportador como equivalentes desde que o país
exportador demonstre ao importador que suas medidas alcançam
um nível adequado de proteção sanitária e possibilite acesso
razoável à inspeção, caso o importador solicite.
2) O Codex Alimentarius é um ponto de referência mundial para
consumidores, produtores, organismos nacionais de controle de
alimentos e para o comércio internacional de alimentos. Esse
organismo objetiva contribuir para a proteção da saúde dos
consumidores e para a garantia de práticas equitativas no comércio
internacional.
3) As medidas previstas no acordo sobre a aplicação de medidas
sanitárias e fitossanitárias (SPS/OMC), têm a finalidade de
proteger mercados nacionais das nações com agricultura menos
desenvolvida, por meio da imposição de obstáculos comerciais às
grandes potências agrícolas.
4) O texto da Convenção Internacional de Proteção de Plantas abre
ótimas possibilidades para profissionais da Agronomia, uma vez
que estabelece que todo profissional tecnicamente qualificado
poderá emitir certificado fitossanitário, independentemente de
autorização governamental.
5) As prescrições acerca de rotulagem, valor nutricional de alimentos
e tipos de embalagens, por regra, não estão sujeitas ao acordo
sobre a aplicação de medidas sanitárias e fitossanitárias
(SPS/OMC) e simao acordo sobre barreiras técnicas (TBT/OMC).
QUESTÃO 24
24) respeito à Lei de Proteção de Cultivares—Lei n.º 9.456, de 25
de abril de 1997 e seu decreto regulamentador — Decreto n.º 2.366,
de 5 de novembro de 1997, julgue os itens abaixo.

1) A Lei de Proteção de Cultivares objetiva, fundamentalmente, a
proteção dos direitos relativos à propriedade intelectual referente
a cultivar, à utilização das plantas ou suas partes de reprodução e
multiplicação vegetativa e estabelece regras acerca da concessão
do certificado de proteção de cultivar.
2) A legislação prevê que só são passíveis de proteção as novas
cultivares, ou as cultivares essencialmente derivadas de gênero ou
espécie vegetal, oriundas da flora natural brasileira.
3) Uma cultivar protegida poderá ser declarada, ex officio, pelo
MAPA, como sendo de uso público restrito, nos casos de
emergência nacional, abuso do poder econômico e em outras
circunstâncias extremas, com base em parecer técnico dos órgãos
competentes.
4) A titularidade da proteção de um cultivar é um direito inalienável
e intransferível de seu detentor e terá a sua duração assegurada
enquanto seu detentor for vivo, não podendo ser objeto de
transferência nem por ato inter vivos nem por sucessão
testamentária.
5) OServiço Nacional de Proteção de Cultivares (SNPC), criado pela
Lei n.º 9.456/97, é subordinado administrativamente ao MAPA e
tecnicamente ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial
(INPI) que, por força de lei, deverá promover anualmente o
treinamento e atualização de todo pessoal do corpo técnico do
SNPC.
QUESTÃO 25
25)fiscal federal agropecuário em exercício da
fiscalização de que trata a legislação específica acerca do
vinho e derivados do vinho e da uva, visitou uma cantina
central na cidade de Andradas/MG. No estabelecimento
fiscalizado deparou-se com uma série de situações, as quais
o motivaram a adotar alguns procedimentos fiscais.
Considerando essa situação hipotética, e com base na legislação
específica, julgue os itens seguintes acerca da correção das
atitudes tomadas pelo fiscal.

1) Lavrou auto de infração pelo fato de o produtor estar
adicionando ao mosto em fermentação, sacarose dissolvida
com o próprio mosto.
2) Requisitou do empresário, por meio de intimação, vasta
documentação relativa à produção de seu vinho, inclusive
documentos que continham informações consideradas
sigilosas, por conterem segredos industriais.
3) Lavrou termo de apreensão em razão de haver encontrado
grande quantidade de rótulos que não mencionavam o
número do registro do produto no MAPA e nomeou fiel
depositário dos bens apreendidos o proprietário do
estabelecimento.
4) Coletou amostra do vinho produzido e, depois de identificála
na presença do proprietário do estabelecimento, lacrou-a
e promoveu a sua divisão em três partes: uma para ser
encaminhada ao laboratório oficial, outra para ser guardada
no órgão de fiscalização e a terceira para ficar em poder do
interessado como perícia de contra-prova.
5) Lavrou uma intimação para que o produtor passe a mencionar
na rotulagem do vinho o uso de sacarina sódica, edulcorante
sintético não-prejudicial à saúde que foi detectado na amostra
coletada e encaminhada ao laboratório oficial do MAPA.
QUESTÃO 26
26)MAPAor meio da Secretaria de Defesa Agropecuária,
publicou a Instrução Normativa n.º 38/99, em 14 de outubro de
1999, que estabelece a lista das pragas quarentenárias A1, A2 e
não-quarentenárias regulamentadas (alerta máximo). Com
respeito a essas pragas e a essa instrução normativa, julgue os
seguintes itens.

1) As pragas quarentenárias A1 são aquelas não-presentes no
país, porém, se introduzidas, são potenciais causadoras de
importantes danos econômicos.
2) Entende-se por pragas não-quarentenárias regulamentadas,
aquelas pragas quarentenárias cuja presença em plantas, ou
partes destas, para plantio, influi no seu uso proposto com
impactos econômicos inaceitáveis.
3) O Departamento de Defesa e Inspeção Vegetal (DDIV), da
Secretaria de Defesa Agropecuária, deverá ser notificado,
obrigatoriamente, pelas entidades de pesquisa fitossanitária
e pelos profissionais ligados à defesa sanitária vegetal,
sempre que houver detecção ou caracterização de qualquer
praga quarentenária A1 ou A2.
4) As pragas quarentenárias A2 são assim denominadas por
possuírem uma importância secundária, não estarem
presentes no Brasil e, nos países onde elas ocorrem, causarem
danos moderados às plantas cultivadas.
5) Estão relacionadas como pragas quarentenárias A1 apenas
ácaros, dípteros, hemípteros, hymenópteros, lepidópteros e
nematóides, não fazendo parte dessa relação, os procariontes,
vírus, bactérias, fungos e ervas daninhas.
.UESTÃO 27
27)conformidade com a legislação vigente, julgue os itens abaixo,
relativos à emissão e aplicação de certificados fitossanitários e
certificados fitossanitários de origem (CFO).

1) Os CFOs só podem ser emitidos por engenheiros agrônomos
pertencentes ao quadro de fiscal federal agropecuário, uma vez que
essa é uma tarefa típica de Estado.
2) Se uma praga quarentenária A2 ou não-quarentenária
regulamentada for introduzida em uma unidade da federação, o
órgão executor da defesa sanitária vegetal desse estado deverá
notificar os técnicos credenciados para a emissão de CFO relativo
à sua ocorrência e da necessidade de providenciar a extensão de
seus credenciamentos quanto a essa praga.
3) A certificação fitossanitária é uma exigência da Convenção
Internacional de Proteção dos Vegetais e pode ser considerada
como uma ferramenta altamente importante para a preservação do
patrimônio fitossanitário das nações.
4) Um emitente de CFO deverá ter suspenso seu credenciamento
sempre que houver reincidência de rechaço de carga certificada
por ele.
5) Todo material de propagação vegetal importado deve obedecer à
sistemática de certificação fitossanitária de origem.
QUESTÃO 28
28)produtor orgânico de pepino (Cucumis sativus) está
enfrentando o problema da ocorrência freqüente em sua região do
míldio das cucurbitáceas, causado pelo fungo Pseudoperonospora
cubensis.
Com referência a essa situação hipotética e tomando por base a
Instrução Normativa n.º 007/99, julgue os itens a seguir, relativos aos
procedimentos adequados para que a produção possa continuar sendo
considerada como orgânica.

1) Utilizar cultivares tolerantes à praga e promover a rotação de
culturas.
2) No preparo das sementes e do solo, utilizar umfungicida sistêmico
sintético, aguardar 30 dias e só a partir daí iniciar o plantio.
3) Utilizar meios homeopáticos para controlar ou para reduzir a
população da praga a um nível aceitável.
4) Utilizar material geneticamente modificado com especificação de
resistência para o fungo.
5) Promover normalmente a semeadura e, apenas no caso de um
ataque severo da praga, utilizar pulverizações com um fungicida
sintético, obedecendo rigorosamente o seu período de carência.
QUESTÃO 29
29)gulamento de Defesa Sanitária Vegetal, Decreto n.º 24.114,
de 12 de abril de 1934, apesar de tratar-se de uma legislação bem
antiga, ainda é considerado muito avançado nos seus conceitos.
Amparado nas diretrizes desse regulamento, julgue as
providências tomadas nas situações hipotéticas apresentadas nos
itens que se seguem.

1) Uma caixa de frutas foi despachada da China para o Brasil
por via postal. Aqui chegando, o empregado encarregado
pelo setor de expedição dos Correios e Telégrafos convocou
de pronto o destinatário da mercadoria para a sua imediata
liberação e para que o mesmo assinasse o termo de
responsabilidade com respeito ao conteúdo da embalagem,
além de preencher uma declaração de que a mesma estava
isenta de pragas.
2) Um fiscal federal agropecuário do Posto de Vigilância
Agropecuária (PVA) localizado no porto de Recife – PE, ao
inspecionar a chegada de umlote de arroz vindo da Indonésia
detectou a presença de uma praga perigosa, não existente no
Brasil e altamente patogênica. De imediato, ele procedeu à
apreensão e inutilização de todo o lote.
3) Umfiscal federal agropecuário, lotado no PVA do aeroporto
do Rio de Janeiro, não permitiu o desembarque de uma carga
de maçãs em caixas de madeira, devidamente acompanhada
do certificado fitossanitário e demais documentos, por
suspeitar das condições fitossanitárias das caixas.
4) O MAPA interditou uma vasta área no estado de Sergipe
infestada pelo cancro cítrico. Um produtor de laranja, cuja
propriedade não apresentava nenhum caso da doença, porém
situava-se na zona interditada, foi impedido de vender e
transitar comsuas laranjasmesmo dentro da zona interditada.
5) As autoridades sanitárias doMAPA,suspeitando da presença
de uma praga perigosa em uma determinada região de Santa
Catarina, designaram um fiscal federal agropecuário para
verificar in loco a existência ou não dessa praga. Em uma
determinada propriedade rural o fiscal, mesmo tendo se
identificado, foi impedido de realizar suas diligências pelo
proprietário. De imediato, dirigiu-se à delegacia de polícia do
município e solicitou auxílio para que lhe fosse assegurado o
livre acesso à propriedade.

QUESTÃO 30
30)fiscal federal agropecuário, ligado à área de
fiscalização de fertilizantes, corretivos e inoculantes é designado
para proceder à fiscalização de uma misturadora de fertilizante.
Com base na legislação em vigor e considerando a situação hipotética
apresentada, julgue os itens que se seguem acerca dos procedimentos
das pessoas envolvidas.

1) Ao chegar ao estabelecimento, o fiscal só teve a sua entrada
permitida pelos seguranças da empresa após a apresentação da sua
identificação funcional, mesmo estando em um carro oficial e já
sendo pessoa muito conhecida por todos naquele estabelecimento.
2) Estando no interior da empresa e no exercício de suas atribuições,
o fiscal exigiu do gerente do estabelecimento que fosse designado
um funcionário para ajudá-lo na coleta e no transporte das
amostras.
3) Ao iniciar a lavratura do termo de coleta de amostras, o fiscal
percebeu que havia esquecido a valise com os documentos fiscais
na DFA. Para não atrasar os trabalhos, de imediato solicitou ao
gerente do estabelecimento folhas de papel em branco nas quais
redigiu umrecibo,emduas vias, discriminando a amostra coletada,
assinou-as, carimbou-as e solicitou que o gerente também as
assinasse e as carimbasse.
4) O gerente do estabelecimento indagou ao fiscal acerca do que
aconteceria se a análise da amostra coletada constatasse deficiência
do produto. A resposta foi de que a fiscalização voltaria à empresa
para lavrar o termo de inutilização ou o termo de reprocessamento
do produto, no caso de a deficiência poder ser corrigida.
5) Aproveitando a visita do fiscal, o gerente do estabelecimento
questionou-o acerca do registro de produtos importados, uma vez
que a empresa intencionava importar e comercializar uma
determinada fórmula em embalagens originais. O fiscal respondeu
que, nesse caso, o registro poderia ser efetuado com base no
certificado de análise do país de origem, ressalvando que essa
regra valia apenas para o total da partida especificada na guia de
importação.
QUESTÃO 31
31) empresa, localizada em Salinas – MG, devidamente
registrada no MAPA como produtora de aguardente de cana, foi
autuada por umfiscal federal agropecuário do Serviço de Inspeção
Vegetal da DFA – MG, por não possuir registro de sua cachaça.
O empresário estava produzindo e comercializando normalmente
cachaça, tendo inclusive já providenciado o rótulo de seu produto.
Com referência a essa situação hipotética e considerando o
Decreto n.º 2.314, de 4 de setembro de 1997, que regulamenta a Lei
n.º 8.918, de 14 de julho de 1994, julgue os itens abaixo.

1) Oestabelecimento só poderia produzir aguardente de cana e nunca
cachaça, uma vez que não tinha registro no MAPA para esse tipo
de produto.
2) O estabelecimento deveria ser autuado pelo fato de não possuir
rótulo previamente aprovado pela fiscalização e nunca por não
possuir registro de sua cachaça.
3) Quando uma bebida não possui registro, ela só pode ser
comercializada sem rótulo, ou em dose por bares e restaurantes.
4) Acachaça, por ser uma bebida com alto teor alcoólico, só pode ser
produzidaemestabelecimento que possua presença permanente da
fiscalização durante todo o seu turno de funcionamento.
5) As bebidas alcoólicas não precisam ter necessariamente registro,
desde que apresentem rótulos informando o seu teor alcoólico, o
CGC do produtor e o endereço de produção.
QUESTÃO 32
32)rodutor rural adquiriu, para uso em sua
propriedade, uma certa quantidade do herbicida Poderoso
500 CE, mediante receituário agronômico. As características
do herbicida são as seguintes: pós-emergente, sistêmico, de
absorção foliar por meio dos estômatos e translocação via
floema. A pulverização foi feita usando-se um pulverizador
tratorizado com tanque com capacidade para 1.000 L,
equipado com pontas de pulverização em leque, de
distribuição de jato elíptica com ângulo de 110º. No preparo
da calda, utilizou-se 10 L do herbicida em um tanque cheio.
A pressão de pulverização foi de 3,0 kg/cm2, dando uma
vazão de 200 L de calda por hectare. As condições
atmosféricas durante a aplicação eram de céu claro, sem
chuvas, temperatura de 25º C, umidade relativa do ar de 50%
e ventos de 5 km/h. As plantas encontravam-se em plena
atividade e desenvolvimento vegetativo durante a
pulverização.
Comrelação a essa situação hipotética, julgue os itens seguintes.

1) Se o ingrediente ativo do herbicida fosse sólido, a quantidade
desse ingrediente efetivamente aplicada foi inferior a
500 g/ha.
2) Em caso de deficiência hídrica, o efeito do herbicida seria
mais intenso, uma vez que as plantas daninhas estariam mais
estressadas.
3) Caso, no momento da pulverização, a temperatura no
ambiente subisse para 35º C, a umidade relativa do ar caísse
para 20%e a velocidade dos ventos se elevasse para 10 km/h,
seria conveniente substituir as pontas de pulverização e
aumentar a pressão visando reduzir o tamanho das gotas
aplicadas, melhorando, assim, o recobrimento das plantasalvo.
4) Caso o produtor tivesse optado pela pulverização aérea, seria
conveniente aumentar o volume de calda para cerca de
400 L/ha, para melhorar a deposição do produto nas plantasalvo
e reduzir os problemas relativos à deriva.
5) O produtor rural poderia ter variado o volume de calda
aplicado em uma faixa aproximada de 50 L/ha a 500 L/ha,
usando o mesmo equipamento descrito, variando apenas a
pressão de pulverização.
UESTÃO 33
33)cochonilhas são importantes pragas agrícolas, muito
disseminadas pelo mundo e algumas espécies são bastante
polífagas, podendo atacar grandes culturas, hortaliças, frutíferas,
ornamentais e essências florestais. Julgue os itens abaixo, acerca
dessas pragas.

1) Muitas espécies apresentam uma camada de cera protetora
revestindo o corpo, que impede ou restringe a penetração de
muitos agrotóxicos, dificultando seu controle químico.
2) Uma das formas desenvolvidas pela maioria das espécies de
cochonilhas para reduzir a competição com outros insetos é
a secreção de substâncias químicas repelentes, o que afasta
a grande maioria dos insetos, inclusive as formigas.
3) Várias espécies de cochonilhas são facilmente dissemináveis,
especialmente na fase de ninfas, por vários agentes, como o
vento, a chuva, os pássaros, os veículos, máquinas agrícolas
e, inclusive, pela roupa humana.
4) Os prejuízos causados por essas pragas resultam de seu
hábito mastigador, especialmente na fase adulta do inseto.
Além disso, a cochonilha é predadora de um importante
agente de controle biológico de diversas pragas agrícolas,
a joaninha.
5) As regiões de clima seco não são propícias à sua
proliferação. Esse fenômeno pode ser evidenciado pela
ausência dessa praga na região semi-árida do nordeste
brasileiro.
QUESTÃO 34
34)gue os itens que se seguem, com respeito a aspectos fitossanitários
relativos a algumas culturas.

1) A sigatoka negra é uma doença que acomete a bananeira. Seus
sintomas mais evidentes são manchas ou lesões necróticas nas
folhas, reduzindo o processo fotossintético e, conseqüentemente,
a produção.
2) A fase de maior evolução e de maiores danos causados pela
sigatoka negra corresponde ao início do desenvolvimento da
bananeira, até a quarta folha verdadeira, razão pela qual a poda das
folhas mais velhas, nos estágios mais avançados de
desenvolvimento da planta, apresenta efeitos desprezíveis ou até
mesmo negativos, no controle da doença.
3) A fase de maior desenvolvimento da sigatoka negra, assim como
da maioria das outras doenças fúngicas, corresponde ao período
mais seco do ano, quando se intensificam os processos de
esporulação, disseminação dos esporos e desenvolvimento das
hifas.
4) O fogo bacteriano das pomáceas, causado pela bactéria Erwinia
amylovora, é considerado uma praga quarentenária no Brasil.
A entrada de suas plantas hospedeiras é proibida por um grande
número de países, sendo comum a exigência de certificado
fitossanitário para essas plantas, mesmo em países onde a praga já
esteja estabelecida.
5) Frutas como maçã, pêra e ameixa, provenientes de regiões de
ocorrência do fogo bacteriano das pomáceas, devem ser tratadas,
previamente à embalagem, com produtos como o hipoclorito de
sódio.
QUESTÃO 35
35)cesso de globalização, fenômeno cada vez mais presente nos dias
de hoje, tem aumentado de forma intensa o transporte de mercadorias
entre as várias regiões do mundo. A reboque nesse processo, o
transporte de pragas agrícolas tende a intensificar-se caso não sejam
tomadas medidas quarentenárias eficazes. Considera-se como prática
quarentenária a uma determinada praga a

1) limpeza completa, antes do seu uso, de máquinas e equipamentos
agrícolas provenientes de áreas de ocorrência da praga.
2) implantação de barreiras interestaduais ou intermunicipais visando
impedir a entrada de sementes e mudas provenientes de áreas de
ocorrência da praga.
3) inspeção rigorosa de todas as entradas internacionais (bagagens,
passageiros, meios de transporte e cargas) provenientes de países
de ocorrência da praga.
4) apreensão e posterior destruição de frutas frescas, plantas e partes
de plantas hospedeiras que vierem de outros países, na bagagem ou
nas mãos de passageiros que chegarem ao território nacional por
via terrestre, aérea ou marítima, sem a devida autorização.
5) devolução ao país de origem das cargas de frutas frescas, plantas
vivas e partes de plantas hospedeiras que chegarem ao território
nacional sem o devido certificado fitossanitário.
UESTÃO 36
36)junto à legislação vigente no Brasil, referente ao uso de
agrotóxicos e afins, julgue os itens a seguir.

1) O agrotóxico aprovado para uso e em fase de
comercialização nos EUA e emalguns países europeus, com
os quais o Brasil mantém acordos bilaterais na área de defesa
fitossanitária, pode ser automaticamente comercializado no
Brasil desde que seja para as mesmas finalidades para as
quais esse produto foi aprovado em seu país de origem.
2) Compete exclusivamente à União legislar acerca do uso e do
armazenamento dos agrotóxicos, seus componentes e afins,
não cabendo aos estados, ao Distrito Federal ou aos
municípios legislar supletivamente acerca desses assuntos.
3) No que se refere à toxicidade humana, os agrotóxicos são
separados em classes de I a IV, que variam de extremamente
tóxicos a pouco tóxicos, respectivamente. Ao contrário dos
produtos das demais classes, os produtos das classes III e IV
podem ser adquiridos sem receituário próprio, por
apresentarem baixa toxicidade.
4) As embalagens de vidro são as mais apropriadas para o
acondicionamento de agrotóxicos e afins, pois apresentam
como vantagens: grande durabilidade, resistência e baixa
propensão a vazamentos.
5) A reutilização de embalagens de agrotóxicos plásticas ou de
vidro só é recomendada mediante a realização prévia de
tríplice lavagem, comdetergente comprovadamente eficiente
para o agrotóxico em questão.
QUESTÃO 37
37)Amosca branca é uma das pragas mais comuns no Brasil,
podendo atacar diversas culturas agrícolas. A respeito dessa
praga julgue os itens subseqüentes.

1) Culturas como o algodoeiro, a soja e o feijoeiro são
suscetíveis a essa praga, não sendo recomendáveis em
esquemas de sucessão ou de rotação, em condições de alta
pressão populacional da praga. Além disso, a praga apresenta
várias hospedeiras alternativas entre as plantas daninhas,
o que dificulta o seu controle.
2) A mosca branca causa sérios prejuízos à agricultura em
função de seu hábito cortador e desfolhador, podendo
ocasionar índices de desfolha de até 100% em condições de
elevada infestação do inseto.
3) Sintomas causados por vírus nas plantas são freqüentemente
associados à ocorrência da mosca branca, uma vez que ela é
um importante vetor para alguns tipos de vírus que atacam
plantas cultivadas.
4) O acompanhamento das culturas vizinhas, bem como a
verificação da direção e sentido predominante dos ventos na
área, são importantes elementos a serem considerados para a
proposição de um programa de manejo integrado racional
dessa praga.
5) Amosca branca é altamente resistente a inseticidas químicos,
razão pela qual são recomendados, para o seu controle, os
inseticidas de contato, da classe toxicológica I.

QUESTÃO 38
38)produtor rural colheu uma determinada quantidade de
milho no momento emque o produto apresentava 16%de umidade
(em base úmida), visando vendê-lo para fins de consumo humano
direto ou para ração animal. Emfunção do baixo valor do milho no
mercado na época da colheita, o produtor solicitou e obteve
recursos do Tesouro Nacional para a guarda e a conservação do
produto. Como não dispunha de uma unidade de armazenamento
própria, o produtor decidiu celebrar um contrato de depósito do
produto com um vizinho, sem a transferência da propriedade do
produto para o mesmo.
Considerando essa situação hipotética, julgue os itens seguintes.

1) Esse tipo de contrato é previsto na legislação brasileira, ficando o
proprietário da unidade armazenadora (depositário) responsável
pela guarda, preservação da qualidade e da quantidade, e pela
pronta e fiel entrega do produto, inclusive, em caso de avaria, na
forma prevista no contrato, por vícios provenientes da natureza
e do acondicionamento do produto.
2) A referida unidade armazenadora somente poderá ser utilizada
para a guarda e a conservação do milho caso seja certificada pelo
Sistema Nacional de Certificação de Unidades Armazenadoras,
após verificadas suas condições técnicas e operacionais.
3) O produto necessita de secagem antes de ser armazenado, em
função de sua umidade excessiva.
4) Deve-se proceder a uma monitoração constante do milho durante
seu armazenamento para a avaliação da incidência de pragas—em
especial das traças e carunchos—que podem ser controladas, por
exemplo, por meio do expurgo com fosfina.
5) De acordo com a legislação vigente, o milho deve ser armazenado
em sacos individuais, com capacidade para 60 kg cada, sendo os
sacos de aniagem os mais recomendados pelo fato de poderem ser
reutilizados.

QUESTÃO 39
39)assificação de produtos vegetais, seus subprodutos e resíduos
de valor econômico, consiste na determinação de suas qualidades
intrínsecas e extrínsecas, com base em padrões oficiais. Com
referência a esse assunto, julgue os itens que se seguem.

1) A entrada de uma carga de trigo no Brasil, proveniente de
outro país, implica obrigatoriamente sua classificação no
porto, aeroporto, ou posto de fronteira de entrada, conforme
o caso.
2) A classificação dos produtos vegetais nas operações de
compra e venda realizadas pelo governo federal é obrigatória.
3) Uma determinada cooperativa agrícola pode classificar
produtos vegetais de terceiros, destinados à alimentação
humana, podendo, inclusive, emitir certificado de
classificação, desde que possua laboratório credenciado pelo
órgão responsável.
4) Umlote de feijão, produzido em território nacional, pode ser
posto à venda, independentemente da apresentação de
certificado de classificação, desde que constem informações
acerca de sua classificação nas embalagens individuais do
produto.
5) Um fiscal do MAPA determinou a apreensão de um
determinado produto agrícola posto à venda, em função de
comprovada adulteração de qualidade expressa no rótulo.
Nesse caso, o produto apreendido deve, invariavelmente,
ser destruído.
QUESTÃO 40

40)gue os itens a seguir, acerca da biotecnologia, da engenharia
genética e das plantas transgênicas.

1) A biotecnologia é uma ciência moderna, iniciada em 1953
com a descoberta da estrutura do DNA.
2) A engenharia genética, que envolve a manipulação direta do
material genético de células orgânicas, é a técnica mais
proeminente no melhoramento genético moderno de espécies
agrícolas, por propiciar uma base genética extremamente
ampla para a obtenção de características desejáveis.
3) Na Terra, todos os seres vivos apresentam DNA, composto
por um esqueleto de grupos fosfatados e açúcares, no qual
são dispostas as bases adenina, citosina, guanina e
timina. O arranjo dessas bases no esqueleto determina as
características genéticas específicas de cada organismo.
4) O primeiro produto transgênico a ter seu cultivo liberado
comercialmente no Brasil foi o milho Bt, que apresenta
tolerância a umdeterminado herbicida. Apenas três anos após
a sua liberação, esse milho transgênico já representava 50%
da área total cultivada com a cultura do milho no Brasil.
5) As primeiras cultivares vegetais transgênicas foram alvo de
pesadas críticas e questionamentos por parte de setores da
sociedade. Atualmente, entretanto, há umconsenso acerca da
utilização de plantas transgênicas no Brasil, uma vez que os
protocolos para a avaliação de aspectos de biossegurança já
estão devidamente estabelecidos e aferidos.




GABARITO MAPA: 21-CCEEE 22-EECCE 23-CCEEC 24-CECEE 25-ECCCE 26-CECEE 27-ECCCE 28-CECEE 29-
EC#CC 30-CCEEC
31-EEEEE 32-EEEEE 33-CECEE 34-CEECC 35-CCCCC 36-EEEEE 37-CECCE 38-CCCCE 39-CCCCE 40-EC#EE








PREFEITURA DE SANTANA – AP



CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

21 - Na competição das plantas daninhas com a cana-de-açúcar,
as espécies perenes são as que causam os maiores prejuízos à
cultura. A planta daninha da relação a seguir que NÃO faz parte
desse grupo é:

(A) capim colonião (Panicum maximum);
(B) trapoeraba (Commelina nudiflora);
(C) grama-seda (Cynodon dactylon);
(D) guanxuma (Sida spp.);
(E) capim colchão (Digitaria horizontalis

22 – Considerando que se deseja atingir uma saturação de bases
no solo de 80% e que esse solo apresenta soma de bases (Valor
S) igual a 5 cmolc.dm-3 e o Valor T igual a 10 cmolc.dm-3 , a
quantidade de calcário (com 100% de PRNT) a ser aplicada é de:

(A) 3,0 t/ha;
(B) 2,0 t/ha;
(C) 4,0 t/ha;
(D) 2,5 t/há;
(E) 1,0 t/há. 3
7
323 – Sabendo que a largura de trabalho de um arado é de 1m, que
a velocidade de deslocamento é de 5000 mh-1 e que a eficiência
dessa operação é de 0,8, o rendimento dessa operação de aração,
em hectare por hora (ha h-1) é de:

(A) 0,2;
(B) 0,8;
(C) 0,4;
(D) 1,0;
(E) 2,0

24 - A produção de leite de búfalas e derivados em pequenas
propriedades, preconizado pelo ―Programa de Incentivo à Criação
de Búfalos por Pequenos Produtores‖ e implantado com recursos
do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar
(Pronaf), tem como objetivos:

I - elevar o padrão sócio-econômico do produtor;
II - reduzir a população rural;
III - reduzir os impactos ambientais da agricultura migratória;
IV - incorporar novas áreas de floresta na produção animal.
As afirmativas corretas são:
(A) I e II;
(B) I e III;
(C) I e IV;
(D) II e III;
(E) III e IV

25- Do ponto de vista da hidrologia subterrânea, os estratos do
solo podem ser classificados como permeável, semi-permeável e
impermeável. Um estrato é considerado permeável quando:

(A)suas propriedades de transmissão de água são favoráveis em
comparação ao estrato situado acima ou abaixo dele;
(B) as propriedades de transmissão de água são pouco favoráveis;
(C) é desprezível o movimento de água através dele, tanto no
sentido vertical como no horizontal;
(D) apresenta uma parte saturada, e, abaixo do qual há um estrato
impermeável que constitui o limite inferior deste aqüífero;
(E) o seu limite superior é o nível do lençol freático ou um estrato
impermeável.

26 - Uma determinada cultura será implantada com espaçamento
de 1m entre linhas e de 25cm entre plantas dentro da linha de
plantio. Considerando que as sementes da cultivar a ser
implantada têm peso de 250g por 1000 sementes e com poder
germinativo de 80%, a massa da quantidade de sementes
necessárias para a semeadura de 1 hectare será:

(A) 2,5 kg;
(B) 12,5 kg;
(C) 25,0 kg;
(D) 50,0 kg;
(E) 100,0 kg.

27 - A estratégia para o desenvolvimento sustentável de um bioma
como a Floresta Amazônica, requer várias soluções em paralelo,
entre as quais podem ser citadas:

I - Demarcação de reservas florestais e indígenas.
II - Enriquecimento com espécies exóticas.
III - Implementação de monocultivos.
IV - Fiscalização e aplicação das leis.
Estão corretas as afirmativas:
(A) I e II;
(B) I e III;
(C) I e IV;
(D) II e III;
(E) III e IV

28 - Desenvolver processos educativos permanentes e
continuados, a partir de um enfoque dialético, humanista e
construtivista, visando a formação de competências, mudanças
de atitudes e procedimentos dos atores sociais, que potencializem
os objetivos de melhoria da qualidade de vida e de promoção do
desenvolvimento rural sustentável é um princípio da política
nacional:

(A) de Assistência Técnica e Extensão Rural;
(B) do programa Bolsa Família;
(C) do Senado Federal;
(D) do Sistema Nacional de Habitação;
(E) da Associação Nacional dos Exportadores de Soja

29 - Quando o Manejo Integrado de Pragas é adotado em um
sistema de produção de olerícolas, a tomada de decisão quanto
ao controle químico, físico ou biológico da praga, é determinada
pelo nível de controle (ou nível de dano econômico), em conjunto
com a avaliação do ecossistema. Nesse caso, pode-se afirmar
que algum tipo de controle deve ser adotado quando:

I - A densidade populacional da praga for maior que zero.
II - As condições climáticas estiverem desfavoráveis à praga.
III - A densidade populacional da praga estiver maior ou igual ao
nível de controle.
IV - A população dos inimigos naturais estiver abaixo da
densidade capaz de controlar a praga.
Estão corretas as afirmativas:
(A) I e II;
(B) I e III;
(C) I e IV;
(D) II e III;
(E) III e IV

30 - A prevenção contra a febre aftosa em bovinos pela vacinação
é fundamental para a manutenção da integridade da saúde do
rebanho. Acerca dessa doença é correto afirmar que:

(A) o rebanho deve ser vacinado duas vezes por ano;
(B) embora a febre aftosa cause problemas de saúde animal não
há impedimento para a comercialização e exportação da carne
e produtos pecuários de animais doentes;
(C) o Brasil é considerado um país livre da doença, entretanto, faz
divisa com países considerados infectados;
(D) a carne bovina oriunda de animais doentes deve ser consumida
unicamente caso seja industrializada;
(E) animais utilizados exclusivamente para fornecimento de leite,
em pequenas propriedades, não precisam ser vacinados.

31 - A eficiência de irrigação (definida por eficiência de condução,
de distribuição e de aplicação), é função da quantidade de água
mobilizada para a irrigação e a realmente incorporada ao solo.
Esse valor varia de acordo com o método de irrigação empregado.
Quanto ao assunto, é correto afirmar que:

(A) nos métodos de irrigação por superfície a eficiência nunca
será menor que 90%;
(B) os métodos de irrigação localizados podem atingir eficiência
de 95%;(C) os métodos de irrigação por aspersão apresentam a menor
eficiência;
(D) a eficiência de irrigação é dependente somente das
características do solo;
(E) quanto maior a vazão total do sistema maior será a eficiência
de irrigação

32- Com o objetivo de introduzir uma cultura no estado, foi
montado um experimento com quatro genótipos, em seis locais
com características específicas. Considerando essa informação e
sabendo que foram utilizadas quatro repetições dispostas ao
acaso em cada local, então os graus de liberdade a serem adotados
na análise de variância para genótipo, local, genótipo x local e
erro médio ou resíduo, são, respectivamente:

(A) 4, 6, 24 e 96;
(B) 4, 5, 20 e 72;
(C) 3, 6, 18 e 96;
(D) 3, 5, 15 e 72;
(E) 3, 5, 24 e 72.

33 - O gráfico a seguir mostra a precipitação e a evapotranspiração
média no Estado do Amapá:

0
100
200
300
400
Janeiro
Fevereiro
Março
Abril
Maio
Junho
Julho
Agosto
Setembro
Outubro
Novembro
Dezembro
Meses
Com base nesses dados é correto afirmar que:

(A)a produção de culturas de ciclo longo (ou permanentes) só
podem ser recomendadas para a região, se irrigadas;
(B) pastagens sob sequeiro têm maior crescimento durante os
meses de agosto a dezembro;
(C) culturas de ciclo longo não irrigadas podem ser implantadas
em qualquer época do ano;
(D)plantas xerófitas constituem a vegetação natural
predominante;
(E) culturas de ciclo longo (ou permanentes) sob sequeiro, têm
menor crescimento durante os meses de agosto a dezembro

34 - A realização de experimentos no campo é fundamental para o
desenvolvimento de um trabalho consciente e produtivo dentro
de uma unidade agrícola produtiva. As condições locais são de
suma importância para indicar a adaptabilidade de diferentes
cultivares de uma dada espécie vegetal. Em relação à
experimentação de campo, é correto afirmar que:

I) A principal forma de disposição de tratamentos no campo para
uma competição de cultivares é o delineamento inteiramente
casualizado.
II) Nos ensaios de competição de cultivares é importante colocar
como testemunha o cultivar em uso que melhor expressa a
sua produtividade nas condições locais do experimento.
III) Para atingir os objetivos propostos, o ensaio com competição
de cultivares deve ser, no mínimo, montado com o
delineamento de blocos ao acaso.
IV) A experimentação local não é importante, basta estar
esclarecido quanto às indicações do comportamento das
cultivares indicadas por órgãos de pesquisa.
Estão corretas as afirmativas:
(A) I e II, apenas;
(B) II e III, apenas;
(C) II e IV, apenas;
(D) III e IV, apenas;
(E) I, II e III.
35 – Com relação ao processamento, embalagem e conservação
do açaí, analise as afirmativas a seguir:

I – De acordo com a legislação, o açaí processado é classificado
em açaí grosso ou especial (tipo A), açaí médio ou regular
(tipo B) e açaí fino ou popular (tipo C).
II – A seqüência de eventos após a colheita para o processamento
e envio da polpa de açaí para a região sudeste do Brasil é:
debulha dos caroços do cacho, seleção dos frutos, deposição
dos cachos vazios no açaizal, extração da polpa nas
amassadeiras e congelamento da polpa.
III – No processo de tratamento térmico (pasteurização), a polpa
é submetida a uma temperatura de 1050C por 15 minutos e, em
seguida, resfriada à temperatura de 100C negativos.
IV – Para manter as suas boas características, a polpa deve ser
acondicionada em embalagens plásticas e submetida a
congelamento lento a uma temperatura de 10C negativo.
V – O branqueamento é um tratamento térmico dos frutos que
tem por objetivo ativar enzimas, descolorir os frutos e
aumentar a carga microbiana.
Estão corretas as afirmativas:
(A) III e IV, apenas;
(B) I, III e V;
(C) II, IV e V;
(D) I e II, apenas;
(E) III, IV e V.

36 – As técnicas de controle de erosão são fundamentais quando
se deseja desenvolver uma agricultura sustentável. Em relação a
essas técnicas conservacionistas é correto afirmar que:

I – O plantio em nível deve ser efetuado em terrenos com declives
superiores a 5%.
II – A utilização de cobertura viva ou morta sobre o solo não tem
se mostrado eficiente no controle da erosão laminar.
III – O emprego de terraços pode ser dispensado quando a área
tem uma declividade superior a 12%.
IV – A rotação de culturas em uma área é considerada uma técnica
conservacionista.
V – Para cultivo de grãos o uso de plantio direto, semeadura em
nível e a utilização de terraços não são recomendáveis para
evitar erosão do solo.
Estão corretas as afirmativas:
(A) I e II;
(B) II e III;
(C) I e IV;
(D) III e IV;
(E) II e V.

37 - A Lei 7.802 de 10/07/1989 refere-se desde à pesquisa e
fabricação dos agrotóxicos até a sua comercialização, aplicação,
controle, fiscalização e também o destino da embalagem. São
exigências impostas por essa lei:

I - obrigatoriedade do receituário agronômico para venda de
agrotóxicos ao consumidor.
II - registro de produtos nos Ministérios da Agricultura e da
Saúde.
III - registro em associação de produtores orgânicos, reconhecida
pela Ministério da Agricultura.
IV- o descumprimento desta lei não pode acarretar multas e/ou
reclusão, mas apenas advertência.
São corretas apenas as alternativas:
(A) III e IV;
(B) I e III;
(C) I e IV;
(D) II e IV;
(E) I e II.

38 - Para uma lavoura cujo objetivo é o de produção de sementes
de grãos e não para consumo, é correto afirmar que:

I – É necessário preocupar-se com o controle de outras plantas
invasoras.
II – A colheita deve ser realizada no momento em que as sementes
se encontram no estado de maturidade fisiológica.
III – A prática de ―rouguing‖ para eliminar plantas doentes ou
diferentes fenologicamente é sempre desnecessária.
IV – O controle de pragas deve ser rigoroso.
V – Não é preciso fazer um controle adequado da regulagem das
máquinas para a semeadura.
Estão corretas as afirmativas:
(A) I, II e IV;
(B) II e III, apenas;
(C) III, IV e V;
(D) II e IV, apenas;
(E) III e V, apenas.

39 - Com base no conhecimento sobre sistemas radiculares,
analise as afirmativas:

I – No sistema radicular pivotante, a raiz principal origina-se no
embrião e cresce diretamente para baixo, dando origem às
raízes laterais.
II – Nas monocotiledôneas o sistema radicular é formado por
raízes pivotantes que formam as raízes adventícias e laterais.
III – O sistema radicular pivotante pode ser encontrado em todas
as plantas com sementes.
IV – As plantas que apresentam sistema radicular fasciculado
são mais apropriadas para cobertura e prevenção da erosão
do solo.
V – O sistema radicular fasciculado é formado por raízes
adventícias e suas raízes laterais.
Estão corretas as afirmativas:
(A) II e III, apenas;
(B) I, IV e V;
(C) I, II e V;
(D) II, IV e V;
(E) III e V, apenas.

40 – A produção de mudas de boa qualidade é fonte de sucesso
no cultivo do açaizeiro. Em relação à produção de mudas é correto
afirmar que:

(A) a produção de mudas, por meio de perfilhos, é indicada para
a propagação em grande escala para o estabelecimento de
grandes culturas comerciais;
(B) a via de propagação assexuada (germinação de sementes) é a
via preferencial de propagação;
(C) no processo de utilização dos perfilhos para a propagação,
cada touceira permite extrair de 40 a 100 perfilhos;
(D) os perfilhos retirados das touceiras devem ser transplantados
para sacos plásticos contendo substrato constituído de 60%
de solo e 40% de matéria orgânica para constituírem o viveiro
de mudas;
(E) as sementes usadas na produção de mudas podem ser
armazenadas por vários meses antes do plantio e em
temperaturas abaixo de 50C.


GABARITO DA PREFEITURA DE SANTANA:



21-E 22-A 23-C 24-B 24-A 25-A 26-B 27-C 28-A 29-E 30-A 31-B 32-D 33-E 34-B 35-D 36-C 37-E 38-A 39-B 40-D








PREFEITURA DE TIMON



Conhecimentos Específicos
21. A reação do solo em regiões tropicais é bastante
variável em função de diversos fatores. Assim,
assinale a alternativa abaixo que não constitui uma
das causas de acidez do solo:

a) Decomposição da matéria orgânica do solo.
b) Uso de fertilizantes nitrogenados amoniacais.
c) Material de origem dos solos.
d) Remoção de nutrientes pelas culturas.
e) Baixa precipitação pluviométrica.

22. A calagem é uma das práticas de manejo da fertilidade
do solo em regiões tropicais, fundamental para
utilização agrícola de solos bastante intemperizados, a
exemplo dos Latossolos. Nas alternativas abaixo,
assinale aquela que não representa um efeito
proporcionado por essa prática.

a) Aumenta a disponibilidade de Ca2+ e Mg2+ por
adição direta.
b) Reduz toxidez de H+, Al3+ e Mn2+.
c) Aumenta a disponibilidade de P e Mo.
d) Aumenta a disponibilidade dos micronutrientes
Cu, Zn e B.
e) Aumento da CTC do solo, reduzindo problemas
de lixiviação de cátions.

23. Sobre a Fixação Biológica de N2 (FBN), marque a
resposta correta:

a) Esse processo é realizado através de um
complexo enzimático denominado desidrogenase.
b) Os microrganismos que participam deste sistema
incluem diversos fungos conhecidos como
rizóbios.
c) A adubação nitrogenada contribui para uma
melhor eficiência do processo de FNB.
d) A FNB se dá exclusivamente em plantas
leguminosas.
e) Na simbiose, o microrganismo capta o N2 da
atmosfera e o transforma em produto assimilável
(NH3) pela planta, esta troca fornece a este
fotossintatos provenientes da fotosíntese

24. Não faz parte dos grupos de inseticidas em uso na
atualidade:

a) Os fosforados.
b) Os clorados.
c) Os carbamatos.
d) Os piretróides.
e) Os juvenóides.

25. Em qual das culturas todas as plantas são alógamas?

a) Milho, arroz, feijão.
b) Soja, arroz, feijão caupi.
c) Milheto, arroz, soja.
d) Milho, sorgo, melancia.
e) Arroz, soja, sorgo.

26. Pulverizou-se uma lavoura de pepino com um produto
fosforado 500 CE na base de 300 ml/100 litros d'água.
Surgiram lesões semelhantes a queimaduras nas
folhas. O que poderia ter ocorrido, considerando que a
recomendação do produto está compreendida entre os
limites de 0,05 a 0,12% de ingrediente ativo?

a) O produto foi aplicado acima da recomendação.
b) O produto não deve ser recomendado para
pepino.
c) O agrilcutor devia utilizar 250 ml/100 litros
d’água.
d) O agrilcutor devia utilizar 50 ml/100 litros
d’água.
e) O produto se encontrava fora do prazo de
validade.

27. Em qual das alternativas todas as plantas são plantas
C3?

a) Milho, arroz, feijão.
b) Soja, arroz, feijão caupi.
c) Milheto, arroz, soja.
d) Milho, sorgo, melancia.
e) Arroz, soja, sorgo.

28. Soja, Arroz e Feijão Caupi são plantas:

a) Autógamas.
b) Alógamas.
c) Do tipo C3.
d) Do tipo C4.
e) Que possuem dicogamia protogênica.

29. Sobre os cerrados brasileiros é incorreto afirmar que:

a) É o segundo maior bioma do Brasil.
b) Ocupa 43% do território brasileiro.
c) Apresenta solos de baixa fertilidade natural.
d) Apresenta solos com pH entre 43, e 6,2.
e) É a savana mais rica do mundo em biodiversidade

30. Segundo CROCOMO(1984) na procura de genes que
governam a produtividade agrícola, têm sido
identificados vários responsáveis pelos principais
fenômenos bioquímicos:

a) A fotorespiração nas plantas C4.
b) Fotossíntese, fixação biológica do N2, energia,
denitrificação, estresse fisiológico.
c) Fotossíntese, fixação biológica do N2, energia,
denitrificação, estresse fisiológico e CAM.
d) Transgenia.
e) A poliembrionia.

31. Os quatro processos básicos de formação dos solos
são:

a) Soterramento, transformação, erosão, escorrimento.
b) Adição, disposição, lixiviação, soterramento
c) Adição, remoção, translocação, transformação
d) Decomposição, erosão, disposição, remoção
e) Disposição, soterramento, erosão, transformação

32. Na descrição de um perfil de solo, a seqüência de
horizontes abaixo se refere a que classe de solo?
Marque a opção correta:
a) Neossolo
b) Cambissolo
c) Argissolo
d) Latossolo
e) Espodossolo

33. Para KREBS(1974) ecologia ―é o estudo científico
das interações que determinam a distribuição e
abundância dos organismos‖. Estudos ecológicos têm
por finalidade estabelecer:

a) A manutenção de estações de refúgio de indivíduos.
b) A sustentabilidade do próprio homem.
c) O manejo ecológico de pragas.
d) A preservação da biodiversidade.
e) Todas as alternativas estão corretas.

34. Assinale a alternativa correta:

a) O clima é uma constante e é representado pela
interação dos fatores físicos, numa região, ao
longo do ano.
b) O tempo é uma variável e é representado pela
interação dos fatores físicos, numa região, em um
pequeno período.
c) O clima influencia a constituição de um
ecossistema.
d) O tempo pode modificar a constituição de um
ecossistema, alterando as respostas dos
indivíduos.
e) Todas as alternativas estão corretas.

35. O uso de plantas transgênicas na agricultura se
constituiu em um processo polêmico para a sociedade,
entretanto, no meio científico é possível afirmar que:

a) Trata-se de uma forma rápida de se conseguir
modificar geneticamente uma planta.
b) O processo não traz benefícios para a agricultura
c) Não se pode obter resistência de plantas a
doenças através deste método.
d) Trata-se de uma prática que promove enormes
desequilíbrios aos agroecossistemas.
e) Todas as alternativas estão corretas.

36. Estudos com entomopatógenos vêm sendo
intensificados visando o controle de pragas,
destacando o fungo Beauveria bassiana (Ball) Vuill, o
qual tem se mostrado patogênico a pragas de várias
culturas tais como: a broca da cana-de-açúcar,
Diatraea saccharalis; a lagarta do cartucho do milho,
Spodoptera frugiperda; o moleque da bananeira,
Cosmopolites sordidus e, o gorgulho da cana-deaçúcar,
Sphenophorus Levis. O uso deste método de
controle é mais adequadamente chamado:

a) Controle Ecológico.
b) Controle Biológico.
c) Controle Microbiano.
d) Controle Entomológico.
e) Controle por Comportamento.

37. O termo Autoecologia serve para definir:

a) Ecologia de populações específicas.
b) Ecologia de comunidades.
c) Ecologia dentro de escossistemas.
d) Ecologia de espécies.
e) As alternativas a e d estão corretas.

38. Para se recomendar o controle de uma praga ou
doença de plantas:

a) Deve-se inicialmente proceder um processo de
amostragem.
b) É oportuno fazer uma análise dos custos que esta
medida acarretará.
c) Deve-se observar o valor de mercado do que se
estar produzindo.
d) Deve-se observar o valor de mercado do
defensivo a ser utilizado.
e) As alternativas acima estão todas corretas.

39. Sobre o serviço quarentenário, pode-se considerar
como verdadeira a alternativa:

a) É executado pelo Serviço da Defesa Ambiental
do Ministério do Meio Ambiente, cujos técnicos
inspecionam os produtos que entraram no país,
vindos de outros países.
b) Tem por objetivo evitar a disseminação de pragas
de produtos florestais.
c) Atua somente nas importações, impedindo a
entrada de produtos agrícolas atacados por
pragas.
d) É executado pelo Serviço de Defesa Sanitária
Vegetal do Ministério da Agricultura, cujos
técnicos inspecionam os portos, aeroportos e
fronteiras com o objetivo de desinfestar, destruir
ou impedir a entrada de vegetais atacados,
mantendo-os em quarentena.
e) Esse serviço não dificulta a disseminação de
pragas.

40. A Lei 7.802, chamada lei dos agrotóxicos, tornou
extremamente rígido o controle dos produtos
fitossanitários. Ela criou alguns mecanismos muito
importantes de defesa da sociedade, entre ele podemos
citar:

a) A obrigatoriedade de devolução das embalagens
vazias.
b) O receituário agronômico.
c) Instituiu a obrigatoriedade de se fazer a tríplice
lavagem.
d) Criou a Secretaria de Defesa Sanitária Vegetal do
Ministério da Agricultura.
e) Criou o controle integral de pragas.


GABARITO DA PREF. DE TIMON:

21. E
22. C
23. E
24. B
25. D
26. A
27. B
28. E
29. B
30. B
31. C
32. D
33. E
34. E
35. A
36. C
37. E 38- E 39-D 40-B





CONCURSO DA PREFEITURA DE MATIAS CARDOSO – MG

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
11) A poda do Coffea arabica não é um processo simples e as recomendações podem variar de uma lavoura para
outra.
Dentre os objetivos propostos pela poda do cafeeiro, podemos citar, EXCETO:

A) Recuperação de plantas cuja arquitetura não mais atende aos aspectos técnicos e econômicos desejáveis para
produção.
B) Diminuir a distância dos ramos ao tronco.
C) Aumentar a área foliar das plantas em lavouras depauperadas.
D) Diminuir a circulação da seiva bruta C4 que causa o superbrotamento das plantas.
E) Aumentar a produção e o rendimento da planta.

12) A calagem é uma das principais práticas na cultura do café e tem como função:

I. Elevar o pH.
II. Fornecer certa quantidade de cálcio e magnésio.
III. Reduzir a toxidez de Al e Mn.
IV. Favorecer a liberação de nutrientes como N, P e S.
Está(ão) correta(s) apenas a(s) afirmativa(s):
A) II B) I e II C) I, III e IV D) I, II e III E) I, II, III e IV

13) Os dois principais sistemas de irrigação localizada são o gotejamento e microaspersão. Sobre esse método de
irrigação, marque a alternativa ERRADA:

A) A microaspersão é composta por emissores, denominados microaspersores, com vazões variando de vinte a cento e
cinqüenta L/hora.
B) Nesse método, a água de irrigação se distribui por uma rede de tubos sob baixa pressão.
C) No gotejamento, as vazões são usualmente pequenas variando de dois a vinte L/hora.
D) Na irrigação localizada, a água é aplicada indiretamente na região radicular em pequenas quantidades e baixa
freqüência.
E) Os emissores são fixos nas tubulações dispostas na superfície do solo ou enterradas, seguindo a linha de plantio.

14) No método de irrigação localizada, tanto o sistema de gotejamento quanto o de microaspersão, tem-se
expandido de
forma muito rápida devido às vantagens encontradas. Porém, este método também tem suas desvantagens, como:

I. Manutenção com maior freqüência.
II. Inviável em águas com altos níveis de ferro e carbonato.
III. Alto custo inicial.
IV. Não necessita de sistema de filtragem.
Está(ão) correta(s) apenas a(s) afirmativa(s):
A) I B) I e II C) II, III e IV D) I, II e III E) I, II, III e IV

15) A criação de caprinos é uma atividade geradora de renda e serve como fonte de proteína de elevado valor para
famílias de baixa renda. Sobre o sistema de criação de caprinos em unidades agrícolas familiares, marque a
alternativa INCORRETA:

A) Os minerais são indispensáveis à sobrevivência e manutenção da saúde dos animais.
B) O sal mineral deve ser fornecido aos animais semanalmente na dose máxima de trezentos e cinqüenta gramas/semana.
C) A quantidade de água consumida durante um dia varia de acordo com a temperatura ambiente e a dieta alimentar
proposta.
D) O cordão umbilical deve ser cortado nas primeiras seis horas após o nascimento para evitar entrada de microrganismos
causadores de doenças.
E) As crias devem mamar o colostro nas primeiras horas após o nascimento para adquirir imunidade contra doenças.

16) A banana é produzida em grande parte dos países tropicais, sendo uma das frutas mais consumidas no mundo.
Dentre os tratos culturais no bananal, marque V para as afirmativas verdadeiras e F para as falsas:
( ) Capinas.
( ) Desfolha.
( ) Tratamento do ramo lateral.
( ) Ensacamento do cacho.
A seqüência está correta em:

A) V, V, F, V B) V, V, V, V C) V, F, F, V D) F, V, V, F E) F, V, V, V

17) A bananeira é uma planta tropical, que exige calor constante e precipitações bem distribuídas durante o ano
todo.
Como em toda cultura, é essencial conhecer todas as etapas da produção, sobre o cultivo da bananeira marque a
alternativa INCORRETA:

A) O escoramento é usado para evitar o tombamento da planta devido aos ventos fortes e ao próprio peso do cacho.
B) O uso de cobertura morta contribui para a retenção de umidade do solo.
C) Desbaste é a eliminação de todos os rebentos para evitar concorrência com a planta-mãe.
D) Evitar o cultivo em regiões com temperatura mínima inferior a 15°C para evitar o prolongamento do ciclo.
E) A época mais recomendada para o plantio é no início das chuvas e de temperaturas mais elevadas.

18) O abacaxizeiro é uma planta tropical com origem em regiões de clima quente e seco ou com chuvas irregulares.
Na
cultura do abacaxi, é fundamental um material de plantio de boa qualidade. Sobre a produção do abacaxizeiro,
analise:
I. Os tipos de mudas mais usados são do tipo chifre, chifrinho, pedaço de rizoma e guarda-chuva.
II. O florescimento da planta tem relação direta com a temperatura.
III. A radiação solar influi no crescimento vegetativo e qualidade do fruto.
Marque a alternativa correta:

A) III B) I e II C) II e III D) II E) I, II e III

19) Num rebanho pré-existente de caprinos ou ovinos, é recomendado o descarte orientado de animais com a
finalidade
de limpeza genética. Os critérios básicos seguidos para realizar o descarte orientado são, EXCETO:

A) Idade avançada das fêmeas.
B) Machos com apenas um testículo.
C) Animais com condição corporal nos parâmetros normais.
D) Animais com baixo peso ao nascer.
E) Devem ser eliminados animais com doenças infectocontagiosas como Brucelose e Leptospirose.

20) Na criação de ovinos e caprinos toda instalação tem como função, dentre outras, facilitar o manejo dos animais.
Sobre todas instalações necessárias para a criação desses animais, marque a alternativa INCORRETA:

A) Tem como função proporcionar proteção aos animais.
B) A localização deve atender aspectos ambientais, de espaço, tempo e segurança.
C) Divisão de pastagens.
D) O ideal para localização de apriscos é serem construídos em terreno baixo, pouco drenado e ventilado, próximo a
estradas e longe da casa do manejador.
E) Devem contribuir para redução do uso de mão-de-obra nas atividades diárias.

21) A área plantada com a cultura do coqueiro-anão (Cocos nucifera L.) aumentou consideravelmente na última
década, sendo seu produto utilizado tanto para o consumo natural, quanto em embalagem longa-vida. Sobre a
produção de côco-anão, marque a alternativa INCORRETA:

A) Temperaturas inferiores a 15°C acarretam desordens fisiológicas na planta, provocando paralisação no seu crescimento.
B) Os tipos de solos mais recomendados são os com textura arenosa ou areno-argilosa, com profundidade superior a um
metro.
C) Os solos devem possuir boa aeração, pH acima de 5,0 e não estarem sujeitos ao encharcamento.
D) A temperatura média anual considerada ótima para a planta vegetar e produzir satisfatoriamente, é de 18°C.
E) A prática do coroamento tem o objetivo de evitar a concorrência das plantas daninhas com o coqueiro.

22) O cultivo do feijão na época primavera-verão, conhecido como ―feijão das águas‖, geralmente é dispensada a
irrigação. Sobre as desvantagens, marque V para as alternativa(s) verdadeira(s) e F para a(s) falsas:

( ) Difícil controle de plantas daninhas.
( ) Favorecimento de patógenos pela umidade em excesso.
( ) A maturação das plantas pode coincidir com o período chuvoso.
( ) A produtividade pode ser comprometida pelo excesso de calor no período da floração.
A seqüência está correta em:

A) F, V, V, F B) V, V, V, V C) V, F, V, F D) V, F, F, V E) V, V, V, F

23) O cultivo do feijão em consórcio é interessante, pois trata-se de uma cultura de ciclo curto e pouco competitiva.
Sobre o consórcio do feijão podemos afirmar, EXCETO:

A) Dificulta mais o controle de plantas daninhas.
B) Permite a diversificação da fonte de renda do produtor.
C) Maior cobertura e proteção do solo contra a erosão.
D) Possibilita o uso mais intensivo da área e da mão-de-obra.
E) Diminui o risco de insucesso.

24) Ética profissional pode ser definida como um conjunto de normas morais pelas quais o indivíduo deve orientar
seu
comportamento na profissão que exerce. Podemos apontar como atitudes éticas, EXCETO:

A) Apresentar-se ao trabalho com vestimentas adequadas ao exercício da função.
B) Dispensar tratamento justo a terceiros, observando o princípio da eqüidade.
C) Atuar com imparcialidade e impessoalidade em atos arbitrais e periciais.
D) Fornecer somente informação certa, precisa e objetiva em publicidade e propaganda pessoal após aprovação do superior
imediato.
E) Orientar o exercício das atividades profissionais pelos preceitos do desenvolvimento sustentável.

25) “O gênero Eucalyptus conta com mais de 700 espécies, no entanto, são utilizados em plantios em larga escala
apenas
poucas espécies. O _________________ e seus híbridos ___________________ e __________________, este último
correspondendo a aproximadamente 11% dos eucaliptos plantados no Brasil, são uma das mais importantes fontes
de
matéria-prima para a indústria de celulose. A madeira apresenta densidade intermediária. O desenvolvimento da
planta
é muito bom, com altura e diâmetro excelentes. São plantas de relevante importância no cultivo do eucalipto no
país.”
Assinale a alternativa que completa corretamente a frase anterior:

A) E. urophyla; E. urophyla x E. saligna; E. urophyla x E. grandis
B) E. grandis; E. grandis x E. pellita; E. urophyla x E. grandis
C) E. urophyla; E. urophyla x E. grandis; E. urophyla x E. citriodora
D) E. citriodora; E. urophyla x E. citriodora; E. citriodora x E. dunnii
E) E. grandis; E. grandis x E. pellita; E. cloeziana x E. grandis

26) Dentre os ramos da aqüicultura, a piscicultura é a que se preocupa com o cultivo de peixes. Na piscicultura, são
espécies de água doce cultivadas:
I. Tambaqui. II. Tambacu. III. Pacu. IV. Tilápia.
Estão corretas apenas as afirmativas:

A) I e II B) II e III C) I, II e III D) I, III e IV E) I, II, III e IV

27) Podemos definir associação como um grupo organizado de pessoas, podendo ser legalmente constituído ou
não, que
decide trabalhar em conjunto, visando alcançar objetivos em comum. São objetivos da associação, EXCETO:

A) Resolver problemas em comum.
B) Favorecer acesso ao mercado.
C) Fortalecer as parcerias.
D) Ratear as sobras e realizar plena atividade comercial.
E) Ampliar o relacionamento entre as pessoas.

28) Na produção de leite a pasto é necessário observar importantes fatores para o sucesso na atividade. Acerca
disso,
marque V para as alternativas verdadeiras e F para as falsas:
( ) Manejo das pastagens.
( ) Controle sanitário.
( ) Subdivisão das pastagens.
( ) Reserva de alimento para o período seco.

A seqüência está correta em:A) V, V, V, F B) F, V, V, V C) V, V, V, V D) V, F, F, V E) V, V, F, F


GABARITO: 11-D 12-E 13-D 14-D 15-B 16-A 17-C 18-C 19-C 20-D 21-D 22-B 23-A 24-D 25-A 26-E 27-D 28






CONCURSO DO INCRA



CONHECIMENTOS
ESPECÍFICOS
41 - O relevo está intimamente ligado ao fator tempo na gênese
dos solos. É, portanto, de se esperar que na paisagem brasileira,
onde os processos de pedogênese são bastante ativos, que o
relevo tenha papel crítico como controlador do tempo de
exposição aos agentes bioclimáticos. Assim, na maioria das
vezes, em grandes e altas chapadas, ocorrem os solos mais
velhos, e nas baixadas, solos mais novos. A alternativa que
melhor apresenta a idade dos solos de forma crescente é:

(A) latossolos, solos com B textural, cambissolos, aluviais;
(B) aluviais, cambissolos, solos com B textural, latossolos;
(C) cambissolos, solos com B textural, aluviais, latossolos;
(D) solos com B textural, aluviais, cambissolos, latossolos;
(E) aluviais, cambissolos, latossolos, solos com B textural.

42 - O arejamento deficiente de um solo condiciona uma
decomposição lenta da matéria orgânica, provocando seu
acúmulo e um ambiente de redução, que transforma Ferro e
Manganês em formas reduzidas, facilitando sua migração ou
causando toxidez às plantas. Em particular, a presença de Ferro
reduzido faz com que o solo tenha aspecto acinzentado,
esverdeado ou azulado. Essas características definem uma
classe de solo com características peculiares, que são os:

(A) hidromórficos;
(B) halomórficos;
(C) aluviais;
(D) latossolos;
(E) cambissolos.

43 - Quando um solo é submetido a inundação, alguns
processos físico-químicos lhe são peculiares, entre eles:
I) Fe+3 ÷ Fe+2
II) S÷2 ÷ SO4
÷2
III) Mn+2 ÷ Mn+4
IV) NO3
÷ ÷ N2O ÷ N2
São corretas somente as modificações sumarizadas em:

(A) I e II;
(B) I e III;
(C) I e IV;
(D) II e III;
(E) III e IV.

44 - As argilas, sendo as menores partículas do solo,
apresentam um papel de máxima importância. Sabendo que
nos solos os fenômenos físico-químicos são, em sua maioria,
fenômenos de superfície, pode-se afirmar que quanto maior o
teor de argila de um solo, maior a superfície específica, e:
I - menor a retenção de água;
II - maior a fixação de fósforo;
III - maior a capacidade de troca;
IV - menor a resistência à erosão.
São corretos somente os itens:

(A) I e II;
(B) I e III;
(C) I e IV;
(D) II e III;
(E) III e IV.

45 - O plantio direto é definido como o processo de semeadura
em solo não revolvido, no qual a semente é colocada em sulcos
ou covas, com largura e profundidade suficientes para a
adequada cobertura e contato das sementes com a terra. É
hoje também entendido como um sistema em que,
necessariamente, há manutenção da cobertura morta pela não
destruição dos resíduos culturais, que fornece proteção física
ao solo. A tabela abaixo mostra o efeito de diferentes níveis de
resíduos culturais na infiltração e perda de solo, em declividade
de 5%.
Resíduos Efeitos sobre a água e o solo
(t/ha)
Infiltração (%) Perda de solo (t/ha)
0 54,7 13,69
0,550 74,7 1,56
1,102 99,5 0,33
2,205 99,9 0
4,410 100,0 0
Fonte: Adaptado de Ruedell (1998)
Com base nas informações contidas na tabela, pode-se afirmar
que:

(A) a destruição dos resíduos culturais reduz a infiltração e as
perdas de solo;
(B) sistemas sob plantio direto tendem a apresentar maior
infiltração de água e menores perdas de solo;
(C) existe uma correlação linear positiva entre quantidade de
resíduos e perda de solo;
(D) em pequenas propriedades a não destruição dos resíduos
culturais deve ser o principal objetivo, pois evita as perdas
de solo, já que nas grandes propriedades isso não é
relevante;
(E) existe uma correlação linear negativa entre quantidade de
resíduos e infiltração de água no solo.

46 - Relacione as ordens de solo com seu conceito central:
1- LATOSSOLO
2- ARGISSOLO
3- CAMBISSOLO
4- GLEISSOLO
5- ESPODOSSOLO
( ) Solos em estágio intermediário de intemperismo e presença
de horizonte Bi;
( ) Solos com presença de horizonte Bt e argila de atividade
baixa ou com atividade igual ou superior a 20 cmolc/kg de
argila conjugada com valores de alumínio extraível igual
ou superior a 4 cmolc/kg de solo, saturação de alumínio
superior a 50% e/ou/distrófico;
( ) Solos constituídos de horizonte mineral com horizonte B
que apresenta acumulação iluvial de matéria orgânica e
compostos de ferro e alumínio, sendo comum a presença
de horizonte E albico de cor esbranquiçada;
( ) Solos constituídos de material mineral com horizonte B
onde predominam os mecanismos de formação
transformação (minerais primários ÷ minerais
secundários) e perda (bases e sílica);
( ) Solos hidromórficos constituídos por material mineral com
horizonte de cor neutra ou mais azul que 10Y.
A seqüência correta é:
(A) 3, 2, 5, 1, 4;
(B) 3, 2, 5, 4, 1;
(C) 4, 5, 1, 2, 3;
(D) 5, 1, 4, 3, 2;
(E) 5, 2, 3, 4, 1.

47 - Abaixo são apresentadas 5 (cinco) classes de solos.
Considerando apenas a nomenclatura taxonômica, relacione
essas classes às prováveis limitações encontradas. Como
limitações considere os fatores utilizados no Sistema de
Avaliação da Aptidão Agrícola das Terras (Método
EMBRAPA).

I- ORGANOSSOLO TIOMÓRFICO;
II- ARGISSOLO VERMELHO-AMARELO Distrófico abrúptico
III- CAMBISSOLO HÁPLICO Tb Eutrófico gleico;
IV- LATOSSOLO VERMELHO acriférrico;
V- LUVISSOLO CRÔMICO ÓRTICO;
( ) Solo com grau moderado de suscetibilidade à erosão e
deficiência de fertilidade;
( ) Solo com grau forte de limitação por deficiência de água,
grau nulo de deficiência de fertilidade e grau moderado de
impedimento à mecanização;
( ) Solo com grau nulo/ligeiro de deficiência de fertilidade e
grau ligeiro a moderado de limitação por excesso de água;
( ) Solo com grau forte de limitação por deficiência de
nutrientes, sobretudo para o nível de manejo ―A‖;
( ) Solo com excesso de água ou deficiência de oxigenação
associado a grau muito forte de limitação por deficiência
de fertilidade.
A seqüência correta é:
(A) II, IV, III, V, I;
(B) II, V, III, IV, I;
(C) III, V, IV, I, II;
(D) IV, I, V, III, II;
(E) V, II, I, IV, III.

48 - Na figura abaixo são apresentadas as curvas de retenção
de água de três solos.
Com base nesse gráfico, analise as afirmativas a seguir:

I - O solo 1 provavelmente apresenta textura mais argilosa e
maior água disponível total.
II - O solo 2 provavelmente apresenta textura média e maior
água disponível total.
III - O solo 3 provavelmente apresenta textura arenosa e menor
água disponível total.
IV - O solo 2 provavelmente apresenta textura média e água
disponível total superior ao solo 3 e inferior ao solo 1.
V - O solo 3 apresenta a menor porosidade total.
São corretas somente as afirmativas:
(A) I e V;
(B) I, III e IV;
(C) II e V;
(D) II, III e V;
(E) III, IV e V.

49 - Em um mapa de aptidão agrícola de terras sob avaliação
para instalação de um assentamento agrícola foi encontrada
uma unidade de mapeamento com a seguinte simbologia :
Essa simbologia representa:

(A) terras com aptidão regular para dois cultivos anuais para
os três níveis de manejo, ocorrendo, em menor proporção,
terras com aptidão inferior à representada no mapa;
(B) terras com aptidão regular para dois cultivos anuais para
os níveis de manejo A e B e inapta para C. Ocorrência de
terras, em menor proporção, com aptidão inferior à
representada no mapa;
(C) terras com aptidão regular para dois cultivos anuais para os
níveis de manejo A e B e inapta para C. Ocorrência de terras,
em menor proporção, com aptidão superior à representada no
mapa;
(D) terras com aptidão regular para os três níveis de manejo,
ocorrendo em menor proporção terras com aptidão superior
à representada pelo mapa;
(E) terras com aptidão regular para os níveis de manejo A e B e
inapta para C, ocorrendo terras, em menor proporção, com
aptidão inferior à representada no mapa.

50 - De acordo com o Sistema de Capacidade de Uso das Terras,
uma terra com a representação IIIe,s pode ser interpretada
como:

(A) terras não agricultáveis com limitações por erosão e solo;
(B) terras agricultáveis com limitações por erosão e seca
prolongada;
(C) terras agricultáveis com limitações por erosão e solo;
(D) terras não agricultáveis com limitações por excesso de
carbonatos e seca prolongada;
(E) terras agricultáveis com limitações por excesso de água e
sais.

51 - No Sistema de Capacidade de Uso das Terras, os grupos
A, B e C compreendem as seguintes classes, respectivamente:

(A) (I,II), (III,IV) e (V,VI,VII,VIII);
(B) (I,II, III), (IV,V, VI) e (VII,VIII);
(C) (I,II, III), (IV,V) e (VI,VII,VIII);
(D) (I,II,III,IV), (V,VI,VII) e (VIII);
(E) (I,II,III,IV), (V,VI) e (VII,VIII).

52 - Considerando apenas as informações concernentes à
nomenclatura taxonômica das classes de solos abaixo, relacione
as respectivas limitações à atividade agrícola:

I - NEOSSOLO QUARTZARÊNICO Órtico;
II - PLINTOSSOLO PÉTRICO Litoplíntico;
III - VERTISSOLO CROMADO Órtico;
IV - PLANOSSOLO NÁTRICO Órtico típico;
V - CAMBISSOLO HÁPLICO Tb Distrófico léptico
( ) solo com baixa saturação de bases e pouca profundidade
com contato lítico;
( ) solo com baixa capacidade de armazenamento de água e
alta condutividade hidráulica;
( ) solo com teores elevados de sódio em seu complexo de
troca;
( ) solo com séria restrição física ao desenvolvimento radicular
e à mecanização, apresentando consistência
extremamente dura e muito dura quando seca e plástica e
muito plástica quando molhado. Elevada condutividade
hidráulica não saturada e muito baixa quando o solo
encontra-se saturado;
( ) solo com sérias restrições ao aprofundamento do sistema
radicular e à mecanização devido à grande quantidade de
concreções e contato lítico.
A seqüência correta é:
(A) II, I, III, IV, V;
(B) II, IV, I, II, III;
(C) III, II, IV, V, I;
(D) V, I, IV, II, III;
(E) V, I, IV, III, II.

53 - Solos afetados por sais são classificados com base em valores
de pH da pasta saturada (pHps), de condutividade elétrica do
extrato de saturação (CEes) e da percentagem de sódio tracável
(PST). De acordo com a classificação dos solos abaixo, relacione
os valores dos índices pHps, CEes e PST, respectivamente:

I-Solo Salino;
II- Solo Salino Sódico;
III- Solo Sódico.
X- pHps < 8,5, CEes > 4dS/m a 25°C, e PST<15;
Y- pHps > 8,5, CEes > 4dS/m a 25°C, e PST<15;
Z- pHps > 8,5, CEes < 4dS/m a 25°C, e PST>15;
W- pHps > 8,5, CEes > 4dS/m a 25°C, e PST>15;
T- pHps < 8,5, CEes > 4dS/m a 25°C, e PST>15;
A seqüência correta é:
(A) II e W, I e Y, III e Z;
(B) I e X, II e W, III e T;
(C) I e X, II e Z, III e T;
(D) III e W, II e X, I e Y;
(E) I e X, II e Y, III e W.

54 - Para recuperar um Solo Salino, devem ser empregadas as
seguintes técnicas:

(A) lavagem e drenagem adequada;
(B) lavagem e aplicação de fertilizante;
(C) drenagem adequada e aplicação de corretivo;
(D) lavagem e aplicação de corretivo;
(E) subsolagem e lavagem.

55 - No dia 08/10/97 coletou-se amostra de terra em uma cultura
de couve-flor, obtendo-se os seguintes resultados:
Horizonte (cm) DS (g cm-3) Ug (%)
Ap 0-23 1,14 28,3
AB 23-44 1,26 25,4
BA 44-73 1,43 21,1
A umidade volumétrica em cada horizonte e o armazenamento,
em mm, para a profundidade de 60 cm são:
(A) Ap 0,323, AB 0,320, BA 0,302, Lâmina 229,1;
(B) Ap 0,283, AB 0,254, BA 0,211, Lâmina 152,2;
(C) Ap 0,248, AB 0,203, BA 0,148, Lâmina 123,3;
(D) Ap 0,323, AB 0.320, BA 0,302, Lâmina 189,8;
(E) Ap 0,283, AB 0,254, BA 0,211, Lâmina 189,8.

56 - A avaliação da fertilidade do solo através do método da
análise química de terra compreende diversas etapas ao longo
do seu processo. A seqüência correta para a obtenção de uma
amostra de solo representativa é:

(A) percorrer a área a ser amostrada; divisão da área em glebas
homogêneas; determinação do número de amostras a retirar
por gleba; determinação da profundidade de amostragem;
amostragem propriamente dita; obtenção de amostras
compostas;
(B) divisão da área em glebas homogêneas; percorrer a área a ser
amostrada; determinação do número de amostras a retirar por
gleba; determinação da profundidade de amostragem;
amostragem propriamente dita; obtenção de amostras
compostas;
(C) percorrer a área a ser amostrada; divisão da área em glebas
homogêneas; determinação do número de amostras a retirar
por gleba; determinação da profundidade de amostragem;
obtenção de amostras compostas; amostragem propriamente
dita;
(D) divisão da área em glebas homogêneas; percorrer a área a ser
amostrada; determinação do número de amostras a retirar por
gleba; determinação da profundidade de amostragem; obtenção
de amostras compostas; amostragem propriamente dita;
(E) determinação do número de amostras a retirar por gleba;
determinação da profundidade de amostragem; percorrer a
área a ser amostrada; divisão da área em glebas
homogêneas; obtenção de amostras compostas;
amostragem propriamente dita.

57 - A calagem é uma das práticas de manejo mais utilizadas em solos
tropicais e subtropicais em função dos seus efeitos positivos sobre
a produção agrícola. Quanto a essa prática, pode-se afirmar que:

(A) a reacidificação do solo após a prática da calagem se deve,
exclusivamente, à exportação de bases realizada pelas
colheitas;
(B) a utilização de gesso agrícola permite a neutralização da
acidez do solo;
(C) diminui a disponibilidade de fósforo no solo;
(D) diminui a disponibilidade de micronutrientes catiônicos;
(E) a reacidificação do solo se deve, exclusivamente, à lixiviação
ocasionada pela percolação da água no solo.

58 - Considere a análise química de terra para fins de avaliação
da fertilidade do solo, que se segue:
Na Ca Mg K H+Al Al
Cmolc.dm-3*
0,10 1,70 1,00 0,20 3,00 1,00
* Cmolc.dm-3 = 10 mmolc.dm-3
Com base nesses resultados analíticos, os valores da soma de
bases (Cmolc.dm-3), CTC (ou valor T; Cmolc.dm-3) e de saturação
de bases (%) são, respectivamente:

(A) 3, 3, 100;
(B) 3, 4, 50;
(C) 3, 6, 50;
(D) 3, 7, 43;
(E) 4, 6, 67.

59 - Numa propriedade rural, podem existir benfeitorias reprodutivas
e não-reprodutivas. As benfeitorias não-reprodutivas são:

(A) aquelas capazes de produzir por si, como canaviais e pomares;
(B) aquelas que abrangem todas as inovações introduzidas no
imóvel rural capazes de proporcionar rendimentos através
da venda de seus produtos, como as culturas permanentes;
(C) aquelas cujo produto pode ser negociado separadamente
da terra, como plantações em geral;
(D) aquelas que não produzem por si, como pastagens artificiais
e reflorestamentos;
(E) aquelas que não proporcionam rendimentos próprios, mas
contribuem e facilitam a exploração do imóvel, como as
construções em geral e os melhoramentos fundiários.

60 - Para a Engenharia de Avaliações, o ―valor da terra nua‖ é o
valor:

(A) das benfeitorias;
(B) total da propriedade rural, com as benfeitorias já incluídas;
(C) da terra de uma determinada gleba, excluídas as benfeitorias;
(D) da cobertura florística natural;
(E) total da propriedade com suas acessões naturais, matas e
florestas e as benfeitorias já incluídas no valor.

61 - Para a Engenharia de Avaliações, o objetivo principal é a
determinação do valor de um bem, dos seus custos, frutos e direitos
sobre eles. Relacionado ao exposto acima, a definição de valor é:

(A) a quantidade de dinheiro pela qual se efetua uma transação
comercial;
(B) a expressão monetária de um bem e corresponde à relação
entre as necessidades econômicas do homem e a
quantidade de bens disponíveis para satisfazê-las;
(C) a quantia paga mais todas as despesas em que incorre o
comprador na aquisição da propriedade;
(D) a soma dos gastos diretos e indiretos necessários para se
obter um bem ou serviço;
(E) a quantia em dinheiro pela qual se vende ou se compra uma
unidade de um dado objeto.

62 - A definição de valor de mercado é o valor mais alto pelo qual
é possível realizar-se, em um dado momento, uma operação de
compra e venda entre partes interessadas mas não obrigadas,
ambas perfeitas conhecedoras do objeto da transação e do
mercado. A expressão valor de mercado também é conhecida como:

(A) valor comercial;
(B) valor residual;
(C) valor de reposição;
(D) valor de uso;
(E) valor potencial.

63 - A NBR 14653-3 Avaliação de bens, Parte 3: Imóveis rurais,
determina que na avaliação de imóveis rurais sejam utilizados
os métodos diretos e/ou indiretos. Para se obter o valor de um
imóvel pelo Método Comparativo, é preciso que exista(m):

(A) dados de transações imobiliárias, independentemente de
serem semelhantes, em número e especificação razoáveis,
para permitir a obtenção de resultados com confiabilidade;
(B) dados de transações com imóveis semelhantes, mas sem a
necessidade de número de amostras suficientes para permitir
a obtenção de resultados com confiabilidade;
(C) orçamento sumário ou detalhado do imóvel ou que exista
uma composição de custo para reproduzir outro imóvel
semelhante ao avaliando;
(D) a capitalização de sua renda líquida, real ou prevista;
(E) dados de transações com imóveis semelhantes, em número
e especificação razoáveis, para permitir a obtenção de
resultados com confiabilidade.

64 - O sensoriamento remoto tem como objetivo estudar:

(A) o ambiente terrestre através do registro e da análise das
interações entre a radiação eletromagnética e as substâncias
componentes do planeta Terra;
(B) a radiação recebida das partes componentes do universo;
(C) o ambiente terrestre através do registro e da análise das interações
entre a radiação eletromagnética e a energia acústica e as
substâncias componentes do planeta;
(D) o ambiente terrestre através da aquisição de informações
sobre objetos sem contato físico com eles;
(E) o universo através do registro e da análise das interações
entre a radiação eletromagnética e as substâncias
componentes do universo.

65 - Os sistemas sensores podem ser classificados em função
da/do:

(A) resolução espacial e espectral;
(B) fonte de energia, da região do espectro em que operam e do
tipo de transformação sofrida pela radiação detectada;
(C) espectro ótico, da resolução radiométrica e espacial;
(D) resolução espacial, da interação com a atmosfera e do
espectro em que operam;
(E) resolução ótica, espacial e radiométrica.

66 - Em sensoriamento remoto, geralmente, o estudo do
comportamento espectral dos alvos é realizado através de
métodos experimentais de laboratório e campo e a grandeza
radiométrica utilizada é:

(A) emissividade;
(B) absorbância;
(C) reflectância;
(D) transmitância;
(E) fluxo radiante.

67 - A estereoscopia é fundamental no uso de fotografias aéreas
para estudos de planejamento territorial. Para se obter
estereoscopia é necessário no mínimo:

(A) duas fotografias aéreas em seqüência e com recobrimento
de 40%;
(B) duas fotografias aéreas em seqüência e com recobrimento
de 50%;
(C) duas fotografias aéreas em seqüência;
(D) duas fotografias aéreas com recobrimento de 100%;
(E) duas fotografias aéreas com recobrimento de 60%;

68 - A fotointerpretação é, a rigor, realizada com base em certas
características observadas nas fotos. As principais
características utilizadas são:

(A) padrão, ângulo, tonalidade e cor, tamanho e forma, textura;
(B) padrão, tonalidade e cor, tamanho e forma, textura, sombra;
(C) inclinação, tonalidade e cor, tamanho e forma, textura,
padrão;
(D) resolução, padrão, tonalidade e cor, sombra, tamanho ,
forma;
(E) sombra, resolução, tonalidade e cor, tamanho e forma,
ângulo.

69 - Nos termos da Medida Provisória nº 2166/01 em vigor, que
alterou o Código Florestal, quanto à supressão de vegetação
em área de preservação permanente poderá ser autorizada,
quando inexistir alternativa técnica e locacional ao
empreendimento proposto:

(A) em caso de utilidade pública ou de interesse social
caracterizados e motivados em procedimento administrativo;
(B) em caso exclusivo de interesse social caracterizado e
motivado em procedimento administrativo;
(C) em caso exclusivo de utilidade pública caracterizado e
motivado em procedimento administrativo;
(D) em caso de utilidade pública ou de interesse social
dispensado o procedimento administrativo;
(E) em caso de utilidade pública dispensado o procedimento
administrativo; e de interesse social motivado e
caracterizado em procedimento administrativo.

70 - As florestas e outras formas de vegetação nativa, ressalvadas
as situadas em área de preservação permanente, assim como
aquelas não sujeitas ao regime de utilização limitada ou objeto
de legislação específica, são suscetíveis de supressão, desde
que sejam mantidas, a título de reserva legal, no mínimo, quando
se tratar de propriedade rural situada em área de campos gerais
localizada em qualquer região do país:

(A) oitenta por cento;
(B) cinqüenta por cento;
(C) trinta e cinco por cento;
(D) vinte e cinco por cento;
(E) vinte por cento.

71 - Assinale a alternativa entendida, nos termos da Medida
Provisória nº 2166/01, como de utilidade pública:

(A) atividades de segurança nacional e proteção sanitária;
(B) prevenção, combate e controle do fogo;
(C) controle da erosão;
(D) erradicação de invasoras e proteção de plantios com
espécies nativas;
(E) atividades de manejo agroflorestal sustentável.

72 - A Política Nacional do Meio Ambiente tem por objetivo a
preservação, melhoria e recuperação da qualidade ambiental
propícia à vida, visando assegurar, no país, condições ao
desenvolvimento socioeconômico, aos interesses da
segurança nacional e à proteção da dignidade da vida humana,
atendidos os princípios abaixo, EXCETO:

(A) racionalização do uso do solo, do subsolo, da água e do ar;
(B) planejamento e fiscalização do uso dos recursos ambientais;
(C) proteção de áreas degradadas;
(D) controle e zoneamento das atividades potencial ou
efetivamente poluidoras;
(E) educação ambiental a todos os níveis de ensino.

73 - Compete ao CONAMA, nos termos da Lei de Política
Nacional de Meio Ambiente, EXCETO:

(A) estabelecer, mediante proposta do Ibama, normas e critérios
para o licenciamento de atividades efetiva ou
potencialmente poluidoras, a ser concedido pelos Estados
e supervisionado pelo Ibama;
(B) decidir, como última instância administrativa em grau de
recurso, mediante depósito prévio, sobre multas e outras
penalidades impostas pelo Ibama;
(C) determinar, mediante representação do Ibama, a perda ou
restrição de benefícios fiscais concedidos pelo Poder
Público, em caráter geral ou condicional;
(D) determinar, mediante representação do Ibama, a perda ou
suspensão de participação em linhas de financiamento em
estabelecimentos oficiais de crédito;
(E) homologar acordos visando à transformação de penas de
detenção em penalidades pecuniárias ou obrigação de
executar medidas de interesse para a proteção ambiental.

74 - O poluidor que expuser a perigo a incolumidade humana,
animal ou vegetal, ou estiver tornando mais grave a situação
de perigo existente, fica sujeito à pena de:

(A) detenção e multa;
(B) reclusão e multa;
(C) multa;
(D) reclusão;
(E) detenção.

75 - A condução dos zoneamentos ecológicos econômicos
deve se nortear por seu caráter participativo, eqüitativo,
sustentável, holístico e sistêmico. Analise as afirmativas a
seguir:

I - O caráter participativo pode ser definido como a necessária
participação dos atores sociais em todas as fases do
processo.
II - O caráter eqüitativo implica permitir a igualdade de acesso
ao desenvolvimento a todos os grupos sociais e regiões.
III - O caráter sustentável se define como uso equilibrado dos
recursos naturais e do meio ambiente.
IV - O caráter holístico se define como uma análise baseada em
relações de causa e efeito.
V -O caráter sistêmico pode ser definido como a necessária
abordagem interdisciplinar para integração de todos os
fatores e processos.
São corretas somente as afirmativas:
(A) I, II e III;
(B) I, II e IV;
(C) I, III e V;
(D) I, II, III e IV;
(E) I, II, III, IV e V.

76 - Em relação à compreensão do funcionamento de uma
cooperativa de crédito, analise os conceitos a seguir:
I - Capital social: montante dos recursos disponíveis na
cooperativa para empréstimos em condições favoráveis
aos membros.
II - Depósito: quantia que o associado entrega para guarda na
cooperativa de crédito.
III - Depósito remunerado: quantia depositada na cooperativa
de crédito por não associado e que, nesse sentido,
necessita ser remunerada.
IV - Sobras: excedente de recursos acumulado ao final do
exercício.
V - Patrimônio Líquido: o capital social dos cooperados somado
às reservas que a cooperativa possui.
O(s) conceito(s) correto(s) é/são somente:
(A) I;
(B) V;
(C) I, III e IV;
(D) II e IV;
(E) II, IV e V.

77 - Estudos recentes têm mostrado uma associação positiva
entre o Pronaf Crédito e o funcionamento do antigo sistema de
crédito subsidiado (SNCR). Comparando-se produtores
familiares de mesmo porte com e sem acesso ao Pronaf,
encontrou-se que os produtores familiares com acesso ao
Pronaf:

I - possuem nível tecnológico mais elevado;
II - obtêm maior produtividade agrícola;
III - têm menor dependência ao uso de insumos externos à
propriedade;
IV - apresentam maior tendência à utilização de práticas
ambientalmente mais adequadas;
V - apresentam, em suas propriedades, aumento da erosão e
maior freqüência no uso de agrotóxicos.
As afirmativas corretas são somente:
(A) I e II;
(B) I, II e III;
(C) I, II e IV;
(D) I, II e V;
(E) I, II, IV e V.

78 - As principais categorias sociais de agricultores são,
segundo os estudos da FAO e do INCRA: produtores patronais,
produtores familiares capitalizados, produtores familiares de
transição e produtores familiares em processo de
descapitalização. Sobre essas categorias, analise as seguintes
afirmativas:

I - Os agricultores patronais se caracterizam por possuir, em
média, propriedades maiores, e pelo predomínio de mãode-
obra contratada.
II - O agricultor familiar de transição situa-se numa posição
intermediária entre o produtor familiar tradicional e o
patronal, utilizando de forma equivalente mão-de-obra familiar
e contratada.
III - O agricultor familiar capitalizado tem na agricultura sua
principal, quando não única, fonte de renda e dispõe,
relativamente aos demais produtores familiares, de uma
maior quantidade de terra.
IV - A produção para autoconsumo é significativa em todos as
categorias de produtores familiares, mas é pouco
expressiva na produção patronal.
V - Os agricultores familiares descapitalizados ou em processo
de descapitalização se caracterizam pela baixa renda
familiar e baixos rendimentos produtivos e são majoritários
em número na agricultura brasileira.
A(s) afirmativa(s) INCORRETA(S) é/são somente:
(A) II;
(B) IV;
(C) V;
(D) II e IV;
(E) III e IV.

79- ―A criação de assentamentos no meio rural brasileiro
resultou em alguma distribuição fundiária e viabilizou o acesso
à terra a um contingente significativo de trabalhadores rurais.
No entanto, a criação dos assentamentos não resultou em
significativa modificação do quadro de concentração fundiária
no país‖.
A esse respeito, a afirmação acima:

(A) é verdadeira para todo o país, pois houve aumento
generalizado da concentração fundiária;
(B) é parcialmente verdadeira, pois existem no Brasil hoje
algumas áreas de culturas tradicionais em crise em que os
assentamentos se multiplicaram modificando o quadro local
de concentração fundiária;
(C) é verdadeira, pois na última década se consolidou a
―desruralização‖ da sociedade brasileira;
(D) é parcialmente verdadeira, pois na última década não houve
aumento da concentração fundiária;
(E) é falsa.

80 - Analisando os sistemas de produção utilizados pelos
produtores familiares descapitalizados e em processo de
descapitalização, considere as seguintes afirmativas:

I - Seus sistemas de produção são majoritariamente voltados
ao autoconsumo.
II - Sua inserção mercantil tem um forte componente de venda
de excedentes de produção.
III - São, na maioria das vezes, sistemas de produção
complementares ao trabalho assalariado ou às rendas
obtidas fora da agricultura.
IV - O tempo de trabalho familiar disponível para atividades no
empreendimento agrícola é superior ao tempo efetivamente
trabalhado no mesmo, em função do pequeno tamanho
das parcelas e da insuficiência de recursos para acesso a
insumos.
V - Tendem a utilizar tração animal, em função de suas
dificuldades de acesso à mecanização.
As afirmativas corretas são somente:
(A) I, II e III;
(B) I, III e V;
(C) I, II, III e IV;
(D) I, II, III e V;
(E) II e V.



GABARITO INCRA:

41-B 42-2 43-C 44-D 45-B 46-A 47-B 48-D 49-B 50-C 51-D 52-# 53-C 54-A 55-D 56-A 57-D 58-C 59-E 60-C 61-B 62-A
63-#

64-A 65-B 66-C 67-E 68-B 69-A 70-E 71-A 72-C 73-E 74-B 75-A 76-E 77-D 78-A 79-B 80-C








CONCURSO BANCO DO NORDESTE


PROVA OBJETIVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS - ENGENHARIA AGRONÔMICA

31. Assinale a alternativa que completa o seguinte enunciado: ―O desenvolvimento rural sustentável só é alcançado
quando...‖

A) for realizado sem a mobilização geográfica e social da população, isto é, o progresso deve ser levado para o campo, e
não o
contrário, provocando o esvaziamento da população rural, que, emigrando, vai marginalizar-se nas metrópoles.
B) tiver como resultados uma produtividade mais elevada, um maior nível de emprego e de renda para a população, sem
necessariamente ter o crescimento econômico.
C) tratar-se de um processo transdisciplinar, que exija um planejamento amplo e detalhado e o pleno engajamento do
governo
com a sociedade.
D) postular a modernização e a monetarização da sociedade rural, assim como a interação do local com o global, prevendo
a
promoção apenas das atividades agrícolas nas zonas rurais e a inclusão do setor agrícola com os setores industriais e de
serviços.
E) contemplar os fatores endógenos, de ordem estrutural, econômica, política e administrativa, nacional e regional, e os
fatores
exógenos, como condições climáticas e políticas internacionais podem ser superadas.


32. Acerca do modelo de cooperativa adotado no Brasil, assinale a alternativa CORRETA.

A) A cooperativa dá ênfase ao capital, permitindo a distribuição justa da renda, descentralizando-a entre os cooperados.
B) A cooperativa procura resolver algumas distorções que o sistema capitalista apresenta, dificultando inovações e,
principalmente, evitando que as comunidades caminhem em direção a uma proposta de cooperativismo autogestionário,
participativo e democrático popular.
C) A cooperativa é uma associação de pessoas que se uniram voluntariamente para realizar objetivos comuns, por meio da
formação de uma organização administrada e controlada democraticamente, fornecendo contribuições eqüitativas para o
capital necessário e assumindo, de forma igualitária, os riscos e benefícios do empreendimento no qual os cooperados
participam ativamente.
D) A cooperativa é uma associação autônoma de pessoas que se uniram voluntariamente para atender às suas
necessidades e
aspirações econômicas, sociais e culturais comuns, por meio de uma empresa de propriedade conjunta e democraticamente
controlada.
E) A cooperativa se baseia nos valores de ajuda mútua, responsabilidade, democracia, igualdade, eqüidade e solidariedade,
e
seus membros acreditam nos valores éticos da honestidade, transparência, responsabilidade social, preocupando-se com os
demais integrantes.
06 / 15
M = [ ]

33. Considerando a análise do desempenho de uma cadeia agroindustrial, sob a perspectiva sistêmica, assinale a
alternativa
CORRETA.

A) Analisar o desempenho de uma cadeia agroindustrial, sob a perspectiva sistêmica, significa compreender a sua estrutura
e o
seu funcionamento, examinando cada um de seus segmentos de produção e serviços, identificando e analisando as
relações
que se estabelecem entre eles.
B) Analisar o desempenho de uma cadeia agroindustrial, sob a perspectiva sistêmica, significa compreender que as relações
estabelecidas entre os atores, tais como produtores, processadores, distribuidores e consumidores, demandam apenas o
alinhamento horizontal, seja na forma de contratos formais ou informais, alianças, e integração entre empresas.
C) A presença de cooperativas como organizações que promovem a coordenação horizontal na cadeia é uma característica
marcante no segmento agroindustrial.
D) Diversas correntes metodológicas têm abordado a questão do agronegócio. Dentre elas se destaca a abordagem de
Harvard,
a abordagem da Escola Francesa de organização industrial e, no Brasil, a abordagem do Sistema Agroalimentar (SAG) e do
Complexo Agroindustrial (CAI). É importante destacar que essas abordagens são necessariamente contraditórias entre si.
E) As mudanças no cenário competitivo nacional e internacional têm exigido uma nova postura por parte das empresas, que
estão buscando cada vez mais mecanismos eficientes de coordenação das atividades produtivas, mas apesar do setor
conviver com fortes diferenças no que tange ao grau de desenvolvimento competitivo das suas cadeias, pode-se observar
que a preocupação por melhorias não é generalizada.

34. Na atualidade, os componentes mais importantes para uma cadeia produtiva, são:

A) terra, capital e trabalho.
B) tecnologia, trabalho, capital e terra.
C) organizações de produtores, mercado, tecnologia, trabalho, capital e terra.
D) mercado, tecnologia, trabalho, capital e terra.
E) crédito, mercado, tecnologia, trabalho, capital e terra.

35. A troca de cátions que ocorre no solo é instantânea e reversível. O poder desalojante dos cátions é
conseqüência de:

A) valência do cátion: quanto maior a valência, em igualdade de concentração, menor o poder desalojante.
B) raio iônico do cátion: os de maior raio iônico têm menor poder desalojante que os de menor raio iônico.
C) hidratação do cátion: os mais hidratados são desalojados pelos menos hidratados.
D) concentração do cátion: os de menor concentração desalojam os que estão em maior concentração.
E) número de coordenação do cátion: os de maior número de coordenação têm poder desalojante maior.


36. O uso do solo para fins agrícolas, deve ser feito sempre a partir de uma perspectiva conservacionista. As
categorias do
sistema de classificação da capacidade de uso do solo estão assim hierarquizadas:

A) grupos de capacidade de uso (A, B e C): estabelecidos com base nos tipos de intensidade de uso das terras.
B) classes de capacidade de uso (I a VIII): baseadas na natureza da limitação de uso.
C) subclasses de capacidade de uso (IIe, IIIe, IIIa etc.): baseadas em condições específicas que afetam o uso ou manejo
das
terras.
D) unidades de capacidade de uso (IIe-1, IIe-2, IIIe-1 etc.): baseadas no grau de limitação de uso.
E) subunidades de capacidade de uso: baseadas em observações visuais no campo.


37. A umidade e a densidade são alguns dos atributos requeridos para o monitoramento do solo. Uma amostra de
solo foi
analisada com fins de se obter sua umidade com base em massa (u) e com base em volume () e sua densidade
aparente
(da). Dispunha-se dos seguintes dados: massa do solo úmido (msu) = 80 gramas; massa do solo seco (mss) = 67,5
gramas;
volume da amostra = 50cm3. Nesse caso, assinale a alternativa que apresenta os valores CORRETOS de u, e da.

A) u = 18,5%; = 25%; da = 1,35g.cm-3
B) u = 20% ; = 25%; da = 1,35g.cm-3
C) u = 18,5%; = 25%; da = 1,37g.cm-3
D) u = 18,5%; = 30%; da = 1,35g.cm-3
E) u = 20,5%; = 25%; da = 1,35g.cm-3


38. A quantidade de água no solo à disposição das plantas é chamada de Capacidade de Água Disponível (CAD) e é
dada pela
diferença entre:

A) a umidade na capacidade de campo e o solo seco.
B) a umidade na capacidade de campo e no ponto de murcha permanente.
C) a umidade de saturação e a do ponto de murcha permanente.
D) a umidade no ponto de murcha permanente e o solo seco.
E) a umidade de saturação e o solo seco.


39. Os fatores de formação do solo exercem papel fundamental sobre as condições finais de um solo. Sobre o
assunto, marque
a alternativa CORRETA.

A) Relevo forte ondulado, com grande declividade, permite uma maior infiltração da água, ocasionando um menor
escorrimento superficial, favorecendo a atuação dos processos pedogenéticos e a formação de solos profundos.
B) A cobertura vegetal regula as variações térmicas e hídricas, proporcionando condições mais favoráveis às atividades
biológicas. A vegetação também pode exercer uma ação protetora e, assim, permitir que haja um maior desenvolvimento
dos perfis de solo.
C) Solos desenvolvidos de rochas ácidas também são ácidos, entretanto, apresentam elevada disponibilidade de nutrientes.
D) Pode-se constatar que os perfis mais evoluídos apresentam predominância de argilominerais 2:1; enquanto os pouco
desenvolvidos possuem argilominerais 1:1 e oxi-hidróxidos de ferro e alumínio.
E) O clima tem uma forte influência na formação dos solos. Em zonas tropicais, observam-se solos bem profundos e
desenvolvidos e ricos em bases.

40. Sobre os processos de formação do solo, é CORRETO afirmar que:

A) os processos de hidrólise são de grande importância por atuar sobre os silicatos e ocasionar a liberação de cátions que
podem ser absorvidos pelas plantas.
B) a velocidade das reações do intemperismo químico não tem relação com a prévia ação do intemperismo físico.
C) o processo de carbonatação pode iniciar-se pela reação de óxidos de ferro com a água.
D) a oscilação de temperatura não tem importância no intemperismo físico, pois as rochas e os minerais não se alteram com
a
variação da temperatura.
E) o grau de dissolução dos minerais é independente da composição química dos mesmos.

41. Aponte a alternativa CORRETA com relação ao ciclo hidrológico.

A) Diz respeito ao constante movimento da água.
B) Trata apenas das águas superficiais.
C) Relaciona-se com as esferas terrestres, atmosfera, biosfera, litosfera, hidrosfera.
D) Envolve as águas de um modo geral.
E) Abrange o invólucro do globo terrestre das águas superficiais e subterrâneas.

42. Marque a alternativa que contempla as técnicas mais importantes para a locação de poços tubulares profundos,
tendo em
vista a captação de água subterrânea.

A) Radiestesia, geomorfologia e fotogeologia.
B) Geologia, geofísica e radiestesia.
C) Geologia, geofísica e sensores remotos.
D) Geografia física, hidráulica e hidrodinâmica.
E) Fotogeologia, radiestesia e mapeamento.

43. No sistema de coordenadas transversa de mercator universal (UTM) o globo é dividido em zonas de seis graus
cada, com
um meridiano e o paralelo do equador como referências. Qual o valor da coordenada UTM, respectivamente, no
meridiano
e no paralelo de referência, para um ponto localizado a oeste de Greenwich e ao sul do equador?

A) 0 e 500.000
B) 1.000 e 500.000
C) 10.000.000 e 0
D) 500.000 e 10.000.000
E) 10.000.000 e 500.000

44. O satélite CBERS2 apresenta, em seu sensor CCD, quatro bandas espectrais, quais sejam:
Banda 1 2 3 4 5
Espectro (nm) 450 – 520 520 – 590 630 - 690 770 - 890 510 – 730
Qual das bandas espectrais melhor representa o infra-vermelho próximo?

A) Banda 1.
B) Banda 2.
C) Banda 3.
D) Banda 4.
E) Banda 5.

45. Ainda sobre o satélite CBERS2, qual das bandas espectrais seria mais apropriada à identificação de áreas
agrícolas com
elevado vigor vegetativo?

A) Banda 1.
B) Banda 2.
C) Banda 3.
D) Banda 4.
E) Banda 5.


46. Qual técnica pode ser utilizada para melhorar a precisão no georeferenciamento de pontos no campo, utilizando
o GPS?

A) GPS - diferencial.
B) GPS - altimetria.
C) GPS - MNT.
D) GPS - vetorização.
E) GPS - classificação supervisionada de imagens.


47. A umidade do ar é um dos parâmetros condicionantes do desenvolvimento de microorganismos que favorecem
ou limitam
o bom desempenho das plantas cultivadas. Também é reconhecida a sua importância no processo de
evapotranspiração das
culturas e a sua influência no estado energético da atmosfera. A condição de umidade do ar é definida por muitos
parâmetros, entre os quais se pode citar a umidade relativa do ar (UR), normalmente expressa em %. Estudos sobre
esta
variável mostram que:

A) a umidade relativa independe da temperatura do ar.
B) para uma mesma pressão de vapor do ar, a umidade relativa diminui à medida que a temperatura do ar aumenta.
C) a umidade relativa do ar é máxima para uma temperatura (to) somente quando a umidade absoluta for máxima para esta
mesma temperatura (to).
D) o valor máximo da umidade relativa do ar é registrado às 14:00 horas.
E) se a pressão de vapor for muito baixa, a massa de ar se encontra próxima da umidade relativa de saturação.


48. A aptidão climática é um dos critérios empregados na definição do zoneamento agrícola e destina-se a
caracterizar os
parâmetros que determinam o comportamento vegetal, ou seja, aqueles que, em condições extremas,
comprometem o
desenvolvimento da planta. Assinale a alternativa CORRETA.

A) A temperatura basal inferior, a temperatura basal máxima, a temperatura ideal e o fator hídrico são os itens climáticos
usados como referenciais no zoneamento das regiões de adaptabilidade da cultura ao meio ambiente.
B) O zoneamento das regiões de adaptabilidade da cultura ao meio ambiente fundamenta-se na temperatura máxima e
mínima
do solo.
C) O intervalo entre a temperatura basal máxima e a mínima do ar define o nível energético no qual a planta encontra
condições ideais para que o seu desenvolvimento resulte em alta produtividade.
D) A diferença entre a temperatura basal inferior (Tb) e a temperatura ideal (Ti) condiciona o intervalo energético do meio
ambiente mais adequado ao desenvolvimento das plantas.
E) O zoneamento das regiões de adaptabilidade para uma determinada cultura ao meio ambiente se fundamenta, somente,
na
temperatura ideal.


49. Na construção de uma benfeitoria rural, são empregados vários tipos de materiais de construção de origem e
processos de
fabricação diferentes. Um tipo de material litóide empregado é:

A) madeira.
B) telha.
C) ferro.
D) plástico.
E) pedra.


50. A avaliação dos meios de comercialização de produtos agropecuários é feita tendo como referência as suas
principais
funções. Acerca do assunto, marque a alternativa CORRETA.

A) Diante da disponibilidade de crédito, a área agroindustrial adotou processos de comercialização que desempenham a
função
de financiadora da produção rural.
B) A transferência física é a função primária, pois viabiliza a passagem do produto ao longo da cadeia produtiva, garantindo
eficiência ao sistema juntamente com outras atividades inerentes à cadeia produtiva.
C) A função principal dos meios de comercialização é equacionar os riscos e as incertezas. Dentre os diversos riscos,
certamente o Risco Brasil tem lugar de destaque.
D) A transferência física do produto, o financiamento, a indução de ações de coordenação da cadeia produtiva, a
transmissão
de informações e o gerenciamento de risco são as funções principais dos meios de comercialização.
E) A Política de Preços Mínimos não foi o principal instrumento voltado para reduzir os riscos nos meios de comercialização.

51. Na cultura do mamoeiro pode-se afirmar que o objetivo deve ser obter o maior número de plantas hermafroditas
no estande
final do campo, pois estas produzirão frutos alongados que têm inúmeras vantagens sobre os arredondados. Para
conseguir
este objetivo deve-se:

A) selecionar, pelo aspecto visual, as sementes que darão origem a plantas hermafroditas e usar somente estas na
produção de
mudas.
B) selecionar as mudas hermafroditas no viveiro através de características fenotípicas e só levar para o campo as
selecionadas.
C) plantar sementes oriundas do cruzamento entre parentais hermafroditas ou da auto-fecundação dos mesmos e plantar
três
mudas por cova para futura seleção das hermafroditas e eliminação das femininas.
D) controlar o cruzamento utilizando grãos de pólem previamente identificados como hermafroditas.
E) coletar os grãos de pólem em plantas masculinas e fazer o cruzamento com plantas femininas para que possa ocorrer a
produção de sementes que darão origem a plantas hermafroditas.

52. Para a cultura do meloeiro muitas alternativas têm sido buscadas para a diminuição do uso de defensivos
agrícolas. Uma
das práticas rotineiras na Região Nordeste é:

A) a mudança do sistema de irrigação para aspersão convencional visando à redução da incidência de pragas.
B) o uso de tela anti-afídeo em torno do plantio como barreira de proteção.
C) o uso de tecido-não-tecido (TNT) no início do cultivo como barreira de proteção às plantas.
D) a eliminação de toda a vegetação em torno do plantio para evitar a entrada de pragas na área de cultivo.
E) o plantio de áreas em seqüência no sentido do vento predominante.

53. Observando as afirmações a seguir, escolha a alternativa CORRETA.

I. O consórcio de cultivos é prática cultural necessária para o equilíbrio do ecossistema e deve ser preferido.
II. A compostagem com resíduos da própria área de cultivo ajuda na reciclagem dos nutrientes, retornando parte destes à
área
de cultivo.
III. Com o equilíbrio do ecossistema, os problemas com pragas e doenças serão agravados devido ao maior número de
hospedeiros de pragas.

A) Apenas a afirmação I é correta.
B) Apenas a afirmação II é correta.
C) Apenas a afirmação III é correta.
D) Apenas as afirmações I e II são corretas.
E) Todas as afirmações são corretas.


54. O gergelim (Sesamum indicum L.) é uma das espécies oleaginosas mais antigas e usadas pela humanidade. O
principal
produto do gergelim são suas sementes, que possuem elevado valor nutricional, devido a quantidades
significativas de
vitaminas, principalmente do complexo B, e constituintes minerais como cálcio, ferro, fósforo, potássio, magnésio,
sódio,
zinco e selênio. Em relação a esta cultura analise as afirmações a seguir e escolha a opção correta.
I. Para que a população de plantas satisfaça às recomendações de espaçamento e densidade de plantio, em torno de 100
mil
plantas/ha, é necessária a prática de raleamento ou desbaste, deixando as plantas mais vigorosas e retirando as
excedentes.
II. O gergelim é cultivado em climas tropical, subtropical e zonas temperadas, existindo uma grande diversidade de tipos
bem
adaptados às suas localidades.
III. A operação de colheita deve ser realizada assim que as hastes, folhas e cápsulas atinjam o amarelecimento completo, e
antes que as cápsulas estejam totalmente abertas.

A) Apenas a afirmação I é correta.
B) Apenas a afirmação II é correta.
C) Apenas a afirmação III é correta.
D) As afirmações I e II são corretas.
E) Todas as afirmações são corretas.


55. A colheita e o beneficiamento são as operações consideradas mais críticas em relação a injúrias mecânicas em
sementes,
podendo provocar danos com efeitos imediatos ou latentes. Verifica-se que, em qualquer dessas operações, a
umidade das
sementes exerce influência direta sobre a intensidade dos prejuízos causados. Sobre o assunto, tem-se constatado
que:

A) os efeitos imediatos são mais intensos em sementes úmidas (grau de umidade c 20%).
B) tanto os efeitos imediatos como os latentes são mais problemáticos em sementes úmidas (grau de umidade c 20%).
C) tanto os efeitos imediatos como os latentes são mais problemáticos em sementes secas (grau de umidade o 12,0%).
D) os efeitos latentes ocorrem principalmente em sementes secas (grau de umidade o 12,0%).
E) os efeitos imediatos são mais intensos em sementes secas (grau de umidade o 12,0%).


56. O valor cultural é utilizado principalmente para o cálculo da quantidade de sementes, geralmente de forrageiras,
a ser
semeada por unidade de área. Para determinar o percentual do valor cultural, levam-se em consideração os
resultados de:

A) pureza genética e pureza física.
B) teste de tetrazólio e número de sementes sem casca.
C) germinação e exame de sementes nocivas.
D) peso de mil sementes e grau de umidade.
E) germinação e pureza física.


57. Durante o armazenamento, as sementes podem sofrer a ação danosa de vários fatores externos, acarretando
graves prejuízos
à sua qualidade. Dentre esses fatores, dois grupos de fungos, denominados fungos de armazenamento, destacam-
se por
provocarem redução da germinação, descoloração do tegumento, alterações bioquímicas, produção de toxinas e
redução do
peso da semente. Esses fungos, são espécies dos gêneros:

A) Pythium e Phytophthora.
B) Verticillium e Fusarium.
C) Colletotrichum e Verticillium.
D) Fusarium e Colletotrichum.
E) Aspergillus e Penicillium.

58. Qual o valor da lâmina líquida a ser aplicada em uma área irrigada por aspersão convencional apresentando
umidade na
capacidade de campo de 0,25 cm3 cm-3, umidade atual de 0,20 cm3 cm-3, profundidade efetiva do sistema radicular
de 50
cm?

A) 15 mm
B) 25 mm
C) 35 mm
D) 45 mm
E) 50 mm

59. Dado que a capacidade de água disponível (CAD) no solo, na profundidade efetiva do sistema radicular da
cultura, é de 50
mm e que deve-se efetuar a irrigação quando 50% da CAD tiver sido consumida em um campo cultivado, que
apresenta
evapotranspiração real da cultura média de 5 mm/dia, qual deverá ser o turno de rega esperado?

A) Quatro dias.
B) Cinco dias.
C) Seis dias.
D) Sete dias.
E) Oito dias.

60. Para a caracterização da velocidade de infiltração da água no solo, foi conduzido um teste de campo utilizando-
se um
cilindro infiltrômetro, tendo sido obtida a função expressa pelo gráfico abaixo apresentado. Qual o valor provável da
velocidade de infiltração básica (VIB)?

A) 20 mm/h
B) 15 mm/h
C) 10 mm/h
D) 5 mm/h
E) 0 mm/h

61. Um microaspersor autocompensante apresenta sua relação funcional entre vazão e pressão expressa na forma
exponencial,
conforme a equação a seguir:
Q = 45 x Hx
sendo Q a vazão do emissor em L/h, H a carga de pressão em m.c.a. e x o expoente de H.
Qual deverá ser o valor mais próximo de x para o emissor?

A) -1,0
B) -0,5
C) 0,0
D) 0,5
E) 1,0

62. Uma floresta manejada de forma adequada deve proporcionar anualmente um rendimento regular e igual, o qual
terá de ser
equivalente à produção normal da floresta (TAYLOR, 1979). A exploração torna-se possível, quando baseada no
controle
do material lenhoso em crescimento e no Incremento Médio Anual (IMA), relacionados às condições da floresta. O
modelo
de exploração pode ser expresso em função do:

A) controle de áreas.
B) controle de rendimentos.
C) controle de classes.
D) controle de rendimentos e de classes.
E) controle de áreas, de rendimentos e de classes.

63. A produção líquida de um povoamento florestal resulta do:

A) crescimento das árvores em tamanho, volume e peso.
B) incremento em altura.
C) incremento em volume.
D) incremento em área basal.
E) incremento em diâmetro.

64. Sustentabilidade é a versão do conceito de produção sustentável e que se caracteriza por uma base ecológica.
Sendo assim,
pode-se defini-la como:

A) a colheita de alimentos em um sistema com renovação do sistema de produção.
B) a colheita de alimentos em sistemas tradicionais.
C) a colheita perpétua de biomassa de um sistema de produção.
D) a colheita de alimentos em ecossistemas naturais.
E) a colheita de biomassa em um sistema perpetuamente, porque a sua capacidade de renovar ou ser renovado não é
comprometida.

65. A legislação ambiental dos tempos atuais tem sua origem associada à Lei nº 4.771 de 1965, que:

A) instituiu o Conselho Nacional de Meio Ambiente (CONAMA).
B) instituiu o Código Florestal Brasileiro.
C) trata das Diretrizes e Bases para o Meio Ambiente.
D) criou o Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal.
E) trata da Recuperação de Áreas Degradadas.

66. Um agricultor pretende implantar, em uma área de 140 hectares, uma determinada cultura, com uma semeadora -
adubadora de 8 linhas e largura de trabalho de 4,0 m. Ele pretende trabalhar com uma velocidade de 0,5 km/h para
obter
uma eficiência operacional de campo de 70%. Quantas horas serão necessárias para efetuar o plantio?

A) 100 h
B) 115 h
C) 118 h
D) 120 h
E) 140 h

67. O escrêiper é um equipamento que pode ser utilizado na construção de estradas e pequenas barragens.
Assinale a
alternativa que NÃO contempla uma de suas finalidades.

A) Escavar.
B) Carregar.
C) Transportar.
D) Fazer a compactação do solo.
E) Espalhar o material.

68. A Cédula do Produto Rural (CPR) é um título que pode ser emitido por produtores rurais e suas cooperativas
para a venda
antecipada da sua produção, visando obter recursos para o plantio. Assinale a alternativa que apresenta as
vantagens desse
título.

A) Cria maior atração para os investidores que são do ramo do agronegócio.
B) Difunde entre os produtores o hábito de negociar no mercado interno agrícola.
C) Aumenta o número de vendedores potenciais.
D) Reduz o diferencial entre os preços dos momentos de contratação e de liquidação do título.
E) Reduz os custos fixos.

69. Assinale a alternativa CORRETA acerca da análise de projetos agropecuários.

A) Admite-se que um projeto se refere a um tema específico, requer quantidades definidas de recursos e de tempo e
estabelece
resultados tipicamente qualificáveis.
B) Avaliar o investimento total é uma das tarefas mais importantes associada à viabilidade do projeto.
C) Como aos valores de investimentos sempre estão associadas incertezas, será sempre conveniente que a cada parcela
do
investimento seja alocada uma estimativa do erro admitido. Tal estimativa do erro é uma tolerância do valor estimado, ou
seja, um custo de oportunidade.
D) O capital próprio de um projeto é determinado pela diferença entre o total de aplicações e o capital de terceiros, ou seja, o
aporte de terceiros é a parcela não financiada do projeto.
E) A taxa interna de retorno tem sido considerada como o método fundamental para a seleção de propostas alternativas de
investimentos. Essa taxa leva em consideração o valor do dinheiro no tempo e é a mais utilizada pelas empresas em suas
decisões de investimento.

70. Na construção de um galpão para aves, foi utilizado um tirante de aço com 21 m de comprimento, 2 cm de
diâmetro e
módulo de elasticidade de 2.100.000 kg/cm2. O tirante deve resistir a uma força de 3.140 kg. Qual a sua variação de
comprimento total devido à força aplicada?

A) 0,5 cm
B) 0,75 cm
C) 1,0 cm
D) 1,5 cm
E) 2,0 cm

PROVA DISCURSIVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS - ENGENHARIA
AGRONÔMICA
Questão Única
Você é contratado(a) para ser Responsável Técnico(a) de uma empresa agrícola, que deseja implantar, no Estado de
Pernambuco, um campo de 100 (cem) hectares de milho, cultivar BR 106, visando à produção de sementes da classe
Certificada. Descreva como você procederia em relação às recomendações (medidas) técnicas, levando em consideração
todas
as etapas (da escolha da região à colheita) que devem ser adotadas na produção de um campo de sementes.



GABARITO DO BANCO DO NORDESTE: 31-E 32-B 33-A 34-C 35-C 36-A 37-A 38-B 39-B

40-A 41-C 42-C 43-D 44-D 45-D 46-A 47-B 48-A 49-E 50-D 51-C 52-C 53-D 54-E 55-E 56-E 57-E 58-B 59-B

60-D 61-C 62-E 63-A 64-E 65-B 66-A 67-D 68-D 69-B 70-C






PREFEITURA DE PORTO ALEGRE – RS



Conhecimentos Específicos

31. Além da função paisagística, a arborização urbana
proporciona outros benefícios à população.
Assinale a alternativa que não apresenta um
benefício.

a) Proteção contra ventos.
b) Diminuição da poluição sonora.
c) Absorção de parte dos raios solares.
d) Absorção da poluição atmosférica, neutralizando
os seus efeitos na população.
e) Diminuição da umidade atmosférica.

32. Na escolha de espécies para a arborização urbana,
alguns cuidados devem ser tomados. Relacione a
primeira coluna com a segunda, indicando o
inconveniente de cada espécie em relação à
utilização em passeios públicos.

I. Lithraea molleoides (aroeira brava)
II. Joannesia princeps (Boleira)
III. Schizolobium parahyba (Guapuruvu)
IV. Aspidosperma olivaceum (Peroba-amarela)
V. Prunus myrtifolia (Pessegueiro bravo)
frutos pesados
emite substâncias alergênicas
queda de folhas que podem causar entupimento
de esgotos
espécie tóxica
crescimento lento
Assinale a alternativa que apresenta a seqüência
correta de preenchimento, de cima para baixo, da
segunda coluna.

a) I, II, III, IV, V.
b) V, IV, III, II, I.
c) II, I, III, V, IV.
d) II, III, IV, V, I.
e) III, V, II, I, IV.

Instrução: A poda de uma árvore em espaço
urbano é uma prática permanente que visa
garantir um conjunto de árvores vitais,
seguras e de aspecto visual agradável. As
três próximas questões referem-se a esta
prática.

33. A poda de formação deve ser realizada o mais cedo
possível, sendo necessário muito cuidado na sua
execução.
Assinale a alternativa que apresenta um tipo de galho
que não é retirado nesta poda.

a) Galhos que cruzarão a copa.
b) Galhos baixos.
c) Galhos de inserção defeituosa.
d) Galhos senis ou secos.
e) Galhos de pequeno diâmetro.

34. A poda de segurança difere-se da poda de limpeza
pela retirada de galhos normalmente vitais para a
planta. Tecnicamente, essa poda deve ser
realizada

a) de uma única vez, reduzindo o estresse da
planta.
b) em etapas, cortando inicialmente o galho a uma
distância de até um metro do tronco, removendo
esta parte após um ou mais períodos vegetativos.
c) apenas se o galho estiver acima de 3 metros do
solo.
d) somente se a espécie vegetal for caducifólia.
e) com uma posterior escarificação do tronco para
favorecer a cicatrização.

35. Os cortes de raízes em meio urbano são freqüentes.
Em relação à parte superior da árvore, o sistema
radicular apresenta uma recuperação

a) mais rápida, especialmente do eixo central.
b) mais rápida, podendo dobrar de volume em um
ciclo vegetativo para uma árvore adulta.
c) idêntica, pois a estabilidade da árvore depende
do equilíbrio entre o volume radicular e o da parte
aérea.
d) mais lenta, mas sem relação com a dimensão
das raízes.
e) mais lenta, principalmente nas raízes mais
grossas.

36. Os enxames de abelhas no meio urbano são um
problema freqüente, principalmente com abelhas
africanizadas, que podem atacar as pessoas. A
rainha mais velha da colméia será encontrada no
enxame

a) sempre, pois nos enxames reprodutivos quem
permanece na colméia é a rainha mais jovem.
b) apenas nos enxames de abandono por ameaça
de predação.
c) somente nos enxames de abandono por falta de
alimento, pois a rainha orientará a busca de
outras fontes.
d) eventualmente, quando o abandono se dá por
excesso de abelhas na colméia.
e) na maior parte dos enxames de abandono, mas
nunca nos reprodutivos.

37. Na proposição de uso de áreas das planícies de
inundação que não tenham sido objeto de
parcelamento ou ocupação urbana, qual das
possibilidades abaixo deve ser evitada?

a) A implantação de áreas verdes.
b) Parques lineares que busquem a interligação de
outras áreas de preservação.
c) Implantação de bacias de detenção.
d) Construção de quadras de esportes e áreas de
lazer.
e) Implantação de vias marginais.
( )
( )
( )
( )
( )

38. Um produtor realizou a coleta de solo para fins de
análise de fertilidade para a implantação de um
pomar de pêssego. Seguindo orientações de um
programa de rádio, ele coletou 1 kg de solo em vinte
pontos de uma área de 10 hectares de solos bem
drenados e com boa exposição solar, misturou o
solo coletado e separou uma amostra de 1 kg e a
enviou para o laboratório. Os resultados dessa
análise

a) não podem ser utilizados para caracterizar a
fertilidade desta área, pois seria necessário enviar
para o laboratório uma amostra de solo para cada
ponto coletado.
b) não serão consistentes, pois a mistura deve ser
realizada pelo laboratório, após secagem do solo.
c) não serão consistentes, pois no caso de uma
amostra composta é necessário enviar uma
quantidade maior do que para uma amostra
convencional.
d) só poderão ser utilizados os dados referentes
ao fósforo, pois esse elemento apresenta um
comportamento uniforme em uma área pequena.
e) só poderão ser utilizados se as coletas foram
realizadas no mesmo dia, para manter as
mesmas condições de umidade.

39. As áreas das planícies fluviais com declividade
entre 0 e 2% (zero e dois por cento), riscos de
inundações temporárias ou lençol freático muito
próximo da superfície, como as áreas próximas ao
Lago Guaíba, são classificados na classe IIIa de
capacidade de uso. Para estas áreas, são indicados
os usos

a) Preferencialmente, com silvicultura evitando o
revolvimento do solo, pelo risco de erosão.
b) horticultura, pastagens ou culturas anuais e semiperenes
tolerantes a alagamentos temporários
ou deficiência de oxigênio no solo.
c) somente com culturas irrigadas por inundação
ou irrigação superficial.
d) não devem ser utilizadas com agricultura,
correspondendo a áreas de preservação
permanente.
e) pelo caráter temporário da inundação, as
restrições não são impeditivas para pastagens
artificiais e culturas anuais quaisquer.

40. Os mapas pedológicos apresentam informações de
acordo com a escala utilizada e o número de
observações realizadas a campo. Para o
planejamento da ocupação agrícola ou paisagística
de uma área de 50 (cinqüenta) hectares, seriam
plenamente suficientes os dados retirados de um
levantamento

a) exploratório de solos, na escala 1:1.000.000.
b) de capacidade de uso, na escala 1:100.000.
c) de reconhecimento de solos, na escala
1:750.000.
d) detalhado de solos, na escala 1:20.000.
e) de aptidão agrícola, na escala 1:100.000.

41. A utilização agrícola das terras de uma área de
proteção ambiental (APA) é

a) proibida, visando à preservação dos
remanescentes de mata nativa, bem como a
proteção das faixas de preservação permanente
e à recuperação das matas ciliares.
b) possível nas várzeas, com exceção das margens
consideradas de preservação permanente.
c) possível, desde que não sejam previstas
queimadas.
d) possível, se observar orientação técnica e normativa
de forma a garantir a conservação ambiental
concomitante com a exploração econômica.
e) proibida, sendo permitida apenas a atividade
científica.

42. Entre as possibilidades de manejo das embalagens
de agrotóxicos, a legislação prevê o uso de fossos
especialmente construídos para esse fim. Dentre
as características necessárias a este fosso, está

a) a proximidade das demais instalações da
propriedade, de forma a facilitar a observação e
controle da estrutura.
b) a profundidade mínima de 8 (oito) metros, impedindo
a dispersão de gases tóxicos ao ambiente.
c) a maior distância possível do local de
armazenamento dos produtos, evitando reações
químicas inesperadas.
d) ser construído sobre solos mais permeáveis,
evitando problemas com infiltração de água nas
paredes.
e) o uso de calcário ou cal virgem, como elemento
neutralizador.

43. Diversas práticas agrícolas podem utilizar resíduos
orgânicos, tanto os resultantes das criações animais,
como os obtidos de práticas como raleio e podas.
Dentre estas, algumas são eficientes tanto para o
aumento da fertilidade do solo, como para o combate
a processos erosivos. No caso de utilização de adubo
orgânico formulado a partir de esterco, cama de aviário
e restos vegetais, deve-se ter cuidado com

a) a presença de estruturas de propagação de
plantas invasoras.
b) o teor de celulose do composto final.
c) o excesso de carbono orgânico.
d) a textura do composto final.
e) o excesso de umidade da mistura.

44. Existem muitas denominações aplicadas cotidianamente
para sistemas de produção que não utilizam
agrotóxicos ou outros insumos artificiais. Segundo a
legislação, a denominação mais ampla para estes
sistemas é

a) permacultura.
b) agroecológico.
c) biodinâmico.
d) ecológico.
e) orgânico.

45. De acordo com a legislação, considera-se que
sistemas orgânicos de produção não visam

a) à oferta de produtos saudáveis e de elevado valor
nutricional, isentos de qualquer tipo de
contaminantes que ponham em risco a saúde
do consumidor, do agricultor e do meioambiente.
b) à preservação e à ampliação da biodiversidade
dos ecossistemas, natural ou transformado, em
que se insere o sistema produtivo.
c) à conservação das condições físicas, químicas
e biológicas do solo, da água e do ar.
d) à integração efetiva do agricultor à rede de
centrais de distribuição de produtos orgânicos.
e) ao incentivo à regionalização da produção de
produtos orgânicos para os mercados locais.

46. Os produtos oriundos de atividades extrativistas

a) não podem, por definição, serem considerados
orgânicos, pois exploram um recurso
natural.
b) não são classificados como produtos agrícolas,
pois não são propriamente produzidos.
c) serão considerados orgânicos, se o processo
de extração não comprometer o ecossistema e
a sustentabilidade do recurso explorado.
d) serão considerados orgânicos, se houver o
replantio das espécies exploradas.
e) serão considerados ecológicos, apenas se os
instrumentos de exploração não estiverem
contaminados.

47. Dentre as normas da produção orgânica, o preparo
de solo indicado é

a) cultivo mínimo.
b) apenas aração com incorporação de palha.
c) plantio direto.
d) uma gradagem pesada e uma leve.
e) em terraços.

48. Para que um agricultor complete um processo de
conversão de seu sistema de produção e possa ter
a certificação de produtor orgânico, deve passar por
um processo de conversão, que

a) necessita um prazo mínimo de três anos, após
o início da aplicação da instrução normativa,
independente da cultura.
b) é concluído em até cinco anos, após a adesão
ao programa.
c) depende da utilização anterior da unidade de
produção e da situação ecológica atual.
d) depende da cultura, sendo mais rápida para os
cultivos perenes.
e) depende principalmente do tamanho da
propriedade, sendo mais rápido para os pequenos
produtores familiares.

49. Considere V para verdadeira, e F para falsa,
conforme as afirmativas completem a frase. Na
produção animal em sistemas orgânicos, deve-se
buscar
praticar um manejo capaz de maximizar uma
produção econômica.
permitir a vadiagem e o descanso animal.
manter um nível higiênico compatível com as
normas de saúde pública vigentes.
adotar técnicas sanitárias preventivas.
contemplar uma alimentação nutritiva e
farta.
dispor de instalações funcionais e confortáveis.
utilizar raças, cruzamentos e o melhoramento
genético.
A alternativa que apresenta o preenchimento correto
e respectivo, de cima para baixo, e

a) V V V V V V V.
b) V F F V F F V.
c) F F V V V V F.
d) F F F F V V F.
e) F V V F F F F.

50. Um cultivo de olerícolas no processo orgânico pode
utilizar como adubo ou condicionador de solo alguns
produtos listados na legislação específica. Dentre
estes, não estão

a) pelos e penas.
b) fezes humanas, somente quando compostadas
na unidade produção.
c) resíduos industriais, chifres, sangue, pó de
osso.
d) pó de serra, cascas e derivados, sem contaminação
por conservantes.
e) cinzas e carvões vegetais.

51. A produção de uvas em um sistema orgânico pode
ter um controle de doenças fúngicas com o uso de
produtos químicos regulamentados, desde que
aprovados pela entidade certificadora. A lista de
produtos exclui o seguinte produto:

a) enxofre simples e suas preparações.
b) hidróxido de alumínio.
c) sais de cobre.
d) cal hidratado.
e) iodo.

52. A densidade final do solo após o processo de
recuperação pode ser corrigida a partir de técnicas
mecanizadas. A expectativa para o valor final de
densidade do solo deve ficar entre
a) 2,3 e 2,5.
b) 2,1 e 2,3.
c) 1,6 e 1,9.
d) 1,2 e 1,4.
e) 0,9 e 1,1.

53. Solos fisicamente degradados podem ser
recuperados com um manejo adequado. Analise as
afirmativas.

I. Um preparo intensivo do solo reduz o teor de
matéria orgânica e aumenta a participação de
agregados de menor tamanho.
II. Uma seqüência de plantio de gramíneas e
leguminosas aumenta a agregação de partículas
de solo.
III. O aporte de material orgânico tem como
conseqüência a instabilidade dos agregados
do solo, pelo aumento da atividade microbiana.
Está(ão) correta(s) a(s) afirmativa(s)?

a) I, II e III.
b) Apenas I e II.
c) Apenas II e III.
d) Apenas I.
e) Apenas III.

54. A utilização de minhocas no manejo de solo é uma
prática já consagrada. Em relação às melhorias das
características relativas à água no solo, pode-se
afirmar que:

a) não há alterações significativas em nenhuma
característica.
b) há o aumento do teor de umidade na capacidade
de campo e da taxa de infiltração básica.
c) há uma redução da capacidade de armazenamento
no horizonte superficial.
d) o solo seca mais rápido após uma chuva, pois
as galerias favorecem a drenagem.
e) só são importantes nos primeiros 10 cm de solo,
onde está a quase totalidade das galerias.

55. É conhecido, desde a década de 50, que a
adubação química provoca ___________ dos solos,
sendo que seu efeito sobre as plantas
___________. Entre os fertilizantes e corretivos,
___________ apresenta o ___________.
A alternativa que completa correta e
respectivamente as lacunas é

a) aumento de fertilidade é sempre benéfico a
uréia maior poder residual
b) salinização pode ser prejudicial o cloreto de
potássio o maior índice salino
c) aumento de fertilidade depende da estrutura
do solo o calcário calcítico maior efeito se
aplicado em cobertura
d) compactação é negativo após muitos anos o
calcário dolomítico maior poder de
desestruturação do solo
e) salinização é insignificante na maior parte das
vezes calcário dolomítico o maior índice
salino

56. Considere que um quebra-vento separa duas porções
de uma propriedade, denominadas de A e B.
Sabendo que os ventos predominantes sopram de
A para B, é de se esperar que

a) a temperatura diária em A é maior do que em B,
enquanto que a umidade relativa do ar é mais
baixa em A do que em B.
b) a temperatura diária em A é menor do que em B,
enquanto que a temperatura noturna é mais
elevada em A do que em B.
c) a temperatura diária em A é maior do que em B,
enquanto que a umidade relativa do ar é mais
elevada em A do que em B.
d) a temperatura diária em A é menor do que em B,
enquanto que a umidade relativa do ar é idêntica
em A e B.
e) a temperatura diária em A é maior do que em B,
enquanto que a temperatura noturna é mais
elevada em A do que em B.

57. Uma empresa apresenta solicitação para a
implantação de um depósito de agrotóxicos. Uma
primeira análise deve ser realizada quanto à
localização do terreno, que não pode estar em:

I. Áreas de Preservação Permanente.
II. Unidades de Conservação, sua zona de
amortecimento e/ou corredores ecológicos.
III. Áreas de manancial de abastecimento público,
numa distância inferior a 500 m adjacente de
mananciais de captação de água.
IV. Áreas com lençol freático aflorante ou com solos
alagadiços.
Está(ão) correta(s) qual(is) afirmativa(s)?

a) apenas a III.
b) apenas I e II.
c) apenas II, III e IV.
d) apenas I, II e IV.
e) I, II, III e IV.

58. Marque V quando verdadeiro ou F quando falso, as
afirmações sobre as características que devem ter
as espécies vegetais utilizadas na fase inicial de
recuperação do solo.
tolerância a variações extremas de
temperatura.
exigência de ambientes sombreados.
exigência de estabilidade química.
resistência ao encharcamento.
resistência a condições de aridez.
A alternativa que apresenta a seqüência correta
de preenchimento, de cima para baixo, é

a) F F V F V.
b) V V F V V.
c) V F V F F.
d) V F F F V.
e) F V V V F.

59. De acordo com a Lei Orgânica de Porto Alegre, o
município detém uma série de competências. No
caso da existência de uma área de interesse social
que pertença a um particular, a aquisição desta
poderá

a) apenas ser realizada por compra, com exceção
de interesse para a reforma agrária.
b) ser solicitada a desapropriação à União, que
detém o poder exclusivo de desapropriar.
c) ser solicitada a desapropriação pelo Estado do
Rio Grande do Sul, que detém o poder exclusivo
sobre o território estadual.
d) ser solicitada a desapropriação ao Poder
Judiciário, através de processo administrativo.
e) ser realizada por desapropriação diretamente
pelo município.

60. Suponha que você esteja ocupando um cargo
técnico na Prefeitura Municipal de Porto Alegre e
apresente um projeto de investigação científica sobre
organismos geneticamente modificáveis, a ser
financiado e apoiado pelo Poder Executivo Municipal.
Este projeto

a) poderá ser aprovado, se apresentar todos os
requisitos necessários e contar com o apoio
político necessário.
b) poderá ser aprovado, apenas se houver dotação
orçamentária aprovada.
c) dependerá de aprovação pela Câmara Municipal,
a quem compete aprovar a aplicação de recursos
em atividades não essenciais.
d) dependerá de licenciamento ambiental, conforme
a Resolução CONAMA 20/86.
e) não será aprovado, pois contraria a Lei Orgânica
do município, que estabelece que a
pesquisa deve estar voltada para a agricultura
orgânica.

61. A área verde mínima para cada habitante, a ser
considerada no Plano Diretor de Desenvolvimento
Urbano Ambiental, é de

a) 2 m².
b) 6 m².
c) 12 m².
d) 18 m².
e) 20 m².

62. Uma muda da árvore plantada em Porto Alegre deve

a) receber adubação orgânica e irrigação semanal
durante um ano.
b) ser replantada se morrer em, no máximo, 6
meses.
c) ser irrigada diariamente ou até a pega, durante
dois meses.
d) ser acompanhada de um tutor, que será
substituído a cada três meses.
e) ser podada para a correta formação a cada seis
meses nos dois primeiros anos.

63. O Plano Diretor de Arborização Urbana estabelece
como percentual mínimo de espécies nativas para
a arborização:

a) 70% nas áreas públicas e 50% para terrenos
privados.
b) 50% nas áreas públicas e privadas.
c) 60% nas áreas públicas e privadas.
d) 90% nas áreas públicas e 70% nas privadas.
e) 70% nas áreas públicas e terrenos privados.

64. Uma pequena propriedade rural foi arrendada para
uma produção de mudas para uma associação de
produtores, dentro de um programa de fomento de
recuperação de matas ciliares. Por problemas de
débitos do proprietário, foi concedida a penhora da
propriedade. Essa penhora

a) não deve ser concedida, pois a propriedade está
cumprindo o seu papel social.
b) não deve ser concedida, pois a propriedade está
sendo utilizada por uma associação e dentro de
um programa de interesse ambiental.
c) não deve ser concedida, pois se trata de pequena
propriedade familiar protegida pela Constituição
Federal.
d) pode ser concedida, pois o direito à conservação
da pequena propriedade só é válido quando a
mesma é explorada pela família.
e) pode ser concedida, pois o direito à propriedade
não se sobrepõe, em nenhum caso, ao dever de
cumprir os compromissos assumidos.

65. Pela Constituição Federal, dois servidores públicos
de mesma formação técnica, mesma idade e
mesmo tempo de serviço no órgão

a) devem ter remunerações distintas, de acordo
com a natureza, o grau de complexidade e a
responsabilidade do cargo que ocupam.
b) não podem ter vencimentos distintos, pois devem
ser tratados de forma isonômica.
c) podem receber de forma distinta, apenas se
receberem uma gratificação por cargo em
comissão ou função gratificada.
d) podem ter vencimentos distintos, de acordo com
a experiência prévia ao serviço público.
e) podem receber de forma distinta, se
apresentarem diplomas de cursos externos de
qualificação não financiados pelo órgão de
origem, desde que sem ônus.

66. A participação popular na administração pública
pode se dar de diversas formas. Uma das alternativas
abaixo não apresenta uma forma desta participação.
Assinale-a.

a) Conselhos deliberativos.
b) Representação de denúncia de irregularidades
ou abuso de poder.
c) Audiências públicas.
d) Concessão de serviços públicos.
e) Reclamação de prestação de serviços públicos.

67. Um produtor realiza um dano ambiental de grandes
proporções, tendo ainda agredido a autoridade
policial que lavrava o auto de infração. Após o
processo judicial correspondente, é condenado a
reparar o dano e cumprir pena. No entanto, ele falece
antes de receber a sentença. Neste caso, a
Constituição prevê que

a) a pena não passa para os sucessores, mas a
obrigação de reparar os danos sim, no limite do
valor do patrimônio transferido.
b) nem a pena nem a obrigação de reparar o dano
são transferidas e o processo é encerrado.
c) a pena não é transferida, e a obrigação de reparar
é alterada de acordo com a situação financeira
de cada sucessor.
d) um novo processo deve iniciar, visando identificar
um novo responsável entre os sucessores, que
deverá responder apenas pelo dano.
e) parte da propriedade é automaticamente
desapropriada, até o valor necessário para
compensar o dano.

68. O Regulamento de Parques e Jardins de Porto Alegre
estabelece uma série de disposições para os
usuários, sendo que a maioria das infrações a estas
disposições é punida com multas, e apenas duas
são com advertência. Uma destas duas disposições
é

a) destruir, danificar, lesar ou maltratar plantas de
ornamentação, inclusive sementes.
b) plantar nos parques e praças qualquer tipo de
vegetação, inclusive árvores, flores ou arbustos
sem autorização da SMAM.
c) usar aparelhos de som, amplificadores, alto
falantes, cornetas e similares para finalidades
recreativas, doutrinárias ou comerciais, sem
autorização da SMAM.
d) banhar-se, lavar roupa, automóveis ou outros
materiais nos corpos d água, naturais ou artificiais.
e) obstruir corpos d água .

69. Os sistemas agroflorestais são um componente
importante de uma proposta de agricultura
sustentável. Dentre as espécies permanentes que
podem ser utilizadas nestes sistemas está a ervamate,
em um plano de manejo adequado, pode-se
encontrar

a) culturas anuais de produção de grãos no inverno
e no verão.
b) aveia preta e ervilhaca no inverno, como adubação
verde, e soja ou milho no verão.
c) plantio direto de milho ou soja nas entrelinhas,
sobre palha de gramíneas espontâneas de
inverno.
d) adensamento da erva-mate na linha e na
entrelinha, com plantio entre 3.000 e 4.000 pés/
hectare.
e) apenas pequenas áreas com erva-mate, pois o
sistema não é viável para plantios mecanizados
devido à presença de galhos e raízes.

70. A limpeza dos parques e jardins é uma
Responsabilidade

a) plena da SMAM, que responde pelos parques e
jardins do município.
b) plena do DMLU, que responde pela limpeza
urbana, inclusive das áreas públicas.
c) parcial da SMAM, que tratará das vias internas
dos parques e jardins.
d) parcial do DMLU, que recolherá apenas o lixo
público, ou seja, o gerado pela capina.
e) parcial do DMLU, que deverá recolher apenas o
lixo ordinário urbano, mas não os resíduos da
poda.

71. Dentre os instrumentos básicos do Plano Diretor
de Desenvolvimento Urbano Ambiental, não se
encontra:

a) Licenciamento Ambiental.
b) Estratégias de Desenvolvimento Urbano.
c) Programas.
d) Plano Regulador.
e) Modelo Espacial.

72. O Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano
Ambiental (CMDUA) é o órgão de integração do
Sistema Municipal de Gestão do Planejamento.
Na sua composição, entre 25 membros, os
representantes do nível municipal detém, no
mínimo,

a) 36% dos assentos.
b) 24% dos assentos.
c) 20% dos assentos.
d) 12% dos assentos.
e) o assento do Secretário Municipal de Meio
Ambiente.

73. A Lei Federal 9433/97 institui a Política Nacional de
Recursos Hídricos.
Assinale a alternativa que apresenta apenas
instrumentos dessa política.

a) Os Planos de Recursos Hídricos / O
enquadramento dos corpos de água em classes
/ A outorga dos direitos de uso de recursos
hídricos.
b) Os Planos de Recursos Hídricos / Os
Comitês de Bacia Hidrográfica / As Agências
de Bacia.
c) O enquadramento dos corpos de água em
classes, segundo os usos preponderantes da
água / A cobrança / Os Comitês de Bacia
Hidrográfica.
d) O Conselho Nacional de Recursos Hídricos / O
Sistema de Informações sobre Recursos
Hídricos / Os Comitês de Bacia.
e) As Agências de Região Hidrográfica / A
compensação a municípios / O Sistema de
Informações sobre Recursos Hídricos.

74. O Estudo de Viabilidade Urbanística EVU compreende
o inventário do meio físico e biótico, a delimitação
geográfica e o zoneamento interno de usos,
compreendendo definições quanto a traçado viário e
equipamentos. A elaboração deste estudo é de iniciativa

a) exclusiva do Poder Público.
b) exclusiva do requerente proprietário do imóvel.
c) tanto do Poder Público como do requerente.
d) da Câmara Municipal.
e) do Prefeito Municipal.

75. A Lei Estadual 10.350/94 estabeleceu o Sistema
Estadual de Recursos Hídricos do Rio Grande do
Sul. Uma das bases do Sistema são os Comitês de
Bacia Hidrográfica, nos quais estão representados
os usuários de água, da população da bacia e dos
diversos órgãos da administração pública atuante
na área. O município de Porto Alegre faz parte da
área das bacias do rio Gravataí e do Lago Guaíba.
No caso da Prefeitura Municipal de Porto Alegre
desejar participar de um destes Comitês, esta
participação seria como representante

a) da população da bacia.
b) da administração pública.
c) de usuário de água, através do DMAE e DEP.
d) de usuário de água ou da população.
e) da população ou da administração pública.

76. Suponha que um empreendimento localizado no
município X , limítrofe a Porto Alegre, tenha iniciado
o processo de licenciamento ambiental junto ao
órgão municipal correspondente. No entanto, é
identificado que o efluente deste empreendimento
atingirá Porto Alegre. Neste caso,

a) o empreendimento deve também ser licenciado
em Porto Alegre.
b) caberá a FEPAM o licenciamento do
empreendimento, pois o impacto ambiental
atinge mais de um município.
c) somente o IBAMA poderá decidir pelo licenciamento,
pois Porto Alegre é a capital do Estado.
d) se o município X estiver na lista dos municípios
com competência para licenciar, o
empreendimento poderá ser licenciado.
e) é necessário um EIA/RIMA complementar,
tratando do efluente.

77. Pela legislação municipal, um causador de dano
ambiental em Porto Alegre está sujeito

a) no máximo à advertência e processo disciplinar
interno, se pertencer à administração pública
municipal ou estadual.
b) no máximo à detenção pela guarda municipal,
se for reincidente.
c) à penhora dos bens, se não dispuser de
licenciamento único.
d) no máximo à interdição definitiva das atividades.
e) apenas a multas, que variam de acordo com o
dano causado.

78. A Taxa de Licenciamento Ambiental (TLA), instituída
pela Lei 8267/98,

a) é suficiente para que um empreendimento de
pequeno ou mínimo porte inicie suas atividades.
b) tem o mesmo valor para o licenciamento ou sua
renovação, pois o valor cobrado depende do
impacto previsto para o empreendimento.
c) tem como fato gerador o poder de polícia vinculado
ao licenciamento.
d) é rateado entre a Secretaria Municipal do Meio
Ambiente e a FEPAM, de acordo com a
Resolução 05, do Conselho Estadual do Meio
Ambiente.
e) só é recolhida se o empreendimento receber a
Licença Prévia, pois refere-se aos custos de
emissão das Licenças de Instalação e de
Operação.

79. De acordo com a Lei de Crimes Ambientais, assinale
a alternativa que não apresenta uma das penas
restritivas de direito previstas.

a) Prestação de serviços a comunidade.
b) Interdição temporária de direitos.
c) Suspensão parcial ou total de atividades.
d) Recolhimento domiciliar.
e) Reclusão.

80. No caso de um proprietário de área de floresta nativa
obter a licença para exploração desta área, para
cada árvore cortada deverá repor

a) 10 mudas de espécies nativas, no intervalo de 2
anos, com falha de até 20%.
b) 20 mudas de espécies nativas ou exóticas, no
intervalo de 6 meses, com falha de até 10%.
c) 15 mudas preferencialmente da mesma espécie,
no intervalo de 1 ano, com falha de até 10%.
d) 15 mudas preferencialmente da mesma espécie,
no intervalo de 2 anos, com falha de até 20%.
e) 10 mudas de espécies nativas, no intervalo de
seis meses, com falha de até 10%.



GABARITO PREF. DE PORTO ALEGRE – RS


31-E 32-C 33-E 34-B 35-E 36-A 37-E 38-A 39-B 40-D 41-E 42-E 43-A 44-E 45-D 46-C 47-A 48-C 49-A 50-B

51-B 52-D 53-B 54-B 55-B 56-B 57-E 58-D 59-E 60-E 61-C 62-B 63-E 64-D 65-A 66-D 67-A 68-B 69-B 70-B

71-A 72-B 73-A 74-C 75-C 76-B 77-D 78-C 79-E 80-B






UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS – TO



CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

31. O Sistema Brasileiro de Classificação de Solos
(EMBRAPA, 1999) surgiu com o objetivo de padronizar a
classificação dos solos no Brasil. Levando-se em conta a
nova nomenclatura, os solos anteriormente denominados
podzólicos são classificados como

(A) Organossolos.
(B) Cambissolos.
(C) Neossolos flúvicos.
(D) Argissolos.
(E) Nitossolos.
_________________________________________________________
32. Para praticar uma agricultura conservacionista, deve-se
levar em conta as possibilidades e limitações do solo a ser
utilizado. A determinação das classes de capacidade de
uso do solo constitui um importante instrumento para a
realização de um planejamento conservacionista. É
correto afirmar que os solos passíveis de utilização com
culturas anuais estão enquadrados no grupo

(A) A, nas classes: I, II, III e IV.
(B) B, nas classes: II, III e IV.
(C) C, na classe: VIII.
(D) B, nas classes: V, VI e VII.
(E) A, nas classes: V, VI e VII.
_________________________________________________________
33. O uso adequado de agrotóxicos representa uma preocupação
para a sociedade e está previsto na Lei Federal
no 7.802, de 11 de julho de 1989, Lei dos Agrotóxicos.
Dentre as obrigações dos usuários de agrotóxicos e afins,
é correto afirmar que é

(A) obrigatória a destruição, por meio da queima das
embalagens vazias e respectivas tampas, na
proprie-dade onde foram utilizadas.
(B) obrigatória a devolução das embalagens vazias e
respectivas tampas aos estabelecimentos comerciais
em que foram adquiridos.
(C) obrigatório o envio das embalagens vazias e respectivas
tampas ao aterro sanitário do município onde
se localiza a propriedade.
(D) obrigatório o enterrio das embalagens vazias e
respectivas tampas na propriedade, em local onde
não haja possibilidade de contaminação.
(E) obrigatório o descarte das embalagens vazias e
respectivas tampas com o lixo comum da propriedade.
_________________________________________________________
34. Segundo a Lei Federal no 7.802, de 11 de julho de 1989, a
comercialização dos agrotóxicos e afins deve ser realizada
cumprindo certos requisitos. É correto afirmar que os agrotóxicos
só poderão ser comercializados aos usuários finais
mediante a apresentação de receituário próprio emitido
por profissional legalmente habilitado, ou seja,

(A) pelo balconista da revenda.
(B) somente por Engenheiro Agrônomo.
(C) somente por Engenheiro Florestal.
(D) por Engenheiro Agrícola.
(E) por Engenheiro Agrônomo ou Engenheiro Florestal

35. Com cerca de 7,4 milhões de hectares, as pastagens constituem
a maior área ocupada com atividade agrícola no
Estado do Tocantins. A principal praga das pastagens é

(A) a cochonilha.
(B) a formiga.
(C) a cigarrinha.
(D) a mosca branca.
(E) o cupim.
_________________________________________________________
36. A soja é uma das principais culturas do Estado do Tocantins.
Em 2004, foi detectada nessa cultura uma doença
cuja evolução tem sido preocupante. Trata-se de

(A) cercosporiose da soja.
(B) ferrugem asiática da soja.
(C) antracnose da soja.
(D) crestamento bacteriano da soja.
(E) mosaico comum da soja.
_________________________________________________________
37. A fruticultura está se tornando uma importante atividade
em Tocantins. Abacaxi, banana e melancia são as principais
culturas. Para uma boa produção, há necessidade de
corrigir o solo e adubar essas culturas. No caso do
abacaxi, para que a adubação dê bom resultado, se
necessário, a saturação de bases deve ser elevada a

(A) 50%.
(B) 44%.
(C) 38%.
(D) 29%.
(E) 16%.
_________________________________________________________
38. O sistema GPS (Global Position Sistems) está se tornando
um importante instrumento no planejamento agropecuário
e na execução de atividades agrícolas. A retirada de
amostras para a realização de análise de solo pode ser
programada e executada utilizando-se receptor GPS, que
proporcionará melhor qualidade da amostragem. Na
agricultura, pode-se afirmar que o GPS é utilizado

(A) para informar ao proprietário quanto à manutenção
correta do equipamento.
(B) para controlar o gasto de combustível do trator.
(C) para fiscalizar o operador de máquina quanto à
qualidade do seu trabalho.
(D) para fiscalizar o período de descanso do operador
de máquina.
(E) por ocasião da semeadura de grãos, proporcionando
uma distribuição programada e correta de fertilizantes
e sementes.
_________________________________________________________
39. Na cultura da soja a fixação biológica é um componente
importante na eficiência dos fertilizantes nitrogenados. A
técnica de inoculação de sementes de leguminosas com
microorganismos é prática recomendada. O microorganismo
utilizado para inocular as sementes de soja é:

(A) Beauveria bassiana.
(B) Micorriza sp.
(C) Bacillus thuringiensis.
(D) Bradyrhizobium.
(E) Metarhizium.
_________________________________________________________
40. O armazenamento dos grãos deve ser realizado em silos
apropriados, com sistema de controle de temperatura e
umidade. Para que os grãos de milho sejam armazenados
sem risco de deterioração, a umidade ideal deve ser de

(A) 9% a 10%.
(B) até 10%.
(C) 12% a 20%.
(D) 20% a 30%.
(E) 25% a 30%.

GABARITO UFT – TO :31-D 32-A 33-B 34-E 35-C 36-B 37-A 38-E 39-D 40-C






MINISTÉRIO DA AGRICULTURA – MAPA 2006


A
Fiscal Federal Agropecuário
Ministério da Agricultura,Pecuária e Abastecimento
Específica de Engenheiro Agrônomo

41. As classes de sementes podem ser distribuídas da seguinte
maneira: semente genética, semente básica, semente
registrada e semente certificada. A classe de sementes que
vai ser distribuída comercialmente entre os agricultores e
que dará origem às plantações comerciais é a semente:

A) básica;
B) genética;
C) certificada;
D) registrada;
E) monitorada.

42. Uma unidade produtora, beneficiadora e armazenadora de
sementes recebeu um lote de sementes de soja e decidiu pela
determinação do teor de água em estufa do material. Ao final da
determinação, o técnico da unidade passou os seguintes dados:
AMOSTRA TARA (T) MI (PI +T) PI MF (PF + T) PA PMS U (% B.U.)
1 15 65 60
2 16 66 61
3 15 65 60
MÉDIA
Massa em gramas, sendo, Mi - massa total inicial, Pi - massa
inicial, Mf - massa final, Pa - massa de água, Pms - massa de
matéria seca, U% (b.u.) - teor de água base úmida.
O Teor de Água, em porcentagem base úmida, das sementes
de feijão depois deste procedimento em estufa é:

A) 10;
B) 12;
C) 11;
D) 9,5;
E) 13.

43. A Lei nº 10.831, de 23 de Dezembro de 2003, no Art. 1º,
estabelece as finalidades de determinado sistema de
produção: ofertar produtos saudáveis isentos de
contaminantes intencionais; preservar a diversidade biológica
dos ecossistemas naturais e a recomposição ou incremento
da diversidade biológica dos ecossistemas modificados em
que se insere o sistema de produção; incrementar a atividade
biológica do solo; promover um uso saudável do solo, da água
e do ar; reduzir ao mínimo todas as formas de contaminação
desses elementos que possam resultar das práticas
agrícolas; manter ou incrementar a fertilidade do solo a longo
prazo; reciclar resíduos de origem orgânica, reduzindo ao
mínimo o emprego de recursos não-renováveis; basear-se
em recursos renováveis e em sistemas agrícolas
organizados localmente; incentivar a integração entre os
diferentes segmentos da cadeia produtiva e de consumo de
produtos orgânicos e a regionalização da produção e comércio
desses produtos; manipular os produtos agrícolas com base
no uso de métodos de elaboração cuidadosos, com o
propósito de manter a integridade orgânica e as qualidades
vitais do produto em todas as etapas. Dentro desta linha de
trabalho, esta lei trata do sistema de produção:

A) em plantio direto;
B) integrado;
C) agrícola;
D) ecológico
E) orgânico.
.
44. O Tratado de Assunção, assinado em Assunção em 26/
03/1991, é conhecido e tem como membros os países:

A) ALCA / México, Brasil, Guiana, Venezuela, Equador,
Estados Unidos e Colômbia;
B) MERCOSUL / Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai;
C) ACORDO DAS AMÉRICAS / México, Brasil,
Venezuela, Peru, Equador, Estados Unidos e
Colômbia;
D) AGENDA DE ASSUNÇÃO / Argentina, Brasil, Peru e
Uruguai;
E) LIVRE COMÉRCIO DAS AMÉRICAS / Argentina,
Brasil, Peru, Bolívia, Colômbia e Uruguai.

45. Segundo o VIGIARO, será prescrita quarentena oficial a
todos os materiais de propagação vegetal e demais
produtos importados que a requeiram, como meio de evitar:

A) a prescrição do tratamento fitossanitário;
B) sempre que houver condições de reclassificar,
selecionar ou separar a mercadoria;
C) a fumigação a bordo de navios;
D) a introdução de pragas regulamentadas, de acordo
com o que estabelecer a Permissão/Autorização de
Importação;
E) o trânsito de mercadorias sujeitas a controle
zoofitossanitário entre os Estados Partes.

46. Em vários países, entre eles o Brasil, a legislação para a
rotulagem de transgênicos estabelece limites permissíveis
da presença do OGM na composição do alimento. A
rotulagem é uma importante ferramenta de proteção ao
consumidor, principalmente por oferecer condições de
rastreabilidade ao produto final. No Brasil, a rotulagem é
obrigatória para produtos embalados, a granel ou in natura,
que contenham ou que sejam produzidos a partir de OGM
(conforme determina o Decreto Nº 4.680 de 25 de abril
2003), a partir do limite de:

A) 1,0% do produto final;
B) 2,0% do produto para preparo;
C) 2,5% dos grãos;
D) 1,5% da farinha;
E) 0,5% do produto de origem.

47. Com relação aos avanços ocorridos na normatização dos
produtos orgânicos, considerando-se o âmbito internacional,
quem orienta o comércio de produtos alimentícios entre as
Nações e estabelece diretrizes sobre produtos orgânicos,
dispondo sobre a produção, processamento, rotulagem,
comercialização e requisitos de inspeção para certificação
de produtos de origem vegetal, é:

A) a Eurepe GAP;
B) o Codex Alimentarius;
C) a OIC;
D) a União Européia;
E) a ECO-92.

48. Em uma UBS (Unidade de Beneficiamento de Sementes),
o engenheiro se deparou com sementes que apresentaram
o mesmo comprimento e largura, mas que diferiram quanto
à espessura. Na seleção da peneira para fazer o
beneficiamento e/ou classificação dessas sementes, ele
deve optar por peneiras com perfurações (crivo):

A) malhas de arame;
B) circulares;
C) triangulares;
D) malhas quadradas;
E) oblongas.

49. No armazenamento de grãos de milho observou-se o início
da infestação destes por pragas de grãos armazenados.
Em uma análise mais acurada determinou-se que o inseto
infestante era o Sitophilus zeamais. A Espécie deste inseto
pertence à ordem:
A) Hymenóptera;
B) Lepdóptera;
C) Hemíptera;
D) Coleóptera;
E) Díptera.

50. Os atributos de qualidade relacionados às frutas e
hortaliças, considerando-se as exigências do consumidor,
são: aparência, condição e ausência de defeitos, textura,
sabor e odor (flavor) e valor nutritivo. Com relação à
aparência, o consumidor irá observar:

A) cor, brilho, tamanho e peso;
B) forma, brilho, peso e cor;
C) tamanho, forma, brilho e cor;
D) brilho, tamanho, forma e peso;
E) peso, tamanho, forma e cor.

51. As matérias-primas de frutas e hortaliças destinadas ao
processamento têm suas características de qualidade
divididas em três categorias: sensoriais, intrínsecas e
qualitativas. As características sensoriais incluem:

A) defeitos, odor e sabor, contaminação microbiológica
e valor nutritivo;
B) valor nutritivo, presença de substâncias tóxicas e
adulterantes;
C) cor, brilho, forma, defeitos, odor e sabor;
D) contaminação microbiológica, cor, brilho, forma,
defeitos e valor nutritivo;
E) valor nutritivo, contaminação microbiológica, defeitos,
odor e sabor.

52. A característica específica dos insetos, de serem capazes
de infestar os produtos agrícolas nos armazéns ou mesmo
no campo, define-se como:

A) infestação cruzada;
B) polifagia;
C) potencial biótico;
D) dieta com baixa disponibilidade de água;
E) pragas primárias.

53. Para efeito de quarentena, os patógenos associáveis às
sementes são classificados em tipos epidemiológicos
correspondentes, em número, a:

A) 8;
B) 4;
C) 9;
D) 6;
E) 10.

54. A missão da vigilância agropecuária internacional do Brasil
é estar em permanente alerta para impedir a introdução e
disseminação de pragas e agentes etiológicos de doenças
que constituam ou possam constituir riscos à agropecuária,
de forma a garantir:

A) as áreas de fronteira livres de agentes patológicos;
B) a sanidade dos produtos importados e exportados;
C) o retorno financeiro ao agricultor;
D) o livre trânsito de mercadorias no MERCOSUL;
E) o direito de venda do produtor.

55. No Manual de Procedimentos Operacionais da Vigilância
Agropecuária Internacional do Brasil, descrito no Programa
de Vigilância Agropecuária Internacional, a amostragem tem
por objetivo identificar a existência ou não de problemas
fitossanitários, o envio para análise laboratorial e outros.
Esta amostragem, para efeito de classificação vegetal, é
de responsabilidade do:

A) importador;
B) responsável pela agência de importação;
C) proprietário do produto;
D) poder público estadual;
E) classificador credenciado pelo MAPA.

56. Em relação a frutos e hortaliças, um dos principais fatores
que influencia uma boa comercialização é a classificação
dos produtos, a qual, por sua vez, está na dependência de
um bom controle de qualidade. Classificar é separar o
produto em diferentes categorias de acordo com suas
peculiaridades, comparando-o aos padrões préestabelecidos.
O julgamento obtido dessa comparação
permite o enquadramento em 3 categorias:

A) Especial, Extra e Rústica;
B) Rústica, Fina e Especial;
C) Primeira, Especial e Rústica;
D) Extra, Especial e Primeira;
E) Grupos, Classes e Tipos.

57. Segundo as normas brasileiras, para que receba a
denominação de orgânico, o produto deve ser proveniente
de um sistema em que tenham sido aplicados os princípios
estabelecidos pelas normas orgânicas por um período
variável de acordo com a utilização anterior da unidade de
produção e a situação ecológica atual, mediante as análises
e avaliações das respectivas instituições certificadoras. O
processo de mudança do manejo convencional para o
orgânico é conhecido como conversão. Para os produtos
se tornarem efetivamente orgânicos será necessário que
a unidade de produção passe por:

A) período de conversão;
B) conversão orgânica;
C) espera para conversão;
D) conversão estipulada;
E) conversão agroecológica.

58. De uma maneira geral, os métodos empregados para o
manejo de pragas e doenças no sistema orgânico podem
ser sintetizados em três grandes pontos: 1) aumento da
resistência das plantas (manejo adequado, espécies
adaptadas e biofertilizantes); 2) controle biológico e uso
de feromônios; 3) proteção física, repelentes e tratamentos
curativos à base de produtos naturais. O controle biológico
se fundamenta principalmente na:

A) utilização de repelentes produzidos pelas pragas;
B) utilização de inimigos naturais;
C) colocação de barreiras naturais impedindo o acesso
da praga à cultura;
D) plantio orgânico em áreas livres de pragas;
E) eliminação da praga pelo modo convencional antes
do início do cultivo.

59. Dentre as medidas preconizadas para a proteção do
patrimônio genético de uma cultivar, esta é, provavelmente,
a mais conhecida. É a medida pela qual o campo de uma
determinada cultivar é separado de outro (da mesma
espécie e em alguns casos do mesmo gênero) com o
objetivo de evitar que haja, entre eles, troca de pólen, o
que provocaria contaminação genética, com a conseqüente
perda da identidade da cultivar em multiplicação. Esta
medida é conhecida como:

A) inspeções;
B) roguing;
C) purificação;
D) isolamento;
E) descontaminação varietal.

60. Durante amostragem de grãos ensacados
(armazenamento convencional), em armazém, o
profissional responsável obteve uma amostra dos grãos
para envio ao laboratório para análise. A essa amostra
enviada ao laboratório dá-se o nome de:

A) amostra composta;
B) amostra simples;
C) amostra média;
D) amostra de trabalho;
E) contra-amostra.

Desenvolva um texto com em torno de 25 a 30 linhas sobre o
tema:
Operações e equipamentos para o beneficiamento de
grãos e sementes.
Para o desenvolvimento do tema, divida o texto em 5
parágrafos, abordando o que se propõe nos itens abaixo:
1) Importância das operações de separação e classificação
de grãos/sementes.
2) Características físicas dos grãos utilizadas na separação e
classificação.
3) Seqüência básica de beneficiamento de grãos/sementes.
4) Importância e execução das operações de pré-limpeza e
limpeza dos grãos/sementes.
5) Máquinas e equipamentos para separação (máquina de ar
e peneiras) e classificação de grãos/sementes (por largura e
espessura, comprimento, massa específica e formato).



GABARITO MAPA 2006


41-C 42-A 43-E 44-B 45-D 46-A 47-B 48-E 49-D 50-C 51-C 52-A 53-D 54-B 55-E 56-E 57-A 58-B 59-D 60-C





PREFEITURA DE SÃO BERNARDO DO CAMPO –SP

1
MOURA MELO CONCURSOS
ENGENHEIRO AGRÔNOMO


01. As Pragas Quarentenárias A2, entendidas aquelas de importância
econômica potencial, já estão presentes no país, porém:

a) Não se encontram totalmente distribuídas e possuem programa
de controle.
b) Se encontram distribuídas.
c) Possuem programa de controle e vasta distribuição.
d) Apenas encontramos em área do Sudeste.

02. Streptomyces spp é considerada praga:

a) Praga quarentenária A4.
b) Praga quarentenária A2.
c) Praga de implicação.
d) Praga não quarentenária.

03. A cochonilla rosada é uma praga quarentenária, pois apresenta
hábito:

a) Monofago.
b) Polifago.
c) Restritos de alimentação.
d) De degradação final em caules.

04. Evitar a dispersão de pragas para áreas indenes, ou seja, aquelas
ainda sem a presença dessas pragas, visando a manutenção do
patrimônio fitossanitário nacional e a preservação da
competitividade da agricultura. Esse seria o objetivo

a) Do certificado fitossanitário de origem.
b) Do certificado de conclusão de inspeção.
c) Da certificação de controle.
d) Da inspeção básica.

05. A imposição de barreiras fitossanitárias pode causar algum entrave
comercial quando:

a) O importador tem a praga endemicamente em suas áreas.
b) O exportador não tem a praga.
c) O importador não possue a praga em suas regiões.
d) Quando ambos possuem a praga.

06. Dentre as principais pragas, destaca-se a vespa-da-madeira (Sirex
noctilio), inseto originário da Europa, Ásia e Norte da África, cuja
ocorrência foi detectada no Brasil, em 1988. Os danos provocados
por esta praga levam as árvores à morte, atingindo todas as
plantações pequenas, médias e grandes da Região Sul do Brasil.
(CNPF.embrapa./comunicaçãopublicaTec158.). Uma das formas de
aplicação do manejo dessa praga seria aplicado com controladores
biológicos:

a) Ibalia leucospoides.
b) Megarhyssa nortoni.
c) Beddingia siricidicola.
d) Todas as alternativas acima estão corretas.

07. Para efetuar o diagnóstico de doenças em diferentes tecidos
vegetais, deve ser avaliado parte do mesmo em laboratório de
fitopatologia. Ao levar folhas grandes para analise laboratorial, devese
seguir tais procedimentos como:

a) Cortar a folha ao meio para observação de canais radiculares.
b) Coletar mais de uma folha com sinais e sintomas e evitar
amassar e dobrar as mesmas.
c) Coletar apenas uma folha independente da presença de
sintomas.
d) Coletar a planta inteira.

08. Os produtos industrializados ou processados que não oferecem
risco de introdução de pragas:

a) Necessitam de certificação fitossanitária.
b) Não são objetos de certificação fitossanitária.
c) Não possuem legislação específica para certificação sanitária.
d) São objetos de certificação sanitária.

09. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), entrou em
vigor no país, regras que eliminam barreiras desnecessárias ao livre
comércio no trânsito de mercadorias denominado "Acordo de
Medidas Sanitárias e Fitossanitárias‖ (SPS), que diz respeito ao:

a) Direito que os países membros possuem de estabelecer
medidas de proteção ao seu patrimônio vegetal.
b) A exigência de que o produto agrícola ou florestal seja
produzido sob um sistema oficial de certificação fitossanitária.
c) Documento internacional que atesta tal certificação; é o
Certificado Fitossanitário Internacional – CFI.
d) Todas as alternativas estão corretas.

10. Fitopatologia é uma palavra de origem grega (phyton = planta,
pathos = doença e logos = estudo), podendo ser definida como a
ciência que estuda:

a) As doenças de plantas, abrangendo todos os seus aspectos,
desde a diagnose, sintomatologia, etiologia, epidemiologia, até
o seu controle.
b) Os casos clínicos obtidos em laboratórios fitopatológicos.
c) Os diagnósticos (exclusivamente).
d) As formas de análises (exclusivamente).

11. Organismos geneticamente modificados são aqueles que:
a) Possuem apenas uma troca cromossômica na fase das
divisões celulares.
b) Não possuem troca cromossômica, porém se alteram devido a
erro genético.
c) Que receberam gene ou genes de outros organismos ou que
tiveram alguma modificação em algum gene específico,
passando, então, a expressarem uma nova característica.
d) Não que receberam gene ou genes de outros organismos, mas
tiveram alguma modificação em algum gene específico e não a
expressarem uma nova característica.

12. A entomologia é uma ciência que vem sendo aplicada desde a
época de Aristóteles, ela compreende o estudo de:

a) Insetos sob todos os seus aspectos e relações com o homem,
as plantas e os animais.
b) Insetos e a relação com o homem e a atmosfera terrestre.
c) Insetos sob todos os seus aspectos e relações com o homem.
d) Insetos e plantas que não possuem uma relação direta com o
homem.

13. As plantas daninhas não são, em sua totalidade, prejudiciais a
videira. Há espécies menos competitivas que podem ser admitidas
nas áreas, podendo ajudar na reciclagem de nutrientes,
promovendo a cobertura do solo, diminuindo a erosão, além de
servir como abrigo de inimigos naturais. Algumas espécies são
extremamente competitivas e disseminam muito rápido como é o
caso:

a) Grama seda (Cynodon dactylon L.).
b) Tiririca (Cyperus rotundus L).
c) Capim colonião (Panicum maximum).
d) Todas as alternativas estão corretas.

14. A primeira lei de quarentena de plantas foi promulgada na França
em 1.660. No Brasil, ela teve início com o surgimento do
Departamento de Defesa e Inspeção Vegetal (DDIV), que tem como
objetivo:

a) Prevenir a entrada de organismos nocivos em uma área isenta,
fundamentada em princípios biológicos.
b) Possibilitar o tratamento de plantas contaminadas.
c) Facilitar o controle de pragas em área isenta de agentes
nocivos.
d) Prevenir a entrada de organismos nocivos em uma área isenta,
baseando-se em proibição ou fiscalização do transito de
plantas ou produtos vegetais através da legislação
fitossanitária.

15. A Secretária de Relações Internacionais (SRI) do Ministério da
Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) reúne-se em
Genebra, na Suíça, com o Comitê sobre a Aplicação de Medidas
Sanitárias e Fitossanitárias da Organização Mundial de Comércio
para discutir procedimentos de regionalização de pragas e doenças
(www.aviculturaindustrial.com.br). O objetivo da missão é
estabelecer critérios internacionais para agilizar a declaração de
zonas livres de pragas e doenças. A importância deste tema está
relacionado a:

a) Dificuldade em controlar as doenças parcialmente em todo o
território nacional.
b) Possibilidade de erradicar a doenças em sua totalidade no
mundo todo, fazendo com que parte de nossas exportações
não dependam mais do reconhecimento externo de zonas
livres ou de baixa prevalência de pragas ou enfermidades.
c) Dificuldade de erradicar doenças na totalidade do território
brasileiro, fazendo com que parte de nossas exportações
dependam do reconhecimento externo de zonas livres ou de
baixa prevalência de pragas ou enfermidades.
d) Facilidade na erradicações de doenças e para liberar a
comercialização mundial de produtos nacionais nas zonas
livres de pragas.

16. O Secretário de Defesa Agropecuária, do Ministério da Agricultura e
do Abastecimento, no uso da atribuição que lhe confere o art. 83,
inciso IV, do Regimento Interno da Secretaria, aprovado pela
Portaria Ministerial nº 574, de 8 de dezembro de 1.998, o disposto
na lei nº 9.712, de 20 de novembro de 1998, refere-se ao tratado de
Zona de Baixa Prevalência de Pragas e, consta:

a) A emissão da Permissão de Transito só poderá ser realizada
por Engenheiros Agrônomos ou Florestais, dentro de suas
respectivas áreas de competência, pertencentes aos
organismos estaduais de defesa vegetal, que exerçam função
de fiscalização.
b) Poderá ser exigida a emissão de trânsito nos casos de Unidade
de Federação em que a praga não ocorra e que esteja no
programa oficial do Departamento de Defesa e Inspeção
Sanitária.
c) A permissão de trânsito deverá ser emitida para todos os
vegetais potenciais veículos das pragas presentes na lista de
pragas Quarentenárias A2 e não Quarentenárias
Regulamentadas, sempre que o produto sair da Unidade de
Federação onde ocorra a praga, para outra indene.
d) Somente A e C estão corretas.

17. Nos casos de contaminação por manuseio ou aplicação de produtos
fitossanitários são resultado de erros cometidos e causados pela
falta de informação ou displicência do operador. Com o objetivo de
eliminar a absorção do produto pelo corpo, antes de encaminhar a
vítima para o hospital, a maneira correta de se proceder é:

a) Proceder a descontaminação da vítima, seguindo as instruções
de primeiros socorros impressas no rótulo ou na bula do
produto.
b) Dar um banho e vestir uma roupa limpa na vítima, levando-a
imediatamente para o hospital, pois toda pessoa intoxicada
deve receber atendimento médico imediato.
c) Ligar para o telefone de emergência do fabricante, informando
o nome e a idade da vítima, o nome do médico e o telefone do
hospital.
d) Todas as alternativas estão corretas.

18. Um novo sistema de minimização de riscos foi lançado
recentemente no Brasil, com o objetivo de diminuir os prejuízos com
a ferrugem e outras doenças da soja (novo fungicida preventivo e
sistêmico para a cultura da soja). O benefício é sua ação sistêmica
dupla: picoxystrobina e ciproconazol, apresentando alta
sistemicidade, tanto foliar como translaminar, que permitem o
controle das principais doenças, internamente ou externamente à
planta. Esse sistema é denominado:

a) Sistema Achoap.
b) Sistema Acropach.
c) Sistema Aproach.
d) Sistema Aproaft.

19. Considera-se produto de origem vegetal:

a) Seus subprodutos ou resíduos de valor econômico destinados
diretamente à alimentação humana aqueles que, a granel ou
embalados, estejam em condições de serem oferecidos ao
consumidor final.
b) Seus produtos e subprodutos sem interesse em valor
econômico que estejam em condições de serem oferecidos ao
consumidor final.
c) Seus subprodutos ou resíduos de valor econômico destinados
à alimentação humana e animal que estejam em condições de
serem oferecidos ao consumidor.
d) Seus produtos com valor econômico, a granel ou embalados,
sob condições favoráveis ou não para ser oferecido ao
consumidor final.

20. A Lei Nº 9.973, de 29 de maio de 2.000, dispõe sobre o sistema de
armazenagem dos produtos agropecuários e consta de:

a) As atividades de armazenagem de produtos agropecuários,
seus derivados, subprodutos e resíduos de valor econômico
ficam sujeitas às disposições desta Lei.
b) O prazo de armazenagem, o preço dos serviços prestados e as
demais condições contratuais serão fixados por livre acordo
entre as partes.
c) O depositário é responsável pela guarda, conservação, pronta
e fiel entrega dos produtos que tiver recebido em depósito.
d) Todas as alternativas estão corretas.

21. A Legislação de Defesa Sanitária Vegetal de acordo com a Lei nº
7.802, de 11 de julho de 1.989, dispõe:

a) Sobre a análise quantitativa da produção e experimentação de
embalagens e rotulações, assim como resíduos e destino final.
b) Sobre a pesquisa, a experimentação, a produção, a
embalagem e rotulagem, o transporte, o armazenamento, a
comercialização, a propaganda comercial, a utilização, a
importação, a exportação, o destino final dos resíduos e
embalagens, o registro, a classificação, o controle, a inspeção
e a fiscalização de agrotóxicos, seus componentes e afins, e
dá outras providências.
c) Sobre a vistoria, a experimentação, a reprodução, produção
final, transporte e armazenamento, comércio internacional,
distribuição nacional, inspeção sanitária.
d) Sobre a pesquisa, a não experimentação, a produção, a
embalagem e rotulagem, o transporte, o armazenamento, a
comercialização até propaganda comercial do produto.

22. De acordo com a Legislação federal de padronização e classificação
de produtos de origem vegetal, são considerados passíveis de
beneficiamento e elaboração de produtos e subprodutos de origem
vegetal, as seguintes matérias-primas, seus derivados e
subprodutos:

I- Frutas.
II- Verduras.
III- Cereais.
IV- Outros produtos e subprodutos de origem vegetal.
a) Somente I e II estão corretas.
b) II e IV estão incorretas.
c) Todas as alternativas estão corretas.
d) Somente I está correto.

23. Sobre a Legislação de fiscalização de insumos agrícolas, disposta
no art. 1º para atender ao disposto no art. 131, § 3º, combinado com
o art. 147, ambos do Anexo do Decreto no 5.741, de 30 de março de
2.006, ficam estabelecidos:

a) Os critérios e as normas para coordenação e funcionamento do
Sistema Brasileiro de Inspeção e Fiscalização de Insumos
Agrícolas.
b) As avaliações previstas para coordenar o Sistema Brasileiro de
Inspeção e Fiscalização de Insumos Agrícolas.
c) Os parâmetros quantitativos e qualitativos dos Insumos
Agrícolas.
d) Os critérios e as normas para que não haja padronização nas
fiscalizações previstas no Sistema Brasileiro de Inspeção e
Fiscalização de Insumos Agrícolas.

24. A agricultura orgânica enfatiza o uso de práticas de manejo em
oposição ao uso de elementos estranhos ao meio rural, para
abranger a administração de conhecimentos agronômicos,
biológicos e até mesmo mecânicos, porém exclui a adoção de
substâncias químicas ou outros materiais sintéticos que
desempenhem no solo funções estranhas às desempenhadas pelo
ecossistema, contudo pode-se afirmar que a agricultura orgânica é:

a) Um sistema de gerenciamento total da produção agrícola com
vistas a promover e realçar a saúde do meio ambiente,
preservar a biodiversidade, os ciclos e as atividades biológicas
do solo.
b) Um plano de controle estabelecido para exercer a fiscalização
agrícola.
c) Um sistema unitário de gerenciamento da produção agrícola
para promover somente a saída do meio ambiente.
d) Um sistema de gerenciamento total da produção vegetal para
promover e realçar a saúde do meio ambiente, preservar a
biodiversidade, atividades biológicas.

25. Os critérios básicos para a prática da agricultura orgânica são:
a) Proteção da fertilidade dos solos em longo prazo, estimulando
sua atividade biológica e intervenção mecanizada cautelosa.
b) Fornecimento de nutrientes ao solo em forma natural, não
obtidos por processos químicos e Auto-suficiência em
nitrogênio pelo uso de leguminosas e inoculações com
bactérias fixadoras de nitrogênio, e com reciclagem de
materiais orgânicos provenientes de resíduos vegetais e
estercos animais.
c) Controle de doenças, pragas e ervas pela rotação de culturas,
inimigos naturais, diversidade genética, variedades resistentes,
adubação orgânica, intervenções biológicas, extratos de
plantas e caldas elaboradas com componentes naturais.
d) Todas as alternativas estão corretas.

26. Em relação aos procedimentos de fiscalização e inspeção para
importação e exportação vegetal, pode se dizer que:

a) No segmento de sementes e mudas a competência consiste no
controle do comércio internacional de sementes e mudas e no
registro e fiscalização da produção e do comércio, atividade
outrora delegada à Secretaria de Agricultura e Abastecimento
do Estado de São Paulo.
b) No segmento de frutas e legumes a competência consiste em
comercio nacional e no registro de fiscalização do comércio da
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São
Paulo.
c) No segmento de hortaliças e sementes a competência consiste
no controle do comércio internacional e no registro e
fiscalização da produção delegada ao Ministério da Agricultura
Pecuária e Abastecimento.
d) No segmento de sementes e mudas a competência consiste no
controle do comércio nacional e na fiscalização da produção e
do comércio, atividade outrora delegada ao Ministério da
Agricultura Pecuária e Abastecimento.

27. A OMC é considerada antidemocrática, pois inflige uma série de leis
de saúde e segurança nacional, do trabalho, dos direitos humanos e
ambientais. Desde sua fundação a grande maioria das decisões
judiciais em disputas comerciais entre nações membros têm
favorecido os poderosos países industrializados. Com isso os
países em desenvolvimento sofrem uma enorme pressão para
enfraquecer suas políticas de interesse público. Quanto a OMC é
correto afirmar que:

a) OMC é a sigla da Organização Mundial do Comércio. Ela é
utilizada para promover e regular políticas relativas ao
comércio entre as nações. Até o ano de 2.005, a organização
possuía 149 países membros, incluindo o Brasil.
b) OMC é a sigla da Organização Meridional do Comércio. Ela é
utilizada para promover políticas do meridiano entre o mundo.
Presume-se que há mais de 120 países membros, exceto o
Brasil.
c) OMC é a sigla da Ornamentação Mundial da Comercialização.
Ela é utilizada para promover e regular políticas relativas ao
comércio entre as nações. Até o ano de 2.005, a organização
possuía 149 países membros, incluindo o Brasil.
d) OMC é a sigla da Organização Mundial do Controle. Ela é
utilizada para promover políticas do meridiano entre o mundo.
Presume-se que há mais de 120 países membros, exceto o
Brasil.

28. A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação,
fundada em 1.945 tem por objetivos elevar os níveis de segurança
alimentar de nutrição e vida e de melhorar a produtividade agrícola e
as condições da população rural e de gerir os recursos naturais de
forma sustentável, portanto, a finalidade da FAO é atender as
necessidades das gerações presentes e futuras, promovendo um
desenvolvimento tecnicamente apropriado, economicamente viável
e socialmente aceitável que não degrade o meio ambiente. A FAO
apresenta quebro funções principais, são elas:

a) Fórum Misto, Acondicionamento aos Governantes, Assistência
Jurídica aos países em desenvolvimento e Homogeneização
de informações.
b) Fórum Neutro, Acondicionamento aos Governantes,
Assistência Técnica aos países em desenvolvimento,
Homogeneização de informações.
c) Fórum Neutro, Assessoramento aos Governos, Assistência
Técnica aos países em desenvolvimento e Difusão de
informação.
d) Fórum Misto, Assessoramento aos Governos, Assistência
Técnica aos países pobres, Difusão de informação.

29. A CIPP, Convenção Internacional de Proteção das Plantas
(International Plant Protection Convention - IPPC) é um tratado
internacional originado da 6ª Conferência da FAO (Organização das
Nações Unidas para Alimentação e Agricultura) em 1.951. Sediado
em Roma, é formado por 127 países. O tratado visa:

a) Estabelece entendimentos e implementação dos princípios de
proteção das plantas relativos ao comércio, e a harmonização
de medidas fitossanitárias.
b) Promove a introdução de pragas que não causem
patogenicidade aos vegetais para estabelecer critérios de
padronização.
c) Somente A e D estão corretas.
d) Assegurar medidas de prevenção à introdução e disseminação
de pragas que ameacem os vegetais e seus produtos, bem
como, promover meios de controle.

30. O Codex Alimentarius é um Programa Conjunto da Organização das
Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação - FAO e da
Organização Mundial da Saúde - OMS. Trata-se de um fórum
internacional de normalização sobre alimentos, criado em 1.962, e
suas normas tem como finalidade:

a) Proteger a saúde da população, assegurando práticas
eqüitativas no comércio regional e internacional de alimentos,
criando mecanismos internacionais dirigidos à remoção de
barreiras tarifárias, fomentando e coordenando todos os
trabalhos que se realizam em normalização.
b) Promover a conscientização populacional, para assegurar
práticas qualitativas no comércio exterior, criando mecanismos
mundiais para que sejam derrubadas as tarifas alfandegárias,
aumentando e gerenciando trabalhos que se realizam em
normalização.
c) Proteger a saúde da população, assegurando práticas
eqüitativas no comércio regional e internacional de alimentos,
criando mecanismos mundiais para que sejam derrubadas as
tarifas alfandegárias, aumentando e gerenciando trabalhos que
se realizam em normalização.
d) Promover a conscientização populacional, assegurando
práticas eqüitativas no comércio regional e internacional de
alimentos, criando mecanismos internacionais dirigidos à
remoção de barreiras tarifárias, aumentando e gerenciando
trabalhos que se realizam em normalização.

31. De acordo com o Decreto nº 161 de 02 de julho de 1.991, promulga
o Convênio entre os Governos do Brasil, da Argentina, do Chile do
Paraguai e do Uruguai Sobre a Constituição do Comitê Regional de
Sanidade Vegetal (COSAVE) e tem por objetivo:

a) Gerenciar e promover a prevenção e a diminuição de impactos
dos problemas ambientais que prejudicam a comercialização
dos produtos agrícolas e o desenvolvimento sustentável.
b) Coordenar e incrementar a capacidade regional de prevenir,
diminuir e evitar os impactos e riscos dos problemas que
afetam a produção e comercialização dos produtos agrícolas e
florestais da região, levando em conta a situação fitossanitária
alcançada, o desenvolvimento econômico sustentado, a saúde
humana e a proteção do meio ambiente.
c) Coordenar e incrementar a capacidade regional de prevenir a
impactação do solo e o assoreamento dos rios devido aos
dejetos excretados pelos animais, assim como situação
fitossanitária alcançada com o desenvolvimento sustentável.
d) Gerenciar e promover a prevenção e a diminuição de impactos
ambientais e a comercialização dos produtos agrícolas e
florestais da região, levando em consideração a situação
fitopatológica dos vegetais.

32. A Secretaria de Assuntos Internacionais (SAIN) é o órgão do
Ministério da Fazenda que cuida das questões envolvendo a
economia brasileira no seu relacionamento com os demais países,
blocos econômicos e organismos internacionais. Cabe a SAIN
assessorar o Ministro da Fazenda nos assuntos relativos, por
exemplo, à participação brasileira em organismos como o Fundo
Monetário Internacional (FMI), a Organização Mundial de Comércio
(OMC) e o Mercado Comum do Sul (MERCOSUL). Pode-se dizer
que as atribuições da SAIN são:
I- Acompanhar as negociações econômicas e financeiras com
governos e entidades estrangeiras ou internacionais.
II- Analisar as políticas dos organismos financeiros internacionais,
bem como a conjuntura da economia internacional e de
economias estratégicas para o Brasil.
III- Participar das negociações de créditos brasileiros ao exterior.
IV- Planejar e acompanhar a política de avaliação, negociação e
recuperação de créditos brasileiros ao exterior.

a) Somente I, II, IV estão corretas.
b) Somente II, III, IV estão corretas.
c) Somente I, III, IV estão corretas.
d) Todas as alternativas estão corretas.

33. De acordo com os requisitos para reconhecimento da equivalência
dos serviços de inspeção dos estados, para adesão ao sistema
brasileiro de inspeção de produtos de origem vegetal, seguindo a
Legislação Federal, fica acordado que:

a) Compete ao Departamento de Inspeção de Produtos de
Origem Vegetal do Ministério da Agricultura, Pecuária e
Abastecimento a Coordenação do Sistema Brasileiro de
Inspeção de Produtos de Origem Vegetal.
b) Para aderir ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de
Origem Vegetal, as Unidades da Federação deverão adequar
seus processos e procedimentos de inspeção e fiscalização,
ficando obrigados a seguir a legislação federal, ou dispor de
regulamentos equivalentes, reconhecidos pelo Ministério da
Agricultura, Pecuária e Abastecimento.
c) O Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem
Vegetal não terá responsabilidade de assegurar e verificar que
os procedimentos e a organização da inspeção de produtos de
origem vegetal se façam por métodos centralizados e não
aplicados quantitativamente em todos os estabelecimentos
inspecionados.
d) Somente a e b estão corretas.

34. Como parte da proposta de modernização da inspeção vegetal
Brasileira iniciou-se a implantação de um plano estratégico de ação
que vislumbra a incorporação de novos segmentos e a introdução
de modernas ferramentas, com vistas a contribuir para a melhoria
da qualidade dos produtos nacionais. Dentre as atividades previstas,
destacam-se:

a) Inspeção, fiscalização e certificação de produtos de origem
vegetal. Regulamentação da Lei 9.712/98; Revisão e
atualização do Decreto 2.314/97.
b) Inspeção e certificação do álcool, açúcar e café. Levantamento
da cadeia produtiva e delimitação da inspeção e certificação.
c) Controle e monitoramento de contaminantes em produtos de
origem vegetal. Elaboração de normativos e manuais
operacionais. Treinamento de agentes da cadeia produtiva em
BP/APPCC.
d) Todas as alternativas estão corretas.

35. Os produtos vegetais, seus subprodutos e resíduos de valor
econômico, importados que possuam padrão oficial estabelecido
pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento deverão
ser obrigatoriamente classificados com base em:

a) Padrões de Identidade e Qualidade (PIQ).
b) Padrões de Sanidade e Quantificação (PSQ).
c) Processamentos de Identificação e Quantificação.
d) Nenhuma das alternativas está correta.

36. Para determinar um diagnóstico fitopatológico é necessário seguir
alguns processos de classificação de sintomas, tais como:

a) Sintomas primários, sintomas secundários ou reflexos,
sintomas histológicos, sintomas fisiológicos e sintomas
morfológicos.
b) Sintomas necróticos, sintomas holonecróticos, sintomas
plásticos, sintomas hiperplásticos.
c) Somente A e B estão corretas.
d) Sintomas terciários, sintomas patológicos, sintomas
policromatófilo, sintomas morfo-fisiológicos.

37. O secretário de defesa agropecuária, do ministério da agricultura e
do abastecimento, no uso da atribuição que lhe confere o art. 83,
inciso IV, do Regimento Interno da Secretaria, aprovado pela
Portaria Ministerial nº 574, de 8 de dezembro de 1.998, considera:

a) 1º Caracteriza-se como Alerta Máximo o conjunto ações que
devem ser implementadas no sentido de prevenção, contenção
ou controle destas pragas.
b) Art. 1º Estabelecer a lista de Pragas Quarentenárias A1, A2 e
as Não Quarentenárias Regulamentadas, que demandam
atenção especial de todos os integrantes do sistema de defesa
fitossanitária do País, destacando as de alto risco potencial
para as quais fica estabelecido o Alerta Máximo.
c) As alternativas a e b estão corretas.
d) Nenhuma das alternativas está correta.

38. Para se desenvolver um sistema de minimização de riscos é
necessário uma política integrada de minimização de riscos públicos
e deve naturalmente procurar:

a) Identificar áreas de vulnerabilidade e prioridades de
intervenção, em função de uma análise regularmente
atualizada da qualidade e da eficiência operacional dos
sistemas e procedimentos de segurança instalados.
b) Registrar as áreas de risco e priorizar um atendimento, sem
prévia análise operacional dos sistemas de segurança.
c) Identificar as áreas de vulnerabilidade sem prévia análise
operacional dos sistemas de segurança.
d) Nenhuma das alternativas está correta.

39. O objetivo da Qualidade de Insumos Agrícolas é:
a) Proteger a Produção agrícola visando garantir a qualidade dos
insumos.
b) Salvaguardar os produtos agropecuários e os seus insumos
para serem colocados à disposição dos produtores.
c) Salvaguardar a produção e a produtividade agrícola pela
garantia de níveis adequados de conformidade e qualidade
dos insumos básicos colocados.
d) Garantir a qualidade dos insumos agrícolas e deixá-los a
disposição dos produtores.



PREFEITURA DE SÃO BERNARDO DO CAMPO

GABARITO 1-A 2-D 3-B 4-A 5-C 6-D 7-B 8-B 9-D 10-A 11-C 12-A 13-D 14-D 15-C 16-D 17-D 18-C 19-A 20-D 21-B


22-C 23-A 24-A 25-D 26-A 27-A 28-C 29-C 30-A 31-B 32-D 33-D 34-D 35-A 36-C 37-C 38-A 39-C






CONCURSO DA C O N A B





CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

31) Com base na Lei 8.171, de 17 de janeiro de 1991, os
estoques reguladores devem ser adquiridos:

A) preferencialmente de organizações não governamentais
contemplando, prioritariamente as instituições
filantrópicas;
B) de organizações associativas de pequenos e médios
agricultores, contemplando os produtos não perecíveis;
C) obrigatoriamente de organizações associativas de
produtores rurais, contemplando prioritariamente os
produtos básicos;
D) preferencialmente de organizações associativas de
pequenos e médios agricultores, contemplando
prioritariamente os produtos básicos;
E) preferencialmente de organizações comunitárias de
pequenos e médios agricultores, contemplando
prioritariamente os produtos perecíveis.

: 32) Segundo a Lei 8.171, de 17 de janeiro de 1991, entende-se
por atividade agrícola

A) a produção, o processamento, a comercialização e o
transporte dos produtos, subprodutos e derivados,
serviços e insumos agrícolas, pecuários, pesqueiros e
florestais;
B) a produção, o processamento e a comercialização dos
produtos, subprodutos e derivados, serviços e insumos
agrícolas, pecuários, pesqueiros e florestais;
C) a armazenagem, o processamento, a comercialização
e o transporte dos produtos, subprodutos e derivados,
serviços e insumos agrícolas, pecuários, pesqueiros e
florestais;
D) a armazenagem, o processamento, a comercialização
dos produtos, subprodutos e derivados, serviços e
insumos agrícolas;
E) a comercialização e o transporte dos produtos,
subprodutos e derivados, serviços e insumos agrícolas,
pecuários pesqueiros e florestais;

33) Segundo o Decreto no. 3.855, o mesmo silo só poderá
ser preenchido com produtos de diferentes depositantes que
sejam:

A) de mesma variedade, safra e qualidade;
B) da mesma espécie, classe comercial e qualidade;
C) da mesma espécie, safra e classe comercial;
D) da mesma cultivar, safra e classe comercial;
E) da mesma espécie e classe comercial.

34) Considerando o previsto no Decreto 3.664, é necessário
estabelecer uma nova classificação do produto fracionado
ou estocado a granel quando ocorrer:

A) a expedição parcial do produto armazenado;
B) a expedição total do produto armazenado;
C) a adição de parcelas ou parte do produto ao quantitativo
total classificad;
D) o pré-processamento do produto durante a armazenagem:
E)a recepção em moegas.

35) O padrão oficial para fins de classificação é o conjunto
das especificações de identidade e qualidade dos produtos
vegetais, seus subprodutos e resíduos de valor econômicos,
contido em:

A) uma instrução normativa;
B) uma lei;
C) uma medida provisória;
D) um regulamento técnico;
E) um decreto.

36) Na operação de EGF/SOV o valor de empréstimo é
calculado com base:

A) no preço mínimo do produto em garantia;
B) no valor de mercado do produto em garantia;
C) na média dos valores de mercado do produto dos últimos
anos;
D) na garantia dos valores de amortização do empréstimo;
E) na operação de AGF.

37) Os fatores físicos que afetam a conservação de grãos
armazenados são:

A) temperatura, umidade e danos mecânicos;
B) danos mecânicos, umidade e respiração;
C) temperatura, respiração e insetos;
D) respiração, insetos e fungos;
E) temperatura, umidade e respiração.

38) A utilização da máquina de limpeza antes do secador
apresenta a seguinte vantagem:

A) evitar o uso da pós-limpeza;
B) aumentar a capacidade de secagem;
C) reduzir o fluxo de produto no secador;
D) aumentar o fluxo de produto no secador;
E) aumentar a capacidade de recepção na unidade
armazenadora.

39) Nas mesmas condições, a secagem da soja se dá mais
rápida que a secagem do milho e muito mais rápida do que
a do arroz, em função:

A) da constituição e natureza dos grãos;
B) do teor de umidade inicial;
C) da temperatura do ar de secagem;
D) do tempo de exposição de cada produto;
E) do teor de umidade final.

40) Na secagem de grãos, em silo completamente cheio,
a altura da camada de grãos não pode ser superior a
5,30 m para que:

A) a porosidade da massa de grãos não afetar a perda de
carga;
B) os gradientes de umidade sejam minimizados;
C) os efeitos do ar de secagem sejam minimizados;
D) o teor de umidade dos grãos não seja superior a 22% bu;
E) não ocorra migração de umidade

41 - O fenômeno de histerese é caracterizado pela diferença
de valores de umidade de equilíbrio durante a:

A) adsorção e a dessorção dos grãos;
B) secagem e a dessorção dos grãos;
C) adsorção e a aeração dos grãos;
D) respiração e a aeração dos grãos;
E) secagem e a armazenagem dos grãos.

42) A aeração dos grãos armazenados em silo pulmão tem
como objetivo:

A) reduzir a umidade dos grãos e a temperatura da massa
de grãos;
B) reduzir a temperatura e a resistência oferecida pela
massa de grãos;
C) reduzir e homogeneizar umidade da massa de grãos;
D) conservar a massa de grãos úmidos;
E) conservar a temperatura dos grãos.

43) A utilização de maiores fluxos de ar para aeração de
grãos em regiões quentes, deve-se à:

A) menor necessidade de resfriamento da massa de grãos;
B) redução da resistência oferecida pela massa de grãos;
C) necessidade de menor tempo para o resfriamento da
massa de grãos;
D) necessidade de maior controle da temperatura da
massa de grãos;
E) necessidade de maior tempo para o resfriamento da
massa de grãos.

44) A armazenagem convencional tem como características:

A) menor custo de implantação e o menor custo operacional;
B) maior custo de implantação e menor custo operacional;
C) menor custo de implantação e o maior custo operacional;
D) maior custo de implantação e o maior custo operacional;
E) maior taxa de ocupação e menor custo operacional.

45) A armazenagem é classificada, quanto à localização, em:

A) coletora, intermediária e terminal;
B) na fazenda, intermediária e terminal;
C) na fazenda, coletora, intermediária e terminal;
D) intermediária e terminal;
E) coletora e terminal.

46) Os insetos que atacam produtos armazenados são
classificadas em três grupos: pragas primárias, internas ou
externas; pragas secundárias e pragas associadas. Assim,
Araecerus fasciculatus, Lasioderma serricorne,
Oryzaephilus surinamensis e Psocopteros são,
respectivamente, pragas

A) primária interna, primária externa, secundária e associada;
B) secundária, primária externa, primária interna e associada;
C) associada, secundária, primária externa e primária interna;
D) secundária, associada, primária externa e primária interna;
E) primária externa, primária interna, associada e
secundária.

47) Sobre a fumigação de produtos ensacados, analise as
afirmativas a seguir:
I - O brometo de metila deve ser colocado no alto da pilha
enquanto que as formulações de fosfina devem ser
aplicadas entre os sacos ou no piso, nos quatro lados
da pilha e em caixas de madeira.
II - A duração do expurgo deve durar 24 horas e 3 dias para
o Brometo de metila e fosfina, respectivamente.
III - Na ocorrência de traças, a fumigação com fosfina deve
ser repetida de 15 a 20 dias depois.
IV - A dosagem de Brometo de metila varia com a
temperatura, enquanto que no emprego da fosfina o que
varia é o volume a ser expurgado.
Assinale as afirmativas corretas:

A) apenas I e III;
B) apenas II e IV;
C) apenas I, II e IV;
D) apenas II, III e IV;
E) I, II, III e IV.

48) Alguns Coleópteros e Lepidópteros que atacam produtos
armazenados são comumente chamados de carunchos e
traças. A alternativa que apresenta um exemplo de caruncho
e um de traça, respectivamente, é:

A) Sitotroga cerealella e Pyralis farinalis
B) Tenebrio molitor e Anagasta Kuheniella
C) Cadra cautella e Araecerus fasciculatus
D) Acanthoscellides obtectus e Zabrotes subfasciatus
E) Callosobruchus maculatus e Ephestia elutella

49) A polifagia é uma das características de pragas de
produtos armazenados. A Cerealella Sitotroga e a Plodia
interpunctella podem ser encontradas em arroz e milho
armazenados e seus indivíduos adultos podem ser
distinguidos através das seguintes características,
respectivamente:

A) dois pares de asas cinzas e franjadas / asas anteriores
com 2/3 distal pardo-avermelhado;
B) primeiro par do tipo élitro, de coloração cinza / segundo
par de asa ausente;
C) dois pares de asas amareladas / dois pares de asas
cinzas e franjadas;
D) insetos ápteros / asas posteriores com 2/3 basal
avermelhado;
E) dois pares de asas franjado, com o terço basal distal
avermelhado / dois pares de asas sem franja, com o
terço basal distal cinza.

50) A quebra técnica é causada pela:

A) redução da umidade do grão durante a secagem;
B) adsorção de umidade pelo grão durante a armazenagem;
C) aeração do grão durante a armazenagem;
D) altura da coluna de grãos armazenados;
E) respiração do grão durante a armazenagem.



GABARITO DA CONAB:
31-D 32-B 33-B 34-C 35-D 36-A 37-A 38-ANULADA 39-A
40-B 41-A 42-D 43-C
44-C 45-C 46-A 47-ANULADA 48-E 49-ANULADA 50-E






CONCURSO M G S




CONHECIMENTO ESPECÍFICO

21) A ABNT, Associação Brasileira de Normas
Técnicas, em seu projeto de revisão 2:009.30 - 006
- projeto de Estação de Tratamento de Água para
Abastecimento Público, considera tipos de águas
naturais. Assinale a alternativa incorreta:

a) Tipo A - águas subterrâneas ou superficiais,
provenientes de bacias sanitariamente protegidas.
b) Tipo B - águas subterrâneas ou superficiais,
provenientes de bacias não protegidas.
c) Tipo C - águas superficiais provenientes de bacias
sanitariamente protegidas.
d) Tipo D - águas superficiais provenientes de bacias
não protegidas, sujeitas a fontes de poluição.

22) O conjunto de sais normalmente dissolvidos
na água, formado pelos bicarbonatos, cloretos,
sulfatos e, em menor concentração, alguns outros
tipos de sais, pode conferir à água:

a) Sabor salino e propriedade laxativa.
b) Odor e turbidez.
c) Sabor salino e turbidez.
d) Acidez e odor.

23) A desinfecção da água tem por finalidade:

a) eliminar partículas flutuantes na água.
b) a destruição de microorganismos patogênicos
presentes na água.
c) eliminar o odor da água.
d) a destruição de partículas suspensas.

24) Leia as afirmações e assinale a alternativa correta:

I- O ozônio é um poderoso oxidante que tem ação
desinfetante mais rápida que o cloro.
II- Atualmente o uso do ozônio se ampliou e já se
considera a ozonização como parte integrante do
tratamento da água.
III-Aozonização provoca a redução dos teores de ferro
e manganês da água.
a) alternativas I, II e III estão corretas.
b) somente alternativas I e III estão corretas.
c) somente alternativas I e II estão corretas.
d) alternativas I, II e III não estão corretas.


25) As culturas que mais tiveram importância no
cenário econômico nacional e até mundial, por
ordem de importância e volume de produção, foram:

a) café, tabaco e cana-de-açúcar.
b) café, algodão e cana-de-açúcar.
c) cana-de-açúcar, algodão e café.
d) café, cana-de-açúcar e algodão.

26) As impurezas contidas na água podem ser
classificadas em dois grupos:

a) corpos em floculação e de origem orgânica.
b) corpos em decantação e de origem mineral.
c) corpos em suspensão e em dissolução.
d) corpos de origem mineral e animal.

27) O tratamento da água pode ser feito segundo
vários tipos, sistemas ou processos, são eles:

a) calor, raios ultravioleta e processos físicos.
b) físicos, mecânicos, químicos e mistos.
c) aeração, decantação e calor.
d) físicos, químicos e filtração.

28) Aeração, decantação e filtração fazem parte do
processo de tratamento de água:

a) físico.
b) mecânico.
c) de calor.
d) de raios ultravioleta.

29) Em 1997, o DAEE, Departamento de Águas e
Energia Elétrica, concluiu um diagnóstico da
erosão urbana no Estado de São Paulo. Este estudo
revelou que há muita erosão no Estado e a maioria
de médio e grande porte. Dentre elas, as chamadas
boçorocas, que são causadas:

a) pelo uso indevido de maquinário na terra.
b) pelo uso intensivo da terra.
c) pelo tipo de solo e pela ocupação desordenada.
d) pela monocultura.

30) Leia as afirmações e assinale a alternativa correta:

I- A erosão urbana é um dos principais problemas
ambientais que afetam as cidades paulistas e está
diretamente relacionada com o processo de rápida
urbanização sem planejamento e práticas de
parcelamento do solo inadequadas e deficientes.
II- Em algumas cidades, a erosão assume formas
assustadoras, destruindo a infra-estrutura urbana
(ruas, guias, sarjetas, redes de água e esgoto, etc),
causando assoreamento dos reservatórios e do leito
dos rios e agravando mais o problema
das enchentes.
III- Processos erosivos não geram pesados prejuízos
pela degradação de áreas urbanas e pela destruição
de infra-estruturas, exigindo vultosos investimentos
das municipalidades na recuperação das
áreas atingidas.
a) nenhuma das alternativas está correta.
b) somente as alternativas I e II estão corretas.
c) somente as alternativas I e III estão corretas.
d) todas as alternativas estão corretas.

31) A arborização nas cidades tem o papel de
embelezar, manter a temperatura, purificar o ar,
amortecer os ruídos, mas para tanto deve ser
estudado que tipo de árvore deve estar em que
lugar e em quais tempos deve ser feita a poda. A
poda de condução é:

a) feita em árvores de médio e grande porte sob fiação
visando evitar a interferência dos galhos com os fios.
b) o corte leve de galhos que interferem em edificações,
sinalização, iluminação e rede elétrica.
c) adotada em mudas e árvores jovens com o objetivo
de adequá-las às condições do local em que estão
plantadas, adquirindo tronco em haste única, livres
de brotos e copa elevada.
d) a remoção de galhos internos da copa que atingem
fiação secundária.

32) São árvores de grande-porte, ou seja, altura
superior a 8 metros:

a) quaresmeira e pata-de-vaca.
b) magnólia amarela e ligustro.
c) chapéu de Napoleão e quaresmeira.
d) jambolão e flamboyant.

33) Segundo o Código Florestal - lei 4771, de 15
de setembro de 1965, com alterações da lei 7803
de 18/07/1989, consideram-se de preservação
permanente, pelo só efeito desta Lei, as florestas
e demais formas de vegetação natural situadas em
locais com as condições abaixo citadas. Assinale
a alternativa que não representa a condição de
locais de preservação permanente:

a) ao redor das lagoas, lagos ou reservatórios d'água
naturais ou artificiais.
b) no topo de morros, montes, montanhas e serras.
c) nas restingas, como fixadoras de dunas ou
estabilizadoras de mangues.
d) em altitude superior a 1000 metros.

34) Segundo o Código Florestal - lei 4771, de 15 de
setembro de 1965, constituem contravenções
penais puníveis as alternativas abaixo, exceto:

a) cortar árvores em florestas de preservação
permanente, sem permissão da autoridade
competente.
b) transformar madeira em carvão.
c) impedir ou dificultar a regeneração natural de florestas
e demais formas de vegetação.
d) causar danos aos Parques Nacionais, Estaduais ou
Municipais, bem como às Reservas Biológicas.

35) Agrosilvicultura recorre à integração de árvores
e arbustos como elementos essenciais de agrícola
e outros sistemas de uso de terra, com a idéia de
melhorar a fertilidade e produtividade da terra.
Sobre agrosilvicultura pode-se dizer, exceto:

a) que é um sistema racional e eficiente do uso da terra.
b) que propicia, entre outras vantagens, a recuperação
da fertilidade dos solos, o fornecimento de adubos
verdes e o controle de ervas daninhas.
c) nessa prática, somente é praticada a cultura agrícola,
só que mais racional.
d) são sistemas de produção consorciada, envolvendo
um componente arbóreo e um outro.

36) Abaixo são apresentadas algumas técnicas de
manejo e conservação da cobertura do solo.
Assinale a alternativa incorreta:

a) adubação verde.
b) rotação de culturas.
c) reflorestamento.
d) adubação com terra roxa.

37) Segundo o Decreto 8468 de 08 de setembro de
1976, considera-se poluente toda e qualquer forma
de matéria ou energia lançada ou liberada nas
águas, no ar ou no solo sob algumas condições.
Leia as afirmações e assinale a alternativa correta:

I- com intensidade, em quantidade e de concentração,
em desacordo com os padrões de emissão
estabelecidos no regulamento do decreto 8468 e
normas dele recorrentes.
II- por fontes de poluição com características de
localização e utilização em desacordo com
os referidos padrões de condicionamento e projeto.
III- com características e condições de lançamento ou
liberação, em desacordo com os padrões de
condicionamento e projeto estabelecidos nas
mesmas prescrições.
a) nenhuma das alternativas está correta.
b) somente as alternativas I e II estão corretas.
c) somente as alternativas I e III estão corretas.
d) todas as alternativas estão corretas.

38) A maior parte das árvores frutíferas que
conhecemos não é formada de espécies nativas
do Brasil. Nas opções abaixo, as espécies frutíferas
nativas do Brasil são:

a) cajá, maçã e goiaba.
b) umbu, sapucaia e pitomba.
c) pequi, pitanga e atemóia.
d) gabiroba, fruta do conde e pêra.

39) A Araucária (Araucaria Angustifolia) é uma
espécie nativa do Brasil e tem vários usos além
do madeireiro. Assinale abaixo o uso que não é
próprio da Araucária:

a) medicinal.
b) artesanato.
c) sombreiro.
d) recuperação de área degradada.

40) No plantio de espécies frutíferas, as operações
de preparo do terreno são:

a) limpeza, calagem e aração gradagem.
b) limpeza, preparo da cova e rega.
c) aração, preparo da cova e limpeza.
d) escolha do terreno, limpeza e rega.


GABARITO M S G


21-C 22-A 23-B 24-A 25-D 26-C 27-B 28-B 29-C 30-B 31-C 32-D 33-D 34-C 35-C 36-D 37-D 38-B 39-C 40-A











PREFEITURA DE PAULISTA – PE




CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

21. A horticultura compreende

A) cultivo de hortaliças herbáceas, também denominadas de folhosas.
B) planejamento, preparo e manejo de hortas.
C) cultivo de plantas oleráceas.
D) cultivo de hortaliças, fruteiras, flores, plantas medicinais e condimentares.
E) cultivo de plantas ornamentais.

22. A utilização de clonagem na horticultura

A) é uma prática que sempre existiu desde os primórdios da horticultura.
B) é muito importante para a obtenção de sementes híbridas.
C) teve início com o desenvolvimento da biotecnologia.
D) é pouco utilizada no Brasil.
E) é inadequada.

23. Quando cultivamos isoladamente linhagens puras de plantas hortícolas autógamas

A) as plantas são híbridas interespecíficas.
B) as sementes obtidas vão segregar e dar origem a plantas sem uniformidade.
C) as sementes obtidas vão dar origem a plantas com baixa produtividade.
D) não há produção de sementes.
E) as sementes obtidas vão reproduzir linhagens semelhantes.

24. Recomenda-se transplantar a maioria das hortaliças, quando as mudas apresentam

A) uma a duas folhas cotiledonares.
B) uma a três folhas definitivas. D) seis a oito folhas definitivas.
C) quatro a seis folhas definitivas. E) duas folhas cotiledonares.

25. Compostagem é a(o)

A) mistura de adubos químicos e orgânicos antes da incorporação ao solo.
B) mistura de esterco bovino com esterco de galinha.
C) processo de transformação de resíduos orgânicos em adubo orgânico humificado.
D) processo de incorporação ao solo de esterco curtido.
E) mistura de húmus, argila e areia.

26. Os principais estágios da compostagem são

A) digestão e maturação.
B) montagem e mistura. D) mistura e aplicação.
C) mistura e envelhecimento. E) peneiramento e mistura.

27. Qual a relação C/N ideal de um composto orgânico pronto ou ―acabado‖?

A) 42 a 50:1. B) 32 a 42:1. C) 28 a 32:1. D) Igual ou menor que 18:1. E) 50 a 100:1.

28. Ao preparar um canteiro para sementeira de plantas hortícolas, você dispõe de cinco fertilizantes, no entanto
tem
como opção a escolha para a aplicação de, apenas, um desses fertilizantes. O indicado é usar

A) uréia.
B) sulfato de amônia. D) cloreto de potássio.
C) superfosfato simples. E) cloreto de cálcio.

29. Com relação ao clima, as plantas hortícolas de clima temperado são aquelas de

A) clima quente que não toleram baixas temperaturas.
B) clima frio que suportam bem as geadas e são resistentes ao frio.
C) clima quente e amenos, sem, no entanto, suportarem geadas.
D) clima quente, utilizadas como tempero.
E) de origem africana.
30. A presença de Cyperus rotundus e Cynodon dactylon em viveiros justifica o(a)

A) maior preço de comercialização das mudas.
B) produção de mudas para exportação. D) proibição de comercialização das mudas.
C) produção exclusiva de mudas de frutíferas. E) aumento da qualidade da muda.

31. A textura do solo refere-se à

A) disposição das partículas, resultando na granulação do solo.
B) proporção dos constituintes sólidos, líquidos e gasosos. D) impermeabilização da sua camada superficial.
C) profundidade do lençol freático. E) quantidade relativa de areia, limo e argila.

32. O fotoperíodo influencia a fisiologia de várias plantas hortícolas e varia com a

A) latitude e as estações do ano.
B) presença ou ausência de nuvens. D) temperatura e a umidade relativa do ar.
C) intensidade luminosa e a hora do dia. E) temperatura e a luminosidade.

33. Principais tipos de enxertia:

A) ―T‖ normal, ―T‖ invertido e ―T‖ duplo.
B) borbulhia, garfagem e encostia. D) simples, de ponta e de serpentina.
C) estaquia, mergulhia e alporquia. E) reta, inclinada e invertida.

34. Com a propagação vegetativa, em relação à propagação sexuada, não se espera

A) diminuir a vida útil da planta.
B) clonar a planta utilizada. D) modificar o sistema radicular da espécie.
C) aumentar a variabilidade genética. E) tornar mais precoce a produção.

35. A mobilidade na planta do Boro, Cálcio e Enxofre é baixa, por isso os sintomas de deficiência são percebidos
Inicialmente

A) nas raízes e no caule.
B) nos pontos de crescimento da parte aérea. D) nas flores e nos frutos.
C) nas folhas mais velhas. E) no xilema e no floema
.
36. A mobilidade na planta do Magnésio e do Potássio é alta, por isso os sintomas de deficiência são percebidos
inicialmente
A) nas raízes e no caule.
B) nos pontos de crescimento da parte aérea. D) nas flores e nos frutos.
C) nas folhas mais velhas. E) no xilema e no floema.

37. Hortaliças cujas mudas são transplantadas, enterrando-se, apenas, o sistema radicular, são:

A) alface, agrião e cebolinha.
B) berinjela, jiló e tomate. D) acelga, rúcula e tomate.
C) agrião, cebolinha e tomate. E) alface, chicória e rúcula.

38. Os principais equipamentos utilizados para a determinação da declividade e marcação de curvas de nível são:

A) trena, nível de bolha e enxada.
B) teodolito, GPS e trena. D) trapézio, declivômetro e motoniveladora.
C) trapézio, nível de mangueira e nível de engenharia. E) transferidor, régua e compasso.

39. No terraceamento, a maior importância no planejamento e confecção deve ser dada ao(s)

A) primeiro terraço da parte superior.
B) último terraço. D) terraços intermediários e inferiores.
C) terraço intermediário. E) penúltimo terraço.

40. A inclusão de frutas e hortaliças na alimentação diária visa, principalmente, atender às necessidades do organismo
em

A) carboidratos, lipídios e proteínas.
B) vitaminas, sais minerais e fibras. D) vitaminas, aminoácidos e proteínas.
C) vitaminas, proteínas e carboidratos. E) calorias e substâncias de reserva.
41. A utilização da irrigação por aspersão, em relação à irrigação por sulcos de infiltração, pode trazer mais
benefícios
para o cultivo de plantas hortícolas nos municípios litorâneos de Pernambuco, porque

A) molha as folhas das plantas.
B) diminui a temperatura do ambiente. D) controla melhor a distribuição e a quantidade de água.
C) imita a chuva. E) impede o desenvolvimento de plantas infestantes.

42. A Calda Bordalesa é um fungicida eficiente contra várias doenças que aparecem na horta e no pomar. Em seu
preparo, utiliza-se

A) sulfato de zinco e sulfato de cobre.
B) infusão de boldo com urina de vaca. D) melaço e urina de vaca.
C) sulfato de cobre e cal virgem. E) suco de uva e caldo de cana.

43. São frutos não-climatéricos:

A) abacaxi, laranja e melancia.
B) abacate, banana e tomate. D) mamão, graviola e pinha.
C) manga, goiaba e jaca. E) melão, banana e manga.

44. O cultivo do tomateiro na região metropolitana do Recife é dificultado especialmente por

A) baixa fertilidade do solo e presença de nematóides.
B) baixa fertilidade do solo e presença de Colletotrichum gloeosporiodes.
C) umidade e luminosidade excessivas.
D) temperaturas elevadas e presença de Ralstonia solanacearum.
E) solos com acidez elevada.

45. Condições desejáveis para manutenção da viabilidade e longevidade de sementes:

A) temperatura baixa e baixos teores de umidade.
B) temperatura baixa e altos teores de umidade. D) temperatura alta e altos teores de umidade.
C) temperatura alta e baixos teores de umidade. E) temperatura baixa e alta luminosidade.

46. A banana Pacovan é um fruto sem sementes, porque a cultivar Pacovan é

A) de clima temperado. B) triplóide. C) diplóide. D) dióica. E) de clima tropical.

47. Sobre o maracujá, assinale a alternativa correta.

A) É originário da América Tropical com mais de 150 espécies nativas do Brasil.
B) Só existe uma espécie botânica, que é Passiflora edulis.
C) É originário do Mediterrâneo.
D) É originário de Israel, com algumas espécies adaptadas ao semi-árido brasileiro.
E) Caracteriza-se como uma planta autógama.

48. Hortaliças menos aconselháveis para a produção em hortas domésticas na área metropolitana do Recife:

A) nabo, couve e rabanete.
B) alface, coentro e cebolinha. D) quiabo, salsa e salsão (aipo).
C) cebola, acelga (couve chinesa) e couve-flor. E) almeirão, chicória e escarola.

49. As abelhas desempenham papel fundamental na produção de

A) pimenta, pimentão e berinjela.
B) chuchu, jiló e abobrinha. D) alface, coentro e cebolinha.
C) jerimum, pepino e tomate. E) abóbora, melancia e melão.

50. A pupunheira é

A) planta medicinal bastante utilizada na área rural do Nordeste.
B) palmeira que pode ser cultivada e fornece palmito e frutos comestíveis.
C) palmeira ornamental, explorada, apenas, pela sua beleza.
D) planta produtora de látex, semelhante à seringueira.
E) hortaliça folhosa resistente à seca.


GABARITO DA PREF. DE PAULISTA: 21-D 22-A 23-E 24-C 25-C 26-A 27-D 28-C 29-B 30-D 31-E 32-A

33-B 34-C 35-B 36-C 37-E 38-C 39-A 40-B 41-D 42-C 43-A 44-D 45-A 46-B 47-A 48-C 49-E 50-B






PREFEITURA EUDORADO DO SUL




Conhecimentos Específicos

29. Sobre prática cultural do raleio de frutos são feitas
as seguintes afirmativas.

I. O raleio manual permite melhor quantificação e
seleção da fruta. Primeiro retiram-se os frutos
danificados, depois a quantidade desejada
levando em consideração: uniformidade de
espaçamento, tamanho dos frutos (retirando-se
sempre os menores), vigor dos ramos e a
posição dos frutos na planta.
II. A época mais adequada para a realização do
raleio manual em frutos de caroços é logo após
a lignificação do endocarpo.
III. Em tangerineiras, a recomendação de raleio
manual é que se retire 60% dos frutinhos (ou
dois de cada três frutos) em plantas
medianamente carregadas (60 a 120 frutos por
m2 de superfície de copa) e 80% dos frutinhos
(ou cinco de cada seis frutos) em plantas muito
carregadas (mais de 120 frutos por m2 de
superfície de copa).
IV. No raleio manual de pessegueiros e
nectarineiras, o ideal é que se deixe um fruto a
uma distância mínima de 8 a 10 cm entre frutos,
quando localizado em ramos vigorosos e de 12
a 15 cm no caso de ramos menos vigorosos.
V. Dentre os objetivos do raleio, pode-se citar que
o aumento da produção é o principal, mas o
mesmo não afeta a qualidade do fruto. Outros
objetivos como evitar a alternância de produção,
evitar rompimento de ramos, reduzir os custos
de colheita e reduzir frutos com defeitos também
são buscados.
Quais estão corretas?

a) Apenas I, II e IV.
b) Apenas I, III e IV.
c) Apenas I, III e V.
d) Apenas II, III e V.
e) Apenas II, IV e V.

30. Requeima e pinta preta são duas doenças fúngicas
importantes na cultura da batata, Solanum
tuberosum. Os agentes causadores são
respectivamente:

a) Phytophtora infestans e Septoria lycopersici.
b) Alternaria solani e Sclerotinia sp.
c) Phytophtor infestans e Xanthomonas sp.
d) Phytophtora infestans e Alternaria solani.
e) Alternaria solani e Helminthosporium solani.


31. Considerando a oferta de alimentos para os animais
em período de outono-inverno, assinale a alternativa
mais adequada.

a) Aveia preta, centeio, feijão miúdo.
b) Azevém, feijão miúdo e aveia preta.
c) Centeio, aveia preta e feijão miúdo.
d) Aveia preta, centeio e azevém.
e) Azevém, centeio e feijão miúdo.

32. Após o uso de agrotóxicos na propriedade, qual o
destino mais adequado para as embalagens vazias?

a) Fazer a tríplice lavagem das embalagens e
tampas, destinando as mesmas para o aterro
sanitário do município.
b) Após a tríplice lavagem das embalagens,
inutilizar as mesmas por furos e cortes,
enterrando-as na propriedade, distante das
residências e fontes de água.
c) Fazer a tríplice lavagem das embalagens,
enxaguando-as com álcool etílico, podendo as
mesmas ser reutilizadas.
d) Realizar a tríplice lavagem das embalagens com
água, destinando-as ao sistema regional de
coleta.
e) Inutilizar as embalagens por furos e cortes,
destinando-as ao sistema regional de coleta.

33. Por que deve ser feito o enrocamento
(empedramento) do talude de montante de uma
barragem de terra?

a) Para aumentar o nível de estanqueidade ou
impermeabilidade do maciço.
b) Para dar maior grau de estabilidade ao maciço.
c) Para aumentar o peso- próprio da barragem.
d) Para proteger fisicamente a barragem da ação
das ondas sobre o maciço.
e) Para proteger o maciço da ação da chuva em
dias de vento.

34. Considerando a resistência às condições de baixas
temperaturas, quais as espécies mais resistentes?

a) Eucalyptus citriodora, E. viminali.
b) E. viminalis, E. dunii.
c) E.dunii, E. grandis.
d) E. tereticornis, E.grandis.
e) E. viminalis, E. tereticornis.

35. Quando da escolha do espaçamento e a forma de
plantio (compasso) na instalação de pomares,
I. a espécie a ser cultivada e o porte das plantas
em nada afetam o espaçamento de plantio.
II. nas áreas de topografia acidentada, para a
instalação de pomares comerciais, o plantio na
forma de quadrado é o mais recomendado.
III. pomares comerciais em terrenos com topografia
acidentada, cuja declividade variar de 5 a 20%,
devem ser plantados preferencialmente em
curvas de nível, diminuindo a distância das
plantas na linha de plantio e aumentando nas
entrelinhas.
IV. nos pomares pouco densos (com grandes
espaçamentos) devido à ausência de
concorrência entre as plantas, em água,
nutrientes e luz, já nos primeiros anos após o
plantio, a produção por unidade de área é mais
elevada que nos pomares densos, fazendo com
que os pomares pouco densos sejam mais
aconselháveis.
Quais opções são incorretas?

a) Apenas I e II.
b) Apenas III e IV.
c) Apenas I, II e IV.
d) Apenas I, III e IV.
e) I, II, III e IV.

36. Considere as afirmações.
I. O azevém, Lolium multiflorum, é uma gramínea
anual de inverno.
II. O cornichão, Lótus corniculatus, é uma
leguminosa perene de verão.
III. O sorgo forrageiro, Sorghum bicolor, é uma
gramínea anual de verão.
IV. O feijão miúdo, Vigna sinensis, é uma leguminosa
anual de verão.
Estão corretas

a) apenas I e IV.
b) apenas I, II e IV.
c) apenas II e III.
d) apenas II, III e IV.
e) I, II, III e IV.

37. Conforme a classificação taxonômica de solos de
1973, a Unidade de Mapeamento Gravataí
apresentava solo Podzólico Vermelho-Amarelo de
textura média. Após 2006, conforme a SiBCS, a
denominação passou para

a) Argissolo Vermelho-Amarelo Distrófico Úmbrico.
b) Argissolo Vermelho-Amarelo Alumínico Úmbrico.
c) Argissolo Vermelho-Amarelo Distrófico Típico.
d) Argissolo Vermelho-Amarelo Distrófico Arênico
Abrúptico.
e) Argissolo Vermelho-Amarelo Alítico Típico.

38. A composição em volume (volumétrica) de um solo
pode ser expressa por:

a) 25% ar, 25% H
2
O, 45% minerais, 5% matéria
orgânica.
b) 35% minerais, 45% ar, 5% matéria orgânica,
15% H
2
O.
c) 25% minerais, 45% ar, 5% H
2
O, 25% matéria
orgânica.
d) 5% matéria orgânica, 45% água, 25% ar, 25%
minerais.
e) 45% de ar, 5% H
2
O, 45% de minerais, 5%
matéria orgânica.

39. No processo de nitrificação que ocorre no solo o
principal produto é o nitrato. Uma vez disponível no
solo, qual das alternativas abaixo expressa um dos
destinos dessa forma mineral de nitrogênio?

a) Poderá ser absorvido pelos minerais de argila,
passando a fazer parte do complexo de troca do
solo.
b) Poderá ser oxidado a nitrito por certas bactérias
quimiolitotróficas que o utilizam como fonte de
energia.
c) Poderá ser facilmente perdido por volatilização.
d) Poderá ser reutilizado pela microbiota do solo,
caso ocorram condições favoráveis à
imobilização.
e) Poderá ser fixado no solo pela sua inclusão entre
as lâminas dos minerais de argila 2:1, tornandose,
desta maneira, indisponível para as plantas.

40. O sistema de preparo do solo denominado de plantio
direto apresenta uma série de vantagens e
desvantagens em relação ao sistema convencional
(aração + gradeação). Qual das alternativas
apresentadas está correta?

a) A imobilização de nitrogênio é maior em solos
sob plantio direto.
b) A disseminação de patógenos causadores de
doenças em plantas é menor em solos sob
preparo convencional.
c) O processo de desnitrificação é menor em solos
sob plantio direto.
d) A necessidade de calagem para correção da
acidez do solo é maior no sistema plantio direto,
em função da complexação do alumínio trocável
com compostos orgânicos disponíveis.
e) As perdas nutrientes são maiores sob plantio
direto.

41. Os seguintes alimentos energéticos são alternativas
ao milho na suinocultura:

a) Capim napier e trevo branco.
b) Sorgo e cevada.
c) Alfafa e cornichão.
d) Farelo de soja e farelo de algodão.
e) Farelo de arroz e farelo de linhaça.

42. Algumas categorias animais numa criação de suínos
devem receber alimentação à vontade e outras não.
Que categorias não devem receber alimentação à
vontade?

a) Cachaços e gestantes.
b) Gestantes e lactantes.
c) Crescimento e terminação.
d) Lactantes e desmamados.
e) Cachaços e terminação.

43. As propriedades agrícolas, em geral, necessitam
de alternativas de rotação que possam intensificar
o uso da terra, aumentar a sustentabilidade dos
sistemas de produção e melhorar a renda. A
pesquisa no Brasil vem ganhando espaço neste
tema. Mais especificamente no sul do Brasil, a
pesquisa na integração lavoura e pecuária vem se
desenvolvendo em duas realidades distintas: em
regiões tipicamente agrícolas e em regiões
tipicamente de pecuária. A respeito dessa integração
de atividade, pode-se afirmar que

a) a integração de pastagens de inverno com a
cultura de arroz irrigado no Estado do RGS não
é possível devido à época de plantio da cultura.
b) a intensidade de pastejo em pastagens de
inverno na rotação com a cultura de soja não
afeta o nível de palhada depositada sobre o solo.
c) a intensidade de pastejo durante o inverno afeta
o desempenho animal, o rendimento de carcaça
e a deposição de gordura nestas carcaças, no
entanto não afeta o rendimento da cultura.
d) altas cargas animal na pastagem permitem
maior ganho médio diário, maior ganho por área
de peso vivo e maior rendimento da cultura da
soja.
e) o plantio direto é viável para estabelecimento de
culturas como milho, soja e arroz irrigado, assim
como para estabelecer pastagens de inverno
compostas por azevém anual e aveia preta.

44. A exploração integrada na pecuária, ou pastejo
misto, envolve mais de uma espécie de herbívoro
pastejando um mesmo recurso forrageiro, podendo
ocorrer simultaneamente ou em períodos sucessivos,
dependendo dos objetivos do manejo e das espécies
animais envolvidas. Com base nisto, pode-se afirmar
que
I. os herbívoros de maior tamanho são capazes
de tolerar alimentos de pior qualidade porque a
relação entre requerimento e capacidade
digestiva diminui com o aumento do tamanho do
animal.
II. a sobreposição de dieta entre bovinos e muares
é muito superior à sobreposição entre bovinos e
caprinos, ficando bovinos e ovinos em um nível
intermediário.
III. a taxa de substituição de vaca por ovelha é de 1
(um) para 10 (dez), levando-se em consideração
a taxa de sobreposição da dieta das duas
espécies e a quantidade de unidade animal a
ser substituída.
Estão corretas

a) apenas I.
b) apenas I e II.
c) apenas I e III.
d) apenas II e III.
e) I, II e III.

45. Com relação ao efeito do alagamento do solo no pH
e na disponibilidade de fósforo, é correto afirmar
que
I. entre 5 (cinco) a 10 (dez) dias após o
alagamento, o pH do solo aumenta e tende a
estabilizar entre 6 e 7.
II. o arroz irrigado por alagamento não necessita
de calagem para a correção da acidez, visto que
o alagamento provoca autocalagem.
III. na utilização de um solo ácido para o cultivo do
arroz em rotação com outras culturas não é
necessário fazer a calagem visando às outras
culturas da rotação.
IV. devido ao aumento do pH e a dissolução de
óxidos de ferro que retém o fósforo, há em geral,
um aumento do fósforo na solução do solo após
o alagamento.
Estão corretas

a) apenas I e II.
b) apenas I, II e III.
c) apenas I, II e IV.
d) apenas I, III e IV.
e) apenas III e IV.

46. Um elemento indispensável ao dimensionamento e
seleção de uma bomba hidráulica é a altura
manométrica (H). Que elementos de cálculo são
necessários para sua determinação?

a) Diâmetro do cano de recalque e altura de sucção.
b) Altura de sucção, altura de recalque e perda de
carga total.
c) Altura de recalque e diâmetro do duto de sucção.
d) Velocidade no duto de recalque e altura de
sucção.
e) Rendimento da bomba, altura de sucção e altura
de recalque.

47. São pragas importantes da batata, Solanum
tuberosum:
I. Mosca minadora, Liriomyza huidobrensis.
II. Traça, Phthorimaea operculella.
III. Burrinho, Epicaltha atomaria.
IV. Lavra minadora, Liriomyza sp.
V. Cigarrinha verde, Empoasca kraemeri.
Estão corretas

a) apenas I, II e III.
b) apenas I, II e IV.
c) apenas I, II e V.
d) apenas II, III e V.
e) apenas III, IV e V.

48. Dos cultivares de batata, Solanum tuberosum, quais
as que apresentam película amarela?

a) Baronesa, Macaca e Contenda.
b) Baronesa, Contenda e Monalisa.
c) Contenda, Monalisa e Catucha.
d) Contenda, Baronesa e Catucha.
e) Baronesa, Macaca e Monalisa.

49. Das pragas que atacam o feijão, Phaseolos vulgaris,
são consideradas importantes:
I. Tetranynchus urticae.
II. Maruca testularis.
III. Erysiphe polygoni.
IV. Empoasca kraemeri
V. Uromyces phaseoli
Estão corretas

a) apenas I, II e III.
b) apenas I, III e IV.
c) apenas II, III e IV.
d) apenas I, II e IV.
e) apenas II, IV e V.

50. Das pragas relacionadas, quais são consideradas
as principais na cultura do milho?
I. Cigarrinha, Dalbulus maidis.
II. Lagarta do cartucho, Spodoptera frugiperda.
III. Lagarta elasmo, Elasmopalpus lignoselus.
IV. Lagarta rosca, Agrostis ipsilon.
V. Pulgão do milho, Rhopalosiphum maidis.
Estão corretas

a) apenas I, II e III.
b) apenas II, IV e V.
c) apenas III, IV e V.
d) apenas I, II e IV.
e) apenas I, II e V.

51. Considerando a oferta de sombra no verão e de sol
no inverno, quais espécies são mais adequadas?

a) Abacateiro, louro pardo e cinamomo.
b) Figueira nativa, timbaúva e cinamomo.
c) Paineira, pinheiro americano e umbu.
d) Uva do japão, cinamomo e louro pardo.
e) Timbaúva, cinamomo e abacateiro.

52. Quais os principais fatores que afetam a
compostagem?

a) Temperatura, umidade, aeração, relação C/N
entre 25 e 35, pH entre 6,0 e 7,5 e tamanho das
partículas.
b) Temperatura, umidade, relação C/N entre 45 e
55 e pH entre 6,0 e 7,5.
c) Temperatura, luminosidade, relação C/N entre 45
e 55 e pH entre 5,0 e 6,0.
d) Temperatura, umidade, aeração, luminosidade e
relação C/N entre 25 e 35.
e) Temperatura, umidade, calagem, fertilizantes,
relação C/N entre 25 e 35 e tamanho das
partículas.

53. Ao longo dos rios ou de qualquer curso d‘água com
10m de largura, desde o seu nível mais alto, a faixa
marginal de proteção deverá ter a largura mínima de

a) 10m.
b) 15m.
c) 20m.
d) 25m.
e) 30m.

54. Considerando a proteção de cursos d‘água, que
grupo de espécies vegetais é o mais adequado para
plantio?

a) Branquilho, paineira, ingazeiro, angico e grapia.
b) Louro pardo, ingazeiro, figueira, sarandi e paineira.
c) Branquilho, aguai, sarandi, amarilho e ingazeiro.
d) Grapia, paineira, figueira, capororoca e camboata
vermelha.
e) Aguai, grapia, branquilho, paineira e ingazeiro.

55. Dentre as cultivares de pêssegos que se pode
recomendar para a Depressão Central do RS,
principalmente em relação à possível adaptação,
tem-se

a) Chimarrita, Diamante, Reubennel.
b) Premier, Chimarrita, Diamante.
c) Diamante, Premier, Letícia.
d) Premier, Chiripá, Eragil.
e) Letícia, Chimarrita, Reubennel.

56. As videiras apresentam grande número de doenças
fúngicas que causam enormes prejuízos à
frutificação e qualidade da uva. Em condições de
clima úmido e com baixas temperaturas no início
da brotação, a moléstia que deve ser controlada é:

a) Peronóspora (Míldio).
b) Antracnose.
c) Podridão ácida.
d) Isariopsis.
e) Podridão amarga.

57. Para melhorar a brotação de gemas de plantas
frutíferas temperadas em invernos amenos, a
exemplo da Depressão Central do RS, tem-se
algumas opções de manejo. Dentre elas pode-se
citar a(o)

a) aplicação de óleo mineral, torção de ramos,
desfolha precoce.
b) aplicação de Cianamida hidrogenada após a
poda, arqueamento de ramos, incisão anelar.
c) poda antecipada, aplicação de óleo mineral,
irrigação.
d) desponte de gemas, irrigação, arqueamento de
ramos.
e) aplicação de Cianamida hidrogenada após a
poda, desfolha precoce, irrigação.

58. Assinale a alternativa correta.
a) As árvores que compõem um determinado
quebra-vento devem estar dispostas,
espacialmente, de tal maneira que impeçam
completamente a passagem do vento.
b) O quebra-vento não pode ser classificado como
um sistema agro-florestal.
c) O perfil do quebra-vento deve ser triangular.
d) As árvores que compõem o quebra-vento podem
ser selecionadas, abatidas e utilizadas na
propriedade rural, desde que obedeçam a critérios
de manejo sustentado relacionado à finalidade
do quebra-vento.
e) O comprimento do quebra-vento não é importante
na proteção da área a qual se destina
.
59. Suponha que uma bacia hidrográfica florestada, no
município de Eldorado do Sul, RS abasteça um
empreendimento agrícola que requer 4000 m3 de
água/dia. A precipitação média anual e a
evapotranspiração média anual nesta bacia é de 1450
mm e 1250 mm, respectivamente. Qual deve ser a
área hipotética desta bacia?

a)73 ha
b) 7,3 ha.
c) 730 ha.
d) 200 ha.
e) 400 ha.

60. Ao se dimensionar um canal, além da vazão (Q)
que vai ser transportada pelo mesmo, é importante
dimensionar outros elementos físicos, para o seu
bom funcionamento. Qual o significado de raio
hidráulico de um canal?


a) Relação entre seção e perímetro molhado.
b) Relação entre vazão e seção.
c) Relação entre vazão e velocidade.
d) Relação entre declividade do fundo e seção
e) Relação entre perímetro molhado e seção.



GABARITO DA PREF. DE EUDORADO DO SUL

29-B 30-D 31-D 32-D 33-D 34-B 35-C 36-E 37-A 38-A 39-D 40-A 41-B 42-A 43-E 44-E 45-C 46-B 47-A 48-C

49-D 50-A 51-D 52-A 53-E 54-C 55-B 56-B 57-B 58-D 59-C 60-A








C E A G E S P - SÃO PAULO





CARGO: ENGENHEIRO AGRÔNOMO JÚNIOR – PLENO – SÊNIOR
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

01) A ciência da fitopatologia é considerada relativamente nova. Entretanto, as doenças das plantas são conhecidas há
muito tempo, pois desde que o homem passou a viver em sociedade assentando a base de sua alimentação nos
produtos agrícolas, o problema da escassez de alimentos intimamente relacionado com a ocorrência de doenças,
teve sempre grande importância e mereceu a atenção de historiadores de várias épocas. Abaixo, são citadas
epidemias brasileiras famosas, ocorridas em diversas épocas. Muitas destas doenças, atualmente são conhecidas
pelo nome popular introdutório ou de ocorrência no Brasil. Em todas as alternativas abaixo, o nome da doença está
associado corretamente ao nome do patógeno causador da mesma, EXCETO:

A) Mal do Panamá – Fusarium oxysporum
B) Mosaico da cana - de - açúcar – Saccharum officinarum
C) Tristeza dos citros - Claviceps purpurea
D) Cancro cítrico – Xanthomonas campestris pv. citri
E) Carvão de cana - de - açúcar - Ustilago scitaminea

02) Doença é resultante da interação entre hospedeiro, agente causal e ambiente. Diversos critérios, baseados no
hospedeiro ou no agente causal, têm sido usados para classificar doenças de plantas. No processo doença, estão
envolvidas alterações na fisiologia do hospedeiro. Com base neste aspecto, foi proposta uma classificação para as
doenças de plantas baseada nos processos fisiológicos vitais da planta interferidos pelos patógenos. Os processos
fisiológicos vitais de uma planta estão descritos nas alternativas abaixo, EXCETO:

A) Acúmulo de nutrientes em órgãos de armazenamento para o desenvolvimento de tecidos embrionários.
B) Fotossíntese.
C) Transporte de água e elementos minerais através do sistema vascular.
D) Desenvolvimento de tecidos jovens às custas dos nutrientes armazenados.
E) Determinação da proximidade taxonômica em relação à utilização de substâncias elaboradas pela planta.

03) A maioria dos fitopatógenos apresenta uma fase do seu ciclo vital caracterizada pelo parasitismo, na qual ocorre a
exploração nutricional do hospedeiro pelo parasita. Em conseqüência, são observados os sintomas e os danos
correspondentes, através da diminuição no rendimento da cultura. O controle de doenças de plantas é o mais
importante objetivo prático da Fitopatologia. Um dos métodos utilizados pelos agricultores atualmente é o ―Método
de Controle Cultural‖. Das alternativas abaixo, todas são práticas culturais, EXCETO:

A) Eliminação de plantas vivas e doentes ―Roguing‖. D) Sucessão microbiana na superfície das folhas.
B) Incorporação de matéria orgânica no solo. E) Enxertia e Poda.
C) Eliminação ou queima de restos de cultura.

04) A murcha – bacteriana Pseudomonas solanacearum (Smith) Dows é uma doença típica do tomateiro Lycopersicum
esculetum Mill. A doença é típica de solos tropicais e subtropicais onde ocorre com alta freqüência. No entanto,
pode ocorrer em áreas de clima temperado. Constitui um ―pesadelo‖ que aflige todos os tomaticultores, devido às
dificuldades para o seu controle. O controle da murcha bacteriana é extremamente difícil principalmente em
condições favoráveis à doença. A maioria das medidas de controle recomendadas são preventivas procurando
impedir ou retardar o aparecimento do patógeno na cultura. Entre as diversas medidas de controle abaixo, todas
estão corretas, EXCETO:

A) Rotação de cultura com gramíneas. Esta medida tende a diminuir o potencial de inóculo, mas no geral não é o suficiente
para erradicar o patógeno da área afetada, dada a capacidade da bactéria sobreviver no campo ou em ervas nativas
devido aos anos de rotação.
B) Plantio em terras novas. Técnica muito usada no momento pelos agricultores com grande sucesso.
C) Evitar o plantio em terrenos anexos a residências, onde se faz descarga de lixo e outros.
D) Isolar o foco da doença inicialmente, irrigando as plantas com o inóculo para sua completa eliminação.
E) Em terrenos contaminados tratar o solo com fumigantes de ação bactericida. Estes fumigantes devido ao alto preço, são
inviáveis para áreas extensas.

05) Fator ecológico é qualquer elemento do meio ambiente capaz de atuar diretamente sobre os seres vivos. Os
principais fatores do ambiente que influenciam na distribuição e abundância dos insetos são os seguintes,
EXCETO:

A) Tempo: Envolve toda a comunidade com influência direta ou indireta sobre os organismos.
B) Radiação: Sob o ponto de vista ecológico tem maior interesse as radiações ultravioleta, luz visível e infravermelho.
C) Temperatura: Um dos principais fatores ecológicos é erradamente considerado como sinônimo de calor. Influi direta e
indiretamente nos insetos.
D) Umidade: A umidade se manifesta através da água da chuva (ação direta), umidade do solo e umidade do ar.
E) Resistência moderada: Espécies com moderada necessidade de água, são geralmente eurihídricas isto é, suportam
grandes variações de umidade.

06) Como as pragas acarretam danos de grande importância econômica para a agricultura, é necessário colocar em
prática, métodos de controle das mesmas a fim de se evitar ou diminuir os prejuízos. De maneira geral, os métodos
de controle de pragas que se dispõem estão descritos abaixo.
I. Métodos legislativos.
II. Métodos mecânicos.
III. Métodos culturais.
IV. Método de persistência e controle de resíduos.
V. Método de resistência de plantas a insetos
Está(ão) correta(s) apenas a(s) assertativa(s)

A) I e II D) I, II, III e V
B) I, III e IV E) N.R.A.
C) I, II, III, IV, e V

07) Do mesmo modo que ocorre na Medicina Humana e Veterinária, na Agricultura também observa-se os efeitos do
uso inadequado de produtos, que são utilizados para assegurar a sanidade das plantas. Há uma preocupação
maior no âmbito agrícola pelo fato de, além da atenção dada às plantas devem receber atenção também o usuário,
ou seja, o aplicador do defensivo e o ambiente onde se situa os insetos –pragas. A adoção do receituário agronômico
como uma preocupação voltada em prol da proteção do homem e do meio ambiente oferece inúmeras vantagens
citadas nas alternativas abaixo, EXCETO:

A) Contribui para uma maior conscientização do uso de defensivos.
B) Facilita a adoção do manejo de pragas, em um processo que envolve a condução de lavouras supervisionadas.
C) Cria novas condições para uma comunicação mais efetiva entre técnicos e lavradores.
D) Permite um menor rigor nas fiscalizações dos problemas de ordem toxicológicas.
E) Todo receituário deverá estar vinculado a uma Anotação de Responsabilidade Técnica – ART.

08) Os agrotóxicos podem ser definidos como quaisquer produtos de natureza biológica, física ou química que têm a
finalidade de exterminar pragas ou doenças que ataquem as culturas agrícolas. Os agrotóxicos podem ser:
pesticidas ou praguicidas, fungicidas, herbicidas. Há padrões de qualidade e de quantidade para o uso dos
agrotóxicos. A produção, o comércio e uso dos agrotóxicos dependem de registro prévio junto ao governo federal.
Este registro está condicionado ao grau de perigo que o produto representa para o ambiente. Este registro pode ser
negado e, se concedido, pode ser posteriormente cancelado.Não pode ser registrado agrotóxico por exemplo, para o
qual não se disponha de antídoto. Pode-se impugnar e pedir cancelamento de registros de agrotóxicos questionando
prejuízos ao ambiente, aos recursos naturais e à saúde dos trabalhadores. Além disso, eles têm de ser vendidos com
rótulos que informem a todos sobre seus perigos, possíveis efeitos prejudiciais, precauções, instruções para caso de
acidente.São recomendações corretas para descarte de embalagens vazias de agrotóxicos, EXCETO:

A) Não abandone embalagens vazias de agrotóxicos na lavoura em carreadores, caminhos, estradas, cercas e
principalmente, nas margens ou em rios, córregos, açudes ou outras fontes de água e ainda nas matas.
B) Assegure-se que todas as embalagens estão totalmente vazias. Use todo o conteúdo, não deixando restos.
C) Embalagens que contenham líquidos devem ser acondicionadas em locais arejados para após serem furadas, lavadas em
água corrente e jogadas no lixo.
D) Ao lidar com embalagens é obrigatório o uso de equipamento de proteção individual (EPI).
E) As embalagens de produtos granulados ou pó molháveis não devem sofrer a tríplice lavagem. Devem ser separadas e
guardadas temporariamente em local seguro ou depósito intermediário de lixo tóxico até a adequada destinação final.

09) O manuseio inadequado de agrotóxicos é um dos principais responsáveis por acidentes de trabalho no campo. A
ação das substâncias químicas no organismo humano pode ser rápida ou demorar anos para se manifestar. O uso
de agrotóxicos tem causado diversas vítimas fatais, além de abortos, fetos com má-formação, suicídios, câncer,
dermatoses e outras doenças. Segundo a OMS, há 20.000 óbitos/ano em consequência da manipulação, inalação e
consumo indireto de pesticidas nos países em desenvolvimento, como o Brasil. Os principais assuntos relativos aos
riscos na aplicação de agrotóxicos dizem respeito à falta de orientação sobre o uso de agrotóxicos. São eles:

I. Durante a manipulação de agrotóxicos, preparo de calda ou aplicação dos produtos é obrigatório o uso de equipamento
de proteção individual (EPI) recomendado.
II. Não desentupa bicos, mangueiras, válvulas, orifícios com a boca. Verifique o funcionamento do equipamento usando
apenas água.
III. Não manipule e não aplique agrotóxicos durante as horas mais quentes do dia ou com ventos fortes.
IV. Não misture duas ou mais formulações para aplicação, salvo estejam devidamente autorizadas pelo órgão competente e
pelo receituário receita.
V. Respeite o intervalo de segurança para reentrar em lavouras tratadas, observando as recomendações do rótulo, bula ou
folheto explicativo. Caso não existam recomendações, aguardar pelo menos 24 horas de intervalo entre o tratamento da
lavoura e a reentrada.
VI. Dê leite ou algum medicamento até a chegada de um profissional de saúde competente como médico ou enfermeiro.
VII. Em caso de contato com os olhos utilize apenas um colírio especifico que deverá ser indicado por um médico
(oftalmologista).
VIII. Nunca prepare mais calda do que a quantidade a ser aplicada para não sobrar.
Assinale a alternativa correta:

A) Todas as alternativas são corretas. D) Apenas as alternativas I, II, III, IV e VI são corretas.
B) Apenas as alternativas I, II, III e VI são corretas. E) As alternativas I, II, III, IV, V e VIII são corretas.
C) Todas as alternativas são incorretas.

10) A agricultura orgânica é um sistema de produção que evita ou exclui amplamente o uso de praguicidas ou qualquer
tipo de reguladores de crescimento. Diante das incertezas de vários males que assolam a população como o ―mal da
vaca louca‖, ―gripe aviária‖ ou produtos geneticamente modificados (OGM), técnicos e agricultores em geral têm
contribuído para a ampliação do consumo de alimentos orgânicos.São princípios que orientam a vertente da
agricultura orgânica, EXCETO:

A) Enfoque sistêmico da unidade produtiva.
B) A conservação da biodiversidade e dos recursos naturais, solo e a água.
C) Valorização dos processos biológicos nos sistemas produtivos.
D) Restrição ao uso de insumos sintéticos nocivos à saúde e ao ambiente(sementes geneticamente modificadas, agrotóxicos
e fertilizantes químicos).
E) Manutenção e conservação ambiental do processo de monocultivo.

11) Os cereais constituem a maior fonte de alimentos, tanto para os seres humanos como para os animais. Atualmente, a
busca pela qualidade dos grãos e subprodutos é prioridade para produtores, processadores e finalmente para os
distribuidores desses produtos. O aprimoramento dos padrões de classificação e o fator de qualidade é um dos
assuntos mais discutidos no mundo, com base nas necessidades dos usuários finais dos grãos. Verifica-se portanto,
a importância que as pragas de armazenamento passaram a ter na avaliação da qualidade dos grãos. São muitas as
espécies de pragas que se encontram em produtos armazenados e seus subprodutos. Dentre elas, destacam-se os
insetos -pragas como um dos mais importantes agentes responsáveis pelas perdas ocorridas no armazenamento. A
maioria das espécies são cosmopolitas, embora tenham sido disseminadas em todo o mundo em razão
principalmente, dos intercâmbios comerciais. São pragas de produtos armazenados, EXCETO:

A) Sitophilus oryzae (L) D) Oligonychus ilicis
B) Plodia interpunctella E) Tribolium castaneum
C) Zabrotes subfasciatus (Boh., 1833)

12) Assinale a alternativa INCORRETA, considerando os procedimentos técnicos que são usados na Agricultura
Orgânica para as atividades do manejo de pragas e doenças:

A) Pulverização à base de enxofre simples.
B) Emprego de iscas convencionais em forma de armadilha.
C) Queimadas sistemáticas com a diversificação do sistema produtivo.
D) Extratos, caldas e soluções de produtos vegetais como piretro e rotenona.
E) Uso de calda bordalesa, calda sulfocálcica, calda viçosa ou soluções a base de óleo mineral, querosene e sabão.

13) A economia brasileira até o início da década de 1990, apresentava-se praticamente fechada ao comércio
internacional. Com a abertura econômica e a própria globalização, houve um aumento substancial na
movimentação de mercadorias, propiciando um alto risco de introdução de pragas exóticas. O setor agrícola passa
por profundas mudanças no que se refere à sanidade dos produtos agrícolas vegetais. Os acordos internacionais que
tratam da proteção de plantas e do estabelecimento de medidas fitossanitárias visam ao mesmo tempo, fortalecer a
negociação de commodities e ainda proteger a fauna e a flora de cada país. Para que isto seja cumprido, a
efetividade e o sucesso dos sistemas de quarentena devem se basear na integração entre os conhecimentos
científicos, administrativos e legislativos. A falta de procedimentos otimizados e harmonizados torna difícil a
realização de análises e inspeção fitossanitária pelos serviços quarentenários no Brasil. No que diz respeito aos
objetivos das regras fitossanitárias, analise as alternativas abaixo:

I. Determinar um sistema de amostragem e do risco de introdução de pragas quarentenárias, em materiais de embalagem
e suporte de mercadorias fabricadas com madeira provenientes do exterior.
II. Identificar organismos exóticos de impacto econômico que não ocorrem no país.
III. Montar um banco de dados sobre insetos e ácaros de expressão quarentenária para o Brasil.
IV. Realizar estudos sobre a biossistemática molecular (marcadores moleculares) de grupos de insetos e ácaros de
expressão quarentenária para o Brasil.
V. Elaborar protocolos específicos de identificação, monitoramento e diagnose de pragas quarentenárias.
VI. Buscar aquisição e otimização de métodos imunológicos para a detecção e identificação de pragas quarentenárias.
VII. Aprimorar os conhecimentos sobre a etiologia das pragas quarentenárias passíveis de serem transmitidas por sementes.
Assinale a alternativa verdadeira:

A) Todas as assertivas estão corretas.
B) Apenas as assertivas I, II, III, IV e VII estão corretas.
C) Apenas as assertivas II, III, VI, VII estão corretas.
D) Todas as assertivas estão incorretas.
E) Apenas as assertivas I, III, IV, VII estão corretas.

14) As características das plantas daninhas verdadeiras fazem com que estas sejam mais agressivas em termos de
desenvolvimento e ocupação rápida de solo. A seguir, são citadas algumas características de agressividades destas
plantas:
I. Elevada capacidade de produção de dissemínulos (sementes,bulbos, tubérculos, rizomas,estolons, etc.).
II. Manutenção da viabilidade mesmo em condições desfavoráveis. Exemplo: Convolvulus arvensis, cujas sementes
permanecem viáveis, mesmo após 54 meses submersas em água ou após passarem pelo aparelho digestivo do porco ou
boi.
III. Capacidade de germinar e emergir a grandes profundidades. Essa característica, muitas vezes, é a causa do insucesso
dos herbicidas aplicados no solo.
IV. Grande desuniformidade no processo germinativo. Isto ocorre devido aos inúmeros e complexos processos de
dormência, sendo estratégia de sobrevivência das plantas daninhas.
Assinale a alternativa CORRETA:

A) As afirmativas II e III são falsas. D) Somente a afirmativa II é falsa.
B) Somente as afirmativas III e IV são verdadeiras. E) Todas as afirmativas são verdadeiras.
C) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras.

15) Ao completar a formação em nível superior, a pessoa faz um juramento que significa sua adesão e
comprometimento com a categoria profissional onde formalmente ingressa. Isto caracteriza:

A) Adesão involuntária a um conjunto de regras da Ética Profissional.
B) Adesão voluntária determinante de um sistema social da Ética Profissional.
C) O aspecto moral da chamada Ética Profissional.
D) Um conjunto de deveres que fogem à Ética Profissional.
E) N.R.A.


GABARITO CEAGESP – SÃO PAULO:


1-# 2-E 3-D 4-D 5-E 6-D 7-D 8-C 9-E 10-E 11-D 12-C 13-A 14-E 15-C






MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO




ENGENHEIRO AGRÔNOMO

25 - No cultivo comercial de mamão, notadamente do grupo
Solo, faz-se o plantio de 2 a 3 mudas por cova para posterior
identificação e seleção da planta hermafrodita mais vigorosa.
Essa prática é denominada sexagem. O cruzamento que permite
a obtenção, na sua descendência, da maior porcentagem de
plantas hermafroditas é:

(A) plantas masculinas X plantas femininas;
(B) plantas hermafroditas X plantas femininas;
(C) plantas femininas X plantas femininas;
(D) plantas hermafroditas X plantas hermafroditas;
(E) plantas masculinas X plantas hermafroditas.

26 - A clorose variegada dos citros (CVC), conhecida como
amarelinho, foi identificada oficialmente no Brasil, em 1987, em
pomares do Triângulo Mineiro e do Norte e Noroeste do Estado
de São Paulo. Embora essas sejam as regiões mais afetadas até
hoje, ela já está presente em quase todas as áreas citrícolas do
país, com intensidades diferentes. Com relação ao CVC, é
correto afirmar que:

(A) o agente causal é um vírus;
(B) disseminada no campo por cigarrinhas;
(C) só ocorre em plantas enxertadas sobre limão cravo e limão
volkameriano;
(D) só ocorre em copas de tangerina;
(E) causa obstrução do floema das plantas.

27 - O crescimento e desenvolvimento adequado das hortaliças
são dependentes da combinação ótima do manejo cultural,
potencial genética da cultivar e fatores ambientais. Em relação
ao efeito dos fatores do ambiente em relação à produção de
hortaliças, é correto afirmar que:

(A) a bulbificação na cebola é determinada por dias longos;
(B) a bulbificação do alho ocorre sob temperaturas superiores
a 25ºC;
(C) no meloeiro a expressão das flores femininas é favorecida
pelas condições de elevada temperatura, fotoperíodo longo
e alta umidade;
(D) a produção de flores no morangueiro é favorecida por
elevadas temperaturas;
(E) dias curtos, quentes e com elevada umidade do ar
favorecem a produção de melancia com elevado teor de
sólidos solúveis.

28 - No contexto da agricultura brasileira, o cultivo da cana-deaçúcar
representa importante papel, gerando empregos, renda e
divisas, destacando-se o seu uso como matéria-prima para a
produção de açúcar e álcool. A alternativa correta referente à
fisiologia da cana-de-açúcar e às práticas culturais empregadas
no seu cultivo comercial é:

(A) a cultura da cana apresenta 50% do seu peso representado
pela matéria seca, mostrando boa produtividade em
regiões com baixa precipitação pluviométrica;
(B) o potássio é um elemento importante na nutrição da canade-
açúcar por apresentar uma correlação negativa com o
teor de sacarose nos colmos;
(C) a aplicação do melaço é uma prática recomendada nos
cultivos da cana-de-açúcar devido a seu efeito benéfico no
aumento do teor de sacarose;
(D) na obtenção de material propagativo, a multiplicação por
rebentos utiliza mudas com uma única gema retirada de
colmos provenientes de viveiros de multiplicação;
(E) a idade dos toletes interfere na brotação da cana-deaçúcar,
onde o uso de colmos mais jovens (6 a 8 meses)
são mais aconselhados.

29 - Analise as possíveis vantagens da produção de mudas de
hortaliças em recipientes em relação à semeadura em
sementeira:
I. Produção de mudas mais uniformes.
II. Redução no custo de transporte.
III. Menor dano devido ao manuseio.
IV. Independe de irrigação artificial.
V. Dificuldade no transporte das mudas.
São realmente vantagens somente os itens:

(A) I, II e III;
(B) I, II e IV;
(C) I, III e V;
(D) III e IV;
(E) IV e V.

30 - Na exploração econômica de espécies vegetais, anuais ou
perenes, o uso e o manejo da irrigação torna-se uma prática
cultural fundamental, sendo a decisão pela utilização de um
dado método determinado por diversos fatores. A alternativa que
indica corretamente o método de irrigação e os respectivos
níveis de consumo de água e de energia é:

(A) irrigação por sulcos - consumo médio de água e médio de
energia;
(B) irrigação por inundação permanente - consumo muito alto
de água e muito alto de energia;
(C) irrigação por pivô central - consumo baixo de água e
médio de energia;
(D) irrigação por gotejamento - consumo muito baixo de água
e alto de energia;
(E) irrigação por microaspersão - consumo baixo de água e
baixo de energia.

31 - Com relação ao cultivo do milho sob irrigação, é correto
afirmar que:

(A) a época de semeadura mais adequada é aquela em que o
período de floração coincide com os dias longos do ano e
a etapa de enchimento de grão coincide com o período de
temperatura mais elevada e alta disponibilidade de
radiação solar;
(B) em solos mais leves ou arenosos, as sementes devem ser
colocadas em menor profundidade (3 a 5 cm) para se
beneficiarem da maior taxa de umidade;
(C) recomenda-se o uso de híbridos de porte alto e ciclo longo
para cultivos em menores espaçamentos e maiores
densidades de plantio;
(D) no preparo convencional do solo, o uso da grade aradora
tem como desvantagem o baixo rendimento do trabalho e
o alto consumo do combustível na operação;
(E) a manutenção da umidade do solo em torno da capacidade
do campo, associada à fase inicial do desenvolvimento da
lagarta-elasmo, eleva os danos econômicos causados por
esta praga.

32 - O sistema de cultivo de arroz pré-germinado utiliza
sementes previamente germinadas, semeadas a lanço sobre uma
lâmina d‘água. Analise os itens abaixo:
I - custo inicial normalmente baixo;
II - redução de perdas por ataque de pássaros;
III - menor consumo de água em comparação com
outros sistemas de arroz irrigado;
IV - uso intensivo do solo.
As vantagens do sistema pré-germinado são somente:

(A) I e II;
(B) I e III;
(C) II e IV;
(D) III e IV;
(E) I, III e IV.

33 - O manejo reprodutivo das vacas leiteiras assume papel de
grande importância na produção econômica leiteira. A esse
respeito, é correto afirmar que:

(A) anestro é o sinal característico de que a vaca está apta a ser
montada;
(B) em relação à idade do animal, animais muito jovens ou
muito velhos apresentam elevada taxa de concepção;
(C) a duração média da gestação na vaca é de 280 dias e o
período ideal para lactação é de 10 meses;
(D) as características reprodutivas apresentam alta
herdabilidade, dessa forma o desempenho reprodutivo está
mais relacionado com as condições do meio;
(E) o risco de transmissão de doenças infecto-contagiosas é
maior na inseminação artificial do que na monta natural.

34 - Alguns índices são importantes na avaliação do
desempenho dos suínos. Analise os seguintes dados:
Nº leitões
nascidos /
leitegada
parida
Leitões
nascidos
vivos
Leitões
nascidos
mortos
Leitões
mortos
entre o
parto e
desmama
Leitões
desmamados
9 9 - - 9
7 7 - 1 6
9 8 1 2 6
7 6 1 1 5
8 6 2 - 6
A partir dos dados apresentados, os valores da mortalidade
média e a porcentagem média de leitões desmamados são,
respectivamente:
(A) 5% e 84,9%;
(B) 10% e 88,8%;
(C) 15% e 82,5%;
(D) 20% e 80%;
(E) 25% e 85%.

35 - Com relação às características das raças estrangeiras de
suínos, assinale a alternativa correta:

(A) Piau - produz de 7 a 8 leitões por barrigada e atinge 90 kg
de peso vivo com dez meses de idade;
(B) Landrace - apresenta pelagem vermelha-cereja, boa taxa
de crescimento e baixa capacidade materna e conversão
alimentar;
(C) Large White - apresenta pelagem branca, orelhas
compridas e eretas, prolífera e boa habilidade materna,
utilizada em cruzamento industrial;
(D) Duroc - apresenta pelagem preta, orelhas curtas e eretas e
melhor conversão alimentar que as outras raças;
(E) Hampshire - apresenta pelagem vermelha-cereja, carne de
boa qualidade e alta espessura de toucinho; excelente
qualidade de carne na região do lombo.

36 - A inseminação artificial em bovinos é o processo mecânico
artificial que consiste na introdução do líquido fecundante
(sêmen), obtido mecanicamente do órgão genital masculino, no
órgão genital feminino em cio, com a finalidade de fecundá-lo.
A esse respeito, analise os itens abaixo:
I - aproveitamento máximo do potencial genético dos
reprodutores de qualidade;
II - uniformização dos rebanhos a partir de um único pai;
III - possibilidade de eliminação de caracteres
desfavoráveis do reprodutor;
IV - padronização do período de reprodução,
conseguindo-se períodos de nascimento e desmame
bem definidos com os bezerros uniformes.
São vantagens da inseminação artificial apenas:

(A) I e II;
(B) I, II e III;
(C) I, II e IV;
(D) III e IV;
(E) I, II, III e IV.

37 - Uma vantagem da produção de poedeiras em gaiolas em
relação à postura no chão é:

(A) menor custo inicial;
(B) menor freqüência de canibalismo;
(C) maior liberdade às aves;
(D) menor problema com moscas;
(E) facilidade de vacinação.

38 - A avicultura moderna tem na profilaxia de doenças um dos
seus pilares de sustentação. Uma doença cujo agente etiológico é
uma bactéria é:

(A) doença de Marek;
(B) bronquite infecciosa;
(C) tifo;
(D) doença de Newcastle;
(E) coccidiose.

39 - Na avicultura de corte, torna-se importante o
acompanhamento do desempenho produtivo de cada lote,
permitindo ao produtor quantificar a eficiência técnica utilizada.
A avaliação da eficiência de produção entre lotes é feito através
do Índice de Eficiência Produtiva (IEP).
Analise os itens abaixo:
I - Idade de abate.
II - % de Viabilidade (nº de frangos retirados/ nº de
pintos recebidos).
III - Peso Médio Vivo (PM) do lote na retirada.
IV - Consumo de ração (CR).
V - Conversão Alimentar (CA).
Os fatores envolvidos na variação do IEP são somente:

(A) I, II e III;
(B) I, III e V;
(C) II, III e IV;
(D) II, III, IV e V;
(E) I, II, III, IV e V.

40 - Em pleno século XXI o acesso à alimentação continua
sendo um problema para milhões de brasileiros. De acordo com
a Política de Segurança Alimentar e Nutricional do Governo
Federal, para tornar viável o programa Fome Zero é necessária a
implantação de políticas públicas estruturais, específicas e
locais. São duas políticas públicas estruturais:

(A) programa cartão alimentação e estoque de segurança;
(B) restaurante popular e bancos de alimentos;
(C) alimentação emergencial e ampliação da merenda escolar;
(D) reforma agrária e geração de emprego e renda;
(E) apoio a agricultura urbana e modernização dos
equipamentos de abastecimento.

41 - De acordo com a Política Agrícola nacional do atual
governo, o Plano Agrícola e Pecuário 2005-06 programa a
aplicação de R$ 44,35 bilhões no crédito rural. Esse montante
representa um crescimento de 12,4% sobre o volume de recursos
programados para a safra 2004-05 e reafirma o compromisso do
Governo de apoiar a busca continuada de ganhos de
competitividade do agronegócio brasileiro. Analise os itens a
seguir:
I - MODERFROTA (Programa de Modernização da
Frota de Tratores Agrícolas e Implementos
Associados e Colheitadeiras);
II - PRODECOOP (Programa de Desenvolvimento
Cooperativo para Agregação de Valor à Produção
Agropecuária);
III - MODERAGRO (Programa de Modernização da
Agricultura e Conservação de Recursos Naturais);
IV - FRUTIFICAR (Programa de Desenvolvimento da
Fruticultura Familiar Nacional);
V - FINAME AGRÍCOLA ESPECIAL: inclusão de
manutenção ou recuperação de tratores agrícolas e
aquisição de aviões de uso agrícola como itens
financiáveis.
São programas de investimentos apoiados atualmente na política
de crédito rural apenas:

(A) I, II, III e IV;
(B) I, II, III e V;
(C) I, III e IV;
(D) I, II, IV e V;
(E) II, III e V.

42 - Observe o comportamento de demanda dos cinco bens
agrícolas abaixo apresentados:
Considerando que P é o preço dos bens e QD a quantidade
demandada dos bens em dois momentos, a alternativa que
representa o bem com demanda inelástica em relação ao seu
preço é:

(A) demanda de A;
(B) demanda de B;
(C) demanda de C;
(D) demanda de D;
(E) demanda de E.
DEMANDAS
Bem A Bem B Bem C Bem D Bem E
PA QDA PB QDB PC QDC PD QDD PE QDE

mo
men
to
10 100 20 80 15 80 30 90 40 120

mo
men
to
12 60 24 76 18 40 32 72 50 84

43 - Considere que um determinado produto agrícola apresente
as curvas de demanda e oferta de acordo com as equações
abaixo:
Curvas de demanda:
I) QDX = 140 – 2PX, onde QDX é a quantidade
demandada do bem X e PX é o preço do bem X;
II) QOX = -10 + PX, onde QOX é a quantidade ofertada
do bem X e PX é o preço do bem X.
O preço de equilíbrio do bem X é:

(A) 20;
(B) 30;
(C) 40;
(D) 50;
(E) 60.

44 - No sensoriamento remoto orbital os usuários de dados de
satélite têm à disposição dois tipos de produtos para extrair
informações sobre alvos de superfície terrestre: os analógicos e
os digitais. A esse respeito, é correto afirmar que:

(A) o tratamento de imagens digitais pode ser entendido como
a rotulação automática de todos os pixels contidos em
determinada cena, em classes temáticas, segundo a
ocupação do solo;
(B) o ruído, na imagem digital, corresponde às informações de
energia absorvidas em uma área ou terreno ocupada por
uma massa de água;
(C) a correção geométrica visa dimensionar a área de
abrangência da cena imageada do satélite para a da área
em estudo;
(D) no sistema de classificação de imagens digitais, o uso de
classificação supervisionada é indicado quando o analista
não possui conhecimento a priori da área de estudo;
(E) a máxima verossimilhança (MAXVER), o método do
paralelepípedo e a distância euclidiana são os algoritmos
não supervisionados mais utilizados no sistema de
classificação de imagens.

45 - Considerando as características gerais da absorção de
nutrientes pelo sistema radicular de plantas superiores e
inferiores, é possível afirmar que:

(A) as plantas não apresentam uma preferência na absorção de
nenhum íon nutriente ou tóxico;
(B) a concentração de um determinado nutriente mineral poder
ser muito maior no interior das células das raízes do que
na solução externa;
(C) não existe variação interespecífica ou intra-específica nas
características de absorção dos nutrientes;
(D) a absorção de nutrientes ocorre exclusivamente por meio
de canais de transporte iônico;
(E) não há gastos energéticos na absorção de nenhum
elemento, pois ela ocorre contra um gradiente de
concentração.

46 - Considere a análise química de terra para fins de avaliação
da fertilidade do solo abaixo:
Na Ca Mg K H+Al Al
0,05 1,45 0,40 0,10 2,00 1,00
------------------------------ Cmolc / dm3 -----------------------------
Com base nestes resultados, os Valores de Soma de Bases
(cmolc / dm3), valor T (cmolc / dm3) e de Saturação por Bases
(%) são, respectivamente:

(A) 1; 2 e 25;
(B) 1; 4 e 50;
(C) 2; 2 e 50;
(D) 2; 4 e 50;
(E) 4; 8 e 75.

47 - Na tabela abaixo são apresentadas algumas características
químicas (com base na percentagem da matéria seca) de um
adubo verde incorporado ao solo próximo ao período de
floração.
Relação N P2O5 K2O
C/N -----------------------%-----------------------
12 2,0 0,5 1,5
Considerando que o adubo verde apresentou um rendimento de
50 toneladas/ha e umidade de 80% no momento da
incorporação, pode-se afirmar quanto à dinâmica do nitrogênio e
o aporte de nutrientes, que:

(A) haverá imobilização de N, pois resíduos com relação C/N
baixa favorecem a mineralização e serão adicionados 200
kg de N, 50 kg de P2O5 e 150 kg K2O por hectare;
(B) não haverá imobilização de N, pois resíduos com relação
C/N baixa favorecem a mineralização e serão adicionados
200 kg de N, 50 kg de P2O5 e 150 kg K2O por hectare;
(C) haverá imobilização de N, pois resíduos com relação C/N
baixa favorecem a mineralização e serão adicionados 1000
kg de N, 250 kg de P2O5 e 750 kg K2O por hectare;
(D) não haverá imobilização de N, pois resíduos com relação
C/N baixa favorecem a mineralização e serão adicionados
1000 kg de N, 250 kg de P2O5 e 750 kg K2O por hectare;
(E) haverá imobilização de N, pois resíduos com relação C/N
baixa favorecem a mineralização e serão adicionados 100
kg de N, 25 kg de P2O5 e 75 kg K2O por hectare
.
48 – Relacione os tipos de processos de formação do solo, da
coluna da esquerda, com os seus respectivos exemplos na coluna
da direita:
Processo Exemplo
I – Transformação
W – Eluviação de matéria
orgânica, argila e
óxidos do horizonte A
para o B
II – Remoção
X- Decomposição da
matéria orgânica
III – Translocação
Y- Incorporação de matéria
orgânica
IV – Adição Z- Lixiviação
A correspondência correta é:

(A) I-Y; II-Z; III-W; IV-X;
(B) I-Z; II-Y; III-W; IV-X;
(C) I-W; II-Y; III-Z; IV-X;
(D) I-X; II-Y; III-Z; IV-W;
(E) I-X; II-Z; III-W; IV-Y.

49 – Um solo constituído por material mineral que tem como
características diferenciais a argila de atividade de 20 cmolc/kg
de argila ou maior, baixa saturação por bases, alto conteúdo de
Al extraível (AI3+ 4cmolc/kg de solo), conjugado com
saturação por alumínio 50%, e que pode apresentar horizonte
A moderado, proeminente ou húmico e/ou horizonte E,
sobrejacente a um horizonte B textural ou B nítico, desde que
não satisfaça os requisitos para enquadramento nas classes dos
Planossolos, Plintossolos ou Gleissolos, é definido a nível de
ordem como um:

(A) cambissolo;
(B) latossolo;
(C) alissolo;
(D) argissolo;
(E) organossolo.

50 – Relacione os horizontes diagnósticos da coluna da esquerda
com as respectivas características da coluna da direita:
Horizonte Característica
I –
A Chernozênico
W - Horizonte espesso, escuro, rico
em matéria orgânica, alta
saturação por bases, macio
quando seco
II – A Húmico
X - Estrutura granular com aspecto
maciço poroso, profundo, muito
intemperizado e praticamente
sem material primário
intemperizável.
III – B Textural
Y - Horizonte espesso, escuro, rico
em matéria orgânica, baixa
saturação por bases e reação
ácida
IV –
B Latossólico
Z - Estrutura em blocos envolvidos
por películas de argila silicada
(cerosidade).
A seqüência correta é:

(A) I-W; II-Y; III-Z; IV-X;
(B) I-Z; II-Y; III-W; IV-X;
(C) I-Y; II-Z; III-W; IV-X;
(D) I-X; II-Y; III-Z; IV-W;
(E) I-X; II-Z; III-W; IV-Y.





GABARITO MINISTERIO DA INTEGRACAO:


25-D 26-B 27-A 28-E 29-A 30-C 31-A 32-D 33-C 34-B 35-C 36-C 37-E 38-C 39-E 40-D 41-B 42-B 43-D 44-A 45-B 46-D
47-B

48-E 49-C 50-A





PREFEITURA MUNICIPAL DE VALINHOS – SP




CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

16) No momento em que um contaminante ou poluente
atinge a superfície do solo, ele pode ser absorvido,
arrastado pelo vento ou pelas águas do escoamento
superficial, ou lixiviado pelas águas de infiltração,
passando para as camadas inferiores e atingindo as
águas subterrâneas. Uma vez atingindo as águas
subterrâneas, esse poluente será carregado para outras
regiões. As atividades relacionadas abaixo são
potencialmente poluentes, exceto:

a) agricultura
b) cemitérios
c) ferrovias e páteos ferroviários
d) manejo de áreas de conservação

17) Leia as afirmações abaixo:
I - O solo é constituído por três fases: sólida, líquida e
gasosa.
II - As propriedades físicas, químicas e biológicas do solo
são determinadas pelo processo geológico de sua
formação, origem dos minerais, e sua evolução de
acordo com o clima, e o relevo do local, além dos
organismos vivos que o habitam.
Assinale a alternativa correta:

a) somente a afirmativa I é correta
b) somente a afirmativa II é correta
c) todas as afirmativas são corretas
d) nenhuma afirmativa é correta

18) As funções ecológicas das áreas verdes urbanas
auxiliam na prevenção, minimização ou reversão da
degradação do ambiente. Para o controle da poluição
atmosférica é necessário criar:

a) barreiras vegetais
b) sombreamento
c) contenção de encostas
d) tratamento paisagístico

19) Para obter melhor ________________________ é
necessário conter as encostas e a erosão laminar.

a) controle de vetores
b) estabilidade do solo
c) controle da poluição edáfica
d) regularização hídrica

20) Segundo o Código Florestal Brasileiro, sobre os
cursos d'água e a faixa de marginal de preservação
permanente, é correto dizer que é necessário preservar:

a) 30 metros para cursos d'água de menos de 10 metros
de largura
b) 50 metros para cursos d'água de 60 metros de largura
c) 100 metros para cursos d'água de 250 metros de largura
d) 200 metros para cursos d'água de 600 metros de largura


21) Segundo a Lei de Crimes Ambientais, cortar árvores
em floresta considerada de preservação permanente,
sem permissão da autoridade competente pressupõe
pena de:

a) detenção de um a três anos, ou multa, ou ambas as
penas cumulativamente
b) detenção de cinco a dez anos, ou multa, ou ambas as
penas cumulativamente
c) multa calculada sobre a área desmatada
d) multa calculada sobre a área desmatada e a idade média
das árvores

22) _____________________ é a ciência que se ocupa
das atividades ligadas a implantação e regeneração de
florestas. Visa, desta forma, ao aproveitamento e
manutenção racional de florestas, em função do
interesse ecológico, científico, econômico e social.

a) Arboricultura
b) Agricultura
c) Silvicultura
d) Manejo

23) Dos tipos de espécies frutíferas citadas abaixo, as
que têm produção o ano todo são:

a) manga e abacate
b) banana e abacaxi
c) ameixa e goiaba
d) maça e limão

24) As espécies frutíferas têm suas variedades. Das
espécies frutíferas abaixo, Quintal, Linda e Wagner são
tipos de:

a) abacaxi
b) ameixa
c) abacate
d) manga

25) A implantação de um viveiro deve ser feita após a
análise cuidadosa da situação do local onde será
instalado, tendo-se em conta diferentes aspectos que,
ajustados entre si, formarão as condições de bom
desenvolvimento. Sobre a orientação do viveiro, é
possível afirmar:

a) deve-se descartar face oeste e dar preferência à face
leste
b) deve-se descartar face sul e dar preferência à face norte
c) deve-se descartar face oeste e dar preferência à face
norte
d) deve-se descartar face sul e dar preferência à face leste

26) O uso de tubetes para a produção de mudas de
eucaliptos e pinos é uma atividade rotineira. No caso
de usar tubetes, os tipos de substratos abaixo são os
mais recomendados, menos:

a) Vermiculita (30%), mais terra de subsolo (10%), mais
matéria orgânica(60%)
b) Terra de subsolo (40%), mais areia (40%), mais esterco
curtido (20%)
c) Vermiculita (40%), mais terra de subsolo(20%), mais
casca de arroz calcinado (40%)
d) Terra de subsolo (50%), mais matéria orgânica (40%),
mais esterco curtido (10%)

27) A principal doença em viveiros florestais é
_____________________ ou tombamento, que é
causado por uma série de fungos do solo. Podendo
ocorrer na pré-emergência ou depois da emergência
de sementes.

a) problema fitossanitário
b) doença foliar
c) doença radicular
d) dumping-off

28) A ___________________________de plântulas nas
sementadeiras, bem como o agrupamento muito
próximo das mudas bem enfolhadas, nas embalagens,
propicia condições microclimáticas favoráveis para a
ocorrência e disseminação de tombamento de mudas
e de outras doenças da parte aérea.

a) alta densidade
b) baixa densidade
c) alta umidade
d) baixa umidade

29) O __________________________ constitui um plano
de medidas voltadas para diminuir o uso de agrotóxicos
na produção convencional, buscando otimizar o uso
desses produtos no sistema.

a) método agroecológico
b) manejo integrado de pragas
c) uso de adubos minerais
d) uso de micronutrientes

30) A rotação de culturas consiste em alternar espécies
vegetais, no decorrer do tempo, numa mesma área
agrícola. O planejamento é imprescindível, pois as
tecnologias utilizadas devem ser praticadas em
conjunto. Dentre as já disponíveis aos agricultores,
pode-se destacar, menos:

a) calagem e adubação
b) semeadura indireta
c) cobertura vegetal do solo
d) silvicultura


GABARITO DA PREF. MUNICIPAL DE VALINHOS:

16-D 17-C 18-A 19-B 20-A 21-A 22-C 23-B 24-C 25-B 26-D 27-D 28-A 29-B 30-B





CONCURSO S G A




CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Julgue os itens seguintes quanto ao manejo, alimentação e
sanidade da avicultura.

_51)_ O milho e o sorgo são os principais componentes volumosos
da ração das aves, possuem excelente palatabilidade, porém
teor protéico inferior tanto qualitativa quanto
quantitativamente, em comparação com a soja, por isso,
adiciona-se farelo cru de soja na ração das aves para corrigir
essa deficiência.

_52)_ Em poedeiras, o aparecimento de ovos com casca mole pode
indicar disfunção fisiológica de glândulas secretoras da
casca. Esses ovos podem aparecer também após o
surgimento de doenças como Newcastle e bronquite
infecciosa ou, ainda, em decorrência de deficiência ou
desproporção de cálcio e fósforo nas rações.
O leite é o primeiro e, às vezes, indispensável, alimento do
homem, porém, apesar de muito nutritivo, é um produto sensível,
facilmente perecível e que absorve odores do meio em que se
encontra. Com relação às boas práticas de coleta e conservação
do leite, julgue os itens a seguir.

_53)_ Após a ordenha, o leite apresenta temperatura de,
aproximadamente, 35 ºC a 36 ºC, necessitando, pois, ser
resfriado para dificultar ou impedir o desenvolvimento da
flora microbiana. O abaixamento da temperatura do leite
pode ser obtido pela utilização de serpentina de água
corrente à temperatura de aproximadamente 22 ºC, pelo
resfriamento em baixas temperaturas, de 3 ºC a 5 ºC, ou pela
adição de peróxido de hidrogênio.

__54) Na fabricação dos diversos tipos de queijo, alguns
procedimentos são comuns e devem ser sempre observados.
Certos cuidados e operações especiais determinam a
diferença entre os tipos de queijo. O leite deve sempre ser
pasteurizado, a menos que seja obtido com higiene máxima,
e manipulado logo após a ordenha. Na pasteurização, o leite
é aquecido à temperatura entre 63 ºC e 65 ºC, durante dez a
quinze minutos, no mínimo, e, após, resfriado até atingir a
faixa de temperatura entre 32 ºC e 36 ºC.

A cultura da mandioca é uma das mais importantes para a
economia local em vários municípios do estado do Acre.
A respeito das práticas fitotécnicas dessa cultura, julgue os itens
de 55 a 61.

_55)_ O plantio da mandioca em fileira dupla apresenta, como
vantagens, a exploração do efeito bordadura e a rotação de
área na mesma gleba de plantio e, como desvantagem, a
diminuição do número de plantas por área.

56)__ O mandarová (Erinnys ello) é o principal vetor das viroses
que atacam o mandiocal.

_57)_ Programas de melhoramento que promovessem maior
produção de sementes de mandioca teriam grande impacto
no cultivo, pois sementes verdadeiras e certificadas
facilitariam operações de semeadura, aumentando a sanidade
e a produtividade.

_58)_ Na seleção das ramas para plantio, deve-se preferir aquelas
provenientes de plantas adultas, com ramificação alta, com
aproximadamente um ano de idade, isentas de pragas e
doenças e cuja medula ocupe, no máximo, metade do
diâmetro da maniva. As manivas devem ter entre 5 e 7 gemas
e comprimento de, aproximadamente, 20 cm.

59) A colheita realiza-se ao término de um ou dois ciclos
vegetativos. Ao completar o desenvolvimento vegetativo, a
mandioca entra em repouso fisiológico, caracterizado pela
queda de folhas do ápice da rama para a base. As raízes
colhidas nessa época destinam-se principalmente para a
mesa. Para a produção de farinha convém colher após esse
período, podendo-se, inclusive, colher após completar-se
outro ciclo fisiológico.

_60) A poda na mandioca é uma prática desvantajosa, todavia,
pode ser feita quando houver necessidade de ramas para o
plantio, quando houver escassez de forragem, ou ataque
severo de brocas e geadas e, restritas ao ramo plagiotrópico,
a dez centímetros do ramo principal.

__61) Atualmente, com a crescente preocupação da substituição da
matriz petrolífera, a mandioca apresenta-se como alternativa
à cana-de-açúcar na produção de álcool. Algumas plantas da
mesma família da mandioca, como a mamona e o pinhãomanso,
são explorados para extração de óleo ou biodísel.

Um técnico foi encarregado de conferir a regulagem das
máquinas e implementos que serão utilizados na semeadura de
300 ha de arroz, em linhas espaçadas de 0,4 m. Para isso, ele
dispõe das seguintes informações: a roda motriz da semeadora
tem diâmetro de 0,5 m e apresenta patinhagem de 5%; a
semeadura será realizada em turnos de trabalho de oito horas
diárias.
Em face dessa situação, julgue os itens subseqüentes.
_62)_ Deve-se observar aproximadamente 165 g de adubo a cada
dez voltas da roda compactadora para cada 250 kg de adubo
a ser distribuído por hectare.

_63)_ Com uma cultivar cujo peso de 100 sementes seja de,
aproximadamente, 3 g, deve contar, no máximo, 50 sementes
por metro de deslocamento do conjunto trator-implemento
ao se utilizar 40 kg/ha.

_64)_ Caso se utilize uma semeadora com 15 discos de semeadura,
se o conjunto trator-implemento se deslocar à velocidade de
5 km/h, o trabalho será concluído em aproximadamente uma
semana.

__65) Nesse tipo de cultura, pode-se encontrar Cyperus,
Echinochloa e Oryza, gêneros de plantas que provocam
competição interespecífica com o arroz cultivado, causando,
pois, redução de produtividade.
________
A banana é uma cultura tipicamente tropical cujos frutos são dos
mais consumidos no mundo, sobretudo no Brasil, que é um dos
maiores produtores. Praticamente toda a região Norte apresenta
condições climáticas favoráveis à exploração da bananicultura.
Considerando a importância dessa cultura para a economia e os
hábitos dos acreanos, julgue os itens seguintes.
_66)_ O moko é uma doença vascular provocada por bactéria do
gênero Ralstonia que pode apresentar, como sintomas, o
escurecimento, com coloração de tons avermelhados, dos
feixes vasculares do cilindro central no rizoma, do
pseudocaule e do engaço (que também exsuda pus
bacteriano) e, nos frutos, podridão seca, escurecimento de
polpa e maturação desuniforme.

_67)_ O mal-do-panamá causa rachadura na planta porque sua
infecção ocorre da periferia para o centro do pseudocaule,
apresentando também murcha, amarelecimento e necrose das
folhas mais velhas.

68)__ A abelha irapuá (Trigona spp), atraída para a inflorescência
pela abscisão resultante da queda das brácteas e flores
masculinas, é totalmente inócua e inútil em cultivos
comerciais, pois não tem potencial de transmitir patógenos,
nem tampouco é importante para a polinização do bananal,
uma vez que o fruto — banana — é produzido a partir de
partenocarpia, não apresentando, pois, sementes.

69) Em todo o Brasil é proibida a comercialização de banana em
cacho e(ou) com folhas.

_70) Sigatoka é um problema para a bananicultura. As duas
sigatokas são causadas pelo mesmo agente etiológico;
todavia, há predominância da cor escura na sigatoka-negra
que também apresenta maior número de lesões, com bordos
irregulares, concentradas ao longo da nervura central.

_71)_ A bananeira é uma planta de propagação tipicamente
vegetativa. Os tipos de mudas utilizadas nos bananais são:
chifre, chifrinho e chifrão, guarda-chuva, adulta, rizoma com
filho aderido e pedaço de rizoma. Na prática, são
selecionadas as mudas mais vigorosas e que vão garantir
maior uniformidade dos pomares, de forma cônica e com
altura variando entre 0,5 m e 1,5 m, ou seja, o tipo adulta.

__72) O azul-da-bananeira é sintoma característico de grave
deficiência de fósforo.
Julgue os itens subseqüentes, de acordo com a
Lei n.º 10.711/2003, que dispõe sobre o sistema nacional de
sementes e mudas.

73)__ O material coletado por pesquisador junto a uma
comunidade rural e prontamente multiplicado e
comercializado junto a agricultores é reconhecido como
semente genética.

_74)_ Semente é o material de reprodução vegetal de qualquer
gênero, espécie ou cultivar, proveniente, exclusivamente, de
reprodução sexuada, que tenha finalidade específica de
semeadura.

A eficiência e(ou) a eficácia dos agrotóxicos em geral depende de
vários fatores e, às vezes, de equipamentos ou componentes de
tamanho reduzido, como os bicos de pulverização. Acerca das
características desse componente e da sua escolha correta de
acordo com o serviço a ser executado, julgue os itens seguintes.

__75) O bico de jato ou leque, em que o jato assume o aspecto de
um leque, com superfície coberta elíptica, requer pressão de
trabalho em equipamento terrestre entre 20 psi e 60 psi,
gerando gotas relativamente grandes, sendo, pois,
recomendado para aplicações de herbicidas pré-emergentes
e em plantio direto.

_76)_ Nos bicos de jato, o produto é lançado sobre um disco
rotativo e, sob ação da força centrífuga gerada por esse
disco, desintegra-se em gotículas, formando um cone cheio
ou um cone vazio. Esse tipo de bico requer pressão de
trabalho maior do que aqueles do tipo leque, produzindo
pulverização fina e muito fina, e é recomendado nas
aplicações de inseticidas, acaricidas, fungicidas e herbicidas
pós-emergentes.

O projeto de qualquer sistema de irrigação requer o conhecimento
prévio da quantidade de água a fornecer ao conjunto solo-águaplanta
para satisfazer as necessidades hídricas das culturas. A
respeito desse assunto, julgue os itens a seguir.

_77)_ Em função da textura e estrutura do solo, a água proveniente
da chuva ou irrigação se infiltra com velocidades distintas.
No solo, inicialmente seco, a água infiltra com menor
velocidade. Essa velocidade aumenta gradualmente, à
medida que os poros vão sendo liberados do ar.

_78)_ A densidade do solo (d) é a relação entre a massa de fração
sólida (m
s
) e o volume por ela ocupado (V
s
) e obedece a
seguinte relação: d = m
s
× V
s
.
_79) Em solos de textura argilosa, predominam os microporos,
que, por efeito da capilaridade e da tensão superficial, retêm
mais água que os solos de textura grossa, em que
predominam os macroporos.

80)_ Após drenagem gravitacional da água proveniente de um
solo saturado, o solo alcança, depois de determinado tempo,
um estado de umidade ―aparentemente de equilíbrio‖, que se
denomina capacidade de campo.

_81)_ Os solos de texturas médias que possuem porções
equilibradas de argila e silte são mais adequados para o
desenvolvimento das raízes das plantas já que apresentam
condições satisfatórias de drenagem, aeração e retenção de
água.

O cupuaçuzeiro — Theobroma grandiflorum (Willd. ex. Spreng.)
Schum — é uma fruteira que se desenvolve espontaneamente nas
matas da região amazônica. Geralmente é procurado pelo sabor
típico de seus frutos, para aproveitamento de sua polpa e
sementes pelas indústrias alimentícias e de cosméticos, em
virtude de suas propriedades sensoriais e químicas. A produção
do cupuaçuzeiro, no Brasil, concentra-se na região amazônica,
sendo o estado do Pará o principal produtor, seguido de
Amazonas, Rondônia e Acre. Acerca da cultura do cupuaçu,
julgue os itens que se seguem.

_82)_ A vassoura de bruxa — Crinipellis perniciosa (Stahel)
Singer —, que causa grandes danos econômicos para a
cultura do cacaueiro, não afeta a cultura do cupuaçuzeiro,
embora ambos sejam do mesmo gênero.

83)__ Mesmo não havendo restrição climática, observou-se que,
quanto à aptidão de uso de terra, o estado do Acre possui
apenas 28% de terras aptas e 72% inaptas ou restritas para a
exploração da cultura.

_84)_ Apesar de ser amplamente produzida e de existirem métodos
de propagação por enxertia, a propagação via semente ainda
é a mais utilizada comercialmente.

_85)_ Por ser uma planta rústica, o cupuaçuzeiro não necessita de
podas. É até prejudicial ao seu desenvolvimento a utilização
dessa técnica.

_86)_ Apesar de ser cultivado comercialmente, ainda não existem
variedades definidas para o cupuaçuzeiro.

Dentro da fitopatologia, o termo manejo integrado de doenças
(MID) integra muitas ações com o objetivo de reduzir ou eliminar
as perdas provocadas por doenças, mediante a interferência no
ciclo das relações patógeno-hospedeiro, que envolve as fases de
sobrevivência, disseminação, infecção, colonização e reprodução.
Acerca desse assunto, julgue os itens a seguir.

87)__ A evasão é um controle de doenças de plantas em que a
prevenção é feita pelo plantio em épocas/áreas, quando/onde
o inóculo é ineficiente.

_88)_ O MID é baseado na previsão do desenvolvimento de
doenças sob condições ambientais, seguida pela aplicação de
fungicida.

89) A erradicação é um tipo de controle de doenças de plantas
para prevenção do estabelecimento do patógeno mediante a
interferência na sua sobrevivência.

90) Entre os métodos de controle utilizado no MID estão o
controle químico, o controle cultural e o controle físico, com
exceção da refrigeração. As baixas temperaturas favorecem
a entrada de patógenos.

91)_ No MID, o tratamento à base de fungicida na pós-colheita
pode ser utilizado sem restrição.

Com relação à estação de monta em bovinos de corte, julgue os
itens que se seguem.

92)_ A estação de monta é o período em que ocorre a reprodução
em bovinos de corte. Ela deve ser iniciada com o início das
chuvas e deve durar de 90 a 120 dias.

93)_ A prática da estação de monta é importante na seleção das
matrizes, por isso, deve-se selecionar matrizes que concebam
no final da estação.
94)_ O início de um programa de estação de monta em uma
propriedade deve durar 90 dias, para que haja uma maior
pressão na seleção das vacas. Depois, essa estação poderá
ser estendida para 120 dias, se isso for melhor para o manejo
da fazenda.

95)_ As novilhas apresentam maior taxa de fertilidade que as
vacas, apesar de serem animais que estão em crescimento.
Iniciando-se o manejo reprodutivo desses animais 30 dias
antes da estação de monta, pode-se adiantar a parição e,
conseqüentemente, aumentar o tempo de recuperação para a
próxima estação.

96)_ O escore corporal é uma medida muito subjetiva, portanto
não deve ser utilizado para avaliação das matrizes antes do
início da estação de monta.

Com relação às raças leiteiras mais utilizadas nos sistemas de
produção do Brasil, julgue os item que se seguem.

97)_ A raça holandesa preta e branca é a mais difundida no
sistema de produção brasileiro, pois é a mais produtiva e
com a maior concentração de sólidos totais no leite.

98)_ As raças zebuínas com aptidão leiteira vêm sendo cada vez
mais utilizadas em cruzamentos com raças européias,
entretanto ainda não se tem informações sobre progênies de
touros zebuínos que possam orientar acasalamentos.

99) A raça jersey tem bom potencial em sistemas de produção a
pasto, mas a procura por novilhas dessa raça ainda é
pequena, o que diminui o seu valor de mercado.

_100) A raça girolanda é a mais procurada pelos pecuaristas, pois
apresenta bom potencial de produção a pasto, com lactações
médias de 5.000 a 8.000 L/vaca/lactação.

__101) As raças zebuínas apresentam maiores concentrações de
gordura e proteína no leite, entretanto são menos produtivas
e com menor persistência da lactação.

A partir da década de 70 do século passado, a pimenta longa
(Piper hispidinervum) foi estudada por pesquisadores do INPA
e do Museu Emílio Goeldi, destacando-se como uma espécie rica
em óleos essenciais, com rendimento médio de 3,5%. Os
conhecimentos, as práticas e processos desenvolvidos têm
agregado valor a esse recurso natural amazônico, com inserção no
mercado, e tornando-o uma fonte alternativa de renda e emprego
para os produtores organizados em pequenas associações do meio
rural, principalmente nos estados do Acre e Rondônia. Com
referência à cultura da pimenta longa e aos subprodutos dela
extraídos, julgue os próximos itens.

_102)_ A murcha-bacteriana, recentemente encontrada infectando
pimenta longa, ataca espécies pertencentes a mais de 50
famílias botânicas, principalmente as solanáceas. O patógeno
sobrevive também em várias espécies de plantas daninhas
sem expressar nenhum sintoma da doença.

_103)_ Empregado pela indústria química, o safrol é um importante
fixador de fragrâncias; já o butóxido de piperonila (PBO) é
usado como agente sinergístico nos inseticidas naturais,
como piretrium.

_104)_ O óleo retirado das folhas e dos ramos secundários de
plantas melhoradas apresenta teores de safrol entre 88% e
95%.

_105)_ O ciclo fenológico da pimenta longa nativa em capoeira é de
3 a 14 anos, com média de 7,1 anos.
Com relação a execução penal, à luz da legislação correlata,
julgue os itens de 106 a 115.

__106) O trabalho do condenado constitui dever social e condição
de dignidade humana, tendo finalidade precipuamente
lucrativa, e sujeita-se ao regime da Consolidação das Leis do
Trabalho (CLT).

_107)_ O preso tem direito à previdência social e constituição de
pecúlio.

_108)_ Considere a seguinte situação hipotética.
Técio, condenado pela prática de crime de roubo a pena de
5 anos e 4 meses de reclusão em regime fechado, por ser
reincidente, praticou, no presídio, fato previsto como crime
doloso, que ocasionou subversão da disciplina interna.
Nessa situação, pode se sujeitar o condenado Técio, sem
prejuízo da sanção penal, ao regime disciplinar diferenciado,
com duração máxima de 360 dias, sem prejuízo de repetição
da sanção por nova falta grave de mesma espécie, até o
limite de um sexto da pena aplicada.

_109)) Considere a seguinte situação hipotética.
Reginaldo, condenado pela prática de crime de tráfico de
entorpecentes a pena de 5 anos de reclusão, em regime
fechado, por ser reincidente, tentou fornecer para seu
comparsa Geraldo, preso na mesma unidade, aparelho de
rádio que permitiria a comunicação entre ambos, e com o
ambiente externo, mas não logrou êxito em sua empreitada,
em face da pronta ação dos agentes penitenciários.
Nessa situação, Reginaldo praticou falta grave, mas,
considerando que houve apenas tentativa, será a mesma
desclassificada para falta média.

_110)_ A condenada gestante, desde que beneficiária do regime
aberto, poderá se recolher em residência particular.

_111)__ Considera-se egresso o preso provisório que foi absolvido
por sentença criminal transitada em julgado, tendo sido
expedido, em conseqüência, alvará de soltura.

__112)_ Ao internado é assegurada a liberdade de contratação de
médico de sua confiança pessoal, a fim de orientar e
acompanhar o tratamento. No caso de divergência entre o
médico oficial e o particular, prevalecerá a posição do
médico oficial.

__113)_ Tendo o condenado praticado falta disciplinar grave, será
instaurado o respectivo procedimento para a sua apuração,
não havendo necessidade, por se tratar de procedimento
administrativo, de se assegurar o direito de defesa do
condenado.
___114) A autoridade administrativa poderá decretar o isolamento
preventivo do faltoso pelo prazo de até dez dias, mas a
inclusão do preso no regime disciplinar diferenciado, no
interesse da disciplina e da averiguação do fato, dependerá
de despacho do juiz competente.

_115)__ O tempo de isolamento ou de inclusão preventiva no regime
disciplinar diferenciado não será computado no período de
cumprimento da sanção disciplinar.

No que tange às regras mínimas para o tratamento do preso no
Brasil, julgue os itens que se seguem.

__116)_ Os castigos corporais, clausura em cela escura e sanções
coletivas são expressamente proibidos como formas de
sanções disciplinares.
__117)_ As algemas não podem ser usadas pelos agentes
penitenciários como instrumento de punição.

_118)__ Em nenhuma situação poderá ser restringido o direito do
preso a se corresponder com o mundo externo
.
__119) O preso provisório, assim como o preso definitivo, não tem
assegurados os seus direitos políticos.

_120)_ Em caso de falecimento ou de doença grave de cônjuge do
preso, deverá ser permitida a visita do preso a seu cônjuge,
sob custódia.









GABARITO S G A:

51-E 52-C 53-E 54-C 55-E 56-E 57-E 58-C 59-C 60-E 61-C 62-C 63-E 64-C 65-C 66-C 67-C 68-E 69-C 70-E 71-E 72-E 73-
C 74-E

75-C 76-E 77-E 78-E 79-C 80-C 81-82-E 83-C 84-C 85-E 86-E 87-C 88-C89-C 90-E 91-E 92-C 93-E 94-E 95-C 96-E 97-E
98-E

99-C 100-E 101-C 102-C 103-C 104-C 105-C 106-E 107-C 108-C 109-E 110-C 111-E 112-E 113-E 114-C 115-E 116-C
117-C

118-N 119-E 120-C












CONCURSO DO B N B






PROVA OBJETIVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS - ENGENHARIA AGRONÔMICA

31. Assinale a alternativa que completa o seguinte enunciado: ―O desenvolvimento rural sustentável só é alcançado
quando...‖

A) for realizado sem a mobilização geográfica e social da população, isto é, o progresso deve ser levado para o campo, e
não o
contrário, provocando o esvaziamento da população rural, que, emigrando, vai marginalizar-se nas metrópoles.
B) tiver como resultados uma produtividade mais elevada, um maior nível de emprego e de renda para a população, sem
necessariamente ter o crescimento econômico.
C) tratar-se de um processo transdisciplinar, que exija um planejamento amplo e detalhado e o pleno engajamento do
governo
com a sociedade.
D) postular a modernização e a monetarização da sociedade rural, assim como a interação do local com o global, prevendo
a
promoção apenas das atividades agrícolas nas zonas rurais e a inclusão do setor agrícola com os setores industriais e de
serviços.
E) contemplar os fatores endógenos, de ordem estrutural, econômica, política e administrativa, nacional e regional, e os
fatores
exógenos, como condições climáticas e políticas internacionais podem ser superadas.

32. Acerca do modelo de cooperativa adotado no Brasil, assinale a alternativa CORRETA.

A) A cooperativa dá ênfase ao capital, permitindo a distribuição justa da renda, descentralizando-a entre os cooperados.
B) A cooperativa procura resolver algumas distorções que o sistema capitalista apresenta, dificultando inovações e,
principalmente, evitando que as comunidades caminhem em direção a uma proposta de cooperativismo autogestionário,
participativo e democrático popular.
C) A cooperativa é uma associação de pessoas que se uniram voluntariamente para realizar objetivos comuns, por meio da
formação de uma organização administrada e controlada democraticamente, fornecendo contribuições eqüitativas para o
capital necessário e assumindo, de forma igualitária, os riscos e benefícios do empreendimento no qual os cooperados
participam ativamente.
D) A cooperativa é uma associação autônoma de pessoas que se uniram voluntariamente para atender às suas
necessidades e
aspirações econômicas, sociais e culturais comuns, por meio de uma empresa de propriedade conjunta e democraticamente
controlada.
E) A cooperativa se baseia nos valores de ajuda mútua, responsabilidade, democracia, igualdade, eqüidade e solidariedade,
e
seus membros acreditam nos valores éticos da honestidade, transparência, responsabilidade social, preocupando-se com os
demais integrantes.
M = [ ]

33. Considerando a análise do desempenho de uma cadeia agroindustrial, sob a perspectiva sistêmica, assinale a
alternativa
CORRETA.

A) Analisar o desempenho de uma cadeia agroindustrial, sob a perspectiva sistêmica, significa compreender a sua estrutura
e o
seu funcionamento, examinando cada um de seus segmentos de produção e serviços, identificando e analisando as
relações
que se estabelecem entre eles.
B) Analisar o desempenho de uma cadeia agroindustrial, sob a perspectiva sistêmica, significa compreender que as relações
estabelecidas entre os atores, tais como produtores, processadores, distribuidores e consumidores, demandam apenas o
alinhamento horizontal, seja na forma de contratos formais ou informais, alianças, e integração entre empresas.
C) A presença de cooperativas como organizações que promovem a coordenação horizontal na cadeia é uma característica
marcante no segmento agroindustrial.
D) Diversas correntes metodológicas têm abordado a questão do agronegócio. Dentre elas se destaca a abordagem de
Harvard,
a abordagem da Escola Francesa de organização industrial e, no Brasil, a abordagem do Sistema Agroalimentar (SAG) e do
Complexo Agroindustrial (CAI). É importante destacar que essas abordagens são necessariamente contraditórias entre si.
E) As mudanças no cenário competitivo nacional e internacional têm exigido uma nova postura por parte das empresas, que
estão buscando cada vez mais mecanismos eficientes de coordenação das atividades produtivas, mas apesar do setor
conviver com fortes diferenças no que tange ao grau de desenvolvimento competitivo das suas cadeias, pode-se observar
que a preocupação por melhorias não é generalizada.

34. Na atualidade, os componentes mais importantes para uma cadeia produtiva, são:

A) terra, capital e trabalho.
B) tecnologia, trabalho, capital e terra.
C) organizações de produtores, mercado, tecnologia, trabalho, capital e terra.
D) mercado, tecnologia, trabalho, capital e terra.
E) crédito, mercado, tecnologia, trabalho, capital e terra.

35. A troca de cátions que ocorre no solo é instantânea e reversível. O poder desalojante dos cátions é
conseqüência de:

A) valência do cátion: quanto maior a valência, em igualdade de concentração, menor o poder desalojante.
B) raio iônico do cátion: os de maior raio iônico têm menor poder desalojante que os de menor raio iônico.
C) hidratação do cátion: os mais hidratados são desalojados pelos menos hidratados.
D) concentração do cátion: os de menor concentração desalojam os que estão em maior concentração.
E) número de coordenação do cátion: os de maior número de coordenação têm poder desalojante maior.

36. O uso do solo para fins agrícolas, deve ser feito sempre a partir de uma perspectiva conservacionista. As
categorias do
sistema de classificação da capacidade de uso do solo estão assim hierarquizadas:

A) grupos de capacidade de uso (A, B e C): estabelecidos com base nos tipos de intensidade de uso das terras.
B) classes de capacidade de uso (I a VIII): baseadas na natureza da limitação de uso.
C) subclasses de capacidade de uso (IIe, IIIe, IIIa etc.): baseadas em condições específicas que afetam o uso ou manejo
das
terras.
D) unidades de capacidade de uso (IIe-1, IIe-2, IIIe-1 etc.): baseadas no grau de limitação de uso.
E) subunidades de capacidade de uso: baseadas em observações visuais no campo.

37. A umidade e a densidade são alguns dos atributos requeridos para o monitoramento do solo. Uma amostra de
solo foi
analisada com fins de se obter sua umidade com base em massa (u) e com base em volume () e sua densidade
aparente
(da). Dispunha-se dos seguintes dados: massa do solo úmido (msu) = 80 gramas; massa do solo seco (mss) = 67,5
gramas;
volume da amostra = 50cm3. Nesse caso, assinale a alternativa que apresenta os valores CORRETOS de u, e da.

A) u = 18,5%; = 25%; da = 1,35g.cm-3
B) u = 20% ; = 25%; da = 1,35g.cm-3
C) u = 18,5%; = 25%; da = 1,37g.cm-3
D) u = 18,5%; = 30%; da = 1,35g.cm-3
E) u = 20,5%; = 25%; da = 1,35g.cm-3

38. A quantidade de água no solo à disposição das plantas é chamada de Capacidade de Água Disponível (CAD) e é
dada pela
diferença entre:

A) a umidade na capacidade de campo e o solo seco.
B) a umidade na capacidade de campo e no ponto de murcha permanente.
C) a umidade de saturação e a do ponto de murcha permanente.
D) a umidade no ponto de murcha permanente e o solo seco.
E) a umidade de saturação e o solo seco.

39. Os fatores de formação do solo exercem papel fundamental sobre as condições finais de um solo. Sobre o
assunto, marque
a alternativa CORRETA.

A) Relevo forte ondulado, com grande declividade, permite uma maior infiltração da água, ocasionando um menor
escorrimento superficial, favorecendo a atuação dos processos pedogenéticos e a formação de solos profundos.
B) A cobertura vegetal regula as variações térmicas e hídricas, proporcionando condições mais favoráveis às atividades
biológicas. A vegetação também pode exercer uma ação protetora e, assim, permitir que haja um maior desenvolvimento
dos perfis de solo.
C) Solos desenvolvidos de rochas ácidas também são ácidos, entretanto, apresentam elevada disponibilidade de nutrientes.
D) Pode-se constatar que os perfis mais evoluídos apresentam predominância de argilominerais 2:1; enquanto os pouco
desenvolvidos possuem argilominerais 1:1 e oxi-hidróxidos de ferro e alumínio.
E) O clima tem uma forte influência na formação dos solos. Em zonas tropicais, observam-se solos bem profundos e
desenvolvidos e ricos em bases.

40. Sobre os processos de formação do solo, é CORRETO afirmar que:

A) os processos de hidrólise são de grande importância por atuar sobre os silicatos e ocasionar a liberação de cátions que
podem ser absorvidos pelas plantas.
B) a velocidade das reações do intemperismo químico não tem relação com a prévia ação do intemperismo físico.
C) o processo de carbonatação pode iniciar-se pela reação de óxidos de ferro com a água.
D) a oscilação de temperatura não tem importância no intemperismo físico, pois as rochas e os minerais não se alteram com
a
variação da temperatura.
E) o grau de dissolução dos minerais é independente da composição química dos mesmos.

41. Aponte a alternativa CORRETA com relação ao ciclo hidrológico.

A) Diz respeito ao constante movimento da água.
B) Trata apenas das águas superficiais.
C) Relaciona-se com as esferas terrestres, atmosfera, biosfera, litosfera, hidrosfera.
D) Envolve as águas de um modo geral.
E) Abrange o invólucro do globo terrestre das águas superficiais e subterrâneas.

42. Marque a alternativa que contempla as técnicas mais importantes para a locação de poços tubulares profundos,
tendo em
vista a captação de água subterrânea.

A) Radiestesia, geomorfologia e fotogeologia.
B) Geologia, geofísica e radiestesia.
C) Geologia, geofísica e sensores remotos.
D) Geografia física, hidráulica e hidrodinâmica.
E) Fotogeologia, radiestesia e mapeamento.

43. No sistema de coordenadas transversa de mercator universal (UTM) o globo é dividido em zonas de seis graus
cada, com
um meridiano e o paralelo do equador como referências. Qual o valor da coordenada UTM, respectivamente, no
meridiano
e no paralelo de referência, para um ponto localizado a oeste de Greenwich e ao sul do equador?

A) 0 e 500.000
B) 1.000 e 500.000
C) 10.000.000 e 0
D) 500.000 e 10.000.000
E) 10.000.000 e 500.000

44. O satélite CBERS2 apresenta, em seu sensor CCD, quatro bandas espectrais, quais sejam:
Banda 1 2 3 4 5
Espectro (nm) 450 – 520 520 – 590 630 - 690 770 - 890 510 – 730
Qual das bandas espectrais melhor representa o infra-vermelho próximo?

A) Banda 1.
B) Banda 2.
C) Banda 3.
D) Banda 4.
E) Banda 5.

45. Ainda sobre o satélite CBERS2, qual das bandas espectrais seria mais apropriada à identificação de áreas
agrícolas com
elevado vigor vegetativo?

A) Banda 1.
B) Banda 2.
C) Banda 3.
D) Banda 4.
E) Banda 5.

46. Qual técnica pode ser utilizada para melhorar a precisão no georeferenciamento de pontos no campo, utilizando
o GPS?

A) GPS - diferencial.
B) GPS - altimetria.
C) GPS - MNT.
D) GPS - vetorização.
E) GPS - classificação supervisionada de imagens.

47. A umidade do ar é um dos parâmetros condicionantes do desenvolvimento de microorganismos que favorecem
ou limitam
o bom desempenho das plantas cultivadas. Também é reconhecida a sua importância no processo de
evapotranspiração das
culturas e a sua influência no estado energético da atmosfera. A condição de umidade do ar é definida por muitos
parâmetros, entre os quais se pode citar a umidade relativa do ar (UR), normalmente expressa em %. Estudos sobre
esta
variável mostram que:

A) a umidade relativa independe da temperatura do ar.
B) para uma mesma pressão de vapor do ar, a umidade relativa diminui à medida que a temperatura do ar aumenta.
C) a umidade relativa do ar é máxima para uma temperatura (to) somente quando a umidade absoluta for máxima para esta
mesma temperatura (to).
D) o valor máximo da umidade relativa do ar é registrado às 14:00 horas.
E) se a pressão de vapor for muito baixa, a massa de ar se encontra próxima da umidade relativa de saturação.

48. A aptidão climática é um dos critérios empregados na definição do zoneamento agrícola e destina-se a
caracterizar os
parâmetros que determinam o comportamento vegetal, ou seja, aqueles que, em condições extremas,
comprometem o
desenvolvimento da planta. Assinale a alternativa CORRETA.

A) A temperatura basal inferior, a temperatura basal máxima, a temperatura ideal e o fator hídrico são os itens climáticos
usados como referenciais no zoneamento das regiões de adaptabilidade da cultura ao meio ambiente.
B) O zoneamento das regiões de adaptabilidade da cultura ao meio ambiente fundamenta-se na temperatura máxima e
mínima
do solo.
C) O intervalo entre a temperatura basal máxima e a mínima do ar define o nível energético no qual a planta encontra
condições ideais para que o seu desenvolvimento resulte em alta produtividade.
D) A diferença entre a temperatura basal inferior (Tb) e a temperatura ideal (Ti) condiciona o intervalo energético do meio
ambiente mais adequado ao desenvolvimento das plantas.
E) O zoneamento das regiões de adaptabilidade para uma determinada cultura ao meio ambiente se fundamenta, somente,
na
temperatura ideal.

49. Na construção de uma benfeitoria rural, são empregados vários tipos de materiais de construção de origem e
processos de
fabricação diferentes. Um tipo de material litóide empregado é:

A) madeira.
B) telha.
C) ferro.
D) plástico.
E) pedra.

50. A avaliação dos meios de comercialização de produtos agropecuários é feita tendo como referência as suas
principais
funções. Acerca do assunto, marque a alternativa CORRETA.

A) Diante da disponibilidade de crédito, a área agroindustrial adotou processos de comercialização que desempenham a
função
de financiadora da produção rural.
B) A transferência física é a função primária, pois viabiliza a passagem do produto ao longo da cadeia produtiva, garantindo
eficiência ao sistema juntamente com outras atividades inerentes à cadeia produtiva.
C) A função principal dos meios de comercialização é equacionar os riscos e as incertezas. Dentre os diversos riscos,
certamente o Risco Brasil tem lugar de destaque.
D) A transferência física do produto, o financiamento, a indução de ações de coordenação da cadeia produtiva, a
transmissão
de informações e o gerenciamento de risco são as funções principais dos meios de comercialização.
E) A Política de Preços Mínimos não foi o principal instrumento voltado para reduzir os riscos nos meios de comercialização.

51. Na cultura do mamoeiro pode-se afirmar que o objetivo deve ser obter o maior número de plantas hermafroditas
no estande
final do campo, pois estas produzirão frutos alongados que têm inúmeras vantagens sobre os arredondados. Para
conseguir
este objetivo deve-se:

A) selecionar, pelo aspecto visual, as sementes que darão origem a plantas hermafroditas e usar somente estas na
produção de
mudas.
B) selecionar as mudas hermafroditas no viveiro através de características fenotípicas e só levar para o campo as
selecionadas.
C) plantar sementes oriundas do cruzamento entre parentais hermafroditas ou da auto-fecundação dos mesmos e plantar
três
mudas por cova para futura seleção das hermafroditas e eliminação das femininas.
D) controlar o cruzamento utilizando grãos de pólem previamente identificados como hermafroditas.
E) coletar os grãos de pólem em plantas masculinas e fazer o cruzamento com plantas femininas para que possa ocorrer a
produção de sementes que darão origem a plantas hermafroditas.

52. Para a cultura do meloeiro muitas alternativas têm sido buscadas para a diminuição do uso de defensivos
agrícolas. Uma
das práticas rotineiras na Região Nordeste é:

A) a mudança do sistema de irrigação para aspersão convencional visando à redução da incidência de pragas.
B) o uso de tela anti-afídeo em torno do plantio como barreira de proteção.
C) o uso de tecido-não-tecido (TNT) no início do cultivo como barreira de proteção às plantas.
D) a eliminação de toda a vegetação em torno do plantio para evitar a entrada de pragas na área de cultivo.
E) o plantio de áreas em seqüência no sentido do vento predominante.

53. Observando as afirmações a seguir, escolha a alternativa CORRETA.
I. O consórcio de cultivos é prática cultural necessária para o equilíbrio do ecossistema e deve ser preferido.
II. A compostagem com resíduos da própria área de cultivo ajuda na reciclagem dos nutrientes, retornando parte
destes à área
de cultivo.
III. Com o equilíbrio do ecossistema, os problemas com pragas e doenças serão agravados devido ao maior número
de
hospedeiros de pragas.

A) Apenas a afirmação I é correta.
B) Apenas a afirmação II é correta.
C) Apenas a afirmação III é correta.
D) Apenas as afirmações I e II são corretas.
E) Todas as afirmações são corretas.

54. O gergelim (Sesamum indicum L.) é uma das espécies oleaginosas mais antigas e usadas pela humanidade. O
principal
produto do gergelim são suas sementes, que possuem elevado valor nutricional, devido a quantidades
significativas de
vitaminas, principalmente do complexo B, e constituintes minerais como cálcio, ferro, fósforo, potássio, magnésio,
sódio,
zinco e selênio. Em relação a esta cultura analise as afirmações a seguir e escolha a opção correta.
I. Para que a população de plantas satisfaça às recomendações de espaçamento e densidade de plantio, em torno de 100
mil
plantas/ha, é necessária a prática de raleamento ou desbaste, deixando as plantas mais vigorosas e retirando as
excedentes.
II. O gergelim é cultivado em climas tropical, subtropical e zonas temperadas, existindo uma grande diversidade de tipos
bem
adaptados às suas localidades.
III. A operação de colheita deve ser realizada assim que as hastes, folhas e cápsulas atinjam o amarelecimento completo, e
antes que as cápsulas estejam totalmente abertas
.
A) Apenas a afirmação I é correta.
B) Apenas a afirmação II é correta.
C) Apenas a afirmação III é correta.
D) As afirmações I e II são corretas.
E) Todas as afirmações são corretas.

55. A colheita e o beneficiamento são as operações consideradas mais críticas em relação a injúrias mecânicas em
sementes,
podendo provocar danos com efeitos imediatos ou latentes. Verifica-se que, em qualquer dessas operações, a
umidade das
sementes exerce influência direta sobre a intensidade dos prejuízos causados. Sobre o assunto, tem-se constatado
que:

A) os efeitos imediatos são mais intensos em sementes úmidas (grau de umidade c 20%).
B) tanto os efeitos imediatos como os latentes são mais problemáticos em sementes úmidas (grau de umidade c 20%).
C) tanto os efeitos imediatos como os latentes são mais problemáticos em sementes secas (grau de umidade o 12,0%).
D) os efeitos latentes ocorrem principalmente em sementes secas (grau de umidade o 12,0%).
E) os efeitos imediatos são mais intensos em sementes secas (grau de umidade o 12,0%).

56. O valor cultural é utilizado principalmente para o cálculo da quantidade de sementes, geralmente de forrageiras,
a ser
semeada por unidade de área. Para determinar o percentual do valor cultural, levam-se em consideração os
resultados de:

A) pureza genética e pureza física.
B) teste de tetrazólio e número de sementes sem casca.
C) germinação e exame de sementes nocivas.
D) peso de mil sementes e grau de umidade.
E) germinação e pureza física.

57. Durante o armazenamento, as sementes podem sofrer a ação danosa de vários fatores externos, acarretando
graves prejuízos
à sua qualidade. Dentre esses fatores, dois grupos de fungos, denominados fungos de armazenamento, destacam-
se por
provocarem redução da germinação, descoloração do tegumento, alterações bioquímicas, produção de toxinas e
redução do
peso da semente. Esses fungos, são espécies dos gêneros:

A) Pythium e Phytophthora.
B) Verticillium e Fusarium.
C) Colletotrichum e Verticillium.
D) Fusarium e Colletotrichum.
E) Aspergillus e Penicillium

58. Qual o valor da lâmina líquida a ser aplicada em uma área irrigada por aspersão convencional apresentando
umidade na
capacidade de campo de 0,25 cm3 cm-3, umidade atual de 0,20 cm3 cm-3, profundidade efetiva do sistema radicular
de 50
cm?

A) 15 mm
B) 25 mm
C) 35 mm
D) 45 mm
E) 50 mm

59. Dado que a capacidade de água disponível (CAD) no solo, na profundidade efetiva do sistema radicular da
cultura, é de 50
mm e que deve-se efetuar a irrigação quando 50% da CAD tiver sido consumida em um campo cultivado, que
apresenta
evapotranspiração real da cultura média de 5 mm/dia, qual deverá ser o turno de rega esperado?

A) Quatro dias.
B) Cinco dias.
C) Seis dias.
D) Sete dias.
E) Oito dias.

60. Para a caracterização da velocidade de infiltração da água no solo, foi conduzido um teste de campo utilizando-
se um
cilindro infiltrômetro, tendo sido obtida a função expressa pelo gráfico abaixo apresentado. Qual o valor provável da
velocidade de infiltração básica (VIB)?

A) 20 mm/h
B) 15 mm/h
C) 10 mm/h
D) 5 mm/h
E) 0 mm/h

61. Um microaspersor autocompensante apresenta sua relação funcional entre vazão e pressão expressa na forma
exponencial,
conforme a equação a seguir:
Q = 45 x Hx
sendo Q a vazão do emissor em L/h, H a carga de pressão em m.c.a. e x o expoente de H.
Qual deverá ser o valor mais próximo de x para o emissor?

A) -1,0
B) -0,5
C) 0,0
D) 0,5
E) 1,0

62. Uma floresta manejada de forma adequada deve proporcionar anualmente um rendimento regular e igual, o qual
terá de ser
equivalente à produção normal da floresta (TAYLOR, 1979). A exploração torna-se possível, quando baseada no
controle
do material lenhoso em crescimento e no Incremento Médio Anual (IMA), relacionados às condições da floresta. O
modelo
de exploração pode ser expresso em função do:

A) controle de áreas.
B) controle de rendimentos.
C) controle de classes.
D) controle de rendimentos e de classes.
E) controle de áreas, de rendimentos e de classes.

63. A produção líquida de um povoamento florestal resulta do:

A) crescimento das árvores em tamanho, volume e peso.
B) incremento em altura.
C) incremento em volume.
D) incremento em área basal.
E) incremento em diâmetro.

64. Sustentabilidade é a versão do conceito de produção sustentável e que se caracteriza por uma base ecológica.
Sendo assim,
pode-se defini-la como:

A) a colheita de alimentos em um sistema com renovação do sistema de produção.
B) a colheita de alimentos em sistemas tradicionais.
C) a colheita perpétua de biomassa de um sistema de produção.
D) a colheita de alimentos em ecossistemas naturais.
E) a colheita de biomassa em um sistema perpetuamente, porque a sua capacidade de renovar ou ser renovado não é
comprometida.

65. A legislação ambiental dos tempos atuais tem sua origem associada à Lei nº 4.771 de 1965, que:

A) instituiu o Conselho Nacional de Meio Ambiente (CONAMA).
B) instituiu o Código Florestal Brasileiro.
C) trata das Diretrizes e Bases para o Meio Ambiente.
D) criou o Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal.
E) trata da Recuperação de Áreas Degradadas.

66. Um agricultor pretende implantar, em uma área de 140 hectares, uma determinada cultura, com uma semeadora -
adubadora de 8 linhas e largura de trabalho de 4,0 m. Ele pretende trabalhar com uma velocidade de 0,5 km/h para
obter
uma eficiência operacional de campo de 70%. Quantas horas serão necessárias para efetuar o plantio?

A) 100 h
B) 115 h
C) 118 h
D) 120 h
E) 140 h

67. O escrêiper é um equipamento que pode ser utilizado na construção de estradas e pequenas barragens.
Assinale a
alternativa que NÃO contempla uma de suas finalidades.

A) Escavar.
B) Carregar.
C) Transportar
D) Fazer a compactação do solo.
E) Espalhar o material.

68. A Cédula do Produto Rural (CPR) é um título que pode ser emitido por produtores rurais e suas cooperativas
para a venda
antecipada da sua produção, visando obter recursos para o plantio. Assinale a alternativa que apresenta as
vantagens desse
título.
A) Cria maior atração para os investidores que são do ramo do agronegócio.
B) Difunde entre os produtores o hábito de negociar no mercado interno agrícola.
C) Aumenta o número de vendedores potenciais.
D) Reduz o diferencial entre os preços dos momentos de contratação e de liquidação do título.
E) Reduz os custos fixos.

69. Assinale a alternativa CORRETA acerca da análise de projetos agropecuários.

A) Admite-se que um projeto se refere a um tema específico, requer quantidades definidas de recursos e de tempo e
estabelece
resultados tipicamente qualificáveis.
B) Avaliar o investimento total é uma das tarefas mais importantes associada à viabilidade do projeto.
C) Como aos valores de investimentos sempre estão associadas incertezas, será sempre conveniente que a cada parcela
do
investimento seja alocada uma estimativa do erro admitido. Tal estimativa do erro é uma tolerância do valor estimado, ou
seja, um custo de oportunidade.
D) O capital próprio de um projeto é determinado pela diferença entre o total de aplicações e o capital de terceiros, ou seja, o
aporte de terceiros é a parcela não financiada do projeto.
E) A taxa interna de retorno tem sido considerada como o método fundamental para a seleção de propostas alternativas de
investimentos. Essa taxa leva em consideração o valor do dinheiro no tempo e é a mais utilizada pelas empresas em suas
decisões de investimento.

70. Na construção de um galpão para aves, foi utilizado um tirante de aço com 21 m de comprimento, 2 cm de
diâmetro e
módulo de elasticidade de 2.100.000 kg/cm2. O tirante deve resistir a uma força de 3.140 kg. Qual a sua variação de
comprimento total devido à força aplicada?

A) 0,5 cm
B) 0,75 cm
C) 1,0 cm
D) 1,5 cm
E) 2,0 cm
12 / 15

Questão Única
Você é contratado(a) para ser Responsável Técnico(a) de uma empresa agrícola, que deseja implantar, no Estado de
Pernambuco, um campo de 100 (cem) hectares de milho, cultivar BR 106, visando à produção de sementes da classe
Certificada. Descreva como você procederia em relação às recomendações (medidas) técnicas, levando em consideração
todas
as etapas (da escolha da região à colheita) que devem ser adotadas na produção de um campo de sementes.


GABARITO B N B:


31-E 32-B 33-A 34-C 35-C 36-A 37-A 38-B 39-B 40-A 41-C 42-C 43-D 44-D 45-D 46-A 47-B 48-A 49-E 50-D

51-D 52-C 53-D 54-E 55-E 56-E 57-E 58-B 59-B 60-D 61-C 62-E 63-A 64-E 65-B 66-A 67-D 68-D 69-B 70-C





PREFEITURA DE BUÍQUE – PE



Prefeitura Municipal de Buíque
Concurso Público 2006

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

11)Considerando os sintomas decorrentes da deficiência de
nutrientes em plantas, correlacione a coluna da esquerda com a
coluna da direita.
1. folhas amarelas com nervuras verdes ( ) fósforo
2. grãos chochos ( ) nitrogênio
3. acamamento ( ) manganês
4. murchamento e morte da gemas terminais ( ) cálcio
A seqüência correta é:

A) 1, 2, 3 e 4.
B) 2, 1, 3 e 4.
C) 3, 1, 4 e 2.
D) 2, 3, 1 e 4.
E) 4, 3, 2 e 1.

12)Um solo com 35 ppm de fósforo (P) e 47 ppm de potássio (K) é
considerado:

A) alto para P e baixo para K.
B) médio para P e baixo para K.
C) baixo para P e médio para K.
D) alto para P e alto para K.
E) médio para P e médio para K.

13)Nas plantas, são sintomas típicos de deficiência de potássio:

A) clorose.
B) raízes pouco desenvolvidas.
C) pequena frutificação.
D) seca do tecido foliar iniciando pelos bordos das folhas.
E) folhas com limbo e nervuras amarelas.

14)Qual das alternativas abaixo corresponde a uma prática
conservacionista de solo?

A) construção de barragem subterrânea.
B) gradagem.
C) nivelamento.
D) terraceamento.
E) compactação do solo em arroz irrigado por inundação.

15)A Fotogrametria é dividida em:

A) terrestre e aérea.
B) terrestre e espacial.
C) aérea e espacial.
D) terrestre, aérea e espacial.
E) terrestre, aérea e planetária.

16)Na fotogrametria, são imprescindíveis para obtenção de boas
fotografias:

A) a altura constante, velocidade uniforme e tamanho da
aeronave.
B) a velocidade uniforme, o tamanho da aeronave e sua
direção em linha reta.
C) direção em linha reta, velocidade uniforme e altura
constante da aeronave.
D) apenas a qualidade da máquina fotográfica.
E) apenas o planejamento de vôo e a qualidade da máquina
fotográfica.

17)Qual das alternativas abaixo corresponde ao nome do fenômeno
natural que, quando verificado, provoca redução da quantidade
de chuvas no nordeste do Brasil?

A) La niña.
B) El niño.
C) Solistício de verão.
D) Solistício de inverno.
E) Tsuname.

18)Grades aradoras são implementos mais apropriados para solos
de textura:

A) arenosa.
B) argilosa.
C) siltosa.
D) arenosa e argilosa.
E) argilosa e siltosa.

19)Para realização de aração em um solo franco arenoso, qual a
quantidade em hectares por dia que são trabalhados por uma
junta de bois?

A) 0,37.
B) 0,58.
C) 0,99.
D) 1,90.
E) 2,23.

20)Qual a potência de um motor trifásico de um conjunto moto
bomba necessário para irrigar um campo a partir de uma altura
monométrica entre 65 e 80 m, capaz de fornecer uma vazão de
110 a 150 m3/h, utilizando uma tubulação de sucção de 3 pol,
uma tubulação de recalque de 2 ½ pol e um consumo de energia
de 41,30 kw/h?

A) 5 CV.
B) 7,5 CV.
C) 20 a 90 CV.
D) 35 a 90 CV.
E) 65 a 80 CV.

21)Considerando os possíveis problemas operacionais em bomba
hidráulica, correlacione a coluna da esquerda com a da direita.
1. Vazão nula ( ) Velocidade do motor muito alta
2. Sobrecarga do motor ( ) Sucção pouco submersa
3. Vibração na bomba ( ) Rolamentos gastos
4. Consumo de energia
exagerado
( ) Velocidade do motor muito
baixa
A seqüência correta é:

A) 1, 2, 3 e 4.
B) 2, 1, 4 e 3.
C) 3, 2, 1 e 4.
D) 2, 1, 3 e 4.
E) 4, 3, 2 e 1.

22)Em relação à construção de um aviário, é correto afirmar que:

A) em climas quentes, sua largura pode chegar até 14 m.
B) em climas quentes, sua largura pode chegar até 16 m.
C) não se usa mais lanternim em aviários.
D) quanto maior o aviário, menor poderá ser seu pé direito.
E) o pé direito depende da velocidade dos ventos.

230São consideradas plantas hortícolas:

A) batata-doce e inhame.
B) milho e inhame.
C) milheto e inhame.
D) feijão comum e batata-doce.
E) milheto e tomate.

24)As hortaliças são classificadas em:

A) fruto, herbáceas e tuberosas.
B) fruta, lenhosas e tuberosas.
C) fruto, tuberosas e lenhosas.
D) folhosas, herbáceas e tuberosas.
E) folhosas, fruto e tuberosas.

25)São hortaliças semeadas em local definitivo:

A) abóbora e agrião.
B) almeirão e cenoura.
C) coentro e couve-flor.
D) melão e pimentão.
E) repolho e salsa.

26)Assinale a alternativa que não corresponde a uma prática
realizada no tomate industrial.

A) Uso de herbicidas.
B) Controle de Alternaria spp.
C) Tutoramento.
D) Adubação foliar.
E) Semeadura direta.

27)No manejo da cultura da bananeira, após a colheita do cacho,
permanecem na cova:

A) mãe e filha.
B) mãe, filha e neta.
C) filha, neta e bisneta.
D) neta e bisneta.
E) neta e três bisnetas.

28)No cultivo de graviola, a primeira poda de formação é feita
quando a planta atinge:

A) 1,0 metro de altura.
B) 1,5 metros de altura.
C) 2,0 metros de altura.
D) 2,5 metros de altura.
E) 3,0 metros de altura.

29)A cultura do Tapeinochilos em Pernambuco tem sido
prejudicada por:

A) falta de mercado interno.
B) falta de mercado externo.
C) ocorrência de virose.
D) ausência de produtores.
E) falta de crédito.

30)Quanto ao processamento de polpa de frutas, é correto afirmar
que:
A) nenhuma fruta necessita ser descascada antes da
desintegração.
B) o descascamento feito à mão é inviável.
C) os descascadores mecânicos não se adequam às formas da
fruta.
D) apenas alguns frutos necessitam da desintegração para
retirada da polpa.
E) o despolpamento mantém o material fibroso da fruta.

31)Qual a equivalência em Unidade Animal (UA) de suporte
forrageiro necessário à criação de garrotes e garrotas em uma
área semi-árida?

A) 0,18.
B) 0, 27.
C) 0,35.
D) 0,89.
E) 1,05.

32)Na criação de bovinos de corte, qual deve ser a idade ideal para
a primeira cobertura?

A) 12 a 18 meses.
B) 24 a 29 meses.
C) 30 a 36 meses.
D) 32 a 39 meses.
E) 37 a 40 meses.

33)Não é uma gramínea utilizada como forragem na alimentação
animal de bovinos:

A) Capim angolinha.
B) Capim panacho.
C) Capim colonião.
D) Canarana lisa.
E) Milheto
.
34)Assinale a alternativa que corresponde a uma forrageira
propagada por sementes.

A) Capim Guatemala.
B) Cana forrageira.
C) Capim elefante.
D) Tobiatã.
E) Capim angolinha.

35)Assinale o único método de melhoramento inadequado para se
iniciar um trabalho de melhoramento em uma planta alógama.

A) seleção massal.
B) seleção genealógica.
C) seleção recorrente.
D) cruzamento intervarietal.
E) hibridação controlada com polinização aberta.

36)De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e
Abastecimento, Pragas Quarentenárias A1 são aquelas que:

A) causam danos econômicos às plantas e já foram registradas
no país.
B) já foram registradas no país, mas no máximo em duas
regiões geográficas.
C) já existem no país e em todas as regiões geográficas.
D) nunca foram encontradas no país e por conseguinte, sem
legislação quarentenária pertinente.
E) não presentes no país, mas com características de serem
causadoras de danos econômicos, se introduzidas.

37)Entende-se por Pragas Não Quarentenárias Regulamentadas,
aquelas:

A) que raramente ocorrem em plantas e que não causam dano
econômico.
B) que se encontradas em plantas ou parte de plantas
destinadas apenas ao consumo, influem no seu uso
proposto com impactos econômicos inaceitáveis.
C) cuja presença em plantas, ou parte delas, para plantio,
influem no seu uso proposto com impactos econômicos
inaceitáveis.
D) que já foram assinaladas no país e que apresentam sérios
riscos de impacto econômico, mas não apresentam
legislação própria.
E) que já se encontram no país, mas nunca apresentam riscos
de impactos econômicos.

38)Com relação à Convenção Internacional de Proteção de Plantas
(CIPP) é correto afirmar que:

A) é um Tratado assinado durante conferência da OMC.
B) visa a prevenir a entrada de doenças nos países.
C) visa apenas ao controle de doenças vegetais de interesse
internacional.
D) é um tratado assinado durante conferência da FAO.
E) visa apenas à prevenção da disseminação de doenças de
origem animal pelo mundo.

39)De acordo com o que estabelece a Lei Federal no 9.974, de 06
de junho de 2000, é correto afirmar:

A) O fracionamento e a reembalagem de agrotóxicos e afins
com o objetivo de comercialização poderão ser realizados
pela empresa produtora, ou por estabelecimento
devidamente credenciado, sob responsabilidade do mesmo,
em locais e condições previamente autorizados pelos
órgãos competentes.
B) Os usuários de agrotóxicos, seus componentes e afins
deverão efetuar a devolução das embalagens vazias dos
produtos aos estabelecimentos comerciais em que foram
adquiridos, de acordo com as instruções previstas nas
respectivas bulas, no prazo de, até seis meses, contado da
data de compra, ou prazo superior, se autorizado pelo órgão
registrante, podendo a devolução ser intermediada por
postos ou centros de recolhimento, desde que autorizados e
fiscalizados pelo órgão competente.
C) As embalagens rígidas que contiverem formulações
miscíveis ou dispersíveis em água deverão ser submetidas
pelo usuário à operação de tríplice lavagem, ou tecnologia
equivalente, conforme normas técnicas oriundas dos órgãos
competentes e orientação constante de seus rótulos e bulas.
D) As empresas produtoras de equipamentos para
pulverização, no prazo de trezentos e sessenta e cinco dias
da publicação da Lei 9.974, de 06 de junho de 2000, são
obrigadas a inserir nos novos equipamentos adaptações
destinadas a facilitar as operações de tríplice lavagem ou
tecnologia equivalente.
E) Para serem vendidos ou expostos à venda em todo o
território nacional, os agrotóxicos e afins são obrigados a
exibir rótulos próprios e bulas, redigidos em português ou
inglês.

40)Observando o disposto na Lei Federal 9.972, de 25 de maio de
2000, pode-se afirmar:

A) Os padrões oficiais de produtos vegetais, seus subprodutos
e resíduos com e sem valor econômico serão estabelecidos
pelo Ministério da Agricultura e do Abastecimento.
B) É prerrogativa exclusiva do Poder Público a classificação
dos produtos vegetais importados.
C) Em todo o território nacional, a classificação é obrigatória
para os produtos vegetais, seus subprodutos e resíduos com
e sem valor econômico.
D) É mantida, no território nacional, a exigência de
padronização, fiscalização e classificação de produtos
animais, subprodutos e derivados e seus resíduos com e
sem valor econômico, bem como dos produtos de origem
animal destinados ao consumo e à industrialização para o
mercado interno e externo.
E) Ficaram autorizados a exercer a classificação de que trata
esta Lei, mediante credenciamento do Ministério da
Agricultura e do Abastecimento e conforme procedimentos
e exigências contidos em regulamento, apenas os Estados e
o Distrito Federal.



GABARITO DA PREF. DE BUIQUE:



11-D 12-A 13-D 14-D 15-D 16-C 17-B 18-A 19-A 20-E 21-E 22-# 23-A 24-A 25-C 26-C 27-C 28-A 29-C 30-D

31-C 32-C 33-B 34-D 35-E 36-E 37-C 38-D 39-C 40-B





CONCURSO S E P O FISCALIZACÃO AGROPECUÁRIA





CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

21. Receituário agronômico é

(A) a prescrição de um agrotóxico, mencionando o nome
comercial, com recomendação de leitura do manual
de uso e de sua adequada aplicação; e orientação
sobre o uso obrigatório de EPI.
(B)) um diagnóstico sobre a situação fitossanitária de
uma cultura, com indicação de uso adequado de
agrotóxico; emitido por engenheiro agrônomo legalmente
habilitado; emitido para o usuário com recomendação
de leitura de rótulo e bula.
(C) um instrumento de orientação ao usuário quanto ao
produto a ser aplicado na cultura e que contém informações
sobre a tecnologia de aplicação.
(D) um diagnóstico sobre a situação fitossanitária de
uma cultura, com indicação de qualquer produto químico
a ser aplicado; indicação de cuidados de
aplicação; e emitido por engenheiro agrônomo.
(E) a indicação de um agrotóxico comercial; mencionando
dose, forma de aplicação e intervalo de segurança;
e com nome da propriedade rural e identificação
do engenheiro agrônomo.



___________________________________
22. Serviço Quarentenário tem como finalidade manter as
plantas importadas, com permissão do MAPA,

(A)) em instalações especialmente designadas e por
período determinado, para prevenir a entrada de
pragas exóticas no país e impedir a disseminação
das pragas existentes.
(B) sob fiscalização do MAPA por período determinado,
para verificar a presença ou não de pragas exóticas
no país.
(C) sob fiscalização do MAPA ou órgão oficial designado
para esta finalidade, na propriedade importadora,
para detectar a ocorrência de doença exótica.
(D) em instalações especialmente designadas e por
período de 40 dias, para prevenir a entrada de
pragas exóticas no país e impedir a disseminação
das pragas existentes.
(E) em estação quarentenária oficial ou da propriedade
importadora e por um período de 40 dias, para


detectar precocemente a ocorrência de doença
exótica ou endêmica. _________________________________________________________
Instruções: Para cada questão, numeradas de 23 a 24,
assinale a alternativa que contém a resposta
correta em relação ao assunto apresentado.
É correto afirmar que na
23. endemia (A))
24. epidemia (B))
a ocorrência de uma praga

(A) está limitada a determinada área e não se encontra
em expansão.
(B) está aumentando em intensidade e extensão.
(C) está restrita a uma determinada área e está em
expansão.
(D) é epidêmica e atinge vasta área geográfica.
(E) está aumentando em intensidade em determinada
área geográfica.
Instruções: Para cada questão, numeradas de 25 a 26,
assinale a alternativa que contém a resposta
correta em relação ao assunto apresentado.

Defina os conceitos:
25. Prevalência (A))
26. Incidência (B))
é o número de casos

(A) de determinada praga existente em uma população
conhecida em um certo período.
(B) de determinada praga surgidos em um certo período
de tempo em uma população conhecida.
(C) existentes em uma população de plantas expostas
ao risco de adquirir a praga.
(D) de plantas mortas por determinada praga na área
geográfica considerada.
(E) de determinada praga existente em certo período de
tempo em estudo.

_________________________________________________________
27. A Mosca Branca é uma das pragas mais comuns no
Brasil, podendo atacar diversas culturas agrícolas. Em
relação ao uso de agrotóxicos e afins, visando ao controle
químico da referida praga, é correto afirmar:

(A) Considerando que a aplicação do produto para o
controle químico depende da época de aplicação e
da dose do produto, qualquer inseticida é considerado
passível de uso, uma vez que, para a praga
em questão, não são considerados parâmetros
relativos à cultura, período de carência ou limite
máximo de resíduo permitido, conforme disposto em
legislação específica complementar.
(B) Em se tratando de praga extremamente agressiva,
independentemente da cultura que possa atacar,
pode ser aplicado todo e qualquer produto que
proporcione resultados satisfatórios num curto
intervalo de tempo.
(C) Em função da agressividade, é facultado ao usuário
de agrotóxicos e afins, a aplicação de qualquer produto
que, na prática, seja reconhecidamente eficaz,
ainda que não apresente indicações de uso aprovadas
em rótulos e bulas, conforme disciplinado em
legislação específica.
(D) São passíveis de serem aplicados todos e quaisquer
produtos que proporcionem controle eficaz, mesmo
que não apresentem indicações nos rótulos e bulas,
por se tratar de praga polífaga, desde que
respeitado o intervalo de segurança ou período de
carência.
(E)) Devem ser aplicados apenas os produtos prescritos
na receita agronômica e de acordo com as instruções
de uso aprovadas e disponibilizadas no rótulo e
na bula.

28. A Lei no 9.712, de 20/11/98 (publicada no Diário Oficial da
União em 23/11/98), que altera a Lei no 8.171, de
17/01/91, dispõe sobre a Política Agrícola e estabelece a
organização das ações de Vigilância e Defesa Sanitária
Animal e Vegetal sob a coordenação do Poder Público,
nas várias instâncias federativas no âmbito de sua
competência. Em um sistema unificado de Atenção à
Sanidade Agropecuária, compete à instância central e
superior:
I. A vigilância de portos, aeroportos e postos de
fronteiras internacionais.
II. A execução de campanhas de controle de doenças.
III. A coordenação das ações de educação sanitária.
É correto o que se afirma em

(A)) I, apenas.
(B) I e III, apenas.
(C) I, II e III.
(D) II e III, apenas.
(E) III, apenas.

_________________________________________________________
29. Com o objetivo de regulamentar o trânsito de produtos
agrícolas, potenciais veículos de disseminação de pragas
quarentenárias A2 e não quarentenárias regulamentadas,
o MAPA editou a Instrução Normativa no 11 de 27/03/00,
que estabelece o modelo único de permissão de trânsito e
os procedimentos que deverão ser utilizados pelos organismos
responsáveis pela defesa fitossanitária em todas
as Unidades de Federação. Com base nessa Instrução
Normativa, considere:
I. Poderá ser delegada a emissão da Permissão de
Trânsito a qualquer organismo estadual que atue
na área de assistência técnica ou extensão rural.
II. A Permissão de Trânsito deverá ser emitida para
todos os vegetais potenciais veículos das pragas
presentes na lista de pragas Quarentenárias A2 e
não quarentenárias regulamentadas, sempre que
um produto sair da Unidade de Federação onde
ocorra a praga para outra indene.
III. Não poderá ser exigida a emissão de Permissão de
Trânsito, nos casos das Unidades de Federação
onde a praga está presente para outra onde ocorra
a mesma praga e não haja programa oficial de
controle aprovado pelo Departamento de Defesa e
Inspeção Vegetal.
É correto o que se afirma em

(A) I, apenas.
(B) I e II, apenas.
(C) I, II e III.
(D)) II e III, apenas.
(E) III, apenas.


30. A Instrução Normativa no 11, de 27/03/00, estabelece que
o modelo único de Permissão de Trânsito para todas as
Unidades de Federação deve ser emitido em 3 (três) vias
e com prazo máximo de validade, a partir da data de
emissão, de

(A) 7 (sete) dias.
(B)) 15 (quinze) dias.
(C) 30 (trinta) dias.
(D) 60 (sessenta) dias.
(E) 90 (noventa) dias.

_________________________________________________________
31. Para impedir a introdução e a disseminação de pragas e
doenças que possam comprometer o patrimônio fitossanitário
nacional e para manter a competitividade da agricultura
brasileira, tanto em nível nacional como internacional,
o MAPA publicou a Instrução Normativa no 38/99,
estabelecendo a lista de pragas quarentenárias A1, A2 e
não quarentenárias regulamentadas. Com relação a essas
pragas e a essa instrução normativa, considere:
I. Pragas quarentenárias A2 são aquelas já presentes
e amplamente distribuídas no país, sem um Programa
Oficial de Controle.
II. Pragas quarentenárias não regulamentadas são
aquelas cuja presença em plantas ou, em partes de
plantas para plantio, influi no uso proposto com
impactos econômicos inaceitáveis e não há
programa oficial de controle.
III. Pragas quarentenárias A1 são aquelas não presentes
no país, porém, se introduzidas, são potenciais
causadoras de importantes danos econômicos.
É correto o que se afirma em

(A) I, apenas.
(B) I e II, apenas.
(C)) II e III, apenas.
(D) III, apenas.
(E) I, II e III.

_________________________________________________________
32. De acordo com a Instrução Normativa no 38/99, que
estabelece a lista de pragas quarentenárias A1, A2 e não
quarentenárias regulamentadas, são consideradas como
pragas quarentenárias A2:

(A) Ralstonio solanacearum (batata) e Rhizoctonio
solani (batata).
(B) Mycosphaerella fijiensis (banana) e Fusarium spp
(batata).
(C) Xanthomonas axonopodis pv. citri (citros) e
Meloidogyne spp (batata e café).
(D) Xylella fastidiosa (citros) e Fusarium spp (batata).
(E)) Guignardia citricarpa (citros) e Mycosphaerella
fijiensis (banana).


33. A Instrução Normativa no 41/02 estabelece os procedimentos
a serem adotados pelo órgão executor da
Defesa Agropecuária na Unidade da Federação onde for
detectada a presença da praga Sigatoka Negra. Com base
nessa legislação, considere:

I. É permitido o trânsito de plantas e partes de plantas
de bananeiras, oriundas de áreas infestadas, para
áreas ou locais de produção livre de Sigatoka
Negra, desde que acompanhada de Permissão de
Trânsito emitida pelo órgão executor de Defesa
Sanitária Vegetal.
II. Os órgãos estaduais de defesa sanitária vegetal
deverão garantir, nas áreas infestadas, a eliminação
dos bananais infestados ou abandonados, não
cabendo aos proprietários indenização pelas plantas
eliminadas.
III. É obrigatória a emissão de Permissão de Trânsito
de vegetais para o trânsito de plantas e partes de
plantas de bananeira entre todas as Unidades de
Federação, ou mesmo internamente nas Unidades,
naquelas em que exista área ou local de produção
livre oficialmente reconhecidos.
É correto o que se afirma em

(A) I, II e III.
(B) III, apenas.
(C)) II e III, apenas.
(D) I e II, apenas.
(E) I, apenas.

_________________________________________________________
34. A Sigatoka Negra, causada pelo fungo Mycosphaerella
fijiensis, é uma doença agressiva, disseminada através do
vento, da chuva, do transporte de mudas, frutas e partes
de plantas. Infecta tanto folhas novas como velhas,
provocando sua rápida decomposição, induzindo-as à
morte em até 3-4 semanas. O MAPA, visando impedir a
disseminação dessa doença, editou em 21/06/02, a
Instrução Normativa no 41, que estabelece os procedimentos
para caracterização de área ou local de produção
livre de Sigatoka Negra. Considerando tais procedimentos
mencionados nessa legislação, analise:

I. A área onde a praga não está presente, com
ausência demonstrada por evidências científicas e
condição mantida oficialmente, é considerada livre
de Sigatoka Negra.
II. Na área onde não se tem relato de ocorrência da
Sigatoka Negra, com ausência não demonstrada
por evidência científica e onde não ocorre um
efetivo controle da praga pelo órgão executor de
Defesa Agropecuária da Unidade de Federação,
considera-se área indene.
III. O local onde a praga não está presente; as
propriedades ou grupo de propriedades vizinhas
aplicam medidas similares de manejo e controle
fitossanitário, sendo este fato demonstrado por
evidências científicas e esta condição mantida
oficialmente por um tempo definido, é considerado
local de produção livre de Sigatoka Negra.
É correto o que se afirma em
(A) I, apenas.
(B) II, apenas.
(C) II e III, apenas.
(D) III, apenas.
(E)) I, II e III.


35. Considerando o recente registro da ocorrência da Mosca
Negra dos citros na região metropolitana de Belém e
municípios vizinhos do Estado do Pará, e a grande
possibilidade de dispersão desta praga para outras
Unidades de Federação, analise os itens abaixo, de
acordo com a Instrução Normativa no 20, de 21/02/02:

I. Fica restrito o trânsito de plantas e suas partes,
incluindo sementes e material ―in vitro‖, das espécies
hospedeiras da Mosca Negra dos citros,
oriundas de Unidade de Federação onde foi
constatada, por laudo laboratorial, a presença da
praga.
II. Fica restrito o trânsito de plantas e suas partes,
exceto sementes e material ―in vitro‖, das espécies
hospedeiras da Mosca Negra dos citros, oriundas
de Unidade de Federação onde não foi constatada,
por laudo laboratorial, a presença da praga.
III. As plantas e materiais de propagação vegetal das
espécies hospedeiras poderão transitar para fora
da Unidade de Federação quando procedentes de
área livre ou zona de produção livre, aprovada pelo
Departamento de Defesa e Inspeção (DDIV).
É INCORRETO o que se afirma em

(A) I, apenas.
(B)) I e II, apenas.
(C) II e III, apenas.
(D) III, apenas.
(E) I, II e III.

_________________________________________________________
36. A Mosca Negra dos citrus é uma praga polífaga, com potencial
de dano econômico para o mercado interno e externo
de frutas, atacando várias espécies de diferentes famílias
botânicas. Com base na Instrução Normativa no 20,
de 21/02/02, são consideradas espécies hospedeiras
desta praga:

I. citros (Citrus spp.) e abacate (Persea americana
Palto);
II. bananeira (Musa spp) e caju (Anacardium
occidentale);
III. marmelo (Cydonia oblonga) e gengibre (Zingiber
officinale).
É correto o que se afirma em

(A) I, apenas.
(B) II, apenas.
(C)) I, II e III.
(D) II e III, apenas.
(E) III, apenas.


37. No que diz respeito à Instrução Normativa no 20, de
21/02/02, é correto afirmar que

(A) as suspeitas ou constatações de ocorrência de
Mosca Negra dos citros deverão ser notificadas, por
escrito, às autoridades fitossanitárias mais próximas,
somente de âmbito estadual, que deverão repassar
imediatamente as informações ao Departamento de
Defesa e Inspeção Vegetal (DDIV) da Secretaria de
Defesa Agropecuária.
(B) os Secretários de Agricultura, ou autoridades
equivalentes das Unidades de Federação deverão
dar a máxima atenção ao cumprimento da referida
Instrução Normativa, sobretudo nas barreiras fitossanitárias,
exceto em aeroportos e portos utilizados
no trânsito interno de produtos vegetais.
(C) os Secretários do Meio Ambiente e instituições de
pesquisa das Unidades de Federação deverão dar a
máxima atenção ao cumprimento da referida
Instrução Normativa, sobretudo nas barreiras fitossanitárias,
aeroportos e portos utilizados no trânsito
interno e externo de produtos vegetais.
(D)) deverá ser implantado pelos órgãos executores de
defesa vegetal o trabalho de levantamento da
ocorrência da Mosca Negra dos citros, objetivando
delimitar a extensão das áreas afetadas na região,
bem como implantar imediatamente as medidas preconizadas
no Plano Emergencial, com a finalidade
de promover o efetivo controle da praga.
(E) as suspeitas ou constatações de ocorrência de
Mosca Negra dos citros deverão ser notificadas, por
escrito, às autoridades fitossanitárias mais próximas,
somente de âmbito federal, que deverão repassar
imediatamente as informações ao Departamento de
Defesa e Inspeção Vegetal (DDIV) da Secretaria de
Defesa Agropecuária.

_________________________________________________________
38. O transporte de plantas e partes de plantas hospedeiras
da praga Bemisia tabaci, com destino ao Estado do
Amazonas, conforme consta na Instrução Normativa
no 20, de 10/04/03, é permitido:
I. obrigatoriamente em ambiente fechado e lacrado,
quando a Permissão de Trânsito for emitida por
instituição oficial;
II. quando a Permissão de Trânsito for emitida por
instituição oficial, atestando estar livre da referida
praga;
III. em ambiente aberto, desde que haja a permissão
de trânsito emitida por instituição oficial, atestando
estar livre da referida praga.
É correto o que se afirma em

(A) III, apenas.
(B) II e III, apenas.
(C) II, apenas.
(D) I, II e III.
(E)) I e II, apenas.


39. Um profissional da área de Defesa Sanitária Vegetal, no
exercício de sua função, observou várias situações em
relação ao cumprimento da Instrução Normativa no 20, de
21/02/02, que trata do transporte das espécies
hospedeiras da Mosca Negra dos citros (Aleurocanthus
woglumi Ashby). Considerando o transporte e a comercialização
do mangostão (Garcinia mangostana) em áreas
de ocorrência da praga, a situação que NÃO está em
conformidade com essa legislação é:

(A) O veículo de transporte do mangostão é um
caminhão lonado e no certificado fitossanitário de
origem e na permissão de trânsito consta uma
declaração adicional de que os frutos foram submetidos
à lavagem obrigatória.
(B) O veículo de transporte do mangostão está lonado e
os frutos a serem comercializados apresentam-se
com pedúnculo e sem folhas; passaram por controle
nos campos de produção e foram submetidos a
lavagem pós-colheita, sob supervisão do órgão
executor de defesa sanitária vegetal da Unidade de
Federação.
(C) O veículo de transporte do mangostão é um
caminhão do tipo baú e os frutos a serem comercializados
estão com pedúnculo e sem folhas; passaram
por controle nos campos de produção e foram
submetidos a lavagem pós-colheita, sob supervisão
do órgão executor de defesa sanitária vegetal da
Unidade de Federação.
(D)) O veículo de transporte do mangostão é um
caminhão do tipo baú e os frutos a serem comercializados
estão com pedúnculo e com folhas e
foram submetidos a lavagem pós-colheita, sob
supervisão do responsável técnico da propriedade.
(E) O veículo de transporte do fruto é um caminhão do
tipo baú e no certificado fitossanitário de origem e na
permissão de trânsito consta uma declaração
adicional de que os frutos foram submetidos à
lavagem obrigatória.

_________________________________________________________
40. A respeito do trânsito de frutas hospedeiras da mosca da
carambola (Bactrocera carambolae Drew & Hancock), do
Estado do Amapá para outras Unidades de Federação,
considere:
I. O transporte das frutas hospedeiras poderá ser
realizado em recipiente aberto, desde que acompanhado
da Permissão de Trânsito fundamentada em
certificado fitossanitário de Origem, em que conste
que o produto foi cultivado em área livre da praga,
reconhecida pelo DDIV.
II. Toda a carga deverá ser imediatamente destruída
somente se comprovada alguma infestação com a
mosca da carambola, de modo a impedir a sobrevivência
dessa praga. Caso haja comprovação de
infestação com outras espécies de mosca das
frutas, a carga não será obrigatoriamente destruída.
III. O transporte estará sujeito à autorização prévia e,
se for o caso, regulamentação complementar com
base em análise de risco da autoridade fitossanitária
estadual do local de destino da carga.
É correto o que se afirma em

(A) I, II e III.
(B) I e II, apenas.
(C) II, apenas.
(D) II e III, apenas.
(E)) III, apenas.


41. A Portaria no 21, de 25/03/99 diz respeito à nova
ocorrência da mosca da carambola na cidade de Porto
Grande, no Estado do Amapá. Considerando a máxima
atenção que deverá ser dada às barreiras fitossanitárias
interestaduais, aeroportos e portos, a fim de evitar a
dispersão da praga, é correto afirmar que

(A) cabe aos engenheiros agrônomos do Ministério da
Agricultura, Pecuária e Abastecimento e aos engenheiros
agrônomos do órgão executor de defesa
vegetal da Unidade da Federação notificar as suspeitas
de ocorrência da mosca da carambola às
autoridades fitossanitárias mais próximas, as quais
deverão passar imediatamente as informações ao
Departamento de Defesa e Inspeção Vegetal
(DDIV).
(B) somente os engenheiros agrônomos credenciados
para a emissão de Certificado Fitossanitário de Origem
deverão notificar as suspeitas de ocorrência da
mosca da carambola às autoridades fitossanitárias
mais próximas, as quais deverão passar imediatamente
as informações ao Departamento de Defesa
e Inspeção Vegetal (DDIV).
(C)) os engenheiros agrônomos de todo o país deverão
notificar as suspeitas de ocorrência de mosca da
carambola às autoridades fitossanitárias, sejam as
de nível federal ou estadual, que deverão passar
imediatamente as informações ao Departamento de
Defesa e Inspeção Vegetal (DDIV).
(D) somente os engenheiros agrônomos do órgão executor
de defesa vegetal da Unidade da Federação
deverão notificar as suspeitas de ocorrência da
mosca da carambola às autoridades fitossanitárias
mais próximas, as quais deverão passar imediatamente
as informações ao Departamento de Defesa e
Inspeção Vegetal (DDIV).
(E) somente os engenheiros agrônomos do Ministério da
Agricultura, Pecuária e Abastecimento deverão
notificar as suspeitas de ocorrência da mosca da
carambola às autoridades fitossanitárias mais próximas,
as quais deverão passar imediatamente as
informações ao Departamento de Defesa e Inspeção
Vegetal (DDIV).


_________________________________________________________
42. A Instrução Normativa no 6, de 13/03/00, trata da
necessidade de harmonizar o modelo e os procedimentos
da Certificação Fitossanitária de Origem (CFO), aprovada
pelo Regulamento de Defesa Sanitária Vegetal (Decreto
no 24.114 de abril de 1934). Com base nessa legislação, é
correto afirmar que

(A)) os certificados serão emitidos para atestar a
qualidade fitossanitária na origem das cargas de
produtos vegetais.
(B) os certificados, em nenhuma hipótese, subsidiarão a
emissão das Permissões de Trânsito, quando forem
exigidos esses documentos para o trânsito interestadual
ou internacional.
(C) os certificados serão necessários para o trânsito de
produtos potenciais veículos de pragas quarentenárias
A1, A2 e das não quarentenárias regulamentadas
e no atendimento de exigências específicas
apenas para o mercado interno.
(D) os CFOs serão emitidos por engenheiros agrônomos,
florestais e técnicos agrícolas após aprovação
em treinamento específico organizado pelo
MAPA.
(E) a identificação do órgão controlador do sistema de
certificação fitossanitária na Unidade de Federação
não deverá fazer parte do modelo do CFO.


43. Uma praga quarentenária classificada como A2 foi
introduzida em uma Unidade de Federação indene.
Considerando tal situação, quanto às providências a
serem tomadas pelo Órgão Executor de Defesa da
Unidade de Federação, é INCORRETO afirmar:

(A) O órgão executor de defesa sanitária será responsável
pela notificação dos técnicos credenciados
para emissão do CFO da ocorrência da praga.
(B)) Uma vez já credenciados para a emissão de certificados
fitossanitários de origem, os profissionais
habilitados poderão fazer a extensão de seu credenciamento
para novas pragas que necessitem de
certificação, passando obrigatoriamente por um
curso completo realizado pelo órgão executor de
defesa sanitária vegetal.
(C) O órgão executor de defesa sanitária será responsável
por providenciar a extensão de seus credenciamentos
quanto a essa praga.
(D) Os órgãos executores de defesa sanitária vegetal
deverão manter, permanentemente, especialistas
em pragas quarentenárias A2 e não quarentenárias
regulamentadas, devidamente credenciados, para
procederem à capacitação e reciclagem dos
profissionais que atuam na certificação fitossanitária
e no seu controle.
(E) Após o treinamento sobre a nova praga, o
especialista credenciado emitirá um certificado atestando
que o profissional está apto a identificar e
controlar a praga no campo, nos seus diferentes
estágios de desenvolvimento, para que o órgão
executor de defesa da Unidade da Federação emita
a extensão do credenciamento.


_________________________________________________________
44. Sobre os prazos de validade do CFO, a partir da data de
sua emissão, é correto afirmar que são de até

(A)) 30 (trinta) dias para culturas perenes e de até 15
(quinze) dias para culturas anuais.
(B) 30 (trinta) dias para culturas perenes e de até 25
(vinte e cinco) dias para culturas anuais.
(C) 60 (sessenta) dias para culturas perenes e de até 15
(quinze) dias para culturas anuais.
(D) 60 (sessenta) dias para culturas perenes e de até 30
(trinta) dias para culturas anuais.
(E) 90 (noventa) dias para culturas perenes e de até 25
(vinte e cinco) dias para culturas anuais.


_________________________________________________________
45. O Certificado Fitossanitário de Origem Consolidado
(CFOC) deverá ser emitido em 3 (três) vias, com a
seguinte destinação, respectivamente, da 1a via, 2a via e
3a via para

(A) o emitente; para o proprietário do estabelecimento; e
para a instituição executora da defesa sanitária
vegetal na Unidade de Federação.
(B) o proprietário do estabelecimento; para o emitente; e
para a instituição executora da defesa sanitária
vegetal na Unidade de Federação.
(C) o emitente; para a instituição executora da defesa
sanitária vegetal na Unidade de Federação; e para o
proprietário do estabelecimento.
(D)) o proprietário do estabelecimento; para a instituição
executora da defesa sanitária vegetal na Unidade de
Federação; e para o emitente.
(E) a instituição executora da defesa sanitária vegetal na
Unidade de Federação; para o emitente; e para o
proprietário do estabelecimento.



46. Uma empresa de destaque no setor agrícola recebeu um
auto de infração e teve a importação de seus produtos
vegetais suspensa. Associando a situação descrita com a
Instrução Normativa no 60, de 21/11/02, que dispõe sobre
os requisitos fitossanitários para a importação de produtos
vegetais, analise:
I. Os produtos vegetais tradicionalmente importados
de uma determinada origem, que não disponham
de requisitos fitossanitários específicos regulamentados,
poderão continuar sendo importados, enquanto
se conclui a respectiva Análise de Risco de
Pragas (ARP), sendo necessário para isso a existência
de processo de ARP devidamente instruído e
protocolado no MAPA.
II. Quando ocorrer a interceptação de praga quarentenária
por ocasião de inspeção, a importação de
produtos vegetais poderá ser suspensa até que se
conclua a ARP.
III. Quando constatada alteração da situação fitossanitária
de produto, tradicionalmente importado, no
país de origem, a importação de produtos vegetais
poderá ser suspensa até que se conclua a ARP.
É correto o que se afirma em

(A) I e II, apenas.
(B) II, apenas.
(C) II e III, apenas.
(D) III, apenas.
(E)) I, II e III.


_________________________________________________________
47. A Morte Súbita dos Citros é uma nova praga, ainda de
causa desconhecida, que vem atingindo os pomares
cítricos em municípios do Estado de São Paulo e Minas
Gerais. Um dos principais meios de disseminação desta
praga é o material de propagação. Para evitar a disseminação,
o MAPA editou a Instrução Normativa no 16, de
18/03/03, estabelecendo medidas que disciplinam o trânsito
do material de propagação, tais como:

I. Proibir a saída de material propagativo de citros,
formado ou produzido em viveiros telados e a céu
aberto nos municípios onde for constatada a praga,
exceto o material produzido em ambiente protegido
com tela antiafídeos com malha de 0,64 mm por
0,20 mm.
II. Permitir o transporte, nos municípios de ocorrência
da praga, do material de propagação produzido em
ambiente protegido; poderá ser realizado em veículos
sem proteção com tela antiafídeos, desde que
acompanhados de certificado fitossanitário de
origem.
III. Transportar obrigatoriamente o material de propagação
de citros em veículos com proteção de tela
antiafídeos (conforme malha de dimensões estabelecida),
material este produzido em municípios indenes
e que vier a passar, no trajeto, por municípios
afetados.
É correto o que se afirma em

(A) I e II, apenas.
(B)) I e III, apenas.
(C) II, apenas.
(D) III, apenas.
(E) I, II e III.

48. Com relação à Lei Federal no 10.711, de 05/08/03, que
dispõe sobre o sistema nacional de sementes e mudas,
considere:

I. Compete aos Estados e ao Distrito Federal exercer
a fiscalização do comércio estadual de sementes e
mudas.
II. Compete ao MAPA e aos Estados a fiscalização do
comércio interestadual e internacional de sementes
e mudas.
III. A fiscalização do comércio estadual de sementes e
mudas poderá ser exercida pelo MAPA, desde que
solicitado pela Unidade da Federação.
É correto o que se afirma em

(A) I, II e III.
(B) I e II, apenas.
(C)) I e III, apenas.
(D) II, apenas.
(E) III, apenas.


________________________________________
49. O sistema nacional de sementes e mudas tem a finalidade
de garantir a identidade e a qualidade do material de
propagação e reprodução vegetal. Para efeitos da Lei
Federal no 10.711, de 05/08/03, entende-se por:

I. Amostra oficial: aquela retirada pelo responsável
técnico da unidade de produção de sementes e/ ou
mudas, para fins de análise de fiscalização.
II. Certificador: o MAPA ou pessoa física credenciada
pelo MAPA para executar a certificação de sementes
e mudas.
III. Termo de Conformidade: documento emitido pelo
responsável técnico com o objetivo de atestar que a
semente ou muda foi produzida de acordo com as
normas e padrões estabelecidos pelo MAPA.
. É correto o que se afirma em

(A) I E II apenas
(B) I e III, apenas.
(C) II, apenas.
(D)) III, apenas.
(E) I, II e III.


_________________________________________________________
50. Com relação à Lei Federal no 10.711, de 05/08/03 que
trata do sistema nacional de sementes e mudas, analise:

I. A produção de sementes e mudas será de responsabilidade
do produtor de sementes e mudas que
esteja inscrito no Registro Nacional de Sementes e
Mudas, competindo-lhe zelar pelo controle de identidade
e qualidade.
II. Os padrões de identidade e qualidade de sementes
e mudas, estabelecidos pelo MAPA e publicados no
Diário Oficial da União, serão válidos em todo o
território nacional.
III. As sementes e mudas deverão ser identificadas
com a denominação: ―Semente de‖ ou ―Muda de‖,
acrescida do nome comum do gênero.
É correto o que se afirma em

(A)) I e II, apenas.
(B) I e III, apenas.
(C) II, apenas.
(D) III, apenas.
(E) I, II e III.


51. O Decreto no 24.114, de 12/04/04, aprova o regulamento
de Defesa Sanitária Vegetal. Considerando essa
legislação, analise:

I. É livre em todo o território nacional o trânsito de
plantas, parte de vegetais, ou produtos de origem
vegetal.
II. Verificada a ocorrência no país de praga ou doença
reconhecidamente nociva às culturas, o MAPA
poderá, mediante Portaria, proibir, restringir ou
estabelecer condições para o trânsito de plantas,
parte de vegetais, ou produtos de origem vegetal.
III. Quando a praga ou doença encontra-se disseminada,
a ponto de ser impossível a sua erradicação
no país, compete, principalmente aos governos
estaduais e municipais, estabelecer medidas de
defesa fitossanitárias a serem aplicadas em seus
respectivos territórios, visando a produção das
culturas de interesse.
É correto o que se afirma em

(A) I e II, apenas.
(B) I e III, apenas.
(C) II, apenas.
(D) III, apenas.
(E)) I, II e III.


_________________________________________________________
: 52. Um produtor rural cometeu uma infração administrativa
ambiental por ter violado regras jurídicas de proteção de
uma área de preservação permanente localizada em sua
propriedade, por meio do desmatamento para o plantio de
uma cultura anual. Considerando essa situação hipotética
de crime ambiental, são autoridades competentes para
lavrar, para esse caso, o auto de infração ambiental e
instalar o processo administrativo

I. Os funcionários de órgãos ambientais do Sistema
Nacional do Meio Ambiente SISNAMA – designados
para as atividades de fiscalização.
II. Os agentes da Polícia Federal.
III. Os funcionários do Ministério da Agricultura,
Pecuária e Abastecimento e técnicos agrícolas,
após execução de curso obrigatório de treinamento
de atividades de fiscalização de crimes ambientais.
É correto o que se afirma em

(A) III, apenas.
(B) II e III, apenas.
(C)) I, apenas.
(D) I e III, apenas.
(E) I, II e III.

53. A Lei no 10.814, de 15/12/03, estabelece normas para a
comercialização da soja geneticamente modificada. Com
base nessa legislação, analise:

I. Os produtores de soja geneticamente modificada
que causarem danos ao meio ambiente e a terceiros,
inclusive quando decorrente de contaminação
por cruzamento, responderão, individualmente,
pela indenização ou reparação integral do
dano causado.
II. É vedado o plantio de sementes de soja geneticamente
modificada em terras indígenas, nas áreas
de proteção de mananciais de água efetiva ou
potencialmente utilizáveis para o abastecimento
público e nas áreas declaradas como prioritárias
para conservação da biodiversidade.
III. O produtor de soja geneticamente modificada que
não subscrever o Termo de Compromisso, Responsabilidade
e Ajustamento de Conduta ficará impedido
de obter empréstimos e financiamentos de
instituições integrantes do Sistema Nacional de
Crédito Rural SNCR.
É correto o que se afirma em

(A) I e II, apenas.
(B) I e III, apenas.
(C)) II e III, apenas.
(D) III, apenas.
(E) I, II e III.


_________________________________________________________
54. Considerando o disposto no Decreto Federal no 4074/02,
em relação ao intervalo de segurança ou período de
carência na aplicação de agrotóxicos ou afins, é correto
afirmar:

(A) Antes da colheita, é o intervalo de tempo transcorrido
entre a última aplicação e o plantio consecutivo
de outra cultura.
(B)) Em pastagens, é o intervalo de tempo entre a última
aplicação e o consumo do pasto.
(C) Antes da colheita, é o intervalo de tempo entre a
última aplicação e a colheita, sendo fixado em sete
(7) dias o tempo considerado suficiente para que o
limite máximo de resíduos (LMR) encontrados em
análises permaneçam dentro do padrão tecnicamente
aceitável.
(D) Em relação às culturas subseqüentes, é de vinte
quatro (24) horas, uma vez que após esse período o
ingrediente ativo não mais é nocivo ao homem e aos
animais domésticos.
(E) Depende da dose aplicada e do estádio de
desenvolvimento da cultura, uma vez que, para
todos os agrotóxicos e afins, oscila entre sete (7) e
quinze (15) dias, em função da classe toxicológica
da formulação a ser aplicada.



55. Considerando que, de acordo com o Decreto Federal
no 4074/02, Equipamento de Proteção Individual (EPI) é
todo vestuário, material ou equipamento destinado a
proteger pessoa envolvida na produção, manipulação e
uso de agrotóxicos, seus componentes e afins, é correto
afirmar que

(A)) cabem responsabilidades administrativas civil e
penal ao empregador, quando este não fornecer o
não fizer a manutenção dos equipamentos adequados
à proteção da saúde dos trabalhadores ou dos
equipamentos na produção, distribuição e aplicação
dos produtos.
(B) o aplicador de agrotóxicos e afins deve utilizar EPI
apenas nos casos de formulação pertencentes às
classes toxicológicas I e II, por serem consideradas,
respectivamente, extremamente tóxicas e
altamente tóxicas.
(C) o aplicador de agrotóxicos e afins necessita utilizar
EPI no caso de formulações pertencentes a classe
toxicológica IV, por apresentarem menor risco de
intoxicação, em caso de acidente de trabalho.
(D) o aplicador de agrotóxicos e afins, em função da
classificação toxicológica do produto a ser utilizado,
pode dispensar o uso de parte do material, equipamento
ou vestuário, cujo conjunto compõe o EPI.
(E) a obrigatoriedade do uso do EPI está relacionada
com a classificação toxicológica da formulação a ser
manipulada e aplicada, desde que a critério do
profissional legalmente habilitado para emitir a
receita agronômica.


_________________________________________________________
56. A legislação federal estabelece procedimentos a serem
cumpridos por pessoas físicas ou jurídicas prestadoras de
serviços de aplicação de agrotóxicos e afins. Assim, é
correto afirmar que tais prestadoras

(A) não necessitam de assistência e responsabilidade
de técnico legalmente habilitado para seu funcionamento,
desde que apresentem aos órgãos de
fiscalização o programa de treinamento de seus
aplicadores e a guia de aplicação dos produtos.
(B) devem manter à disposição dos órgãos de fiscalização
o livro de registro, ou outro sistema de
controle, contendo a relação detalhada do estoque
existente, o nome comercial dos produtos aplicados
e os respectivos receituários.
(C) ficam obrigadas a manter à disposição dos órgãos
de fiscalização o livro de registro, contendo a relação
detalhada do estoque existente; o programa de
treinamento de seus aplicadores; o nome dos produtos
e quantidades aplicadas.
(D)) devem ser registradas junto ao órgão estadual
competente, de acordo com as exigências da
legislação específica, e manter à disposição dos órgãos
de fiscalização o livro de registro contendo a relação
detalhada do estoque, no caso específico dos produtos
importados, além das respectivas guias de aplicação.
(E) podem comercializar a terceiros as sobras de
formulações e caldas de agrotóxicos e afins em seu
poder, desde que mantenham à disposição dos
órgãos de fiscalização os receituários e os comprovantes
de entrega das embalagens dos produtos
aplicados.


57. Proteção ao meio ambiente é uma das exigências
fundamentais nas atividades que envolvem o agronegócio
no cenário nacional e internacional e, nesse contexto, a
destinação correta e segura das embalagens vazias de
agrotóxicos e afins torna-se de fundamental importância.
Em relação às embalagens vazias de agrotóxicos e afins,
é correto afirmar que os usuários

(A) devem depositar apenas as embalagens flexíveis
nos aterros existentes e destinados exclusivamente
para esta finalidade, de acordo com as instruções
disponibilizadas nos rótulos e nas bulas dos produtos.
(B) devem efetuar a tríplice lavagem de toda e qualquer
embalagem, de acordo com as instruções contidas
nos rótulos e bulas dos produtos.
(C) devem depositá-las em aterros destinados
exclusivamente para esta finalidade.
(D) devem acondicionar formulações, que não utilizam
água como veículo de pulverização, em aterros
destinados especificamente para esta finalidade.
(E)) devem efetuar a tríplice lavagem, ou lavagem sob
pressão, das embalagens rígidas que acondicionam
formulações, cujo veículo de pulverização é a água,
antes de devolvê-las ao endereço assinalado na
nota fiscal.

_________________________________________________________
58. Em relação às embalagens vazias de agrotóxicos e afins,
os usuários devem manter em seu poder:

(A) para fins de fiscalização e pelo prazo de um (1) ano,
a contar da data da compra, apenas os comprovantes
de entrega das embalagens tríplice lavadas
fornecidos pelas Unidades de Recebimento de Embalagens
Vazias, uma vez que as flexíveis podem
ser depositadas em aterros destinados especialmente
para esta finalidade.
(B) pelo prazo de um (1) ano, a contar da data da
compra, para fins de fiscalização, apenas os comprovantes
de entrega (devolução) das embalagens
que sofreram tríplice lavagem ou lavagem sob
pressão.
(C) pelo prazo de até seis (6) meses após o prazo de
validade do produto, para fins de fiscalização,
apenas ou comprovantes de entrega (devolução)
das embalagens flexíveis que foram depositadas nos
aterros desatinados especialmente para esta
finalidade.
(D)) pelo prazo de um (1) ano, a contar da data da
compra do produto, para fins de fiscalização, os
comprovantes de entrega das embalagens vazias
devolvidas fornecidos pelos estabelecimentos comerciais,
postos de recebimento ou centros de
recolhimento, de acordo com o endereço que consta
na nota fiscal de venda dos produtos.
(E) para fins de fiscalização e pelo prazo de um (1) ano,
a contar da data de vencimento do produto, toda e
qualquer embalagem vazia, exceto aquelas que
acondicionam formulações líquidas nos rótulos e nas
bulas.


59. Com vistas à proteção ao meio ambiente e com base na
legislação federal vigente, no que se refere às embalagens
vazias de agrotóxicos e afins, é correto afirmar que

(A) os usuários devem enterrá-las em locais de difícil
acesso a crianças, animais domésticos e plantação,
de acordo com as informações disponibilizadas nas
bulas dos produtos.
(B) os usuários devem devolver as embalagens flexíveis
em aterros destinados especialmente para a
finalidade, obedecendo as instruções disponibilizadas
nos rótulos e bulas sobre a duração de
tempo que deverão permanecer no local.
(C)) os estabelecimentos comerciais, postos de recebimento
e centros de recolhimento devem fornecer
aos usuários o comprovante de recebimento das
embalagens vazias de agrotóxicos e afins, constando,
no mínimo, o nome da pessoa física ou jurídica que
efetuou a devolução, a data de recebimento e as
quantidades e tipos de embalagens recebidas.
(D) os usuários devem devolvê-las nos aterros destinados
exclusivamente para o recebimento e enterrio
das embalagens vazias contaminadas indicados na
nota fiscal de venda do produto.
(E) Os estabelecimentos comerciais devem informar, na
nota fiscal de venda dos produtos, o endereço para que
o usuário possa devolver as embalagens vazias rígidas
e laváveis, uma vez que as flexíveis devem ser queimadas
ou enterradas em locais distantes da lavoura.


______________________________________________________
60. Com base na legislação federal vigente, a fiscalização dos
agrotóxicos, seus componentes e afins, é da competência

(A) do órgão federal responsável exclusivamente pelo setor
de agricultura, quando se tratar da devolução e destinação
adequada de embalagens vazias de agrotóxicos e
afins, bem como dos estabelecimentos de armazenamento
e prestação de serviços especificamente
relacionados com sua reciclagem ou reaproveitamento.
(B) dos órgãos estaduais e do Distrito Federal responsáveis
pelos setores de agricultura, saúde e meio
ambiente, dentro de sua área de competência,
ressalvadas competências específicas dos órgãos
federais desses mesmos setores, além dos
estabelecimentos de produção, quando se tratar do
uso e consumo na sua jurisdição, bem como do uso
de produtos em tratamentos quarentenários.
(C) dos órgãos federais responsáveis pelos setores da
agricultura, saúde e meio ambiente, dentro de suas
respectivas áreas de competência, quando se tratar
da produção, importação e exportação, bem como
dos estabelecimentos de produção, importação,
exportação, comercialização e prestação de serviços
na aplicação dos produtos.
(D)) dos órgãos estaduais e do Distrito Federal responsáveis
pelos setores de agricultura, saúde e meio
ambiente, dentro de sua área de competência,
ressalvadas competências específicas dos órgãos
federais desses mesmos setores, quando se tratar da
devolução e destinação adequada das embalagens
vazias de agrotóxicos, seus componentes e afins, dos
produtos apreendidos pela ação fiscalizadora e
daqueles impróprios para utilização ou em desuso.
(E) dos órgãos estaduais responsáveis pelos setores de
agricultura e saúde, quando se tratar de armazenamento,
transporte, reciclagem e utilização de embalagens
vazias; e dos respectivos estabelecimentos
de produção, importação e exportação.


GABARITO SEPO: 21-B 22-A 23-A 24-B 25-A 26-B 27-E 28-A 29-D 30-B 31-C 32-E 33-C 34-E 35-B

36-C 37-D 38-E 39-D 40-E 41-C 42-A 43-B 44-A 45-D 46-E 47-B 48-C 49-D 50-A 51-E 52-C 53-C 54-B

55-A 56-D 57-E 58-D 59-C 60-D






CONCURSO PREFEITURA DO JARAGUÁ





QUESTÕES DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
21- Entende-se por resistência a herbicidas o fato de
espécies de plantas daninhas antes controladas
por um determinado herbicida desenvolverem ecótipos
ou populações não mais controláveis pelos
mesmos produtos, mesmo quando aplicados
em doses muito superiores às recomendadas. Em
Santa Catarina, em áreas de cultivo de arroz, até
o momento, foi constatada a resistência de quatro
espécies de plantas daninhas a diversos herbicidas.
São estas:

(A) Arroz vermelho (Orysa sativa), cuminho (Fimbristylis
miliacea), angiquinho (Aeschynomene
spp.) e capim arroz (Echinochloa crus-galli).
(B) Sagitária (Sagittaria montevidensis), guanxuma
(Sida rombifolia), tiririca (Cyperus sp.) e
arroz vermelho (Orysa sativa).
(C) Arroz vermelho (Orysa sativa), guanxuma (Sida
rombifolia), angiquinho (Aeschynomene
spp.) e capim arroz (Echinochloa crus-galli).
(D) Sagitária (Sagittaria montevidensis), cuminho
(Fimbristylis miliacea), tiririca (Cyperus sp.) e
capim arroz (Echinochloa crus-galli).

22- A Instrução Normativa nº 38, de 14 de outubro de
1999, estabelece a lista de pragas quarentenárias
A1 e A2 e as não-quarentenárias, que demandam
atenção do Sistema Brasileiro de Defesa Fitossanitária.
Com respeito a esta Instrução Normativa,
pergunta-se: O que são as Pragas Quarentenárias
A2? Assinale a alternativa correta:

(A) Aquelas de importância econômica potencial,
já presentes no país, porém não se encontram
amplamente distribuídas e possuem
programa oficial de controle.
(B) Aquelas não-presentes no país, porém com
características de serem potenciais causadoras
de importantes danos econômicos.
(C) Aqueles presentes no país e que se encontram
amplamente difundidas, mas não constam
no programa oficial de controle.
(D) Aquelas não-quarentenárias cuja presença
em plantas, ou em partes destas, para plantio,
influi no seu uso proposto com impactos econômicos
inaceitáveis.

23- Produtores orgânicos vêm utilizando com bastante
freqüência o extrato botânico de neem (Azadirachta
indica – Resp. Coutinho, L.V.), também
conhecido como óleo de neem. Quando aplicado
a 1% sobre as plantas, tem efeito:

(A) Biofertilizante, pois apresentam alta concentração
de macro e micronutrientes vitais às
plantas.
(B) Indutor de enraizamento de plantas, além de
apresentar caráter fungicida, agindo sobre os
fungos de solo.
(C) Desintoxicante, usado após aplicação de superdoses
de caldas à base de enxofre e cobre.
(D) Pesticida, sendo utilizado no controle biológico
de insetos, ácaros, bactérias e fungos agrícolas
e parasitas hematófagos.

24- O resultado do cruzamento entre indivíduos geneticamente
distinto, visando à utilização prática
da heterose é conhecido por:

(A) Transgênico.
(B) Crioulo.
(C) Híbrido.
(D) Germoplasma.

25- Trata-se de um fórum internacional de normatização
sobre alimentos, criado em 1962. Suas
normas têm como finalidade proteger a saúde da
população, assegurando práticas eqüitativas no
comércio regional e internacional de alimentos,
criando mecanismos internacionais à remoção de
barreiras tarifárias, fomentando e coordenando
todos os trabalhos que se realizam em normatização.
Estamos falando da(o):

(A) Convenção Internacional de Proteção das
Plantas (CIPP).
(B) Codex Alimentarius.
(C) Comitê de Sanidade Vegetal do Cone Sul
(COSAVE).
(D) Organização das Nações Unidas para a Agricultura
e a Alimentação.

26-O Decreto No 3.657, de 25 de outubro de 2005,
regulamenta a Lei nº 11.069, de 29 de dezembro
de 1998, e a Lei nº 13.238, de 27 de dezembro de
2004, que estabelecem o controle da produção,
comércio, uso, consumo, transporte e armazenamento
de agrotóxicos, seus componentes e afins
no território catarinense. Assinale a alternativa
que apresenta, de acordo com a legislação vigente,
a classificação dos agrotóxicos, das classes I,
II, III e IV, no que se refere à toxidade para o homem
e animais domésticos:

(A) Classe I - extremamente tóxico; Classe II - altamente
tóxico; Classe III - medianamente tóxico;
Classe IV - pouco tóxico.
(B) Classe I – pouco tóxico; Classe II – medianamente
tóxico; Classe III – altamente tóxico;
Classe IV - extremamente tóxico.
(C) Classe I – altamente tóxico; Classe II - medianamente
tóxico; Classe III - pouco tóxico;
Classe IV - atóxico.
(D) Classe I – atóxico; Classe II – pouco tóxico;
Classe III – medianamente tóxico; Classe IV –
altamente tóxico.

27- Devemos ter cuidados para não armazenarmos
frutos climatéricos com frutos não-climatéricos,
sob o risco de termos, nos frutos climatéricos, um
início precoce do amadurecimento. São exemplos
de frutos climatéricos:

(A) Abacaxi, abacate, figo, cereja, morango, maracujá
e pepino.
(B) Melão, banana, tomate, pêssego, caqui, kiwi e
abacate.
(C) Figo, ervilha, pepino, morango, tangerina, uva
e limão.
(D) Melão, limão, ervilha, abóbora, abacaxi, uva e
melancia.

28- Analise os equipamentos a seguir e identifique os
necessários para classificar Frutas, Legumes e
Verduras.
I- Paquímetro (Medir o diâmetro).
II- Penetrômetro (Verificar o amadurecimento).
III- Refratômetro (Grau Brix – açúcar).
Assinale a alternativa que apresenta o nome de
equipamento(s) necessário(s) para classificar Frutas,
Legumes e Verduras:

(A) Somente I.
(B) Somente II e III.
(C) Nenhuma.
(D) I, II e III.

29- A classificação é a separação do produto por cor,
tamanho, formato e categoria. Quanto ao grupo
(formato), a alface é classificada em:

(A) Crespa, Americana, Mimosa, Lisa e Romana.
(B) Crespa verde, Crespa roxa, Lisa verde e Lisa
Roxa.
(C) Crespa e Lisa.
(D) Crespa, Americana, Folhosa, Lisa verde e Lisa
Roxa.

30- São pragas da cultura do milho, feijão, arroz,
aveia e soja, respectivamente:

(A) Lagarta do cartucho (Spodoptera frugiperda),
ácaro-rajado (Tetranychus urticae), percevejo
do colmo (Tibraca limbativentris), pulgão da
aveia (Rhopalosiphum padi), percevejo pequeno
da soja (Piezodorus guildinii).
(B) Lagarta do cartucho (Spodoptera frugiperda),
caruncho (Acanthocelides obtectus), percevejo
do colmo (Tibraca limbativentris), Moscaminadora
(Liriomyza sativae), percevejo pequeno
da soja (Piezodorus guildinii).
(C) Lagarta do cartucho (Spodoptera frugiperda),
caruncho (Acanthocelides obtectus), percevejo
do colmo (Tibraca limbativentris), pulgão da
aveia (Rhopalosiphum padi), percevejo pequeno
da soja (Piezodorus guildinii).
(D) Lagarta do cartucho (Spodoptera frugiperda),
caruncho___________ __________________
_____ __ _____ _Tibraca limbativentris),_
_________ _____ _Rhopalosiphum padi), lagarta-
rosca (Agrotis ipsilon).



GABARITO JARAGUA : 21-D 22-A 23-D 24-C 25-B 26-A 27-B 28-D 29-A 30-C





PREFEITUTA DE MATO GROSSO – MT



CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

31- Grande parte do cultivo da soja no estado do Mato
Grosso tem sido realizada sob o sistema de semeadura
direta (plantio direto). Sobre este sistema de plantio, analise
as seguintes afirmativas:
I – Para que se obtenham resultados positivos no seu
estabelecimento, é fundamental que o solo esteja
permanentemente com cobertura viva ou morta.
II – Não se faz necessário nenhum controle de plantas
indesejadas (daninhas).
III – O plantio direto propicia um alto grau de erosão laminar
em áreas com relevo suave ondulado.
IV – Ao longo dos anos, a atividade e diversidade de organismos
do solo aumentam em função do aumento do teor de
matéria orgânica e maior manutenção de umidade.
V – Para que o sistema tenha pleno sucesso não é
necessário implantar a rotação de culturas.
Estão corretas somente as seguintes afirmativas;

(A) I e II afirmativas:
(B) II e III
(C) III e IV
(D) I e IV
(E) I e V

32 - O principal fator de sucesso da cultura da soja no Brasil
é a elevada fixação biológica de nitrogênio que ocorre nessa
leguminosa. Vários fatores são responsáveis pela sua maior
ou menor eficiência. Identifique os itens que garantem a maior
eficiência da fixação biológica de nitrogênio:
I – a aplicação de pequenas doses de nitrogênio mineral
trinta dias após a germinação da soja;
II – a inoculação das sementes de soja com Rhizobium
leguminosarum;
III – a prática da inoculação sobre o solo dez dias após a
emergência das plantas;
IV – o suprimento adequado de Ca, Fe e Mo e a manutenção
do pH do solo próximo à neutralidade;
V – a reinoculação periódica do solo através das sementes,
no plantio, com Bradyrhizobium japonicum.
Os itens corretos são somente:

(A) I e II
(B) II e III
(C) III e IV
(D) I e IV
(E) IV e V

33 - Com a recente expansão do consumo de álcool
combustível no Brasil e a possibilidade de exportação desse
produto em larga escala, o Centro-Oeste brasileiro passou
a ser uma alternativa clara para o aumento do cultivo da
cana-de-açúcar. Em relação a essa cultura, para as
condições do Mato Grosso, é possível afirmar que:

(A) a sua sustentabilidade econômica e ambiental passa
pela colheita mecanizada e pelo corte da cana-deaçúcar
sem a queima prévia da palhada;
(B) o uso da vinhaça, de cinzas e do bagaço no solo não é
viável para as condições do Mato Grosso;
(C) após vários anos de cultivo, a colheita de cana-de-açúcar
sem queima prévia da palhada tende a diminuir a
produtividade do canavial em relação à cana queimada;
(D) a manutenção da palhada sobre o solo diminui a umidade
do solo e ocasiona a diminuição da atividade e
diversidade de organismos do solo;
(E) em uma área de produção comercial (cerca de 5000 ha),
é aconselhável plantar somente a cultivar mais produtiva
de cana-de-açúcar para alcançar a sustentabilidade.

34 - A portaria Nº 29 de 25 de março de 2002 do Instituto de
Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (INDEA)
estabelece algumas medidas a serem adotadas para a
contenção/controle do bicudo no Estado do Mato Grosso.
Dentre estas recomenda-se que as propriedades produtoras
de algodão localizadas em áreas indemes devem:
I- Destruir a soqueira de algodão até 30 (trinta) dias após a
colheita, com limite máximo conforme o estabelecido
na legislação federal em vigor;
II- Destruir rebrotas e tigüeras;
III- Dispensar o monitoramento do bicudo do algodoeiro;
IV- Fazer aplicações semanais preventivas de agrotóxicos;
São corretas apenas as alternativas:

(A) I e II
(B) I e III
(C) I e IV
(D) II e IV
(E) III e IV

35 - A ocorrência de cercosporiose (Cercospora zeaemaydis),
de forma epidêmica, tanto na safra normal quanto
na safrinha, tem mobilizado os vários segmentos envolvidos
direta e indiretamente com a cultura de milho no Brasil. A
Embrapa Milho e Sorgo recomenda para as regiões
produtoras onde foi constatada a presença da doença com
alta severidade, entre outras, as seguintes medidas para o
manejo da doença em curto prazo:
I- Evitar a permanência de restos da cultura de milho em
áreas em que a mancha por Cercospora ocorreu em
alta severidade, para reduzir a concentração de inóculo.
II- Realizar rotação de culturas, com culturas como a soja,
o sorgo, o girassol, o algodão e outras, uma vez que o
milho é o único hospedeiro da Cercospora zeae-maydis.
III- Independente da possível resistência genética, plantar
sempre os mesmos cultivares em uma mesma área e,
em cada época de plantio, se possível, nunca
substituindo essas cultivares por outras.
IV- Realizar adubações pesadas principalmente de Nitrogênio
e Potássio, independentes da análise química de terra
para fins de avaliação da fertilidade do solo, para evitar
desequilíbrios nutricionais nas plantas de milho que
sejam favoráveis ao desenvolvimento desse patógeno.
São corretas apenas as alternativas:

(A) I e II
(B) I e III
(C) I e IV
(D) II e IV
(E) III e IV

36 - O feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.), durante todo seu ciclo,
pode ser afetado por mais de 20 doenças de origem biótica,
causadas por fungos, bactérias, vírus e nematóides. Relacione
as doenças, causadas por patógenos da parte aérea, da coluna
da esquerda com seu agente causal da direita:
A associação correta é:

(A) I-R, II-P, III-S, IV-Q
(B) I-P, II-Q, III-S, IV-R
(C) I-S, II-P, III-R, IV-Q
(D) I-Q, II-R, III-S, IV-P
(E) I-S, II-P, III-Q, IV-R

37 - A degradação de pastagens é um processo evolutivo
de perda de vigor e produtividade forrageira, sem
possibilidade de recuperação natural que afeta a produção
e o desempenho animal. É causada por diversos fatores,
dentre eles:
I- falta de adubação de manutenção;
II- manejo da pastagem inadequado;