P. 1
2a. Comunidades Primitivas

2a. Comunidades Primitivas

|Views: 493|Likes:
Publicado porSonia Souza

More info:

Published by: Sonia Souza on May 20, 2013
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/22/2015

pdf

text

original

CAPíTULO 8

EDUCAÇÃO NAS COMUNIDADES PRIMITIVAS
1. INTRODUÇÃO

I
t
I

As primeiras formações sociais da história da humanidade são designadas comunidades primitivas. Esse conceito indica mais um conjunto de características do que uma localização no tempo eserve tanto para classificar os agrupamentos pré-históricos como várias formações sociais atualmente existentes. Por exemplo, podemos dizer que a maioria das tribos indígenas do Brasil vive sob essa forma de organização social. Na África e na Oceania ainda há vários agrupamentos que devem ser designados pelo nome de comunidades primitivas.
2. A ECONOMIA PRIMITIVA

uma comunidade primitiva. A obtenção de alimentos, portanto, só dependerá da habilidade ou da sorte de cada um. Cada família cuida de sua própria subsistência; ninguém trabalha para um patrão. Assim, não há exploração do trabalho alheio. Nessas comunidades existem várias festividades onde o excesso de alimentos é consumido. As festas oferecem a oportunidade para apartilha dos alimentos. Assim se evita que alguém passe fome enquanto outros tenham muito para comer. Afunção das festas é fortalecer os laços de solidariedade entre os membros da comunidade. Em algumas comunidades, anualmente é sorteado o direito de utilização das áreas agrícolas. Assim, uma família que tenha ficado com terras ruins num ano poderá ter melhores terras no outro. Essa prática evita que algumas famílias consigam acumular mais riquezas pelo fato de monopolizarem as melhores terras.
3. ORGANIZAÇÃO SOCIAL E POlÍTICA

Em termos econômicos, as comunidades primitivas dedicam-se à caça, à p~sca, a atividades extrativistas ou a atividades agropastoris. Nelas a produtividade é baixa, pais os instrumentos são extremamente rudimentares, assim como é rudimentar o conhecimento de técnicas que poderiam aumentar a produção agrícola e pastoril. Conseqüentemente, os homens têm de dedicar grande parte do tempo à procura de alimentos e é maior a dependência dos membros da comunidade em relação à natureza. Qualquer seca, praga, doença nos animais ou dificuldade para a caça ou pesca coloca a tribo num estado de penúria geral. Os estudiosos supõem que nas comunidades da pré-história homens emulheres caçavam e pescavam juntos. Contudo, vestígios de comunidades um pouco mais recentes indicam a existência de uma divisão sexual do trabalho. Aos homens cabiam tarefas como a caça, a pesca e a guerra; as mulheres cuidavam das plantações e do preparo da comida. Isso ainda é a regra nas comunidades primitivas da atualidade. Esse tipo de comunidade estende seu domínio sobre um território. Amata, os rios eos campos no interior do território pertencem atoda atribo. Oterritório éde importância vital, pois é nele que o grupo obtém tudo aquilo que necessita para sobreviver. Assim, mesmo que cada indivíduo possua seus instrumentos de caça ou de pesca, todos têm o direito de usar oterritório, já que é propriedade coletiva, isto é, de toda acomunidade. Devido à propriedade comum das terras, afirma-se que as comunidades primitivas vivem sob um regime comunista: o comunismo primitivo. A propriedade coletiva das matas, dos campos e rios, que permite a todos os membros da comunidade oacesso a eles, somado aalgumas práticas culturais, coloca obstáculos à existência de profundas desigualdades econômicas entre os membros de

A base da organização social nessas comunidades é a família. O indivíduo só pertence à comunidade porque pertence auma família. São famílias extensas. Elas são unidades de produção, isto é, todos os membros trabalham para o sustento da família. Na imensa maioria das comunidades primitivas pesquisadas aautoridade familiar cabe ao pai, e écostume que todos o obedeçam. Nas comunidades primitivas o poder político está nas mãos de um chefe. Em algumas comunidades a chefia é provisória. Isso quer dizer que, dependendo da tarefa aser executada, atribo escolhe a pessoa mais capacitada (por exemplo, omelhor guerreiro, ou o melhor caçador) e, enquanto dura a atividade, o escolhido comanda as pessoas envolvidas em tal atividade. Em outras comunidades a chefia é permanente e o poder hereditário, isto é, transmitido de pai para filho, ou então, na impossibilidade dessa tranSmissão, para quem a tribo escolha. De qualquer maneira, uma das principais características da chefia nas comunidades primitivas consiste no fato de os chefes não mandarem, no sentido que usualmente reconhecemos como atributo de um chefe. Uma analogia indicaria que o poder dos chefes se assemelha mais ao do capitão de um time de futebol ou de vôlei. Eles têm o status de chefe, mas pouco mandam. Isso acontece porque as decisões mais importantes são tomadas por um conselho de chefes de famílias e, em segundo lugar, porque as tradições têm força muito grande; todos as conhecem eas obedecem sem que ninguém precise ordenar.
4. CULTURA E EDUCAÇÃO

Nas comunidades primitivas os indivíduos estão profundamente ligados por laços culturais ede parentesco. Adoram os mesmos deuses, respeitam os mesmos valores e possuem um passado comum. Todos se conhecem pessoalmente e a comunidade se sobrepõe a todos. Ointeresse coletivo vem em primeiro lugar.

94

9S

Por que se afirma que as comunidades primitivas vivem sob um regime comunista (primitivo)? 4. os adultos envol· viam os imaturos em suas atividades ou estimulavam a reprodução de situações aná· Iogas entre as crianças. Oque é adivisão sexual do trabalho? Ela ainda existe? Justifique sua resposta. quaisquer que sejam as circunstâncias que eles enfrentem. Primeiro. Nas atividades que envolvem a coletividade ou que dela falam. Quanto ao primeiro tópico. ! Assim.. Essa orientação acarretava uma sobrecarga constante. pescar. de pertencer a uma comunidade que transcende a mera existência atual. embora haja preceitos específicos conforme o sexo e a idade das pessoas. os jovens reforçam o sentimento de pertencer ao grupo. as condições da cultura. Nas cerimônias religiosas ou festividades os vínculos dos indivíduos com a coletividade são fortalecidos. as funções sociais da educação na ordem societária tribal. a educação não se resume à preparação dos indivíduos para a realização de atividades práticas. Indique duas maneiras pelas quais se dá ainteriorização de papéis nas comunidades primitivas. os parentes mais velhos do sexo masculino ensinam aos meninos as coisas que um adulto do sexo masculino tem de saber: caçar. Mesmo antes que a significação das ações pudesse ser captada e compartilhada. 5. As lendas são contadas de pai para filho ao longo dos séculos. Todos podiam aprender algo em qualquer tipo de relação social. contam o valor da ação e o valor do exemplo... indicativas do que a tribo espera de seus membros. Assim. ao ouvirem histórias de guerras e caçadas. 9. capaz de orientar as ações e as decisões dos homens. o que convertia qualquer indivíduo em agente da educação tribal e projetava os papéis de adestramento ou de "mestre" em todas as posições da estrutura social. Através da narração das lendas edos mitos os indivíduos que pertencem às comunidades primitivas adquirem a consciência de que eles estão unidos há muitos emuitos anos. Em segundo e em terceiro lugar. dependendo do sexo. 3. Os valores e as normas são os mesmos. entretanto. No texto aseguir. Nas atividades coletivas. ela aparece como um saber puro. Nas rodas de conversas. A ausência da escrita faz com que a experiência acumulada pelos mais velhos seja bastante valorizada: os velhos são respeitados por serem afonte do saber. O único agente socializador específico é a família. as pregações dos principais. Se fizermos um corte transversal no processo educativo tupinambá. Nesse tipo de sociedade a educação é exclusivamente informal. As meninas aprendem com suas parentes do sexo feminino tudo o que uma mulher adulta precisará para administrar uma casa. o valor da tradição. ojovem interioriza por meio de mecanismos de controle social os papéis de guerreiro ou de preparadora de alimentos etc. Não há agentes com valores distintos e divergentes. três pontos se impõem à consideração neste nível da análise. avós ou tios. cumpre que não se pense apenas na transmissão de conhecimentos mediante a relação dos imaturos com os adultos no seio do grupo doméstico. pois jamais seria possível separar o adestramento das crianças ou dos jovens das obrigações imediatas dos adultos noS 1. ATIVIDADES 2. 8. Não existem escolas ou qualquer outra instituição de ensino.. a cultura é unitária.. por exemplo. Isso contribui para desenvolver em cada um o sentimento de identidade.gualdades econômicas no interior das comunidades primitivas. Por isso a forma de transmissão da cultura é oral. Contudo. Esse tipo de comunidade desconhece a escrita.. Indique pelo menos seis características da educação presentes no texto. No interior das famílias eles vão aprendendo os papéis correspondentes aos de marido ou mulher. nos comportamentos e nos valores incorporados à herança sociocultural.. sem o temor de erro. porém. o sociólogo Florestan Fernandes faz uma análise do processo educativo numa tribo brasileira. Nesse tipo de educação prática. Caracterize a chefia nas comunidades primitivas. promovendo dessa forma sua iniciação antecipada nas atitudes. os meninos aprendem o que a tribo espera dos homens adultos. Explique como se dá a educação prática nas comunidades primitivas. 10. No entanto. OA 97 . Caracterize o caráter unitário da cultura das sociedades primitivas. pode-se dizer. 6. Explique por que a produtividade é baixa nas comunidades primitivas e quais são as implicações disso. guerrear e construir os instrumentos que utilizarão nessas atividades. Comente a seguinte frase: "Nas comunidades primitivas o sistema educativo formal tinha a educação prática como principal atividade". pois todos os indivíduos compartilham da mesma visão de mundo e dos mesmos valores. Merecem relevo particular. Conforme já dissemos. A documentação reunida pelos cronistas dá margem a que consideremos os seguintes aspectos da educação na sociedade tupinambá: os processos de transmissão da cultura. Explique por que não há profundas desi. Há uma parte da educação que consiste no ensino das tarefas práticas que os jovens precisarão saber para serem considerados adultos. que o aprender fazendo constituía a máxima fundamental da filosofia educacional dos tupinambás. A tradição não só é sagrada. Aproximadamente aos 13 anos ojovem já domina todo o conhecimento necessário para se tornar um membro adulto da tribo. ouvem as lendas que falam da experiência passada da tribo. atarefa educativa é realizada pela família. 7. Asocialização se dá na participação das atividades cotidianas da comunidade. pelas próprias rotinas produzidas pela vida diária. que favoreciam a atualização da memória coletiva e certos anseios de corresponder às exigências das tradições tribais. a natureza do conhecimento transmitido. a principal característica da educação consistia em processar-se por via oral e através do contato primário face a face. Quanto ao primeiro..

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->