Você está na página 1de 4

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO

CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO


CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO
Biblioteconomia
Disciplina: Métodos e Técnicas de Pesquisa
Docente: Maria Mercedes D.F. Otero

PESQUISA QUALITATIVA E PESQUISA QUANTITATIVA

Marcelo Dantas
Vanessa Cavalcante

Recife
2006

1
INTRODUÇÃO

Ao iniciar-se uma pesquisa, precisa-se definir o tema e escolher entre realizar uma
pesquisa quantitativa ou uma pesquisa qualitativa. Uma não substitui a outra: elas se
complementam.

PESQUISA QUALITATIVA

Tem caráter exploratório, isto é, estimula os entrevistados a pensarem livremente sobre


algum tema, objeto ou conceito. Mostra aspectos subjetivos e atingem motivações não
explícitas, ou mesmo conscientes, de maneira espontânea. É utilizada quando se busca
percepções e entendimento sobre a natureza geral de uma questão, abrindo espaço para a
interpretação.
É uma pesquisa indutiva, isto é, o pesquisador desenvolve conceitos, idéias e
entendimentos a partir de padrões encontrados nos dados, ao invés de coletar dados para
comprovar teorias, hipóteses e modelos pré-concebidos.

PESQUISA QUANTITATIVA

É mais adequada para apurar opiniões e atitudes explícitas e conscientes dos


entrevistados, pois utiliza instrumentos estruturados (questionários). Deve ser representativa
de um determinado universo de modo que seus dados possam ser generalizados e projetados
para aquele universo. Seu objetivo é mensurar e permitir o teste de hipóteses, já que os
resultados são concretos e menos passíveis de erros de interpretação. Em muitos casos cria-se
índices que podem ser comparados ao longo do tempo, permitindo traçar um histórico de
informação.
Mostra-se apropriada quando existe a possibilidade de medidas quantificáveis de
variáveis e inferências a partir de amostras numéricas, ou busca padrões numéricos
relacionados a conceitos cotidianos.

MÉTODOS DE COLETAS DE DADOS

Amostra
 Qualitativa: não há preocupação em projetar resultados à população. O número de
entrevistados geralmente é pequeno.
 Quantitativa: exige um número maior de entrevistados para garantir maior
exatidão nos resultados. Os dados são divulgados para a população.

2
Entrevista
 Qualitativa: são feitas discussões em grupo, conhecidas também como mesa-redonda,
e entrevistas em profundidade em que é feito um pré-agendamento do entrevistado e
sua aplicação é individual.
 Quantitativa: o entrevistado identifica as pessoas que serão entrevistadas pelos
seguintes critérios: sexo, idade, ramo de atividade, localização geográfica, etc.

Questionário
 Qualitativa: geralmente as informações são coletadas por meio de um roteiro. As
opiniões são gravadas e depois analisadas.
 Quantitativa: as informações são colhidas por meio de um questionário padronizado e
uniformizado, com perguntas claras e objetivas.

Relatório
 Qualitativa: as informações são analisadas de acordo com o roteiro aplicado e
registradas em relatório, dando ênfase às opiniões, comentários e frases.
 Quantitativa: além de interpretações e conclusões, deve mostrar tabelas de percentuais
e gráficos.

PESQUISA QUALITATIVA PESQUISA QUANTITATIVA

Percepção do fenômeno Percepção do fenômeno


Isolar casos Identificar propriedades
Observar seqüências, testemunhos, contexto Medir, correlacionar escalas
Selecionar casos Conceituar população e amostras
Observar, entrevistar, registrar Selecionar situações p/ estudo
Determinar padrões, selecionar e
Medir, comparar, explicar variância
classificar
Triangular, validar, interpretar Interpretar
Fazer estudos de caso ou relatórios Preparar tabelas, quadros, relatórios
Produto: compreensão com ênfase em Produto: explicações enfatizando
generalidades propriedades, população
Realçar valores, opiniões e atitudes Atua em níveis de realidade

3
REFERÊNCIAS

ALVES-MAZZOTTI, Alda Judith, GEWANDSZNAJDER, Fernando. O método nas ciências


naturais e sociais: pesquisa quantitativa e qualitativa. 2. ed. São Paulo: Pioneira, 2001.

ANDRADE, Maria Margarida de. Introdução à metodologia do trabalho científico. 6.ed. São
Paulo: Atlas, 2003.

LAKATOS, Eva Maria, MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos de metodologia


científica. 3.ed. rev. e ampl. São Paulo: Atlas, 1991.

MARCONI, Marina de Andrade, LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de pesquisa: planejamento


e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisa, elaboração, análise e
interpretação de dados. 4. ed. rev. e ampl. São Paulo: Atlas, 1999.