Você está na página 1de 2

PREPARAO DO GEL DE AGAROSE Em um Erlenmeyer adicionou-se 0,8g de Agarose junto com 10mL de uma soluo de TBE 10X, a esse

volume acrescentou-se gua destila at atingir a marca dos 100mL dessa soluo. Depois de ser homogeneizada, levou-se ao forno microondas para a sua completa solubilizao, esse frasco foi levemente coberto durante o aquecimento e agitou-se frequentemente para evitar que a soluo transbordasse e para sua melhor homogeneizao. Em seguida, esperou-se a soluo resfriar e colocou-se sobre a placa molde do gel de Agarose juntamente com o pente montado. Por alguns instantes, aguardou-se a soluo do gel solidificar-se em temperatura ambiente.

PREPARAO DAS AMOSTRAS Para realizar-se a preparao das amostras, utilizou-se micro tubos e misturouse 8L de DNA com 2L tampo, dessa vez 5X e submetido a centrifugao. Esta preparao foi realizada para o DNA estar pronto para ser aplicado no gel de agarose. DIGESTO DO DNA Dois microtubos tipo eppendorfs, foram identificados como 1 e 2. O tubo 1, representando a digesto do DNA a partir da enzima de restrio, continha 1 microlitro de enzima, 2 microlitros de tampo, 3 microlitros de DNA e 14 de gua, totalizando 20 microlitros. O tubo dois, representado sem o uso da enzima de restrio, continha as mesmas substncias, porm com exceo da enzima de restrio, totalizando ento, 19 microlitros. A enzima de restrio Hind III, que produzida sua atividade pelo microorganismo Haemophilus influenzae sendo

cataltica de hidrolase gera extremidades coesivas. Seu esquema de restrio pode representar-se segundo este diagrama: Stio de reconhecimento 5 AAGCTT 3 TTCGAA Resultado do corte 5- - - A 3 - - - TTCGA AGCTT - - - 3 A - - - 5

No momento da adio das substncias no tubo, primeiramente foi pipetado o DNA seguido pelo tampo, enzima, e finalizado pela gua. Aps esse processo, ambos foram colocados no termociclador, a 37C por uma hora, temperatura conveniente a enzima utilizada. A anlise da reao foi feita a partir de eletroforese em gel de agarose.