Você está na página 1de 2

Maneira experimental de se medir o potencial de um eletrodo As reaes caracterizadas pela transferncia de eltrons so chamadas reaes de oxidao-reduo, em que a oxidao

consiste na perda de eltrons, enquanto a reduo, no ganho de eltrons. Esta reao s ocorre caso exista uma diferena entre os potenciais dos eletrodos. Os potenciais de cada eletrodo so medidos com relao a um eletrodo padro, ao qual foi atribudo o potencial zero, tanto de oxidao, quanto de reduo. Este eletrodo denominado eletrodo padro de hidrognio. Os outros so ligados a estes e mede-se a capacidade de oxidao ou reduo do mesmo. Quanto maior o potencial de reduo, maior a capacidade da espcie em ganhar eltrons e participar da reao como agente oxidante. Em contrapartida, quanto menor o potencial de reduo da espcie, maior a capacidade da espcie perder eltrons e se comportar como agente redutor. Uma das pilhas mais antigas e simples a Pilha de Daniel

O eletrodo onde ocorre oxidao chamado anodo, e onde ocorre reduo chamado catodo. Nas pilhas, o catodo considerado plo positivo e o anodo, plo negativo. Cada meia-clula da pilha chamada de eletrodo ou semi-clula. Assim, tem-se o eletrodo de zinco e o de cobre. As barras metlicas so ligadas por um fio metlico por onde escoaro eltrons de uma barra para outra, constituindo o circuito externo da pilha. As solues so ligadas atravs de uma ponte salina. Essa ponte completa o circuito eltrico, permitindo o fluxo de ons entre as duas solues, o que constitui o circuito eltrico interno.

O zinco apresenta espontaneamente a tendncia de perder eltrons em relao aos ons cobre devido ao fato de o eletrodo de cobre ter um potencial de reduo maior que o eletrodo de zinco. Ento se a chave for fechada tem-se a passagem de eltrons do zinco para o cobre. Outro fato notado o desgaste da placa de zinco, pois os ons a deixam e

passam para a soluo. Consequentemente h um aumento na massa da placa de cobre porque os ons se depositam nela.