P. 1
Ácido lático, lactato e limiar anaeróbio

Ácido lático, lactato e limiar anaeróbio

5.0

|Views: 9.599|Likes:
Publicado porArthur Sacramento
Aula do Prof. Arthur Sacramento em ácido lático e limiar anaeróbio.
Aula do Prof. Arthur Sacramento em ácido lático e limiar anaeróbio.

More info:

Published by: Arthur Sacramento on Apr 27, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/13/2013

pdf

text

original

Ácido lático, lactato e limiar anaeróbio

Transferência de energia no exercício

• Durante um exercício de alta intensidade e curta duração, há a necessidade de manutenção do fornecimento de energia proveniente dos fosfatos de alta energia. Para tal, ocorre a ressíntese a partir predominantemente do glicogênio armazenado. De onde vem este glicogênio? Onde está armazenado?

• O Glicogênio é obtido da ressíntese produzida pela glicólise anaeróbia, que fornece substrato suficiente para a formação de ácido lático e com isso, o substrato para a formação de nova glicose (neoglicogênese). • Este substrato ressintetizado é combustível de reserva para situações de alto rendimento em final de provas.

• “Os níveis de lactato mais altos e acumulados mais rapidamente são alcançados durante o exercício explosivo que pode ser sustentado por 60 a 180 segundos” Katch & Katch • O lactato sanguíneo não se acumula em todos os níveis de exercício e possui uma relação muito íntima com a captação de oxigênio e a freqüência cardíaca.

• O lactato acumula-se e sobe de maneira exponencial para aproximadamente 55% da capacidade máxima para o metabolismo aeróbio nos indivíduos sadios e destreinados e em torno de 75% em atletas de alto rendimento. • Qual o significado prático desta afirmação?

• Significa que as condições de aproveitamento dos substratos para a formação de nova energia ao longo do exercício de curta duração e alta intensidade são cada vez mais ideais e bem utilizadas pelo corpo do indivíduo:

• Menor acúmulo de LDH no músculo; • Fibras musculares adequadas ao esporte; • Armazenamento de glicogênio hepático e muscular; • Alto índice de consumo de oxigênio • Melhor taxa de reconversão de ácido pirúvico em glicose, entre outros fatores que podem influenciar diretamente neste fator de rendimento.

Teste de Katch (adaptado)
• São feitos incrementos de carga a cada 3 minutos em 3 fases. • Mede-se a FC antes, durante e após o teste e calcula-se o percentual sobre a frequência cardíaca máxima. • Traça-se a equivalência entre o percentual da FCmáx e o consumo de oxigênio, obtendo-se assim o ponto onde ocorreu o limiar anaeróbio no teste.

Tabela para o teste de Katch adaptado
FC repouso 3 min 6 min 9 min 12 min

Rotas de remoção de lactato
• Rota de Brooks (sangue) • Rota de Cori (Fígado)

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->