P. 1
CIDADE DE TUTÓIA I - RN -07.06.13

CIDADE DE TUTÓIA I - RN -07.06.13

|Views: 2|Likes:

More info:

Published by: Patrick Araujo Ramalho on Jun 10, 2013
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/12/2015

pdf

text

original

Identificação

:

CIDADE DE TUTÓIA I

Nº BCBEL:

101A/13

Termo de Vistoria
Relatório de Vistoria de Embarcações Tipo de Vistoria: - Cumprimento de Exigências - CE Armador: Tipo de Serviço: Fiscal do Armador:
SERVIPORTO - SERVIÇOS PORTUÁRIOS LTDA. Ferry Boat para Transporte de Passageiros e Veículos Engº Landrin Sandin

Data: 06/06/13

Nº da Ordem de Serviço: 035/12

1 - CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS 1.1 - Comprimento Total com Rampa 1.2 - Comprimento Total do Casco 1.3 - Comprimento entre Perpendiculares 1.4 - Boca Moldada 1.5 - Pontal Moldado 1.6 - Calado de Projeto Moldado 1.7 - TPB 1.8 - Arqueação Bruta 1.9 - Arqueação Líquida 1.10 - Ano de Construção 1.11 - Estaleiro Construtor 1.12 - Porto de Registro 1.13 - Número de Inscrição 1.14 - Indicativo de Chamada 1.15 - Material do Casco 1.16 - Tipo do Casco

: : : : : : : : : : : : : : : :

75,00 m 65,00 m 61,75 m 17,00 m 2,80 m 1,99 m 792,53 t 1177 AB 876 AL 2009 ERIN - ESTALEIROS RIO NEGRO LTDA. São Luis - MA 121-013181-1 PP6824 Aço Simples

2 - CONDIÇÕES DA VISTORIA E OBSERVAÇÕES INICIAIS 2.1 - Planos Consultados na Vistoria: - Plano de Arranjo Geral, Segurança e Luzes de Navegação, Perfil Estrutural, Seção Mestra, Notas de Arqueação e Borda Livre e Memorial Descritivo. 2.2 - Observações Iniciais: Local / Data da Vistoria: Belém-PA, 06/06/13 Objetivo : Emissão dos Certificados de Classe e de Segurança da Navegação Tipo de Vistoria :
- Cumprimento de Exigências - CE -

( x ) Flutuando Local / Data da Última Vistoria: Data da Próxima Vistoria:

( x ) Seco

Ver Item 7.34

São Luís - MA, 09/04/13 06/07/2013 - Cumprimento de Exigências - CE Validade: 06/07/13 Validade: 06/07/13 Validade: 06/07/13

Dados dos Certificados: DPC e Outros Órgãos Borda Livre: Emissão: 06/06/13 Emissão: 06/06/13 Arqueação: CSN: Emissão: 06/06/13 Agulha Magnética: Validade: 02/06/13 Estação Rádio: Validade: 29/03/15

Vistoriador Responsável:

Em Belém-PA, 06/06/13 1/11

do Bureau Colombo. para verificação e inspeção.CE Data: 06/06/13 3 . 06/06/13 2/11 . *Obs. do Bureau Colombo. e d) Verificação da posição da marca de Borda Livre. conforme estabelecido no Item 0810 (c) da NORMAM 02 / DPC. c) Saídas d`água. ( x ) CSN Verificação das condições de segurança de acordo com as regras do BC e de conformidade com as disposições regulamentadas pela NORMAM 02 / DPC. Vistoriador Responsável: Em Belém-PA. ( Conforme as vistorias realizadas recomendamos cumprir as exigências abaixo discriminadas no prazo estabelecido. armadores. os proprietários.Identificação: CIDADE DE TUTÓIA I Nº BCBEL: 101A/13 Termo de Vistoria Relatório de Vistoria de Embarcações Tipo de Vistoria: . do Bureau Colombo. Vistorias de Constatação: ( x ) Arqueação Verificação de todos os espaços abertos e fechados. serão os responsáveis pela manutenção das condições de segurança.Cumprimento de Exigências .TERMOS E CONDIÇÕES DA VISTORIA O vistoriador abaixo assinado atesta que a embarcação acima foi inspecionada de acordo com os termos e condições estabelecidas nas Regras e Procedimentos desta Sociedade Classificadora e pela NORMAM / DPC. Após. Verificação das alterações feitas no casco e na superestruturas que possam alterar a Borda Livre anteriormente atribuída e para garantir as condições de funcionamento dos dispositivos para: a) Proteção de aberturas e manutenção das condições de estanqueidade aplicáveis (Ponto de Alagamento Progressivo). x ) Borda Livre Verificação das Marcas de Borda Livre no Costado da embarcação fixadas permanentemente na posição determinada pelo BC.: Marcar os itens referentes a vistoria de constatação de embarcações de aço. marcas de Calado e Porto de Inscrição. e durante todo o período de validade do certificado. ( ( x ) Casco & Estrutura Verificação dos itens de Casco & Estrutura conforme estabelecido nas regras e procedimentos para construção e classificação de embarcações de aço. comunicar o cumprimento destas exigências a esta Sociedade Classificadora. Equipamentos & Eletricidade conforme estabelecido nas regras e procedimentos para construção e classificação de embarcações de aço. A aprovação das vistorias realizada para a emissão ou validação dos certificados será válida apenas para o momento em que forem efetuadas. b) Balaustradas. de carga e excluídos de acordo com as disposições da Convenção Internacional sobre medidas de Arqueações (1969) e das Normas e Procedimentos para a Navegação Interior ( NORMAM 02 / DPC). x ) Máquinas. A partir de então. de maneira a garantirem que a embarcação e seus equipamentos não constituam um perigo para sua própria segurança ou para a de terceiros. Equipamentos & Eletricidade Verificação dos itens de Máquinas. comandantes ou mestres segundo as circunstâncias do caso.

em 26/02/09.PRPM. Foi apresentado ao BC. e válida até 29/03/15. conforme Capítulo 6. acima do convés de borda livre. emitida em 01/07/10.02 DPC/05.3 ITEM 6. 5 .PLANOS E DOCUMENTOS TÉCNICOS ITEM DESCRIÇÃO REFERÊNCIA PRAZO Data: 06/06/13 4. em seus espaços vazios de altura de 760 mm.4 4. em ABNT NBR 15450 atendimento a Portaria 118/DPC da N02/DPC de 21/06/2011. TPB = 792. Espaços Fechados abaixo do Convés Superior = 2337. pela Agência Nacional de Telecomunicações . As marcações do casco estão em conformidade com os itens aplicáveis e de acordo com o item 0219 da NORMAM 02-DPC/ 05 (Marcas de Calado. emitido pela Capitania dos Portos do Maranhão.A2042B/08. ITEM 5. é um Ferry Boat.5 4.4 6. Conforme Notas de Arqueação NArqBL . mencionada acima.2 5. cópia do Cartão de Tripulação de Segurança .5 6.6 Os Planos foram Aprovados conforme RAP Nº: C . 30 Dias 4. A embarcação em questão. Yamaguishi .1 5.BORDA LIVRE DESCRIÇÃO Borda Livre constatada a bordo está conforme Notas para Marcação da Borda Livre Nacional BC = A2 = 826 mm em relação ao convés de borda livre e 37500 mm em relação ao espelho de proa. 06/06/13 3/11 .2 6. do Tipo A.53 t. a embarcação possui os seguintes valores: AB = 1177. As marcas da embarcação (calado. Todos os acessos aos interiores dos porões estão com borracha de vedação (portas / escotilhas e escotilhões). Espaços Fechados acima do Convés Superior = 1981.3 6. NORMAM 02 e Acessibilidade no Transporte Aquaviário de Passageiros. tendo como Responsável Técnico o Engº Naval Ricardo K. em áreas de navegação classificada como A2.LC A2 0005A/09.CE 4 .CTS (PROVISÓRIO). de 02/02/09. item 0612 e) da NORMAM 02-DPC/05.6 Vistoriador Responsável: Em Belém-PA. de 02/02/09.1 Apresentar ao BC novo Projeto Técnico adequado conforme os Portaria 118/DPC da requisitos de acessibilidade da ABNT NBR 15450. e Foi apresentado ao BC cópia da Provisão de Registro de Propriedade Marítima .Cumprimento de Exigências . Volume dos Espaços de Carga = 3036. de Registro: 13115 DVA-C. com Indicativo de Chamada PP6824.CREA: 28821-D/RJ e ART nº 0000789/2009.1 6. Embarcação Tipo A.ANATEL.00 m³.A2002-09. emitida em 09/07/09. Foi emitida uma Licença Construção Nº: 602 . destinada ao Transporte de Passageiros e Veiculos.Identificação: CIDADE DE TUTÓIA I Nº BCBEL: 101A/13 Termo de Vistoria Relatório de Vistoria de Embarcações Tipo de Vistoria: . estão em boas condições e de acordo com NORMAM . linha de carga e borda livre.11 m³.2 4.ARQUEAÇÃO DESCRIÇÃO Não foi constatada Alteração que implique em mudanças nos valores de Arqueação.SÃO LUIS -MA"). está autorizada a navegar em região classificada como Área 2. 6 . Nome e Porto de Inscrição da embarcação " CIDADE DE TUTÓIA I . porto de registro. Espaços Excluídos = 0.3 4. conforme NORMAM .40 m³ e Volume Total dos Espaços Fechados = 4318. onde a mesma autoriza a transportar 07 (sete) Tripulantes. A referida embarcação possui suspiros. nome. e Recomendamos manter o Certificado Nacional de Arqueação conforme os valores atribuídos pela Notas de Arqueação.02 DPC/05.34 m³.MA. em 19/03/09 onde consta o Nº de Casco 1730.45 m³. AL = 876. Foi apresentado ao BC cópia da Licença de Estação de Navio Nº 000010/2009 .

resultando um calado máximo de 1. abastecida de gêneros/óleo. sem passageiros e sem lastro: (deslocamento 1415.Sem Carga.13 6.544 m).NORMAM 02DPC/05) de embarcação que operam na navegação interior em áreas 1 e 2. 3 . abastecida com 10% de gêneros/óleo.361 m).DPC/05. calado leve de 1.408 m).BORDA LIVRE DESCRIÇÃO A embarcação é dotada de Saídas d'Água. A embarcação teve sua Estabilidade avaliada e aprovada nas seguintes condições: 1 .16 Vistoriador Responsável: Em Belém-PA. (Item 0639 l) da NORMAM . 7 .996 m e um KG de 4. 06/06/13 4/11 .699 m). com o calado de 1. O estudo de estabilidade foi aprovado conforme o Critério Geral (Item 0637 .475 m e um KG de 4.Convés do Passadiço = 246 Passageiros sentados. com o calado de 1.996 m. número máximo de passageiros e sem lastro: (deslocamento 909. KG = 3.819 m e um KG de 4.915 t. .15 6.Sem Carga. 2 . com 10% de gêneros/óleo. com 10% de de gêneros/óleo e sem lastro: (deslocamento 1447. máximo de passageiros e sem lastro: (deslocamento 1518.891 m e um KG de 4. abastecida com 10% de gêneros/óleo e sem lastro: (deslocamento 837. Assim o deslocamento máximo obtido conforme condições de carregamento analisadas é de 1518. com o calado de 1. com altura mínima de 1 (um) metro. Conforme conclusão da Análise do Estudo de Estabilidade Definitivo. .282 m. 6 . com o calado de 1.Totalizando: 1030 Passageiros.12 6. Data: 06/06/13 ITEM 6.791 m). HABITABILIDADE (para operar em Travessia com Passageiro e Carga): A embarcação pode transportar 1030 Passageiros e 07 Tripulantes.10 6. conforme NORMAM 02-DPC/05. alínea a.Carga de regresso.CE 6 .a. sendo distribuídos da seguinte forma: .Carga de regresso.8 6. De acordo com a Prova de Inclinação aprovada pelo BC.14 6.9 6. Em todas as condições de carregamento.Carga total de partida.964 m. com o calado de 1.02 DPC/05).644 t.924 m e um KG de 4.174 m. 5 . máximo de passageiros.835 t. portanto a embarcação possui estanqueidade do tipo A.286 t. Ponto de alagamento progressivo: Todas as aberturas de acesso aos compartimentos localizados abaixo do convés de borda livre possuem meios de fechamento estanque ao tempo.835 t. com o calado de 1.). a embarcação possui estabilidade satisfatória para navegação em Área 2.305 t. sem passageiros e sem lastro: (deslocamento 1344. atenção especial deve ser dispensada para que seja mantida a borda livre adequada à área de navegação.279 m e um KG de 4.Identificação: CIDADE DE TUTÓIA I Nº BCBEL: 101A/13 Termo de Vistoria Relatório de Vistoria de Embarcações Tipo de Vistoria: . máximo de passageiros no convés do passadiço e com lastro: (deslocamento 1016.Convés Superior = 448 Passageiros sentados + 336 Passageiros em pe. abastecida total de gêneros/óleo.Carga total de partida.97 m). conforme NORMAM 02-DPC/2005. foram analisadas e aprovadas 07 condições de carregamento.835 t. sendo assim.Sem Carga. 4 . com o calado de 1. Os suspiros dos espaços vazios ficam com suas extremidades a 760 mm do convés principal.11 6. a embarcação possui um deslocamento leve de 726. Esta embarcação não possui ponto de alagamento e atende aos critérios de Estabilidade a luz dos critérios de estabilidade estabelecidos nas Normas da Autoriadade Marítima (NORMAM 02-DPC/05 .Cumprimento de Exigências .7 6. número máximo de passageiros. Item 609. LCG = -2. conforme NORMAM 02.644 t.893 m).Capítulo 6 Item 637 . A embarcação possui borda falsa no conves principal e balaustradas instaladas no convés superior e conves do passadiço.358 m e um KG de 4. abastecida total abastecida com 10% de gêneros/óleo.106 t.

Os comandantes deverão. com mangueiras e esguichos de duplo emprego. Certificado de homolagação No 094/2004. para criança.SEGURANÇA DA NAVEGAÇÃO (CSN) DESCRIÇÃO A embarcação teve seu batimento de quilha em 2009 no ERIN .4 7. elipses e seus parafusos. todos os itens que constam no "Plano de Segurança e Luzes de Navegação".17 6. classe III. de acordo com o RIPEAM e com o Plano de Luzes Aprovado.6 Kg . A presente embarcação é um Ferry-boat.2 7. agir com prudência e observar as regras de marinharia. pronto para o uso e conforme exigido pela NORMAM 02-DPC/05 e NORMAM 05/DPC.3 7. EQUIPAMENTOS DE SALVATAGEM: No ato da Vistoria foram constatados à bordo. nem absolve os comandantes de suas responsabilidades.1 7. . . O atendimento aos critérios de estabilidade não garante a imunidade contra emborcamentos.Identificação: CIDADE DE TUTÓIA I Nº BCBEL: 101A/13 Termo de Vistoria Relatório de Vistoria de Embarcações Tipo de Vistoria: . assim possibilitando a estanqueidade dos espaços vazios e espaços de carga. navegação interior.18 6. de 45 m3/H + 09 Caixas de incêndio/Hidrantes. CIBORG-20. . encontram-se conforme normas da NORMAM 02-DPC/05. CIBORG-12.03 Aparelhos flutuantes. casarias ou superestruturas deverão ser adequadamente fechadas em condições climáticas adversas. classe III. de acionamento elétrico. ambos devidamente distribuídos nos locais destinados a passageiros.6 Vistoriador Responsável: Em Belém-PA. devendo ainda adotar a velocidade e o curso apropriados às circunstâncias (Item 0639 a) da NORMAM 02-DPC/05).19 6.5 7.Cumprimento de Exigências . A embarcação apresentou no momento da vistoria. As Luzes de Navegação são homologadas. conforme NORMAM 05/DPC e estão em perfeito estado de funcionamento e possuem meios de acionamento independentes e sinalizados no passadiço. todos dentro da validade e com selo do INMETRO + 02 Bombas de Incêndio/Esgoto. Todos estivados em locais de fácil acesso. ITEM 7. para 20 pessoas cada. homologados conforme NORMAM 05: .03 Extintores de Agua Pressurizada de 10 Litros. portas de visita. 06/06/13 5/11 . Validade 05/12.25 Kg .1036 Coletes salva-vidas grandes. classe III. os seguintes equipamentos. Mod. sendo que todos os dispositivos existentes a bordo para esse fim deverão ser mantidos em boas condições de manutenção. atracadores dos escotilhões. . em conformidade com a NORMAM 02-DPC/05. os boletins meteorológicos e a zona de navegação. 01 extintor de CO2 . para transporte de Passageiros e Veículos.CE Data: 06/06/13 ITEM 6. portanto. portas estanques. Validade Abril/12 + 02 Facho manual Estrela vermelha.Estaleiros Rio Negro Ltda. 7 . Certificado de homolagação No 094/2004.BORDA LIVRE DESCRIÇÃO Qualquer dispositivo de fechamento dos suspiros dos tanques de combustível deverá permanecer fechado em condições climáticas adversas. Classe III + 104 coletes pequenos Classe III. e Todas as aberturas através das quais a água pode penetrar no casco. localizado em Manaus-AM e seu lançamento no mesmo ano. para 12 pessoas cada. EQUIPAMENTOS DE COMBATE À INCÊNDIO E SEGURANÇA: 06 extintores de CO2 .02 Facho manual Luz Vermelha. classificada como embarcação Tipo "A" autorizada a navegar em região classificada como Área 2. atentando para a estação do ano.50 Aparelhos flutuantes.20 6 . em Travessias.06 Bóias salva-vidas com retinida. Mod. As borrachas de vedação.

A embarcação possui Saída de Emergência na Praça de Máquinas sinalizada e totalmente desobstruída para passagem. régua paralela e cartas náuticas. Mod. Mod. portas e outros dispositivos estanques (ao tempo ou a água) de fechamento de aberturas deverão ser mantidos fechados durante as viagens.Identificação: CIDADE DE TUTÓIA I Nº BCBEL: 101A/13 Termo de Vistoria Relatório de Vistoria de Embarcações Tipo de Vistoria: .28 m³ de água doce. Série No 4345-9446. Na vistoria flutuando foram realizados testes nos equipamentos de navegação. compasso. conforme memorial descritivo. conforme NORMAM 02-DPC/05. 02 cabeços simples.16 7. Raio de Ação 1412 milhas. binóculo. 01 Agulha Magnética DANFORTH. desde que fiquem prontas para serem imediatamente fechadas e que seja claramente assinalado no local que essas aberturas devem permanecer fechadas após o acesso (Item 0639-h) da NORMAM 02-DPC/05). apresentando condições de uso e operação conforme NORMAM 02-DPC/05. onde todos os equipamentos apresentaram resultados de uso e operação conforme exigido pela NORMAM 02-DPC/05 e Regras BC-2008. agulheiros. 01 Radar FURUNO (com ecobatimetro e GPS. ICM802.10 7. sistema de governo e propulsão.CE Data: 06/06/13 ITEM 7. bem como a mangueira de distribuição do gás do botijão de serviço é aprovada pelo INMETRO.18 7. As elipses.ICOM. de capacidade 6 t .9 7. nos costados e fundo. Tipo RDP 149 . máquinas. escotilhas estanques (ao tempo ou a água) de fechamento das aberturas localizadas no convés de borda livre deverão ser mantidos fechados durante as viagens. exceto quando seja necessário abrí-los para a operação da embarcação. ICM302/IC-M304. integrados). prumo de mão. Os botijões de gás estão devidamente protegidos contra ações mecânicas e dos raios solares. 02 âncoras tipo Danforth de 757 Kg e 05 molinetes de acionamento elétrico com capacidade de 5 t. sino.8 7. 01 Indicador de Ângulo do leme. apito. A embarcação possui capacidade para armazenar 49.14 7. Os extintores de incêndio estão dentro do prazo de validade e em cabides de acordo com o Plano de Segurança.7 7. No ato da vistoria o Plano de Segurança Aprovado estava fixado no passadiço da embarcação. mesa de cartas. Tampas.87 m³ de óleo díesel (combustível) e 34. 7.SEGURANÇA DA NAVEGAÇÃO (CSN) DESCRIÇÃO EQUIPAMENTOS DE COMUNICAÇÃO E NAVEGAÇÃO: 02 Rádios VHF ICOM. Mod.15 7 . desde que fiquem prontas para serem imediatamente fechadas e que seja claramente assinalado no local que essas aberturas devem permanecer fechadas após o acesso (Item 0639 h) da NORMAM 02-DPC/05). de csapacidade 2 t.13 7. A embarcação possui proteção Catódica. buzina.Cumprimento de Exigências . lanterna portátil com pilhas sobressalentes. 01 Radio SSB . A embarcação possui as seguintes características de serviço: Velocidade de Serviço 12 nós.12 7. SISTEMA DE AMARRAÇÃO E FUNDEIO: A embarcação possui um Sistema de Amarração e Fundeio compostos por 04 cabeços duplos. As tomadas de incêndio encontram-se pintadas de vermelho e indicadas conforme NORMAM 02DPC/05. 06/06/13 6/11 .19 7.11 7. equipamentos de eletricidade. portas. No ato da vistoria foram verificadas as placas de identificação do sistema de monitoramento e controle instalados no passadiço. C-MAP NT MAX. exceto quando seja necessário abri-los para a operação da embarcação. os mesmos foram verificados durante a vistoria.20 Vistoriador Responsável: Em Belém-PA.17 7.

do madre do leme e também os anôdos de sacrifício encontravam-se em bom estado e o hélice frenado. assim como os sistemas de combate a incêndio estão conforme requisitos estabelecidos nas normas de Autoridade Marítima em vigor (NORMAM 02-DPC/05 / Mod.32 7. praça de máquinas.30 7.Cumprimento de Exigências . hélice.27 7. ferramentas e sobressalentes de equipamentos ou de máquina deverão estar acondicionadas em local apropriado. Foram testados os hidrantes de vante e de ré ao mesmo tempo. costados. e os mesmos apresentaram raio de ação superior a 15 m. A embarcação possui caixa de primeiros socorros com os Itens em conformidade com o Anexo 4-C da NORMAM-02/DPC/2005. Estão pintados o nome da embarcação e porto de registro nos coletes salva-vidas.25 7.326 D-PA. coletes e aparelhos flutuantes) em conformidade com Plano de Segurança. bóias e aparelhos flutuantes.CE 7 . O respectivo relatório emitido em 08/04/2013. camarotes. A embarcação foi vistoriada em "SECO" no dia 08/04/13. cozinhas. tubo telescópico. adotado pela NORMAM 02-DPC/05. dos corredores.CREA 20. Foi realizado o ensaio não destrutivo de Ultra-Som no chapeamento dos costados. A embarcação é dotada de sistema de comunicação (mesa de som e alto falantes) que possibilita ao comando da embarcação divulgar informações gerais por intermédio de alto-falantes nos locais normalmente ocupados pelos passageiros. fundo.29 7.34 Vistoriador Responsável: Em Belém-PA.23 7. com mangueira e seus acessórios. conforme NORMAM 02-DPC/05: Regras de Governo e Navegação.21 7.24 7.22 7. salãos. no Porto da Espera. Na vistoria realizada. A embarcação possui no passadiço as tabelas e quadros. convés e anteparas. onde foram inspecionados todo chapeamento do casco (fundo. Balizamento. 06/06/13 7/11 . caixas de mar/válvulas de fundo.Identificação: CIDADE DE TUTÓIA I Nº BCBEL: 101A/13 Termo de Vistoria Relatório de Vistoria de Embarcações Tipo de Vistoria: . A embarcação possui piso anti-derrapante nos conveses. Estão estivados a bordo os equipamentos de salvatagem (bóias. registra-se que o eixo propulsor. 02) e Plano de Segurança aprovado por esta Sociedade Classificadora. Data: 06/06/13 ITEM 7. aplicado o ensaio em pelo menos 4 (quatro) pontos de medição por chapa. madre do leme. (como cabines e armários). Sinais de Salvamento. As correias. buchas. A embarcação possui postos de incêndios em cada convés.26 7. localizada em São Luiz-MA.28 7. as buchas do eixo propulsor. leme e hélice). portanto dentro do critério de aceitação. convés). banheiros e comando. que evite seu deslocamento em função do balanço ou por vibração do equipamento ou de máquinas.SEGURANÇA DA NAVEGAÇÃO (CSN) DESCRIÇÃO A rede de incêndio foi testada e está em condições satisfatórias de operação. não identificou pontos com desgastes no chapeamento superior a 20% da espessura original. os mesmos não excedem a 15 m de comprimento um do outro. (Fonoclama > de 200 passageiros). A embarcação possui proteção mecânica nas luzes: de navegação. A embarcação possui 02 escadas de acesso para cada convés exceto ao Convés do Tijupá. Os materiais de salvatagem. Sinais Sonoros e Luminosos e Regras para Evitar Abalroamento e Plano de Segurança. (não deverão ser estivados de forma provisória nos equipamentos que os utilizam. tendo em vista o risco de avarias aos equipamento. resfriador de quilha e sistemas de propulsão e governo (eixo propulsor.33 7. pelo Eng° Rodrigo Santos Vitelli . máquinas e/ou ao tripulante).31 7.

3 8 .Bojo = 12. convés.Convés Principal = 12.591 kgf/mm² e σL (convés) = 6..000 kgf/mm².SEGURANÇA DA NAVEGAÇÃO (CSN) DESCRIÇÃO A tomada de incêndio próximo a praça de máquinas deverá portar em sua estação.7 mm. . . apresentando portanto. Conforme Relatório para Verificação do Módulo de Seção Mestra.52 mm. Resgistra-se que a embarcação atende aos requisitos de compartimentagem conforme o capítulo 6 da NORMAM 02-DPC/05. A seção de mangueira deverá permanecer conectada à tomada de incêndio. e Foram inspecionados o casco (estrutura secundária e terciária) e os conveses de superestrutura quanto: deterioração acentuada. As estruturas secundárias e terciárias estão em conformidade com os planos aprovados pelo BC.Fundo = 12.6 Vistoriador Responsável: Em Belém-PA. e Na Vistoria Flutuando.50 m. não sendo constatadas alterações no arranjo estrutural da embarcação. apresentando no momento da vistoria condições satisfatórias. Aprovado pelo BC. . a resistência longitudinal admissível é: σR = = 14. .36 ITEM 8.Cumprimento de Exigências . mossas.2 8. sendo que as resistências longitudinais atuantes são: σL (fundo) = 7.NIFB-ME.7 mm.35 7. que atende a todos os pontos da praça de máquinas.Cruz de Malta BC .5 8.Costado = 12. 06/06/13 8/11 . trincas ou furos por corrosão que possam compromenter a resistência estrutural. e Foi realizada a inspeção dos cordões de solda. não apresentando no momento deterioração. Fundo (internamente) e elementos estruturais.1 8. Data: 06/06/13 ITEM 7.1 8.CASCO & ESTRUTURA DESCRIÇÃO Durante a vistoria foi verificado o arranjo estrutural da embarcação e comparado com o Plano de Perfil Estrutural para o registro de possiveis alterações. Anteparas. Embarcação Classificada com símbolo . foram verificados o chapeamento dos costados (parte externa acima da linha d’água e internamente). uma ou mais seção de mangueiras e um aplicador de neblina. 3 conveses de superestruturas e 2 casarias. conforme Memorial Descritivo. furos por corrosão ou deformações estruturais que possam afetar a segurança. segurança e a estanqueidade da embarcação.7 mm. trincas.4 8. interrupida na antepara da praça de maquinas.7 mm. resistência estrutural e a estanqueidade. atendendo a indicação do Plano de Perfil Estrutural. quanto presença de defeitos e descontinuidades superciciais. Compartimentagem: A embarcação possui 07 anteparas transversais estanques e 02 anteparas longitudinais estanques. resultados satisfatórios.Anteparas Transversais = 9.4 8.894 kgf/mm². respectivamente.CE 7 . Espessuras do Chapeamento conforme Plano de Perfil Estrutural e Seção Mestra Aprovado pelo BC: . Foi verificado que a embarcação possui um espaçamento entre cavernas de 1.6 8. mossas.Identificação: CIDADE DE TUTÓIA I Nº BCBEL: 101A/13 Termo de Vistoria Relatório de Vistoria de Embarcações Tipo de Vistoria: . 8.

94 kW/ 130 hp.967: 1. 06/06/13 9/11 . marca KING. acionada por motor KOHLBACH de 2 hp. potência de 12 bar.7 9.220/380/440 volts. A embarcação é dotada de ventilação na praça de máquinas .MARELI.27 kW. 3412.0 cv. 9.15 Vistoriador Responsável: Em Belém-PA. 1964 rpm.. Potencia 96. (BB): Motor CATERPILLAR.Trifásico de 115 kVA . Alarme Visual e Sonoro de Nível Alto de Esgoto. Mod.Trifásico de 115 kVA . apresentando resultados em conformidade com a NORMAM 02-DPC/05 e Regras BC.3 9. Mod. Potencia 750 hp / 559.ZF-W1900 e a relação de redução é de 4. com 1760 rpm.8 9. de 100 Bar/5 CV.. Governo e de geração de energia mencionados nas observações anteriores foram devidamente testados durante a vistoria flutuando. MOTOR DE COMBUSTÃO PRINCIPAL (MCP) : 03 Unid. acionada por motor WEG de 1. A embarcação é dotada de 03 Reversores Marítimos. 1964 rpm.220/380/440 volts. Serie Nº REA 02624. Mod.27 kW. interligadas as 02 garrafas por redes de 2".13 9. composto por 01 máquina de leme de acionamento eletrohidráulico. 6 Cilindros.1 9 . Foi verificado o Sistema de Governo.9 9. com um tanque de menor capacidade adequado a adição de produtos químicos como tratamento.2 9. com capacidade de 45 m³/h e 3370 rpm. da Praça de Máquinas: Em condições normais. A embarcação possui 2 bombas para realizar o tratamento e para transferência: 1 JACUZZI.10 9. 3412. redutora ZF MARINER . 3412.4 9. 6 Cilindros. de 100 bar.Cumprimento de Exigências . equipado com bomba ZF. para partida dos MCA's. para partida dos MCPs: 02 compressores SCHULZ. Potencia 750 hp / 559. Serie Nº REA 02625.94 kW/ 130 hp.MAQUINAS/ELETRICIDADE E AUXILIARES DESCRIÇÃO Durante a vistoria foi verificado se todos os equipamentos principais (em função das dimensões) da Praça de Máquinas estão de acordo com o Plano de Arranjo Geral e Plano de Arranjo da Praça de Máquinas. acionada por motor elétrico de 5. A embarcação é dotada de 02 bombas de Incêndio/Esgoto. A embarcação é dotada de Sistema de produção de Ar Comprimido. tanto na Praça de Máquina como no Passadiço.12 9.27 kW. em conformidade com a NORMAM 02-DPC/05 e Regras BC-2008. acionado pelo Motor MWM TD229EC6. marca KING. marca ITUR. 03 lemes tipo semicompensados e Torque de 40 ton. Potencia 750 hp / 559. 1800 rpm. acionado pelo Motor MWM TD229EC6. (BE): Motor CATERPILLAR. O compartimento de máquinas encontra-se em conformidade com os planos aprovado pelo BC.14 9. A embarcação é dotada de tanque de óleo hidráulico para a maquina do leme. 1964 rpm. A embarcação é dotada de bomba de água doce. Sistema de Propulssão. A embarcação é dotada de bomba de água salgada.5 9. Potencia 96. Geração de Energia Principal : Alternador HEIMER .2 kW. A embarcação é dotada de tanque de tratamento de efluentes. 1800 rpm. (CENTRAL): Motor CATERPILLAR. Serie Nº REA 02626. com capacidade de 1200 m³/min. Todos os equipamentos da Praça de Máquinas. acionada por motor WEG de 2. A embarcação é dotada de 02 baterias de 12 V e 180A/h. conforme exigido pela NORMAM 02-Anexo 3-O. 6 Cilindros.CE Data: 06/06/13 ITEM 9.6 9.11 9. rotação de 710 rpm.1 kW e 1 FB. Geração de Energia de Emergência : Alternador HEIMER .Identificação: CIDADE DE TUTÓIA I Nº BCBEL: 101A/13 Termo de Vistoria Relatório de Vistoria de Embarcações Tipo de Vistoria: . acionados por motores elétricos de 11 kW / 60 hz a 1750 rpm. acionada por motor KOHLBACH de 02 hp.

bomba de incêndio.31 9. A fonte de energia principal tem capacidade suficiente para suprir a carga necessária para manter a embarcação em plenas condições operacionais. Os indicadores de niveis.27 9.33 9 .16 9. As caixas de baterias.32 9.22 9. Os botijões de gás estão devidamente protegidos contra ações mecânicas e dos raios solares. arejados e abrigados. conforme Anexo 3-N da NORMAM 02-DPC/05.24 9. temperatura da água de arrefecimento. sendo os mesmos compostos por redutor INARMEG .28 9. conforme NORMAM 02DPC/05 .30 9. em frente ao QEP encontra-se devidamente protegido com um tapete de borracha. MQGF-180.35 9. conforme NORMAM 02-DPC/05 .17 9. modelo B 132 84.81 kgf/m.23 9.MAQUINAS/ELETRICIDADE E AUXILIARES DESCRIÇÃO Os quadros elétricos estão bem fixados em locais abrigados que não contém materiais inflamáveis e estão em boas condições de manutenção e limpeza. 14 cv e torque de 194. O piso. A iluminação da praça de máquinas atende aos requisitos da Norma.Identificação: CIDADE DE TUTÓIA I Nº BCBEL: 101A/13 Termo de Vistoria Relatório de Vistoria de Embarcações Tipo de Vistoria: .26 9.Cumprimento de Exigências . MCP. e A praça de máquinas deverá ser mantida limpa e sem vazamentos de óleos e com os estrados em bom estado de conservação. não existe ponto escuro e as luzes de emergência foram testadas. Foi testado o equipamento de içar e arriar a rampa de embarque e desembarque de viaturas/pessoas. conforme NORMAM 02-DPC/05. pressão de óleo lubrificante e temperatura do óleo lubrificante. conforme apresentada no ato da vistoria.20 9. Saída de emergência da Praça de Máquinas: A embarcação é dotada de 02 saídas amplamente separadas. As partes quentes oriundas dos escapes das máquinas. Ventilação da praça de máquinas: Ventilação forçada (02 exaustores). atendem a altura mínima de 40 cm do piso. Redutor. os quais são acionados por motores de indução trifásicos. As polias. As baterias estão instaladas em locais não habitados. A embarcação possui um painel local do motores MCP e MCA. bem como a mangueira de distribuição do gás do botijão de serviço é aprovada pelo INMETRO. que encontram-se instalados no castelo de proa e são utilizados para acionamento das âncoras e rampa. de 10 cv 7. são do tipo aprovado pelo INMETRO com valvulas de fechamento rápido. tipo tartaruga. Os circuitos de distribuição.25 9.CE Data: 06/06/13 ITEM 9. geradores e alimentadores estão individualmente protegidos por disjuntores contra sobrecarga e curto-circuito. As redes da praça de máquinas estão pintadas com suas cores correspondentes.Mod. correias e demais partes móveis utilizadas para acionamento de máquinas e/ou mecanismos encontram-se dotadas de dispositivos adequados de proteção.Anexo 3N.19 9. dos tanques de oleo combustivel. estão com a devida proteção térmica. conforme Anexo 3-O da NORMAM 02-DPC/05. MCA's e Geradores) encontram-se em conformidade com a NORMAM 02-DPC/05. com redução de 1:60. bomba de água doce. 06/06/13 10/11 . Os cabos estão individualmente fixados a leitos e suportes. em sua extremidade inferior. Todos os equipamentos da Praça de Máquinas (bomba de esgoto. 9.18 9.29 9.34 9.21 9. estando em conformidade com a NORMAM 02-DPC/05.Anexo 3-O.5 kW a 1750 rpm. A embarcação e dotada de 05 molinetes. A rede elétrica encontra-se instalada em calhas. protegidas e as luminárias são estanques. que se encontram na praça de máquinas.36 Vistoriador Responsável: Em Belém-PA. com as seguintes indicações: rpm.

5 10. comandantes ou mestres segundo as circunstâncias do caso.CE Data: 06/06/13 10 . o BC deverá ser imediatamente notificado. A embarcação não está autorizada a operar com carga perigosa e transporte de botijão de gás. A partir de então e durante todo o período de validade do Certificado. de maneira a garantirem que a embarcação e seus equipamentos não constituam um perigo para sua própria segurança.6 10. Os piques tanques de vante e de ré não poderão ser utilizados para transporte de carga ou de combustível para consumo da própria embarcação ou de outra. O comandante da embarcação será o responsável perante os Representantes da Autoridade Marítima. pelo cumprimento dos requisitos previstos na Seção II. serão os responsáveis pela manutenção das condições de segurança. e Este termo de Vistoria substitui o anterior BCBEL: 057/12 de 09/03/12. 8 Item 810 c).4 10. 05 (Transporte de Carga no Convés) e deverá assinar o termo de responsabilidade para transporte de carga no convés. Qualquer alteração. modificação. Caso isso não ocorra os Certificados ficam automaticamente cancelados. A ocorrência arbitrária de alterações incide na perda da Classe automática da embarcação. só poderá ser realizada mediante Aprovação desta Sociedade Classificadora.7 Vistoriador Responsável: Em Belém-PA. conforme aplicável. após a verificação do novo projeto. 06/06/13 11/11 . A aprovação das vistorias realizadas para a emissão ou validação de um Certificado serão válidas apenas para o momento em que forem efetuadas. para a de terceiros ou do meio ambiente (NORMAM 02-DPC/05 Cap. substituição de equipamentos ou materiais da embarcação.Cumprimento de Exigências . para as devidas providencias.1 10.3 10. Caso haja a intenção de qualquer alteração na embarcação. do Cap.OBSERVAÇÕES DESCRIÇÃO Para manter a validade dos Certificados. os proprietários. armadores.2 10. cujo modelo é apresentado no anexo 5-I da NORMAM 02-DPC/05. ITEM 10.Identificação: CIDADE DE TUTÓIA I Nº BCBEL: 101A/13 Termo de Vistoria Relatório de Vistoria de Embarcações Tipo de Vistoria: . a embarcação deverá ser vistoriada de acordo com a data da próxima vistoria ou em caso de qualquer avaria.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->