Você está na página 1de 2

Malefícios do tabaco

O tabaco é proveniente de uma planta chamada Nicotina Tabacum. Nele


encontramos, para além da nicotina, um número muito grande de outras
substâncias tóxicas como, por exemplo: a terebintina, o formol, a amónia, a
naftalina, entre outras.

Habitualmente, o tabaco serve para ser fumado através do cigarro, do


charuto ou cachimbo. No entanto, há quem prefira cheirá-lo (nesse caso usa
rapé) ou então mascá-lo (é o chamado tabaco de mascar). O cigarro é o mais
consumido, tanto pelos homens como pelas mulheres, e o seu uso pode
acontecer em qualquer época da vida, provocando habituação. Os fumadores
acabam por ficar viciados de tal forma que, mais tarde, quando querem
largar o tabaco, têm imensa dificuldade, recorrendo então à ajuda de
médicos e farmacêuticos.

Infelizmente, em Portugal, o primeiro contacto com o cigarro acontece


muito cedo, por volta dos 12-14 anos, sobretudo entre os estudantes do
sexo masculino.

Os fumadores podem apanhar doenças graves, tais como a pneumonia e o


cancro (do pulmão, da laringe, da faringe, esófago, boca, estômago, entre
outros). Sabe-se também que, quanto mais cedo se iniciam neste vício mais
dificuldade têm em libertar-se dele.

Durante a gravidez se a mãe fumar, o feto também “fuma”, recebendo as


substâncias tóxicas do cigarro através do cordão umbilical. A nicotina
provoca o aumento do batimento cardíaco no feto e várias alterações de
origem nervosa, para além de fazer diminuir o seu peso. Entre outras
complicações que surgem durante a gravidez, o risco de aborto é maior nas
mães que fumam.

Durante a amamentação, as substâncias tóxicas do cigarro são transmitidas


também para o bebé através do leite materno.

Os fumadores não são os únicos expostos ao fumo do cigarro, as pessoas


que não fumam também são atacadas por ele; basta estar ao pé de um
fumador para ser também prejudicado.
Actualmente, sabe-se ainda que o tabaco retira a concentração e o
raciocínio.

Por tudo isto ou seja, pela tua saúde, NÃO FUMES!