Você está na página 1de 28
Psicologia Educogdo e Cultura 2004, vl. Vl, n®2, pp. 533-559 ©P-P.C.M.CM. - Colégio internato dos Carvalhos. - a - _ INFLUENCIA DA PERSONALIDADE NA NEGOCIACAO DE CONFLITOS EM CONTEXTO ESCOLAR Maria Olimpia Almeida de Paiva Abilio Afonso Lourengo Escolo Secundéria Alexandre Herculono, Porto Resumo ‘A negociagao tem vindo a ser contemplada como uma das formas ideais de pritica so- cial, Os indivfduos que tomam parte no complexo processo negocial exprimem um conjun- to tinico de caracteristicas individuais que podem afectar o modo ¢ a efectividade da sua actuagio. As diferencas respeitantes 3s caracteristicas da Personalidade, do Sexo e da Ida- de podem moldar selectivamente o fluxo do proprio processo negocial. Neste estudo pretende determinar-se se os factores da Personalidade (Extroversio, Amabilidade e Conscienciosidade), bem como as varidveis sociodemograficas - Sexo e Idade - sao relevantes na explicagao da Eficdcia em Negociacao. A amostra é constituida por 407 alunos do ensino secundario de uma escola secundaria do centro do Porto. Os resultados sugerem que a Personalidade e 0 Sexo sao varidveis essenciais para 0 entendimento da eficdcia condutual dos negociadores. Contudo, no que diz respeito a Ida de, comprova-se ndo ser relevante na explicacdo da Eficacia Negocial, PALAVRAS-CHAV Personalidade, conflito, contexto escolar, negociagdo. Introdugdo Actualmente, vivemos uma época de revolugdes a todos os niveis, princi- palmente a nivel social e, cada vez mais, somos confrontados com uma pané- plia de situacdes a que temos, e devemos, dar solucdo. As sociedades de ho- ie, principalmente as urbanas, deparam-se com o problema da aceitactio de situacées de conflito, entre outros. As mudangas sociais geram problemas, que n@o podemos ignorar. Porém, torna-se necessdrio conhecé-los e estuda-los, sem preconceitos ou ideias pré-concebidas, de forma a encontrar a origem dos mesmos. Ha que observar e tentar compreender o que lhe esta subjacente. A implicita diversidade de factores acrescenta-se, ainda, a dificuldade na sua resolugdio. A solucéo passa, também, pelo empenho activo dos varios interve- Morade (address): Escola Secundria Alexandre Herculano, Avenida Camilo ~ 4300-096 Porte — Psicologia, Educacao e Cultura, 2004, VIII, 2 * lio Afonso Lourengo - nientes sociais. Ao ignorar os problemas corre-se, hoje, 0 risco de, amanha, 0 seu feedback se apresentar com o dobro da intensidade. Se é uma realidade que a sociedade evolui e esté, consequentemente, aberta &s mudangas sociais que possam suceder, aparenta ndo ser menos verdade que na Escola, parte constituinte dessa sociedade, se tenham ope- rado enormes transformacdes no decurso do tempo. Sendo o conflito uma dessas transformagées e este influenciado por algumas variaveis sociodemo- graficas (Lourenco, 2003; Paiva, 2003), ¢ sobre o modo como negociar es- se conflito que se deseja desenvolver este trabalho de investiga¢ao. Outra pesquisa de Lourenco e Paiva (2004q) evidencia, entre outros aspectos, a influéncia da Idade, na eficdcia condutual dos negociadores. Deste modo, tendo como objective entender a forma de agir dos alunos quando confron- tados com uma situagtio de negociagéo em contexto escolar, foi op¢éo estu- dar a Eficacia em Negociagéio, tendo em conta algumas varidveis sociode- mograficas (Sexo e Idade}, bem como alguns factores da Personalidade. De referir, ainda, que as investigacées realizadas nas Ultimas cinco décadas, como menciona Cunha (2000), chegaram a um modelo de cinco factores no qual pode ser encontrada a maior parte dos tracos de personalidade, cujas dimensées basilares stio a Abertura 4 Experiéncia, a Amabilidade, a Cons- cienciosidade, a ExtroversGo e o Neuroticismo. No presente estudo serao abordados apenas os factores Extroverstio, Amabilidade e Conscienciosida- de, com base no estudo de Barry e Friedman (1998), no qual os autores de- fendem que estes factores captam facetas da personalidade que actuam nos processos e nos resultados negociais. Assim, a ExtroversGo expressa a quan- fidade e 0 grau das interaccdes interpessoais, o nivel de actividade, a ne- cessidade de estimulacdo e a aptidao de expressar alegria. A Amabilidade faz, por sua vez, uma avaliacdo constante da natureza da orientagéio inter pessoal, que se movimenta entre a compaixdo e a oposic¢dio nos pensamen- tos e atitudes. Por dltimo, a Conscienciosidade ajuiza o nivel de organiza- G0, perseveranca e motivagdo no comportamento norteado para um determinado fim. Na nossa investigacao decidimos, pois, relacionar esses mesmos factores de Personalidade com a varidvel Eficacia em Negociacéo. Assim, Mack e Snyder (1957) caracterizam 0 conflito como um tipo distin- to de interac¢Go social entre partes que tém valores, reciprocamente, restritos, ‘ou antagénicos. Ainda sobre este assunto, Pruitt (1981) descreve 0 conflito co- mo um facto no qual uma parte trata de actuar sobre a outra, ou sobre um elemento do ambiente comum, ao mesmo tempo que a outra parte oferece re- sisféncia. De um modo mais vasto, © conflito podera ser encarado como "uma percepgéo de incompatibilidades entre dois ou mais actores e a am- Paicologia, Educagio e Cultura, 2004, VIII, 2 ssmmsenn