P. 1
Apostila Questôes OAB Com Gabarito

Apostila Questôes OAB Com Gabarito

|Views: 67.688|Likes:
Publicado porleninefilho

More info:

Published by: leninefilho on May 02, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/28/2015

pdf

text

original

1. (OAB/SP/120.º) Em relação ao inquérito policial, pode-se afirmar que:

a) constitui peça indispensável à apuração da infração penal e sua autoria.
b) nos crimes em que a ação pública depender de representação, poderá ser iniciado
mediante requisição do Ministério Público.
c) é dispensável, nos casos de ação pública, quando o Ministério Público reunir
elementos de convicção suficientes ao oferecimento da denúncia.
d) nos crimes de ação privada, poderá ser iniciado de ofício, aguardando, porém, a
manifestação da vítima quanto à realização de diligências.

2. (OAB/SP/ 121.º) Se a autoridade policial concluir que o fato apurado no
inquérito não constitui crime, deverá:

a) abrir inquérito policial contra a pessoa que deu início à investigação policial.
b) arquivar os autos e, posteriormente, no prazo de 24 horas, comunicar à autoridade
judiciária.
c) encaminhar os autos à autoridade judiciária, que determinará o seu arquivamento, se
assim o entender.
d) informar a Corregedoria de Polícia para que esta tome as providências cabíveis.

3. (OAB/RS - 2005/1) Sobre investigação policial e garantias constitucionais do
investigado, assinale a assertiva correta:

a) Não havendo suficiente fumus commissi delicti para proceder ao ato de indiciamento,
a autoridade policial competente deverá determinar ex officio o arquivamento do
inquérito policial.

28

b) O sigilo dos atos de investigação tem plena aplicação no inquérito policial, inclusive
para o advogado, que não poderá ter acesso às informações ali constantes, mesmo após
o indiciamento de seu constituinte.
c) O inquérito policial é um procedimento de cognição sumária, limitado a apurar o
fumus commissi delicti e, por isso, produz atos de prova aptos a justificar, por si sós, a
sentença penal condenatória.
d) O direito ao silêncio é manifestação do direito de defesa pessoal negativa, que
assegura ao sujeito passivo a possibilidade de não declarar bem como de não praticar
nenhum ato de prova, sem que dessa negativa decorra qualquer prejuízo.

4. (OAB/NE – 2005/2) Uma das funções do inquérito policial é a de ser instrumento
da denúncia ou da queixa. Com base nessa afirmação e nos termos do Código de
Processo Penal, com relação ao término do inquérito policial, é correto afirmar
que:

a) não há prazo previsto para término do inquérito policial quando o indiciado estiver
em liberdade.
b) se o indiciado estiver preso preventivamente, o prazo para término do inquérito
policial é de 5 dias, improrrogáveis.
c) se o indiciado estiver em liberdade, o prazo para término do inquérito policial é de 30
dias, e pode ser prorrogado por determinação da autoridade judicial competente.
d) se o indiciado estiver preso por força de flagrante, o inquérito policial deve terminar
em 5 dias.

5. (OAB/SP/120º) Nos crimes de ação penal privada, os autos do inquérito policial
já relatados:

a) serão encaminhados diretamente ao Ministério Público para que se manifeste pelo
arquivamento ou pelo prosseguimento das investigações policiais.
b) serão encaminhados ao juízo competente, onde aguardará manifestação do Ministério
Público.
c) serão entregues ao requerente, se o pedir, mediante traslado.
d) aguardarão, na Delegacia de Polícia, a juntada da queixa para ser encaminhada ao
juízo competente.

6. (OAB/SP/124º) O arquivamento do inquérito policial:

a) é requerido pelo promotor de justiça e determinado pelo juiz de direito, não podendo
haver arquivamento de ofício pela autoridade policial.
b) é requerido pela autoridade policial e determinado pelo juiz de direito, podendo este,
também, determinar o arquivamento de ofício.
c) é requerido pela autoridade policial e determinado pelo promotor de justiça, podendo
este, também, determinar o arquivamento de ofício.
d) pode ser determinado de ofício pela autoridade policial e, quando não o for, será
requerido pelo promotor de justiça e determinado pelo juiz de direito.

7. (OAB/SP/132ª) A decisão judicial que determina o trancamento de um inquérito
policial admite, por parte do defensor da vítima,

a) interposição de recurso de agravo.
b) interposição do recurso de apelação.
c) interposição de recurso em sentido estrito.
d) reabertura do inquérito policial, desde que novas provas surjam acerca da
materialidade ou da autoria.

29

8. (OAB/SP/132ª) Nos autos de um inquérito policial que apura crime tributário,
foi decretada judicialmente a quebra de sigilo bancário do investigado. Seu
advogado constituído regularmente requer vista dos autos na Delegacia de Polícia,
o que lhe é negado. O Delegado argumenta que o inquérito agora corre em sigilo,
pois foram juntados extratos e outros documentos bancários. O advogado

a) deve impetrar mandado de segurança, com fundamento no art. 7.o, inc. XIV, da Lei
n.o 8.906/94.
b) nada pode fazer nada, em razão do disposto no art. 20 do Código de Processo Penal,
devendo aguardar o início da ação penal.
c) deve impetrar habeas corpus, com fundamento no art. 7.o, inc. XIV, da Lei n.o
8.906/94.
d) pode interpor apelação ao Juiz, requerendo que exerça seu poder de controle dos atos
policiais.

9. (OAB/MG - 2007) É inconstitucional o dispositivo do Código de Processo Penal
que prevê:

a) o sigilo do inquérito.
b) os poderes do Delegado de Polícia para realizar a investigação.
c) a incomunicabilidade do indiciado.
d) a dispensabilidade do inquérito, quando presentes os elementos mínimos de
convicção para o oferecimento da denúncia.

3. AÇÃO PENAL

1. (OAB/DF – 2004/2) A Representação do ofendido, nos crimes de ação penal
pública é a ela condicionada, e pode ser retratada:

a) até o oferecimento da denúncia
b) antes do prazo prescricional do delito.
c) até o término do inquérito policial.
d) até o recebimento da denúncia.

2. (OAB/SP/128º - adaptada) Sobre a ação penal, assinale a alternativa correta:

a) A representação nos crimes de ação penal pública condicionada será irretratável
depois de recebida a denúncia.
b) Se o Juiz discordar do pedido de arquivamento do inquérito policial, determinará que
o Ministério Público ofereça a denúncia.
c) Em caso de ação privada subsidiária da pública, o Ministério Público pode aditar a
queixa, mas não repudiá-la e oferecer denúncia substitutiva.
d) Salvo disposição em contrário, o ofendido decairá do seu direito de queixa ou de
representar se não o exercer dentro do prazo de 6 (seis) meses, contado do dia em que
vier a saber que é o autor do crime.

3. (OAB/NE – 2005/2) São princípios regentes da ação penal da iniciativa privada
a:

a) oportunidade, a indivisibilidade e a obrigatoriedade.
b) disponibilidade, a indivisibilidade e a oportunidade.
c) divisibilidade, a oportunidade e a disponibilidade.
d) necessidade, a indivisibilidade e a disponibilidade.

30

4. (OAB/SP – 129.º) A retratação na ação penal pública condicionada:

a) é admitida, expressamente, pelo Código de Processo Penal, tanto em relação à
representação do ofendido quanto no tocante à requisição do Ministro da Justiça.
b) é admitida, expressamente, pelo Código de Processo Penal, em relação à
representação do ofendido, sendo largamente admitida pela doutrina e pela
jurisprudência no tocante à requisição do Ministro da Justiça.
c) não é admitida, expressamente, pelo Código de Processo Penal, tanto em relação à
representação do ofendido quanto no tocante à requisição do Ministro da Justiça, mas,
por construção de jurisprudência, é aceita nas duas hipóteses.
d) é admitida, expressamente, pelo Código de Processo Penal em relação à
representação do ofendido, mas não o é no tocante à requisição do Ministro da Justiça.

5. (OAB/MG – 2006/1) A respeito da ação penal privada, é correto afirmar,
EXCETO:

a) A queixa contra um dos autores do crime obriga o processo de todos.
b) A ação penal privada será considerada perempta se não houver pedido de condenação
nas alegações finais.
c) A renúncia ao direito de ação a favor de um dos querelados aproveita a todos.
d) Na ação penal privada o Ministério Público não poderá aditar a queixa.

6. (OAB/SP – 119.º) Constitui causa impeditiva para o ajuizamento de ação civil:

a) sentença absolutória criminal que decide que o fato imputado não constitui crime.
b) arquivamento de inquérito policial.
c) sentença absolutória criminal que reconheça a inexistência material do fato.
d) decisão criminal que julga extinta a punibilidade do agente.

7. (OAB/SP – 123º) A diferença entre a renúncia e o perdão nos crimes de ação
penal privada é a seguinte:

a) a renúncia ocorre antes de ser apresentada a queixa e o perdão, depois da formulação
da queixa.
b) a renúncia pode ser tácita, enquanto o perdão deve ser expresso.
c) a renúncia pode ser extrajudicial, enquanto o perdão deve ser judicial.
d) a renúncia depende de aceitação do ofendido, enquanto o perdão não depende.

8. (OAB/MG/2007) Podemos afirmar que, no caso de prescrição em perspectiva ou
pela pena ideal, será afastada a seguinte condição para a ação penal:

a) Legitimidade.
b) Interesse.
c) Possibilidade Jurídica.
d) Justa causa.

9. (OAB/GO/2007) Aforada a Ação Penal de Iniciativa exclusivamente Privada,
exige-se:

a) indivisibilidade e disponibilidade.
b) obrigatoriedade e divisibilidade.
c) obrigatoriedade e unificação.
d) obrigatoriedade e indivisibilidade.

31

10. (OAB/GO/2007) Quando o Ministério Público entender em não oferecer
denúncia, pode o Juiz:

a) designar outro promotor da comarca para que ofereça denúncia, sendo o fato
materialmente típico.
b) determinar que o mesmo promotor ofereça denúncia, pois o fato constitui crime e, se
não o fizer, poderá responder por prevaricação.
c) determinar a remessa dos autos ao Procurador Geral do Estado para que designe outro
membro para oferecer denúncia.
d) determinar a remessa dos autos ao Procurador Geral de Justiça para que designe outro
membro para que ofereça denúncia.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->