Você está na página 1de 26

PCMAT

PROGRAMA DE CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

CONSTRUÇÃO DO SETOR ADMINISTRATIVO E NOVO GALPÃO

1 - OBJETIVO DO PCMAT
a. Garantir a saúde e integridade física dos trabalhadores; b. Evitar ações ou situações perigosas por falta de prevenção; c. Definir atribuições, responsabilidade e autoridade ao pessoal que administra, desempenha e verifica atividades que influem na segurança e que intervêm no processo produtivo; d. Determinar as medidas de proteção e prevenção; e. Fazer a previsão dos riscos que derivam do processo de execução da obra; f. Aplicar técnicas de execução que reduzam ao máximo possível estes riscos.

2 - ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES
a) Do empregador:

- Cumprir e fazer cumprir as normas regulamentadoras da portaria n.º 3214 / 78 do Ministério do Trabalho, bem como, os procedimentos internos da Empresa quanto à Segurança e Medicina do Trabalho (PCMAT e PCMSO); - Apoiar moral e financeiramente os Programas de Segurança e Medicina do Trabalho da Empresa (PCMAT e PCMSO); - Acompanhar os resultados dos programas de Segurança do Trabalho.

b) Trabalhadores:

- Usar obrigatoriamente os equipamentos de proteção individual, de maneira correta, e zelar pela sua conservação; - Executar as diversas tarefas, de maneira correta e segura, de acordo com as recomendações da Empresa; - Zelar pela guarda e conservação adequada dos equipamentos e ferramentas de trabalho; - Eliminar situações de risco ou, na impossibilidade, comunicar ao seu chefe imediato. - Alertar seus colegas de trabalho quanto ao uso dos equipamentos de segurança e à prática de segurança do trabalho; - Cumprir as orientações dadas durante os treinamentos.

a obra encontra-se em fase de fundação.1 É obrigatória a adoção de medidas que atendam. Especificar equipamentos de proteção individual. 4 . avaliar os resultados.c) Departamento de Segurança da Empresa: . atividades. educação e orientação dos recursos humanos da empresa. .METODOLOGIA UTILIZADA PARA ELABORAÇÃO DO PCMAT Este PCMAT foi norteado pela NR-18 e NR-9.214/78. às necessidades de prevenção e combate a incêndio para os diversos setores. máquinas e equipamentos do canteiro de obras. biológicos(NR-9) eergonômicos(NR-17) e acidente(NR9) posteriormente foram levantados e descritos os EPI’s. foram levantados os riscos de acidentes(NR18). EPC’s.PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO Conforme a Norma Regulamentadora nº 18 da Portaria 3. com relação à prevenção de acidentes. Treinar os trabalhadores quanto aos riscos existentes no canteiro de obra.através da ordem de serviço. procedimentos seguros e treinamentos para o bom desempenho da atividades descritas em cada fase da obra. 3 . bem como. Analisar os riscos de acidentes e propor medidas preventivas e / ou corretivas. químicos(NR-9). Serviços executados: No levantamento das informações para a elaboração do PCMAT. . de forma eficaz. físicos(NR-9). 18.Acompanhar e controlar os programas de prevenção de acidentes do trabalho. investigando suas causas e propondo medidas corretivas.Manter cadastro de acidentes do trabalho.     Analisar os acidentes.26. .Promover a realização de atividades de conscientização.

18. g) quaisquer chamas. papéis de parede e similares.26. 18. c) utilizar obrigatoriamente lâmpadas e luminárias à prova de explosão. d) instalar sistema de ventilação adequado para a retirada de mistura de gases. . 18.TREINAMENTO Conforme a Norma Regulamentadora nº 18 da Portaria 3.28. a execução de operação com risco de centelhamento. solventes e outras substâncias combustíveis. e) colocar nos locais de acesso placas com a inscrição "Risco de Incêndio" ou "Risco de Explosão". ainda que temporariamente. com emprego de cola.26. restos de madeiras.18. pisos. faíscas ou dispositivos de aquecimento devem ser mantidos afastados de fôrmas. inclusive por impacto entre peças.4 Nos locais confinados e onde são executados pinturas. vapores inflamáveis ou explosivos do ambiente. nas proximidades. inflamáveis ou explosivas.2 Deve haver um sistema de alarme capaz de dar sinais perceptíveis em todos os locais da construção. bem como nos locais de manipulação e emprego de tintas. 5 . vernizes ou outras substâncias combustíveis. ou qualquer outro material que possa produzir faísca ou chama.26. b) evitar.5 Os canteiros de obra devem ter equipes de operários organizadas e especialmente treinadas no correto manejo do material disponível para o primeiro combate ao fogo.3 É proibida a execução de serviços de soldagem e corte a quente nos locais onde estejam depositadas. visando a garantir a execução de suas atividades com segurança. substâncias combustíveis. inflamáveis e explosivas. f) manter cola e solventes em recipientes fechados e seguros. aplicação de laminados.1 Todos os empregados devem receber treinamentos admissional e periódico. 18. devem ser tomadas as seguintes medidas de segurança: a) proibir fumar ou portar cigarros ou assemelhados acesos.26. inflamáveis ou explosivas.214/78. tintas.

a remoção de entulhos ou sobras de materiais deve ser realizada por meio de equipamentos mecânicos ou calhas fechadas.29. passagens e escadarias.18.ORDEM E LIMPEZA Conforme a Norma Regulamentadora nº 18 da Portaria 3.29.28.3 Quando houver diferença de nível.4 É proibida a queima de lixo ou qualquer outro material no interior do canteiro de obras. Por ocasião de sua remoção. 18.29.1 O canteiro de obras deve apresentar-se organizado. antes de o trabalhador iniciar suas atividades. 18. .2 O treinamento admissional deve ter carga horária mínima de 6 (seis) horas.29.EPC.28. notadamente nas vias de circulação. 18. de forma a evitar poeira excessiva e eventuais riscos.EPI. c) uso adequado dos Equipamentos de Proteção Individual .29. devem ser tomados cuidados especiais. limpo e desimpedido.3 O treinamento periódico deve ser ministrado: a) sempre que se tornar necessário. 18. os trabalhadores devem receber cópias dos procedimentos e operações a serem realizadas com segurança. constando de: a) informações sobre as condições e meio ambiente de trabalho. b) ao início de cada fase da obra.5 É proibido manter lixo ou entulho acumulado ou exposto em locais inadequados do canteiro de obras. existentes no canteiro de obra. ser ministrado dentro do horário de trabalho. 18. d) informações sobre os Equipamentos de Proteção Coletiva .214/78. 6 .4 Nos treinamentos. b) riscos inerentes a sua função. 18.28.2 O entulho e quaisquer sobras de materiais devem ser regulamente coletados e removidos. 18.

18. b) garanta condições de conforto térmico. O cumprimento do disposto nas alíneas "c". As áreas de vivência devem ser mantidas em perfeito estado de conservação.3. Os canteiros de obras devem dispor de: a) instalações sanitárias.1. 18. f) lavanderia. composta por.1. "f" e "g" é obrigatório nos casos onde houver trabalhadores alojados.1. de no mínimo 15% (quinze por cento) da área do piso.214/78.4. c) possua pé direito mínimo de 2. quando se tratar de frentes de trabalho com 50 (cinquenta) ou mais trabalhadores. e) possua proteção contra riscos de choque elétrico por contatos indiretos. d) garanta os demais requisitos mínimos de conforto e higiene estabelecidos nesta NR.1.4. e) cozinha. serão aceitas em áreas de vivência de canteiro de obras e frentes de trabalho. desde que. higiene e limpeza. . d) local de refeições. h) ambulatório. inclusive contêineres. duas aberturas adequadamente dispostas para permitir eficaz ventilação interna.40m (dois metros e quarenta centímetros). quando houver preparo de refeições.4. 18. efetiva.2.4. além do aterramento elétrico.7 . 18.ÁREAS DE VIVÊNCIA Conforme a Norma Regulamentadora nº 18 da Portaria 3.1. g) área de lazer. cada módulo: a) possua área de ventilação natural. Instalações móveis. c) alojamento. no mínimo. b) vestiário.

de 0. mictórios e lavatórios. j) estar situadas em locais de fácil e seguro acesso. a altura livre entre uma cama e outra é. biológicos e físicos (especificamente para radiações) com a identificação da empresa responsável pela adaptação. d) ter pisos impermeáveis. Entende-se como instalação sanitária o local destinado ao asseio corporal e/ou ao atendimento das necessidades fisiológicas de excreção.4. É proibida a utilização das instalações sanitárias para outros fins que não aqueles previstos no subitem 18. no mínimo. As instalações sanitárias devem: a) ser mantidas em perfeito estado de conservação e higiene.1. destinadas a alojamentos com camas duplas. h) ter instalações elétricas adequadamente protegidas. laudo técnico elaborado por profissional legalmente habilitado. originalmente utilizados no transporte ou acondicionamento de cargas.2. e) não se ligar diretamente com os locais destinados às refeições. deverá ser mantido no canteiro de obras.4. 18.1.2.18. c) ter paredes de material resistente e lavável.3.50m (dois metros e cinquenta centímetros).4. b) ter portas de acesso que impeçam o devassamento e ser construídas de modo a manter o resguardo conveniente. g) ter ventilação e iluminação adequadas.2.1. inclusive contêineres. 18.4.2. 18. não sendo permitido um deslocamento superior a 150 (cento e cinquenta) metros do posto de trabalho aos gabinetes sanitários. 18. laváveis e de acabamento antiderrapante. .2. i) ter pé-direito mínimo de 2.2. quando necessário.3.3. relativo a ausência de riscos químicos. ou respeitando-se o que determina o Código de Obras do Município da obra. 18.4.2 Tratando-se de adaptação de contêineres.4.4. podendo ser de madeira. f) ser independente para homens e mulheres.1.1 Nas instalações móveis.90m (noventa centímetros). à disposição da fiscalização do trabalho e do sindicato profissional. tipo beliche. Instalações sanitárias.

1. f) ter espaçamento mínimo entre as torneiras de 0. Lavatórios.2.6.60m (sessenta centímetros). 18. c) ser ligado à rede geral de esgotos ou à fossa séptica.2.6. sendo obrigatório o fornecimento de papel higiênico. A instalação sanitária deve ser constituída de lavatório. 18. d) ter recipiente com tampa. O local destinado ao vaso sanitário (gabinete sanitário) deve: a) ter área mínima de 1.4. .2.15m (quinze centímetros) de altura.1. c) ficar a uma altura de 0.4. para depósito de papéis usados. d) ser ligados diretamente à rede de esgoto.6. b) ter caixa de descarga ou válvula automática.00m2 (um metro quadrado). na proporção de 1 (um) conjunto para cada grupo de 20 (vinte) trabalhadores ou fração. vaso sanitário e mictório. g) dispor de recipiente para coleta de papéis usados.90m (noventa centímetros). b) possuir torneira de metal ou de plástico.4. Vasos sanitários. impermeável e lavável.4. Os vasos sanitários devem: a) ser do tipo bacia turca ou sifonado. tipo calha. quando coletivos. quando houver.4.2. 18. b) ser provido de porta com trinco interno e borda inferior de. Os lavatórios devem: a) ser individual ou coletivo.80m (um metro e oitenta centímetros).2. bem como de chuveiro.18. 0. na proporção de 1 (uma) unidade para cada grupo de 10 (dez) trabalhadores ou fração. no máximo. com interposição de sifões hidráulicos. e) ter revestimento interno de material liso.5.2.5.4. 18.4. c) ter divisórias com altura mínima de 1.2. 18.

18.4.10m (dois metros e dez centímetros) do piso. No mictório tipo calha.8.2. 18. 18.4.8. Todo canteiro de obra deve possuir vestiário para troca de roupa dos trabalhadores que não residem no local. sem ligação direta com o local destinado às refeições. .2.1.2. 18.2.4.4.3. Os chuveiros elétricos devem ser aterrados adequadamente.2.2.2.4. Os pisos dos locais onde forem instalados os chuveiros devem ter caimento que assegure o escoamento da água para a rede de esgoto.2.7.2. tipo calha.8.2. impermeável e lavável.50m (cinquenta centímetros) do piso.2. 18.4. com altura de 2.1.4. c) ser providos de descarga provocada ou automática.7.4. Vestiário. 18. Mictórios.8. cada segmento de 0. 18. individuais ou coletivos.2. A área mínima necessária para utilização de cada chuveiro é de 0. 18.9. 18.9.4.2.80m2 (oitenta centímetros quadrados). b) ter revestimento interno de material liso.2.8. correspondente a cada chuveiro.1.5. 18.4. dispondo de água quente.9.4.60m (sessenta centímetros) deve corresponder a um mictório tipo cuba. 18.2.4. d) ficar a uma altura máxima de 0. Deve haver um suporte para sabonete e cabide para toalha.8. Os mictórios devem: a) ser individual ou coletivo. A localização do vestiário deve ser próxima aos alojamentos e/ou à entrada da obra. com interposição de sifões hidráulicos. e) ser ligado diretamente à rede de esgoto ou à fossa séptica.7. e ser de material antiderrapante ou provido de estrados de madeira. 18. Chuveiros. Os chuveiros devem ser de metal ou plástico.4. quando houver.

4.4.10. e) ter iluminação natural e/ou artificial. ter área mínima de 3. É proibido o uso de 3 (três) ou mais camas na mesma vertical.4.3.4. 18.3. ter pé-direito de 2. f. higiene e limpeza.00 (três metros) quadrados por módulo cama/armário. com largura mínima de 0. ter cobertura que proteja das intempéries.00m (três metros) para camas duplas. g) ter pé-direito mínimo de 2. Alojamento.2. h) ser mantidos em perfeito estado de conservação. e.2.10.2.10. i) ter bancos em número suficiente para atender aos usuários. f) ter armários individuais dotados de fechadura ou dispositivo com cadeado. c) ter cobertura que proteja contra as intempéries. madeira ou material equivalente. 18. ter paredes de alvenaria. d. cimentado. 18. Os vestiários devem: a) ter paredes de alvenaria.30m (trinta centímetros). h.4.1.2. . b) ter pisos de concreto. ter área de ventilação de no mínimo 1/10 (um décimo) da área do piso. Os alojamentos dos canteiros de obra devem: a. cimentado.10.18. 18.50m (dois metros e cinquenta centímetros). incluindo a área de circulação. g. ou respeitando-se o que determina o Código de Obras do Município.2.9. ter piso de concreto. ter instalações elétricas adequadamente protegidas. 1. A altura livre permitida entre uma cama e outra e entre a última e o teto é de. madeira ou material equivalente.2. madeira ou material equivalente. no mínimo. madeira ou material equivalente. c. b.2. A cama superior do beliche deve ter proteção lateral e escada. da obra.50 (dois metros e cinquenta centímetros) para cama simples e de 3. não estar situados em subsolos ou porões das edificações. i.4.4.20m (um metro e vinte centímetros). 18.10. d) ter área de ventilação correspondente a 1/10 (um décimo) de área do piso. ter iluminação natural e/ou artificial.

05m (cinco centímetros).18.4. estabeleçam rigorosamente o isolamento das roupas de uso comum e de trabalho. 18. 18.50m (cinquenta centímetros) de largura e 0.10. de forma que os compartimentos. O alojamento deve ser mantido em permanente estado de conservação.7. .2.4.6.40m (quarenta centímetros) de profundidade com divisão no sentido vertical. para os trabalhadores por meio de bebedouros de jato inclinado ou equipamento similiar que garanta as mesmas condições.80m (oitenta centímetros) por 1. Os alojamentos devem ter armários duplos individuais com as seguintes dimensões mínimas: a.2. se destine a abrigar a roupa de uso comum e o outro compartimento.80m (oitenta centímetros) de altura por 0. com a altura de 0. fronha e travesseiro em condições adequadas de higiene.40m (quarenta centímetros). É vedada a permanência de pessoas com moléstia infectocontagiosa nos alojamentos.25m (vinte e cinco centímetros). É proibido cozinhar e aquecer qualquer tipo de refeição dentro do alojamento.5.2. 18.8. com largura de 0.10.20m (um metro e vinte centímetros) de altura por 0.2. 18. bem como cobertor. 18.10.10m (dez centímetros).10. com separação ou prateleira. filtrada e fresca.10. As dimensões mínimas das camas devem ser de 0. com a altura de 0.4.4. 1.4. higiene e limpeza.2. dispondo ainda de colchão com densidade 26 (vinte e seis) e espessura mínima de 0.10.90m (um metro e noventa centímetros) e distância entre o ripamento do estrado de 0.80m (oitenta centímetros). 18. quando as condições climáticas assim o exigirem. na proporção de 1 (um) para cada grupo de 25 (vinte e cinco) trabalhadores ou fração.2. 0. As camas devem dispor de lençol.4.10. a guardar a roupa de trabalho.9. de modo que um compartimento.11. É obrigatório no alojamento o fornecimento de água potável.30m (trinta centímetros) de largura e 0.4.10.2. ou b.40m (quarenta centímetros) de profundidade.

4. Local para refeições. 18.11.2. para os trabalhadores. Quando houver cozinha no canteiro de obra. por meio de bebedouro de jato inclinado ou outro dispositivo equivalente.4. c) ter cobertura que proteja das intempéries. Nos canteiros de obra é obrigatória a existência de local adequado para refeições. 18.2.4. l) ter pé-direito mínimo de 2.2. com tampa.2. k) não ter comunicação direta com as instalações sanitárias. em todo canteiro de obra deve haver local exclusivo para o aquecimento de refeições. sendo proibido o uso de copos coletivos. 18. i) ter depósito. filtrada e fresca.4. cimentado ou de outro material lavável. j) não estar situado em subsolos ou porões das edificações. para detritos.11.11. . 18.4.12.3.11.1. da obra. aquecer e tomar refeições fora dos locais estabelecidos neste subitem. É proibido preparar.2. O local para refeições deve: a) ter paredes que permitam o isolamento durante as refeições.4.4.4. dotado de equipamento adequado e seguro para o aquecimento. d) ter capacidade para garantir o atendimento de todos os trabalhadores no horário das refeições. e) ter ventilação e iluminação natural e/ou artificial. Cozinha.80m (dois metros e oitenta centímetros). Independentemente do número de trabalhadores e da existência ou não de cozinha.3. ela deve: a) ter ventilação natural e/ou artificial que permita boa exaustão.1.18. ou respeitando-se o que determina o Código de Obras do Município.2.2. É obrigatório o fornecimento de água potável. g) ter mesas com tampos lisos e laváveis. f) ter lavatório instalado em suas proximidades ou no seu interior.12. 18.11. h) ter assentos em número suficiente para atender aos usuários.1.11. b) ter piso de concreto.2. 18.2.4. 18.

18. ventilado e iluminado para que o trabalhador alojado possa lavar. d) ter piso de concreto.2.4.2. podendo ser utilizado o local de refeições para este fim. ou respeitando-se o Código de Obras do Município da obra.14. k) ficar adjacente ao local para refeições. 18.2.2.2.4. e) ter cobertura de material resistente ao fogo.3. para coleta de lixo. A empresa poderá contratar serviços de terceiros para atender ao disposto no item 18. Este local deve ser dotado de tanques individuais ou coletivos em número adequado.2. As áreas de vivência devem possuir local próprio. refeições e utensílios. c) ter paredes de alvenaria. m) quando utilizado GLP.b) ter pé-direito mínimo de 2. os botijões devem ser instalados fora do ambiente de utilização. 18. l) ter instalações elétricas adequadamente protegidas. cimentado ou de outro material de fácil limpeza.12. É obrigatório o uso de aventais e gorros para os que trabalham na cozinha. 18. em área permanentemente ventilada e coberta.13. j) possuir equipamento de refrigeração para preservação dos alimentos. madeira ou material equivalente.1.13. não devendo ser ligadas à caixa de gordura. i) dispor de recipiente. Lavanderia. h) possuir instalações sanitárias que não se comuniquem com a cozinha.4. 18.4. coberto. f) ter iluminação natural e/ou artificial. sem ônus para o trabalhador.4.2.2.13. com tampa.4. 18. .80m (dois metros e oitenta centímetros).1.13. concreto.4.4. g) ter pia para lavar os alimentos e utensílios.2.13.2.14. secar e passar suas roupas de uso pessoal.1. de uso exclusivo dos encarregados de manipular gêneros alimentícios. Nas áreas de vivência devem ser previstos locais para recreação dos trabalhadores alojados. 18. Área de lazer.

Setor . estágio da obra parte em estrutura e galpão na fundação.Construção do setor administrativo e novo galpão Área de 1500m2. Função Serventes Serventes da Betoneira Pedreiro Carpinteiro Armadores Total Número de Funcionários 08 02 05 03 02 12 Máquinas ruidosas existentes no canteiro: Máquinas/ Equipamentos/ Ferramentas ruidosas Betoneira Serra circular Local onde estão instaladas Canteiro de obra Canteiro de obra .

MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS As máquinas e equipamentos elétricos devem ser aterrados adequadamente. Ser instalada em local coberto e bem iluminado. identificados e com os devidos Equipamentos de Proteção Individual-EPI (Capacete. O local deve ser mantido sempre limpo. calçado de segurança.1 Serra Circular: Somente deverá ser operada por empregado qualificados. isento de serragem e tocos de madeiras. Obs: Instalar nas proximidades da serra circular uma placa com o nome do operador qualificado. Bancada resistente feita em chapa metálica ou madeira.8. 8. Caixa coletora de serragem. Possui em suas proximidades extintor de incêndio PQS (Pó Químico) de 4kg. Protetor facial e Protetor auditivo tipo concha). Fiações elétricas protegidas por eletrodutos. A serra circular utilizada no canteiro deve atender as seguintes características: Coifa protetora auto-ajustável. conforme modelo abaixo: . Chave de comando (partida e parada) tipo botoeira instalada na bancada. Carcaça do motor aterrada eletricamente. Todos os operadores de máquinas e equipamentos devem receber treinamentos específicos e orientações sobre como proceder para evitar os riscos existentes.

cabos e trilhos. Lubrificar engrenagens. embutida e protegida por eletroduto. como carcaça do motor e corpo da betoneira devem ser aterradas eletricamente com o objetivo de evitar possíveis choques elétricos no operador. No local de instalação e bem visível. conforme modelo abaixo: . Todas as partes metálicas. bem ventilado e iluminado. deve ser afixada uma placa com o nome do operador qualificado. de acordo com a utilização. Ser lavada diariamente e ser lubrificada no mínimo semanalmente pelo próprio operador.2 Betoneira A betoneira deverá atender os seguintes requisitos mínimos: Chave de comando (partida e parada do motor) instalada na própria betoneira de maneira a permitir fácil acesso ao operador. Instalação elétrica feita com fios de bitola adequada. Ser instalada em local coberto.AVISO A SERRA CIRCULAR SOMENTE PODERÁ SER OPERADA POR TRABALHADOR QUALIFICADO COM OS DEVIDOS EPI’s (Protetor auricular e Protetor facial) 8.

_______________________________________________ __________ 8.). principalmente nos cabos elétricos 9 . não sendo permitidas gambiarras. cones e fita zebra ( ver Fig.Ferramentas Diversas: O almoxarifado deve dispor adequadamente de todas as ferramentas necessárias à etapa da obra.3 . próxima pag. principalmente na rua) deve ter sinalização adequada com cavaletes. .Externa: A execução de serviços externos (fora dos limites do canteiro.SINALIZAÇÃO 9.: _______________________________________________ _________ PESSOA RESPONSÁVEL PELA LIMPEZA E LUBRIFICAÇÃO DA BETONEIRA. ESTE EQUIPAMENTO SOMENTE PODERÁ SER OPERADO PELO SR.1 .AVISO NÃO É PERMITIDO A PERMANÊNCIA DE PESSOAS NÃO AUTORIZADAS NESTE LOCAL. Antes de sua saída devem ser verificado o seu perfeito funcionamento.

Fig. f) alertar quanto ao uso do EPI.cavalete amarelo preto 9. cartazes ou similares. de advertência e de aviso. Estas placas de sinalização serão divididas em : placas de perigo. d) advertir contra perigo de contato ou acionamento acidental com partes móveis das máquinas e equipamentos. b) indicar as saídas por meio de dizeres ou setas.2 Interna: Toda a obra deverá ser sinalizada com avisos e pictogramas de advertência. e) advertir contra riscos de quedas. O canteiro de obras deve ser sinalizado com o objetivo de: a) indicar os locais de apoio que compõem o canteiro de obras. . g) . c) manter comunicação através de avisos.

inflamáveis. explosivas e radioativa. ou em pedestais próximo de Uso obrigatório de Óculos de Segurança serviços com entalhadoras. lixadeira de concreto. chapisco. h) identificar acessos. . queima de cal. lavagem de pastilhas. mesa vibratória e outras) Obrigatório uso de Luvas Próximo a locais de fechamento com alvenaria. pistola pregadeira (pneumática). concretagem. preparo de argamassa. recinto fechado de pintura ou colocação de carpete (com cola). guincho ou guindaste. betoneira e a máquina muito ruidosa (makita. corrosivas. fundação. no balcão do almoxarifado e outros locais a critério da empresa.alertar quanto ao isolamento das áreas de transporte e circulação de materiais por grua. circulação de veículos e equipamentos na obra. impermeabilização. emboço. Obrigatório Uso de Calçado de Segurança c/ Biqueira de proteção Em locais com excesso de umidade. queima de cal. carga e descarga de materiais. corte Uso obrigatório de Máscara de Respiração de tijolo ou cerâmica Uso obrigatório de Capacete Entrada da obra (ao lado do relógio de ponto). makita. policorte. i) identificar locais com substâncias tóxicas. policorte. Use Protetor Auricular Próximo à serra circular. preparação de ferragens. LOCAL DE FIXAÇÃO DOS CARTAZES: TIPO DE CARTAZ LOCAL RECOMENDADO Próximo a betoneira. concretagem. Próximo de equipamento tipo: serra circular. finca pino.

. lavagem de pastilhas e outros a critério da empresa. Uso Obrigatório de Cinturão e Talabarte Colocar em pedestal próximo das beiradas da laje em execução. Cuidado! Queda de Objetos Colocar nos locais de projeção da fachada (logo abaixo do bandejão fixo ou a critério da empresa). Cuidado! Eletricidade Não Fume neste Local Nas caixas de distribuição elétrica e locais energizados. A critério da empresa. Primeiros Socorros Colocar na caixa de primeiros socorros ou no Ambulatório médico. no almoxarifado.ou Protetor Facial reboco de parede e teto. no vestiário. concretagem. na sala do mestre e do engenheiro. Coloque o lixo na Lixeira No local de refeições. afixar dentro do balancim e divulgar para serviços de montagem de torre de elevadores e outros .

1 dB(A) setor de armação (ferragem) . 88.2 dB(A) Administração e almoxarifado Refeitório Betoneira .Carpintaria Leq: 92. leq.

A 31034 Capa de Chuva C. Protetor solar .A 8265 Mangote de Raspa Protetor Descartável PFF1. os quais estão relacionados nas APR’s e PPRA.A 12186 Setor 4 .A 11324 Luvas de Vaqueta Creme de proteção para mãos e braços C.CA 445 Óculos de Maçariqueiro Óculos de Proteção Contra Impacto C.A 27108 Calçado de segurança s/ biqueira Calçado de Segurança c/ Biqueira de proteção C. Os colaboradores da área administrativa deverão utilizar os EPI’s quando estiverem expostos aos riscos.A 12572 Óculos de Ampla Visão Óculos para auxiliar o Soldador Perneira de Raspa de Couro Perneira de Couro Sintético Protetor Auricular Concha Protetor Auricular – tipo Concha C.Construção do setor administrativo e novo galpão Protetor Facial de Acrilico Chapéu Aba Larga Observação: O uso dos EPI’s é obrigatório conforme riscos expostos.A 31178 Cinturão e Talabarte C. C.A 11867 Luvas de Raspa Cano Curto Luvas para proteção –latex C.Serventes Pedreiro Carpinteiro EPI'S / FUNÇÃO Serventes da Betoneira Armadores Avental de PVC Avental de Raspa de Couro e/ou blusão de raspa de couro Botas de PVC ou Borracha O O O O O O O O O O O O O O O O O O O O O O O O O O O O O O O O O LEGENDA: O: Uso obrigatório O: Uso adequado O O O O O O O O O O Capacete de Segurança contra impactos de objetos e contra choques elétricos.

05 pedreiros. cortes nos membros inferiores e superiores Qualitativa Não mensurável Capacete de Segurança. movimentos repetitivos e esforço físico intenso Contínuo Dores nos membros inferiores e superiores. creme. alérgicos e dermatites Quantitativa Não mensurável Creme de proteção para mãos e braços Grupo 3 Risco Ergonômico Exigência de postura Atividade inadequada.  Orientações através de treinamentos  Elaborar PCMSO/ Cronograma de ações. óculos. equipamentos sem proteção Exposição e contato Contínuo Ferimentos.  Elaborar PCMSO/ Cronograma de X ações.  Orientações através de treinamentos. (nº) 12 expostos: Gravidade Medidas de dos Controle Propostas B riscos M A  Elaborar PCMSO/ Cronograma de X ações. ventilação natural. mascara PFF1. Fornecer protetor auricular. surdez temporária. capa de chuva. Laboral Esforço físico intenso Postura inadequada.88.  Manter os pisos do local de trabalho sempre limpos e organizados para evitar quedas acidentais. luvas para proteção. Nº trab. dores de cabeça. 02 armadores Fontes Geradoras Trajetória/Meio de Propagação Tipo de Exposição Medidas de Controle Existentes Risco Agentes Possíveis Danos Avaliação Intensidade de líquidos e 39 setor de sólidos Grupo 1 Risco Físico Ruído contínuo Misturador ou intermitente Via de condução aérea e via de condução óssea Contínuo Cansaço.DE ANTECIPAÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS POR FUNÇÃO/GHE – GRUPO HOMOGÊNEO DE EXPOSIÇÃO GHE FUNÇAO 4 SETOR: Construção do setor administrativo e novo galpão DESCRIÇÃO DO AMBIENTE DE TRABALHO: Área operacional: Trabalho a céu aberto. cinturão e talabarte X . 03 carpinteiros. Lesões. perda auditiva permanente. 92.1 . Grupo 5 Riscos Acidente Arranjo físico Inadequado. calçado de segurança c/ biqueira de proteção. doenças do trabalho Qualitativa Não mensurável Intervalo para descanso e implantação da ginástica laboral X  Elaborar PCMSO/ Cronograma de ações.  Orientações através de treinamentos 08 serventes ( 02 serventes da betoneira). Mobiliário Máquinas.2 Não existentes Grupo 2 Risco Químico Poeiras Produtos Químicos Contato com a pele Contínuo Problemas orgânicos. aumento da Quantitativa pressão arterial.PLANILHA 4. irritação.  Orientações através de treinamentos. iluminação natural.

protetor descartável PFF1.Setor 4 – Construção do setor administrativo e novo galpão Agentes determinantes de periculosidade: Não foram reconhecidos agentes determinantes de periculosidade no setor acima mencionado. Agentes determinantes de insalubridade: Foram reconhecidos agentes determinantes de insalubridade no setor acima mencionado. óculos de proteção contra impacto. capa de chuva. Há o uso de capacete de segurança contra impactos de objetos e contra choques elétricos. ultrapassando os limites de tolerância previstos na NR-15 para não haver o pagamento adicional de insalubridade sobre o salário mínimo deverá ocorrer imediatamente o fornecimento de protetores auriculares para a atividade. calçado de segurança c/ biqueira de proteção. luvas para proteção –látex. creme de proteção para mãos e braços. . como o mostrado na Tabela de EPI’s/Função. cinturão e talabarte.

Interesses relacionados