Você está na página 1de 1

ABORDAGEM COMPORTAMENTAL Durante muito tempo o enfoque tcnico dominou a teoria e a prtica da administrao.

O trabalhador era apndice da mquina ( descartvel, substituvel) Depois da Experincia de Hawthorne (Teste de Iluminao), descobriu-se que a motivao sempre influenciou a produtividade (Elton Mayo Perodo 1927 a 1933). O modelo mecanicista no funcionava mais, da surgiu uma nova abordagem. MASLOW- PIRMIDE DAS NECESSIDADES Necessidades humanas compreendem uma hierarquia na qual as mais bsicas devem ser atendidas para justificar as mais elevadas. FISIOLGICAS OU BSICAS (alimento,abrigo,sexo, orgnicas SEGURANA Proteo contra ameaas pessoais ou perda do emprego SOCIAL Amizade, afeto, interao e aceitao do grupo e da sociedade ESTIMA- Auto-estima e estima por parte dos outros AUTO-REALIZAO Reconhecimento, auto-desenvolvimento , realizao pessoal HERBERG TEORIA DOS DOIS FATORES Motivao resulta de dois fatores: Relacionados s condies do Trabalho(higinicos) Relacionados ao prprio trabalho (motivacionais) Motivao est associada ao trabalho em no ao ambiente. No entanto mesmo os motivacionais mais poderosos so insuficientes para superar a insatisfao por um ambiente ruim. Fatores Higinicos se ausentes DESMOTIVAM Fatores Motivacionais S se consolidam se os higinicos estiverem satisfeitos MASLOW E HERBERG