Você está na página 1de 3

27 – 02 – 2003

Resumo Educação Tradicional VS Educação Nova


Educação Tradicional
• Colocar o aluno em contacto com as grandes realizações da humanidade
• Conhecedores da literatura e da arte
• Executarem raciocínios e demonstrações elaboradas
• Preparar a criança para ser adulta
• Propor modelos que apresentam uma “perfeição” e um estilo que a realidade
pode fornecer
• Guiar e dirigir a vida dos alunos (quem define as regras é SEMPRE o professor:
este deve constituir-se enquanto modelo a seguir, para os seus alunos.
• Simplificar, preparar, organizar e ordenar a aprendizagem

Aluno molda-se em função do que lhe é apresentado acerca da literatura e arte (forma
de adquirir o conhecimento). O exercício deixa de ser um meio para chegar a um fim,
passa a ser próprio fim. Procura-se colocar o aluno em contacto com as grandes
realizações, os grandes feitos da Humanidade. O período de infância não passa, neste
modelo de um período de preparação para o futuro, para a vida em adulto. Os alunos
devem obedecer com prontidão aos professores e submeter-se ao mesmo. O aluno deve
cumprir as normas estreitamente, de modo a não ter quaisquer hipóteses de libertar ou
exteriorizar a sua espontaneidade e desejos  professor mostra o caminho do
conhecimento, simplificando-o àquilo que o aluno deve saber.

Educação Nova
• Alegria do presente
• Não se desprezam os interesses da criança; segundo este modelo de ensino,
existe uma dignidade em ser criança, e esta deve ser tida com grande felicidade
(em ser criança)
• Responder a situações actuais
• Deve desenvolver a cooperação e a solidariedade

A infância é um momento de descanso e alegria que deve ser vivido ao máximo. Deve
dar-se ênfase às motivações da criança, procurar o que lhe interessa. Deste modo, surge
27 – 02 – 2003

a pedagogia contemporânea, direccionada para a criança, adequando o Sistema de


Ensino aos interesses e motivações das crianças. Procura-se potencializar a actividade,
liberdade e autonomia da criança, centrando-se nos seus interesses espontâneos (centra-
se nos problemas da criança a fim de resolvê-los), auxiliando, deste modo, o
desenvolvimento livre e espontâneo da criança. Valorização da conduta do professor em
detrimento da palavra, ou seja, o que ele faz tem de estar de acordo com o que diz. O
professor abre e mostra alternativas, e os alunos têm oportunidade de aprenderem uns
com os outros.

PIT (Plano Individual de Trabalho) – tem duração média de uma semana e serve para
as crianças trabalharem de forma autónoma. Os alunos têm autonomia uma vez que têm
tempos para executar o seu próprio trabalho a fim de resolverem as suas maiores
dificuldades.
27 – 02 – 2003

Você também pode gostar