Você está na página 1de 19

Muitos materiais naturais ou

artificiais podem ser solubilizados


mediantes ataque com ácidos
minerais.

Amostra natural
Tratamento com Solução
ácidos
Conforme a necessidade, são usados:

 Ácidos não-oxidantes (Ex: Ácido Acético );

 Misturas de ácidos não-oxidantes; (Ex: Ácido


Acético e HCl );

 Ácidos oxidantes; (Ex: HNO3);

 Mistura de ácidos oxidantes; (Ex: HNO3 e HF);

 Complexantes (Ex: EDTA).


Indicações Gerais sobre ácidos e
misturas ácidas oxidantes na
preparação de soluções para a análise:
 Ácido Fluorídrico (HF);

 Ácido Clorídrico (HCl);

 Ácido Sulfúrico (H2SO4);

 Ácido Perclórico (HClO4);

 Ácido Nítrico (HNO3);

 Misturas ácidas oxidantes


 Aplicação na decomposição de rochas e minerais a
base de silicatos;

 Pode combinar com outros ácidos, atacando


alguns aços dficilmente solubilizáveis.
 Quando concentrado, dissolve muitos metais e
óxidos metálicos;

 Quando aquecido, o reagente perde cloreto de


hidrogênio até resultar uma mistura de ponto de
ebulição constante.
 Quando concentrado, decompõe e dissolve a quente
muitos materiais;

 Sua eficiência é, em parte, devida ao elevado ponto


de ebulição;

 Quando aquecidos com ácido concentrado, os


composto orgânicos sofrem desidratação e oxidação.

 Atua como solução de ácido não-oxidante.


não-oxidante
 Por aquecimento, resulta uma mistura de ponto de
ebulição constante;

 Quando concentrado a quente atua como um


poderoso agente oxidante, capaz de atacar ligas de
ferro e aços inoxidáveis;

 Em contato com material orgânico ou substâncias


inorgânicas oxidáveis, se tornam potencialmente
explosivo.
 Quando concentrado o ácido nítrico dissolve a
quente todos os metais comuns (exceto alumínio
e cromo);

 Estanho, tungstênio e antimônio formam ácidos


levemente solúveis quando tratados com o ácido
nítrico concentrado.
 Utilizadas para obter ações mais eficientes;

 Exemplo: a água régia é uma mistura de ácido


clorídrico concentrado e ácido nítrico concentrado.

 Outras misturas ácidas oxidantes podem ser


obtidas por adição de clorato de potássio, bromo
ou peróxido de hidrogênio a ácido clorídrico ou
nítrico.
 O ataque é realizado em um copo ou em um recipiente
apropriado;

 Se é acompanhado de evolução de gás, o copo é mantido


coberto por um vidro de relógio;

 Havendo possibilidade de reação violenta, é recomendável


adicionar primeiramente, água à amostra para abrandar a
reação.
 Em certos casos, tem que ser realizado a quente.
Os processos de ataque com ácidos ou misturas
Ácidas podem ser úteis na decomposição e dissolução de
variados tipos de materiais:

 Metais;
 Óxidos;
 Sulfetos;
 Carbonatos;
 Sulfatos;
 Fosfatos;
 Silicatos.
 Metais MENOS nobres do que o hidrogênio tendem a
dissolver-se em ácidos não-oxidantes com evolução de
hidrogênio;

 Quando o metal forma no processo de dissolução, um


complexo estável, o ataque é facilitado.

 Metais MAIS nobres do que o hidrogênio são comumente


dissolvidos em ácidos oxidantes ou misturas ácidas
oxidantes; em certos casos, há a adição de agentes
complexantes.
 Na maioria dos casos, os óxidos são mais eficientemente
atacados por ácidos não-oxidantes.

 O prévio tratamento físico de um óxido, pode ter muita


influência no comportamento do óxido frente ao ácido.

 O ácido clorídrico e bromídrico são os melhores reagentes


para a dissolução de óxidos.

 O ataque é facilitado pela elevação de temperatura (OBS: se


for além do necessário, ataca o recipiente)
 São muito bem decompostos mediante ataque
com ácidos oxidantes;

 Alguns sulfetos, originam ácidos insolúveis;

 Alguns são insolúveis em ácidos mas solúveis em


misturas de ácidos.
Se dissolvem mais ou menos prontamente em
ácidos minerais diluídos, a menos que o ácido
usado forme um sal pouco solúvel.
 HCl concentrado dissolve pequenas quantidades de
sulfato de bário e estrôncio;

 O sulfato de chumbo dissolve-se bem em virtude da


formação de um clorocomplexo aniônico;

 Os ácidos sulfúrico e perclórico concentrados


dissolvem a quente quantidades consideráveis de
sulfato e chumbo, mas o sal precipita por diluição.
 Os ácidos clorídrico, sulfúrico ou perclórico
dissolvem os fosfatos da maior parte dos metais
comuns.

 Determinados fosfatos e alguns outros metais,


especialmente após aquecimento a altas temperaturas
dissolvem-se com dificuldades em ácidos;

 Em alguns casos, é eficiente o ataque com ácido


fluorídrico.
 O ácido clorídrico e outros ácidos minerais decompõe
os silicatos com alto teor de bases fortes ou
moderadamente fortes;

 Os silicatos ácidos ou com baixo teor de bases, são


pouco atacados por ácidos;

 A digestão com ácido fluorídrico em mistura com


ácido sulfúrico decompõe a maioria dos silicatos.
silicatos