Você está na página 1de 1

Estgios do desenvolvimento moral de Kohlberg Estgio NVEL I: Moralidade pr-convencional Estgio 1: Orientao a punio e obedincia

Descrio A criana decide o que errado com base no que punido. A obedincia valorizada por sua prpria vantagem, mas a criana obedece porque os adultos so fisicamente mais poderosos. A criana segue regras quando de seu interesse imediato. O que bom o que traz resultados agradveis.

Estgio 2: Individualismo, propsito instrumental e troca NVEL II: Moralidade convencional

Estgio 3: Expectativas interpessoais mtuas, relacionamentos Aes morais so aquelas que cumprem as expectativas da famlia ou de outro grupo e conformismo interpessoal significativo. "Ser bom" torna-se importante por sua prpria vantagem. Aes morais so aquelas assim definidas por grupos sociais mais amplos ou pela sociedade como um todo. A pessoa deve cumprir deveres combinados e cumprir as leis, exceto em casos extremos. Agir de modo a alcanar o "bem maior para o maior nmero de pessoas". O adolescente ou adulto tem conscincia de que a maioria dos valores so relativos e as leis so inconstantes, embora as regras devam ser defendidas a fim de preservar a ordem social. Contudo, h algumas regras no relativas bsicas, tais como a importncia da vida e da liberdade de cada pessoa. O adulto desenvolve e segue princpios ticos por escolha prpria na determinao do que certo. Esses princpios ticos so parte de um sistema de valores e princpios articulado, integrado, cuidadosamente refletido e consistentemente seguido.

Estgio 4: Sistema social e conscincia NVEL III: Moralidade de princpio e ps-convencional Estgio 5: Orientao pelo contrato social (ou utilidade e direitos individuais)

Estgio 6: Princpios ticos universais