Você está na página 1de 21

A Noite do Meu Bem

  • Compositor: Dolores Duran

Tom: F

Dm

Gm

Hoje eu quero a rosa mais linda que houver

A7

Dm

Gm

A7

E a primeira estrela que vier para enfeitar a noite do meu bem

Dm

Gm

Hoje eu quero paz de criança dormindo

A7

Dm

E o abandono de flores se abrindo

Gm

A7

D7

Para enfeitar a noite do meu bem

Gm

C7

F

Quero a alegria de um barco voltando

D7

Gm

Quero ternura de mãos se encontrando

C7

F

A7

Para enfeitar a noite do meu bem

Dm

Gm

Ah, eu quero o amor, o amor mais profundo

A7

Dm

Gm

A7

Dm

D7

Eu quero toda beleza do mundo para enfeitar a noite do meu bem

Dm

Gm

Ah, como esse bem demorou a chegar

 

A7

Dm

Eu já nem sei se terei no olhar

Gm

A7

Dm

Toda ternura que eu quero lhe dar

Caminhemos

  • Compositor: Herivelto Martins

Tom: F

Am

E7

A7

Não eu não posso lembrar que te amei

Dm

Am

Não eu preciso esquecer que sofri

 

A7

Bb7

A7

Faça de conta que o tempo passou

 
 

Bb7

A7

E que tudo entre nós terminou

Dm

E que a vida não continuou pra nós dois

 

Am

F

E7

Am

Caminhemos talvez nos vejamos depois

E7

Am

Vida comprida estrada alongada

 

A7

Parto a procura de alguém

Dm

Ou a procura de nada

F7

Am

Am7+

Vou indo caminhando sem saber onde chegar

 

F

E7

Am

Quem sabe na volta te encontre no mesmo lugar

Naquela Mesa

Naquela Mesa <a href=Sergio Lima Seresta C ompositor: Sergio Bitencour Tom: D Gm Naquela mesa ele sentava sempre G7 Cm E me dizia sempre o que é viver melhor Naquela mesa ele contava istória D7 Que hoje na memória Gm Eu guardo e sei de cor Naquela mesa ele juntava gente E contava contente G7 Cm O que fez de manhã Gm E nos seus olhos era tanto brilho A7 Que mais que seu filho D7 Gm Eu virei seu fã Eu não sabia que doía tanto Uma mesa num canto G7 Cm Uma casa e um jardim Se eu soubesse o quanto dói a vida D7 Essa dor dor tão doida Gm Não doía assim Agora resta uma mesa na sala G7 E hoje ninguém mais fala Cm No seu bandolim Gm Naquela mesa ta faltando ele A7 D7 G7 E a saudade dele esta doendo em mim Cm Gm Naquela mesa ta faltando ele A7 E a saudade dele D7 Gm Esta doendo em mim AS PASTORINHAS (Noel Rosa-João de Barro) A Estrela D`alva no céu desponta e a lua anda tonta com tamanho esplendor. E as pastorinhas, pra consolo da lua, " id="pdf-obj-1-6" src="pdf-obj-1-6.jpg">

Compositor: Sergio Bitencour

Tom: D

Gm

Naquela mesa ele sentava sempre

G7

Cm

E me dizia sempre o que é viver melhor

Naquela mesa ele contava istória

D7

Que hoje na memória

 
 

Gm

Eu guardo e sei de cor

 

Naquela mesa ele juntava gente

E contava contente

 
 

G7

Cm

O que fez de manhã

 

Gm

E nos seus olhos era tanto brilho

 

A7

Que mais que seu filho

 

D7

Gm

Eu virei seu fã

 

Eu não sabia que doía tanto Uma mesa num canto

G7

Cm

Uma casa e um jardim

Se eu soubesse o quanto dói a vida

D7

Essa dor dor tão doida

Gm

Não doía assim

Agora resta uma mesa na sala

G7

E hoje ninguém mais fala

Cm

No seu bandolim

Gm

Naquela mesa ta faltando ele

A7

D7

G7

E a saudade dele esta doendo em mim

Cm

Gm

Naquela mesa ta faltando ele

A7

E a saudade dele

D7

Gm

Esta doendo em mim

AS PASTORINHAS

(Noel Rosa-João de Barro)

A Estrela D`alva no céu desponta e a lua anda tonta com tamanho esplendor. E as pastorinhas, pra consolo da lua,

vão cantando na rua lindos versos de amor.

Linda pastora, morena da cor de Madalena, tu não tens pena de mim, que vivo tonto com o teu olhar ... Linda criança, tu não me sais da lembrança ... Meu coração não se cansa de sempre e sempre te amar.

APELO

(Baden Powell-Vinícius de Moraes)

Ah, meu anor, não vá embora; vê a vida como chora, vê que triste esta canção ... Não, eu te peço: não te ausentes, pois a dor que agora sentes só se esquece com o perdão ... Ah, meu amado, me perdoa, pois, embora ainda te doa a tristeza que causei, eu te suplico: não destruas tantas coisas que são tuas por um mal que já paguei.

Ah, meu amado, se saubesses da tristeza que há nas preces que, a chorar, te faço eu ... Se, tu soubesses, num momento, todo o arrependimento, como tudo entristeceu ... Se tu soubesses como é triste eu saber que tu partiste sem sequer dizer adeus, ah, meu amor, tu voltarias

e, de novo caírias a chorar nos braços meus!

e, de novo caírias a chorar nos braços meus! AS ROSAS NÃO FALAM (Cartola) Bate, outra

AS ROSAS NÃO FALAM

(Cartola)

Bate, outra vez, com esperanças o meu coração, pois já vai terminando o verão, enfim ... Volto ao jardim com a certeza que devo chorar, pois bem sei que não queres voltar para mim ...

Queixo-me às rosas

mas

que bobagem!

... As rosas não falam; simplesmente, as rosas exalam o perfume que roubam de ti ... Ai ...

Devias vir para ver os meus olhos tristonhos e, quem sabe, sonhavas meus sonhos, por fim.

ANDANÇA

(Danilo Caymmi-Edmundo Souto-Paulinho Tapajós)

Vim, tanta areia andei, da lua cheia eu sei uma saudade imensa. Vagando em verso eu vim, vestido de cetim, na mão direita rosas vou levar.

Olha a lua mansa a se derramar, ao luar descansa meu caminhar, seu olhar em festa me fez feliz, lembrando a seresta que, um dia, eu fiz.

Já que fiz a guerra por não saber que esta tera encerra meu bem-querer e jamais termina meu caminhar,

só o amor ensina onde vou chegar. Por onde for quero ser seu par.

Rodei de roda, andei ... Dança da moda eu sei, cansei de ser sozinho. Verso encantado usei, meu namorado é rei nas lendas do caminho onde andei ...

No passo da estrada só faço andar, tenho a minha amada a me acompanhar. Vim de longe, léguas cantando eu vim, e não faço treguas, sou mesmo assim.

Me leva, amor por onde eu for quero ser seu par

A VOLTA DO BOÊMIO

(Adelino Moreira)

Boemia, aqui me tens de regresso e, suplicante, te peço a minha nova inscrição.

Voltei pra rever os amigos que, um dia, eu deixei, a chorar de alegria, me acompanha o meu violão. Boemia, sabendo que andei distante, sei que essa gente falante vai, agora, ironizar:

"Ele voltou, o boêmio voltou, novamente, partiu daqui tão contente ... por que razão quer voltar?"

Acontece que a mulher que floriu meu caminho de ternura, meiguice e carinho, sendo a vida do meu coração, compreendeu e abraçou-me dizendo a sorrir:

"Meu amor, você pode partir, não esqueça o seu violão. Vá rever os seus rios, seus montes, cascatas, vá sonhar em novas serenatas e abraçar seus amigos leais. Vá embora, pois, me resta o consolo e a alegria em saber que, depois da boemia, é de mim que você gosta mais"!

CARINHOSO

(Pixinguinha-João de Barro)

Meu coração, não sei por quê bate feliz quando te vê ... E os meus olhos ficam sorrindo, e, pelas ruas, vão te seguindo, mas, mesmo assim, foges de mim ...

Ah, se tu soubesses como eu sou tão carinhoso e o muito, muito que te quero,

e como é sincero o emu amor, eu sei que tu não fugirias mais de mim. Vem, vem, vem,vem, vem sentir o calor dos lábios meus à procura dos teus. Vem matar esta paixão que me devora o coração e, só assim, então,

serei feliz

...

bem feliz!

CAMINHEMOS

(Herivelto Martins)

Não, eu não posso lembrar que te amei. Não, eu preciso esquecer que sofri. Faça de conta que o tempo passou, e que tudo entre nós terminou, e que a vida não continuou pra nós dois ... Caminhemos, talvez nos vejamos depois ...

Vida comprida, estrada alongada ... Parto à procura de alguém, ou à procura de nada ... Vou indo, caminhando, sem saber onde chegar ... Talvez que, na volta, te encontre no mesmo lugar ...

CAVALGADA

(Roberto Carlos-Erasmo Carlos)

Vou cavalgar por toda a noite por uma estrada colorida, usar meus beijos como açoite e a minha mão mais atrevida. Vou me agarrar aos teus cabelos pra não cair do teu galope,

vou atender aos meus apelos antes que o dia me sufoque.

Vou me perder de madrugada pra te encontar no meu abraço. Depois de toda a cavalgada, vou me deitar no teu cansaço, sem me importar se nesse instante ou dominado ou se domino, vou me sentir como um gigante ou nada mais do que um menino.

Estrelas mudam de lugar, chegam mais perto só pra ver e ainda brilham na manhã, depois do nosso adormecer. E, na grandeza desse instante, o amor cavalga sem saber ... E, na beleza dessa hora, o sol espera pra nascer ...

EU SEI QUE VOU TE AMAR

(Tom jobim-Vinícius de Moraes)

Eu sei que vou te amar, por toda a minha vida eu vou te amar, em cada despedida eu vou te amar desesperadamente, eu sei que vou te amar ... E cada verso meu será pra te dizer que eu sei que vou te amar, por toda a minha vida ... Eu sei que vou chorar, a cada ausência tua eu vou chorar, mas, cada volta tua há de apagar o que essa ausência tua me causou ... Eu sei que vou sofrer a eterna desventura de viver à espera de viver ao lado teu ... Por toda a minha vida

FELICIDADE

(Lupicínio Rodrigues)

Felicidade foi-se embora e a saudade em meu peito ainda mora, e é por isso que eu gosto lá de fora, porque sei que a falsidade não vigora ...

A minha casa fica lá, detrás do mundo, onde eu vou em um segundo, quando começo a cantar ... O pensamento parece uma coisa à-toa mas, como é que a gente voa quando começa a pensar ..

LUAR DO SERTÃO

(João Teixeira Guimarães-Catulo da Paixão

Cearense )

Não há, ó gente, ó não, luar como esse do sertão ...

Oh, que saudade do luar da minha terra, lá na serra branquejando folhas secas pelo chão ... Este luar cá da cidade, tão escuro, não tem aquela saudade do luar lá do sertão ...

Se a lua nasce por detrás da verde mata, mais parece um sol de prata prateando a solidão ... E a gente pega na viola que ponteia e a canção é a lua cheia a nos nascer do coração ...

Coisa mais bela neste mundo não existe, do que ouvir um galo triste no sertão, se faz luar ... Parece até que alma da lua é que descanta, escondida na garganta desse galo, a soluçar ...

A gente fria desta terra sem poesia não se importa com esta lua, nem faz caso do luar ... Enquanto a onça, lá na verde capoeira, leva uma hora inteira vendo a lua, a meditar ...

Ai, quem me dera que eu morresse lá na serra, abraçado a minha terra e dormindo de uma vez ... Ser enterrado numa grota pequenina,

onde, á tarde, a sururina chora a sua viuvez.

VOLTA

(Lupicínio Rodrigues)

Quantas noites não durmo a rolar-me na cama, a sentir tantas coisas que a gente não pode explicar quando ama ... O calor das cobertas não me aquece direito. Não há nada no mundo que possa afastar esse frio em meu peito.

Volta, vem viver outra vez, ao meu lado, que eu não posso dormir sem teu braço, pois meu corpo está acostumado

ÚLTIMO DESEJO

(Noel Rosa)

Nosso amor, que eu não esqueço, e que teve o seu começo numa festa de São João, morre hoje, sem foguete, sem retrato e sem bilhete, sem luar, sem violão ... Perto de você me calo, tudo penso e nada falo, tenho medo de chorar ... Nunca mais quero seu beijo, mas meu último desejo você não pode negar.

Se alguma pessoa amiga pedir que você lhe diga se você me quer ou não, diga que você me adora, que você lamenta e chora a nossa separação. E, às pessoas que eu detesto diga sempre que eu não presto, que meu lar é o botequim, que eu arruinei sua vida, que eu não mereço a comida que você pagou pra mim.

Trem das Onze

Tom: <a href=C (intro) (solo) 32, 23, 22, 21, 44, 41, 40, 53, 51, 50, 63 110 - 18 - 17 - 18 - 15 - 10 15 - 17 - 18 - 15 - 18 15 - 17 - 18 - 15 - 17 14 - 15 - 17 - 14 - 15 32, 23, 22, 21, 44, 41, 40, 53, 51, 50, 63 Dm E7 Am F Quaz, Quaz, Quaz Quaz Quaz Quaz, Pascarigudum, E7 Am E7 Pascarigudum, Pascarigudum ... Am Não posso ficar Nem mais um minuto com você Sinto muito amor E7 Mas não pode ser Dm E Am Moro em Jaçanã F Se eu perder esse trem E7 Que sai agora às onze horas Dm E7 Am Só amanhã de manhã A7 Além disso mulher Dm Tem outra coisa B7 Minha mãe não dorme E7 Enquanto eu não chegar Dm E7 Am Sou filho único F E7 Am Tenho minha casa pra olhar Dm E Am F Faz, faz, faz faz faz faz, faz carinho dumdum, E7 Am Am Faz carinho dumdum, faz carim dumdum Não posso ficar Faz dum dum Iracema Adoniran Barbosa Tom: F E7 Am Iracema, eu nunca mais te vi. A7 Dm Iracema meu grande amor foi embora. E7 Am Chorei, eu chorei de dor porque, Dm6 E7 Am E7 Iracema meu grande amor foi você. Am E7 A7 Iracema, eu sempre dizia, " id="pdf-obj-9-2" src="pdf-obj-9-2.jpg">

Tom: C

(intro)

(solo)

32, 23, 22, 21, 44, 41, 40, 53, 51, 50, 63

110-18-17-18-15-10

15-17-18-15-18

15-17-18-15-17

14-15-17-14-15

32, 23, 22, 21, 44, 41, 40, 53, 51, 50, 63

Dm E7 Am F Quaz, Quaz, Quaz Quaz Quaz Quaz, Pascarigudum, E7 Am E7 Pascarigudum, Pascarigudum
Dm
E7
Am
F
Quaz,
Quaz,
Quaz Quaz Quaz Quaz,
Pascarigudum,
E7
Am
E7
Pascarigudum, Pascarigudum ...
Am
Não posso ficar
Nem mais um minuto com você
Sinto muito amor
E7
Mas não pode ser
Dm
E
Am
Moro em Jaçanã
F
Se eu perder esse trem
E7
Que sai agora às onze horas
Dm
E7
Am
Só amanhã de manhã
A7
Além disso mulher
Dm
Tem outra coisa
B7
Minha mãe não dorme
E7
Enquanto eu não chegar
Dm
E7
Am
Sou filho único
F
E7
Am
Tenho minha casa pra olhar
Dm
E
Am
F
Faz,
faz,
faz faz faz faz,
faz carinho dumdum,
E7
Am
Am
Faz carinho dumdum, faz carim dumdum
Não posso ficar
Faz
dum dum

Iracema

Tom: <a href=C (intro) (solo) 32, 23, 22, 21, 44, 41, 40, 53, 51, 50, 63 110 - 18 - 17 - 18 - 15 - 10 15 - 17 - 18 - 15 - 18 15 - 17 - 18 - 15 - 17 14 - 15 - 17 - 14 - 15 32, 23, 22, 21, 44, 41, 40, 53, 51, 50, 63 Dm E7 Am F Quaz, Quaz, Quaz Quaz Quaz Quaz, Pascarigudum, E7 Am E7 Pascarigudum, Pascarigudum ... Am Não posso ficar Nem mais um minuto com você Sinto muito amor E7 Mas não pode ser Dm E Am Moro em Jaçanã F Se eu perder esse trem E7 Que sai agora às onze horas Dm E7 Am Só amanhã de manhã A7 Além disso mulher Dm Tem outra coisa B7 Minha mãe não dorme E7 Enquanto eu não chegar Dm E7 Am Sou filho único F E7 Am Tenho minha casa pra olhar Dm E Am F Faz, faz, faz faz faz faz, faz carinho dumdum, E7 Am Am Faz carinho dumdum, faz carim dumdum Não posso ficar Faz dum dum Iracema Adoniran Barbosa Tom: F E7 Am Iracema, eu nunca mais te vi. A7 Dm Iracema meu grande amor foi embora. E7 Am Chorei, eu chorei de dor porque, Dm6 E7 Am E7 Iracema meu grande amor foi você. Am E7 A7 Iracema, eu sempre dizia, " id="pdf-obj-9-67" src="pdf-obj-9-67.jpg">

Tom: F

E7

Am

Iracema, eu nunca mais te vi.

 

A7

Dm

Iracema meu grande amor foi embora.

E7

Am

Chorei, eu chorei de dor porque,

 

Dm6

E7

Am

E7

Iracema meu grande amor foi você.

Am

E7

A7

Iracema, eu sempre dizia,

Gm

A7

Dm

Cuidado ao atravessar essas ruas,

Dm6

Am

Eu falava, mas você não escutava não.

Dm6

E7

Am

Iracema você atravessou na contra mão.

E7

Am

E hoje ela vive la no céu,

E7

Gm

A7

E ela vive juntinho de nosso senhor.

Dm

Dm6

De lembrança guardo somente,

 

Am

Suas meias e seu sapato,

F7

E7

Am

Iracema eu perdi o seu retrato.

FALADO:

IRACEMA, FALTAVA VINTE DIAS PARA O NOSSO CASAMENTO, QUE NÓIS IA SE CASAR. VOCÊ ATRAVESSOU A SÃO JOÃO, VEIO UM CARRO, TE PEGA, E TE PINCHA NO CHÃO. VOCÊ FOI PARA ASSISTÊNCIA IRACEMA, O CHOFER NÃO TEVE CULPA IRACEMA, PACIÊNCIA IRACEMA, PACIÊNCIA ..

E7

Am

E hoje ela vive lá no céu,

E7

Gm

A7

E ela vive juntinho de nosso senhor.

Dm

Dm6

De lembrança guardo somente,

 

Am

Suas meias e seu sapato,

 

F7

E7

Am

Iracema eu perdi o seu retrato.

 

Samba do Arnesto

 
 
E7 Gm A7 E ela vive juntinho de nosso senhor. Dm Dm6 De lembrança guardo somente,Adoniran Barbosa Tom: D (intro) G7M C#7/F F#m7 B7 E7 A7 D A7 D6 G7M O Arnesto nos convidô D6 G7M prum samba, ele mora no Brás D6 B7 Em7 B7 Nóis fumo e não encontremos ninguém Em7 A7 D6 C7 B7 Nóis vortemo cuma baita duma reiva E7 A7 D6 Da outra veiz nóis num vai mais A7 Nóis não semos tatu! A7 D7M No outro dia encontremo com o Arnesto Em7 A7 D7M " id="pdf-obj-10-132" src="pdf-obj-10-132.jpg">
 

Tom: D

(intro) G7M

C#7/F

F#m7

B7

E7

A7

D

A7

D6

G7M

O Arnesto nos convidô

 

D6

G7M

prum samba, ele mora no Brás

 

D6

B7

Em7

B7

Nóis fumo e não encontremos ninguém

 

Em7

A7

D6

C7 B7

 

Nóis vortemo cuma baita duma reiva

 
 

E7

A7

D6

Da outra veiz nóis num vai mais

 
 

A7

Nóis não semos tatu!

 
 

A7

D7M

 

No outro dia encontremo com o Arnesto

 

Em7

A7

D7M

Que pediu descurpa mais nóis não aceitemos

B7

Em

A7

D7M

Isso não se faz Arnesto, nós num se importa

B7

Em

A7

 

Mais você devia ter ponhado um recado na

D6

porta. Um recado assim ói:

"Ói, turma, num deu prá esperá, aduvido que isso num faz má, num tem importância. Assinado em cruz porque não sei escrever, Arnesto"

Am

E7

Am

Se o senhor não tá lembrado

E7

Am

Dá licença de contar

 

A7

Em7(5-)

Que aqui onde agora está

A7

Em7(5-)

Esse adifício alto

A7

Em7(5-)

Era uma casa velha

A7

Dm

Um palacete asobradado

Foi aqui seu moço

Am

Que eu Mato Grosso e o Joca

B7

E7

Construimos nossa maloca

A7

Mais

um dia

 

Dm

Nem quero me

lembrá

Am

Veio os home com as ferramentas

E7

Am

O dono mandô derrubá

E7

Am

Peguemo tudo nossas coisas

A7

E fumos pro meio da rua

Dm

Apreciá a demolição

Am

Que tristeza que nos sentia

B7

Cada táuba que caía

E7

Duia no coração

Dm

Mato Grosso quis gritá

Am

Mas encima eu falei:

A7

Os homens tá coa razão

Dm

Nós arranja outro lugá

Am

Só se conformemo quando o Joca falou :

B7

E7

"Deus da o frio conforme o cobertor"

 

Dm

Am

E hoje nóis pega a páia nas grama do jardim

B7

E7

Am

E prá esquecê nóis cantemos assim:

Dm

Am

Saudosa maloca, maloca querida

F

E

dim

dim

Am

Donde nóis passemos dias feliz de nossa vida.

Tiro ao Álvaro

Tom: G#

G

E7

De tanto levar

Am7

"frechada" do teu olhar

Am7/5-

Meu peito

G7+

D7

até

Dm7

G7

Parece sabe o que?

C

"táubua"

F7

Bm7

De tiro ao "Álvaro"

Am7

Não tem mais

D7

G7+

E7

D7

Onde furar

(não tem mais)

G7

C

Teu olhar mata mais

D/F#

Bm7

Que bala de carabina

E7

Am7

Que veneno estricnina

D7

Dm7

G7

Que peixeira de baiano

C

C#º

Bm7

Teu olhar mata mais que atropelamento

 

E7

Am7

De "automóver" mata mais

 

D7

G7+

D7

Que bala de "revórver".

Fica Comigo esta Noite

Tom: G

Em

B7

Fica comigo esta noite

 

Em

E não te arrependerás

B7

Lá fora o frio é um açoite

 

Em

Calor aqui tu terás

E7

Am

D7

Terás meus beijos de amor

 

G

B7

Minhas carícias terás

Em

B7

Fica comigo esta noite

 

Em

Am

Em

E não te arrependerás

 

E7

Am

Quero em teus braços, querida

D7

G

B7

Em

Adormecer e sonhar

 

Am

Esquecer que nos deixamos

B7

Em

Am

Em

Sem nos querermos deixar

E7

Am

D7

Tu ouvirás o que eu digo

 

G

B7

Em

Eu ouvirei o que dizes

B7

Fica comigo esta noite

Em

Am

Em

E então seremos felizes

Normalista

Tom: F

Dm

A7

Dm

A7

Dm

Vestida de azul e branco / Trazendo um sorriso franco

 

Bb

A7

Gm

A7

Num rostinho encantador / Minha linda normalista

Gm

A7

Dm

A7

Rapidamente conquista / Meu coraçãoo sem amor

Dm

A7

Dm

D7

Eu que trazia fechado / Dentro do peito guardado

 

Gm

D7

Gm

Dm

Meu coração sofredor /

Estou bastante inclinado

 
 

E7

A7

Dm

A7

D entregá lo ao cuidado/ Daquele brotinho em flor

 

D

E7

A7

G

D

Mas a normalista linda / Não pode se casar ainda

 
 

A7

D

A7

D

E7

A7

Só depois de se formar /

Eu estou apaixonado

 

G

D

A7

D

Bb

C

D

O pai da moça é zangado / E o remédio é esperar

Negue

Tom: C

Am

Dm

negue seu amor e o seu carinho

 

E7

Am

diga que você já me esqueceu

Dm

pise machucando com jeitinho

E7

Am

este coração que ainda é seu

 

G7

C#

A7

diga que o meu pranto é covardia

Dm

E7

mas não se esqueça que você

Am A7

foi minha um dia

 

Dm

E7 :

diga que já não me quer :

 

Dm

E7 :

 

negue que me pertenceu

:

 

Am

:

 

e eu mostro

 

: Refrão

 

E7

Am

:

 

a boca molhada

 

:

 

Dm

Am

:

 

e ainda marcada

 

:

 

E7

Am

:

 

pelo beijo seu

Carinhoso

Gm D7 Gm Dm Meu coração sofredor / Estou bastante inclinado E7 A7 Dm A7 Dg ue Nelson Gonçalves Tom: C Am Dm negue seu amor e o seu carinho E7 Am diga que você já me esqueceu Dm pise machucando com jeitinho E7 Am este coração que ainda é seu G7 C# A7 diga que o meu pranto é covardia Dm E7 mas não se esqueça que você Am A7 foi minha um dia Dm E7 : diga que já não me quer : Dm E7 : negue que me pertenceu : Am : e eu mostro : Refrão E7 Am : a boca molhada : Dm Am : e ainda marcada : E7 Am : pelo beijo seu Carinhoso Noel Rosa Tom: D (intro) Bb7 D B7 E7/9 D D7 Fº Em7/5- D D5+ D6 Meu coração D5+ D D5+ D6 Não sei por quê D7 F#m F#m5+ F#m6 Bate feliz F#m5+ F#m F#m5+ F#m6 Quando te vê F#7 Bm E7 A E os meus olhos ficam sorrindo D7 G B7 Em E pelas ruas vão te seguindo E7/9 A7 D Em7 D Mas mesmo assim, foges de mim (2x) F#m Bm Ah, se tu soubesses como eu sou tão carinhoso C#7 F#m E o muito e muito que te quero ( F7 ) A E como é sincero o meu amor B7 E7 A Eu sei que tu não fugirias mais de mim Bb7 Em A7 D " id="pdf-obj-13-269" src="pdf-obj-13-269.jpg">

Tom: D

(intro) Bb7 D B7 E7/9 D D7 Fº Em7/5-

 

D

D5+ D6

Meu coração

 

D5+

D

D5+ D6

 

Não sei por quê

 

D7

F#m F#m5+ F#m6

 

Bate feliz

 

F#m5+

F#m F#m5+ F#m6

 

Quando te vê

 

F#7

Bm

E7

A

E os meus olhos ficam sorrindo

 

D7

G

B7

Em

E pelas ruas vão te seguindo

 
 

E7/9 A7

D

Em7 D

Mas mesmo assim, foges de mim

(2x)

 

F#m

Bm

Ah, se tu soubesses como eu sou tão carinhoso

 

C#7

F#m

E o muito e muito que te quero

( F7 )

A

E como é sincero o meu amor

B7

E7

A

Eu sei que tu não fugirias mais de mim

Vem, vem, vem, vem

 
 

C#7

A7

Vem sentir o calor dos lábios meus

 
 

D

F#7

À procura dos teus

 

Bm F#7

Bm

D7

G

B7

Em

Vem matar esta paixão que me devora o coração

D

E só assim, então

 

A7

D

D7

Fº Em7/5- D D7 Fº

 

Serei feliz, bem feliz

 

Em7 D

Meu coração

 

Pensando Em Ti

Tom: C

G

Bm

EU AMANHEÇO PENSANDO EM TI

Bbo

Am

EU ANOITEÇO PENSANDO EM TI

D7

EU NÃO TE ESQUEÇO

G

Dm7/5-

É DIA E NOITE PENSANDO EM TI

E7

Am

Cm

EU VEJO A VIDA PELA LUZ DOS OLHOS TEUS

 

G

Em

ME DEIXE AO MENOS

Am

D7

G

POR FAVOR PENSAR E DEUS

E7

Am

NOS CIGARROS QUE EU FUMO

D7

G

TE VEJO NAS ESPIRAIS

 

Bm

Bbo

NOS LIVROS QUE EU TENTO LER

D7

D5+

G

EM CADA FRASE TU ESTÁS

 

F

E7

NAS ORAÇÕES QUE EU FAÇO

Am

EU ENCONTRO OS OLHOS TEUS

Cm

G

Em

ME DEIXE AO MENOS

 

Am

D7

G

POR FAVOR PENSAR EM DEUS

Quem Há de Dizer

Tom: C

Intro: F#7M Bb7/9

Em7

Am

Dm G7/9

C#7M C7M G7/9/11

G7/9

C7M

Quem há de dizer

Em7

Eb°

Dm7

Que quem vocês estão vendo

 

G7/9

G7/9b

Naquela mesa bebendo

 

C7M

Em G7/9/11 G7/9

É o meu querido amor

 
 

C

D/C

G/B

Repare bem que toda vez que ela fala

Am

D7

F#m7/5b

 

Ilumina mais a sala

 
 

C7M

B

G7/9/11 G7/9

Do que a luz de um refletor

 

C7M

Em

Eb°

Dm7

O cabaré se inflama quando ela dança

 

G7/9

E com a mesma esperança

G7/9b

C7M

Todos lhe põe o olhar

Em

F7M

E eu o dono

 

F#°

C/G

Aqui no meu abandono

Am

Eb

D7

Espero louco de sono

G7/9

Em

O cabaré terminar

Ab A6 Bb5 A7

 

Dm5 Dm7

Rapaz leva essa mulher consigo

 

G7/9

C7M

Disse uma vez um amigo

F7M

Bb7/9

Bm

F5 E7

Quando nos viu conversar

 

F7M

Vocês se amam

 

F#°

C/G

E o amor deve ser sagrado

 

Am

Eb

D7

O resto deixe de lado

G7/9

C7M

Vái construir o seu lar

Ab A6 Bb5 A7

 

D7

Palavra quase aceitei o conselho

G7/9

C

O mundo esse grande espelho

 
 

F7M Bb7/9

Bm

F5 E7

Que me fez pensar assim

 

F7M

F#°

C/G

Ela nasceu com o destino da lua

Am

Eb7

D7

Pra todos que andam na rua

 

G7/9

C7M

Não vai viver só pra mim!

A Volta

 
 
F#° C/G Aqui no meu abandono Am Eb D7 Espero louco de sono G7/9 Em ORoberto Carlos Tom: C Am Em estou guardando o que há de bom em mim Am Em para lhe dar quando você chegar F G7 toda ternura C Em Am e todo meu amor Em Dm G7 " id="pdf-obj-15-182" src="pdf-obj-15-182.jpg">

Tom: C

Am

Em

estou guardando o que há de bom

em mim

Am

Em

para lhe dar quando você

chegar

F

G7

toda ternura

 

C

Em

Am

e todo meu amor

 

Em

Dm

G7

estou guardando pra lhe dar

Am

Em

 

e toda vez que você me beijar

 

Am

Em

 

a minha vida quero lhe en

...

tregar

F

G7

e em cada beijo

 

C

Em

Am

certo ficarei

Em

Dm

G7

que você não vai me deixar

A

E7

grande demais foi sempre o nosso

A

E7

mas o destino quis nos se

...

parar

Bm

E7

A

amor

Am

e agora que está perto o dia de você chegar

Em

Dm

G7

 

o que há de bom vou lhe entregar

Am

Em

só vejo a hora de você

chegar

Am

Em

pra' todo o meu amor poder

mostrar

F

G7

mas quando eu

 

C

Em Am

de perto te olhar

 

Em

Dm

G7

não sei se vou poder falar

(solo)

Am

Em

estou guardando o que há de bom em mim para lhe dar quando você chegar

Am

Em

estou guardando o que há de bom em mim para lhe dar quando você chegar

Namoradinha de Um Amigo Meu

F G7 mas quando eu C Em Am de perto te olhar Em Dm G7 nãoRoberto Carlos Tom: C Capotraste na 2ª casa Am estou amando loucamente Em a namoradinha de um amigo meu Am sei que estou errado Em 10 10 24 mas nem mesmo sei como isso aconteceu Dm G Dm G um dia sem querer olhei em seu olhar Dm E7 Am Dm E e disfarcei até pra' ninguém notar Am não sei mais o que faço Em pra' ninguém saber que estou gamado assim Am se os dois souberem Em 10 10 24 nem mesmo sei o que eles vão pensar de mim Dm G Dm G eu sei que vou sofrer mas tenho que esquecer Dm E7 Am o que é dos outros não se dever ter Dm Am vou procurar alguém pois comigo aconteceu Dm Am que não tenha ninguém Em Am gostar da namorada de um amigo meu Em Am comigo aconteceu gostar da namorada de um amigo meu Aquele Beijo Que Te Dei Roberto Carlos Tom: A Intr.: E C#m 34 25 25 27 14 27 25 24 36 " id="pdf-obj-16-58" src="pdf-obj-16-58.jpg">

Tom: C Capotraste na 2ª casa Am

estou amando loucamente

Em

a namoradinha de um amigo meu

Am

sei que estou errado

Em

10 10 24

mas nem mesmo sei como isso aconteceu

Dm

G

Dm

G

um dia sem querer

olhei em seu olhar

 

Dm

E7

Am

Dm

E

e disfarcei até pra' ninguém notar

Am

não sei mais o que faço

Em

pra' ninguém saber que estou gamado assim

Am

se os dois souberem

Em

10 10 24

nem mesmo sei o que eles vão pensar de mim

Dm

G

Dm

G

eu sei que vou sofrer

mas tenho que esquecer

Dm

E7

Am

o que é dos outros não se dever ter

Dm

Am

vou procurar alguém

pois comigo aconteceu

Dm

Am

que não tenha ninguém

Em

Am

gostar da namorada de um amigo meu

Em

Am

comigo aconteceu

gostar da namorada de um amigo meu

Aquele Beijo Que Te Dei

Tom: A Intr.: E C#m
Tom: A
Intr.:
E
C#m

34 25 25 27 14 27 25 24 36

A

B7

36 15 15 15 15 36 25 36 24 36 34

E

C#m

Aquele beijo que te dei

A

B7

Nunca, nunca mais esquecerei

E

C#m

A noite linda de luar

A

B7

Lua testemunha tão vulgar

:-

:Bm

E7

:Lembro de você

:

A

:E fico triste

 

: Am

E

:Até me dá vontade de chorar

:De lembrar que o amor

2x:

B7

:Não mais existe :Não mais existe

:Mas eu sempre

 

:

E

:Hei de te amar

:-

C#m

A

B7

Ou, ou aquele beijo

E

C#m

Nunca mais esquecerei

A

B7

O beijo que te dei

Esse Cara Sou Eu

A B7 36 15 15 15 15 36 25 36 24 36 34 E C#m AqueleRoberto Carlos Tom: G Capotraste na 1ª casa Intro: G C9 G C9 Primeira Parte: G C9 O cara que pensa em você toda a hora G C9 Que conta os segundos se você demora D Que está todo o tempo querendo te ver C9 D Porque já não sabe ficar sem você D#° Em7 E no meio da noite te chama Am7 D Pra dizer que te ama G Em7 C9 D Esse cara sou eu G C9 O cara que pega você pelo braço C9 Esbarra em quem for que interrompa seus passos C9 D Que está do seu lado pro que der e vier C9 D O herói esperado por toda mulher D#° Em7 Por você ele encara o perigo Am7 D Seu melhor amigo G Em7 C9 D Esse cara sou eu G C9 O cara que ama você do seu jeito G C9 " id="pdf-obj-17-123" src="pdf-obj-17-123.jpg">

Tom: G Capotraste na 1ª casa

Intro: G

C9

G

C9

Primeira Parte:

 

G

C9

O cara que pensa em você toda a hora

G

C9

Que conta os segundos se você demora

 

D

Que está todo o tempo querendo te ver

C9

D

Porque já não sabe ficar sem você

D#°

Em7

E no meio da noite te chama

 

Am7

D

Pra dizer que te ama

G

Em7

C9

D

Esse cara sou eu

G

C9

O cara que pega você pelo braço

 

C9

 

Esbarra em quem for que interrompa seus passos

C9

D

 

Que está do seu lado pro que der e vier

 

C9

D

O herói esperado por toda mulher

D#°

Em7

Por você ele encara o perigo

Am7

D

Seu melhor amigo

G

Em7

C9

D

Esse cara sou eu

G

C9

O cara que ama você do seu jeito

 

G

C9

Que depois do amor você se deita em seu peito

D

Te acaricia os cabelos, te fala de amor

C9

D

Te fala outras coisas, te causa calor

D#°

Em7

De manhã você acorda feliz

 

Am7

D

Num sorriso que diz

 

G

Em7

C9

D

Que esse cara sou eu

 
 

G

Em7

C9

D

Esse cara sou eu

 

Segunda Parte:

C9

D

Eu sou o cara certo pra você

 

C9

D

Que te faz feliz e que te adora

 

C9

D

Que enxuga seu pranto quando você chora

 
 

G

Em7

C9

D

Esse cara sou eu

 
 

G

Em7

C9

D

D#

Esse cara sou eu

 

Terceira Parte:

G#

C#5(9)

O cara que sempre te espera sorrindo

 

G#

C#5(9)

Que abre a porta do carro quando você vem vindo

D#

Te beija na boca, te abraça feliz

C#5(9)

D#

Apaixonado te olha e te diz

 

Fm

Que sentiu sua falta e reclama

 

A#m7

D#

Ele te ama

 

G#

Fm

C#5(9)

D#

Esse cara sou eu

 
 

G#

Fm

C#5(9)

D#

Esse cara sou eu

 
 

G#

Fm

C#5(9)

D#

Esse cara sou eu

 
 

G#

Fm

C#5(9)

D#

Esse cara sou eu

 
 

G#

Fm

C#5(9)

D#

Esse cara sou eu

 

Eu Só Quero Um Xodó

Que depois do amor você se deita em seu peito D Te acaricia os cabelos, teDominguinhos C ompositor: Dominguinhos / Gilberto Gil Tom: A# Intro: Bb7M F C4/7/9 F Bb7M F C4/7/9 F Dm7 Am7 Que falta eu sinto de um bem Gm7 C4/7/9 F Que falta me faz um xodó F Dm7 Am7 Mas como eu não tenho ninguém Gm7 C4/7/9 F Eu levo a vida assim tão só Bb F Eu só quero um amor Bb G7 Que acabe o meu sofrer Dm7 G7 Dm7 G7 Um xodó prá mim do meu jeito assim " id="pdf-obj-18-274" src="pdf-obj-18-274.jpg">

Compositor: Dominguinhos / Gilberto Gil

Tom: A#

Intro: Bb7M F C4/7/9 F Bb7M F C4/7/9

F

Dm7

Am7

Que falta eu sinto de um bem

 

Gm7

C4/7/9 F

Que falta me faz um xodó

F

Dm7

Am7

Mas como eu não tenho ninguém

 

Gm7

C4/7/9

F

Eu levo a vida assim tão só

Bb

F

Eu só quero um amor

Bb

G7

Que acabe o meu sofrer

Dm7

G7

Dm7

G7

Um xodó prá mim do meu jeito assim

Bb

Gm7 C4/7/9 F

Que alegre o meu viver

Volta

Tom: G A7/4 D6 D#º Quantas noites não durmo ... Em Em7/5- A rolar-me na cama
Tom: G
A7/4
D6
D#º
Quantas noites não durmo ...
Em
Em7/5-
A rolar-me na cama
D7+

A sentir tanta coisa

Em7

Que a gente não pode explicar

A7

D7+

A7/4

Quando ama ...

D6

D#º

O calor das cobertas

 

Em

Em7/5-

Não me aquece direito ...

D7+

Não há nada no mundo

C° Em7 A7 D7+ Am7 D7 Que possa afastar esse frio do meu peito. G7+ Volta,
Em7
A7
D7+
Am7 D7
Que possa afastar esse frio do meu peito.
G7+
Volta,
G#º
C#7
F#m7
Vem viver outra vez ao meu lado,
B7
Em7
Não consigo dormir sem teu braço,
A7
D7+
Am7
D7
Pois meu corpo está acostumado, mal acostuma
...
do
G7+
Volta,
G#º
C#7
F#m7
Vem viver outra vez ao meu lado,
B7
Em7
Não consigo dormir sem teu braço,
A7
D7+
A7/4
Pois meu corpo está acostumado
D6
D#º
Quantas noites não durmo ...
Em
Em7/5-
A rolar-me na cama
D7+
A sentir tanta coisa
Em7
Que a gente não pode explicar
A7
D7+
A7/4
Quando ama ...
D6
D#º
O calor das cobertas
Em
Em7/5-
Não me aquece direito ...
D7+
Não há nada no mundo
Em7
A7
D7+
Am7 D7
Que possa afastar esse frio do meu peito.
G7+
Mas, Volta,
G#°
C#7
F#m7
Vem viver outra vez ao meu lado,
B7
Em7
Não consigo dormir sem teu braço,
A7
D7+
Am7
D7
Pois meu corpo está acostumado, mal acostuma
...
do
G7+
Volta,
G#°
C#7
F#m7
Vem viver outra vez ao meu lado,
B7
Em7
Não consigo dormir sem teu braço,
A7
G7+ F#m7
D#º
Em7
A7/4
D6
Pois meu corpo está acostumado,
mal acostumado,
Volta