Você está na página 1de 33

Poesia Concreta

Prof. Carla Jabour 2013

POESIA CONCRETA OU CONCRETISMO


(Augusto de Campos, Haroldo de Campos, Dcio Pignatari)

-Uso de polissemia -Paronomsia (explorao de semelhanas sonoras e trocadilhos) -Decomposio de palavra -Uso de aliteraes, assonncias, ausncia de verbos, de sinais de pontuao.

Exemplo: EPITHALAMIUM II (epitalmio = canto ou poema nupcial)


http://professor.bi o.br/portugues/co mentarios.asp?q= 6222&t=

Alguns exemplos de poesias concreta e visual

ra terra ter rat erra ter rate rra ter rater ra ter raterr a ter raterra terr araterra ter raraterra te rraraterra t

erraraterra
Terraraterra Terra de Dcio Pignatari

Assistir o vdeo http://www.youtube.com/watch?v=yC3e7rmSYM4

uma noite fria de Abril, eu tenho um pesadelo terrvel, acordo chorando, meu corpo queima como se estivesse no inferno, tiro minhas roupas e saio correndo pela rua . Est chovendo, est chovendo muito. Uma velha mendiga aleijada me pede esmolas, ela tem fome, ela tem sede, ela no tem vida. Eu sinto a dor dessa mendiga, eu sou essa mendiga, e eu no dou esmolas. Corro despido pela rua. Grito

e chega o natal e chega aquela sensao de paz e amor cad o amor? voc viu esse tal de amor por a? algum perdeu amor preu achar? e chega o natal e chega o consumismo presentes presentes e mais presentes sempre presentes! e chega o natal mas o papai noel no chega - a menos que voc tenha dinheiro para compr-lo (ele aceita carto de crdito tambm) e chega o natal e chega o 13 segunda parcela at dia 20 e chega o natal e se esvai o 13 e chega o natal e chega a rvore de natal e chega os enfeites de natal e chega as luzes piscantes de natal e chega o tren e chega a neve e chega o inverno pro inferno! aqui vero! e chega de natal!

Augusto de Campos Poesias Concretas http://www2.uol.com.br/augustodecampos/clippoemas.htm

http://tropicalia.com.br/leituras-complementares/poesia-concreta-etropicalismo