Você está na página 1de 3

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS DO LIVRO: A CONQUISTA DA MATEMÁTICA – FTD - Ed.

Renovada
Pág. 233 ( ex. 9 a 14)

09.
A figura facilita a interpretação de que os triângulos ABC e
DEF sejam semelhantes, pela congruência (igualdade de
medidas) dos ângulos  e B̂ com os ângulos D̂ e Ê,
respectivamente. Logo, os lados homólogos
(correspondentes) são proporcionais.

AB BC AC ⇒ x 10 16
= = = =
DE EF DF 4,8 4 y

Agora vamos trabalhar separadamente as razões. 10 16 64


= ⇒ 10y = 4 . 16 ⇒ 10y = 64 ⇒ y =
x 10 48 4 y 10
= ⇒ 4x = 10 . 4,8 ⇒ 4x = 48 ⇒ x =
4,8 4 4
⇒ y = 6,4
⇒ x = 12

Como o problema pede o valor de x + y, temos:

RESPOSTA: 12 + 6,4 = 18,4

AS QUESTÕES DE 10 A 13 OBEDECEM A UMA MESMA LINHA DE


RACIOCÍNIO: OBJETOS QUE PROJETAM SOMBRAS. EM TODAS ELAS
TEMOS QUE OS OBJETOS E SUAS SOMBRAS FORMAM
TRIÂNGULOS SEMELHANTES. ACOMPANHE.

10. Podemos observar a formação de dois triângulos, representado cada


caso, e que são semelhantes.

14 m

2,10 m
⇒ ~
x
4,80 m

AB BC ⇒ 4,8 = 14,0 ⇒
Montando a proporção com os lados homólogos teremos: = para facilitar nossos
DE EF x 2,1
cálculos vamos trabalhar com todos os números sem vírgulas. Como todos têm a mesma quantidade de casas
48 140 1008
decimais basta eliminarmos as vírgulas ⇒ = ⇒ 140x = 48 . 21 ⇒ 140x = 1008 ⇒ x = ⇒ x = 7,2
x 21 140

Devemos nos lembrar que, ao eliminarmos as vírgulas, nós multiplicamos todos os valores por 10, então nosso
resultado também ficou multiplicado por dez, logo, temos que desfazer essa multiplicação para manter a situação
inicial, e desfazemos uma multiplicação com a operação inversa, ou seja, uma divisão por 10. Dessa forma:
x = 7,2 : 10 ⇒ RESPOSTA: x = 0,72 m ou 72 centímetros
11. Podemos idealizar uma ripa de madeira e sua sombra formando um triângulo, assim:

Podemos idealizar E um edifício projetando sua sombra,


F Como os raios de sol incidem formando o
uma ripa de também formando um triângulo, assim: mesmo ângulo com a ripa e com edifício, no
madeira e sua mesmo instante, concluímos que os triângulos
sombra formando são semelhantes, já que os dois objetos
um triângulo, assim: formam ângulo reto com o solo.
AB BC
=
EF DE
Substituindo os valores dos segmentos:

3,5 x
= ⇒ 0,7x = 3,5 . 14 ⇒ 0,7x = 49
RESPOSTA: 70 m. 0,7 14

D 49,0 490
E x= ⇒ x= ⇒ x = 70
0,7 7

12. Novamente podemos ilustrar com dois


triângulos os objetos e suas sombras, e
que, pelo mesmo principio anterior, são⇒
semelhantes.
~

Sendo os lados correspondentes proporcionais


h 6
= ⇒ 1,2 h = 6 . 1,8 ⇒ 1,2 h = 10.8
1,8 1,2

10,8
Se os números decimais já têm a mesma quantidade h= ⇒ h=9
1,2
de casas decimais, basta eliminar as vírgulas.
(significa que você multiplicou por 10)

RESPOSTA: 9 m

13. Usando o mesmo princípio, associamos as imagens a triângulos semelhantes. O enunciado diz que a altura e a
sombra da meninas têm medidas iguais, quer dizer, que esse triângulo é isósceles. Ora, se os triângulos são
semelhantes, a sombra e a altura de Caio também têm medidas iguais. O problema também diz que a sombra de caio
é maior 0,80 m que a sombra da menina, logo a altura de Caio também é maior 0,80 m que a altura da menina. Sendo
assim basta diminuir a 0,80 m da altura de Caio:

RESPOSTA: Altura da menina = 2,05 – 0,80 = 1,25 m


14. A figura indica que os triângulos ABC e DFE são semelhantes porque têm dois ângulos congruentes, logo os lados
homólogos são proporcionais.

Separandos
os triângulos

AB BC AC
Montando a proporção: = =
DF FE DE

8 10 14 10 14 14
Substituindo os valores: = = ⇒ = ⇒ 2= ⇒ 2y = 14 ⇒ y = 7
4 5 y 5 y y

Pela figura observamos que: x + y + x = 14 ⇒ 2x + y = 14 ⇒ 2x + 7 = 14

7
2x = 14 – 7 ⇒ 2x = 7 ⇒ x = ⇒ x = 3,5
2