Você está na página 1de 2

VINÍCIUS

Ai, quem me dera terminasse a espera Retornasse o canto simples e sem fim E ouvindo o canto se chorasse tanto Que do mundo o pranto se estancasse enfim Ai, quem me dera ver morrer a fera Ver nascer o anjo, ver brotar a flor. Ai, quem me dera uma manhã feliz. Ai, quem me dera uma estação de amor Ah, se as pessoas se tornassem boas E cantassem loas e tivessem paz E pelas ruas se abraçassem nuas E duas a duas fossem ser casais Ai, quem me dera ao som de madrigais Ver todo mundo para sempre afim E a liberdade nunca ser demais E não haver mais solidão ruim Ai, quem me dera ouvir o nunca-mais Dizer que a vida vai ser sempre assim E, finda a espera, ouvir na primavera Alguém chamar por mim

CONCURSO LITERÁRIO- 2009 VINÍCIUS DE MORAES

VINÍCIUS Ai, quem me dera terminasse a espera Retornasse o canto simples e sem fim E
PERÍODO DE 18 A 22 DE MAIO OBJETIVOS 18/05 – Exposições de telas representando obras do
PERÍODO DE 18 A 22 DE MAIO
OBJETIVOS
18/05 – Exposições de telas representando
obras do autor
 Organizar a coleta de informações sobre a obra e vida
do autor através da pesquisa, para serem socializadas
e sistematizadas coletivamente.
19 /05– Olimpíada Literária
Interpretações de músicas de
Vinícius de Moraes
 Elaboração de texto escrito, como forma de
comunicação
de suas idéias, de si e do mundo que o rodeia, construída
interativamente.
20/05- Oficina Literária
Exibição de Documentário
21/05- Expressões corporal
 Utilizar diferentes suportes e sistemas de Linguagem
para comunicação dos conhecimentos construídos,
como forma de vivenciar situações de produção
de leitura, de prática social da do uso da Língua.
22/05- Exibição de Documentário
PÚBLICO ALVO
02/06 – SARAU
Convidados Especiais: poetas locais
Premiação dos alunos vencedores:
Alunos do 1º ao 4º ano do Curso Normal Médio
Melhor texto
Melhor intérprete
INSTITUTO DE
EDUCAÇÃO
BELFORD ROXO
(CIEP BRIZOLÃO 380, JORACY CAMARGO)