P. 1
Apostila de Resistencia Dos Materiais (52)

Apostila de Resistencia Dos Materiais (52)

|Views: 7|Likes:
Publicado porasluciano

More info:

Published by: asluciano on Aug 06, 2013
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/11/2014

pdf

text

original

Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional

RESISTÊNCIA DOS MATERIAIS
1 INTRODUÇÃO A ANÁLISE DE TENSÕES E DEFORMAÇÕES
1.1 INTRODUÇÃO
Um conceito da grandeza tensão pode ser encarado como uma extensão do conceito da grandeza
pressão.
Imaginemos o sistema de êmboos apresentado abaixo!
Utiizando"se os conceitos de #$sica% pode"se dizer &ue a pressão P no interior do duto ' constante
e tem (aor!
onde F1 e F) são as #or*as apicadas nas extremidades e A1 e A) são as +reas da se*ão trans(ersa do duto
onde são apicadas F1 e F)% respecti(amente.
Os macacos ,idr+uicos são apica*-es diretas da e&ua*ão acima% pois com uma pe&uena #or*a
apicada na extremidade ) do sistema de êmboos a#im de se produzir uma #or*a de magnitude
consider+(e na extremidade 1% dependendo da razão entre as +reas A1 e A).
.gumas concus-es /+ podem ser obtidas anaisando a grandeza pressão!
• 0ua unidade de medida ser+! unidade de #or*a di(idida por unidade de +rea. No 0istema
Internaciona de Unidades 10I2! 3a 13asca2 4 N5m
)
. 6omo 1 3a representa uma pressão
reati(amente pe&uena 1 normamente se utiiza pre#ixos do tipo 7io 118
9
2 ou mega 118
:
2.
;xempos! 18 <3a% => 73a% etc.
• O m?duo da pressão ' o mesmo no interior do duto% mas a dire*ão e sentido não.3ode"se dizer
então &ue a pressão ' uma grandeza (etoria.
• . dire*ão da #or*a F) gerada no sistema de êmboo ' sempre a mesma da pressão atuante na se*ão
)% e esta dire*ão ' sempre norma a super#$cie do êmboo.
3or&ue surgiu pressão no interior do duto@
Resistência dos Materiais

9
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
. resposta ' simpes! 0empre &ue se tenta mo(imentar uma massa de #uido e existem restri*-es
ao desocamento% surgem as press-es. .ssim sendo% no caso do êmboo da #igura 1% se não existir
resistência na se*ão )% o #uido entraria em mo(imento aceerado e escoaria sem o surgimento de press-es
internas. ;m outras paa(ras% ' preciso &ue ,a/a con#inamento 1pressão positi(a2 ou aumento do (oume
dos dutos 1pressão negati(a2.
Um racioc$nio an+ogo pode ser apicado aos s?idos. 0upondo &ue se exer*a uma #or*a
F sobre um s?ido &ua&uer con#orme #igura abaixo.
Da mesma maneira &ue nos #uidos% têm"se duas possibiidades! ou o s?ido entra em mo(imento
ou% no caso onde existam restri*-es ao desocamento 1como no exempo da #igura )2% surgem o &ue nos
s?idos se denominam tens-es.
. grande di#eren*a entre s?idos e #uidos pode ser obser(ada na #igura 1.9!
;m ambos os casos na #igura surgirão press-es 1para o #uido2 e tens-es 1para o s?ido2 &uando se
apica a carga F1 1dire*ão axia do tubo2. ;ntretanto% &uando se apica a carga F) 1trans(ersa ao tubo2
Resistência dos Materiais

=
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
pode"se (eri#icar &ue o #uido não o#erece a menor resistência ao corte ou cisa,amento% por'm no s?ido
isso não acontece. ;sta di#eren*a moti(ou os pes&uisadores a estudarem os s?idos e os #uidos em duas
grandes +reas do con,ecimento!
<ecAnica dos 0?idos e <ecAnica dos Buidos.
;ntão% di#erentemente dos $&uidos% as tens-es em um s?ido podem ocorrer de duas #ormas!
• Tens-es normais! ;stas tens-es são resutados de um carregamento &ue pro(oca a aproxima*ão
ou o a#astamento de mo'cuas &ue constituem o s?ido. ; o caso do carregamento F1 da #igura
1.9.
• Tens-es cisa,antes ou tangenciais! ;stas tens-es são resutado de um carregamento &ue pro(oca
um desizamento reati(o de mo'cuas &ue constituem o s?ido. C o caso do carregamento F) da
#igura 1.9.
1.) ;D;R6E6IO0
Resistência dos Materiais

>
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
1.9 3R;00U3O0TO0 ; FI3GT;0;0 HI0I6.0 D. R;0I0TJN6I. DO0 <.T;RI.I0
. Resistência dos <ateriais ' uma ciência desen(o(ida a partir de ensaios experimentais e de
an+ises te?ricas.
Os ensaios ou testes experimentais% em aborat?rios% (isam determinar as caracter$sticas #$sicas dos
materiais% tais como as propriedades de resistência e rigidez% usando corpos de pro(a de dimens-es
ade&uadas.
.s an+ises te?ricas determinam o comportamento mecAnico das pe*as em modeos matem+ticos
ideaizados% &ue de(em ter razo+(e correa*ão com a reaidade. .gumas ,ip?teses e pressupostos são
admitidos nestas dedu*-es e são ees!
1.3.1 Continuidade F!i"a
. mat'ria apresenta uma estrutura continua% ou se/a% são desconsiderados todos os (azios e
porosidades.
1.3.# $o%o&eneidade
Resistência dos Materiais

:
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
O materia apresenta as mesmas caracter$sticas mecAnicas% easticidade e de resistência em todos
os pontos.
1.3.3 I!ot'o(ia
O materia apresenta as mesmas caracter$sticas mecAnicas e+sticas em todas as dire*-es. K;x! .s
madeiras apresentam% nas dire*-es das #ibras% caracter$sticas mecAnicas e resistentes distintas da&ueas em
dire*ão perpendicuar e% portanto não ' considerado um materia is?tropoL.
1.3.) E*ui+,'io
0e uma estrutura est+ em e&ui$brio% cada uma de suas partes tamb'm est+ em e&ui$brio.
1.3.- .e*uena! De/o'%a01e!
.s de#orma*-es são muito pe&uenas &uando comparadas com as dimens-es da estrutura.
1.3.2 Saint34enant
0istemas de #or*as estaticamente e&ui(aentes causam e#eitos idênticos em pontos su#icientemente
a#astados da região de apica*ão das cargas.
1.3.5 Se01e! (+ana!
. se*ão trans(ersa% ap?s a de#orma*ão% permanece pana e norma M in,a m'dia 1eixo
de#ormado2.
1.3.6 Con!e'7a08o da! 9'ea!
. se*ão trans(ersa% ap?s a de#orma*ão% conser(a as suas dimens-es primiti(as.
1.3.: Lei de $oo;e
. #or*a apicada ' proporciona ao desocamento.
F < ;.d
Onde! F ' a #or*a apicadaN 7 ' a constante e+stica de rigidez e d ' o desocamento.
1.3.1= .'in"(io da Su(e'(o!i08o de e/eito!
Os e#eitos causados por um sistema de #or*as externas são a soma dos e#eitos produzidos por cada
#or*a considerada agindo isoadamente e independente das outras.
. #im de compensar as incertezas na a(aia*ão das cargas% na determina*ão das propriedades dos
materiais% nos pressupostos ou nas simpi#ica*-es% ' pre(isto nas Normas T'cnicas a ado*ão de
coe#icientes de seguran*a. 6onsiste em se ma/orar as cargas e se reduzir a resistência dos materiais. Os
di(ersos crit'rios adotados para esco,a dos coe#icientes de seguran*a ade&uados são estudados ao ongo
do curso de ;ngen,aria 6i(i.
.dota"se neste texto um coe#iciente de seguran*a Onico &ue reduz a capacidade de carga da
Resistência dos Materiais

P
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
estrutura.
# O>?ETI4O
;studar os es#or*os internos e externos &ue atuam nas pe*as de uma constru*ão de modo a
reso(er os probemas.
Fi&. #
3 TI.OS DE CAR@A
9.1 6.RQ. 6ON6;NTR.D.! 0e ap?iam em pe&uenas +reas e podem ser consideradas como apoiadas
em um ponto.
Fi&. 3.1
9.) 6.RQ. DI0TRIHUID.! 0e ap?iam em grandes +reas% podendo ser uni#ormes ou (ariadas.
Resistência dos Materiais

R
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
Fi&. 3.# Fi&. 3.#
9.9 6.RQ.0 3;R<.N;NT;0! .tuam durante toda a (ida da estrutura% sem mudar de (aor.
9.= 6.RQ.0 ;0TITI6.0! .tuam em cargas paradas% não so#rem e#eito de impacto.
9.> 6.RQ.0 .6ID;NT.I0! 6argas m?(eis so#rem e#eito de impacto% podendo ou não mudar de (aor.
9.: 6.RQ.0 <GS;I0! 6arga acidenta
) ESFORÇOS EATERNOS
=.1 6.RQ.0 6ON6;NTR.D.0
=.) 6.RQ.0 DI0TRIHUID.0
=.9 BORÇ. D; TR.ÇÃO ; 6O<3R;00ÃO
- ESFORÇOS INTERNOS
>.1 <O<;NTO0
-.1.1 Mo%ento F+eto' B Ma < F C dD
Resistência dos Materiais

T
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
Fi&. -.1.1
-.1.# Mo%ento To'!o'
Fi&. -.1.#
>.) 6I0.UF.<;NTO 1BORÇ.0 6ON0T.NT;02

Fi&. -.#
2 TI.OS DE ESTRUTURAS
:.1 ;0TRUTUR.0 I0O0TITI6.0
NV de ;&. W NV de inc?gnitas
Resistência dos Materiais

18
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
X Bu 4 8
X B( 4 8
X < 4 8
:.) ;0TRUTUR.0 FI3;R;0TITI6.0
NV de ;&. W NV de inc?gnitas
5 TI.OS DE A.OIO
;ntendemos como apoio &ua&uer estrutura &ue impe*a o desocamento.
P.1 3RI<;IRO QJN;RO ;0TITI6O
0? impede o desocamento (ertica
0$mboo
Fi&. 5.1
P.) 0;QUNDO QJN;RO ;0TITI6O
Impede o desocamento (ertica e ,orizonta% mas permite a rota*ão.
Fi&. 5.#
P.9 T;R6;IRO QJN;RO ;0TITI6O
Resistência dos Materiais

11
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
Bixa totamente a pe*a% impedindo o desocamento ,orizonta% (ertica e a rota*ão.
Fi&. 5.3
6 CÁLCULO DAS REAÇÕES
R.1 6ONS;NÇY;0
Fi&. 6.1
R.) ;D;<3UO0
ECe%(+o 1
Fi&. 6.#.1
a2 X B( 4 8
Resistência dos Materiais

1)
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
R
.
Z R
H
[ ) [ = [ ) 4 8
R
.
Z R
H
4 Rt
= Z R
H
4 R
R
>
< )t
b2 X <
H
4 8
R
.
x :

[ ) x > [ = x 9 [ ) x 1 4 8
: R
.
" 18 [ 1) [ ) 4 8
R
.
4 )=
:
R
A
< )t
ECe%(+o #
Fi&. 6.#.#
a2 X B
S
4 8
R
.
Z R
H
[ ) [ = [ = 4 8
R
.
Z R
H
4 18
=%R Z R
H
4 18
R
>
< -E#=t
b2 X <
H
4 8
R
.
x >

[ ) x = [ = x 9 [ = x 1 4 8
>R
.
4 R Z 1) Z =
>R
.
4 )=
R
A
< )E6=t
ECe%(+o 3
Resistência dos Materiais

19
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
Fi&. 6.#.3
0en 98V 4 8%>8
6os 98V 4 8%RP
a2 X B
S
4 8
R
.
Z R
H
[ ) [ =.sen 98V " ) 4 8
R
.
Z R
H
4 :t
R
.
4 : [ 9%:P
R
A
< #E33t
b2 X <
H
4 8
R
F.
Z 9%RP 4 8
R
$A
< 3E65t
Ou
"D X <
.
4 8
") x P F R
H
x : [ =.8%> x 9 [ ) x 1 4 8
"1= Z :R
H
[ : [ ) 4 8
:R
H
4 ))
R
>
< 3E25 t
d2 X <
H
4 8
R
.
x : [ ) x > [ ) x 9 Z ) x 1 4 8
:R
.
4 1=
R
A
< #E33t
ECe%(+o )
Resistência dos Materiais

1=
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
Fi&. 6.#.)
a2 X B
S
4 8 b2 X B
F
4 8
R
.
Z R
H
[ = [ = " ) 4 8 F
.
4 =t
R
A
F R
>
< 1=t
c2 X <
H
4 8
R
.
x > x = x > [ ) x 9 [ = x > [ = x 9 4 8
>R
.
Z )8 [ : [ )8 [ 1) 4 8
R
.
4 1R
>
R
A
< 3E2=t e R
>
< 2E)= t
ECe%(+o -
Fi&. 6.#.-
a2 X B
S
4 8 b2 X B
F
4 8
R
.
Z R
H
[ = [ : " ) 4 8 F
.
Z ) Z 9%=R [ = " ) 4 8
R
.
Z R
H
4 1)t F
.
Z >%=R [ : 4 8
R
>
< 2E1#t $
A
< =E-#t
Resistência dos Materiais

1>
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional

c2 X <
H
4 8
R
.
x > Z 8%>) x 9 Z ) x ) Z ) x ) [ = x > " : x ) [ 9%=R x ) 4 8
>R
.
Z 1%>) Z = Z = " )8 [ :%T: 4 8
R
A
< -E66t
ECe%(+o 2

Fi&. 6.#.2
a2 X B
S
4 8 b2 X B
F
4 8
R
.
Z R
H
[ ) [ = " : 4 8 R
F.
Z ) [ = 4 8
R
.
Z R
H
4 1)t R
$A
< #t
R
>
< -E#=t
c2 X <
H
4 8
R
.
x > Z ) x ) " ) x > [ = x 9 " = x = 4 8
>R
.
Z = " 18 [ 1) " 1: 4 8
>R
.
4 9=
R
.
4 9=
>
R
A
< 2E6=t
ECe%(+o5
Resistência dos Materiais

1:

Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional

Fi&. 6.#.5
a2 X B
S
4 8 b2 X B
F
4 8
R
.
Z R
H
[ = [ ) [ ) 4 8 F
H
Z ) [ = 4 8
R
.
Z R
H
4 Rt $
>
< 3 #t
R
>
< 5E-=t
c2 X <
H
4 8
R
.
x = Z = x : " = x = [ ) x ) " ) x 9 4 8
=R
.
Z )= " 1: " = " : 4 8
=R
.
4 )
R
.
4 )
=
R
A
< =E-=t
G Ca+"u+a' a! 'ea01e!
ECe%(+o 6
Fi&. 6.#.6
a2 X B
S
4 8
R
.
Z R
H
[ = [ ) [ = [ ) " = 4 8
Resistência dos Materiais

1P
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
R
.
Z R
H
4 1:t
R
>
< 6t
b2 X <
H
4 8
R
.
x : " = x > " ) x = [ = x 9 " ) x ) [ = x 14 8
:R
.
" )8 " R " 1) [ = " = 4 8
:R
.
4 =R
R
.
4 =R
:
R
A
< 6t
ECe%(+o :

Fi&. 6.#.:
a2 X B
S
4 8
R
.
Z R
H
4 ) Z : Z ) Z 1)
R
.
Z R
H
4 ))t
R
>
< 6E63t
b2 X <
H
4 8
") x P Z R
.
x : " : x >%>8 " ) x = [ 1) x ) 4 8
:R
.
4 1= Z 99 Z R Z )=
:R
.
4 PT
R
.
4 PT
:
R
A
< 13E15t
ECe%(+o 1=
Resistência dos Materiais

1R

Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
Fi&. 6.#.1=
a2 X B
S
4 8
R
.
Z R
H
4 )=t
R
>
< 11E)=t
b2 X <
H
4 8
R
.
x > [ ) x : [ : x =%> [ ) x = [ : x ) Z ) x 1 [ ) x 9 4 8
>R
.
" 1) [ )= [ R [ 1) Z ) " :
R
A
< 1#E2=t
ECe%(+o 11
Fi&. 6.#.11
a2 X B
S
4 8
R
.
Z R
H
4 Rt
R
>
< -E33t
Resistência dos Materiais

1T
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
b2 X <
H
4 8
R
.
x 9 Z = x 9 [ = x 1 [ = x ) [ = x 1 4 8
9R
.
4 R
R
A
< #E25t
ECe%(+o 1#
Fi&. 6.#.1#
a2 X B
S
4 8 b2 X B
F.
4 8
R
.
Z R
H
[ = [ ) [ ) 4 8 F
.
Z ) 4 =
R
.
Z R
H
4 Rt $
>
< #t
R
>
< 5E-=t
c2 X <
H
4 8
R
.
x 9 Z ) x 9 Z ) x 8%> [ = x 1%> " ) x 1 [ ) x 1 4 8
9R
.
Z : Z 1 [ 19%>8 " ) " ) 4 8
R
A
< 3E-=t
: DIA@RAMA DE MOMENTO FLETOR
Resistência dos Materiais

)8
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
De#ini*ão! C igua ao somat?rio de todos os momentos #etores% de um mesmo ado da se*ão.
6on(en*-es!
Fi&. :.1
R
A
F R
>
< #. HH R
A
< #. < .
Fi&. :.# #
MF! < . C +
I < a . C B Ca'&a "on"ent'ada D R
A
< . e R
>
< .
Fi&. :.3
<Bs 4 & . x " & . x 4
) ) ) =
Resistência dos Materiais

)1
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
<Bs 4 &.
)
" &.
)
4
= R
<Bs 4 )&.
)
[ &.
)

R
<Bs 4 & .
)
e \ 4 a . x
)
R
ECe%(+o!
T'a0a' o! dia&'a%a! de %o%ento /+eto' da! e!t'utu'a!.
Fi&. :.) Fi&. :.-
<
B1
4 = x 1 4 )t% 55 <
B)
4 = x 9 [ ) x ) 4 6t% 55 <
B9
4 ) t%
Fi&. :.5
Fi&. :.2
Nas extremidades da pe*a o momento ' zero]
<
B.
4 <
BH
4 8
<
B1
4 : x ) [ = x 1 4 Rtm
Resistência dos Materiais

))
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
<
B)
4 : x 9 [ = x ) 4 18tm
<
B9
4 : x ) [ = x 1 4 Rtm
Fi&. :.6 Fi&. :.:
a2 X B
S
4 8
R
.
Z R
H
4 1Pt
R
>
< 5E-=t
X <
H
4 8
R
.
x : " = x > " ) x = " 1) x ) [ ) x 1 4 8
:R
.
" )8 " R " )= " ) 4 8
R
A
< :t
R
>
< 11t
<
B.
4 <
BH
4 8
<
B1
4 = x ) [ = x 1
<
B1
4 1=tm
<
B)
4 11 x 1 [ 9 x 8%>
<
B)
4 T%>tm
Fi&. :.1= Fi&. :.11
a2 X B
S
4 8
R
.
Z R
H
4 ) Z : Z = Z : Z ) Z )
Resistência dos Materiais

)9
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
R
>
< 11E-=t
b2 X <
H
4 8
") x > Z R
.
x = " : x 9%> " = x ) " : x 1 Z ) x 8%> Z ) x 1 4 8
" 18 Z =R
.
" )1 " R " : Z ) Z 1 4 8
)R
A
< )#
R
A
< 1=E-=t
c2 <
B1
4 <
B9
4 8
<
B.
4 " ) x 1 [ ) x 8%> 4 " 9tm
<
B)
4 " : [ T Z )1
M
F#
< 2t%
<
BH
4 " ) x > [ : x 9%> Z 18%>8 x = [ = x )
<
BH
4 "18 [ )1 Z =) [ R
M
F>
< 3t%
; 4 8
d2 <
61
D 4 ")t
; 4 " ) [ ) 4 "=t
<
6.
D 4 " = Z 18%>8 4 :%>8t
; 4 :%>t [ = 4 )%>8t
<
6)
D 4 )%>8 " = 4 " 1%>8t
; 4 "1%>8 " : 4 " P%>8t
<
6H
D 4 "P%>8 Z 11%>8 4 =t
; 4 = " ) 4 )t
<
6)
D 4 ) " ) 4 8
T'a0a' o! D.M.F da! e!t'utu'a!
Resistência dos Materiais

)=
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
Fi&. :.1#
a2 X B
F
4 8
F
.
Z ) " = [ ) 4 8
$
A
< )t
b2 X B
S
4 8
R
.
Z R
H
4 9%=R Z : Z = " =
R
A
F R
>
< 15E)6t
c2 X <
H
4 8
R
.
x > Z = x ) " = x 1 [ 9%=R x > " : x 9%> [ = x ) " ) x 1 4 8
>R
.
Z R [ = [ 1P%=8 [ )1 [ R " ) 4 8
-R
A
< ))E-=
R
A
< 6E66t
R
>
< 6E2=t
d2 X <
H
4 8
<
B.
4 <
BH
4 8
<
B1
4 = x ) [ = x 1
M
F1
< )t%
<
B)
4 <
B9
4 = x = [ = x 9 [ ) x )
4 1: [ 1) [ = 4 8
<
B=
4 R%RR x 9 Z = x = [ = x 9 [ ) x ) [ 9%=R x 9
<
B=
4 P%)8tm
Resistência dos Materiais

)>
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
<
B>
4 <
B:
4 " ) x 1 4 ")tm
Fi&. :.13
Fi&. :.1)
1= DIA@RAMA DE ESFORÇO CONSTANTE BD. E. C.D
Resistência dos Materiais

):
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
Bor*a constante de uma sec*ão
De#ini*ão! C igua ao somat?rio de todas as #or*as perpendicuares M estrutura de um mesmo ado da
sec*ão.
^ 6on(en*-es!
Fi&. :.1-
^ Diagrama! F
3
Fi&. :.12
a2 X B
S
4 8
R
.
Z R
H
4 Rt
; 4 8
B
.
D 4 =t
; 4 =t
B
61
D 4 = [ ) 4 )t
; 4 = [ ) 4 )t
B
6)
D 4 = [ ) " = 4 ")t
; 4 ")t
B
69
D 4 [ ) " ) 4 "=t
Resistência dos Materiais

)P
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
; 4 "=t
B
6H
D 4 [ = Z = 4 8
<
B.
4 <
BH
4 8
<
B1
4 <
B9
4 = x 1 4 =tm
<
B)
4 = x 9 [ ) x ) 4 Rtm
Fi&. :.15
Fi&. :.16
Fi&. :.1:
Resistência dos Materiais

)R
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
Fi&. :.#=
<
B.
4 <
BH
4 8
<
B1
4 <
B9
4 1)tm
<
B)
4 1= tm
; 4 8
B
6.
D 4 Rt
; 4 R [ = 4 =t
B
61
D 4 = [ ) 4 )t
; 4 )t
B
6)
D 4 = " ) 4 )t
; 4 ")t
B
69
D 4 [ ) " ) 4 "=t
; 4 " = [ = 4 "Rt
B
6H
D 4 [ R Z R 4 8
Resistência dos Materiais

)T
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
11 EAERCJCIOS DE FIAAÇÃO 1
1D
Fi&. 1=.1
a2 X B
S
4 8 b2 X <
H
4 8
R
.
Z R
H
4 ) Z = Z ) R
.
x : [ ) x > [ = x 9 [ ) x 1 4 8
R
.
Z R
H
4 Rt : R
.
4 18 Z 1) Z )
R
H
4 =t R
.
4 )= 4 =t
:
)2
Fi&. 1=.#
a2 X B
S
4 8 b2 X <
H
4 8
R
.
Z R
H
4 ) Z = Z ) R
.
x > [ ) x = [ = x 9 [ ) x 1 4 8
R
.
Z R
H
4 Rt > R
.
4 R Z 1) Z )
R
H
4 9%:8t >R
.
4 ))
R
.
4 )) 4 =%=8t
>
3D
Resistência dos Materiais

98
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
Fi&. 1=.3
a2 X B
S
4 8 b2 X <
H
4 8
R
.
Z R
H
4 ) Z ) Z ) R
.
x : [ ) x > [ ) x 9 Z ) x 1 4 8
R
.
Z R
H
4 :t :R
.
[ 18 [ : " ) 4 8
R
H
4 9%::t :R
.
4 1=
R
.
4 1= 4 )%99t
:
)D
Fi&. 1=.)
a2 X B
S
4 8 b2 X B
F
4 8
R
.
Z R
H
4 = Z = Z ) F
.
4 =t
R
.
Z R
H
4 18t
c2 X <
H
4 8
R
.
x > Z F
.
x > [ ) x 9 [ = x > [ = x 9 4 8
>R
.
Z )8 [ : [ )8 " 1) 4 8
>R
.
4 1R
R
.
4 1R 4 9%:8t 55 R
H
4 :%=8t
>
-D
Resistência dos Materiais

91
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
Fi&. 1=.-
a2 X B
S
4 8 b2 X B
F
4 8
R
.
Z R
H
4 = Z : Z ) F
.
Z ) [ = [ ) Z 9%=R 4 8
R
.
Z R
H
4 1)t F
.
[ 8%>) 4 8
F
.
4 8%>)
c2 X <
H
4 8
R
.
x > Z ) x ) [ = x > [ : x ) [ 9%=R x ) Z 8%>) x 9 Z ) x ) 4 8
>R
.
Z = [ )8 [ 1) [ :%T: Z 1%>: Z = 4 8
>R
.
4 )T
R
.
4 )T 4 >%RRt 55 R
H
4 :%1)t
>
2D
Fi&. 1=.2
a2 X B
S
4 8 b2 X B
F
4 8
R
.
Z R
H
4 ) Z = Z : F
.
Z ) [ = 4 8
R
.
Z R
H
4 1)t F
.
4 Rt
R
H
4 >%)8t
c2 X <
H
4 8
Resistência dos Materiais

9)
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
R
.
x > Z ) x ) [ ) x > [ = x 9 [ = x = 4 8
>R
.
Z = [ 18 [ 1) [ 1: 4 8
>R
.
4 9:
R
.
4 9: 4 :%R8t
>
5D
Fi&. 1=.2
a2 X B
S
4 8 b2 X B
F
4 8
R
.
Z R
H
4 = Z ) Z ) F
.
Z ) [ = 4 8
R
.
Z R
H
4 Rt F
.
4 )t
c2 X <
H
4 8
R
.
x = Z = x : [ = x = [ ) x ) [ ) x 9 4 8
=R
.
Z )= [ 1: [ = [ : 4 8
=R
.
4 )
R
.
4 ) 4 8%>8t 55 R
H
4 P%>8t
=
1# EAERCJCIOS DE FIAAÇÃO #
Resistência dos Materiais

99
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
_ Tra*am os D.<.B e D.;.6
1D
Fi&. 11.1
a2 X B
S
4 8
R
.
Z R
H
4 : Z = Z ) Z : Z )
R
.
Z R
H
4 )8t
R
H
4 11%:Pt
b2 X <
H
4 8
R
.
x : [ : x >%> [ = x 9 [ ) x ) " : x 8%> Z ) x 1 4 8
:R
.
" 99 [ 1) [ = [ 9 Z ) 4 8
:R
.
4 >8
R
.
4 >8 4 R%99t
:
<
B1
4 <
B>
4 8
<
B.
4 " ) x 8%> 4 " 1tm
<
B)
4 " : x 1%> Z R%99 x ) 4 P%::tm
<
B9
4 R%99 x 9 [ : x )%> 4 T%TTtm
<
B=
4 " ) x 9 Z 1%:P x ) [ : x 1%> 4 R%9=tm
<
BH
4 " ) x 1 [ ) x 8%> 4 " 9tm
; 4 8
B
61
D 4 8
; 4 8 [ ) 4 ")t
B
6.
D 4 [ ) Z R%99 4 :%99t
; 4 :%99 [ = 4 )%99t
B
6)
D 4 )%99t
Resistência dos Materiais

9=
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
; 4 )%99t
B
69
D 4 )%99 " = 4 "1%:Pt
; 4 " 1%:Pt
B
6=
D 4 [ 1%:P " ) 4 "9%:Pt
; 4 = [ ) 4 )t
B
6>
D 4 ) " ) 4 8t
Diagrama do momento #etor!
Resistência dos Materiais

9>
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
Fi&. 11.#
a2 X B
S
4 8
R
.
Z R
H
4 ) Z : Z ) Z ) Z : Z )
R
.
Z R
H
4 )8t
R
H
4 18%99t
b2 X <
H
4 8
" ) x P Z R
.
x : [ : x >%> [ ) x = [ ) x 1 " : x 8%> Z ) x 1 4 8
" 1= Z :R
.
" 99 [ R [ ) [ 9 Z ) 4 8
R
.
4 =%:Pt
<
B1
4 <
B>
4 8
<
BH
4 <
B.
4 " ) x 8%> [ ) x 14 " 9tm
<
B)
4 " : x 1%> Z R
.
x ) [ ) x 9 4 " T Z T%:P x ) [ : [ =%9= tm
<
B9
4 T%:P x = [ : x 9%> [ ) x ) [ ) x > 4 9R%:R [ )1 [ = [ ) x >4 9%:R tm
<
B=
4 " ) x : Z T%:P x > [ : x =%> [ ) x 9 [ ) x 8%> 4 " 1) Z =R%9> [ )P [ : [ 1 4 )%9P tm
; 4 8
B
61
D 4 8 [ )t
; 4 " ) [ ) 4 "=t
B
6.
D 4 [ = Z T%:P 4 >%:Pt
; 4 >%:P [ = 4 1%:Pt
B
6)
D 4 1%:P [ ) 4 " 8%99t
; 4 " 8%99t
B
69
D 4 " 8%99t
; 4 8%99 [ ) 4 " )%99t
Resistência dos Materiais

9:
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
B
6=
D 4 [ )%99 " ) 4 "=%99t
; 4 " =%99 [ ) 4 ":%99t
B
6H
D 4 " :%99 Z 18%99 4 =t
; 4 = [ ) 4 )t
B
6>
D 4 ) [ ) 4 8
Diagrama do momento #etor!
Resistência dos Materiais

9P
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
Fi&. 11.3
a2 X B
S
4 8
R
.
Z R
H
Z ) 4 ) Z : Z T Z ) Z : Z )
R
.
Z R
H
4 )>t
R
H
4 19%8Pt
b2 X <
H
4 8
" ) x R Z R
.
x P [ : x :%> Z ) x > [ T x 9%> " ) x 9 [ : x 8%> Z ) x 1 4 8
" 1: Z PR
.
[ 9T Z 18 [ 91%> [ : [ 9 Z ) 4 8
R
.
4 11%T9t
c2 <
B1
4 <
B>
4 8
<
BH
4 <
B.
4 " ) x 8%> [ ) x 14 " 9tm
<
B)
4 " ) x 9 Z [ : x 1%> Z 11%T9 x ) 4 [ : [ T Z )9%R: 4 R%R: tm
<
B9
4 " ) x > [ : x 9%> Z R
.
x = Z ) x ) [ : x 14 1=%P) tm
<
B=
4 " ) x : Z 11%T9 x > [ : x =%> Z ) x 9 [ T x 1%> [ ) x 1 4 " 1) Z >T%:> [ )P Z : [ 19%>8 " ) 4 11%1> tm
<
B=
4 " : Z ):%1= [ = 4 11%1= tm
; 4 8
B
61
D 4 8 [ ) 4 ")t
; 4 " ) [ ) 4 "=t
B
6.
D 4 [ = Z 11%T9 4 P%T9t
; 4 P%T9 [ = 4 9%T9t
B
6)
D 4 9%T9 Z ) 4 >%T9t
; 4 >%T9 [ : 4 " 8%8Pt
B
69
D 4 " 8%8P [ ) 4 ")%8Pt
; 4 " )%8P [ 9 4 " >%8Pt
B
6=
D 4 [ >%8Pt
Resistência dos Materiais

9R
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
; 4 " >%8P [ = 4 " T%8Pt
B
6H
D 4 " T%8P Z 19%8P 4 =t
; 4 = [ ) 4 )t
B
6>
D 4 ) [ ) 4 8
Diagrama do <omento Betor!
Resistência dos Materiais

9T
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
_ Tra*ar os D.<.B e D.;.6 das estruturas!
0en98V 4 8%>8
6os98V 4 8%RP
).sen98 4 ) x 8%> 4 1t
Fi&. 11.)
a2 X B
S
4 8
R
.
Z R
H
[ : [ = [ T [ ) [ : [ ) Z 1 4 8
R
.
Z R
H
4 )Rt
b2 X <
H
4 8
R
.
x P [ : x :%> " = x > [ T x 9%> " ) x 9 Z 1 x ) [ : x 8%> Z ) x 1 4 8
PR
.
[ 9T " )8 [ 91%> [ : Z ) [ 9 Z ) 4 8
R
.
4 T>%> 55 R
.
4 19%:= t
P R
H
4 1=%9:t
c2 <
B1
4 <
B>
4 8
<
B.
4 )tm
<
B)
4 19%:= x ) [ : x 1%> 4 )P%)R [ T 4 1R%)R tm
<
B9
4 19%:= x = [ : x 9%> [ = x ) 4 1T%>: tm
<
B=
4 " ) x 9 Z 1=%9: x ) [ : x 1%> 4 " : Z )R%P) [ T 4 19%P)tm
<
BH
4 " ) x 1 [ ) x 8%> 4 "9%8)tm
D.<.B
Fi&.11.-
Resistência dos Materiais

=8
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
; 4 8
B
61
D 4 8
; 4 " )t
B
6.
D 4 [ ) Z 19%:= 4 11%:=t
; 4 11%:= [ = 4 P%:=t
B
6)
D 4 P%:= " = 4 9%:=t
; 4 9%:= [ : 4 " )%9:t
B
69
D 4 " )%9: [ ) 4 " =%9:t
; 4 " =%9: [ 9 4 " P%9:t
B
6=
D 4 [ P%9: Z 1 4 " :%9:t
; 4 " :%9: [ = 4 " 18%9:t
B
6H
D 4 " 18%9: Z 1=%9: 4 =t
; 4 = [ ) 4 )t
B
6>
D 4 ) [ ) 4 8
D.;.6
Fi&. 11.2
Resistência dos Materiais

=1
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
a2 X B
S
4 8
R
.
Z R
H
[ 9%=R [ : [ = [ = 4 8
R
.
Z R
H
4 1P%=Rt
b2 X B
F
4 8
F
.
Z ) [ ) [ = 4 8
F
.
4 =t
c2 X <
H
4 8
R
.
x > Z = x 1 [ 9%=R x > [ : x 9%> " = x ) " ) x 1 4 8
>R
.
Z = [ 1P%= [ )1 [ R [ ) 4 8
R
.
4 ==%= 55 R
.
4 R%RRt
> R
H
4 R%:8t
d2 <
B.
4 <
H>
4 8
<
B1
4 = x ) [ = x 1 4 R " = 4 =tm
<
B)
4 = x = [ = x 9 [ ) x ) 4 1: [ 1) [ = 4 8t
<
B)
4 <
B9
4 8
<
B=
4 R%RR x 9 Z = x = [ = x 9 [ ) x ) [ 9%=R x 9 [ : x 1%> 4 ):%:= Z 1: [ 1) [ = [ 18%== [ T 4 P%)= tm
<
B>
4 " ) x 1 4 [ ) tm 4 <
B:
Resistência dos Materiais

=)
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
13 RESISTÊNCIA
Fi&. 1#.1
a2 R
.
Z R
H
4 >8 Z 1888 Z 188
R
.
Z R
H
4 11>8 7g
b2 X <
H
4 8
" >8 x > Z R
.
x = [ 1888 x )%> " 188 x 1 4 8
")>8 Z =R
.
[ )>88 [ 188 4 8
=R
.
4 )>88 Z 188 Z )>8
R
.
4 )R>8 55 R
.
4 P1)%>8 7g
= R
H
4 =9P%>8 7g
c2 <
B1
4 <
BH
4 8
<
B.
4 " >8 x 1 [ )88 x 8%> 4 " 1>8 7g.m
<
B)
4 =9P%>8 x 1 [ )88 x 8%> 4 99P%>8 7g.m
; 4 8
B
61
D 4 " >8t
; 4 " >8 [ )88 4 ")>8 7g
B
6.
D 4 [ )>8 Z P1)%> 4 =:)%> 7g
; 4 =:)%> " :88 4 " 19P%> 7g
B
6)
D 4 " 19P%>8 " 188 4 " )9P%> 7g
; 4 " )9P%> [ )88 4 " =9P%> 7g
B
6H
D 4 " =9P%> Z =9P%> 4 8
Resistência dos Materiais

=9
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
Fi&. 1#.#
Fi&.1#.3
B
6>
4 8
" >8 Z P1)%> [ )88x 4 8
x 4 ::)%> x 4 9%91 m
)88
<
<ID
4 <
B>
4 ">8 x 9%91 Z P1)%> x )%91 [ ::>%> 4 9RP%)> 7g.m
Resistência dos Materiais

==
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
G Cent'o de @'a7idade de u%a Fi&u'a .+ana
Fi&. 1#.)
G Cent'o de @'a7idade de u%a /i&u'a (+ana *ua+*ue'
;ntão!
x 4 X s
i
. x
i
\ 4 X s
i
. \
i

s
T
s
T
Fi&. 1#.-
;xerc$cios! 6acuar os 6.Q da #iguras dadas!
Resistência dos Materiais

=>
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
Fi&. 1#.2
Fi&. 1#.5
Resistência dos Materiais

=:
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
Fi&. 1#.6
Fi&. 1#.:
Resistência dos Materiais

=P
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
1) MOMENTO DE INKRCIA DE UMA FI@URA .LANA LUALLUER EM RELAÇÃO A UM
EIAO LUALLUER
De#ini*ão! ' igua ao somat?rio do momento de in'rcia em rea*ão ao 6.Q paraeo ao eixo dado de cada
eemento de +rea peo &uadrado da distAncia &ue separam os dois eixos.
Fi&. 13.1
;ntão! `x 4 X 1`x Z 0i . \
)
2
`\ 4 X 1`\ Z 0i . x
)
2
ECM Ca+"u+a' o! M.I e% 'e+a08o ao! eiCo!M CE IE C
1
E I
1
C
"&
E I
"&
da /i&u'aM
Fi&. 13.#
Resistência dos Materiais

=R
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
`x 4 b
1
,
1
9
Z s
1
.\
1
)
Z b
)
,
)
9
Z s
)
.\
)
)
1)
`x 4 =8.18
9
Z )R88 . 9>
)
Z 98.98
9
Z T88.1>
)
1) 1)
`x 4 1 11=9999%99 Z 9=988882 Z 1:P>88 Z )8)>882
`x 4 =>P9999%99 Z )P8888
?C < )6)3333E33 "%
)
`\ 4 ,. b
9
Z s
1
.x
1
)
Z ,b
9
Z s
x
.x
)
)
1) 1)
`\ 4 P8.=8
9
Z )R88 . )8
)
Z 98.98
9
Z T88.>>
)
1) 1)
`\ 4 P8.:=88 Z )R88 . =88 Z 98.)P88 Z T88.98)>
1)

1)

`\ 4 1 9P9999%99 Z 11)88882 Z 1:P>88 Z )P))>882
`\ 4 1=T9999%99 Z )PT8888
?I < )#63333E33 "%
)
Resistência dos Materiais

=T
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
Fi&. 13.3
Resistência dos Materiais

>8
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
1- EAERCJCIOS @ERAIS
12 6acuar a atura da sec*ão para suportar as tens-es m+ximas e iguais de tra*ão e compressão com
(aor de =%R9 7g5cm
)
.
Fi&. 1)
)2 6acuar o momento #etor m+ximo da esta*ão abaixo.
Fi&. 1-
92 Tra*ar os D.<.B e D.;.6 da esta*ão abaixo.
Fi&. 12
Resistência dos Materiais

>1
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
=2 6acuar os <.I em rea*ão aos eixos! x6Q e \6Q da #igura abaixo!
Fi&. 15
ANOTAÇÕES @ERAIS
Resistência dos Materiais

>)
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
>I>LIO@RAFIA
Resistência dos Materiais

>9
Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP] Ensino Médio Integrado à Educação Profissional
Resistência dos <ateriais [ ?aI%e Berreira da 0i(a `r.
Resistência dos <ateriais [ Ti%o!Oen;o [ (oume 1 e )
Resistência dos <ateriais P A+e'!on <oreira da Roc,a
Notas de aua
Resistência dos Materiais

>=

Escola Estadual de Educação Profissional [EEEP]

Ensino Médio Integrado à Educação Profissional

A resposta é simples: Sempre que se tenta movimentar uma massa de fluido e existem restrições ao deslocamento, surgem as pressões. Assim sendo, no caso do êmbolo da figura 1, se não existir resistência na seção 2, o fluido entraria em movimento acelerado e escoaria sem o surgimento de pressões internas. Em outras palavras, é preciso que haja confinamento (pressão positiva) ou aumento do volume dos dutos (pressão negativa). Um raciocínio análogo pode ser aplicado aos sólidos. Supondo que se exerça uma força F sobre um sólido qualquer conforme figura abaixo.

Da mesma maneira que nos fluidos, têm-se duas possibilidades: ou o sólido entra em movimento ou, no caso onde existam restrições ao deslocamento (como no exemplo da figura 2), surgem o que nos sólidos se denominam tensões. A grande diferença entre sólidos e fluidos pode ser observada na figura 1.3:

Em ambos os casos na figura surgirão pressões (para o fluido) e tensões (para o sólido) quando se aplica a carga F1 (direção axial do tubo). Entretanto, quando se aplica a carga F2 (transversal ao tubo)
Resistência dos Materiais

4

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->