P. 1
Controle de Estoque Supermercado Bom Vizinho João Lisboa - MA

Controle de Estoque Supermercado Bom Vizinho João Lisboa - MA

4.0

|Views: 34.878|Likes:
Publicado pornalroj
O presente trabalho acadêmico se trata de um estudo de caso envolvendo o tema Controle de Estoque. Tendo como amostra uma empresa real localizada na Cidade de João Lisboa-MA. Os comentários contidos nesse trabalho são de extrema responsabilidade dos formuladores do mesmo. Nossa intensão é demonstrar na realidade como utilizar de maneira eficiente as teorias relacionadas ao controle de estoque, a fim de proporcionar maior redução de custos/despesas decorrentes do processo e trazer maior rentabilidade.
O presente trabalho acadêmico se trata de um estudo de caso envolvendo o tema Controle de Estoque. Tendo como amostra uma empresa real localizada na Cidade de João Lisboa-MA. Os comentários contidos nesse trabalho são de extrema responsabilidade dos formuladores do mesmo. Nossa intensão é demonstrar na realidade como utilizar de maneira eficiente as teorias relacionadas ao controle de estoque, a fim de proporcionar maior redução de custos/despesas decorrentes do processo e trazer maior rentabilidade.

More info:

Published by: nalroj on May 29, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/23/2013

pdf

text

original

A logística nasceu e evoluiu de acordo com as necessidades da

humanidade. No início dos tempos o homem consumia os recursos existentes no

local onde o mesmo se encontrava e com o fim desses recursos era forçado a

mudar-se para outro local. Com o passar dos tempos o homem deixou de ser

nômade, fixando a sua permanência em um mesmo local, surgindo então a partir daí

a criação de estoques para suprir as necessidades de uma família ou clã, dando

início às primeiras atividades da logística. Com o surgimento das técnicas de cultivo,

o homem passou a administrar melhor as suas sobras construindo os primeiros

armazéns de grãos e criando animais. Com isso a logística ganhou importância, já

que se fazia necessário levar as sobras para se comercializar nas feiras.

A logística continuou sua evolução com o passar dos anos e tornou-se

fundamental para as empresas onde utilizada corretamente proporciona um

diferencial competitivo importante. A modernização da logística teve sua origem no

campo militar, que tinha como objetivo prover a movimentação de recursos e

suprimentos, abastecendo e deslocando matériais para o campo de batalha.

Ilustração 01 - Escopo da logística Empresarial
Fonte: BALLOU, 1993, p. 35.

16

Sobre a visão de Gapski (2003), a palavra vem do Francês Loger (alojar),

tendo o significado de abastecer e alojar as tropas. Já no campo empresarial, a

logística surgiu como um dos pilares da Revolução Industrial, pois com o surgimento

de novas empresas e produtos e o distanciamento dos mercados consumidores, as

empresas só puderam atender às demandas diante da utilização das soluções

encontradas através da logística.

2.1 Conceitos e características da logística

Levando em consideração as grandes mudanças ocorridas no campo

empresarial, o sentido intrínseco do termo Logística não foi modificado, abastecer,

suprir, transportar são definições até hoje utilizadas na área administrativa. A

Council of Logistics Management – CLM, adotou em 1991 o seguinte conceito:

Logística é a parte do processo da cadeia de suprimento que planeja,
implementa e controla o eficiente e efetivo fluxo e estocagem de bens,
serviços e informações relacionadas, do ponto de origem ao ponto de
consumo, visando atender aos requisitos dos consumidores. (COUNCIL OF
LOGISTICS MANAGEMENT 1

, 1991)

Todos esses fatores determinantes culminam em um só propósito,

atender às necessidades dos clientes, quer seja distribuidor, fornecedor ou

consumidor final, o varejo foi um dos segmentos que tiveram que se adaptar ao

mercado competitivo, pois o mesmo trabalha com um grande mix de produtos,

necessitando realizar de forma precisa a previsão das tendências de demanda,

ponto de pedido e tempo de reposição de maneira que reduzam os custos e

atendam ao consumidor com eficiência.

Segundo Cristopher (1992 apud Gaspski, 2005, p. 22):

Define a logística como o processo de gerenciar estrategicamente a
aquisição, movimentação e armazenagem de materiais, peças e produtos
acabados (e os fluxos de informações correlatas) através da organização e
seus canais de marketing, de modo a prover maximizar as lucratividades
presentes e futuras através do atendimento dos pedidos a baixo custo.

1

O Council of Logistics Management é uma organização fundada sem fins lucrativos formada por
indivíduos de todo o mundo que possuem interesse e/ou responsabilidades em logística e Supply
Chain Management. Fonte:

17

Através do entendimento do texto podemos perceber que a logística está

em todos os processos, desde a compra do produto, da sua movimentação e

armazenagem até o ponto de venda. O autor também ressalta a importância do

gerenciamento estratégico dos processos como forma de promover uma melhor

rentabilidade para a empresa e conseqüentemente a satisfação para os clientes.

Fase Zero

Primeira
Fase

Segunda
Fase

Terceira Fase

Quarta
Fase

Perspectiva
dominante

Administração
de materiais

Administração
de materiais
mais
distribuição

Logística
integrada

Suplly Chain
Management

Supply Chain
Management+
Efficient
Consumer
Response

Focos Gestão de
estoques
Gestão de
compras
Movimentação
de materiais

Otimização
do sistema
de
transporte

Visão
sistêmica
da
empresa
Integração
e sistema
de
informação

Visão
sistemática da
empresa,
incluindo
fornecedores e
canais de
distribuição

Amplo uso
de alianças
estratégicas
comakership,
subcontrataç
ão e canais
alternativos
de
distribuição

Ilustração 02 - Evolução do conceito da logística
Fonte: BALLOU (1993 apud Gapski, 2003, p. 35)

O quadro acima demonstra em ordem cronológica as principais fases em

que no decorrer dos anos tem passado a Logística onde podemos observar a

grande influência do ambiente externo (clientes/mercado) para que ocorressem tais

modificações. Anteriormente a administração de mercadorias era relacionada

simplesmente à gestão de estoques, compras e movimentação de materiais, visão

que esta sobre influência de mercados mais complexos e competitivos, onde o fator

distribuição tornou-se diferencial, pois entregar o produto de maneira rápida e

eficiente ao consumidor ganhou grande importância dentro das organizações.

Atualmente o foco da logística ampliou-se, atrelando não somente

questões como gestão de estoques, transporte e compras, mas sobre uma visão

sistemática e ampla surgiu o Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos onde

consolida fatores como: integração de sistema de informação, canais de distribuição,

alianças estratégicas e resposta eficiente ao consumidor.

Para Ballou (1993, p. 23) Logística é: “colocar as mercadorias ou serviços

no lugar e no instante corretos e na condição desejada, ao menor custo possível”.

18

3 ARRANJO FÍSICO (LAYOUT)

À medida que a tecnologia foi evoluindo, ocasionou benefícios em

diversas áreas expandindo-se também até a área de armazenagem, facilitando

assim a adequação das instalações, tornando o espaço físico mais adequado à

movimentação e armazenagem de mercadorias, “[...] tanto pela introdução de novos

métodos de racionalização e dos fluxos de distribuição de produtos, como pela

adequação de instalações e equipamentos para movimentação física de cargas.”

(VIANA, 2002, p. 308).

Percebe-se que organizar o ambiente de trabalho de forma que possibilite

uma melhor utilização do espaço físico é uma das funções que justifica o

planejamento detalhado do Layout. De acordo com a visão de (SLACK et al., 2002,

p. 200):

O arranjo físico preocupa-se com o posicionamento físico dos recursos de
transformação. Colocando de forma simples, definir o arranjo físico é decidir
onde colocar todas as instalações, máquinas, equipamentos e pessoal da
produção [...] é uma das características mais evidentes [...] porque
determina sua forma e aparência.

Se levarmos em consideração o espaço físico do ambiente e suas

limitações, iremos constatar a importância da utilização do arranjo físico eficiente,

que venha garantir a usabilidade máxima desse local, proporcionando uma

movimentação rápida e fácil tanto no tocante ao recebimento como a expedição do

produto.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->