P. 1
Controle de Estoque Supermercado Bom Vizinho João Lisboa - MA

Controle de Estoque Supermercado Bom Vizinho João Lisboa - MA

4.0

|Views: 34.878|Likes:
Publicado pornalroj
O presente trabalho acadêmico se trata de um estudo de caso envolvendo o tema Controle de Estoque. Tendo como amostra uma empresa real localizada na Cidade de João Lisboa-MA. Os comentários contidos nesse trabalho são de extrema responsabilidade dos formuladores do mesmo. Nossa intensão é demonstrar na realidade como utilizar de maneira eficiente as teorias relacionadas ao controle de estoque, a fim de proporcionar maior redução de custos/despesas decorrentes do processo e trazer maior rentabilidade.
O presente trabalho acadêmico se trata de um estudo de caso envolvendo o tema Controle de Estoque. Tendo como amostra uma empresa real localizada na Cidade de João Lisboa-MA. Os comentários contidos nesse trabalho são de extrema responsabilidade dos formuladores do mesmo. Nossa intensão é demonstrar na realidade como utilizar de maneira eficiente as teorias relacionadas ao controle de estoque, a fim de proporcionar maior redução de custos/despesas decorrentes do processo e trazer maior rentabilidade.

More info:

Published by: nalroj on May 29, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/23/2013

pdf

text

original

Para Corrêa, H.; Corrêa, C. (2005, p. 355), os estoques são “acúmulos de

recursos materiais entre fases específicas de processos de transformação”. Esses

recursos armazenados seriam então uma forma de garantir que a demanda

existente, tanto no que se refere à venda quanto à produção não deixe de ser

atendidos.

Na visão de Arnold (1999, p. 265), “os estoques são materiais e

suprimentos que uma empresa ou instituição mantém, seja para vender ou para

fornecer insumos ou suprimentos para o processo de produção”.

Os estoques têm como função dar um suporte às atividades produtivas,

sendo assim, é necessário que haja sempre produtos disponíveis, em quantidade

suficiente para suprir toda e qualquer necessidade de comercialização. Na função de

suprir as vendas, os estoques visam atender às flutuações da demanda e, por

conseqüência, melhorar o nível de serviço ao cliente. Slack et al., (2002, p. 380),

ressalta que, manter itens em estoque para o caso de consumidores ou programas

de produção os demandarem, são uma espécie de garantia contra o inesperado.

Os estoques desempenham grande importância no processo de gestão

da empresa, garantindo o processo produtivo, bem como a entrega de valor ao

cliente e isso impacta diretamente no desempenho da mesma. Financeiramente

falando, os estoques também possuem importância acentuada e a partir do

momento que a empresa promove o giro desses estoques, o seu valor se transforma

em dinheiro, o que vem a beneficiar o fluxo de caixa trazendo o retorno sobre o

investimento.

As empresas procuram preservar-se da demanda inconstante em que

todas estão sujeitas, utilizando de técnicas para manter os seus estoques

continuamente abastecidos. É para que se possa evitar o problema de falta de

mercadorias e por conseqüência, os prejuízos relacionados às perdas de vendas,

que os estoques são necessários, apesar dos custos a eles atribuídos.

25

4.1 Custos de estoques

O armazenamento e a manutenção dos estoques geram custos que

devem ser analisados pelo administrador de materiais. Dentre esses custos

podemos destacar:

Custo de pedido

O custo de pedido está diretamente ligado aos custos administrativos e

operacionais do setor de compras, como gastos com mão-de-obra, equipamentos

necessários para atividade de compra, entre outros. Para Arnold (1999, p. 276), “o

custo anual com pedidos depende do número de pedidos emitidos em um ano”.

Pode ser reduzido se a cada pedido for requisitado mais unidades, o que resulta na

emissão de menos pedidos.

Custo de Armazenagem

A armazenagem exige da empresa espaço físico, funcionários para o

manuseio do estoque, além de equipamentos. Slack et al, (1999, p. 285),

acrescentam que: “locação, climatização e iluminação do armazém podem ser caros,

especialmente quando são requeridas condições especiais, como baixa temperatura

ou armazenagem de segurança”. Então podemos entender que os custos de

armazenagem estão diretamente relacionados à quantidade de itens estocados e

quanto maior for a quantidade armazenada, proporcionalmente será o seu custo.

Custo de falta

A falta de um ou mais produtos representa a perda da oportunidade de

venda, e por conseqüência, a não entrada de capital no caixa. Arnold (1999, p. 276)

afirma que, “um esvaziamento de estoque pode ser potencialmente caro por causa

dos custos de pedidos não atendidos, de vendas perdidas e de clientes

possivelmente perdidos”.

Caso a demanda aumente excessivamente durante o lead time (tempo de

reposição), pode acarretar em falta de produtos e por conseqüência a insatisfação

do cliente em não encontrar o produto desejado no ponto de venda. Para Ballou

(1993, p. 212) “custo de falta são aqueles que ocorrem caso haja demanda por itens

em falta [...] sendo que esse custo pode ser estimado com o lucro perdido na venda

agregada de qualquer perda de lucro futuro [...]”.

26

5 TIPOS DE ESTOQUES

Ocorre que há vários pontos de vista relacionados à utilização correta e

otimizada do controle de materiais e um dos pontos relevantes está ligado ao

mercado consumidor e suas eventuais inconstâncias. Para isso, as empresas se

utilizam de várias técnicas e ferramentas administrativas que possibilitem mensurar

o mais próximo possível as oscilações entre o fornecimento de produtos que

atendam ao consumidor e às reais necessidades dos mesmos.

Segundo os estudos de Silvia; Ribeiro (2005, p. 18), “os estoques devem

funcionar como reguladores do fluxo de negócios e, para evitar o desequilíbrio entre

a taxa de fornecimento e de demanda, existem diferentes tipos a saber”:

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->