P. 1
Apresentação escola clássica - criminologia

Apresentação escola clássica - criminologia

4.5

|Views: 15.959|Likes:
Publicado porLívia Carvalho
Material cedido pela Professora Araci Bispo. Universidade Tiradentes, Aracaju - SE.
Material cedido pela Professora Araci Bispo. Universidade Tiradentes, Aracaju - SE.

More info:

Published by: Lívia Carvalho on Jun 02, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/10/2013

pdf

text

original

XVII / XVIII ESCOLA CLÁSSICA

Nesse surgiram novas classes sociais, os mercadores, banqueiros e os homens de negocio ( os burgueses ), chamada esta época como a Era das Luzes. O esforço de muito trabalho, o pensamento racional foram causas que fizeram que a Etica Protestante despertasse para que as pessoas alcancassem seu éxito pessoal. Començaram a surgir novos formas na maneira de pensar, alcançando o auge nas ciencias em busca das normas legais e desprezando os erroneos caminhos de Deus.

BECCARIA De Delitos y Castigos 1764

esta obra foi escrita quando ele tinha 26 anos de idade. Ele procurava encontrar a igualdade de todos os cidadãos ante a lei, escrever as leis para que pudessem ser compreendida por todos os individuos e não so para máximos juristas e sobretudo que a interpretação desta não se pudesse dar de forma desviada da moral pelos juristas ou juizes e por ultimo limitar o ámbito das leis penais ao mínimo necessario para minimizar o delito.

A ESCOLA CLÁSSICA

Ao falar dos representantes da Escola Clássica todos estamos de acordo que foi graças a BECCARIA, assentando os principios desta grande corrente o " DIVINO MARQUEZ " . BETHAM, aportou com sua obra " TEORIA DAS PENAS E DAS RECOMPENSAS " escrita em 1840 e ROMAGNOSI, com " GENESIS DEL DIRITTO PENALE " en 1837. O profesor de Bolonia, Ginebra e París que foi assassinado por seus pensamentos políticos, foi o que escreveu o primeiro grande clássico reconhecido por todos, professor PELLEGRINO ROSSI ( 1787 - 1848 ). ROSSI considerava que existía uma ordem moral que todos os seres livres e inteligentes devíamos seguir, pensando assím que estas ordens devíam aplicar-se na sociedade, posto que todos os individuos forma feitos para viver em sociedade. Assím, graças a esto surja uma ordem obrigatoria para toda uma sociedade e do qual se derivaríam todos os derechos y obligaciones. Outro ilustre representante, GIOVANNI CARMIGNANI, que nos trata de explicar que o castigo que se lhe impoe a um criminoso pelo delito que cometeu não se faz com o animo de tomar uma vingança senão a de prevenir a que em um futuro não se realize outros delitos semelhantes, este ilustre representante foi professor de Pisa, e em sua Elmenta iuris criminalis traz a necessidade da ordem social como a fonte e da lei moral como o limite. Ha outro autor que pensa que a capacidade de julgar pertenece ao superior mas não nega que todo homem ao ser tal e inteligente e pode julgar por igual, para ROSINI o fundamento do direito de castigar e o eterno principio da justica. E este autor é que assenta as bases para a Escola Clássica, com sua obra Filosofía do Direito escrita em 1839 por ANTONIO ROSINI.

A ESCOLA CLÁSSICA

FRANCISCO CARRARA ( 1805 - 1888 ), 1859 escreveu Programa de Direito Criminal, o qual chegou a sua verdadeira essencia jurídica ao Direito Penal e são tão importantes porque quando se faz referencia à Escola Clássica são as doutrinas de CARRARA as que se submetem a exames. CARRARA : " NO ME OCUPO DE CUESTIONES FILOSOFICAS: PRESUPONGO ACEPTADA LA DOCTRINA DEL LIBRE ARBITRIO Y DE LA IMPUTABILIDAD MORAL DEL HOMBRE, Y SOBRE ESTA BASE EDIFICADA LA CIENCIA CRIMINAL, QUE MAL SE CONSTRUIRIA SIN AQUELLA " .

A ESCOLA CLÁSSICA postulados
        

 

1. encontra suas bases filosóficas no Direito Natural. 2. respeito absoluto ao principio da legalidade. 3. Vê o delito como um ente jurídico e não como um ente filosófico. 4. o livre arbítrio 5. a aplicação das penas aos individuos moralmente responsaveis. 6. os que carecem de livre arbítrio os loucos e as crianças ficam excluidos do Direito. 7. a pena é a retribuição que se aplica ao criminosos pelo mal que fez à sociedade. 8. a retribuição deve ser exata. 9. "AS PENAS SÃO SANÇÕES AFLITIVAS DETERMINADAS, CERTAS, EXEMPLARES, PROPORCIONAIS, DEVEM REUNIR OS REQUISITOS DE PUBLICIDADE, CERTEZA, PRONTITUD, FRACIONABILIDADE E REPARABILIDADE, E EM SUA EXECUÇÃO DEVEM SER CORRETIVAS, IMUTAVEIS E IMPRORROGAVEIS " . 10. a finalidade da pena e restablecer a ordem social externa que foi rompida pelo delinquente. 11. o direito de castigar pertenece ao Estado titulo de tutela jurídica. 12. o direito penal é garantía de liberdade, por garantir a segurança jurídica ante a autoridade. 13. Se considera que o método deve ser logico-abstrato, silogístico e dedutivo.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->