Você está na página 1de 2

PRECIPITAO

Estivemos a falar da precipitao (elemento importante no estudo dos climas) e o nosso amiguinho ajudou na explicao do ciclo da gua e, principalmente, do processo de saturao.

(pesquisa Google)

A humidade a quantidade de vapor de gua que o ar contm (humidade absoluta quantidade de vapor de gua por unidade de volume de ar, mede-se em g/m3). A existncia de vapor de gua no ar deve-se evaporao das guas do mar, rios e lagos e evapotranspirao das plantas e animais. A capacidade da atmosfera conter mais ou menos vapor de gua varia com a temperatura. Assim, sempre que ao ar aquece, essa capacidade aumenta e, quando o ar arrefece, diminui. Por isso importante saber o valor da humidade relativa (relao entre a quantidade de vapor de gua existente na atmosfera, a uma determinada temperatura e a capacidade total dessa atmosfera conter vapor de gua a essa mesma temperatura, mede-se em percentagem). O ar encontra-se saturado de humidade quando contm o mximo possvel de vapor de gua a uma dada temperatura (100% de humidade relativa), ou seja, quando

atingiu o ponto de saturao (quantidade mxima de vapor de gua que um metro cbico do ar pode conter, varia na razo directa da temperatura). Quanto mais elevada for a temperatura, maior ser o ponto de saturao, isto , maior ser a quantidade de vapor de gua necessria para saturar o ar. Quando a saturao ocorre e excede a sua capacidade, o vapor de gua comea a condensar-se junto aos ncleos de condensao (poeiras e partculas existentes em suspenso no ar) originando a formao de nuvens e ocorre a precipitao.

O Sr. Esponja l explicou (com alguma dificuldade...) que quando colocado apertado, com a mo, em gua, absorve menos lquido do que se colocado livremente dentro de gua. A esponja apertada satura facilmente, assim como, o ar frio.