Você está na página 1de 9

Evolução das comunicações

A comunicação é um marco histórico que revolucionou o mundo, desde os primatas,


até aos dias actuais. A tecnologia avançou a passos largos, e a comunicação teve o
seu contributo na medida em que o tempo passava, e ela estava sempre presente.
A comunicação foi e continua a ser o elo mais importante da evolução humana, fez
o grande diferencial entre o ontem e o hoje. Será a mola propulsora entre o hoje e o
amanhã, e será uma grande força contributiva de um futuro bem próximo.
As origens da comunicação de massa são a extensão do homem para com o meio em
que vive, e isso já vem muito antes dos nossos ancestrais andarem erectos, como o
que eu irei referir a seguir:

A evolução da comunicação humana


Começo por explicar a história da existência humana através das etapas do
desenvolvimento da comunicação, sendo assim essa evolução pode ser dividida em
eras:
Era dos Símbolos e Sinais – começaram
cerca de 90 mil anos atrás. Os hominídeos
não falavam. Nesta era utilizavam gestos,
sons e alguns outros sinais padronizados, os
quais eram passados às novas gerações para
que se pudesse viver socialmente. Devido às
dificuldades de codificação, descodificação e memorização, conclui-se que não era
possível, nesta era, a formação de uma cultura relativamente complexa.
A comunicação era realizada por meio de ruídos e movimentos corpóreos que
constituíam símbolos e sinais mutuamente entendidos, claro que utilizavam um número
limitado de sons que eram fisicamente capazes de produzir, tais como rosnados,
roncos e guinchos (não falavam pois eram fisicamente incapazes de fazê-lo) era um
modo lento e primitivo de comunicação, comparado com a fala humana baseada em
linguagem, e provavelmente não era possível realizá-la de forma complexa e extensa.
Os processos interiores de abstracção, classificação, síntese, indução do geral a
partir do particular, e o raciocínio a partir de premissas para chegar a conclusões, eram
sem dúvidas prejudicados e quase invalidado pela limitação comunicativa, atrasando
grandes descobertas científicas e a difusão da informação.
O ritmo da troca de informações era lento e impreciso gerando um lapso de tempo,
em milhões de anos, de uma evolução cultural tão vagarosa.
1
Era da fala – inicia-se cerca de 35 e 40 mil anos atrás, e acredita-se que com o
aparecimento do “Cro-Magnon” que é marcado pela cultura oral. A fala possibilitou o
homem dar um salto no desenvolvimento humano, pois através da fala foi possível
transmitir mensagens complexas, como também contestar aquilo que foi exposto. Foi
nesta época que o homem começou a incluir a arte, sendo as pinturas rupestres as
primeiras tentativas de armazenar informações.

Há muitos, muitos anos, os homens


comunicavam através de gestos e gritos.
Contavam as suas histórias fazendo
desenhos nas paredes das cavernas
(pinturas rupestres).

Era da Escrita – a escrita consolidou-se num período de tempo relativamente curto;


começou a ter sentido quando se criou significados padronizados para as
representações pictóricas, sendo este o primeiro passo para a criação da escrita. No
início a alfabetização era restrita a especialistas. Cada sociedade criou uma forma
particular de escrita, mas foram os sumérios que transformaram os sons em símbolos,
ou seja, os caracteres passaram a representar sílabas, este foi o primeiro passo para a
escrita fonética.

Mais tarde, o Homem inventou a


escrita. Começou a usar o papiro, a
pedra e as placas de argila para
gravar as suas mensagens.
As primeiras mensagens eram
transmitidas por estafetas, que
percorriam muitos quilómetros para
levarem a informação ao seu
destino.

2
Era da impressão – Com toda a certeza que o invento de Gutenberg modificou a
forma como desenvolvemos e preservamos nossa cultura. Mesmo com a perda do
monopólio da escrita por padres, escribas, elites e eruditos, não era possível falar uma
grande massa alfabetizada. Através das transformações proporcionadas foi possível a
difusão da alfabetização, a contestação do poder da Igreja Católica, inicia-se a
organização de empresas de comunicação, indústria livreiras e imprensa ( jornais e
revistas).
Depois, o Homem passou a utilizar
telégrafos de tochas, telégrafos de
tambor, telégrafos por sinais de
fumo.
Em 1794, os irmãos Chappe, que
eram franceses, inventaram um
telégrafo que era feito com uma
espécie de braços articulados.
Em 1840, um senhor chamado Morse
criou um telégrafo já mais moderno e
um código chamado Código Morse.
Esse código é uma espécie de
alfabeto que usa pontos e traços. Por
exemplo, a letra A é. _, A letra B é _..
., Etc.
Em 1850, estabeleceu-se uma ligação
entre a Inglaterra e o resto da Europa através de cabos marítimos que
utilizavam o Código Morse. Hoje em dia, ainda se utiliza o Código Morse na
comunicação entre navios de guerra e nas actividades dos escuteiros.

João Gutenberg, ou Johannes Gensfleisch zur Laden


zum Gutenberg foi um inventor alemão que se tornou
famoso pela sua contribuição para a tecnologia da
impressão e tipografia.
Tradicionalmente afirma-se que teria inventado os tipos
móveis - que não foram mais, no entanto, que uma
melhoria dos blocos de impressão, já então em uso na
Europa. A sua contribuição foi a da introdução de tipos
(caracteres) individuais de metal e o desenvolvimento de
tintas à base de óleo para melhor usá-los. Aperfeiçoou
ainda uma prensa gráfica, inspirada nas prensas
utilizadas para espremer as uvas no fabrico do vinho.

3
Era da Comunicação de Massa inicia-se no século XIX, com jornais, para pessoas
comuns, como também o aparecimento das médias electrónicas, ou seja, comunicação
de massa, é aquela destinada ao grande público, tendo a sua maior adopção com o
surgimento do cinema, rádio e televisão, o que pode criar uma indústria cultural.

Máquina de reprodução de filme                                    Televisão

Jornais Rádio

4
Era dos computadores ou era da informação – surge com a popularização dos
computadores no uso quotidiano dos indivíduos. Essa é a era recente em que o
computador ainda está a transformar a sociedade, como os outros meios
transformaram as outras eras.

A evolução das comunicações no mundo


Iniciamos o século XXI com o avanço das telecomunicações, que nos últimos anos
apresentam um salto evolutivo muito além de qualquer previsão. A micro electrónica
criou o Chip com dezenas de milhões de transístores e a digitalização deu às
telecomunicações a mesma linguagem dos computadores. Nasceram as redes de
computadores e, entre elas, a de maior impacto na vida das pessoas: a Internet.
A humanidade assistiu ao longo do século XX várias evoluções tecnológicas que
permitiram a conquista do espaço. Os satélites de telecomunicações são, talvez, os
maiores frutos dessa conquista. Além de permitirem a retransmissão de programas da
televisão educativa e comercial, eles abriram novas perspectivas para a comunicação
telefónica, a transmissão de dados, fax, internet e muitos outros serviços
especializados.

5
Com a introdução de satélites de baixa órbita (os chamados LEOS - abreviatura de
Low Earth Orbtit Satellite), que são menores e mais económicos, estava decretada a
revolução da comunicação móvel via telefone celular.
A fibra óptica é outra inovação revolucionária. Surgida no final do século XX, essa
tecnologia da informação permite a transmissão rápida e simultânea de milhares de
chamadas telefónicas e dezenas de imagem por um filamento de vidro, sílica, náilon ou
silicone de altíssima transparência e da espessura de um fio de cabelo humano
(no seu interior circulam correntes pulsantes de luz laser). Para se ter uma ideia de seu
impacto, um cabo de fibra óptica pode substituir até mil cabos coaxiais de cobre.
O desenvolvimento da tecnologia permitiu a digitalização de todas as formas de
comunicação como voz, dados, imagem, transformados em bits, que significam a
menor unidade de informação, levando à convergência de sons, dados e imagem
tratados em conjunto pelo computador, originando a multimédia e a realidade virtual.

Evolução das
comunicações
A formanda:

Isabel Bragança

Centro Novas Oportunidades


Escola Secundária DR Solano de Abreu
EFA C
CLC- Cultura, Língua e Comunicação
Maio de 2009
UC5:Tecnologias de Informação
e Comunicação

Professora: Iva Cruz


Formanda: Isabel Bragança
Bibliografia:
www.siemens.com.br/templates/coluna1.aspx?channel

pt.shvoong.com/social-sciences/1696310-etapas-da-evolução-da-comunicação

www.cienciaviva.pt/projectos/inventions2003/eca.asp

Índice:
A evolução da comunicação humana…………………………………………………… 1
Era da fala e da escrita…………………………………………………………………..... 2
Era da impressão (João Gutenberg) ……………………………………………………… 3
Era da comunicação de massa……………………………………………………………. 4
Era dos computadores……………………………………………………………………… 5
A evolução das comunicações no mundo……………………………………………… 5, 6