P. 1
O Modelo Biomédico

O Modelo Biomédico

|Views: 6.831|Likes:

More info:

Published by: Cleber Rangel Zanetti on Jun 08, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/18/2013

pdf

text

original

1 O Modelo Biomédico ♦ ♦ ♦ ♦ ♦ Ciência Ocidental: Biologia – Medicina Paradigma Cartesiano (princesa Elisabeth)  Modelo Biomédico Corpo Humano = Máquina

Doença = Avaria da Máquina Médico: intervém física e quimicamente para consertar o defeito

A Medicina moderna concentra-se em partes cada vez menores – acaba perdendo de vista o ser humano.
♦ Saúde e cura não são discutidos de forma mais abrangente, pois envolvem a interação de aspectos físicos, psicológicos, sociais e ambientais

O conceito de saúde não pode ser definido com precisão – depende da concepção da pessoa, de sua relação com o meio ambiente e de sua cultura
♦ Saúde: processo em constante mudança e evolução – natureza holística da saúde ♦ Cura em termos científicos: resposta coordenada do organismo integrado às influências ambientais causadoras da tensão

Em virtude da medicina não atender de forma holística as pessoas acabam procurando apoio em religiões, curandeiros, etc, visando suprir esta lacuna.
♦ A medicina científica apoiava-se nesses métodos até algumas décadas, pois tinha pouco em termos de métodos científicos de tratamento ♦ Medicina biomédica: ocidental, científica, moderna, cosmopolita ♦ Medicina Popular, curandeirismo: crenças e práticas de uma comunidade, transmitidas oralmente ♦ Outros: sistema indiano, chinês, persa – elite profissional ♦ Medicina popular: relacionada à mulheres, à maternidade ♦ Medicina ocidental: masculina, abordagem racional e científica ♦ Bernard: doença como resultado de uma perda de equilíbrio interno, envolvendo a ocorrência de uma variedade de fatores ♦ Pasteur: papel das bactérias na eclosão da doença, micróbio específico, doença específica (bicho da seda) ♦ Progressos do século XIX: estetoscópio, aparelhos para a verificação de PA, classificação de patologias, hospitais medievais transformados em “casas de misericórdia”, tendência à especialização ♦ Psiquiatria: busca por causas orgânicas ♦ Elaboração de medicamentos e vacinas para o combate às doenças infecciosas

2

A crescente dependência da medicina em relação à alta tecnologia suscitou um cento número de problemas, não apenas de natureza médica ou técnica, mas envolvem questões sociais, econômicas e morais muito mais amplas
♦ Inacessibilidade de serviços, ausência de solicitude e simpatia, imperícia ou negligência, desproporção entre custo e eficácia ♦ O aumento dos custos não parece ter apresentado uma melhora significativa na saúde da população

O modelo biomédico tem sido muito bem sucedido em situações de emergência, infecções agudas, nascimentos prematuros, transplantes, mas tal assistência decisiva em casos individuais não parece fazer uma diferença significativa para a saúde da população em geral
♦ Na maioria desses casos, a hospitalização seria evitada se medidas preventivas tivessem sido tomadas ♦ O declínio das doenças infecciosas (tuberculose, cólera, entre outras) se deu principalmente em virtude da melhora da nutrição da população, medidas de higiene e diminuição das taxas de natalidade, relacionadas à melhora das condições de vida ♦ Doenças crônicas e degenerativas, estão intimamente relacionadas com atitudes estressantes, dietas inadequadas, abuso de drogas, vida sedentária e poluição ambiental, características da vida moderna

Psicologia Estados emocionais X Psiquiatria Fenômenos fisiológicos
♦ ♦ ♦ ♦ Relação doenças – estados emocionais. Ex: câncer Falta de comunicação entre especialidades da medicina Doença: inimigo a ser derrotado Dobus diz: “libertar-se completamente da doença e da luta é quase totalmente incompatível com o processo de vida”. ♦ A noção de poder de cura do organismo e a tendência a manter-se saudável e a relação entre saúde e hábitos de vida não são valorizados

♦ Os médicos tem de 10 a 15 anos menos de vida do que a população em geral, elevadas taxas de doença física, altos índices de alcoolismo, abuso de drogas, suicídio e outras patologias sociais ♦ Uso de alta tecnologia de forma dispendiosa (muitas vezes desnecessária) ♦ Transferência da atenção do consultório para o hospital

3

O uso de alta tecnologia na assistência médica, além de antieconômico, causa dor e sofrimento desnecessários
♦ Risco de iatrogenia, uso de tecnologia diagnóstica como prática defensiva ♦ Doença: condição de uma determinada parte do corpo ♦ Enfermidade: condição do ser humano total ♦ Desenvolvimento dos medicamentos: uso abusivo por parte dos médicos e automedicação

De acordo com o modelo biomédico, somente o médico sabe o que é importante para a saúde do indivíduo, e só ele pode fazer qualquer coisa a respeito disso
♦ ♦ ♦ ♦ Responsabilidade é do médico sobre a saúde da pessoa – papel paternal Demais profissionais da saúde ficam em segundo plano – meros auxiliares dos médicos Médicos: condicionados pelo sistema, pela indústria farmacêutica – formação hospitalar Relatório Fexner – 1910 – pesquisa sobre o ensino da medicina nos UEA: 80% das escolas ensinavam o domínio da ciência médica, estudo das doenças, dissociadas de preocupações sociais. ♦ A medicina passou a concentra-se nos hospitais, centrada nas especialidades – distanciamento da realidade dos problemas de saúde da população

O modelo biomédico é geralmente aceito, estando seus princípios básicos tão enraizados em nossa cultura que se tornou até o modelo popular dominante de doença A população foi condicionada a acreditar que só o médico sabe o que a deixou doente e que a intervenção tecnológica é a única coisa que a deixará boa de novo

4

O modelo biomédico é muito mais do que um modelo. Na profissão médica adquiriu o status de dogma, e para o grande público está inextricavelmente vinculado ao sistema comum de crenças culturais. Para suplantá-lo será necessário nada menos do que uma profunda revolução cultural
Modelo Biomédico

Cartesiano Centrado na figura do médico Flexneriano Biologicista Curativista Hospitalocêntrico Centrado nas especialidades médicas

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->