Você está na página 1de 5

BUKOWSKI....

poesias de um velho safado

A vadiagem transformada em arte. As bebedeiras como poesia. Ridculas brigas de bar geniais. Bukowski fez literatura com tudo o que encontrou na histria da sua prpria vida: angstias, bobagens, dramas, gafes.

Bukowski o cone dos marginais, um paradoxo americano, um perdedor/ganhador. Um apostador inveterado e escritor glorificado por que escreveu a vida em sua prpria lngua e na prpria pele.

A tristeza me recobre E mando a cerveja goela abaixo Peo uma bebida forte Rpido Para adquirir a garra e o amor de Continuar! (Charles Bukowski)

CONFISSAO* esperando pela morte como um gato que vai pular na cama sinto muita pena de minha mulher ela vai ver este corpo rijo e branco vai sacudi-lo talvez sacudi-lo de novo: "Hank!" e Hank nao vai responder nao e minha morte que me preocupa, e minha mulher deixada sozinha com este monte de coisa nenhuma. no entanto eu quero que ela saiba que dormir todas as noites a seu lado e mesmo as discusses mais banais eram coisas realmente esplendidas e as palavras difceis que sempre tive medo de dizer podem agora ser ditas: eu te amo. (Charles Bukowski)

Poema nos meus 43 anos*


terminar sozinho no tmulo de um quarto sem cigarros nem bebidacareca como uma lmpada, barrigudo, grisalho, e feliz por ter um quarto. ...de manha eles esto l fora ganhando dinheiro: juzes, carpinteiros, encanadores , mdicos, jornaleiros, guardas, barbeiros, lavadores de carro, dentistas, floristas, garonetes, cozinheiros, motoristas de taxi... e voc se vira para o lado pra pegar o sol nas costas e no direto nos olhos. *Os 25 Melhores Poemas de Charles Bukowski, com traduo de Jorge Wanderley, pela editora Bertrand Brasil, edio de 2003.