Você está na página 1de 1

PRIVILGIO DA POBREZA SERFICA

CONFIRMADO PELO PAPA GREGRIO A SANTA CLARA (1)


1 Gregrio, Bispo, servo dos servos de Deus, dilecta filha em Cristo, Clara e demais servas da Igreja de So Damio, na diocese de Assis, saudao e beno apostlica. 2 Como manifesto, querendo-vos consagrar totalmente ao Senhor, renunciastes ao desejo de todas as coisas temporais. Por isso tudo vendestes e distribustes pelos pobres e estais determinadas a renunciar a toda a espcie de propriedade e a seguir as pegadas d'Aquele que por ns se tornou pobre, Ele que o caminho, a verdade e a vida (Jo 14, 6). A falta de coisas materiais no vos demove do vosso propsito, pois a mo esquerda do Esposo celeste est debaixo das vossas cabeas (Cant 2, 6; 8, 3) para proteger a fraqueza do vosso corpo que vs submestestes e ordenastes s leis do Esprito. Com efeito, Aquele que alimenta as aves do cu (Mt 6, 16) e veste os lrios do campo (Mt 6, 28), no vos faltar com a alimento e a roupa, at que Ele mesmo vos sirva (Lc 12, 37) na eternidade, quando a sua direita felizmente vos abraar (Cant 2, 6; 2, 8) na plenitude da viso beatfica. Por isso, tal como haveis suplicado, confirmamos com autoridade apostlica o vosso propsito de altssima pobreza e determinamos por fora do presente escrito que ningum vos possa obrigar a aceitar propriedades. 3 A ningum, pois, seja lcito invalidar a concesso deste nosso escrito, ou contrari-lo de maneira temerria. Mas se algum presumir faz-lo, saiba que incorre na indignao de Deus Omnipotente e dos bem-aventurados apstolos Pedro e Paulo. Dada em Persia, a 17 de Setembro, no segundo ano do nosso pontificado (2).

1 Cf. BAC, pp. 232-237. 2 Ano 1228.