P. 1
voltametria ciclica

voltametria ciclica

|Views: 206|Likes:
Publicado portoraqk5297

More info:

Published by: toraqk5297 on Aug 22, 2013
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/23/2013

pdf

text

original

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS FÍSICAS E MATEMÁTICAS DEPARTAMENTO DE QUÍMICA ÁREA DE QUÍMICA ANALÍTICA

QMC 5315 – Métodos Instrumentais I
http://qmc.ufsc.br/~metodos1
Cristiano Giacomelli* - cg@intercorp.com.br Ana Karina Timbola* - ankati@qmc.ufsc.br (*Estágio de Docência – Curso de Pós-Graduação em Química) Professor Responsável pela disciplina: Dr. Almir Spinelli.

D 2 – Voltametria Cíclica
1. OBJETIVOS GERAIS Voltametria cíclica é usada para determinar os valores de Eo’ e de n para o sistema FeIII(CN)63- / FeII(CN)64- . Além disso, é possível avaliar a influência da velocidade de variação de potencial, da concentração das espécies eletroativas e do eletrólito suporte no meio reacional, bem como determinar se a reação é reversível, irreversível ou quase reversível. 2. MATERIAIS • potenciostato/galvanostato; • eletrodo de platina (eletrodo de trabalho); • eletrodo de Ag/AgCl ou ECS (eletrodo de referência); • eletrodo de carbono (contra eletrodo); ou eletrodo auxiliar de platina; • célula eletroquímica • alumina para polir o eletrodo de trabalho; • balões volumétricos de 25 mL e de 100 mL; • pipetas volumétricas de 1 mL e 50 mL. 3. REAGENTES • Solução de ferrocianeto de potássio [K3Fe(CN)6] 10,0 mmol.L-1 em solução de nitrato de potássio [KNO3] 1,0 mol.L-1. • Solução de nitrato de potássio [KNO3] 1,0 mol.L-1.

A voltametria cíclica é uma modificação da técnica de varredura rápida em que se inverte a direção de varredura.0 mol. A corrente pode ser considerada o sinal responsável pelo sinal de excitação do potencial.2 a c 0. segundo a redução de interesse.L-1.T.0 mmol.• Solução de ferrocianeto de potássio [K3Fe(CN)6] 4. ciclo 1 -0.4 0.) durante a variação de potencial (gráfico de corrente em função do potencial). Para conseguir isso se aplica uma voltagem chamada onda triangular a célula eletrolítica.0 E / V (ECS) 0. A instrumentação necessária é um potenciostato com gerador de programa de potencial. através do uso de microeletrodos. • Solução desconhecida de ferrocianeto de potássio [K3Fe(CN)6] em solução de nitrato de potássio [KNO3] 1. potencial na forma de onda triangular. célula convencional de três eletrodos e uma solução contendo o analito e eletrólito suporte. Dependendo do analito pode-se fazer apenas um ciclo ou múltiplos ciclos. A faixa de variação do potencial aplicado deve ser aquela onde a espécie em análise é eletroativa e o solvente é estável. 4. .6 0.0 mol.L-1. Figura 1. TEORIA BÁSICA A voltametria cíclica compreende um grupo de métodos eletroanalíticos nos quais as informações sobre a concentração do analito são derivadas a partir das medidas de corrente em função do potencial aplicado sob condições de completa polarização do eletrodo de trabalho. Um voltamograma cíclico é obtido pela medida de corrente sobre o eletrodo de trabalho (E.8 0 E inicial 20 d 40 60 80 Efinal t/s A figura 1 mostra o padrão típico da excitação do sinal para a técnica de voltametria cíclica.2 ciclo 2 b 0. Típica excitação do sinal para voltametria cíclica.L-1 em solução estoque de sulfato de sódio [Na2SO4] 1. computador para registrar os gráficos de corrente em função do potencial.

Neste experimento.. Compare os valores obtidos com os noticiados pela literatura. utilizando como eletrodo de trabalho o eletrodo de platina. onde: ip = corrente de pico.L-1.a partir da espécie FeIII(CN)63. mol.em KNO3 1. V/s. Parâmetros importantes extraídos do voltamograma cíclico: o potencial de pico catódico (Epc)./ FeII(CN)64. v = velocidade de variação.0592)/n .e isto é indicado pela corrente catódica (redução)./ FeII(CN)64. n = número de equivalentes por mol (número de elétrons adicionados ou removidos por íon ou por molécula).0 mol. (ii) Determine a influência da ‘velocidade de variação de potencial’ (v) na altura dos Epc ) ≈ (0. sendo: ip = 2.cm-3. cm2. a partir do primeiro voltamograma sobre eletrodo de platina.é oxidada a FeIII(CN)63. 5. para sistemas reversíveis: Eo’ = (Epc + Epa)/2 ∆Ep = (Epa ipa/ipc ≈ 1 . A = área do eletrodo. a corrente de pico catódico (ipc) e a corrente de pico anódico (ipa). Observa-se que é possível gerar eletroquimicamente a espécie FeII(CN)64. No sentido de variação inversa de potencial.e isto é indicado pela corrente anódica (oxidação). o potencial de pico anódico (Epa). Assim através da voltametria cíclica é possível estudar o mecanismo de eletro-oxidação de espécies eletroativas. através da técnica de voltametria cíclica estudou-se as espécies eletroativas do sistema reversível FeIII(CN)63. TRATAMENTO DOS DADOS (i) Determine os valores de Eo’ e de n para o sistema FeIII(CN)63. como eletrodo de referência o eletrodo de calomelano saturado (ECS) ou Ag/AgCl e como contra-eletrodo o eletrodo de carbono ou de platina.69 X 105 n 3/2AD1/2Cv1/2 Além disso. a espécie FeII(CN)64. D = coeficiente de difusão. C = concentração. A. cm2/s. A corrente de pico para sistemas reversíveis (considerando apenas um ciclo) é descrita pela equação de Randles-Sevcik.

Discuta cada caso. respectivamente. \\positron\cg\mestrado\estagio_de_docência \d\d2\d2. através dos gráficos de ipc e ipa em função de v1/2.picos catódico e anódico. de ∆Ep em função de v e de ipc e ipa em função de [FeIII(CN)63-].doc . o efeito de v sobre ∆Ep e o efeito da concentração. (v) Elabore uma discussão sobre o efeito do eletrólito suporte na forma do voltamograma. Eo’ e reversibilidade.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->