Você está na página 1de 11
 O vírus é um organismo biológico com grande capacidade de multiplicação, utilizando para isso

O vírus é um organismo biológico com grande capacidade de

multiplicação, utilizando para isso a estrutura de uma célula

hospedeira. É um agente capaz de causar doenças em animais e vegetais

utilizando para isso a estrutura de uma célula hospedeira. É um agente capaz de causar doenças
 Estrutura de um vírus  Ele é formado por um capsídeo de proteínas que

Estrutura de um vírus

Ele é formado por um capsídeo de proteínas que envolve o ácido nucléico, que pode ser RNA (ácido ribonucléico) ou DNA (ácido desoxirribonucléico). Em alguns tipos de vírus, esta estrutura é envolvida por uma capa lipídica com diversos tipos de proteínas.

Podem infectar células eucarióticas (de animais, fungos, vegetais)

e procarióticas (de bactérias).

proteínas.  Podem infectar células eucarióticas (de animais, fungos , vegetais) e procarióticas (de bactérias).
proteínas.  Podem infectar células eucarióticas (de animais, fungos , vegetais) e procarióticas (de bactérias).

Bacteriófago

Bacteriófago
Bacteriófago
Bacteriófago

Ciclo lítico

Ciclo lítico  No ciclo lítico , o vírus invade a bactéria, onde as funções normais

No ciclo lítico, o vírus invade a bactéria, onde as funções normais

desta são interrompidas na presença de ácido nucléico do vírus

(DNA ou RNA). Esse, ao mesmo tempo em que é replicado, comanda a síntese das proteínas que comporão o capsídeo. Os capsídeos organizam-se e envolvem as moléculas de ácido nucléico. São produzidos, então novos vírus. Ocorre a lise, ou seja,

a célula infectada rompe-se e os novos bacteriófagos são

liberados.

então novos vírus. Ocorre a lise, ou seja, a célula infectada rompe-se e os novos bacteriófagos
então novos vírus. Ocorre a lise, ou seja, a célula infectada rompe-se e os novos bacteriófagos

Ciclo lisogênico

Ciclo lisogênico  No ciclo lisogênico , o vírus invade a bactéria ou a célula hospedeira,

No ciclo lisogênico, o vírus invade a bactéria ou a célula

hospedeira, onde o DNA viral incorpora-se ao DNA da célula

infectada. Isto é, o DNA viral torna-se parte do DNA da célula infectada. Uma vez infectada, a célula continua suas operações normais, como reprodução e ciclo celular

Doenças causadas por vírus lisogênico tendem a ser incuráveis. Alguns exemplos incluem a AIDS e herpes.

celular  Doenças causadas por vírus lisogênico tendem a ser incuráveis. Alguns exemplos incluem a AIDS
celular  Doenças causadas por vírus lisogênico tendem a ser incuráveis. Alguns exemplos incluem a AIDS
 Exemplos de doenças humanas provocadas por vírus: hepatite, sarampo, caxumba, gripe, dengue , poliomielite,
 Exemplos de doenças humanas provocadas por vírus: hepatite, sarampo, caxumba, gripe, dengue , poliomielite,

Exemplos de doenças humanas provocadas por vírus: hepatite,

sarampo, caxumba, gripe, dengue, poliomielite, febre amarela,

varíola, AIDS e catapora.

por vírus: hepatite, sarampo, caxumba, gripe, dengue , poliomielite, febre amarela , varíola, AIDS e catapora.
por vírus: hepatite, sarampo, caxumba, gripe, dengue , poliomielite, febre amarela , varíola, AIDS e catapora.