P. 1
Linfocintilografia-refluxo dermico

Linfocintilografia-refluxo dermico

|Views: 725|Likes:
Publicado porJoao Bruno Oliveira
Modelo de laudo de linfocintilografia em casos de refluxo dermico
Modelo de laudo de linfocintilografia em casos de refluxo dermico

More info:

Published by: Joao Bruno Oliveira on Jun 14, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/11/2014

pdf

text

original

Nome: Idade: Data Nasc.

: 27/1/1947 A/C:

Conv.: Cód.: 0 Data Exame: 28/4/2008 CRM:

LINFOCINTILOGRAFIA MÉTODO: Exame realizado 3 a 4 horas após a injeção subcutânea de Dextran Tc 99m nas pregas interdigitais dos primeiros dedos dos pés. RELATÓRIO: Membro inferior esquerdo apresentando vasos linfáticos simétricos de calibre e trajeto normais nas pernas, coxas e região inguinal. Cadeias linfáticas simétricas de topografia, tamanho e dimensões normais. Notar presença de artefato no 1/3 médio interno da perna esquerda. Membro inferior direito apresentando refluxo dérmico na metade inferior interna da perna e presença de captação no linfonodo na região poplítea. Cadeias linfáticas simétricas de topografia, tamanho e dimensões normais. CONCLUSÃO: Linfedema no membro inferior direito. O refluxo dérmico é um sinal prognóstico importante, pois representa transporte linfático extra-vascular e é secundário à destruição dos vasos linfáticos locais. A presença de captação no linfonodo poplíteo indica estase linfática profunda.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->