P. 1
BEHAVIORISMO -apresentação power point

BEHAVIORISMO -apresentação power point

|Views: 13.802|Likes:
Behaviorismo - Watson e Skinner - Como os behavioristas o vêem.
Behaviorismo - Watson e Skinner - Como os behavioristas o vêem.

More info:

Published by: José Hiroshi Taniguti on Jun 14, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/13/2013

pdf

text

original

BEHAVIORISMO Psicologia – Como os behavioristas a vêem

WATSON – 1878 – 1958 SKINNER – 1904 - 1990

CONTEXTO HISTÓRICO
• EUA – FORMA UTILITÁRIA E PRAGMÁTICA DE LIDAR COM A REALIDADE E COM O SER HUMANO NELA INSERICO. • CIÊNCIA SENDO PENSADA EM TERMOS OBJETIVOS E O COMPORTAMENTO EXPLICADO PELO ÊXITO DAS RESPOSTAS.

Behaviorismo – antecedentes.
• Influências do Darwinismo – trabalho com animais. • Fisiologia – comportamento condicionado Pavlov – 1927.- Provocar comportamentos • Funcionalismo – Adaptação ao meio – comportamento em relação ao meio. • Associacionismo – Teoria da aprendizagem • Empirismo.

Edward Lee Thordinke -1874 – 1949 Abordagem Experimental do Associacionismo. • “ Todo e qualquer ato que, numa dada situação, produz satisfação, associa-se a essa situação, de modo que, quando a situação se repete, a probabilidade de se repetir o ato é maior e o contrário é verdadeiro...”.(Thorndike,1905,p.203)

Behaviorismo
• METODOLÓGICO
• WATSON • COMPORTAMENTO REFLEXO OU RESPONDENTE – S-R • COMPORTAMENTO PRODUZIDO POR ESTÍMULOS DO AMBIENTE

• RADICAL
• SKINNER • COMPORTAMENTO OPERANTE- R-S • COMPORTAMENTO ATUA SOBRE O AMBIENTE.

Watson-1913
• “Dêem-me doze crianças sadias, de boa constituição e a liberdade de poder criá-las a minha maneira. Tenho a certeza de que, se escolher ua delas ao acaso, e puder educá-la, convenientemente, poderei transformá-la em qualquer tipo de especialista que eu queira – médico, artista, e até mesmo em mendigo e ladrão, independente de seus talentos, propensões, tendências, aptidões, vocações e da raça de seus ascendentes”.

WATSON-BEHAVIORISMO METODOLÓGICO.
“ SE A PSICOLOGIA QUISESSE SE FORTALECER NO MUNDO DA CIÊNCIA SERIA NECESSÁRIO QUE ELA REPENSASSE SEU OBJETO DE ESTUDO” – WATSON, 1913. OBJETO DE ESTUDO - COMPORTAMENTO OBSERVÁVEL.

BEHAVIORISMO METODOLÓGICO
• Critica o mentalismo e o método introspectivo. • Resgata a visão empírica • Objeto de estudo é o comportamento observável( movimento do corpo) e sua relação com o ambiente. S-R • Método: Observação e Experimentação • Evita-se a auto-observação. • A experiência subjetiva deixa de ter lugar na ciência. • Objetivo – Prever e controlar o comportamento.

BEHAVIORISMO RADICAL SKINNER ANÁLISE EXPERIMENTAL DO COMPORTAMENTO
• • • • • • • Nasceu – 1904 – Pensilvânia. Dominou a Psicologia até 1950. Organismo que reage – se comporta Condicionamento Operante. Processo de Aprendizagem – modelagem Rejeita a noção de livrearbítrio. A relação do indivíduo com o ambiente não é passiva. • • • • • • • • • • Caixa de Skinner Máquinas Comportamentalistas Reforçamento Positivo Reforçamento Negativo Punição Extinção Generalização Discriminação Contra-controle Personalidade - Coleção de padrões de comportamento.

CONDICIONAMENTO CLÁSSICO BEHAVIORISMO RADICAL
• Aumento da frequência do comportamento • REFORÇO POSITIVO • REFORÇO NEGATIVO • Diminuição da frequência do comportamento • PUNIÇÃO • EXTINÇÃO

Aumento de frequência da resposta
• REFORÇO POSITIVO – Estímulos que quando apresentados fortalecem o comportamento que o precedo. Ex.elogios. • REFORÇO NEGATIVO – Estímulos que fortalecem as respostas que o removem produz. Ex tirar o casaco frente ao S calor

Dimunuição da frequência de respostas.
• PUNIÇÃO – Apresentação de um S aversivo ou negação do reforçador positivo.Ex. multas. • EXTINÇÃO – Para que aconteça a extinção do comportamento condicionado é preciso que aconteça a suspensão do reforço. Ex. deixar de ganhar pontos positivos se habitualmente se ganha.

APRENDIZAGEM
• “ Grandes pensadores construíram sobre o passado, em lugar de perder tempo em redescobri-los.A fim de que as escolas realizem seu propósito, um controle efetivo do comportamento precisa ser obtido através de técnicas especiais. Ensinar é simplesmente o arranjo de contingências de reforço sob as quais estudantes aprende. É responsabilidade do professor apressar e assegurar a aquisição do comportamento” Skinner

FUGA E ESQUIVA
• FUGA • O Indivíduo tenta sair de uma situação aversiva. • Processo no qual o comportamento reforçado é aquele que termina com um estímulo aversivo já em andamento. • ESQUIVA • Processo no qual os estímulos aversivos condicionados e incondicionados estão separados por um intervalo de tempo que permita que o indivíduo execute um comportamento que previna a ocorrência ou reduza a magnitude do 2. estímulos.

Contrôle de Estímulos.
• DISCRIMINAÇÃO • Manutenção de uma resposta na presença de um estímulos, mas sofre certo grau de extinção na presença de outro. • GENERALIZAÇÃO • Um estímulos adquire controle sobre uma resposta devido ao reforço na presença de um estímulo similar, mas diferente.

CONTROLE CONTRACONTROLE
B.F.SKINNER. Sobre o Behaviorismo.São Paulo, Cultrix/USP, 1982.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->