P. 1
Relatório da actividade da sedimentação, decantação e filtração

Relatório da actividade da sedimentação, decantação e filtração

4.67

|Views: 6.195|Likes:
Publicado porsilvia

More info:

Published by: silvia on Jun 17, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/11/2013

pdf

text

original

Formação Co-financiada

Profissional pelo Fundo Social Europeu e pelo Estado Português

Relatório da actividade

Sedimentação; Decantação; Filtração

Módulo: Operações Gerais de Análise - OGA Trabalho elaborado por: Data: 29/12/2008
Sílvia Gomes

Curso: Técnico/a de Controlo de Qualidade Alimentar

Governo da República

Formação Co-financiada

Profissional pelo Fundo Social Europeu e pelo Estado Português

Índice
Introdução……………………………………………………………………………..Pág. 3 Parte experimental……………………………………………………………….Pág. 5 Procedimento experimental………………………………………………….Pág. 6 Apresentação e interpretação dos resultados…………………….Pág. 7 Conclusão………………………………………………………………………………Pág. 10

Introdução

Curso: Técnico/a de Controlo de Qualidade Alimentar

Governo da República

Formação Co-financiada

Profissional pelo Fundo Social Europeu e pelo Estado Português

Amostras de solos dispersas em água destilada e colocadas em repouso para sedimentar em provetas com capacidade para 1.000 ml.

-Sedimentação
Sedimentação é um processo de separação em que a mistura de dois líquidos ou de um sólido suspenso num líquido é deixada em repouso. A fase mais densa, por acção da gravidade deposita-se no fundo do recipiente, ou seja, sedimenta.

-Decantação
A decantação refere-se a uma operação de laboratório que consiste em transferir cuidadosamente o líquido sobrejacente contido num copo a fim de não arrastar os sólidos depositados no fundo.

Curso: Técnico/a de Controlo de Qualidade Alimentar

Governo da República

Formação Co-financiada

Profissional pelo Fundo Social Europeu e pelo Estado Português

-Filtração
A filtração um método de separação muito presente no laboratório químico e também no quotidiano. É usado para separar um sólido de um líquido ou sólido de um gás, mesmo que o sólido se apresente em suspensão. A mistura atravessa um filtro poroso, onde o material particulado fica retido. O meio poroso poderá ser uma camada de algodão, tecido, polpa de fibras quaisquer, que não contaminem os materiais.

Parte experimental
Materiais:
Curso: Técnico/a de Controlo de Qualidade Alimentar

Governo da República

Formação Co-financiada

Profissional pelo Fundo Social Europeu e pelo Estado Português

Gobele 100ml Gobele 200ml Erlenmeyer 100ml Pipeta 1ml Filtro

Compostos naturais:
Terra Água

Procedimento experimental
Recolheu-se um pouco de terra para um gobele de 200ml e juntou-se um pouco de água no gobele anterior. Deixou-se repousar durante 2 dias, a este processo chama-se sedimentação.

Curso: Técnico/a de Controlo de Qualidade Alimentar

Governo da República

Formação Co-financiada

Profissional pelo Fundo Social Europeu e pelo Estado Português

De seguida, num copo gobele colocou-se uma vareta de vidro um pouco inclinada e com muito cuidado deitou-se a água sem que a terra fosse arrastada, a este processo chama-se decantação. De seguida, pegamos num Erlenmeyer, colocamos um filtro, e do gobele da experiencia anterior viramos a água para dentro do filtro, que fica a filtrar alguns dias. Faz-se este mesmo procedimento com a terra mas noutro gobele à parte. A este procedimento chama-se filtração.

Apresentação e Interpretação dos resultados
Sedimentação
Recolheu-se um pouco de terra para um gobele, juntou-se um pouco de água e deixou-se repousar durante 2 dias. Após ter sedimentado totalmente observei que a terra depositada no fundo formou uma solução pastosa e a água uma solução aquosa. Na água havia ainda algumas partículas da terra à superfície.

Curso: Técnico/a de Controlo de Qualidade Alimentar

Governo da República

Formação Co-financiada

Profissional pelo Fundo Social Europeu e pelo Estado Português

Passados os 2 dias, o copo gobele que continha a terra e a água sedimentado, verificou-se que continha grande concentração de terra em repouso no fundo por ser mais denso e na superfície encontrou-se algumas partículas do mesmo.

Decantação

De seguida, inclinou-se o recipiente do processo anterior e com cuidado verteu-se a água para outro gobele sem que a terra fosse arrastada. Para a obtermos um melhor resultado utilizamos uma
Curso: Técnico/a de Controlo de Qualidade Alimentar

Governo da República

Formação Co-financiada

Profissional pelo Fundo Social Europeu e pelo Estado Português

pipeta de vidro que substituiu a vareta de vidro como material auxiliar. Observei que ao verter a água para o outro gobele, inicialmente vertia-se bem mas depois algumas partículas de terra foram-se arrastando com a água e assim não deu para verter a água na totalidade.

Filtração
No caso das partículas sólidas serem muito pequenas recorre-se ao filtro de papel. Na nossa experiência na sala de formação como não tínhamos filtros, utilizou-se folhas da impressora e dobra-se em quatro partes, formando um cone que se adaptou a forma do funil, mas como também não tínhamos funil não o utilizamos na nossa experiencia, por isso, o filtro de papel improvisado foi adaptado á forma do Erlenmeyer. Este processo prolongou-se por uma semana porque o nosso filtro improvisado era muito espesso e isso dificultou a filtração da água.

Curso: Técnico/a de Controlo de Qualidade Alimentar

Governo da República

Formação Co-financiada

Profissional pelo Fundo Social Europeu e pelo Estado Português

Existem também filtro de areia, argila e carvão.

Conclusão
Neste trabalho prático tive conhecimento que devemos estar devidamente concentrados no que se estamos a fazer para que nada saia mal. No processo de sedimentação observei que encontrava-se algumas particulas na superficie do gobele que nao se depositaram no fundo como a restante terra que ficou sedimentada durante os 2 dias. No processo de decantação a água ainda se encontrava com muitas particulas de terra, mas ao fazer-se o processo de filtração e depois de mais alguns dias verifiquei que a água encontrava-se mais limpa, mas ainda assim com umas pequenissimas impurezas.

Curso: Técnico/a de Controlo de Qualidade Alimentar

Governo da República

Formação Co-financiada

Profissional pelo Fundo Social Europeu e pelo Estado Português

Tive o cuidado de verificar que depois da água ter sido totalmente filtrada, a água continha algumas pequenissimas impurezas ainda visiveis e que o filtro ficou sujo de particulas de terra. Mas tarde, tive a oportunidade de ver no microscopio uma pequena parte deste ultimo processo, e tive o conhecimento que criou-se o bio-filme, nome dado as impurezas visualizadas a olho nu. Em jeito de conclusão, achei este trabalho prático muito interessante e aproveitoso, porque assim aos poucos e poucos vou ganhando mais prática e mais à vontade ao manusiar o material de laboratório.

Curso: Técnico/a de Controlo de Qualidade Alimentar

Governo da República

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->