P. 1
Teorias Organizacionais

Teorias Organizacionais

|Views: 10.434|Likes:
Publicado porJonatan Padilha

More info:

Published by: Jonatan Padilha on Jun 18, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/06/2013

pdf

text

original

TEORIAS ORGANIZACIONAIS

Prof. Ms. Juliano Di Luca julianodl@yahoo.com

_________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS

Professor Juliano Di Luca

Conceito de administração – “Administração é processo ou atividade dinâmica, que consiste em tomar decisões sobre objetivos e recursos” Antônio Cesar Amaru Maximiano Objetivos Pessoas A Razão de se constituir organizações Conceito de teorias organizacionais – Conhecimentos descritivos e prescritivos A formação do conhecimento em administração – Conhecimento prático e teórico Função social da administração

Recursos, Pessoas, Recursos, Pessoas, Informação, Informação, Conhecimento Conhecimento Espaço, Tempo, Espaço, Tempo, Dinheiro, Dinheiro, Instalações Instalações

RECURSOS RECURSOS

DECISÕES DECISÕES OBJETIVOS OBJETIVOS
Resultados Resultados esperados do sistema esperados do sistema Planejamento Planejamento Organização Organização Controle Controle
Administração como processo de tomar decisões sobre objetivos e recursos. MAXIMIANO, A. C. A. Teoria Geral da Administração. Pg. 25
Professor Juliano Di Luca

Execução e Direção Execução e Direção

FORMAÇÃO DO CONHECIMENTO
Relatos da experiência prática Métodos científicos de observação e análise Experiência prática de Experiência prática de administradores e administradores e todos os tipos de todos os tipos de organizações organizações PRÁTICA Educação formal e informal Contatos pessoais, livros, artigos e treinamento
Professor Juliano Di Luca

••Conhecimentos Conhecimentos descritivos descritivos ••Conhecimentos Conhecimentos prescritivos prescritivos TEORIA

DISSEMINAÇÃO DO CONHECIMENTO

_________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS

Professor Juliano Di Luca

A revolução industrial – O crescimento urbano – A insubordinação dos artesãos – A crescente demanda mundial Administração científica – O problema de salários – O sistema de pagamentos – Estudo sistemático do tempo – Frank e Lilian Gilbreth e o estudo de tempos – Definição de tempos padrão – Divisão de autoridades e responsabilidades – Críticas à administração científica

_________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS

Professor Juliano Di Luca

Ford – A produção em massa – A linha de montagem móvel – Peças e componentes padronizados e intercambiáveis – Simplificação do processo produtivo – Controle de qualidade – Jornada de 8hs e salário mínimo de U$ 5 GM – Profissionalização da administração – Aumento das opções de veículos – Criação de centros de lucros (divisões)

TAYLOR, FORD E SLOAN TAYLOR, FORD E SLOAN

ADMINISTRAÇÃO ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA CIENTÍFICA

SISTEMA FORD DE SISTEMA FORD DE PRODUÇÃO PRODUÇÃO

ORGANIZAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO DA GENERAL MOTORS GENERAL MOTORS

••Ênfase na eficiência do Ênfase na eficiência do processo produtivo ee processo produtivo economia de recursos economia de recursos

••Linha de montagem Linha de montagem móvel móvel ••Especialização do Especialização do trabalhador trabalhador ••Sistema produtivo Sistema produtivo administrado de forma administrado de forma sistêmica sistêmica ••Verticalização (controle Verticalização (controle de todos os de todos os fornecimentos) fornecimentos) ••Um produto para todos Um produto para todos

••Um produto para cada Um produto para cada tipo de cliente tipo de cliente ••Divisões autônomas Divisões autônomas (unidades de negócios) (unidades de negócios) para cada produto para cada produto ••Administração central Administração central define objetivos eecobra define objetivos cobra resultados resultados

Professor Juliano Di Luca

_________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS

Linha de montagem de Ford

Professor Juliano Di Luca

_________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS

Modelo T de Henry Ford

Professor Juliano Di Luca

Fayol e a escola do processo da administração _________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS
Distinção da atividade administrativa das atividades operacionais Atividades ou funções da empresa – Técnica (produção, manufatura) – Comercial (compra, venda, troca) – Financeira (procura e utilização de capital) – Segurança (proteção da propriedade e das pessoas) – Contabilidade (registro de estoques, balanços...) – Administração Planejamento, organização, execução e controle

Professor Juliano Di Luca

Max Weber e o estudo da burocracia _________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS
Os modos de dominação – Carismático, tradicional e racional Principais características da burocracia – Formalidade, impessoalidade e profissionalismo
TIPO DE PODER PODER COERCITIVO: baseia-se em punições. PODER MANIPULATIVO: baseia-se em recompensas. PODER NORMATIVO: baseia-se em crenças. TIPO DE CONTRATO PSICOLÓGICO ALIENATÓRIO: obediência mecânica. CALCULISTA: obediência interesseira. TIPO DE ORGANIZAÇÃO COERCITIVA: objetivo é controlar o comportamento. UTILITÁRIA: objetivo é obter resultados por meio de trocas com os funcionários. NORMATIVA: objetivo é realizar missão em que os participantes acreditam.

MORAL: disciplina interior.

Tipos de poder; obediência e organização, segundo Etzioni organizaç Fonte: MAXIMIANO, A. C. A. Teoria Geral da Administração. Administraç

Professor Juliano Di Luca

Max Weber e o estudo da burocracia _________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS
As disfunções da burocracia – Excesso de regras – Hierarquia e individualismo – Mecanicismo – Problemas de comunicação – Desestímulo à inovação – Indefinição de responsabilidade – Valorização excessiva dos regulamentos – Excesso de formalidade – Resistência a mudanças – Despersonalização das relações humanas – Dificuldade no atendimento aos clientes

Professor Juliano Di Luca

Max Weber e o estudo da burocracia _________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS
Modelos organizacionais de Burns e Stalker
••Hierarquizadas Hierarquizadas ••Burocráticas Burocráticas ••Especializadas Especializadas ••Adequadas a Adequadas a condições condições ambientais ambientais estáveis estáveis

MODELO MODELO MECANICISTA MECANICISTA MODELOS MODELOS DE BURNS E DE BURNS E STALKER STALKER MODELO ORGÂNICO

Professor Juliano Di Luca

••Flexíveis Flexíveis ••Redefinição Redefinição contínua de tarefas contínua de tarefas ••Organogramas de Organogramas de pouca utilidade pouca utilidade ••Adequadas a Adequadas a ambientes instáveis ambientes instáveis

ORGANIZAÇÃO EMPRESARIAL MÁQUINA PROFISSIONAL DIVERSIFICADA

PARTE MAIS IMPORTANTE Cúpula estratégica Tecnoestrutura Núcleo operacional Linha média Pessoal de pesquisa e desenvolvimento Ideologia Não há

CARACTERÍSTICAS Centralização na figura de um executivo ou empreendedor. Energia produzida por técnicos especializados e gerentes. Controle exercido por especialistas independentes. Gerentes de gerentes administram unidades de negócios. Ênfase na busca de conhecimentos para lidar com ambiente dinâmico
Professor Juliano Di Luca

INOVADORA

MISSIONÁRIA POLÍTICA
Configurações de Mintzberg. Configuraç

Controle das pessoas por meio de crenças e símbolos. Conflito e mudança.

Fonte: MAXIMIANO, A. C. A. Teoria Geral da Administração. Administraç

IMAGEM MÁQUINA ORGANISMO VIVO CÉREBRO CULTURA SISTEMA POLÍTICO PRISÃO PSÍQUICA SISTEMA EM FLUXO E TRANSFORMAÇÃO INSTRUMENTO DE DOMINAÇÃO

CARACTERÍSTICAS Ênfase no sistema mecanicista do tipo ideal de Weber. Semelhança com o modelo orgânico de Burns e Stalker. Distribuição uniforme da inteligência e do conhecimento. Interpretação de situações com base em valores similares. Conciliação de interesses conflitantes. Alienação das pessoas. Intercâmbio dinâmico com o ambiente. Poder opressivo sobre as pessoas.
Professor Juliano Di Luca

Imagens de Morgan. Fonte: MAXIMIANO, A. C. A. Teoria Geral da Administração. Administraç

Pensadores da função de gerente _________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS
Chester Barnard e as Funções do Executivo – Incutir senso de propósito moral – Trabalhar com a organização informal – Facilitar a comunicação – Tomar decisões – Entender a aceitação da autoridade Herbert Simon e o Processo Decisório – Prospecção: análise de um problema ou situação que requer solução – Concepção: criação de alternativas de solução para o problema ou situação – Decisão: julgamento e escolha de uma alternativa

Professor Juliano Di Luca

Pensadores da função de gerente _________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS
Henry Mintzberg e os Papéis Gerenciais
Empreendedor Empreendedor Controlador de distúrbios Controlador de distúrbios Administrador de recursos Administrador de recursos Negociador Negociador
Papéis de Decisão

Figura de proa Figura de proa Líder Líder Ligação Ligação
Papéis Interpessoais

Monitor Monitor Disseminador Disseminador Porta-voz Porta-voz
Papéis de informação
Professor Juliano Di Luca

Fonte: MAXIMIANO, A. C. A. Teoria Geral da Administração. Pg. 64

Pensadores da função de gerente _________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS
Habilidades segundo Robert L. Katz
Administração superior HABILIDADES CONCEITUAIS

Gerência intermediária

HABILIDADES HABILIDADES HUMANAS HUMANAS

Supervisão de primeira linha

HABILIDADES TÉCNICAS

Fonte: MAXIMIANO, A. C. A. Teoria Geral da Administração. Pg. 78

Professor Juliano Di Luca

Administração da Qualidade _________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS
DEFINIÇÕES DE QUALIDADE EXCELÊNCIA • Qualidade significa o melhor que se pode fazer, o padrão mais elevado de desempenho em qualquer campo de atuação. • Qualidade significa ter mais atributos; usar materiais ou serviços raros, que custam mais caro. • Qualidade como valor é conceito relativo, que depende do cliente e seu poder aquisitivo. • Qualidade planejada; projeto do produto ou serviço; definição de como o produto ou serviço deve ser. • Produto ou serviço de acordo com as especificações do projeto. Uniformidade; produtos ou serviços idênticos. • Qualidade de projeto e ausência de deficiências: projeto excelente e produto/serviço de acordo com o projeto.

VALOR

ESPECIFICAÇÕES CONFORMIDADE REGULARIDADE ADEQUAÇÃO AO USO

Professor Juliano Di Luca

Administração da Qualidade _________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS
CUSTOS DA NÃO-QUALIDADE CUSTOS INTERNOS DOS DEFEITOS • Matérias-primas e produtos refugados • Produtos que precisam ser retrabalhados • Modificações nos processos produtivos Custos dos defeitos que são • Perda de receita apanhados antes de os produtos • Tempo de espera dos equipamentos e serviços serem expedidos para parados enquanto se fazem correções o cliente: • Pressa e tensão para entregar os produtos corrigidos ou consertados CUSTOS EXTERNOS DOS DEFEITOS Custos dos defeitos que são apanhados depois que chegam ao cliente: • Cumprimento das garantias oferecidas ao cliente • Perda de encomendas • Processamento de devoluções • Custos de processos nos organismos de defesa do consumidor • Comprometimento da imagem • Perda de clientes e de mercado

Professor Juliano Di Luca

Administração da Qualidade _________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS
ERA DA ERA DA INSPEÇÃO INSPEÇÃO
••Observação direta do Observação direta do produto ou serviço pelo produto ou serviço pelo fornecedor ou fornecedor ou consumidor consumidor ••Produtos e serviços Produtos e serviços inspecionados um a um inspecionados um a um ou aleatoriamente ou aleatoriamente

ERA DO ERA DO CONTROLE CONTROLE ESTATÍSTICO ESTATÍSTICO
••Observação direta do Observação direta do produto ou serviço pelo produto ou serviço pelo fornecedor, ao final do fornecedor, ao final do processo produtivo processo produtivo ••Produtos e serviços Produtos e serviços inspecionados com inspecionados com base em amostras base em amostras

ERA DA ERA DA QUALIDADE QUALIDADE TOTAL TOTAL
••Produtos e serviços Produtos e serviços definidos com base nos definidos com base nos interesses do interesses do consumidor consumidor ••Observação de Observação de produtos e serviços produtos e serviços durante o processo durante o processo produtivo produtivo ••Qualidade garantida Qualidade garantida do fornecedor ao cliente do fornecedor ao cliente

Professor Juliano Di Luca

Administração da Qualidade _________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS
A era da qualidade total – Foco no cliente
A qualidade quem estabelece é o cliente e não os engenheiros, nem o pessoal de marketing ou da alta administração. A qualidade de um produto ou serviço pode ser definida como o conjunto total das características de marketing, engenharia, fabricação e manutenção do produto ou serviço que satisfazem as expectativas do cliente. Feigenbaum

– A importância do Sistema de Qualidade A escola japonesa da qualidade – As idéias de Deming, Juran – A evolução da qualidade total As idéias de Ishikawa Garantia da qualidade e auditoria do sistema Auditoria do sistema da qualidade

Professor Juliano Di Luca

_________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS

Administração Japonesa

SHEWHART SHEWHART DEMING DEMING SISTEMA TOYOTA SISTEMA TOYOTA DE PRODUÇÃO DE PRODUÇÃO

FORD FORD TAYLOR E OUTROS TAYLOR E OUTROS DA ADMINISTRAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA CIENTÍFICA

MODELO MODELO JAPONÊS DE JAPONÊS DE ADMINISTRAÇÃO ADMINISTRAÇÃO

CULTURA JAPONESA ORIENTADA CULTURA JAPONESA ORIENTADA PARA O TRABALHO DE GRUPO E A PARA O TRABALHO DE GRUPO E A ECONOMIA DE RECURSOS ECONOMIA DE RECURSOS

Professor Juliano Di Luca

_________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS

Administração Japonesa

O sistema Toyota de Produção – Eliminação de desperdício (produção enxuta)

ELIMINAÇÃO DE DESPERDÍCIOS ELIMINAÇÃO DE DESPERDÍCIOS

RACIONALIZAÇÃO RACIONALIZAÇÃO DA FORÇA DE DA FORÇA DE TRABALHO TRABALHO

JUST IN TIME JUST IN TIME

PRODUÇÃO PRODUÇÃO FLEXÍVEL FLEXÍVEL
Professor Juliano Di Luca

_________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS

Administração Japonesa

O sistema Toyota de Produção – Fabricação com Qualidade

FABRICAÇÃO COM FABRICAÇÃO COM QUALIDADE QUALIDADE

FAZER CERTO DA FAZER CERTO DA PRIMEIRA VEZ PRIMEIRA VEZ

CORRIGIR CAUSAS CORRIGIR CAUSAS FUNDAMENTAIS DOS FUNDAMENTAIS DOS ERROS ERROS

UTILIZAR CÍRCULOS UTILIZAR CÍRCULOS DA QUALIDADE DA QUALIDADE
Professor Juliano Di Luca

Administração Japonesa
_________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS

Diagrama de Ishikawa
CHECK-IN

EQUIPAMENTOS
Aviões velhos e mal conservados Pouco espaço para os passageiros

Atendentes desinformados Overbooking

Por que ocorre este problema? Por que ocorre este problema?
Bagagem extraviada Comida ruim Atrasos constantes

Reclamações dos Reclamações dos passageiros da passageiros da AIR PINDORAMA AIR PINDORAMA

OUTRAS CAUSAS

SERVIÇOS

Professor Juliano Di Luca

_________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS

Administração Japonesa

Professor Juliano Di Luca

O fator cultural na administração japonesa – Cultura Nacional Combate ao desperdício Trabalho de grupo Consenso no processo decisório – Cultura Organizacional Emprego vitalício Carreira lenta Carreira generalista Controle implícito (disciplina interior) Decisão por consenso Responsabilidade coletiva

_________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS

Enfoque Comportamental

Professor Juliano Di Luca

Escola das Relações Humanas – Efeito Hawthorne A empresa como um sistema social – Grupos Informais Realização de objetivos comuns Valorização das pessoas Proteção dos integrantes Definição dos padrões de desempenho – Normas de conduta – Cultura organizacional – Clima organizacional

Características e diferenças individuais _________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS
Percepção – Seletiva e sensitiva – Fatores que influenciam as diferenças de percepção: Observador Estímulo Situação Percepção de pessoas – Contraste – Estereótipos e preconceitos – Efeito halo – Projeção

Professor Juliano Di Luca

Características e diferenças individuais _________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS
Atitudes, aptidões, teoria da inteligência, personalidade, biografia

SOCIEDADE SOCIEDADE

VARIÁVEIS VARIÁVEIS BIOGRÁFICAS BIOGRÁFICAS

INDIVÍDUO INDIVÍDUO

COMPORTAMENTO E COMPORTAMENTO E DESEMPENHO DESEMPENHO
Professor Juliano Di Luca

GRUPO GRUPO

Enfoque Comportamental Motivação _________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS
Significado de Motivação Modelo Básico de Motivação

ESTÍMULO ESTÍMULO

PESSOA PESSOA

OBJETIVO OBJETIVO

Teoria da Expectativa – O desempenho que se alcança é proporcional ao esforço que se faz – O esforço que se faz é proporcional ao valor que se dá à recompensa – Se a recompensa for atraente, a motivação para fazer o esforço será grande

Professor Juliano Di Luca

Enfoque Comportamental Motivação _________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS
Behaviorismo – Condicionamento Operante O comportamento é reforçado por suas próprias conseqüências (reforços) – Reforço Positivo e Punição – Programação de estímulos Contínuo ou intermitente – Extinção – Modificação do comportamento Teoria da Eqüidade – Crença de que as recompensas devem ser proporcionais ao esforço e iguais para todos.

Professor Juliano Di Luca

Enfoque Comportamental Motivação _________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS
Hipóteses sobre a motivação – Quais recompensas são eficazes ?
HIPÓTESES SOBRE A MOTIVAÇÃO HUMANA Homem econômico-racional Homem social A motivação encontra-se na perspectiva do ganho; o motivo importante é ter bens materiais. A motivação é o grupo; o motivo importante é o reconhecimento dos colegas. A motivação é a realização interior; o motivo importante é a satisfação íntima. A motivação não tem causa única; diversos motivos ou causas são importantes para mover o comportamento.

Homem auto-realizador

Homem complexo

Professor Juliano Di Luca

Enfoque Comportamental Motivação _________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS
Teoria das Necessidades
NECESSIDADE DE AUTO-REALIZAÇÃO NECESSIDADE DE ESTIMA NECESSIDADES SOCIAIS NECESSIDADES DE SEGURANÇA NECESSIDADES BÁSICAS
Hierarquia das necessidades, segundo Abraham Maslow

Professor Juliano Di Luca

Enfoque Comportamental Motivação _________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS
Frustação – Decorrência de necessidade insatisfeita. Compensação Resignação Agressão Substituição ou Deslocamento Teoria dos dois fatores (Frederick Herzberg) – Papel dos fatores higiênicos Ambiente de trabalho produz satisfação ou insatisfação com o próprio ambiente. – Papel dos fatores motivacionais Apenas o trabalho em se e seu conteúdo produzem motivação para o trabalho.

Professor Juliano Di Luca

Enfoque Comportamental Liderança _________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS
Liderança – Definição
Processo de conduzir as ações ou influenciar o comportamento e a mentalidade de outras pessoas. Realização de metas por meio da direção de colaboradores.

– Autoridade Formal X Consentimento Elementos da Liderança – Características do Líder – Características pessoais dos liderados – Características da tarefa
Missão moral, calculista ou alienatória
Professor Juliano Di Luca

Motivações e competências

– Conjuntura social, política e econômica

Enfoque Comportamental Liderança _________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS
A pessoa do líder – Traços de personalidade (Biografia) – Motivações do líder
Realização pessoal ou grupal

– Habilidades
Comunicação e competência técnica

Tirania, Autocracia, Democracia, Liberalismo e Demagogia

Professor Juliano Di Luca

Uso da autoridade – Autocracia, democracia e liberalismo – Comportamento

Enfoque Comportamental Liderança _________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS
Estilos de liderança
ESTILO DE LIDERANÇA Estilos associados ao modelo democrático Estilos associados ao modelo autocrático

• Liderança orientada para as pessoas • Liderança orientada para a tarefa • Liderança orientada para as relações • Liderança orientada para as humanas produção • Liderança orientada para a consideração • Liderança orientada para o planejamento e organização
Professor Juliano Di Luca

_________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS

Cultura Organizacional

Componentes da Cultura Organizacional – Artefatos, tecnologia, símbolos e valores Função e importância da Cultura Organizacional
– Relacionamento intra-organizacional e com o ambiente externo.

Disfunções da cultura organizacional Indicadores da Cultura Organizacional e sua relação com a competitividade da empresa

Professor Juliano Di Luca

_________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS

Enfoque Sistêmico

A Teoria da complexidade – As relações das partes com o todo A idéia de sistema
– Sistema é um todo complexo ou organizado; é um conjunto de partes ou elementos que formam um todo unitário ou complexo.

Estrutura dos sistemas
Professor Juliano Di Luca

– Qualquer sistema pode ser representado como conjunto de elementos ou componentes interdependentes, que se organizam em três partes: entrada, processo e saída.

_________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS

Enfoque Sistêmico

Bases do enfoque sistêmico
– Elementos que interagem e se influenciam, agregados em conjuntos ou todos complexos. GESTALT (Teoria da Forma): a natureza e o comportamento de um elemento são determinados pelo conjunto a que pertence Cibernética: um sistema pode controlar seu comportamento, com base em informações sobre esse mesmo comportamento e sobre o objetivo que pretende atingir (feedback) Teoria Geral dos Sistemas: as totalidades são formadas de partes interdependentes

Professor Juliano Di Luca

_________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS

Enfoque Sistêmico

Organizações como sistemas
– Uma organização é um sistema composto de elementos ou componentes interdependentes, que podem ter cada um seus próprios objetivos.

A importância do ambiente
– A tarefa primordial da administração, de acordo com esse conceito, é procurar fazer o ajuste entre o sistema organizacional com seu ambiente.

– Estrutura do ambiente
Professor Juliano Di Luca

Ambiente Imediato: Mercado e clientes, concorrência, fornecedores, distribuidores e concessionários, sindicatos Macroambiente: tecnologia, ecologia, legislação e instituições, economia, demografia e sociedade.

_________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS

Enfoque Sistêmico

Aplicações do enfoque sistêmico
O desenvolvimento do enfoque sistêmico teve diversas conseqüências para a teoria e a prática da administração: – Primeiro, evidenciou a importância do pensamento holístico, que procura entender e manejar a complexidade de qualquer situação ou problema enfrentado pelas organizações. – Segundo, estabeleceu a importância de considerar o ambiente como determinante da eficácia da organização. – Terceiro, consolidou o contigency approach, a abordagem situacional para o processo administrativo – Quarto, facilitou o tratamento da questão estratégica na administração e de outros enfoques para os quais a visão global é importante

Professor Juliano Di Luca

Novos paradigmas e modelos de administração _________________________________________ TEORIAS ORGANIZACIONAIS Administração Participativa Reegenharia de processos Bechmarking Administração Virtual Qualidade de vida no trabalho Tendências da administração no Brasil e no mundo
Professor Juliano Di Luca

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->