Você está na página 1de 13

Renascimento

ASSUNçãO DE MARIA
TIZIANO
Índice
Renascimento

Tiziano

Igreja de Santa Maria deí Frari


Assunção de Maria
Renascimento
Movimento Renascentista ou apenas Renascimento foi o nome
dado ao Renascimento Cultural que aconteceu durante os
séculos XIV, XV e XVI na Europa. A primeira vez que ouvi
falar no Renascimento fiquei muito intrigada e perguntei à
minha mãe: o que é que renasceu? Pois bem, agora já sei: o
que renasceu foi a cultura greco-latina. A cultura grega da
antiguidade (século V antes de Cristo) baseava-se no
pensamento dos filósofos Sócrates, Platão, Aristóteles e na
criação de estátuas com a figura humana. Essa cultura foi
adoptada pelos Romanos que conquistaram o seu império
entre os séculos II antes de Cristo e IV da era cristã.
O Império Romano do ocidente desfez-se. Foi nessa altura,
chamada idade média, que vai até ao século XIII, que se
formaram a maior parte dos actuais Estados europeus. O
Cristianismo espalhou-se nessa época e esses novos povos
converteram-se também ao cristianismo. Na idade média
Deus era o centro do Universo. Os Romanos espalharam a
cultura grega e a língua latina por quase toda a Europa, pelo
Norte de África e pela Ásia Menor (toda a bacia do
Mediterrâneo). Quando os Germanos, os Visigodos, os
Celtas, os Eslavos, os Normandos, conquistaram os
territórios europeus do Império Romano, entre os séculos V
e X da nossa era, a cultura greco-latina foi submetida às
influências culturais desses novos povos. No século XIV, a
Europa conheceu um período de relativa
estabilidade, os novos Estados estavam formados, o
comércio voltou a desenvolver-se. Foi então que
vários pensadores e artistas fizeram renascer a
cultura greco-latina, centrada no homem e na razão.
As principais características do Renascimento foram
o Antropocentrismo, o Racionalismo e o
Eu vou explicar o que significam estes conceitos:
Antropocentrismo já que o homem passou a ser o
centro do universo; Racionalismo porque o homem a
partir daí começou a ser visto como ser racional, capaz
de pensar; Experimentalismo pois o homem era capaz
de experimentar e de inovar. Todas estas
características se resumem numa só, Humanismo. O
Renascimento foi assim marcado por importantes
descobertas científicas, nomeadamente nos campos
da astronomia, física, medicina, matemática.
O Renascimento nasceu na Itália, mais
especificamente nas cidades que enriqueceram com o
comércio no Mediterrâneo, como Florença e Veneza.
Porém, com a expansão marítima a ideia
Renascentista foi divulgada por diversas partes do
mundo como Inglaterra, Alemanha e Países Baixos.
Tiziano Tiziano foi um pintor quinhentista que fez
parte do movimento renascentista em Itália.
Tiziano nasceu numa rica família de Pieve di
Cadore (Frioul). O seu pai, Gregório Vecelio era
capitão da milícia e inspector de minas. Não se
sabe que educação teve Tiziano. Não conhecia o
latim e a maior parte das cartas da sua autoria
foram escritas por outras pessoas a seu pedido.
Tiziano iniciou-se na pintura com o seu
irmão Francesco. Os dois irmãos foram para
Veneza estudar arte. Ao cabo de algum tempo
Tiziano foi para o atelier de Giovani Bellini,
que nessa altura era o pintor mais reputado de
Veneza. Foi aí que se tornou amigo de
Giorgione com quem passou a trabalhar.
Tiveram uma grande amizade e colaboraram em
vários trabalhos. Depois da morte de Giorgione
Os principais momentos na vida de Tiziano foram os seguintes:
em 1511 pintou os frescos para a Scuola di Sant`Antonio em
Pádua; em 1516, depois da morte de Bellini, Tiziano foi
nomeado pintor oficial da República de Veneza e estabelece o
seu atelier no Canale Grande; em 1520 executa uma encomenda
para a decoração do Palácio dos Doges em Veneza; trabalhou
para cinco Doges sucessivos (os Doges eram os príncipes que
governavam Veneza); em 1525 casa-se com Cecília Soldano,
filha de um barbeiro, de quem tem dois filhos e uma filha; em
1530 a mulher morre; nesse ano Tiziano conhece Carlos V por
ocasião duma viagem deste imperador a Itália; pintou vários
retratos de Carlos V; três anos mais tarde Carlos V concede-
lhe o título de Conde Palatino e Cavaleiro d´Oro, uma honra
sem precedentes para um pintor; em 1545 Tziano vai a Roma a
convite do Papa Paulo III; cinco anos mais tarde foi para
Hamburgo trabalhar para o rei Filipe II; mais tarde recebe a
chave da cidade de Roma e volta a Veneza; em 1566 é eleito
membro da academia de Florença, juntamente com Tintoretto;
morre a 27 de Agosto de 1576, talvez devido à peste, talvez
de velhice, não se sabe ao certo; foi enterrado na igreja se
Tiziano teve uma vida recheada de acontecimentos e peripécias

extraordinárias. Foi um génio da pintura, no seu tempo, e

em todos os tempos. Mas foi também um homem como todos

nós, ao longo da vida teve amigos, apaixonou-se, casou,

teve uma família, sentiu a dor e a perda. Tudo isso

enriqueceu a sua pintura.


Igreja de Santa Maria deí Frari em
Veneza
É na igreja de Santa
Maria dei Frari (Santa
Maria dos Frades), em
Veneza, que se encontra
o quadro Assunção de
Maria do qual vos vou
falar a seguir. Foi
pintado por Tiziano. É
também nesta igreja,
que eu visitei em 2007,
que se encontra
sepultado Tiziano.
Assunção de Maria
Assunção de Maria
 Tiziano trabalhou neste enorme quadro para altar durante mais de dois anos,
desde 1516 até 1518. A Assunção de Maria é um marco na carreira do
pintor. A partir daqui Tiziano consagra-se como um artista universal, que
busca a sua inspiração para lá dos limites espaciais de Veneza. As figuras
poderosas dos apóstolos reflectem a influência de Miguel Ângelo, no entanto
o quadro tem similitudes iconográficas com os quadros de Rafael. (Miguel
Ângelo e Rafael foram dois grandes pintores renascentistas; iconografia
significa o culto das imagens).
 Acima de tudo o que sobressai no quadro Assunção de Maria é o desejo de
Tiziano de romper definitivamente com a tradição da pintura veneziana, para
alcançar uma síntese de força dramática e tensão dinâmica, que daí em
diante se tornarão a principal característica do seu trabalho.
 O quadro é composto por três ordens.
 Primeira ordem: Em baixo estão os apóstolos que representam a humanidade.
Estão espantados e atemorizados pelo acontecimento da assunção (elevação)
aos céus da Virgem. São Pedro está de joelhos com a mão no peito, São
Tomás está a apontar para a Virgem, e Santo André, de vermelho, está de
braços estendidos.
 Segunda ordem: No meio do quadro está Nossa Senhora, banhada pela luz e
rodeada por uma hoste de anjos que acompanham a sua elevação aos céus no
meio de grande alegria.
 Terceira ordem: No cimo do quadro está o Padre Eterno (Deus), sereno,
nobre e majestoso, chamando para si a Virgem com um olhar amoroso.
 O quadro está assinado Ticianus, em baixo, ao meio.
Trabalho feito por : Laura Pott
Fontes: web gallery of Art; Wilkipédia;
relatos da minha mãe; a minha visita a
Veneza

Interesses relacionados